APLICAÇÃO DO ULTRASSOM NA ESTÉTICA CORPORAL NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG).

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APLICAÇÃO DO ULTRASSOM NA ESTÉTICA CORPORAL NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG)."

Transcrição

1 APLICAÇÃO DO ULTRASSOM NA ESTÉTICA CORPORAL NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG). Cintia Tosoni Leonardo Ribeiro (*) Monia Luci Pawlowski (*) Tatiane Costa de Sousa (*) (*) Acadêmicas do CST em Estética e Cosmética. Faculdades Integradas Ipiranga. Belem Pará Brasil. INTRODUÇÃO A procura de técnicas e procedimentos com Ultrassom (US) na área da estética vem crescendo como uma alternativa para a complementação de diversos tratamentos, podendo assim proporcionar uma recuperação melhor e mais rápida. Por ter ação inflamatória o US é usado na recuperação do pós-operatório de cirurgias plásticas, onde age na redução da formação de edema (inchaço) e redução da fibrose (cicatriz interna). Uma outra aplicação do US esta no tratamento do Fibro Edema Gelóide - FEG popularmente chamada de celulite que é uma afecção que está presente na maioria da população feminina e que provoca alterações não somente inestéticas como de saúde. O profissional da área de Cosmetologia e Estética tem atuado no tratamentos para este tipo de afecção. Considerando que a utilização do US terapêutico é de suma importância na minimização do FEG. Outra aplicação pouco conhecida na área da estética é a recuperação da cicatrização de queimaduras de 3º grau, estando o US usado em seu estágio final de cicatrização promovendo uma melhora estética na região afetada. O US pode provocar três tipos de efeitos: O térmico, que provoca o aumento da vascularização do tecido melhorando a oxigenação local; O químico, que provoca a produção de colágeno e fibras elásticas melhorando a firmeza da pele e o mecânico provocando o aumento da penetração de ativos cosméticos, melhorando o desempenho dos produtos. Este trabalho tem por finalidade mostrar as definições físicas o US bem como suas aplicações genéricas e enfatizar a ação biofísica do US no FEG podendo assim servir como base de referência à profissionais da área particularizando a de estética corporal. 1/6

2 MATERIAL E MÉTODOS Trata-se de uma pesquisa bibliográfica pra a qual se utilizou material já publicado, constituído principalmente de livros, artigos e material disponibilizado na internet. Foi executada e abordada uma pesquisa qualitativa para a qual se utilizou estudo de teorias fundamentadas nas normas de trabalhos acadêmicos e em concordância com as leis e princípios envolvidos das áreas estudadas. Segundo Jung (2004) a pesquisa bibliográfica tem por finalidade conhecer as diferentes formas de contribuição científica que se realizaram sobre determinado assunto ou fenômeno. A pesquisa feita é denominada de pura ou básica que se baseada apenas nas teorias e princípios físicos constatados pela ciência através de experimentação, sem que houvesse uma aplicação prática prevista por nossa parte. Pesquisa qualitativa é classificada através da obtenção de dados analisados indutivamente, as informações não podem ser quantificáveis, a interpretação dos fenômenos e a atribuição dos significados são básicas utilizando caráter descritivo, Rodrigues (2007). A construção do fundamento teórico foi baseada em pesquisa descritiva, identificando as características físicas e biofísicas dos US e suas aplicações em estética e cosmética. RESULTADOS E DISCUSSÃO O Ultrassom (US) é uma onda sonora, portanto mecânica, com frequências superiores a 20kHz. Ondas sonoras com essas frequências são inaudíveis peolo ser humano. O US no uso terapêutico pode ser tanto em alta como em baixa intensidade, sendo o de baixa usado em medicina na produção de imagens enquanto que o de alta intensidade na fisioterapia e em estética e cosmética. 2/6

3 O ultrassom terapêutico, no mercado nacional, caracterize-se por apresentar frequência de 1,0 a 3,0 MHz, sendo disponível atualmente também em 5,0 MHz. A intensidade pode variar entre 0,1 e 3,0 W/cm². Mais recentemente, alguns equipamentos forram projetados para apresentar limites de intensidades mais compatíveis com a prática clinica, as quais variam de 0,01 a 2,0 W/cm². Estes equipamentos estão mais próximos da prática terapêutica, uma vez que raramente utilizam-se doses superiores a 2,0 W/cm². A frequência de 5,0 MHz é indicada exclusivamente para a área de dermatologia por apresentar uma pequena capacidade de penetração de tecidos biológicos Guirro e Guirro (2004, p. 176). O Fibro Edema Gelóide (FEG) ocorre em 90% das mulheres logo após a adolescência. O FEG é uma infiltração edematosa não inflamatório do tecido conjuntivo subcutâneo, seguido de polimerização da substância fundamental que se infiltrando nas tramas, produz uma reação fibrótica consecutiva, ou seja, os mucopolissacarídeos que a integram sofrem um processo de geleificação (CIPORKIN, H.; PASCHOAL, L.H, 1992). É considerada uma patologia multifatorial por ser determinada por efeitos hormonais, predisposição genética, inatividade, dietas inadequadas, obesidade, distúrbios posturais, bem como o tabagismo. Portanto este problema estético é caracterizado pela presença de pequenas depressões na pele, com aspecto conhecido por casca de laranja, acolchoado ou capitone (GUIRRO, GUIRRO, 2004). No que se refere á anatomia patológica do FEG, Lageze apud Guirro e Guirro (2004) a descreveu e a subdividiu em quatro fases. Foi o primeiro a ter descrito tal anatomia, complementando os achados histológicos apresentados por outros autores, veja a tabela 01 a seguir. 3/6

4 Tabela 01. Fases de Cicatrização. Conforme Guirro e Guirro (2002), as lesões teciduais surgem em três estágios, subdivididos segundo a gravidade de cada um, FEG brando (grau I), FEG moderado (grau II) e FEG grave (grau III), de acordo com a tabela 02. De acordo com o autor, o FEG brando é sempre curável, o moderado é frequentemente curável e o grave é considerado como incurável, ainda que passível de melhora. 4/6

5 Tabela 02. Graus da FEG. CONCLUSÃO Durante o estudo foi possível verificar a eficácia do US em vários tratamentos e em particular no FEG. O US é uma forma não invasiva de tratamento na reparação de lesões teciduais, sendo o método pulsátil a modalidade mais escolhida pelos que o usam. Seus efeitos benéficos são significativos causando, aumento do fluxo sanguíneo, liberação de mediadores da inflamação, migração de leucócitos, síntese 15 de colágeno e a formação do tecido cicatricial. Não esquecendo que quando for usado em queimadura a mesma tem que estar em seu estádio final de cicatrização. A área da Cosmetologia e Estética vem atuando de acordo com tratamentos adequados as necessidades de cada caso, sendo de extrema importância uma avaliação do local lesionado. E ela vem tomando seu espaço e mostrando resultados benéficos. Essas patologias mostradas neste trabalho podem ser tratadas por profissionais da área da estética, os quais deverão ter conhecimento e habilidade 5/6

6 para determinar o tratamento a ser realizado, uma vez que a finalidade desta profissão e a melhoria da qualidade de vida e do bem estar do seu cliente. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS AGNE, Jones Eduardo. EU sei Eletroterapia. 3. Ed, cap. Ultrassom, MAZZANTI, Alexandre; TOGNOLI, Guilherme Kanciukaitis. Ultrassom Terapêutico na Cicatrização Tecidual. Revista Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, n.4, p , jul, RIBEIRO, Maria Aparecida; ALVES, Leila Raquel. Efeito do Ultrassom Terapêutico na Cicatrização de Pós-operatório: uma revisão. Balneário Camboriú: UNIVALI. CIPORKIN, H.; PASCHOAL, L.H. Atualização terapêutica e fisiopatogênica da lipodistrofia ginóide. São Paulo: Santos, GUIRRO, E.; GUIRRO, R. Fisioterapia dermato-funcional. 3.ed. São Paulo: Manole, /6

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CÓDIGO: Fisio 227 CH TOTAL: 60hs PRÉ-REQUISITO: -----

Leia mais

FIBROSE: Formação da Fibrose Cicatricial no Pós Operatório e Seus Possíveis Tratamentos.

FIBROSE: Formação da Fibrose Cicatricial no Pós Operatório e Seus Possíveis Tratamentos. CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU CURSO DE ESTÉTICA E COSMÉTICA Gresemar Aparecida Silva Vedat Sevilla RA 5250988 Natalia Matos da Silva RA: 6837127 Coordenadora: Prof. Natalie

Leia mais

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO A IMPORTÂNCIA DOS TRATAMENTOS ESTÉTICOS NO PRÉ E PÓS- OPERATÓRIO DE CIRURGIA DO CONTORNO CORPORAL

Leia mais

TRATAMENTO COM ELETROLIPOFORESE PARA FIBRO EDEMA GELÓIDE EM REGIÃO GLÚTEA

TRATAMENTO COM ELETROLIPOFORESE PARA FIBRO EDEMA GELÓIDE EM REGIÃO GLÚTEA TRATAMENTO COM ELETROLIPOFORESE PARA FIBRO EDEMA GELÓIDE EM REGIÃO GLÚTEA RINALDI, C. L.W.; SPESSATO, L. C. Resumo: O objetivo do presente estudo foi avaliar o benefício da eletrolipoforese no tratamento

Leia mais

FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL: UM PERFIL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO ESTADO DO PARANÁ

FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL: UM PERFIL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO ESTADO DO PARANÁ 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL: UM PERFIL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO ESTADO DO PARANÁ Ana Paula Serra de Araújo 1, Maristela Lopes Cabral 2 RESUMO:

Leia mais

ENDERMOTERAPIA INSTITUTO LONG TAO

ENDERMOTERAPIA INSTITUTO LONG TAO ENDERMOTERAPIA INSTITUTO LONG TAO Melissa Betel Tathiana Bombonatti A endermoterapia foi criada na França em 1970 por Louis Paul Guitay. Ele sofreu um grave acidente de carro que causou queimaduras de

Leia mais

FORMAÇÃO DA FIBROSE CICATRICIAL NO PÓS-CIRÚRGICO DE CIRURGIA ESTÉTICA E SEUS POSSÍVEIS TRATAMENTOS: artigo de revisão 1

FORMAÇÃO DA FIBROSE CICATRICIAL NO PÓS-CIRÚRGICO DE CIRURGIA ESTÉTICA E SEUS POSSÍVEIS TRATAMENTOS: artigo de revisão 1 FORMAÇÃO DA FIBROSE CICATRICIAL NO PÓS-CIRÚRGICO DE CIRURGIA ESTÉTICA E SEUS POSSÍVEIS TRATAMENTOS: artigo de revisão 1 Tauana Sofia Vieira 2 Daisy Janice Aguilar Netz 3 Resumo: A procura por cirurgias

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Tratamento Pré e Pós Operatório Código: -- Pré-requisito: --

Leia mais

EFEITOS FISIOLÓGICOS DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DO FIBRO-EDEMA GELÓIDE

EFEITOS FISIOLÓGICOS DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DO FIBRO-EDEMA GELÓIDE EFEITOS FISIOLÓGICOS DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DO FIBRO-EDEMA GELÓIDE Ana Paula Kuhnen 1 - Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, Florianópolis,

Leia mais

ULTRA-SOM THIAGO YUKIO FUKUDA

ULTRA-SOM THIAGO YUKIO FUKUDA ULTRA-SOM THIAGO YUKIO FUKUDA Freqüência > 20kHz Depende de um meio para se propagar O que acontece quando a onda atinge um novo material? Refração: mudança na direção da onda sonora. Reflexão: A onda

Leia mais

Efeitos Biológicos do Ultra-som Terapêutico

Efeitos Biológicos do Ultra-som Terapêutico Painel Setorial de Equipamentos de Fisioterapia por Ultra-som Efeitos Biológicos do Ultra-som Terapêutico Prof. Dr. Rinaldo R J Guirro Programa de Pós-graduação em Fisioterapia Universidade Metodista de

Leia mais

A APLICABILIDADE DO ULTRA SOM AVATAR IV ESTHÉTIC ASSOCIADO À FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG) 1 RESUMO

A APLICABILIDADE DO ULTRA SOM AVATAR IV ESTHÉTIC ASSOCIADO À FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG) 1 RESUMO A APLICABILIDADE DO ULTRA SOM AVATAR IV ESTHÉTIC ASSOCIADO À FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG) 1 RESUMO Andressa da Silva Luz 2 Roberta Pires da Silva 3 Prof. Adriana Caixeta 4 O fibro

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC no 433 de 21/10/11 DOU de 24/10/11

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC no 433 de 21/10/11 DOU de 24/10/11 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC no 433 de 21/10/11 DOU de 24/10/11 Componente Curricular: Estética Facial Código: -- Pré-requisito: -- Período Letivo:

Leia mais

O termo "celulite" foi primeiro usado na década de 1920, para descrever uma alteração estética da superfície cutânea (ROSSI & VERGNANINI, 2000).

O termo celulite foi primeiro usado na década de 1920, para descrever uma alteração estética da superfície cutânea (ROSSI & VERGNANINI, 2000). O termo "celulite" foi primeiro usado na década de 1920, para descrever uma alteração estética da superfície cutânea (ROSSI & VERGNANINI, 2000). Desde então alguns termos são utilizados para designá-la,

Leia mais

Avaliação da Fisioterapia em Pré e Pós Cirurgia Plástica

Avaliação da Fisioterapia em Pré e Pós Cirurgia Plástica Avaliação da Fisioterapia em Pré e Pós Cirurgia Plástica Ms. Giovana B. Milani Mestre em Ciências pela FMUSP Pós- Graduada em Fisioterapia Dermatofuncional Pós- Graduada em Aparelho locomotor no esporte

Leia mais

DRENAGEM LINFÁTICA ASSOCIADA À CARBOXITERAPIA NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE GRAU II: ESTUDO DE CASO

DRENAGEM LINFÁTICA ASSOCIADA À CARBOXITERAPIA NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE GRAU II: ESTUDO DE CASO 4.00.00.00-1 - CIÊNCIAS DA SAÚDE 4.08.00.00-8 - Fisioterapia e Terapia Ocupacional DRENAGEM LINFÁTICA ASSOCIADA À CARBOXITERAPIA NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE GRAU II: ESTUDO DE CASO SUZANA APARECIDA

Leia mais

APLICAÇÃO DA FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE NA REGIÃO ABDOMINAL RESUMO

APLICAÇÃO DA FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE NA REGIÃO ABDOMINAL RESUMO APLICAÇÃO DA FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE NA REGIÃO ABDOMINAL Ohanna Daher de Paula FELIPE 1, Wálace Érick de Medeiros MOURA 1*, Silvani Barreto Assumpção CARDOSO 1, Júlio Correa de

Leia mais

TECNOLOGIA EM Estética e Cosmetologia

TECNOLOGIA EM Estética e Cosmetologia TECNOLOGIA EM Estética e Cosmetologia Características gerais do curso O curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmetologia visa à formação do profissional para atuar no segmento de Estética, Cosmetologia

Leia mais

PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011)

PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011) PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011) EXPEDIENTE CONSULTA 201.733/11 ASSUNTO: Registros de Empresas no CREMEB que utilizam Depilação a Laser, Peelings Químicos e Carboxiterapia.

Leia mais

Curso de Mesoterapia Homeopática

Curso de Mesoterapia Homeopática Curso de Mesoterapia Homeopática NÍVEL BÁSICO 1.ª Edição Módulo I: 1, 2 e 3 de Fevereiro de 2013 Resumo A Mesoterapia consiste na micro-injecção intradérmica de pequenas quantidades de medicamentos em

Leia mais

EFEITOS OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DO ULTRA-SOM NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELOIDE FEG (CELULITE)

EFEITOS OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DO ULTRA-SOM NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELOIDE FEG (CELULITE) EFEITOS OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DO ULTRA-SOM NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELOIDE FEG (CELULITE) Elaine Pickler Oenning 1 Melissa Medeiros Braz 2 RESUMO O fibro edema gelóide (FEG), popularmente conhecido

Leia mais

Avaliação da aplicabilidade de uma nova escala de gravidade fotonumérica para Fibro Edema Gelóide em procedimentos estéticos corporais.

Avaliação da aplicabilidade de uma nova escala de gravidade fotonumérica para Fibro Edema Gelóide em procedimentos estéticos corporais. 0 Avaliação da aplicabilidade de uma nova escala de gravidade fotonumérica para Fibro Edema Gelóide em procedimentos estéticos corporais. Daniela Gonçalves 1 - Acadêmica do Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

Celulite. O que é? LIPO = relativo a gordura DISTROFIA = demonstra desordem nas trocas metabólicas do tecido. GINÓIDE = gino = mulher Oide = forma de

Celulite. O que é? LIPO = relativo a gordura DISTROFIA = demonstra desordem nas trocas metabólicas do tecido. GINÓIDE = gino = mulher Oide = forma de MOISKIN Corporal O que é? Celulite Conjunto de alterações no tecido conjuntivo subcutâneo em conjunto com alterações na microcirculação e consequentemente aumento do tecido fibroso. Conhecida como lipodistrofia

Leia mais

Metodologia Científica Aula 1. Prof.ª Ma. Ana Paula Diniz E-mail: anapauladinizb@hotmail.com

Metodologia Científica Aula 1. Prof.ª Ma. Ana Paula Diniz E-mail: anapauladinizb@hotmail.com Metodologia Científica Aula 1 Prof.ª Ma. Ana Paula Diniz E-mail: anapauladinizb@hotmail.com Bibliografia: http://pesquisaemeducacaoufrgs.pbworks. com/w/file/fetch/64878127/willian%20cost a%20rodrigues_metodologia_cientifica

Leia mais

MITOS E VERDADES RADIOFREQUENCIA TERMOTERAPIA. RF na Medicina (Ablativa) RF na Medicina (Ablativa) 03/05/2013 RADIOFREQUÊNCIA NÃO ABLATIVA

MITOS E VERDADES RADIOFREQUENCIA TERMOTERAPIA. RF na Medicina (Ablativa) RF na Medicina (Ablativa) 03/05/2013 RADIOFREQUÊNCIA NÃO ABLATIVA S E S RADIOFREQUENCIA ESTÉTICA IN RIO 04 A 06 MAIO 2013. RIO DE JANEIRO 7º CONGRESSO CIENTÍFICO BRASILEIRO DE ESTÉTICA Ludmila Bonelli bellebonelli@bellebonelli.com.br TERMOTERAPIA NÃO ABLATIVA RF na Medicina

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE DAS FRAÇÕES DE COLESTEROL APÓS O USO DE ULTRASSOM DE ALTA POTÊNCIA NO TRATAMENTO DA GORDURA LOCALIZADA ABDOMINAL

TÍTULO: ANÁLISE DAS FRAÇÕES DE COLESTEROL APÓS O USO DE ULTRASSOM DE ALTA POTÊNCIA NO TRATAMENTO DA GORDURA LOCALIZADA ABDOMINAL TÍTULO: ANÁLISE DAS FRAÇÕES DE COLESTEROL APÓS O USO DE ULTRASSOM DE ALTA POTÊNCIA NO TRATAMENTO DA GORDURA LOCALIZADA ABDOMINAL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Graduação em Estética - Bacharelado Missão O Curso de Estética, tem como missão a formação de profissionais para atuarem no segmento de estética de forma criativa, crítica

Leia mais

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA 1 FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA O PROFISSIONAL FARMACÊUTICO O Farmacêutico é um profissional da

Leia mais

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista Um novo conceito em peeling sequencial Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista O QUE É O PEELING 3D? Método diferenciado e patenteado de peeling superficial sequencial

Leia mais

A EFICÁCIA DA MASSAGEM MODELADORA PARA O TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE

A EFICÁCIA DA MASSAGEM MODELADORA PARA O TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE 0 FACULDADES INTEGRADAS IPIRANGAS CURSO DE ESTÉTICA E COSMÉTICA ÂNGELA DO SOCORRO DA LUZ CRUZ VERA MÁRCIA DE LIMA E SILVA A EFICÁCIA DA MASSAGEM MODELADORA PARA O TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE BELÉM

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS TÉCNICAS MINISTRADAS NA DISCIPLINA DE RTM II PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO DISCENTE DE FISIOTERAPIA

A IMPORTÂNCIA DAS TÉCNICAS MINISTRADAS NA DISCIPLINA DE RTM II PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO DISCENTE DE FISIOTERAPIA A IMPORTÂNCIA DAS TÉCNICAS MINISTRADAS NA DISCIPLINA DE RTM II PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO DISCENTE DE FISIOTERAPIA RESUMO SILVA 1, Thays Gonçalves ALMEIDA 2, Rogério Moreira de Centro de Ciências da

Leia mais

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio MENOPAUSA E PELE Dra Cintia Lima Procopio Graduação em Medicina pela Universidade de Cuiabá- UNIC. Pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ Titulo de Especialista

Leia mais

CURSO: MEDICINA 1º PERÍODO Nº DE AULAS SEMANAIS AULAS. Anatomia Sistêmica e Aplicada I 04 06 200 166. Histologia 03 03 120 100

CURSO: MEDICINA 1º PERÍODO Nº DE AULAS SEMANAIS AULAS. Anatomia Sistêmica e Aplicada I 04 06 200 166. Histologia 03 03 120 100 CURSO: MEDICINA 1º PERÍODO Anatomia Sistêmica e Aplicada I 04 06 200 166 Histologia 03 03 120 100 Biologia Celular 03-60 50 Bioquímica Celular 04-80 66 Embriologia Aplicada 01 02 60 50 Iniciação á Prática

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Curso: Superior Tecnológico em Estética e Cosmética. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Curso: Superior Tecnológico em Estética e Cosmética. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Superior Tecnológico em Estética e Cosmética Missão O Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética tem como missão formar profissionais qualificados para trabalhar

Leia mais

Tratamentos estéticos sob suspeita

Tratamentos estéticos sob suspeita Tratamentos estéticos sob suspeita Não há estudos científicos consistentes que comprovem a eficácia de técnicas populares, como carboxiterapia, alertam especialistas 17 de julho de 2011 0h 00 Karina Toledo

Leia mais

CARTA DE INFORMAÇÕES

CARTA DE INFORMAÇÕES Caro(a) paciente, CARTA DE INFORMAÇÕES É objetivo tanto do paciente e de familiares como também de seu cirurgião plástico que tudo dê certo com a cirurgia. Para que o paciente não se depare com surpresas,

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO HECCUS NA LIPODISTROFIA GINÓIDE HONÓRIO, T.C.; RODRIGUES, N.T.C.P.

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO HECCUS NA LIPODISTROFIA GINÓIDE HONÓRIO, T.C.; RODRIGUES, N.T.C.P. 1 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO HECCUS NA LIPODISTROFIA GINÓIDE HONÓRIO, T.C.; RODRIGUES, N.T.C.P. RESUMO Na atualidade a nova arma de combate à lipodistrofia ginóide é o Heccus, um aparelho computadorizado

Leia mais

TÍTULO: ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO DE ABDOMINOPLASTIA E LIPOASPIRAÇÃO: REVISÃO DE LITERATURA

TÍTULO: ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO DE ABDOMINOPLASTIA E LIPOASPIRAÇÃO: REVISÃO DE LITERATURA TÍTULO: ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO DE ABDOMINOPLASTIA E LIPOASPIRAÇÃO: REVISÃO DE LITERATURA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA LIDIANE LOREDO SANTOS THAINA DE OLIVEIRA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA LIDIANE LOREDO SANTOS THAINA DE OLIVEIRA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA LIDIANE LOREDO SANTOS THAINA DE OLIVEIRA EFEITOS DA MASSAGEM MODELADORA NO TRATAMENTO DA FIBRO EDEMA GELÓIDE SÃO PAULO 2015 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Leia mais

Laserterapia e ultrassom no tratamento pós-operatório da cirurgia plástica de abdominoplastia: Revisão de literatura

Laserterapia e ultrassom no tratamento pós-operatório da cirurgia plástica de abdominoplastia: Revisão de literatura Laserterapia e ultrassom no tratamento pós-operatório da cirurgia plástica de abdominoplastia: Revisão de literatura Vanessa Cunha da Costa 1 vanessa_seabra_anjo@hotmail.com Dayana Priscila Maia Mejia

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO CRONOGRAMA DE EXTENSÃO 2013

FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO CRONOGRAMA DE EXTENSÃO 2013 FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST CURSO: DRENAGEM LINFÁTICA E CURATIVO EM PÓS-OPERATÓRIO DE CIRURGIA PLÁSTICA MINISTRANTE: Prof. Esp. Maria da Consolação Rios da Silva PÚBLICO ALVO: Alunos e Profissionais

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014. (DO Sr. RICARDO IZAR)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014. (DO Sr. RICARDO IZAR) PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (DO Sr. RICARDO IZAR) Dispõem sobre a regulamentação da profissão de esteticista, técnico em estética, terapeuta esteticista (tecnólogo em estética) e dermo-esteticista (Bacharel

Leia mais

Processos Patológicos Gerais 3º ano/2012 Carga horária 144 horas

Processos Patológicos Gerais 3º ano/2012 Carga horária 144 horas Processos Patológicos Gerais 3º ano/2012 Carga horária 144 horas Diretor do Depto de Ciências Patológicas Prof.Dr. Dino Martini Filho Coordenadora do Curso: Profa. Dra. Geanete Pozzan OJETIVOS GERAIS:

Leia mais

CIRURGIA DO NARIZ (RINOPLASTIA)

CIRURGIA DO NARIZ (RINOPLASTIA) CIRURGIA DO NARIZ (RINOPLASTIA) Anualmente milhares de pessoas se submetem a rinoplastia. Algumas destas pessoas estão insatisfeitas com a aparência de seus narizes há muito tempo; outras não estão contentes

Leia mais

CRIOLIPÓLISE E O CONGELAMENTO DA GORDURA

CRIOLIPÓLISE E O CONGELAMENTO DA GORDURA CRIOLIPÓLISE E O CONGELAMENTO DA GORDURA Síndrome da desarmonia corporal Conjunto de alterações que afetam a estética corporal: Celulite Alterações da gordura corporal Alterações musculares Adiposidade

Leia mais

Fibro Edema Gelóide. Tecido Tegumentar. Epiderme. Epiderme. Fisiopatologia do FibroEdema Gelóide

Fibro Edema Gelóide. Tecido Tegumentar. Epiderme. Epiderme. Fisiopatologia do FibroEdema Gelóide Lipodistrofia Ginóide Estria Discromia Distúrbios inestéticos O termo "celulite" foi primeiro usado na década de 1920, para descrever uma alteração estética da superfície cutânea (ROSSI & VERGNANINI, 2000)

Leia mais

MESOTERAPIA HOMEOPÁTICA

MESOTERAPIA HOMEOPÁTICA MESOTERAPIA HOMEOPÁTICA 26 e 27 de Setembro de 2014 Resumo A Mesoterapia consiste na micro-injecção intradérmica de pequenas quantidades de medicamentos em doses baixas nos locais a tratar. A Mesoterapia

Leia mais

UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI SÊNIA BASTOS ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO RESUMO

UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI SÊNIA BASTOS ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO RESUMO UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI SÊNIA BASTOS ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO RESUMO São Paulo 2009 Uma universidade de fronteiras e mentes abertas. SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 A NATUREZA DO RESUMO 3 MODELO 4 REFERÊNCIAS

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM 27-11-2014 / 30-11-2014. HORARIO Manhã - 09:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 19:00 INVESTIMENTO FORMADOR

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM 27-11-2014 / 30-11-2014. HORARIO Manhã - 09:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 19:00 INVESTIMENTO FORMADOR FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL CORPORAL E FACIAL - REVOLUçãO E NOVOS CONCEITOS (NOV 2014) - PORTO Está cansado de ver sempre os mesmos temas e conceitos a serem abordados nos cursos de Fisioterapia Dermatofuncional?

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Estética e Cosmética

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Estética e Cosmética CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Estética e Cosmética Características Gerais O curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética visa à formação de profissionais para atuar no segmento de Estética, Cosmética

Leia mais

ANÁLISE DO CAMPO TÉRMICO EM ÚBERE BOVINO EX VIVO APÓS APLICAÇÃO DE ULTRASSOM TERAPÊUTICO

ANÁLISE DO CAMPO TÉRMICO EM ÚBERE BOVINO EX VIVO APÓS APLICAÇÃO DE ULTRASSOM TERAPÊUTICO ANÁLISE DO CAMPO TÉRMICO EM ÚBERE BOVINO EX VIVO APÓS APLICAÇÃO DE ULTRASSOM TERAPÊUTICO 1 ANALISIS OF THERMAL BEAM OF EX VIVO BOVINE UDDER AFTER THERAPEUTIC ULTRASOUND APLICATION ANDRESSA DE CASTRO SOUZA

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/2010 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/2010 1.ª SÉRIE Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA TECNOLÓGICA SERIADO ANUAL MATUTINO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO

Leia mais

EDITAL DO VI ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E IV JORNADA INTEGRADA DE ODONTOLOGIA E MEDICINA (JIOME) DA UNINCOR, CAMPUS BELO HORIZONTE

EDITAL DO VI ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E IV JORNADA INTEGRADA DE ODONTOLOGIA E MEDICINA (JIOME) DA UNINCOR, CAMPUS BELO HORIZONTE UNIVERSIDADE VALE DO RIO VERDE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL DO VI ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E IV JORNADA INTEGRADA DE ODONTOLOGIA E MEDICINA (JIOME) DA UNINCOR, CAMPUS

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Patologia Geral Código: FAR 314 Pré-requisito: - Período Letivo: 2015.1 Professor:

Leia mais

Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ

Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ A Pesquisa: Conceitos e Definições O que é pesquisa? Pesquisar, significa, de forma

Leia mais

LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PLÁSTICA

LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PLÁSTICA 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

Área de Biologia Craniofacial e Biomateriais

Área de Biologia Craniofacial e Biomateriais Bibliografia e tópicos para a prova de seleção 2013 (Mestrado / Doutorado) Área de Biologia Craniofacial e Biomateriais Tópicos - Mestrado e Doutorado (prova teórica*) *O candidato poderá excluir um número

Leia mais

Corticóides na Reumatologia

Corticóides na Reumatologia Corticóides na Reumatologia Corticóides (CE) são hormônios esteróides produzidos no córtex (área mais externa) das glândulas suprarrenais que são dois pequenos órgãos localizados acima dos rins. São produzidos

Leia mais

ondas de choque Terapia

ondas de choque Terapia ondas de choque Terapia contato@btlnet.com.br www.btlnet.com.br Todos os direitos reservados. A elaboração deste catalogo foi efetuada com todo o critério para fornecer informações corretas e atualizadas

Leia mais

Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada

Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada Isabel Seixo, Dina Nunes, Alexandra Castro Serviço de Medicina Física e de Reabilitação Hospital Dona Estefânia Novembro 2011 Queimadura Agressão

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL DISCIPLINA: Anatomia e Fisiologia de Cabeça e Pescoço 10 horas Sistema Tegumentar Epiderme: suas características,

Leia mais

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular Luxação da Articulação Acrômio Clavicular INTRODUÇÃO As Luxações do ombro são bem conhecidas especialmente durante a prática de alguns esportes. A maior incidencia de luxção do ombro são na verdade luxação

Leia mais

LIPOXYN Tripeptídeo-41

LIPOXYN Tripeptídeo-41 LIPOXYN Tripeptídeo-41 O poder dos FATORES DE CRESCIMENTO no tratamento de GORDURA LOCALIZADA e CELULITE Mecanismo de ação INOVADOR: INIBE a diferenciação de adipócitos e combate a recidiva do panículo

Leia mais

ANÁLISE DOS FATORES COMUNS ENTRE MULHERES COM FIBRO EDEMA GELÓIDE ATENDIDAS EM UM CENTRO ESTÉTICO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ ENTRE 2006 E 2008.

ANÁLISE DOS FATORES COMUNS ENTRE MULHERES COM FIBRO EDEMA GELÓIDE ATENDIDAS EM UM CENTRO ESTÉTICO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ ENTRE 2006 E 2008. ANÁLISE DOS FATORES COMUNS ENTRE MULHERES COM FIBRO EDEMA GELÓIDE ATENDIDAS EM UM CENTRO ESTÉTICO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ ENTRE 2006 E 2008. ¹Carine Gotardo - Acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em

Leia mais

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas; CURSO: FISIOTERAPIA Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão a formação de um fisioterapeuta generalista,

Leia mais

Natal Saúde Medicina Patologia Noturno 0 4 Patologia Medicina

Natal Saúde Medicina Patologia Noturno 0 4 Patologia Medicina Educação Educação Educação Educação QUADRO DE VAGAS PARA MONITORIA 2015.1 - ESCOLA DA SAÚDE - CAMPUS NATAL Sistema Ósteo Mio Articular Noturno 1 2 Sistema Ósteo Mio Articular Medidas e Avaliação do Desempenho

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio Viver melhor na Terra, o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância da saúde individual e comunitária na qualidade

Leia mais

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC Índice de Massa Corporal Classificação quanto a Distribuição de Gordura: Difusa: distribuição generalizada por todo o corpo Androide: relacionada a

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio Viver melhor na Terra, o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância da saúde individual e comunitária na qualidade de

Leia mais

Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça. Metodologia Científica

Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça. Metodologia Científica Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça Metodologia Científica Metodologia Científica Conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas de aquisição

Leia mais

DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL. Regeneração, cicatrização e fibrose. http://lucinei.wikispaces.com

DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL. Regeneração, cicatrização e fibrose. http://lucinei.wikispaces.com DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL Regeneração, cicatrização e fibrose http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Reparação Tecidual "Processo de reposição do tecido

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA BANDAGEM CRIOTERÁPICA NA ADIPOSIDADE ABDOMINAL EM MULHERES ENTRE 25 E 30 ANOS

A UTILIZAÇÃO DA BANDAGEM CRIOTERÁPICA NA ADIPOSIDADE ABDOMINAL EM MULHERES ENTRE 25 E 30 ANOS A UTILIZAÇÃO DA BANDAGEM CRIOTERÁPICA NA ADIPOSIDADE ABDOMINAL EM MULHERES ENTRE 25 E 30 ANOS USE OF BANDAGE CRYOTHERAPYIN ABDOMINAL ADIPOSITY IN WOMEN BETWEEN 25 AND 30 YEARS Caroline Romano -carol.romano.93@gmail.com

Leia mais

QUADRO DE VAGAS PARA MONITORIA 2015.1 - ESCOLA DA SAÚDE - CAMPUS NATAL

QUADRO DE VAGAS PARA MONITORIA 2015.1 - ESCOLA DA SAÚDE - CAMPUS NATAL Educação Educação Educação Educação Sistema Ósteo Mio Articular Noturno 1 2 Sistema Ósteo Mio Articular Medidas e Avaliação do Desempenho Humano Noturno 1 3 Medidas e Avaliação do Desempenho Humano Biodinâmica

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DERMOCOSMÉTICOS PARA APLICAÇÃO PÓS PEELING FASE I

DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DERMOCOSMÉTICOS PARA APLICAÇÃO PÓS PEELING FASE I DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DERMOCOSMÉTICOS PARA APLICAÇÃO PÓS PEELING FASE I Projeto de pesquisa para submissão ao processo seletivo de projetos docentes do programa de Iniciação Científica

Leia mais

Ácidos Graxos Essenciais. Prevenção e Tratamento

Ácidos Graxos Essenciais. Prevenção e Tratamento Ácidos Graxos Essenciais Prevenção e Tratamento AGEs na pele - Histórico 1929 Primeiras alterações ocorridas na pele decorrentes da deficiência de AGEs; (BURN, G.O. & BURN, M.M. - A new deficiency disease

Leia mais

FASES DO FEG Primeira fase: Congestiva simples

FASES DO FEG Primeira fase: Congestiva simples FIBRO EDEMA GELÓIDE DEFINIÇÃO O FEG é uma disfunção localizada que afeta a derme e o tecido subcutâneo, com alterações vasculares e lipodistrofia com resposta esclerosante. FASES DO FEG Primeira fase:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Bloco I - Apresentação da disciplina

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Bloco I - Apresentação da disciplina PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO 1 PROGRAMA DE DISCIPLINA Bloco I - Apresentação da disciplina Disciplina PATOLOGIA AMBIENTAL Código CBI 213 Departamento DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - DECBI Unidade ICEB

Leia mais

Metodologia e Redação Científica

Metodologia e Redação Científica Metodologia e Redação Científica INTRODUÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA 1.1. Bases e conceitos APRESENTAÇÃO AULAS GRADUAÇÃO PRATICANDO MATERIAL AUXILIAR Objetivo da Aula Introduzir os conceitos gerais da metodologia

Leia mais

RESOLUÇÃO CA Nº 001/2013

RESOLUÇÃO CA Nº 001/2013 RESOLUÇÃO CA Nº 001/2013 Aprova a alteração na Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética, da Faculdade Independente do Nordeste. O Conselho Acadêmico - CA da Faculdade

Leia mais

Realização de procedimentos de carboxiterapia RELATORES: Cons. Dalvélio de Paiva Madruga Cons. Pedro Eduardo Nader Ferreira

Realização de procedimentos de carboxiterapia RELATORES: Cons. Dalvélio de Paiva Madruga Cons. Pedro Eduardo Nader Ferreira PROCESSO-CONSULTA CFM nº 8/12 PARECER CFM nº 34/12 INTERESSADOS: CRM-RJ CRM-RS Sra. T.C.C.B. ASSUNTO: Realização de procedimentos de carboxiterapia RELATORES: Cons. Dalvélio de Paiva Madruga Cons. Pedro

Leia mais

FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE

FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE FRENTE MINEIRA DE DEFESA DA SAÚDE 1. Conselho Regional de Psicologia MG 2. Conselho Regional de Serviço Social - MG 3. Conselho Regional de Enfermagem MG 4. Conselho de

Leia mais

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO MACIEL, D. 1 ; OLIVEIRA, G.G. 2. 1. Acadêmica do 3ºano do Curso Superior Tecnólogo em Estética

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às CURSO: ENFERMAGEM Missão Formar para atuar em Enfermeiros qualificados todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema Único de Saúde e do sistema

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM MINICURSO: Assistência de enfermagem ao cliente com feridas Ferida cirúrgica 1º Semestre de 2013 Instrutora:

Leia mais

A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO BIOLÓGICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO BIOLÓGICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO BIOLÓGICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Maria José Rodrigues de Farias Universidade Estadual da Paraíba lyarodriguesbio@gmail.com Introdução Atualmente os modelos

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC: PROFª NAIR LUCCAS RIBEIRO Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Ciências da Natureza Componente Curricular: FÍSICA

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA

TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA CARACTERÍSTICAS GERAIS: - Unem e sustentam outros tecidos - Não apresentam células justapostas - Possuem vários tipos de células - Possuem matriz intercelular material gelatinoso

Leia mais

LASER. Prof. Gabriel Villas-Boas

LASER. Prof. Gabriel Villas-Boas LASER Prof. Gabriel Villas-Boas INTRODUÇÃO O termo Laser constitui-se numa sigla que significa: Amplificação da Luz por Emissão Estimulada da Radiação. Esta radiação é constituída por ondas eletromagnéticas,

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO MASSAGEM MODELADORA NO TRATAMENTO DA FEG

ARTIGO CIENTÍFICO MASSAGEM MODELADORA NO TRATAMENTO DA FEG FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS ARTIGO CIENTÍFICO MASSAGEM MODELADORA NO TRATAMENTO DA FEG CLARICE APARECIDA DE SOUZA MAKISHI JENNIFER MATOS FERNANDES SIMONE DE ALMEIDA GUAZZI TALITA DA SILVA SÃO PAULO-SP

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Indicadas para modelar o corpo e reduzir medidas; além de ser importante no combate contra a celulite; TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Esta técnica,

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

VANESSA LUZIA PADILHA,

VANESSA LUZIA PADILHA, VANESSA LUZIA PADILHA, fisioterapeuta graduada pela Universidade Positivo (2004). Especialista em Fisioterapia Dermato Funcional (estética) pela Faculdade Evangélica do Paraná (2005). Consultório: Rua

Leia mais

PROJETO FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL NA SAÚDE DA MULHER NA ASSISTÊNCIA DE MULHERES ACOMETIDAS POR RUGAS

PROJETO FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL NA SAÚDE DA MULHER NA ASSISTÊNCIA DE MULHERES ACOMETIDAS POR RUGAS PROJETO FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL NA SAÚDE DA MULHER NA ASSISTÊNCIA DE MULHERES ACOMETIDAS POR RUGAS MAIA, Ingrid Vanessa E. 2 RAMALHO, Jéssica Soares 2 FERREIRA, Luana de Lima 2 JUNIOR, Paulo Sergio

Leia mais

Pollyanna Pereira Nascimento 1, 3 ; Andréia Juliana Leite Rodrigues 2,3.

Pollyanna Pereira Nascimento 1, 3 ; Andréia Juliana Leite Rodrigues 2,3. CONHECIMENTO ESPECÍFICO SOBRE O CÂNCER NÃO AUMENTA CONSCIENTIZAÇÃO. Pollyanna Pereira Nascimento 1, 3 ; Andréia Juliana Leite Rodrigues 2,3. 1 Voluntária Iniciação Científica PVIC/UEG 2 Pesquisadora Orientadora

Leia mais

Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental

Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental 1.CURSOS COM ÊNFASE EM : Gestão Ambiental de Empresas 2. CONCEPÇÃO DOS CURSOS: O Brasil possui a maior reserva ecológica do planeta sendo o número um em

Leia mais

AÇÃO DO ULTRA-SOM NA REDUÇÃO DE CICATRIZ HIPERTRÓFICA

AÇÃO DO ULTRA-SOM NA REDUÇÃO DE CICATRIZ HIPERTRÓFICA AÇÃO DO ULTRA-SOM NA REDUÇÃO DE CICATRIZ HIPERTRÓFICA Bruna Parzianello Dalla Valle 1 Luciana Lazzari 2 Priscila Motta 3 Resumo: A cicatriz hipertrófica é considerada uma das complicações que podem ocorrer

Leia mais

Catálogo de EQUIPAMENTOS

Catálogo de EQUIPAMENTOS Catálogo de EQUIPAMENTOS Estética Mais Setembro de 2015 comercial@esteticamais.com 1 Apresentação da Empresa A Revivre é uma marca italiana, fundada nos anos 70, e desde sempre fortemente orientada para

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Medicina

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Quadro I. Disciplinas obrigatórias por carga horária (horas), créditos e pré-requisitos, aprovado na 63ª reunião do CEPE, de 25 de novembro de 2014. 2015/2º 1ª FASE Anatomia Médica I 1 33h20 50h00 83h20

Leia mais