ÍNDICE INDEX Textos introdutórios Introductory texts. Manuel Baptista Inês Ferro Diana Vinagre Calendário Calendar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE INDEX. 5-10 Textos introdutórios Introductory texts. Manuel Baptista Inês Ferro Diana Vinagre. 12-13 Calendário Calendar"

Transcrição

1

2 PSML Emigus

3 ÍNDICE INDEX 5-10 Textos introdutórios Introductory texts Manuel Baptista Inês Ferro Diana Vinagre Calendário Calendar Concertos Noturnos Nocturne Concerts Conferências Conferences Concertos comentados/aperitivo Commented/aperitif concerts 30 Informações úteis Useful information

4 PSML Wilson Pereira Sala dos Brasões Blazons Hall

5 A Parques de Sintra - Monte da Lua recebeu em 2012 a gestão do emblemático Palácio Nacional de Sintra. A par com as recentes obras de manutenção e da melhoria das condições de acolhimento dos nossos visitantes, importa também revitalizar o Palácio e criar novos atrativos para a captação de novos públicos. A Música, como veículo privilegiado de dinamização do património, estará assim presente num ciclo de concertos de qualidade que, à semelhança do que aconteceu nos Palácios Nacionais de Queluz e da Pena, chega agora ao Palácio Nacional de Sintra. Também aqui se investiu num formato centrado na relação entre a música e o próprio espaço arquitetónico, apoiado numa forte componente pedagógica, que se espera irá ao encontro de um público diversificado. In 2012, Parques de Sintra - Monte da Lua was awarded the management of the emblematic National Palace of Sintra. Alongside the recent renovation works, both for maintenance and for improving the conditions to better welcome our visitors, the objective also extended to revitalising the Palace and establishing new attractions in order to draw in new publics. Music, as a privileged means of enhancing the dynamism of heritage, will therefore be paramount in this high quality cycle of concerts that, similar to performances held at the National Palaces of Queluz and of Pena, now arrives at the National Palace of Sintra. Once again, this focuses on a format structured around the relationship between music and the surrounding architectural environment, incorporating a strong educational component designed to reach out to a diversified audience. Manuel Baptista Administrador Director Parques de Sintra Monte da Lua, S.A. 5

6 PSML Angelo Hornak Sala dos Cisnes Pátio Central Central Patio

7 A memória árabe, o património português medieval e a herança da música das cortes franco-flamengas, são escalas musicais de um itinerário a percorrer ao longo de todas as sextas e sábados de junho, no cenário privilegiado do também medieval Paço da Vila. Os concertos, acompanhados de conferências preparatórias, têm vários formatos e horários, podendo ser acedidos individualmente ou em conjunto, num programa de fim de tarde e noite mais alargado, conforme a disponibilidade de cada um. Sucedem-se em vários espaços arquitetónicos, marcados pelo gosto mourisco, os magníficos revestimentos azulejares ou a beleza dos tetos quinhentistas. É esse diálogo genuíno, entre as influências que marcaram o gosto musical medievo e quinhentista e a própria estética da arquitetura circundante, que se pretende agora revisitar. Razões de sobra para voltar ao centro histórico de Sintra e ao seu Palácio. The Moorish memory, Portuguese medieval heritage and the musical legacy of the Franco-Flemish courts provide the musical scales to an itinerary stretching over every Friday and Saturday in June set against the impressive and also medieval scenario of the Town Palace. The concerts, accompanied by introductory conferences, take on various formats and different timetables and may be attended whether individually or as a series, in a programme running from late afternoon and into the night, in accordance with respective individual availability. The concerts are held in various architectonic environments displaying a Moorish taste with magnificent tile panels or the beauty of the 16th century ceilings. This genuine dialogue, between the influences that shaped the medieval and 16th century musical tastes and the aesthetic of the surrounding architecture, is what we now seek to revisit. Reasons aplenty to make a return to the historical centre of Sintra and particularly its Palace. Inês Ferro Diretora do Palácio Nacional de Sintra Director of the National Palace of Sintra 7

8 PSML Wilson Pereira Sala dos Cisnes The Swan Room

9 Com a criação de um Ciclo de Concertos no Palácio Nacional de Sintra foi claro desde o início que este teria de estar intimamente ligado a este mesmo Palácio e à sua história. Sendo o único paço real português sobrevivente da Idade Média, o Palácio Nacional de Sintra apresenta-se como o cenário perfeito para receber um Ciclo de Concertos dedicados à música medieval e renascentista. Esperamos que este seja o início de uma tradição que preencha as necessidades de um público que ansiava por esta oportunidade. Esta 1.ª edição revisita o Palácio através da sua memória musical. A programação está assim organizada em três linhas temáticas: a memória árabe, o património português e a herança franco-flamenga. Estas três linhas funcionam como fio condutor e inspirador da programação. A memória árabe é uma presença marcante e identitária do Palácio, visível nos detalhes arquitetónicos de inspiração mudéjar que nos rodeiam por todo o edifício. No concerto da Capella Sanctæ Crucis com o programa ALÁ XABER DIVINAR podemos ver como essa memória se traduziu no repertório ibérico de 1500, tanto sacro como profano. No concerto conjunto de La Capilla com o Ensemble Delgocha estabelece-se o diálogo Oriente/Ocidente de uma outra forma: a música persa e o repertório flamengo no programa PERSIA!. Sobre o património musical português deste período há ainda um grande trabalho de investigação a ser feito. Os agrupamentos presentes nesta edição têm sido responsáveis pela recuperação deste património. O Ensemble Vocal Officium apresenta um programa com o repertório português mais conhecido e valorizado: a polifonia renascentista e maneirista. No concerto dos Sete Lágrimas o programa CANTIGA revisita as Cantigas d amigo de Martim Codax inserindo-as num contexto mais amplo e estabelecendo uma ponte com o alcance da diáspora portuguesa. From the outset, the National Palace of Sintra Concert Cycle was clearly designed as intimately bound up with its host Palace and its respective history. As the only surviving Portuguese royal palace from the Middle Ages, the National Palace of Sintra provides the perfect backdrop for hosting a Concert Cycle dedicated to Medieval and Renaissance music. We do hope and expect that this represents the first step in a tradition that meets a public desire for this opportunity. This first edition revisits the Palace through its musical memory. The programming is thus organised into three thematic lines: the Moorish memory, the Portuguese heritage and the Franco-Flemish legacy. These three themes serve as guiding threads for inspiring the programme s content. The Moorish memory represent a defining dimension to the identity of the palace and visible in the architectural details of Mudejar inspiration that accompany us throughout this building. The Capella Sanctae Crucis concert with the ALÁ XABER DIVINAR programme opens up an insight into how this memory got translated into the Iberian repertoire of the 16th century, and both in the sacred and the profane. In the joint concert between La Capilla and Ensemble Delgocha, there is an eastern/western dialogue in another form: Persian music and the Flemish repertoire in the PERSIA! programme. As regards the Portuguese musical heritage of this period, there remains a great deal of research work still to be done. The performers taking part in this cycle have all themselves been involved in recovering this heritage. The Ensemble Vocal Officium presents a programme containing the best known and most valued works in the Portuguese repertoire of this period: the Renaissance and Mannerist polyphony. On the CANTIGA concert programme by Sete Lágrimas the Cantigas d amigo by Martim Codax are revisited within a broader context and establishing a bridge reaching out to the Portuguese diaspora. 9

10 [...] podemos dizer mui bem que Guilherme de Machado nom fez tam formosa concordança de melodías, nem que também pareça, como a que fazem os caes quando em correm [...]. É famosa esta citação de D. João I no seu Livro de Montaria de 1415 e, ainda que pouco elogiosa para a música de Guillaume de Machaut, faz-nos saber que a polifonia flamenga era conhecida e praticada na Capela Real portuguesa. De facto, a música franco-flamenga medieval e renascentista foi presença transversal a todo o espaço erudito europeu, caracterizando-se pelo seu cosmopolitismo através da circulação do repertório bem como pela presença de músicos flamengos nas várias cortes europeias. Portugal não foi exceção. Já na corte de D. Fernando I marcou presença o compositor flamengo Jehan Simon de Haspre ( Hasprois ), um dos máximos representantes da Ars Subtilior. A relação de Portugal com a corte borgonhesa intensificou-se a partir do séc. XIV, tanto pelas relações comerciais como através do casamento de D. Isabel, filha de D. João I com Filipe o Bom, Duque da Borgonha. Os concertos dos grupos Capriccio Stravagante, Tasto Solo e La Capilla dão-nos a conhecer algum deste repertório, valorizando a disseminação do mesmo no espaço europeu. Fazemos votos que esta 1.ª edição seja o início de uma tradição de partilha e de encontro para os amantes do repertório medieval e renascentista num espaço de eleição, e desejamos a todos um excelente Ciclo de Concertos. [...] we may speak very well of Guilherme de Machado, a name made so famous by the concordance of his melodies even if he also seems to make them as dogs do when they run [...]. This famous Portuguese quotation comes from King João I in his Book on Hunting in 1415 and, even while not especially respectful of the music of Guillaume de Machaut, does inform us that Flemish polyphony was known and performed in the Portuguese Royal Chapel. In fact, Medieval and Renaissance Franco-Flemish music attained a transversal presence throughout the entire extent of erudite Europe with its very cosmopolitanism characterised by the circulation of its repertoire as well as the presence of Flemish musicians at various European courts. Portugal proved no exception. The court of King Fernando I had already had the Flemish composer Jehan Simon de Haspre ( Hasprois ) in attendance and one of the best performers of Ars Subtilior. The relationship between Portugal and the Burgundy Court deepened as from the 14th century, both in terms of commercial trading and through the marriage of Isabel, the daughter of King João I to Philip the Good, Duke of Burgundy. The concerts by the Capriccio Stravagante, Tasto Solo and La Capilla groups provide an opportunity to engage with some of this repertoire and emphasising its value and profile within the European context. We would express our sincere hopes that the first edition represents the beginning of an artistic tradition and meets all the expectations of Medieval and Renaissance music enthusiasts within these renowned period surroundings and thus also take this occasion to wish everybody an excellent Concert Cycle. Diana Vinagre Direção Artística Artistic Direction 10

11 Capela Palatina Palatine Chapel PSML Angelo Hornak

12 CALENDÁRIO CALENDAR 5 SEXTA-FEIRA FRIDAY 6 SÁBADO SATURDAY 12h Escola de Música do Conservatório Nacional National Conservatory School of Music 14h30 - Concerto comentado - Escola de Música do Conservatório Nacional - Commented concert - National Conservatory School of Music 20h Conferência Conference Manuel Pedro Ferreira (Musicólogo/Musicologist) 21h30 Sete Lágrimas Capriccio Stravagante 12 SEXTA-FEIRA FRIDAY 13 SÁBADO SATURDAY 12h Escola de Música do Conservatório Nacional National Conservatory School of Music 14h30 20h - Concerto comentado - Escola de Música do Conservatório Nacional - Commented concert- National Conservatory School of Music Conferência Conference Manuel Pedro Ferreira (Musicólogo/Musicologist) 21h30 La Capilla/Oltremontano La Capilla/Delgocha Calendário Calendar 12

13 19 SEXTA-FEIRA FRIDAY 20 SÁBADO SATURDAY 12h Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa The Gregorian Choir of the Gregorian Institute of Lisbon 14h30 20h - Concerto comentado - Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa - Commented concert - The Gregorian Choir of the Gregorian Institute of Lisbon Conferência Conference Paulo Almeida Fernandes (Historiador de Arte/Art Historian) 21h30 Officium Ensemble Capella Sanctæ Crucis 26 SEXTA-FEIRA FRIDAY 27 SÁBADO SATURDAY 12h Escola de Música do Conservatório Nacional National Conservatory School of Music 14h30 20h - Concerto comentado - Escola de Música do Conservatório Nacional - Commented concert - National Conservatory School of Music Conferência Conference Manuel Pedro Ferreira (Musicólogo/Musicologist) 21h30 Guillermo Pérez Tasto Solo 13

14 CONCERTOS NOTURNOS NOCTURNE CONCERTS Renato Silva SETE LÁGRIMAS 5 junho sexta- feira 5 June Friday Pátio Central Central Patio Filipe Faria, voz voice Sérgio Peixoto, voz voice Pedro Castro, flautas flutes, charamela shawm e and gaita de foles bagpipes Tiago Matias, vihuela, saz e and alaúde lute Mário Franco, contrabaixo contrabass Rui Silva, percussão histórica historical percussion CANTIGA Cantigas de Amigo, Martim Codax (s.xiii) e música da Diáspora e torna viagem Ai Deus, se sab ora meu amigo, Martim Codax (s. XIII) Mia hirmana fremosa, Martim Codax Eno sagrado en Vigo (Filipe Faria (n.1976) e Sérgio Peixoto (n.1974) s/ Martim Codax) Ai ondas que eu vin verre (Filipe Faria e Sérgio Peixoto s/ Martim Codax) Ondas do Mar de Vigo, Martim Codax Mandad ei comigo, Martim Codax Quantas sabedes amare amigo, Martim Codax Parto triste saludoso, Filipe Faria e Sérgio Peixoto s/ texto de vilancico anónimo (s. XVI) Triste vida vivyre, Filipe Faria e Sérgio Peixoto s/ La terre au seigneur appartient de Claude Goudimel (1514?- 1572) e texto de vilancico anónimo (s. XVI) Flor amorosa, Joaquim António da Silva Calado ( ) Biem podera my desvemtura, Filipe Faria e Sérgio Peixoto s/ texto vilancico anónimo (s. XVI) Xicochi conetzintle, Gaspar Fernandes (? ) Bastiana, Tradicional (Macau) Mai fali é, Traditional (Timor) Tururu farara con son, Gaspar Fernandes (* ) Yamukela, Anon. (África do Sula/Moçambique. s/ arr. Pe. Arnaldo Taveira Araújo OFM (n. 1929)) Concertos noturnos Nocturne concerts 14

15 CAPRICCIO STRAVAGANTE 6 junho sábado 6 June Saturday Sala dos Cisnes The Swan Room OS VIRTUOSOS ITINERANTES Julien Martin, flauta de bisel recorder Josh Cheatham, viola da gamba Skip Sempé, cravo harpsichord I. Francesco Maria Bassani: Tocata (1620 / 22) Bartolomeo de Selma y Salaverde (fl.1638): Canzona a 2, soprano e basso Diego Ortiz ( ): Recercada quarta Giulio Caccini ( ): Odi Euterpe Nicholas Lanier ( ): No more shall meads be deck d with flowers Diego Ortiz: O felici occhi miei Cipriano de Rore ( )/Girolamo dalla Casa: Ben qui si mostra l ciel Pierre Sandrin ( )/ Diego Ortiz: Doulce memoire Cipriano de Rore/Giovanni Battista Spadi (1609): Ancor che co l partire Diego Ortiz: Recercada segunda II. Marin Marais ( ): Suite de pièces de violes, Livre 5 Prélude Allemande Gigue La Pagode Sarabande-Chaconne III. Tobias Hume ( ): Touch me lightly Thomas Campion ( ): The Cypress Curtain of the night Anonymous (17th century): Greensleeves to a ground Diego Ortiz: Recercada tercera Jacob van Eyck (1589/ ): Daphne The Standing Masque/Laura Thomas Campion: Never weather beaten sail William Byrd: Galliard John Dowland ( ): Now, O now I needs must part Jacob van Eyck: The Frog Galliard/Courant John Dowland/Thomas Morley ( ): The Frog Galliard 15

16 CONCERTOS NOTURNOS NOCTURNE CONCERTS Lawrence Schoonbroodt LA CAPILLA/OLTREMONTANO 12 junho sexta-feira 12 June Friday Sala dos Cisnes The Swan Room PRELUDIUM 1. Intrada. 2. L homme armé. 3. Battaglia. 4. Jubilate Deo omnis terra. MISSA 5. Introitus: Jubilate Deo. 6. L Homme armè 6. Kyrie Missa L homme armé. 7. Gloria Missa L homme armé. 7. Quis numerare. 8. Alleluia: Qui posuit. 9. Sequentia sancti evangelii Joann Credo Missa L homme armé I 11. Offertorium: Populum humilem. 12. Sanctus Missa L homme armé sexti toni 13. Pie Jesu. 14. Proch dolor/pie Jhesu. 15. Agnus Dei Missa L homme armé I 16. Communio: Pacem meam do vobis. POSTLUDIUM 17. Da pacem. 18. Da pacem. 19. Da pacem. 20. Da pacem. 21. Da pacem. 22. Benedicamus. 23. Benedicamus. Concertos noturnos Nocturne concerts 16 LA CAPILLA Rob Cuppens, alto Tore Tom Denys, tenor Lieven Tiermont, barítono baritone Joachim Höchbauer, baixo bass Jan Van Outryve, alaúde lute Liam Fennelly, violino violin OLTREMONTANO Lambert Colson, corneto cornett Wim Becu, trombone Adam Jacon, trombone Robert Alexander, trombone arr. Marnix De Cat anoniem Matthias Werrecore / Heinrich Isaac (c ) Cristobal de Morales gregorian chant Pierre de la Rue (c ) Jacob Obrecht (1457/8-1505) Jacob Obrecht (1457/8-1505) Jacob Obrecht (1457/8-1505) gregorian chant gregorian chant Pierre de la Rue (c ) gregorian chant Josquin des Prez (1450/ ) gregorian chant Josquin des Prez (?) (1450/ ) Pierre de la Rue (c ) gregorian chant Antoine Brumel (c c. 1515) gregorian chant Joannis Prioris (c c. 1514) gregorian chant Pierre de la Rue (c ) gregorian chant Jacob Obrecht (1457/8-1505)

17 LA CAPILLA/DELGOCHA 13 junho sábado 13 June Saturday Sala dos Cisnes The Swan Room PROGRAMA PROGRAMME PERSIA! Trovadores Eruditos e Mestres Persas LA CAPILLA Rob Cuppens, alto Tore Tom Denys, tenor Lieven Tiermont, barítono baritone Joachim Höchbauer, baixo bass Jan Van Outryve, alaúde lute Liam Fennelly, violino violin DELGOCHA Taghi Akhbarimoghadam, voz voice Mohamedali Merati, tar Kemantche Nader Aghakhani, tar Bruno Caillat, percussão percussion Ave Maris Stella Gregoriano/Codex Faenza Douce Fortune Johannes Ciconia (c ) Je prens plaisir en une dame Anónimo (Zypern) Modus Esfahan Pichdaramad (instrumental) Daramad (Texto: Gedicht von Helali) Souz o Godaz (Texto: Baba Taher) Tasnif (Ay mah- e man, tradução séc. XX) Trouver ne puis Matteo de Perugia (f ) Riche d amours Guillaume De Machaut (c ) Ploures dames Guillaume De Machaut Modus Nava Daramad (Texto: Hafez) Tasnif (Texto: Rumi) Très bonne et belle Guillaume De Machaut Je la remire Anónimo (Zypern) Per tropo fede Anónimo Codice Rossi 17

18 CONCERTOS NOTURNOS NOCTURNE CONCERTS OFFICIUM ENSEMBLE 19 junho sexta-feira 19 June Friday Sala dos Cisnes The Swan Room Sopranos Ariana Russo Clara Coelho Isabel Jacobetty Sara Ramalhinho Altos Catarina Saraiva Manon Marques Raquel Marques Rita Tavares Tenores Tenors Gerson Coelho Pedro Cachado Baixos Basses Pedro Casanova Tiago Mota Sérgio Silva PROGRAMA PROGRAMME A Idade de Ouro da Renascença Portuguesa Duarte Lobo (c ) Audivi vocem Frei Manuel Cardoso ( ) Kyrie (Missa Paradisi Portas) Frei Manuel Cardoso Gloria (Missa Paradisi Portas) Estêvão Lopes- Morago (c ) Commissa mea Frei Manuel Cardoso Credo (Missa Paradisi Portas) Estêvão Lopes- Morago Versa est in luctum Frei Manuel Cardoso Sanctus e Benedictus (Missa Paradisi Portas) Frei Manuel Cardoso Agnus Dei (Missa Paradisi Portas) Estêvão de Brito ( ) Heu, Heu Domine Frei Manuel Cardoso Lamentatio, a 6 Duarte Lobo Alma redemptoris mater Estêvão de Brito O Rex gloriæ Concertos noturnos Nocturne concerts 18

19 CAPELLA SANCTÆ CRUCIS 20 junho sábado 20 June Saturday Sala dos Cisnes The Swan Room Marie Remandet, voz voice Tiago Simas Freire, flauta, corneta e direção flute cornet and conducting Ondine Lacorne- Hébrard, viela de arco Sara Águeda Martín, harpa harp Rui Silva, percussões percussions PROGRAMA PROGRAMME Alá Xaber Divinar Moçarabe, Mudejar, Mourisco Confluências no Património Musical Ibérico em torno de 1500 Cantorales de Cisneros Salve sancta parens Luys de Narváez Paseábase el Rey Moro Cantorales de Cisneros Gloria in excelsis Anónimo Tres morillas Cantorales de Cisneros Pacem meam do vobis Diego Pisador La mañana de San Juan Cantorales de Cisneros Sanctus Gabriel Mena Aquella mora garrida Cantorales de Cisneros Pater noster Anónimo El rey de Francia Cantorales de Cisneros Solemnia completa sunt Juan Vasquez/António Carreira Con que la lavaré la tez de mi cara? 19

20 CONCERTOS NOTURNOS NOCTURNE CONCERTS GUILLERMO PÉREZ 26 junho sexta-feira 26 June Friday Sala dos Brasões Blazons Hall Guillermo Pérez, organeto organetto PROGRAMA PROGRAMME Os Orgãos Dizem Canções Recital de organetto - música italiana e francesa do séc. XIV G. de Machaut (ca ). Complainte Tels rit au main G. de Machaut. Ballade Je sui aussi Anon (s. XIII). Ductia Area virga J. Ciconia (ca ). Contrafacta Regina gloriosa F. Landini (ca ). Ballata Giovine vagha F. Landini. Ballata Che cosa è quest amor Anon (s. XIII). Danse real Anon (s. XIII). La Septime estampie real F. Landini. Ballata Donna, perchè mi spregi Anon. (s. XIV) Ballata Lucente Stella Anon. (s. XIV) Istanpitta Chominciamento di gioia Concertos noturnos Nocturne concerts 20

21 TASTO SOLO 27 junho sábado 27 June Saturday Sala dos Cisnes The Swan Room PROGRAMA PROGRAMME Le Chant de Leschiquier As canções de Binchois e Dufay no Codex Buxheim Ligiadra donna, J. Ciconia (c ) Je loe amours, G. Binchois (c ) Se la face ay pale, G. Dufay ( ) Se la phase pale, G. Dufay/Buxheim Codex Modocomo, Anonymous/Buxheim Codex Repeticio, Anonymous/Buxheim Codex Entrepris suis, B. Bruolo (fl. 1430)/Buxheim Codex Esclaphe, G. Binchois/Buxheim Codex Par le regard, G. Dufay/Buxheim Codex Das klaffers neiden, Anonymous/Lochamer MS Bonus Tenor, Anonymous/Wroclaw IF687 MS Dueil angoisseus, G. Binchois O rosa bella, J. Bedyngham (fl. 1450)/Buxheim Codex Puisque m amour, J. Dunstaple (c )/Buxheim Codex Virginem mire pulchritudinis, Anonymous/Buxheim Codex Praeambulum super D, Anonymous/Buxheim Codex Mit ganczem Benedicamus Domino, Anonymous/Buxheim Codex Annie Dufresne, soprano David Catalunya, clavicímbalo a martelos jack clavicymbalum Guillermo Pérez, organeto organetto Angélique Mauillon, harpa gótica gothic harp Pau Marcos, viela de arco viola de arco Guillermo Pérez, direção artística artistic director 21

22 CONFERÊNCIAS sextas-feiras 20h CONFERENCES Fridays 8p.m. Dia Day 5 Do Jogral ao Músico de Câmara From Jesters to Chamber Music Manuel Pedro Ferreira As cantigas d amigo de Martim Codax são obra de jogral; mas o que era um jogral? Qual é a diferença entre jogral, segrel e menestrel? Como se explica que, do acolhimento de artistas mais ou menos itinerantes, se chegasse aos músicos de câmara e cantores com lugar permanente na corte? Como se explica que, aparentemente do nada, tenha surgido um repertório de câmara instrumental, exemplificado pelas obras de Diego Ortiz? Propõe- se uma breve história da profissão, entretecida com a evolução nos seus meios de afirmação artística. The songs of friendship by Martim Codax are the work of a jester; but just what was a jester? What constitutes the difference between a jester, troubadour and minstrel? How to explain the way in which these artists, to a greater or lesser extent itinerant, were welcomed and how did this turn into chamber musicians and singers attributed a permanent place at the court? Indeed, how to explain how, apparently out of nothing, there emerged an instrumental chamber repertoire, exemplified by the works of Diego Ortiz? We set out below a brief historical background to this profession intertwined with the growth and development of the means of artistic affirmation. Dia Day 12 Simbologia e Paródia do Homem Armado Symbolism and Parody of Armed Men Manuel Pedro Ferreira A melodia da canção L homme armé serviu de base a inúmeras composições a partir de meados do século XV. O seu sucesso não pode ser desligado do seu significado, contudo este não é inequívoco. Serão expostas as principais teorias sobre o simbolismo do Homem armado, e referida não só a paródia musical, como também a paródia poética correspondente. The melody to the song L homme armé served as the foundation for countless compositions as from the mid-15th century. Its success cannot but be bound up with its meaning even while not unequivocally. This sets out the main theories behind the symbolism of the Armed Man and covers not only musical parody but also the corresponding poetic parody. Dia Day 19 No Coração Árabe da Vila de Sintra In the Moorish Heart of Sintra Town Paulo Almeida Fernandes, com a participação de Pedro Teixeira (Officium Ensemble) e Tiago Simas Freire (Capella Sanctæ Crucis) Sintra surpreende por muitas coisas. Para mim, o mais surpreendente é a densa sobreposição de ocupações das vertentes da serra, territórios simultaneamente inóspitos e atrativos, de verticais construções impossíveis e assombrosos horizontes inesperados. Entre o Palácio da Pena e a Casa do Miradouro, limites simbólicos de tantas oposições, dentro dos quais se construiu a vila, subsistem estratigrafias da passagem do tempo e dos homens, numa história multissecular que guarda enigmas, perguntas sem resposta e um sem número de relações históricas que explicam alguma coisa, mas não tudo. Conferências Conferences 22

23 É assim também o seu palácio, chamado da vila, para se diferenciar do monumento que, séculos depois, D. Fernando de Saxe- Coburgo, mandou construir no topo da serra. Ao contrário deste, o palácio da vila não é o resultado de uma vontade e uma empreitada únicas. Como escreveu Francisco Costa, ilustre historiador de Sintra, o paço foi sendo construído. Ora, a identificação das suas diferentes fases construtivas permanece em debate, como constantemente discutida é a identificação das várias fases de construção da própria vila de Sintra. Nesta ocasião, abordarei algumas evidências e muitos problemas que continuamente se colocam para uma mais sustentada caracterização das poucas histórias que o paço conta e das muitas que, silenciadas, aguardam a nossa descoberta, desde que um primeiro paço ali existiu na época islâmica... Porque, paradoxalmente, o Palácio Nacional da Vila de Sintra é (continua a ser) um monumento desconhecido em muitos dos seus aspetos. Sintra surprises for many reasons. For me, the most surprising aspect is the dense overlapping settlements across its hills, lands simultaneous inhospitable and attractive, with impossible vertical constructions and unexpected and stunning horizons. Between the Palace of Pena and Miradouro House, symbolic limits to so many oppositions within the framework of which the town was built, there survive stratigraphs of the passage of both time and men, in a multi-century history that stores enigmas, questions without answers and a boundless number of historical relationships able to explain something even if not everything. Thus was it also from his palace, named the town palace to differentiate it from the monument that, centuries later, Ferdinand of Saxe-Coburg, ordered built on top of the hill. Contrary to this, the town palace is not the result of any single will or any unique period of construction. As the illustrious Sintra historian Francisco Costa wrote, this palace has always been under construction. Indeed, the very identification of its different phases of construction remains very much under debate as is also the case with the town of Sintra itself. On this occasion, I shall cover some of the evidence and many of the problems that are continually faced when attempting a better sustained characterisation of the few stories the palace does give up and the many others, left silent, and still awaiting our discovery ever since the first palace got built here during the Islamic period... Indeed, paradoxically, the National Palace of the Town of Sintra is (and so shall remain) an unknown monument across so many of its facets. Dia Day 26 Ars Nova e Renascimento Ars Nova and the Renaissance Manuel Pedro Ferreira De Guillaume de Machaut a Guillaume Dufay, de Landini à primitiva escrita para tecla em terras germânicas: nestes 150 anos transita- se da Idade Média para o Renascimento. Mas em música, a distinção entre as duas épocas é menos clara do que a continuidade artística. Esta será amplamente ilustrada, e confrontada com as mudanças ocorridas. From Guillaume de Machaut to Guillaume Dufay, from Landini to primitive composition for keys in Germanic lands: these 150 years span the transition from the Middle Ages to the Renaissance. However, in music, the distinction between the two periods proves more opaque than the artistic continuity. This gets amply illustrated and contrasted with the changes taking place. 23

24 Manuel Pedro Ferreira (n. 1959) doutorou- se em Musicologia na Universidade de Princeton (1997), sendo desde 2001 Professor Associado na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena, desde 2005, o Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM). Tem- se dedicado sobretudo ao ensino e à investigação da música da Idade Média e do Renascimento, sem descurar a interpretação musical: dirige desde 1995 o grupo Vozes Alfonsinas, com o qual gravou cinco discos. Como musicólogo, publicou perto de cem artigos científicos e dirigiu vários projetos de investigação. Dos muitos livros que escreveu ou coordenou, citem- se O Som de Martin Codax (Lisboa, 1986), Cantus coronatus (Kassel, 2005), Aspectos da Música Medieval no Ocidente Peninsular (Lisboa, ) e Revisiting the Music of Medieval France (Farnham- Burlington, 2012). Tem também composto ocasionalmente e exercido com regularidade o ofício de crítico musical. É membro da Academia Europeia e da direção da Sociedade Internacional de Musicologia. Manuel Pedro Ferreira (b. 1959) received his doctoral degree in Musicology from Princeton University (1997) and since 2001 has been Associate Professor at the Faculty of Social and Human Sciences of Nova University of Lisbon where he has coordinated CESEM the Centre of Musical Sociology and Aesthetic Studies since His teaching and research have above all focused on the music of the Middle Ages and the Renaissance while also taking into account its musical interpretation: since 1995, he has conducted the Vozes Alfonsinas group and together making five records. As a musicologist, he has published around one hundred scientific articles and supervised various research projects. Of the many books he has written and edited stand out O Som de Martin Codax (Lisbon, 1986), Cantus coronatus (Kassel, 2005), Aspectos da Música Medieval no Ocidente Peninsular (Lisbon, ) and Revisiting the Music of Medieval France (Farnham-Burlington, 2012). He is also an occasional composer and a regular musical critic. He is a member of the European Academy and on the board of the International Musicology Society. Conferências Conferences 24

História da Música Ocidental

História da Música Ocidental História da Música Ocidental A Música na Idade Média e no Renascimento Música medieval é o nome dado à música típica do período da Idade Média. Essas práticas musicais aconteceram há quase 1500 anos atrás.

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Unidade II Science Health and nature 2 Aula 5.1 Conteúdos Phrasal Verbs in texts 3 Habilidade Identificar os phrasal verbs em textos

Leia mais

Escultura TSHOKWE. Sculpture. Escultura TSHOKWE Sculture - Narie Louise Bastin - Edição CEAUP & DCTP (Faculdade de Letras -UP) Pág.

Escultura TSHOKWE. Sculpture. Escultura TSHOKWE Sculture - Narie Louise Bastin - Edição CEAUP & DCTP (Faculdade de Letras -UP) Pág. Escultura TSHOKWE Sculpture Escultura TSHOKWE Sculture - Narie Louise Bastin - Edição CEAUP & DCTP (Faculdade de Letras -UP) Pág. 1 Exposição organizada pelos Departamento de Ciências e Técnicas do Património

Leia mais

RENASCIMENTO x BARROCO

RENASCIMENTO x BARROCO RENASCIMENTO x BARROCO Palestrina J.S. Bach PERÍODO - Fins do século XIV até o século XVI - Início do século XVII até meados do século XVIII (1600 a 1750, com a morte de J. S. Bach) ORIGEM DO NOME Trouxe

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 LEIA O TEXTO A SEGUIR E RESPONDA AS QUESTÕES 1 E 2. Does the color red really make

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

THE KNIGHTS TEMPLAR. ARCHITECTURE AND SYMBOL IN EUROPE AND PORTUGAL 2014/2015

THE KNIGHTS TEMPLAR. ARCHITECTURE AND SYMBOL IN EUROPE AND PORTUGAL 2014/2015 THEKNIGHTSTEMPLAR. ARCHITECTUREANDSYMBOLINEUROPEANDPORTUGAL 2014/2015 AcademicYear:20142015 Duration:Summer Teacher:PauloPereira PREREQUISITE:.. TEACHER: PAULOPEREIRA.Arthistorian(Univ.Nova);ArchitecturalHistoryPhD.(FaculdadedaArquitecturadaUniversidadedeLisboa/FAUL)

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

quem? NOVA JOIA é coordenado por Mirla Fernandes e Renata Porto.

quem? NOVA JOIA é coordenado por Mirla Fernandes e Renata Porto. quem? NOVA JOIA é coordenado por Mirla Fernandes e Renata Porto. Com um percurso muito parecido, ambas fizeram sua descoberta da Art Jewellery na Europa. Renata Porto no Ar.Co em Lisboa, e Mirla Fernandes

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

ICOM Glass Annual Conference, Lisbon, 2009

ICOM Glass Annual Conference, Lisbon, 2009 ICOM Glass Annual Conference, Lisbon, 2009 10-14, 2009 Preliminary Programme (Portuguese Glass in an European context) (Subject to change) Tuesday, 10 th Lisbon - Fundação Calouste Gulbenkian Registration

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

Interface between IP limitations and contracts

Interface between IP limitations and contracts Interface between IP limitations and contracts Global Congress on Intellectual Property and the Public Interest Copyright Exceptions Workshop December 16, 9-12:30 Denis Borges Barbosa The issue Clause

Leia mais

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA SUMÁRIO VOLUME 1 "No mar tanta tormenta e dano, Tantas vezes a morte apercebida, Na terra, tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida." Os Lusíadas, p. 106, Luís Vaz de Camões Lesson 1 -

Leia mais

Olaria Projetos de Arte e Educação

Olaria Projetos de Arte e Educação Olaria Projetos de Arte e Educação Lia Marchi Lia Marchi é cineasta, pesquisadora, professora e produtora. Iniciou suas atividades artísticas com o teatro em 1990 e, logo depois, com a música e o universo

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Música no Renascimento (séc. XV- XVII)

Música no Renascimento (séc. XV- XVII) Música no Renascimento (séc. XV- XVII) Um pouca da História da Música Religiosa Renascentista No séc. XV a Ars Nova vai gradualmente evoluindo para a arte da Renascença, já não só na Música Religiosa mas

Leia mais

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF ==> Download: BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF - Are you searching for Brigham And Ehrhardt Books? Now, you will be happy that at this time Brigham And Ehrhardt

Leia mais

10 Edição. Um dos maiores eventos de moda de África / One of the biggest fashion show in Africa

10 Edição. Um dos maiores eventos de moda de África / One of the biggest fashion show in Africa a 10 Edição Um dos maiores eventos de moda de África / One of the biggest fashion show in Africa 10 a Edição Retorno ao Patrocinador / Return Primeiramente ter a imagem de sua marca/produto aliada a um

Leia mais

MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS

MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS 2014 MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS Porque a justiça social somente se alcança com a igualdade. À minha

Leia mais

CONSTRUÍDO NO INÍCIO DO SÉCULO XX

CONSTRUÍDO NO INÍCIO DO SÉCULO XX CONSTRUÍDO NO INÍCIO DO SÉCULO XX O edifício Square 53 foi construído no princípio do século XX, no que costumava ser conhecido como o Passeio Público de Lisboa, mais concretamente na zona que ligava a

Leia mais

FACULDADE DE ARQUITECTURA

FACULDADE DE ARQUITECTURA MUSEU DA CIDADE Um Crescimento Ilimitado Ampliação e Reestruturação dos núcleos dos séculos XX e XXI Ângela dos Santos Faria (Licenciada) Mestrado Integrado em Arquitectura Orientador Científico: Especialista

Leia mais

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Pedro Gomes Moscoso Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia de Redes de Comunicações Presidente: Orientador: Co-Orientador:

Leia mais

Castelo Ainda hoje o Castelo de Leiria permanece como um símbolo monumental da história da Cidade. Guarda no interior das imponentes muralhas vestígios das diversas fases de ocupação: desde fortaleza militar

Leia mais

Getting married! magazine. ideias e inspiração. www.simplesmentebranco.com

Getting married! magazine. ideias e inspiração. www.simplesmentebranco.com Getting married! magazine ideias e inspiração 04 nº www.simplesmentebranco.com JoaNNa & Luca 14 de JULho de 2012 por/by The Wedding Company os Nossos ForNEcEdorEs / our VENdors: convites e materiais gráficos

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as Exercícios extras Assunto do dia Na aula de hoje, você deverá arregaçar as mangas e entrar de cabeça nos exercícios extras, que têm como tema tudo que vimos nas aulas do Segundo Grau. Atenção: 3, 2, 1...

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Marcelo Vianna Lacerda de Almeida A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Design

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br

Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br A Importância Estratégica do Software Livre Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br O que é o GNU/Linux? Richard Stallman Free Software Foundation Linus Torvalds Kernel Linux Linux é uma implementação

Leia mais

Português 207 Portuguese for Business

Português 207 Portuguese for Business Português 207 Portuguese for Business Spring 2012: Porugal and the EU Instructor: Jared Hendrickson Office: 1149 Van Hise Office Hours: Monday and Thursday, 11:00 am-12:00 pm e-mail: jwhendrickso@wisc.edu

Leia mais

GRAU DE ADJETIVOS E ADVÉRBIOS

GRAU DE ADJETIVOS E ADVÉRBIOS Aula9 GRAU DE ADJETIVOS E ADVÉRBIOS META Os alunos terão a compreensão e entendimento da classificação dos adjetivos e advérbios nos graus de comparativo e superlativo na leitura em língua inglesa OBJETIVOS

Leia mais

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Trabalho de Compensação de Ausência

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos Manuais Escolares Adotados Ano Letivo 2013/2014

Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos Manuais Escolares Adotados Ano Letivo 2013/2014 Estudo do Meio Alfa 1 - Estudo do Meio Matemática 1º Ano Alfa 1 - Matemática Português Alfa 1 - Português Estudo do Meio Alfa 2 - Estudo do Meio Matemática 2º Ano Alfa 2 - Matemática Português Alfa 2 -

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

(Translation from the Portuguese original)

(Translation from the Portuguese original) (Translation from the Portuguese original) Appendix to the Proposal to Item 1 of the agenda of the Shareholders Annual General Meeting, to be held on April, 4 th, 2014 P 1 de 6 António Agostinho Cardoso

Leia mais

A música surgiu com os sons

A música surgiu com os sons Dó A música surgiu com os sons da natureza, já que seus elementos formais - som e ritmo - fazem parte do Universo e, particularmente da estrutura humana O homem pré-histórico deve ter percebido os sons

Leia mais

Annie Alvarenga Hyldgaard Nielsen. A face oculta de Pagu: Um caso de pseudotradução No Brasil do século XX. Dissertação de Mestrado

Annie Alvarenga Hyldgaard Nielsen. A face oculta de Pagu: Um caso de pseudotradução No Brasil do século XX. Dissertação de Mestrado Annie Alvarenga Hyldgaard Nielsen A face oculta de Pagu: Um caso de pseudotradução No Brasil do século XX Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de

Leia mais

ACTIVE VOICE X PASSIVE VOICE

ACTIVE VOICE X PASSIVE VOICE www.blogpensandoemingles.com www.facebook.com/pensandoeminglesblog O que é? ACTIVE VOICE X PASSIVE VOICE Active Voice ( Voz Ativa): Ocorre quando o sujeito pratica a ação, e é chamado de agente. Ex: Robert

Leia mais

Especialistas em Consultoria à EF e Protocolo Familiar

Especialistas em Consultoria à EF e Protocolo Familiar Especialistas em Consultoria à EF e Protocolo Familiar Helena McDonnell e Magda Gabriel Especialistas em Consultoria à EF e Protocolo Familiar Cambridge Institute Página 1 Especialistas em Consultoria

Leia mais

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking Agradecimentos A dissertação do Mestrado que adiante se apresenta resulta na concretização de um projecto que me parecia difícil mas não impossível de alcançar. Foram meses seguidos de trabalho de investigação,

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

Ars Nova. Universidade Federal da Bahia Escola de Música. Introdução. Ars Nova

Ars Nova. Universidade Federal da Bahia Escola de Música. Introdução. Ars Nova Universidade Federal da Bahia Escola de Música Ars Nova Mus 170 História das Artes I Professora: Adálvia Componentes : Hugo L. Ribeiro João Liberato Márcio Villas-Boas Hamilton Almeida Almir Côrtes Introdução

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

JOSE GABRIEL REGO. Resumo. Especializações. Experiência. Assistant Card Manager at Grupo Banco Popular jgrego@netcabo.pt

JOSE GABRIEL REGO. Resumo. Especializações. Experiência. Assistant Card Manager at Grupo Banco Popular jgrego@netcabo.pt JOSE GABRIEL REGO jgrego@netcabo.pt Resumo My main objective is to develop my career in order to deepen the experience I accumulated over the years based in the development of practical and theoretical

Leia mais

Inglês 22 Passive Voice

Inglês 22 Passive Voice Inglês 22 Passive Voice A voz passiva é muito utilizada em inglês. Por sorte, ela não é difícil de entender. Observe como ela é organizada. To be + Participle = Passive Usando-se então o verbo to be, em

Leia mais

CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO

CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO Coordenador do Curso: Prof. Rinaldo de Melo Fonseca IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação dos Cursos:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES Nome Nº Turma 6º Data 04/02/14 Nota Disciplina Recuperação AnualLÌNGUA INGLESA - TRABALHO 1) Enumere (1) bom ( ) too

Leia mais

Modelos de cartas. Índice. 1. Modelo de carta acompanhando um documento - Português. pág. 1. 2. Modelo de carta acompanhando um documento - Inglês

Modelos de cartas. Índice. 1. Modelo de carta acompanhando um documento - Português. pág. 1. 2. Modelo de carta acompanhando um documento - Inglês verlag dashofer Edições Profissionais R. Braamcamp n.º 13 2.º 1250-049 Lisboa Tel.: 21 310 19 00 21 315 25 97 Email: info@dashofer.pt Web: www.dashofer.pt Índice 1. Modelo de carta acompanhando um documento

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development?

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Emerson Murphy-Hill Thomas Zimmermann and Nachiappan Nagappan Guilherme H. Assis Abstract

Leia mais

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Unidade curricular História do Direito Português I (Doutoramento - 1º semestre) Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

HISTÓRIA DA MÚSICA OCIDENTAL

HISTÓRIA DA MÚSICA OCIDENTAL HISTÓRIA DA MÚSICA OCIDENTAL A Música Barroca A palavra barroco vem da língua portuguesa e significa "pérola irregular". Foi adotada internacionalmente para caracterizar o estilo ornamentado e pomposo

Leia mais

Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own

Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own All I can ever be to you, is a darkness that we knew And this regret I got accustomed to Once it was so right When we were at our high, Waiting for you in the hotel

Leia mais

PROJETO / PROJECT. Um edifício exclusivo numa zona vibrante. O local de eleição para a sua loja.

PROJETO / PROJECT. Um edifício exclusivo numa zona vibrante. O local de eleição para a sua loja. PROJETO / PROJECT Um edifício exclusivo numa zona vibrante. O local de eleição para a sua loja. Na Praça dos Restauradores, em pleno centro de Lisboa, estão a surgir dois novos espaços comerciais. Localizam-se

Leia mais

Hotel Cruz Alta Repouse com serenidade e conforto / Rest with serenity and comfort

Hotel Cruz Alta Repouse com serenidade e conforto / Rest with serenity and comfort A MAIOR OFERTA hoteleira em fátima FATIMA S LARGEST HOTEL GROUP Localização / Location (N39 o 37 42 W8 o 40 30 ) Junto ao jardins do Santuário de Fátima e da nova Basílica da Santíssima Trindade muita

Leia mais

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF - Are you searching for Russo Ver Falar Books? Now, you will be happy that at this time Russo Ver Falar PDF is available at our

Leia mais

15 DE MARÇO _ 5ª FEIRA

15 DE MARÇO _ 5ª FEIRA FESTAS DE S. JOSÉ - COMEMORAÇÕES DO FERIADO MUNICIPAL 2012 DE 15 A 19 DE MARÇO PROGRAMA 15 DE MARÇO _ 5ª FEIRA 10H00 ÀS 16H00 - CELEBRAÇÃO DOS 865 ANOS DA RECONQUISTA CRISTÃ DE SANTARÉM POR D. AFONSO HENRIQUES

Leia mais

Ano Letivo 2015/2016 - Lista de manuais escolares adotados

Ano Letivo 2015/2016 - Lista de manuais escolares adotados 3.º Ano Inglês Seesaw - Inglês 978-972-47-5426-0 Sandy Albuquerque, Texto Editores, Lda. 10.19 160 3.º ano Susana Marques 5.º Ano Ciências Naturais Páginas da 978-972-0-20659-6 Catarina Rosa Peralta, Porto,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO N. o 203 3-9-1998 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 4595 mento. Pelo Ministro Adjunto, Fausto de Sousa Correia, Secretário de Estado da Administração Pública e da Modernização Administrativa. A Ministra da

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

Eventos Internacional

Eventos Internacional Eventos Internacional Site Inspection Novembro 2014 Apoio Elisabete Sorrentino, Cintia Hayashi Evento: ESOMAR Latin American Conference Entidade Apoiada: World Association of Research Professionals -ESOMAR-

Leia mais

Inglês 17 Past Perfect

Inglês 17 Past Perfect Inglês 17 Past Perfect O Past Perfect é um tempo verbal utilizado quando temos duas ações que ocorreram no passado, porém uma delas ocorreu antes da outra. When you called, she had just received the bad

Leia mais

As Novas Tecnologias como componente da. Formação, de 1º ciclo, em Serviço Social

As Novas Tecnologias como componente da. Formação, de 1º ciclo, em Serviço Social Instituto Superior Miguel Torga Escola Superior de Altos Estudos Cláudia Sofia da Costa Duarte As Novas Tecnologias como componente da Formação, de 1º ciclo, em Serviço Social Dissertação de Mestrado em

Leia mais

(Eu) sempre escrito em letra maiúscula, em qualquer posição na frase. (Tu, você)

(Eu) sempre escrito em letra maiúscula, em qualquer posição na frase. (Tu, você) Nome: nº. 6º.ano do Ensino fundamental Professoras: Francismeiry e Juliana TER 1º BIMESTRE PERSONAL PRONOUNS (Pronomes pessoais) O que é pronome pessoal? O pronome pessoal substitui um nome, isto é um

Leia mais

O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF

O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF ==> Download: O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF - Are you searching for O Evangelho Secreto Da Virgem Maria Books?

Leia mais

Como dizer quanto tempo leva para em inglês?

Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Você já se pegou tentando dizer quanto tempo leva para em inglês? Caso ainda não tenha entendido do que estou falando, as sentenças abaixo ajudarão você a entender

Leia mais

o seu futuro apartamento em Albufeira your future apartment in Albufeira

o seu futuro apartamento em Albufeira your future apartment in Albufeira Praialgarve, SA Praia da Oura, Apartado 827 8200-911 Albufeira Tel.: +351 289 543 108 freeholdsales@leisuredimensions.com http://www.petcheyleisure.com/bayview/ o seu futuro apartamento em Albufeira your

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

A Arte de Enfermeiro. Escola de Enfermagem Ângelo da Fonseca

A Arte de Enfermeiro. Escola de Enfermagem Ângelo da Fonseca A Arte de Enfermeiro. Escola de Enfermagem Ângelo da Fonseca Download: A Arte de Enfermeiro. Escola de Enfermagem Ângelo da Fonseca PDF ebook A Arte de Enfermeiro. Escola de Enfermagem Ângelo da Fonseca

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DE BRAGA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES II Ciclo de Estudos em Ciências da

Leia mais

personal details profile

personal details profile personal details name: Paulo Vitor Fernandes Bastos nationality: Brazilian / Portuguese date of birth: 02/27/1987 e-mail: paulovitorfb@gmail.com phone: +55 (21) 99777-4854 portfolio: www.pvbastos.com profile

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51 Nº Horário: 51 4625160693 Sofia Margarida Santos Ferreira Admitido 7197226139 Mónica Sofia Jesus Mateus Admitido 6392341730 Gonçalo Jorge Fernandes Rodrigues Fiúza Admitido 7816555741 Dora Maria Gonçalves

Leia mais

www.souvestibulando.com.br MÓDULO DE INGLES

www.souvestibulando.com.br MÓDULO DE INGLES 1 MÓDULO DE INGLES ASSUNTO: AULA 01 THE SIMPLE PRESENT TENSE Esta aula é composta pelo texto da apostila abaixo e por um link de acesso à AULA VIRTUAL gravada. Estude com atenção o texto antes de acessar

Leia mais

O papel do MBA na carreira do executivo

O papel do MBA na carreira do executivo O papel do MBA na carreira do executivo Renata Fabrini 09.03.2010 CONFERÊNCIA ANAMBA E ENCONTRO REGIONAL LATINO AMERICANO DO EMBA COUNCIL 2010 sobre a Fesa maior empresa consultoria especializada com atuação

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

O INTÉRPRETE EM SEU MEIO PROFISSIONAL

O INTÉRPRETE EM SEU MEIO PROFISSIONAL Rebecca Frances Atkinson O INTÉRPRETE EM SEU MEIO PROFISSIONAL Por uma voz mais alta Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Letras da PUC-Rio como requisito parcial

Leia mais

Accueil Discussions Pages

Accueil Discussions Pages Palestra com Jean-Pierre Chupin - Concursos: conflitos de interpretacao... http://groups.google.com/group/docomomo-bsb/msg/6877c42076bca18... 1 sur 2 2010-09-02 11:36 Message de la discussion Palestra

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana Universidade Técnica de Lisboa Faculdade de Motricidade Humana O Método Pilates e os seus Efeitos em Termos de Autoeficácia na Musculatura do Pavimento Pélvico em Mulheres com Incontinência Urinária de

Leia mais

Present Simple Exercises

Present Simple Exercises Present Simple Exercises Antes de fazer as atividades, você pode querer ler as dicas dos links abaixo. Nelas você encontra explicações sobre os usos e as conjugações dos verbos no Present Simple. Ø www.bit.ly/psimple1

Leia mais

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português 1 Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português A partir do momento que você souber de cor a função de cada peça do nosso jogo de dominó, você não terá mais problemas para formular frases,

Leia mais

Os lugares da Forma. Considerações sobre a obra de Waltercio Caldas

Os lugares da Forma. Considerações sobre a obra de Waltercio Caldas Gilton Monteiro dos Santos Junior Os lugares da Forma. Considerações sobre a obra de Waltercio Caldas Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em História Social da Cultura, do

Leia mais

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato?

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Gostaria de ficar por perto da estação. Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. (I would ) in a cheaper

Leia mais