***Atenção: este livro contém linguagem gráfica, sexo e violência. Somente para leitores maduros. Não está destinado para jovens adultos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "***Atenção: este livro contém linguagem gráfica, sexo e violência. Somente para leitores maduros. Não está destinado para jovens adultos."

Transcrição

1

2 As meninas grandes também precisam de amor, mas a que custo? Lilly é sobrecarregada, não só com o dinheiro, mas com o peso também. Duas coisas das quais ela poderia viver sem. Mas mesmo com seu indesejado status de milionária, ela não se agarra a falsas esperanças para encontrar o amor verdadeiro. Então, quando um sexy estranho entra em sua vida, gotejando sedução, ela se encontra em uma situação extremamente difícil de se resistir. Quanto maior o amor, maior a queda, e Lilly cai em linha reta através do piso de amores pelo Mr. Sexy. Pena que ele está lá por todas as razões erradas. A possibilidade de perder tudo o que já conquistou vai deixar Devin disposto a fazer coisas malucas para manter sua vido do jeito que está. Tudo parece perdido, quando do nada, ele é abordado por uma Mãe Milionária com uma oferta que ele não pode recusar. Mas mesmo um mulherengo como Devin tem um coração e quando a pequena e robusta menina, com atitude despreocupada, rompe sua gelada fachada, ele descobre que perder tudo tem um significado totalmente diferente. ***Atenção: este livro contém linguagem gráfica, sexo e violência. Somente para leitores maduros. Não está destinado para jovens adultos. ***

3 DEVIN MICHAELS - Mas, Dev, ele me bateu primeiro... ou algo assim disse Jenny quando me entregou a chave da caixa. Fiquei no carro, é claro. Estar sob o capô de um veículo e como estar em uma segunda casa. - Não é minha culpa se ele não protegeu suas bolas. Você sempre protege suas bolas. Até eu sei disso, e eu sou uma garota. Ela mordia as unhas enquanto falava. Eu poderia dizer pela sua voz abafada. - Isso é discutível. Eu e meu pai não temos mais tanta certeza eu ri quando ela chutou minha bota que ficou fora do alcance do carro. Além disso, você poderia por favor não falar sobre bolas comigo? Tenho certeza de que há uma regra sobre irmãzinhas dizer a palavra bolas em qualquer lugar perto de seu irmão. Se não houver, vamos apenas ir em frente e colocar essa regra nos livros. Eu soltei o óleo velho do motor. Ele espirrou para cima do cárter de óleo e pousou na minha camisa coberta de graxa. Puxei o pano do meu bolso de trás e limpei minhas mãos para que eu pudesse obter um melhor controle sobre a catraca. - Estou assumindo que a nova regra se aplica à palavra pênis, também? Ela riu. - Sim, - eu disse um pouco alto demais. Essa palavra é estritamente proibida. - Não seja uma vadia, Dev, - disse ela enquanto deslizava um novo filtro de óleo debaixo do carro para mim. - Cuidado com essa maldita boca, Jenny. Você poderia pelo menos tentar ser uma dama? Senhoras não chutam meninos em suas bolas só porque eles ganham um jogo de Halo. Eu ficaria chateado se eu fosse ele, também. Você precisa ligar para ele e pedir desculpas. Josh foi seu melhor amigo por muito tempo, não deixe que um jogo estúpido arruíne isso. - Primeiro de tudo, ele não ganhou, e B, fui criada por dois homens. Tenho certeza de que o trem já deixou a estação senhora há muito tempo. Ela abriu uma lata de refrigerante e suspirou. Seja como for, acho que sou entupi-lo com algumas Gummy Worms mais tarde e pedir desculpas. Ele é um bebê. São apenas bolas. Ele me deu um tapa no meu peito e você não me ouviu fazendo um chilique ou gemendo, - disse ao sair da garagem e se dirigiu para a porta dos fundos da casa. - Você disse bolas de novo! Gritei de baixo do carro. Não consegui ouvir sua resposta sobre a batida da porta blindada.

4 Terminei a mudança de óleo, e em seguida, fui trabalhar em um bico que consegui no supermercado. Pobre Lucy, minha Chevy Camaro 69, não tinha a menor chance contra o carrinho de supermercado rebelde. Ela foi um presente do meu pai. Quando cheguei a ela, não era mais do que apenas uma grande pilha de lixo, nem sequer podia pôr em marcha. Meu pai não é muito bom com presentes, mas ser um mecânico tem suas vantagens, e agora, são cada vez maiores. Quando um cliente não pôde pagar por uma nova transmissão e meu pai ficou com seu caminhão, um negócio em troca de dinheiro foi oferecido, e agora eu tenho Lucy. Para mim, ela vale a pena cada minuto que colocamos no pedaço de merda que o caminhão era. Papai não pôde concordar comigo sobre isso, mas o que posso dizer, eu tenho a melhor parte desse negócio. Lucy é o epítome da beleza. Você não pode comprar um tipo de carro, nos dias de hoje, com o mesmo espírito, e Lucy tinha caráter. Eu preferia estar lá fora, na garagem, isolado com ela, do que qualquer outro lugar no mundo. Eu tinha passado horas revisando o meu carro e eu ia gastar cada centavo no projeto, se eu tivesse um centavo. Na minha idade, eu deveria ter uma mulher constante na minha vida, mas os carros são melhores do que as mulheres. Eles são lindos, poderosos, e eles ronronam quando lida com eles. Eles fazem tudo isso sem o acessório obrigatório que as mulheres necessitam. - Devin! Vai ficar nessa garagem o dia todo? Eu preciso de você aqui dentro por um minuto, garoto! Pai gritou pela porta dos fundos da casa. - Estou indo! gritei de volta. É este o homem que nunca vai me dar uma pausa? Suspirei para mim mesmo. Não seria tão ruim se eu realmente fizesse algum dinheiro trabalhando na loja do meu pai. Desde que eu faço um salário relativamente ruim, o mínimo que ele poderia fazer é me dar cinco minutos para me debruçar sobre minha vida menos do que estelar. Em vez disso, ele me empurra cada vez mais, a cada dia que passa. Você acha que ele iria apreciar o fato de que eu não fugi e o deixei alto e seco, mas oh não... não Harold Michaels, o bêbado da cidade. Se meu pai pudesse consertar um carro tão rápido quanto ele pode acabar com um pacote de seis, juro que seríamos ricos. Mesmo bêbado como um gambá, o homem conhece o seu caminho em torno de um motor. Esse fato manteve as pessoas em nossa pequena cidade, relevar e deixar ele com sua relação íntima com a Budweiser. Uma das vantagens de viver em uma cidade cheia de donos de caminhões, é o fato de que uma vez que os bons meninos contratam um bom mecânico, eles se prendem a ele. Quem se importa se ele não pode ficar em pé ou dizer uma oração sem um insulto no meio, desde que o trabalho fosse bem feito? Essa foi a maior razão para que nossa pequena loja de pai e filho ficasse viva. A outra razão, é claro, era porque eu era um gênio em livros bancários. Só no ano passado, eu salvei o pai de quase três mil dólares em impostos. Eu deveria ter ficado na

5 escola, e então talvez eu poderia ter ido para outro lugar deste mundo com a minha vida. Em vez disso, lá estava eu, com 22 anos de idade, preso com Renee, uma namorada tiete, que me deixa louco, e um pai que era um motorista de escravo. Não vamos esquecer a minha irmã de quinze anos de idade, Jenny, que deveria ter sido um menino. Eu acho que as coisas poderiam ter sido pior; eu poderia estar sozinho neste mundo de grande mal. Puxei-me debaixo de Lucy e fiquei ali por um minuto antes de ir para fora da garagem e andar todo o quintal da casa. A porta blindada retrucou fazendo um barulho alto quando entrei, pai estava sentado na mesa da cozinha fazendo a triagem através de uma pilha enorme de contas. Ele balançou a cabeça em desgosto. Para tanto negócio como fizemos aqui na nossa pequena loja, nunca parecia ser suficiente. Nós mal mantínhamos a cabeça acima da água. O último par de meses tinha sido o pior que tivemos em muito tempo, embora. Uma nova oficina mecânica acaba de abrir na periferia da cidade. Mesmo que eu soubesse que todos os clientes voltariam uma vez que o novo lugar ficasse velho, eu não podia deixar de me preocupar com nós. Foi o que aconteceu em nossa linha de negócios. Algumas novas lojas com tinta brilhante e ferramentas frescas apareciam e ficavam abertos tempo suficiente para fazernos financeiramente desconfortável. Outra vantagem de viver em uma cidade pequena... as pessoas não gostam de mudanças. Eles sempre voltavam para o que eles sabiam, e as pessoas em Walterboro conhecia meu pai. - O que foi, pai? - Eu disse quando bati no topo de uma Mountain Dew fria. - Filho, acho que temos um problema. Parece que estamos um pouco atrasados em alguns empréstimos. Temos que ganhar algum dinheiro, rápido. - OK. De que empréstimos estamos falando e de quanto? - Belisquei meus lábios como uma mãe desapontada. Eu sabia de quais empréstimos exatamente estávamos falando, ou devo dizer que empréstimo. O empréstimo que estávamos falando era o empréstimo da casa e garagem. Antes de eu começar a cuidar dos livros para o pai, ele tinha estado tão profundamente em dívida com a Receita Federal, que ele realmente teve que tomar um empréstimo para fora em qualquer coisa que ele tinha de valor. A partir do olhar em seu rosto, eu poderia dizer que a quantidade ia rachar minha bunda. - Qual é o dano e o que podemos fazer? - Perguntei, impaciente. - Bem, é de aproximadamente oito mil dólares e não há nada vindo à mente. Você tem alguma ideia? Oito mil dólares! Troquei minha Mountain Dew para uma cerveja. Quanto tempo nós temos? - Suspirei. - O aviso final, diz noventa dias. Eu não vejo como podemos chegar a oito mil até então. Só espero que alguma coisa venha à tona.

6 Me irritou que ele não disse a parava "eu" e sim "nós" como se eu tivesse alguma coisa a ver com isso. Ele foi o único que deixou ficar tão ruim. Ele era o único que precisava voltar para a escola para aprender matemática básica, não eu! Olhei para meu pai por um minuto e deixei as últimas frases que ele proferiu encher meu cérebro e fazer algum sentido. - Pai, eu vou dar uma volta e tentar descobrir alguma coisa para fazer por fora. Você quer que eu compre qualquer coisa enquanto estiver fora? - Não. Mas não fique muito tempo fora, no entanto. Morgan está causando problemas com o seu Ford, mais do que Tick. Eu quero que você olhe-o para mim, - eu o ouvi dizer enquanto caminhava de volta para fora da porta de tela, que retrucou e fez um barulho mais alto quando bateu. Todo o trabalho que eu coloquei nessa loja estúpida para tentar salvá-la, e todo o tempo que poupei na garagem com ele, foram um desperdício. Eu poderia ter um emprego de verdade em algum lugar longe daqui. Eu poderia ter meu próprio lugar e cuidar de mim mesmo. Eu sempre fui um trabalhador e eu sempre odiei o fato de que eu estava preso aqui, onde não poderia ir a lugar nenhum, rápido o suficiente. Eu tenho trabalhado na garagem do meu pai desde que eu tinha doze anos, mais ou menos. Costumava vir da escola para casa, comer um sanduíche de manteiga de amendoim e geleia, e depois colocar a cabeça para fora e ir de volta para o local onde eu iria passar o resto da minha noite, sob o capô de alguma coisa. Isso foi quando a mãe ainda estava por perto. Ela nos deixou quando Jenny tinha seis anos. O ano em que completei treze anos foi o ano mais difícil da minha vida. Não só eu era oficialmente um adolescente lidando com todos os novos hormônios e surtos de crescimento, mas minha mãe me deixou como se eu não fosse nada. Você pensaria que ela teria, pelo menos, ficado ao redor para ver Jenny crescer. Que tipo de mulher deixa uma menina de seis anos para atrás, com dois homens? Ter me deixado com o pai quase poderia ser perdoado, mas uma jovem garota precisa de uma mãe para ensinar as coisas de mulher. Minha mãe era uma beleza e, aparentemente, todos os homens da cidade achava a mesma coisa. Lembro-me das noites em que minha mãe e meu pai discutiam. Eu sempre me perguntei por que ele deixou ela correr dele como ela fez. Se eu sabia, quando menino, o que estava acontecendo, então você pode apostar que todos na cidade faziam o mesmo. Meu pai devia parecer um idiota. Houve alguns momentos felizes quando estavam juntos, mas a maioria dos dias eu sentava e via como pai tentou de tudo para fazê-la feliz. O dia em que ela saiu, nem mesmo disse adeus para mim e Jenny. Eu podia ouvir o pai pedindo-lhe para ficar e dizendo a ela o quanto a amava. Em um ponto durante a conversa ele perguntou: - E as crianças? Você só vai sair e deixar as crianças? Eu não consegui ouvir a resposta dela, mas, aparentemente, não se importava muito. Ela desistiu de nós, e você nunca supera a dor de perder uma mãe. Teria sido mais fácil se ela tivesse morrido. Eu não iria odiá-la tanto por sair, se não fosse por opção.

7 Eu não tenho sido o mesmo desde que ela nos deixou e eu sempre a culpava pelo meu medo de me apegar. Embora eu nunca falaria sobre isso, no fundo, ela é a razão pela qual eu tenho problemas de confiança. Ela é a razão pela qual eu me recuso a afeiçoar-me a alguém. O medo de me sentir da maneira que eu me senti no dia em que ela nos deixou é insuportável. Eu nunca me coloquei em posição de me machucar como o meu pai fez. Eu nunca tive uma namorada séria. Jenny é a razão de eu ainda estar preso aqui. Eu morreria antes de abandoná-la. Ela é a única razão pela qual eu ainda trabalho na loja do pai - a razão que eu faria quase qualquer coisa para conseguir esse dinheiro e salvar a nossa casa. - Merda, - disse enquanto batia a mão no volante. Oito mil dólares! Onde diabos eu ia encontrar esse tipo de dinheiro tão rápido? Eu sempre poderia roubar um banco. Assaltantes de banco sempre eram pegos, mas talvez eu pudesse esconder o dinheiro em algum lugar para o pai e Jenny encontrar, como em um daqueles filmes de ação impressionantes. Depois de dirigir por aí sem rumo por uma hora, acabei na frente da casa de Renée. Eu estava precisando de uma boa dose de alívio do estresse. Vi-a sentada na frente de casa, fofocando em seu telefone celular. Ela terminou a conversa e sorriu assim que me viu. Ela é uma menina bonita, alta e magra, do jeito que eu gosto. Eu não iria chamá-la de linda, já que a maioria das coisas interessantes sobre ela são o cabelo falso loiro, unhas postiças, e um sorriso rígido. Seria um saco descobrir que seus olhos azuis eram lente de contato. Fisicamente ela não é perfeita para mim, já que eu gostava de meninas naturais, mas emocionalmente, ela era minha correspondência exata. Ela estava consciente dos meus limites, o que tornou as coisas confortável. Não há expectativas feitas para um passeio fácil. Graças à sua reputação de ser uma aberração nos lençóis, alguns caras me chamaram de sortudo por tê-la. Eu sabia que que era diferente. Sua natureza egoísta faz ativo na cama, mas como uma aberração... nem tanto. Ela bateu seu corpo esbelto contra o meu e colocou os braços em volta do meu pescoço. Inclinei-me e bejei-a na boca. - É tudo o que eu ganho? Juro, Devin, eu não sei porque me preocupo com você. Com seu sotaque profundo do sul esfaqueado em meus tímpanos. - Eu acho que é pedir demais por um telefonema cada vez? Eu queria que você tivesse ligado para me avisar que estava vindo. Eu tenho um compromisso de unha e Nicole está vindo para uma noite de cinema. Oh! Eu quase me esqueci, eu conversei com Matt no outro dia... você sabia que o irmão de Cassie foi pro Afeganistão? - Ela divagava até que finalmente percebeu que eu não estava falando e parou. - Por que você está me olhando assim? - Perguntou. Imaginei-me sufocando-a até a morte e rindo histericamente como um daqueles filmes malucos psico assustadores loucos. Eu quase ri alto com o pensamento. Meu pai ia chutar a minha bunda por apenas pensar uma coisa dessas. Fui criado para nunca colocar as mãos em uma mulher. - Você fala demais. Vamos entrar e fazer isso, - eu disse, sem rodeios.

8 Não havia necessidade para acabar com ela em pensamento, eu estava lá por nenhuma outra razão se não para transar. Ela se inclinou e me beijou, deslizando sua língua em minha boca. Em pouco tempo estávamos na casa pequena de dois quartos caindo sobre as coisas tentando chegar em seu quarto. Mindy, sua colega de quarto, não estava à vista, felizmente. Depois disso, eu me sentei em sua cama cercado por almofadas rosa macias e renda. Ela é definitivamente o tipo feminino, nada como a minha irmã pequena Jenny. Eu provavelmente morreria se visse qualquer coisa cor de rosa em seu quarto. Renée dormia tranquilamente com as pernas conchegadas em torno de mim. Senti-me muito melhor. O sexo era o que eu precisava, o sexo é a principal razão pela qual eu mantenho-a por perto. Merda, ela me usa, por que diabos eu não deveria usá-la? Olhei para o relógio rosa sobre a mesa lateral. Estava ficando muito tarde. Eu realmente precisava me levantar e ir para casa e eu seriamente precisava encontrar oito mil dólares... rápido. Foi com esse pensamento final que eu rapidamente e em silêncio saí da cama de Renée. Escorreguei na minha roupa e deslizei pela casa até a porta da frente. O ar da noite correu pelo meu cabelo enquanto eu batia a porta atrás de mim. Todo o caminho para casa os meus pensamentos estavam em dinheiro. Tinha que haver uma maneira, havia sempre um caminho.

9 LILLY SHEFFIELD Ontem, em uma instituição de caridade beneficente, minha mãe fingiu estar interessado um homem em miniatura, que estava em um palco enorme tentando fazer com que todos doassem a uma multiplicidade de instituições de caridade. Eu geralmente sou o maior doador, principalmente porque as pessoas que dirigem essas coisas me conheciam tão bem que eles atacavam minha consciência e faziam me sentir como um monstro por ter dinheiro. Uma vez que coloque as apresentações de slides de crianças famintas, estou acabada. Deixo o local com pelo menos cem mil ausente na minha conta bancária. De qualquer forma, este pequeno homem disse algo que me fez realmente avaliar o meu mundo. Ele pediu ao grupo de multi-milionários se eles estariam dispostos a desistir de fazer a diferença na vida de outra pessoa. Isso me fez pensar nas coisas que eu nunca desisti. O dinheiro não é realmente um problema, especialmente para mim, mas o que na minha vida que me é cara? Minha lista é muito patética para uma mulher de vinte anos de idade. Realmente patética! Há poucas coisas na minha vida que você tem que erguer dos meus dedos frios e mortos antes que fossem tiradas de mim. A primeira coisa é o meu Spanx. O que, na minha opinião, são as melhores engenhocas feitas pelo homem de todos os tempos, melhor do que a eletricidade ou chocolate. Os criadores desta mudança de vida, em pedaços de pano, devem ser colocados em um pedestal para todas as meninas gordinhas do mundo adorar. Spanx, o dispositivo que molda o corpo, aquele faz parte do mundo da menina gorda... eu me curvo a você. Eu não sei do que é feito, ou de onde veio essa ideia fantástica, mas eles são uma dádiva de Deus. Se não fosse por meu Spanx, cada rolo de gordura do meu corpo iria derramar a sair para as laterais como uma espumante lava de vulcão branco. Ele mantém a gordura a minha volta ao mínimo, também. Todos com peso extra pode apreciar isso. Não há nada como andar por aí e saber que você tem um par extra de duplo D's amarrado a suas costas. A segunda coisa que me é cara, é o meu pago, mas não muito bom, Honda Accord 97. Sim, eu tenho dinheiro para comprar um carro novo. Sim, eu provavelmente deveria comprar um carro novo, mas meu carro está comigo nos bons e maus momentos. Finalmente, a terceira coisa que eu não poderia viver sem é sorvete. Tanto quanto eu estava preocupada, sorvete poderia curar ossos quebrados, se aplicado diretamente sobre a pele. Pense nisso. Se você considerar quantos corações partidos sorvete tem

10 emendado, não seria realmente estranho. Para não mencionar que o sorvete é rico em cálcio. Cálcio + ossos = bom! Eu acho que os médicos em todos os lugares deveriam comprar ações de produtos de sorvete. Eles iriam salvar uma tonelada de dinheiro em cuidados de saúde. Este tipo de lógica é o que me deixa no meio de um litro de biscoitos e creme sem a culpa de saber que mais de dois quilos estão vindo em minha direção. Desnecessário dizer que a quantidade de anos sugados da minha vida foi um sopro na mente de uma menina com mais dinheiro do que podia contar. Eu deveria ter sido feliz. Eu deveria estar deitada em uma praia quente em algum lugar, enquanto meu corpo recém lipoaspirado estava sendo massageado por meu namorado sexy que tinha um nome muito quente como, Damon. Eu não estava. Em vez disso, fui trabalhar. Senteime atrás de um balcão de joias para trabalhar por um dinheiro que eu não precisava, numa tentativa de alcançar qualquer tipo de normalidade. O espaço entre o queixo e o calcanhar da palma da minha mão começou a suar enquanto eu olhava para fora da janela da loja, observando as pessoas que passavam por aqui. OK, então hoje ia ser um dia ruim. Tecnicamente, desde que o meu dia de trabalho estivesse quase no fim, já era um dia ruim. Sem mencionar que eu tinha um encontro para tomar café com a minha mãe, e estava se aproximando rapidamente. Além do fato de que eu teria um motivo para deixar o trabalho mais cedo, eu temia encontrar com minha mãe. Nossos encontros para tomar café raramente terminavam como uma boa coisa. Por mais que eu realmente preferisse adiar este momento, era hora de ir. - Shannon! Estou indo embora, OK? Vou manter meu celular por perto no caso de você precisar de mim, - gritei. Eu seriamente duvidava que alguma coisa iria acontecer nos próximos 30 minutos que exigiriam meus excelentes dotes em gestão, especialmente considerando que pudemos ter tido um ou dois clientes durante todo o dia. - Vá em frente, querida. Vejo você quando eu chegar em casa! - Gritou de volta. - Lembre-se, ligue para o meu celular se você precisar de alguma coisa e por favor não se esqueça de trancar o bloqueio superior. Sra. Franklin vai ter um ataque se você esquecer de novo, - disse quando ela veio da parte de trás da loja. Eu vi como Shannon tropeçava com uma pilha caixas pequenas de joias empilhados em seus braços. Ela jogou-os no balcão da frente e sorriu inocentemente. Uma mecha de cabelo vermelho brilhante atacou os olhos e eu ri da cara que ela fez quando ela tirou tudo da frente de seu rosto. - Eu me acoberto, Lil. Divirta-se com sua mãe, - ela brincou. Revirando os olhos, saí da loja e fiz meu caminho em direção ao meu carro. Quando tirei minha licença, minha mãe tentou me convencer a deixá-la me comprar um carro esporte caro. Acho que ela estava mais preocupada com a reputação dos meus dezesseis anos, do que comigo. Como se uma garota como eu jamais seria feliz com um carro pequeno. Tive que lidar com coisas que eram "muito pequenas" toda a minha vida, por que diabos eu iria me torturar mais? Será que ela acha seriamente que eu gostaria de

11 me enfiar em um carro de garota magra todos os dias? Hum... não, obrigada! Sentir-me como uma sardinha nunca foi a minha praia. Todos os carros esportivos de magras de lado, as coisas significam muito mais quando você compra-os por si mesmo. Se eu deixar minha mãe me comprar tudo o que ela ofereceu eu não teria espaço na minha vida para nada. Felizmente, minha mãe desencanou de tentar viver minha vida. M isso aconteceu só depois de anos tentando fazê-la entender que eu não tinha absolutamente nada a ver com ela. Sempre fui o tipo de pessoa que gosta de fazer as coisas por mim mesmo. Eu quero trabalhar por qualquer coisa que adquirir na minha vida. Por exemplo, eu amo o meu carro, e não porque é o maior carro todos, mas sim porque eu paguei por ele com o meu próprio dinheiro. Dinheiro que ganhei antes que minha vida mudasse para sempre, antes que minha avó morreu e me deixou milhões. É o meu carro. Minha mãe não entende isso. Ela nunca trabalhou um dia em sua vida. Eu nunca a odiei por isso, ela só estava agindo do modo em que foi ensinada a agir. Meus avós sempre foram ricos, portanto ela nunca conheceu nada diferente. Fui criada com dinheiro também, mas o meu pai jogou toneladas de realidade em minha vida antes que fugisse para a Califórnia sem mim. Simplificando, a mina do dinheiro. A enorme quantidade foi lançada sobre mim pela simples vontade de minha avó. Eu recebi-o no meu vigésimo aniversário, mas daria tudo de volta por apenas mais um dia com ela. Ela era muito parecida com a minha mãe, o que significa que ela gostava de gastar dinheiro. A diferença era que ela queria que eu fosse feliz comigo mesma, ela nunca me fez sentir como se eu fosse uma decepção. Seu orgulho em mim era evidente, enquanto que sempre que minha mãe me olhava, fazia me sentir como se eu fosse apenas um grande MENOS do que eu deveria ser. Minha mãe sempre foi uma esnobe, embora ela nunca vá admitir. Se você tirasse a impressionante máscara de puta, você veria que ela tem um problema sério de autoestima. Se ela tivesse um momento honesto consigo mesma, admitiria que ter dinheiro faz ela se sentir superior a todos os outros. Nunca senti a necessidade de fazer a minha vida mais anormal do que já tem sido por ter um dinheiro que eu nunca quis, pra começar. Normalidade tem sido escassa para mim. Meu estado único e permanente governou a escola particular só para meninas que eu cresci, e fui apelidada de Grande Lilly, também conhecida como a Virgem Maria. Apenas me chame de presidente do clube de Virgens aos Vinte! A lista de membros consistia entre eu e um grupo de freiras pouco atraentes. Quando finalmente acontecer para mim, vai ser real. Não tenho nenhum desejo de estar no tipo de relação que meus pais tinham antes de se divorciaram. Eles eram miseráveis e se odiavam. Foi o exemplo perfeito do que não ser. Eu quero amar... o tipo que escrevem nos livros, mas meu medo de rejeição se recusa a deixar isso se tornar possível.

12 Um grito especial para todas as meninas do ensino médio impressionantes que zombaram de mim todos os dias. Obrigado pelo fabuloso complexo de menina gorda. Há uma sensação cómica em torno da minha situação. Tecnicamente, poderia ter qualquer coisa quisesse. Poderia comprar qualquer coisa, mas a única coisa que não pode ser comprada é a única coisa que eu desejo. Não é como se você pudesse correr através da unidade mais próxima de drive-thru e pegar um relacionamento. Um brinquedo do menino quente para viajem, por favor! Minha voz selvagem interior foi interrompida pela campainha da porta de Mirabelle, o pequeno café favorito de minha mãe. Ela já estava sentada enquanto tomava um gole de café de baunilha. Eu odiava o fato de que ela escolhera uma cabine para se sentar em vez de uma mesa. Arrancaria minhas unhas antes de admitir que as cabines eram muito pequenas para mim. Adivinha quem conseguiu jogar de espremer a menina gorda na pequena cabine de hoje? - Como foi o trabalho? - Perguntou ela. Minha presença nem sequer garantiu que ela olhasse para cima de seu jornal, nas páginas de finanças diárias, sem dúvida. - Bom, - eu disse. - Como foi o spa? Prendi a respiração enquanto chupava meu estômago e deslizava para o banco. A mesa cavando no meu top com desenho de um muffin. Ela ignorou minha pergunta. - Seu pai ligou. Ele diz que faz quase duas semanas que não ouve falar de você. - Sim, eu sei. Preciso ligar para ele. Tem sido ocupado no trabalho. Temos um novo embarque de produtos. Eu e Shannon estamos nos matando tentando conseguir que tudo fique configurado. Você deveria passar por lá, mamãe. Nós temos toneladas de coisas que eu sei que você adoraria. Ela olhou para mim como se eu tivesse perdido minha mente. Seu jornal sacudiu sobre a mesa. - Querida, sem querer ofender, mas você sabe que eu não compro nesses tipos de lugares. Eu gostaria que você parasse com esse trabalho terrível, ou, pelo menos, considerasse trabalhar em algum lugar mais apropriado. Seu avô está provavelmente se revirando no túmulo com o pensamento de seu anjo trabalhar incontáveis horas. Você não foi criada para isso, Lilly. - Ela soprou em seu expresso, enviando o aroma de baunilha em meus pulmões. - Eu sei, mãe, mas eu gosto de lá. A Sra. Franklin está falando sobre me fazer gerente de todas as três lojas da área. Espero conseguir o emprego. - Se estamos sendo honestos uns com os outros, então espero que você seja demitida desse lugar lamentável, - ela fungou. Um latte mocha foi colocado na minha frente. Ir para o mesmo café quase todos os dias tem seus benefícios. Eles sempre sabem o que eu quero. Eu entro e eles deixa-o pronto para mim. - Aqui está, Lilly. Teve um bom dia? - Joey sorriu para mim. Ele é o único trabalhador do sexo masculino em Mirabelle e um piadista nato.

13 - Ah, sim, hoje foi um dia fabuloso. Está ficando cada vez melhor, também, - eu disse, sarcasticamente. Era uma piada interna entre mim e as pessoas que trabalhavam no café. Desde sempre Mirabelle era o meu ponto de encontro com minha mãe, que percebe o quão bem a nossa pequena reunião está indo pela a quantidade de lattes que eu peço. Um latte geralmente significa que foi uma conversa agradável, rápido e direto ao ponto. Dois lattes significa que as coisas não vão tão bem. Três e eu estava provavelmente a cerca de três minutos de puxar meu cabelo para fora da minha cabeça. - Mãe! - Eu disse em um tom abafado depois de Joey sair da mesa. - Por que você diz isso? Você espera que eu seja demitida? Eu não posso acreditar que você desejaria coisas ruins para mim assim. Eu tenho que ter esse trabalho para fins de sanidade. Eu sinto muito que me recuso a viver como você, mas isso não é motivo para você dizer coisas ruins para mim. Revirei os olhos antes de tomar meu café com leite e desejar que eu tivesse dito a ela que não podia sair do trabalho. Mamãe continuou e falar sobre eu não precisar trabalhar. É sempre sobre o dinheiro com ela. Famílias normais argumentavam porque as crianças sempre pediam dinheiro aos pais. No meu caso, discutimos porque eu me recusei a explorá-lo. Houve algumas vezes quando bolsas e sapatos de marca apareceram misteriosamente no meu closet. As pessoas normais não usam sapatos de mil e duzentos dólares. Desnecessário dizer que Shannon tinha um armário bastante impressionante. Enquanto eu continuava a afinar a minha mãe, notei um casal bonito em uma mesa de canto. Eles estavam olhando amorosamente nos olhos uns dos outros. Seus cotovelos estavam descansados em cima da mesa para o equilíbrio à medida que cada um se inclinou para aproximar-se do outro. Foi adorável de se ver como ele sorriu para ela e suavemente esfregou sua mão. Suas bochechas estavam ficando rosa enquanto ele sussurrava palavras doces para ela do outro lado da mesa. Eu sorri para mim mesmo secretamente na história de amor que se desenrolava na minha frente. Seu amor um pelo outro era evidente. Ele estava escrito em seus sorrisos e escoou para fora de seus olhos. Eu não conseguia desviar o olhar. Me odiava por ser uma louca, perseguidora de romance, mas a saudade que caiu sobre mim era paralisante. - Lilly! O que deu em você? Você está me ouvindo? Tirei minha atenção de volta para a minha mãe. - Claro que eu estou ouvindo. Eu tenho muita coisa na minha mente agora. - Querida, você sabe que você pode falar comigo sobre qualquer coisa. Vá em frente, exatamente o que está te incomodando? O casal no canto me chamou a atenção mais uma vez. - Mãe, você ama o papai? Ela ajeitou o corpo como se refletindo a questão embaraçosa. - Eu amava muito o seu pai. Infelizmente, meu amor não foi o suficiente para nós dois. Por que você fez uma pergunta tão estranha? - Não há razão, - eu disse. - Só por curiosidade.

14 Ela olhou para mim, infelizmente, quando ela começou a acariciar minha mão em uma tentativa de ser maternal. - OK, o suficiente com esse absurdo. Vamos fazer algo divertido. Vamos às compras! Nós podemos comprar o que quiser, tudo o que fizer você feliz. Apenas me diga o que é e eu vou ter certeza de obtê-lo. Crescendo, quando alguma garota magra na escola ria de mim ou quando estava em uma escola de dança, e mesmo sobre o fato de que eu nunca tive um encontro, minha mãe era sempre a primeira a dizer como isso não era grande coisa. Ela ia comprar algo divertido e depois de um tempo eu ia ficar por cima. Era sua maneira. A única maneira que sabia como mostrar afeição. Em vez das palavras doces e abraços maternais, eu tenho presentes. - O dinheiro não pode comprar tudo, mãe, - eu disse quando olhei de volta para o casal bonito que agora estava em seu cantinho. Mamãe olhou para eles, também. Ela soube imediatamente o que eu quis dizer. - Você está sozinha, querida? Porque eu vou ser a primeira a lhe dizer que você não precisa de um homem para fazê-lo feliz. Confie em mim. Eu tive um por vinte anos e eu era muito infeliz. - Ela riu de sua piada. Sorri para ela e, em seguida, dei-lhe uma risada forçada. - Esquece isso, mãe. Vamos às compras. Eu poderia usar algumas camisas novas e um par de sapatos, - eu disse, esperando que ela fosse esquecer o que ela tinha acabado de presenciar. Eu odiava fazer compras de roupas. Tentar encontrar algo decente para me encaixar era a minha ideia de inferno. Mas eu ficaria feliz em passar pelo inferno se isso significasse que minha mãe iria esquecer a conversa que acabou de ter. A última coisa que eu queria era ela tentando qualquer jogo estúpido de fazer regimes com um bando de homens idiotas que prefere ser celibatário do que me tocar. Claro, funcionou. Ouvi quando ela passou por todas as lojas que queria visitar e as coisas que ela queria comprar. Segui-a para fora do café mal prestando atenção. Hoje não foi o meu dia. Todos os pensamentos de amor piegas e "ninguém me quer" estava começando a me dar nos nervos. Eu estava na primeira loja e fomos para os devaneios de um banho quente de bolhas, velas, e Christina Perri em baixo volume. Tudo isso para fazer compras de porcaria cara que nunca se encaixaria em mim, quando tudo o que eu realmente queria era um bom banho de espuma quente e um trio impertinente com Ben & Jerry. Tanto para essa ideia!

15 A PROPOSTA Eu não tinha usado um terno desde o funeral do meu avô quando eu tinha quinze anos. Estes funcionários de banco condenam a má aparência. Eu já tinha passado a maior parte da manhã preso no trânsito por todo o caminho de Walterboro para o centro de Charleston. Geralmente é uma viagem de 30 minutos, se você pegar a interestadual. Hoje me levou malditamente perto de uma hora e meia. Eu só precisava de um pouco de tempo extra... qualquer coisa que eu e minha pequena família possamos fazer para manter nossa casa. Talvez ele possam nos dar mais dois meses além dos 90 dias previsto? O que há de mal em dois meses a mais? O diabinho no meu ombro está recheado de pensamentos negativos sobre isso. E se recusarem? Nós teríamos que começar tudo de novo de alguma forma. Esse não é realmente um pensamento assustador para mim, exceto pelo o fato de que o meu pobre pai não saberia o que fazer com si próprio. A oficina é tudo o que ele já conheceu. Os minutos parecem horas e eu me encontrei surtando de dentro para fora. Peguei uma revista e folhei-a sem sequer olhar para as páginas. Senti como se estivesse sendo vigiado, então olhei ao redor da sala mais uma vez. Notei uma senhora sentada a minha frente, uma senhora atraente na verdade. Ela era mais velha, quarenta e tantos anos, talvez? Não é realmente o meu tipo, mas ela ainda era uma espécie de sexy em um tipo dominatrix cougar. Ela estava abertamente olhando para mim. Não fez nada para esconder o fato de que estava verificando minha aparência, os olhos mudando dos meus até a minha virilha. O jeito que ela olhou para mim não correspondia ao seu olhar. Pernas cruzadas e tudo apropriadamente convencional, ela sorriu sedutoramente para mim. Sorri de volta. Ei, se ela queria jogar, eu poderia jogar também. Em seguida, seu rosto caiu e seu sorriso foi substituído por uma sobrancelha levantada sarcasticamente e uma boca comprimida. Balancei a cabeça e desviei o olhar. Eu não tenho tempo para provocações de idade. Finalmente, depois do que pareceu dias, a senhora atrás do balcão me chamou. Entri pela porta do escritório do gerente do banco. - Sr. Miachels, eu presumo? O homem atrás da mesa perguntou. Ele se levantou e estendeu a mão, eu apertei. Minha mão suada fez um barulho estranho quando apertei, dando nos meus nervos. Isto tem de funcionar. É o nosso último recurso. - Meu nome é Sr. Schaefer. O que possa fazer para ajudá-lo? Me sentei e comecei a me incomodar um pouco. Essa é a coisa mais importante que já fiz e uma recusa simplesmente não é aceitável neste momento.

16 - Bem, Sr. Schaefer, não vou desperdiçar seu precioso tempo, então vou direto ao ponto. Devemos a este banco mais dinheiro do que temos e temos apenas 90 dias para consegui-lo. Estou aqui para pedir-lhe mais tempo, um extra de 60 dias, talvez? Eu disse rapidamente. Ele pegou uma pequena pilha de papéis e bateu contra a mês para organizá-los. - Mr. Michaels, eu vou ser completamente honesto com você. Eu dei uma boa olhada no seu arquivo e não há nada mais que possamos fazer. Eu me sinto horrível por isso, eu realmente sinto, mas se o saldo não for pago nos próximos 90 dias, vamos ser forçados a tomar todas as propriedades de seu pai, com a oficina incluída. Estou profundamente arrependido. Se há algo que posso fazer, me avise. - Está me dizendo que não há outra opção? eu disse em voz alta. Eu sabia que as pessoas na sala de espera poderia me ouvir, mas não me importei. Esta era a minha vida, e ele estava mexendo. Esta era a vida de Jenny em que ele estava mexendo. A nossa casa e o nosso trabalho. A forma como sobrevivemos. - Mr. Schaefer, eu aprecio o fato de que este é o seu trabalho e tudo mais, mas você tem que encontrar outra maneira! Gritei. Não há nenhuma maneira de podermos chegar a este valor no prazo e serei amaldiçoado se você ou qualquer um desses bastardos que trabalham presos aqui levarem a nossa casa. - Sr. Michaels, eu acho que seria melhor se você fosse embora antes que eu tenha que chamar a segurança. - Então eu acho que é melhor você chamar a segurança, porque eu não vou embora até que cheguemos a algum tipo de acordo. - Eu entendo que você e o seu pai estejam tendo problemas financeiros, mas não é realmente meu problema ou do banco. Talvez seu pai deva pensar sobre a maneira como ele executa as coisas, - ele retrucou. Antes que eu percebesse, estava de pé sobre o Sr. Schaefer com o punho dolorido e seu sangue em meus dedos. Aquele desgraçado estaria melhor se não continuasse. Ele teve a audácia de falar mal sobre mim e o meu pai... na minha cara, nada menos. Sua alta bunda de cavalo necessita uma verificação de realidade e estou feliz em dar-lhe. A segurança chegou quando estava recuando em direção à porta e eu sabia que estava indo para a cadeia. Vim aqui para tentar consertar as coisas, mas porque não conseguia controlar meu temperamento maldito, meu pai ia ter que mergulhar em nossas míseras economias para me tirar da cadeia. Realmente fiz asneira desta vez. Quatro horas mais tardes, me deitei no pequeno beliche que a prisão forneceu e passou diferentes ideias na minha cabeça. Decidi que não iria chamar meu pai para me socorrer. Eu poderia passar uma noite na cadeia. Sabia que eles iriam me deixar sair de manhã e para ser honesto eu prefiro que meu pai se preocupe comigo por não voltar essa noite do que usar dinheiro que precisávamos para salvar meu estúpido traseiro. Valeu a pena estar atrás destas barras. Aquele desgraçado teve o que mereceu. A porta da cela se abriu e um policial entrou no pequeno espaço. - OK, Michaels, hora de ir, - disse ele. - O que você quer dizer?

17 - Sua fiança está paga. Você está livre para ir. Segui o policial para fora da cela e no corredor para a recepção da delegacia. Coletei todas as minhas coisas, minha carteira vazia incluída, e me virei para o meu pai. Ele estava longe de ser encontrado. Fiz uma verificação rápida em torna da delegacia tentando encontrá-lo, mas ele definitivamente não estava lá. Talvez ele tenha ido me esperar no carro? Saí da delegacia de polícia e verifiquei um estacionamento. O caminhão do meu pai não estava à vista, o que significava que ele estava tão chateado que me largou aqui. Estava prestes a começar a andar em direção a nossa casa, quando notei a senhora puma do lobby bancário de pé em frente ao estacionamento. Ela estava sentada contra uma longa limusine preta quando ela fez sinal para eu chegar até ela com um dedo. Hoje tinha sido oficialmente o dia mais fodido da minha vida, e parecia que não ia ficar melhor. Primeiro, eu sou assediado sexualmente por uma senhora no banco a minha frente, então eu bato no gerente bancário, que me deu uma mão inchada e uma passagem de ida para a prisão. E agora, eu fui misteriosamente socorrido para encontrar a abusadora esperando por mim do lado de fora da delegacia. Fiz meu caminho até a limosine. - Já estava na hora. Estava começando a pensar que eles levaram meu dinheiro e deixaram você lá, -disse ela, com voz rouca. - Você me socorreu? Perguntei confuso. - Bem, de que outra fora eu iria falar com você? - Sinto muito... eu te conheço? Continuei a questionar. - Não seja ridículo. Normalmente, eu nunca seria pega socializando com alguém como você. Fogo atravessa meu peito enquanto a minha raiva começa a fluir dentro de mim. - Então o que diabos você está fazendo socializando com alguém como eu? disse em tom de zombaria. Mais um metido bastardo na minha presença hoje à noite e eu estava indo para apelar. - Vamos cortar a conversa fiada. Ouvi você lançando uma oferta de ajuste no banco hoje. Você precisa de dinheiro e não tem muito, então vamos falar de negócios, - disse ela. - Olhe senhora, eu não sei como vocês fazem as coisas em seu mundo, mas no meu, vender a si mesmo, você pega, pelo menos, trinta dias. E já que eu acabei de sair do presídio, eu prefiro... Ela me interrompeu com uma gargalhada. - Eu sei que você não acha que estou sugerindo que eu te pague por sexo, não é? Ela riu mais uma vez. Não me entenda mal, garoto, você é agradável ao olhar, mas eu estou com meu lance em homens, não meninos. - Então o que diabos você quer? perguntei rudemente. - Eu tenho uma proposta de negócios para você. Ela abriu a porta da limusine e entrou. Vai se juntar a mim? perguntou. - Já disse que não sou um...

18 - Não se iluda! Ela me cortou novamente. Confie em mim... estou longe demais para um menino como você. Agora, você vai entrar na limusine maldita ou não? Rosnou. Fiquei ali me debatendo sobre o que fazer. Finalmente, pisei em direção a limusine e fechei a porta atrás de mim. - Para onde? Ela perguntou. - Walterboro... fora de Clements Road. - Meu Deus, você é um caipira, - ela bufou. Sentei lá enquanto ela latia ordens ao motorista e, em seguida, apertou um pequeno botão fazendo com que uma barrira subisse entre nós e ele. - Agora, vamos voltar ao trabalho, - disse. Eu preciso que você faça algo para mim e uma vez que você precisa de dinheiro tão mal, estou preparada para pagá-lo muito bem, contando que você não estrague tudo. - OK, isso é algo ilegal? Porque não sou nenhum criminoso. - Não, não é ilegal. - OK, mande. Ela sorriu e então deslizou mais para trás em seu assento. - Eu gostaria de te pagar para namorar a minha filha, - ela sorriu enquanto derrubava um líquido marrom para fora de seu recipiente e derramava em um copo de cristal. Cheirava a álcool, o que convinha desde que eu tinha certeza que a cadela estava bêbada. - Você quer me pagar para fazer o que? - Você me ouviu. - Você está brincando, certo? Bufei. - Não, isso não é brincadeira e eu agradeceria se você não tratasse como uma. O que estou te oferecendo é um negócio sério, - disse ela de forma agressiva. Me recuperei e me livrei do meu sorriso. Se esta senhora estava falando sério, eu ia ser sério também. Esta poderia ser a oportunidade que eu e meu pai estávamos esperando, ainda assim, ser pago para namorar com alguém não ia bem com a minha conduta. Esta moça deveria ser algum tipo de terrível criatura se a mãe dela teve que pagar para um cara namorar com ela. - O que há de errado com ela? Perguntei. - Desculpe-me? - Sem ofensa, mas se você tem que pagar alguém para namorar sua filha, tem de haver algo errado com ela. - Não há nada de errado com a minha filha. Há algo de errado com todos os meninos que não podem ver o quão maravilhosa ela é. - Então, ela é feia? - Absolutamente não, - ela retrucou. Ela tem um pequeno problema de peso, mas ela é linda e é exatamente assim que você deve trata-la. Leve-a para sair, mostre a ela um tempo fabuloso, e faça-a sentir que ela é a criatura mais linda que você já viu. - Basicamente, você quer que eu a faça soltar fumaça até o rabo? - Fique longe de sua bunda, mas sim... é o que tem que fazer.

19 - Exatamente o que eu ganho com isso e quanto tempo eu tenho que fazê-lo? Perguntei. - Em troca de você sair com ela, eu vou pagar o seu saldo ao banco. Se eu ouvi corretamente, você tem 90 dias. Enquanto os 90 dias correm, você a faz feliz, e se fizer o trabalho corretamente... - Você não pode estar falando sério. Engasguei. Você vai me pagar oito mil dólares para sair com sua filha? Quantos anos ela tem, afinal? Ela não gosta de algum garoto do ensino médio ou algo assim? Perguntei. - É tudo o que deve? Parece perfeito. Sim, eu definitivamente vou pagar-lhe oito mil dólares e não, minha filha não é uma estudante do ensino médio. Ela vai fazer vinte e um no próximo mês; você é algum tipo de presente antecipado. - Isso não poderia ter acontecido em melhor hora. Na verdade, era uma espécie de estranho conveniente. Mas neste momento eu estaria disposto a fazer qualquer coisa. Eu poderia recusar, se quisesse. Não é provável que uma outra oportunidade como esta iria cair no meu colo. Porém, oito mil não era nada mais que um resto de bolsa para esta mulher. - Ofereça quinze mil e temos um acordo, - disse eu. Se eu estou fazendo isso, poderia muito bem ter algo fora dele, também. Lucy ia ficar bem com um novo trabalho de pintura. O carro não estava se movendo mais e o silêncio no pequeno espaço estava sufocando, enquanto pensava sobre isso. Eu ainda não conseguia acreditar que aquilo estava acontecendo. Estava errado em enganar uma pobre menina gordinha, fazendo-a pensar que eu a queria, mas eu sabia que podia fazer. Precisávamos desse dinheiro, então eu faria por nós. Por Jenny. - Tudo bem, - ela deu dentro. Vou te pagar três mil para começar. Vamos chamar de pagamento por cortesia. Existem algumas regras, no entanto. Se você estragar tudo, então não verá seus doze mil em 90 dias. Além disso, eu vou pessoalmente fazer a sua vida um inferno. Vou fazer minha missão de vida, me certificar de que você e seus entes queridos percam tudo... e Sr. Michaels, eu sou podre de rica. Não pense nem por um minuto que não posso cumprir com a minha palavra de ferrar você. - Quais são as regras? Bati. Eu não estava muito feliz sendo verbalmente ameaçado. - Primeiro de tudo, não coloque as mãos sujas na minha filha. Eu entendo que você provavelmente vai ter que beijá-la. Você vai estar saindo com ela por pelo menos três meses e eu sei que as crianças fazem esse tipo de coisa nesse período de tempo. Você não tem permissão para fazer algo mais do que isso. A última coisa que eu quero é a minha filha grávida de um caipira, - bufou. Entendeu? - Bem, caramba caramba, senhorita, eu acho que entendo o que você está dizendo! disse sarcasticamente como o meu mais profundo sotaque de sulista falso. - Beijar? Hah! Ele nem sequer vai tão longe. Eu poderia fazer esta menina se sentir como uma princesa, sem tocá-la. Jogar com mulheres é a minha missão de vida. - Como eu posso encontrá-la? Perguntei.

20 - Ela trabalha. Por mais que eu odeie isso, ela é a gerente da loja Joias da Franklin, no centro de Meeting Street. Você pode encontrá-la lá. Além disso, ela passa muito tempo livre com os amigos em um pequeno café chamado Mirabelle. Está familiarizada com esses lugares? Perguntou. - Sim, eu disse, quando abri a porta da limusine para sair. - E Sr. Michaels... é melhor minha filha nunca descobrir sobre este acordo, você entende? - Sim, eu capitei! Bati. - Deus. Estou contente que nos entendemos. O nome dela é Lilly e é melhor você não estragar tudo. Vou estar em contato e você vai ter sua primeira parcela quando eu tiver certeza que você começou o trabalho, então sugiro que comece o mais rápido possível. - Tenho tudo coberto, - disse quando sai da grande limusine preta, que agora estava estacionada na frente de da minha casa. Era um pouco assustador saber que ela sabia onde eu morava, sem contar a ela. É como se tivesse feito a lição de casa e cavou informações sobre mim. Esta senhora era inteligente, e as senhoras inteligentes eram perigosas. Vou ficar de olho a minha volta. - Vejo você em breve, garoto, - disse ela quando bati a porta na cara dela. Assisti a limusine sair. Todo o esquema era louco, mas eu tinha que fazer o que precisava ser feito. Uma coisa era certa, meu pai nunca aprovaria, o que significava que ele e Jenny nunca poderiam saber. Eu precisava pensar muito sobre o que diria do dinheiro que estava chegando. Uma coisa de cada vez, já que agora, eu tinha uma garota gordinha para encantar. Fazer coisas que magoam a estranhos não era a minha coisa, mas situações extremas pedia por medidas extremas. Eu já tinha três coisas para fazer amanhã. Um deles era dizer a Renée que iria passar um tempo fora da cidade. Diria que vou passar um tempo com um tio na Geórgia ou algo assim. Não há nenhuma maneira dela manter sua boca fechada tempo o suficiente para eu terminar o trabalho se ela achasse que tinha uma outra menina recebendo minha atenção, que não ela. Claro que havia dinheiro envolvido, então eu pudesse comprar algo para calá-la. Em segundo lugar, eu teria que me limpar um pouco. Se eu ia ganhar uma garota, precisava realmente me barbear e cortar o cabelo. E em terceiro, teria de deixar minha aparência encantadora. Tinha de me livrar do Devin babaca e trazer para fora o bom garoto que eu sabia que poderia ser. Poderia ser divertido. Eu ia começar a sair um pouco, com o dinheiro de outra pessoa, com uma menina que eu nunca mais teria que ver novamente depois dos três meses previstos. Não era realmente um mal negócio. Tiro minha cueca e pulo na minha cama. Antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, precisava de um pouco de sono. Em poucos minutos, desmaiei e dormi melhor do que havia dormido nas duas últimas semanas.

21 ESCOLHENDO UMA LILLY Depois de finalmente convencer Renée de que eu estava indo visitar a família por um tempo, fiz meu caminho m direção a Charleston. Dirigi com as janelas para baixo e deixei o vento bater no meu rosto. Eu poderia usar o máximo de ar fresco quanto humanamente possível. O rádio estava fora quando contemplei como proceder para perseguir essa garota. Tão louco quanto parecesse, eu realmente nunca tive que perseguir uma fêmea antes. O barulho do motor do Lucy me acalmou. Eu tive que manter o foco. Eu estaria bem, desde que eu me lembrasse de que isso não era apenas para mim e para o papai. Eu estava fazendo isso por Jenny, para a nossa casa e nosso negócio. Não importa o que, eu não poderia permitir que a minha consciência obtivesse o melhor de mim. Tudo que eu tinha que fazer era não me envolver. Ser emocionalmente desconectado era fácil para mim, por isso este trabalho deveria ter sido um pedaço de bolo. Cheguei na joalheria de Franklin e me levou três tentativas em estacionamento paralelo antes de eu entender direito como o lugar funcionava. Tenho certeza de que eu parecia uma trepadeira apenas sentado no meu carro, mas eu queria planejar. Só precisava entrar, comprar alguma coisa, e obter uma boa olhada nela, então eu saberia com o que estava lidando. Eu deveria ter pedido para ver uma imagem para que eu pudesse, pelo menos, saber quem ela era. Felizmente, ela era a única garota gorda que trabalhava lá. Depois de colocar dois dólares no parquímetro, caminhei até a loja. O tempo todo eu rezei para que todos lá dentro usassem crachás. Seria mais crível se me aproximasse dela no pequeno café, então estou apenas tendo um pouco de paquera inofensiva enquanto olhava uma joia. Fazer ela me notar era o meu objetivo número um. O pequeno sino sobre a porta soou quadno entrei na loja vazia. A única razão que eu sabia onde o lugar ainda estava aberto foi por causa do grande sinal de aberto, brilhante na janela da frente. Fui até um dos contadores de joias e comecei a olhar para todos os anéis caros do caso. Fiz meu caminho até os brincos e decidi que eles estavam mais na minha faixa de preço. Em toda a realidade, eu não tinha uma faixa de preço, mas eu percebi que isso valeria a pena por cavar da poupança que era do pagamento do empréstimo. Além disso, se isso funcionasse eu teria todo o dinheiro que precisávamos e mais. - Qualquer coisa em especial que você está procurando? - Uma voz feminina chamou na minha frente.

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo O dia em que parei de mandar minha filha andar logo Rachel Macy Stafford Quando se está vivendo uma vida distraída, dispersa, cada minuto precisa ser contabilizado. Você sente que precisa estar cumprindo

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com Antônio, Sara, Vânia e César. Sala da casa de Antônio e Sara. 1 Um longo silêncio. ANTÔNIO. Vai me deixar falando sozinho? Sara o fita e fica

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead)

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) A Última Carta Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) E la foi a melhor coisa que já me aconteceu, não quero sentir falta disso. Desse momento. Dela. Ela é a única que

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM?

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? Na cozinha, ele serviu se de mais uma bebida e olhou para a mobília de quarto de cama que estava no pátio da frente. O colchão estava a descoberto e os lençóis às riscas estavam

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht Efêmera (título provisório) Por Ana Julia Travia e Mari Brecht anaju.travia@gmail.com mari.brecht@gmail.com INT. SALA DE - DIA. VÍDEO DE Números no canto da tela: 00 horas Vídeo na TV., 22, com seus cabelos

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias Lucas Zanella Collin Carter & A Civilização Sem Memórias Sumário O primeiro aviso...5 Se você pensa que esse livro é uma obra de ficção como outra qualquer, você está enganado, isso não é uma ficção. Não

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER Edna estava caminhando pela rua com sua sacola de compras quando passou pelo carro. Havia um cartaz na janela lateral: Ela parou. Havia um grande pedaço de papelão grudado na janela com alguma substância.

Leia mais

Dicas. para Sair. das Dívidas DEFINITIVAMENTE. Elton Parente. Com Estratégias de Kim e Robert Kyosaki

Dicas. para Sair. das Dívidas DEFINITIVAMENTE. Elton Parente. Com Estratégias de Kim e Robert Kyosaki 10 Dicas para Sair DEFINITIVAMENTE das Dívidas Com Estratégias de Kim e Robert Kyosaki Elton Parente Lições de Kim e Robert Kyosaki sobre Como Sair das Dívidas A seguir estão os 10 passos que Kim e Robert

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

O porco é fisicamente incapaz de olhar o céu. ( 7 )

O porco é fisicamente incapaz de olhar o céu. ( 7 ) O porco é fisicamente incapaz de olhar o céu. Isso o Ricardo me disse quando a gente estava voltando do enterro do tio Ivan no carro da mãe, que dirigia de óculos escuros apesar de não fazer sol. Eu tinha

Leia mais

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor capítulo um Belo reparo Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas preciosas com ouro. O resultado é uma peça que nitidamente foi quebrada,

Leia mais

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br Script de Terapia de Liberação Emocional (EFT) para desfazer crenças relativas aos clientes que você merece ter. Eu não consigo atrair clientes dispostos a pagar preços altos A Acupuntura Emocional é uma

Leia mais

Ernest Hemingway Colinas como elefantes brancos

Ernest Hemingway Colinas como elefantes brancos Ernest Hemingway Colinas como elefantes brancos As colinas do outro lado do vale eram longas e brancas. Deste lado, não havia sombra nem árvores e a estação ficava entre duas linhas de trilhos sob o sol.

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

REGRAS PARA NÃO SE TORNAR UMA VÍTIMA DA VIOLÊNCIA URBANA

REGRAS PARA NÃO SE TORNAR UMA VÍTIMA DA VIOLÊNCIA URBANA SEGURANÇA PESSOAL EM ÁREAS DE ALTO RISCO REGRAS PARA NÃO SE TORNAR UMA VÍTIMA DA VIOLÊNCIA URBANA (Adaptação) BANCO DO BRASIL DILOG/ PRINCIPAIS AMEAÇAS Seqüestro relâmpago Com duração de 1 a 24 horas,

Leia mais

BANCO DO BRASIL GEREL Belo Horizonte (MG) NUSEG - Núcleo de Segurança SEGURANÇA PESSOAL EM ÁREAS DE ALTO RISCO

BANCO DO BRASIL GEREL Belo Horizonte (MG) NUSEG - Núcleo de Segurança SEGURANÇA PESSOAL EM ÁREAS DE ALTO RISCO SEGURANÇA PESSOAL EM ÁREAS DE ALTO RISCO REGRAS PARA NÃO SE TORNAR UMA VÍTIMA DA VIOLÊNCIA URBANA (Adaptação) DILOG/ PRINCIPAIS AMEAÇAS Seqüestro relâmpago Com duração de 1 a 24 horas, geralmente para

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos VERSÍCULOS a Bíblia na PARA Nova DECORAR Versão Internacional ESTA SEMANA NVI Usamos

Leia mais

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série.

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. EE Bento Pereira da Rocha HISTÓRIA DE SÃO PAULO Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. História 1 CENA1 Mônica chega

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 A mentira não agrada a Deus Principio: Quando mentimos servimos o Diabo o Pai da mentira. Versículo: O caminho para vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona

Leia mais

Tirado do website: www.spiritlessons.com

Tirado do website: www.spiritlessons.com Tirado do website: www.spiritlessons.com A artista foi levada para o inferno pelo proprio senhor Jesus. Essa artista vinha atendendo as reuniões de oração desde Abril de 2009 e continua a faze-lo. Nisso

Leia mais

Só consegui chegar agora e já são três e meia da tarde. Acho que essa

Só consegui chegar agora e já são três e meia da tarde. Acho que essa CAPÍTULO UM LORRAINE Só consegui chegar agora e já são três e meia da tarde. Acho que essa manhã a igreja demorou mais que o normal, e eu não vim direto para casa, como costumo fazer. Althea estava decidida

Leia mais

Ato Único (peça em um ato)

Ato Único (peça em um ato) A to Ú nico Gil V icente Tavares 1 Ato Único (peça em um ato) de Gil Vicente Tavares Salvador, 18 de agosto de 1997 A to Ú nico Gil V icente Tavares 2 Personagens: Mulher A Mulher B Minha loucura, outros

Leia mais

por ano para trocar o sangue. Page leu todos os livros do Aleister Crowley. Em 1977, eles já tinham se tornado a banda definitiva de iniciação.

por ano para trocar o sangue. Page leu todos os livros do Aleister Crowley. Em 1977, eles já tinham se tornado a banda definitiva de iniciação. O Led Zeppelin sempre foi complicado. Esse era o problema inicial deles. Os shows deles sempre tinham violência masculina. Isso foi um desvio nos anos 1970, que foi uma época muito estranha. Era uma anarquia

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

Lição. História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a

Lição. História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a FRUTOS-1 Descoberta Lição 1 4-6 Anos História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a CONCEITO CHAVE A Bíblia é o livro de Deus e nós sabemos

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu 5 L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu subir monte, pés d Eu molhados em erva fria. Não haver erva em cima em monte. Só haver terra, em volta, monte como cabeça de homem sem cabelo.

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

Meu filho, não faça isso

Meu filho, não faça isso Meu filho, não faça isso Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho

Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho alternativo, onde encontra com um sujeito estranho.

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena OSUTERBOS DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. JANEIRO escrito por: Antפnio Carlos Calixto Filho Personagens: Dana de Oliveira uma moça simples ingênua morena olhos pretos como jabuticaba,1.70a,sarad a cabelos

Leia mais

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 1 1. Objetivos: Ensinar que Eliézer orou pela direção de Deus a favor de Isaque. Ensinar a importância de pedir diariamente a ajuda de Deus. 2. Lição Bíblica: Gênesis 2

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

MARK CARVALHO. Capítulo 1

MARK CARVALHO. Capítulo 1 MARK CARVALHO Capítulo 1 Mark era um menino com altura média, pele clara, pequenos olhos verdes, cabelos com a cor de avelãs. Um dia estava em casa vendo televisão, até que ouviu: Filho, venha aqui na

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

O, cara, vai te foder.

O, cara, vai te foder. 1 Eu morava num conjunto de casas populares na Carlton Way, perto da Western. Tinha cinqüenta e oito anos e ainda tentava ser escritor profissional e vencer na vida apenas com a máquina de escrever. Iniciara

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É

DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É BRENNAN MANNING & JOHN BLASE DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É NÃO DO JEITO QUE DEVERIA SER, POIS VOCÊ NUNCA SERÁ DO JEITO QUE DEVERIA SER Tradução de A. G. MENDES Parte 1 R i c h a r d 1 Nem sempre recebemos

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais