TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013"

Transcrição

1 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 O Governo do Estado do Acre, através de sua Comissão Permanente de Licitação CPL 06 Decreto nº , de 30/03/2012, publicado no Diário Oficial do Estado n.º Ano XLV, torna público, para o conhecimento dos interessados que estará reunida no dia 12 de março de 2013, às 08h30min, na sala de reunião de sua sede, situada à Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário, CEP , na cidade de Rio Branco Acre, e receberá os Envelopes contendo os Documentos e as Propostas dos interessados em participar da licitação na modalidade TOMADA DE PREÇOS POR TÉCNICA E PREÇO N.º 008/2013, em regime de empreitada por preço unitário, podendo o presente Edital ser retirado acessando o site ou excepcionalmente na do Estado do Acre, situada na Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário, CEP , Rio Branco/AC, no horário de 08:00 às 18:00 horas, no período de 07/02/2013 à 08/03/2013, no local acima indicado. As empresas, os representantes ou interessados que acessaram o Edital via internet se obrigam a acompanhar o Diário Oficial do Estado com vistas a possíveis alterações. Esta licitação foi regularmente autorizada pelo Secretário da Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMA, CONFORME consta do processo administrativo de N /2012 CPL I OBJETO 1.Contratação de empresa (OSTPJ) para prestação de serviços para executar as seguintes atividades: manutenção e instalação de estações hidrometeorológicas, convencionais e telemétricas, localizadas e previstas para instalação em pontos de monitoramento nas bacias dos rios Acre, Purus, Juruá e Abunã situadas no estado do Acre, solicitado pelo OF/ nº 924/2012/GAB/SEMA, em conformidade com os I Termo de Referência; II Modelo de Carta de Apresentação da Proposta Técnica; III - Carta Proposta da Licitante; IV Carta de apresentação da documentação; V - Minuta do Contrato, VI - Modelo de Declaração de Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte, VII - Declaração de Elaboração Independente de Proposta, VIII Modelo Declaração de Visita, partes integrantes do presente Edital. II - PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO A firma proponente que for julgada vencedora da presente licitação, será regularmente contratada e convocada no prazo máximo de 30 (trinta) dias úteis, para assinatura do termo do contrato, aceitar ou retirar o instrumento equivalente. Decorridos 60 (sessenta) dias da data da abertura das propostas, sem que haja a convocação para a contratação, ficam os licitantes liberados dos compromissos assumidos Valor estimado para os serviços R$ ,20 (seiscentos e quarenta e nove mil duzentos e quarenta e três reais e vinte centavos) O prazo de execução do contrato, objeto desta licitação, será de 08 (oito) meses, contados a partir da assinatura do contrato. Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 1

2 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/ O prazo contratual estabelecido poderá ser prorrogado dentro da vigência do prazo anterior, na forma prevista na Lei N.º 8.666, de e suas alterações posteriores Os custos para a execução das atividades deste Termo de Referência estão orçados em R$ ,20 (Seiscentos e quarenta e nove mil, duzentos e quarenta e três reais e vinte centavos) e serão pagos mediante a entrega dos produtos devidamente atestados pelo Departamento de Gestão de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental/Divisão de Gestão de Riscos e Eventos extremos, sendo, conforme discriminado abaixo: Produtos Produto 1 01 Plano de trabalho, constando a proposta de Plano de Operação e manutenção preventiva e corretiva das estações modelo convencional, automática e automática e telemétrica. Produto 2 04 Relatórios de Campo, descrevendo todos os serviços de campo, incluindo como anexos os registros das atividades de campo (fichas de campo, fotos, etc), bem como os dados coletados (registros das PCDs) e as fichas de inspeção das atividades executadas em cada ponto de monitoramento. Produto 3 06 Relatórios Mensais de Produção, descrevendo todos os serviços de escritório a partir dos dados de campo, incluindo como anexos os registros das atividades de campo (fichas de campo, fotos, etc), bem como os dados coletados (registros das PCDs) e as fichas de inspeção das atividades executadas em cada ponto de monitoramento. Produto 4-01 Relatório consolidado das Atividades Realizadas. Total % 40 (sendo 10% a cada relatório) 30 (sendo 5% a cada relatório) No valor da contratação deverá estar incluso todos os encargos sociais, fiscais, trabalhistas, tributários, estipulados na legislação fiscal e trabalhista, materiais de consumo, equipamentos necessários, despesas com passagens e diárias e outras que se façam necessárias para a realização do objeto contratado. III - CONDIÇÕES DE RECEBIMENTO DO OBJETO DA LICITAÇÃO: 3.1. O objeto ora licitado será recebido definitivamente por servidor ou Comissão designada pela autoridade competente, mediante termo circunstanciado, assinado pelas partes, após o decurso do prazo de observação, ou de vistoria que comprove a adequação do objeto aos termos contratuais. O recebimento supracitado não excluirá a responsabilidade civil pela solidez e segurança do objeto, nem a ético-profissional, pela perfeita execução do contrato. IV - SANÇÕES ADMINISTRATIVAS 4.1. O Licitante que, convocado dentro do prazo de validade de sua proposta, não assinar o contrato ou ata de registro de preços, deixar de entregar documentação exigida no Edital, apresentar documentação falsa, ensejar o retardamento da execução de seu objeto, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de modo inidôneo, fizer declaração falsa ou cometer fraude fiscal, ficará sujeitas às sanções previstas no Decreto Estadual nº de 30 dezembro de 2010 e será descredenciado do Sistema de Cadastro Unificado de Fornecedores do Governo do Estado do Acre Se a multa aplicada for superior ao valor da garantia prestada, além da perda desta, responderá à contratada pela sua diferença, devidamente atualizada monetariamente e Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 2

3 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/ com aplicação de juros, fixados segundo os índices e taxas utilizados na cobrança dos créditos não tributários da Fazenda Pública estadual, que será descontada dos pagamentos eventualmente devidos pela Administração ou cobrados judicialmente. O atraso na execução dos serviços para efeito de cálculo da multa será contado em dias corridos, a partir do dia seguinte ao do ilícito administrativo, se dia de expediente normal na repartição interessada, ou no primeiro dia útil seguinte. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida sua reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade. A multa deverá ser recolhida no prazo máximo de 20 (vinte) dias corridos, a contar da data do recebimento da comunicação enviada pelo órgão. O valor da multa aplicada após regular processo administrativo, poderá ser descontado da Nota de Empenho ou crédito existente no órgão solicitante, acrescido de juros moratório de 1% (um por cento) ao mês. As penalidades serão obrigatoriamente registradas em sistema mantido na Secretaria Adjunta de Compra e Licitações Pública, e no caso de suspensão de licitar a licitante deverá ser descredenciada por igual período, sem prejuízo das multas previstas neste Edital e das demais cominações legais. As sanções aqui previstas são independentes entre si, podendo ser aplicadas isoladas ou cumulativamente, sem prejuízo de outras medidas cabíveis. As penalidades só não serão aplicadas, se ocorrer fato superveniente justificável e aceito, submetido à aprovação da autoridade competente pela Comissão e submetido à autoridade do órgão promotor da licitação durante a realização do certame ou pelo fiscal do contrato e submetido à aprovação pela autoridade do órgão solicitante. Em qualquer hipótese de aplicação de sanções será assegurado à licitante vencedora o contraditório e ampla defesa no processo administrativo. Para as condutas ensejadoras de prejuízo à Administração não descrita nos itens anteriores, poderão ser aplicadas outras penalidades previstas em legislação específica, subsidiariamente. V - DOTAÇÃO DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS: 5.1. As despesas decorrerão das unidades orçamentárias: Programa de Trabalho: Programa de Valorização do Ativo Ambiental Florestal Elemento de Despesas: (OSTPJ) - Fonte de Recursos: 200 BNDES. VI - CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO NA LICITAÇÃO 6.1. A participação na presente Licitação se efetivará mediante a apresentação, na data, hora e local expressamente indicados no "Aviso de Licitação", e no preâmbulo deste edital, da Documentação e da Proposta de Preços, endereçadas ao Presidente da Comissão de Licitação Poderá participar da presente Licitação toda e qualquer empresa que satisfaça plenamente todas as condições do presente Edital e seu(s) anexo(s) A participação na Licitação implica na integral e incondicional aceitação de todos os termos, cláusulas e condições deste Edital e de seus anexos, bem como das Normas vigente no termos, cláusulas e condições deste Edital e de seus anexos, bem como das Normas vigentes da Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 3

4 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 SEMA, ressalvado o disposto no parágrafo 3º do art. 41, da Lei N.º 8.666/93, e suas alterações posteriores Não poderá participar da Licitação: Autor do projeto básico ou executivo, sendo pessoa física ou jurídica; Empresa ou firma cujos diretores, responsáveis técnicos ou sócios, figurem como funcionário ou empregado ou ocupante de cargo comissionado no órgão ou entidade ou responsável pela licitação; Empresas que tenham sido declaradas inidôneas por qualquer órgão da Administração Pública direta ou indireta, Federal, Estadual, Municipal ou Distrito Federal bem como as que estejam punidas com suspensão do direito de contratar ou licitar com a Administração Pública Estadual; Empresa, isoladamente ou em consórcio, responsável pela elaboração do projeto básico ou executivo ou da qual o autor do projeto seja dirigente, gerente, acionista ou detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital com direito a voto ou controlador, responsável técnico ou sub-contratado Servidor de qualquer órgão ou entidade vinculada ao órgão promotor da licitação, bem como empresa da qual tal servidor seja sócio, dirigente ou responsável técnico Constar no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas CEIS, mantido pela Controladoria Geral da União - CGU, constante no portal da internet VII - CREDENCIAMENTO DOS LICITANTES 7.1. Aberta a sessão, a Comissão Permanente de Licitações procederá, anteriormente à entrega dos Envelopes no 1 - Documentação, ao credenciamento dos licitantes mediante a confirmação das seguintes condições: O licitante deverá estar representado na abertura da sessão por pessoa que detenha os poderes necessários para a prática de todos os atos inerentes à licitação e à contratação O representante do licitante apresentará: Carteira de identidade ou outro documento de identificação pessoal com fé pública, acompanhada de um dos seguintes documentos: Procuradores instrumento de procuração público ou particular, com firma reconhecida, outorgando poderes para participar e para representar o licitante no procedimento, além de contrato social, ou estatuto, ou registro de empresário, conforme o caso; Representantes contratuais, ou estatutários ou empresários contrato social, ou estatuto, ou registro de empresário, conforme o caso; O representante mencionado no item somente poderá praticar os atos para os quais lhe hajam sido outorgados poderes específicos na procuração Os documentos poderão ser apresentados em original, por qualquer processo de cópia autenticada por cartório competente, ou publicação em órgão de imprensa oficial, ou por cópias não autenticadas, desde que sejam exibidos os originais para conferência e autenticação pela Comissão Permanente de Licitações Uma mesma pessoa não poderá representar mais de um licitante. Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 4

5 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/ Se, nas fases subseqüentes à entrega dos envelopes, o(a) representante do licitante for substituído(a), terá de, obrigatoriamente, apresentar novo documento de identidade com fé pública e nova procuração da sociedade empresária ou do empresário, quando for o caso. VIII - DA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS: 8.1. Este Edital está aberto a todas as Licitantes que estejam interessadas em participar do presente processo e que demonstrem satisfatoriamente para a Comissão de Licitação sua capacidade e adequação de recursos para executar o Contrato de forma eficiente A proposta e quaisquer documentos deverão ser apresentados em português, idioma em que também será redigido o contrato. Serão aceitos documentos em outros idiomas, desde que acompanhados de tradução para o português, caso em que tal tradução prevalecerá sobre os originais Os documentos relativos à habilitação (Envelope nº. 1) e à Proposta Técnica (Envelope nº. 2) e Proposta de Preços (Envelope nº. 3) serão apresentados em original ou por qualquer processo de cópia, devidamente autenticada por cartório competente, ou por servidor da Administração ou publicação em órgão da Imprensa Oficial Os documentos de habilitação e de propostas técnicas e de preços deverão ser entregues sem emendas, rasuras, entrelinhas ou ressalvas em envelopes devidamente fechados e identificados apropriadamente, nos termos dos itens 07 (DA HABILITAÇÃO), 09 (DA PROPOSTA TÉCNICA) e 10 (DA PROPOSTA DE PREÇOS) A Licitante arcará integralmente com todos os custos de preparação e apresentação de sua proposta, independente do resultado do procedimento licitatório Em circunstâncias excepcionais, a Comissão de Licitação poderá solicitar a prorrogação do prazo de validade das propostas, por escrito, bem como a extensão da validade da correspondente Garantia de Proposta, não sendo admitida a introdução de quaisquer modificações na proposta. IX - HABILITAÇÃO NA LICITAÇÃO E FORMA DE APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS Para a habilitação na presente licitação, exigir-se-á, dos interessados, documentações relativas à: Capacidade Jurídica: a) Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado dos documentos de eleição de seus administradores; b) Decreto de autorização, devidamente publicado, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no País, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir; Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 5

6 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 c) Inscrição do ato constitutivo no caso de sociedade civis, investidura ou nomeação da acompanhada de provas da diretoria em exercício Regularidade Fiscal e Trabalhista: a) Comprovante de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda (CNPJ-MF); b) Certidão Negativa, ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa, de débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União, comprovando a regularidade com a Fazenda Federal; c) Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas - CNDT, ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa de Débitos Trabalhistas, de acordo com a lei /2011. d) Certidão Negativa, ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa, emitida pelo Estado relativo ao domicílio ou sede do Licitante, relativa a tributos estaduais, pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto contratual, comprovando a regularidade para com a Fazenda Estadual; e) Certidão Negativa, ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa, emitida pelo Estado relativa ao domicílio ou sede do Licitante, da Dívida Ativa da Fazenda Estadual; f) Certidão Negativa de Débito - CND, ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa, emitida pelo Município relativo ao domicílio ou sede do Licitante, pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto contratual, comprovando a regularidade para com a Fazenda Municipal; g) Certificado de Regularidade de Situação do FGTS CRS, emitido pela Caixa Econômica Federal CEF, comprovando a regularidade perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço; h) Certidão Negativa de Débito CND, ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa, comprovando a regularidade perante a Seguridade Social. i) As Microempresas e Empresas de Pequeno Porte que desejarem obter benefícios da Lei Complementar n.º 123 de 14 de dezembro de 2006 e fizerem jus aos benefícios, deverão apresentar a declaração constante do Anexo VI deste edital Qualificação Econômica e Financeira: a) Certidão negativa de falência, concordata, recuperação judicial e extrajudicial ou Certidão Negativa de Ação Cível em que não conste ação de falência/recuperação judicial/concordata/extrajudicial expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica; b) Balanço patrimonial e demais demonstrações contábeis do último exercício social, já exigível e apresentado na forma da lei; Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 6

7 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 b.1) Para Sociedades Anônimas, cópia autenticada da publicação do Balanço em Diário Oficial ou jornal de grande circulação da sede do Licitante; b.2) Para as demais empresas, cópia autenticada do balanço patrimonial, devendo ser assinado por técnico em Ciências Contábeis legalmente habilitado e pelo empresário ou sociedade empresária. b.3) As empresas com menos de 01 (um) ano de existência, que ainda não tenham Balanço de final de exercício, deverão apresentar Demonstrações Contábeis envolvendo seus direitos, obrigações e patrimônio líquido relativos ao período de sua existência. c) O licitante deverá comprovar através seu balanço, que possui Patrimônio Líquido igual ou superior a 10% do valor estima para contratação, na forma da lei, de acordo com os 2º e 3º do artigo 31 da Lei nº / Visita de Campo: a) A empresa interessada em participar do processo licitatório deverá comparecer na sede do órgão licitante, SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, até o dia 08/03/2013, onde agendará a data para a vistoria técnica, que deverá ser realizada em qualquer dia durante o período legal de retirada do edital. o Atestado de vistoria deverá fazer parte do envelope de habilitação b) A Visita Técnica não será obrigatória, mas a Empresa que não efetuá-la, terá que apresentar Declaração formal assinada pelo responsável indicado pela empresa, conforme Modelo Anexo VIII, acerca do conhecimento pleno das condições e peculiaridades da obra e do local onde a mesma será executada, devendo esta declaração constar do envelope de Habilitação, sob pena de inabilitação Da Documentação: a) A documentação poderá ser apresentada no original, por qualquer processo de cópia autenticada por tabelião de notas ou por funcionário da unidade que realiza a Licitação, ou publicação em órgão de imprensa oficial; b) Após a abertura, dos envelopes contendo a documentação, as cópias que não estiverem autenticadas, não serão autenticadas por funcionário da unidade que realiza a licitação, excetuando-se aos casos em que o original do documento constar do interior do mesmo envelope e mediante justificação do licitante; c) Toda e qualquer documentação poderá ser autenticada na CPL, antes da respectiva licitação. A qualquer tempo, o interessado poderá efetuar a autenticar via cartório, sendo de sua inteira responsabilidade qualquer apresentação sem a devida autenticação; d) A não observação por parte dos licitantes ao estipulado nas alíneas "a" e "b" acima, acarretará para os mesmos a inabilitação no presente processo licitatório; Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 7

8 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 e) A apresentação do cartão de cadastro da, na data de abertura dos envelopes contendo a documentação, isentará da apresentação dos documentos exigidos no item IX 9.1.1, e alínea a ; f) Serão inabilitadas as firmas licitantes que deixarem de apresentar os documentos exigidos no item IX 9.1.1, 9.1.2, 9.1.3, e 9.1.6; g) Serão inabilitadas as firmas que possuírem, em seu quadro de funcionários e no seu quadro técnico, profissionais com vínculo empregatício com o órgão ou entidade contratante ou responsável pela licitação. h) A documentação exigida e a proposta/orçamento dos serviços deverão estar contidas em envelopes separados, devidamente lacrados e rubricados (o seu lacre), contendo, em suas partes externas e frontais, os dizeres: AO Comissão Permanente de Licitação 06, TOMADA DE PREÇOS (Técnica e Preços) N.º ----/2013 CPL 06. O primeiro envelope com o subtítulo Documentação", o segundo com "Proposta técnica e o terceiro com "Proposta/orçamento dos serviços i) A Comissão reserva-se ao direito de proceder a diligências, a fim de que todas as informações prestadas pela licitante, sejam conferidas, restando assim, comprovada a origem e veracidade das mesmas; j) Os representantes das licitantes deverão identificar-se junto à Comissão de Licitação, mediante a apresentação de sua cédula de identidade, prova de titularidade da firma ou procuração por instrumento público ou particular com firma reconhecida, com poderes expressos para praticar todos os atos no interesse da mesma, junto a qualquer órgão público, ou ainda, com fins específicos para a representação em todos os termos do Edital. X - DO EXAME DOS DOCUMENTOS: Encerrado o prazo para recebimento dos envelopes, na data e horário, indicado no preâmbulo do Edital, iniciar-se-á o exame da documentação exigida para a licitação Após a abertura dos envelopes n.º 01, contendo a documentação, proceder-se-á ao exame e rubrica dos documentos neles contidos, podendo os concorrentes apresentar fundamentadamente as impugnações que tiverem, ao Presidente da Comissão, que as fará constar da Ata dos trabalhos Examinado os documentos e as impugnações porventura surgidas decidirá a comissão quanto à habilitação ou inabilitação de cada concorrente. XI - DA PROPOSTA TÉCNICA - (ENVELOPE Nº 02) Os documentos relativos à Proposta Técnica serão entregues à COMISSÃO Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 8

9 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 PERMANENTE DE LICITAÇÃO 06, no dia, horário e local determinado no preâmbulo deste Edital em envelopes devidamente fechados, separados dos documentos da Habilitação e da Proposta de Preços, contendo, externamente, os seguintes dizeres: COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO 06 CPL 06 TOMADA DE PREÇOS POR TÉCNICA E PREÇOS Nº /2013 CPL 06 ENVELOPE Nº. 02 PROPOSTA TÉCNICA Deverá ser apresentado em 02 (duas) vias, compondo 01 (um) envelope cada, sendo 01 (um) original e 01 (uma) cópia, claramente identificados externamente. Se houver discrepância entre os documentos, o original prevalecerá. O envelope PROPOSTA TÉCNICA deverá apresentar-se fechado e indevassável, obedecendo e se restringindo aos aspectos discriminados a seguir, sendo os documentos pertinentes apresentados em 02 (duas) vias, em língua portuguesa, no formato A4, com exceção das ilustrações, gráficos, desenhos e planilhas, onde poderão ser utilizados outros formatos, sendo à parte de texto redigida com letra de fácil entendimento, espaçamento simples, visando o atendimento ao escopo dos serviços, descrevendo em que consistem e como desenvolverá os seus trabalhos, baseado no Termo de Referência (Anexo I) AVALIAÇÃO CONCEITUAL DA PROPONENTE: a) A empresa deverá desenvolver de forma textual os temas a seguir indicados, de forma a expor o seu entendimento a respeito do processo em questão: o Conhecimento do problema; o Plano de trabalho (Este tópico deverá ser apresentado em, no Maximo 30 (trinta) páginas no formato A4 com letra tipo ARIAL - 12 e espaço simples entre linhas, sendo permitida, ainda, a adição de mais 10 (dez) páginas de gráficos e/ou quadros) EQUIPE TÉCNICA: Deverá apresentar a relação dos serviços compatíveis com o objeto da licitação já executados pela Empresa e anexar comprovação destes por intermédio de atestados e/ou certidões emitidos por pessoas jurídicas de direito público ou privado em nome da mesma. Para fins de avaliação e pontuação somente serão aceitos atestados referentes à execução dos serviços exigidos do Termo de Referência Anexo I do edital A equipe técnica será apresentada por meio da relação expressa e declaração formal de sua disponibilidade nos termos do art. 30, 6º da Lei nº 8.666/ Quaisquer alterações na equipe técnica só poderão ser realizadas com prévia anuência do contratante, solicitada com no mínimo 30 (trinta) dias de antecedência, desde que os novos integrantes possuam as mesmas qualificações mínimas exigidas no Termo de Referência VINCULAÇÃO COM O OBJETO: Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 9

10 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 a) O(s) profissional(is) indicado(s) pela LICITANTE para fins de comprovação da capacitação técnica, deverá(ão) participar obrigatoriamente dos serviços objeto desta LICITAÇÃO. Eventual substituição dos mesmos, por profissionais de experiência equivalente ou superior, poderá ser autorizada pela fiscalização da SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE - SEMA, quando da execução do correspondente Contrato; b) A LICITANTE e o(s) membro(s) da(s) equipe(s) técnica(s) indicada(s), responderá(ão), na forma da Lei, pela veracidade das informações prestadas, reservando-se a Comissão Técnica designada para análise da Proposta Técnica o direito de proceder às diligências que julgar necessárias; c) O(s) Técnico(s) relacionado(s) na equipe técnica do LICITANTE não poderão integrar, em nenhuma hipótese, equipe técnica de outra LICITANTE; XII - DA PROPOSTA DE PREÇOS (Envelope N.º 03) A proposta deverá ser entregue à Comissão Permanente de Licitação 06, em envelope separado do que contenha os documentos para habilitação e proposta técnica, apresentando, externamente, os seguintes dizeres: COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO 06 TOMADA DE PREÇOS POR TÉCNICA E PREÇOS N /2013 CPL 06 ENVELOPE N.º 3 PROPOSTA DE PREÇOS A proposta comercial deverá ser apresentada em linguagem clara, preferencialmente em 02 (duas) vias, de maneira legível, em papel que contenha todos os dados identificadores do licitante, sem emendas, rasuras ou entrelinhas, e conter obrigatoriamente os seguintes componentes: a) Indicação do prazo de validade da proposta, que não poderá ser inferior a 60 (sessenta) dias, a contar da data de sua abertura; b) Declaração expressa da Licitante de estarem incluídos nos preços todos os custos e despesas, tais como impostos, taxas e seguros, incidentes na Proposta Comercial, diária e passagens de pessoal etc.; c) Valor total do objeto licitado em algarismos e por extenso, ocorrendo discrepância entre os valores unitário e total, prevalecerão os primeiros e entre os valores em algarismos e por extenso serão considerados estes últimos, pelo qual a Licitante se propõe a executar os serviços; Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 10

11 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 d) Os custos unitários dos serviços e dos equipamentos apresentados pelos licitantes serão a base de cálculo para as suas propostas e, em caso de erro na transposição ou multiplicação dos dados, a proposta será corrigida, pela equipe técnica do Órgão licitante, com base nos custos unitários apresentados, da seguinte forma: d-1) o erro de multiplicação de preço unitário pela quantidade correspondente, terá corrigido o seu produto; d-2) o erro de adição será retificado tomando as parcelas corrigidas e substituindo o total proposto pelo corrigido; d-3) na hipótese de erro no preço cotado não será admitida retificação. d-4) Discrepância entre valor grafado em algarismos e por extenso: prevalecerá o valor por extenso; d-5) Erro de transcrição das quantidades previstas no edital: o produto será corrigido, mantendo-se o preço unitário e corrigindo-se a quantidade e o preço total; e) Apresentar no envelope de Proposta de Preços Declaração de Elaboração Independente de Proposta (sob pena de desclassificação da proposta), conforme modelo constante do Anexo VII, na forma do disposto na Instrução Normativa nº 2, de 16/09/2009, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Imediatamente após a fase de habilitação e julgamento das propostas técnicas, as propostas de preços serão abertas, examinadas e rubricadas pelos presentes e pela comissão Os envelopes propostas serão devolvidos devidamente fechados aos concorrentes inabilitados, imediatamente após a fase de habilitação, desde que tenha havido renúncia da interposição de recursos. Caso contrário à devolução será efetuado após a denegação do recurso, se for o caso Serão desclassificadas as propostas que: a) Não atendam as condições do Edital ou forem subordinadas a qualquer condição nele não prevista; b) Apresentem vantagens não previstas no Edital ou preços ou vantagens baseadas nas ofertas dos demais licitantes; c) Apresentem preços simbólicos, irrisórios ou de valor zero. d) Serão desclassificadas as propostas que não obtiver a pontuação técnica mínima de 50 pontos. Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 11

12 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/2013 XIII - DO PROCEDIMENTO: Os trabalhos da Comissão, na reunião de abertura, obedecerão aos trâmites abaixo estabelecidos: No local, dia e hora previstos no presente Edital, a Comissão receberá os envelopes contendo a documentação (Envelope n.º 01), os quais serão abertos ante os representantes das Licitantes, recolhendo os envelopes com as propostas técnicas (Envelope n.º 2) e as propostas de preços (Envelope n.º 3), que poderão ser abertos imediatamente após a fase de habilitação, desde que haja renúncia expressa ao direito de interpor recurso por parte de todas as Licitantes, devidamente registrada em ata Será lavrada ata circunstanciada da reunião, onde constarão todas as ocorrências, que será assinada pelos membros da Comissão e pelas Licitantes que participarem da reunião As decisões quanto à habilitação e classificação serão comunicadas via as licitantes Após o Presidente da Comissão, declarar encerrado o prazo para recebimento dos envelopes, com os documentos de habilitação e com as propostas técnicas e de preços, nenhum outro poderá ser recebido A Comissão inabilitará as Licitantes e desclassificará as propostas técnicas e de preços, que não contiverem as informações requeridas nos itens 9 (DA HABILITAÇÃO), 11 (DA PROPOSTA TÉCNICA) e 12 (DA PROPOSTA DE PREÇOS), respectivamente, ou que contrariarem este Edital A critério da Comissão Permanente de Licitação 06 poderão ser relevados erros ou omissões formais, de que não resultem prejuízo para o entendimento das propostas de preços Para auxiliar na análise, avaliação e comparação das propostas técnicas ou de preços, a Comissão Permanente de Licitação 06 poderá solicitar aos licitantes os esclarecimentos que julgar necessário a respeito de suas propostas. É vedada a alteração do preço ou substância da proposta, sendo, entretanto, possível à correção de erros aritméticos. XIV - DO JULGAMENTO: CRITÉRIOS DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA: A Proposta Técnica será avaliada e pontuada de acordo com os critérios estabelecidos no Anexo I - parte integrante deste Edital CRITÉRIOS PARA JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS A Proposta de Preços será avaliada e pontuada de acordo com os critérios estabelecidos no Anexo I - parte integrante deste Edital CLASSIFICAÇÃO DOS PROPONENTES. Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 12

13 TOMADA DE PREÇO POR TÉCNICA E PREÇOS N.º 008/ A classificação dos proponentes far-se-á em ordem decrescente dos valores das Notas Finais, sendo declarada vencedora a licitante que atingir a maior Nota Final, de acordo com os critérios estabelecidos no Anexo I. XV - DA GARANTIA.1 Não será exigida Garantia de Execução Contratual XVI - LOCAL E HORÁRIO PARA INFORMAÇÕES E ESCLARECIMENTOS Na eventualidade, do surgimento de quaisquer dúvidas de caráter técnico na interpretação deste Edital, ou a ele relacionado, os interessados deverão, em petição escrita, dirigir-se ao Presidente da Comissão Permanente de Licitação 06, com antecedência mínima de 02 (dois) dias úteis da data de apresentação da proposta e sob protocolo, durante o horário de expediente normal da referida Comissão, ou seja, no intervalo das 8:00 às 18:00 horas. XVII - DISPOSIÇÕES FINAIS 17.1 O regime do presente processo licitatório é por preço global, portanto, em hipótese alguma, o licitante vencedor poderá pleitear reajuste do preço apresentado na proposta, a qualquer título que seja Decairá do direito de impugnar, perante a administração, os termos do presente Edital de licitação aquele que, tendo aceitado sem objeção, venha apontar, depois do julgamento, falhas ou irregularidades, que viciariam hipótese em que tal comunicação não terá efeito de recurso A Administração poderá revogar a presente licitação total ou parcialmente, por conveniência administrativa, sem que caiba direitos a indenização ou ressarcimento de eventual prejuízo, ou ainda, se a Administração obtiver notícia fundada de qualquer fato ou circunstância anterior ao julgamento da licitação, que desabone a idoneidade, capacidade financeira ou administrativa do licitante vencedor A critério dos membros que compõe a Comissão Permanente de Licitação 06 poderá ser prorrogado o prazo designado para o início dos trabalhos, por um período de no máximo 10 (dez) minutos independente de consulta a todos os licitantes presentes. Rio Branco - AC, 05 de fevereiro de Anselmo de Miranda Presidente da Comissão Permanente de Licitação CPL 06 Rua do Aviário, nº 927, Bairro Aviário Rio Branco/AC 13

14 ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA Capacitação Consultoria Outros Serviços 1. NÚMERO DO TDR 036/ IDENTIFICAÇÃO DO TDR 2.1. Título do Termo de Referência: Contratação empresa (OSTPJ) para prestação de serviços para manutenção e instalação de estações hidrometeorológicas, convencionais e telemétricas, localizadas e previstas em pontos de monitoramento nas bacias dos rios Acre, Purus, Juruá e Abunã. 3. IDENTIFICAÇÃO DO CONTRATANTE 3.1. Nome: Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMA 3.2. Endereço: Rua Benjamim Constant, 856, Centro Rio Branco, AC. CEP: Fone/Fax: (68) Nome e Telefone do Responsável: Nome: Vera Lucia Reis - Departamento de Gestão de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental

15 SUMÁRIO 01. SIGLAS E DEFINIÇÕES 02. CONTEXTO 03. OBJETIVOS 04. ATIVIDADES 05. PRODUTOS ESPERADOS 06. CRONOGRAMA SUGERIDO 07. REQUISITOS DO(A) CONSULTOR(A) 08. FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS 09. ANEXOS

16 1. SIGLAS E DEFINIÇÕES PPCDAM Plano de Ação para a Prevenção e o Controle do Desmatamento na Amazônia Legal. TDR Termo de Referência. DGRHQA Departamento de Gestão de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental. SEMA Secretaria de Estado de Meio Ambiente. IMAC Instituto de Meio Ambiente do Acre. UGAI Unidades de Gestão Ambiental Integrada. PCD Plataforma de Coleta de Dados. 2. CONTEXTO E JUSTIFICATIVA Com o objetivo de reduzir substancialmente a taxa de desmatamento, o Governo Federal vem desenvolvendo desde 2004 o Plano de Ação para a Prevenção e o Controle do Desmatamento na Amazônia Legal PPCDAm. Este Plano, formulado em 2003 por um conjunto amplo de setores do governo federal (13 Ministérios), coordenado pela Casa Civil da Presidência da República, foi uma novidade importante no contexto das ações voltadas ao controle das taxas de desmatamento na região até então, demonstrando que no Governo do Presidente Lula o assunto deixou de ser um desafio apenas do Ibama ou do Ministério de Meio Ambiente, e passou a ser internalizado na agenda da Presidência da República, como assunto do governo federal. As ações do PPCDAm, em especial as voltadas ao monitoramento, fiscalização e ordenamento territorial e fundiário desenvolvidas pelo Ibama/MMA, INPE/MCT, Incra/MDA com forte protagonismo da Polícia Federal e do Exército Brasileiro, foram determinantes para a queda dos desmatamentos na Amazônia Legal verificada nesse período. Diante do desafio de se manter a tendência dos últimos anos de queda dos desmatamentos na Amazônia e a reversão dos dados mais recentes que apontam para uma possível alta em 2008, inicia-se o Projeto PNUD-BRA 08/003 - Planos Estaduais de Prevenção e Controle dos Desmatamentos na Amazônia Brasileira e Cadastramento Ambiental Rural Municipal, executado pela Secretaria Executiva do Ministério do Meio Ambiente, Departamento de Articulação de Ações da Amazônia, em parceria com os Governos do Estado do Acre, Mato Grosso e Pará e que conta com recursos oriundos de Acordo de Cooperação Técnica celebrado entre o Governo Brasileiro e o Governo do Reino da Noruega, administrados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD. Tal projeto está sendo implementado nos 3 Estados desde 2008 e visa aumentar o protagonismo dos órgãos estaduais ambientais nas ações de monitoramento, controle, fiscalização e ordenamento territorial, bem como implementar projetos pilotos de cadastramento ambiental de imóveis rurais em municípios estrategicamente escolhidos. Portanto, a elaboração do PPCD/AC teve por objetivo integrar os planos, programas e ações estratégicas do governo estadual com os esforços e estratégias das esferas municipal e federal, visando o fortalecimento dos instrumentos de prevenção e controle do desmatamento e degradação florestal. Sua concepção se dá em um contexto de avaliação dos primeiros aprendizados adquiridos pelo Governo Federal na execução do PPCDAM, e também daqueles obtidos por ambos, governo estadual e federal, em decorrência do amadurecimento do processo de Gestão Florestal e Territorial Compartilhada. Entretanto, há novos fatores a serem considerados, que merecem toda atenção e ações concretas por parte do governo no sentido de prevenir e conter a tendência que se verifica de reversão desse quadro atual. Conforme documento Avaliação e Revisão do PPCDAm, de maio de 2008, uma nova dinâmica e padrão diferenciado dos desmatamentos verificados na Amazônia Legal nos impõe novos esforços e mudanças na estratégia adotada até o momento. 16

17 Desde o ano de 2006, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) vem trabalhando no monitoramento de focos de calor e previsão do tempo, preocupados com a possibilidade de recorrência da forte estiagem que assolou todo o sudoeste da Amazônia no ano de Com a forte enchente do Rio Acre, em 2006, os boletins climatológicos passaram a ser emitidos na época das chuvas, com a emissão de alertas frequentes. Desta forma, tem havido uma crescente preocupação das instituições públicas quanto ao monitoramento das variáveis climatológicas no Estado do Acre. Para tanto, esta secretaria iniciou em 2009 a implantação de uma rede de estações hidrometeorológicas para monitoramento das chuvas, temperatura, umidade do ar, nível dos rios, bem como outros parâmetros que podem ocasionar mudanças climáticas relevantes à região. Neste respeito foram adquiridas desde então um total de 22 estações, sendo 18 automáticas (sem transmissão de dados) e quatro telemétricas (com transmissão de dados via satélite). Em 2009 foram instaladas cinco estações no perímetro urbano dos municípios de Plácido de Castro, Bujari, Xapuri, Epitaciolândia e Assis Brasil. Em 2010 ocorreu a instalação de mais três estações ao longo da Rodovia BR-364 nas Unidades de Gestão Ambiental Integrada (Ugai) situadas próximas aos rios Liberdade (Cruzeiro do Sul), Acuraua (Tarauacá) e Jurupari (Feijó). Nos meses de novembro e dezembro de 2010 foram instaladas outras quatro estações nas seguintes localidades: Comunidade Icurian, Rio Iaco (Sena Madureira); Comunidade Recife II, Rio Iaco (Sena Madureira); Campus da UFAC (Cruzeiro do Sul); Comunidade São Salvador, Rio Moa (Mâncio Lima). No primeiro trimestre de 2011 foram instalados mais duas estações (modelo AgSolve), nas seguintes localidades: Comunidade Santa Rosa, Rio Macauã (Sena Madureira) ; Aldeia indígena Kaxinawá, Rio Purus (Santa Rosa do Purus). Em dezembro de 2011 a Sema firmou com a Agencia Nacional de Águas (ANA) o Acordo de Cooperação Técnica nº 012/ANA/2011, ficando responsável por, dentre outras atividades, realizar a instalação e a manutenção da rede de estações hidrometeorológicas existente no Estado do Acre. Em contrapartida a ANA ficou responsável pelo fornecimento de 21 estações telemétricas, sendo que 10 já foram entregues a SEMA no ano de 2012 e outras 11 serão fornecidas em O objetivo do acordo firmado entre a Sema e a ANA é a integração e modernização das redes hidrometeorológicas do Acre para apoiar a montagem de um sistema de previsão de eventos hidrológicos críticos, como inundações e secas. Como atividade prevista no acordo de cooperação técnica, em agosto de 2012 os técnicos da ANA instalaram 4 estações telemétricas nos municípios de Sena Madureira, Rio Branco, Epitaciolândia e Assis Brasil. As demais instalações de estações hidrometeorológicas e suas respectivas manutenções ficarão sob a responsabilidade da Sema, sendo que a ANA fornecerá os sensores e equipamentos necessários para substituição ou correção. Para a instalação de uma estação hidrometeorológica faz-se necessário a construção de duas bases em concreto onde são fixados as hastes de ferro galvanizado usadas para suportar a Plataforma de Coleta de Dados (PCD) e o pluviômetro, bem como um sistema de aterramento elétrico composto por 3 (três) hastes de cobres interligadas entre si. Para proteger os equipamentos deve ser construída também uma estrutura (em madeira ou alvenaria) visando impedir o acesso indevido ao perímetro onde os sensores estão instalados. Nos casos em que a estação meteorológica dispor de sensor para medir o nível do rio será necessário também a construção de uma estrutura envolvendo concreto, ferro armado e tubulação, interligando o sensor de nível (mergulhado dentro do rio) ou o radar (geralmente fixado em uma ponte ou estrutura aérea acima do leito do rio) até o local onde está instalada a PCD. Também neste caso, para correta aferição do nível do rio e calibração dos dados da PCD, faz-se necessário a instalação de um posto de réguas caso no local não exista réguas para medição convencional do nível do rio. Desta forma, e tendo em vista que a maioria dos locais onde as estações meteorológicas estão ou serão instaladas são remotos e de difícil acesso, faz-se necessário a contratação de uma empresa para execução dos trabalhos de construção das estruturas necessárias para instalação dessas estações bem como para execução das 17

18 atividades de manutenção periódica, de forma a assegurar o contínuo e correto funcionamento dos equipamentos e sensores que compõem cada estação. 3. OBJETIVO GERAL Contratação de consultoria (pessoa jurídica) para executar as seguintes atividades: manutenção e instalação de estações hidrometeorológicas, convencionais e telemétricas, localizadas e previstas para instalação em pontos de monitoramento nas bacias dos rios Acre, Purus, Juruá e Abunã situadas no estado do Acre, de acordo com as condições, especificações e quantidades constantes dos anexos integrantes deste termo de referencia. 4. ATIVIDADES As atividades de manutenção e instalação das estações hidrometeorológicas bem como a manutenção corretiva e preventiva delas poderão ser executadas pelos técnicos da empresa contratada tanto de forma separada como de maneira conjunta com os técnicos da SEMA, sendo que neste último caso as despesas relacionadas a transporte, estadia e alimentação dos técnicos da SEMA serão custeadas integralmente pela empresa contratada ATIVIDADES DE CAMPO a) Operação e manutenção preventiva e corretiva das estações modelo convencional, automática e telemétrica: a manutenção preventiva tem como principal objetivo deixar toda a instrumentação em perfeito estado para leitura pelos observadores ou registro automático das PCDs Plataformas de Coletas de Dados, bem como garantir a aplicação correta dos dispositivos de segurança (cercados de proteção, abrigos, cadeados). Quando identificada a necessidade de manutenção corretiva, é necessário substituir de imediato o material ou instrumento danificado (ex: cercado, réguas, pluviômetros etc), sendo que as equipes devem viajar com peças de reposição, que serão fornecidas pela Sema. No caso das estações automáticas e telemétricas instaladas em abrigos de alvenaria, e com estrutura implantada exclusivamente para operação dos sensores automáticos, deve-se em toda visita verificar a situação dessa estrutura, principalmente, nas visitas que antecedem o período de cheia. b) Registro fotográfico e preenchimento das fichas de inspeção das atividades executadas em cada ponto de monitoramento: registrar todas as atividades executadas em cada ponto de monitoramento, por meio de fotos, fichas de inspeção, dentre outros formatos, visando comprovar todos os serviços prestados pela empresa contratada; c) Verificação das informações transcritas na ficha descritiva de cada ponto de monitoramento: verificação das informações transcritas na ficha descritiva de cada ponto de monitoramento, e caso seja necessário, atualização das informações disponíveis, considerando o modelo de ficha descritiva fornecido pela Sema. d) Adensamento da rede hidrometeorológica, quando necessário, considerando a necessidade de adensamento da rede hidrometeorológica, a Sema poderá demandar a instalação de novos pontos de medição, tendo a empresa contratada a responsabilidade de implementar a solicitação na visita subsequente ao roteiro em questão ATIVIDADES DE ESCRITÓRIO a) Orientação das equipes de, a partir da verificação dos Relatórios Mensais de Produção; análise dos problemas identificados nas PCDs pela Sema, a partir da verificação dos Relatórios Mensais de Produção, orientando as equipes de campo quanto às providências a serem tomadas. b) Analisar o funcionamento das estações telemétricas, visando definir os materiais e intervenções necessárias para colocar o equipamento em modo adequado de operação da rede (ex: bateria). A Sema deverá ser comunicada com antecedência quando for necessário o envio de peça de reposição caracterizada como material permanente (ex: sensor, datalogger, etc). c) Preparação dos equipamentos e materiais necessários para execução dos serviços de campo; separação dos materiais de consumo, calibração e manutenção dos equipamentos de medição das variáveis hidrológicas, verificação do barco e motor de popa, preparação do computador, etc. d) Acompanhamento dos registros das atividades de campo (fichas de campo, fotos, etc), bem como os dados coletados (registros das PCDs); após a conclusão dos roteiros de operação, deverão ser recebidos e verificados os registros das atividades de campo (fichas de campo, fotos, etc) e os dados coletados (registros das PCDs), 18

19 bem como entrevistar os técnicos sobre os problemas identificados na operação dos pontos de monitoramento e, ainda, os problemas sanados que foram identificados pela Sema nos relatórios. e) Elaboração dos Relatórios de campo e dos Relatórios Mensais de Produção descrevendo todos os serviços de campo e de escritório, respectivamente, inserindo toda a documentação produzida num determinado mês de operação. f) Relatório Consolidado das Atividades Realizadas. Ressalta-se, ainda, que a operação e manutenção dos três tipos de estações, convencional, automática e telemétrica deverão ser realizadas trimestralmente, o que significa que as equipes de campo deverão estar preparadas para execução de todos os serviços previstos. Para levantamento dos custos das campanhas de campo a empresa deverá montar as suas equipes com base nos quantitativos solicitados neste Termo de referência. 5. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS Os serviços descritos visam a orientar as empresas sobre os tipos de atividades a serem realizadas pelas equipes de campo e escritório durante a execução do contrato Atividades de Campo Operação e manutenção das PCDs O detalhamento das atividades de campo realizado neste item visa garantir a correta execução dos procedimentos de operação e manutenção, medições hidrológicas, coleta de dados registrados, dentre outros aspectos necessários à viabilização adequada dos processos. A operação e a manutenção das estações deverão ser realizadas com base nos Anexos I, II, III, IV, V e VI, das Normas e Recomendações Hidrológicas estabelecidas pelo Decreto nº , de 14 de junho de 1967, Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (DNAEE) do Ministério de Minas e Energia. As equipes de campo em nº de 02 (duas) deverão ser formadas, no mínimo, com os seguintes profissionais: 01 Hidrometrista responsável técnico pelas equipes de campo, com conhecimento sobre instalação, operação e manutenção de estações hidrométricas convencionais e automáticas, medições de descarga líquida e levantamento de perfis transversais; 01 Técnico de Campo para conduzir embarcações e com conhecimento sobre instalação, operação e manutenção de estações hidrométricas convencionais, medições de descarga líquida e levantamento de perfis transversais; 01 Motorista com habilitação para conduzir veículos categorias B ou C. a) Aferição dos dados coletados nas PCDs. Após a chegada ao ponto de monitoramento a primeira atividade a ser realizada é o download dos dados registrados na memória das PCDs. Para que essa atividade aconteça de forma adequada ás equipes de campo da empresa contratada devem contar com laptops devidamente configurados e as interfaces de comunicação (software e cabos de dados a serem fornecidos pela Sema). Após o download dos dados, o registro deverá ser verificado da seguinte forma: Estações automáticas de chuva, umidade e temperatura do ar verificação do arquivo de eventos de chuva para confirmar se as basculadas estão sendo registradas durante as ocorrências de chuvas e, ainda, quando da análise do registro de dados horários, verificar se todos os dados horários estão sendo registrados chuva acumulada horária (ou de em minutos); umidade e temperatura do ar; e dados operacionais (bateria, etc). Estações telemétricas de chuva e nível do rio verificação do arquivo para confirmar se as chuvas estão sendo registradas e, ainda, se estão registrados os dados de nível (confirmar se o último de dado de nível corresponde ao valor lido na régua). Deve - se verificar também os dados operacionais, buscando identificar problema no sistema de carregamento de energia da PCD por meio da correlação dos dados de bateria e painel solar. b) Manutenção dos instrumentos, limpeza das estações e preenchimento da ficha de inspeção. 19

20 A situação do pluviômetro deverá ser verificada considerando a área de captação, o reservatório e a torneira. Deverá ser conferida também a proveta utilizada pelos observadores para coleta da chuva acumulada. Outros aspectos de grande importância, sobre a situação do pluviômetro, a serem conferidos pelas equipes referem-se à altura do pluviômetro a parte superior da área de captação deve ficar numa altura de 1,5 metros acima do solo; exposição do pluviômetro; e situação do cercado de proteção. Verificação de altura do pluviômetro Limpeza da área de captação do pluviômetro Nos casos em que for identificado que os danos no pluviômetro comprometem a leitura da medida de chuva, e não for possível realizar o reparo em campo, o mesmo deverá ser substituído. A Sema deverá ser avisada com antecedência para que possa enviar os pluviômetros necessários para a substituição dos equipamentos danificados. Destaca-se que no caso das estações pluviométricas, a Sema ficará responsável em destinar somente os pluviômetros, sendo todo o restante do material de responsabilidade da Contratada. Na estação Meteorológica, a contratada deverá orientar o observador da estação e verificar seu trabalho; examinar o estado dos equipamentos e instalações; executar consertos e pinturas, quando necessários; substituir os aparelhos com defeito quando não for possível consertá-los. Nas estações fluviométricas deverão ser verificadas as cotas de todos os lances de réguas a partir das RN Referências de Nível. Deverá ser realizada a manutenção das RNs (pintura e registro das cotas) e, no caso de identificação de danos nas RNs, essas deverão ser substituídas de imediato, com a construção de novo marco referencial. Todos os lances de réguas das estações fluviométricas deverão ser nivelados, a partir dos RNs, com objetivo de garantir a correta leitura da oscilação dos níveis dos rios. Nivelamento de lances de réguas Nivelamento de lances de réguas Os dados do nivelamento dos lances de régua deverão ser registrados em formulário, considerando o modelo apresentado a seguir: 20

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA CARTA CONVITE N 005/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SANTA CATARINA - SENAR-AR/SC Edital de Convite nº. 005/2015 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais).

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais). PROCESSO N.º 003/2013 LICITAÇÃO Nº 003/2013-CONVITE TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE À EMPRESA: ENDEREÇO: O Conselho Regional de Administração-CRA, através de sua Comissão Permanente de Licitação, nos termos

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 002 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

2. PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO.

2. PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO. O Estado do Acre, através de sua Comissão Permanente de Licitação CPL 03 Decreto Nº. 5.479, de 26/03/2013, publicado no Diário Oficial do Estado D.O.E. Nº 11.016, de 27/03/2013, torna público, para o conhecimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA O Município de IPÊ RS, através do presente Edital, comunica a

Leia mais

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas CONVITE Nº 033/2009 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14 AVISO DE LICITAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional de Rondônia SENAR-AR/RO, comunica aos interessados que no dia 11/11/2010, ás 09:30 hs, ocorrerá a ABERTURA DOS ENVELOPES

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 001 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 001 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 001 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM Serviço Autônomo Municipal de Saneamento Básico SAMAE Travessa Theodoro Junctum, 124 - Bairro Centro RIO NEGRINHO - SC - Santa Catarina 85.908.309/0001-37 89.295-000 L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras

Leia mais

EDITAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - ABAS CONVITE Nº 003/2008

EDITAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - ABAS CONVITE Nº 003/2008 EDITAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - ABAS CONVITE Nº 003/2008 Ref.: Convênio n 001/2008: Convênio celebrado entre a Agência Nacional de Águas - ANA e Associação Brasileira de Águas Subterrâneas

Leia mais

CNPJ: 25.466.087/0001-18 ATO CONVOCATÓRIO EDITAL DE CONCORRÊNCIA ESPECIAL Nº PCGV 2011030011

CNPJ: 25.466.087/0001-18 ATO CONVOCATÓRIO EDITAL DE CONCORRÊNCIA ESPECIAL Nº PCGV 2011030011 ATO CONVOCATÓRIO EDITAL DE CONCORRÊNCIA ESPECIAL Nº PCGV 2011030011 1 PREÂMBULO. O INSTITUTO DE COOPERAÇÃO E EDUCAÇÃO AO DESENVOLVIMENTO (INCED) é instituição qualificada como Organização da Sociedade

Leia mais

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO Data: A partir do dia 22/06/2011 Local: FAPEU SETOR DE LICITAÇÃO (Campus Universitário s/nº, Trindade,

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região EDITAL DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS CONTÁBEIS E DE ASSESSORIA CONTÁBIL PARA O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 21ª REGIÃO PARAÍBA CONVITE Nº 002/2016

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2013 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 19/03/2013 HORÁRIO: 10:00 Horas LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

4.1. 15 (quinze) dias após a entrega do equipamento e aceite da respectiva nota Fiscal pelo CONTRATANTE;

4.1. 15 (quinze) dias após a entrega do equipamento e aceite da respectiva nota Fiscal pelo CONTRATANTE; TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A LOCAÇÃO DE GERADOR JUSTIFICATIVA PARA CONTRATAÇÃO DO SERVIÇO A realização dos eventos RECGASTRÔ Food Truck no Parque e Mercado do Artesão, ambos no Parque Santana, situado

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a Contratação de Empresa para a

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 Encerramento: às 17:00 horas do dia 30 de setembro de 2014 Abertura dos Envelopes: às 8:00 horas do dia 01 de outubro de 2014 A SANTA CASA DE

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE INTERESSADOS NA OPERAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

CONVITE N.º 004-001/2013-CV

CONVITE N.º 004-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 004-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de hospedagem com local para realização de evento, destinado aos contratados e convidados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 1 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ 1. DA CONVOCAÇÃO: CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO

Leia mais

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 1. PREÂMBULO O CEADEC - Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento,

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2014 UnC PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E AFINS CAMPUS CONCÓRDIA SC.

CARTA CONVITE Nº 017/2014 UnC PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E AFINS CAMPUS CONCÓRDIA SC. 1 CARTA CONVITE Nº 017/2014 UnC PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E AFINS CAMPUS CONCÓRDIA SC. 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras,

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Õ E S

E S P E C I F I C A Ç Õ E S E S P E C I F I C A Ç Õ E S 1) DO OBJETO: É objeto da presente licitação, a contratação de empresa para Prestação de Serviço de Auditoria externa (independente), compreendendo: 1.1 Auditoria dos registros

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO CRB/8 - SP TOMADA DE PREÇO nº 01/2015 O CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA 8ª REGIÃO, entidade autárquica federal de fiscalização da profissão de Bibliotecário, instituído

Leia mais

CONVITE Nº 050A/2015

CONVITE Nº 050A/2015 Processo nº 0308.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 050A/2015 DATA DA ABERTURA: 19/08/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

ISO 9001:2008 Recertificação do ciclo 3,5 ISO 9001 1º ano manutenção semestral 1 ISO 9001:2008 Reemissão do certificado com acreditação INMETRO -

ISO 9001:2008 Recertificação do ciclo 3,5 ISO 9001 1º ano manutenção semestral 1 ISO 9001:2008 Reemissão do certificado com acreditação INMETRO - TERMO DE CONTRATO: Nº 17/2011 CONTRATANTE: TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO CONTRATADA: BSI BRASIL SISTEMAS DE GESTÃO LTDA. OBJETO DO CONTRATO: RECERTIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DO SISTEMA :2008

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

2. PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO.

2. PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO. O Estado do Acre, através de sua Comissão Permanente de Licitação CPL 03 Decreto Nº. 5.479, de 26/03/2013, publicado no Diário Oficial do Estado D.O.E. Nº 11.016, de 27/03/2013, torna público, para o conhecimento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 O Município de Itatiba do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, torna público para o conhecimento dos interessados, que em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2011

CARTA CONVITE Nº 003/2011 CARTA CONVITE Nº 003/2011 O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 10ª Região CREFITO-10, com jurisdição no Estado de Santa Catarina, através de sua Comissão Permanente de Licitações,

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 07/2013

COLETA DE PREÇOS nº 07/2013 COLETA DE PREÇOS nº 07/2013 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério de menor preço, objetivando

Leia mais

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO ORIGEM DA TOMADA DE PREÇOS: EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 - PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2009.40.38.00182

Leia mais

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES)

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) REFORMA DAS INSTALAÇÕES DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS DO ABRIGO DO

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE GAURAMA, torna público para o conhecimento dos interessados, que às 15:00 horas do dia 18 de março de 2013, nas dependências do Salão Nobre

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 18.137.082/0001-86, neste ato representado por seu

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras, situado à Rua Victor Sopelsa, 3000, Bairro Salete, Concórdia,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

QUANT UND PREÇO/LT 01 ÓLEO DIESEL 3.726,50 LT

QUANT UND PREÇO/LT 01 ÓLEO DIESEL 3.726,50 LT MODALIDADE: CARTA CONVITE Nº 003/2009 EXPEDIDA EM: 27/01/2009 TIPO DE LICITAÇÃO: MENOR PREÇO POR ITEM REPARTIÇÃO INTERESSADA: SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRA- ESTRUTURA E LOGÍSTICA FUNDAMENTO LEGAL: REGIDA

Leia mais

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM EDITAL CONVITE Nº 002/2015 1 PREÂMBULO 1.1. A, através da COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO CML, adiante denominada simplesmente CML, CONVIDA essa firma para participar do certame licitatório, na modalidade

Leia mais

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO (PROCESSO N 2014/11/267) O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Paranaguá, por sua Comissão Permanente de Licitação, designada

Leia mais

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO Esta Chamada Pública de Apoio Institucional visa à seleção de projetos a serem apoiados pelo CAU/BR na modalidade de Apoio à Assistência

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade

Leia mais

CONVITE Nº. 001/2014

CONVITE Nº. 001/2014 CONVITE Nº. 001/2014 O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 4ª REGIÃO RIO GRANDE DO SUL, autarquia federal criada pela Lei 1.411/51, através de sua Comissão de Licitações, designada pela Ata nº 1412/2014, da

Leia mais

2. PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO.

2. PRAZO DE EXECUÇÃO, CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO, RETIRADA DO INSTRUMENTO, EXECUÇÃO DO CONTRATO E FORMA DE PAGAMENTO. O Estado do Acre, através de sua Comissão Permanente de Licitação CPL 01 Decreto N.º 076 de 05/01/2011, publicado no Diário Oficial do Estado Ano XLIV nº 10.456 de 06/01/2011, torna público, para o conhecimento

Leia mais

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94.

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA, e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. RESOLUÇÃO 942 / 99 Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. Referência: INFORMAÇÃO PADRONIZADA SD/CCE - 01 /99, de

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE GAURAMA-RS SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS E DE TRÂNSITO EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015 TIPO MENOR PREÇO GLOBAL Edital de

Leia mais

CONVITE Nº 060E/2015

CONVITE Nº 060E/2015 Processo nº 0405.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 060E/2015 DATA DA ABERTURA: 16/10/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ CREDENCIAMENTO Nº 001/09 PREÂMBULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ CREDENCIAMENTO Nº 001/09 PREÂMBULO PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ CREDENCIAMENTO Nº 001/09 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE CLINICAS PARA TRATAMENTO DE DEPENDENTES QUIMICOS. PREÂMBULO A Prefeitura Municipal de Itajubá,

Leia mais

CONVITE N.º 003-001/2013-CV

CONVITE N.º 003-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 003-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de fornecimento de alimentação no município de Santarém/Pará. A TERRA DE DIREITOS, entidade

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº 09/2007 PROCESSO Nº 0.01.000.000879/2007-37 VALIDADE: 1 (um)

Leia mais

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 1.1. Aquisição de cartuchos de toner para a Superintendência Regional da Polícia Federal no Tocantins -SR/DPF/TO e para a Delegacia de Polícia Federal em Araguaína-TO- DPF/AGA/TO.

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 008/2009 EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 02/2009 1.1 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL 1.1.1.1 TIPO DE LICITAÇÃO: MAIOR DESCONTO OFERTADO

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado.

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado. ESCLARECIMENTOS Em curso nesta Autarquia a licitação nº 0453/13, Processo nº 0363/13, que almeja a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de medicina e segurança do trabalho. Foi recebido

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1. PREÂMBULO 1.1 A FACULDADE ESTADUAL DE CIENCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO - FECILCAM, por seu diretor Antônio Carlos Aleixo, nomeado pelo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se:

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se: Estabelece regras e procedimentos para a transferência de controle societário ou de titularidade e para a alteração do nome empresarial de contrato de concessão de porto organizado ou de arrendamento de

Leia mais

Câmara Municipal De Natividade Da Serra

Câmara Municipal De Natividade Da Serra DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INCRIÇÃO NO REGISTRO CADASTRAL (Em conformidade com os artigos 28 a 31 da Lei Federal Nº 8.666/93 e demais alterações posteriores): PESSOA JURÍDICA 1 - Documentação Relativa

Leia mais

A U T O R I Z A Ç Ã O

A U T O R I Z A Ç Ã O A U T O R I Z A Ç Ã O JORGE LUIS DE SOUZA FONSECA, Prefeito do Balneário Pinhal/RS, no uso das atribuições que lhe foram conferidas e em consonância ao disposto no art. 38 da Lei Federal nº 8.666/93, autoriza

Leia mais