ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR"

Transcrição

1 LEI DELEGADA Nº 43, DE 28 DE JUNHO DE Alterada pela Lei nº 6.952, de 21 de julho de 2008 e pelos Decretos Autônomos n 4.002, de 16 de abril de 2008, n 4.037, de 22 de julho de 2008 e nº 4.051, de 15 de setembro de DEFINE AS ÁREAS, OS MEIOS E AS FORMAS DE ATUAÇÃO DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DE ALAGOAS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS Faço saber que, no uso da delegação conferida pela Assembléia Legislativa, nos termos da Resolução nº 468, de 3 de abril de 2007, DECRETO a seguinte Lei Delegada: CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Esta Lei define as áreas, os meios e as formas de atuação do Poder Executivo no exercício das competências cometidas ao Estado. Art. 2º O Poder Executivo é exercido diretamente pelo Governador do Estado, auxiliado pelos Secretários de Estado ou ocupantes de cargos equivalentes que lhe são subordinados. Art. 3º O Poder Executivo, como agente do sistema de administração pública estadual, tem como objetivo principal elaborar, implantar e implementar programas e atividades que representem os princípios emanados da Constituição Federal e da Constituição Estadual, em estreita articulação com os demais Poderes e com as outras esferas de Governo, sendo responsável pela correta aplicação dos meios e recursos que mobilizem sua ação executiva. Parágrafo único. O resultado das ações empreendidas pelo Poder Executivo deve propiciar a melhoria das condições culturais, sociais e econômicas do povo alagoano e a perfeita integração ao esforço do desenvolvimento nacional. Art. 4º O Poder Executivo, em sua atuação, obedecerá aos princípios da legalidade, finalidade, motivação, proporcionalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, eficiência, razoabilidade, ampla defesa, contraditório, segurança pública, economicidade e interesse público. 1

2 Parágrafo único. A publicidade será assegurada pela publicação dos seus atos no Diário Oficial do Estado, podendo, em caso de atos não normativos, serem resumidos e divulgados, inclusive por meio eletrônico. CAPÍTULO II DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA Art. 5º A Administração Pública Estadual Direta, possui a seguinte estrutura: I Governadoria constituída pelo: a) Gabinete do Governador; b) Gabinete do Vice Governador; c) Gabinete Civil; e, d) Gabinete Militar. II Órgãos de Assessoramento Imediato ao Governador: a) Procuradoria Geral do Estado; b) Controladoria Geral do Estado; c) Ouvidoria Geral do Estado; e, d) Defensoria Pública Geral do Estado. III Órgãos Executivos: a) Secretaria de Estado da Administração, dos Recursos Humanos e do Patrimônio SEARHP, que passa a denominar se Secretaria de Estado da Gestão Pública SEGESP; b) Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária, da Pesca e do Abastecimento SEAGRI, que passa a denominar se Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário SEAGRI; c) Secretaria de Estado da Assistência Social, que passa a denominar se Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social SEADES; d) Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação SECTI; 2

3 e) Secretaria de Estado da Comunicação SECOM; f) Secretaria de Estado da Cultura SECULT; g) Secretaria de Estado da Defesa Social SEDS; h) Secretaria de Estado da Educação e do Esporte SEE; i) Secretaria de Estado da Fazenda SEFAZ; j) Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico SEDEC; l) Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos SEMARH; m) Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos SEMCDH; n) Secretaria de Estado do Planejamento e do Orçamento SEPLAN; o) Secretaria de Estado da Infra Estrutura SEINFRA; p) Secretaria de Estado da Saúde SESAU; q) Secretaria de Estado do Trabalho, do Emprego e da Renda, que passa a denominar se Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda SETER; r) Secretaria de Estado do Turismo SETUR. CAPÍTULO III DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS Art. 6º São Órgãos Colegiados, de assessoramento e deliberação, vinculados diretamente ao Governador do Estado: I Conselho de Estado; II Conselho de Política de Recursos Humanos; III Conselho Estadual de Segurança Pública; IV Conselho Estadual de Proteção Ambiental. (Caput e incisos de I a IV com redação dada pelo Decreto Autônomo n 4.002, de ) 3

4 REDAÇÃO ORIGINAL: Art. 6º São Órgãos Colegiados, de assessoramento e deliberação, vinculados diretamente ao Governador do Estado: I Conselho de Estado; II Conselho de Política de Recursos Humanos; III Conselho Estadual de Segurança Pública; IV Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado de Alagoas; V Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional; VI Conselho Estadual de Proteção Ambiental. Parágrafo único. O Governador do Estado de Alagoas poderá criar um Conselho de Governo de caráter exclusivamente consultivo e composto por membros por ele escolhidos. CAPÍTULO IV DA ESTRUTURA DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA Art. 7º O Gabinete do Governador é integrado por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Chefia de Gabinete do Governador; b) Assessoria Especial; c) Assessoria de Comunicação; d) Assessoria Técnica. II Órgãos de Execução: a) Diretoria de Suporte Operacional ao Gabinete do Governador; b) Gerências: 1. Gerência de Núcleo de Monitoramento; 2. Gerência de Núcleo de Controle; 3. Gerência de Núcleo Operacional. Art. 8º O Gabinete do Vice Governador é integrado por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Chefia de Gabinete do Vice Governador; 4

5 b) Assessoria de Comunicação; c) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Planejamento, do Orçamento e das Finanças; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa e de Pessoas; 3. Coordenadoria Setorial de Informática e de Informação. III Órgãos de Execução: a) Diretoria: 1. Diretoria para Assuntos da Vice Governadoria. b) Gerências: 1. Gerência Social; 2. Gerência de Política. (Inciso III com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: III Órgãos de Execução: a) Diretorias: 1. Diretoria para Assuntos da Vice Governadoria; 2. Diretoria da Assessoria Militar do Gabinete do Vice Governador. b) Gerências: 1. Gerência Social; 2. Gerência Política; 3. Gerência da Assessoria Militar do Gabinete do Vice Governador. Art. 9º O Gabinete Civil é integrado por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria Adjunta de Articulação Política; b) Secretaria Adjunta de Informação, Logística e Documentação; 5

6 c) Chefia de Gabinete; ESTADO DE ALAGOAS d) Chefia do Escritório de Representação em Brasília; e) Chefia do Escritório de Representação em São Paulo; f) Assessoria Especial de Articulação Política; g) Assessoria Especial de Assuntos Internacionais; h) Assessoria Especial do Núcleo da Procuradoria Geral do Estado; i) Assessoria Especial de Órgãos e Entidades em Extinção; j) Assessoria de Comunicação; l) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Geral de Gestão Administrativo Financeira; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão de Informática e Informação; 3. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa e de Pessoal; 4. Coordenadoria Setorial de Gestão do Planejamento, do Orçamento e das Finanças. III Órgãos de Execução: a) Superintendências: 1. Superintendência de Relacionamento de Governo; 2. Superintendência de Informação, Legislação e Documentação; b) Diretorias: 1. Diretoria de Apoio e Representação do Estado em Brasília; 6

7 2. Diretoria Administrativa do Palácio; 3. Diretoria de Cerimonial; 4. Diretoria de Articulação Colegiada; 5. Diretoria de Regulamentação dos Atos Governamentais; 6. Diretoria de Publicação, Documentação e Arquivo; 7. Diretoria do Arquivo Público; 8. Diretoria da Imprensa Oficial. c) Gerências: 1. Gerência de Cerimonial; 2. Gerência de Relações Públicas; 3. Gerência de Contatos e Eventos; 4. Gerência de Monitoramento do Processo de Articulação; 5. Gerência de Estruturação do Processo de Articulação; 6. Gerência de Formulação e Revisão; 7. Gerência de Controle e Organização; 8. Gerência de Gestão Documental Intermediária; 9. Gerência de Gestão Documental Permanente; 10. Gerência de Controle e Distribuição. d) Gerências de Núcleo: 1. Gerência de Núcleo de Apoio a Eventos; 2. Gerência de Núcleo de Apoio Operacional. (Alíneas c e d com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: 7

8 c) Gerências: 1. Gerência de Cerimonial; 2. Gerência de Relações Públicas; 3. Gerência de Contatos e Eventos; 4. Gerência de Núcleo de Apoio a Eventos; 5. Gerência de Monitoramento do Processo de Articulação; 6. Gerência de Estruturação do Processo de Articulação; 7. Gerência de Núcleo de Apoio Operacional; 8. Gerência de Formulação e Revisão; 9. Gerência de Controle e Organização; 10. Gerência de Gestão Documental Intermediária; 11. Gerência de Gestão Documental Permanente; 12. Gerência de Controle e Distribuição. Art. 10. O Gabinete Militar é integrado por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: I Órgão de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria Adjunta do Gabinete Militar; (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) b) Assessoria do Gabinete Militar. (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) II Órgãos de Apoio Administrativo: (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) a) Seção de Gestão de Pessoas; (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) b) Seção de Apoio Logístico; (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) c) Seção de Orçamento e Finanças. (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) III Órgãos de Execução: (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) a) Seção de Segurança; (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) b) Seção de Inteligência; (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) c) Seção Aérea. (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) Art. 11. A Controladoria Geral do Estado é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: 8

9 a) Chefia de Gabinete; b) Assessoria Técnica de Controle Interno; c) Assessoria de Comunicação; d) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadoria Setorial de Gestão. III Órgãos de Execução: a) Superintendências: 1. Superintendência de Auditagem; 2. Superintendência de Controle Financeiro; 3. Superintendência de Correição Administrativa. (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) b) Diretorias: (Alínea acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) 1. Diretoria de Auditagem de Gestão; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2. Diretoria de Auditagem de Obras; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 3. Diretoria de Contratos e Convênios; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 4. Diretoria de Contas Públicas; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 5. Diretoria de Acompanhamento das Ações Disciplinares; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 6. Diretoria de Aperfeiçoamento Disciplinar; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 9

10 c) Gerências: (Alínea renumerada pela Lei nº 6.952, de ) 1. Gerência de Auditagem de Gestão; 2. Gerências de Auditagem de Obras; 3. Gerência de Contratos e Convênios; 4. Gerência de Contas Públicas. Art. 12. A Ouvidoria Geral do Estado é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Chefia de Gabinete; b) Assessoria de Comunicação; c) Assessoria Técnica; II Órgãos de Execução: a) Diretoria de Ouvidoria; b) Gerências: 1. Gerência de Núcleo de Análise e Estatística; 2. Gerência de Núcleo Operacional. Art. 13. A Secretaria de Estado da Gestão Pública SEGESP é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta de Gestão de Pessoas; b) Secretaria de Estado Adjunta de Administração e Patrimônio; c) Chefia de Gabinete; d) Gestão de Informática e Informação; e) Assessoria Especial; 10

11 f) Assessoria de Comunicação; g) Assessoria Técnica. (Inciso I com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta de Gestão de Pessoas; b) Secretaria de Estado Adjunta de Gestão Administrativa e Patrimonial; c) Chefia de Gabinete; d) Assessoria Especial; e) Assessoria de Comunicação; f) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa; 2. Coordenadoria Setorial de Informática e Informação; 3. Coordenadoria Setorial de Gestão de Pessoas; 4. Coordenadoria Setorial de Gestão, do Planejamento, do Orçamento e das Finanças. III Órgãos de Execução: a) Gestão de Informática e Informação; (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: a) Corregedoria Geral do Estado; b) Superintendências: 1. Superintendência de Atendimento ao Cidadão e Gestão dos Centros Administrativos Espaço Cidadão; (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: 1. Superintendência de Atendimento ao Cidadão e Gestão dos Centros Administrativos. 2. Superintendência de Gestão de Patrimônio e Documentação; 3. Superintendência de Modernização da Gestão Pública; 11

12 4. Superintendência de Administração de Pessoas; 5. Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas; 6. Superintendência de Gestão Previdenciária. c) Diretorias: 1. Diretoria de Patrimônio Imobiliário; 2. Diretoria de Patrimônio Mobiliário; 3. Diretoria de Documentação; 4. Diretoria de Políticas de Modernização da Gestão Pública; 5. Diretoria de Planejamento e Otimização da Governança; 6. Diretoria de Atendimento ao Servidor Espaço Servidor; 7. Diretoria de Operação da Folha de Pagamento; 8. Diretoria de Políticas Administrativas; 9. Diretoria de Provimento, Vacância e Movimentação Funcional; 10. Diretoria de Perícia Médica e Saúde Ocupacional; 11. Diretoria de Políticas de Desenvolvimento de Pessoas; 12. Diretoria da Escola de Governo; 13. Diretoria de Gestão Administrativa e Financeira; 14. Diretoria de Gestão Previdenciária; (Alínea c com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: c) Diretorias: 1. Diretoria de Patrimônio Imobiliário; 2. Diretoria de Patrimônio Mobiliário; 3. Diretoria de Documentação; 4. Diretoria de Informática; 5. Diretoria de Gestão dos Sistemas de Informação; 6. Diretoria de Políticas de Modernização da Gestão Pública; 12

13 7. Diretoria de Operação da Folha de Pagamento; 8. Diretoria de Políticas Administrativas; 9. Diretoria de Provimento, Vacância e Movimentação Funcional; 10. Diretoria de Perícia Médica e Saúde Ocupacional; 11. Diretoria de Políticas de Desenvolvimento de Pessoas; 12. Diretoria da Escola de Governo; 13. Diretoria de Gestão Administrativa e Financeira; 14. Diretoria de Gestão Previdenciária; 15. Diretoria de Correição; 16. Diretoria de Processo Administrativo; 17. Diretoria de Gestão do Portal do Servidor. d) Gerências: 1. Gerência Espaço Cidadão Região 1; 2. Gerência Espaço Cidadão Região 2; 3. Gerência Espaço Cidadão Região 3; 4. Gerência Espaço Cidadão Maceió; 5. Gerência de Administração de Condomínios; 6. Gerência de Tombamento; 7. Gerência de Regularização do Patrimônio; 8. Gerência do Controle de Afetação; 9. Gerência de Planejamento; 10. Gerência de Modernização Administrativa; 11. Gerência de Monitoramento e Avaliação de Gestão; 12. Gerência de Projetos; 13. Gerência de Estudos Estratégicos de Governança; 14. Gerência de Planejamento da Gestão Pública; 15. Gerência de Otimização da Gestão Pública; 16. Gerência de Atendimento Financeiro e de Consignação; 17. Gerência de Atendimento Administrativo; 13

14 18. Gerência de Apoio Operacional; 19. Gerência Financeira de Pessoal; 20. Gerência de Análise e Distribuição de Processos; 21. Gerência de Normatização; 22. Gerência de Instrução Processual; 23. Gerência de Registro e Movimentação Funcional; 24. Gerência de Provimento e Acumulação; 25. Gerência de Perícias Médicas; 26. Gerência de Procedimento Administrativo da Diretoria de Perícia Médica e Saúde Ocupacional; 27. Gerência de Reabilitação e Readaptação; 28. Gerência de Projetos de Desenvolvimento; 29. Gerência de Políticas de Desenvolvimento; 30. Gerência de Ensino e Desenvolvimento Funcional; 31. Gerência de Convênios e Projetos Especiais; 32. Gerência de Controle e Apropriações; 33. Gerência de Investimento e Atuários; 34. Gerência de Concessão, Manutenção e Processamento de Benefícios; 35. Gerência de Relacionamento com o Segurado; (Alínea d com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: d) Gerências: 1. Gerência das Centrais de Atendimento ao Cidadão Região 1; 2. Gerência das Centrais de Atendimento ao Cidadão Região 2; 3. Gerência das Centrais de Atendimento ao Cidadão Região 3; 4. Gerência das Centrais de Atendimento ao Cidadão Maceió; 5. Gerência de Administração de Condomínios; 14

15 6. Gerência de Tombamento; 7. Gerência de Regularização do Patrimônio; 8. Gerência do Controle de Afetação; 9. Gerência de Rede Lógica e Telefonia; 10. Gerência de Hardware e Software; 11. Gerência do Sistema de Informação; 12. Gerência de Administração de Banco de Dados; 13. Gerência de Planejamento; 14. Gerência de Modernização Administrativa; 15. Gerência de Monitoramento e Avaliação de Gestão; 16. Gerência de Apoio Operacional; 17. Gerência de Atendimento ao Usuário; 18. Gerência Financeira de Pessoal; 19. Gerência de Análise e Distribuição de Processos; 20. Gerência de Normatização; 21. Gerência de Instrução Processual; 22. Gerência de Registro e Movimentação Funcional; 23. Gerência de Provimento e Acumulação; 24. Gerência de Perícias Médicas; 25. Gerência de Medicina Ocupacional e Reabilitação; 26. Gerência de Políticas de Desenvolvimento; 27. Gerência de Projetos de Desenvolvimento; 28. Gerência de Desenvolvimento Funcional; 29. Gerência de Ensino; 30. Gerência de Convênios e Projetos Especiais; 31. Gerência de Controle e Apropriações; 32. Gerência de Investimento e Atuários; 33. Gerência de Concessão, Manutenção e Processamento de Benefícios; 34. Gerência de Relacionamento com o Segurado; 35. Gerência de Gestão da Informação; 36. Gerência de Alimentação de Dados 37. Gerência de Empréstimos Consignados. e) Gerências de Núcleo: 1. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Penedo; 2. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Arapiraca; 3. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão São Miguel dos Campos; 4. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Delmiro Gouveia; 5. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Santana do Ipanema; 6. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Matriz de Camaragibe; 7. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Maragogi; 8. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão União dos Palmares; 9. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Mangabeiras; 10. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Tabuleiro do Martins; 15

16 11. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Centro; 12. Gerência de Núcleo Espaço Cidadão Farol; 13. Gerência de Núcleo de Atendimento ao Servidor; 14. Gerência de Núcleo de Cadastro; 15. Gerência de Núcleo de Informação e Orientação; 16. Gerência de Núcleo de Orientação ao Servidor; 17. Gerência de Núcleo de Implementação de Políticas de Desenvolvimento; 18. Gerência de Núcleo de Programas Educacionais. (Alínea e com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: e) Gerências de Núcleo: 1. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Penedo; 2. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Arapiraca; 3. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão São Miguel dos Campos; 4. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Delmiro Gouveia; 5. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Santana do Ipanema; 6. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Matriz de Camaragibe; 7. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Maragogi; 8. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Mangabeiras; 9. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Tabuleiro do Martins; 10. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Centro; 11. Gerência de Núcleo da Central de Atendimento ao Cidadão Farol 12. Gerência de Núcleo de Atendimento ao Servidor; 13. Gerência de Núcleo de Cadastro; 14. Gerência de Núcleo de Informação e Orientação; 15. Gerência de Núcleo de Orientação ao Servidor; 16. Gerência de Núcleo de Reabilitação e Readaptação; 17. Gerência de Núcleo de Implementação de Políticas de Desenvolvimento; 18. Gerência de Núcleo de Avaliação de Políticas de Desenvolvimento; 19. Gerência de Núcleo de Programas Educacionais. IV Gestão de Informática e Informação: (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) a) Órgãos de Execução: (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) 1. Diretorias: (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 1.1. Diretoria de Gestão do Portal do Servidor; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 16

17 1.2. Diretoria de Informática; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 1.3. Diretoria de Gestão dos Sistemas de Informação; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 1.4. Diretoria de Controle e Avaliação da Informação; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 1.5. Diretoria de Apoio ao Processamento da Folha de Pagamento; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2. Gerências: (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.1. Gerência de Gestão da Informação; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.2. Gerência de Alimentação de Dados; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.3. Gerência de Rede Lógica e Telefonia; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.4. Gerência de Hardware e Software; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.5. Gerência do Sistema de Informação; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.6. Gerência de Administração de Banco de Dados; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.7. Gerência de Logística; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.8. Gerência de Procedimentos da Informação; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2.9. Gerência de Apoio Técnico; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Apoio Operacional; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 3. Gerência de Núcleo: (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 17

18 3.1. Gerência de Núcleo de Procedimentos. (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) Art. 14. A Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário SEAGRI é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Assessoria de Comunicação; d) Assessoria Especial; (Acrescentada pela Lei nº 6.952, de ) e) Assessoria Técnica. (Renumerada pela Lei nº 6.952, de ) II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão, do Planejamento, do Orçamento e Informação; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa e Financeira; 3. Coordenadoria Setorial de Gestão de Pessoas. III Órgãos de Execução: a) Superintendências: 1. Superintendência de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural; 2. Superintendência do Desenvolvimento Agropecuário; 3. Superintendência de Fortalecimento da Agricultura Familiar. b) Diretorias: 1. Diretoria de Assistência Técnica e Extensão Rural; 2. Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento Rural; 18

19 3. Diretoria de Irrigação; 4. Diretoria de Políticas Pesqueiras; 5. Diretoria de Política Agropecuária; 6. Diretoria de Programas Especiais; 7. Diretoria de Produção e Comercialização. c) Gerências: 1. Gerência de Programas Especiais; 2. Gerência de Núcleos de Programas Especiais. Art. 15. A Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social SEADES é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Assessoria Especial; d) Assessoria de Comunicação; e) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa, da Informática e da Informação; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão do Planejamento, do Orçamento e das Finanças; 3. Coordenadoria Setorial de Gestão de Pessoas. 19

20 III Órgãos de Execução: a) Superintendências: 1. Superintendência de Assistência Social; 2. Superintendência de Planejamento e Gestão; (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: 2. Superintendência de Planejamento e de Monitoramento. 3. Superintendência de Fortalecimento do Sistema Descentralizado. (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) b) Diretorias: 1. Diretoria de Proteção Social Básica; 2. Diretoria de Proteção Social Especial; 3. Diretoria de Segurança Alimentar e Nutricional; 4. Diretoria de Planejamento, Convênios e Contratos; 5. Diretoria de Monitoramento, Capacitação e Avaliação. c) Gerências: 1. Gerência do Bolsa Família; 2. Gerência de Ações de Cooperação Técnica dos Municípios; 3. Gerência de Acompanhamento das Ações de Proteção Social Básica; 4. Gerência de Acompanhamento das Ações de Proteção Social Especial; 5. Gerência de Monitoramento e Avaliação; (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: 5. Gerência de Monitoramento, Capacitação e Avaliação; 20

21 6. Gerência de Segurança Alimentar e Nutricional; (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: 6. Gerência de Segurança Alimentar; 7. Gerência de Convênios e Contratos. 8. Gerência de Promoção de Relações Institucionais; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 9. Gerência de Capacitação de Pessoal para a Assistência Social; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 10. Gerência de Promoção e Apoio à Ações e Programas de Segurança Alimentar e Nutricional; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 11. Gerência de Articulação e Relações Interinstitucionais. (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) d) Gerências de Núcleo: 1. Gerência de Núcleo de Proteção Social Básica; 2. Gerência de Núcleo de Proteção Social Especial; 3. Gerência de Núcleo de Segurança Alimentar e Nutricional; 4. Gerência de Núcleo de Convênios e Prestação de Contas; (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: 4. Gerência de Núcleo de Convênio e Prestação de Contas; 5. Gerência de Núcleo de Monitoramento. Art. 16. A Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação SECTI é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; 21

22 c) Assessoria de Comunicação; d) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão do Planejamento, do Orçamento e das Finanças; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa de Pessoas, da Informática e da Informação. III Órgãos de Execução: a) Superintendência de Ciência e Tecnologia; b) Diretorias: 1. Diretoria de Apoio e Fomento à Estruturação de Parques Tecnológicos; 2. Diretoria de Políticas de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; 3. Diretoria de Articulação Institucional e Cooperação Técnica. c) Gerências: 1. Gerência de Inovação Tecnológica; 2. Gerência de Popularização e Divulgação da Ciência, Tecnologia e Inovação; 3. Gerência de Desenvolvimento Social e Econômico. d) Gerências de Núcleo: 1. Gerência de Núcleo para Inclusão Digital e Social; 2. Gerência de Núcleo para Programas e Projetos. Art. 17. A Secretaria de Estado da Comunicação SECOM é integrada por: 22

23 I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Assessorias de Comunicação; (Inciso I com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Assessoria de Comunicação; d) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa, de Pessoas, de Informática e da Informação; 2. Coordenadoria Setorial do Planejamento, do Orçamento e das Finanças. b) Gerência: ) 1. Gerência de Informática. (Inciso II com redação dada pela Lei nº 6.952, de REDAÇÃO ORIGINAL: II Órgão de Apoio Administrativo: a) Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa de Pessoas, de Informática e de Informação, do Planejamento, do Orçamento e das Finanças. III Órgãos de Execução: a) Superintendências: 1. Superintendência de Jornalismo; 2. Superintendência de Marketing e Propaganda; 3. Superintendência de Comunicação. b) Diretorias: 23

24 1. Diretoria Técnica de Jornalismo e Reportagem; 2. Diretoria Técnica de Marketing e Propaganda; 3. Diretoria Técnica de Redação; 4. Diretoria Técnica de Projetos Especiais. c) Gerência: 1. Gerência de Áudio e Vídeo. (Inciso III com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: III Órgãos de Execução: a) Superintendência de Comunicação; b) Diretorias: 1. Diretoria de Jornalismo; 2. Diretoria de Comunicação. c) Gerências: 1. Gerência de Núcleo de Áudio visual; 2. Gerência de Núcleo de Informática. Art. 18. A Secretaria de Estado da Cultura SECULT é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Assessor Especial; d) Assessoria de Comunicação; e) Assessoria Técnica. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa, Finanças e de Pessoas; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão do Planejamento e do Orçamento. 24

25 III Órgãos de Execução: a) Superintendências: ESTADO DE ALAGOAS 1. Superintendência de Fomento e Apoio à Produção Cultural; 2. Superintendência de Identidade e Diversidade Cultural; 3. Superintendência de Formação e Difusão. b) Diretorias: 1. Diretoria do Museu Palácio Floriano Peixoto; 2. Diretoria do Museu da Imagem e do Som; 3. Diretoria da Biblioteca Pública Estadual; 4. Diretoria do Pró Memória; 5. Diretoria do Centro de Belas Artes. c) Gerências: 1. Gerência do Memorial da República; 2. Gerência do Memorial Teotonio Vilela; 3. Gerência de Articulação Cultural; 4. Gerência de Descentralização Cultural; 5. Gerência de Promoção da Diversidade; 6. Gerência de Projetos Especiais; 7. Gerência de Programas Culturais; 8. Gerência de Registro e Catalisação de Culturas. d) Gerências de Núcleo: 1. Gerência de Núcleo de Acervo; 25

26 2. Gerência de Núcleo de Preservação; 3. Gerência de Núcleo de Programação. (Alíneas c e d com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: c) Gerências: 1. Gerência do Memorial da República; 2. Gerência do Memorial Teotonio Vilela; 3. Gerência de Articulação Cultural; 4. Gerência de Descentralização Cultural; 5. Gerência de Promoção da Diversidade; 6. Gerência de Projetos Especiais; 7. Gerência de Programas Culturais; 8. Gerência de Registro e Catalisação de Culturas; 9. Gerência de Núcleo de Acervo; 10. Gerência de Núcleo de Preservação; 11. Gerência de Núcleo de Programação. Art. 19. A Secretaria de Estado da Defesa Social SEDS é integrada por: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Polícia Militar; d) Corpo de Bombeiros Militar; e) Polícia Civil; f) Intendência Geral do Sistema Penitenciário; g) Assessoria de Comunicação; h) Assessoria Técnica; i) Gerência da Corregedoria do Sistema de Defesa; j) Ouvidoria; (Inciso I com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: I Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: a) Secretaria de Estado Adjunta; b) Chefia de Gabinete; c) Polícia Militar; 26

27 d) Corpo de Bombeiros Militar; e) Polícia Civil; f) Assessoria de Comunicação; g) Assessoria Técnica; h) Gerência da Corregedoria do Sistema de Defesa; i) Ouvidoria. II Órgãos de Apoio Administrativo: a) Coordenadorias: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão do Planejamento, do Orçamento e das Finanças; 2. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa, de Pessoas, de Informática e Informação. III Órgãos de Execução: a) Polícia Militar de Alagoas; b) Corpo de Bombeiros Militar; c) Polícia Civil; d) Intendência Geral do Sistema Penitenciário; e) Diretorias: 1. Diretoria Geral de Políticas de Defesa Social; 2. Diretoria Geral do Centro de Perícias Forenses. f) Superintendência: 1. Superintendência de Inteligência; g) Gerências: 1. Gerência da Central Única de Informações; 2. Gerência da Central de Operações; 3. Gerência da Central de Estatística e Análise Criminal. (Inciso III com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) 27

28 REDAÇÃO ORIGINAL: III Órgãos de Execução: a) Diretorias: 1. Diretoria Geral do Sistema Penitenciário; 2. Diretoria Geral de Políticas de Defesa Social; 3. Diretoria Geral do Centro de Perícias Forenses. b) Superintendência de Inteligência: 1. Gerência da Central Única de Informações; 2. Gerência da Central de Operações; 3. Gerência da Central de Estatística e Análise Criminal. IV Delegacia Geral da Polícia Civil: a) Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: 1. Delegacia Geral Adjunta da Polícia Civil; 2. Assessoria Especial para Assuntos da Mulher; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 3. Assessoria Técnica. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) b) Órgão de Apoio Administrativo: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa e das Finanças; c) Órgãos de Execução: 1. Coordenadoria de Correição; (Acrescentado pela Lei nº 6.952, de ) 2. Corregedorias: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 2.1.Corregedoria de Polícia Judiciária da Área 1; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 2.2.Corregedoria de Polícia Judiciária da Área 2; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 2.3.Corregedoria de Polícia Judiciária da Área 3; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 2.4.Corregedoria de Polícia Judiciária Metropolitana. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3. Diretorias: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 28

29 3.1. Diretoria da Academia de Polícia Civil APOCAL; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3.2. Diretoria de Recursos Especiais DRE; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3.3. Diretoria de Estatística e Informática DEINFO; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3.4. Diretoria de Polícia Judiciária Metropolitana DPJM: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Centro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Jatiúca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Ponta Grossa; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Sanatório Farol; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Tabuleiro do Martins; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Cruz das Almas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Pitanguinha Farol; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Benedito Bentes I e II; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Jacintinho; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Distrito Policial da Capital Conjunto Eustáquio Gomes; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 29

30 Distrito Policial da Capital Clima Bom I e II; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Rio Largo I; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Paripueira; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Satuba; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Santa Luzia do Norte; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Coqueiro Seco; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Marechal Deodoro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Barra de São Miguel; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Barra de Santo Antônio; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Messias; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial da Capital Conjunto Carminha Benedito Bentes; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial da Capital Trapiche da Barra; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município do Pilar; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º Distrito Policial do Município de Rio Largo II; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 30

31 º Distrito Policial da Capital Fernão Velho; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia de Homicídios; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia de Repressão ao Narcotráfico; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia Especial da Criança e do Adolescente; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) ª Delegacia Especial de Defesa dos Direitos da Mulher Centro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) ª Delegacia Especial de Defesa dos Direitos da Mulher Tabuleiro do Martins; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia dos Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia de Acidentes e Delitos de Trânsito; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia Especial dos Crimes Contra Crianças e Adolescentes. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3.5. Diretoria de Polícia Judiciária da Área 1 DPJA1: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DRP Delegacia Regional de Polícia Delmiro Gouveia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Delmiro Gouveia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Água Branca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Mata Grande; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Inhapi; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 31

32 DP Canapi; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Olho D Água do Casado; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Piranhas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Pariconha; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DRP Delegacia Regional de Policia Santana do Ipanema; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Santana do Ipanema; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Olho D Água das Flores; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Olivença; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Dois Riachos; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São José da Tapera; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Carneiros; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Ouro Branco; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Poço das Trincheiras; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Maravilha; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Senador Rui Palmeira; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DRP Delegacia Regional de Policia Batalha; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Batalha; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Monteirópolis; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 32

33 DP Jacaré dos Homens; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Palestina; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Pão de Açúcar; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Belo Monte; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Jaramataia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Major Isidoro. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3.6. Diretoria de Polícia Judiciária da Área 2 DPAJ2: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DRP Delegacia Regional de Policia Arapiraca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Arapiraca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Arapiraca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Arapiraca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Arapiraca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Girau do Ponciano; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Lagoa da Canoa; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Olho D Água Grande; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Feira Grande; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Limoeiro de Anadia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Campo Grande; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Craíbas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 33

34 DP Traipu; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia de Acidentes e Delitos de Trânsito; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia Especial de Defesa dos Direitos da Mulher; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Delegacia Especial da Criança e do Adolescente; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DRP Delegacia Regional de Policia Palmeira dos Índios; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º.. DP Palmeira dos Índios; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Cacimbinhas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Minador do Negrão; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Igaci; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Tanque D arca; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Quebrangulo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Belém; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Coité do Nóia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Taquarana; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º. DP Estrela de Alagoas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DRP Delegacia Regional de Policia São Miguel dos Campos; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São Miguel dos Campos; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 34

35 DP Campo Alegre; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Boca da Mata; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Anadia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Roteiro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Teotônio Vilela; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Junqueiro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Jequiá da Praia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DRP Delegacia Regional de Policia Penedo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Penedo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São Braz; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Igreja Nova; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Porto Real do Colégio; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São Sebastião; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Feliz Deserto; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Piaçabuçu; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Coruripe. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 3.7. Diretoria de Polícia Judiciária da Área 3 DPJA3: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DRP Delegacia Regional de Polícia Matriz de Camaragibe; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Matriz de Camaragibe; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 35

36 DP Porto Calvo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Maragogi; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São Luiz do Quitunde; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Passo de Camaragibe; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Porto de Pedras; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Japaratinga; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São Miguel dos Milagres; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DRP Delegacia Regional de Policia Viçosa; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Viçosa; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Chã Preta; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Pindoba; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Maribondo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Cajueiro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Capela; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Atalaia; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Mar Vermelho; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Paulo Jacinto; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DRP Delegacia Regional de Policia Novo Lino; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Novo Lino; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 36

37 DP Colônia de Leopoldina; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Fleixeiras; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Joaquim Gomes; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Jundiá; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Jacuípe; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Campestre; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DRP Delegacia Regional de Policia União dos Palmares; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP União dos Palmares; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP São José da Laje; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Murici; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) º DP Branquinha; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Ibateguara; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) DP Santana do Mundaú. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4. Gerências: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.1. Gerência do Tático e Operações Aéreas TIGRE; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.2. Gerência do Órgão de Policiamento Integrado OPLIT; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.3. Gerência de Planejamento e Inteligência Policial; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 37

38 4.4. Gerência de Estatística e Análise Criminal; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.5. Gerência de Informática e Telecomunicações; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.6. Gerência da Central de Inquéritos Policial e Administrativo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.7. Gerência da Central de Mandado de Prisão; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.8. Gerência de Regulação e Registro e Controle de Armamento, Munição e Explosivo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.9. Gerência de Acompanhamento de Resultados Policiais; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Controle Financeiro; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Fiscalização e Controle Administrativo; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Controle de Pessoal; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Controle de Transporte. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4. Gerências de Núcleo: (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.1. Gerência de Núcleo de Rádio; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.2. Gerência de Núcleo de Desenvolvimento; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.3. Gerência de Núcleo de Flagrantes; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.4. Gerência de Núcleo de Termo Circunstanciado; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 38

39 4.5. Gerência de Núcleo de Desenvolvimento Pessoal; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.6. Gerência de Núcleo de Contabilidade; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.7. Gerência de Núcleo de Compras; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.8. Gerência de Núcleo de Serviços Gerais; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) 4.9. Gerência de Núcleo de Frotas; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Núcleo de Ensino Psicopedagógico; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Núcleo de Atividades Física e Médica; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Núcleo de Aperfeiçoamento Policial; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Núcleo de Boletim de Ocorrência Capital; (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) Gerência de Núcleo de Boletim de Ocorrência Interior. (Renumerado pela Lei nº 6.952, de ) V Intendência Geral do Sistema Penitenciário: (Redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: V Diretoria Geral do Sistema Penitenciário: a) Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: 1. Intendência Geral Adjunta; 2. Assessoria Técnica; 3. Ouvidoria do Sistema Penitenciário; 39

40 4. Corregedoria do Sistema Penitenciário. (Alínea a com redação dada pela Lei nº 6.952, de ) REDAÇÃO ORIGINAL: a) Órgãos de Direção e Assessoramento Superior: 1. Diretoria Geral do Sistema Penitenciário; 2. Diretoria Geral Adjunta; 3. Assessoria Técnica; 4. Ouvidoria do Sistema Penitenciário. b) Órgão de Apoio Administrativo: 1. Coordenadoria Setorial de Gestão Administrativa e Financeira. c) Órgãos de Execução: 1. Diretorias: 1.1. Diretoria de Segurança e Inteligência; 1.2. Diretoria de Saúde, Educação, Produção e Laborterapia; 1.3. Diretoria das Unidades Penitenciárias. 2. Gerências: 2.1. Gerência Geral de Unidade Penitenciária; 2.2. Gerência Geral da Escola Penitenciária; 2.3. Gerência de Segurança Penitenciária; 2.4. Gerência de Segurança de Unidade Penitenciária; 2.5. Gerência de Inteligência Penitenciária; 2.6. Gerência do Grupo de Ações Penitenciárias GAP; 2.7. Gerência Técnica Médica do Centro Psiquiátrico Judiciário; 2.8. Gerência de Educação, Produção e Laborterapia; 2.9. Gerência de Unidade de Saúde do Sistema Penitenciário. 3. Gerências de Núcleo: 40

LEVANTAMENTO SOBRE LAI E PORTAIS DA TRANSPARÊNCIA NOS MUNICÍPIOS ALAGOANOS

LEVANTAMENTO SOBRE LAI E PORTAIS DA TRANSPARÊNCIA NOS MUNICÍPIOS ALAGOANOS MUNICÍPIO SITE SITUAÇÃO OBSERVAÇÃO ÁGUA http://www.aguabranca.al.gov.br/ BRANCA ANADIA www.prefeituradeanadia.com.br SITE NÃO ATIVO ARAPIRACA http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/ SEM LAI Informações sobre

Leia mais

ESTRUTURA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEDUC LEI DELEGADA Nº 47, DE 10 DE AGOSTO DE 2015

ESTRUTURA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEDUC LEI DELEGADA Nº 47, DE 10 DE AGOSTO DE 2015 ESTRUTURA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEDUC LEI DELEGADA Nº 47, DE 10 DE AGOSTO DE 2015 Art. 27. A Secretaria de Estado da Educação SEDUC é integrada por: I Órgãos Colegiados: a) Conselho Estadual de Educação;

Leia mais

Série Histórica da Rubéola em Alagoas

Série Histórica da Rubéola em Alagoas ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SUPERINTENDENCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Série Histórica da Rubéola em Alagoas ALAGOAS - 2012 Governo do Estado de

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS Dezembro de e Janeiro e fevereiro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, dezembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS Dezembro de e Janeiro e fevereiro

Leia mais

SUMÁRIO. 1 Apresentação. 2 Notas Informativas. 3 Características de Instrução da População - Alagoas. 4 Indicadores Educacionais Alagoas

SUMÁRIO. 1 Apresentação. 2 Notas Informativas. 3 Características de Instrução da População - Alagoas. 4 Indicadores Educacionais Alagoas SUMÁRIO 1 Apresentação 2 Notas Informativas 3 Características de Instrução da População - Alagoas Pessoas com 5 Anos ou Mais, Analfabetas Segundo os Grupos de Idade - Alagoas 2001/2007 Taxa de Analfabetismo,

Leia mais

SITE INATIVO CONTA SUSPENSA

SITE INATIVO CONTA SUSPENSA MUNICÍPIO SITE SITUAÇÃO LEI DE ACESSO TRANSPARÊNCIA SITE/BLOG OBSERVAÇÃO DADOS TRANSPARÊNCIA 1 ÁGUA BRANCA http://www.aguabranca.al.gov.br/index2.php SITE ATIVO Não possui Portal da próprio Sem conteúdo

Leia mais

APLICAÇÃO DOS RECURSOS DO FUNDEB REALIDADE DE ALAGOAS 24.01.2013

APLICAÇÃO DOS RECURSOS DO FUNDEB REALIDADE DE ALAGOAS 24.01.2013 APLICAÇÃO DOS RECURSOS DO FUNDEB REALIDADE DE ALAGOAS 24.01.2013 Palestra: Conselho de Representantes do SINTEAL. MILTON CANUTO DE ALMEIDA Consultor Técnico em: Financiamento, Planejamento e Gestão da

Leia mais

Vestibular Estácio -AMA

Vestibular Estácio -AMA Vestibular Estácio -AMA Maceió, 2014 A Faculdade Estácio de Alagoas em parceria com a Associação dos Municípios de Alagoas-AMA, disponibiliza o Vestibular Estácio -AMA, com o objetivo de viabilizar o acesso

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI DELEGADA Nº 44, DE 8 DE ABRIL DE 2011. Alterada pelas Leis nº 7.314, de 23 de dezembro de 2011 e nº 7.396, de 3 de agosto de 2012; e pelos Decretos Autônomos nº 11.974, de 15 de abril de 2011; nº 12.564,

Leia mais

Número de Processos em 31/05/2015 Classificação. Número de Processos em31/12/2014

Número de Processos em 31/05/2015 Classificação. Número de Processos em31/12/2014 Relação das unidades judiciarias com processos da meta 2/2009(ajuizados até 31/12/2005) ainda pendentes de julgament Ordem decrescente de maior quantitativo de processos em 31/05/2015 Número de Processos

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR Lei nº 6.673/2005

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR Lei nº 6.673/2005 LEI Nº 6.673, DE 4 DE JANEIRO DE 2006. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DA AGÊNCIA DE DEFESA E INSPEÇÃO AGROPECUÁRIA DE ALAGOAS ADEAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS Faço saber que o

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO A SAÚDE

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO A SAÚDE ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO A SAÚDE MAPA DE VINCULAÇÃO DA REDE CEGONHA DISTRIBUIÇÃO DE LEITOS OBSTÉTRICOS POR REGIÃO 1ª MACRORREGIÃO REGIÃO TERRITÓRIO REFERÊNCIA 1ª

Leia mais

PORTARIA Nº 2904/2012-DGPC/GD

PORTARIA Nº 2904/2012-DGPC/GD PORTARIA Nº 2904/2012-DGPC/GD O DELEGADO-GERAL DA POLICIA CIVIL, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Delegada nº 44 de 08.04.2011, e CONSIDERANDO que os armamentos de porte disponíveis na

Leia mais

ALAGOAS Atendimento Rede de Formação em 2008

ALAGOAS Atendimento Rede de Formação em 2008 ALAGOAS Atendimento Rede de Formação em 2008 Aperfeiçoamento em Educação Matemática Público-alvo: Professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental Universidade Federal do Espírito Santo UFES Área: Educação

Leia mais

18 Traipu - Arapiraca e V.V. 7, Igaci - Palmeira dos Índios e V.V. 2,50

18 Traipu - Arapiraca e V.V. 7, Igaci - Palmeira dos Índios e V.V. 2,50 N Linha Linha Tarifa Complementar 1 Rio Largo (Via Gustavo Paiva) - Maceió e V.V. 2,80 2 Rio Largo (Via Mata do Rolo) - Maceió e V.V. 2,80 3 Cruzeiro do Sul - Maceió e V.V. 2,50 4 Messias - Maceió e V.V.

Leia mais

Projeção da População dos Municípios Alagoanos 2011-2016

Projeção da População dos Municípios Alagoanos 2011-2016 Governo do Estado de Alagoas ISSN 2237-5716 Projeção da População dos Municípios Alagoanos 2011-2016 v.3 2011 Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS

Leia mais

SUPERINTENDENTE DE VIGILÂNCIA DA SAÚDE - SUVISA DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DIVEP

SUPERINTENDENTE DE VIGILÂNCIA DA SAÚDE - SUVISA DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DIVEP SUPERINTENNTE VIGILÂNCIA DA SAÚ - SUVISA DIRETORIA VIGILÂNCIA EPIMIOLÓGICA DIVEP BOLETIM INFORMATIVO SEMANAL Nº51/2014 Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas 05 JANEIRO 2015. Quadro Síntese Atualmente,

Leia mais

19ª Região - Alagoas

19ª Região - Alagoas 19ª Região - Alagoas SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE FEITOS DAS VARAS DE MACEIÓ Av. da Paz, nº 1994, Térreo - Centro Fone: (82) 2121-8192 Fax 2121-8238 Cep: 57.020-440 Maceió/AL e-mail: dist@trt19.gov.br Jurisdição:

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DA DEFESA SOCIAL DELEGACIA GERAL DA POLÍCIA CIVIL ANTEPROJETO DE LEI

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DA DEFESA SOCIAL DELEGACIA GERAL DA POLÍCIA CIVIL ANTEPROJETO DE LEI 1 GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DA DEFESA SOCIAL DELEGACIA GERAL DA POLÍCIA CIVIL ANTEPROJETO DE LEI LEI ORGÂNICA DA POLICIA CIVIL DO ESTADO DE ALAGOAS Maceió, 18 de Março de 2008. 2 ANTEPROJETO

Leia mais

Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQA-VS)

Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQA-VS) Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQA-VS) Herbert Charles S. Barros Diretor de Informação e Análise da Situação de Saúde DIASS/SUVISA/SESAU OBJETIVO Induzir o aperfeiçoamento das

Leia mais

"O lugar da Vigilância Socioassistencial na gestão do SUAS e a articulação com o Plano Municipal de Assistência Social"

O lugar da Vigilância Socioassistencial na gestão do SUAS e a articulação com o Plano Municipal de Assistência Social "O lugar da Vigilância Socioassistencial na gestão do SUAS e a articulação com o Plano Municipal de Assistência Social" S E C R E T A R I A D E E S T A D O D A A S S I S T Ê N C I A E D E S E N V O L V

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS Janeiro, Fevereiro e Março de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, janeiro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM ALAGOAS Janeiro, Fevereiro e Março de François E.

Leia mais

EDUCAÇÃO. Atalaia. Barra de. Santo Antônio. Batalha. Belém. Belo Monte. Boca da Mata. Branquinha. Cacimbinhas. Cajueiro. Campestre.

EDUCAÇÃO. Atalaia. Barra de. Santo Antônio. Batalha. Belém. Belo Monte. Boca da Mata. Branquinha. Cacimbinhas. Cajueiro. Campestre. Projeto TRILHAS, do Instituto Natura, chega a mais de duas mil escolas da rede pública de Alagoas EDUCAÇÃO Projeto TRILHAS, do Instituto Natura, chega a mais de duas mil escolas da rede pública de Alagoas

Leia mais

Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas.

Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese Até o dia 09 de março de 2012, 83 (83,37%) dos 102 municípios alagoanos notificaram 1.728 casos suspeitos de dengue o que não descarta a ocorrência

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Dados Materiais: Acórdão 351/93 - Segunda Câmara - Ata 43/93 Processo nº TC 200.384/91-0

Tribunal de Contas da União. Dados Materiais: Acórdão 351/93 - Segunda Câmara - Ata 43/93 Processo nº TC 200.384/91-0 Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 351/93 - Segunda Câmara - Ata 43/93 Processo nº TC 200.384/91-0 Responsáveis: Entidades: Alcione Teixeira dos Santos - Governo do Estado de Alagoas;

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE REGIONALIZAÇÃO

PLANO ESTADUAL DE REGIONALIZAÇÃO PLANO ESTADUAL DE REGIONALIZAÇÃO DA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO ESTADO DE ALAGOAS Outubro, 2010 CNPJ/CGC.: 10.789.230/0001-35 - Tel/fax (81) 3326.1201 E-mail: brasilencorp@gmail.com Equipe Técnica da

Leia mais

Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese

Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese A partir de janeiro de 2014 o Brasil adotou a nova classificação de casos de dengue, revisada da Organização Mundial de Saúde e Ministério da

Leia mais

BALANÇO 4 ANOS 2007-2010 ALAGOAS

BALANÇO 4 ANOS 2007-2010 ALAGOAS BALANÇO 4 ANOS 2007-2010 ALAGOAS Apresentação Ao lançar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em janeiro de 2007, o Governo Federal assumiu o compromisso de fazer o Brasil crescer de forma acelerada

Leia mais

EDITAL CREDENCIAMENTO N.º ARSAL-001/2012 RETIFICADO

EDITAL CREDENCIAMENTO N.º ARSAL-001/2012 RETIFICADO EDITAL CREDENCIAMENTO N.º ARSAL-001/2012 RETIFICADO CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GUINCHAMENTO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES APREENDIDOS PELA ARSAL. EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º ARSAL-001/2012

Leia mais

NOTA TÉCNICA SEMANAL Nº. 52/2014 12 DE JANEIRO DE 2015 Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese

NOTA TÉCNICA SEMANAL Nº. 52/2014 12 DE JANEIRO DE 2015 Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese Assunto: Situação Atual da Dengue em Alagoas. Quadro Síntese Atualmente, o Ministério da Saúde adotou a nova classificação da OMS, que define a dengue como: a) Dengue: paciente que apresente febre com

Leia mais

VAGAS CRE Municípios a serem atendidos

VAGAS CRE Municípios a serem atendidos EDITAL DE SELEÇÃO PARA TUTORES A DISTÂNCIA Programa PROINFO INTEGRADO Edital 01/2014 A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte - SEE/AL através da Superintendência de Gestão da Rede Estadual de Ensino

Leia mais

Tópicos Específicos em Estimação de Receita

Tópicos Específicos em Estimação de Receita Tópicos Específicos em Estimação de Receita FPM Fundo de Participação dos Municípios Objetivo da Unidade Permitir que o participante compreenda a relevância do procedimento de estimativa da receita para

Leia mais

ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR LEI DELEGADA Nº 47, DE 10 DE AGOSTO DE 2015.

ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR LEI DELEGADA Nº 47, DE 10 DE AGOSTO DE 2015. .. Ano 103 - Número 149 Poder Executivo ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR LEI DELEGADA Nº 47, DE 10 DE AGOSTO DE 2015. INSTITUI O MODELO DE GESTÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL DO PODER EXECUTIVO, E DÁ

Leia mais

Aspectos Agroeconômicos da Cultura da Mandioca: Características e Evolução da Cultura no Estado de Alagoas entre 1990 e 2004

Aspectos Agroeconômicos da Cultura da Mandioca: Características e Evolução da Cultura no Estado de Alagoas entre 1990 e 2004 ISSN 16781953 Outubro, 2006 93 Aspectos Agroeconômicos da Cultura da Mandioca: Características e Evolução da Cultura no Estado de Alagoas entre 1990 e 2004 ISSN 16781953 Outubro, 2006 Empresa Brasileira

Leia mais

Política Estadual de Recursos Hídricos

Política Estadual de Recursos Hídricos Política Estadual de Recursos Hídricos ENCOB Maceió, Novembro de 2014 Arcabouço Legal Lei Federal nº 9.433, de jan/1997 institui a Política Nacional de Recursos Hídricos Lei Estadual nº 5.965, de nov/1997

Leia mais

R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total. VALORES PREVISTOS POR UNIDADE ORÇAMENTÁRIA R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total Unidades Orçamentárias

R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total. VALORES PREVISTOS POR UNIDADE ORÇAMENTÁRIA R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total Unidades Orçamentárias PPA 212-215 PROGRAMA - 546 - Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado Valor Global R$ 1, 2.888.542.769 2.993.951.96 3.133.467.663 3.281.47.521 12.297.369.859 ÓRGAO:1 - Assembleia Legislativa VALORES PREVISTOS

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.660, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2005. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS GOVERNADOR LAMENHA FILHO - UNCISAL, COMO UNI- VERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI N.º 6.259, DE 31 DE JULHO DE 2001. ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI N.º 6.192 DE 29 DE AGOSTO DE 2000, QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA DA SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA,

Leia mais

Portaria n. 201, de 1º de junho de 2011

Portaria n. 201, de 1º de junho de 2011 Portaria n. 201, de 1º de junho de 2011 Revoga a Portaria n.º 454, de 25 de novembro de 2009, e institui critérios para o Componente I Custeio para ações e serviços da Atenção Básica do Programa de Fortalecimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO P O R T A R I A N. º 5 0 8 D E 1 5 D E J U L H O D E 2 0 1 1. O Reitor do Instituto Federal do Paraná, no uso da competência que lhe confere o Decreto de 13 de junho de 2011, da Presidência da República,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 06/CS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2011.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 06/CS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2011. ALAGOAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 06/CS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2011. Estabelece estruturação administrativa no âmbito da

Leia mais

MUNICÍPIO COORDENADOR (A)

MUNICÍPIO COORDENADOR (A) Água Branca Nélia Jeane Cordeiro Correia Rua Santo Antonio, Nº 30, Centro. Tel: 82-36441231. cadunico.aguabranca@hotmail.com Anadia Cícero Aldo dos Santos da Costa Praça Dr. Campelo de Almeida, S/N, Centro.

Leia mais

LEI Nº 7.543, DE 20 DE JULHO DE 2011

LEI Nº 7.543, DE 20 DE JULHO DE 2011 LEI Nº 7.543, DE 20 DE JULHO DE 2011 Publicada no DOE(Pa) de 21.07.11. Alterada pela Lei 8.096/15. Vide extinção, criação e alterações de denominação de órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual na

Leia mais

PLANO OPERATIVO ANUAL ESTADUAL

PLANO OPERATIVO ANUAL ESTADUAL PLANO OPERATIVO ANUAL ESTADUAL Unidade Técnica Estadual INSTITUTO DE TERRAS E REFORMA AGRÁRIA DE ALAGOAS - ITERAL Endereço/cidade/UF/CEP /telefone/home Page /e-mail/ AVENIDA DA PAZ, 1.200 - CENTRO CEP.

Leia mais

EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DE BAIXA RENDA DO ESTADO DE ALAGOAS

EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DE BAIXA RENDA DO ESTADO DE ALAGOAS EDITAL DE APOIO A PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO DOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DE BAIXA RENDA DO ESTADO DE ALAGOAS A Secretaria de Estado do Planejamento e do Orçamento de Alagoas SEPLAN, no uso de suas

Leia mais

ESTADO DO ACRE PREFEITURA DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013.

ESTADO DO ACRE PREFEITURA DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013. LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013. ALTERA A LEI Nº 306/012 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012, QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA- ACRE, E DÁ

Leia mais

Adesão NutriSUS/2014. Tabela 1 - Lista dos municípios que aderiram ao NutriSUS

Adesão NutriSUS/2014. Tabela 1 - Lista dos municípios que aderiram ao NutriSUS Adesão NutriSUS/2014 Tabela 1 - Lista dos municípios que aderiram ao NutriSUS IBGE UF Município Quantitativo de crianças por município N de sachê por município N de caixas (cada caixa contêm 30 sachês)

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE AÇÃO GOVERNAMENTAL 2012-2015 RELAÇÃO DE PROGRAMAS SOCIAIS (Inciso I do art. 12 da Lei n.º 20.024, de 9 de janeiro de 2012)

PLANO PLURIANUAL DE AÇÃO GOVERNAMENTAL 2012-2015 RELAÇÃO DE PROGRAMAS SOCIAIS (Inciso I do art. 12 da Lei n.º 20.024, de 9 de janeiro de 2012) ADMINISTRAÇÃO DE ESTÁDIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS 181 GERENCIAMENTO DE ESTÁDIOS E PROMOÇÃO DE EVENTOS ESPORTIVOS, RELIGIOSOS E SOCIO-CULTURAIS AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Leia mais

EDITAL/SEE Nº 013/2015

EDITAL/SEE Nº 013/2015 EDITAL/SEE Nº 013/2015 O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, torna público, para conhecimento dos interessados, a abertura do Processo Seletivo Simplificado para contratação

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 8.475.000 8.475.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 80.649.880 80.649.880 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.245.000 3.245.000

Leia mais

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências.

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências. Diário Oficial do Município - Belo Horizonte Ano XI - Nº: 2.273-01/01/2005 Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo Lei nº 9.011 de 1º de janeiro de 2005 - Anexos LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE

Leia mais

Vigilância em Saúde. Nesta Edição:

Vigilância em Saúde. Nesta Edição: Diretoria de Epidemiológica Gerência de Doenças Imunopreveníveis e Programa de Imunizações Nesta Edição: 1. Perfil da Meningite em Alagoas de 2007 a 2015. 2. Intensificação das Ações de, Prevenção e Controle

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DECRETO Nº 186, DE 10 DE JULHO DE 2015. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social SETAS, a redistribuição dos cargos

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE ALAGOAS TÍTULO I - DA CONSTITUIÇÃO, PRERROGATIVAS, DIREITOS E DEVERES DOS ASSOCIADOS

SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE ALAGOAS TÍTULO I - DA CONSTITUIÇÃO, PRERROGATIVAS, DIREITOS E DEVERES DOS ASSOCIADOS ESTATUTO SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE ALAGOAS TÍTULO I - DA CONSTITUIÇÃO, PRERROGATIVAS, DIREITOS E DEVERES DOS ASSOCIADOS CAPÍTULO I - DO SINDICATO SECÃO I - DA CONSTITUIÇÃO ARTIGO 1º - O

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 552, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 552, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 552, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015. Altera os artigos 31 e 34, bem como os Anexos I e II, da Lei Complementar Estadual nº 446, de 29 de novembro de 2010, e dá outras

Leia mais

INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE DE ALAGOAS ASSESSORIA AMBIENTAL DE GEOPROCESSAMENTO RELATÓRIO SEMANAL DE MONITORAMENTO DE FOCOS DE QUEIMADAS

INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE DE ALAGOAS ASSESSORIA AMBIENTAL DE GEOPROCESSAMENTO RELATÓRIO SEMANAL DE MONITORAMENTO DE FOCOS DE QUEIMADAS Página: 1 Junqueiro 15 Coruripe 12 20161030 S 09 50 16 O 36 30 36 Mata Atlantica Não Não 20161030 S 09 50 20 O 36 30 18 Mata Atlantica Não Não 20161030 S 09 50 06 O 36 30 25 Mata Atlantica Não Não 20161030

Leia mais

DECRETO N 6.664 DE 05 DE MARÇO DE 1990

DECRETO N 6.664 DE 05 DE MARÇO DE 1990 DECRETO N 6.664 DE 05 DE MARÇO DE 1990 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÃO DO ANEXO III DO DECRETO N 2.456, DE 24.09.1982. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARÁ, no uso de suas atribuições que lhe confere o art. 135, inciso

Leia mais

PREFEITURA DE ARAPIRACA ALAGOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

PREFEITURA DE ARAPIRACA ALAGOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PREFEITURA DE ARAPIRACA ALAGOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE Relação da Quantidade de Equipamentos para uso do Telessaúde contemplados para cada Município. Batalha Bélem Belo Monte Campo Grande Coité

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI ORDINÁRIA Nº 929/2015, DE 09 DE FEVEREIRO DE 2015 Altera a Lei Municipal nº 922/2014 e seu anexo e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz

Leia mais

CONSULTA PARA VERSÃO

CONSULTA PARA VERSÃO GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS - SERMARH PLANO ESTADUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE ALAGOAS PERS/AL PRODUTO 2 DIAGNÓSTICO DA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS

Leia mais

Órgão de Coordenação: Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente SECTMA

Órgão de Coordenação: Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente SECTMA 12.4 SISTEMA DE GESTÃO PROPOSTO 12.4.1 ASPECTOS GERAIS O Sistema de Gestão proposto para o PERH-PB inclui órgãos da Administração Estadual, Administração Federal, Sociedade Civil e Usuários de Água, entre

Leia mais

Dispõe sobre a transformação da Fundação Estadual do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do Estado de Roraima FEMACT-RR, e do

Dispõe sobre a transformação da Fundação Estadual do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do Estado de Roraima FEMACT-RR, e do Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 07/07/2011 LEI N 815 DE 7 DE JULHO DE 2011 Dispõe sobre a transformação da Fundação Estadual do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

LEI DELEGADA N.º 79, DE 18 DE MAIO DE 2.007

LEI DELEGADA N.º 79, DE 18 DE MAIO DE 2.007 LEI DELEGADA N.º 79, DE 18 DE MAIO DE 2.007 DISPÕE sobre a SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA SSP, definindo suas finalidades, competências e estrutura organizacional, fixando o seu quadro de cargos

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos superiores de execução, órgãos de assessoramento superior e órgão supervisionado. Conheça a estrutura

Leia mais

IV - planejar, propor e coordenar a gestão ambiental integrada no Estado, com vistas à manutenção dos ecossistemas e do desenvolvimento sustentável;

IV - planejar, propor e coordenar a gestão ambiental integrada no Estado, com vistas à manutenção dos ecossistemas e do desenvolvimento sustentável; Lei Delegada nº 125, de 25 de janeiro de 2007. (Publicação Diário do Executivo Minas Gerais 26/01/2007) (Retificação Diário do Executivo Minas Gerais 30/01/2007) Dispõe sobre a estrutura orgânica básica

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.051, DE 23 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 23.10.2015 N. 3.759 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão Semad, suas finalidades

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016, de 07 de janeiro de 2016 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS DA UFAL 2016 SISU/MEC-2016.

EDITAL Nº 01/2016, de 07 de janeiro de 2016 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS DA UFAL 2016 SISU/MEC-2016. Edital nº 01/2016 PROGRAD/UFAL SISU 2016.1 Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD EDITAL Nº 01/2016, de 07 de janeiro de 2016 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO

Leia mais

RELATÓRIO DELEGACIAS DE ALAGOAS PRESO É DA JUSTIÇA, NÃO É DA POLÍCIA

RELATÓRIO DELEGACIAS DE ALAGOAS PRESO É DA JUSTIÇA, NÃO É DA POLÍCIA RELATÓRIO DELEGACIAS DE ALAGOAS PRESO É DA JUSTIÇA, NÃO É DA POLÍCIA Maceió/AL, Janeiro de 2014 P á g i n a 2 ÍNDICE Introdução...03 Anadia...04 Atalaia...04 Cacimbinhas...05 Cajueiro...06 Campo Alegre...06

Leia mais

RELAÇÕES DE PREFEITURAS GESTÃO: 2013/2016

RELAÇÕES DE PREFEITURAS GESTÃO: 2013/2016 RELAÇÕES DE PREFEITURAS GESTÃO: 2013/2016 Município: ÁGUA BRANCA Prefeito (a): Albani Sandes Gomes Aniversário: 13 / 05 /1960 www.aguabranca.al.gov.br E-mail da Prefeitura:pm.aguabranca@yahoo.com.br Endereço

Leia mais

LEI Nº 6313, DE 30 DE ABRIL DE 2002

LEI Nº 6313, DE 30 DE ABRIL DE 2002 ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6313, DE 30 DE ABRIL DE 2002 DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E AS ATRIBUIÇÕES DO INSTITUTO DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO DO ESTADO DE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 9 17/10/2013 13:46 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.165, DE 29 DE ABRIL DE 2010. Regulamenta o inciso I do art. 48 da Lei n o 6.450, de 14 de outubro

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências. A GOVERNADORA

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 CRIA ORGÃOS E AMPLIA CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO NA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL DE CAMPOS NOVOS, ACRESCENTA DISPOSITIVOS NA LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI COMPLEMENTAR Nº. 049/2011 CRIA A COORDENADORIA MUNICIPAL DA CONTADORIA GERAL, INSERE O ARTIGO 164-A, ALTERA O E III, SUPRIME OS INCISOS VI, VIII, XI, XVI, XVII, XX, XXII, XXIII, XXV, XXVII DO ART.

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado ESTRUTURA ADMINISTRATIVA Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado LEGISLAÇÃO ADMINISTRATIVA BÁSICA Estrutura administrativa Estatuto dos servidores Estatuto do magistério PCS dos servidores comissionados PCS dos

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 Dispõe sobre os cargos em comissão do Ministério Público do Estado da Bahia, e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições

Leia mais

Estabelecimento DDD Telefone

Estabelecimento DDD Telefone O seu canal de informação sobre os direitos da criança e do adolescente Conselhos Tutelares de Alagoas Editor: Lauro Monteiro leia mais em www.observatoriodainfancia.com.br Estabelecimento DDD Telefone

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO 1 Proc. nº 27.401/2008 LEI COMPLEMENTAR Nº 674 de 25 de novembro de 2013 Altera a Lei Complementar nº 582, de 19 de dezembro de 2008, alterada pela Lei Complementar nº 644, de 05 de abril de 2012, no que

Leia mais

TABELA DE CARGOS EM COMISSÃO SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE RECURSOS HUMANOS

TABELA DE CARGOS EM COMISSÃO SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE RECURSOS HUMANOS SERV. Governadoria do Estado Básica Governador - 20.042,00 12.025,20 Básica Secretário de Estado Extraordinário - 16.033,00 Básica Chefe de Gabinete do Governador CDS-1 16.033,00 9.619,80 Básica Chefe

Leia mais

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 Estabelece as competências da Secretaria de Segurança Legislativa do Senado Federal e das Subsecretarias e Serviços a ela subordinados. O DIRETOR-GERAL DO SENADO FEDERAL,

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA.

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA. DECRETO 44932 2008 Data: 30/10/2008 Origem: EXECUTIVO Ementa: DISPÕE SOBRE A ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS - ESP-MG. Relevância LEGISLAÇÃO BÁSICA : Fonte: PUBLICAÇÃO

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO. Diversos problemas levaram à situação atual

A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO. Diversos problemas levaram à situação atual A SEGURANÇA É HOJE A PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO BRASILEIRO Diversos problemas levaram à situação atual O problema sempre foi tratado com uma série de OUs Natureza ou policial ou social Responsabilidade ou

Leia mais

PLANO INTERMUNICIPAL DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA REGIÃO DA ZONA DA MATA ALAGOANA

PLANO INTERMUNICIPAL DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA REGIÃO DA ZONA DA MATA ALAGOANA ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE - MMA SECRETARIA DE RECURSOS HÍDRICOS E AMBIENTE URBANO - SRHU PLANO INTERMUNICIPAL DE GESTÃO

Leia mais

ANEXOS DA LEI Nº 13.192, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014

ANEXOS DA LEI Nº 13.192, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014 ANEXOS DA LEI Nº 13.192, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a criação, transformação e extinção de cargos e funções, a fixação dos vencimentos do quadro de pessoal do Tribunal de Contas, a reestruturação

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.102, DE 6 DE SETEMBRO DE 2013 Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções

Leia mais

Câmara Municipal de Curitiba

Câmara Municipal de Curitiba Câmara Municipal de Curitiba Código: 005.00462.2013 Tipo: Projeto de Lei Ordinária Iniciativa: Prefeito Mensagem do prefeito: 077 Usuário autor: Jair Sevegnani - Departamento Técnico Legislativo Data de

Leia mais

DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008

DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008 DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008 Publicado no Jornal Correio Paranaense Em, 04.06.2008 Dispõe sobre a Estrutura Regimental da Secretaria Municipal de Governo. O Prefeito Municipal de São José dos

Leia mais

PORTARIA N o 547, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA N o 547, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA N o 547, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Aprova o Plano de Ação Integrado do Ministério da Previdência Social, para o exercício 2015. O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, no uso das atribuições

Leia mais

EMPRESAS PARCEIRAS DA FACIMA PARA CONCESSÃO DE DESCONTO NAS MENSALIDADES DE SEUS FUNCIONÁRIOS

EMPRESAS PARCEIRAS DA FACIMA PARA CONCESSÃO DE DESCONTO NAS MENSALIDADES DE SEUS FUNCIONÁRIOS EMPRESAS PARCEIRAS DA FACIMA PARA CONCESSÃO DE DESCONTO NAS MENSALIDADES DE SEUS FUNCIONÁRIOS Alagoas Águas AGV Logística EMPRESA ENDEREÇO Loteamento Ministro Lindolfo Collor de Mello, 398 Cidade Universitária

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL PUBLICADO EM PLACAR Em 26/10/05 Mª Neide Freire da Silva Mat. 13941 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS DECRETO Nº 271, DE 26 DE OUTUBRO DE 2005. Aprova o Regimento Interno e Organograma da Guarda Metropolitana

Leia mais

NAL 4.462.633 NAL 4.000.000 NAL 25.127.347 NAL NAL NAL

NAL 4.462.633 NAL 4.000.000 NAL 25.127.347 NAL NAL NAL Órgão: 12000 - Justiça Federal Unidade: 12101 - Justiça Federal de Primeiro Grau PROGRAMA DE TRABALHO ( SUPLEMENTAÇÃO ) RECURSOS DE DAS AS FONTES - R$ 1,00 0569 Prestação Jurisdicional na Justiça Federal

Leia mais

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1.1. Diretoria Executiva (DEX) À Diretora Executiva, além de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar as atividades da Fundação, bem como cumprir e fazer cumprir

Leia mais