Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso"

Transcrição

1 Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso (artigo 7º da Lei nº, de de de 2008.) GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS DE NÍVEL SUPERIOR CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO - Nomenclatura: Analista Judiciário - Área: Judiciária - Lotação: Ofícios Judiciais e Gabinetes - Código: AJ-JUD Realizar atividades técnicas de nível superior, complexas e diversificadas, nas áreas finalísticas do órgão de lotação, relacionadas ao planejamento, organização, coordenação, controle, assessoramento e supervisão e de atribuições que envolvam o processamento de feitos, apoio a julgamentos, estudos e pesquisas de legislações, de doutrinas e de jurisprudências e instruções processuais, dentre outras de interesse do órgão. 1) Coordenar a análise e instrução processos judiciais e administrativos, objetivando a eficácia e a efetividade no atendimento ao jurisdicionado; 2) Prestar assessoramento técnico especializado às funções de magistrados; 3) Coordenar a tramitação dos processos judiciais, visando a eficácia da prestação jurisdicional; 4) Atender ao público em geral, especialmente advogados e jurisdicionados, prestando informações técnicas relacionadas à tramitação de processos, cumprimento de prazos, sentenças e decisões proferidas nos autos; 5) Elaborar relatórios, minutas de editais, informações jurídicas e administrativas, decisões, sentenças, resoluções, instruções entre outros documentos inerentes à competência de sua unidade organizacional; 6) Executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Analista Judiciário - Área: Suporte Técnico Especializado

2 - Lotação: Unidades organizacionais especializadas - Código: AJ-STE II OBJETIVO GERAL Realizar atividades técnicas de nível superior, complexas e diversificadas, nas diversas áreas que prestam suporte técnico especializado no órgão de lotação, relacionadas ao planejamento, organização, coordenação, controle, supervisão, assessoramento e execução de atribuições que envolvam a gestão da informação, o estudo, a pesquisa, a elaboração de perícias e laudos e atendimentos diversos e que exigem formação específica em vários ramos do saber, como: arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, contabilidade, engenharia, estatística, saúde (enfermagem, fisioterapia, medicina, nutrição, odontologia e serviço social), psicologia e taquigrafia, dentre outras de interesse do Órgão. 1) planejar, coordenar e executar projetos de construção civil em geral relativos à prevenção, manutenção e correção de instalações, visando a resolução de problemas relacionados ao espaço físico, bem como à administração e fiscalização de obras; 2) planejar, coordenar e executar projetos e atividades relativas à organização de arquivos, gestão informacional, conservação e restauração de processos e documentos de interesse administrativo e histórico; 3) planejar, coordenar e executar projetos e atividades relativas à informação e documentação, efetuando pesquisa, estudo, organização, registro e controle bibliográfico de documentos e informações, bem como a orientação e o assessoramento ao usuário da biblioteca, com vistas a atender às suas necessidades de pesquisas; 4) planejar, coordenar e executar projetos e atividades relativas à administração orçamentária, financeira e patrimonial, contabilidade e auditoria, prestando assessoramento técnico especializado; 5) planejar, coordenar e executar projetos e atividades relativas à pesquisas e estudos estatísticos, envolvendo coleta, tabulação e análise de dados e informações levantadas, bem como a elaboração de relatórios demonstrando os achados em pesquisas; 6) planejar, coordenar e executar programas, projetos, campanhas e atividades diversificadas na área de saúde, de forma integrada com os profissionais e equipes de trabalho de várias especialidades da medicina, enfermagem, fisioterapia, nutrição, odontologia e serviço social, visando assegurar a promoção da saúde individual e coletiva e o tratamento de doenças dos magistrados, servidores e dependentes; 7) participar da formulação de políticas, diretrizes, planos de ação, programas, projetos e da execução de atividades técnicas inerentes aos processos de captação, retenção e desenvolvimento de pessoal, bem como do planejamento, coordenação e execução, em parceria com os demais profissionais das áreas de saúde e de gestão de pessoas, de atividades ligadas à promoção da saúde mental e ocupacional dos magistrados e servidores;

3 8) planejar, coordenar e executar atividades envolvendo apanhamento e interpretação taquigráficos, bem como revisão e redação final de debates e pronunciamentos de magistrados; 9) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Analista Judiciário - Área: Administrativa - Lotação: unidades organizacionais administrativas - Código: AJ-ADM II OBJETIVO GERAL Coordenar a realização de atividades técnicas de nível superior, complexas e diversificadas, nas diversas áreas que prestam suporte administrativo órgão de lotação, relacionadas ao planejamento, organização, coordenação, controle, assessoramento e supervisão de atribuições que envolvam estudo, pesquisa e solução de problemas em gestão estratégica de pessoas, de processos, de recursos materiais e patrimoniais, de licitações e contratos, de orçamento e finanças, de controle interno, dentre outras inerentes a área administrativa do Órgão. 1) coordenar a elaboração de planos, programas e projetos inerentes à área administrativa, bem como elaborar instrumentos de acompanhamento e avaliação dos mesmos, com vistas à modernização institucional e ao cumprimento de objetivos estratégicos do órgão; 2) coordenar a formulação de políticas, diretrizes, planos de ação, programas, projetos e a execução de atividades técnicas inerentes aos processos de gestão estratégica de pessoas, recursos materiais e patrimoniais, de licitações e contratos, de orçamento e finanças, de controle interno, dentre outras inerentes às áreas administrativas; 3) atender ao público interno e externo, prestando informações e dando os encaminhamentos necessários; 4) elaborar relatórios, minutas de editais, informações administrativas, resoluções, instruções entre outros documentos inerentes à competência de sua unidade organizacional; 5) coordenar a análise e a instrução processos, assegurando a qualidade do trabalho e o cumprimento de prazos; 6) elaborar relatórios, minutas de editais, resoluções, instruções entre outros documentos e correspondências inerentes à competência de sua unidade organizacional;

4 7) pesquisar, compilar, interpretar e orientar a aplicação de legislação e jurisprudência relacionada à área administrativa; 8) atender ao público interno e externo, prestando informações e dando os encaminhamentos necessários; 9) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Analista Judiciário (Inspetor de Segurança) - Área: Segurança - Lotação: Diretoria, Secretaria ou Coordenadoria de Segurança - Código: AJ-SEG II OBJETIVO GERAL Realizar atividades técnicas de nível superior, complexas e diversificadas, na área de segurança do órgão de lotação, planejando, organizando, coordenando a execução de atribuições que envolvam a segurança patrimonial, de magistrados e demais autoridades, servidores, jurisdicionados e o público externo nas dependências do Órgão. 1) garantir segurança de qualidade aos magistrados, autoridades, servidores e jurisdicionados, utilizando técnicas de inteligência e contra-inteligência, recursos tecnológicos, estatísticas, análise de dados e equipamentos adequados; 2) coordenar equipes de segurança patrimonial, processual, dos objetos de crimes e de informações; 3) prestar assessoramento técnico-científico aos demais órgãos de segurança pública mediante convênio ou solicitação; 4) planejar e coordenar, em parceria com as demais instituições e autoridades envolvidas, a segurança de processos eleitorais em todo território nacional; 5) coordenar atividades de segurança judiciária em turno ininterrupto de revezamento; 6) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Analista Judiciário - Área: Tecnologia da Informação e Comunicação

5 - Lotação: unidades organizacionais administrativas - Código: AJ-SEG II OBJETIVO GERAL Realizar atividades técnicas de nível superior, complexas e diversificadas, na área de tecnologia da informação e comunicação do órgão de lotação, relacionadas ao planejamento, organização, assessoramento, coordenação e execução atribuições que envolvam o desenvolvimento, implantação e manutenção de sistemas informatizados, tecnologias de rede, bancos de dados e segurança da informação do Órgão. 1) Executar atividades de planejamento, organização, coordenação, supervisão técnica e assessoramento a projetos de Tecnologia da Informação e Comunicação TIC 2) desenvolver e implantar sistemas, aplicativos e soluções de TIC, em conformidade com as necessidades estratégicas do órgão de lotação, visando assegurar às unidades organizacionais as condições necessárias à realização suas atividades; 3) prospectar novas tecnologias e elaborar projetos para a aquisição de softwares e hardwares, bem como para a contratação de serviços técnicos especializados na área de TIC; 4) planejar, coordenar e executar manutenções preventivas e corretivas nos sistemas de informação e banco de dados; 1) executar serviços técnicos de TIC que permitam aos servidores do órgão e ao público externo em geral, consultar e prover informações pertinentes ao negócio, ou às unidades organizacionais do órgão de lotação; 2) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS DE NÍVEL SUPERIOR CARGO: DE OFICIAL DE JUSTIÇA AVALIADOR FEDERAL - Nomenclatura: Oficial de Justiça Avaliador Federal - Área: Judiciária - Lotação: Ofícios Judiciais - Código: OJAF-JUD Realizar atividades técnicas de nível superior, complexas e diversificadas, relacionadas ao planejamento, organização, coordenação, supervisão e execução de atribuições que envolvam citações, notificações, intimações, medidas preventivas e assecuratórias, penhoras, arrestos, seqüestros, despejos, buscas e apreensões, avaliações de bens e valores, reintegrações e

6 imitações de posse entre outras diligências ordenadas pelo juízo, bem como a lavratura dos respectivos autos e certidões nos processos. 1) cumprir mandados judiciais no que se refere a citações, notificações, intimações entre outras ordens judiciais, legalmente previstas, em conformidade com a decisão judicial; 2) realizar penhoras, arrestos, seqüestros, buscas e apreensões, levando no local os autos circunstanciados; 3) efetuar a execução de despejos, reintegração, manutenção e imissão de posse e constatação de abandono de imóvel; 4) notificar pessoalmente as autoridades coatoras; 5) efetuar prisões e solturas, no estrito cumprimento de determinações judiciais; 6) assessorar o juiz na manutenção da ordem e no apregoamento de partes em audiências; 7) analisar processos judiciais, efetuando a juntada de petições e dando os encaminhamentos necessários; 8) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS DE NÍVEL SUPERIOR CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO - Nomenclatura: Técnico Judiciário - Área: Judiciária - Lotação: Ofícios Judiciais e Gabinetes - Código: TJ-JUD Realizar atividades técnicas de nível superior, nas áreas finalísticas do órgão de lotação, participando do planejamento, organização e execução de atribuições que envolvam o processamento de feitos, apoio e julgamentos, análise e pesquisa de legislação, de doutrina e de jurisprudência, bem como da elaboração de estudos, pesquisas, documentos e correspondências de interesse do Órgão. 1) Analisar e instruir processos judiciais e administrativos, elaborando cálculos, planilhas, despachos, pesquisas, pareceres, entre outros, de natureza jurídica ou não, objetivando a eficácia e a efetividade no atendimento ao jurisdicionado;

7 2) Prestar suporte técnico às funções de magistrados; 3) Promover a tramitação dos processos judiciais, visando a eficácia da prestação jurisdicional. 4) Atender ao público em geral, especialmente advogados e jurisdicionados, prestando informações técnicas relacionadas à tramitação de processos, cumprimento de prazos, sentenças e decisões proferidas nos autos; 5) Executar outras atribuições correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Técnico Judiciário - Área: Administrativa - Lotação: Unidades Organizacionais da Área Administrativa - Código: TJ-ADM Realizar atividades técnicas de nível superior, nas áreas administrativas do órgão de lotação, participando do planejamento, organização e execução de atribuições que envolvam estudo, pesquisa e solução de problemas em gestão estratégica de pessoas, de processos, de recursos materiais e patrimoniais, de licitações e contratos, de orçamento e finanças, de controle interno, dentre outras inerentes a área administrativa do Órgão. III ATRIBUIÇÕES PRINCIPAIS 1) participar da elaboração de planos, programas e projetos inerentes à área administrativa, bem como elaborar instrumentos de acompanhamento e avaliação dos mesmos, com vistas à modernização institucional e ao cumprimento de objetivos estratégicos do órgão; 2) participar da formulação de políticas, diretrizes, planos de ação, programas, projetos e a execução de atividades técnicas inerentes aos processos de gestão estratégica de pessoas, recursos materiais e patrimoniais, de licitações e contratos, de orçamento e finanças, de controle interno, dentre outras inerentes às áreas administrativas; 3) executar atividades técnicas atinentes às área de planejamento, gestão de pessoas, recursos patrimoniais, licitações e contratos, orçamento, finanças e controle interno, entre outras, inerentes à área administrativa; 4) atender ao público interno e externo, prestando informações e dando os encaminhamentos necessários; 5) analisar e instruir processos, assegurando a qualidade do trabalho e o cumprimento de prazos;

8 6) propor e participar da implementação de sistemas, visando a melhoria de processos e procedimentos administrativos; 7) elaborar e analisar parecer, informação, relatório, projetos básicos e executivos, orçamentos, contrato, edital e outros documentos de natureza administrativa e técnica, com vistas a subsidiar o processo de tomada de decisão pela Administração; 8) participar da elaboração e atualização de normas e procedimentos pertinentes à área de atuação; 9) organizar e manter o arquivo de documentos, utilizando técnicas e procedimentos apropriados; 10) coordenar a manutenção preventiva e corretiva em equipamentos e instalações prediais (elétrica, hidráulica, telefônica, rede de dados, estruturais, etc.); 11) analisar e classificar documentos, processos judiciais e administrativos quanto a sua destinação final (histórica, guarda permanente ou eliminação); 12) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Técnico Judiciário - Área: Suporte Técnico Especializado - Lotação: Unidades organizacionais especializadas - Código: TJ-STE II OBJETIVO GERAL Realizar atividades técnicas de nível superior nas diversas áreas que prestam suporte técnico especializado ao órgão de lotação, participando do planejamento, organização e execução de atribuições que envolvam a gestão da informação, o estudo, a elaboração de perícias e laudos e atendimentos diversos que exigem formação específica em vários ramos do saber, como: arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, contabilidade, engenharia, estatística, saúde (enfermagem, fisioterapia,, nutrição, odontologia e serviço social), psicologia e taquigrafia, dentre outras de interesse do Órgão. 1) participar do planejamento, execução e avaliação de projetos de construção civil em geral relativos à prevenção, manutenção e correção de instalações, visando a resolução de problemas relacionados ao espaço físico, bem como à administração e fiscalização de obras; 2) participar do planejamento, execução e avaliação de projetos e atividades relativas à organização de arquivos, gestão informacional, conservação e restauração de processos e documentos de interesse administrativo e histórico;

9 3) participar do planejamento, execução e avaliação de projetos e atividades relativas à informação e documentação, efetuando pesquisa, estudo, organização, registro e controle bibliográfico de documentos e informações, bem como a orientação e o assessoramento ao usuário da biblioteca, com vistas a atender às suas necessidades de pesquisas; 4) participar do planejamento, execução e avaliação de projetos e atividades relativas à administração orçamentária, financeira e patrimonial, contabilidade e auditoria, prestando assessoramento técnico especializado. 5) participar do planejamento, execução e avaliação de projetos e atividades relativas à pesquisas e estudos estatísticos, envolvendo coleta, tabulação e análise de dados e informações levantadas, bem como a elaboração de relatórios demonstrando os achados em pesquisas; 6) participar do planejamento, execução e avaliação de projetos, campanhas e atividades diversificadas na área de saúde, de forma integrada com os profissionais e equipes de trabalho de várias especialidades da enfermagem, fisioterapia, nutrição, odontologia e serviço social, visando assegurar a promoção da saúde individual e coletiva e o tratamento de doenças dos magistrados, servidores e dependentes; 7) participar da formulação de políticas, diretrizes, planos de ação, programas, projetos e da execução de atividades técnicas inerentes aos processos de captação, retenção e desenvolvimento de pessoal, bem como do planejamento, coordenação e execução, em parceria com os demais profissionais das áreas de saúde e de gestão de pessoas, de atividades ligadas à promoção da saúde mental e ocupacional dos magistrados e servidores; 8) participar do planejamento, execução e avaliação de atividades envolvendo apanhamento e interpretação taquigráficos, bem como revisão e redação final de debates e pronunciamentos de magistrados; 9) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Técnico Judiciário (Agente de Segurança) - Área: Segurança - Lotação: Diretoria, Secretaria ou Coordenadoria de Segurança - Código: TJ-SEG Realizar atividades técnicas de nível superior, na área de segurança do órgão de lotação, participando do planejamento, organização e execução de atribuições que envolvam a segurança patrimonial, de magistrados e demais autoridades, servidores, jurisdicionados e o público externo nas dependências do Órgão. III ATRIBUIÇÕES PRINCIPAIS 1) participar de equipes de trabalho na área de segurança, com vistas a garantir segurança de qualidade aos magistrados, autoridades, servidores e jurisdicionados, utilizando técnicas de inteligência e contra-inteligência, recursos tecnológicos, estatísticas, análise de dados e equipamentos adequados;

10 2) zelar pela segurança patrimonial, processual, dos objetos de crimes e de informações; 3) participar do planejamento, coordenação e execução, em parceria com as demais instituições e autoridades envolvidas, da segurança de processos eleitorais em todo território nacional; 4) acompanhar, mediante solicitação, os Oficiais de Justiça em diligências, executando as operações previamente planejadas; 5) conduzir veículos automotores na escolta de magistrados, nas operações pré-determinadas e no transporte de objetos apreendidos e sob a guarda da justiça; 6) executar atividades de segurança judiciária em turno ininterrupto de revezamento; 7) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Técnico Judiciário - Área: Tecnologia da Informação e Comunicação - Lotação: unidades organizacionais administrativas - Código: TJ-TIC II OBJETIVO GERAL Realizar atividades técnicas de nível superior na área de tecnologia da informação e comunicação do órgão de lotação, participando do planejamento, organização e execução atribuições que envolvam o desenvolvimento, implantação e manutenção de sistemas informatizados, tecnologias de rede, bancos de dados e segurança da informação do Órgão. 1) participar de equipes técnicas de desenvolvimento e implantação de sistemas, aplicativos e soluções de TIC, em conformidade com as necessidades estratégicas do órgão de lotação, visando assegurar às unidades organizacionais as condições necessárias à realização suas atividades; 2) colaborar na prospecção de novas tecnologias e na elaboração projetos para a aquisição de softwares e hardwares, bem como para a contratação de serviços técnicos especializados na área de TIC; 3) Planejar e executar manutenções preventivas e corretivas nos sistemas de informação e banco de dados; 4) executar serviços técnicos de TIC que permitam aos servidores do órgão de lotação e ao público externo em geral, consultar e prover informações pertinentes ao negócio, ou às unidades organizacionais do órgão de lotação;

11 5) executar outras atribuições técnicas correlatas em natureza, nível de complexidade e GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES DE APOIO OPERACIONAL E ADMINISTRATIVO CARGO: ASSISTENTE JUDICIÁRIO - Nomenclatura: Assistente Judiciário - Área: Administrativa - Lotação: unidades organizacionais administrativas - Código: Assist. J-ADM Realizar atividades de nível médio, inerentes à assistência administrativa, executando atribuições que envolvam a tramitação de documentos, a extração de cópias de documentos, a retirada e o transporte de material de expediente. III ATRIBUIÇÕES PRINCIPAIS 1) efetuar a entrega e o recebimento de correspondências, documentos e processos, devidamente protocolizados; 2) retirar, mediante autorização, material de expediente no almoxarifado, efetuando o seu transporte e a guarda nas dependências da unidade organizacional requisitante; 3) extrair cópias de documentos e correspondências, zelando pela conservação do equipamento; 4) encaminhar para conserto máquinas e equipamentos utilizadas na unidade organizacional; 5) digitar documentos e correspondências, observando o manual de comunicação administrativa do Órgão; 6) executar outras atribuições administrativas correlatas em natureza, nível de complexidade e - Nomenclatura: Assistente Judiciário - Área: Operacional - Lotação: unidades organizacionais operacionais - Código: Assist. J-ADM

12 Realizar atividades de nível médio, inerentes à assistência operacional, executando atribuições que envolvam artes gráficas, construção civil, mecânica e elétrica de veículos automotores e conserto de equipamentos. III ATRIBUIÇÕES PRINCIPAIS 1) coordenar, supervisionar e executar atribuições pertinentes ao funcionamento de um parque-gráfico, operando equipamentos de fotolitografia, revelação de filmes, diagramação, impressão e acabamento gráfico, entre outros; 2) coordenar, supervisionar e executar atribuições pertinentes à construção, manutenção e reparação de imóveis e móveis; 3) coordenar, supervisionar e executar atribuições pertinentes à instalação de redes telefônicas, bem como à montagem, desmontagem, regulagem e reparos de equipamentos e aparelhos elétricos e eletrônicos em geral; 4) coordenar, supervisionar e executar atribuições pertinentes à mecânica e elétrica automotiva em geral; 5) propor alterações e aplicações de novos métodos e processos de trabalho, com vistas a solução de problemas e melhoria de produtividade; 6) aplicar as normas e procedimentos relativos à requisição, recebimento, distribuição e uso de materiais e equipamentos utilizados no trabalho; 7) zelar pela limpeza e ordem nos locais de trabalho, bem como a correta conservação de equipamentos e ferramentas utilizadas e solicitar reparos quando necessário; 8) executar outras atribuições operacionais correlatas em natureza, nível de complexidade e

ANEXO ÚNICO DESCRIÇÕES DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA INGRESSO NOS CARGOS EFETIVOS DOS QUADROS DE PESSOAL DOS TRIBUNAIS REGIONAIS DO TRABALHO

ANEXO ÚNICO DESCRIÇÕES DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA INGRESSO NOS CARGOS EFETIVOS DOS QUADROS DE PESSOAL DOS TRIBUNAIS REGIONAIS DO TRABALHO 1254/2013 - Quarta-feira, 26 de Junho de 2013 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 ANEXO ÚNICO DESCRIÇÕES DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA INGRESSO NOS CARGOS EFETIVOS DOS QUADROS DE PESSOAL DOS

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 59, DE 14 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre alterações no Manual de Atribuições da Seção Judiciária do Paraná e estabelece outras providências. O VICE-PRESIDENTE, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO

Leia mais

MANUAL DE DESCRIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE CARGOS DA SECRETARIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

MANUAL DE DESCRIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE CARGOS DA SECRETARIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Secretaria de Gestão de Pessoas MANUAL DE DESCRIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE CARGOS DA SECRETARIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL 8ª Edição Coordenadoria de Desenvolvimento de Pessoas Seção de Seleção e Movimentação

Leia mais

ANEXO I Cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça TABELA 1 OCUPACIONAL ESPECIAL (ESP) TOTAL 121 TOTAL 148

ANEXO I Cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça TABELA 1 OCUPACIONAL ESPECIAL (ESP) TOTAL 121 TOTAL 148 SITUAÇÃO ATUAL DENOMINAÇÃ GRUPO O OCUPACIO NAL ASSESSOR SUPERIOR JURÍDICO ANEXO I Cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça Nº CARGOS 121 TABELA 1 SITUAÇÃO PROPOSTA GRUPO DENOMINAÇÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO Publicada no Boletim de Serviço de 30/03/2009 Publicada no e-dj1 de 30/03/2009 PODER JUDICIÁRIO 10.100.02 RESOLUÇÃO/PRESI 600-007 DE 13 DE MARÇO DE 2009 (*) Dispõe sobre o realinhamento administrativo

Leia mais

PRAZOS DE GUARDA AC AI. 1 ano Eliminação. 3 + Interessado 1 Unidade. 1 ano após regularização. 1 Processo Prazo de processo

PRAZOS DE GUARDA AC AI. 1 ano Eliminação. 3 + Interessado 1 Unidade. 1 ano após regularização. 1 Processo Prazo de processo 100 ADMINISTRAÇÃO JUDICIÁRIA 101 Normatização de procedimentos judiciais PRAZOS DE GUARDA DESTINAÇÃO Cf. interesse Guarda Permanente VER TAMBÉM: classificação 010 110 ADMINISTRAÇÃO DE GABINETES / EXPEDIENTES

Leia mais

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 1 TJ/ES, DE 16 DE DEZEMBRO

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 Dispõe sobre os cargos em comissão do Ministério Público do Estado da Bahia, e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO RES-PGJ Nº 001/06. (DOPE Ministério Público - 18.01.2006)

RESOLUÇÃO RES-PGJ Nº 001/06. (DOPE Ministério Público - 18.01.2006) RESOLUÇÃO RES-PGJ Nº 001/06 (DOPE Ministério Público - 18.01.2006) EMENTA: Regulamenta as atribuições dos cargos e os requisitos de formação especializada e experiência profissional a serem exigidos para

Leia mais

Relacionar recomendações para a gestão da prestação jurisdicional em Vara Empresarial.

Relacionar recomendações para a gestão da prestação jurisdicional em Vara Empresarial. Proposto por: GERIR A ENTREGA DA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL Equipe da Vara Empresarial Analisado por: RAS da Vara Empresarial Aprovado por: Juiz de Direito da Vara Empresarial 1 OBJETIVO Relacionar recomendações

Leia mais

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA PJ-28 a PJ-50 Provimento: Concurso Público ATRIBUIÇÕES ATUAIS PREVISTAS NA RESOLUÇÃO 367/2001 NOVAS ATRIBUIÇÕES PROPOSTAS PLEO TJMG * QUALIFICAÇÃO EXIGIDA

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte Lei Complementar

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte Lei Complementar Publicada no Diário Oficial do dia 07 de julho de 2011 Estabelece a Estrutura Administrativa do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe e do Ministério Público Especial; cria, modifica e extingue órgãos

Leia mais

ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS

ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS PORTARIA PGR/MPU N.º 68, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010.* Fixa as atribuições básicas e requisitos de investidura nas Carreiras de Analista e Técnico do Ministério Público da União e dá outras providências.

Leia mais

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por ATO Nº 73/2003 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, tendo em vista deliberação deste Tribunal em sessão de 22.7.03, R E S O L V E

Leia mais

DESCRIÇÕES DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA INGRESSO NOS CARGOS EFETIVOS DOS QUADROS DE PESSOAL DOS TRIBUNAIS REGIONAIS DO TRABALHO

DESCRIÇÕES DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA INGRESSO NOS CARGOS EFETIVOS DOS QUADROS DE PESSOAL DOS TRIBUNAIS REGIONAIS DO TRABALHO 1717/2015 - Quinta-feira, 30 de Abril de 2015 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 ANEXO ÚNICO DO ATO CSJT.GP.SG.CGPES Nº 193/2008 (Republicado em cumprimento ao art. 3º do Ato CSJT.GP.SG.CGPES Nº

Leia mais

Atribuições do órgão conforme a Lei nº 3.063, de 29 de maio de 2013: TÍTULO II DAS COMPETÊNCIAS DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA

Atribuições do órgão conforme a Lei nº 3.063, de 29 de maio de 2013: TÍTULO II DAS COMPETÊNCIAS DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA E OBRAS End: Travessa Anchieta, S-55 Centro Fone: (14) 3283-9570 ramal 9587 Email: engenharia@pederneiras.sp.gov.br Responsável: Fábio Chaves Sgavioli Atribuições

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 014/2006.

ATO NORMATIVO Nº 014/2006. ATO NORMATIVO Nº 014/2006. Dispõe sobre a organização da Superintendência de Gestão Administrativa do Ministério Público do Estado da Bahia e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO R E S O L U Ç Ã O :

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO R E S O L U Ç Ã O : SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 662, DE 31 DE MARÇO DE 2009 Aprova o Regimento dos Órgãos Executivos da Administração Superior. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. Regulamenta as atribuições da Secretaria de Controle Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

ANEXO III QUADRO DOS REQUISITOS DE PROVIMENTO, REMUNERAÇÃO E ATRIBUIÇÕES DOS EMPREGADOS PÚBLICOS. Requisitos Salário Bruto* Atribuições

ANEXO III QUADRO DOS REQUISITOS DE PROVIMENTO, REMUNERAÇÃO E ATRIBUIÇÕES DOS EMPREGADOS PÚBLICOS. Requisitos Salário Bruto* Atribuições ANEXO III QUADRO DOS REQUISITOS DE PROVIMENTO, REMUNERAÇÃO E ATRIBUIÇÕES DOS EMPREGADOS PÚBLICOS Secretário Executivo Carga horária 40 h/sanais Cargo Provimento cinco R$ 16.000,00 Assessoria ao liberações

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 005/2013

ATO NORMATIVO Nº 005/2013 ATO NORMATIVO Nº 005/2013 Dispõe sobre as funções de confiança exercidas por servidores do Ministério Público do Estado da Bahia e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO Art. 1º A Diretoria Executiva, subordinada ao Presidente da Fundação, é responsável pelas atividades

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011 Recomenda aos Tribunais a observância das normas de funcionamento do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário

Leia mais

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1.1. Diretoria Executiva (DEX) À Diretora Executiva, além de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar as atividades da Fundação, bem como cumprir e fazer cumprir

Leia mais

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 Estabelece as competências da Secretaria de Segurança Legislativa do Senado Federal e das Subsecretarias e Serviços a ela subordinados. O DIRETOR-GERAL DO SENADO FEDERAL,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007)

RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Publicação: 29/08/03 RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Cria a Superintendência Administrativa do Tribunal de Justiça e estabelece seu Regulamento. A CORTE SUPERIOR DO TRIBUNAL

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO 1 / 5 ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS 1. CARGOS DE NÍVEL MÉDIO Cargo 01 Técnico em Administração Realizar atividades que envolvam a aplicação das

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

CATEGORIA FUNCIONAL: CHEFE DE SERVIÇOS PADRÃO DE VENCIMENTO: CC1

CATEGORIA FUNCIONAL: CHEFE DE SERVIÇOS PADRÃO DE VENCIMENTO: CC1 CATEGORIA FUNCIONAL: CHEFE DE SERVIÇOS PADRÃO DE VENCIMENTO: CC1 Dirigir, orientar, planejar e controlar as atividades do setor e da equipe que dirige, acompanhando os trabalhos dos mesmos para assegurar

Leia mais

PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2012 EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2012, DE 21 DE JUNHO DE 2012. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS

PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2012 EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2012, DE 21 DE JUNHO DE 2012. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA 1 / 6 PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II, DE 21 DE JUNHO DE 2012. 1. CARGO DE NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargo 01 Atendente Administrativo-Legislativo Atividade de atendimento

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências. A GOVERNADORA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO ARQUIVO PÚBLICO MUNICIPAL DE BAGÉ

REGIMENTO INTERNO DO ARQUIVO PÚBLICO MUNICIPAL DE BAGÉ REGIMENTO INTERNO DO ARQUIVO PÚBLICO MUNICIPAL DE BAGÉ Art. 1 - O Arquivo Público Municipal de Bagé, criado pela lei nº 3.399/97, de julho/97 alterado e complementado pelas leis 3.817/2001 e 3.935/2002,

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$ 572,00 R$ 572,00

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$ 572,00 R$ 572,00 ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA CAMPUS FUNÇÃO REMUNERAÇÃO Caruaru Salgueiro Arcoverde Garanhuns Secretaria Executiva Téc. em Contabilidade Secretaria Executiva Téc. em Contabilidade

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 19, DE 16 DE OUTUBRO DE 2014

ATO REGULAMENTAR Nº 19, DE 16 DE OUTUBRO DE 2014 Publicado no Diário da Justiça Eletrônico, nº 205, p. 3-5 em 20/10/2014. ATO REGULAMENTAR Nº 19, DE 16 DE OUTUBRO DE 2014 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras providências. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, em 11/5/2010. ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nos termos

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA RAAAI 2004 I - INTRODUÇÃO

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA RAAAI 2004 I - INTRODUÇÃO RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA RAAAI 2004 I - INTRODUÇÃO A da Universidade Federal do Amazonas apresenta o seu Relatório Anual de Atividades de, com base no Decreto nº. 3.591/2000,

Leia mais

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º A Auditoria Interna do IF Sudeste de Minas Gerais, está vinculada ao Conselho Superior,

Leia mais

Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento

Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento superior, órgão central de controle e execução e órgão supervisionado. Conheça

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

L E I Nº 6.576, DE 3 DE SETEMBRO DE 2003.* A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

L E I Nº 6.576, DE 3 DE SETEMBRO DE 2003.* A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei: L E I Nº 6.576, DE 3 DE SETEMBRO DE 2003.* Dispõe sobre a reestruturação organizacional da Fundação Cultural do Pará "Tancredo Neves" - FCPTN, e dá outras providências. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DA CARREIRA DE POLÍCIA FEDERAL

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DA CARREIRA DE POLÍCIA FEDERAL ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DA CARREIRA DE POLÍCIA FEDERAL Art. 1º Os cargos da Carreira de Polícia Federal, Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUAS FRIAS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUAS FRIAS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ASSITENTE SOCIAL: Planejar, coordenar, controlar e avaliar programas e projetos na área do Serviço Social aplicados a indivíduos, grupos e comunidades. Elaborar e /ou participar

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS DENOMINAÇÃO DO CARGO: AUXILIAR DE BIBLIOTECA NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: C DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Organizar, manter e disponibilizar os acervos bibliográficos para docentes, técnicos e alunos;

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

DECRETO N 6.664 DE 05 DE MARÇO DE 1990

DECRETO N 6.664 DE 05 DE MARÇO DE 1990 DECRETO N 6.664 DE 05 DE MARÇO DE 1990 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÃO DO ANEXO III DO DECRETO N 2.456, DE 24.09.1982. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARÁ, no uso de suas atribuições que lhe confere o art. 135, inciso

Leia mais

PARECER APROVADO PELO PLENO DO CFESS EM 09/09/2010

PARECER APROVADO PELO PLENO DO CFESS EM 09/09/2010 ASSUNTO: Relação do Assistente Social com autoridades do Sistema Judiciário/ Determinações ou exigências emanadas, que não se coadunam com o Código de Ética do Assistente Social e com as normas previstas

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.051, DE 23 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 23.10.2015 N. 3.759 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão Semad, suas finalidades

Leia mais

PORTARIA PGR/MPU N.º 68 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

PORTARIA PGR/MPU N.º 68 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 PORTARIA PGR/MPU N.º 68 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Fixa as atribuições básicas e requisitos de investidura nas Carreiras de Analista e Técnico do Ministério Público da União e dá outras providências. O

Leia mais

Tema: Eficiência Operacional. Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região. Nome do projeto Processo Virtual

Tema: Eficiência Operacional. Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região. Nome do projeto Processo Virtual Tema: Eficiência Operacional Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região Nome do projeto Processo Virtual Finalidade do projeto Implementar o projeto Processo Virtual no âmbito do TRT

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 A PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA, no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO que as entidades da Administração Pública Federal indireta

Leia mais

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CARGO Assistente Operacional Assistente Administrativo PRÉ- REQUISITO completo completo TOTAL DE VAGAS VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA 01 R$ 1.813,45 40 horas 02 R$

Leia mais

SERVIÇO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DE OURO PRETO SEMAE-OP CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2007 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

SERVIÇO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DE OURO PRETO SEMAE-OP CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2007 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CARGO: 100 ADMINISTRADOR ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Reportar-se ao Diretor de Gestão, de quem recebe orientação e supervisão; Redigir documentos e ter domínio de ferramentas de informática; Efetuar

Leia mais

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FINALIDADE A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, órgão de direção especializada, subordinada ao diretor-geral da Secretaria

Leia mais

Brasileira (UNILAB).

Brasileira (UNILAB). RESOLUÇÃO N 029/2013, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013. Aprova o Regimento da Unidade de Auditoria Interna da Brasileira (UNILAB). Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro- O VICE-REITOR, PRO

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições constitucionais e regimentais;

O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições constitucionais e regimentais; Recomendação nº 37, de 15 de agosto de 2011 Texto Original Recomendação nº 46/2013 Recomenda aos Tribunais a observância das normas de funcionamento do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória

Leia mais

Dispõe sobre o realinhamento administrativo do Tribunal Regional Federal da Primeira Região e dá outras providências.

Dispõe sobre o realinhamento administrativo do Tribunal Regional Federal da Primeira Região e dá outras providências. RESOLUÇÃO/PRESI 600-007 DE 13/03/2009* Dispõe sobre o realinhamento administrativo do Tribunal Regional Federal da Primeira Região e dá outras providências. O PRESIDENTE do Tribunal Regional Federal da

Leia mais

REGULAMENTO DA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO

REGULAMENTO DA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO REGULAMENTO DA ASSESSORIA PLANEJAMENTO (RES. Nº 280/99-CAD) CAPÍTULO I DA FINALIDA Art. 1º - A Assessoria de Planejamento (ASP), órgão da reitoria, é responsável pela análise da evolução da Universidade

Leia mais

L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006.

L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006. L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006. Dispõe sobre a reestruturação organizacional da Secretaria Executiva de Estado de Obras Públicas - SEOP e dá outras providências. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO Requisitos: graduação em qualquer curso da área de Tecnologia da Informação - Elaborar

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DA CARREIRA DE POLÍCIA FEDERAL

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DA CARREIRA DE POLÍCIA FEDERAL ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DA CARREIRA DE POLÍCIA FEDERAL Art. 1º Os cargos da Carreira de Polícia Federal, Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia

Leia mais

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares REGIMENTO INTERNO DA UNIFEI CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º. A Auditoria Interna da Universidade Federal de Itajubá é um órgão técnico de assessoramento da gestão, vinculada ao Conselho de

Leia mais

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO ESTUDANTIL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESTUDANTIL Capítulo I Âmbito de Aplicação,

Leia mais

ANEXOS DA LEI Nº 13.192, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014

ANEXOS DA LEI Nº 13.192, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014 ANEXOS DA LEI Nº 13.192, DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a criação, transformação e extinção de cargos e funções, a fixação dos vencimentos do quadro de pessoal do Tribunal de Contas, a reestruturação

Leia mais

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS.

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. 01. ADVOGADO Assessorar os vereadores na elaboração de proposições complexas que exijam conhecimentos especializados de técnica legislativa, nos projetos de lei, decreto

Leia mais

o artigo 13, VIII do Estatuto da UEPG;

o artigo 13, VIII do Estatuto da UEPG; Certifico que a presente Resolução foi disponibilizada neste local no dia 05/12/2014 Graziela de Fátima Rocha Secretaria da Reitoria RESOLUÇÃO UNIV. N o 43, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2014. Aprova o Regimento

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Secretaria dos Transportes Metropolitanos ESTRADA DE FERRO CAMPOS DO JORDÃO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Secretaria dos Transportes Metropolitanos ESTRADA DE FERRO CAMPOS DO JORDÃO AN EXO II I DE SCRI ÇÃO DOS CARGOS 1. DF - DIRETORIA FERROVIÁRIA 1.1 Analista Ferroviário (Expediente / Assistência Jurídica) Atividades de nível superior relacionadas com a preparação de correspondência

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 552, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 552, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 552, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015. Altera os artigos 31 e 34, bem como os Anexos I e II, da Lei Complementar Estadual nº 446, de 29 de novembro de 2010, e dá outras

Leia mais

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sua competência e em conformidade com o estabelecido no 1o- do art 10, da Lei no- 11.091, de 12 de janeiro de 2005, resolve:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS SECRETARIA DOS CONSELHOS SUPERIORES CONSELHO COORDENADOR DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS SECRETARIA DOS CONSELHOS SUPERIORES CONSELHO COORDENADOR DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO REGIMENTO DA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA Art 1º A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e o órgão da Reitoria que supervisiona, coordena e apóia a execução das atividades extensionistas, no cumprimento

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS LEI N o 1.633 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. DEFINE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE CAIAPÔNIA E DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 521/2007

RESOLUÇÃO Nº 521/2007 Publicação: 10/01/07 (*) Retificação: 30/03/07 RESOLUÇÃO Nº 521/2007 Revoga a Resolução nº 401/2002 e passa a dispor sobre a estrutura organizacional e o regulamento da Escola Judicial Desembargador Edésio

Leia mais

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL a) formulação, implantação e avaliação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico e

Leia mais

PORTARIA CNMP-PRESI N.º 075, DE 8 DE ABRIL DE 2014.

PORTARIA CNMP-PRESI N.º 075, DE 8 DE ABRIL DE 2014. PORTARIA CNMP-PRESI N.º 075, DE 8 DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre as descrições, as atribuições comuns e básicas, as áreas de atividade, as especialidades e os requisitos de investidura dos cargos de Analista

Leia mais

LEI Nº 10.555 DE 13 DE ABRIL DE 2007

LEI Nº 10.555 DE 13 DE ABRIL DE 2007 LEI Nº 10.555 DE 13 DE ABRIL DE 2007 Altera a Lei nº 8.977, de 12 de janeiro de 2004, que dispõe sobre o Plano de Carreiras e Vencimentos dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia, e dá outras

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC Institui o Plano de Desenvolvimento de Recursos Humanos criando o Quadro

Leia mais

PROCESSAR PEDIDOS DE MOVIMENTAÇÃO 1 OBJETIVO

PROCESSAR PEDIDOS DE MOVIMENTAÇÃO 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe do Departamento de Apoio aos Núcleos Regionais PROCESSAR PEDIDOS DE MOVIMENTAÇÃO Analisado por: Diretor de Departamento de Apoio aos Núcleos Regionais (DENUR) Aprovado por: Juiz Auxiliar

Leia mais

Secretarias, competências e horários de funcionamento. Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão

Secretarias, competências e horários de funcionamento. Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão Secretarias, competências e horários de funcionamento Secretaria de Administração, Planejamento e Gestão (Horário de funcionamento: das 07:00 as 13:00 horas) I - recebimento e processamento de reclamações,

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa visa à implantação do Centro de Segurança Institucional CESI, mediante resolução da Corte Superior, considerando a necessidade de estruturar, organizar,

Leia mais

Faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei:

Faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: LEI MUNICIPAL Nº 1833/2015. AUMENTA O NÚMERO DE CARGOS EM COMISSÃO, CRIA PADRÃO DE VENCIMENTO E FUNÇÕES GRATIFICADAS NO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICAS DO MUNICÍPIO, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006.

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Dispõe sobre a Estrutura Administrativa e institui organograma da Câmara Municipal de Uruguaiana e dá outras providências. Faço saber,

Leia mais

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO FUNÇÃO / REMUNERAÇÃO Médico Infectologista REQUISITO Medicina e Título de Especialista concedido pela Respectiva Sociedade de Classe ou Residência

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. (publicado no DOE n.º 137, de 17 de julho de 2012) Institui o Programa

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREÍ - SP

CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREÍ - SP ANEXO 02 Termo de Referência 1. DESCRIÇÃO DOS CARGOS, LOTAÇÃO E VENCIMENTOS O concurso público a ser realizado visa ao preenchimento das vagas existentes para os cargos, com respectivas lotações e vencimentos

Leia mais

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Para todos os ambientes organizacionais para todos os servidores, independentemente do ambiente organizacional: Administração pública Estado,

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Exemplo de Atribuições: Condições de Trabalho: Requisitos para preenchimento do cargo: b.1) -

CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Exemplo de Atribuições: Condições de Trabalho: Requisitos para preenchimento do cargo: b.1) - CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da escola; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as atividades inerentes ao processo

Leia mais

L E I Nº 6.875, DE 29 DE JUNHO DE 2006

L E I Nº 6.875, DE 29 DE JUNHO DE 2006 L E I Nº 6.875, DE 29 DE JUNHO DE 2006 Altera dispositivos da Lei nº 6.563, de 1º de agosto de 2003, que dispõe sobre a reestruturação organizacional da Secretaria Executiva de Estado de Administração

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI COMPLEMENTAR Nº.132, DE 02 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre a criação e extinção de cargos em comissão de livre provimento e exoneração sem aumento da despesa e dá outras providências. O povo do Município

Leia mais

CÂMARA M UNICIPAL DE M ANAUS

CÂMARA M UNICIPAL DE M ANAUS LEI Nº 1.463, DE 25 DE MAIO DE 2010 (D.O.M. 26.05.2010 N. 2453, Ano XI) CRIA e EXTINGUE cargos no âmbito da Secretaria Municipal de Educação do município de Manaus. O PREFEITO MUNICIPAL DE MANAUS, usando

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral Governo do do Amazonas Secretaria de de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN Sistema de Planejamento, Orçamento e Gestão do do Amazonas SPLAM Pág. 3 de 2001 - da 25000 - Secretaria de de Infraestrutura

Leia mais