Classificação de imagens de Sensoriamento Remoto. Disciplina: Geoprocessamento Profª. Agnes Silva de Araujo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Classificação de imagens de Sensoriamento Remoto. Disciplina: Geoprocessamento Profª. Agnes Silva de Araujo"

Transcrição

1 Classificação de imagens de Sensoriamento Remoto Disciplina: Geoprocessamento Profª. Agnes Silva de Araujo

2 Conteúdo programático e Objetivos Conceito de classificação e fotointerpretação Classificações não-supervisionadas, supervisionadas e fotointerpretação Técnicas e elementos de classificação Exemplos de classificadores Objetivos: Apresentar técnicas de classificação de imagens, suas características e exemplos de aplicação.

3 Conceitos Classificação de imagens é o processo de extração de informações em imagens para reconhecer padrões e objetos homogêneos que são utilizados para mapear áreas da superfície terrestre as quais correspondam aos temas de interesse. Associa cada pixel da imagem a um rótulo descrevendo um objeto real. Dessa forma, obteremos um mapa temático, o qual mostrará a distribuição geográfica de um tema, por exemplo a vegetação e uso da terra.

4

5 Tipos de Classificações Fotointerpretação Classificações Supervisionadas Pixel a pixel Paralelepípedo Distância Máxima MAXVER Por regiões Bhattacharya ClaTex Classificações super-supervisionadas GEOBIA Classificações não-supervisionadas Pixel a pixel K-Means IsoData Por regiões ISOSEG

6 Classificação por fotointerpretação Interpretar imagens é identificar objetos nelas representados e atribuir um significado à eles. Experiência do analisador Conhecimento Temático Conhecimento de Sensoriamento Remoto Conhecimento da Área imageada.

7 Elementos de fotointerpretação Tonalidade/cor (tons de cinza, facilidade de discriminar cor) Textura (impressão de rugosidade) Tamanho (relacionado com a escala) Forma (visada; objetos naturais e artificiais) Sombra (ajuda; mascara) Altura (pode ser inferida pela sombra) Padrão (arranjo dos elementos) Localização (contraste, posição topográfica, região) Contexto (conjunto de informações)

8 Fotointerpretaçao - COR

9 TEXTURA

10 TAMANHO E FORMA

11 SOMBRA, ALTURA E CONTEXTO

12 Exemplos

13

14 Infravermelho

15 GOES FURACÃO KATRINA

16 Infravermelho termal

17 CHAVE DE INTERPRETAÇÃO

18 Considerações iniciais sobre classificadores computacionais Apesar da técnica de interpretação visual ser muito utilizada, há uma tendência recente de utilização da classificação computacional, devido a rapidez e facilidade em obter resultados (CROSTA, 1992). A rotulação dos valores dos níveis de cinza é efetuada utilizando-se algoritmos estatísticos (programas computacionais) de reconhecimento de padrões espectrais. A classificação subdivide-se em supervisionada e nãosupervisionada, dependendo do algoritmo que será aplicado. (MOREIRA, 2003)

19 Classificadores computacionais Classificadores "pixel a pixel : usam de forma individual a informação espectral de cada pixel na busca por regiões homegêneas. Ex: Máxima Verossimilhança (MAXVER), MAXVER ICM, Distância Mínima (distância euclidiana) e Paralelepípedo. Classificadores por regiões: utilizam a informação espectral de cada pixel e a relação espacial de vizinhança entre pixels (áreas homogêneas espectrais e espaciais da imagem) O SPRING usa os classificadores: ISOSEG, Battacharya e ClaTex para classificar as regiões de uma imagem segmentada.

20 Classificadores pixel-a-pixel (não-supervisionada) Quando o usuário utiliza algoritmos para reconhecer as classes presentes na imagem, a classificação é nãosupervisionada. Os "pixels" dentro de uma área são submetidos a um algoritmo de agrupamento ("clustering") que determina o agrupamento do dado, numa feição espacial de dimensão igual ao número de bandas presentes. Este algoritmo assume que cada grupo ("cluster") representa a distribuição de probabilidade de uma classe.

21 K-means (pixel-a-pixel) Elementos de confusão. Mistura de assinaturas espectrais intrapixel.

22 Classificadores pixel-a-pixel (supervisionada) Fase de treinamento. Treinamento é o reconhecimento da assinatura espectral das classes. Amostragem (amostra homogênea da classe com toda a variabilidade dos níveis de cinza)

23 Classificadores por regiões Segmentação da imagem: é o processo de divisão de uma imagem em regiões uniformes - conjuntos de pixels contíguos - que devem corresponder às áreas de interesse. A estratégia da segmentação seguida da classificação aproxima-se muito do procedimento de interpretação visual, pois primeiramente delimitam - se unidades homogêneas da paisagem e depois atribuí-se um código. Além disso, o mapa resultante não apresenta um aspecto salpicado como ocorre na classificação pixel-a-pixel, evitando-se operações de pósprocessamento ou generalização. (CAETANO, SOUZA e GONÇALVES, 2007).

24 Segmentação da imagem

25 Classificadores por região (Não-supervisionados) ISOSEG: média e matriz de covariância.

26 Classificação por regiões (Supervisionada) Battacharya: treinamento. requer A medida da distância de Battacharya mede a separabilidade estatística entre um par de classes espectrais. Ou seja, mede a distância média entre as distribuições de probabilidades de classes espectrais.

27 Classificações super-supervisionadas (GEOBIA) GEOBIA (Geographic Object-Based Image Analysis) A lógica de orientação a objeto considera as características semânticas dos objetos, que podem ser analisadas segundo seus aspectos geométricos (topologia, forma e posição) e temáticos (atributos não espaciais dos objetos). (ANTUNES e STURM, 2005)

28 Bibliografia CORREIA, V. R. de M. Uma aplicação do Sensoriamento Remoto para a investigação de endemias urbanas. Disponível em: Acessado em: 24/09/2017. CROSTA, A. P. Processamento Digital de Imagens de Sensoriamento Remoto. Campinas: IG/UNICAMP, ISBN , FREITAS, R.N.; COSTA, S.M.F. da. A utilização de fotografias aéreas na avaliação das transformações sócioespaciais ocorridas na zona sul da cidade de São José dos Campos/SP, de In.: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, n Belo Horizonte. INPE. Anais. 05 a 10 de abril de 2003, p PINHO, C.M.D. de; FEITOSA, F. da F.; KUX, H. Classificação automática de cobertura do solo urbano em imagem IKONOS: comparação entre a abordagem pixel-a-pixel e orientada a objetos. In.: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, n. 12. Goiânia. Anais. INPE, p , 2005 SOUZA, I.M. e, et al. Mapeamento do uso do solo urbano através da classificação por regiões baseada em medidas texturais. In.: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, n. 11. Belo Horizonte. Anais. INPE, p , 2003.

CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS

CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS SIG Profa.. Dra. Maria Isabel Castreghini de Freitas ifreitas@rc.unesp.br Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher medinilha@linkway.com.br O que é classificação? É o processo de

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO MULTIESPECTRAIS

CLASSIFICAÇÃO MULTIESPECTRAIS CLASSIFICAÇÃO EM IMAGENS MULTIESPECTRAIS Classificação em imagens multiespectrais Imagens multiespectrais Padrão (vetor) Espaço de atributos Classificação Classificação em imagens multiespectrais Imagens

Leia mais

Interpretacão de Imagens. Teresa G.Florenzano DSR/INPE

Interpretacão de Imagens. Teresa G.Florenzano DSR/INPE Interpretacão de Imagens Teresa G.Florenzano DSR/INPE Aquisição de dados Fonte: Florenzano (2007) Espectro Eletromagnético Fonte: Florenzano (2007) Curvas espectrais Sensores e Satélites Sensores remotos:

Leia mais

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia. Interpretação de imagens e confecção de mapas

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia. Interpretação de imagens e confecção de mapas Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Interpretação de imagens e confecção de mapas Prof. Dr. Ailton Luchiari Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Interpretação de imagens e confecção de mapas Etapas

Leia mais

Avaliação de métodos de classificação para o mapeamento de remanescentes florestais a partir de imagens HRC/CBERS

Avaliação de métodos de classificação para o mapeamento de remanescentes florestais a partir de imagens HRC/CBERS http://dx.doi.org/10.12702/viii.simposfloresta.2014.131-592-1 Avaliação de métodos de classificação para o mapeamento de remanescentes florestais a partir de imagens HRC/CBERS Juliana Tramontina 1, Elisiane

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO A ANÁLISE AMBIENTAL NO SEMIÁRIDO: A CLASSIFICAÇÃO DO USO E COBERTURA DA TERRA NO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA-BA

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO A ANÁLISE AMBIENTAL NO SEMIÁRIDO: A CLASSIFICAÇÃO DO USO E COBERTURA DA TERRA NO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA-BA Revista do CERES Volume 1, Número 2 2015 http://www.cerescaico.ufrn.br/ceres/ SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO A ANÁLISE AMBIENTAL NO SEMIÁRIDO: A CLASSIFICAÇÃO DO USO E COBERTURA DA TERRA NO MUNICÍPIO DE

Leia mais

ANALISE DE DADOS AMBIENTAIS POR MEIO DO USO DE IMAGENS DE SATÉLITE

ANALISE DE DADOS AMBIENTAIS POR MEIO DO USO DE IMAGENS DE SATÉLITE ANALISE DE DADOS AMBIENTAIS POR MEIO DO USO DE IMAGENS DE SATÉLITE MAURICIO MARTORELLI GALERA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA UEL INTRODUÇÃO A evolução tecnológica dos sistemas de imageamento remoto

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/55 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Prática Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/55 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA EM IMAGEM ALOS PARA O MAPEAMENTO DE ARROZ IRRIGADO NO MUNICÍPIO DE MASSARANDUBA SC

CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA EM IMAGEM ALOS PARA O MAPEAMENTO DE ARROZ IRRIGADO NO MUNICÍPIO DE MASSARANDUBA SC p. 001-007 CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA EM IMAGEM ALOS PARA O MAPEAMENTO DE ARROZ IRRIGADO NO MUNICÍPIO DE MASSARANDUBA SC RAPHAEL SOUZA RIBEIRO DENILSON DORTZBACH. JUAN ANTÔNIO ALTAMIRANO FLORES Universidade

Leia mais

Classificação de Imagens

Classificação de Imagens Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil Classificação de Imagens Profa. Adriana Goulart dos Santos Extração de Informação da Imagem A partir de uma visualização das imagens,

Leia mais

II Semana de Geografia UNESP / Ourinhos 29 de Maio a 02 de Junho de 2006

II Semana de Geografia UNESP / Ourinhos 29 de Maio a 02 de Junho de 2006 USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA MICROBACIA CÓRREGO DO PORTO-TRÊS LAGOAS MS SILVA, Laís C.N. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul- UFMS lais_cns@yahoo.com.br DELGADO, Valeria P. Universidade Federal de

Leia mais

ARTIGO COM APRESENTAÇÃO BANNER - MONITORAMENTO AMBIENTAL

ARTIGO COM APRESENTAÇÃO BANNER - MONITORAMENTO AMBIENTAL ARTIGO COM APRESENTAÇÃO BANNER - MONITORAMENTO AMBIENTAL ANÁLISE MULTITEMPORAL DA COBERTURA VEGETAL NO MUNICIPIO DE SÃO MIGUEL DO GUAMÁ, ESTADO DO PARÁ. RAYSSA CHAVES BRAGA, LAIS VIEIRA DE CARVALHO, MERILENE

Leia mais

FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO

FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO FOTOGRAMETRIA E FOTOINTERPRETAÇÃO GENERALIDADES Fotogrametria => é o processo de derivação de informação métrica de um objeto através de medições feitas em fotografias desse objeto Foto-interpretação =>

Leia mais

MAPEAMENTO DO USO DA TERRA E DA EXPANSÃO URBANA EM ALFENAS, SUL DE MINAS GERAIS

MAPEAMENTO DO USO DA TERRA E DA EXPANSÃO URBANA EM ALFENAS, SUL DE MINAS GERAIS MAPEAMENTO DO USO DA TERRA E DA EXPANSÃO URBANA EM ALFENAS, SUL DE MINAS GERAIS BRENO FURTADO LIMA 1 e RÚBIA GOMES MORATO 2 brenogeo@yahoo.com.br, rubiagm@gmail.com 1 Bolsista de iniciação científica FAPEMIG

Leia mais

Mineração de Dados para Detecção de Padrões de Mudança de Cobertura da Terra. Padrões e processos em Dinâmica de uso e Cobertura da Terra

Mineração de Dados para Detecção de Padrões de Mudança de Cobertura da Terra. Padrões e processos em Dinâmica de uso e Cobertura da Terra Mineração de Dados para Detecção de Padrões de Mudança de Cobertura da Terra Padrões e processos em Dinâmica de uso e Cobertura da Terra Introdução 1 2 3 4 Capacidade de Armazenamento X Análise e Interpretação

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ALGORITMOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA DE IMAGEM DIGITAL DO SATÉLITE IKONOS NA REGIÃO DA SERRA DO SALITRE - MG

AVALIAÇÃO DE ALGORITMOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA DE IMAGEM DIGITAL DO SATÉLITE IKONOS NA REGIÃO DA SERRA DO SALITRE - MG AVALIAÇÃO DE ALGORITMOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA DE IMAGEM DIGITAL DO SATÉLITE IKONOS NA REGIÃO DA SERRA DO SALITRE - MG Julierme Wagner da Penha Universidade Federal de Viçosa UFV juliermewagner@yahoo.com.br

Leia mais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais

Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais 1/45 Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Teoria Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/45 Conteúdo programático: Capitulo 1: Conceitos

Leia mais

Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho

Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho Juliano Boeck Santos Osmar Delmanto Junior Célia Regina Lopes Zimback Ana Paula

Leia mais

FERRAMENTAS ESTATÍSTICAS PARA ANÁLISE DA CLASSIFICAÇÃO

FERRAMENTAS ESTATÍSTICAS PARA ANÁLISE DA CLASSIFICAÇÃO Objetivos: - QUANTIFICAR OS ERROS COMETIDOS NA CLASSIFICAÇÃO - MEDIR A QUALIDADE DO TRABALHO FINAL - AVALIAR A APLICABILIDADE OPERACIONAL DA CLASSIFICAÇÃO Fontes de erro das classificações temáticas Os

Leia mais

PLANO DE ENSINO ANO 2016

PLANO DE ENSINO ANO 2016 Praça Tiradentes, 416 Centro Tel.:(35) 3464-1200 - CEP 37576-000 Inconfidentes - MG PLANO DE ENSINO ANO 2016 CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA PROFESSOR DISCIPLINA: Sensoriamento Remoto e Fotogrametria MOSAR

Leia mais

Sensoriamento Remoto

Sensoriamento Remoto Sensoriamento Remoto É a utilização conjunta de modernos sensores, equipamentos para processamento de dados, equipamentos de transmissão de dados, aeronaves, espaçonaves etc, com o objetivo de estudar

Leia mais

XIII Curso de Especialização em Geoprocessamento 2011

XIII Curso de Especialização em Geoprocessamento 2011 Jonas Antonio Vieira Junior Análise comparativa dos métodos de classificação de imagem de alta resolução para mapeamento da cobertura do solo XIII Curso de Especialização em Geoprocessamento 2011 UFMG

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE PADRÕES EM IMAGENS UTILIZANDO DESCRITORES DE TEXTURA Pattern Classification in Images Using Descriptors of Texture

CLASSIFICAÇÃO DE PADRÕES EM IMAGENS UTILIZANDO DESCRITORES DE TEXTURA Pattern Classification in Images Using Descriptors of Texture CLASSIFICAÇÃO DE PADRÕES EM IMAGENS UTILIZANDO DESCRITORES DE TEXTURA Pattern Classification in Images Using Descriptors of Texture 1 e Sandro Roberto Fernandes 2 Resumo: Nesta pesquisa foi desenvolvido

Leia mais

DesertWatch Extension to Portuguese Partners

DesertWatch Extension to Portuguese Partners DesertWatch Extension to Portuguese Partners 2009 Critical Software S.A. Ocupação do Solo Resumo Objectivos Ocupação do Solo Áreas de Estudo Nomenclatura DW-E Dados de Observação da Terra Comparação dos

Leia mais

CAPÍTULO 7 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AOS ESTUDOS GEOLÓGICOS

CAPÍTULO 7 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AOS ESTUDOS GEOLÓGICOS INPE-8984-PUD/62 CAPÍTULO 7 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AOS ESTUDOS GEOLÓGICOS Fabio Moreira INPE São José dos Campos 2002 C A P Í T U L O 7 S E N S O R I A M E NT O R E M O T O A P L I C A D O A O S

Leia mais

ALGORITMOS DE CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

ALGORITMOS DE CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO ALGORITMOS DE CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO Gustavo Henrique Oliveira Moraes 1 Renata Cristina de Oliveira Guimarães 2 Símya Staell Rodrigues Campos³ Maria Lígia Chuerubim 4 1,2,3 Universidade

Leia mais

VARIÁVEIS GEOMORFOLÓGICAS NO ESTUDO DE DESLIZAMENTOS EM CARAGUATATUBA-SP UTILIZANDO IMAGENS TM-LANDSAT E SIG

VARIÁVEIS GEOMORFOLÓGICAS NO ESTUDO DE DESLIZAMENTOS EM CARAGUATATUBA-SP UTILIZANDO IMAGENS TM-LANDSAT E SIG MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS INPE-7511-TDI/724 VARIÁVEIS GEOMORFOLÓGICAS NO ESTUDO DE DESLIZAMENTOS EM CARAGUATATUBA-SP UTILIZANDO IMAGENS TM-LANDSAT E SIG

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DA COBERTURA VEGETAL NO MUNICÍPIO DE LAVRAS-MG POR MEIO DO NDVI.

DISTRIBUIÇÃO DA COBERTURA VEGETAL NO MUNICÍPIO DE LAVRAS-MG POR MEIO DO NDVI. DISTRIBUIÇÃO DA COBERTURA VEGETAL NO MUNICÍPIO DE LAVRAS-MG POR MEIO DO NDVI. CHRISTIANY MATTIOLI SARMIENTO 1 e RÚBIA GOMES MORATO 2 chrislavras@yahoo.com.br, rubiagm@gmail.com 1 Discente do curso de Geografia

Leia mais

Análise Fractal de Textura Usando um Operador de Hurst em uma Imagem TM/Landsat-5

Análise Fractal de Textura Usando um Operador de Hurst em uma Imagem TM/Landsat-5 Análise Fractal de Textura Usando um Operador de Hurst em uma Imagem TM/Landsat-5 Marcos Cicarini Hott 1 Vicente Paulo Soares 2 Carlos Antônio Álvares Soares Ribeiro 2 James Jackson Griffith 2 RESUMO O

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 6 CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 6 CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 6 CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS Obter uma imagem temática a partir de métodos de classificação de imagens multi- espectrais 1. CLASSIFICAÇÃO POR PIXEL é o processo de extração

Leia mais

5 Experimentos Corpus

5 Experimentos Corpus 5 Experimentos 5.1. Corpus A palavra corpus significa corpo em latim. No contexto de Aprendizado de Máquina, corpus se refere a um conjunto de dados utilizados para experimentação e validação de modelos.

Leia mais

SER300 Introdução ao Geoprocessamento. Laboratório 1. Modelagem e Criação de Banco de Dados

SER300 Introdução ao Geoprocessamento. Laboratório 1. Modelagem e Criação de Banco de Dados SER300 Introdução ao Geoprocessamento Laboratório 1 Modelagem e Criação de Banco de Dados Jefferson Gonçalves de Souza Relatório da disciplina de Introdução ao Geoprocessamento (SER-300) do Programa de

Leia mais

ANÁLISE TEMPORAL DAS ÁREAS DE EXPANSÃO DE REFLORESTAMENTO NA REGIÃO DO CAMPO DAS VERTENTES-MG

ANÁLISE TEMPORAL DAS ÁREAS DE EXPANSÃO DE REFLORESTAMENTO NA REGIÃO DO CAMPO DAS VERTENTES-MG 151 Introdução ANÁLISE TEMPORAL DAS ÁREAS DE EXPANSÃO DE REFLORESTAMENTO NA REGIÃO DO CAMPO DAS VERTENTES-MG Viviane Valéria Silva¹, Laura Rafaele S. Silva 1, Júlio Cezar Costa¹, Bruna Cardoso de Faria¹,

Leia mais

[2CTA121] Processamento de Imagens em Alimentos: Conceitos e Aplicações

[2CTA121] Processamento de Imagens em Alimentos: Conceitos e Aplicações [2CTA121] Processamento de Imagens em Alimentos: Conceitos e Aplicações Dr. Sylvio Barbon Junior PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DE ALIMENTOS - UEL 2016 Assunto Aula 4 Segmentação de Imagens 2 de

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

Processamento Digital de Imagens SER Prática de Laboratório

Processamento Digital de Imagens SER Prática de Laboratório Processamento Digital de Imagens SER 413-4 - Prática de Laboratório Bruna Virginia Neves João Arthur Pompeu Pavanelli Vanessa Camphora Relatório Parcial da prática de laboratório da disciplina de Processamento

Leia mais

EXTRAÇÃO DE TELHADOS DE BARRO EM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO CLAY ROOF EXTRACTION IN HIGH RESOLUTION IMAGES

EXTRAÇÃO DE TELHADOS DE BARRO EM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO CLAY ROOF EXTRACTION IN HIGH RESOLUTION IMAGES EXTRAÇÃO DE TELHADOS DE BARRO EM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO Roberto Neres Quirino de Oliveira 1 Ana Lúcia Bezerra Candeias 2 1 Universidade Federal de Pernambuco UFPE Graduação Engª Cartográfica roberto.qoliveira@ufpe.br

Leia mais

SENSOREAMENTO REMOTO AULA1

SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O QUE É? SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 QUAL A DIFERENÇA ENTRE FOTOINTERPRETAÇÃO E SENSOREAMENTO REMOTO?. SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O QUE É? SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O Sensoriamento Remoto - SR, segundo

Leia mais

Figura 1 - Abrangência espacial do Bioma Cerrado. Fonte: Adaptado de Scariot et al. (2005).

Figura 1 - Abrangência espacial do Bioma Cerrado. Fonte: Adaptado de Scariot et al. (2005). IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DESMATADAS ATRAVÉS DE SEGMENTAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE IMAGENS DO MODELO LINEAR DE MISTURA ESPECTRAL APLICADO A DADOS DO SENSOR LANDSAT 5/TM, NO MUNICÍPIO DE SAPEZAL-MT. Bruno Rodrigues

Leia mais

Tatiana Ayako Taura 1 Iêdo Bezerra Sá 1 Tony Jarbas Ferreira Cunha 1 Vanderlise Giongo Petrere 1 Manoel Batista de Oliveira Neto 2

Tatiana Ayako Taura 1 Iêdo Bezerra Sá 1 Tony Jarbas Ferreira Cunha 1 Vanderlise Giongo Petrere 1 Manoel Batista de Oliveira Neto 2 Experimento de segmentação de imagens para elaboração do mapa de uso do solo para contribuir com a revitalização do Rio São Francisco nos municípios de Petrolina, Lagoa Grande e Santa da Boa Vista Tatiana

Leia mais

Estudo de comportamento espectral de alvos e análise multitemporal da região da foz do rio Itajaí Santa Catarina

Estudo de comportamento espectral de alvos e análise multitemporal da região da foz do rio Itajaí Santa Catarina Estudo de comportamento espectral de alvos e análise multitemporal da região da foz do rio Itajaí Santa Catarina Raquel Kraisch Julio Cesar Refosco Alexander Christian Vibrans FURB Universidade Regional

Leia mais

Aula 5 - Classificação

Aula 5 - Classificação AULA 5 - Aula 5-1. por Pixel é o processo de extração de informação em imagens para reconhecer padrões e objetos homogêneos. Os Classificadores "pixel a pixel" utilizam apenas a informação espectral isoladamente

Leia mais

Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Classificação dos filmes aerofotogramétricos Os filmes podem ser: preto e branco ou coloridos.

Leia mais

SENSORES REMOTO UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO LEVANTAMENTO FLORESTAL

SENSORES REMOTO UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO LEVANTAMENTO FLORESTAL SENSORES REMOTO UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO LEVANTAMENTO FLORESTAL MADRUGA P.R. de A. 1 As técnicas de geoprocessamento, em especial o Sensoriamento Remoto, tornaram-se corriqueiras no dia a dia dos profissionais

Leia mais

TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ANÁLISE TEMPORAL PARA A GESTÃO TERRITORIAL DO MUNICÍPIO DE TIMON-MA

TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ANÁLISE TEMPORAL PARA A GESTÃO TERRITORIAL DO MUNICÍPIO DE TIMON-MA p. 001-005 TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ANÁLISE TEMPORAL PARA A GESTÃO TERRITORIAL DO MUNICÍPIO DE TIMON-MA ANTONIO CELSO DE SOUSA LEITE FELIPE THIAGO NERES DE SOUSA SENA BENAVENUTO JOSÉ SANTIAGO

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGENS

PROCESSAMENTO DE IMAGENS PROCESSAMENTO DE IMAGENS Introdução Conceitos básicos Pré-processamento Realce Classificação PROCESSAMENTO DE IMAGENS- aula de 25/5/10 Introdução Conceitos básicos Pré-processamento Realce Classificação

Leia mais

Processamento Digital de Imagens

Processamento Digital de Imagens Processamento Digital de Imagens O sensoriamento remoto Transformação de fluxo de energia radiante registradas por um sistema sensor, em informações sobre os objetos que compõem a superfície terrestre.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PIXEL A PIXEL SUPERVISIONADA EM IMAGEM DE SATÉLITE SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO (MG)

CLASSIFICAÇÃO PIXEL A PIXEL SUPERVISIONADA EM IMAGEM DE SATÉLITE SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO (MG) CLASSIFICAÇÃO PIXEL A PIXEL SUPERVISIONADA EM IMAGEM DE SATÉLITE SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO (MG) Rennan de Freitas Bezerra Marujo Universidade Federal de Lavras rennan@computacao.ufla.br Margarete Marin

Leia mais

RESOLUÇÃO TEMÁTICA DE IMAGEM HÍBRIDA RESULTANTE DA FUSÃO SPOT-LANDSAT RESUMO ABSTRACT

RESOLUÇÃO TEMÁTICA DE IMAGEM HÍBRIDA RESULTANTE DA FUSÃO SPOT-LANDSAT RESUMO ABSTRACT RESOLUÇÃO TEMÁTICA DE IMAGEM HÍBRIDA RESULTANTE DA FUSÃO SPOT-LANDSAT Alzir Felippe Buffara Antunes Universidade Federal do Paraná Departamento de Geomática felippe@cce.ufpr.br RESUMO Este trabalho relata

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA ERN.702 TÓPICOS EM ECOLOGIA 75: GEOTECNOLOGIAS APLICADAS À CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE Carga Horária: 90 horas Créditos: 06 (2T, 2P) Professor(a) Responsável: Prof. Dr. José Eduardo

Leia mais

¹ Estudante de Geografia na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), estagiária na Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP).

¹ Estudante de Geografia na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), estagiária na Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP). 89 Interpretação e classificação de imagens de satélite na extração de informações sobre o uso da terra e cobertura vegetal na bacia hidrográfica do rio Teles Pires/MT-PA Jéssica da Silva Rodrigues Cecim

Leia mais

PRODUÇÃO CARTOGRÁFICA UD 4 ATUALIZAÇÃO

PRODUÇÃO CARTOGRÁFICA UD 4 ATUALIZAÇÃO UD 4 ATUALIZAÇÃO Quando se chega à decisão pela elaboração de um documento cartográfico, seja uma carta, um mapa ou um atlas, é porque a obra ainda não existe, ou existe e se encontra esgotada ou desatualizada

Leia mais

ANÁLISE DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS PARA MAPEAMENTOS DE USO E OCUPAÇÃO DA TERRA 1

ANÁLISE DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS PARA MAPEAMENTOS DE USO E OCUPAÇÃO DA TERRA 1 ANÁLISE DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS PARA MAPEAMENTOS DE USO E OCUPAÇÃO DA TERRA 1 ROVANI, Franciele Francisca Marmentini 2 ; DAMBROS, Gabriela 3 ; CASSOL, Roberto 4 1 Trabalho de Pesquisa

Leia mais

Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Fundamental

Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Fundamental Matemática EF Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Fundamental C1 Utilizar o conhecimento numérico para operar e construir argumentos ao interpretar situações que envolvam informações quantitativas.

Leia mais

Caracterização Morfológica Utilizando Imagens de Satélites

Caracterização Morfológica Utilizando Imagens de Satélites Caracterização Morfológica Utilizando Imagens de Satélites PEREIRA, Paulo Tibúrcio 1 ; SOUZA JÚNIOR, Moacir de 2 e RAMOS, Gláucio Lopes 3 1,2,3 Centro Universitário de Belo Horizonte - UNIBH Departamento

Leia mais

Curso de Extensão: Noções de Sensoriamento

Curso de Extensão: Noções de Sensoriamento UFBA Curso de Extensão: Noções de Sensoriamento IPF Institut für Photogrammetrie und Fernerkundung Mauro Alixandrini Universität Karlsruhe (TH) www.kit.edu 04.08 Noções de Sensoriamento Remoto Aula 2 Comportamento

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO: CONCEITOS, TENDÊNCIAS E APLICAÇÕES. Imagens de Satélites Orbitais

SENSORIAMENTO REMOTO: CONCEITOS, TENDÊNCIAS E APLICAÇÕES. Imagens de Satélites Orbitais Distribuidor Erdas e RapidEye no Brasil SENSORIAMENTO REMOTO: CONCEITOS, TENDÊNCIAS E APLICAÇÕES Imagens de Satélites Orbitais Contato: Santiago & Cintra Consultoria E-mail: contato@sccon.com.br Fone:

Leia mais

José Hamilton Ribeiro Andrade (1); Érika Gomes Brito da Silva (2)

José Hamilton Ribeiro Andrade (1); Érika Gomes Brito da Silva (2) MAPEAMENTO DO USO E COBERTURA VEGETAL DA SUB- BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO DO SANGUE, JAGUARETAMA-CE PARA IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS SUSCEPTÍVEIS À DESERTIFICAÇÃO. José Hamilton Ribeiro Andrade

Leia mais

O PROJETO MUTIRÃO DE REFLORESTAMENTO E SEUS EFEITOS AMBIENTAIS NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO.

O PROJETO MUTIRÃO DE REFLORESTAMENTO E SEUS EFEITOS AMBIENTAIS NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO. O PROJETO MUTIRÃO DE REFLORESTAMENTO E SEUS EFEITOS AMBIENTAIS NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO. Aluna: Renata Fernandes Teixeira Orientador: Bernardo Baeta Neves Strassburg Introdução Com o aumento populacional

Leia mais

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM A PARTIR DE IMAGENS DE SENSORES ORBITAIS DE ALTA RESOLUÇÃO

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM A PARTIR DE IMAGENS DE SENSORES ORBITAIS DE ALTA RESOLUÇÃO GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM A PARTIR DE IMAGENS DE SENSORES ORBITAIS DE ALTA RESOLUÇÃO Francisco José Silva Soares Mendes Graduando em Geografia pela Universidade Federal do Ceará- UFC/Fortaleza-CE. mendesfjss@yahoo.com.br.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DA COBERTURA DA TERRA A PARTIR DE SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS DERIVADAS DE BANDAS ESPECTRAIS ORIGINAIS DO WORLDVIEW-2

CLASSIFICAÇÃO DA COBERTURA DA TERRA A PARTIR DE SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS DERIVADAS DE BANDAS ESPECTRAIS ORIGINAIS DO WORLDVIEW-2 CLASSIFICAÇÃO DA COBERTURA DA TERRA A PARTIR DE SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS DERIVADAS DE BANDAS ESPECTRAIS ORIGINAIS DO WORLDVIEW-2 JULIANE JUSSARA AFFONSO¹ MAURICIO SCHIAVOLIN SILVA² MARIA DE LOURDES TRINDADE

Leia mais

Universidade Federal do Paraná - Setor de Ciências da Terra

Universidade Federal do Paraná - Setor de Ciências da Terra Universidade Federal do Paraná - Setor de Ciências da Terra APLICAÇÃO DE DIFERENTES NÍVEIS DE REALISMO DERIVADOS DE IMAGEM DE SATÉLITE NA REALIDADE VIRTUAL Juliana Moulin Fosse - jumoulin@ufpr.br Mosar

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Departamento de Informática. Fundamentos de Computação Gráfica

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Departamento de Informática. Fundamentos de Computação Gráfica 1. Imagens sísmicas Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Informática Fundamentos de Computação Gráfica Aluno: Stelmo Magalhães Barros Netto Relatório do trabalho Imagens Sísmicas

Leia mais

Diagnóstico Médico de Imagem Auxiliado por Computador

Diagnóstico Médico de Imagem Auxiliado por Computador Diagnóstico Médico de Imagem Auxiliado por Computador Fundamentos de Sistemas Multimídia Flávio Luiz Seixas 2005 Agenda Agenda: Sistemas CAD Telemedicina Princípios da Tomografia Computadorizada Processamento

Leia mais

Rastreamento de Objetos Baseado em Grafos. Casamento Inexato entre Grafos Relacionais com Atributos

Rastreamento de Objetos Baseado em Grafos. Casamento Inexato entre Grafos Relacionais com Atributos Rastreamento de Objetos Baseado em Casamento Inexato entre Grafos Relacionais com Atributos Exame de Qualificação de Mestrado Ana Beatriz Vicentim Graciano Orientador: Roberto M. Cesar Jr. Colaboradora:

Leia mais

Mapeamento da mancha urbana utilizando imagens de média resolução: sensores CCD/CBERS2 e TM/Landsat5 - estudo de caso da cidade de Rio Branco-Acre

Mapeamento da mancha urbana utilizando imagens de média resolução: sensores CCD/CBERS2 e TM/Landsat5 - estudo de caso da cidade de Rio Branco-Acre Mapeamento da mancha urbana utilizando imagens de média resolução: sensores CCD/CBERS2 e TM/Landsat5 - estudo de caso da cidade de Rio Branco-Acre Joventina Claro da Silva Nakamura¹ Evlyn Márcia Leão de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Prof. Yandr re Costa - 1. Prof. Yandre Costa.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Prof. Yandr re Costa - 1. Prof. Yandre Costa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Yandr re Costa - 1 Textura Prof. Yandre Costa Prof. Yandr re Costa - 2 Textura é um importante atributo visual

Leia mais

CAPÍTULO 4 SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS SAR

CAPÍTULO 4 SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS SAR CAPÍTULO 4 SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS SAR Segundo Gonzales e Wintz (1987), um dos primeiros passos do processo de análise de uma imagem digital consiste em particioná-la em seus elementos constituintes. O

Leia mais

9º Encontro Técnico DER-PR

9º Encontro Técnico DER-PR Técnicas de Sensoriamento Remoto aplicadas a rodovias. 9º Encontro Técnico DER-PR Sensoriamento Remoto É definido como, o conjunto de técnicas e equipamentos, utilizados para obter informações sobre um

Leia mais

~J',164x" Cartografia Ambiental da Região de Vitória da Conquista - BA

~J',164x Cartografia Ambiental da Região de Vitória da Conquista - BA .-...--~'" ) ~J',164x" Marcelo Guimarães Cartografia Ambiental da Região de Vitória da Conquista - BA Dissertação apresentada ao Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, para a obtenção de

Leia mais

COORDENADORIA DE DEFESA CIVIL MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS - RJ

COORDENADORIA DE DEFESA CIVIL MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS - RJ Metodologia De Interpretação Visual Da Banda 6 (Infra Vermelha Termal) Das Imagens Do Satélite Landsat 7 Para Identificação Das Dinamicas De Chuvas De Verão Em Duque De Caxias - RJ Wilson Leal Boiça Wilson

Leia mais

Introdução a Análise de Imagens Digitais

Introdução a Análise de Imagens Digitais Introdução a Análise de Imagens Digitais Uma imagem digital é uma representação de uma cena por meio de um conjunto de elementos discretos e de tamanhos finitos, chamados de pixels, colocados em um arranjo

Leia mais

VISÃO COMPUTACIONAL PARA RECONHECIMENTO DE FACES APLICADO NA IDENTIFICAÇÃO E AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIOS NA WEB. Márcio Koch

VISÃO COMPUTACIONAL PARA RECONHECIMENTO DE FACES APLICADO NA IDENTIFICAÇÃO E AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIOS NA WEB. Márcio Koch VISÃO COMPUTACIONAL PARA RECONHECIMENTO DE FACES APLICADO NA IDENTIFICAÇÃO E AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIOS NA WEB Márcio Koch Orientador: Jacques Robert Heckmann ROTEIRO Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação

Leia mais

RECONHECIMENTO IDENTIFICAÇÃO BASEADA EM APARÊNCIA

RECONHECIMENTO IDENTIFICAÇÃO BASEADA EM APARÊNCIA RECONHECIMENTO IDENTIFICAÇÃO BASEADA EM APARÊNCIA Envolve a pergunta: É esta parte da imagem uma parte do objeto X? (modelo dado, região da imagem dada) Utiliza imagens ao invés de características como

Leia mais

Interpretação Visual de Produtos de Sensoriamento Remoto

Interpretação Visual de Produtos de Sensoriamento Remoto UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS Interpretação Visual de Produtos de Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Richarde Marques IMAGENS DE SENSORIAMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Cartografia Sistemática e Temática (IAD319) Prof. pablosantos@ufba.br 02 a Aula CARTOGRAFIA SISTEMÁTICA

Leia mais

Geoprocessamento GEOMÁTICA SIG SIG

Geoprocessamento GEOMÁTICA SIG SIG GEOMÁTICA Geomática - Ciência e tecnologia para obtenção, análise, interpretação, distribuição e uso da informação espacial. Abrangência: Geoprocessamento SIG Sensoriamento Remoto GPS Cartografia Automatizada

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO A DISTÂNCIA DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS UTILIZANDO O SPRING E IMAGENS CBERS.

NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO A DISTÂNCIA DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS UTILIZANDO O SPRING E IMAGENS CBERS. NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO A DISTÂNCIA DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS UTILIZANDO O SPRING E IMAGENS CBERS http://www.dpi.inpe.br/ead/intro_sr Utilizam-se softwares e imagens disponíveis na rede, com acesso

Leia mais

GEORREFERENCIAMENTO. Organização e Elaboração: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher Profa. Dra. Maria Isabel Castreghini de Freitas

GEORREFERENCIAMENTO. Organização e Elaboração: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher Profa. Dra. Maria Isabel Castreghini de Freitas GEORREFERENCIAMENTO Organização e Elaboração: Profa. Dra. Andréia Medinilha Pancher Profa. Dra. Maria Isabel Castreghini de Freitas CONHECIMENTO DA INCERTEZA = ERRO Tudo o que se mede ou se modela está

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519 Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA DE AMBIENTAL MATRIZ 519 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL - Abertura e aprovação do projeto do curso:

Leia mais

Processamento Digital de Imagens

Processamento Digital de Imagens Ciência da Computação Processamento Digital de Imagens Prof. Sergio Ribeiro Tópicos Introdução Espectro Eletromagnético Aquisição e Digitalização de Imagens Efeitos da Digitalização Digitalização Sensoriamento

Leia mais

II Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação Recife - PE, 8-11 de setembro de 2008 p

II Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação Recife - PE, 8-11 de setembro de 2008 p ENSAIOS DE SEGMENTAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DIGITAL DE IMAGENS CBERS UTILIZANDO O SISTEMA SPRING EM UMA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL ESTUDO DE CASO: PARQUE NACIONAL DA SERRA DOS ÓRGÃOS (PARNASO) ZARGO QUARESMA

Leia mais

Sistemas de Informações Geográficas

Sistemas de Informações Geográficas Sistemas de Informações Geográficas Aula 2 Assuntos: # Revisão em estatística # Revisão em informática # Revisão em sensoriamento remoto # # Histórico do SIG Geotecnologias Sensoriamento Remoto Geoprocessamento

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO AUTOMÁTICA DE IMAGENS DE SATÉLITES NO MAPEAMENTO DA REGIÃO CAFEEIRA DE PATROCÍNIO, MG

CLASSIFICAÇÃO AUTOMÁTICA DE IMAGENS DE SATÉLITES NO MAPEAMENTO DA REGIÃO CAFEEIRA DE PATROCÍNIO, MG CLASSIFICAÇÃO AUTOMÁTICA DE IMAGENS DE SATÉLITES NO MAPEAMENTO DA REGIÃO CAFEEIRA DE PATROCÍNIO, MG Tiago BERNARDES 1, E-mail: tiago@epamig.ufla.br; Helena M. R. ALVES 2 ; Tatiana G. C. VIEIRA 3 1 Empresa

Leia mais

Textura. Textura 04/09/2014. Prof. Yandre Costa

Textura. Textura 04/09/2014. Prof. Yandre Costa UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Yandre Costa - 1 Prof. Yandre Costa Prof. Yandre Costa - 2 é um importante atributo visual presente em imagens,

Leia mais

MAPEAMENTO DA COBERTURA DO SOLO URBANO POR MEIO DO PROCESSAMENTO DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL

MAPEAMENTO DA COBERTURA DO SOLO URBANO POR MEIO DO PROCESSAMENTO DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL MAPEAMENTO DA COBERTURA DO SOLO URBANO POR MEIO DO PROCESSAMENTO DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL Alzir Felippe Buffara Antunes Universidade Federal do Paraná. felipe@ufpr.br Maria Cecilia Bonato Brandalize

Leia mais

TÉCNICAS DE INTERPRETAÇÃO

TÉCNICAS DE INTERPRETAÇÃO Definição: A interpretação de foto ou imagem é o exame de imagens com o propósito de identificar objetos e avaliar o seu significado (Phisipson, 1997; McGlone, 2004). Aspectos Importantes da interpretação

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE IMAGENS CBERS-2 E CBERS-2B ATRAVÉS CLASSIFICADOR ESTATÍSTICO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE IMAGENS CBERS-2 E CBERS-2B ATRAVÉS CLASSIFICADOR ESTATÍSTICO p. 001-000 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE IMAGENS CBERS-2 E CBERS-2B ATRAVÉS CLASSIFICADOR ESTATÍSTICO CLAUDIONOR RIBEIRO DA SILVA 1 FABIANA SILVA PIRES DE CASTRO 2 JORGE ANTONIO SILVA CENTENO 3 1, 2, 3 Universidade

Leia mais

Uso de geotecnologias livres para o mapeamento das plantações de Eucalipto, Nossa Senhora do Socorro-SE

Uso de geotecnologias livres para o mapeamento das plantações de Eucalipto, Nossa Senhora do Socorro-SE http://dx.doi.org/10.12702/viii.simposfloresta.2014.210-469-2 Uso de geotecnologias livres para o mapeamento das plantações de Eucalipto, Nossa Senhora do Socorro-SE Janisson B. de Jesus 1, Dráuzio C.

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Apresentação da disciplina. Prof. Luiz Henrique S. Rotta

GEOPROCESSAMENTO. Apresentação da disciplina. Prof. Luiz Henrique S. Rotta 1 GEOPROCESSAMENTO Apresentação da disciplina Prof. Luiz Henrique S. Rotta POR QUE UTILIZAR GEOPROCESSAMENTO? A informação ambiental é espacial por natureza. O padrão de distribuição: de um poluente sobre

Leia mais

Tadeu Corrêa Pinheiro. Orientador: Prof. Dr. Gilberto Pessanha Ribeiro

Tadeu Corrêa Pinheiro. Orientador: Prof. Dr. Gilberto Pessanha Ribeiro Tadeu Corrêa Pinheiro Orientador: Prof. Dr. Gilberto Pessanha Ribeiro 1 Tópicos 1. Introdução 2. Fundamentação teórica 3. Desenvolvimento do trabalho - Metodologia 4. Apresentação dos resultados 5. Análise

Leia mais

CAPÍTULO 3 ANÁLISE DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO

CAPÍTULO 3 ANÁLISE DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO 44 45 CAPÍTULO 3 ANÁLISE DE IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO 3. INTRODUÇÃO O olho humano é um sensor muito sofisticado e detecta muito bem as informações provenientes de uma imagem. Estas informações são

Leia mais

Protótipo de Software para Reconhecimento de Impressões Digitais

Protótipo de Software para Reconhecimento de Impressões Digitais Protótipo de Software para Reconhecimento de Impressões Digitais Aluno: Alex Sandro da Silva Orientador: Paulo de Tarso Mendes Luna Semestre - 99/1 Roteiro da Apresentação INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Médio

Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Médio Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Médio C1 Utilizar o conhecimento sobre números e suas representações em situações relacionadas a operações matemáticas, grandezas e unidades de medidas.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE IMAGEM

CLASSIFICAÇÃO DE IMAGEM DISCIPLINA SIG OFICINA: Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto Responsável: MARIA ISABEL C DE FREITAS Colaboração: BRUNO ZUCHERATO E KATIA CRISTINA BORTOLETTO CLASSIFICAÇÃO DE IMAGEM Para realizar

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral

Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina EAM330 Cartografia Geral Departamento de Engenharia Civil - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: Teóricas Práticas

Leia mais

INTRODUçÃO ÀS. UNIVERSIDADE DE AVEIRO Departamento de Física Detecção Remota

INTRODUçÃO ÀS. UNIVERSIDADE DE AVEIRO Departamento de Física Detecção Remota INTRODUçÃO ÀS UNIVERSIDADE DE AVEIRO Departamento de Física Detecção Remota Raquel Diogo, 38961 2011/2012 O que é o RGB? RGB abreviatura do sistema de cores aditivas: vermelho, r, verde, g e azul, b. As

Leia mais

DATA MINING EM IMAGENS

DATA MINING EM IMAGENS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO INE-5644 DATA MINING EM IMAGENS ARTUR BRANDES DE AZEVEDO FERREIRA SIMÓN ROBERTO INUI DE LIZARZA Florianópolis,

Leia mais

Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³. ²Universidade do Estado do Rio de Janeiro / Faculdade de Formação de Professores - rfariageo@hotmail.

Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³. ²Universidade do Estado do Rio de Janeiro / Faculdade de Formação de Professores - rfariageo@hotmail. GERAÇÃO DE MAPA DE USO E COBERTURA DE SOLO UTILIZANDO IMAGENS DE SATÉLITE LANDSAT 8 PARA O SUPORTE AO PLANEJAMENTO MUNICIPAL DO MUNICÍPIO DE NITERÓI RJ. Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³ 1 Universidade

Leia mais

António Costa. Paulo Roma Cavalcanti

António Costa. Paulo Roma Cavalcanti Introdução à Computação Gráfica Preâmbulo Adaptação: Autoria: João Paulo Pereira António Costa Claudio Esperança Paulo Roma Cavalcanti Computação Gráfica Modelos Matemáticos Análise (reconhecimento de

Leia mais