INST I T U T O G R E G O RI A N O D E L ISB O A

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INST I T U T O G R E G O RI A N O D E L ISB O A"

Transcrição

1 1º G R A U da viola de arco no ombro, numa postura o mais natural possível; ãos, com vista à obtenção de boa sonoridade e afinação rigorosa; a a sua extensão; ª posição, com a utilização de todos os dedos da mão esquerda; lógico e da flexibilidade cognitiva; apacidade de execução de memória e por partitura, sem auxílio de dedilhações escritas. arpejos Dó M, Sol M, Ré M, Lá M (na extensão de uma oitava); Dó M, Ré M, Mib M (na extensão de duas ). Métodos e Ao critério do professor sugerindo-se, a título exemplificativo: S. Nelson, R. e H. Colledge, K. Blackwell, Suzuki, Kinsey, Broos, Pracht, Wohlfahrt Op.45 (1º caderno), Sitt, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. Escala(s) + arpejos(s) Escala(s) + arpejos(s) Estudos 2 Estudos ou exercícios 2 Estudos ou exercícios 2 Estudos ou exercícios Uma escala diatónica maior e o respectivo arpejo, na extensão de uma ou duas, executados de memória. Uma peça. São autorizados autocolantes no ponto da viola de arco apenas aos alunos que iniciaram a aprendizagem do instrumento no corrente ano lectivo.

2 2º G R A U ção de sonoridade com qualidade. arpejos Todas as escalas maiores e menores possíveis de executar na 1ª posição; Fá M na extensão de 2 com extensão. Métodos e Ao critério do professor, sugerindo-se, a título exemplificativo: S. Nelson, R. e H. Colledge, K. Blackwell, Suzuki, Kinsey, Broos, Pracht, Wohlfahrt Op.45 (1º caderno), Sitt, Kayser, Hofmann, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. 1 Peça Uma escala diatónica maior e o respectivo arpejo, na extensão de duas, executados de memória. Uma peça.

3 3º G R A U Aprendizagem dos golpes de arco básicos contidos nos estudos e peças indicados no programa, com combinações de arcadas; Introdução e domínio das 2ª e 3ª posições; Práticas de leitura à 1ª vista; Dinâmicas. arpejos Dó M, Ré M, Ré m, Mi m, Mib M em 2 ; Fá M na extensão de 2, começando na 2ª posição e na 1ª posição com extensão do 4º dedo; Sol M na extensão de 2 com mudança da 1ª para a 3ª posição e começando já na 3ª posição; Estudos Hofmann, Kinsey, Sitt, Wohlfahrt, Kayser, Mazas, Kreutzer, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. Ao critério do professor sugerindo-se, a título exemplificativo, peças, sonatas ou concertos de: Corelli, Händel, Vivaldi, Fiocco, Küchler, Rieding, Sitt, Palaschko, Doktor, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. Uma escala diatónica maior e o respectivo arpejo, na extensão de duas, executados de memória. Uma peça ou um andamento de.

4 4º G R A U Introdução às 4ª e 5ª posições; Introdução ao vibrato; seio; arpejos Todas as tonalidades na extensão de 2 e introdução à extensão em 3 nas tonalidades de Dó, Ré, Mib e Mi. Estudos Sitt, Mazas, Kayser, Kreutzer, Palaschko, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. Ao critério do professor sugerindo-se, a título exemplificativo, peças, sonatas ou concertos de: Corelli, Händel, Vivaldi, Telemann, Küchler, Rieding, Accolay, Seitz, Fiocco, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. 1º PE RÍ O D O 2º PE RÍ O D O 3º PE ÍI O D O Uma escala diatónica maior e a relativa ou homónima menor (fórmulas melódica e harmónica) com os respectivos arpejos, na extensão de duas ou três, executados de memória. Uma peça ou um andamento de.

5 5º G R A U Domínio de diversos golpes de arco; Domínio da técnica necessária à interpretação do programa de exame; Aperfeiçoamento do vibrato; Compreensão das obras no seu todo e planeamento do fraseio. arpejos Na extensão de 3 nas tonalidades de Dó a Fá# e na extensão de 2 nas tonalidades de Sol a Si. Estudos Mazas, Kreutzer, Hoffmeister, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. Concertos 1º andamento ou 2º e 3º andamentos de um Concerto (com cadências quando as houver) de nível igual ou superior ao concerto em Sol Maior de Telemann. De autores e épocas diferentes ao critério do professor sugerindo-se, a título exemplificativo, peças ou sonatas de: Corelli, Händel, J. S. Bach, Fiocco, Costa, Hindemith, ou outros de grau de dificuldade equivalente ou superior. Uma escala diatónica maior e a relativa ou homónima menor (fórmulas melódica e harmónica) com os respectivos arpejos, na extensão de três (tonalidades de Dó a Fá#) ou duas (tonalidades de Sol a Si), executados de memória. Uma peça ou um andamento de.

INST I T U T O G R E G O RI A N O D E L ISB O A

INST I T U T O G R E G O RI A N O D E L ISB O A 1º G R A U ãos, com vista à obtenção de boa sonoridade e afinação rigorosa; a a sua extensão; ª posição, com a utilização de todos os dedos da mão esquerda; lógico e da flexibilidade cognitiva; apacidade

Leia mais

Escola de Artes SAMP. Matriz de Prova Final de Avaliação de Violoncelo 1º Grau Conteúdos (mínimos) Objectivos Cotações

Escola de Artes SAMP. Matriz de Prova Final de Avaliação de Violoncelo 1º Grau Conteúdos (mínimos) Objectivos Cotações Matriz de Prova Final de Avaliação de Violoncelo 1º Grau Duas das seguintes escalas numa oitava (mínimo): - Sol M - Ré M - Dó M Um estudo de entre os métodos propostos para o nível do grau em que se encontra

Leia mais

INSTITUTO GREGORIANO DE LISBOA CURSO BÁSICO DE CANTO GREGORIANO PROGRAMA DE PRÁTICA INSTRUMENTAL VIOLONCELO

INSTITUTO GREGORIANO DE LISBOA CURSO BÁSICO DE CANTO GREGORIANO PROGRAMA DE PRÁTICA INSTRUMENTAL VIOLONCELO INSTITUTO GREGORIANO DE LISBOA CURSO BÁSICO DE CANTO GREGORIANO PROGRAMA DE PRÁTICA INSTRUMENTAL VIOLONCELO Outubro 2015 1º GRAU Postura geral. Movimentos preparatórios com a colocação do arco nas cordas

Leia mais

ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA

ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA 1 GRUPO DE SOPROS A- Conteúdos programáticos das Provas de Aferição 1.

Leia mais

Escola de Artes SAMP. Matriz de Prova Final de Avaliação de Violino 1º Grau Conteúdos (mínimos) Objectivos Cotações

Escola de Artes SAMP. Matriz de Prova Final de Avaliação de Violino 1º Grau Conteúdos (mínimos) Objectivos Cotações 1º Grau Duas das seguintes escalas numa oitava (mínimo): - Sol M - Ré M - Lá M - Outra de dificuldade superior Um estudo de entre os métodos propostos para o nível do grau em que se encontra o aluno ou

Leia mais

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2016

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2016 1 Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2016 I. INFORMAÇÕES COMUNS A TODAS AS PROVAS A Prova de Habilitação Específica para o Curso de Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Escola de Artes SAMP. Matriz de Prova Final de Avaliação de Flauta Transversal 1º Grau

Escola de Artes SAMP. Matriz de Prova Final de Avaliação de Flauta Transversal 1º Grau Matriz de Prova Final de Avaliação de Flauta Transversal 1º Grau Duas das seguintes escalas numa oitava (mínimo): - Fá M - Sol M - Sib M - Ré M - Dó M Um estudo de entre os métodos propostos para o nível

Leia mais

Programa do Curso de Flauta Transversal 2002

Programa do Curso de Flauta Transversal 2002 1º Semestre J. Andersen 24 Estudos Op.33 (1 a 8) Taffanel e Gaubert 24 Estudos Progressivos (1 a 8) G. F. Handel W. A. Mozart C. Debussy Syrinx G. Faurè Fantasia, Op.79 O. Lacerda Poemeto A. Vivaldi Concertos

Leia mais

INSTITUTO GREGORIANO DE LISBOA CURSOS BÁSICO E SECUNDÁRIO DE MÚSICA PIANO OBJECTIVOS GERAIS

INSTITUTO GREGORIANO DE LISBOA CURSOS BÁSICO E SECUNDÁRIO DE MÚSICA PIANO OBJECTIVOS GERAIS CURSOS BÁSICO E SECUNDÁRIO DE MÚSICA PIANO OBJECTIVOS GERAIS CURSO BÁSICO Desenvolver competências técnicas e artísticas através do estudo de um repertório diversificado. Trabalhar a compreensão do texto

Leia mais

Conteúdos programáticos do Curso Oficial de

Conteúdos programáticos do Curso Oficial de Conteúdos programáticos do Curso Oficial de Programa de Trombone 1º GRAU Revisão da matéria já trabalhada. Escala maior de Dó e Sib. Série de harmónicos com todas as fundamentais do instrumento. Exercícios

Leia mais

Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: Título da peça:

Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: Título da peça: CANTO 1. BACH, J.S. Uma ária ou canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas

Leia mais

CURSO DE MÚSICA MANUAL DO CANDIDATO

CURSO DE MÚSICA MANUAL DO CANDIDATO CURSO DE MÚSICA MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO DE CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS UFU 2015-1 EDITAL UFU/PROGRAD/DIRPS 02/2015 Composição da Certificação A Certificação de Habilidades Específicas

Leia mais

CURSO DE MÚSICA MANUAL DO CANDIDATO

CURSO DE MÚSICA MANUAL DO CANDIDATO CURSO DE MÚSICA MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO DE CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS UFU 2015-2 EDITAL UFU/PROGRAD/DIRPS 10/2015 Composição da Certificação A Certificação de Habilidades Específicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA TESTE DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA TESTE DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA TESTE DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS O Teste de Conhecimentos Específicos em Música (TCE) tem por objetivo

Leia mais

Peças a serem executadas: 1. MOZART, W. A. - Uma ária de ópera ou Lied, à escolha do candidato. Título da peça:

Peças a serem executadas: 1. MOZART, W. A. - Uma ária de ópera ou Lied, à escolha do candidato. Título da peça: CANTO PROVA PRÁTICA DE 1. MOZART, W. A. - Uma ária de ópera ou Lied, à escolha do candidato. Título da peça: 2. NEPOMUCENO, Alberto. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA TEATRO MUNICIPAL ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA TEATRO MUNICIPAL ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA TEATRO MUNICIPAL ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA A Secretaria Municipal de Cultura, por intermédio do Teatro Municipal, faz saber que estarão abertas inscrições para seleção

Leia mais

Guitarra ACORDE MAIOR COM QUINTA AUMENTADA. Dó com quinta aumentada. Ré com quinta aumentada. Profª Tiago Silveira

Guitarra ACORDE MAIOR COM QUINTA AUMENTADA. Dó com quinta aumentada. Ré com quinta aumentada. Profª Tiago Silveira Guitarra Profª Tiago Silveira ACORDE MAIOR COM QUINTA AUMENTADA Dó com quinta aumentada Ré com quinta aumentada Mi com quinta aumentada Fá com quinta aumentada Sol com quinta aumentada Lá com quinta aumentada

Leia mais

Edital 03/FOSPA/2015. Viola de Arco turno tarde 1 Violoncelo turno tarde 2 Contrabaixo Acústico tocado com Arco turno tarde

Edital 03/FOSPA/2015. Viola de Arco turno tarde 1 Violoncelo turno tarde 2 Contrabaixo Acústico tocado com Arco turno tarde Edital 03/FOSPA/2015 O PRESIDENTE DA - FOSPA, no uso de suas atribuições legais que lhe confere o art. 17, inciso VII, Decreto nº 51.370, de 10 de abril de 2014, TORNA PÚBLICO A ABERTURA DAS INSCRIÇÕES

Leia mais

CURSO DE CONTRABAIXO

CURSO DE CONTRABAIXO CURSO DE CONTRABAIXO PROGRAMA DO 1ºANO Escalas: ( Numa oitava ) Dó Maior, Si b, Mi b, Ré b, Si. ( Em duas oitavas ) Fá, Lá b, Sol, Lá, Mi, Fá. Método: Simandl ( Franz ) 1ºCaderno, 1ªparte: ( cefes ) Designação

Leia mais

INSTRUTOR Zeh Blackie. CURSO DE GUITARRA Nível Básico. 13º Passo

INSTRUTOR Zeh Blackie. CURSO DE GUITARRA Nível Básico. 13º Passo INSTRUTOR Zeh Blackie CURSO DE GUITARRA Nível Básico 13º Passo Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos

Leia mais

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Violão Clássico Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA Teste de Habilidade Específica (THE) O Teste de Habilidade Específica (THE)

Leia mais

Acordes para Teclado e Piano by Ernandes

Acordes para Teclado e Piano by Ernandes Acordes para Teclado e Piano by Ernandes As notas abaixo formam a escala de C, com sua representação na pauta do piano: Os acordes cifrados são formados por três ou mais notas tocadas ao mesmo tempo ou

Leia mais

ACORDEÃO. Admissão/aferição ao 2º grau/6º ano de escolaridade

ACORDEÃO. Admissão/aferição ao 2º grau/6º ano de escolaridade ACORDEÃO Admissão/aferição ao 2º grau/6º ano de escolaridade 1. Uma escala maior na extensão de uma oitava, de livre escolha; Respetivo arpejo sobre o acorde perfeito maior no estado fundamental. 2. Dois

Leia mais

PRÁTICA INSTRUMENTAL AO PIANO

PRÁTICA INSTRUMENTAL AO PIANO PRÁTICA INSTRUMENTAL AO PIANO OBJECTIVOS GERAIS Desenvolver competências técnicas e artísticas através do estudo de um repertório diversificado. Trabalhar a compreensão do texto musical de modo a favorecer

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA Teste de Habilidade Específica (THE) O Teste de Habilidade Específica (THE)

Leia mais

Teoria Musical. 01. Identifique as notas abaixo, lendo-as primeiro em clave de sol na 2ª linha e, em seguida, em clave de dó na 3ª linha.

Teoria Musical. 01. Identifique as notas abaixo, lendo-as primeiro em clave de sol na 2ª linha e, em seguida, em clave de dó na 3ª linha. Teoria Musical 01. Identifique as notas abaixo, lendo-as primeiro em clave de sol na 2ª linha e, em seguida, em clave de dó na 3ª linha. 0-0) sol, dó, lá, mi, fá, ré, si, dó // dó, fá, ré, lá, si, sol,

Leia mais

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO - HABILITAÇÃO EM INSTRUMENTO - HABILITAÇÃO EM CANTO PROVA PRÁTICA DE INSTRUMENTO OU CANTO INFORMAÇÕES PRELIMINARES:

Leia mais

CONSERVATÓRIO BRASILEIRO DE MÚSICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CBM-CeU

CONSERVATÓRIO BRASILEIRO DE MÚSICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CBM-CeU CONSERVATÓRIO BRASILEIRO DE MÚSICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CBM-CeU Fundado em 02 de Abril de 1936 Utilidade Pública EDITAL Nº. 001/2014, DE 15 DE JULHO DE 2013 A Direção do Conservatório Brasileiro de Música

Leia mais

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Apostila de Iniciação ao Violão e Guitarra Miigueell do Prrado Urrttado São Carlos SP, 23 de fevereiro de 2006. Contatos: miguelurtado@yahoo.com.br miguelurtado@polvo.ufscar.br Proibido reprodução do material

Leia mais

Teoria Musical. O trecho musical abaixo foi extraído do Adagio da TRIO SONATA Op. 3 nº 2, de Arcangelo Corelli.

Teoria Musical. O trecho musical abaixo foi extraído do Adagio da TRIO SONATA Op. 3 nº 2, de Arcangelo Corelli. Teoria Musical O trecho musical abaixo foi extraído do Adagio da TRIO SONATA Op. 3 nº 2, de Arcangelo Corelli. 01. Com base no trecho musical acima, analise as proposições a seguir. 0-0) As notas Sol sustenido

Leia mais

A afirmação do violino solo no Brasil com o álbum de seis caprichos de Marcos Salles

A afirmação do violino solo no Brasil com o álbum de seis caprichos de Marcos Salles A afirmação do violino solo no Brasil com o álbum de seis caprichos de Marcos Salles Zoltan Paulinyi Universidade de Brasília; OSTNCS paulinyi@yahoo.com Resumo: A composição para violino solo afirmou-se

Leia mais

Programa do curso de Cravo

Programa do curso de Cravo Programa para o 1º. Grau Programa do curso de Cravo Nível Básico 1) Exercícios para a independência dos dedos e para o reconhecimento do teclado 2) Escalas na extensão de 1 oitava em movimento direto e

Leia mais

APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama

APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama Devido à grande extensão do teclado e conseqüentemente um grande número de notas, localizadas em diferentes oitavas, precisamos de dois pentagramas.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE ARACAJU DEA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SERGIPE

GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE ARACAJU DEA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SERGIPE B GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE ARACAJU DEA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SERGIPE PROCESSO DE SELEÇÃO 2011 INFORMATIVO EXAME DE SELEÇÃO PARA O

Leia mais

Prova Prática: Curso de Música

Prova Prática: Curso de Música Universidade do Estado de Santa Catarina Vestibular 2014.1 Prova Prática: Curso de Música NOME DO(A) CANDIDATO(A) Instruções Para fazer a prova você usará: este caderno de prova; um cartão-resposta que

Leia mais

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO. Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição ATENÇÃO

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO. Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição ATENÇÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO Não deixe de preencher as informações a seguir. Prédio Sala Nome Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição PROFESSOR

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO EM PIANO 2011

CURSO DE EXTENSÃO EM PIANO 2011 ESCOLA DE MÚSICA DO MARANHÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CURSO DE MÚSICA CURSO DE EXTENSÃO EM PIANO 2011 Relatório Final O Projeto de Extensão intitulado Curso de Extensão em Piano teve seu início

Leia mais

TESTE DE APTIDAO 2016/2- CENTRO DE ARTES DA UNIVERSIDADE DO AMAZONAS

TESTE DE APTIDAO 2016/2- CENTRO DE ARTES DA UNIVERSIDADE DO AMAZONAS TESTE DE APTIDAO 2016/2- CENTRO DE ARTES DA UNIVERSIDADE DO AMAZONAS DANÇA CONTEMPORANEA PARA INICIANTES Os testes ocorrerão no dia 01 de Julho, das 9h às 11h, para pessoas com idade mínima de 15 anos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE LETRAS E ARTES INSTITUTO VILLA-LOBOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE LETRAS E ARTES INSTITUTO VILLA-LOBOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE 2015 CANDIDATOS AOS CURSOS DE MÚSICA Testes de Habilidades Específicas (THE) INFORMATIVO PROVAS E PROGRAMAS Os Testes

Leia mais

16. TESTE DE HABILIDADE ESPÉCIFICA - THE

16. TESTE DE HABILIDADE ESPÉCIFICA - THE 16. TESTE DE HABILIDADE ESPÉCIFICA - THE 16.1. TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA (THE), CAMPUS I CURITIBA CURSO DATA LOCAL ENSALAMENTO 12,13 e 14 de novembro de 2014 Edital do Campus ARTES VISUAIS E MÚSICA

Leia mais

SPALLA Curso online de Violino. Spalladibase Grade e Metodologia

SPALLA Curso online de Violino. Spalladibase Grade e Metodologia SPALLA Curso online de Violino Spalladibase Grade e Metodologia O que é e porque você deve se matricular? O Spalla di base é o primeiro curso do projeto violinando, neste curso online você tem acesso a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE Vagas Remanescentes 2012 CURSOS DE TEATRO E MÚSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE Vagas Remanescentes 2012 CURSOS DE TEATRO E MÚSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE Vagas Remanescentes 2012 CURSOS DE TEATRO E MÚSICA Testes de Habilidades Específicas Informativo THE - 2012 CANDIDATOS

Leia mais

Início em Arranjos Musicais

Início em Arranjos Musicais Marcelo Morales Torcato Início em Arranjos Musicais 1ª. Edição Pauliceia Marcelo Morales Torcato 2009 PRIMEIRA AULA. As notas musicais são sete: dó; ré; mi; fá; sol; lá; si. Também podem ser representadas

Leia mais

Leonardo Belga Improvisação LIVRO 3 Iniciando na Improvisação No Violão, Guitarra, Baixo Elétrico E Outros Instrumentos

Leonardo Belga Improvisação LIVRO 3 Iniciando na Improvisação No Violão, Guitarra, Baixo Elétrico E Outros Instrumentos Leonardo Belga mprovisação LVR niciando na mprovisação No Violão, Guitarra, Baixo Elétrico E utros nstrumentos Arpejo (Tríades e Tétrades), Escala Pentatônica Menor, Pentatônica Menor com Blue note Para

Leia mais

BACHARELADO EM MÚSICA PROCESSO SELETIVO

BACHARELADO EM MÚSICA PROCESSO SELETIVO FUNDAÇÃO CARLOS GOMES INSTITUTO ESTADUAL CARLOS GOMES BACHARELADO EM MÚSICA PROCESSO SELETIVO PROGRAMA ESPECÍFICO PARA O EXAME HABILITATÓRIO DO CURSO DE BACHARELADO EM MÚSICA Belém Pará 2014 1 PROGRAMA

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S CANTO PRÁTICA DE MÚSICA 2 a Etapa Peças a serem executadas: 1 - Cante uma ária de ópera do compositor Wolfgang Amadeus Mozart, originalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR PROCESSO SELETIVO SERIADO - 2007 MÚSICA INSTRUÇÕES - Ao receber este caderno de prova verifique se contém

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE 2016 CANDIDATOS AOS CURSOS DE MÚSICA. INFORMATIVO THE/Música

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE 2016 CANDIDATOS AOS CURSOS DE MÚSICA. INFORMATIVO THE/Música UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE 2016 CANDIDATOS AOS CURSOS DE MÚSICA INFORMATIVO THE/Música PROVAS E PROGRAMAS Os Testes de Habilidades Específicas

Leia mais

Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores

Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores ATENÇÃO: O candidato deve apresentar-se com 30 minutos de antecedência, munido da cédula de identidade e do seguinte material para realização da prova: -

Leia mais

MÚSICA PROVA DE PERCEPÇÃO MUSICAL. 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS COLE AQUI A ETIQUETA

MÚSICA PROVA DE PERCEPÇÃO MUSICAL. 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS COLE AQUI A ETIQUETA MÚSICA 2 a Etapa PROVA DE PERCEPÇÃO MUSICAL SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1- A Prova de Percepção Musical na 2 a Etapa é constituída de duas partes: uma escrita

Leia mais

ATA DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO

ATA DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO ATA DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO Dependência: GOIANIA PREFEITURA MUNICIPAL - COMISSAO GERAL DE LICITACAO - (GO) Licitação: (Ano: 2013/ GOIANIA PREFEITURA MUNICIPAL / Nº Processo: 49401299/2012) Às 10:03:35

Leia mais

Música 1. INTRODUÇÃO 2. PROGRAMA. Instrumentos exigidos: Modalidades composição, regência e instrumento. Teoria Musical.

Música 1. INTRODUÇÃO 2. PROGRAMA. Instrumentos exigidos: Modalidades composição, regência e instrumento. Teoria Musical. Aptidão Música 1. INTRODUÇÃO O exame de aptidão em Música tem por objetivo avaliar a formação musical do candidato, bem como o seu potencial artístico. Em seu aspecto técnico, o exame avalia o conhecimento

Leia mais

CAPÍTULO II MÉTODOS E RESULTADOS MÉTODOS. 1. 1 - Sobre o estudo de caso

CAPÍTULO II MÉTODOS E RESULTADOS MÉTODOS. 1. 1 - Sobre o estudo de caso CAPÍTULO II MÉTODOS E RESULTADOS MÉTODOS 1. 1 - Sobre o estudo de caso O presente estudo tem como objetivo descrever o processo adaptativo de três portadores de deficiências físicas diante da prática instrumental.

Leia mais

CURSOS DIA HORA PROVA. 08h30 às 11h30. 08h30 às 11h30

CURSOS DIA HORA PROVA. 08h30 às 11h30. 08h30 às 11h30 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS DO CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA 2015.1 O Conservatório Pernambucano de Música CPM, autorizado pela Portaria SECTMA No 390/09 de 23 de Dezembro

Leia mais

Violão Popular. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Violão Popular. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Violão Popular Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas particulares

Leia mais

Edital 03/FOSPA/2015. 1. DAS INSCRIÇÕES: 1.1. Período de inscrição: de 22 de junho a 03 de julho, de segunda a sextafeira.

Edital 03/FOSPA/2015. 1. DAS INSCRIÇÕES: 1.1. Período de inscrição: de 22 de junho a 03 de julho, de segunda a sextafeira. Edital 03/FOSPA/2015 A Superintendência Artística da Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre - FOSPA, no uso de suas atribuições que lhe confere o Art. 4º e Incisos, do Decreto Nº 51.484, 15 de maio

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2015 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO 2013-2015 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA BACHARELADO EM MÚSICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2015 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO 2013-2015 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA BACHARELADO EM MÚSICA As questões de 1 a 5 são acompanhadas de um áudio gravado que será repetido 4 vezes, com um silêncio de 30 segundos entre cada repetição. Antes de cada execução um som de aviso (um bipe ) tocará, a fim

Leia mais

TOM, SEMITOM, SUSTENIDO, BEMOL.

TOM, SEMITOM, SUSTENIDO, BEMOL. TOM, SEMITOM, SUSTENIDO, BEMOL. Tom e semitom (ou tono e semitono): são diferenças específicas de altura, existentes entre as notas musicais, isto é, são medidas mínimas de diferença entre grave e agudo.

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Selecione a Linha de Crédito Aquisição PF PMCMV Aquisição PF PMCMV Convênios Aquisição PF FGTS Pró-Cotista Aquisição FGTS PF Aquisição PF FGTS Convênios Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação

Leia mais

A ordem do nome das notas

A ordem do nome das notas Teoria Musical1 Cap.1 Altura dos sons João Carlos Almeida 1 1. ALTURA O SOM tem quatro características principais: Altura sons graves, médios e agudos; Duração sons curtos e longos; Intensidade sons muito

Leia mais

VESTIBULAR DE VERÃO 2015/1 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

VESTIBULAR DE VERÃO 2015/1 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS COORDENADORIA DE VESTIBULARES E CONCURSOS/COVEST VESTIBULAR DE VERÃO 2015/1 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PROVA OBJETIVA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Compreensão e uso adequado da língua Construção

Leia mais

GESTÃO E SEGURANÇA DE OBRAS E ESTALEIROS

GESTÃO E SEGURANÇA DE OBRAS E ESTALEIROS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO GESTÃO E SEGURANÇA DE OBRAS E ESTALEIROS 2008/2009 1º SEMESTRE GUIÃO DA DISCIPLINA Docentes: Anabela Mendes Moreira, Professora Adjunta NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

ESCOLA DE MÚSICA BACHARELADO E LICENCIATURA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA

ESCOLA DE MÚSICA BACHARELADO E LICENCIATURA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA ESCOLA DE MÚSICA BACHARELADO E LICENCIATURA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA PARTE I: FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA (Para todos os candidatos ao Bacharelado em Música e Licenciatura em Música). Prova 1 Escrita 1.1.

Leia mais

Capítulo primeiro Prolongações Simples

Capítulo primeiro Prolongações Simples Capítulo primeiro Prolongações Simples A prolongação é um dos conceitos fundamentais da teoria schenkeriana. É a prolongação que, ao inscrever as harmonias na duração, permite que a obra se desenvolva,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO VERIFICAÇÃO DE HABILIDADES E CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO VERIFICAÇÃO DE HABILIDADES E CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 2010-1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO TIPO 1 17/12/09 UFG PROCESSO SELETIVO VERIFICAÇÃO DE HABILIDADES E CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Música CADERNO DE QUESTÕES-RESPOSTAS

Leia mais

PROVA ESCRITA. 2. Tendo como referencia as escalas maiores abaixo,

PROVA ESCRITA. 2. Tendo como referencia as escalas maiores abaixo, PROVA ESCRITA 1. De acordo com o trecho musical abaixo assinale a alternativa que corresponde as notas escritas em suas devidas alturas, segundo a escala geral. A) Lá3-Sol3-Fá3-Fá4-Sol4-Lá4-Si2-Dó3-Lá2-Sol2-Lá3-Si3-Dó3.

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. /2015 CAPEAMENTO ASFÁLTICO Pelo presente instrumento particular de prestação de serviços, o MUNICÍPIO

MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. /2015 CAPEAMENTO ASFÁLTICO Pelo presente instrumento particular de prestação de serviços, o MUNICÍPIO MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. /2015 CAPEAMENTO ASFÁLTICO Pelo presente instrumento particular de prestação de serviços, o MUNICÍPIO DE IBIRAPUITÃ, pessoa jurídica de direito público interno,

Leia mais

ANEXO II PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS 2ª ETAPA ESCOLA DE BELAS ARTES

ANEXO II PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS 2ª ETAPA ESCOLA DE BELAS ARTES ANEXO II PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS 2ª ETAPA ESCOLA DE BELAS ARTES ARTES PLÁSTICAS DESIGN LICENCIATURA EM DESENHO E PLÁSTICA SUPERIOR DE DECORAÇÃO Prova Dia Horário Local Desenho de Observação 24/07/2015

Leia mais

EDITAL N o 40/2010-DAA

EDITAL N o 40/2010-DAA EDITAL N o 40/2010-DAA CERTIDÃO Certifico que o presente Edital foi publicado no dia 23/9/2010 no endereço eletrônico www.daa.uem.br, na Secretaria da DAA e nas Secretarias Acadêmicas dos Câmpus Regionais

Leia mais

Arte cartaz, banner e filipeta

Arte cartaz, banner e filipeta Arte cartaz, banner e filipeta Site da Prefeitura de Cordeiro Data: 08/10/10 Últimas Notícias Todas as Notícias O Barroco Europeu em Cordeiro Uma apresentação para marcar época A Orquestra Barroca da UNIRIO

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2016 Universidade Federal do Rio de Janeiro

CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2016 Universidade Federal do Rio de Janeiro CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2016 Universidade Federal do Rio de Janeiro CONTEUDO PROGRAMÁTICO TESTE DE VERIFICAÇÃO DE HABILIDADE ESPECÍFICA (THE) O Teste de Verificação de Habilidade Específica

Leia mais

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB MANUAL DE PROCEDIMENTO 2013 REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB Artigo Assunto Página 1 Definições... 225 2 Conselho diretor... 225 3 Eleições e mandatos... 225 4 Deveres do conselho diretor...

Leia mais

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Portaria Nº 37/2003 de 22 de Maio

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Portaria Nº 37/2003 de 22 de Maio S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria Nº 37/2003 de 22 de Maio O Decreto Legislativo Regional n.º 13/2002/A, de 12 de Abril, cria o novo regime jurídico para a educação extra-escolar e ensino recorrente.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens Ana Estevens, nº 120138001 Trabalho realizado na Unidade Curricular de Processos de Experimentação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 12/2013

PROCESSO SELETIVO EDITAL 12/2013 PROCESSO SELETIVO EDITAL 12/2013 CARGO E UNIDADES: Instrutor de Música (Caicó) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas. Assine no

Leia mais

A música surgiu com os sons

A música surgiu com os sons Dó A música surgiu com os sons da natureza, já que seus elementos formais - som e ritmo - fazem parte do Universo e, particularmente da estrutura humana O homem pré-histórico deve ter percebido os sons

Leia mais

ICMS SÃO PAULO. Livro EXCELL.indd 44 10/04/14 17:11

ICMS SÃO PAULO. Livro EXCELL.indd 44 10/04/14 17:11 ICMS SÃO PAULO Livro EXCELL.indd 44 10/04/14 17:11 INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE CREDITOS DE ICMS - ESTADO DE SÃO PAULO DE FORMA ONEROSA contratante, CNPJ. Endereço, cidade, estado, na cidade

Leia mais

46 Dona Nobis Pacem: alturas Conteúdo

46 Dona Nobis Pacem: alturas Conteúdo Introdução Formação de tríades maiores menores Arpejos maiores e menores Cânone Sobreposição de vozes formando acordes Inversão de acordes Versões do cânone Dona Nobis Tonalidades homônimas Armaduras Influência

Leia mais

TIPO A TEORIA MUSICAL. As questões 01 a 03 referem-se ao trecho musical a seguir, de Lulli:

TIPO A TEORIA MUSICAL. As questões 01 a 03 referem-se ao trecho musical a seguir, de Lulli: 1 TEORIA MUSICAL As questões 01 a 03 referem-se ao trecho musical a seguir, de Lulli: 1. Observe o trecho musical acima e responda: 0-0) A tonalidade predominante deste trecho musical é Si bemol Maior.

Leia mais

CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein. 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior

CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein. 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior Coleção Clássicos Musicais: Baby Einstein CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior 2. Minueto Em Sol

Leia mais

FÓRMULA VIOLÃO EXPRESS

FÓRMULA VIOLÃO EXPRESS Direitos Autorais Todos os Direitos reservados a Fábio de Amorim Teodoro. Este e-book só pode ser distribuído juntamente com o Curso Gratuito Fórmula Violão Express. Parartestes Alongamento dodo ViolãoViolão

Leia mais

RELATÓRIO SIMPLIFICADO FINAL PSICOLOGIA GENÉTICA DE JEAN PIAGET 2ª UNIDADE. Instrução Geral ao Relatório:

RELATÓRIO SIMPLIFICADO FINAL PSICOLOGIA GENÉTICA DE JEAN PIAGET 2ª UNIDADE. Instrução Geral ao Relatório: 1 RELATÓRIO SIMPLIFICADO FINAL PSICOLOGIA GENÉTICA DE JEAN PIAGET 2ª UNIDADE Prof. Dr. Alexsandro Medeiros do Nascimento Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva Departamento de Psicologia - UFPE Instrução

Leia mais

Conteúdos programáticos do Curso Oficial de

Conteúdos programáticos do Curso Oficial de Conteúdos programáticos do Curso Oficial de Programa de Fagote 1º grau Noções teóricas sobre as características do fagote. Noções da embocadura e maneira de segurar o instrumento. Estudo das posições dos

Leia mais

EDITAL Nº 02/2013 EXAME DE CLASSIFICAÇÃO DO CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE MÚSICA JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA- POUSO ALEGRE

EDITAL Nº 02/2013 EXAME DE CLASSIFICAÇÃO DO CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE MÚSICA JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA- POUSO ALEGRE Conservatório Estadual de Música Juscelino Kubitschek de Oliveira Rua Francisco Salles, nº 116 Telefax- 0XX35-3425-2800 CEP 37.550-000 - Pouso Alegre MG E-mail: cempajko@yahoo.com.br EDITAL Nº 02/2013

Leia mais

BRUNO PROCOPIO INTEGRAL DAS SONATAS PARA VIOLA DA GAMBA E CRAVO DE J.S.BACH

BRUNO PROCOPIO INTEGRAL DAS SONATAS PARA VIOLA DA GAMBA E CRAVO DE J.S.BACH G.L Produções Culturais - Agent au Brésil Rua Otávio Correia, 420/06 Urca Rio de Janeiro, RJ CEP 22291180 T 5521 22950730 F Work Fax Phone pablo@gl.art.br Work URL INTEGRAL DAS SONATAS PARA VIOLA DA GAMBA

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

18. TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA, CAMPUS II CURITIBA

18. TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA, CAMPUS II CURITIBA - Entrevista OBS: A prova poderá ser interrompida a qualquer momento a critério da banca examinadora. Violino Mecanismo em Sol Maior, em três oitavas (escala, os 7 arpejos, terças e cromática) de cor;

Leia mais

Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão

Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão ANEXO REPERTÓRIO DE ADMISSÃO Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão Violino Concerto nº 1, nº 2, nº 3, nº 4 ou nº 5: 1º movimento com cadência Sinfonia no.9, op.

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE DIVISÓRIAS PARA O ESCRITÓRIO REGIONAL DE BELO HORIZONTE MG ER 04

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE DIVISÓRIAS PARA O ESCRITÓRIO REGIONAL DE BELO HORIZONTE MG ER 04 PREGÃO AMPLO 009/2003 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANATEL ER04 MINAS GERAIS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE DIVISÓRIAS PARA O ESCRITÓRIO REGIONAL DE BELO HORIZONTE

Leia mais

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008 Universal Entrada 2008 Programa Programa - Manual do Aplicador Teste Universal - 2008 Teste Cognitivo Leitura/Escrita e Matemática Caro alfabetizador(a): Se você está recebendo este material, é porque

Leia mais

Uma solução para cada reabilitação

Uma solução para cada reabilitação Uma solução para cada reabilitação Biomateriais Sistemas de Implantes Soluções Digitais Serviço Sobre a Phibo A Phibo é a empresa multinacional espanhola líder em implantologia e regeneração óssea. A Phibo

Leia mais

GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO

GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Versão 01 - Página 1/24 PROCESSO: Acompanhamento e controle das obras nas sedes do MP-GO PROCEDIMENTO: Acompanhamento e controle das obras nas sedes do MP- GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Objetivo estratégico:

Leia mais

2 03/11 Relatório Final R.A. O.S. O.A. PU. 1 30/09 Alterado Endereço do Terreno R.A. O.S. O.A. PU

2 03/11 Relatório Final R.A. O.S. O.A. PU. 1 30/09 Alterado Endereço do Terreno R.A. O.S. O.A. PU Código Rev. Folha SD.KLA.PA.RE.001 2 1/ Código do cliente Rev. 0 KLABIN S. A. PARANAGUA PR TERRENO ROCHA RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GEOTÉCNICA FUROS DE SONDAGENS Cliente : KLABIN S. A. Obra : LEVANTAMENTO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA ARTE. Anexo II do Edital nº 1, de 13.01.2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA ARTE. Anexo II do Edital nº 1, de 13.01.2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA ARTE Anexo II do Edital nº 1, de 13.01.2014 Endereço de entrega da documentação (curriculum da Plataforma Lattes): Secretaria

Leia mais

Gerenciamento de Redes: Protocolo SNMP

Gerenciamento de Redes: Protocolo SNMP Gerenciamento de Redes: Protocolo SNMP Protocolo SNMP (do inglês Simple Network Management Protocol Protocolo Simples de Gerência de Rede) é um protocolo usado para gerenciar redes TCP/IP complexas. Com

Leia mais

Música 2. PROGRAMA. Modalidades composição, regência e instrumento

Música 2. PROGRAMA. Modalidades composição, regência e instrumento Aptidão Música 1. INTRODUÇÃO O exame de aptidão em Música tem por objetivo avaliar a formação musical do candidato, bem como o seu potencial artístico. Em seu aspecto técnico, o exame avalia o conhecimento

Leia mais

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO - HABILITAÇÃO EM INSTRUMENTO - HABILITAÇÃO EM CANTO PROVA PRÁTICA DE INSTRUMENTO OU CANTO INFORMAÇÕES PRELIMINARES

Leia mais