UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA NPGECIMA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA NPGECIMA"

Transcrição

1 INSTRUÇÃO NORMATIVA 01/2015 Regulamenta a estrutura curricular do Curso de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática. O Colegiado de Pós-Graduação do no uso de suas atribuições, Considerando a necessidade de atualizar a estrutura curricular do Curso de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática; Considerando as Resoluções 25/2014 e 56/2014, publicadas pelo CONEPE/UFS RESOLVE Art. 1º Definir a estrutura curricular do Curso de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática, que terá vigência a partir de agosto de ESTRUTURA CURRICULAR Art. 2º O Curso de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática tem como área de concentração Ensino de Ciências e Matemática e como linhas de pesquisa: Linha I - Currículo, Didáticas e Métodos de Ensino das Ciências Naturais e Matemática. Linha II - Ciências, Cultura e Saberes Científicos e Técnicas nas Sociedades Contemporâneas. Art. 3º Para o cumprimento integral das disciplinas cursadas no Mestrado, o estudante deverá cursar 12 (doze) créditos em disciplinas obrigatórias ofertadas pelo e 8 (oito) créditos em disciplinas optativas. Art. 4º Dos créditos a serem integralizados por meio de disciplinas optativas, até 4 (quatro) deles poderão ser obtidos na forma de atividades extracurriculares, que serão definidas em instrução normativa suplementar a esta. Art. 5º As três disciplinas obrigatórias ofertadas pelo são:

2 DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Fundamentos do ensino e da pesquisa: aspectos históricos e epistemológicos EMENTA: Epistemologia. A história e a filosofia da ciência no ensino e na pesquisa. Metodologias da pesquisa. Saber, ciências, técnicas e cultura nas sociedades contemporâneas EMENTA: Os diferentes saberes: cotidiano, científico e escolar. A epistemologia dos saberes. Relação entre os saberes. Perspectiva educacional Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA). Didática e metodologia do ensino em ciências e matemática EMENTA: Dimensões do processo didático e seus eixos norteadores: ensinar, aprender, pesquisar e avaliar. A organização e o desenvolvimento do processo ensinoaprendizagem de ciências e matemática na educação básica e superior. Art. 6º As disciplinas optativas ofertadas pelo são: Seminário de Pesquisa I DISCIPLINAS OPTATIVAS Ementa - Questões teóricas e metodológicas específicas das linhas de pesquisa. Aspectos do processo de elaboração de dissertações. Leitura e discussão de trabalhos acadêmicos representativos. Seminário de Pesquisa II Ementa -Discussão do desenvolvimento dos projetos de pesquisa. Tendências teóricas e metodológicas da pesquisa educacional. Tecnologias da informação e comunicação (TIC) no ensino e na formação de professores EMENTA: As tecnologias da informação e comunicação (TIC) no mundo contemporâneo: impactos e contribuições. Sociedade informacional, globalizada e tecnológica. Conceitos, modelos, experiências e mudanças no campo educacional com as tecnologias digitais. TIC e a formação de professores Currículo e avaliação escolar Ementa: Concepções de currículo no ensino de ciências e matemática. Currículo escolar e cotidiano. Pressupostos teóricos

3 metodológicos da avaliação, avaliação educacional e da aprendizagem Teorias da aprendizagem Ementa - Conceitos básicos. A psicologia da aprendizagem e a prática pedagógica. As políticas da inteligência e os problemas de aprendizagem. O ensino experimental em ciências naturais Ementa: Objetivos do ensino experimental em Ciências. Laboratório Estruturado; Laboratório não estruturado; A avaliação do ensino experimental. Políticas públicas para a educação científica no Brasil Ementa: Sociedade, estado e educação. A política educacional no contexto das políticas públicas. Perspectivas e tendências contemporâneas das políticas, legislação e projetos educacionais. Políticas públicas para a educação científica O livro didático no ensino de ciências e matemática Ementa: Livros didáticos de ciências naturais. Livros didáticos de matemática. Programa de avaliação dos livros didáticos. Literatura no ensino de ciências. Tópicos especiais em ensino de biologia biologia Tópicos especiais em ensino de física física. Tópicos especiais em ensino de matemática matemática. Tópicos especiais em ensino de química química. Art. 7º As atividades extracurriculares serão divididas em: ATIVIDADES EXTRACURRICULARES Atividades Extracurriculares I Atividades Extracurriculares II

4 Atividades Extracurriculares III Atividades Extracurriculares IV Art. 8º Todas as disciplinas obrigatórias e optativas poderão ser ofertadas na forma regular, com aulas semanais, e por módulo, com aulas concentradas em um determinado intervalo de dias ao longo dos períodos letivos ou em períodos de recesso. Art. 9º As atividades acadêmicas às quais não serão atribuídos créditos são: Exame de Qualificação; Defesa de Dissertação; Estágio Docência; Proficiência em Língua Estrangeira. Parágrafo 1º. As atividades Exame de Qualificação, Defesa de Dissertação e Proficiência em Língua Estrangeira são atividades obrigatórias para todos os mestrandos do, sendo o Estágio Docência obrigatório somente para os que forem bolsistas CAPES. Parágrafo 2º A proficiência em língua estrangeira (espanhol, francês ou inglês) deverá ser comprovada por meio de certificação de obtenção de conceito A, B ou C, ou equivalente, em exame realizado por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. Parágrafo 3º O certificado de proficiência em língua estrangeira, a ser apresentado pelo estudante, deverá possibilitar a constatação de que o respectivo exame foi realizado há no máximo dois anos antes da data da primeira matrícula do mestrando como estudante regular no ou durante o primeiro ano após essa matrícula. Art. 10º A disciplina Fundamentos do ensino e da pesquisa: aspectos históricos e epistemológicos será equivalente à ENSCM Fundamentos teóricometodológicos da pesquisa em ensino de ciências e matemática, que deixou de ser ofertada pelo em Art. 11º Os créditos atribuídos à atividade Exame de Qualificação antes da publicação desta instrução normativa deixarão de ser contabilizados para a integralização dos requisitos necessários para a obtenção do grau de mestre.

5 Cidade Universitária "Prof. José Aloísio de Campos", 20 de julho Profa. Dra. Divanizia do Nascimento Souza PresidentedoColegiadodePós-Graduaçãodo

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO Nº 04/2017 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular do Curso de Física, modalidade Licenciatura,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 01/2017-PPGED

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 01/2017-PPGED UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓREITORIA DE PESQUISA E PÓSGRADUÇÃO PROGRAMA DE PÓSGRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 01/2017PPGED Aprova a estrutura curricular dos Cursos de Mestrado e Doutorado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 07/92 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Reforma a estrutura curricular do Curso de Filosofia do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, e

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/ PPGPI ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO ACADÊMICO

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/ PPGPI ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO ACADÊMICO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2015 - PPGPI Estabelece a Estrutura Curricular do Curso de Doutorado e Mestrado do PPGPI, conforme Resolução nº 62/2014/CONEPE. ESTRUTURA CURRICULAR DO MESTRADO ACADÊMICO I -

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO REGULAMENTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO REGULAMENTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO P ROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO REGULAMENTO Aprovado pelo Colegiado do curso em 08/03/2012 Homologado pelo Conselho de Pós-Graduação

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. 1º Fase-Sugestão

CURRÍCULO DO CURSO. 1º Fase-Sugestão Documentação: Curso Reconhecido pela Portaria nº 651 de 29/06/2017 e Publicado no DOU em 30/06/2017. Objetivo: Titulação: Diplomado em: Licenciado em Matemática Matemática Período de Conclusão do Curso:

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 9 semestres. Prof. Dr. André Vanderlinde da Silva

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 9 semestres. Prof. Dr. André Vanderlinde da Silva Documentação: Objetivo: Titulação: Diplomado em: Resolução 04/2015/CGRAD/2015 de 24/06/2015 Portaria Normativa nº 24 Decreto nº 8.142, art 2º, de 21 de novembro de 2015 Curso Reconhecido pela Portaria

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO SEMESTRALIZADO 10 SEMESTRES

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO SEMESTRALIZADO 10 SEMESTRES CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO SEMESTRALIZADO 10 SEMESTRES Situação Legal: Reconhecido Integralização: Mínimo 5 anos / Máximo 8 anos Carga Horária: 2.820h (188 créditos)

Leia mais

RESOLUÇÃO N 051/2013- CONSU/UEAP

RESOLUÇÃO N 051/2013- CONSU/UEAP UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAPÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N 051/2013- CONSU/UEAP Aprova alterações na matriz curricular do curso de Ciências Naturais - Licenciatura da Universidade do Estado

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Aprova a estrutura curricular do Curso de Letras Libras, modalidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2013/DEQ

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2013/DEQ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2013/DEQ Distribuição da carga horária de atividade docente no Departamento

Leia mais

PROJETO DE MESTRADO INTERDISCIPLINAR, INSTITUCIONAL NA CONDIÇÃO MINTER

PROJETO DE MESTRADO INTERDISCIPLINAR, INSTITUCIONAL NA CONDIÇÃO MINTER PROJETO DE MESTRADO INTERDISCIPLINAR, INSTITUCIONAL NA CONDIÇÃO MINTER REGULAMENTO O Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu de Mestrado Interdisciplinar e Interinstitucional na condição (MINTER), regulamentado

Leia mais

Códigos Disciplinas Carga Horária. LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários I 60 horas ---

Códigos Disciplinas Carga Horária. LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários I 60 horas --- LICENCIATURA EM LETRAS: FRANCÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS MATRIZ CURRICULAR Habilitação em Francês e respectivas literaturas o Ciclo Básico: LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 11/2017

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 11/2017 RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 11/2017 Aprova o Curso de Mestrado Profissional em Química em Rede Nacional - PROFQUI A Presidente Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições,

Leia mais

10 semestres. Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Pró-Reitoria de Graduação

10 semestres. Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Pró-Reitoria de Graduação Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Pró-Reitoria de Graduação MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE QUÍMICA CARGA HORÁRIA (HORA-AULA) COMPONENTES CURRICULARES PRÉ-REQUISITOS

Leia mais

ANEXO I - REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA

ANEXO I - REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CAMPUS RIO POMBA ANEXO I - REGULAMENTO DAS ATIVIDADES

Leia mais

DIRETRIZES CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO UTFPR

DIRETRIZES CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES PARA OS CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DA UTFPR Resolução

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. 1º semestre: EIXO 1 A TRAJETÓRIA EDUCACIONAL NEB 60 TOTAL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. 1º semestre: EIXO 1 A TRAJETÓRIA EDUCACIONAL NEB 60 TOTAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA COMPONENTE CURRICULAR EIXO TEMÁTICO CH CR REQUISITOS 1º semestre: EIXO 1 A TRAJETÓRIA EDUCACIONAL Língua Portuguesa NEB 60 Educação e Tecnologias

Leia mais

4º SEMESTRE 3º SEMESTRE CH 360 CRED 17 CH 360 CRED 17 METODOLOGIA DA PESQUISA EDUCACIONAL (2) SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO II (2) DEBI 717 DEBI 722

4º SEMESTRE 3º SEMESTRE CH 360 CRED 17 CH 360 CRED 17 METODOLOGIA DA PESQUISA EDUCACIONAL (2) SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO II (2) DEBI 717 DEBI 722 UESB CURSO DE LICENCIATURA EM 1º SEMESTRE CH 435 CRED 24 2º SEMESTRE CH 420 CRED 22 3º SEMESTRE CH 360 CRED 17 4º SEMESTRE CH 360 CRED 17 5º SEMESTRE CH 360 CRED 17 6º SEMESTRE CH 435 CRED 18 7º SEMESTRE

Leia mais

Currículo do Curso de História

Currículo do Curso de História Currículo do Curso de História Licenciatura ATUAÇÃO O licenciado em História formado na UFV poderá atuar no ensino fundamental (séries finais: 5ª a 8ª séries), ensino médio e universitário. O curso está

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CMRV/UFPI

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CMRV/UFPI REGULAMENTAÇÃO DAS S COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CMRV/UFPI Art. 1º - As Atividades Complementares têm por objetivo enriquecer o conhecimento propiciado pelo curso de Ciências Contábeis,

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO SEMESTRE MESTRADO 24 créditos obrigatórios DOUTORADO 32 créditos obrigatórios 1º SEM Agosto-dezembro

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

MATRIZ CURRICULAR - LICENCIATURA EM PEDAGOGIA MATRIZ CURRICULAR - LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 1 a FASE CÓD DISCIPLINAS EIXO C/H Créditos Filosofia da I Epistemologia Introdução à Ciência Epistemologia Científica educativa Português Comunicação e expressão

Leia mais

Estabelece critérios para cumprimento de créditos em disciplinas, aproveitamento de créditos em disciplinas e atividades complementares

Estabelece critérios para cumprimento de créditos em disciplinas, aproveitamento de créditos em disciplinas e atividades complementares INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES DE 10 DE ABRIL DE 2012. Estabelece critérios para cumprimento de créditos em disciplinas, aproveitamento de créditos em disciplinas

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT. Regimento Interno do PROFMAT UFJF

Universidade Federal de Juiz de Fora Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT. Regimento Interno do PROFMAT UFJF Universidade Federal de Juiz de Fora Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT Regimento Interno do PROFMAT UFJF Da Natureza e dos Objetivos Art. 1º O Mestrado Profissional em Matemática

Leia mais

Especialização em Ensino de Química

Especialização em Ensino de Química Especialização em Ensino de Química Introdução aos Estudos a Distância 30 Políticas Educacionais e a Prática Docente 30 Educação Inclusiva 30 Epistemologia e o Ambiente de Ensino 30 Avaliação da Aprendizagem

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA:

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: MESTRADO E DOUTORADO 1. CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA O

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Art. 1º Com base no disposto no Art. 79 do Regulamento Geral dos Cursos de Graduação da Universidade Federal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS RESOLUÇÃO Nº 03/2005

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS RESOLUÇÃO Nº 03/2005 RESOLUÇÃO Nº 03/2005 Normatiza a integralização de estágios no Curso de Psicologia da UFMG. O, no uso de suas atribuições e considerando: A Lei 6494 de 7 de Dezembro de 1977; O Decreto 87.497 de 18 de

Leia mais

NÚCLEO TEMÁTICO I CONCEPÇÃO E METODOLOGIA DE ESTUDOS EM EaD

NÚCLEO TEMÁTICO I CONCEPÇÃO E METODOLOGIA DE ESTUDOS EM EaD UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ-UFPR SETOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL CURSO DE PEDAGOGIA MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS ANOS

Leia mais

Estrutura Curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para os ingressos a partir de 2018:

Estrutura Curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para os ingressos a partir de 2018: Estrutura Curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para os ingressos a partir de 2018: As disciplinas que compõem a estrutura curricular do Curso de Graduação em

Leia mais

Luiz de Sousa Junior UFPB

Luiz de Sousa Junior UFPB Luiz de Sousa Junior UFPB Altera a LDB Altera o Fundeb Altera a CLT Revoga a Lei 11.161/2005 Institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Implicações curriculares,

Leia mais

O COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO da Universidade Federal de Sergipe, no uso de suas atribuições legais,

O COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO da Universidade Federal de Sergipe, no uso de suas atribuições legais, INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 01/2016/PPGCNUT Regulamenta a estrutura curricular do curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós- Graduação em Ciências da Nutrição (PPGCNUT) da UFS. O COLEGIADO DO PROGRAMA

Leia mais

A Pós-Graduação em Ensino de Física no IF-UFRJ. Carlos E. Aguiar

A Pós-Graduação em Ensino de Física no IF-UFRJ. Carlos E. Aguiar A Pós-Graduação em Ensino de Física no IF-UFRJ Carlos E. Aguiar IF-UFRJ, 25/10/2007 A Física no Vestibular da UFRJ Média na prova específica de Física em 2006: 1,9 (em 10) 20% dos candidatos tiveram nota

Leia mais

RESOLUÇÃO UNESP Nº 148, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicada no D.O.E. de , Seção I, pág. 54. JULIO CEZAR DURIGAN Reitor

RESOLUÇÃO UNESP Nº 148, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicada no D.O.E. de , Seção I, pág. 54. JULIO CEZAR DURIGAN Reitor RESOLUÇÃO UNESP Nº 148, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicada no D.O.E. de 15.11.12, Seção I, pág. 54 Aprova o Regulamento do Programa de Pósgraduação em Televisão Digital: Informação e Conhecimento, Curso

Leia mais

Estrutura curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para ingressos a partir de 2018:

Estrutura curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para ingressos a partir de 2018: Estrutura curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para ingressos a partir de 2018: As disciplinas que compõem a estrutura curricular do Curso de Graduação em Ciências

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Normas Complementares para as Atividades Complementares do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia. Normas Complementares para Atividades Complementares do Bacharelado Interdisciplinar em

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 37/2009 Altera a estrutura curricular do Curso de Bacharelado em Ciências

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA Currículo Novo 2009/01 Reconhecido pela Portaria Ministerial Nº 1.193, de 08/04/2005. Duração: 3.720 h - 248 créditos, acrescidas de 120 horas de atividades complementares

Leia mais

Considerando o disposto na Resolução CNE/CES nº 9, de 11 de março de 2002 que institui as Diretrizes Nacionais Curriculares para o Curso de Física;

Considerando o disposto na Resolução CNE/CES nº 9, de 11 de março de 2002 que institui as Diretrizes Nacionais Curriculares para o Curso de Física; 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 15/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Física,

Leia mais

Estrutura Curricular. Grupo A [Saberes Docentes]

Estrutura Curricular. Grupo A [Saberes Docentes] Estrutura Curricular O currículo do Mestrado Profissional em Educação Matemática é constituído por disciplinas obrigatórias e eletivas. O mestrando deverá concluir um total de 28 créditos em disciplinas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO 28/2009 Aprova a estrutura curricular do Curso de Licenciatura em, do Centro de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Engenharia Elétrica

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Engenharia Elétrica INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015/DEL Estabelece normas para a distribuição de carga horária de atividades dos docentes do. O CONSELHO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA, no uso de suas atribuições, CONSIDERANDO

Leia mais

RESOLUÇÃO PPGFV/UFLA Nº 01 DE 10 DE OUTUBRO DE 2016 PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO FISIOLOGIA VEGETAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS

RESOLUÇÃO PPGFV/UFLA Nº 01 DE 10 DE OUTUBRO DE 2016 PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO FISIOLOGIA VEGETAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO PPGFV/UFLA Nº 01 DE 10 DE OUTUBRO DE 2016 FISIOLOGIA VEGETAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOLOGIA

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; RESOLUÇÃO Nº 02/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 09/2017 CONSUNI/CGAE

RESOLUÇÃO Nº 09/2017 CONSUNI/CGAE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA DE GRADUAÇÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS RESOLUÇÃO Nº 09/2017 CONSUNI/CGAE Estabelece a estrutura do Domínio Conexo entre os cursos de Licenciatura dos campi da Universidade Federal

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA Currículo Novo 200901 Reconhecido pela Portaria Ministerial Nº 1.193, de 08/04/2005 Duração: 3.720 h - 248 créditos, acrescidas de 120 horas de atividades complementares

Leia mais

Resolução 032/94 - CONSEPE

Resolução 032/94 - CONSEPE Resolução 032/94 - CONSEPE Altera grade curricular e define ementas de disciplinas do curso de Pedagogia oferecido pelo Centro de Ciências da Educação - FAED. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa

Leia mais

UESB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ÊNFASE EM EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL (Licenciatura)

UESB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ÊNFASE EM EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL (Licenciatura) UESB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ÊNFASE EM INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO (Licenciatura) 1º SEMESTRE CH 450 CRED 26 SOCIOLOGIA (2) DCHL 810 2º SEMESTRE CH 450 CRED 27 (2) DCHL 817 3º SEMESTRE CH

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR

ESTRUTURA CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA ESTRUTURA CURRICULAR 1. Nível: Doutorado Total de créditos mínimos: 36 (não bolsistas) e 38

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES COORDENAÇÃO DO CURSO DE LETRAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES COORDENAÇÃO DO CURSO DE LETRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES COORDENAÇÃO DO CURSO DE LETRAS Resolução CCL / nº 01/2011 Regulamenta os Conteúdos Complementares Flexíveis, fixados no Projeto

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - A Coordenação do Curso de Licenciatura em Química da UTFPR Campus

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MESTRADO E DOUTORADO - DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA:

ESTRUTURA CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MESTRADO E DOUTORADO - DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA: ESTRUTURA CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MESTRADO E DOUTORADO - DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA: Os cursos de Mestrado e Doutorado do PPGP/UFSC compreendem um conjunto

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE C.S.T. EM PROCESSOS QUÍMICOS PORTARIA NORMATIVA Nº 1, 14 DE SETEMBRO DE 2009

COORDENAÇÃO DO CURSO DE C.S.T. EM PROCESSOS QUÍMICOS PORTARIA NORMATIVA Nº 1, 14 DE SETEMBRO DE 2009 COORDENAÇÃO DO CURSO DE C.S.T. EM PROCESSOS QUÍMICOS PORTARIA NORMATIVA Nº 1, 14 DE SETEMBRO DE 2009 Institui as normas e as atividades aprovadas para o aproveitamento de carga horária para compor atividades

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 01/2005 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em, do Centro

Leia mais

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Animal, Cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia

Leia mais

Códigos Disciplinas Carga Horária. LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários I 60 horas ---

Códigos Disciplinas Carga Horária. LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários I 60 horas --- LICENCIATURA EM LETRAS: PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS MATRIZ CURRICULAR Habilitação em Português e respectivas literaturas o Ciclo Básico: LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº. 06/2015 Aprova o III Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de

Leia mais

RESOLUÇÃO 003/2015 COLEGIADO DO CURSO DE GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO 003/2015 COLEGIADO DO CURSO DE GEOGRAFIA RESOLUÇÃO 003/2015 COLEGIADO DO CURSO DE GEOGRAFIA O COLEGIADO DO CURSO DE GEOGRAFIA, nas atribuições do Art. 46, inciso VII, do Regimento Geral, aprova a seguinte resolução, relacionada às Atividades

Leia mais

Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento

Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS), vinculado

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DO ENVELHECIMENTO CEPE 23/10/2013 I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O Curso de Mestrado

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 005/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 005/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 005/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 171/2012, que altera o currículo do Curso de Ciências Biológicas Licenciatura para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

O novo currículo do curso de Filosofia é constituído de núcleos de disciplinas, a saber:

O novo currículo do curso de Filosofia é constituído de núcleos de disciplinas, a saber: CURRÍCULO O novo currículo do curso de Filosofia é constituído de núcleos de disciplinas, a saber: Núcleo de Formação básica (Licenciatura e Bacharelado): História da Filosofia Antiga, Medieval, Moderna

Leia mais

a necessidade definir os conteúdos complementares flexíveis do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica;

a necessidade definir os conteúdos complementares flexíveis do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica; UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE ENERGIAS ALTERNATIVAS E RENOVÁVEIS COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Portaria 02/2012 CCGEE Regulamenta os Conteúdos Curriculares Flexíveis, fixados

Leia mais

LICENCIATURA EM PORTUGUÊS-ITALIANO

LICENCIATURA EM PORTUGUÊS-ITALIANO Período Carga horária EIATURA EM PORTUGUÊS-ITALIANO Créditos Pré-requisito Código Nomenclatura Grupo Integralização 1º 030 02 030 02 fonética 030 02 Introdução s estudos literários 030 02 Seminário de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 010/2017 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 08/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

MINUTA DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANIMAIS SELVAGENS

MINUTA DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANIMAIS SELVAGENS MINUTA DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANIMAIS SELVAGENS Resolução UNESP nº de / /2015 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Animais Selvagens, Cursos de Mestrado Acadêmico

Leia mais

Máximo de Horas. Documentação a ser entregue pelo aluno Complementar: Memorando do Diretório Acadêmico contendo período Estudantil

Máximo de Horas. Documentação a ser entregue pelo aluno Complementar: Memorando do Diretório Acadêmico contendo período Estudantil Atividade Horas Máximo de Horas Documentação a ser entregue pelo aluno Complementar: Equivalentes Categoria (máximo por (até o final do ano) curso) Representação 5 Memorando do Diretório Acadêmico contendo

Leia mais

Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de

Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de 15-7-2011 2011,, alterada pela Resolução Unesp-52 de 02-06 06-2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014)

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) 1 Caracterização Os cursos de Engenharia de Produção do Brasil são regidos pelas

Leia mais

Faculdade de Direito e Relações Internacionais Programa de Pós-graduação Fronteiras e Direitos Humanos

Faculdade de Direito e Relações Internacionais Programa de Pós-graduação Fronteiras e Direitos Humanos REGULAMENTO DO ESTÁGIO DOCENTE DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO FRONTEIRAS E DIREITOS HUMANOS -FADIR/UFGD Estabelece os procedimentos para a realização e acompanhamento de estágios de docência para Discentes

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : LICENCIATURA EM FILOSOFIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 140 Optativos: 20.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : LICENCIATURA EM FILOSOFIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 140 Optativos: 20. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:23:01 Curso : LICENCIATURA

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 16/2009 Altera a Resolução 04/2007-A que regulamenta a Estrutura Curricular

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes R E S O L U Ç Ã O Nº 168/2012 CI / CCH CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 05/11/2012. João Carlos Zanin, Secretário Aprova alterações curriculares

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR ETAPA I ETAPA II ETAPA III

MATRIZ CURRICULAR ETAPA I ETAPA II ETAPA III Terra e sua Composição MATRIZ CURRICULAR ETAPA I Dinâmica da Terra 60 50 3 Natureza da matéria 100 83 5 Técnicas básicas de laboratório 60 50 3 Propriedades físicas da matéria e 40 33 suas medidas 2 Fundamentos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.933, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCH UFV HISTÓRIA. COORDENADORA DO CURSO DE HISTÓRIA France Maria G. Coelho

Currículos dos Cursos do CCH UFV HISTÓRIA. COORDENADORA DO CURSO DE HISTÓRIA France Maria G. Coelho 212 Currículos dos Cursos do CCH UFV HISTÓRIA COORDENADORA DO CURSO DE HISTÓRIA France Maria G. Coelho fmcoelho@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 213 Bacharelado ATUAÇÃO O historiador formado na UFV

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE N.º 15, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO CONSEPE N.º 15, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO CONSEPE N.º 15, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014 Estabelece procedimentos para o Estudo Dirigido no âmbito das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão das Faculdades

Leia mais

Fundamentos de Fundamentos de Sistemas de Geometria Analítica. Comunicação e Expressão I

Fundamentos de Fundamentos de Sistemas de Geometria Analítica. Comunicação e Expressão I 4.7.2 Representação Gráfica do Perfil de Formação Quadro I dos núcleos de formação do Curso de Sistemas de Informação para ingressantes a partir do 2º semestre de 2014 Período 1º 2º 3º Algoritmos e Programação

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE)

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE) FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE) Resolução UNESP nº de / /2012 Aprova o Regulamento do Programa de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE ABRIL DE 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE ABRIL DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.550, DE 22 DE ABRIL DE 2014 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Profª Drª Rosane Silveira

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Profª Drª Rosane Silveira Habilitação: Licenciatura e Bacharelado em Letras - Italiano Documentação: Curso reconhecido pelo Decreto Federal 46266 de 26/06/1959, publicado no Diário Oficial da União de 10/07/1959 Decreto Criação

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 03/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2012/1º SEMESTRE (Aprovada pela Resolução CONSEPE nº 09, de 09 de fevereiro de 2012)

ESTRUTURA CURRICULAR 2012/1º SEMESTRE (Aprovada pela Resolução CONSEPE nº 09, de 09 de fevereiro de 2012) UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE INTERDISICPLINAR DE HUMANIDADES CURSO DE GRADUAÇÃO: PEDAGOGIA ESTRUTURA CURRICULAR 2012/1º SEMESTRE (Aprovada pela Resolução CONSEPE nº

Leia mais

DISCIPLINAS/ATIVIDADES OBRIGATÓRIAS

DISCIPLINAS/ATIVIDADES OBRIGATÓRIAS MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 374/2010 EMENTA: Estabelece o Ajuste Curricular do Curso de Graduação em Turismo, aprovado pela Resolução 226/2007 e alterada

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 142-CONSELHO SUPERIOR, de 26 de setembro de 2013.

RESOLUÇÃO Nº 142-CONSELHO SUPERIOR, de 26 de setembro de 2013. RESOLUÇÃO Nº 142-CONSELHO SUPERIOR, de 26 de setembro de 2013. ALTERA A RESOLUÇÃO Nº 040- CONSELHO SUPERIOR QUE ESTABELECE OS PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO E ADEQUAÇÃO CURRICULAR DOS PLANOS DOS CURSOS

Leia mais

F O R T A L E Z A

F O R T A L E Z A ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO F O R T A L E Z A 2 0 1 5 R E G U L A M E N T O D E A T I V I D A D E S C O M P L E M E N T A R E S D O S C U R S O S S U P E R I O R E S D A F A C U L D A D E L O

Leia mais

Regimento do Curso de Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Da Natureza, Finalidades e Objetivos

Regimento do Curso de Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Da Natureza, Finalidades e Objetivos Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Campus Rio Pomba Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Profª Drª Leandra Cristina de Oliveira

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Profª Drª Leandra Cristina de Oliveira Habilitação: Licenciatura e Bacharelado em Letras - Francês Documentação: Objetivo: Titulação: Diplomado em: Curso reconhecido pelo Decreto Federal 46266 de 26/06/1959, publicado no Diário Oficial da União

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP

REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP REGULAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA FLORESTAL DA FCA/UNESP Seção de Pós-Graduação 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS CÂMPUS DE BOTUCATU REGULAMENTO DO PROGRAMA

Leia mais

Esta seção apresenta de forma resumida as etapas a serem cumpridas pelos alunos regularmente matriculados

Esta seção apresenta de forma resumida as etapas a serem cumpridas pelos alunos regularmente matriculados ESTRUTURA CURRICULAR Esta seção apresenta de forma resumida as etapas a serem cumpridas pelos alunos regularmente matriculados nos cursos de Mestrado e Doutorado. Ela não dispensa a leitura do Regimento

Leia mais

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód.

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód. Apresentação O curso de Filosofia licenciatura, na modalidade a distância, é resultado do desejo de iniciar um trabalho inter e multidisciplinar na qualificação de profissionais que atuam ou atuarão na

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 20/99 Altera a estrutura curricular do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica, do

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO ACADÊMICO EM ENSINO FORMAÇÃO DOCENTE INTERDISCIPLINAR PPIFOR

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO ACADÊMICO EM ENSINO FORMAÇÃO DOCENTE INTERDISCIPLINAR PPIFOR REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO ACADÊMICO EM ENSINO FORMAÇÃO DOCENTE INTERDISCIPLINAR PPIFOR Disciplina: Estágio de Docência 02 créditos 30 horas Art. 1º O Estágio

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR INTEGRADA ANO 2011

MATRIZ CURRICULAR INTEGRADA ANO 2011 MATRIZ CURRICULAR INTEGRADA ANO 2011 EDUCAÇÃO FÍSICA Anatomia Humana I 2 2 80 Bioquímica e Biologia Molecular 2 0 40 Filosofia e Sociologia 2 0 40 1º Fundamentos Metodológicos de Futebol I 2 2 80 Fundamentos

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AQUICULTURA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AQUICULTURA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AQUICULTURA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Diretrizes para o Estágio em Docência do Programa de Pós-Graduação em Aquicultura e Desenvolvimento Sustentável O Colegiado do Programa

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/BIOTECNOLOGIA VEGETAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/BIOTECNOLOGIA VEGETAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/BIOTECNOLOGIA VEGETAL O Programa de Pós-Graduação em Agronomia, com área de concentração em Biotecnologia Vegetal (PPGBV), nos níveis de mestrado e

Leia mais

A ATUALIDADE DO PLANO ORIENTADOR DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Timothy Mulholland

A ATUALIDADE DO PLANO ORIENTADOR DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Timothy Mulholland A ATUALIDADE DO PLANO ORIENTADOR DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Timothy Mulholland O Plano Orientador de Anísio Teixeira e Darcy Ribeiro e o início da Universidade de Brasília 1962 Universidade de Brasília

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA FLORIANÓPOLIS 2013 REGULAMENTO

Leia mais