Databases. Introdução

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Databases. Introdução"

Transcrição

1 Introdução

2 Introdução Bases de dados, o que são Objectivos e funcionalidade Databases BD e Sistemas de Gestão de Bases de Dados SGBD File system vs. SGBD Ficheiros, tabelas, classes e instâncias Bases de dados: System R, IMS, DB2, Ingres, Oracle, Informix, Sybase, PostgreSQL, MySQL, Microsoft SQL e as novas: Cassandra, MongoDB, CouchDB, Redis, FlockDB, BigTable(google),. O schema (esquema): a definição da estrutura lógica da BD Características principais da gestão de dados mediante Bases de Dados

3 Base de Dados Databases Um conjunto de ficheiros, tabelas ou objectos lógicamente relacionados entre si onde se armazenam dados dum domínio qualquer DADOS: o activo mais importante duma organização Um facto conhecido com significado implicito que pode ser registado 60 anos de tecnologia de SGBD - anos 60: ficheiros flat - BD hierárquicas (IBM/IMS) - BD em redes (CODASYL), IDMS - anos 70. relacionais. F. Code. Produtos comerciais durante os 80 - fim dos 80 e principios dos 90: orientadas aos objectos - fins dos 90: universais (object/relational) -. Anos 2000: NoSQL ou Post-SQL, distribuidas, data stores, não ACID 3

4 Neste processo de evolução histórica das BD: - Como obter os dados quais dados obter - Independência dos dados da estrutura - Ficheiros entidades objectos - Aumento da produtividade e velocidade de acesso - Servidores para gestão da BD, acesso concurrente - Consistência, Segurança - Aumento de consistência: SQL em muitas plataformas. - Evitando Single Point of Failure (SPOF) - Linguagens de alto nível para manipulação e acesso das BD - Utilização inicial em mainframes e logo em PC e outros pequenos - Distribuídas, não asseguram restrições ACID das BD relacionais - Mais rápidas, grande quantidade de dados, para propósitos específicos outros que finanças, banca, contabilidade, etc - 4

5 Novos desafios na gestão dos dados - A Web! - Novos dados: multimédia, geográficos, séries temporais, grandes ficheiros como registos, links, dados não estruturados - Aparecimento de linguagens populares OO e não só: C++, Java, Javascript, Smalltalk, Phyton, Php, javascript,.. - Data Warehouses - Problemas de compatibilidade entre BD relacionais e OO: dados tradicionais vs. objectos definidos com muitos tipos diferentes Relacional: dados separados dos métodos de acesso OO: hierarquias e subclasses: herança - Bases de dados NãoSQL (não relacionais) 5

6 6

7 : BD relacionais 4th Dimension Adabas D Alpha Five Apache Cassandra Apache Derby Aster Data Altibase BlackRay CA-Datacom Clarion Clustrix CSQL CUBRID Daffodil database DataEase Database Management Library Dataphor dbase Derby aka Java DB Empress Embedded Database EXASolution EnterpriseDB extremedb FileMaker Pro Firebird Greenplum GroveSite H2 Helix database HSQLDB IBM DB2 IBM Lotus Approach IBM DB2 Express-C Infobright Informix Ingres InterBase InterSystems Caché GT.M Linter MariaDB MaxDB MemSQL Microsoft Access Microsoft Jet Database Engine (part of Microsoft Access) Microsoft SQL Server Microsoft SQL Server Express Microsoft Visual FoxPro Mimer SQL MonetDB MSQL (mini) MySQL Netezza NexusDB NonStop SQL Openbase OpenLink Virtuoso (Open Source Edition) OpenLink Virtuoso Universal Server OpenOffice.org Base Oracle Oracle Rdb for OpenVMS Panorama Pervasive PSQL Polyhedra PostgreSQL Postgres Plus Advanced Server Progress Software RDM Embedded RDM Server The SAS system SAND CDBMS SAP HANA SAP Sybase Adaptive Server Enterprise SAP Sybase IQ SQL Anywhere (formerly known as Sybase Adaptive Server Anywhere and Watcom SQL) ScimoreDB SmallSQL soliddb SQLBase SQLite Sybase Advantage Database Server Teradata TimesTen txtsql mizansql Unisys RDMS 2200 UniData UniVerse Vertica VMDS 7

8 Sistemas de Ficheiros vs. SGBD: exemplo Departamento Encomendas Departamento Contabilidade Departamento Personal Programa A Programa B Programa A Programa B Programa A Programa B Sistema Preencher encomendas Sistema Facturação Sistema Personal Clientes Inventario Devoluções Preços Inventário Clientes Colaboradores 8

9 Problemas com os Sistemas de Ficheiros? Dependência entre dados e programa Cada pgm. mantém metadados por cada ficheiro que utiliza Redundância (duplicação) nos Dados - Subsistemas diferentes da mesma organização tem cópias separadas dos mesmos dados - Existem múltiplas formatos de ficheiros, duplicação da informação em ficheiros diferentes. Isto requer + espaço, esforço e perdem-se dados e a integridade dos metadados Limitada partilha dos Dados Não existe um controlo centralizado dos dados. Cada aplicação tem os seus próprios dados privados e os utilizadores tem pouca hipótese de partilhar dados fora das suas próprias aplicações (Fundamentals of Data Systems, Elmasri/Navathe) 9

10 Problemas com os Sistemas de Ficheiros? Longo tempo de desenvolvimento Cada pgm. deve desenhar de raiz os seus formatos de ficheiros Longo tempo para manutenção dos programas e portanto altos custos para IT na organização Difícil manter a integridade dos dados Alterar as restrições dos dados, ou adicionar novas restrições (Fundamentals of Data Systems, Elmasri/Navathe) 10

11 Solução: Uma BD única e centralizada em toda a organização As aplicações estão separadas dos dados e as definições de todos os dados utilizados definidos num mesmo esquema, que armazena toda a semântica dos dados utilizados. Assim, a BD é uma colecção coerente e lógica dos dados da organização, desenhada com um propósito específico e para utilizadores designados 11

12 Componentes principais dum SGBD INPUT: { Modificações Interrogação Modificações esquema genérica, API dos dados Gestor Buffer (RAM) Gestor Ficheiros (disk blocks) Processador queries Gestor armazenamento Gestor Transacções (integridade) Atomicidade Consistência Isolamento Durabilidade Query = Interrogação Fonte: J. Ullman, A first course in Database Systems Dados Metadados 12

13 Nível externo: utilizadores Nível intermédio, conceitualização: Esquema Nível interno: os dados e Metadados Os 3 níveis da arquitectura duma BD (C.J. Date) 13

14 BD Relacionais (e não só) respeitam o principio ACID. Requerimentos essenciais para uma transacção: Acid compliant Atomicidade: Toda a transacção completada ou nada feito.(no caso o sistema crashar...) Consistência (integridade) Os dados devem bater certo após uma transacção. Os dados devem cumprir as restrições impostas sobre eles no fim, mesmo que transitoriamente estas possam serem violadas. Só se começa aquelo que se pode terminar. Isolamento Duas transacções a correr simultaneamente os seus efeitos devem ficar isolados. Deve acontecer tal como se só uma transacção tivesse ocorrido. A execução duma transacção não pode prejudicar uma outra. Durabilidade Terminada uma transacção, os seus efeitos devem perdurar, mesmo se o sistema crachar (system crash) 14

15 BD Relacionais respeitam o principio ACID. Aplicar o principio ACID não é facil Problemas nas comunicações, falha do disco, falha no sistema, Necessidade de actualizar os índices, alterar registos o criar novos, etc. A ideia do ACID é que a BD possa idealmente executar todas estas tarefas de uma vez e rapidamente Técnicas para isto: A) Escrever o registo completo, ANTES de escrever na BD. Assim, se a operação falhar, a BD pode voltar ao seu estado anterior B) Escrever uma cópia sombra numa BD imagem. Quando a transacção for fiável, actualizar a BD ou substituir cópia. Em ambos processos, bloquear a BD ao nível que corresponda para executar as operações desejadas 15

16 Ficheiros Uma colecção de registos relacionados entre si: facturas, alunos, clientes, adn, doentes. Armazenados com um mesmo nome numa unidade. Tabelas Um conjunto de tuplos onde as colunas representam atributos Relações Entidades do sistema expressadas como relaciones. Semelhante como as tabelas, mas as relações não podem ter linhas repetidas Uma BD relacional está justamente formada por relações (~ tabelas) Objetos Os dados vistos como objetos. Os objetos tem atributos e propriedades. Eles tem os seus próprios métodos de acesso. Instâncias As classes se instanciam em objetos: Ex.: a classe cavalo. Objeto: um cavalo lusitano preto chamado Demónio 16

17 O esquema ( schema ) Estrutura onde armazenamos a definição lógica de todos os elementos que formam uma BD. Normalmente não mudará com frequência. Relações: os dados específicos de cada entidade. Tabelas. O tipo que terá cada dado. No caso de OO: ADT (Abstract Data Type) Relações entre estas entidades. Chaves Restrições nos dados, nas operações possíveis; triggers ANTES DE SE DEFINIR O ESQUEMA precisamos inicialmente informação de contexto para criar a BD: Os requisitos do sistema E precisamos definir que tipo de BD queremos construir: relacional, OO, universal, outra Nome, tipo de charset por defeito que utilizarão os dados, password para acesso, utilizadores da BD, permissões em geral 17

18 Características principais da filosofia das BD - Natureza auto-descritiva do SGBD. O esquema metadados - Permite que o software de SGBD trabalhe com aplicações diferentes - Independência entre programas e dados. Permite alterar as estruturas de dados sem ter que mudar o acesso aos programas do SBD - Abstracção de Dados. O utilizador visualiza os dados sem saber dos detalhes do armazenagem e a estrutura interna dos ficheiros - Suporte de múltiplas vistas dos dados. Cada utilizador pode ter uma visão diferente da BD, que descreve apenas os dados que interessam. - Partilha simultânea dos dados: O SGBD tem mecanismos de controlo da concorrência simultânea. Cada transacção é completada correctamente - Mecanismos de segurança para recuperação e backup dos dados - Permissõe para acesso aos dados: quem pode fazer o que, onde e como -OLTP: online transaction processing: centenas de transacções executadas por segundo. Cada utilizador atribuído um processo específico 18

19 Atenção: Databases e SGBD Database Sistemas de Gestão de Bases de Dados A primeira se refere aos dados e a estrutura existente para seu armazenamento. O SGBD é o software que gere a Base de Dados. Assegura a correta manipulação, segurança, integridade e consistência dos dados, assim como permite operações nela utilizando alguma linguagem de programação. Sql por exemplo. Alguns exemplos O primeiro de todos System R (IBM), logo IMS (IBM) e CODASYL (redes) Maiores produtos comerciais hoje: DB2, Oracle, Informix, Sybase, MS SQL Server, PostgreSQL. Paradox, Btrieve, Clipper,Progress, Ingres, MaxDB, msql,... Open Source: PostgreSQL, MySQL. Para pequenas BD: MS/Access Anos 2000, SQLite, XML-Database: armazena dados no formato XML NoSQL: Cassandra (Apache) em servidores distribuídos (originalmente Facebook) 19

20 Muitos tipos de BD dependendo do seu propósito BD activas, BD analíticas, Data Wharehouses, BD na nuven (cloud databases), Distributed databases, BD Espaciais, BD orientadas a documentos, Embedded Databases, Main memory DB, External databases, BD gráficas. (Um tipo de NOSQL database) Armazena nos, arestas e propriedades Hipermedia BD: A WWW pode ser considerada um tipo de BD, RAM databases, Bases de dados de Conhecimento: Knowledge Bases, BD temporais, BD não estruturadas Você seria capaz de criar a sua própria BD para os seus propósitos? 20

21 FIM DA INTRODUÇÃO 21

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. SISTEMAS DE GESTÃO DE BASE DE DADOS Microsoft Access TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. SISTEMAS DE GESTÃO DE BASE DE DADOS Microsoft Access TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Microsoft Access TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CONCEITOS BÁSICOS 1 Necessidade das base de dados Permite guardar dados dos mais variados tipos; Permite

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

GBC043 Sistemas de Banco de Dados. Introdução. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM

GBC043 Sistemas de Banco de Dados. Introdução. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM GBC043 Sistemas de Banco de Dados Introdução Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM Página 2 Definição BD Def. Banco de Dados é uma coleção de itens de dados

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com

Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Introdução a Banco de Dados Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 12/06/2013 Sumário Motivação da Disciplina

Leia mais

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados LINGUAGEM SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s

Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s Curso de Gestão em SI Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s Rodrigo da Silva Gomes (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Banco de Dados (BD) BD fazem parte do nosso dia-a-dia!

Leia mais

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados.

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Histórico Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Sistemas Integrados: racionalização de processos, manutenção dos

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Banco de Dados Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos)

Leia mais

Tecnologia de Base de Dados Introdução à Base de Dados

Tecnologia de Base de Dados Introdução à Base de Dados Introdução à Base de Dados MSc. Eugénio Alberto Macumbe Plano Temático 1. Introdução à Base de Dados; 2. Modelo Relacional; 3. Modelação de dados; 4. Formas Normais e Processo de Normalização; 5. Operações

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONCEITOS BÁSICOS. Prof. Ronaldo R. Goldschmidt

INTRODUÇÃO E CONCEITOS BÁSICOS. Prof. Ronaldo R. Goldschmidt INTRODUÇÃO E CONCEITOS BÁSICOS Prof. Ronaldo R. Goldschmidt Hierarquia Dado - Informação - Conhecimento: Dados são fatos com significado implícito. Podem ser armazenados. Dados Processamento Informação

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ACCESS 2010 Conceitos Básicos Ficha Informativa Professor : Vanda Pereira módulo didáctico Conceitos Básicos Necessidade das base de dados Permite guardar dados

Leia mais

INF220 - Banco de Dados I

INF220 - Banco de Dados I Banco de Dados - Introdução Bibliografia INF220 - Banco de Dados I Prof. Jugurta Lisboa Filho Departamento de Informática - UFV Notas de Aula (jugurta@dpi.ufv.br) ELMASRI, R; NAVATHE, S. Fundamentals of

Leia mais

Banco de Dados I 2007. Módulo I: Introdução a Sistemas de Banco de Dados. (Aula 1) Clodis Boscarioli

Banco de Dados I 2007. Módulo I: Introdução a Sistemas de Banco de Dados. (Aula 1) Clodis Boscarioli Banco de Dados I 2007 Módulo I: Introdução a Sistemas de Banco de Dados (Aula 1) Clodis Boscarioli Agenda: Apresentação do Plano de Ensino; Aspectos Históricos; Estrutura Geral de um SGBD; Profissionais

Leia mais

Arquitetura Cliente/Servidor. Uma visão. analítica sobre Bancos de Dados. Banco de Dados. Prof. Enzo Seraphim

Arquitetura Cliente/Servidor. Uma visão. analítica sobre Bancos de Dados. Banco de Dados. Prof. Enzo Seraphim Arquitetura Cliente/Servidor Uma visão Banco de Dados analítica sobre Bancos de Dados Prof. Enzo Seraphim Modelo Cliente Servidor Protocolo Cliente Faz pedido de serviços ao Servidor Servidor Processa

Leia mais

? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase.

? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase. ? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase.? Desde de 1994, a Microsoft lança versões do SQL SERVER

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados

Laboratório de Banco de Dados Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT Sistemas de Informação Laboratório de Banco de Dados Prof. Clóvis Júnior Laboratório de Banco de Dados Conteúdo Administração de Usuários de Papéis; Linguagens

Leia mais

Bases de Dados. Bibliografia. 1. Parte I Componente Teórica. Pedro Quaresma

Bases de Dados. Bibliografia. 1. Parte I Componente Teórica. Pedro Quaresma Índice Bases de Dados Pedro Quaresma Departamento de Matemática Universidade de Coimbra 2010/2011 1. Parte I Componente Teórica 1.1 Introdução 1.2 Modelo ER 1.3 Modelo Relacional 1.4 SQL 1.5 Integridade

Leia mais

Introdução. Unidade 1. Engenharia de Computação / Engenharia de Produção Banco de Dados Prof. Maria das Graças da Silva Teixeira

Introdução. Unidade 1. Engenharia de Computação / Engenharia de Produção Banco de Dados Prof. Maria das Graças da Silva Teixeira Unidade 1 Introdução Engenharia de Computação / Engenharia de Produção Banco de Dados Prof. Maria das Graças da Silva Teixeira Material base: Banco de Dados, 2009.2, prof. Otacílio José Pereira Contexto

Leia mais

Banco de Dados I. Introdução. Fabricio Breve

Banco de Dados I. Introdução. Fabricio Breve Banco de Dados I Introdução Fabricio Breve Introdução SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados): coleção de dados interrelacionados e um conjunto de programas para acessar esses dados Coleção de dados

Leia mais

NoSQL. Cintia Freitas de Moura. BCC 441 Banco de Dados II / 2014

NoSQL. Cintia Freitas de Moura. BCC 441 Banco de Dados II / 2014 NoSQL Cintia Freitas de Moura BCC 441 Banco de Dados II / 2014 Origem: O termo NoSQL foi usado pela primeira vez em 1998, como o nome de um banco de dados relacional de código aberto que não possuía um

Leia mais

Sistemas de Bases de Dados

Sistemas de Bases de Dados Sistemas de Bases de Dados Carlos Viegas Damásio José Alferes e Carlos Viegas Damásio Sistemas de Bases de Dados 2014/15 Objectivos - Em Bases de Dados (2º ano) pretendia-se: Que os estudantes fossem capazes

Leia mais

Definição do Conceito. Instalação e Gestão de Redes Informáticas. Gestão e organização da informação

Definição do Conceito. Instalação e Gestão de Redes Informáticas. Gestão e organização da informação Instalação e Gestão de Redes Informáticas Gestão e organização da informação Definição do Conceito Uma base de dados é, por definição, um conjunto organizado de dados, disponível a todos os utilizadores

Leia mais

INF70 Gerenciamento de Banco de Dados 2 Plano de Curso e Introdução

INF70 Gerenciamento de Banco de Dados 2 Plano de Curso e Introdução INF70 Gerenciamento de Banco de Dados 2 Plano de Curso e Introdução Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/gbd2 UFU/FACOM/BCC Plano de Curso Ementa Arquitetura de um Sistema

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Definição

Introdução à Banco de Dados. Definição Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação (DCC) Disciplina: Banco de Dados Profª. Daniela Barreiro Claro Introdução à Banco de Dados Definição Um banco de dados é uma coleção

Leia mais

Banco de Dados Capítulo 1: Introdução. Especialização em Informática DEINF/UFMA Cláudio Baptista

Banco de Dados Capítulo 1: Introdução. Especialização em Informática DEINF/UFMA Cláudio Baptista Banco de Dados Capítulo 1: Introdução Especialização em Informática DEINF/UFMA Cláudio Baptista O que é um Banco de Dados (BD)? É uma coleção de dados relacionados e armazenados em algum dispositivo. Propriedades

Leia mais

Professor Eros Moura, DSc

Professor Eros Moura, DSc Professor Eros Moura, DSc Nesse capítulo: Modelos de Bancos de Dados Conceitos Básicos de Modelagem de Dados 2015 Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim Eros Moura - BD-I 2 1ª. geração: Modelos pré-relacionais:

Leia mais

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG Bases de Dados O que é uma Base de Dados? Dados Pode-se começar por tentar dar uma definição do que são Dados. Os dados são factos em bruto, que não são necessáriamente relevantes para qualquer coisa que

Leia mais

Uma Base de Dados é uma colecção de dados partilhados, interrelacionados e usados para múltiplos objectivos.

Uma Base de Dados é uma colecção de dados partilhados, interrelacionados e usados para múltiplos objectivos. 1. Introdução aos Sistemas de Bases de Dados Uma Base de Dados é uma colecção de dados partilhados, interrelacionados e usados para múltiplos objectivos. O conceito de base de dados faz hoje parte do nosso

Leia mais

Sistemas de Gestão de Bases de Dados

Sistemas de Gestão de Bases de Dados Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2007/08 Sistemas de Gestão de Bases de Dados Prof. Mário Caldeira Profª Ana Lucas Dr. Fernando Naves Engª Winnie Picoto Engº Luis Vaz Henriques Dr. José

Leia mais

AULA 01-02-03 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS

AULA 01-02-03 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS AULA 01-02-03 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS Curso: Sistemas de Informação (Subseqüente) Disciplina: Administração de Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br História

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Ementa Introdução a Banco de Dados (Conceito, propriedades), Arquivos de dados x Bancos de dados, Profissionais de Banco de dados,

Leia mais

Bases de Dados II 6638: BSc in Information Systems and Technologies. Cap. 1 Arquitectura de Sistemas de Bases de Dados. Module Introduction

Bases de Dados II 6638: BSc in Information Systems and Technologies. Cap. 1 Arquitectura de Sistemas de Bases de Dados. Module Introduction Bases de Dados II 6638: BSc in Information Systems and Technologies Cap. 1 Module Introduction Objectivos O propósito e a origem da arquitectura de base de dados a três níveis. O conteúdo dos níveis externo,

Leia mais

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Introdução BD desempenha papel crítico em todas as áreas em que computadores são utilizados: Banco: Depositar ou retirar

Leia mais

FACULDADE INTEGRADAS DE PARANAÍBA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Bancos de Dados Conceitos Fundamentais

FACULDADE INTEGRADAS DE PARANAÍBA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Bancos de Dados Conceitos Fundamentais FACULDADE INTEGRADAS DE PARANAÍBA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Bancos de Dados Conceitos Fundamentais Tópicos Conceitos Básicos Bancos de Dados Sistemas de Bancos de Dados Sistemas de Gerenciamento de Bancos

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 04 SGBD Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com Conceitos Básicos DADOS: são fatos em sua forma primária. Ex: nome do funcionário,

Leia mais

Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações

Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações http://professor.fimes.edu.br/milena milenaresende@fimes.edu.br Sistema de Gerenciamento de Bases de Dados (DBMS) A implementação

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Introdução Conceitos do Modelo Relacional Restrições de Integridade Básicas Esquema do BD Relacional Restrições

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS. 1. Conceitos básicos de BD, SBD e SGBD BANCO DE DADOS I

CONCEITOS BÁSICOS. 1. Conceitos básicos de BD, SBD e SGBD BANCO DE DADOS I CONCEITOS BÁSICOS 1. Conceitos básicos de BD, SBD e SGBD A importância da informação para a tomada de decisões nas organizações tem impulsionado o desenvolvimento dos sistemas de processamento de informações.

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Fernando Castor A partir de slides elaborados por Fernando Fonseca & Robson Fidalgo 1 Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal característica é a replicação

Leia mais

1. CONCEITOS BÁSICOS DE BD, SBD E SGBD

1. CONCEITOS BÁSICOS DE BD, SBD E SGBD Introdução 1. CONCEITOS BÁSICOS DE BD, SBD E SGBD A importância da informação para a tomada de decisões nas organizações tem impulsionado o desenvolvimento dos sistemas de processamento de informações.

Leia mais

CA ERwin Data Modeling Visualize the Power of Your Data On Premise or in the Cloud

CA ERwin Data Modeling Visualize the Power of Your Data On Premise or in the Cloud CA ERwin Data Modeling Visualize the Power of Your Data On Premise or in the Cloud Luis Alfonso Rey 05 06 2012 Programa 1 O desafio: Lidar com a complexidade dos dados 2 A solução CA ERwin: Visualize o

Leia mais

Bancos de Dados. Conceitos F undamentais em S is temas de B ancos de Dados e s uas Aplicações

Bancos de Dados. Conceitos F undamentais em S is temas de B ancos de Dados e s uas Aplicações Conceitos F undamentais em S is temas de B ancos de Dados e s uas Aplicações Tópicos Conceitos Básicos Bancos de Dados Sistemas de Bancos de Dados Sistemas de Gerenciamento de Bancos de Dados Abstração

Leia mais

Gonçalo Amador Ricardo Alexandre. Bases de Dados Distribuídas

Gonçalo Amador Ricardo Alexandre. Bases de Dados Distribuídas Sistemas Distribuidos e Tolerância a Falhas Gonçalo Amador Ricardo Alexandre Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Bases de Dados Distribuídas 1 Modelos de Bases de Dados 2 Conceitos

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Sistema de Arquivos. Prof. Edilberto Silva - edilms@yahoo.com. Sistemas de Informação Brasília/DF

Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Sistema de Arquivos. Prof. Edilberto Silva - edilms@yahoo.com. Sistemas de Informação Brasília/DF 2 Conceitos Básicos Material baseado nas notas de aula: Maria Luiza M. Campos IME/2005 Carlos Heuser - livro Projeto de Banco de Dados CasaNova / PUC/RJ Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com Sistemas

Leia mais

Módulo 6: Linguagem de Programação IV 6.1. Introdução 6.2. Bases de Dados 6.2.1. Visão Estrutural 6.2.2. SGBD: Sistema de Gestão de Bases de Dados

Módulo 6: Linguagem de Programação IV 6.1. Introdução 6.2. Bases de Dados 6.2.1. Visão Estrutural 6.2.2. SGBD: Sistema de Gestão de Bases de Dados Curso Profissional de Técnico de Multimédia 12ºAno Disciplina: Sistemas de Informação Módulo 6: Linguagem de Programação IV 6.1. Introdução 6.2. Bases de Dados 6.2.1. Visão Estrutural 6.2.2. SGBD: Sistema

Leia mais

Bases de Dados! 2014/15! http://ssdi.di.fct.unl.pt/bd!! João Leite (jleite@fct.unl.pt)!!!

Bases de Dados! 2014/15! http://ssdi.di.fct.unl.pt/bd!! João Leite (jleite@fct.unl.pt)!!! Bases de Dados 2014/15 http://ssdi.di.fct.unl.pt/bd João Leite (jleite@fct.unl.pt) Capítulo 1: Introdução Função dos Sistemas de Bases de Dados Visão dos dados Modelos de dados Linguagem de Definição de

Leia mais

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) é constituído por um conjunto de dados associados a um conjunto de programas para acesso a esses

Leia mais

Sistema de Gestão de Bases de Dados

Sistema de Gestão de Bases de Dados Sistema de Gestão de Bases de Dados 1. Base de dados e um SGBD: O funcionamento das organizações gera uma grande quantidade de dados. Quando estes dados estão relacionados entre si, transformam-se em informação.

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Universidade Federal da Paraíba UFPB Centro de Energias Alternativas e Renováveis - CEAR Departamento de Eng. Elétrica DEE BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Isaac Maia Pessoa Introdução O que é um BD? Operações

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Orivaldo V. Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho Fernando Fonseca & Robson Fidalgo 1 Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal

Leia mais

BANCO DE DADOS 1 AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. Professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com contato@lrocha.

BANCO DE DADOS 1 AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. Professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com contato@lrocha. BANCO DE DADOS 1 AULA 1 estrutura do curso e conceitos fundamentais Professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com contato@lrocha.com 1 ROTEIRO Apresentação do Docente; Apresentação da Ementa da Disciplina;

Leia mais

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados Sistema de Bancos de Dados Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados # Definições # Motivação # Arquitetura Típica # Vantagens # Desvantagens # Evolução # Classes de Usuários 1 Nível 1 Dados

Leia mais

Banco de Dados. Aula 1 - Prof. Bruno Moreno 16/08/2011

Banco de Dados. Aula 1 - Prof. Bruno Moreno 16/08/2011 Banco de Dados Aula 1 - Prof. Bruno Moreno 16/08/2011 Roteiro Apresentação do professor e disciplina Definição de Banco de Dados Sistema de BD vs Tradicional Principais características de BD Natureza autodescritiva

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação 1 1 Bases de Dados SISTEMAs DE GESTÃO DE ANO LECTIVO 2001/2002 Sistemas de Informação 2 2 Sistemas de Informação e organizações Informação e Informação nas organizações Sistemas de Informação (SI) Planeamento

Leia mais

Uma Breve Introdução. Andréa Bordin

Uma Breve Introdução. Andréa Bordin Uma Breve Introdução Andréa Bordin O que significa? NoSQL é um termo genérico que define bancos de dados não-relacionais. A tecnologia NoSQL foi iniciada por companhias líderes da Internet - incluindo

Leia mais

Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais

Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais Prof. Marcos Francisco Pereira da Silva Especialista em Engenharia de Software Jogos Digitais - Computação Gráfica 1 Agenda Vantagens de usar a abordagem

Leia mais

20/05/2013. Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos. Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) Banco de Dados. Estrutura de um BD SGBD

20/05/2013. Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos. Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) Banco de Dados. Estrutura de um BD SGBD Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal característica é a replicação e isolamento de dados (ilhas de informações)

Leia mais

Conceitos básicos de Banco de Dados

Conceitos básicos de Banco de Dados Modelagem de Banco de Dados Conceitos básicos de Banco de Dados Professor: Anderson D. Moura Março, 2009 Banco de Dados Bancos de dados, (ou bases de dados), são conjuntos de dados com uma estrutura regular

Leia mais

Introdução a Banco de Dados. Aécio Costa

Introdução a Banco de Dados. Aécio Costa Introdução a Banco de Dados Aécio Costa Porque utilizamos BD? Banco de Dados Um banco de dados é uma coleção de dados persistentes, usada pelos sistemas de aplicação de uma determinada empresa. DATE (2003)

Leia mais

Interoperabilidade entre Bancos de Dados Relacionais e Bancos de Dados NoSQL

Interoperabilidade entre Bancos de Dados Relacionais e Bancos de Dados NoSQL Minicurso: Interoperabilidade entre Bancos de Dados Relacionais e Bancos de Dados NoSQL Geomar A. Schreiner Ronaldo S. Mello Departamento de Informática e Estatística (INE) Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Roteiro. Modelo de Dados Relacional. Processo de Projeto de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I. Ementa. Posicionamento.

Roteiro. Modelo de Dados Relacional. Processo de Projeto de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I. Ementa. Posicionamento. Roteiro Modelo de Dados Relacional Posicionamento Luiz Henrique de Campos Merschmann Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto luizhenrique@iceb.ufop.br www.decom.ufop.br/luiz Introdução

Leia mais

Arquitetura de Banco de Dados

Arquitetura de Banco de Dados Arquitetura de Banco de Dados Daniela Barreiro Claro MAT A60 DCC/IM/UFBA Arquitetura de Banco de dados Final de 1972, ANSI/X3/SPARC estabeleceram o relatório final do STUDY GROUP Objetivos do Study Group

Leia mais

Roteiro. Conceitos e Arquitetura de Sistemas de Banco de Dados. Conceitos e Arquiteturas de Sistemas de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I

Roteiro. Conceitos e Arquitetura de Sistemas de Banco de Dados. Conceitos e Arquiteturas de Sistemas de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I Roteiro Conceitos e Arquitetura de Sistemas de Banco de Dados Luiz Henrique de Campos Merschmann Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto luizhenrique@iceb.ufop.br www.decom.ufop.br/luiz

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente:

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente: ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Unidade IV DEFINIR A MELHOR SOLUÇÃO DE BANCO DE DADOS PARA AS NECESSIDADES DA EMPRESA.1 O uso das tecnologias.1.1 O software livre 1 A tecnologia de banco de dados, assim

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

BANCO DE DADOS AULA - 01. Josino Rodrigues (josinon@gmail.com) Weyler N M Lopes Especialização em Banco de Dados Página 1

BANCO DE DADOS AULA - 01. Josino Rodrigues (josinon@gmail.com) Weyler N M Lopes Especialização em Banco de Dados Página 1 BANCO DE DADOS AULA - 01 Josino Rodrigues (josinon@gmail.com) Weyler N M Lopes Especialização em Banco de Dados Página 1 Introdução à Sistemas de Informação Sociedade agrícola Sociedade industrial Obra-prima

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Professora conteudista: Cida Atum Sumário Administração de Banco de Dados Unidade I 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS...1 1.1 Histórico...1 1.2 Definições...2 1.3 Importância

Leia mais

Introdução a Banco de Dados. Adão de Melo Neto

Introdução a Banco de Dados. Adão de Melo Neto Introdução a Banco de Dados Adão de Melo Neto 1 Por que estudar BD? Os Bancos de Dados fazem parte do nosso dia-a-dia: operação bancária reserva de hotel matrícula em uma disciplina da universidade cadastro

Leia mais

Treinamento PostgreSQL - Aula 01

Treinamento PostgreSQL - Aula 01 Treinamento PostgreSQL - Aula 01 Eduardo Ferreira dos Santos SparkGroup Treinamento e Capacitação em Tecnologia eduardo.edusantos@gmail.com eduardosan.com 27 de Maio de 2013 Eduardo Ferreira dos Santos

Leia mais

Sistemas de Banco de Dados

Sistemas de Banco de Dados Sistemas de Banco de Dados Everson Santos Araujo everson@por.com.br Conceitos Dado - Um fato que pode ser armazenado Banco de dados (BD) - Coleção de dados interrelacionados Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação 5º semestre Licenciatura de EI 2011/2012 msantos@ispgaya.pt cramos@ispgaya.pt / Carlos Ramos 1 Objectivos da Disciplina de Sistemas de Informação da Licenciatura de EI Complementar a formação em bases

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias 2 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias Modelo de dados: Conjunto de conceitos

Leia mais

Licenciatura de EI 2010/2011. msantos@ispgaya.pt. Mário Santos / Carlos Ramos

Licenciatura de EI 2010/2011. msantos@ispgaya.pt. Mário Santos / Carlos Ramos 5º semestre Licenciatura de EI 2010/2011 msantos@ispgaya.pt cramos@ispgaya.ptpt / Carlos Ramos 1 Objectivos da Disciplina de Sistemas de Informação da Licenciatura de EI Complementar a formação em bases

Leia mais

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi.

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi. Capítulo 1 O Que é o Delphi Diferenças entre Delphi Client/Server do Delphi for Windows Características que compõem o Integrated Development Invironment (IDE) Como o Delphi se encaixa na família Borland

Leia mais

Fundamentos de Banco de Dados

Fundamentos de Banco de Dados Fundamentos de Banco de Dados SISTEMAS BASEADOS NO PROCESSAMENTO DE ARQUIVOS Sistema A Funcionário Pagamento Cargo Sistema B Funcionário Projeto SISTEMAS GERENCIADORES DE BANCO DE DADOS (SGBD) Sistema

Leia mais

Banco de Dados, Integração e Qualidade de Dados. Ceça Moraes cecafac@gmail.com

Banco de Dados, Integração e Qualidade de Dados. Ceça Moraes cecafac@gmail.com Banco de Dados, Integração e Qualidade de Dados Ceça Moraes cecafac@gmail.com Sobre a professora CeçaMoraes Doutora em Computação (UFPE) Áreas de atuação Desenvolvimento de Software e Banco de Dados Experiência

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Bases de Dados

Introdução aos Sistemas de Bases de Dados Sistemas de Bases de Dados Edição 2004 Introdução aos Sistemas de Bases de Dados Orlando Belo Departamento de Informática Escola de Engenharia Universidade do Minho Índice Introdução ao armazenamento de

Leia mais

SGBD ITB 1.INTRODUÇÃO 1.INTRODUÇÃO. 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados. 1.2. Constituição SGBD

SGBD ITB 1.INTRODUÇÃO 1.INTRODUÇÃO. 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados. 1.2. Constituição SGBD ITB SGBD Aurélio Candido Jr 1 1.INTRODUÇÃO 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados Um SGBD é uma coleção de programas que permitem ao usuário definir, construir e manipular Bases de Dados

Leia mais

Tecnologias da Informação, Comunicação e Sistemas de Inteligência

Tecnologias da Informação, Comunicação e Sistemas de Inteligência , Comunicação e Sistemas de Inteligência Gestão e de Bancos de Dados IESB - Centro Universitário A importância da informação em um mundo de informação disponível em tempo real a informação menos acessível

Leia mais

Arquitetura de SGBD. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior

Arquitetura de SGBD. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior Arquitetura de SGBD Prof. Antonio Almeida de Barros Junior Agenda Caracterização de SGBDs SGBDs Centralizados SGBDs Cliente-Servidor SGBDs Distribuídos Homogêneos Multi-SGBDs Heterogêneos SGBDs Paralelos

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Visão Geral de Tópicos Avançados em Banco de Dados I. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Visão Geral de Tópicos Avançados em Banco de Dados I. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Visão Geral de Tópicos Avançados em Banco de Dados I Prof. Hugo Souza Iniciaremos nossos estudos sobre os tópicos avançados sobre banco de dados recapitulando o histórico

Leia mais

Introdução Banco de Dados

Introdução Banco de Dados Introdução Banco de Dados Vitor Valerio de Souza Campos Adaptado de Vania Bogorny Por que estudar BD? Os Bancos de Dados fazem parte do nosso dia-a-dia: operação bancária reserva de hotel matrícula em

Leia mais

Banco de Dados I. Introdução Conceitos

Banco de Dados I. Introdução Conceitos Banco de Dados I Introdução Conceitos Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Conceitos Fundamentais de Banco de Dados; Características

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, PESQUISA E EXTENSÃO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, PESQUISA E EXTENSÃO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, PESQUISA E EXTENSÃO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE NoSQL Banco de Dados Não Relacional ALUNO: Heitor Oliveira Silva PROFESSOR ORIENTADOR:

Leia mais

BANCO DE DADOS aula 01 - introdução -

BANCO DE DADOS aula 01 - introdução - INSTITUTO DE EXATAS E TECNOLÓGICAS Curso de Ciência da Computação BANCO DE DADOS aula 01 - introdução - professor: Juliano Varella de Carvalho 1.1 Apresentação Apresentação: - nome: Juliano Varella de

Leia mais

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Prof. Adriano Pereira Maranhão 1 REVISÃO BANCO DE DADOS I O que é banco de dados? Ou seja afinal o que é um SGBD? REVISÃO BD I REVISÃO DE BD I Um Sistema de Gerenciamento de

Leia mais

Dados. Qualquer elemento (aspecto, fato, medida etc.) representativo, disponível e coletável na realidade. fatos no estado bruto, conforme Platão;

Dados. Qualquer elemento (aspecto, fato, medida etc.) representativo, disponível e coletável na realidade. fatos no estado bruto, conforme Platão; Dados Os Dados são os fatos em sua forma primária, como observamos no mundo. Qualquer elemento (aspecto, fato, medida etc.) representativo, disponível e coletável na realidade. fatos no estado bruto, conforme

Leia mais

BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015

BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015 BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015 NA AULA PASSADA... 1. Apresentamos a proposta de ementa para a disciplina; 2. Discutimos quais as ferramentas computacionais

Leia mais

Oracle SQL Developer

Oracle SQL Developer BDDAD Bases de Dados Oracle SQL Developer Nelson Freire (ISEP LEI-BDDAD 2015/16) 1/30 SQL Developer Sumário Introdução Instalar Abrir Ligar à BD no Servidor Oracle SQL Worksheet Editar SQL Executar SQL

Leia mais

Banco de Dados. Uma coleção de dados relacionados [ELMASRI/NAVATHE]

Banco de Dados. Uma coleção de dados relacionados [ELMASRI/NAVATHE] 1/6 Banco de Dados O que é um Banco de Dados? Uma coleção de dados relacionados [ELMASRI/NAVATHE] Conjunto de dados integrados que tem por objetivo atender a uma comunidade específica [HEUSER] Um conjunto

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PROJETO DE BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. 1 PROJETO DE BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. FUNDAMENTOS Dados Representação de fatos, conceitos ou instruções de maneira formalizada; Informação Significado que pessoas associam

Leia mais

Banco de Dados 1 Prof. MSc Wagner Siqueira Cavalcante

Banco de Dados 1 Prof. MSc Wagner Siqueira Cavalcante Banco de Dados 1 Programação sucinta do curso:. Conceitos fundamentais de Banco de Dados.. Arquitetura dos Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados (SGBD ou DBMS).. Características típicas de um SGBD..

Leia mais

Introdução. Gerenciamento de Dados e Informação. Principais Tipos de SI. Papel de SI. Principais Tipos de SI. Principais Tipos de SI.

Introdução. Gerenciamento de Dados e Informação. Principais Tipos de SI. Papel de SI. Principais Tipos de SI. Principais Tipos de SI. Introdução Gerenciamento de Dados e Informação Introdução Sistema de Informação (SI) Coleção de atividades que regulam o compartilhamento e a distribuição de informações e o armazenamento de dados relevantes

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 4

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 4 REFLEXÃO 4 Módulos 0776, 0780, 0781, 0786 e 0787 1/10 8-04-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0776 - Sistema de informação da empresa, 0780 - Aplicações

Leia mais