Diário Oficial dos Municípios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diário Oficial dos Municípios"

Transcrição

1 Diário Oficial dos Municípios Segunda-Feira, 04 de Agosto de 2014 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 Página 1 / 065 Ano III Edição Nº 0653 O de Ampere, Estado do Paraná, com base na Lei Federal 8.666/63 e legislação complementar, torna público extrato do Primeiro Termo Aditivo referente ao Contrato nº. 205, de 04 de julho de 2013: SUMÁRIO Municípios AMPÉRE...01 BARRACÃO...01 BELA VISTA DA CAROBA...02 BOA ESPERANÇA DO IGUAÇU...03 BOM JESUS DO SUL...04 BOM SUCESSO DO SUL...04 CAPANEMA...05 CHOPINZINHO...05 CLEVELÂNDIA...13 COREL DOMINGOS SOARES...14 CRUZEIRO DO IGUAÇU...14 DOIS VIZINHOS...15 ENÉAS MARQUES...17 FLOR DA SERRA DO SUL...18 FRANCISCO BELTRÃO...18 ITAPEJARA D OESTE...18 MANFRINÓPOLIS...19 MANGUEIRINHA...19 MARIÓPOLIS...20 MARMELEIRO...20 NOVA ESPERANÇA DO SUDOESTE...20 NOVA PRATA DO IGUAÇU...21 PALMAS...22 PATO BRANCO...25 PÉROLA DO OESTE...48 PRANCHITA...48 REALEZA...48 RENASCENÇA...48 SALGADO FILHO...51 SALTO DO LTRA...52 SANTA IZABEL DO OESTE...53 SANTO ANTÔNIO DO SUDOESTE...53 SÃO JOÃO...54 SÃO JORGE D OESTE...57 SAUDADE DO IGUAÇU...58 SULINA...58 VERÊ...65 AMPÉRE INICIO EXTRATO DO CTRATO nº. 166/2014 DATA DE ASSINATURA DO CTRATO: 22 de Julho de 2014 PARTES: Município de Ampére e MAPFRE SEGUROS GERAIS S/A ADITIVO: Fica renovado por igual período o prazo de vigência do presente Contrato por mais 12(doze) meses, com inicio para o dia 04 de julho de 2014 e término previsto para o dia 03 de julho de 2015, podendo ser rescindido a qualquer tempo, de forma unilateral pelo município. VALOR: Fica aditivado o valor em R$ 2.923,29 (dois mil novecentos e vinte e três reais e vinte e nove centavos), conforme consta na CLÁUSULA PRIMEIRA do contrato 205/2013, totalizando o valor do presente Contrato em R$ 5.846,58 (cinco mil, oitocentos e quarenta e seis reais e vinte e oito centavos). centavos).prazo: 12 (doze) meses FORO: Comarca de Ampere-PR. Ampére-PR, 04 de julho de Luiz Carlos Grzebieluckas em Exercício O de Ampere, Estado do Paraná, com base na Lei Federal 8.666/63 e legislação complementar, torna público extrato do Primeiro Termo Aditivo referente ao Contrato nº. 206, de 04 de julho de 2013: PARTES: Município de Ampére e COMPANHIA MUTUAL DE SEGUROS ADITIVO: Fica renovado por igual período o prazo de vigência do presente Contrato por mais 12(doze) meses, com inicio para o dia 04 de julho de 2014 e término previsto para o dia 03 de julho de 2015, podendo ser rescindido a qualquer tempo, de forma unilateral pelo município. VALOR: Fica aditivado o valor em R$ 742,78 (setecentos e quarenta e dois reais e setenta e oito centavos), conforme consta na CLÁUSULA PRIMEIRA do contrato 206/2013, totalizando o valor do presente Contrato em R$ 1.485,56 (um mil quatrocentos e oitenta e cinco reais e cinquenta e seis centavos). FORO: Comarca de Ampere-PR. Ampére-PR, 04 de julho de Luiz Carlos Grzebieluckas em Exercício O de Ampere, Estado do Paraná, com base na Lei Federal 8.666/63 e legislação complementar, torna público extrato do Segundo Termo Aditivo referente ao Contrato nº. 206, de 04 de julho de 2013: PARTES: Município de Ampére e COMPANHIA MUTUAL DE SEGUROS ADITIVO: Fica reajustado o valor mensal em 5,782%, conforme índice do INPC/IBGE, passando de R$ 742,78 (setecentos e quarenta e dois reais e setenta e oito centavos) para R$ 785,73 (setecentos e oitenta e cinco reais e setenta e três centavos, totalizando o aditivo em R$ 43,00 (quarenta e três reais). O total do presente Contrato é de R$ 1.528,56 (um mil, quinhentos e vinte e oito reais e cinquenta e seis centavos). PRAZO: 12 (doze) meses FORO: Comarca de Ampere-PR. Ampére-PR, 04 de julho de Luiz Carlos Grzebieluckas em Exercício Cod PARTES: MUNICÍPIO DE AMPÉRE E A COOPERATIVA DE LEITE AGRICULTURA FAMILIAR DE AMPÉRE CLAF, Pessoa Jurídica inscrita no CNPJ/MF sob o nº / OBJETO: Fornecimento de iogurte e queijo mussarela para a Agricultura Familiar para alimentação escolar, para alunos da rede pública. VALOR: R$ ,00 (trinta mil setecentos e vinte e cinco reais). DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: As despesas decorrentes desta licitação correrão por conta de recursos FNDE/PNAE, 2º semestre de VIGÊNCIA: O presente Contrato terá vigência de 06(seis) meses. FORO: Comarca de Ampére/PR. COOPERATIVA DE LEITE DA AGRICULTURA FAMILIAR DE AMPERE CLAF CTRATADA LUIZ CARLOS GRZEBIELUCKAS CTRATANTE O de Ampere, Estado do Paraná, com base na Lei Federal 8.666/63 e legislação complementar, torna público extrato do Primeiro Termo Aditivo referente ao Contrato nº. 204, de 04 de julho de 2013: PARTES: Município de Ampére e HDI SEGUROS S/A ADITIVO: Fica aditado o prazo e valor do presente Contrato. VALOR: Fica aditivado o valor em R$ 4.141,95 (quatro mil cento e quarenta e um reais e noventa e cinco centavos), conforme consta na CLÁUSULA PRIMEIRA do contrato 204/2013, totalizando o valor do presente Contrato em R$ 8.283,90 (oito mil duzentos e oitenta e três reais e noventa centavos). PRAZO: 12 (doze) meses FORO: Comarca de Ampere-PR. Ampére-PR, 04 de julho de Luiz Carlos Grzebieluckas em Exercício BARRACÃO DECRETO Nº /14 de 30 de Julho de 2014 Abre crédito adicional - suplementar - originário do orçamento geral no Orçamento programa de O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRACÃO no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Orgânica do Município de BARRACÃO e autorização contida na Lei Municipal nº /13 de 8 de Novembro de D E C R ETA: Art. 1º - Fica aberto no corrente exercício Crédito no valor de R$ ,80 para a(s) seguinte(s) dotação(ões) orçamentária(s): 03 - DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO FISCALIZAÇÃO OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA 5.000, DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL FUNDO MUN.DIREITOS CRIANÇA E ADOLESC EQUIPAMENTOS E MATERIAL PERMANENTE ,80 Art 2º - Para atendimento da Suplementação que trata o artigo anterior serão utilizados recursos proveniente da anulação parcial e/ou total da(s) seguinte(s) dotação(ões) orçamentária(s): Excesso de arrecadação ,80 Art 3º - Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL, 30 de Julho de 2014 MARCO AURELIO ZANDÁ Cod OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Digitally signed by APLANAR TI COLABORATIVA LTDA: DN: c=br, st=pr, l=pato BRANCO, o=icp-brasil, ou=secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB, ou=rfb e-cnpj A3, ou=autenticado por AR ANOREG, cn=aplanar TI COLABORATIVA LTDA: Date: :02:06-03'00' Página 1

2 Página 2 / 065 EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 020/2014 PROCESSO Nº 050/2014 AVISO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 022/2014 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL TIPO: MENOR PREÇO ENTIDADE PROMOTORA: MUNICÍPIO DE BARRACÃO/PR O MUNICÍPIO DE BARRACÃO, Estado do Paraná, inscrito no CNPJ sob nº / , com sede na Rua São Paulo, nº 235, Centro, Barracão/PR, torna público e para conhecimento dos interessados, que realizará LICITAÇÃO, na modalidade PREGÃO PRESENCIAL, as 09h00min (nove) horas, do dia 15 de agosto de 2014, na forma da Lei 8.666/93 e suas alterações, e da Lei nº /02, visando a Fornecimento de Gêneros Alimentícios, Material de Limpeza e Higiene, destinado a manutenção do Departamento de Promoção Social, desta Municipalidade. Cópia do edital poderá ser retirada junto ao Departamento de Compras do Município, no horário normal de expediente. Barracão/PR, 31 de Julho de MARCO AURÉLIO ZANDÁ PREFEITO MUNICIPAL Cod EXTRATO DO PRIMEIRO TERMO ADITIVO TOMADA DE PREÇOS Nº 007/2013. CTRATO: Nº 107/2013. CTRATANTE: Município de Barracão/PR. CTRATADA: Clínica médica Espaço Vital Ltda. VALOR: Fica aditivado o valor do contrato originário em R$ ,36 (onze mil e oitocentos e cinquenta e três reais e trinta e seis centavos). VIGÊNCIA: Doze meses. Cod BELA VISTA DA CAROBA O MUNICÍPIO DE BELA VISTA DA CAROBA, Estado do Paraná, por seu Municipal, Senhor Dilso Storch, e a Senhora Marizete Maffi, Pregoeira, nomeada pela Portaria de nº.033/2014, no uso de suas atribuições legais, faz saber e TORNA PÚBLICO aos interessados, que se encontra aberto o presente Edital de Licitação, na modalidade PREGÃO PRESENCIAL, do tipo menor preço por item, que será regido pela Lei Federal de nº de 17 de julho de 2002; Decreto Municipal de nº. 146/2006 de 06/03/2006 e subsidiariamente pela Lei nº de 21 de junho de 1993 e suas posteriores alterações, para a finalidade abaixo especificada: EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL DE Nº. 022/2014 de 01/08/ DO OBJETO DA LICITAÇÃO: CTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUÇÃO À CAPOEIRA PARA CRIANÇAS E ADOLECENTES INCLUÍDAS NO PROGRAMA PROJOVEM, DE 10 A 17 ANOS, COM PROFESSOR QUALIFICADO, OFERTA DE INSTRUMENTOS, UNIFORME, PARTICIPAÇÃO, INSCRIÇÃO E ACOMPANHAMENTO EM EVENTOS COMPETITIVOS (NO MINIMO, A NIVEL REGIAL) PARA INTEGRAÇÃO DOS ALUNOS. 2.VALOR DA LICITAÇÃO: R$ ,67 ( Quarenta mil duzentos e sessenta e seis mil e sessenta e sete centavos). 3. DATA DE ABERTURA: Dia 15/08/2014 às 15:30 horas. 4. LOCAL DA ABERTURA: Sala de Reuniões da Municipal de Bela Vista da Caroba, Estado do Paraná, com a Pregoeira e Equipe de Apoio. O Edital e Anexos poderá ser retirado diretamente com a Pregoeira, na Municipal, localizada à Rua Rio de Janeiro, n. 1021, centro, em horário comercial (8:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:00 horas), de 2ª à 6ª sexta-feira. Bela Vista da Caroba PR, 01 de Agosto de Dilso Storch Marizete Maffi. Pregoeira Cod AVISO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 021/2014 O MUNICÍPIO DE BELA VISTA DA CAROBA, Estado do Paraná, por seu Municipal, Senhor Dilso Storch, e a Senhora Marizete Maffi, Pregoeira, nomeada pela Portaria de nº.033/2014, no uso de suas atribuições legais, faz saber e TORNA PÚBLICO aos interessados, que se encontra aberto o presente Edital de Licitação, na modalidade PREGÃO PRESENCIAL, do tipo menor preço por item, que será regido pela Lei Federal de nº de 17 de julho de 2002; Decreto Municipal de nº. 146/2006 de 06/03/2006 e subsidiariamente pela Lei nº de 21 de junho de 1993 e suas posteriores alterações, para a finalidade abaixo especificada: EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL DE Nº. 021/2014 de 25/07/ DO OBJETO DA LICITAÇÃO: AQUISIÇÃO DE UTENSÍLIOS PARA COZINHA, MÓVEIS, BRINQUEDOS PEDAGÓGICOS, MATERIAL ESCOLAR, ELETRODOMÉSTICOS, ELETROPORTÁTEIS, TECIDOS, AVIAMENTOS, EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA E COBERTURA SOMBREADORA, COM RECURSOS DO PEJA E SALÁRIO EDUCAÇÃO E SERÃO DESTINADOS A ESCOLA MUNICIPAL E AO CENTRO DE EDUCAÇÃOINFANTIL DO MUNICÍPIO. 2.VALOR DA LICITAÇÃO: R$ ,05 ( Cento e doze mil setecentos e vinte e dois reais e cinco centavos). 3. DATA DE ABERTURA: Dia 15/08/2014 às 08:30 horas. 4. LOCAL DA ABERTURA: Sala de Reuniões da Municipal de Bela Vista da Caroba, Estado do Paraná, com a Pregoeira e Equipe de Apoio. O Edital e Anexos poderá ser retirado diretamente com a Pregoeira, na Municipal, localizada à Rua Rio de Janeiro, n. 1021, centro, em horário comercial (8:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:00 horas), de 2ª à 6ª sexta-feira. Bela Vista da Caroba PR, 25 de Julho de Dilso Storch Marizete Maffi. Pregoeira Cod Cod OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 2

3 Página 3 / 065 Cod BOA ESPERANÇA DO IGUAÇU Cod PORTARIA Nº 156, DE 01 DE AGOSTO DE 2014 Concede licença prêmio por assiduidade a servidorpúblico municipal, e dá outras providências. Claudemir Freitas, do Município de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Art. 1º - CCEDER licença prêmio por assiduidade fracionada de 45 (quarenta e cinco) dias, conforme Art. 156, Lei Municipal 12.06/2005, no período compreendido entre os dias 04 deagosto de 2014 a 17 de setembro de 2014, ao servidor público abaixo relacionado: NOME CPF CARGO Givanildo Trumi Técnico em tributação DATA DE ADMISSÃO REFERENTE PERÍODO AQUISITIVO 10/02/ /2012 Art. 2 - Revogam-se as disposições em contrário. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Executivo Municipal de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, ao primeiro dias do mês de agosto do ano de dois mil e quatorze. Claudemir Freitas Registre-se; Publique-se; Cumpra-se. Antonio Bianchini Secretário de Governo Cod OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 3

4 Página 4 / 065 PORTARIA Nº 157, DE 01 DE AGOSTO DE 2014 Concede férias regulares à conselheiro tutelar, e dá outras providências. Claudemir Freitas, do Município de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Art. 1º - CCEDER férias regulares de 30 (trinta) dias, no período compreendido entre os dias 04 de agosto de 2014 a 02 de setembro de 2014, ao conselheiro tutelar abaixo relacionado: Nome CPF Cargo Período Aquisitivo Adriano Goularte Conselheiro tutelar 2013/2014 SEGUNDO TERMO ADITIVO DO CTRATO N 014/2012 Número do Contrato : 014/2012 Data de assinatura: 03/07/2014 Contratante : Municipal de Boa Esperança do Iguaçu Contratado : POLIDORO CSTRUÇÃO CIVIL LTDA, CNPJ sob nº / Objeto : Contratação de empresa para execução de infra-estrutura urbana como pavimentação poliédrica, calçadas e galerias pluviais, conforme projeto e memorial descritivo que farão parte integrante deste edital, com recursos oriundos do contrato de repasse nº /2010 assinado com a caixa econômica federal. Valor : ,28 (treze mil sessenta e cinco reais e vinte oito centavos) BOM JESUS DO SUL Cod Art. 2 - Revogam-se as disposições em contrário. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Executivo Municipal de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, ao primeiro dia do mês de agosto do ano de dois mil e quatorze. Claudemir Freitas Registre-se; Publique-se; Cumpra-se. Antonio Bianchini Secretário de Governo Cod PORTARIA Nº 158, DE 01 DE AGOSTO DE 2014 Concede férias regulares à servidora pública municipal, e dá outras providências. Claudemir Freitas, do Município de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Art. 1º - CCEDER férias regulares de 30 (trinta) dias, no período compreendido entre os dias 04 de agosto de 2014 a 02 de setembro de 2014, a servidora pública abaixo relacionada: Nome CPF Cargo Período Aquisitivo Maira Adriane Chinazzo Enfermeira 2013/2014 Art. 2 - Revogam-se as disposições em contrário. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Executivo Municipal de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, ao primeiro dia do mês de agosto do ano de dois mil e quatorze. Claudemir Freitas Registre-se; Publique-se; Cumpra-se. Antonio Bianchini Secretário de Governo Cod PORTARIA Nº 159, DE 01 DE AGOSTO DE 2014 Concede férias regulares a servidor público municipal, e dá outras providências. Claudemir Freitas, do Município de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Art. 1º - CCEDER férias regulares de 30 (trinta) dias, no período compreendido entre os dias 01 de agosto de 2014 a 02 de setembro de 2014, ao servidor público abaixo relacionado: Nome CPF Cargo Período Aquisitivo Jacir Ferreira de veículos leves 2013/2014 Art. 2 - Revogam-se as disposições em contrário. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Executivo Municipal de Boa Esperança do Iguaçu, Estado do Paraná, ao primeiro dia do mês de agosto do ano de dois mil e quatorze. Claudemir Freitas Registre-se; Publique-se; Cumpra-se. Antonio Bianchini Secretário de Governo Cod PRIMEIRO TERMO ADITIVO DO CTRATO N 014/2012 Número do Contrato : 014/2012 Data de assinatura: 28/03/2014 Contratante : Municipal de Boa Esperança do Iguaçu Contratado : POLIDORO CSTRUÇÃO CIVIL LTDA, CNPJ sob nº / Objeto : Contratação de empresa para execução de infra-estrutura urbana como pavimentação poliédrica, calçadas e galerias pluviais, conforme projeto e memorial descritivo que farão parte integrante deste edital, com recursos oriundos do contrato de repasse nº /2010 assinado com a caixa econômica federal. Prazo : 12 (doze) meses. Cod EXTRATO DE CTRATO CTRATO Nº 95/2014 CTRATANTE: Municipal de Bom Jesus do Sul CTRATADA: RODRIGO MATANA SERAFINI & CIA LTDA. OBJETO: O presente processo tem por objeto a contratação de empresa para prestação de serviços médicos. Valor: R$ ,00 (cento e noventa mil e oitocentos reais). Vigência: 01/08/2014 à 31/07/2015. Fundamento: Pregão Presencial nº 36/2014 Lei Federal 8.666/93 e Alterações Posteriores. ORASIL CEZAR BUENO DA SILVA Cod EXTRATO DE CTRATO CTRATO Nº 96/2014 CTRATANTE: Municipal de Bom Jesus do Sul CTRATADA: CLINICA MEDICA BRAZ PEREIRA LTDA. OBJETO: O presente processo tem por objeto a contratação de empresa para prestação de serviços médicos. Valor: R$ ,00 (cento e noventa mil e oitocentos reais). Vigência: 01/08/2014 à 31/07/2015. Fundamento: Pregão Presencial nº 36/2014 Lei Federal 8.666/93 e Alterações Posteriores. ORASIL CEZAR BUENO DA SILVA Cod BOM SUCESSO DO SUL DECRETO Nº 1.997, de 31 de julho de 2014 Exonera a pedido o Sr. Joel de Mattos, do cargo de Chefe da Divisão de Assistência a Indústria. O do Município de Bom Sucesso do Sul, Estado do Paraná, no uso das suas atribuições, D E C R E T A: Art. 1º Fica exonerado, a pedido e a partir desta data, o Sr. Joel de Mattos, RG nº SSP/PR, ocupante do cargo de Chefe da Divisão de Assistência à Indústria, da Municipal Bom Sucesso do Sul. Art. 2º Revogando as disposições em contrário, este Decreto entra em vigor nesta data. Gabinete do do Município de Bom Sucesso do Sul, Estado do Paraná, em 31 de julho de Antonio Celso Pilonetto Cod PORTARIA Nº 062, de 1º de agosto de O do Município de Bom Sucesso do Sul, Estado do Paraná, no uso das suas atribuições e com fundamento no Decreto Municipal nº 1.536, de 17 de junho de 2011 e do Decreto nº de 10 de abril de 2013: RESOLVE Art. 1º Conceder a Sra. Marli Natalina D. Munaretto, servidor público, CPF Nº , 01 (uma) diária de viagem, com pernoite, no dia 04 de agosto de 2014, para Curitiba PR., para tratar de assuntos referente ao Projeto Natal de Luz. Art. 2º Revogando as disposições em contrário, esta Portaria entra em vigor nesta data. Gabinete do do Município de Bom Sucesso do Sul, Estado do Paraná, em 1º de agosto de Antonio Celso Pilonetto Cod OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 4

5 Página 5 / 065 SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO CAPANEMA PR EDITAL DE CVOCAÇÃO 09 CAPANEMA A Secretaria de Administração do Município de Capanema, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e em cumprimento ao que determina a Instrução Normativa nº 71/2012, do Tribunal de Contas do Paraná, convoca as pessoas abaixo relacionadas, para tomar posse junto ao Departamento de Recursos Humanos, no prazo de 5 (cinco) dias. O não comparecimento no prazo estipulado implicará na perda dos direitos sobre a vaga em questão: No Cargo de Auxiliar de Serviços Gerais: CLEIDE MARCELE DAVID MARCIA MACHADO Capanema, 31 de julho de Marli Lucca Secretária de Administração Cod LEI Nº 3.310/2014 CHOPINZINHO Autoriza o Executivo Municipal abrir Crédito Adicional Especial no Orçamento Geral do Município; altera as Metas e Prioridades das Leis nº 3.194/2013 de 20/11/2013 Lei Plurianual-PPA; Altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias nº3.192/2013 de 20/11/2013 e dá outras providências: O PREFEITO DE CHOPINZINHO, ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Faz saber, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte LEI: Art. 1º Altera as Leis nº 3.194/2013 do Plano Plurianual para o período de 2014 a 2017 de 20/11/2013 e 3.192/2013 de 20/11/2013 Lei de Diretrizes Orçamentárias LDO, para o exercício de 2.014, passando a vigorar as metas estabelecidas nos anexos I e II destas Leis com a alteração das seguintes metas: Art. 2º Fica autorizado o Executivo Municipal a abrir um Crédito Adicional Especial no valor de R$ ,13 (doze mil, quatrocentos e oitenta e cinco reais e treze centavos) na classificação funcional programática do Orçamento Geral do Município Lei nº 3.193/13 de , que abaixo especifica: CÓDIGO NOMENCLATURA FTE VALOR SECRETARIA DE VIAÇÃO Divisão de Viação Pavim.Poliedr.Bugre/Bugre Alto Obras e Instalações ,13 TOTAL ,13 Art. 3º Os recursos para fazer face às despesas com a abertura do Crédito Adicional Especial acima correrão por anulação de dotação, conforme a seguir: CÓDIGO NOMENCLATURA FTE VALOR SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Coordenação Administrativa Manutenção dos Serviços Administrativos Material de Consumo ,13 TOTAL ,13 Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do de Chopinzinho-PR, 31 DE JULHO DE Leomar Bolzani Ronnie Emerson Bordin Secretário de Fazenda Cod LEI Nº 3.311/2014 Autoriza o Executivo Municipal abrir Crédito Adicional Especial no Orçamento Geral do Município; altera as Metas e Prioridades das Leis nº 3.194/2013 de 20/11/2013 Lei Plurianual-PPA; Altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias nº3.192/2013 de 20/11/2013 e dá outras providências: O PREFEITO DE CHOPINZINHO, ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Faz saber, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte LEI: Art. 1º Altera as Leis nº 3.194/2013 do Plano Plurianual para o período de 2014 a 2017 de 20/11/2013 e 3.192/2013 de 20/11/2013 Lei de Diretrizes Orçamentárias LDO, para o exercício de 2.014, passando a vigorar as metas estabelecidas nos anexos I e II destas Leis com a alteração das seguintes metas: Art. 2º Fica autorizado o Executivo Municipal a abrir um Crédito Adicional Especial no valor de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) na classificação funcional programática do Orçamento Geral do Município Lei nº 3.193/13 de , que abaixo especifica: CÓDIGO NOMENCLATURA FTE VALOR SECRETARIA DE ASSISTENCIA SOCIAL Divisão de Assistência Social Conselho Municipal de Assistência Social Diárias- Pessoal Civil Material de Consumo Outros Serviços de Terceiros- Pessoa Jurídica ,00 500,00 500,00 TOTAL 1.500,00 Art. 3º Os recursos para fazer face às despesas com a abertura do Crédito Adicional Especial acima correrão por anulação de dotação, conforme a seguir: CÓDIGO NOMENCLATURA FTE VALOR SECRETARIA DE ASSISTENCIA SOCIAL Fundo Municipal de Assistência Social Proteção Social Básica- PSE Material de Consumo Outros Serviços de Terceiros- Pessoa Física Outros Serviços de Terceiros- Pessoa Jurídica ,00 500,00 500,00 TOTAL 1.500,00 Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do de Chopinzinho-PR, 31 DE JULHO DE Leomar Bolzani Ronnie Emerson Bordin Secretário de Fazenda Cod LEI Nº 3.312/2014 Acresce o artigo 28-A, a Lei nº 2.120/2006, de 20 de dezembro de 2006, que dispõe sobre o Código de Obras do Município de Chopinzinho. O PREFEITO DE CHOPINZINHO, ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Faz saber, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte LEI: Art. 1º Acresce-se à Lei nº 2.120/2006, de 20 de dezembro de 2006, o artigo 28-A, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 28-A. Decorridos 60 (sessenta) dias após a realização da análise de engenharia para aprovação dos projetos sem que a parte interessada venha a se manifestar, ou seja, apresentar toda documentação solicitada ou apresentar justificativa plausível para o não andamento, o profissional responsável será notificado e deverá retirar toda documentação do processo de aprovação protocolado à Secretaria de Planejamento, num prazo de 5 dias úteis contados a partir da data de notificação. Caso o profissional não compareça para retirar o processo, o protocolo será cancelado e os documentos extintos. Após o cancelamento do processo, a análise somente será retomada com a abertura de um novo protocolo. Art. 2 Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do de Chopinzinho-PR, 31 DE JULHO DE Leomar Bolzani Cod LEI Nº 3.313/2014 Alterada a Lei nº 3.167/2013, de 27 de setembro de 2013, que alterou a Lei n 2.106/2006, que dispõe sobre o Zoneamento do Uso e Ocupação do Solo do Perímetro Urbano do Município de Chopinzinho. O PREFEITO DE CHOPINZINHO, ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Faz saber, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte LEI: Art. 1º A Lei n 3.167/2013, de 27 de setembro de 2013, passa a vigorar com as seguintes alterações: TÍTULO IV DAS ZAS Art. 22. Zona Central ZC corresponde à área onde estão concentradas as atividades comerciais e de serviços. O seu objetivo é manter a área central densa, com dinamicidade econômica e acessibilidade à população em geral. Nesta zona é incentivada a maior variedade possível de ofertas de serviços, comercio varejista, pontos de encontro e convívio social, instituições prestadoras de serviços públicos, bem como as habitações OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 5

6 Página 6 / 065 coletivas, caracterizando-se como uma zona de alta densidade. Parágrafo único Fazem parte da Zona Central ZC, as seguintes abrangências: Do CENTRO, Loteamento SEDE, Quadra nº 01 os Lotes nºs 01, 01-A, 01-B, 02, 03, 04, 04- A, 05, 06, P/7, 7-A, 7-B, 7-C, P/7, 08, 08-C, 08-B, P/8, 09-A, 09-B, 09-C e 09; Quadra nº 02 os Lotes nºs 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 07-A, 07-B, 08-A, 08-B, 08, 09, 09-B e 09-A; Quadra nº 03 os Lotes nºs 01-A, 01-B, 02, 02-A, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 08-A, 08-B, 09-A, 09-B e 09; Quadra nº 04 o Lote nº 01; Quadra nº 05 os Lotes nºs 01, 01-A, 01-B, 02, 03, 04, 05, 06, 06-A, 06-B, 07, 07-A, 08, 08-A, 08-B, 08-C, 09, 09-A e 09-B; Quadra nº 06 os Lotes nºs P/01, P/01 e 02, 02, 03, 04, 04-A, 05 e 06, P/01 e 02, 07, 08, 08-A, 09 e 06-A e 09-A; Quadra nº 07 os Lotes nºs 01, 01-A, 02, 03, 04, P/05-AB, P/05-AB, 05-C, 06, 06-A, 07, P/07, 08, 08-A, 08-B, 09 e 09-A; Quadra nº 08 os Lotes nºs 01, 05, 06, 07 e 08; Quadra nº 09 os Lotes nºs B, B2, E e F; Quadra nº 10-A o Lote nº 01; Quadra nº 10 o Lotes nº 01; Quadra nº 11 os Lotes nºs 08, 09, 10, 11 e 12; Quadra nº 12 os Lotes nºs 08-A, 08- B, 08-C, 09, 10, 11, P/12, 11 e12; Quadra nº 13 os Lotes nºs 08, 09, P/10, P/11, P/10-A, P/11-A, 11, 12, 12-A e 12-B; Quadra nº 14 os Lotes nºs 08, 08-A, 09, 10, 11 e 12; Quadra nº 15 os Lotes nºs 08, 09, 10, 11, 12, 12-A e 12-B; Quadra nº 16 os Lotes nºs 08, 09, 10, 11 e 12; Quadra nº 17 os Lotes nºs 08, 08-A, 08-B, 09, 10, 10-A, 10-B, 11 e 12; Quadra n 18, Quadra n 19, Quadra n 20, Quadra n 21, Quadra n 22, Quadra n 23, Quadra n 24, Quadra nº 25 os Lotes nºs 01,02, 06, 07, 07-A, 08, 09, 10, 11, 11-A, 11-B e 11-C; Quadra nº 26 os Lotes nºs 01, 02, 02-A, 03, 04, 04-A, 05, 05-A, 06 e 07; Quadra nº 27 os Lotes nº 01, 02, 03, 04, 05, 06 e 07; Quadra nº 28 os Lotes nºs 01, 01-A, 02, 03, 04, 05, 05-A, 05-B, 06, 06-A e 07; Quadra nº 29 os Lotes nºs 01, 01-A, 01-B, 02, 02-A, 03, 04, 05, 06, 06-A e 07; Quadra nº 30 os Lotes nºs 01, 01-A, 01-B, 02, 03, 04, 05, 06 e 07; Quadra nº 31 os Lotes nºs 01, 02, 03, 04 e 05; Quadra nº 33 os Lotes nºs 01, 02, 03, 04, 05, 06, 06-A, 07 e 08; Quadra nº 34 os Lotes nºs 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 07-A, 07-B, 08, 08-A, 08-B e 09; Quadra nº 34-A os Lotes nºs 05, 06, 07, 08, C162-A, C162-B; Quadra nº 35 os Lotes nºs 10, 10-A, 11, 12, 13, 14, 15 e 16; Quadra nº 36 os Lotes nºs 08, 08-A, 09, 10, 11, 12 e 12-A; Parte da Chácara 168 e 169 e Chácara 169-A. Do Bairro SÃO MIGUEL, Loteamento SEDE, Quadra nº 37 os Lotes nºs 01, 02, 03, 03-B, 04, 04-A, 05, 05-A, 05-B, 06, 07 e 07-A; Quadra nº 39 os Lotes nºs 05, 05-A, 05-B, 06, 07, 08, 08-A, 08-B, 08-C, 09, 10, 11 e 12; Quadra nº 40 os Lotes nºs 01, 02, 03, 03-A, 03-B, 04, 05, 06, 07, 08, 08-A, 09, 10, 11, 12, 12-A e 12-B; Quadra nº 41 os Lotes nºs 01, 01-B, 01-C, 02, 02-A, 04, 04-A e 04-B; Quadra nº 42-A os Lotes nºs 10, 10-A, 11, 12, 12-A e 13; Parte Chácara 105, faixa de 30,00m (trinta metros) com frente para a Rua Coronel San Thiago Dantas. Do Bairro VERDI, Chácara 171 e Parte Chácara 171 Rua Santos Dumont. Art. 24. Zona de Comércio e Serviços ZCS corresponde às áreas junto às vias arteriais principais. Seu objetivo é fazer com que esses eixos se caracterizem como áreas comerciais e de serviços de interesse regional, atendendo a região polarizada pela cidade. Parágrafo único A Zona de Comércio e Serviços ZCS fica ampliada nas seguintes abrangências: Do Bairro CRISTO REI, Loteamento CRISTO REI, Quadra n 04 os Lotes n 01, 02, 11, 11-A, 11-B e Chácara n 93; Quadra nº 12 os Lotes nºs 08, 09, 10 e 10-A; Quadra nº 13 os Lotes nºs 01, 11, 12, 13, 14, 15, 17 e 18; Quadra nº 14 os Lotes nºs 09, P/08, P/10, P/11, 10-A, 11, 12, 13, 14, 15, 15-A, 16 e 17; Quadra nº 19 os Lotes nº 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09 e 10; Quadra nº 20 os Lotes nº 01, 01-A, 01-B, 02, 02-A, 02-B, 03, 04, 05-A, P/06, 06-A, 06-B, 07, 07-A, 08, 09, 10, 11 e 12; Quadra nº 21 os Lotes nºs 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11, 11-A, 12, 13 e 14; Quadra nº 22 os Lotes nºs 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11 e 12; Quadra nº 23 os Lotes nºs 01 e 02. Loteamento DUQUE DE CAXIAS, Quadra n 03 e 04 os Lotes n 10-B, 10-C e 10-D, e a Quadra nº 04 os Lotes nºs 09, 09-A, 09-A1, 09-B, 09-C, 09-D, P/10-A e 10-A. Do Bairro FREI VITO, Loteamento SÃO FRANCISCO, Quadra nº 03 os Lotes nºs 01, 02, P/02, 03, 04, 05, 06, 07, 08 e 08-A; Quadra nº 04 os Lotes nºs 01, 02 e 03; Parte da Chácara 62-7; Chácara nº 184; Chácara nº 184-A; Chácara nº 189-M; Chácara nº 189-M1; Chácara nº 189-M2; Chácara nº 189- M3; Chácara 200; Parte Chácara nº 207; Chácara nº 207; Chácara nº 207-A; Chácara nº 207-B; Chácara nº 207-C; Chácara nº 207-D e Chácara 207-F. Art. 26. Zona de Uso Misto 2 ZUM 2, corresponde às áreas urbanas que têm vocação para receber usos residenciais, com uma densidade alta. Sua característica principal é para uso residencial. Sendo permitido a instalação nestas zonas de pequenos comércios e prestadores de serviço não incômodas ao uso residencial. Parágrafo único São acrescidas na Zona de Uso Misto 2 ZUM 2 as seguintes abrangências: Quinhão nº 01-A; Parte do Quinhão n 04 da subdivisão do Lote n 323, da Ex-Colônia Militar de Chopim; Parte do Quinhão n 04-B da subdivisão do quinhão 04; Chácara n 105; Parte da Chácara n 147; Parte da Chácara n 148; Parte da Chácara 201 e Chácara 201-F. Art. 2º Revoga o parágrafo único, do artigo 34, da Lei n 3.167/2013, de 27 de setembro de 2013, e acrescenta ao artigo 34 os 1, 2, 3, 4 e 5, que passa a vigorar com as seguintes alterações: TÍTULO V DA CLASSIFICAÇÃO, DEFINIÇÃO E RELAÇÃO DOS USOS DO SOLO Art. 34. Ficam classificados, definidos e relacionados os usos do solo, para implantação do Zoneamento de Uso e Ocupação do Solo do Perímetro Urbano do Município de Chopinzinho, conforme Tabelas I e II anexas a presente lei. Parágrafo único Revogado 1 São serviços e comércio vicinais: Academia de ginástica, esportes e música; Açougue, peixaria; Agência de serviços postais; Agência de turismo e viagens; Alfaiate, costureira e atelier; Armarinhos em geral, bazar, lojas de artigos populares, confecções e utilitários para casa(decoração, plásticos e presentes); Atelier fotográfico e artigos fotográficos; Banca de jornal, revistas e bijuteria; Boutique; Café, Cyber, Lan House e jogos eletrônicos; Casa lotérica; Chaveiro; Clinica médica, Clinica veterinária e Pet Shop sem hospedagem; Clube esportivo e recreativo, salão de festas e buffets; Comércio de água, purificadores e bebidas; Comércio de cereais, ração, caça e pesca, utilidades rurais de pequeno porte; Comércio de colchões, tecidos e colchas; Comércio de cosméticos; Comércio de embalagens (materiais descartáveis) e produtos alimentares de pequeno porte; Comércio de materiais e prestação de serviços de informática; Comércio de materiais para jardinagem e limpeza (jatos, cortadores de grama e acessórios) Confecções de roupas e artesanato; Comércio de refrigeração (balcão frigoríficos, câmaras frias, geladeiras, etc.); Comércio de roupas e acessórios esportivos; Comércio de tintas e acessórios para pintura de edificações; Concessionária de veículos e/ou motos, revenda de veículos novos e usados; Confeitaria e sorvetes; Corretor e imobiliária; Despachante; Edifícios de escritório; Endereço comercial e referência fiscal; Escola de 2º grau, ensino técnico, ensino fundamental e ensino superior, pré-escola e creche; Escritório de copiadora, produção de banners, faixas e material de publicidade; Escritório profissional e de prestação de serviços (Engenheiro, Arquiteto, Médico, Contador, Advogado, Odontólogo, etc.); Estabelecimento de ensino específico (Informática, idiomas, curso pré-vestibular, etc.); Estacionamento para provimento de vaga de veículos; Fábrica e indústria de pequeno porte não poluidora como funilaria, artigos plásticos, esquadrilhas metálicas, móveis e artefatos de madeira; Farmácia; fisioterapia e radiologia; Floricultura; Galeria comercial; Gráfica, tipografia e editora; Hotel e pensionato; Instituição financeira; Joalheria, relojoaria e ótica; Laboratório de análises clínicas; Lavanderia; Lazer, lazer noturno (compatibilizado com normativas vigentes) e cultura; Livraria e papelaria; Locadora de vídeo/dvd; Loja de alimentos prontos e/ou semi-prontos; Loja de calçados; Loja de conveniências; Loja de departamentos; Loja de ferramentas; Loja de instrumentos musicais; Loja de material elétrico, iluminação e lustres; Loja de moveis e eletrodomésticos; Loja e fabricação de cortinas; Lojas de disco, fitas e CDs; Material de construção de médio e grande porte sem depósito e sem fabricação; Mercado de pequeno e médio porte; Mercearia; Oficina e pequenos consertos e/ou atividades que não impliquem em uso de equipamentos ruidosos, produtos poluentes e odores; Padaria e panificadora; Peças e acessórios para atividades agrícolas; Peças e acessórios para veículos; Pequena confecção de roupas e artesanatos; Posto de abastecimento de combustível; Posto de lavagem de veículos (enquadrando-se na legislação vigente); Posto de saúde; Quitanda; Restaurante, pizzaria, lanchonete, bar e confeitaria; Salão de beleza, barbearia, manicure, pedicure, massagista; Serviços funerários (objeto de análise pelo Conselho Municipal da Cidade para liberação e alvará); Serviços públicos; Shopping center; Show room para comercialização de artefatos de pedra, madeira, assoalhos, piscinas e materiais de construção; Sistemas particulares de alarme, interfonia e segurança; Supermercado; Teatro, cinema, auditório, museu, biblioteca; Templo religioso e casa de culto (objeto de análise pelo Conselho Municipal da Cidade para liberação e alvará); Vidraçaria; 2 Os serviços e comércio vicinais referente à Clínica Veterinária e Pet-shop com hospedagem de animais o uso é permissível com aprovação do Conselho da Cidade, desde que apresentado projeto de isolamento acústico juntamente com o EIA (Estudo de Impacto de Vizinhança) nos Zoneamentos ZUM 1 e ZUM 2. 3 Os serviços e comércio vicinais referente à Material de Construção de médio e OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 6

7 Página 7 / 065 grande porte serão permitidos Depósito de Materiais e artefatos ensacados/confinados em unidades completamente envoltas e de artefatos não poluentes e em unidades sólidas. 4 Na tabela de Uso de solo urbano, na Zona de Comércio e Serviços ZCS, será permitido como Serviço e Comercio Vicinal, o Comércio e Depósito de materiais de construção a granel, somente se este for uma edificação com área completamente coberta, com vedações laterais, que possua um sistema de controle de emissão de poluentes para área externa e sistema de controle de emissões internas, não tornando o ambiente interno insalubre para os profissionais locais, desta forma se impossibilita qualquer dispersão de partículas para as redondezas vizinhas. 5º Na tabela de Uso de solo urbano, na Zona Central, será permitido como Serviço e Comercio Vicinal, o Comércio e Depósito de materiais de construção a granel somente se: Este for uma edificação com área completamente coberta, com vedações laterais, possua um sistema de controle de emissão de poluentes para área externa e sistema de controle de emissões internas, que não torne o ambiente interno insalubre para os profissionais locais, desta forma se impossibilita qualquer dispersão de partículas para as redondezas vizinhas; Os veículos utilizados para carga e descarga neste depósito sejam Veículos Urbanos de Carga (VUCs), com dispositivos de controle de emissão de poluentes, com carga fechada e dimensões máximas de 7,30 m de comprimento e 2,50 m de largura; Os Veículos Urbanos de Carga (VUCs), utilizados para carga e descarga circulem nesta Zona nos períodos: das 6h as 7h, 9h as 11h, das 14h as 16h e das 19h as 22h. Art. 3 Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do de Chopinzinho-PR, 31 DE JULHO DE Leomar Bolzani Cod LEI Nº 3.314/2014 Alterada os Anexos Tabela I e Classificação, Definição e Relação dos Usos do Solo, da Lei nº 2.106/2006, de 12 de dezembro de 2006, que dispõe sobre o Zoneamento do Uso e Ocupação do Solo do Perímetro Urbano do Município de Chopinzinho. O PREFEITO DE CHOPINZINHO, ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Faz saber, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte LEI: Art. 1º Ficam alterados os Anexos Tabela I e Classificação, Definição e Relação dos Usos do Solo, da Lei nº 2.106/2006, de 12 de dezembro de 2006, que fazem parte integrante desta lei. Art. 2 Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do de Chopinzinho-PR, 31 DE JULHO DE Leomar Bolzani ANEXO TABELA I TABELA DE USO DO SOLO URBANO USO PERMISSÍVEL ZAS USO PERMITIDO USO PROIBIDO (Sob consulta) ZC ZCS ZUM-1 ZUM-2 ZI ZRO 1A ZRO 1B ZRO 2 ZEIS A ZEIS B ZEIS C - Uso Habitacional - Comunitário 1 - Comunitário 2 lazer e cultura - Comunitário 2 ensino - Serviços e Comércios Vicinais* - Comercial e Serviços de Bairro - Indústria Tipo 1 - Uso Habitacional - Comunitário 1 - Comunitário 2 lazer e cultura - Comunitário 2 ensino - Serviços e Comércios Vicinais* - Comercial e Serviços de Bairro - Comércio e Serviço Geral - Indústria Tipo 1 - Indústria Tipo 2 - Uso Habitacional - Comunitário 1 - Serviços e Comércios Vicinais* - Uso Habitacional - Comunitário 1 - Serviços e Comércio Vicinais* - Comércio e Serviço Específico - Indústrias Tipo 1 - Indústrias Tipo 2 - Indústrias Tipo 3 - Comunitário 2 lazer e cultura - Habitacional Unifamiliar - Comunitário 2 lazer e cultura - Não é permitido qualquer tipo de ocupação. - Habitacional Unifamiliar - Endereço Comercial e Referência Fiscal para atividade do Microempreendedor Individual (MEI) - Habitacional Unifamiliar - Endereço Comercial e Referência Fiscal para atividade do Microempreendedor Individual (MEI) - Comunitário 2 lazer e cultura - Comunitário 3 lazer - Endereço Comercial e Referência Fiscal para atividade do Microempreendedor Individual (MEI) - Comunitário 2 saúde - Comunitário 2 culto religioso - Comunitário 2 saúde - Comunitário 2 culto religioso - Comunitário 3 ensino - Comércio e Serviço Específico - Comunitário 2 lazer e cultura - Comunitário 2 ensino - Comunitário 2 culto religioso - Indústria Tipo 1 - Comunitário 2 ensino - Comunitário 2 culto religioso - Indústria Tipo 1 - Habitacional Unifamiliar (máximo 01 unidade por lote). - Habitacional Unifamiliar (máximo 01 unidade por lote). - Comunitário 2 ensino - Comunitário 2 saúde - Não é permitido qualquer tipo de ocupação. - Comunitário 1 - Serviços e Comércios Vicinais* - Indústria Tipo 1 - Comunitário 1 - Serviços e Comércios Vicinais* - Indústria Tipo 1 - Habitacional Unifamiliar (máximo 01 unidade por lote). Todos os demais. Todos os demais. Todos os demais Todos os demais. Todos os demais. Todos os demais Todos os demais Todos os demais Todos os demais Todos os demais ZEU ZINST - Uso Habitacional - Comunitário 1 - Comunitário 2 lazer e cultura - Comunitário 2 ensino - Comunitário 2 saúde - Comunitário 2 culto religioso - Comunitário 3 ensino - Comunitário 3 lazer - Serviços e Comércios Vicinais* - Comercial e Serviços de Bairro - Indústria Tipo 1 - Habitação de Uso Institucional - Comunitário 1 - Comunitário 2 lazer e cultura - Comunitário 2 ensino - Comunitário 2 saúde - Comunitário 3 ensino - Comércio e Serviço Geral - Comércio e Serviço Específico - Indústria Tipo 2 -x- Todos os demais Todos os demais OBS: Todos os usos listados ficam subordinados aos instrumentos do Estatuto da Cidade no que couber. *Verificar artigo 34, da Lei n 3.313/2014. ANEXO CLASSIFICAÇÃO, DEFINIÇÃO E RELAÇÃO DOS USOS DO SOLO I USO HABITACIAL as edificações destinadas á habitação permanente ou transitória, sendo subclassificadas em: I.1 Habitação Unifamiliar edificação isolada destinada a servir de moradia á uma só família. I.2 Habitação Coletiva edificação que comporta mais de 02 (duas) unidades residenciais autônomas, agrupadas verticalmente com áreas de circulação interna comuns à edificação e acesso ao logradouro público; I.3 Habitações Unifamiliares em Série mais de 03 (três) unidades autônomas de residências unifamiliares agrupadas horizontalmente, paralelas ou transversais ao alinhamento predial; I. 4 Habitação de Uso Institucional edificação destinada à assistência social, onde se abrigam estudantes, crianças, idosos e necessitados, tais como: Albergue Alojamento Estudantil Asilo Casa do Estudante Convento Internato Orfanato Seminário I. 5 Habitação Transitória edificação com unidades habitacionais destinadas ao uso transitório, onde se recebem hóspedes mediante remuneração. II USOS COMUNITÁRIOS- espaços, estabelecimentos ou instalações destinadas à educação, lazer, cultura, saúde, assistência social, cultos religiosos, com parâmetros de ocupação específicos, sendo subclassificadas em: II. 1 Comunitário 1 atividades de atendimento direto, funcional ou especial ao uso residencial, tais como: Ambulatório Assistência Social Berçário Biblioteca Creche Ensino Maternal Escola Especial Hotel Para Bebês Jardim de Infância Pré-Escolar II. 2 Comunitário 2 atividades que impliquem em concentração de pessoas ou veículos, níveis altos de ruídos e padrões viários especiais, subclassificando-se em: II.2.1 Comunitário 2 Lazer e Cultura Auditório Boliche Cancha de Bocha Cancha de Futebol Casa de Espetáculos Artísticos Centro de Convenções Centro de Recreação Cinema Colônias de Férias Ginásio de Esporte Museu Ringue de Patinação Sede Cultural, Esportiva e Recreativa Sociedade Cultural Teatro II.2.2 Comunitário 2 Ensino Estabelecimentos de Ensino de 1º, 2º e 3 graus II.2.3 Comunitário 2 Saúde Hospital Maternidade Posto de Saúde Pronto Socorro Sanatório II.2.4 Comunitário 2 Culto Religioso Casa de Culto Igrejas Templo Religioso OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 7

8 Página 8 / 065 II.3 Comunitário 3 atividades de grande porte, que impliquem em concentração de pessoas ou veículos, não adequadas ao uso residencial sujeitas a controle específico, subclassificando-se em: II.3.1 Comunitário 3 Lazer Autódromo Centro de Equitação Centro Exposição Circo Hipódromo Kartódromo Parque de Diversões Parques, praças e assemelhados Pista de Treinamento Rádio Rodeio II.3.2 Comunitário 3 Ensino Campus Universitário Estabelecimento de Ensino de 3º Grau III USOS COMERCIAIS E DE SERVIÇOS Atividades pelas quais fica definida uma relação de troca visando o lucro e estabelecendo-se a circulação de mercadorias, ou atividades pelas quais fica caracterizado o préstimo de mão de obra ou assistência de ordem intelectual ou espiritual. III.1 Serviços e Comércios Vicinais Atividade comercial varejista de pequeno porte, disseminada no interior das zonas, de utilização imediata e cotidiana, entendida como um prolongamento do uso residencial: Academia de ginástica, esportes e música Açougue Agência de serviços postais Agência de Serviços Postais Agência de turismo e viagens Alfaiate, costureira e atelier Armarinhos Armarinhos em geral Atelier fotográfico e artigos fotográficos Ateliês Banca de jornal, revistas e bijuteria Bazar Boutique Café, Cyber, Lan House e jogos eletrônicos; Casa de Chá Casa Lotérica Chaveiro Clinica médica Clinica veterinária e Pet Shop sem hospedagem Clínicas Clube esportivo e recreativo, salão de festas e buffets Comércio de água, purificadores e bebidas Comércio de cereais, ração, caça e pesca, utilidades rurais de pequeno porte Comércio de colchões, tecidos e colchas Comércio de cosméticos Comércio de embalagens (materiais descartáveis) e produtos alimentares de pequeno porte Comércio de materiais e prestação de serviços de informática Comércio de materiais para jardinagem e limpeza (jatos, cortadores de grama e acessórios) Comércio de refrigeração (balcão frigoríficos, câmaras frias, geladeiras, etc.) Comércio de roupas e acessórios esportivos Comércio de tintas e acessórios para pintura de edificações Concessionária de veículos e/ou motos, revenda de veículos novos e usados Confecções de roupas e artesanato Confeitaria e sorvetes Consultórios Corretor e imobiliária Despachante Drogaria Edifícios de escritório Endereço comercial e referência fiscal Escola de 2º grau, ensino técnico, ensino fundamental e ensino superior, pré-escola e creche Escritório de Comércio Varejista Escritório de copiadora, produção de banners, faixas e material de publicidade Escritório profissional e de prestação de serviços (Engenheiro, Arquiteto, Médico, Contador, Advogado, Odontólogo, etc.) Estabelecimento de ensino específico (Informática, idiomas, curso pré-vestibular, etc.) Estacionamento para provimento de vaga de veículos Fábrica e indústria de pequeno porte não poluidora como funilaria, artigos plásticos, esquadrilhas metálicas, móveis e artefatos de madeira Farmácia Fisioterapia e radiologia; Flores Ornamentais Floricultura Galeria comercial Gráfica, tipografia e editora Hortifrutigranjeiros Hotel e pensionato Imobiliárias Instituição financeira Joalheria, relojoaria e ótica Laboratório de análises clínicas Lavanderia Lazer, lazer noturno (compatibilizado com normativas vigentes) e cultura Livraria e papelaria Livraria Panificadora Locadora de vídeo/dvd Loja de alimentos prontos e/ou semi-prontos Loja de calçados Loja de conveniências Loja de departamentos Loja de ferramentas Loja de instrumentos musicais Loja de material elétrico, iluminação e lustres Loja de moveis e eletrodomésticos Loja e fabricação de cortinas Lojas de artigos populares, confecções e utilitários para casa (decoração, plásticos e presentes) Lojas de disco, fitas e CDs Material de construção de médio e grande porte sem depósito e sem fabricação Mercado de pequeno e médio porte Mercearia Oficina e pequenos consertos e/ou atividades que não impliquem em uso de equipamentos ruidosos, produtos poluentes e odores Padaria e panificadora Papelaria Peças e acessórios para atividades agrícolas Peças e acessórios para veículos Peixaria Pequena confecção de roupas e artesanatos Posto de abastecimento de combustível Posto de lavagem de veículos (enquadrando-se na legislação vigente) Posto de saúde Profissionais Autônomos Quitanda Relojoaria Restaurante, pizzaria, lanchonete, bar e confeitaria Revistaria Salão de beleza, barbearia, manicure, pedicure, massagista Serviços de Datilografia, Digitação Serviços de Montagem de Bijuterias Serviços funerários (objeto de análise pelo Conselho Municipal da Cidade para liberação e alvará) Serviços públicos Shopping center Show room para comercialização de artefatos de pedra, madeira, assoalhos, piscinas e materiais de construção Sistemas particulares de alarme, interfonia e segurança Sorveteria Supermercado Teatro, cinema, auditório, museu, biblioteca Templo religioso e casa de culto (objeto de análise pelo Conselho Municipal da Cidade para liberação e alvará) Vidraçaria. III.2 Comércio e Serviço de Bairro Atividades comerciais varejistas e de prestação de serviços de médio porte destinadas a atendimento de determinado bairro ou zona, tais como: Academias Agência Bancária Banco Bares Borracharia Buffet com Salão de Festas Centros Comerciais Choparia Churrascaria Comércio de Material de Construção Comércio de Veículos e Acessórios Edifícios de Escritórios Entidades financeiras Entidades Financeiras Escritório de Comércio Atacadista Escritórios Administrativos Estabelecimentos de Ensino de Cursos Livres Estacionamento Comercial Fotográficos Hotéis Joalheria Laboratórios de Análises Clínicas Lavanderia Lojas de Departamentos Oficina Mecânica de Veículos Petiscaria Pizzaria Posto de Venda de GLP OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 8

9 Página 9 / 065 Radiológicos Restaurante Roticeria Sede de Empresas Serv-Car Serviços de Lavagem de Veículos Serviços Públicos Super e Hipermercados Venda de Eletrodomésticos III.3 Comércio e Serviço Geral Atividades comerciais varejistas e atacadistas ou de prestação de serviços destinadas a atender à população em geral, que por seu porte ou natureza, exijam confinamento em área própria, tais como: Agenciamento de Cargas Borracharia Comércio Atacadista Comércio Varejista de Grandes Equipamentos Editoras Hospital Veterinário Hotel para Animais Impressoras Oficinas Mecânicas Revenda de GLP Transportadora Capela Mortuária III.4 Comércio e Serviço Especifico Atividade peculiar cuja adequação à vizinhança e ao sistema viário depende de análise especial, tais como: Comércio Varejista de Derivados de Petróleo Armazéns Gerais Canil Chapeação Cooperativas Depósito de Inflamáveis Depósitos Latarias e Pintura Entrepostos Marmoraria Mecânica e Serviços de Grande Porte Recapadoras Serviços de Bombas de Combustível para Abastecimento de Veículos da Empresa Silos IV USO INDUSTRIAL Atividade pela qual resulta a produção de bens pela transformação de insumos, subclassificando-se em: IV.1 Indústria Tipo 1 Atividades industriais compatíveis com o uso residencial, não incômodas ao entorno, tais como: Absorventes Acessório do Vestuário Acessórios para Animais Adesivos Aeromodelismo Artigos Cama, Mesa e Banho Artigos de Artesanato Artigos de Bijuteria Artigos de Colchoaria Artigos de Cortiça Artigos de Couro Artigos de Decoração Artigos de Joalheria Artigos de Pele Artigos para Brindes Bolsas Bordados Calçados Capas para Veículos Confecção de Cortinas Etiquetas Fabricação de Cronômetro e Relógios Fabricação de Estopa Fabricação de: Fabricação e Restauração de Vitrais Fraldas Gelo Guarda-chuva Guarda-sol Malharia Material Didático Material Ótico Mochilas Painéis Cerâmicos e Mosaicos Pastas Escolares Perucas e Cabeleiras Produtos Alimentícios Produtos Desidratados Produtos Naturais Relógio Rendas Roupas Sacolas Semi-jóias Sombrinhas Suprimentos para Informática IV.2 Indústria Tipo 2 Atividades industriais compatíveis ao seu entorno e aos parâmetros construtivos da zona, não geradoras de intenso fluxo de pessoas e veículos, tais como: Acessórios para Panificação Acumuladores Eletrônicos Agulhas Alfinetes Anzóis Aparelhos de Medidas Aparelhos Fotográficos e Cinematográficos Aparelhos Ortopédicos Artefatos de Bambu Artefatos de Cartão Artefatos de Cartolina Artefatos de Junco Artefatos de Lona Artefatos de Papel e Papelão Artefatos de Vime Artigos de Caça e Pesca Artigos de Esportes e Jogos Recreativos Artigos Diversos de Madeira Box para Banheiros Brochas Capachos Churrasqueiras Componentes e Sistema de Sinalização Componentes Eletrônicos Cordas e Barbantes Cordoalha Correias Cozinha Industrial Cúpulas para Abajur Embalagens Escovas Espanadores Esquadrias Estandes para Tiro ao Alvo Estofados para Veículos Fabricação de: Fitas Adesivas Formulário Contínuo Funilaria Indústria Gráfica Indústria Tipográfica Instrumentos Musicais Instrumentos Óticos Lareiras Lixas Luminárias Luminárias para Abajur Luminosos Materiais Terapêuticos Molduras Móveis de Vime Painéis e Cartazes Publicitários Palha de Aço Palha Trançada Peças e Acessórios e Material de Comunicação Peças p/ Aparelhos Eletro-Eletrônicos e Acessórios Persianas Pincéis Portões Eletrônicos Serralheria Toldos IV.3 Indústria Tipo 3 Atividades industriais em estabelecimento que implique na fixação de padrões específicos, quanto as características de ocupação do lote, de acesso, de localização, de tráfego, de serviços urbanos e disposição dos resíduos gerados, tais como: Curtume Desdobramento de Madeira Destilação de Álcool Entreposto de Madeira p/ Exportação (Ressecamento) Fiação Fundição de Peças Fundição de Purificação de Metais Preciosos Frigorífico Geração e Fornecimento de Energia Elétrica Indústria Cerâmica Indústria de Abrasivo Indústria de Águas Minerais Indústria de Artefatos de Amianto Indústria de Artefatos de Cimento Indústria de Beneficiamento Indústria de Bobinamento de Transformadores Indústria de Compensados e/ ou Laminados Indústria de Fumo Indústria de Implementos Rodoviários Indústria de Madeira OBSERVATÓRIO NACIAL Nacional - Ministério da Ciência e Tecnologia Página 9

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES.

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1 ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1.HABITAÇÃO 2.MEIOS DE HOSPEDAGEM 3.COMÉRCIO VAREJISTA I 4.COMÉRCIO VAREJISTA II 5.COMÉRCIO VAREJISTA

Leia mais

Lei Municipal 3.263/99: ANEXO 3 - CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES QUADRO 1. COMÉRCIO VAREJISTA - CONDIÇÕES PARA INSTALAÇÃO

Lei Municipal 3.263/99: ANEXO 3 - CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES QUADRO 1. COMÉRCIO VAREJISTA - CONDIÇÕES PARA INSTALAÇÃO NA BACIA DE CONTRIBUIÇÃO INDIRETA CÓD. ATIVIDADES EM ÁREA COM IMPLANTADO EM ÁREA SEM COMÉRCIO VAREJISTA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 10101 AÇOUGUE E PEIXARIA 10102 BOMBONIÈRE E CONFEITARIA 10103 CONDIMENTOS

Leia mais

ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MEDIDAS MITIGADORAS MÍNIMAS

ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MEDIDAS MITIGADORAS MÍNIMAS ANEXO V - QUADRO 1 - USOS DO SOLO E MÍNIMAS Parte integrante da Lei Complementar de Uso e Ocupação do Solo Açougue, padaria, farmácia, peixaria, bares e lanchonetes com no máximo 100 m² de área construída.

Leia mais

LC nº 16/2005 TABELA I USOS COMERCIAIS

LC nº 16/2005 TABELA I USOS COMERCIAIS LC nº 16/2005 TABELA I USOS COMERCIAIS COM. VICINAL 1 OBS. 1 COM. DE BAIRRO OBS. 2 GRUPO A OBS. 3 GRUPO B GRUPO C COM. SETORIAL OBS. 4 e 5 COM. GERAL OBS. 5 GERAL 1 GERAL 2 GRUPO A COM. ESPECÍFICO OBS.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 SÚMULA: SÚMULA REGULAMENTA OS SERVIÇOS DE FISCALIZAÇÃO REALIZADOS EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS, INDUSTRIAIS, PRESTADORES DE SERVIÇOS, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014.

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera a Lei Municipal n. 1.133 de 31 de dezembro de 2010 que institui o Código Tributário do Município de Colinas do Tocantins e da outras

Leia mais

PREFEITURA MU ICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MU ICIPAL DE GOVER O

PREFEITURA MU ICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MU ICIPAL DE GOVER O LEI COMPLEMENTAR Nº 273, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012. Altera o art. 59 da Lei nº 386, de 17 de fevereiro de 1993, e dá outras providências. O PREFEITO DE PALMAS Faço saber que a Câmara Municipal de Palmas

Leia mais

ANEXO 6 ENQUADRAMENTO DAS ATIVIDADES NOS USOS NÍVEL 1 USOS DE BAIXÍSSIMO IMPACTO E INCOMODIDADE

ANEXO 6 ENQUADRAMENTO DAS ATIVIDADES NOS USOS NÍVEL 1 USOS DE BAIXÍSSIMO IMPACTO E INCOMODIDADE ANEXO 6 ENQUADRAMENTO DAS ATIVIDADES NOS USOS NÍVEL 1 USOS DE BAIXÍSSIMO IMPACTO E INCOMODIDADE Serviços profissionais domiciliares: serviços profissionais liberais, técnicos ou universitários e outras

Leia mais

PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria

PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR) 1. RESIDENCIAL: 1.1.Habitação 1.2.Habitação para zeladoria 2. COMÉRCIO 2.1.Comércio varejista 2.1.1. Comércio varejista INÓCUO: 2.1.1.1.

Leia mais

PGT - 1* para AUTOMÓVEIS. 1 vaga / unid com área 150 m² 1 vaga / unid c/ área 150 m² 2 vagas / unidade 1 vaga / 5 unidades

PGT - 1* para AUTOMÓVEIS. 1 vaga / unid com área 150 m² 1 vaga / unid c/ área 150 m² 2 vagas / unidade 1 vaga / 5 unidades USO para AUTOMÓVEIS PGT - 1* para AUTOMÓVEIS para BICICLETAS para MOTOCICLETAS Residências Unifamiliares 1 vaga/ unidade - - - 1 vaga / unidade Condomínios Unifamiliares - 2 vagas / unidade 1 vaga de visitante

Leia mais

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura,

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, exceto morango 0122-9/00 Cultivo de flores e plantas

Leia mais

Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, "d", da IN/DRP nº 045/98)

Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, d, da IN/DRP nº 045/98) Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, "d", da IN/DRP nº 045/98) A) COMÉRCIO VAREJISTA: C A E DESCRIÇÃO DO C A E 801000000 AÇOUGUES E PEIXARIAS 801010000 Açougues

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA

CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA PDDUA CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A ÁREA INTENSIVA ANEXO 5.2(NR ) 1. RESIDENCIAL:.1. Habitação.2. Habitação para zeladoria 2. COMÉRCIO.1.Comércio varejista.1.comércio varejista INÓCUO:.1. antigüidades.2.

Leia mais

LEI MUNICIPAL N.º 3.464, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

LEI MUNICIPAL N.º 3.464, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 ANEXO 2 CATEGORIAS DE ATIVIDADES E CLASSIFICAÇÃO Residências Unifamiliares RU Compreendendo: a) residências unifamiliares isoladas; b) residências unifamiliares agrupadas, geminadas ou em série; c) condomínios

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ESTADO DO ESPÍRITO SANTO LEI Nº668/2005 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÃO NO CÓDIGO TRIBUTÁRIO MUNICIPAL - LEI Nº513/2001. O Prefeito Municipal de Venda Nova do Imigrante,

Leia mais

Perfil Econômico Municipal

Perfil Econômico Municipal indústria Extração de carvão mineral Extração de petróleo e gás natural Extração de minerais metálicos Extração de minerais não-metálicos Fabricação de alimentos e bebidas Fabricação de produtos do fumo

Leia mais

ANEXO II CLASSIFICAÇÃO, DEFINIÇÃO E RELAÇÃO DOS USOS DO SOLO PARA IMPLANTAÇÃO DO ZONEAMENTO.

ANEXO II CLASSIFICAÇÃO, DEFINIÇÃO E RELAÇÃO DOS USOS DO SOLO PARA IMPLANTAÇÃO DO ZONEAMENTO. ANEXO II CLASSIFICAÇÃO, DEFINIÇÃO E RELAÇÃO DOS USOS DO SOLO PARA IMPLANTAÇÃO DO ZONEAMENTO. 1. QUANTO À DEFINIÇÃO DOS USOS DO SOLO 1.1 Habitacional: Edificação destinada à habitação permanente ou transitória;

Leia mais

Diário Oficial dos Municípios do Sudoeste do Paraná - DIOEMS Quinta-feira, 16 de Maio de 2013

Diário Oficial dos Municípios do Sudoeste do Paraná - DIOEMS Quinta-feira, 16 de Maio de 2013 Diário Oficial dos Municípios Quinta-feira, 16 de Maio de 2013 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 Página 1 / 219 Ano II Edição Nº 0345 BARRACÃO SUMÁRIO Municípios AMPÉRE... 1 BARRACÃO...

Leia mais

ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000

ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000 ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000 Comércio Varejista 2000 Comércio a Varejo e por Atacado de VeículosAutomotores 50 Manutenção e Reparação de VeículosAutomotores

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS ANEXO 21

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS ANEXO 21 (ACC) (ACC) Academia de ginástica, Escola de natação, Escola de dança AC 250m² >1000 101 / 50m² 01/35 Agência bancária, Financeira em geral 01 / 50m² 1 valores / 600m² (*) Alojamento de animal doméstico,

Leia mais

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades.

ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA. ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Atividades. ANEXO IX TABELA DE RECEITA Nº IX VIGILÂNCIA SANITÁRIA ATACADISTA DE ALIMENTOS / FABRICAS E INDUSTRIA DE ALIMENTOS Armazém Distribuidora de Água e Alimentos (Atacadista) Distribuidora e Deposito de Bebidas

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CHARQUEADAS COMUMA - CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CHARQUEADAS COMUMA - CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CHARQUEADAS COMUMA CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO 041 de 13 de Julho de 2010. Dispõe sobre o enquadramento das atividades licenciáveis e codificadas

Leia mais

Art. 1º A alínea c do Inciso II do Artigo 29 da Lei Complementar nº 108/2009 passa a ter a seguinte redação:

Art. 1º A alínea c do Inciso II do Artigo 29 da Lei Complementar nº 108/2009 passa a ter a seguinte redação: LEI COMPLEMENTAR Nº 194, DE 02 DE ABRIL DE 2014. Altera alíneas dos artigos 29 e 30 e o Anexo V da Lei Complementar 108, de 05 de novembro de 2009, que dispõe sobre o zoneamento, o uso e a ocupação do

Leia mais

LEI DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Nº 14.460 DE 16.01.2014

LEI DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Nº 14.460 DE 16.01.2014 LEI DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Nº 14.460 DE 16.01.2014 D.O.E/RS - 17.01.2014 Dispõe sobre o reajuste dos pisos salariais, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, para as categorias profissionais

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0015, DE 13 DE AGOSTO DE 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0015, DE 13 DE AGOSTO DE 2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0015, DE 13 DE AGOSTO DE 2012 Publicada no DOE(Pa) de 14.08.12. Vide IN 16/12, que trata do registro eletrônico de documentos fiscais. Alterada pelas IN 17/12, 03/14, 23/14. Vide

Leia mais

ANEXO II CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES POR CATEGORIA DE USO DA EDIFICAÇÃO

ANEXO II CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES POR CATEGORIA DE USO DA EDIFICAÇÃO 45 LEI COMPLEMENTAR Nº..., DE...de...de 2006 ANEXO II CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES POR CATEGORIA DE USO DA EDIFICAÇÃO 1 RESIDENCIAL UNIFAMILIAR Correspondente a uma habitação por lote ou conjunto de lotes.

Leia mais

Prefeitura do Município de Londrina Estado do Paraná

Prefeitura do Município de Londrina Estado do Paraná Ofício nº./2014-gab. Londrina, A Sua Excelência, Senhor Rony dos Santos Alves Presidente da Câmara Municipal Londrina - Pr Assunto: Encaminha Projeto de Lei Altera os incisos I, II e III do art. 3º, da

Leia mais

TIPOS CATEGORIA INCÔMODO* USO ATIVIDADE ANI AI 1 AI 2 1 2 3 4 5 6 7 8 R

TIPOS CATEGORIA INCÔMODO* USO ATIVIDADE ANI AI 1 AI 2 1 2 3 4 5 6 7 8 R R RESIDENCIAL R.1 R.2 Residência unifamiliar Residência multifamiliar horizontal R.3 R.4 CS CS.1 COMÉRCIO E SERVIÇOS 1.1 Açougue / Comércio de Embutidos 1.2 Armazém 1.3 Bomboniére 1.4 Mercado / Mercearia

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS 1 LEI Nº 142/ 82. DE 20 DE 12 DE 1982. DISPÕE SOBRE O ZONEAMENTO DE USOS DO SOLO URBANO. A CÂMARA MUNICIPAL DE PIRENÓPOLIS aprovou e eu PREFEITO MUNICIPAL, sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE TUCURUÍ GABINETE DO PREFEITO C.N.P.J : 05.251.632/0001-41

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE TUCURUÍ GABINETE DO PREFEITO C.N.P.J : 05.251.632/0001-41 LEI Nº 8.549, de 15 de dezembro de 2009. Dispõe sobre alteração da base de cálculo e alíquotas constantes das Tabelas I e VI de que tratam os artigos 198 e 223 do Código Tributário Municipal e dá outras

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE IVAIPORÃ Estado do Paraná PLE 136/2012

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE IVAIPORÃ Estado do Paraná PLE 136/2012 1 LEI N 2.242, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2012 Abre um Crédito Adicional Suplementar e dá outras providências Art. 1 Fica o Poder Executivo autorizado a abrir no corrente exercício financeiro, um Crédito Adicional

Leia mais

Comércio Varejista e Serviços Tipo II

Comércio Varejista e Serviços Tipo II USO ANEXO 02 ATIVIDADE RESIDENCIAL R.1 Residencial Tipo I Residência unifamiliar R.2 Residencial Tipo II Residência multifamiliar horizontal R.3 Residencial Tipo III Residência multifamiliar vertical R.4

Leia mais

Diário Oficial Eletrônico do Município de. Quedas do Iguaçu. Cod163141

Diário Oficial Eletrônico do Município de. Quedas do Iguaçu. Cod163141 Página 1 / 028 SUMÁRIO Executivo DECRETOS...01 CTRATOS...26 OUTROS ATOS...28 Executivo DECRETO Nº035/2015-S.F. DATA: 01/10/2015 DECRETOS Cod163141 Súmula: Abre Crédito Adicional por Cancelamento de Dotaçao,

Leia mais

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS PARA O EXERCÍCIO DE 2008 Cirilo Rupp, Prefeito em exercício do Município de Campos Novos, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2013/2016

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2013/2016 LEI Nº 323/2013 Data: 31 de Outubro de 2013 SÚMULA: Autoriza a Abertura de Crédito Adicional Suplementar por anulação parcial ou total de dotações orçamentárias, e da outras providências. O Senhor João

Leia mais

PORTARIA Nº 490/DGAC, de 06 de setembro de 1996.

PORTARIA Nº 490/DGAC, de 06 de setembro de 1996. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA AERONÁ UTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL PORTARIA Nº 490/DGAC, de 06 de setembro de 1996. Aprova e Efetiva o Plano Específico de Zoneamento de Ruído do Aeroporto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA LEI Nº 2.342, de 28 de dezembro de 2015 EMENTA: Autoriza o Poder Executivo Municipal a conceder à iniciativa privada o serviço público de tratamento e destinação final de resíduos sólidos urbanos do Município

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPONGAS. www.arapongas.pr.gov.br/diario.php ANO: VII Nº: 1578 PÁG: 01 ATOS DO PODER EXECUTIVO

DIÁRIO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPONGAS. www.arapongas.pr.gov.br/diario.php ANO: VII Nº: 1578 PÁG: 01 ATOS DO PODER EXECUTIVO De Acordo com a Lei 3.465 de 19 de Dezembro de 2007 DIÁRIO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPONGAS QUINTA-FEIRA - 17/12/2015 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS - PR AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL DE PREGÃO

Leia mais

Diário Oficial dos Municípios

Diário Oficial dos Municípios Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2013 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 SUMÁRIO Municípios BARRACÃO...01 BELA VISTA DA CAROBA...39 BOA VISTA DA APARECIDA...39 BOM SUCESSO DO SUL...45

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 008/2013

RESOLUÇÃO Nº 008/2013 RESOLUÇÃO Nº 008/2013 Súmula: Define critérios para apresentação de projetos para o valor R$966.734,86 (Novecentos e sessenta e seis mil, setecentos e trinta e quatro reais e oitenta e seis centavos) do

Leia mais

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center Unaí

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center Unaí ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center Unaí ALUGUEL DE CAÇAMBA Disk Caçamba ARMAZÉM/MERCEARIA Armazém do Helinho

Leia mais

CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer procedimentos adicionais para obtenção do referido Alvará Provisório,

CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer procedimentos adicionais para obtenção do referido Alvará Provisório, DECRETO N.º 1.715, de 13 de maio de 2009. REGULAMENTA o Artigo 12 da Lei Complementar nº 045, de 18 de dezembro de 2007, define o grau de risco das Atividades econômicas e dá outras providências. JOCELITO

Leia mais

LEI Nº. 1826 DE 4 DE MAIO DE 2011

LEI Nº. 1826 DE 4 DE MAIO DE 2011 LEI Nº. 1826 DE 4 DE MAIO DE 2011 "AUTORIZA ASSINATURA DE CONVÊNIO E CONCEDE CONTRIBUIÇÃO CORRENTE ESPECIAL À ASSOCIAÇÃO DESENVOLVIMENTO DAS BANDEIRINHAS & DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS" A Câmara Municipal

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA Gabinete do Prefeito

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA Gabinete do Prefeito 1 DECRETO N o 5.343/2005 De 28 de Junho de 2005 ESTABELECE A DELIMITAÇÃO DO PARQUE DO CABO BRANCO, INSTRUÇÕES NORMATIVAS DE ZONEAMENTO URBANO E AMBIENTAL, A CONTRAPARTIDA FINANCEIRA DOS EMPREENDIMENTOS

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO. PARÁGRAFO PRIMEIRO: A partir do ano de 2007 permanecerão na Escola apenas crianças até 5 anos e 9 meses.

TERMO DE CONVÊNIO. PARÁGRAFO PRIMEIRO: A partir do ano de 2007 permanecerão na Escola apenas crianças até 5 anos e 9 meses. TERMO DE CONVÊNIO CONVÊNIO para prestação, de mútua colaboração que fazem entre si, de um lado o MUNICÍPIO DE TAQUARI (RS), Pessoa Jurídica de Direito Público, inscrito no CNPJ sob o n 88.067.780/0001-38,

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO

LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO LISTA DE DOCUMENTOS PARA EMISSÃO DE ALVARÁ SANITÁRIO I - ABERTURA DE EMPRESA: EMPRESA DE PESSOA JURÍDICA 1- CÓPIA DE DOCUMENTOS DOS SÓCIOS (RG E CPF); 2- CÓPIA DO ENDERECO COMERCIAL; 3- VISTORIA DO CORPO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 201/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 201/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 LEI N 201/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 SÚMULA: ALTERA TABELA lll-b DA LEI 003/97, ITENS DA TABELA V DA LEI 089/99, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. JOSÉ BAUER, Prefeito Municipal de Nova Ubiratã, Estado

Leia mais

ANEXO VII Relação das atividades dispensadas de licenciamento ambiental. Dispensada de Licenciamento

ANEXO VII Relação das atividades dispensadas de licenciamento ambiental. Dispensada de Licenciamento ANEXO VII Relação das atividades dispensadas de licenciamento ambiental Atividades Dispensada de Licenciamento Indústrias Diversas, estocagem, alimentos, serviços e obras Academias da Ginástica e Fisioterapia.

Leia mais

EXTRATO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COLETA DE LIXO HOSPITALAR

EXTRATO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COLETA DE LIXO HOSPITALAR EXTRATO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COLETA DE LIXO HOSPITALAR FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE INDCOM AMBIENTAL LTDA CNPJ: 00.995.353/0001-79 Prestação de serviços para coleta, transporte

Leia mais

FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO

FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO FLUXOGRAMAS DE PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO FOZ DO IGUAÇU PR 2008 INSTRUÇÕES PARA USO DESTE MATERIAL Este material foi elaborado para facilitar o acesso às exigências tributárias

Leia mais

www.viradouro.sp.gov.br www.viradouro.dioe.com.br Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 Ano II Edição nº 251 Página 1 de 9

www.viradouro.sp.gov.br www.viradouro.dioe.com.br Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 Ano II Edição nº 251 Página 1 de 9 Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 Ano II Edição nº 251 Página 1 de 9 SUMÁRIO PODER EXECUTIVO DE VIRADOURO 2 Atos Oficiais 2 Licitações e Contratos 7 Secretaria de Negócios Jurídicos 7 Outros Atos 7 Secretaria

Leia mais

Art. 1º - Esta Lei altera dispositivos da Lei Municipal N.º 104/98 - Código Tributário Municipal -, e da outras providências.

Art. 1º - Esta Lei altera dispositivos da Lei Municipal N.º 104/98 - Código Tributário Municipal -, e da outras providências. LEI MUNICIPAL N.º 119 / 99 De 15 de dezembro de 1999. Dispõe sobre alteração da Lei Municipal 104/98 - Código Tributário Municipal - e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEABRA, Estado da

Leia mais

ANEXO 02 Tabela de Atividades dos Usos do Solo.

ANEXO 02 Tabela de Atividades dos Usos do Solo. Residencial, Comercial, Serviços, Atividades Especiais e Atividades Primárias USO RESIDENCIAL R.1 Residencial Tipo I Residencial unifamiliar R.2 Residencial Tipo II Residencial multifamiliar horizontal

Leia mais

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005 Total... 147 358 6 443 364 1 255 903 923 1 233 256 750 157 359 927 105 804 733 1 192 717 909 681 401 937 511 315 972 C Indústrias extrativas... 3 019 126 018 38 315 470 32 463 760 4 145 236 2 657 977 35

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ELOI MENDES - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE ELOI MENDES - MG Página: 1 "Abre Crédito Adicional SUPLEMENTAR no valor de R$ 237.282,00 para reforço de dotações constantes do vigente orçamento e da outras providências." WILIAM CADORINI, PREFEITO de(a)(o) ELOI MENDES,

Leia mais

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014*

RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* RESOLUÇÃO SMAC nº 577 de 02 de dezembro de 2014* Estabelece parâmetros para o Licenciamento Ambiental das atividades de comércio atacadista e de confecção e fabricação de produtos têxteis. O SECRETÁRIO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL MUNICIPIO DE BONITO

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL MUNICIPIO DE BONITO EXTRATO CONTRATO Nº. 108/2010 PREGÃO PRESENCIAL 05/2010 Madeireira Romat Ltda EPP Contratada. Processo Licitatório Pregão Presencial n. 005/2010, que faz parte integrante deste. Objeto: O presente termo

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS MUNICÍPIO DE LÁBREA

ESTADO DO AMAZONAS MUNICÍPIO DE LÁBREA ESTADO DO AMAZONAS MUNICÍPIO DE LÁBREA GABINETE DO PREFEITO DECRETO MUNICIPAL Nº. 466/GPML - DE 14 DE JANEIRO DE 2013. Dispõe sobre o valor a ser cobrado no Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial

Leia mais

Lei N.º 1215 / 2012. Dispõe Sobre a Autorização para Abertura de Crédito Adicional Suplementar e dá Outras Providências.

Lei N.º 1215 / 2012. Dispõe Sobre a Autorização para Abertura de Crédito Adicional Suplementar e dá Outras Providências. Lei N.º 1215 / 2012 Dispõe Sobre a Autorização para Abertura de Crédito Adicional Suplementar e dá Outras Providências. O Prefeito Municipal de Rubinéia, Aparecido Goulart, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN

ALVARÁ SANITÁRIO. 1 Fonte: adaptado da SUVISA/RN ALVARÁ SANITÁRIO 1) Definição Alvará Sanitário é o documento emitido pela Autoridade Sanitária após análises das condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos, veículos e/ou equipamentos que desenvolvam

Leia mais

MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA

MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA PORTARIA Nº 669 / DGAC, 27 de dezembro de 1994. Aprova o Plano Específico de Zoneamento de Ruído do Aeroporto Hercílio Luz/Florianópolis SC. O Diretor-Geral do Departamento de

Leia mais

Estado do Paraná Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Receita do Estado

Estado do Paraná Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Receita do Estado RESOLUÇÃO SEFA Nº 145/2015 Publicada no DOE 9428 de 09.04.2015 O SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA, com fundamento nos Ajustes SINIEF 1/2013, 22/2013 e 5/2014; no inciso XIV do art. 45 da Lei n. 8.485, de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENTANIA Estado do Paraná

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENTANIA Estado do Paraná LEI Nº 591, DE 02 DE OUTUBRO DE 2012 AUTORIZA A DESAFETAÇÃO E A ALIENAÇÃO DE IMÓVEIS PARA FINS DE IMPLANTAÇÃO DE PARQUE INDUSTRIAL A EMPRESAS DEVIDAMENTE CONSTITUÍDAS NO MUNICÍPIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS LEI N o 1.633 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. DEFINE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE CAIAPÔNIA E DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO

Leia mais

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária:

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária: PROJETO DE LEI Nº 124/2014, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO À ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FIRMAR CONVÊNIO E

Leia mais

O POVO DA CIDADE DO RECIFE, POR SEUS REPRESENTANTES, DECRETA E EU EM SEU NOME SANCIONO, A SEGUINTE LEI:

O POVO DA CIDADE DO RECIFE, POR SEUS REPRESENTANTES, DECRETA E EU EM SEU NOME SANCIONO, A SEGUINTE LEI: LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR DE Nº 15.840/93 DE 29 DE DEZEMBRO DE 1993. (Publicada no DOM de 29/30 de 12 de 1993) (Revogada pela Lei 16.290, de 29 de janeiro de 1997) EMENTA: Institui a Zona Especial Turística

Leia mais

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS

TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS Lei nº 5.655/91 TABELA II SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA TAXAS DISCRIMINAÇÃO DE INCIDÊNCIA Divisão de Controle da Qualidade dos Alimentos - D.C.Q.A. 1 Estabelecimentos que lidam com gêneros alimentícios

Leia mais

ESTADO DA BAHIA MUNICÍPIO DE SAUBARA GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DA BAHIA MUNICÍPIO DE SAUBARA GABINETE DO PREFEITO Saubara, 02 de janeiro de 2014 Joelson Silva das Virgens Prefeito RATIFICAÇÃO DO ATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO administrativo nº 001/2014 de INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO nº 001/2014, que tem por

Leia mais

Diário Oficial dos Municípios

Diário Oficial dos Municípios Diário Oficial dos Municípios Quinta-Feira, 05 de Junho de 2014 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 Página 1 / 064 Ano III Edição Nº 0612 EXTRATO DO CTRATO nº. 121/2014 SUMÁRIO Municípios

Leia mais

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center

Leia mais

JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul.

JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Faço saber que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte lei: LEI MUNICIPAL

Leia mais

LEI Nº 020/2011 ALTERA PROGRAMA DE GOVERNO NA LDO E LOA/2011, ABRE CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 020/2011 ALTERA PROGRAMA DE GOVERNO NA LDO E LOA/2011, ABRE CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 020/2011 ALTERA PROGRAMA DE GOVERNO NA LDO E LOA/2011, ABRE CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTIAGO, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Semanário Oficial Nº 2.400 Campina Grande, 09 a 13 de Fevereiro de 2015 Pág. 1 SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Lei Municipal nº. 04

Leia mais

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária:

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária: LEI Nº 3570/2014, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO À ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FIRMAR CONVÊNIO E DÁ OUTRAS

Leia mais

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS:

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: Diário Oficial do Município de Boquira - Bahia Poder Executivo Ano VI Nº 870 11 de Novembro de 2014 RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: LEIS LEI Nº 623 DE 03 DE NOVEMBRO DE

Leia mais

MÉRITO LOJISTA PARA CDLS Planejamento

MÉRITO LOJISTA PARA CDLS Planejamento MÉRITO LOJISTA PARA CDLS Planejamento O Mérito Lojista municipal, em algumas cidades é conhecido como Maiores e Melhores, pode ser escolhido junto aos associados da CDL e/ou junto à população, aqueles

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO LEI Nº. 5.239, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013. Autoriza o Poder Executivo a realizar Convênio de prestação de Serviços com a Irmandade da Santa Casa de Caridade de Alegrete. O PREFEITO MUNICIPAL Faz saber,

Leia mais

Atualizada.: 20/08/2013 BAIXA COMPLEXIDADE

Atualizada.: 20/08/2013 BAIXA COMPLEXIDADE BAIXA COMPLEXIDADE Atualizada.: 20/08/2013 OUTROS ANEXO 1 B Depósito de produtos não relacionados à saúde; Estação rodoviária; veículo de transporte coletivo interestadual com banheiro (ônibus); Academias

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO JABOATÃO DOS GUARARAPES EXTRATOS DE CONTRATO E ADITIVOS 2015.

CÂMARA MUNICIPAL DO JABOATÃO DOS GUARARAPES EXTRATOS DE CONTRATO E ADITIVOS 2015. CÂMARA MUNICIPAL DO JABOATÃO DOS GUARARAPES EXTRATOS DE CONTRATO E ADITIVOS 2015. CONTRATO Nº. 001/2015 CMJG PROCESSO LICITATORIO Nº. 001/2015 CONVITE Nº. 001/2015 CONTRATADO: CHAVES ASSESSORIA CONTÁBIL.

Leia mais

BOLETIM Nº 6087 Duque de Caxias Estado do Rio de Janeiro 19 de Novembro de 2013

BOLETIM Nº 6087 Duque de Caxias Estado do Rio de Janeiro 19 de Novembro de 2013 BOLETIM Nº 6087 Duque de Caxias Estado do Rio de Janeiro, Agricultura e Abastecimento PODER EXECUTIVO: ATOS DO PREFEITO MUNICIPAL ATOS DO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE GOVERNO ATOS DO PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Taquari Estado do Rio Grande do Sul

Prefeitura Municipal de Taquari Estado do Rio Grande do Sul Lei nº. 3.575, de 22 de julho de 2013. Altera dispositivos da Lei nº 1.790, de 23-11-1998 em seu artigo 6º. e da Lei nº. 2.144, de 20-06-2002 em seu artigo 3º., atualizando os valores do anexo 1 e dá outras

Leia mais

Diário Oficial dos Municípios

Diário Oficial dos Municípios Quinta-Feira, 11 de Dezembro de 2014 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 SUMÁRIO Municípios AMPÉRE...01 BARRACÃO...03 BELA VISTA DA CAROBA...04 BOA ESPERANÇA DO IGUAÇU...04 BOA VISTA

Leia mais

1º Top of mind ACE 2009

1º Top of mind ACE 2009 1º Top of mind ACE 2009 01. Promotora do Prêmio 02. Realizadora a. ACE Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista a. NetTown S/C Ltda responsável pela pesquisa e todas as etapas que envolve

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 1 Processo CME 05/2015 Interessada: Secretaria Municipal de Educação Assunto: Projeto de Lei nº 18/2015- Construção de Unidade Escolar no Portal São Francisco Relatores: Cons.º. José Helio da Silva Cons.º.

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL

COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL 2003. do PORTARIA Nº 260/DGAC, DE 17 DE FEVEREIRO DE Aprova e Efetiva o Plano Específico de Zoneamento de Ruído Aeródromo Nacional de Aviação - Goiânia.

Leia mais

P U B L I C A Ç Õ E S A P E D I D O

P U B L I C A Ç Õ E S A P E D I D O PÁGINA 12 - sexta-feira, 11 de abril de 2014 PARTE IV P U B L I C A Ç Õ E S A P E D I D O HANNAH ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO LTDA. torna público que recebeu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento

Leia mais

LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013

LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013 LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013 Poder Legislativo Regulamenta área para estacionamento exclusivo de veículos pesados no Município de Lucas do Rio Verde - MT. O Prefeito do Município de Lucas do

Leia mais

Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias

Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias CNAE Grupo CNAE Descrição CNAE Grau de risco 4.-8 4 Confecção de roupas íntimas 4.-6 4 Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas 4.3-4 4 Confecção de roupas profissionais 4.4-4 Fabricação

Leia mais

Governo do Estado do Amazonas Gabinete do Governador

Governo do Estado do Amazonas Gabinete do Governador Governo do Estado do Amazonas Gabinete do Governador DECRETO Nº 33.443, DE 25 DE ABRIL DE 2013. ABRE crédito adicional suplementar que especifica, no Orçamento Fiscal vigente da Administração Direta. O

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Secretaria de Estado de Meio Ambiente

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Secretaria de Estado de Meio Ambiente GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Secretaria de Estado de Meio Ambiente Anexo I a que se refere o Art. 2º, da Resolução do COEMA nº 107, de 08 de março de 2013. TIPOLOGIA SUB-TIPOLOGIA CONDIÇÃO ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO

RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO Modelo 1B da Instrução Normativa n.º 85/2012 CÂMARA MUNICIPAL DE PINHÃO - PR RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO Exercício de 2012 1. Normatização do Sistema e Histórico Legal O sistema de controle interno da

Leia mais

Diário Oficial dos Municípios

Diário Oficial dos Municípios Diário Oficial dos Municípios Quinta-Feira, 23 de abril de 2015 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 Página 1 / 069 Ano IV Edição Nº 0837 TERMO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO DE PROCESSO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 047/2014. Capítulo I Do Zoneamento das Áreas Urbanas do Distrito de Entre Rios

LEI COMPLEMENTAR Nº. 047/2014. Capítulo I Do Zoneamento das Áreas Urbanas do Distrito de Entre Rios LEI COMPLEMENTAR Nº. 047/2014 SÚMULA: Dispõe sobre o zoneamento, uso e ocupação das áreas urbanas do Distrito de Entre Rios. A Câmara Municipal de Vereadores de Guarapuava, Estado do Paraná aprovou e eu,

Leia mais

LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais,

LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais, LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DO BEM ESTAR SOCIAL E CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL A ELE VINCULADO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MÁRCIO CASSIANO DA

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999

LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999 Prefeitura Municip~1 de Jabotic~~ GOVERNO DEMOCRATICO E POPULAR T\ M '007 LEI COMPLEMENTAR N 40, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1.999 (Altera a Tabela I prevista no artigo 1 da Lei Complementar n" 36, de 31 de dezembro

Leia mais

Diário Oficial dos Municípios do Sudoeste do Paraná - DIOEMS Terça-feira, 06 de Agosto de 2013

Diário Oficial dos Municípios do Sudoeste do Paraná - DIOEMS Terça-feira, 06 de Agosto de 2013 Diário Oficial dos Municípios Terça-feira, 06 de Agosto de 2013 Instituído pela Resolução 001 de 04 de Outubro de 2011 Página 1 / 051 Ano II Edição Nº 0402 AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL DE CVOCAÇÃO SUMÁRIO

Leia mais

EXCLUSÃO DO VALOR DO ACRÉSCIMO FINANCEIRO DA BASE DE CÁLCULO DO ICMS - Procedimentos e Requisitos

EXCLUSÃO DO VALOR DO ACRÉSCIMO FINANCEIRO DA BASE DE CÁLCULO DO ICMS - Procedimentos e Requisitos EXCLUSÃO DO VALOR DO ACRÉSCIMO FINANCEIRO DA BASE DE CÁLCULO DO ICMS - Procedimentos e Requisitos Matéria elaborada com base na Legislação vigente em 25.09.2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - TIPOS DE ACRÉSCIMO

Leia mais

EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO ENSINO SEDUC e da empresa ALIANÇA SERVIÇOS DE EDIFICAÇÕES E TRANSPORTE LTDA, inscrita

EDUCAÇÃO E QUALIDADE DO ENSINO SEDUC e da empresa ALIANÇA SERVIÇOS DE EDIFICAÇÕES E TRANSPORTE LTDA, inscrita EXMO. SR. PRESIDENTE DO AMAZONAS TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO JOSÉ RICARDO WENDLING, brasileiro, casado, economista e advogado, Deputado Estadual em cumprimento de seu mandato, portador do RG 627.807-7

Leia mais

ALGUMAS NORMAS ESPECÍFICAS A SEREM OBSERVADAS POR TIPO DE ESTABELECIMENTO:

ALGUMAS NORMAS ESPECÍFICAS A SEREM OBSERVADAS POR TIPO DE ESTABELECIMENTO: ALGUMAS NORMAS ESPECÍFICAS A SEREM OBSERVADAS POR TIPO DE ESTABELECIMENTO: TIPO DE LEGISLAÇÃO ASSUNTO ESTABELECIMENTO MUNICIPAL APLICADA 1) Academias - Cadeiras de rodas para deficientes e PNE LC 144/05

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Pareci Novo

Estado do Rio Grande do Sul Município de Pareci Novo LEI Nº 2.147, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014. Autoriza o Executivo Municipal de Pareci Novo a conceder auxílio financeiro ao Grupo da Terceira Idade Bem Viver. O PREFEITO MUNICIPAL DE PARECI NOVO, RS, no uso

Leia mais