BIO E EXTENSIVO AULA 30

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIO E EXTENSIVO AULA 30"

Transcrição

1 BIO E EXTENSIVO AULA Uma célula nervosa (neurônio) é constituída basicamente por: corpo celular, onde se encontram as organelas e o núcleo; dendritos, que são ramificações que recebem o estímulo e axônio, prolongamento longo por onde ocorre a propagação do impulso nervoso Quando o sistema nervoso simpático atua em situações de nervosismo, stress ou algo relacionado, ocorrem alterações no corpo para auxiliar na possível fuga, dentre estas alterações temos aumento dos batimentos cardíacos (para oxigenar melhor os tecidos) dilatação das pupilas (para melhorar campo de visão) e aumento de glicose no sangue (para gasto de energia). Essa atuação do sistema nervoso simpático é uma defesa do organismo O sistema nervoso autônomo funciona regulando as atividades vitais e viscerais do organismo de forma involuntária. Ele é subdividido em simpático e parassimpático. Estes dois sistemas tem funções antagônicas, por exemplo: Se o simpático acelera batimentos cardíacos o parassimpático diminui a frequência cardíaca Os neurônios são células muito especializadas, que juntamente com as neuroglias, células também deste sistema, formam o tecido nervoso. Possuem a capacidade de responder a estímulos do meio e transmitir através de propagação de impulsos nervosos. Ele é subdividido basicamente por um corpo celular que contém o núcleo e suas organelas; dendritos, ramificações responsáveis por receberem o estimulo; e o axônio, um prolongamento único capaz de conduzir o impulso nervoso A propagação do impulso nervoso se inicia pelo dendrito, passando pelo corpo celular e axônio e depois saindo pelos botões sinápticos. A propagação sempre ocorre em um só sentido (unidirecional) O número 2 está representando o Cerebelo, cujas principais funções são: Regular tônus muscular e coordenar os movimentos do corpo para manter o equilíbrio. O número 3 está representando o bulbo, que controla funções básicas como: sistema respiratório e cardíaco, digestório e excretor Nosso corpo precisa funcionar em conjunto para manter a homeostase (equilíbrio). Para isso ele depende de mecanismos de coordenação e controle do metabolismo que funcionam independente de nossa vontade. O sistema nervoso é um destes mecanismos, que tem capacidade de perceber estímulos vindos de fora

2 e de dentro do nosso corpo e reagir a eles antes mesmo que possamos percebê-los. O sistema endócrino regula a ação hormonal do corpo, é formado por glândulas que produzem substâncias denominadas de hormônios, que atuam em outras glândulas ou órgãos alvos para manter o corpo em condições ideais de funcionamento O corpo celular do axônio contém todas as organelas normais de uma célula, incluindo nucléolo. Já os dendritos são encontrados apenas em neurônios, eles são ramificações do corpo celular e recebem o estímulo dos botões sinápticos do neurônio anterior. O axônio é um prolongamento também encontrado apenas em neurônios, responsável pela passagem das sinapses na célula A transmissão do impulso nervoso ocorre unidirecionalmente (única direção) e os dendritos, que se encontram no corpo celular, recebem o impulso, transmitindo para o axônio através de despolarização de membrana A bainha de mielina está presente em células do sistema nervoso central e periférico formando uma capa no axônio, auxilia na proteção e propagação mais eficaz do impulso nervoso. Podem ser formadas por células de Schawan (SNP) ou células denominadas de oligodendrócitos (SNC) O sistema nervoso central (SNC) compreende o encéfalo e medula espinhal, protegido pelo crânio, coluna vertebral e três membranas chamadas de meninges. O SNC recebe e processa as informações do nosso corpo. Constituído basicamente de Cérebro, cerebelo, ponte e bulbo. O Sistema nervoso periférico (SNP) é constituído de 12 pares de nervos cranianos e 31 pares de nervos raquidianos, que saem do crânio e da coluna, permitindo a comunicação entre encéfalo e medula com o resto do corpo O tecido epitelial que constitui principalmente a epiderme é dividido em tecido epitelial de revestimento e tecido epitelial glandular. Sendo de revestimento caracterizado por células justapostas (sem quase nenhum espaço intercelular) e com função principalmente de proteção e absorção, como exemplos temos a primeira camada da pele (epiderme) e o intestino. O glandular tem função de produzir e liberar substâncias como suor (glândula sudorípara) e gordura (glândula sebácea). Para as células deste tecido se manterem bem unidas, elas possuem estruturas de adesão como desmossomos, parecidos com botões (placas) que contém uma proteína colante, esta cola ajuda na adesão das células. Os neurônios possuem um prolongamento denominado de axônio, que é utilizado para propagação do impulso nervoso.

3 30.13 Número 1: tecido epitelial tecido avascular (sem vasos), com células justapostas, ou seja, não possuem substância intercelular, encontrado na epiderme e tem como função absorção, secreção e proteção. Número 2: tecido muscular tem como função contração dos músculos. As células são alongadas ou fusiformes. É encontrado nos músculos ao redor dos ossos, no coração e órgãos internos como bexiga, útero e estômago. Número 3: Tecido conjuntivo- tecido com grande quantidade de substância intercelular (matriz extracelular), ao contrário do tecido epitelial possui, em sua maioria, vasos sanguíneos para nutrição. Tem como função promover nutrição, preenchimento, defesa entre outros. Número 4: tecido nervoso: composto por células especializadas denominadas neurônios e células auxiliares denominadas de glia. Tem como função a transmissão do impulso nervoso No sistema nervoso temos células auxiliares denominadas de células da glia, dentre elas tem-se: Oligodendrócitos responsáveis pela produção de bainha de mielina nos neurônios do sistema nervoso central; Células de Schwann com a mesma função, porém nos neurônios do sistema nervoso periférico e astrócitos, células em forma de estrela, importantes para dar sustentação e nutrir os neurônios, ela possui a capacidade de se ligar entre um neurônio e um capilar sanguíneos para exercer suas funções Os nervos espinhais periféricos são responsáveis por ligar a medula com os músculos estriados esqueléticos. Portanto de ação voluntária Astrócitos são células da glia (auxiliares), em forma de estrela, encontrado em grande quantidade no tecido nervoso, possui funções variadas, dentre elas nutrição e sustentação dos neurônios através de seus prolongamentos citoplasmáticos Os alvéolos pulmonares são responsáveis pela hematose, ou seja, troca gasosa na respiração. O oxigênio entra na inspiração e passa do alvéolo para os capilares e é levado para todo o corpo para fazer respiração celular. Como resultado da respiração, é liberado o Co2 na corrente sanguínea e depois, por fim dos capilares para os alvéolos novamente e ocorre a expiração para saída de CO Questão com texto explicativo Questão resolvida no material

4 Questão resolvida no material BIO E EXTENSIVO AULA A bainha de mielina está presente em células do sistema nervoso central e periférico formando uma capa no axônio, auxilia na proteção e propagação mais eficaz do impulso nervoso. Podem ser formadas por células de Schwann (SNP) ou células denominadas de oligodendrócitos (SNC). Tem função de otimizar a transmissão do impulso e proteger o axônio Existem muitos estudos a cerca da regeneração de neurônios. Lesões no sistema nervoso central (SNC) são geralmente irreversíveis por conta da baixa capacidade regenerativa do tecido. Como os neurônios dos mamíferos geralmente não se dividem, a destruição de um neurônio representa uma perda permanente. Já os prolongamentos podem se regenerar, porém com dificuldade Sinapses são conexões funcionais entre um neurônio com outro ou com um neurônio e outras células como glândulas e músculos. As sinapses podem ser químicas ou elétricas. Químicas são através de substâncias neurotransmissoras ou neuro-hormônios como adrenalina e acetilcolina. As elétricas conduze a transmissão de forma mais rápida por corrente elétrica, pelos canais iônicos Tendo em vista que os neurônios formam uma rede de atividades elétricas, de algum modo precisam estar interconectados. Essa conexão é denominada de sinapse, como eles não se encostam, ocorre por intermédio de substâncias chamadas de neurotransmissores que são liberados no espaço (fenda sináptica) entre um neurônio e outro, ou um neurônio e um músculo ou glândula. Estes neurotransmissores podem ser adrenalina, acetilcolina dentre outros O mecanismo citado no exercício (transmissão de impulso nervoso) necessita de ATP, ou seja, gasto de energia, pois a troca de íons sódio e potássio pela bomba sódio-potássio é um transporte que ocorre contra o gradiente de concentração da célula. No início a membrana tem potencial elétrico positiva no lado externo e negativo no interno, ou seja, está em repouso ou polarizada. Quando o estímulo chega até a membrana sua permeabilidade se modifica fazendo com que grande quantidade de sódio entre na célula e potássio saia dela. Com isso há uma inversão de cargas e a membrana fica despolarizada gerando um potencial de ação A célula do esquema representa um neurônio, célula especializada do tecido nervoso. Ela é responsável por transmitir os impulsos nervosos através de

5 sinapses químicas (através de neurotransmissores) ou elétricas (transferência direta de corrente iônica). O corpo celular contém componentes básicos de uma célula como núcleo e organelas celulares. O axônio é um prolongamento para passagem do impulso nervoso no qual é coberto por células de Schwann, formando a bainha de mielina para otimizar a transmissão do impulso e proteger o axônio. Nódulos de Ranvier são os espaços entre uma bainha de mielina e outra e os dendritos são ramificações responsáveis por receber o impulso nervoso Alternativa 08 - O sistema nervoso é classificado em dois tipos: o sistema nervoso central (SNC) composto por encéfalo e medula espinhal e o sistema nervoso periférico (SNP) composto pelos nervos e gânglios, que ajudam a conectar o SNC com as partes do corpo. Alternativa 16 Os neurônios multipolares são os mais comuns no tecido nervoso, apresentam mais de dois dendritos, corpo celular e um axônio. Ainda existem os bipolares com um dendrito, um corpo celular e um axônio; unipolares com um axônio e um corpo celular e os pseudounipolares com um corpo celular e um dendrito Já se sabe hoje que os neurônios têm capacidade de regeneração, porém isso só é possível se o corpo celular não for danificado. As células da bainha de mielina formam um guia para as ramificações novas do neurônio até regenerar por completo. Lembre-se que neurônios não têm capacidade de multiplicação A transmissão do impulso ocorre do B para A, ou seja, dos dendritos para o axônio, sempre unidirecional. As estruturas representadas por 1 são dendritos, responsáveis por receber e passar o impulso nervoso O neurônio quando está em repouso (sem estímulo), encontra-se no estado polarizado, isso quer dizer que internamente está carregado negativamente e externamente está carregado positivamente. Quando o impulso é transmitido, as cargas se invertem tornando-se o que chamamos de despolarizada, com um potencial de ação Quando seccionamos um nervo motor, o sensitivo continua exercendo sua função, pois são nervos diferentes, ou seja, a pressão da batida vai ser sentida, porém o músculo não vai receber estímulo do sistema nervoso central para contração, pois a passagem do impulso nervoso foi interrompida Neurotransmissores são substâncias químicas liberadas pelos neurônios logo que o impulso chega até a célula. Um exemplo de neurotransmissor é

6 acetilcolina, o primeiro a ser descoberto, geralmente estimula as células musculares esqueléticas e tem efeito de diminuir frequência cardíaca Os analgésicos funcionam bloqueando as substâncias neurotransmissoras do corpo que enviam a mensagem de dor ao cérebro. Quando o cérebro deixa de receber esse aviso, a dor cessa Alternativa I: O sistema nervoso é dividido em dois tipos, o sistema nervoso central (SNC) composto por encéfalo e medula espinhal e sistema nervoso periférico (SNP) constituído por nervos e gânglios, com função de ligar o sistema nervoso até as partes do corpo. O sistema nervoso periférico é ainda subdividido em autônomo (ou visceral) que tem como função regular as ações involuntárias internas do corpo, como sistema digestório, excretor, cardiovascular e endócrino. E o sistema nervoso periférico voluntário (ou somático) com função de controlar músculos estriados esqueléticos e reagir a estímulos do ambiente externo. Alternativa IV - A bainha de mielina está presente em células do sistema nervoso central e periférico formando uma capa no axônio, auxilia na proteção e propagação mais eficaz do impulso elétrico, além de proteger o axônio. Podem ser formadas por células de Schwann (SNP) ou células denominadas de oligodendrócitos (SNC). Tem função de otimizar a transmissão do impulso nervoso Adenosina é um neurotransmissor que controla a frequência cardíaca e atividade neural do corpo, inclusive o sono, quando existe um acúmulo de adenosina na corrente sanguínea o cérebro induz a sonolência. A cafeína compete com ela para se ligar aos receptores. Quando a cafeína se liga não permite que adenosina exerça sua função de controle. Por consequência o neurotransmissor é liberado em excesso, aumentando os batimentos cardíacos, atividade neural e diminuindo a sonolência Os neurotransmissores como serotonina são liberados na fenda sináptica através do terminal sináptico encontrado no final do axônio, aonde o próximo neurônio, através de seus dendritos, vai recebê-lo para transmitir o impulso nervoso A bainha de mielina é responsável pela proteção do axônio e por aumentar a velocidade da propagação do impulso nervoso, assim como os nódulos de Ranvier, espaços entre as bainhas de mielina. Para que ocorra a transmissão do impulso é necessário gasto de energia em forma de ATP. Pensando nestes dados os neurônios com maior velocidade é o que possui os três em maior quantidade,

7 olhando na tabela verifica-se que é o de letra A. Já o B não tem mielina, portanto, a propagação do impulso é mais lenta A sinapse indicada no esquema é uma sinapse química que necessita de neurotransmissores para acontecer. Os neurotransmissores são substâncias liberadas na fenda sináptica da membrana pré-sináptica para a membrana póssináptica para que a transmissão da sinapse ocorra. Temos a sinapse elétrica que conduz a transmissão de forma mais rápida por corrente elétrica, pelos canais iônicos. Este tipo de sinapse é importante, por exemplo, nas atividades relacionadas ao músculo do coração e músculo esquelético Questão resolvida no material Questão resolvida no material

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente.

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e identificar as condições ambientais externas e as condições internas do organismo 1 LOCALIZAÇÃO: SISTEMA NERVOSO - CORPOS CELULARES:

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a:

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: SISTEMA NERVOSO Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: perceber as variações do meio (interno e externo), a difundir as modificações que essas variações produzem executar as respostas

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

SISTEMA NERVOSO A FUNÇÃO GERAL

SISTEMA NERVOSO A FUNÇÃO GERAL SISTEMA NERVOSO O Sistema Nervoso se divide em a) Sistema Nervoso Central e b) Sistema Nervoso Periférico. No sistema nervoso central existem dois tipos de células: a) os neurônios e b) as células da glia

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

Sistema Nervoso. Divisão Anatômica e Funcional 10/08/2010. Sistema Nervoso. Divisão. Funções gerais. Sistema nervoso central (SNC)

Sistema Nervoso. Divisão Anatômica e Funcional 10/08/2010. Sistema Nervoso. Divisão. Funções gerais. Sistema nervoso central (SNC) Sistema Nervoso Divisão Anatômica e Funcional Sistema Nervoso Divisão Sistema nervoso central (SNC) Sistema nervoso periférico (SNP) Partes Encéfalo Medula espinhal Nervos Gânglios Funções gerais Processamento

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Condução do impulso nervoso 11/06/2012. Tipos celulares:

SISTEMA NERVOSO. Condução do impulso nervoso 11/06/2012. Tipos celulares: SISTEMA NERVOSO Percepção e interpretação de estímulos internos e externos; Tipos celulares: - Neurônios condução de impulsos nervosos - Células da Glia manutenção dos neurônios Elaboração de respostas

Leia mais

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula Introdução O corpo humano é coordenado por dois sistemas: o nervoso e o endócrino. O sistema nervoso é o que coordena, por meio da ação dos neurônios, as respostas fisiológicas, como a ação dos músculos

Leia mais

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular.

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Neurônio Sistema Nervoso Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Dendritos prolongamentos ramificados que captam os estímulos nervosos. Axônio prolongamento único e responsável

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

SISTEMA NERVOSO PARTE 1

SISTEMA NERVOSO PARTE 1 SISTEMA NERVOSO PARTE 1 1 TECIDO NERVOSO 1. O sistema nervoso é dividido em: SISTEMA NERVOSO CENTRAL e SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO 2. A unidade básica = célula nervosa NEURÔNIO 3. Operam pela geração de

Leia mais

Tecido Nervoso. 1) Introdução

Tecido Nervoso. 1) Introdução 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso

SISTEMA NERVOSO. Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso SISTEMA NERVOSO Nos organismos menos complexos as funções de comunicação entre as várias

Leia mais

29/03/2012. Sistema Nervoso

29/03/2012. Sistema Nervoso Tema: Sistema Nervoso Marcos Vinícius 1)Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como

Leia mais

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso Funções: Coordena o funcionamento dos outros sistemas. Controla os movimentos (voluntários e involuntários). É responsável pela recepção de estímulos externos e pela resposta

Leia mais

O sistema nervoso esta dividido em duas partes:

O sistema nervoso esta dividido em duas partes: 1 FISIOLOGIA HUMANA I Neuromuscular Prof. MsC. Fernando Policarpo 2 Conteúdo: Estrutura do Sistema Nervoso Central (SNC) e Periférico (SNP). Elementos do Tecido Nervoso. Mecanismos de Controle Muscular.

Leia mais

Resumo de fisiologia. Sistema Nervoso. Nome: Curso: Data: / /

Resumo de fisiologia. Sistema Nervoso. Nome: Curso: Data: / / Resumo de fisiologia Sistema Nervoso Nome: Curso: Data: / / 1 - Organização dos tecidos biológicos CÉLULA TECIDO ORGÃO SISTEMA - SER 2 - Estrutura Do Sistema Nervoso Características a. Apresenta-se com

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA NERVOSO DOS ANIMAIS. Prof. Ismar Araújo de Moraes Departamento de Fisiologia e Farmacologia

INTRODUÇÃO AO SISTEMA NERVOSO DOS ANIMAIS. Prof. Ismar Araújo de Moraes Departamento de Fisiologia e Farmacologia INTRODUÇÃO AO SISTEMA NERVOSO DOS ANIMAIS Prof. Ismar Araújo de Moraes Departamento de Fisiologia e Farmacologia 1 O sistema nervoso é o mais complexo e diferenciado do organismo, sendo o primeiro a se

Leia mais

Sistema Nervoso Organização Geral

Sistema Nervoso Organização Geral Sistema Nervoso Organização Geral O encéfalo é o centro da razão e da inteligência: cognição, percepção, atenção, memória e emoção, Também é responsável pelo controle da postura e movimentos, Permite o

Leia mais

7.012 Conjunto de Problemas 8

7.012 Conjunto de Problemas 8 7.012 Conjunto de Problemas 8 Questão 1 a) A figura abaixo é um esquema generalizado de um neurônio. Identifique suas partes. 1 Dendritos, 2 corpo da célula e 3 axônio. b) Qual é a função de um axônio?

Leia mais

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças Funcionamento e coordenação nervosa Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças No Sistema Nervoso as mensagens são

Leia mais

SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo

SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo www.bioloja.com EMBRIOGÊNESE DO SN DIVISÃO DO SN O SISTEMA NERVOSO O SNC recebe, analisa e integra informações. É o local onde ocorre a tomada de decisões e o envio

Leia mais

Sistema nervoso I- Introdução à Neuroanatomia

Sistema nervoso I- Introdução à Neuroanatomia ANATOMIA 2012.1 Sistema nervoso I- Introdução à Neuroanatomia Prof. Musse Jereissati, M.D. Aviso: O material disponível no site NÃO substitui o livro e o Atlas. Recomendamos a leitura da bibliografia indicada!

Leia mais

Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Brasílio Machado. Sistema Nervoso

Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Brasílio Machado. Sistema Nervoso Curso: carolinanico@hotmail.com Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Brasílio Machado X Função: Sistema Nervoso Coordenar e integrar as diversas funções do organismo, contribuindo para seu equilíbrio

Leia mais

SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES

SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES Deteta informação sensorial Processa e responde à informação sensorial (integração) Mantém a homeostasia Centro das atividades mentais Controla os movimentos do corpo através dos

Leia mais

Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências

Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso central (SNC) Sistema nervoso periférico (SNP) Encéfalo Medula espinhal SNP autônomo SNP somático Parassimpático Simpático Nervos motores

Leia mais

Sistema neuro-hormonal. EPL Hélder Giroto Paiva

Sistema neuro-hormonal. EPL Hélder Giroto Paiva Sistema neuro-hormonal EPL Hélder Giroto Paiva O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo

Leia mais

Introdução ao Sistema Nervoso - O Encéfalo

Introdução ao Sistema Nervoso - O Encéfalo Introdução ao Sistema Nervoso - O Encéfalo Profa Juliana Normando Pinheiro Morfofuncional V juliana.pinheiro@kroton.com.br O sistema nervoso é um sistema complexo de comunicação e controle no corpo animal.

Leia mais

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Projeto Medicina Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Neurociência DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Central Sistema

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Professora: Daniela Carrogi Vianna

SISTEMA NERVOSO. Professora: Daniela Carrogi Vianna SISTEMA NERVOSO Professora: Daniela Carrogi Vianna SISTEMA NERVOSO O sistema Nervoso é um todo. Sua divisão em partes tem um significado exclusivamente didático, pois as várias partes estão intimamente

Leia mais

NEUROFISIOLOGIA ORGANIZAÇÃO GERAL:

NEUROFISIOLOGIA ORGANIZAÇÃO GERAL: NEUROFISIOLOGIA O Sistema Nervoso (SN) e o Sistema Endócrino (hormonal) desempenham a maioria das funções de controle do organismo - O SN controla atividades RÁPIDAS: contração muscular, eventos viscerais

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Tecido Nervoso Compreende basicamente dois tipos celulares Neurônios unidade estrutural e funcional

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso

Fisiologia do Sistema Nervoso FORMAÇÃO DO TUBO NEURAL Fisiologia do Sistema Nervoso Curso: Biologia Profa. EMBRIOGÊNESE DO SN DIVISÃO DO SN 1 SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO Diversidade celular SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO NERVOS SOMÁTICO

Leia mais

Organização do sistema nervoso

Organização do sistema nervoso Sistema nervoso Organização do sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) O encéfalo: O encéfalo dos mamíferos é dividido em: telencéfalo (cérebro), diencéfalo (tálamo, epitálamo e hipotálamo), mesencéfalo

Leia mais

Sistema Nervoso. Funções. - Controla as funções orgânicas do organismo - Integração com o meio ambiente NEURÔNIOS. Estímulo do meio ambiente

Sistema Nervoso. Funções. - Controla as funções orgânicas do organismo - Integração com o meio ambiente NEURÔNIOS. Estímulo do meio ambiente Sistema Nervoso Funções - Controla as funções orgânicas do organismo - Integração com o meio ambiente Estímulo do meio ambiente Interpretação Desencadeamento de resposta adequada NEURÔNIOS Divisão Anatômica

Leia mais

Histologia Animal. - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais.

Histologia Animal. - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais. Histologia Animal - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais. - Tecidos: Grupamento de células harmonizadas e diferenciadas que realizam uma determinada função. - Principais

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Tecidos Animais - Tecido Nervoso Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Tecidos Animais - Tecido Nervoso Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Tecidos Animais - Tecido Nervoso Prof. Enrico Blota Biologia Moléculas, células e tecidos - Tecidos animais Tecido nervoso Nesse tecido a substância intercelular praticamente

Leia mais

Elementos Estruturais e Funcionais do Sistema Nervoso

Elementos Estruturais e Funcionais do Sistema Nervoso CÉREBRO Cérebro O ser humano define-se por uma multiplicidade de caraterísticas que o distinguem dos outros animais. O seu organismo é constituído por um conjunto de orgãos e sistemas que se relacionam

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. Ao lançar

Leia mais

Tecidos Nervoso e Muscular

Tecidos Nervoso e Muscular Material de apoio para Monitoria Questão 1 (Feio-Lemos, 2014) No esquema abaixo está representada a anatomia geral de um neurônio. Acerca da mesma, responda o que se pede. a b c d e f Meio intracelular

Leia mais

POTENCIAL ELÉTRICO. alvaro.unespbauru@hotmail.com

POTENCIAL ELÉTRICO. alvaro.unespbauru@hotmail.com POTENCIAL ELÉTRICO alvaro.unespbauru@hotmail.com Potenciais elétricos Potencial de membrana: é a diferença de potencial elétrico, em Volts (V), gerada a partir de um gradiente eletroquímico através de

Leia mais

Sistema neuro-hormonal

Sistema neuro-hormonal Unidade 4 Sistema neuro-hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo! corresponde

Leia mais

Divisão anatômica 15/09/2014. Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Função. Sistema Nervoso Estrutura. Cérebro Cerebelo Tronco encefálico ENCÉFALO

Divisão anatômica 15/09/2014. Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Função. Sistema Nervoso Estrutura. Cérebro Cerebelo Tronco encefálico ENCÉFALO Função o sistema nervoso é responsável pelo controle do ambiente interno e seu relacionamento com o ambiente externo (função sensorial), pela programação dos reflexos na medula espinhal, pela assimilação

Leia mais

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016 Sistema Nervoso Cap. 13 Prof. Tatiana Setembro / 2016 Função Responsável pela comunicação entre diferentes partes do corpo e pela coordenação de atividades voluntárias ou involuntárias. Neurônios A célula

Leia mais

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS HISTOLOGIA = estudo dos tecidos TECIDOS Grupos de células especializadas, semelhantes ou diferentes entre si, e que desempenham funções específicas. Num

Leia mais

Sistema Nervoso Central (SNC)

Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Central Sistema Nervoso Periférico Sistema Endócrino O Sistema Nervoso é composto por: Sistema Nervoso Central (SNC) CENTROS NERVOSOS Sistema Nervoso Periférico (SNP) Nervos cranianos Constituição

Leia mais

Sistema Endócrino: controle hormonal

Sistema Endócrino: controle hormonal Sistema Endócrino: controle hormonal Todos os processos fisiológicos estudados até agora, como digestão, respiração, circulação e excreção, estão na dependência do sistema que fabrica os hormônios. O sistema

Leia mais

SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição novembro/2006-1 - SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO SUMÁRIO

Leia mais

PSICOLOGIA. Sistema Nervoso. Prof. Helder Mauad/UFES 13/9/2011. Élio Waichert Júnior

PSICOLOGIA. Sistema Nervoso. Prof. Helder Mauad/UFES 13/9/2011. Élio Waichert Júnior Sistema Nervoso Autônomo PSICOLOGIA Élio Waichert Júnior Sistema Nervoso Central: Encéfalo (cérebro, bulbo, ponte, cerebelo) Medula Sistema Nervoso Sistema Nervoso Periférico: Nervos Periféricos 12 craniais

Leia mais

Níveis de. Organização do. Corpo Humano

Níveis de. Organização do. Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano No corpo humano existem vários grupos de células semelhantes entre si. Cada grupo constitui um TECIDO Semelhança de forma: todas destinam-se a uma função específica.

Leia mais

TECIDOS. 1º ano Pró Madá

TECIDOS. 1º ano Pró Madá TECIDOS 1º ano Pró Madá CARACTERÍSTICAS GERAIS Nos animais vertebrados há quatro grandes grupos de tecidos: o muscular, o nervoso, o conjuntivo(abrangendo também os tecidos ósseo, cartilaginoso e sanguíneo)

Leia mais

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico.

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. 1 O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. Note essa organização na figura abaixo. - Átomos formam

Leia mais

CAPÍTULO 6 TECIDO MUSCULAR

CAPÍTULO 6 TECIDO MUSCULAR CAPÍTULO 6 TECIDO MUSCULAR 1 Características Histológicas O tecido muscular é constituído por células alongadas que possuem grande quantidade de filamentos citoplasmáticos com proteínas contráteis. Esse

Leia mais

Aula III Classificação do Sistema Nervoso segundo Critérios Funcionais. (Transcrição da aula vídeo)

Aula III Classificação do Sistema Nervoso segundo Critérios Funcionais. (Transcrição da aula vídeo) Aula III Classificação do Sistema Nervoso segundo Critérios Funcionais (Transcrição da aula vídeo) Hoje vamos estudar uma nova forma de classificação do Sistema Nervoso. Seguiremos os princípios que nortearam

Leia mais

Aula8 TECIDO NERVOSO. Elizabeth Ting

Aula8 TECIDO NERVOSO. Elizabeth Ting Aula8 TECIDO NERVOSO META Apresentar o tecido nervoso descrevendo sua divisão anatômica e funcional, e os tipos celulares que o compõe. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: Aprender a distinção

Leia mais

Matéria: biologia Assunto: fisiologia humana Sistema NERVOSO Prof. Enrico blota

Matéria: biologia Assunto: fisiologia humana Sistema NERVOSO Prof. Enrico blota Matéria: biologia Assunto: fisiologia humana Sistema NERVOSO Prof. Enrico blota Biologia FISIOLOGIA HUMANA SISTEMA NERVOSO Tem por função receber, associar, armazenar ou emitir informações garantindo assim

Leia mais

DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORES: Ludmila / Márcia DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Orientações gerais: Este trabalho

Leia mais

Introdução a Neurofisiologia I.

Introdução a Neurofisiologia I. Introdução a Neurofisiologia I. Obs: O texto abaixo apresenta caráter introdutório, dessa forma, não substitui à bibliografia básica indicada. O tecido nervoso acha-se distribuído pelo organismo, interligando-se

Leia mais

Tecido Nervoso 15/10/2016. Neurônios. Neurônios. Definições e funções. Localização. Componentes. Células da Glia ou neuróglia

Tecido Nervoso 15/10/2016. Neurônios. Neurônios. Definições e funções. Localização. Componentes. Células da Glia ou neuróglia FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Tecido Nervoso Definições e funções Tecido que constitui o sistema nervoso; Função: - Receber e transmitir estímulos;

Leia mais

Sistema Nervoso. Msc. Roberpaulo Anacleto

Sistema Nervoso. Msc. Roberpaulo Anacleto Sistema Nervoso Msc. Roberpaulo Anacleto Tecido nervoso Anatomicamente o sistema nervoso esta dividido em: Sistema nervoso central (SNC) encéfalo e espinal medula Sistema nervoso periférico (SNP) nervos

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 16 SISTEMA NERVOSO NOS VERTEBRADOS

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 16 SISTEMA NERVOSO NOS VERTEBRADOS BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 16 SISTEMA NERVOSO NOS VERTEBRADOS Como pode cair no enem (ENEM) A cafeína atua no cérebro, bloqueando a ação natural de um componente químico associado ao sono,

Leia mais

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução à Anatomia e Fisiologia EN2319-Bases Biológicas para Engenharia I Reginaldo K Fukuchi Universidade Federal do ABC Por que

Leia mais

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro SISTEMA NERVOSO. Enfermagem. Sistema Nervoso. Prof. Me. Fabio Milioni 17/09/2015

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro SISTEMA NERVOSO. Enfermagem. Sistema Nervoso. Prof. Me. Fabio Milioni 17/09/2015 ANATOMIA HUMANA II Enfermagem Sistema Nervoso Prof. Me. Fabio Milioni Roteiro SISTEMA NERVOSO Conceito Função Divisão Sistema Nervoso Central Tecido Nervoso Cerebelo Diencéfalo Telencéfalo Meninges Líquor

Leia mais

SISTEMA NERVOSO 2014

SISTEMA NERVOSO 2014 SISTEMA NERVOSO 2014 SISTEMA NERVOSO OBJETIVOS Conhecer a organização do Sistema Nervoso. Descrever a constituição do Tecido Nervoso. Denominar as partes do Sistema Nervoso Central (SNC) e do Sistema Nervoso

Leia mais

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA Divisões do Sistema Nervoso Sistema Nervoso Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula Espinhal Sistema Nervoso Periférico Nervos Espinhais Nervos Cranianos Gânglios Periféricos 1 Os órgãos do SNC são protegidos

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

SISTEMA NERVOSO. Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS SISTEMA NERVOSO Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS SISTEMA NERVOSO encéfalo Sistema nervoso central (SNC) medula espinal nervos Sistema nervoso periférico (SNP) gânglios SISTEMA NERVOSO TECIDO NERVOSO

Leia mais

O surgimento do sistema nervoso está associado ao aumento da complexidade e do tamanho dos animais.

O surgimento do sistema nervoso está associado ao aumento da complexidade e do tamanho dos animais. INTRODUÇÃO O surgimento do sistema nervoso está associado ao aumento da complexidade e do tamanho dos animais. Atua na coordenação das múltiplas atividades do organismo, na integração das diversas partes

Leia mais

Roteiro. Contracao muscular e potencial de acao. Musculo cardiaco caracteristicas da contracao do musculo cardiaco

Roteiro. Contracao muscular e potencial de acao. Musculo cardiaco caracteristicas da contracao do musculo cardiaco Roteiro Contracao muscular e potencial de acao Musculo cardiaco caracteristicas da contracao do musculo cardiaco Impulsos eletricos no coracao Sistema nervoso simpatico e parassimpatico e a atividade cardiaca

Leia mais

Sistema Nervoso. Carin Cristina Uhlmann Carlevaro Nº15 Turma 27

Sistema Nervoso. Carin Cristina Uhlmann Carlevaro Nº15 Turma 27 Sistema Nervoso Carin Cristina Uhlmann Carlevaro Nº15 Turma 27 O sistema nervoso existe para coordenar, dirigir e regular as funções de nosso organismo de maneira harmoniosa, mantendo-o íntegro e homeostase.

Leia mais

Sistema Nervoso. BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima

Sistema Nervoso. BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DINÂMICA DAS CATARATAS PSICOLOGIA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DINÂMICA DAS CATARATAS PSICOLOGIA CENTRO UNIVERSITÁRIO DINÂMICA DAS CATARATAS PSICOLOGIA Neuroanatomia SISTEMA NERVOSO Foz do Iguaçu, outubro de 2017 O SNP é formado por nervos encarregados de fazer as ligações entre o sistema nervoso

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Animal Sistema Nervoso

Anatomia e Fisiologia Animal Sistema Nervoso O que é o sistema nervoso? Como é constituído? Quais são suas funções? Qual é a sua importância para o organismo? : Anatomia e Fisiologia Animal É uma rede de comunicações Capacitam animal a se ajustar

Leia mais

HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS

HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS Tipos de tecidos: Tecido Epitelial Tecido Conjuntivo Tecido Muscular Tecido Nervoso Tecido Epitelial Funções: Tecido Epitelial Revestimento Proteção Absorção de impacto Secreção

Leia mais

Tecido Muscular e Contração

Tecido Muscular e Contração Tecido Muscular e Contração Aula ao Vivo Características gerais: Constitui os músculos Originado do mesoderma; Relacionado à locomoção e movimentação de substâncias internas do corpo em função da capacidade

Leia mais

Coordenação nervosa e hormonal COORDENAÇÃO NERVOSA. Prof. Ana Rita Rainho. Interação entre sistemas. 1

Coordenação nervosa e hormonal COORDENAÇÃO NERVOSA. Prof. Ana Rita Rainho. Interação entre sistemas.  1 COORDENAÇÃO NERVOSA Prof. Ana Rita Rainho Interação entre sistemas www.biogeolearning.com 1 Sistema Nervoso Estímulo (sensorial) Receptor sensorial Integração da informação Resposta (motora) Efector Sistema

Leia mais

Sistema Nervoso Autônomo

Sistema Nervoso Autônomo FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Sistema Nervoso Autônomo Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos de Aprendizagem

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 14 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP ACREDITE EM VOCÊ Profª Elaine Terroso Esse material foi elaborado

Leia mais

Prof. ÉDER. Sistema Nervoso

Prof. ÉDER. Sistema Nervoso Prof. ÉDER Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições

Leia mais

28.03. As plaquetas são os elementos figurados do sangue responsáveis pela coagulação sanguínea.

28.03. As plaquetas são os elementos figurados do sangue responsáveis pela coagulação sanguínea. BIO 10E aula 28 28.01. Para fazer a defesa do organismo, alguns leucócitos podem atravessar a parede dos vasos sanguíneos e atuar no tecido conjuntivo. Este processo é denominado diapedese. 28.02. A coagulação

Leia mais

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários.

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Constituição e funcionamento do sistema nervoso central. Glândulas

Leia mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais PROFESSORA NAIANE A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais de alguns poucos minutos. Você sabe

Leia mais

Coordenação do Organismo

Coordenação do Organismo Sistema Nervoso Coordenação do Organismo Sistema Nervoso Sistema responsável pela transmissão de estímulos de uma zona do corpo para outra. Sistema Hormonal Sistema responsável pela síntese de substâncias

Leia mais

SISTEMA NERVOSO NOS INVERTEBRADOS

SISTEMA NERVOSO NOS INVERTEBRADOS COORDENAÇÃO NERVOSA GARANTE A CORRESPONDÊNCIA E HARMONIA ENTRE OS DIVERSOS ELEMENTOS QUE CONSTITUEM AS ATIVIDADES ORGÂNICAS E ESTABELECE UM ADEQUADO RELACIONAMENTO DO ORGANISMO E O MEIO AMBIENTE. SISTEMA

Leia mais

Características: Células alongadas e grande quantidade de filamentos contráteis; Origem mesodérmica;

Características: Células alongadas e grande quantidade de filamentos contráteis; Origem mesodérmica; Características: Células alongadas e grande quantidade de filamentos contráteis; Origem mesodérmica; Características: Tipos: Músculo estriado esquelético; Músculo estriado cardíaco; Músculo liso; Músculo

Leia mais

ELIANE E MAITHÊ. Leis de Newton. Força peso

ELIANE E MAITHÊ. Leis de Newton. Força peso ELIANE E MAITHÊ Leis de Newton Força peso Objetivo: Evidenciar que a força peso atua em um corpo mesmo ele não estando em queda livre e investigar a direção da força peso. Materiais:Duas garrafas PET do

Leia mais

Professora: Patrícia Ceolin

Professora: Patrícia Ceolin Professora: Patrícia Ceolin DIVISÃO FUNCIONAL DO SN: Sistema nervoso visceral: PORQUE AS INERVAÇÕES DAS ESTRUTURAS VISCERAIS É IMPORTANTE??? Para que aconteça uma integração da atividade das vísceras na

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

Tecido Hematopoiético, Muscular e Nervoso

Tecido Hematopoiético, Muscular e Nervoso Tecido Hematopoiético, Muscular e Nervoso 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 Os animais têm de realizar, ininterruptamente, trocas de substâncias com o ambiente, pois todas as células

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

Fisiologia Cardiovascular

Fisiologia Cardiovascular Fisiologia Cardiovascular Conceitos e funções do sistema circulatório O coração Eletrocardiograma A circulação Regulação da circulação Conceitos e funções do sistema circulatório Sistema Circulatório O

Leia mais

TECIDO NERVOSO (parte 2)

TECIDO NERVOSO (parte 2) TECIDO NERVOSO (parte 2) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária www.faculdadevertice.com.br Propagação do impulso nervoso A membrana do axônio permite

Leia mais

Lista de Exercícios Sistema Nervoso

Lista de Exercícios Sistema Nervoso 01. (Ufv) O esquema abaixo exemplifica um dos tipos de transporte de membrana cuja função é fundamental para o metabolismo celular. No esquema está indicado que a concentração de K + é maior no meio interno

Leia mais

1) Introdução. 2) Organização do sistema nervoso humano. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro Cerebelo.

1) Introdução. 2) Organização do sistema nervoso humano. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro Cerebelo. 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do

Leia mais

Sistema Nervoso. Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Biologia. Tema: Sistema Nervoso Biologia Tema: Sistema Nervoso Estrutura de um neurônio Células de Schawann 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar

Leia mais

Sistema Muscular. Elementos de Anatomia e Fisiologia Humana

Sistema Muscular. Elementos de Anatomia e Fisiologia Humana Os ossos e as articulações fornecem a estrutura e o suporte do corpo humano mas, por si só, não conseguem mover o corpo. O movimento depende do sistema muscular e, é conseguido pela contracção e relaxamento

Leia mais

Sistema Nervoso. Prof. TOSCANO. Biologia. Tema: SISTEMA NERVOSO

Sistema Nervoso. Prof. TOSCANO. Biologia. Tema: SISTEMA NERVOSO Prof. TOSCANO Biologia Tema: SISTEMA NERVOSO TECIDO NERVOSO PRINCIPAL TECIDO do sistema nervoso Tipos celulares: - NEURÔNIOS condução de impulsos nervosos - CÉLULAS DA GLIA manutenção dos neurônios NEURÔNIOS

Leia mais

1 Introdução. EA072 Prof. Fernando J. Von Zuben DCA/FEEC/Unicamp. Tópico 1.1: Introdução às Redes Neurais Artificiais (Parte II) 1

1 Introdução. EA072 Prof. Fernando J. Von Zuben DCA/FEEC/Unicamp. Tópico 1.1: Introdução às Redes Neurais Artificiais (Parte II) 1 Introdução às Redes Neurais Artificiais (Parte II) Aspectos Funcionais e Organizacionais Baseado em Notas de Aula da disciplina de pós-graduação IA353 Redes Neurais (FEEC/Unicamp) 1 Introdução... 2 2 O

Leia mais

Anatomofisiologia do Sistema Nervoso Central e Autonômico

Anatomofisiologia do Sistema Nervoso Central e Autonômico Beneficência Portuguesa de São Paulo Serviços Médicos São Paulo Anatomofisiologia do Sistema Nervoso Central e Autonômico David Ferez david.ferez@uol.com.br Disciplina de Anestesiologia, Dor e Terapia

Leia mais

Biologia PLANO DE AULA SISTEMA NERVOSO. Anatomia e Fisiologia Humana

Biologia PLANO DE AULA SISTEMA NERVOSO. Anatomia e Fisiologia Humana PLANO DE AULA Biologia SISTEMA NERVOSO Anatomia e Fisiologia Humana Esta obra está sob a licença Creative Commons Atribuição 2.5 (CC-BY). Mais detalhes em http://creativecommon.org/licenses/by/2.5/br.

Leia mais