Estudo de Crase Professor Bruno Luiz

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo de Crase Professor Bruno Luiz"

Transcrição

1 A crase possui uma importância enorme no entendimento do texto. Toda a interpretação de uma informação pode ser alterado com o uso (ou não) da crase. Veja: Exemplo 1: O menino cheira a gasolina. Exemplo 2: O menino cheira à gasolina. No primeiro exemplo, a informação que compreendemos é a de que existe um menino e ele aspira, inala, a substância gasolina. O verbo cheirar é transitivo direto e a gasolina apenas complementa o sentido do verbo, nos dá a informação do que é que o menino está cheirando. Já na segunda oração (exemplo 2) a informação é outra. Lá temos a indicação de que um menino está com o odor de gasolina. O cheiro da gasolina está impregnado nele. Essa informação só foi possível por causa da crase. No exemplo 2, a construção à gasolina é uma locução adverbial de modo, indica o modo como o menino cheira. E como veremos nas regras adiante, as locuções adverbiais de modo femininas são craseadas. Mas o que é a CRASE? A palavra crase provém do grego (krâsis) e significa mistura. Na língua portuguesa, crase é a fusão de duas vogais idênticas, mas essa denominação visa a especificar principalmente a contração ou fusão da preposição a com os artigos definidos femininos (a, as) ou com os pronomes demonstrativos a, as, aquele, aquela, aquilo etc. Observe a construção da seguinte oração: Refiro-me à diretora. Por que surgiu a crase? É bem simples. O verbo Referir-se pede o uso de uma preposição a. Assim: - Quem se refere, refere-se a alguém. Ok! Como a palavra seguinte é feminina (diretora), antecede a ela um artigo feminino a. A estrutura da frase é então: - Refiro-me a / a diretora A crase vai surgir justamente da junção do A ( preposição) que o verbo referir-se usa, com o A (artigo) que antecede a palavra feminina diretora.

2 Se a frase fosse Conheço a diretora não haveria o uso da crase. Uma vez que quem conhece, conhece alguém, ou seja, não houve preposição para fundir com o artigo. Ao contrário do exemplo do verbo referir-se, afinal, quem se refere, se refere A alguém. Apenas para finalizarmos, observe a seguinte construção: EX: Bruno estuda à noite. Ex: Bruno estuda a noite. Já consegue visualizar a diferença de sentidos? No primeiro exemplo, Bruno exerce a ação de estudar no período da noite. A expressão À NOITE é a informação de QUANDO ele estuda. Já no segundo caso, Bruno tem por objeto de seu estudo a noite. Ele estuda as coisas relacionadas ao horário noturno. Viu só? A crase modifica toda a interpretação do texto. Para saber se ocorre ou não a crase, basta seguir três regras básicas: 01) Só ocorre crase diante de palavras femininas, portanto nunca use o acento grave indicativo de crase diante de palavras que não sejam femininas. Ex. O sol estava a pino. Sem crase, pois pino não é palavra feminina. Ela recorreu a mim. Sem crase, pois mim não é palavra feminina. Estou disposto a ajudar você. Sem crase, pois ajudar não é palavra feminina. 02) Se a preposição a vier de um verbo que indica destino (ir, vir, voltar, chegar, cair, comparecer, dirigir-se...), troque este verbo por outro que indique procedência (vir, voltar, chegar...); se, diante do que indicar procedência, surgir da, diante do que indicar destino, ocorrerá crase; caso contrário, não ocorrerá crase. Ex. Vou a Porto Alegre. Sem crase, pois Venho de Porto Alegre. Vou à Bahia. Com crase, pois Venho da Bahia. Obs.: Não se esqueça do que foi estudado em Artigo. 03) Se não houver verbo indicando movimento, troca-se a palavra feminina por outra masculina; se, diante da masculina, surgir ao, diante da feminina, ocorrerá crase; caso contrário, não ocorrerá crase. Ex. Assisti à peça. Com crase, pois Assisti ao filme. Paguei à cabeleireira. Com crase, pois Paguei ao cabeleireiro. Respeito as regras. Sem crase, pois Respeito os regulamentos.

3 Casos especiais 01) Diante das palavras moda e maneira, das expressões adverbiais à moda de e à maneira de, mesmo que as palavras moda e maneira fiquem subentendidas, ocorre crase. Ex. Fizemos um churrasco à gaúcha. Comemos bife à milanesa, frango à passarinho e espaguete à bolonhesa. Joãozinho usa cabelos à Príncipe Valente. 02) Nos adjuntos adverbiais de modo, de lugar e de tempo femininos, ocorre crase. Ex. à tarde, à noite, às pressas, às escondidas, às escuras, às tontas, à direita, à esquerda, à vontade, à revelia... 03) Nas locuções prepositivas e conjuntivas femininas ocorre crase. Ex. à maneira de, à moda de, às custas de, à procura de, à espera de, à medida que, à proporção que... 04) Diante da palavra distância, só ocorrerá crase, se houver a formação de locução prepositiva, ou seja, se não houver a preposição de, não ocorrerá crase. Ex. Reconheci-o a distância. Reconheci-o à distância de duzentos metros. 05) Diante do pronome relativo que ou da preposição de, quando for fusão da preposição a com o pronome demonstrativo a, as (= aquela, aquelas). Ex. Essa roupa é igual à que comprei ontem. Sua voz é igual à de um primo meu. 06) Diante dos pronomes relativos a qual, as quais, quando o verbo da oração subordinada adjetiva exigir a preposição a, ocorre crase. Ex. A cena à qual assisti foi chocante. (quem assiste assiste a algo) 07) Quando o a estiver no singular, diante de uma palavra no plural, não ocorre crase. Ex. Referi-me a todas as alunas, sem exceção. Não gosto de ir a festas desacompanhado. 08) Nos adjuntos adverbiais de meio ou instrumento, a não ser que cause ambiguidade. Ex. Preencheu o formulário à caneta. Paguei à vista minhas compras. Nota: Modernamente, alguns gramáticos estão admitindo crase diante de adjuntos adverbias de meio, mesmo não ocorrendo ambiguidade.

4 09) Diante de pronomes possessivos femininos, é facultativo o uso do artigo, então, quando houver a preposição a, será facultativa a ocorrência de crase. Ex. Referi-me a sua professora. Referi-me à sua professora. 10) Após a preposição até, é facultativo o uso da preposição a, portanto, caso haja substantivo feminino à frente, a ocorrência de crase será facultativa. Ex. Fui até a secretaria. Fui até à secretaria. 11) A palavra CASA: A palavra casa só terá artigo, se estiver especificada, portanto só ocorrerá crase diante da palavra casa nesse caso. Ex. Cheguei a casa antes de todos. Cheguei à casa de Ronaldo antes de todos. 12) A palavra TERRA: Significando planeta, é substantivo próprio e tem artigo, consequentemente, quando houver a preposição a, ocorrerá a crase; significando chão firme, solo, só tem artigo, quando estiver especificada, portanto só nesse caso poderá ocorrer a crase. Ex. Os astronautas voltaram à Terra. Os marinheiros voltaram a terra. Irei à terra de meus avós. 13) Diante da maioria dos pronomes e das expressões de tratamento não se usa crase, com exceção das formas senhora, senhorita e dona: Ex: Avisamos a ela que não iremos. Ex: Entreguei a todos o formulário. Ex: Dei à senhora as rosas. 14) Não se usa crase antes de numerais, salvo se eles indicarem hora : Ex: Chegou a cento e cinquenta o número de inscritos. Ex: O banco abre das 9h às 16h. Ex: Daqui a um mês volto para casa.

5 Exercícios QUESTÃO 1 Há uma oração em que não se atendeu ao emprego da crase: A. A cem milhas horárias você encontrará um posto à direita, a meia hora daqui. B. Às brutas, entrou porta a dentro. C. Responda à ele com a consideração a que está acostumado. D. Saiu-se à mãe, esta se parece à avó. E. Dispostas a ouvi-la, postaram-se à porta de sua casa. QUESTÃO 2 Ao interrogar-se sobre qual poderia ser a origem da metáfora, um psicólogo recentemente descobriu, surpreendido, que uma das suas raízes se encontra no espírito do tabu. Houve uma época em que o medo foi a máxima inspiração humana, uma idade dominada pelo terror cósmico. Durante essa época, faz-se sentir a necessidade de evitar certas realidades que, por outro lado, são incontornáveis. O animal mais frequente no país, e do qual a alimentação depende, adquire um prestígio sagrado. Esta consagração traz consigo a ideia de que não se lhe pode tocar com as mãos. Que faz, então, para comer o índio Lilloet? Agacha-se e cruza as mãos por baixo das nádegas. Assim já pode comer, porque as mãos por baixo das nádegas são metaforicamente dois pés. Há aqui um tropo de ação, uma metáfora elementar anterior à imagem verbal que tem origem no esforço por evitar a realidade. (O Tabu e a metáfora - Ortega y Gasset, in 'A Desumanização da Arte') Com relação às regras de uso da crase e a organização gramatical do texto 02, assinale a alternativa correta: A. A crase em uma metáfora elementar anterior à imagem verbal poderia ser retirada sem causar prejuízo sintático. B. A construção Esta consagração traz consigo a ideia admite o uso da crase, pois essa inclusão não alteraria as relações sintáticas. C. Pode-se incluir, sem causar prejuízo sintático, crase em Houve uma época em que o medo foi a máxima inspiração humana, uma vez que realçaria a ênfase dada à informação do texto. D. Para manter as relações sintáticas do texto original, não é admitido o uso de crase em Durante essa época, faz-se sentir a necessidade. E. No último período do texto encontra-se o trecho esforço por evitar a realidade, e pode-se afirmar que é facultativo o uso da crase neste caso, podendo então ser reescrito como esforço por evitar à realidade.

6 Questão 3 Assinale a opção em que o emprego do sinal indicativo de crase está correto: a- Ninguém se prestou à acompanhar o homem ao Instituto Médico. b- Os humanitários preferem a misericórdia à indiferença alheia. c- Enviaram-se ofícios à autoridades competentes a respeito do fato. d- Trouxemos estas questão à Vossa Senhoria, pedindo providências. QUESTÃO 4 Marque a opção em que há falha com relação às regras da crase: (A) Ele doou a sua coleção a mim. (B) Perdoamos a quem faltou. (C) Ele escreveu uma carta a V. Sª. (D) Leve-o aquele salão e não a este. (E) Ela aspirava a uma carreira rendosa. Questão 5 Assinale a alternativa em que todas as ocorrências de crase estão adequadas à Norma Padrão da língua portuguesa a. Atualmente, muitas pessoas voltaram à estudar e isso se deve à nova forma de ensino que são os cursos à distância, algo que facilita, e muito, a vida dos trabalhadores. b. Atualmente, muitas pessoas voltaram à estudar e isso se deve a nova forma de ensino que são os cursos à distância, algo que facilita, e muito, à vida dos trabalhadores. c. Atualmente, muitas pessoas voltaram a estudar e isso se deve a nova forma de ensino que são os cursos a distância, algo que facilita, e muito, a vida dos trabalhadores. d. Atualmente, muitas pessoas voltaram à estudar e isso se deve à nova forma de ensino que são os cursos à distância, algo que facilita, e muito, à vida dos trabalhadores. e. Atualmente, muitas pessoas voltaram a estudar e isso se deve à nova forma de ensino que são os cursos à distância, algo que facilita, e muito, a vida dos trabalhadores.

CASOS EM QUE OCORRE A CRASE

CASOS EM QUE OCORRE A CRASE CASOS EM QUE OCORRE A CRASE A crase ocorre, obrigatoriamente, em três casos: 1º) O termo regente deve exigir complemento regido da preposição a, e o termo regido deve admitir o artigo feminino a(s): Pedi

Leia mais

PROFESSORA: VERBENE LIMA

PROFESSORA: VERBENE LIMA PROFESSORA: VERBENE LIMA É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo

Leia mais

Crase. Professora Raysa

Crase. Professora Raysa Crase Professora Raysa Conceito Processo de contração entre a preposição a e o artigo definido feminino a. Exemplo: Vou à festa. Casos Obrigatórios 1. Em locuções adverbiais femininas: O culto ecumênico

Leia mais

CRASE PROFESSOR JAILTON

CRASE PROFESSOR JAILTON CRASE PROFESSOR JAILTON WWW.PROFESSORJAILTON.COM.BR CRASE Fusão --- Mistura Preposição a + artigo a (visita à praia) Preposição a + pronome aquele (superior àquele) Preposição a + demonstrativo a (voz

Leia mais

USO DA CRASE. Bruna Camargo

USO DA CRASE. Bruna Camargo USO DA CRASE Bruna Camargo Conceito Fusão entre duas vogais idênticas. A + A = À Justificativa Sua correta utilização é, sobretudo, sinal de competência linguística em regência nominal e verbal, em se

Leia mais

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe:

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe: CRASE Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe: Obedecemos ao regulamento ( a + o ) Não há crase, pois o encontro ocorreu entre

Leia mais

CRASE. Prof. Samuel KühnK

CRASE. Prof. Samuel KühnK Prof. Samuel KühnK Definição e condições para a ocorrência: CRASE é uma palavra de origem grega que significa fusão, mistura. Em língua portuguesa, é esse o nome da fusão de dois sons idênticos, duas vogais

Leia mais

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às Crase Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às (preposição + artigo) a + aquela(s) = àquela(s) (preposição

Leia mais

rase Profª.: Kalyne Varela Revorêdo

rase Profª.: Kalyne Varela Revorêdo rase Profª.: Kalyne Varela Revorêdo Crase É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo

Leia mais

quarta-feira, 29 de agosto de

quarta-feira, 29 de agosto de quarta-feira, 29 de agosto de 2012 1 CRASE Conceito: crase é a fusão de a (preposição) + a (artigo). Ex.: Ele vai a + o teatro = Ele vai ao teatro. Ele vai a + a igreja = Ele vai à igreja. Regra prática:

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Crase

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Crase Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Crase Crase É a fusão da preposição A mais o artigo A; preposição A mais os pronomes demonstrativos A ou AS; ou ainda a preposição A mais as iniciais dos pronomes

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 14 O uso da crase I

Bárbara da Silva. Português. Aula 14 O uso da crase I Bárbara da Silva Português Aula 14 O uso da crase I A palavra crase é de origem grega e significa "fusão", "mistura". Na língua portuguesa, é o nome que se dá à "junção" de duas vogais idênticas. É de

Leia mais

Emprego da crase. Cheirar à gasolina (feder a) Cheirar a gasolina (aspirar)

Emprego da crase. Cheirar à gasolina (feder a) Cheirar a gasolina (aspirar) Emprego da crase A palavra crase é de origem grega e significa "fusão", "mistura". Na língua portuguesa, é o nome que se dá à "junção" de duas vogais idênticas. É de grande importância a crase da preposição

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE A CRASE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE Dizem que a crase não foi inventada para humilhar ninguém. No entanto, sabemos muito bem que seu uso adequado dá um certo trabalho a todos que escrevemos. O primeiro

Leia mais

CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos

CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo a. A crase

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Faculdade de Letras FALE. Oficina de Leitura e Produção de Textos

Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Faculdade de Letras FALE. Oficina de Leitura e Produção de Textos Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Faculdade de Letras FALE Oficina de Leitura e Produção de Textos Orientadora: Ana Cristina Fricke Matte Orientanda : Karlla Andrea Leal Cruz Crase A crase é a

Leia mais

O QUE É A CRASE? (preposição exigida pelo verbo ir + artigo acompanha o substantivo cidade)

O QUE É A CRASE? (preposição exigida pelo verbo ir + artigo acompanha o substantivo cidade) CRASE O QUE É A CRASE? Crase é a união, a fusão de duas vogais iguais. A crase é representada pelo acento grave (`). Observe com atenção as construções abaixo: Ex.: Hoje você irá A + A cidade. (preposição

Leia mais

Crase Preposição a + artigo feminino a

Crase Preposição a + artigo feminino a CRASE Crase Preposição a + artigo feminino a Vamos à piscina Quem vai, sempre vai a algum lugar. Piscina é um substantivo feminino antecedido do artigo do mesmo gênero. Portanto, neste caso constitui-se

Leia mais

Crase. Condições para ocorrência de crase

Crase. Condições para ocorrência de crase Profº FCO Holanda Crase É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo

Leia mais

QUERIDO ALUNO! Sumário CRASE... 3 Gabarito... 7

QUERIDO ALUNO! Sumário CRASE... 3 Gabarito... 7 QUERIDO ALUNO! Sumário CRASE... 3 Gabarito... 7 Este é um material de acompanhamento de Aulas Gratuitas transmitidas pelo AlfaCon em seu Canal Oficial no Youtube. Inscreva-se para receber o melhor conteúdo

Leia mais

Crase ENTENDENDO O CONCEITO DA CRASE (DE VERDADE) Observe a seguinte frase: "vou ao museu".

Crase ENTENDENDO O CONCEITO DA CRASE (DE VERDADE) Observe a seguinte frase: vou ao museu. Crase Hoje, Monster Guerreiros, nós vamos falar sobre a tal da crase, um assunto bem interessante e legal. Você não acha? (por favor, diga "sim" para eu não ficar sem graça). A crase não tem nada de misterioso

Leia mais

Língua Portuguesa. Fusão de duas vogais. É representada pelo acento grave ( ` ). Refiro-me àquelas garotas.

Língua Portuguesa. Fusão de duas vogais. É representada pelo acento grave ( ` ). Refiro-me àquelas garotas. Língua Portuguesa Polícia DIREITO Militar SP Prof. Pablo Alex L. Gomes CONSTITUCIONAL Fusão de duas vogais. É representada pelo acento grave ( ` ). Preposição + Artigo A + A = À Irei a cidade. - Irei a

Leia mais

PORTUGUÊS SEM FRESCURA PARA A PM-PE AULA 00 CRASE

PORTUGUÊS SEM FRESCURA PARA A PM-PE AULA 00 CRASE PORTUGUÊS SEM FRESCURA PARA A PM-PE AULA 00 CRASE Apresentação: Se você não dispõe de muito tempo para estudar, deseja um material barato e de excelente qualidade, este curso é ideal para você. O nosso

Leia mais

PORTUGUÊ S SEM FRESCURA AULA 00 PARA A PM-MS

PORTUGUÊ S SEM FRESCURA AULA 00 PARA A PM-MS PORTUGUÊ S SEM FRESCURA PARA A PM-MS AULA 00 CRASE Apresentação: Se você não dispõe de muito tempo para estudar, deseja um material barato e de excelente qualidade, este curso é ideal para você. O nosso

Leia mais

Este, esta, esse ou essa: como usar?

Este, esta, esse ou essa: como usar? Este, esta, esse ou essa: como usar? Respondido por Reinaldo Passadori, do Instituto Passadori Educação Corporativa No mundo da informação é indiscutível que a língua escrita faz toda a diferença no momento

Leia mais

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao.

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao. CRASE Prof. Daniel Do grego krasis : mistura. É a fusão entre preposição a e artigo a : Fui a a praia = Fui à praia Fui a o mar = Fui ao mar Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra

Leia mais

Crase. Manoel Francisco Guaranha

Crase. Manoel Francisco Guaranha Crase Manoel Francisco Guaranha Crase: fusão da preposição mais: Refiro-me à mulher de azul Artigo feminino a Aquele(s) Refiro-me àquele(s) senhor(es). Refiro-me àquela(s) senhora(s) Aquela(s) Aquilo Refiro-me

Leia mais

Por. Raphael Hormes Monitor: Bruna Saad

Por. Raphael Hormes Monitor: Bruna Saad Por. Professor: Eduardo Valladares e Raphael Hormes Monitor: Bruna Saad Crase - regras básicas 19/21 jun RESUMO sinalizada com o acento grave I. Regra Geral: Haverá crase quando for possível cumprir os

Leia mais

Crase. A + A = À A + Aquele = Àquele

Crase. A + A = À A + Aquele = Àquele Crase A + A = À A + Aquele = Àquele Explicação etimológica Do grego κρᾶσις (ação de misturar, mistura de elementos que se combinam num todo, temperamento, fusão de sons), adaptado ao latim tardio crásis

Leia mais

SEDF / CESPE Gramática

SEDF / CESPE Gramática GRAN ONLINE SEDF / CESPE Gramática EMPREGO DO SINAL INDICATIVO DE CRASE Fusão de duas vogais idênticas. Representa-se a crase graficamente por meio do acento grave. -Pediu à mãe que o ajudasse. -Referiu-se

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:9

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:9 Data da entrega: 01/09/2017. COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 19 2017 / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:9 Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Regência nominal é o nome da relação existente entre um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) e os termos regidos por esse nome. Determina se os seus complementos são acompanhados

Leia mais

5 - Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais

5 - Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais 5 - Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais confortável. b) Obedeceu rigorosamente ao horário de trabalho

Leia mais

MPU Português Crase Eli Castro Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

MPU Português Crase Eli Castro Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MPU Português Crase Eli Castro 2013 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Crase O uso do acento grave é, às vezes, produto da contração de duas vogais idênticas; em outras,

Leia mais

Crase. Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman

Crase. Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman Crase Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman Vamos estudar a crase sem crise de niervos! Oh, não! Crase!! Nãaooo! Aaaahhh!!! O Grito O grito (1893), obra do norueguês Edvar Munch, é uma das mais importantes

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com TUDO SOBRE CRASE Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe: Obedecemos ao regulamento. ( a + o ) Não há crase, pois o encontro

Leia mais

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao.

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao. CRASE Prof. Daniel Do grego krasis : mistura. É a fusão entre preposição a e artigo a : Fui a a praia = Fui à praia Fui a o mar = Fui ao mar Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra

Leia mais

CRASE. NUNCA SE USA CRASE USA-SE CRASE

CRASE.  NUNCA SE USA CRASE USA-SE CRASE CRASE GRAMÁTICA CRASE A crase é um acento grave: A (preposição) + A (artigo) = À. Lembre-se de que a crase está relacionada às questões de regência verbal e nominal, portanto é muito importante relembrar

Leia mais

Crase. Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`).

Crase. Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`). 1 Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`). Princípios básicos para o emprego da crase: a) Antes de palavra feminina, clara ou subentendida; Dirijo-me

Leia mais

PORTUGUÊS. aula. Crase II

PORTUGUÊS. aula. Crase II PORTUGUÊS aula Crase II Casos facultativos a) Antes de pronome possessivo feminino (singular): Ela pagou o curso a minha secretária. Ela pagou o curso à minha secretária. Casos facultativos b) Nomes de

Leia mais

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em "Saiu a francesa", "a francesa" é o sujeito da oração.

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em Saiu a francesa, a francesa é o sujeito da oração. OBS.: A locução prepositiva "à moda de" tem uma peculiaridade: nela se costuma observar a elisão do substantivo feminino "moda", mas, mesmo nos casos em que isso ocorre, mantém-se o acento de crase. Ex.:

Leia mais

CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA

CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Leia mais

CRASE 3 EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO

CRASE 3 EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO SUMÁRIO CRASE 3 EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO 9 2 CRASE CRASE é um fenômeno fonético e sintático; fonético, porque simboliza a soma de dois sons iguais (A + A), sintático, porque sua ocorrência depende da

Leia mais

Por. Raphael Hormes Monitor: Bruna Saad

Por. Raphael Hormes Monitor: Bruna Saad Por. Professor: Fernanda Vicente Raphael Hormes Monitor: Bruna Saad Crase - casos particulares 19/21 jun RESUMO Existem casos que merecem bastante atenção em relação ao uso da crase. Vamos conferi-los?

Leia mais

Nivelamento de Português. Crase. Profa. Ivanilda Maria e Silva Bastos 2015

Nivelamento de Português. Crase. Profa. Ivanilda Maria e Silva Bastos 2015 Nivelamento de Português Crase Profa. Ivanilda Maria e Silva Bastos 2015 Crase é: Fusão de uma preposição A com : artigo definido feminino ( a, as): Refiro-me a + a prova de ontem. Refiro-me à prova de

Leia mais

Gramática Eletrônica. Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais:

Gramática Eletrônica. Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais: Lição 12 Crase Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais: a + a = à preposição artigo ou pronome demonstrativo a + aquele

Leia mais

Crase - Emprego e Casos crase acento grave

Crase - Emprego e Casos crase acento grave Crase Crase - Emprego e Casos A crase é uma palavra com origem grega que denota "fusão". O sinal indicador deste fenômeno gramático é o acento grave. A crase ocorre quando a preposição "a" fundese com:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA CRASE

LÍNGUA PORTUGUESA CRASE LÍNGUA PORTUGUESA CRASE Professora Sônia Aparecida de Souza Cotrim Centro de Ensino Médio 02 de Ceilândia www.professorasonia.com.br professorasonia.com.br 1 CRASE = FUSÃO/ MISTURA Fenômeno marcado com

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV Profª. Helena Damélio Funções da Linguagem Revisão Crase Processo de Comunicação CONTEXTO EMISSOR => MENSAGEM => RECEPTOR CANAL CÓDIGO Portanto - Quem? - O quê? - Para quem?

Leia mais

EEAR/AFA/EFOMM

EEAR/AFA/EFOMM EEAR/AFA/EFOMM 22-04-2015 MUSTELLA PORTUGUÊS NUMERAL É a palavra que indica a quantidade de elementos ou sua ordem de sucessão. Dependendo do que o numeral indica, ele pode ser: Cardinal: É o numeral que

Leia mais

Português Prof.ª Paula Barreto. Aula 7 : Crase

Português Prof.ª Paula Barreto. Aula 7 : Crase Português Prof.ª Paula Barreto Aula 7 : Crase EMENTA PORTUGUÊS 1. Acentuação gráfica. 2. Pontuação. 3. Estrutura e Formação de Palavras. 4. Classes de Palavras. 5. Frase, Oração e Período. 6. Termos da

Leia mais

LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA

LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA 1. Observe o seguinte excerto retirado do texto: Quando os pais usam sanções que não sejam físicas ou humilhantes (...) e assinale a alternativa correta com relação à formação

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA PRONOME *SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI ALGUÉM BATEU À PORTA *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA ALGUMAS ALUNAS VIERAM À AULA PRONOMES

Leia mais

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE: todo enunciado de sentido completo capaz de estabelecer comunicação. Pode ser nominal ou verbal. Nominal: não possui verbo Exemplos:

Leia mais

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional.

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional. Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia divide

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. O Acento Indicativo de Crase Que é Crase Observe o que acontece quando pronunciamos

Leia mais

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA * AULA 07 PRONOME *SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI ALGUÉM BATEU À PORTA *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA ALGUMAS ALUNAS VIERAM À AULA

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular CRASE. Profª Raquel Sampaio

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular CRASE. Profª Raquel Sampaio PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular CRASE Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CRASE Profª. Raquel Freitas Sampaio CRASE Nome correto: ACENTO GRAVE INDICATIVO DE CRASE A palavra crase provém do

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos EMPREGO DO SINAL INDICATIVO DE CRASE Aula 5 1 Ocorre Crase

Leia mais

PORTUGUÊS Professor Nei Xavier

PORTUGUÊS Professor Nei Xavier PORTUGUÊS Professor Nei Xavier USO DOS PRONOMES PRONOME É o termo que acompanha ou substitui o nome dentro do discurso. São apresentados em dois tipos: Pronome Adjetivo - Aparece sempre como adjunto adnominal

Leia mais

ARTIGOS. Profa Giovana Uggioni Silveira

ARTIGOS. Profa Giovana Uggioni Silveira ARTIGOS Profa Giovana Uggioni Silveira O artigo é um elemento determinante na construção de um sintagma nominal. Seu papel é acessório, funcionando, portanto, como uma palavra adjunta de um nome nuclear

Leia mais

PORTUGUÊS IBFC. Professor Marco Antonio Macarrão

PORTUGUÊS IBFC. Professor Marco Antonio Macarrão PORTUGUÊS IBFC Professor Marco Antonio Macarrão QUESTÃO 01: IBFC COMLURB MÉDIO 2016 Leia o texto abaixo e identifique qual das alternativas apresenta correta aplicação de crase, seguindo a mesma lógica

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CRASE

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CRASE LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CRASE Profª. Raquel Freitas Sampaio CRASE Nome correto: ACENTO GRAVE INDICATIVO DE CRASE A palavra crase provém do grego (krâsis) e significa, CONTRAÇÃO, JUNÇÃO, MISTURA. Crase

Leia mais

19/01/2019. Objetivos: Regência verbal e nominal (revisão) Usos da crase Concordância verbal e nominal

19/01/2019. Objetivos: Regência verbal e nominal (revisão) Usos da crase Concordância verbal e nominal Objetivos: Regência verbal e nominal (revisão) Usos da crase Concordância verbal e nominal a) Bem sabes que eu quero muito meus pais. b) Eles perceberam que ela jamais perdoará a seus algozes. c) Eles

Leia mais

ÁREA PROIBIDA CRASE. doses mais altas, a ausência de crase no a se deve ao fato de o verbo resistir não exigir preposição.

ÁREA PROIBIDA CRASE. doses mais altas, a ausência de crase no a se deve ao fato de o verbo resistir não exigir preposição. PALAVRA A PALAVRA A Preposição a Artigo a, as Classifique o A A duas empresas foi oferecida a mesma proposta. A pedido dos pais, a criança poderá faltar a todas as aulas A governabilidade começou a existir

Leia mais

Existem casos difíceis de resolver. sujeito MAS: Havia casos difíceis de resolver. objeto Teve casos difíceis de resolver objeto

Existem casos difíceis de resolver. sujeito MAS: Havia casos difíceis de resolver. objeto Teve casos difíceis de resolver objeto 88 6ª ª UNIDADE: CONCORDÂNCIA / CRASE / REGÊNCIA 6. CONCORDÂNCIA: Problemas mais encontrados 6.1. Quando o do verbo é factual (não humano), há tendência a não efetuar a concordância do com o verbo porque

Leia mais

Emprego de palavras e expressões

Emprego de palavras e expressões Emprego de palavras e expressões Livro 01 Prof. Eugênio Torres Módulo 02 POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ o Por que- Emprega-se quando equivale a por qual motivo ou a pelo qual. Usado também no início ou

Leia mais

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada.

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada. PREPOSIÇÃO Ordem Direta da Oração: Sujeito + verbo + Complemento Ex.: Todos gostam de carnaval. Todos gostam carnaval. PREPOSIÇÃO QUEM ALGO ALGUÉM ALGUMA COISA SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO

Leia mais

Análise sintática: Adjuntos e Complemento Nominal

Análise sintática: Adjuntos e Complemento Nominal Análise sintática: Adjuntos e Complemento Nominal ANÁLISE SINTÁTICA Analisar sintaticamente uma oração significa dividi-la em partes e estudar a relação existente entre elas. Dessa forma, torna-se possível

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA NOTAS: 1) Vale ressaltar que essa regra se estende às palavras de mesmo valor sintático. PROF. MARCELO BERNARDO MÓDULO 9 CRASE

LÍNGUA PORTUGUESA NOTAS: 1) Vale ressaltar que essa regra se estende às palavras de mesmo valor sintático. PROF. MARCELO BERNARDO MÓDULO 9 CRASE LÍNGUA PORTUGUESA PROF. MARCELO BERNARDO MÓDULO 9 CRASE. Em sentido restrito, o termo crase designa a contração da preposição a (do termo regente) com o artigo a (pl. as) ou com os pronomes demonstrativos

Leia mais

PROF. MARCO ANTONIO MACARRÃO

PROF. MARCO ANTONIO MACARRÃO PROF. MARCO ANTONIO MACARRÃO NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; APOSTO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS OU ADJUNTOS. ORAÇÕES

Leia mais

DÉCIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco. 1. Definição e condições para a ocorrência.

DÉCIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco. 1. Definição e condições para a ocorrência. DÉCIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Crase 1. Definição e condições para a ocorrência. 2. Exercícios. 1. Definição e condições para a ocorrência CRASE é uma palavra de origem grega

Leia mais

Crase proibida. responder a inquérito, tv a cabo, comida a quilo, ir a leilão, compra a prazo, voto a

Crase proibida. responder a inquérito, tv a cabo, comida a quilo, ir a leilão, compra a prazo, voto a CRASE II Conferindo Assinale C (certo) ou E (errado): Em uma sociedade complexa como a nossa, o homem não tem outra escolha a não ser se adaptar às forças cegas do processo social. Caso se substitua forças

Leia mais

ACENTUAÇÃO. Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave.

ACENTUAÇÃO. Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave. ACENTUAÇÃO Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave. Fomos à piscina à artigo e preposição Ocorrerá a crase sempre que houver um termo que exija

Leia mais

CURSO CARDÁPIO DE PORTUGUÊS TEMA: CRASE VERSÃO 2017

CURSO CARDÁPIO DE PORTUGUÊS TEMA: CRASE VERSÃO 2017 CURSO CARDÁPIO DE PORTUGUÊS TEMA: CRASE VERSÃO 2017 01. ( CESGRANRIO 2016) O acento grave está utilizado de acordo com a norma-padrão na seguinte frase: a) O sol estava à pino no calçadão. b) O homem estava

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima.

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Termos essenciais 1) Sujeito: é o termo a respeito do qual se declara alguma

Leia mais

Red. Bernardo Soares

Red. Bernardo Soares Professor: Eduardo Valladares Bernardo Soares Uso da crase: regra geral, casos especiais e exercícios 10 ago RESUMO Você já conhece todas as competências de análise da sua redação do ENEM, não é mesmo?

Leia mais

MARIA TEREZA E ZAMBELI

MARIA TEREZA E ZAMBELI MARIA TEREZA E ZAMBELI TRANSITIVIDADE VERBAL VERBOS Intransitivos Transitivos sem complemento A gente sabe viver Conviver, tanto prazer Anoitecer, amanhecer Eu e você, eu e você com complemento VTI com

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves PRONOMES PRONOMES INDEFINIDOS Os pronomes indefinidos são palavras que se referem a 3ª pessoa gramatical de modo vago, sem precisão, indeterminado. Alguém telefonou para você. Algumas pessoas tumultuaram

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

DÚVIDAS E DIFICULDADES MAIS FREQUENTES NO TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO MODELO ENEM

DÚVIDAS E DIFICULDADES MAIS FREQUENTES NO TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO MODELO ENEM DÚVIDAS E DIFICULDADES MAIS FREQUENTES NO TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO MODELO ENEM LABORATÓRIO DE REDAÇÃO Corretoras: Patrícia Peres Rayane Ferreira Tainá Veras COMPETÊNCIA I SIGNIFICADO DAS COMPETÊNCIAS

Leia mais

Português. Aula 05. Professor: Ulisses Coelho Blog:

Português. Aula 05. Professor: Ulisses Coelho   Blog: Português Aula 05 Professor: Ulisses Coelho Email: ulisses.1986@hotmail.com Blog: http://entre-palavras-e-acordes.webnode.com/ Pronomes Substantivos: Eu sou professor. Adjetivos: Minha prima chega hoje

Leia mais

Língua Portuguesa. Profª: Fernanda Machado

Língua Portuguesa. Profª: Fernanda Machado Língua Portuguesa Profª: Fernanda Machado 01 Classes de palavras são agrupamentos de palavras que mantêm características comuns. Na Língua Portuguesa existem 10 classes gramaticais: 1) Substantivo 2) Adjetivo

Leia mais

Português. Crase. Professor Arthur Scandelari.

Português. Crase. Professor Arthur Scandelari. Português Crase Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português CRASE PARTE 1 1. (CESPE TCE-PA 2016) O verdadeiro problema é a dificuldade do setor público de adaptar suas despesas

Leia mais

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho.

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho. CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA Concordância é a igualdade de gênero e número entre o substantivo e adjetivo, artigo, numeral, pronome e igualdade de número e pessoa entre o verbo e o sujeito. Ex.: Dois

Leia mais

Português. Regular A1. Capacitación en Idiomas - Consultoría - Traducciones -

Português. Regular A1. Capacitación en Idiomas - Consultoría - Traducciones  - Português Regular A1 Pronomes Pessoais + Pronomes de Tratamento Eu Você / O senhor / A senhora Ele / Ela Nós / A gente Vocês / Os senhores / As senhoras Eles / Elas Pronomes Interrogativos Que Quem Qual,

Leia mais

Pedi um favor a ela. CRASE ACENTO GRAVE PROFESSOR: MARCELO ROSENTHAL CRASE ACENTO GRAVE Explicamos o caso a essa pessoa. Contamos o caso a uma pessoa Estamosaptosafazeraprova. 1 Primeira Regra Básica Se

Leia mais

Português. Crase. Professor Carlos Zazmbeli.

Português. Crase. Professor Carlos Zazmbeli. Português Crase Professor Carlos Zazmbeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português CRASE Eles foram à praia no fim de semana (A prep. + A artigo) A aluna à qual me refiro é estudiosa (A prep. + A do pronome

Leia mais

Patrícia Rocha Lopes

Patrícia Rocha Lopes Patrícia Rocha Lopes Regência Verbal Dá-se o nome de regência verbal à relação de subordinação que ocorre entre um verbo e seus complementos. Em alguns casos, a variação de regência provoca uma alteração

Leia mais

Aula 10 Pronomes: relativos, indefinidos e interrogativos. Professor Guga Valente

Aula 10 Pronomes: relativos, indefinidos e interrogativos. Professor Guga Valente Aula 10 Pronomes: relativos, indefinidos e interrogativos Professor Guga Valente Na frase do escritor brasileiro Monteiro Lobato, a palavra quem é usada em quatro orações e, em cada uma delas, ela faz

Leia mais