MPU Português Crase Eli Castro Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MPU Português Crase Eli Castro Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor."

Transcrição

1 MPU Português Crase Eli Castro 2013 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

2 Crase O uso do acento grave é, às vezes, produto da contração de duas vogais idênticas; em outras, seu uso é motivado, simplesmente, pelo contexto. Logo, pode-se justificar crase por duas razões: 1º) Sintática ( textual). 2º ) Semântica ( contextual).

3 Razões sintáticas 1ª POSSIBILIDADE. Coincidência 1 Coincidência 2 Presença de Verbo Transitivo Indireto (VTI) ou VTDI Exigência da preposição A Coincidência 3 Presença de substantivo feminino. Coincidência 4 Aceitação de artigo A antes do substantivo. Obs. : Caso falhe uma dessas coincidências, a possibilidade de crase está invalidada.

4 Logo, O projeto obedecia propaganda do governo. A Presidenta Dilma propôs entrega total mulheres brasileiras. O comando do BOPE invadiu favela carioca. Todos os brasileiros assistiram última coletiva do jogador.

5 Razões sintáticas 2ª POSSIBILIDADE. Coincidência 1 Coincidência 2 Coincidência 3 Presença de Verbo Transitivo Indireto (VTI) ou VTDI Exigência da preposição A Presença dos exclusivos pronomes demonstrativos: AQUILO; AQUELE(A)(S). Coincidência 3.1 Ou dos exclusivos pronomes relativos: A QUAL; AS QUAIS. Obs. : Caso falhe uma dessas coincidências, a possibilidade de crase está invalidada.

6 Logo, A deputada disse aqueles vereadores verdades incomuns. Não mostre suas inquietações aquelas pessoas. O jovem questionava muito aquele antigo professor. Refiro-me aquilo que houve na aula passada.

7 Ou, então, A ameaça qual me referi foi gravíssima. Esta foi a conclusão qual os médicos chegaram. Estas são normas......quais todos devem obedecer.

8 Razões sintáticas 3ª POSSIBILIDADE. Coincidência 1 Coincidência 2 Coincidência 3.1 Presença de NOME. Exigência da preposição A Presença dos exclusivos pronomes demonstrativos: AQUILO; AQUELE(A)(S). Coincidência 3.2 Coincidência 3.3 Ou dos exclusivos pronomes relativos: A QUAL; AS QUAIS. Presença de substantivo feminino que aceite artigo A. Obs. : Caso falhe uma dessas coincidências, a possibilidade de crase está invalidada.

9 Logo, Esse comportamento é, de fato, indiferente à maneira de lidar com as pessoas. Não houve obediência àquele princípio elementar: respeito. O jovem foi grato às pessoas que o ajudaram.

10 Suposta crase antes de que e de de. A peça de teatro que vi na semana passada é semelhante à que Joana comentou. A peça de teatro que vi na semana passada é semelhante à peça de teatro que Joana comentou. O belo filme que vi na semana passada é semelhante ao que Joana comentou. O belo filme que vi na semana passada é semelhante ao belo filme que Joana comentou.

11 Suas palavras se comparam às de Carlos Drummond. Suas palavras se comparam às palavras de Carlos Drummond. Muitas das reivindicações dos sindicatos trabalhistas são semelhantes às da classe patronal. Muitas das reivindicações dos sindicatos trabalhistas são semelhantes às reivindicações da classe patronal.

12 4ª POSSIBILIDADE Razão semântica Coincidência única Presença de locução adverbial, prepositiva ou conjuntiva femininas. 1-Joana estuda à noite. 2-Joana estuda a noite. 3- O policial tinha um escudo à prova de bala. 4-. O policial tinha a prova do crime.

13 5- O homem cheirava a gasolina. 6- O homem cheirava à gasolina. Nas indicações de hora, quando houver precisão. 1- Ele saiu de Londrina às 14 horas. (Precisa) 2- Ele deixou Fortaleza à uma hora. (Precisa) 3- Nós sairemos daqui a duas horas. (Imprecisa)

14 Nas locuções prepositivas e conjuntivas 1- O casal deixou o prédio às escondidas. 2- Depois da conversa, tudo ficou às claras. 3- O restaurante estava às moscas.

15 Não se emprega acento grave em expressões adverbiais cuja primeira palavra for masculina. 1- Ele sempre mata a sangue-frio. 2- O quarto cheirava a óleo de cozinha. 3- Ando muito a pé. 4- Use sal e pimenta a gosto.

16 RESUMÃO DE CRASE 1º) SOMENTE TRÊS categorias de palavras podem fornecer preposição, a saber: - VTI - VTDI - NOME (substantivos, adjetivos, advérbios). 2º) SOMENTE TRÊS categorias de palavras fornecem artigos femininos, a saber: - substantivos - pronomes demonstrativos - pronomes relativos.

17 3º) SOMENTE TRÊS palavras femininas estão impedidas de crase (caso não estejam especificadas), a saber: - casa - terra - distância. 4º) SOMENTE TRÊS palavras masculinas aceitam crase, a saber: - aquilo - aquele - aqueles.

18 5º) SOMENTE TRÊS condições permitem a facultatividade, a saber: - antes de pronomes possessivos femininos - antes de nomes próprios femininos - depois da preposição ATÉ.

PROFESSORA: VERBENE LIMA

PROFESSORA: VERBENE LIMA PROFESSORA: VERBENE LIMA É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo

Leia mais

CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos

CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos CRASE é a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo a. A crase

Leia mais

quarta-feira, 29 de agosto de

quarta-feira, 29 de agosto de quarta-feira, 29 de agosto de 2012 1 CRASE Conceito: crase é a fusão de a (preposição) + a (artigo). Ex.: Ele vai a + o teatro = Ele vai ao teatro. Ele vai a + a igreja = Ele vai à igreja. Regra prática:

Leia mais

O QUE É A CRASE? (preposição exigida pelo verbo ir + artigo acompanha o substantivo cidade)

O QUE É A CRASE? (preposição exigida pelo verbo ir + artigo acompanha o substantivo cidade) CRASE O QUE É A CRASE? Crase é a união, a fusão de duas vogais iguais. A crase é representada pelo acento grave (`). Observe com atenção as construções abaixo: Ex.: Hoje você irá A + A cidade. (preposição

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE A CRASE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA CRASE Dizem que a crase não foi inventada para humilhar ninguém. No entanto, sabemos muito bem que seu uso adequado dá um certo trabalho a todos que escrevemos. O primeiro

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

CASOS EM QUE OCORRE A CRASE

CASOS EM QUE OCORRE A CRASE CASOS EM QUE OCORRE A CRASE A crase ocorre, obrigatoriamente, em três casos: 1º) O termo regente deve exigir complemento regido da preposição a, e o termo regido deve admitir o artigo feminino a(s): Pedi

Leia mais

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às Crase Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às (preposição + artigo) a + aquela(s) = àquela(s) (preposição

Leia mais

SEDF / CESPE Gramática

SEDF / CESPE Gramática GRAN ONLINE SEDF / CESPE Gramática EMPREGO DO SINAL INDICATIVO DE CRASE Fusão de duas vogais idênticas. Representa-se a crase graficamente por meio do acento grave. -Pediu à mãe que o ajudasse. -Referiu-se

Leia mais

Crase. Condições para ocorrência de crase

Crase. Condições para ocorrência de crase Profº FCO Holanda Crase É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Regência nominal é o nome da relação existente entre um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) e os termos regidos por esse nome. Determina se os seus complementos são acompanhados

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Faculdade de Letras FALE. Oficina de Leitura e Produção de Textos

Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Faculdade de Letras FALE. Oficina de Leitura e Produção de Textos Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Faculdade de Letras FALE Oficina de Leitura e Produção de Textos Orientadora: Ana Cristina Fricke Matte Orientanda : Karlla Andrea Leal Cruz Crase A crase é a

Leia mais

Estudo de Crase Professor Bruno Luiz

Estudo de Crase Professor Bruno Luiz A crase possui uma importância enorme no entendimento do texto. Toda a interpretação de uma informação pode ser alterado com o uso (ou não) da crase. Veja: Exemplo 1: O menino cheira a gasolina. Exemplo

Leia mais

Gramática Eletrônica. Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais:

Gramática Eletrônica. Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais: Lição 12 Crase Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais: a + a = à preposição artigo ou pronome demonstrativo a + aquele

Leia mais

Crase. Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`).

Crase. Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`). 1 Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`). Princípios básicos para o emprego da crase: a) Antes de palavra feminina, clara ou subentendida; Dirijo-me

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Crase

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Crase Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Crase Crase É a fusão da preposição A mais o artigo A; preposição A mais os pronomes demonstrativos A ou AS; ou ainda a preposição A mais as iniciais dos pronomes

Leia mais

Crase Preposição a + artigo feminino a

Crase Preposição a + artigo feminino a CRASE Crase Preposição a + artigo feminino a Vamos à piscina Quem vai, sempre vai a algum lugar. Piscina é um substantivo feminino antecedido do artigo do mesmo gênero. Portanto, neste caso constitui-se

Leia mais

A PARTÍCULA SE pode ser:

A PARTÍCULA SE pode ser: A PARTÍCULA SE pode ser: 1. Pronome reflexivo 2. Pronome recíproco 3. Pronome apassivador 4. Índice de indeterminação do sujeito 5. Parte integrante do verbo 6. Conjunção condicional 7. Palavra expletiva

Leia mais

CRASE. NUNCA SE USA CRASE USA-SE CRASE

CRASE.  NUNCA SE USA CRASE USA-SE CRASE CRASE GRAMÁTICA CRASE A crase é um acento grave: A (preposição) + A (artigo) = À. Lembre-se de que a crase está relacionada às questões de regência verbal e nominal, portanto é muito importante relembrar

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos EMPREGO DO SINAL INDICATIVO DE CRASE Aula 5 1 Ocorre Crase

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 14 O uso da crase I

Bárbara da Silva. Português. Aula 14 O uso da crase I Bárbara da Silva Português Aula 14 O uso da crase I A palavra crase é de origem grega e significa "fusão", "mistura". Na língua portuguesa, é o nome que se dá à "junção" de duas vogais idênticas. É de

Leia mais

Crase. Manoel Francisco Guaranha

Crase. Manoel Francisco Guaranha Crase Manoel Francisco Guaranha Crase: fusão da preposição mais: Refiro-me à mulher de azul Artigo feminino a Aquele(s) Refiro-me àquele(s) senhor(es). Refiro-me àquela(s) senhora(s) Aquela(s) Aquilo Refiro-me

Leia mais

USO DA CRASE. Bruna Camargo

USO DA CRASE. Bruna Camargo USO DA CRASE Bruna Camargo Conceito Fusão entre duas vogais idênticas. A + A = À Justificativa Sua correta utilização é, sobretudo, sinal de competência linguística em regência nominal e verbal, em se

Leia mais

rase Profª.: Kalyne Varela Revorêdo

rase Profª.: Kalyne Varela Revorêdo rase Profª.: Kalyne Varela Revorêdo Crase É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo

Leia mais

CRASE. Prof. Samuel KühnK

CRASE. Prof. Samuel KühnK Prof. Samuel KühnK Definição e condições para a ocorrência: CRASE é uma palavra de origem grega que significa fusão, mistura. Em língua portuguesa, é esse o nome da fusão de dois sons idênticos, duas vogais

Leia mais

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com TUDO SOBRE CRASE Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe: Obedecemos ao regulamento. ( a + o ) Não há crase, pois o encontro

Leia mais

Emprego da crase. Cheirar à gasolina (feder a) Cheirar a gasolina (aspirar)

Emprego da crase. Cheirar à gasolina (feder a) Cheirar a gasolina (aspirar) Emprego da crase A palavra crase é de origem grega e significa "fusão", "mistura". Na língua portuguesa, é o nome que se dá à "junção" de duas vogais idênticas. É de grande importância a crase da preposição

Leia mais

5 - Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais

5 - Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais 5 - Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais confortável. b) Obedeceu rigorosamente ao horário de trabalho

Leia mais

Língua Portuguesa. Fusão de duas vogais. É representada pelo acento grave ( ` ). Refiro-me àquelas garotas.

Língua Portuguesa. Fusão de duas vogais. É representada pelo acento grave ( ` ). Refiro-me àquelas garotas. Língua Portuguesa Polícia DIREITO Militar SP Prof. Pablo Alex L. Gomes CONSTITUCIONAL Fusão de duas vogais. É representada pelo acento grave ( ` ). Preposição + Artigo A + A = À Irei a cidade. - Irei a

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV Profª. Helena Damélio Funções da Linguagem Revisão Crase Processo de Comunicação CONTEXTO EMISSOR => MENSAGEM => RECEPTOR CANAL CÓDIGO Portanto - Quem? - O quê? - Para quem?

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 38 Preposições II

Bárbara da Silva. Português. Aula 38 Preposições II Bárbara da Silva Português Aula 38 Preposições II Locução Prepositiva É o conjunto de duas ou mais palavras que têm o valor de uma preposição. A última palavra dessas locuções é sempre uma preposição.

Leia mais

Crase. Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman

Crase. Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman Crase Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman Vamos estudar a crase sem crise de niervos! Oh, não! Crase!! Nãaooo! Aaaahhh!!! O Grito O grito (1893), obra do norueguês Edvar Munch, é uma das mais importantes

Leia mais

Este, esta, esse ou essa: como usar?

Este, esta, esse ou essa: como usar? Este, esta, esse ou essa: como usar? Respondido por Reinaldo Passadori, do Instituto Passadori Educação Corporativa No mundo da informação é indiscutível que a língua escrita faz toda a diferença no momento

Leia mais

Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira

Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira 1º CURSO DE REDAÇÃO Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira Programa de Educação Tutorial Ciência, Tecnologia e Inovação Grupo PET- CTI pet-grupocti@ufabc.edu.br CRASE

Leia mais

Português. Crase. Professor Carlos Zazmbeli.

Português. Crase. Professor Carlos Zazmbeli. Português Crase Professor Carlos Zazmbeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português CRASE Eles foram à praia no fim de semana (A prep. + A artigo) A aluna à qual me refiro é estudiosa (A prep. + A do pronome

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

PORTUGUÊS IBFC. Professor Marco Antonio Macarrão

PORTUGUÊS IBFC. Professor Marco Antonio Macarrão PORTUGUÊS IBFC Professor Marco Antonio Macarrão QUESTÃO 01: IBFC COMLURB MÉDIO 2016 Leia o texto abaixo e identifique qual das alternativas apresenta correta aplicação de crase, seguindo a mesma lógica

Leia mais

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao.

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao. CRASE Prof. Daniel Do grego krasis : mistura. É a fusão entre preposição a e artigo a : Fui a a praia = Fui à praia Fui a o mar = Fui ao mar Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra

Leia mais

Crase. A + A = À A + Aquele = Àquele

Crase. A + A = À A + Aquele = Àquele Crase A + A = À A + Aquele = Àquele Explicação etimológica Do grego κρᾶσις (ação de misturar, mistura de elementos que se combinam num todo, temperamento, fusão de sons), adaptado ao latim tardio crásis

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. O Acento Indicativo de Crase Que é Crase Observe o que acontece quando pronunciamos

Leia mais

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Índice CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS LIÇÃO 1 FONÉTICA...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 4 1.4. Encontro vocálico... 5 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA CRASE

LÍNGUA PORTUGUESA CRASE LÍNGUA PORTUGUESA CRASE Professora Sônia Aparecida de Souza Cotrim Centro de Ensino Médio 02 de Ceilândia www.professorasonia.com.br professorasonia.com.br 1 CRASE = FUSÃO/ MISTURA Fenômeno marcado com

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 54 Predicado II

Bárbara da Silva. Português. Aula 54 Predicado II Bárbara da Silva Português Aula 54 Predicado II Predicado Nominal Apresenta as seguintes características: a) Possui um nome (substantivo ou adjetivo) como núcleo; b) É formado por um verbo de ligação mais

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:9

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:9 Data da entrega: 01/09/2017. COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 19 2017 / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:9 Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o

Leia mais

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao.

Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra feminina. Regra prática: trocar a palavra feminina por masculina e ver se aparece ao. CRASE Prof. Daniel Do grego krasis : mistura. É a fusão entre preposição a e artigo a : Fui a a praia = Fui à praia Fui a o mar = Fui ao mar Como é necessário artigo feminino, só há crase antes de palavra

Leia mais

ÁREA PROIBIDA CRASE. doses mais altas, a ausência de crase no a se deve ao fato de o verbo resistir não exigir preposição.

ÁREA PROIBIDA CRASE. doses mais altas, a ausência de crase no a se deve ao fato de o verbo resistir não exigir preposição. PALAVRA A PALAVRA A Preposição a Artigo a, as Classifique o A A duas empresas foi oferecida a mesma proposta. A pedido dos pais, a criança poderá faltar a todas as aulas A governabilidade começou a existir

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos Aula 4 1 Regência Verbal e Nominal A REGÊNCIA VERBAL estuda

Leia mais

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada.

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada. PREPOSIÇÃO Ordem Direta da Oração: Sujeito + verbo + Complemento Ex.: Todos gostam de carnaval. Todos gostam carnaval. PREPOSIÇÃO QUEM ALGO ALGUÉM ALGUMA COISA SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO

Leia mais

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21 sumário CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO...14 1.1.TIPOS DE TEXTO... 15 1.2.GÊNERO DE TEXTO... 20 1.3.TIPOS DE DISCURSO... 21 1.3.1. DISCURSO DIRETO... 22 1.3.2. DISCURSO INDIRETO... 22 1.3.3. DISCURSO

Leia mais

Crase - Emprego e Casos crase acento grave

Crase - Emprego e Casos crase acento grave Crase Crase - Emprego e Casos A crase é uma palavra com origem grega que denota "fusão". O sinal indicador deste fenômeno gramático é o acento grave. A crase ocorre quando a preposição "a" fundese com:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE Ano letivo de 2016 / 2017 GESTÃO DE CONTEÚDOS Ensino regular Português - 6.º Ano Unidades de Ensino / Conteúdos Nº Aulas Previstas (45 min) Unidades Abordadas: Unidade

Leia mais

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS CURSO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFCCE) - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - REGULAR Poderá haver substituições de professores, ficando a critério da coordenação pedagógica

Leia mais

Sumário PARTE 1. Apresentação da Coleção Apresentação Sobre português... 23

Sumário PARTE 1. Apresentação da Coleção Apresentação Sobre português... 23 Sumário... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português...... 23 PARTE 1 Capítulo 1 MORFOLOGIA 1... 27 Substantivo Adjetivo Advérbio (Pré-requisitos para a concordância nominal)

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

Sumário PARTE 1. MORFOLOGIA Pronomes demonstrativos Pronomes relativos O relativo que O relativo qual O relativo quem...

Sumário PARTE 1. MORFOLOGIA Pronomes demonstrativos Pronomes relativos O relativo que O relativo qual O relativo quem... Sumário Edital sistematizado... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português...... 23 PARTE 1 Capítulo 1 MORFOLOGIA 1... 27 Substantivo Adjetivo Advérbio (Pré-requisitos para a concordância

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Danny Unidade: Para de minas 1- você mencionou em uma de suas aulas sobre pronome que o SE (sendo pronome apassivador) segue a regra dos demais pronomes

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

Estudo do Predicado e Predicativo do Sujeito

Estudo do Predicado e Predicativo do Sujeito Estudo do Predicado e Predicativo do Sujeito O estudo do predicado O predicado, como já vimos, é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há

Leia mais

Português. Crase. Professor Arthur Scandelari.

Português. Crase. Professor Arthur Scandelari. Português Crase Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português CRASE PARTE 1 1. (CESPE TCE-PA 2016) O verdadeiro problema é a dificuldade do setor público de adaptar suas despesas

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal Bárbara da Silva Português Aula 52 Adjunto adnominal Adjunto Adnominal É o termo que determina, especifica ou explica um substantivo. O adjunto adnominal possui função adjetiva na oração, a qual pode ser

Leia mais

Prof. Jorge Viana de Moraes

Prof. Jorge Viana de Moraes Prof. Jorge Viana de Moraes Regência É a relação sintática que se estabelece entre um termo regente ou subordinante (que exige outro) e o termo regido ou subordinado (termo regido pelo primeiro) A regência

Leia mais

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM Sumário Apresentação 11 Lista de abreviações 13 Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM O homem, a linguagem e o conhecimento ( 1-6) O processo da comunicação humana ( 7-11) Funções da

Leia mais

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DA ORAÇÃO (ANÁLISE SINTÁTICA) Frase: é o enunciado com sentido completo, capaz

Leia mais

PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO)

PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO) Instituto de Educação Infantil e Juvenil 9º ANO Inverno, 2017. Londrina, de. Nome: PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO) Leia a frase abaixo e reescreva-a utilizando as normas gramaticais. O

Leia mais

Universidade Federal do Piauí Departamento de Letras CCHL Inglês Técnico e Científico Prof. Wellington Borges

Universidade Federal do Piauí Departamento de Letras CCHL Inglês Técnico e Científico Prof. Wellington Borges Universidade Federal do Piauí Departamento de Letras CCHL Inglês Técnico e Científico Prof. Wellington Borges Referências contextuais Observe o exemplo a seguir: Maria casou-se quase criança. Os pais da

Leia mais

Português. Regência Nominal e Verbal. Professor Carlos Zambeli.

Português. Regência Nominal e Verbal. Professor Carlos Zambeli. Português Regência Nominal e Verbal Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português REGÊNCIA NOMINAL E VERBAL A regência verbal estuda a relação que se estabelece entre os verbos e os

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E À QUESTÃO 38 DO CONCURSO PARA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS CERTAME REALIZADO NO DIA 21 DE JUNHO DE 2015 QUESTÃO

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

HORÁRIO DE RECUPERAÇÃO 6 o ANO. Componente Curricular DATA. 1 a SEMANA CIÊNCIAS LÍNGUA PORTUGUESA (TEXTO E REDAÇÃO) GEOGRAFIA

HORÁRIO DE RECUPERAÇÃO 6 o ANO. Componente Curricular DATA. 1 a SEMANA CIÊNCIAS LÍNGUA PORTUGUESA (TEXTO E REDAÇÃO) GEOGRAFIA 12 COLÉGIO AGOSTINIANO MENDEL HORÁRIO DE RECUPERAÇÃO 6 o ANO DATA Componente Curricular 1 a SEMANA 03/12 (sábado) 05/12 (2ª feira) 06/12 (3 a feira) 07/12 (4 a feira) 08/12 (5 a feira) 09/12 (6 a feira)

Leia mais

II unidade /, 5º. ano

II unidade /, 5º. ano ALUNO(A): N.º: PROFESSOR(A) TURMA: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1 II unidade /, 5º. ano Ensino Fundamental I 2 AVALIAÇÕES PARCIAIS (AP 1) 11/07/2016 Português Interpretação textual; Pronome pessoal (caso reto

Leia mais

Artigo definido / artigo indefinido e seu emprego Nome Género Formação do feminino Formação do plural. Unidade 0

Artigo definido / artigo indefinido e seu emprego Nome Género Formação do feminino Formação do plural. Unidade 0 NÍVEL DE PROFICIÊNCIA LINGUÍSTICA A1/A2 COMPETÊNCIA COMUNICATIVA PARTE 1 PRAGMÁTICA LINGUÍSTICA Unidade 0 Vamos aprender Português! Identificar marcas da identidade cultural portuguesa / língua portuguesa

Leia mais

1.1 Uso da crase. A crase indica a fusão da preposição a com o artigo a: Nós vamos à (a + a) Baixada. O Melhor do Atlético na Internet

1.1 Uso da crase. A crase indica a fusão da preposição a com o artigo a: Nós vamos à (a + a) Baixada. O Melhor do Atlético na Internet 1. Acentuação Todos os textos, até mesmo aqueles escritos em sites e fóruns da internet, precisam ser acentuados corretamente para que o leitor possa compreender facilmente o que o autor quer expressar.

Leia mais

HORÁRIO DE RECUPERAÇÃO 7 o ANO. Componente Curricular DATA. 1 a SEMANA DESENHO GEOMÉTRICO / ARTES VISUAIS. História CIÊNCIAS MATEMÁTICA 1

HORÁRIO DE RECUPERAÇÃO 7 o ANO. Componente Curricular DATA. 1 a SEMANA DESENHO GEOMÉTRICO / ARTES VISUAIS. História CIÊNCIAS MATEMÁTICA 1 12 COLÉGIO AGOSTINIANO MENDEL HORÁRIO DE RECUPERAÇÃO 7 o ANO DATA 03/12 (sábado) 05/12 (2 a feira) 06/12 (3 a feira) 07/12 (4 a feira) 08/12 (5 a feira) 09/12 (6 a feira) 10/12 (sábado) Componente Curricular

Leia mais

CRASE 3 EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO

CRASE 3 EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO SUMÁRIO CRASE 3 EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO 9 2 CRASE CRASE é um fenômeno fonético e sintático; fonético, porque simboliza a soma de dois sons iguais (A + A), sintático, porque sua ocorrência depende da

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, 21

SUMÁRIO. Capítulo 1. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, 21 SUMÁRIO Capítulo 1. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, 21 1.1. Tipos de texto, 22 1.2. Gênero de texto, 26 1.3. Tipos de discurso, 27 1.3.1. Discurso direto, 27 1.3.2. Discurso indireto, 28 1.3.3. Discurso indireto

Leia mais

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López FUNDAMENTACIÓN: PROGRAMA DE IDIOMA PORTUGUÊS CONTENIDO TEMÁTICO Llevando en consideración las directrices del Marco Europeo Común de Referencia, el examen será encuadrado en un nivel Intermedio Superior.

Leia mais

PLANO DE CURSO Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Série: 5º ano Ensino Fundamental

PLANO DE CURSO Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Série: 5º ano Ensino Fundamental PLANO DE CURSO Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Série: 5º ano Ensino Fundamental Letra e Fonema Encontro Consonantal e Vocálico Dígrafo Separação e classificação de sílabas (monossílabo, dissílabo, trissílabo

Leia mais

BOLSÃO 2017 / 6º ANO

BOLSÃO 2017 / 6º ANO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está BOLSÃO 2017 / 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba número de sílabas / divisão

Leia mais

PRONOMES Pronomes Prof. Fábio Martins

PRONOMES Pronomes Prof. Fábio Martins PRONOMES Pronomes Prof. Fábio Martins Artigo s Adjetivo s Substantivos Pronomes Numerai s Funções do Pronome: Onde você estaria se não fosse eu? Ninguém me valoriza nesta casa Substitui o substantivo

Leia mais

Emprego de palavras e expressões

Emprego de palavras e expressões Emprego de palavras e expressões Livro 01 Prof. Eugênio Torres Módulo 02 POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ o Por que- Emprega-se quando equivale a por qual motivo ou a pelo qual. Usado também no início ou

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA NOTAS: 1) Vale ressaltar que essa regra se estende às palavras de mesmo valor sintático. PROF. MARCELO BERNARDO MÓDULO 9 CRASE

LÍNGUA PORTUGUESA NOTAS: 1) Vale ressaltar que essa regra se estende às palavras de mesmo valor sintático. PROF. MARCELO BERNARDO MÓDULO 9 CRASE LÍNGUA PORTUGUESA PROF. MARCELO BERNARDO MÓDULO 9 CRASE. Em sentido restrito, o termo crase designa a contração da preposição a (do termo regente) com o artigo a (pl. as) ou com os pronomes demonstrativos

Leia mais

CONTEÚDOS PARA OS TESTES 4º BIMESTRE 1º ano

CONTEÚDOS PARA OS TESTES 4º BIMESTRE 1º ano 1º ano Numeração até 89 Vizinhos Números pares e ímpares Adição com dezena Escrita dos números por extenso Números ordinais Problemas de adição com dezena Auto-ditado Leitura e Interpretação de texto Fonemas

Leia mais

Datas e Conteúdos das Avaliações - 6º Ano A CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES DO 2º PERÍODO DO 3º BIMESTRE Período de 17 a 25 de setembro de 2015

Datas e Conteúdos das Avaliações - 6º Ano A CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES DO 2º PERÍODO DO 3º BIMESTRE Período de 17 a 25 de setembro de 2015 Datas e Conteúdos das Avaliações - 6º Ano A 17/09 5ª F 1-MATEMÁTICA Tipos de triângulos quanto aos lados e Pag. 162 a pag. 166 e ângulos/ construção de triângulos Construção de utilizando compasso e régua.

Leia mais

DÉCIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco. 1. Definição e condições para a ocorrência.

DÉCIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco. 1. Definição e condições para a ocorrência. DÉCIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Crase 1. Definição e condições para a ocorrência. 2. Exercícios. 1. Definição e condições para a ocorrência CRASE é uma palavra de origem grega

Leia mais

Planificação Longo Prazo

Planificação Longo Prazo DEPARTAMENTO LÍNGUAS ANO LETIVO 2017 / 2018 DISCIPLINA Português ANO 7.ºANO Planificação Longo Prazo CONTEÚDOS TEXTOS DOS MEDIA E DO QUOTIDIANO 1.º período Textos não literários Notícia Reportagem Texto

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7 o ANO Horário: das 7:20 h às 12:15 h. 1 a PROVA GEOGRAFIA DATA: 09/12/2015

RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7 o ANO Horário: das 7:20 h às 12:15 h. 1 a PROVA GEOGRAFIA DATA: 09/12/2015 02 C A M RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 1 a PROVA GEOGRAFIA DATA: 09/12/2015 Capítulo 3: O território brasileiro e suas regiões Capítulo 5: A distribuição da população brasileira Capítulo 6: O espaço rural brasileiro

Leia mais

REGÊNCIA. A sintaxe de regência estuda as relações entre um nome ou um verbo e seus complementos. Há dois tipos de regência:

REGÊNCIA. A sintaxe de regência estuda as relações entre um nome ou um verbo e seus complementos. Há dois tipos de regência: REGÊNCIA A sintaxe de regência estuda as relações entre um nome ou um verbo e seus complementos. Há dois tipos de regência: Regência nominal; Regência verbal. É a relação de um verbo sobre seus complementos

Leia mais

Planificação a longo prazo - programa do 6º ano - disciplina de Português Ano letivo de AULAS PREVISTAS (blocos 90)

Planificação a longo prazo - programa do 6º ano - disciplina de Português Ano letivo de AULAS PREVISTAS (blocos 90) Planificação a longo prazo - programa do 6º ano - disciplina de Português Ano letivo de 2016-2017 1º PERÍODO 2º PERÍODO 3º PERÍODO INÍCIO 15 setembro 2016 3 janeiro 2017 16 abril 2017 FINAL 16 dezembro

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves Regência A sintaxe de regência estuda as relações entre um nome ou um verbo e seus complementos. Há dois tipos de regência: Regência nominal; Regência verbal. Regência nominal Estuda as relações em que

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico e Metas Curriculares de Português do Ensino Básico

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Modalidades da língua 2 1.6 Funções da

Leia mais

Nivelamento de Português. Crase. Profa. Ivanilda Maria e Silva Bastos 2015

Nivelamento de Português. Crase. Profa. Ivanilda Maria e Silva Bastos 2015 Nivelamento de Português Crase Profa. Ivanilda Maria e Silva Bastos 2015 Crase é: Fusão de uma preposição A com : artigo definido feminino ( a, as): Refiro-me a + a prova de ontem. Refiro-me à prova de

Leia mais

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima.

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Termos essenciais 1) Sujeito: é o termo a respeito do qual se declara alguma

Leia mais

Cronograma - 4º Bimestre / 2016

Cronograma - 4º Bimestre / 2016 COLÉGIO ADVENTISTA JARDIM DOS ESTADOS Prof.: Juliano Disciplina: Língua Portuguesa Série: 6º Ano 3 a 7/10 10 a 14/10 Recesso de 10 a 12 17 a 21/10 24 a 28/10 31/10 a 4/11 Feriado dia 2 7 a 11/11 14 a 18/11

Leia mais

ACENTUAÇÃO. Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave.

ACENTUAÇÃO. Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave. ACENTUAÇÃO Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave. Fomos à piscina à artigo e preposição Ocorrerá a crase sempre que houver um termo que exija

Leia mais