Romanos 9,15: Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Romanos 9,15: Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão."

Transcrição

1 A origem da salvação Arthur Pink Revisão livre e adaptação por helio clemente Vamos mostrar neste estudo, que a origem da salvação está unicamente na vontade de Deus, e não, como afirma o senso comum religioso, na vontade do homem ou, mesmo ainda, no amor ou na graça ou na presciência de Deus. Romanos 9,15: Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão. A vontade de Deus: A vontade de Deus é absolutamente livre na salvação de homens e anjos, esta é a doutrina da eleição. Quando escolheu um povo para a vida eterna, não havia nada além de sua própria vontade que o movesse para determinar este propósito. Mais ainda, não havia nada fora dele ou pertencente a sua natureza que o movesse além de sua vontade. O apóstolo declara expressamente na Carta aos Efésios a absoluta soberania divina na predestinação. Efésios 1,5: Nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade. É preciso notar neste verso, em primeiro lugar, o que Deus fez: 1 / 12

2 O ato divino: Nos predestinou. Em segundo lugar: O que motivou Deus a predestinar estas pessoas. A motivo deste ato: Segundo o beneplácito de sua vontade. Vemos, desta forma, que tudo é resolvido pela vontade de Deus, Ele concede ou retém seus favores conforme lhe agrada e não precisa de qualquer concordância ou conformidade das criaturas quanto ao seu procedimento. O Altíssimo não pode jamais ser trazido para o tribunal da razão dos homens. Quanto aos advogados de Deus, seus pretensos procuradores aqui na terra, não é requerido ao homem justificar a soberania de Deus, ou mesmo qualquer ato ou decreto divino, é requerido ao homem crer na soberania de Deus e na autoridade de sua Palavra. Mateus 11,25-26: Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado. Mesmo aqueles que afirmam acreditar na doutrina da predestinação, atribuem sua origem a várias coisas diversas da vontade divina, veremos abaixo os motivos que as pessoas religiosas alegam para justificar a predestinação eterna: O amor: Muitos religiosos afirmam que a salvação tem origem no amor de Deus, sendo esta a origem 2 / 12

3 da eleição, para isto eles citam os mesmos versos na Carta aos Efésios: Efésios 1,4-5: Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade. A citação se refere ao final do verso quatro e início do verso cinco: E em amor nos predestinou para ele. Todavia, esta frase não se refere à eleição, mas à adoção como filhos de Deus. A partícula E colocada no início da frase indica claramente que ela é uma complementação da primeira frase e não pode ser vista separadamente. Estes atos de Deus estão em uma sequência lógica onde a eleição precede a predestinação para a adoção. Um objeto deve existir antes de poder ser amado. Os decretos eternos não tem ordem temporal, mas tem uma ordem lógica, a eleição foi a primeira decisão na mente de Deus, pela qual Ele escolheu as pessoas eleitas, para serem santas e irrepreensíveis perante Ele, antes da fundação do mundo, quando eles ainda não existiam, logo, não existindo, não poderiam ser objeto de amor ou ódio. Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo. A predestinação foi o decreto seguinte, segundo o qual Deus ratificou o estado daqueles a quem sua eleição tornou dignos de seu amor, mas somente através da perfeição da obediência e justiça de seu Filho amado Jesus. A justiça divina caminha lado a lado com a misericórdia, sem a satisfação da justiça a misericórdia não se manifesta. 3 / 12

4 Depois disto, o amor de Deus foi adiante deles, e concedeu-lhes a mais alta e preciosa benção que seu amor jamais poderia oferecer: Fazer deles seus filhos por adoção. O amor de Deus não se constitui de sentimentos, pois Deus é imutável e impassional, todo amor de Deus é exercido através da obra perfeita de Cristo e somente por ele sobre aqueles que estão nele. 1 João 4,9: Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. A graça: Outros têm atribuído a eleição à graça de Deus, baseado no verso seguinte, da Carta aos Romanos: Romanos 11,5: Há um remanescente segundo a eleição da graça. Mas aqui, novamente devemos distinguir entre coisas que diferem: Entre a proclamação de um decreto e o objeto do decreto. É verdade que os eleitos são os objetos sobre os quais a graça de Deus é especialmente exercida, mas é outra coisa totalmente diferente dizer que sua eleição se originou na graça de Deus. 4 / 12

5 A ordem entre o decreto e seu objeto é claramente expressa na Carta aos Efésios. Primeiro a escolha: Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele. Assim, a escolha, ou eleição, foi a ordem primeira no Decreto da Salvação. Segundo a possibilidade: E em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade. Vemos em seguida, que o decreto da eleição em Cristo possibilita a manifestação da misericórdia divina, que acontece através da redenção adquirida por Cristo. Terceiro o propósito: Para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado (verso 6). 5 / 12

6 Temos aqui o assunto e o propósito do decreto de Deus: A manifestação de sua graça. Quarto a origem do decreto: Desvendando-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito que propusera em Cristo (verso 9). Aqui, neste verso nove, Deus revela a seus filhos a origem da eleição, do amor e da graça: Sua vontade soberana. Agostinho: A vontade de Deus é a razão de todas as coisas, e como tal não é movida por nada além dela mesma. Quinto o porquê: A fim de sermos para louvor da sua glória, nós, os que de antemão esperamos em Cristo (verso 12). E finalmente o porquê de todas estas coisas: Para manifestação de sua glória. Em nenhuma outra parte nas Escrituras a ordem dos decretos divinos é revelada de forma tão clara como neste primeiro capítulo de Efésios, em nenhuma outra parte a origem dos decretos é colocada de modo definitivo como aqui. Voltemos ao verso onze e vamos analisar esta extraordinária expressão: Que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade. 6 / 12

7 Nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade (verso 11). O que temos aqui? Note bem, não é o conselho de seu coração, nem mesmo o conselho de sua sabedoria, nem a vontade de seu conselho, mas o conselho de sua vontade. A vontade de Deus é colocada de forma inquestionável na origem dos decretos. Temos algo mais? Temos algo mais, de extrema importância, para notar neste verso: Deus não faz algumas coisas pelo conselho de sua vontade, Deus não faz quase todas as coisas pelo conselho de sua vontade, Ele faz TODAS as coisas pelo conselho de sua vontade. Que faz todas as coisas.... Em tudo o que vimos até aqui, a participação das criaturas em sua própria salvação simplesmente não existe, o que é a vontade do homem face à vontade de Deus? Vejamos a resposta no livro de Daniel. Daniel 4,35: Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes?. A vontade de Deus determina o exercício de suas perfeições: Ele é infinito em sabedoria, todavia sua vontade regula as operações da sabedoria. Ele é cheio de misericórdia, mas sua vontade determina quando e a quem Ele a mostrará. Ele é justo, todavia, foi de sua vontade que fosse inflexivelmente justo. Falamos no início desta palestra sobre o senso comum religioso, em vista do que foi dito até agora, o que mais deve ser refutado na salvação? 7 / 12

8 Em primeiro lugar as boas obras: Fica muito óbvio que não foram as boas obras que induziram Deus a eleger determinadas pessoas para a salvação, pois o decreto da eleição aconteceu antes de existir qualquer criatura. Isto está bastante claro no capítulo nove da Carta aos Romanos, onde os gêmeos não eram ainda nascidos, mas eram alvos do amor e do ódio de Deus: Amei Jacó, porém me aborreci de (odiei) Esaú. Romanos 9,11: E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama), já fora dito a ela: O mais velho será servo do mais moço. Como está escrito: Amei Jacó, porém me aborreci de (odiei) Esaú. Temos ainda novamente em Efésios a afirmação que as boas obras do cristão foram preparadas por Deus, na eternidade, para que andassem nelas. Efésios 2,10: Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas. Vemos aqui, que as boas obras não são motivo da salvação, mas resultado da salvação. Segundo - a santidade dos homens: Voltemos ao verso quatro do primeiro capítulo de Efésios. Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele. 8 / 12

9 Em primeiro lugar, Deus escolheu seus eleitos antes da fundação do mundo, quando eles ainda não existiam como pessoas, portanto, nada que fosse próprio destas pessoas que viriam a existir futuramente influi no decreto divino. Nos escolheu nele antes da fundação do mundo. Em segundo lugar, não existe nenhum homem santo em todo mundo, a santidade do homem não significa jamais perfeição moral, significa separação para Deus, e quem faz esta separação é Deus, em Cristo, e não o homem. João 15,16: Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda. Vemos novamente que a santificação não é o motivo para a salvação, mas o resultado da salvação. 2 Tessalonicenses 2,13: Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade. Vemos neste verso que a santificação não é apenas o resultado da eleição divina, mas também resultado da operação do Espírito, não é mérito do homem. Então, visto que a santificação era o desígnio da eleição, ela não poderia ser a causa da eleição. 1 Tessalonicenses 4,3: Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação / 12

10 Terceiro a fé: Romanos 3,23: Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus. Todos os homens nascem pecadores e são incapazes de adquirir por si mesmo a fé em Cristo, o homem natural é, por natureza, inimigo de Deus, a fé somente pode ser obtida como um dom de Deus, que também procede da salvação. Efésios 2,8-9: Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. A fé procede da operação do Espírito e não é uma obra evangélica própria do homem. Filipenses 2,13: Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade. A fé flui da graça e não é motivo para a graça, em Atos capítulo treze está escrito: Creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna. 10 / 12

11 Não está escrito: Todos quantos creram, foram ordenados para a vida eterna. Atos 13,48: Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna. Por último a fé preveniente: Acabamos de ver que a fé é um dom de Deus, operado pelo Espírito e concedido como uma graça àqueles destinados à vida eterna. Desta forma, fica completamente fora de cogitação a afirmação que Deus salvou aqueles que Ele previu que teriam fé, uma vez que a fé é o dom de Deus que provém da destinação para a vida eterna e não pode ser motivo para esta mesma destinação. Romanos 8,30: E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou. Deus conhece tudo que foi, é e será, porque Ele ordenou tudo que deveria ser; portanto, é uma inversão total de motivos fazermos da presciência a causa da eleição de Deus. Apocalipse 1,8: Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso. 11 / 12

12 Conclusão: A finalidade de Deus em seus decretos é a manifestação de sua própria glória, e por tudo o que vimos acima, podemos concluir que nada que provenha do homem intervém em sua salvação, tudo é obra do Pai, em Cristo, operada pelo Espírito Santo. Deuteronômio 7,6-7: Porque tu és povo santo ao SENHOR, teu Deus; o SENHOR, teu Deus, te escolheu, para que lhe fosses o seu povo próprio, de todos os povos que há sobre a terra. Não vos teve o SENHOR afeição, nem vos escolheu porque fôsseis mais numerosos do que qualquer povo, pois éreis o menor de todos os povos. 12 / 12

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

O amor O faz diferente!

O amor O faz diferente! O amor O faz diferente! Quem eu deveria ser? Que as escrituras apresentam o homem como criatura de Deus Criado diretamente por Deus Colocado em posição exaltada Que o homem foi feito a imagem e semelhança

Leia mais

Éfeso Século 1 Efésios 1.3-14 3. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo. 4. Porque Deus nos escolheu

Leia mais

«Vai, profeta, ao meu povo»

«Vai, profeta, ao meu povo» Perdão, Senhor. «Vai, profeta, ao meu povo» Leitura da Profecia de Amós Amós 7, 12-15 Naqueles dias, Amasias, sacerdote de Betel, disse a Amós: «Vai-te daqui, vidente. Foge para a terra de Judá. Aí ganharás

Leia mais

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA NASCIMENTO Pb. Márcio Tarcísio Mendonça Ferreira 5º) NA NECESSIDADE ABSOLUTA DO PELA GRAÇA DE

Leia mais

EFÉSIOS Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus,

EFÉSIOS Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus, Éfeso Século 1 EFÉSIOS 1.3-14 3. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celesbais em Cristo. 4. Porque Deus nos escolheu

Leia mais

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA?

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? SÉRIE Por que precisamos ser cheios do Espírito Santo mais do que tudo? QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? Espírito Santo grego: parakletos CONSOLADOR CONSELHEIRO AUXILIADOR AMIGO Aquele que está ao

Leia mais

ARTE DE AMAR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR

ARTE DE AMAR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR A ARTE DE AMAR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR #4 A ARTE DE AMAR COMO DEUS NOS AMA Henri Nouwen A volta do filho pródigo Esta é a filiação divina. E é a esta filiação que sou chamado.

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA 04-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Porque é que o Filho de Deus se fez homem? para nossa salvação,

Leia mais

O Âmago do Evangelho. A justificação é o âmago do Evangelho?

O Âmago do Evangelho. A justificação é o âmago do Evangelho? O Âmago do Evangelho A justificação é o âmago do Evangelho? Introdução Qual é o centro do Evangelho? Muitos vão dizer que a justificação é a base do Evangelho, pois sem justificação não poderíamos nos

Leia mais

O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. "ELE te declarou, ó homem, o que é bom;

O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. ELE te declarou, ó homem, o que é bom; O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação "ELE te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR requer de ti, 1 / 6 senão que pratiques a justiça, e ames a

Leia mais

O Plano de Deus para Salvação, 2ª Parte

O Plano de Deus para Salvação, 2ª Parte A ESSÊNCIA DE TUDO, Nº6 O Plano de Deus para Salvação, 2ª Parte Em A Essência de Tudo, Nº5: O Plano de Deus para Salvação, 1ª Parte, vimos quatro conceitos que ilustram como funciona o plano de Deus para

Leia mais

ESTUDO BÍBLICO I A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO SAMUEL CORNÉLIO

ESTUDO BÍBLICO I A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO SAMUEL CORNÉLIO ESTUDO BÍBLICO I A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO SAMUEL CORNÉLIO AGOSTO 2016 www.abracandoapalavra.org A Salvação em JESUS CRISTO Um Novo Nascimento De acordo com a Bíblia, O Santo, Eterno, Soberano e Todo

Leia mais

13 Perguntas que você precisa responder antes de crer na Trindade

13 Perguntas que você precisa responder antes de crer na Trindade 13 Perguntas que você precisa responder antes de crer na Trindade Por Paulo Freri Nos últimos dias têm surgido inúmeros questionamentos quanto à autenticidade da doutrina da Trindade. Somos constantemente

Leia mais

Somente Deus. 2 Antes que nascessem os montes, ou que tivesses formado a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade tu és Deus.

Somente Deus. 2 Antes que nascessem os montes, ou que tivesses formado a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade tu és Deus. Lição 2 Somente Deus Quem é Deus? Como Ele é? Como conhecê-lo? Vamos estudar como Ele é pela Palavra dele. O que Ele diz sobre si mesmo, o que Ele faz Jeremias 9 23 Assim diz o Senhor: Não se glorie o

Leia mais

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 A Igreja é o Corpo de Cristo; o plano eterno e cósmico de Deus, realizado em Cristo Jesus, no poder e no testemunho do Espírito Santo, que se concretiza na história através

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Romanos 8: Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, e dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.

Romanos 8: Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, e dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. Romanos 8:28-29 28 Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, e dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. 29 Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou

Leia mais

O PLANO ETERNO DE DEUS. Escrito por Hélio Clemente Sex, 26 de Outubro de :28 -

O PLANO ETERNO DE DEUS. Escrito por Hélio Clemente Sex, 26 de Outubro de :28 - Os seres mortais só têm uma oportunidade de perseverança: A escolha divina. Por ela Deus se apropria do homem, justificando e vinculando-o a seu Filho, identifica-se com ele, concede a bênção da adoção

Leia mais

Novena milagrosa a. São José. Festa: 19 de março. editora

Novena milagrosa a. São José. Festa: 19 de março. editora Novena milagrosa a São José Festa: 19 de março editora Ave-maria Quem é São José? Jacó gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo (Mateus 1,16). Com essas palavras, termina

Leia mais

Apêndice 1. A Atuação de Deus na Conversão

Apêndice 1. A Atuação de Deus na Conversão APÊNDICE 1 181 Apêndice 1 A Atuação de Deus na Conversão Todas as coisas, essencialmente, dependem da graça de Deus. É a Sua graça que dá origem à salvação, ao poder que a sustenta e à motivação para ser

Leia mais

Dez Passos para Remir o Tempo na Sua Vida

Dez Passos para Remir o Tempo na Sua Vida Dez Passos para Remir o Tempo na Sua Vida O dia de ontem já é passado. Amanhã ainda é futuro, mas o dia de hoje é uma dádiva... é por isso que se chama Presente! Sua vida cristã é uma jornada, e não simplesmente

Leia mais

DOMINGO VI DA PÁSCOA

DOMINGO VI DA PÁSCOA 237 DOMINGO VI DA PÁSCOA LEITURA I Actos 10, 25-26.34-35.44-48 «O Espírito Santo difundia-se também sobre os pagãos» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, Pedro chegou a casa de Cornélio. Este

Leia mais

Cristo e a Sua Gloriosa Igreja. Uma Exposição da Carta aos Efésios. (10ª Mensagem) Ef

Cristo e a Sua Gloriosa Igreja. Uma Exposição da Carta aos Efésios. (10ª Mensagem) Ef Cristo e a Sua Gloriosa Igreja Uma Exposição da Carta aos Efésios (10ª Mensagem) Ef 3.1-13 No Cap.2.11-22 vimos que Deus por meio do sacrifício de Jesus constituiu para Si mesmo a Sua Igreja composta de

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 7 satanás como acusador O mundo, a carne e o diabo Palavra Viva O mundo, a carne e o diabo SANTIFICAÇÃO Nossos três grandes inimigos: O M U N D O A C A R N E O D I A B O

Leia mais

Assim como há leis físicas que governam o universo, há também leis espirituais que governam nosso relacionamento com Deus.

Assim como há leis físicas que governam o universo, há também leis espirituais que governam nosso relacionamento com Deus. Assim como há leis físicas que governam o universo, há também leis espirituais que governam nosso relacionamento com Deus. 1ª Lei: "Deus ama você e tem um plano maravilhoso para sua vida" O amor de Deus

Leia mais

AS BÊNÇAOS DO PAI Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 17 de abril de 2015.

AS BÊNÇAOS DO PAI Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 17 de abril de 2015. AS BÊNÇAOS DO PAI Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 17 de abril de 2015. Efésios 1.3-6: 3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual

Leia mais

2. A eleição foi unicamente pela Sua boa vontade.

2. A eleição foi unicamente pela Sua boa vontade. XI. A ELEIÇÃO Pergunta 20 - Deixou Deus todo o gênero humano perecer no estado de pecado e miséria? Resposta - Tendo Deus, unicamente pela Sua boa vontade, desde toda a eternidade, escolhido alguns para

Leia mais

Conhecer Deus Pessoalmente

Conhecer Deus Pessoalmente 1 2 Conhecer Deus Pessoalmente Introdução Conhecer Jesus.. p. 4 Lição 1 Conhecer a Salvação p. 12 Lição 2 Conhecer a Comunhão.. p. 17 Lição 3 Conhecer o Espírito Santo. p. 22 Lição 4 Conhecer o Crescimento.

Leia mais

Apêndice 2. A Atuação do Homem na Conversão

Apêndice 2. A Atuação do Homem na Conversão 191 Apêndice 2 A Atuação do Homem na Conversão Todos concordam que é necessária uma resposta por parte do homem para que ele receba a graça de Deus. Alguns discordam de que seja necessária uma reposta.

Leia mais

APÓCRIFOS LIVROS APÓCRIFOS. Aula 1 Introdução. Guilherme A. Wood. Guilherme Wood

APÓCRIFOS LIVROS APÓCRIFOS. Aula 1 Introdução. Guilherme A. Wood. Guilherme Wood LIVROS APÓCRIFOS Aula 1 Introdução Guilherme A. Wood Perguntas: Por que a Bíblia contém estes livros? Por que a Bíblia Católica contém alguns livros a mais? Por que alguns outros livros despertam o interesse

Leia mais

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO I - A ORIGEM DO PECADO 1. Em relação a Deus. Em Seu plano permitiu que suas criaturas (anjos e homens) tivessem a liberdade (livre arbítrio) de viver em amor e obediência

Leia mais

Os 5 Pontos do Calvinismo. Aula 13/07/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os 5 Pontos do Calvinismo. Aula 13/07/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os 5 Pontos do Calvinismo Aula 13/07/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Origem Foi uma reação de discípulos de João Calvino (1509-1564) a um protesto dos seguidores de James Arminus (Jacob Hermann

Leia mais

Seu caráter. Sua relação com a sociedade. Sua santidade. Sua defesa dos direitos humanos. Seu fundamento. Seu louvor.

Seu caráter. Sua relação com a sociedade. Sua santidade. Sua defesa dos direitos humanos. Seu fundamento. Seu louvor. Lição 13 para 24 de dezembro de 2016 Através da pequena biografia de Jó do capítulo 1, e de seu discurso apresentado nos capítulos 29 a 31, podemos fazer um esboço de como foi este grande homem de Deus.

Leia mais

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida ~ USA

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida ~ USA 1 Oferta Lição 10 (volte para as páginas 4, 5 e 6) Qual é o significado da oferta e quais são as minhas responsabilidades nesta área? O assunto da oferta é extremamente controverso na cristandade hoje

Leia mais

DOMINGO IV DO ADVENTO

DOMINGO IV DO ADVENTO 65 DOMINGO IV DO ADVENTO LEITURA I 2 Sam 7, 1-5.8b-12.14a.16 O reino de David permanecerá eternamente na presença do Senhor Leitura do Segundo Livro de Samuel Quando David já morava em sua casa e o Senhor

Leia mais

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João 3.16-17 INTRODUÇÃO Do texto lido, faço à igreja duas perguntas: Por quejesus morreu na cruz? Para que Jesus morreu na cruz? O por que e o para

Leia mais

DOMINGO V DA QUARESMA

DOMINGO V DA QUARESMA DOMINGO V DA QUARESMA LEITURA I Ez 37, 12-14 «Infundirei em vós o meu espírito e revivereis» Leitura da Profecia de Ezequiel Assim fala o Senhor Deus: «Vou abrir os vossos túmulos e deles vos farei ressuscitar,

Leia mais

TERCEIRA SEMANA O PODER DA ORAÇÃO

TERCEIRA SEMANA O PODER DA ORAÇÃO TERCEIRA SEMANA O PODER DA ORAÇÃO Deus ouve e responde nossas orações. I A BASE DA ORACÃO: O NOME DE JESUS. E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

Crendo em Deus, reconhecendo Sua justiça. Aula 15/03/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Crendo em Deus, reconhecendo Sua justiça. Aula 15/03/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Crendo em Deus, reconhecendo Sua justiça Aula 15/03/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira O Que é Justiça? Justiça vem do latim iustitia (justitia), com significado base de equidade, mas possui conceito

Leia mais

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO.

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. Texto: E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque eu sou o SENHOR; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus, porque se converterão a mim de todo o seu

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

XVI Domingo do Tempo Comum

XVI Domingo do Tempo Comum XVI Domingo do Tempo Comum «Após o pecado, dais lugar ao arrependimento» Leitura do Livro da Sabedoria Sab 12, 13.16-19 Não há Deus, além de Vós, que tenha cuidado de todas as coisas; a ninguém tendes

Leia mais

O CÉU E A TERRA Catequese com adultos Chave de Bronze

O CÉU E A TERRA Catequese com adultos Chave de Bronze O CÉU E A TERRA 07-01-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que significa que Deus é omnipotente? Deus revelou-se como «o Forte, o Potente», Aquele para quem «nada é impossível». A sua omnipotência

Leia mais

Princípios cristãos para o princípio de 2011 Série de mensagens. Deus me ama tanto! IECC 02 de janeiro

Princípios cristãos para o princípio de 2011 Série de mensagens. Deus me ama tanto! IECC 02 de janeiro Princípios cristãos para o princípio de 2011 Série de mensagens Deus me ama tanto! IECC 02 de janeiro 1 Havia um fariseu chamado Nicodemos, uma autoridade entre os judeus. 2 Ele veio a Jesus, à noite,

Leia mais

SÓ EXISTIRÁ UMA NOVA VINDA DE CRISTO, QUE SERÁ VISÍVEL POR TODA HUMANIDADE

SÓ EXISTIRÁ UMA NOVA VINDA DE CRISTO, QUE SERÁ VISÍVEL POR TODA HUMANIDADE vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente SÓ EXISTIRÁ UMA NOVA VINDA DE CRISTO, QUE SERÁ VISÍVEL POR TODA HUMANIDADE A segunda vinda de Cristo será um evento pessoal e físico, Jesus voltará fisicamente

Leia mais

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa 1 Evangelho de João Este evangelho tem 21 capítulos. Evangelho do Filho de Deus / Divino. 1 - Autor: João, o apóstolo, ele foi o último dos apóstolos a morrer. 2 - Data: Alguns escritores acreditam que

Leia mais

Fotografia de eventos religiosos

Fotografia de eventos religiosos Curso Fotografia de eventos religiosos Objetivo desta Formação O objetivo desta formação é torná-lo apto a fazer o registro fotográfico de eventos dentro da sua igreja bem como instruí-lo a atuar como

Leia mais

Predestinação. Aula 15/06/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Predestinação. Aula 15/06/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Aula 15/06/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S S O homem é pecador Romanos 3:9-18 S Pecadores merecem a morte Genesis 2:17, Romanos 6:23 S Portanto, se é para Deus ser justo e dar somente o que

Leia mais

1ª Leitura - Hb 11,1-7

1ª Leitura - Hb 11,1-7 1ª Leitura - Hb 11,1-7 Foi pela fé que compreendemos que o universo foi organizado por uma palavra de Deus. Leitura da Carta aos Hebreus 11,1-7 Irmãos: 1A fé é um modo de já possuir o que ainda se espera,

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

Você é capaz de se lembrar como se conjuga os verbos? Lembra? É... eu também não gostava muito disso, sabia? Então vamos lembrar juntos:

Você é capaz de se lembrar como se conjuga os verbos? Lembra? É... eu também não gostava muito disso, sabia? Então vamos lembrar juntos: Bem, hoje gostaria de falar sobre algo que talvez você não goste nem um pouco: nossa querida Língua Portuguesa Ah, fala sério pastor! Vai dar aula de Português? Obviamente não! Vou apenas compartilhar

Leia mais

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. 5 Introdução A devoção ao Imaculado Coração de Maria é uma das mais belas manifestações

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo,

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo, ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, até ao dia em que foi elevado

Leia mais

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA PADROEIRA DE MOÇAMBIQUE E PORTUGAL Solenidade

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA PADROEIRA DE MOÇAMBIQUE E PORTUGAL Solenidade IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA PADROEIRA DE MOÇAMBIQUE E PORTUGAL Solenidade LEITURA I Gen 3, 9-15.20 «Estabelecerei inimizade entre a tua descendência e a descendência dela» Leitura do Livro

Leia mais

O Levantar de Faraó por Deus Rev. Herman Hoeksema

O Levantar de Faraó por Deus Rev. Herman Hoeksema 1 O Levantar de Faraó por Deus Rev. Herman Hoeksema Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto 1 Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei, para em ti mostrar o meu poder e para que o meu

Leia mais

NO PERDÃO DOS PECADOS

NO PERDÃO DOS PECADOS CREMOS IEADEM NO PERDÃO DOS PECADOS, NA SALVAÇÃO PRESENTE E PERFEITA E NA ETERNA JUSTIFICAÇÃO DA ALMA RECEBIDOS GRATUITAMENTE DE DEUS PELA FÉ NO SACRIFÍCIO EFETUADO POR JESUS CRISTO EM NOSSO FAVOR (AT

Leia mais

Marcos 9,11: E interrogaram-no, dizendo: Por que dizem os escribas ser necessário que Elias venha primeiro?.

Marcos 9,11: E interrogaram-no, dizendo: Por que dizem os escribas ser necessário que Elias venha primeiro?. MARCOS 9,11 JOÃO BATISTA E ELIAS vivendopelapalavra.com Revisão e comentários: Helio Clemente Marcos 9,11: E interrogaram-no, dizendo: Por que dizem os escribas ser necessário que Elias venha primeiro?.

Leia mais

A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO

A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO INTRODUÇÃO QUEM É JESUS CRISTO? Muitas pessoas, sistemas religiosos e filósofos sugeriram as mais variadas respostas à pergunta: Quem é Jesus Cristo? Para alguns, Jesus é um

Leia mais

Kênosys. O Engajamento na Missão

Kênosys. O Engajamento na Missão REFLEXÃO Kênosys O Engajamento na Missão Filipenses 2.5-11 5 Seja a a2tude de vocês a mesma de Cristo Jesus, (...) 7 mas esvaziou- se a si mesmo, vindo a ser servo tornando- se semelhante aos homens.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ PORQUE FREQUENTAR Instrumento de formação e aperfeiçoamento do caráter cristão A EB é a maior agência de ensino da Igreja. programa de estudo

Leia mais

A ENCARNAÇÃO DA GRAÇA

A ENCARNAÇÃO DA GRAÇA A ENCARNAÇÃO DA GRAÇA Um mundo sem graça, marcado por: Guerras, Violências, Pressão econômica Competição. Igrejas sem graça, marcadas por: Padrões de conduta que te aprovam, Não saberem lidar com a culpa,

Leia mais

OS ELEITOS DE DEUS. Os Eleitos de Deus

OS ELEITOS DE DEUS. Os Eleitos de Deus 71 5 Os Eleitos de Deus Assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio

Leia mais

As Verdades da Salvação que você precisa saber

As Verdades da Salvação que você precisa saber As Verdades da Salvação que você precisa saber João 5.39 Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. Caro leitor, eu gostaria de lhe fazer

Leia mais

PALAVRA & VIDA 3º TRIMESTRE/2014 LIÇÃO 06 O IMPULSO MOTIVADOR DO DÍZIMO

PALAVRA & VIDA 3º TRIMESTRE/2014 LIÇÃO 06 O IMPULSO MOTIVADOR DO DÍZIMO LIÇÃO 06 O IMPULSO MOTIVADOR DO DÍZIMO Texto Bíblico: Mateus 23.23 Objetivos da lição: Compreender que o impulso motivador do dízimo deve ser o juízo, a misericórdia e a fé; Reconhecer o que é o dízimo

Leia mais

Cristo e a Sua Gloriosa Igreja. Uma Exposição da Carta aos Efésios. (25ª Mensagem) Ef 6.23,24

Cristo e a Sua Gloriosa Igreja. Uma Exposição da Carta aos Efésios. (25ª Mensagem) Ef 6.23,24 Cristo e a Sua Gloriosa Igreja Uma Exposição da Carta aos Efésios (25ª Mensagem) Ef 6.23,24 Chegamos hoje na última mensagem da série A Gloriosa Igreja de Cristo, com base na carta de Paulo aos Efésios.

Leia mais

A Doutrina da Eleição

A Doutrina da Eleição A Doutrina da Eleição por Arthur W. Pink CAPÍTULO 1: INTRODUÇÃO Eleição é uma doutrina fundamental. No passado, muitos dos talentosos professores estavam acostumados a começarem sua teologia sistemática

Leia mais

OS ATRIBUTOS DE DEUS O poder de Deus. Estudo do livro de A. W. Pink

OS ATRIBUTOS DE DEUS O poder de Deus. Estudo do livro de A. W. Pink OS ATRIBUTOS DE DEUS Estudo do livro de A. W. Pink Classe Fé e Vida 2016 O CONHECIMENTO DE DEUS DEUS A NOSSO ALCANCE A SOLIDÃO DE DEUS OS DECRETOS DE DEUS A ONISCIÊNCIA DE DEUS A PRESCIÊNCIA DE DEUS A

Leia mais

1- Salvação Senhor, deixe a Salvação. 3 Amor Permita, Senhor, que meus filhos

1- Salvação Senhor, deixe a Salvação. 3 Amor Permita, Senhor, que meus filhos 1- Salvação Senhor, deixe a Salvação florescer dentro dos meus filhos, para que eles obtenham a Salvação de Cristo Jesus, com glória eterna. (2 Timóteo 2:10) 2 Crescimento na Graça Eu oro para que eles

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração 30 DE DEZEMBRO Deus eterno e todo-poderoso, que

Leia mais

P eu e ma m t a olo l gia Estudo Sistemático

P eu e ma m t a olo l gia Estudo Sistemático Pneumatologia Estudo Sistemático Podemos confessar a divindade do Espírito Santo, afirmando: Ao Espírito são atribuídos nomes divinos; Ao Espírito Santo são concedidos os atributos divinos, como a onipresença,

Leia mais

Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009

Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009 Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009 Havendo Deus falado muitas vezes e de muitas maneiras em outro tempo aos pais pelos profetas, nestes dias nos falou por meio de seu Filho, a quem constituiu herdeiro

Leia mais

JESUS: A ESPERANÇA DO NATAL CHEGOU! Baseado em Lucas

JESUS: A ESPERANÇA DO NATAL CHEGOU! Baseado em Lucas Série: Um Natal de Esperança (02/04). JESUS: A ESPERANÇA DO NATAL CHEGOU! Baseado em Lucas 1.26-38 Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele

Leia mais

Jesus Cristo, ouvi-nos.[www.arcanjomiguel.net] Jesus Cristo, atendei-nos.

Jesus Cristo, ouvi-nos.[www.arcanjomiguel.net] Jesus Cristo, atendei-nos. Ladainha de São Miguel Arcanjo Senhor, tende piedade de nós. Jesus Cristo, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós. Jesus Cristo, ouvi-nos.[www.arcanjomiguel.net] Jesus Cristo, atendei-nos.

Leia mais

RESPOSTA: Para escaparmos à ira em que temos incorrido pelo pecado, Deus exige de nós fé em Jesus Cristo e arrependimento para a vida.

RESPOSTA: Para escaparmos à ira em que temos incorrido pelo pecado, Deus exige de nós fé em Jesus Cristo e arrependimento para a vida. BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTAS 85 E 86 PERGUNTA 85: Que exige Deus de nós para que possamos escapar a sua ira e maldição em que temos incorrido pelo pecado? RESPOSTA: Para escaparmos à ira em

Leia mais

História e Ministério

História e Ministério História e Ministério 1 - Ministério e propósito 2 - Resumo da história da Igreja 3 - Responsabilidades espirituais e oficiais 4 - Documentos relevantes 1. MINISTERIO E PROPÓSITO O Ministério da Igreja

Leia mais

Nº 17 B - 4º Domingo da Quaresma

Nº 17 B - 4º Domingo da Quaresma Nº 17 B - 4º Domingo da Quaresma 15.3.2015 Quem já fez uma grande asneira? Estão todos a dizer que não? Nunca? Não acredito!!! Com certeza em alguma altura já fizeste uma grande asneira, e depois quiseste

Leia mais

E Deus fez tudo isso para a Glória dele. Se não fosse a Glória de Deus, nada existiria.

E Deus fez tudo isso para a Glória dele. Se não fosse a Glória de Deus, nada existiria. PRECISAMOS APRENDER A ADORAR A DEUS 16/11/2004 ROMANOS 11. 36 Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Tudo é para Deus O objetivo fundamental do universo

Leia mais

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade.

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial?! O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante

Leia mais

«Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.» (João 16:33)

«Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.» (João 16:33) Lição 4 para 22 de outubro de 2016 O livro de Jó e o de Gênesis foram escritos por Moisés durante o tempo que esteve em Midiã. Isto faz Jó um dos primeiros livros da Bíblia. A diferença do resto dos livros

Leia mais

Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum Sede felizes!

Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum Sede felizes! Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum-2.2.2014 Sede felizes! Combatei a miséria e reparti do que é vosso com os outros. Sede pacientes, tolerantes, dialogantes, humildes. Tende esperança no meio da escuridão,

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

Quaresma de São Miguel Arcanjo

Quaresma de São Miguel Arcanjo Quaresma de São Miguel Arcanjo A quaresma deve ser rezada diariamente, entre os dias 15 de agosto e 29 de setembro, dia da Festa dos arcanjos são Miguel, são Gabriel e são Rafael. Preparação da Quaresma

Leia mais

Orando novamente: Fortalecimento e conhecimento de Deus. Ef 3: Presb. Cícero Nogueira Martins

Orando novamente: Fortalecimento e conhecimento de Deus. Ef 3: Presb. Cícero Nogueira Martins Orando novamente: Fortalecimento e conhecimento de Deus Ef 3: 14-21 Presb. Cícero Nogueira Martins 1 Efésios - Esboço Louvor pela redenção 1.1-14 Oração por revelação 1.15-23 Posição do cristão 2.1-3.13

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus OBJETIVO FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro

Leia mais

5ª LIÇÃO III. A REVELAÇÃO DA SABEDORIA DE DEUS

5ª LIÇÃO III. A REVELAÇÃO DA SABEDORIA DE DEUS Estudo de I Coríntios 5ª lição. 1 5ª LIÇÃO III. A REVELAÇÃO DA SABEDORIA DE DEUS (2:6-16). A. Esboço geral: A Sabedoria de Deus. 1. Não é deste século (2:6). 2. Era oculta (2:7-9). 3. É revelada pelo Espírito

Leia mais

O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker

O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker 1 O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com O assunto me designado pelo comitê foi posto na forma de uma pergunta: A

Leia mais

DOCE PRESENÇA VERDADEIRO AMOR

DOCE PRESENÇA VERDADEIRO AMOR DOCE PRESENÇA Ludmila Ferber ISRC BR MKP 0400412 O Espí rito Santo está aqui Sua doce presença Podemos sentir Como brisa suave Em nossos corações Como um rio de graça Amor e perdão Presença que nos cura

Leia mais

AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução. Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia

AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução. Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia NOTA AO LEITOR Nossa intenção é fazer uma transcrição fiel e exata desta Mensagem, tal como foi

Leia mais

O grande guia do mundo é o que está na moda e o seu deus é a respeitabilidade dois fantasmas de quem os homens valentes riem! Quantos de vocês olham

O grande guia do mundo é o que está na moda e o seu deus é a respeitabilidade dois fantasmas de quem os homens valentes riem! Quantos de vocês olham O grande guia do mundo é o que está na moda e o seu deus é a respeitabilidade dois fantasmas de quem os homens valentes riem! Quantos de vocês olham em volta na sociedade para saber o que fazer? Vocês

Leia mais

Deus. Coisas físicas Nº1

Deus. Coisas físicas Nº1 A ESSÊNCIA DE TUDO, A Santidade, Retidão e Justiça de Nº1 Deus Deus é diferente de todos os outros seres. Só Ele é infinito e não criado. Todos os demais são finitos e criados. O termo bíblico para essa

Leia mais

NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA

NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA Caríssimos Irmãos e Irmãs: O Catecismo da Igreja Católica em seu artigo terceiro, parágrafo primeiro, faz uma pergunta: Por que o Verbo se fez carne O texto do Documento

Leia mais

ninguém quer a morte,

ninguém quer a morte, Jesus Cristo, o Interventor ninguém quer a morte, só saúde e sorte. Como você tem vivido sua vida? Quais tem sido seus desafios? Seus sonhos, medos, anseios, frustrações? Será que Deus tem alguma coisa

Leia mais

As visões dos profetas não se constituem em manifestações físicas de Deus, mas aparições espirituais em sonhos ou estado de êxtase.

As visões dos profetas não se constituem em manifestações físicas de Deus, mas aparições espirituais em sonhos ou estado de êxtase. vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Conforme a Escritura, Deus é espírito puro, imaterial e invisível, é simples e não se constitui de partes. Está escrito que homem algum viu a Deus; está escrito

Leia mais

Pedro nos ensina que mentir ao Espírito é mentir a Deus.

Pedro nos ensina que mentir ao Espírito é mentir a Deus. Lição 3 para 21 de janeiro de 2017 Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? (Atos 5:3) Pedro nos ensina

Leia mais

JESUS CRISTO AFIRMA QUE ELE TEM UM DEUS E UM PAI E QUE TEM TAMBÉM IRMÃOS.

JESUS CRISTO AFIRMA QUE ELE TEM UM DEUS E UM PAI E QUE TEM TAMBÉM IRMÃOS. E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. João 17.3 Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós Efésios

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Terça-feira da 19ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Deus eterno

Leia mais

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Ser motivado na vida de um dos discípulos de Jesus, que como nós, possuía defeitos, mas que, como é possível a nós, foi

Leia mais