SafeNet Brasil. Visão Geral

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SafeNet Brasil. Visão Geral"

Transcrição

1 SafeNet Brasil Visão Geral

2 Os fundamentos da Segurança da Informação 900 especialistas (300 engenheiros de criptografia) com 23 anos de história, protegendo: Dados em repouso Comunicações Controle de acesso, identidades Transações financeiras Matriz em Maryland, USA Sedes em Camberley / UK e Hong Kong Mais de 30 escritórios em mais de 20 países Parceiros em mais de cem países Receita $263M 2006 guidance $385M

3 A SafeNet, suas aquisições

4 A SafeNet é o... Maior provedor de infra-estrutura de segurança de informação sensível para o Governo dos EUA (IDC) Maior provedor de infra-estrutura de segurança para o mercado financeiro americano (75% do mercado) Maior provedor de criptografia de link de satélite e links de alto desempenho (85% do mercado) Maior provedor de hardware de criptografia para redes WAN (Comunicação Síncrona, Frame Relay, Sonet, ATM e Ethernet e, em fase de certificação, MPLS) Maior provedor de tokens USB no mundo (> 50% do mercado) Empresa que possui o maior número de certificações FIPS 66% do mercado de Aceleração Segura na Web - SSL (IDC, 2005)

5 Presença Mundial Helsinki Ottawa Vught, Amsterdam San Jose Danvers Seoul Tokyo Torrance Irvine New York, Morristown Baltimore Paris Munic Beijing Hong Kong Taipei Mexico City Raleigh London New Delhi Singapore São Paulo Melbourne

6 Prestando serviços para governos

7 E instituições no mundo todo

8 E também no Brasil

9 Crescimento Anual Crescimento previsto: 21X $385MM $283MM $263MM $255MM $66MM $32MM $16MM $16MM $30MM $40MM $85MM (2) (2) Organic Acquisition 2) Analyst average (consensus); First Call 2/27/2006.

10 Produtos da SafeNet

11 As 7 Camadas de Rede Modelo OSI Aplicação (7) Apresentação (6) Seção (5) Transporte (4) Rede (3) Enlace (2) Física (1) Programas que usam a rede Padroniza a apresentação dos dados (ex. ASCII) Gerencia as sessões entre as aplicações Proporciona conexão e detecção de erros ponto-a-ponto Gerencia as conexões através da rede para os outros níveis Garante o envio de dados Cabeamento estruturado da rede

12 SafeNet no modelo OSI Aplicação (7) Apresentação (6) Seção (5) Transporte (4) Rede (3) Link de dados (2) Física (1) ikey, Smartcards SSO Borderless Security CMS ProtectFile, ProtectDrive PKI LUNA SA/PCI; PSG; PSOE; PHW SSL VPN igate Clientes VPN HighAssurance Remote Gateways VPN HA-500, 1000, 2000, 4000 Criptografia de WAN ATM, Frame, Link, SONET Safenet SMC Comunicações Controle de acesso e gerência de identidades

13 SafeNet Portfolio de produtos

14 Hardware de segurança para qualquer aplicação Performance SafeXcel ikey, SC400 smart card PCM, CA3 Luna PCI, ProtectServer Luna SA / SP, ProtectHost Microsoft Integration: CAPI WHQL WinLogon Silicon and Software IP Trusted Chips Portable and Economical Offline Key Archive Perfect for OEMs Networked, Scaleable

15 ikey 2032, o token USB mais vendido no mundo Líder nos mercados financeiro, corporativo e governamental Aplicações PKI Seguro Proteção e Autenticação de Clientes Autenticação em VPNs Autenticação em rede Criptografia de Disco/ Arquivos Controle de Acesso Web Controle de Acesso a Dados SSO (Single Sign-on) Proteção de software DRM

16 A linha Luna de HSMs liderança absoluta em todo o mundo Sistemas para Gerenciamento de Cartões Compras pela Internet Gateways de Pagamento Nota Fiscal eletrônica Sistema de Pagamentos Brasileiro Criptografia de bases de dados Autoridades Certificadoras Cartórios, Assinaturas Digitais Sistemas de Pedágio Mensageria de SPB Assinatura de newsletters Carimbos de tempo

17 VPNs: IPSec e SSL SafeEnterprise Access Server Dispositivo de rede que disponibilza aplicações de um servidor Web através de uma VPN segura e fácil de operar HighAssurance Remote e SoftRemote Cliente IPSec usado para criar conexões de VPN de cliente-gateway e cliente-cliente SoftRemotePDA e Pocket PC Cliente IPSec usado para criar conexões de VPN em dispositivos wireless Gateways HighAssurance 500, 1000, 2000, e 4000 Dispositivos de rede IPSec para efetuar túneis criptografados de comunicação em redes de até 1 Gbps Security Management Center Software de gerenciamento dos dispositivos de criptografia de WAN, VPN e acesso remoto da SafeNet

18 Segurança em WAN e MAN criptografia de link SONET Dispositivo de criptografia ponto-a-ponto para redes de até 10 Gbps. ATM Os ATM Encryptors são dispositivos baseados na camada 2, totalmente transparentes para as redes ATM, oferecendo criptografia de links até 622 Mbps. Frame Alto nível de segurança para redes framerelay de até 52 Mbps Link Protege qualquer informação em rede pontoa-ponto para um link de até 52 Mbps Ethernet (Fast e Gigabit)

19 Segurança de perímetro Proteção de notebooks Controle de acesso a pastas Comunicações seguras

20 Proteção de dados ProtectDrive - Criptografia total de discos Autenticação pré-boot Sem perda de performance Gerenciamento centralizado ProtectFile - Criptografia de diretórios locais ou em rede Backup criptografado Forte controle de acesso por PKI

21 Contato SafeNet Brasil Paulo Vianna (11) Daniel Garbuglio (11) (11)

Nota Fiscal eletrônica (NFe): Um benefício para todos. Como e por que migrar? Abaco 2006. Paulo Vianna Gerente de Negócios SafeNet Brasil

Nota Fiscal eletrônica (NFe): Um benefício para todos. Como e por que migrar? Abaco 2006. Paulo Vianna Gerente de Negócios SafeNet Brasil Nota Fiscal eletrônica (NFe): Um benefício para todos Como e por que migrar? Abaco 2006 Paulo Vianna Gerente de Negócios SafeNet Brasil Agenda A importância da Nota Fiscal eletrônica NFe Benefícios diretos

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. VPN: Redes Privadas Virtuais O objetivo deste tutorial é apresentar os tipos básicos de Redes Privadas Virtuais (VPN's) esclarecendo os significados variados que tem sido atribuído a este termo. Eduardo

Leia mais

Cards Brasil 2006 Segurança, Autenticação e Certificação nos Meios Digitais. Abril de 2006 Gustavo E. Prellwitz Diretor de Banking América do Sul

Cards Brasil 2006 Segurança, Autenticação e Certificação nos Meios Digitais. Abril de 2006 Gustavo E. Prellwitz Diretor de Banking América do Sul Cards Brasil 2006 Segurança, Autenticação e Certificação nos Meios Digitais Abril de 2006 Gustavo E. Prellwitz Diretor de Banking América do Sul Agenda 2 Segurança Digital: O Ambiente Mundial e do Brasil

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 3 VPN Tecnologias Atuais de Redes - VPN 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Vantagens, Desvantagens e Aplicações Etapas da Conexão Segurança Tunelamento Protocolos de

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2 0 1 4 EMPRESA A Connection está presente no mercado desde 1993 atuando nas áreas de Segurança da Informação e Gestão da Tecnologia da Informação com atuação nos três estados

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

REDES VIRTUAIS PRIVADAS

REDES VIRTUAIS PRIVADAS REDES VIRTUAIS PRIVADAS VPN Universidade Católica do Salvador Curso de Bacharelado em Informática Disciplina: Redes de Computadores Professor: Marco Antônio Câmara Aluna: Patricia Abreu Página 1 de 10

Leia mais

VPN. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

VPN. Prof. Marciano dos Santos Dionizio VPN Prof. Marciano dos Santos Dionizio VPN Virtual Private Network ou Rede Privada Virtual É uma rede de comunicações privada normalmente utilizada por uma empresa ou um conjunto de empresas e/ou instituições,

Leia mais

VPN. Desempenho e Segurança de Sistemas de Informação

VPN. Desempenho e Segurança de Sistemas de Informação VPN Desempenho e Segurança de Sistemas de Informação Conceito Vantagens Tipos Protocolos utilizados Objetivos VPN (Virtual Private Network) Rede Privada Virtual - uma conexão onde o acesso e a troca de

Leia mais

Unidade 1. Conceitos Básicos

Unidade 1. Conceitos Básicos Unidade 1 Conceitos Básicos 11 U1 - Conceitos Básicos Comunicação Protocolo Definição de rede Rede Internet 12 Comunicação de dados Comunicação de dados comunicação de informação em estado binário entre

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

O que é VPN? 1. Definições:

O que é VPN? 1. Definições: O que é VPN? 1. Definições: VPNs (Virtual Private Networks) são redes que possibilitam um acesso privado de comunicação, utilizando-se redes públicas já existentes, como a Internet. O termo refere-se a

Leia mais

SOFTWARE CISCO IOS: POSSIBILITANDO SOLUÇÕES PARA INDÚSTRIA COM REDES INTELIGENTES

SOFTWARE CISCO IOS: POSSIBILITANDO SOLUÇÕES PARA INDÚSTRIA COM REDES INTELIGENTES SOFTWARE CISCO IOS: POSSIBILITANDO SOLUÇÕES PARA INDÚSTRIA COM REDES INTELIGENTES DIVISÃO DE TECNOLOGIAS DA INTERNET 1 Desafios Atuais do Setor de Manufatura Cisco IOS SOFTWARE MANUFACTURNG DESPESAS OPER.

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 10 Segurança na Camadas de Rede Redes Privadas Virtuais (VPN) Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br Curso: Sistemas de Informação 1º Semestre / 2015

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br

Redes de Computadores. Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br Redes de Computadores Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br Classificação de Redes Redes de Computadores Conjunto de nós processadores capazes de trocar informações

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2 0 1 5 EMPRESA A Connection está presente no mercado desde 1993 atuando nas áreas de Segurança da Informação e Gestão da Tecnologia da Informação com atuação nos três estados

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DIGITAL

CERTIFICAÇÃO DIGITAL CERTIFICAÇÃO DIGITAL Certificação Digital Introdução Certificação Digital Certificação Digital é um conjunto de técnicas e processos que propiciam mais segurança às comunicações e transações eletrônicas.

Leia mais

V3PN Voice, Video and Integrated Data IP. Palestra V3PN

V3PN Voice, Video and Integrated Data IP. Palestra V3PN V3PN Voice, Video and Integrated Data IP V3PN Voice, Video and Integrated Data Palestrante André Gustavo Lomônaco Diretor de Tecnologia da IPPLUS Tecnologia Mestre em Engenharia Elétrica Certificado Cisco

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. PROFESSORA: Marissol Martins

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. PROFESSORA: Marissol Martins FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROFESSORA: Marissol Martins AUTENTICAÇÃO DE MAQUINAS USANDO SERVIDOR FREERADIUS ALEXANDRE WILLIE EDER VERISSIMO HANANNY GIANINNY Goiânia GO Dezembro/2014

Leia mais

Entendendo a Certificação Digital

Entendendo a Certificação Digital Entendendo a Certificação Digital Novembro 2010 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. O que é certificação digital?... 3 3. Como funciona a certificação digital?... 3 6. Obtendo certificados digitais... 6 8.

Leia mais

Domín í io d e C onhecimento t 2 : Se S gurança e m C omunicações Carlos Sampaio

Domín í io d e C onhecimento t 2 : Se S gurança e m C omunicações Carlos Sampaio Domínio de Conhecimento 2: Segurança em Comunicações Carlos Sampaio Agenda Segurança de acesso remoto 802.1x (Wireless) VPN RADIUS e TACACS+ PPTP e L2TP SSH IPSec Segurança de E-Mail MIME e S/MIME PGP

Leia mais

VPN - VIRTUAL PRIVATE NETWORK REDES VIRTUAIS PRIVADAS

VPN - VIRTUAL PRIVATE NETWORK REDES VIRTUAIS PRIVADAS VPN - VIRTUAL PRIVATE NETWORK REDES VIRTUAIS PRIVADAS Alfredo Alves da Silva Neto, Técnico em Eletrônica,CCNA-M4 pela academia Cisco Poli - UPE 2009 MCTIP MCTS MCT - Infra Estrutura Servidores e Virtualização

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2 0 1 5 EMPRESA A Connection está presente no mercado desde 1993 atuando nas áreas de Segurança da Informação e Gestão da Tecnologia da Informação com atuação nos três estados

Leia mais

BIG-IP Gerenciamento de Tráfego de Aplicativos. Guia de Dimensionamento da Plataforma Versão 9.2.2

BIG-IP Gerenciamento de Tráfego de Aplicativos. Guia de Dimensionamento da Plataforma Versão 9.2.2 BIG-IP Gerenciamento de Tráfego de Aplicativos Guia de Dimensionamento da Plataforma Versão 9.2.2 Guia de Dimensionamento da Plataforma Resumo de Recomendação de Plataformas Plataformas 8400, 6800 e 6400

Leia mais

Planejamento e Projeto de Redes de Computadores. Eduardo Barrére

Planejamento e Projeto de Redes de Computadores. Eduardo Barrére Planejamento e Projeto de Redes de Computadores Eduardo Barrére Aula Presencial Projeto Físico Eduardo Barrére eduardo.barrere@ice.ufjf.br O projeto deve considerar Seleção de tecnologias (conforme o projeto

Leia mais

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral RCO2 LANs, MANs e WANs Visão geral 1 LAN, MAN e WAN Classificação quanto a alcance, aplicação e tecnologias Distâncias: WAN: : distâncias arbitrariamente longas MAN: : distâncias médias (urbanas) LAN:

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Conceito, características e classificação das Redes de Computadores; Topologias; Meios físicos de transmissão; Equipamentos de Rede; Segurança;

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Vulnerabilidade do software Softwares comerciais contém falhas que criam vulnerabilidades na segurança Bugs escondidos (defeitos no

Leia mais

Equipamentos de Redes. Placas de Rede, Repetidores, Hubs, Pontes,, Switches, Roteadores, Gateways

Equipamentos de Redes. Placas de Rede, Repetidores, Hubs, Pontes,, Switches, Roteadores, Gateways Equipamentos de Redes Placas de Rede, Repetidores, Hubs, Pontes,, Switches, Roteadores, Gateways Placas de Rede Placas de Rede Preparação dos quadros para que possam ser enviados pelos cabos. A placa de

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Rede WAN da Codevasf. Histórico, Características e Recursos. Área de Gestão Estratégica Gerência de Tecnologia da Informação

Rede WAN da Codevasf. Histórico, Características e Recursos. Área de Gestão Estratégica Gerência de Tecnologia da Informação Rede WAN da Codevasf Histórico, Características e Recursos Área de Gestão Estratégica Gerência de Tecnologia da Informação Junho / 2011 Rede WAN Definição Uma rede WAN (Wide Area Network) ou Rede de longa

Leia mais

Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários...

Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários... Agradecimentos... 7 O autor... 8 Prefácio... 15 Objetivos do livro... 17 Parte I Introdução... 19 Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21 Introdução à ICP... 21 Serviços oferecidos

Leia mais

PROCESSO N.º : 2015/00056

PROCESSO N.º : 2015/00056 Goiânia, 19 de maio de 2016. AO, CONSELHO DA TIÇA FEDERAL. REFERENTE: PREGÃO ELETRONICO N.º: 07/2016 TIPO DE LICITAÇÃO: MENOR PREÇO GLOBAL PROCESSO N.º : 2015/00056 DATA DA ABERTURA: 19.05.2016 ÀS 14h30

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate CENTRO DE INFORMATICA CCNA Cisco Certified Network Associate E ste currículo ensina sobre redes abrange conceitos baseados em tipos de redes práticas que os alunos podem encontrar, em redes para residências

Leia mais

Alavanque suas vendas! agregando valor à seus clientes. Janaina Mulato Westcon janaina.mulato@westcon.com.br (+55 11) 5186-4312 (+55 11) 9756-4978

Alavanque suas vendas! agregando valor à seus clientes. Janaina Mulato Westcon janaina.mulato@westcon.com.br (+55 11) 5186-4312 (+55 11) 9756-4978 Alavanque suas vendas! agregando valor à seus clientes Janaina Mulato Westcon janaina.mulato@westcon.com.br (+55 11) 5186-4312 (+55 11) 9756-4978 Westcon te ajuda à agregar valor para seus clientes! Identificamos

Leia mais

Symantec Encryption Management Server, com a tecnologia PGP

Symantec Encryption Management Server, com a tecnologia PGP Symantec Encryption Management Server, com a tecnologia PGP Informe técnico: criptografia As dificuldades crescentes de gerenciar várias soluções de criptografia Muitas empresas adotaram uma abordagem

Leia mais

OTES07 - Segurança da Informação Módulo 08: VPN

OTES07 - Segurança da Informação Módulo 08: VPN OTES07 - Segurança da Informação Módulo 08: VPN Prof. Charles Christian Miers e-mail:charles.miers@udesc.br VPN: Virtual Private Networks Uma Rede Virtual Privada (VPN) é um meio de simular uma rede privada

Leia mais

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios Técnico em Redes de Computadores Equipamentos e Acessórios Componentes de uma Rede Uma rede é um sistema composto de um arranjo de componentes: Cabeamento Hardware Software Cabeamento Componentes de uma

Leia mais

AMBIENTE MÓVEL DE SEGURANÇA (AME 2000)

AMBIENTE MÓVEL DE SEGURANÇA (AME 2000) AMBIENTE MÓVEL DE SEGURANÇA (AME 2000) SEGURANÇA DE GRAU GOVERNAMENTAL PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COMERCIAIS Desde smartphones até tablets, os dispositivos móveis comerciais disponíveis no mercado (COTS)

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação A camada de enlace, cujo protocolo é utilizado para transportar um datagrama por um enlace individual, define o formato dos pacotes trocados entre os nós nas extremidades, bem como

Leia mais

BEMATECH LOJA LIVE. Requerimento de Infra-instrutura (utilizando Data center Bematech)

BEMATECH LOJA LIVE. Requerimento de Infra-instrutura (utilizando Data center Bematech) BEMATECH LOJA LIVE Requerimento de Infra-instrutura (utilizando Data center Bematech) Versão 1.0 03 de março de 2011 DESCRIÇÃO Este documento oferece uma visão geral dos requerimentos e necessidades de

Leia mais

Segurança de Sistemas na Internet. Aula 10 - IPSec. Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br

Segurança de Sistemas na Internet. Aula 10 - IPSec. Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Segurança de Sistemas na Internet Aula 10 - IPSec Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Slide 2 de 31 Introdução Há inúmeras soluções de autenticação/cifragem na camada de aplicação

Leia mais

Projetos de Infraestrutura e Soluções Tecnológicas www.msitelecom.com.br

Projetos de Infraestrutura e Soluções Tecnológicas www.msitelecom.com.br Projetos de Infraestrutura e Soluções Tecnológicas www.msitelecom.com.br Índice 1. MSI Telecom 2. Soluções e Serviços 3. Parceiros 4. Principais Clientes 5. Alguns de nossos Projetos A MSI Telecom A MSI

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Segurança em Comunicações Protocolos de Segurança VPN 2 1 Comunicações Origem Destino Meio Protocolo 3 Ataques Interceptação Modificação Interrupção Fabricação 4 2 Interceptação

Leia mais

Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose)

Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose) Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose) 1. Quais são os tipos de redes de computadores e qual a motivação para estudá-las separadamente? Lan (Local Area Networks) MANs(Metropolitan Area Networks) WANs(Wide

Leia mais

Tecnologias. Insegurança. Atuais

Tecnologias. Insegurança. Atuais SÓ ASSINE COM ELE Tauá Biomática A Tauá Biomática é uma empresa 100% nacional, especializada no desenvolvimento de equipamentos de segurança da informação, utilizando as mais modernas tecnologias de identificação

Leia mais

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação WatchKey WatchKey USB PKI Token Manual de Instalação e Operação Versão Windows Copyright 2011 Watchdata Technologies. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido copiar e distribuir o conteúdo

Leia mais

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes 1 Redes de Dados Inicialmente o compartilhamento de dados era realizado a partir de disquetes (Sneakernets) Cada vez que um arquivo era modificado ele teria que

Leia mais

Processadores Invioláveis

Processadores Invioláveis Processadores Invioláveis MP202 Segurança da Informação Ana. C. L. Cabral Paulo H. N. Tavares 1 Roteiro Por que processadores seguros? O que são? Arquitetura Resposta a ataques Principais aplicações Padronização

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Introdução Redes de Computadores é um conjunto de equipamentos que são capazes de trocar informações e compartilhar recursos entre si, utilizando protocolos para se comunicarem e

Leia mais

Criptografia e Certificação Digital Sétima Aula. Prof. Frederico Sauer, D.Sc.

Criptografia e Certificação Digital Sétima Aula. Prof. Frederico Sauer, D.Sc. Criptografia e Certificação Digital Sétima Aula Prof. Frederico Sauer, D.Sc. Segurança na Web A Internet é considerada essencial nos Planos de Negócios das empresas para alavancar lucros O ambiente capilar

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12

Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12 Padrão menos utilizado; Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12 Combina elementos da Ethernet com Token Ring; Velocidade de 100 Mbps; Cabos par Trançado (cat. 3, 4 e 5) ou fibras ópticas. Cabos de Fibra Óptica;

Leia mais

Projeto Integrador - Projeto de Redes de Computadores

Projeto Integrador - Projeto de Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Projeto Integrador - Projeto de Redes de Computadores AYLSON SANTOS EDFRANCIS MARQUES HEVERTHON LUIZ THIAGO SHITINOE AYLSON SANTOS EDFRANCIS

Leia mais

Disciplina : Transmissão de Dados

Disciplina : Transmissão de Dados Disciplina : Transmissão de Dados Paulo Henrique Teixeira Overwiew Conceitos Básicos de Rede Visão geral do modelo OSI Visão geral do conjunto de protocolos TCP/IP 1 Conceitos básicos de Rede A largura

Leia mais

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Visão Geral Há três etapas usadas pela maioria dos computadores para proteger o acesso a operações, aplicativos e dados sensíveis: A identificação

Leia mais

A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo

A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo profissionalismo, velocidade, qualidade e conhecimento

Leia mais

Sbase. Securing the Anywhere Enterprise. Anywhere Enterprise: Apresentação executiva. total

Sbase. Securing the Anywhere Enterprise. Anywhere Enterprise: Apresentação executiva. total Anywhere Enterprise: Apresentação executiva Sbase total % entrevistados idade parcela proporções nível de risco questionário Copyright 2007. Yankee Group Research, Inc. Todos os direitos reservados. Conceito

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

Next Generation Firewall UFOP Pregão 119/2014 Válida até: 07/01/2016

Next Generation Firewall UFOP Pregão 119/2014 Válida até: 07/01/2016 Next Generation Firewall UFOP Pregão 119/2014 Válida até: 07/01/2016 Você ainda se protege com firewall comum? Apresentamos a nossa ATA de Registro de Preços, com a melhor solução de de Internet, com todos

Leia mais

Assinatura Digital de Contratos de Câmbio Banrisul Utilização dos certificados digitais para a Assinatura de Contratos de Câmbio Banrisul.

Assinatura Digital de Contratos de Câmbio Banrisul Utilização dos certificados digitais para a Assinatura de Contratos de Câmbio Banrisul. Assinatura Digital de Contratos de Câmbio Banrisul Utilização dos certificados digitais para a Assinatura de Contratos de Câmbio Banrisul. Manual Descritivo Índice 1. Introdução 1.1. Objetivo. 1.2. Escopo.

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Magistério Superior Especialista em Docência para Educação

Leia mais

Você tem a organização de TI certa para suportar sua estratégia de negócio?

Você tem a organização de TI certa para suportar sua estratégia de negócio? Você tem a organização de TI certa para suportar sua estratégia de negócio? Jean-Claude Ramirez Vice-Presidente Gabriele Zuccarelli Manager A habilidade de uma empresa de alavancar o potencial da tecnologia

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Roubo de identidade Hackers e cibervandalismo Roubo de informações pessoais (número de identificação da Previdência Social, número da

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 LIGANDO MICROS EM REDE Copyright 2007, Laércio Vasconcelos Computação LTDA DIREITOS AUTORAIS Este livro possui registro

Leia mais

Projeto de Redes Top-Down

Projeto de Redes Top-Down Projeto de Redes Top-Down Referência: Slides extraídos (material de apoio) do livro Top-Down Network Design (2nd Edition), Priscilla Oppenheimer, Cisco Press, 2010. http://www.topdownbook.com/ Alterações

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK)

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) 1. VPN Segundo TANENBAUM (2003), VPNs (Virtual Private Networks) são redes sobrepostas às redes públicas, mas com

Leia mais

Francisco Tesifom Munhoz X.25 FRAME RELAY VPN IP MPLS

Francisco Tesifom Munhoz X.25 FRAME RELAY VPN IP MPLS X.25 FRAME RELAY VPN IP MPLS Redes remotas Prof.Francisco Munhoz X.25 Linha de serviços de comunicação de dados, baseada em plataforma de rede, que atende necessidades de baixo ou médio volume de tráfego.

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

Figura 1 - Comparação entre as camadas do Modelo OSI e doieee. A figura seguinte mostra o formato do frame 802.3:

Figura 1 - Comparação entre as camadas do Modelo OSI e doieee. A figura seguinte mostra o formato do frame 802.3: Introdução Os padrões para rede local foram desenvolvidos pelo comitê IEEE 802 e foram adotados por todas as organizações que trabalham com especificações para redes locais. Os padrões para os níveis físico

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES MEMÓRIAS DE AULA AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO, HISTÓRIA, EQUIPAMENTOS E TIPOS DE REDES Prof. José Wagner Bungart CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Definição de Redes de Computadores e Conceitos

Leia mais

Empresa de energia garante locais físicos e rede de subestação

Empresa de energia garante locais físicos e rede de subestação Estudo de caso do cliente Empresa de energia garante locais físicos e rede de subestação A First Wind implementou vigilância por vídeo com base em IP, controles de acesso físicos e soluções de grade conectadas.

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Cap. 5: VPN Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 Introdução VPN (Virtual Private Network, ou rede virtual privada) criada para interligar duas redes distantes, através

Leia mais

Capital Humano, Tecnologias e Mobilidade

Capital Humano, Tecnologias e Mobilidade Capital Humano, Tecnologias e Mobilidade Fórum AIP: Capital Humano 19 de Abril de 2006 Nuno Guarda Networking Academy Manager nguarda@cisco.com 1 Agenda 1 Quem somos 2 Como trabalhamos 3 Capital Humano

Leia mais

A Empresa. Nettion Information Security

A Empresa. Nettion Information Security Nettion Information Security A Empresa A Nettion Information Security é uma empresa de Tecnologia com foco em Segurança da Informação (SI). Tem como missão prevenir e combater as constantes ameaças oriundas

Leia mais

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio ESTRUTURA E ASPECTOS 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio A 3S Networks surgiu com a proposta de oferecer as mais avançadas soluções tecnológicas a empresas dos setores privado e público, atuamos

Leia mais

Tableau Online Segurança na nuvem

Tableau Online Segurança na nuvem Tableau Online Segurança na nuvem Autor(a): Ellie Fields Diretora Sênior de Marketing de Produtos, Tableau Software Junho de 2013 p2 A Tableau Software entende que os dados são um dos ativos mais estratégicos

Leia mais

expandindo o logon único da web para ambientes de dispositivos móveis e na nuvem agility made possible

expandindo o logon único da web para ambientes de dispositivos móveis e na nuvem agility made possible expandindo o logon único da web para ambientes de dispositivos móveis e na nuvem agility made possible o mundo de negócios online está evoluindo rapidamente... Em anos anteriores, os clientes caminhavam

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação REDE DE COMPUTADORES Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) 1 Apresentação Conhecendo os alunos Conceitos básicos de redes O que é uma rede local Porque usar uma rede local 2 Como surgiram

Leia mais

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA I T I AC Raiz Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT AC PRIVADA AR Autoridade Registradora AR Autoridade Registradora Certificado

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY SLOAN SCHOOL OF MANAGEMENT. Fatores Tecnológicos, Estratégicos e Organizacionais

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY SLOAN SCHOOL OF MANAGEMENT. Fatores Tecnológicos, Estratégicos e Organizacionais MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY SLOAN SCHOOL OF MANAGEMENT 15.565 Integração de Sistemas de Informação: Fatores Tecnológicos, Estratégicos e Organizacionais 15.578 Sistemas de Informação Global:

Leia mais

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes de comunicação. de Dados. Network) Area. PAN (Personal( Redes de. de dados

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes de comunicação. de Dados. Network) Area. PAN (Personal( Redes de. de dados Fundamentos de Estrutura de um Rede de Comunicações Profa.. Cristina Moreira Nunes Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação Utilização do sistema de transmissão Geração de sinal Sincronização Formatação

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Elementos da Comunicação Origem da mensagem ou remetente; O canal meio físico; Destino da mensagem ou receptor; Rede de dados ou redes de informação são capazes de trafegar diferentes

Leia mais

PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO WISLIY LOPES JULIANO PIROZZELLI TULIO TSURUDA LUIZ GUILHERME MENDES PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS GOIÂNIA JUNHO DE 2014 Sumário 1.

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 2 Arquitetura de Data Center Ambientes Colaborativos A história dos sistemas

Leia mais

Roteamento IP & MPLS. Prof. Marcos Argachoy

Roteamento IP & MPLS. Prof. Marcos Argachoy REDES DE LONGA DISTANCIA Roteamento IP & MPLS Prof. Marcos Argachoy Perfil desse tema O Roteador Roteamento IP Protocolos de Roteamento MPLS Roteador Roteamento IP & MPLS Hardware (ou software) destinado

Leia mais

Soluções de Rede para Médias Empresas

Soluções de Rede para Médias Empresas Soluções de Rede para Médias Empresas Vantagem em usar Equipamentos DrayTek O segmento de negócio de médias empresas, dependem fortemente da rede de forma a ficar à frente da concorrência, tanto a nível

Leia mais

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke Ninguém melhor que os OptiView Solução de Análise de Rede Total integração Total controle Total Network SuperVision Engenheiros de Rede e a Fluke Networks para saber o valor de uma solução integrada. Nossa

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Fernando Nunes da Silva

Fernando Nunes da Silva Fernando Nunes da Silva Dados Pessoais Data de nascimento: 02/12/1989 Idade: 22 Sexo: Masculino Cidade: Carlópolis-Pr / Brasil CEP: 86420-000 Endereço: Rua Marcos Rodrigues do Amaral Nº 224 Bairro: Centro

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

Equipamentos de Rede

Equipamentos de Rede Equipamentos de Rede Professor Carlos Gouvêa SENAIPR - Pinhais 2 Introdução Objetivos Finalidade dos equipamentos Equipamentos e descrição Nomenclatura de desenho técnico para redes Exercício de orientação

Leia mais

A importância de uma NAT e de uma VPN para a segurança da informação. NAT Network Address Translation

A importância de uma NAT e de uma VPN para a segurança da informação. NAT Network Address Translation A importância de uma NAT e de uma VPN para a segurança da informação NAT Network Address Translation A funcionalidade de NAT consiste no procedimento de translado de endereços de uma rede para a outra.

Leia mais