Sumário. Parte I Introdução Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública Capítulo 2 Conceitos necessários...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários..."

Transcrição

1 Agradecimentos... 7 O autor... 8 Prefácio Objetivos do livro Parte I Introdução Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública Introdução à ICP Serviços oferecidos pela ICP Privacidade Integridade Autenticidade Considerações operacionais Serviços disponíveis com a utilização da ICP Segurança na comunicação Carimbo de tempo seguro Não-repúdio Gerência de privilégios Recuperação de chaves Capítulo 2 Conceitos necessários Criptografia Chaves simétricas Chaves assimétricas Algoritmos Autenticação Sign-on Single sign-on (SSO) Autenticação forte Biometria Entendendo o modelo confiável de relacionamento Modelo hierárquico Teia de confiança Múltiplos certificados para a mesma entidade Distribuição da informação na ICP O que a ICP não protege? Capítulo 3 Revisão dos conceitos de segurança digital Segurança na Internet Interrupção Interceptação

2 Public Key Infrastructure PKI Modificação Fabricação Ameaças e vulnerabilidade O perfil do hacker Hackers x crackers Script kiddies...91 Funcionários insatisfeitos e ex-funcionários Engenharia social Anatomia de um ataque de hacker Honeypots Tipos de ataques As vulnerabilidades mais críticas de segurança na Internet Instalações-padrão de sistemas operacionais e software Contas de usuários sem senhas ou com senhas fracas Backups incompletos ou inexistentes Grande número de serviços/portas abertas Ausência de filtro de entrada e de saída da rede local da empresa Sistema de logs e auditorias incompletos ou inexistentes Programas CGI vulneráveis Falha no Unicode Buffer overflow Brecha nos serviços de dados remotos (RDS) do IIS Falta de proteção nos compartilhamentos em redes Windows Codificação fraca de senhas no SAM (LAN manager hash) Vulnerabilidades no Sendmail Fragilidades no Domain Name Service Liberdade de acesso a servidores por comandos remotos Serviço de impressora Política de segurança Parte II Tecnologia necessária Capítulo 4 Certificação e certificados Introdução Tipos de certificados X SPKI/SDSI PGP SET Public Key Cryptography Standards (PKCS) PKCS#1: RSA Encryption Standard PKCS#3: Diffie-Hellman Key Agreement Standard PKCS#5: Password-Based Encryption Standard PKCS#6: Extended-Certificate Syntax Standard PKCS#7: Cryptographic Message Syntax Standard PKCS#8: Private-Key Information Syntax Standard PKCS#9: Selected Attribute Types PKCS#10: Certification Request Syntax Standard PKCS#12: Personal Information Exchange Syntax PKCS#11, PKCS#13 e PKCS#

3 Privilege Management Infrastructure (PMI) Autorização com certificados de atributos Formas de distribuição de certificados de atributos A arquitetura de uma PMI Premissas do modelo Certificados de atributo X Certificados de atributos Delegação de autorizações Atributos básicos Atributos de extensão Funcionalidades opcionais Capítulo 5 Assinatura digital Introdução Assinatura digital baseada em chave secreta Capítulo 6 Autoridade Certificadora Introdução AC Autônoma Capítulo 7 Autoridade Registradora Introdução Capítulo 8 Repositório de certificados Introdução ICP x VPN x Firewall Autenticação com certificados digitais Gerência de chaves da ICP Controle de acesso com certificado digital Capítulo 9 Revogação de Certificados Introdução Lista de certificados revogados Estrutura do certificado revogado Mecanismos de pesquisa e publicação Protocolo OCSP Capítulo 10 Gerência de certificados e chaves Backup e recuperação de chaves Atualização automática de chaves Requisição de renovação de chaves Histórico dos certificados Capítulo 11 Padrões relevantes para infra-estrutura de chave pública LDAP Segurança centralizada dos certificados digitais Características do LDAP Usando LDAP na ICP S/MIME IPSec Protocolos do IPSec

4 Public Key Infrastructure PKI Associação de Segurança Banco de dados de segurança Gerenciamento de chaves no IPSec Conclusão SSL TSL Capítulo 12 Interoperabilidade Introdução Interoperabilidade de hardware Mercado mundial Interoperabilidade interdomínios AC Raiz Certificação cruzada AC Ponte Reconhecimento cruzado Lista de certificados confiáveis O que se espera da interoperabilidade na ICP-Brasil Parte III Construção da ICP Capítulo 13 Relação custo x benefício Introdução Custos da ICP-Brasil Capítulo 14 Premissas e decisões Introdução Modelo de confiança hierárquico x distribuído Arquitetura Ponte Gerência interna x gerência terceirizada Capítulo 15 Utilizando a infra-estrutura de chave pública ICP para usuários Serviços oferecidos pela Secretaria da Receita Federal (SRF) ICP para empresas Identidade de um usuário Campos do certificado digital X.509v Manipulação dos certificados digitais Gerenciando certificados digitais Parte IV Legislação da ICP-Brasil Capítulo 16 Estrutura da ICP-Brasil Introdução Comitê Gestor da infra-estrutura de chave pública Documentos oficiais publicados para a ICP-Brasil Política de Segurança da ICP-Brasil Declaração de Práticas de Certificação (DPC)

5 Requisitos mínimos para as DPCs das ACs Requisitos mínimos para políticas de certificado na ICP-Brasil Critérios e procedimentos para credenciamento das entidades integrantes da ICP-Brasil Medida Provisória Estrutura atual Esquema de OIDs na ICP-Brasil Autoridade Certificadora Raiz Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB) Leis Resoluções Portarias Decretos Capítulo 17 Legitimidade dos documentos digitais Artigo 10 da Medida Provisória Responsabilidades na ICP-Brasil Rejeição da autoria Política de segurança Gestão de segurança Validade jurídica x eficácia probante Privacidade dos usuários Fator tempo e revogação retroativa Parte V Mercado atual Capítulo 18 Modelo ICP-Brasil Introdução O modelo americano Arquitetura O modelo brasileiro O projeto do Poder Executivo Comparando os modelos Capítulo 19 Colégio Notarial do Brasil Introdução Capítulo 20 Necessidades do mercado Introdução Capítulo 21 Tendências futuras Introdução Anexo A Referências Livros Links para referência Anexo B Portas vulneráveis mais comuns Índice remissivo

INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO

INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO CERTIFICADO DIGITAL O certificado digital é um arquivo eletrônico que contém dados de uma pessoa ou instituição, utilizados para comprovar sua identidade. Este arquivo pode

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação ICP e Certificados Digitais Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, junho de 2013 Criptografia de chave pública Oferece criptografia e também uma maneira de identificar

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE CERTIFICADOS DIGITAIS COMO SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

UM ESTUDO SOBRE CERTIFICADOS DIGITAIS COMO SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO UM ESTUDO SOBRE CERTIFICADOS DIGITAIS COMO SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Emerson Henrique Soares Silva Prof. Ms. Rodrigo Almeida dos Santos Associação Paraibana de Ensino Renovado - ASPER Coordenação

Leia mais

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA I T I AC Raiz Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT AC PRIVADA AR Autoridade Registradora AR Autoridade Registradora Certificado

Leia mais

Entendendo a Certificação Digital

Entendendo a Certificação Digital Entendendo a Certificação Digital Novembro 2010 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. O que é certificação digital?... 3 3. Como funciona a certificação digital?... 3 6. Obtendo certificados digitais... 6 8.

Leia mais

Segurança de Redes. em Ambientes Cooperativos. Emilio Tissato Nakamura Paulo Lício de Geus. Novatec

Segurança de Redes. em Ambientes Cooperativos. Emilio Tissato Nakamura Paulo Lício de Geus. Novatec Segurança de Redes em Ambientes Cooperativos Emilio Tissato Nakamura Paulo Lício de Geus Novatec sumário Agradecimentos...11 Palavra dos autores...13 Sobre os autores...14 Sobre este livro...15 Apresentação...16

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Tópicos Avançados II 5º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 2: Padrão X.509 O padrão X.509

Leia mais

O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL?

O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL? O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL? Os computadores e a Internet são largamente utilizados para o processamento de dados e para a troca de mensagens e documentos entre cidadãos, governo e empresas. No entanto,

Leia mais

1 Infra-estrutura de chaves públicas (PKI Public Key Infrastructure)

1 Infra-estrutura de chaves públicas (PKI Public Key Infrastructure) 1 Infra-estrutura de chaves públicas (PKI Public Key Infrastructure) 1.1 Assinatura Digital Além de permitir a troca sigilosa de informações, a criptografia assimétrica também pode ser utilizada para outros

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO

INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO CERTIFICADO DIGITAL O certificado digital é um arquivo eletrônico que contém dados de uma pessoa ou instituição, utilizados para comprovar sua identidade. Este arquivo pode

Leia mais

Gestão de chaves assimétricas

Gestão de chaves assimétricas Gestão de chaves assimétricas SEGURANÇA INFORMÁTICA E NAS ORGANIZAÇÕES SEGURANÇA INFORMÁTICA E NAS ORGANIZAÇÕES 1 Problemas a resolver Assegurar uma geração apropriada dos pares de chaves Geração aleatória

Leia mais

67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado

67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado Carreira Policial Mais de 360 aprovados na Receita Federal em 2006 67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado Apostila

Leia mais

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação WatchKey WatchKey USB PKI Token Manual de Instalação e Operação Versão Windows Copyright 2011 Watchdata Technologies. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido copiar e distribuir o conteúdo

Leia mais

Soluções e aplicação prática

Soluções e aplicação prática Outubro/2012 Certificação Digital Soluções e aplicação prática Cynthia Aurora Moura Anzanello Analista de Sistemas DTI/STD cynthia@procergs.rs.gov.br Certificação Digital Por que utilizar certificado digital?

Leia mais

Assinatura Digital: problema

Assinatura Digital: problema Assinatura Digital Assinatura Digital Assinatura Digital: problema A autenticidade de muitos documentos, é determinada pela presença de uma assinatura autorizada. Para que os sistemas de mensagens computacionais

Leia mais

Criptografia de chaves públicas

Criptografia de chaves públicas Marcelo Augusto Rauh Schmitt Maio de 2001 RNP/REF/0236 Criptografia 2001 RNP de chaves públicas Criptografia Introdução Conceito É a transformação de um texto original em um texto ininteligível (texto

Leia mais

www.e-law.net.com.br certificação digital 1 de 5 Introdução

www.e-law.net.com.br certificação digital 1 de 5 Introdução www.e-law.net.com.br certificação digital 1 de 5 Introdução Cada pessoa cria sua assinatura de forma totalmente livre e a utiliza com significado de expressa concordância com os conteúdos dos documentos

Leia mais

Segurança de Sistemas na Internet. Aula 10 - IPSec. Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br

Segurança de Sistemas na Internet. Aula 10 - IPSec. Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Segurança de Sistemas na Internet Aula 10 - IPSec Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Slide 2 de 31 Introdução Há inúmeras soluções de autenticação/cifragem na camada de aplicação

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Segurança Lógica

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Segurança Lógica Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores Segurança Lógica 1 Segurança Lógica Mecanismos de Controle A Segurança Lógica é aspecto abrangente e complexo, requerendo, consequentemente, um estudo

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR

POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR (PC SERASA AC GLOBAL) Autor: Serasa S.A. Edição: 20/01/2009 Versão: 1.3 1 INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral Esta

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Conceitos Segurança da Informação Assinatura Digital Certificado Digital Criptografia Legislação Aplicabilidade no TJMG AGENDA Segurança da Informação É a proteção da informação de vários tipos de ameaças

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SAT SEFAZ SP PC A3 DA AC SAT SEFAZ SP

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SAT SEFAZ SP PC A3 DA AC SAT SEFAZ SP Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora SAT SEFAZ SP PC A3 DA AC SAT SEFAZ SP Versão 1.2-30 de março de 2015 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 5 1.1.VISÃO GERAL... 5 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

O ITI e a Infra-estrutura de Chaves Públicas Brasileira

O ITI e a Infra-estrutura de Chaves Públicas Brasileira O ITI e a Infra-estrutura de Chaves Públicas Brasileira Viviane Regina Lemos Bertol Coordenadora-Geral de Normalização e Pesquisa O ITI Autarquia Federal, ligada à Casa Civil da Presidência da República

Leia mais

Sumário. Introdução... 1

Sumário. Introdução... 1 Sumário Introdução... 1 Capítulo 1. Números e Estatísticas da Internet... 3 Número de usuários...3 Internautas residenciais ativos...3 Comércio eletrônico...6 A Certificação Digital e o Judiciário...7

Leia mais

Criptografia e Certificação Digital

Criptografia e Certificação Digital Criptografia e Certificação Digital Conheça os nossos produtos em criptografia e certificação digital. Um deles irá atender às necessidades de sua instituição. Criptografia e Certificação Digital Conheça

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon. PC S3 DA AC Instituto Fenacon

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon. PC S3 DA AC Instituto Fenacon Política de Certificado de Sigilo Tipo S3 da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon PC S3 DA AC Instituto Fenacon Versão 3.0-24 de Julho de 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Segurança da Informação. Roteiro. O que são Certificados Digitais? O que é ICP? ICP-Brasil. Certificação Digital. Certificação Digital

Segurança da Informação. Roteiro. O que são Certificados Digitais? O que é ICP? ICP-Brasil. Certificação Digital. Certificação Digital Segurança da Informação Roteiro Certificação Digital ICP-Brasil Certificação Digital Prof. M.Sc. Gleyson Azevedo professor.gleyson@gmail.com 2 O que são Certificados Digitais? O que é ICP? chave privada

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro Revisando As transações eletrônicas demandam mecanismos de segurança que garantam: Autenticidade Confidencialidade Integridade

Leia mais

25/01/2015 PROF. FABIANO TAGUCHI. http://fabianotaguchi.wordpress.com CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE DADOS AULA 12 ICP-BRASIL

25/01/2015 PROF. FABIANO TAGUCHI. http://fabianotaguchi.wordpress.com CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE DADOS AULA 12 ICP-BRASIL 25/01/2015 PROF. FABIANO TAGUCHI http://fabianotaguchi.wordpress.com CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE DADOS AULA 12 ICP-BRASIL 1 CONFIAR EM CERTIFICADOS DIGITAIS? ITI O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação

Leia mais

Segurança em Sistemas Distribuídos

Segurança em Sistemas Distribuídos Segurança em Sistemas Distribuídos Segurança confidencialidade autenticidade integridade não repudiação } comunicação Ameaças interceptação interrupção modificação fabricação ataques a canais de comunicação

Leia mais

GT ICP-EDU Uma Infra-estrutura de Chaves Públicas para o Âmbito Acadêmico

GT ICP-EDU Uma Infra-estrutura de Chaves Públicas para o Âmbito Acadêmico GT ICP-EDU Uma Infra-estrutura de Chaves Públicas para o Âmbito Acadêmico Ricardo Felipe Custódio, Jeroen van de Graaf e Ricardo Dahab Julho de 2003 Este documento tem como objetivo descrever o projeto

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB Versão 3.1-30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DIGITAL

CERTIFICAÇÃO DIGITAL Autenticidade Digital CERTIFICAÇÃO DIGITAL Certificação Digital 1 Políticas de Segurança Regras que baseiam toda a confiança em um determinado sistema; Dizem o que precisamos e o que não precisamos proteger;

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CG ICP-BRASIL COMITÊ GESTOR DA ICP-BRASIL

TERMO DE REFERÊNCIA CG ICP-BRASIL COMITÊ GESTOR DA ICP-BRASIL Presidência da República Casa Civil da Presidência da República TERMO DE REFERÊNCIA CG ICP-BRASIL COMITÊ GESTOR DA ICP-BRASIL 1 1. Introdução O Comitê Gestor da ICP-Brasil (CG ICP-Brasil) é a entidade

Leia mais

M3D4 - Certificados Digitais Aula 4 Certificado Digital e suas aplicações

M3D4 - Certificados Digitais Aula 4 Certificado Digital e suas aplicações M3D4 - Certificados Digitais Aula 4 Certificado Digital e suas aplicações Prof. Fernando Augusto Teixeira 1 Agenda da Disciplina Certificado Digital e suas aplicações Segurança Criptografia Simétrica Criptografia

Leia mais

João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br. José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br

João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br. José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br BCInfo Consultoria e Informática 14 3882-8276 WWW.BCINFO.COM.BR Princípios básicos

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial Política de Certificado de Sigilo Tipo S3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial PC S3 DA AC Imprensa Oficial Versão 4.0 24 de Julho de 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Presidência da República do Brasil Casa Civil Instituto Nacional de Tecnologia da

Presidência da República do Brasil Casa Civil Instituto Nacional de Tecnologia da Presidência da República do Brasil Casa Civil Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) Supremo Tribunal Federal 1º Seminário de Gestão da Informação Jurídica em Espaços Digitais 12 a 14 de

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo S4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo S4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo S4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP PC S4 DA AC Imprensa Oficial SP Versão 2.0-10 de Agosto de 2006 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Versão 4.1 17 de Maio de 2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO... 6 1.3.COMUNIDADE

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB Versão 1.0-03 de Outubro de 2007 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6

Leia mais

Capítulo 8. Segurança de redes

Capítulo 8. Segurança de redes Capítulo 8 Segurança de redes slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Computer Networks, Fifth Edition by Andrew Tanenbaum and David Wetherall, Pearson Education-Prentice Hall,

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial Política de Certificado de Sigilo Tipo S3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial PC S3 DA AC Imprensa Oficial Versão 1.1 21 de Outubro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...6

Leia mais

arquitetura do join.me

arquitetura do join.me Uma visão geral técnica da arquitetura confiável e segura do join.me. 1 Introdução 2 Visão geral da arquitetura 3 Segurança de dados 4 Segurança de sessão e site 5 Visão geral de hospedagem 6 Conclusão

Leia mais

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Onde pode ser usada? Arquivos de um Computador Internet Backups Redes

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A3 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A3 DA AC SINCOR Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora SINCOR PC A3 DA AC SINCOR Versão 3.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...6

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

ANEXO II À PORTARIA MCT Nº 293, DE 11.05.2007

ANEXO II À PORTARIA MCT Nº 293, DE 11.05.2007 ANEXO II À PORTARIA MCT Nº 293, DE 11.05.2007 1 DEFINIÇÕES Autoridade de Carimbo do Tempo (ACT) A autoridade na qual os usuários de serviços de carimbo do tempo (isto é, os subscritores e as terceiras

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADOS DO SCEE

POLÍTICA DE CERTIFICADOS DO SCEE POLÍTICA DE CERTIFICADOS DO SCEE e Requisitos Mínimos de Segurança 10 DE JULHO DE 2015 scee@scee.gov.pt Página 1 de 118 Política de Certificados APROVAÇÃO E ASSINATURA De acordo com o estipulado no ponto

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Versão 3.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...6 1.3.COMUNIDADE

Leia mais

Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br 6º. É Dia de Java Segurança com Java Agosto/2007 - UFSCAR

Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br 6º. É Dia de Java Segurança com Java Agosto/2007 - UFSCAR Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br 6º. É Dia de Java Segurança com Java Agosto/2007 - UFSCAR Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br 6º. É Dia de Cerva Segurança com Cerva Agosto/2007 - UFSCAR Controlede

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR. para Corretores de Seguros

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR. para Corretores de Seguros Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora SINCOR para Corretores de Seguros PC CORRETOR A1 DA AC SINCOR Versão 3.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6

Leia mais

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) André Gustavo Assessor Técnico de Informática MARÇO/2012 Sumário Contextualização Definições Princípios Básicos de Segurança da Informação Ameaças

Leia mais

Política de Certificados das Autoridades Certificadoras com Raiz Serasa

Política de Certificados das Autoridades Certificadoras com Raiz Serasa Política de Certificados das Autoridades Certificadoras com Raiz Serasa 1 Índice 1 INTRODUÇÃO... 7 1.1 VISÃO GERAL... 7 1.2 IDENTIFICAÇÃO... 7 1.3 COMUNIDADE E APLICABILIDADE... 7 1.3.1 Autoridade Certificadora

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign Múltipla

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign Múltipla Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign Múltipla PC A3 DA AC Certisign Múltipla Versão 3.2-08 de Dezembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO

Leia mais

PROPOSTA DE UMA SOLUÇÃO DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL

PROPOSTA DE UMA SOLUÇÃO DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROPOSTA DE UMA SOLUÇÃO DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL PARA O EXÉRCITO BRASILEIRO JORGE EULER VIEIRA MONOGRAFIA DE CONCLUSÃO

Leia mais

Os aplicativos de software, redes e computadores podem utilizar seu certificado digital de várias maneiras:

Os aplicativos de software, redes e computadores podem utilizar seu certificado digital de várias maneiras: Índice Índice... 2 1. O que é certificado digital?... 3 2. Para que serve?... 3 3. Como funciona?... 3 4. Quem usa?... 4 5. Quais são os tipos de certificados digitais?... 4 6. Por que uma empresa necessita

Leia mais

Oracle Advanced Security. Um Artigo Técnico da Oracle Setembro de 2008

Oracle Advanced Security. Um Artigo Técnico da Oracle Setembro de 2008 Um Artigo Técnico da Oracle Setembro de 2008 INTRODUÇÃO No últimos anos, ocorreram diversos incidentes de roubo de identidade e fraudes de cartão de crédito que resultaram em danos que alcançaram dezenas

Leia mais

LEGALIZAÇÃO E IMPUTAÇÃO DE AUTORIA EM DOCUMENTOS DIGITAIS

LEGALIZAÇÃO E IMPUTAÇÃO DE AUTORIA EM DOCUMENTOS DIGITAIS LEGALIZAÇÃO E IMPUTAÇÃO DE AUTORIA EM DOCUMENTOS DIGITAIS Angelo Volpi Neto angelo@volpi.not.br www.volpi.not.br LEGALIDADE DOCUMENTOS DIGITAIS Cod. Civil art. 225. As reproduções fotográficas, cinematográficas,

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL ESAB CURSO DE LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SISTEMAS MARCOS TAKESHI PAES NARUZAWA

ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL ESAB CURSO DE LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SISTEMAS MARCOS TAKESHI PAES NARUZAWA ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL ESAB CURSO DE LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SISTEMAS MARCOS TAKESHI PAES NARUZAWA CERTIFICADO DIGITAL E SEU USO PRÁTICO, QUANDO REGULADO PELA INFRA-ESTRUTURA DE CHAVES PÚBLICAS

Leia mais

PKI (Public Key Infrastructure):

PKI (Public Key Infrastructure): PKI (Public Key Infrastructure): Abordagens Utilizando Sistemas Opensource Marcelo Santos Daibert Marco Antônio Pereira Araújo contato@daibert.eti.br Agenda Motivação Definição Aplicação Função Hash e

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A1 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A1 DA AC SINCOR Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora SINCOR PC A1 DA AC SINCOR Versão 4.0 27 de Setembro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Política de Certificados. SERPROACF do tipo A1 (PC SERPROACFA1)

Política de Certificados. SERPROACF do tipo A1 (PC SERPROACFA1) Política de Certificados SERPROACF do tipo A1 (PC SERPROACFA1) Credenciada pela ICP-Brasil Versão 1.2 de 12 de dezembro de 2005 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1 Visão Geral... 7 1.2 Identificação... 7 1.3

Leia mais

Criptografia. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. 2.1. Criptografia. 2.2. Criptoanálise e Criptologia. 2.3. Cifragem, Decifragem e Algoritmo

Criptografia. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. 2.1. Criptografia. 2.2. Criptoanálise e Criptologia. 2.3. Cifragem, Decifragem e Algoritmo 1. Introdução O envio e o recebimento de informações são uma necessidade antiga, proveniente de centenas de anos. Nos últimos tempos, o surgimento da Internet e de tantas outras tecnologias trouxe muitas

Leia mais

Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br http://www.ime.usp.br/~riko Just Java 2007 Outubro/2007 SP

Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br http://www.ime.usp.br/~riko Just Java 2007 Outubro/2007 SP Ricardo Koji Ushizaki riko@serasa.com.br http://www.ime.usp.br/~riko Just Java 2007 Outubro/2007 SP Agenda 1. Certificação Digital e PKI 2. Controle de Acesso 3. Exemplo 4. Conclusão 1. Certificação Digital

Leia mais

Assinatura e Certificação Digital

Assinatura e Certificação Digital e Certificação Digital Por Rafael Port da Rocha 2006 Versão: 07/04/06 20:28 Notas de ula - 2006 Rafael Port da Rocha 1 Características Básicas para um Processo de Comunicação I B C utenticidade: O usuário

Leia mais

Política de Certificado Digital da AC SERASA-JUS para Certificados Tipo S2

Política de Certificado Digital da AC SERASA-JUS para Certificados Tipo S2 Autor: Serasa S.A. Edição: 22/04/2006 Versão: 1.0 1. INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral Esta Política de Certificado Digital refere-se exclusivamente a Certificados de Sigilo Tipo S2 emitidos pela Autoridade Certificadora

Leia mais

A Certificação Digital e uma Nova Realidade para a Documentação nas Empresas

A Certificação Digital e uma Nova Realidade para a Documentação nas Empresas A Certificação Digital e uma Nova Realidade para a Documentação nas Empresas InfoWorld 2003 SUCESU Eduardo C. Sarlo eduardo@cartoriosarlo.com.br www.cartoriosarlo.com.br A Mudança Cultural Globalização

Leia mais

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Símbolos Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador) que tem uma determinada

Leia mais

Política de Segurança da. Autoridade Certificadora VALID SPB (PS AC VALID SPB)

Política de Segurança da. Autoridade Certificadora VALID SPB (PS AC VALID SPB) Política de Segurança da Autoridade Certificadora VALID SPB (PS AC VALID SPB) Versão 1.0 24 de agosto de 2012 Política de Segurança da AC VALID SPB V 1.0 1/30 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...5 2. OBJETIVOS...5

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Criptografia e segurança de dados TUTORIAL PARA GERAÇÃO DE CERTIFICADOS DIGITAIS

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Criptografia e segurança de dados TUTORIAL PARA GERAÇÃO DE CERTIFICADOS DIGITAIS Página 1 de 7 SOFTWARES UTILIZADOS: XCA OPENSSL WIN 64BITS - - - - - - - - O XCA é um software utilizado para gerenciamento de requisições e certificados digitais para um infra-estrutura de um cartório

Leia mais

Requisitos de Segurança de E-mail

Requisitos de Segurança de E-mail Segurança de E-mail O e-mail é hoje um meio de comunicação tão comum quanto o telefone e segue crescendo Gerenciamento, monitoramento e segurança de e-mail têm importância cada vez maior O e-mail é muito

Leia mais

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Segurança e Gerência são aspectos importantes do projeto lógico de uma rede São freqüentemente esquecidos por projetistas por serem consideradas questões

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Tópicos Avançados II 5º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 3: Políticas e Declaração de

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC- Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS- Departamento de Relacionamento com o

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC- Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS- Departamento de Relacionamento com o DERUS- Departamento de Relacionamento com o Usuário DERUS- Departamento de Relacionamento com o Usuário Sumário: Gerando um arquivo PDF 3 Como assinar digitalmente um documento PDF 17 O Assinador Livre

Leia mais

Certificação digital para agente de registro e aplicações

Certificação digital para agente de registro e aplicações Certificação digital para agente de registro e aplicações Resumo de minicurso realizado no 15º Seminário RNP de Capacitação e Inovação Italo Valcy Ponto de Presença da RNP na Bahia

Leia mais

Gerenciamento e Segurança de Dados

Gerenciamento e Segurança de Dados Prof. Wanderson Reis professor@wanderson.pro.br Gerenciamento e Segurança de Dados 04/03/2011 Informática - PDS Tópicos principais Definições básicas de segurança da informação Políticas de segurança da

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial PC A4 DA AC Imprensa Oficial Versão 3.0 27 de Setembro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL...

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP PC S1 DA AC IMPRENSA OFICIAL SP POLÍTICA DE CERTIFICADO DE SIGILO TIPO S1 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA IMPRENSA

Leia mais

Segurança no InteGrade

Segurança no InteGrade 2 Instituto de Matemática e Estatística Universidade de São Paulo 4 o Workshop do InteGrade Roteiro 1 2 Roteiro 1 2 Requisitos Inerentemente mais vulneráveis a ameaças de segurança Grande quantidade de

Leia mais

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura.

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. Módulo 14 Segurança em redes Firewall, Criptografia e autenticação Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. 14.1 Sistemas

Leia mais

USO DE CONTROLES CRIPTOGRÁFICOS. 1 OBJETIVO Estabelecer regras sobre o uso efetivo e adequado de criptografia na proteção da informação.

USO DE CONTROLES CRIPTOGRÁFICOS. 1 OBJETIVO Estabelecer regras sobre o uso efetivo e adequado de criptografia na proteção da informação. 1786/2015 - Quinta-feira, 06 de Agosto de 2015 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região 1 FL. 2 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comitê de Segurança da Informação Secretaria de Tecnologia

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação (Extraído da apostila de Segurança da Informação do Professor Carlos C. Mello) 1. Conceito A Segurança da Informação busca reduzir os riscos de vazamentos, fraudes, erros, uso indevido,

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Princípios de Criptografia Tópicos O papel da criptografia na segurança das redes de comunicação; Criptografia de chave

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Revisão Criptografia de chave simétrica; Criptografia de chave pública; Modelo híbrido de criptografia. Criptografia Definições

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A1 da AC Imprensa Oficial SP RFB Versão 2.2-25 de

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Certificadora SINCOR para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Certificadora SINCOR para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Certificadora SINCOR para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A3 da AC SINCOR RFB Versão 2.1 21 de Outubro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO TUTORIAL BÁSICO SOBRE CERTIFICAÇÃO DIGITAL

PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO TUTORIAL BÁSICO SOBRE CERTIFICAÇÃO DIGITAL PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO TUTORIAL BÁSICO SOBRE CERTIFICAÇÃO DIGITAL http://www.frameworkpinhao.pr.gov.br/ TUTORIAL SOBRE CERTIFICAÇÃO DIGITAL Tópicos que serão abordados: PARA QUÊ UTILIZAR ASPECTOS

Leia mais

MAC5701 Tópicos em Ciência da Computação Monografia. Controle de acesso baseado em papéis e certificados de atributos X.509

MAC5701 Tópicos em Ciência da Computação Monografia. Controle de acesso baseado em papéis e certificados de atributos X.509 MAC5701 Tópicos em Ciência da Computação Monografia Stefan Neusatz Guilhen sneusatz@ime.usp.br Controle de acesso baseado em papéis e certificados de atributos X.509 Orientador: Prof. Dr. Francisco Carlos

Leia mais

Criptografia na Proteção da Tecnologia da Informação: Tendências e Desafios. Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP

Criptografia na Proteção da Tecnologia da Informação: Tendências e Desafios. Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP Criptografia na Proteção da Tecnologia da Informação: Tendências e Desafios Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP Organização A integração de sistemas em larga escala contribuiu enormemente para

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa Prof. Marcelo de Sá Barbosa Introdução Visão geral das técnicas de segurança Algoritmos de criptografia Assinaturas digitais Criptografia na prática Introdução A necessidade de proteger a integridade e

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A4 da AC Instituto Fenacon RFB Versão 1.1-21 de Outubro

Leia mais