70% dos computadores no Brasil estão desprotegidos, diz pesquisa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "70% dos computadores no Brasil estão desprotegidos, diz pesquisa"

Transcrição

1 70% dos computadores no Brasil estão desprotegidos, diz pesquisa Uma pesquisa realizada pela Kaspersky, e divulgada na quartafeira (3/4) mostra que 70% dos computadores no Brasil estão desprotegidos. No outro extremo, os japoneses seriam os mais preocupados com a proteção de seus dispositivos, tendo quase 90% dos equipamentos com algum tipo de proteção. A maioria das pessoas usam vários dispositivos, PCs, smartphones e tablets com acesso à internet. No entanto, nem todos estão sendo igualmente protegidos pelos usuários, o que é especialmente o caso quando os usuários têm vários computadores, diz a pesquisa. Deixando apenas um equipamento desprotegido é o suficiente para criar uma rede insegura de dados e dispositivos. Permitir que o seu PC esteja aberto a possíveis ameaças é um risco desnecessário e perigoso. Veja abaixo o infográfico da pesquisa: via 70% dos computadores no Brasil estão desprotegidos, diz pesquisa Kaspersky pede ajuda para decifrar vírus que espiona

2 contas bancárias A Kaspersky Lab apelou para a ajuda da comunidade mundial de criptografia para quebrar a codificação do vírus-espião Gauss. Estamos pedindo a todos os interessados em criptografia e matemática para se juntar a nós e resolver o mistério e extrair a carga do vírus, disse a empresa de segurança sediada em Moscou. Apesar de nossos esforços, não fomos capazes de quebrar a criptografia. A carga viral (payload) é uma das incógnitas de Gauss, ferramenta sofisticada de espionagem descoberta pela Kaspersky semana passada. Segundo os pesquisadores, o Gauss monitora transações financeiras com bancos do Oriente Médio e foi desenvolvido ou apoiado por um ou mais governos. Embora a Kaspersky tenha descoberto que o vírus é entregue por meio de drives flash USB para atacar PCs não conectados à Web ela não conseguiu decifrar o módulo, criptografado com uma chave RC4. O RC4, criado pela RSA Security há 25 anos, também é usado no protocolo Secure Socket Layer (SSL) para proteger as comunicações entre sites e navegadores. A empresa observou que a chave de decodificação para a carga do vírus é gerada dinamicamente pelo PC das vítimas. [Isso] impede que alguém, exceto o alvo designado, extraia o conteúdo das seções, diz o texto. Não é viável quebrar a criptografia com um ataque de força bruta simples. Como o Gauss tem conexões com Flame, e como a maioria dos especialistas acredita que este estava ligado ao Stuxnet a Kaspersky acredita que a carga criptografada do Gauss pode conter código do Stuxnet especializado em monitorar e controlar processos industriais críticos, que vão desde refinarias de petróleo e fábricas a redes de energia e

3 gasodutos. Em seu blog, a Kaspersky incluiu os primeiros 32 bytes de dados criptografados e hashes de carga enigmática. Se você é um criptógrafo de nível mundial ou se pode nos ajudar a decifrar, por favor entre em contato conosco por e- mail: disse Kaspersky. A empresa também disse que iria fornecer mais dados criptografados, a pedido. Em março, a empresa também pediu socorro à comunidade de segurança, daquela vez para decifrar o vírus Duqu. Fonte: IDG Now! Kaspersky descobre linguagem usada em vírus misterioso Após pedir ajuda à comunidade de programadores, empresa russa diz que Duqu usa linguagem pouco comum e é peça única. O uso de uma linguagem de programação incomum para criar parte do trojan Duqu, uma ferramenta de espionagem que no ano passado atraiu muita atenção por sua semelhança com o Stuxnet, indica que ele pode ter sido escrito por programadores experientes, disse um pesquisador de segurança da Kaspersky Labs nesta segunda (19). Em um post no blog da empresa, o pesquisador Igor Soumenkov disse que componente de comando e controle (C&C) do Duqu parece ter sido desenvolvido com Object Oriented C (OO C), uma extensão arcaica personalizada para a linguagem de programação C.

4 Enquanto a maior parte do Duqu foi escrito na linguagem C++ e compilado com o Microsoft Visual C , o módulo de C&C foi escrito em C puro e compilado com Microsoft Visual Studio Compiler 2008 (MSVC 2008), usando duas opções específicas para manter o código pequeno. A escolha da linguagem sugere que pelo menos alguns desenvolvedores do Duqu começaram a programar em um momento em que o Assembler era a linguagem escolhida e, em seguida, mudaram para C, disse Soumenkov. Quando o C++ surgiu, muitos programadores da velha escola preferiram ficar longe por desconfiança, acrescentou. O Duqu, um Cavalo de Tróia criado para roubar dados de sistemas de controle industriais, foi descoberto em novembro passado pelo Laboratório de Criptografia e Segurança de Sistemas (CrySys) em Budapeste. O malware atraiu a atenção considerável por causa de semelhanças com o Stuxnet, que sabotou o programa nuclear do Irã em Mesmos criadores Muitos pesquisadores têm especulado que ambos podem ter sido escrito pelos mesmos autores, embora com objetivos um pouco diferentes. O Stuxnet foi projetado para danificar fisicamente equipamentos de controle industrial, enquanto Duqu foi projetado principalmente para roubar dados desses sistemas, a fim de atacá-los mais tarde. Apesar de opiniões sobre a gravidade do Duqu variem, muitos pesquisadores consideram o malware um trabalho sofisticado, bem financiado, e, provavelmente, apoiado por algum governo. No início deste mês, Soumenkov pediu ajuda para identificar arquiteturas, toolkits ou linguagens de programação que poderiam gerar o código do Duqu.

5 O pedido provocou mais de 200 comentários e mais de 60 s de outros programadores. Três comentários e dois s, inclusive um de uma fonte anônima, ajudaram a Kaspersky determinar que o código foi desenvolvido usando C puro compilado com o Microsoft Visual Studio Compiler 2008 (MSVC 2008). Essas técnicas são normalmente observadas em software profissional e quase nunca nos malwares de hoje, disse ele. A maneira pela qual o código foi desenvolvido sugere que Duqu, como Stuxnet, é um tipo único de vírus que se destaca como uma pedra preciosa da grande massa de programas toscos que normalmente vemos. Fonte: Computerworld (US)

KASPERSKY ENDPOINT SECURITY FOR BUSINESS Select Ferramentas para capacitar uma equipe de trabalho móvel, garantir a conformidade com políticas de segurança de TI e bloquear malware. O nível Select da Kaspersky

Leia mais

10 erros fatais na hora de procurar emprego. 1 Mandar o currículo várias vezes

10 erros fatais na hora de procurar emprego. 1 Mandar o currículo várias vezes 10 erros fatais na hora de procurar emprego São Paulo Uma trajetória profissional brilhante ajuda, mas pode não ser decisiva na hora de conquistar uma nova oportunidade profissional. Algumas atitudes podem

Leia mais

Nos anos 90 eram aficionados em informática, conheciam muitas linguagens de programação e quase sempre jovens, que criavam seus vírus, para muitas

Nos anos 90 eram aficionados em informática, conheciam muitas linguagens de programação e quase sempre jovens, que criavam seus vírus, para muitas Nos anos 90 eram aficionados em informática, conheciam muitas linguagens de programação e quase sempre jovens, que criavam seus vírus, para muitas vezes, saber o quanto eles poderiam se propagar. Atualmente

Leia mais

Quebra de senha: Ataques ativos online

Quebra de senha: Ataques ativos online Quebra de senha: Ataques ativos online Continuando com as opções de ataques para quebra de senha, veremos o próximo tipo de ataque é o ataque online ativo. Esses ataques usam uma forma mais agressiva de

Leia mais

Aprenda a evitar golpes no Facebook e problemas no computador

Aprenda a evitar golpes no Facebook e problemas no computador Aprenda a evitar golpes no Facebook e problemas no computador Muitos sites buscam oferecer segurança aos seus visitantes, protegendo-os de eventuais contratempos. Apesar de o Facebook possuir uma política

Leia mais

VOCÊ ESTÁ SEGURO? COMO PROTEGER SEUS DADOS CONTRA VÍRUS NA INTERNET

VOCÊ ESTÁ SEGURO? COMO PROTEGER SEUS DADOS CONTRA VÍRUS NA INTERNET VOCÊ ESTÁ SEGURO? COMO PROTEGER SEUS DADOS CONTRA VÍRUS NA INTERNET Este documento foi desenvolvido pela LifeSys Informática, cuja a distribuição e comercialização é proibida e todos os direitos são reservados.

Leia mais

Book com terminologias DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Book com terminologias DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Book com terminologias DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO PRINCÍPIOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 3 OBJETIVOS DA SI... 3 PRINCÍPIOS DE SI... 3 ALGUNS CONCEITOS DE SI... 3 AMEAÇA INTELIGENTE... 3 ANTI-SPAM...

Leia mais

SOLO NETWORK. Guia De Criptografia

SOLO NETWORK. Guia De Criptografia (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41) 4062-6971 (48) 4062-6971 (51) 4062-6971 (61) 4062-6971 (71) 4062-7479 SO LO N ET W O RK Guia De Criptografia (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971

Leia mais

Pen Test. Pen Test. Pen Test. Processo de identificar e explorar vulnerabilidades ataques lógicos ataques físicos engenharia social

Pen Test. Pen Test. Pen Test. Processo de identificar e explorar vulnerabilidades ataques lógicos ataques físicos engenharia social Prof. Luiz A. Nascimento Segurança da Informação Faculdade Nossa Cidade 2 Penetration Test Teste de Penetração ou Invasão Processo de identificar e explorar vulnerabilidades ataques lógicos ataques físicos

Leia mais

Engloba os criptossistemas clássicos. Outros nomes: (Criptografia...)

Engloba os criptossistemas clássicos. Outros nomes: (Criptografia...) Principal característica: utilização da mesma chave para cifrar/decifrar. Engloba os criptossistemas clássicos. Outros nomes: (Criptografia...) convencional de chave única de chave secreta Os procedimentos

Leia mais

SEGURANÇA NA INTERNET

SEGURANÇA NA INTERNET Disponível em: http://segurancaprivadadobrasil.files.wordpress.com/2009/07/seguranca_net_-_cadeado.jpg SEGURANÇA NA INTERNET Maria Beatrís Zielinski Tracienski SEGURANÇA DOS COMPUTADORES: INTRODUÇÃO Um

Leia mais

Este é um exemplo das informações de um certificado digital, que no caso é o meu: Informações do Certificado Digital

Este é um exemplo das informações de um certificado digital, que no caso é o meu: Informações do Certificado Digital O Que é Certificado Digital: Um Certificado Digital é um arquivo no computador que identifica você, funcionando como o RG. Comprova a identidade da pessoa que está usando nos meios eletrônicos, é uma identificação

Leia mais

Baseado em função de hashing: Mapeiam dados de tamanho variável em um texto cifrado de tamanho fixo que é único para aqueles dados. Usado para verific

Baseado em função de hashing: Mapeiam dados de tamanho variável em um texto cifrado de tamanho fixo que é único para aqueles dados. Usado para verific INTRODUÇÃO À CRIPTOGRAFIA Criptografia é a ciência que utiliza algoritmos matemáticos para criptografar/encriptar (esconder) dados numa forma aparentemente não legível (texto cifrado) e recuperá-los (decriptografá-los).

Leia mais

Protocolo Kerberos. JML

Protocolo Kerberos.  JML Protocolo Kerberos Origem do termo: mitologia grega Cerberus (Kerberus para os gregos) é um cão com três cabeças que tem por missão proteger a entrada do inferno de Hades (deus do submundo e das riquezas

Leia mais

Autenticação por par de. chaves assimétricas. Bruno Follmann

Autenticação por par de. chaves assimétricas. Bruno Follmann Autenticação por par de 1 chaves assimétricas Bruno Follmann 2 Criptografia assimétrica Criada em 1976 por Diffie e Hellman; Também chamada de criptografia de chave pública; Sistema para cifrar e decifrar

Leia mais

Espaço, a fronteira final também dos vírus de computador

Espaço, a fronteira final também dos vírus de computador Espaço, a fronteira final também dos vírus de computador Sofisticação dos ataques hackers pode ameaçar desde smartphones até a Estação Espacial Internacional Não há mais lugar digitalmente seguro. As ameaças

Leia mais

Pagamento Eletrônico (e-payment) GTI - 5 semestre. Professor: Aluisio Comiran

Pagamento Eletrônico (e-payment) GTI - 5 semestre. Professor: Aluisio Comiran Pagamento Eletrônico (e-payment) GTI - 5 semestre Professor: Aluisio Comiran (aluisiocomiran@gmail.com) Pagamentos eletrônicos Pagamento on-line com cartões de crédito Até recentemente os consumidores

Leia mais

Objetos e Componentes Distribuídos: EJB

Objetos e Componentes Distribuídos: EJB : EJB Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Objetivos Nesta

Leia mais

Segurança e IoT: desafios e expectativas, com base nos incidentes que já estão ocorrendo. Cristine Hoepers, D.Sc. Gerente Geral CERT.br/NIC.

Segurança e IoT: desafios e expectativas, com base nos incidentes que já estão ocorrendo. Cristine Hoepers, D.Sc. Gerente Geral CERT.br/NIC. Segurança e IoT: desafios e expectativas, com base nos incidentes que já estão ocorrendo Cristine Hoepers, D.Sc. Gerente Geral CERT.br/NIC.br A Internet das Coisas... is the network of physical objects

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

É bom saber. Um guia para se manter seguro e protegido on-line

É bom saber. Um guia para se manter seguro e protegido on-line É bom saber Um guia para se manter seguro e protegido on-line Índice 1. Como você pode ficar seguro e protegido on-line 2. Como você pode proteger sua família on-line 3. Saiba como o Google ajuda a proteger

Leia mais

Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador?

Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador? Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador? Deixar seu browser armazenar suas senhas e detalhes do cartão de crédito pode ser conveniente, mas também é um risco à segurança. O tamanho deste risco depende

Leia mais

MITO OU VERDADE? 11/02/2013 MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? Dois antivírus funcionam melhor que um?

MITO OU VERDADE? 11/02/2013 MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? Dois antivírus funcionam melhor que um? Você é capaz de dizer se um firewall substitui um antivírus? E se o computador do usuário está sujeito a ser infectado só de visitar uma página da web? Por mais que especialistas alertem "instale um antivírus",

Leia mais

5 FERRAMENTAS. 10sec. Para turbinar seu negócio no Instagram. 5 ferramentas para turbinar seu negócio no instagram

5 FERRAMENTAS. 10sec. Para turbinar seu negócio no Instagram. 5 ferramentas para turbinar seu negócio no instagram 10sec 10sec é um mercado online onde usuários do Instagram podem comprar e vender mercadorias. Ele torna a sua conta no Instagram em uma loja online. De acordo com o seu website, o processo pode levar

Leia mais

Tecnologias e Componentes de Redes

Tecnologias e Componentes de Redes Tecnologias e Componentes de Redes Material de apoio Gerenciamento de Redes Cap.15 19/01/2012 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia

Leia mais

Inteligência de negócios do laboratório DESCUBRA INFORMAÇÕES ÚTEIS DE DADOS OPERACIONAIS DO LABORATÓRIO

Inteligência de negócios do laboratório DESCUBRA INFORMAÇÕES ÚTEIS DE DADOS OPERACIONAIS DO LABORATÓRIO Inteligência de negócios do laboratório DESCUBRA INFORMAÇÕES ÚTEIS DE DADOS OPERACIONAIS DO LABORATÓRIO INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS DO LABORATÓRIO AS DECISÕES SOBRE O LABORATÓRIO COMEÇAM COM A INTELIGÊNCIA

Leia mais

Sistemas de Informação (SI) Gestão da informação e de banco de dados (II)

Sistemas de Informação (SI) Gestão da informação e de banco de dados (II) Sistemas de Informação (SI) Gestão da informação e de banco de dados (II) Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Faculdade de Ciências e Tecnologia

Leia mais

SEGURANÇA EM APLICAÇÕES WEB PROF.: PAULO RICARDO LISBOA DE ALMEIDA

SEGURANÇA EM APLICAÇÕES WEB PROF.: PAULO RICARDO LISBOA DE ALMEIDA SEGURANÇA EM APLICAÇÕES WEB PROF.: PAULO RICARDO LISBOA DE ALMEIDA APLICAÇÕES DESKTOP VERSUS WEB Quais são as diferenças do ponto de vista da segurança APLICAÇÕES DESKTOP VERSUS WEB Em uma aplicação desktop,

Leia mais

O mundo virtual pode permitir essa segurança assim como o mundo real. As garantias virtuais se chamam as Assinaturas Digitais.

O mundo virtual pode permitir essa segurança assim como o mundo real. As garantias virtuais se chamam as Assinaturas Digitais. O mundo virtual pode permitir essa segurança assim como o mundo real. As garantias virtuais se chamam as Assinaturas Digitais. As assinaturas são chaves ou certificados criados apenas uma vez para cada

Leia mais

Erro de conexão seguro da mobilidade de AnyConnect: O cliente VPN era incapaz de setup a filtração IP

Erro de conexão seguro da mobilidade de AnyConnect: O cliente VPN era incapaz de setup a filtração IP Erro de conexão seguro da mobilidade de AnyConnect: O cliente VPN era incapaz de setup a filtração IP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio O serviço de

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I. Introdução

PROGRAMAÇÃO I. Introdução PROGRAMAÇÃO I Introdução Introdução 2 Princípios da Solução de Problemas Problema 1 Fase de Resolução do Problema Solução na forma de Algoritmo Solução como um programa de computador 2 Fase de Implementação

Leia mais

Índice. Introdução. O SSL grava a vista geral. Formato de registro. Tipo de registro

Índice. Introdução. O SSL grava a vista geral. Formato de registro. Tipo de registro Índice Introdução O SSL grava a vista geral Formato de registro Tipo de registro Grave a versão Comprimento de registro Tipos de registros Registros do aperto de mão Mude registros especs. da cifra Alerte

Leia mais

Usuários de Android são alvo principal de malwares

Usuários de Android são alvo principal de malwares Usuários de Android são alvo principal de malwares Um novo relatório realizado pela McAfee, sobre as tendências de malware e segurança cibernética para o segundo trimestre de 2012, aponta o maior pico

Leia mais

Prof. Luiz A. Nascimento

Prof. Luiz A. Nascimento Prof. Luiz A. Nascimento Qual a importância da Engenharia de Software? O desenvolvimento de um software envolve processos muitos complexos. A engenharia de software estabelece um modelo para se construir

Leia mais

Soluções de segurança Avira

Soluções de segurança Avira Vírus? Que vírus? Mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo Soluções de segurança Avira para usuários domésticos e home offices * Fonte: Cowen and Company 12/2008 As pessoas querem segurança. Isso

Leia mais

10 principais tendências de segurança para 2012

10 principais tendências de segurança para 2012 10 principais tendências de segurança para 2012 A segurança virtual tem se tornado cada vez mais importante, já que crackers e outros criminosos virtuais têm, além de aperfeiçoar as já existentes, criado

Leia mais

http://cartilha.cert.br/ Códigos maliciosos são usados como intermediários e possibilitam a prática de golpes, a realização de ataques e o envio de spam Códigos maliciosos, também conhecidos como pragas

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Linguagem de Montagem e Linguagem de Máquina Givanaldo Rocha de Souza http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br Conceitos básicos Linguagem/código

Leia mais

Geralmente, o firewall também é configurado para não bloquear o tráfego de saída. Por exemplo, um banco pode querer isolar a rede da tesouraria do res

Geralmente, o firewall também é configurado para não bloquear o tráfego de saída. Por exemplo, um banco pode querer isolar a rede da tesouraria do res FIREWALL A conexão com a Internet traz às corporações os seguintes riscos: Relacionados a dados: confidencialidade, integridade e disponibilidade; Relacionados aos recursos e ativos da empresa; Relacionados

Leia mais

Sistemas Operacionais e Vírus

Sistemas Operacionais e Vírus Sistemas Operacionais e Vírus Em informática, Vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um VÍRUS biológico, infecta o sistema, faz copias de

Leia mais

Guia de dupla autenticação

Guia de dupla autenticação Guia de dupla autenticação Indice Guia de Dupla Autenticação 1. Introdução à Dupla Autenticação: O que é? 4 Ataques às senhas 6 Força Bruta 6 Malware 6 Phishing 6 Ataques a servidores 6 2. Como configurar

Leia mais

Redes de Computadores I Seminário Novas Tecnologias em Redes. VPN-Virtual Private Network. Anderson Gabriel

Redes de Computadores I Seminário Novas Tecnologias em Redes. VPN-Virtual Private Network. Anderson Gabriel Redes de Computadores I Seminário Novas Tecnologias em Redes VPN-Virtual Private Network Anderson Gabriel Introdução Crescimento tecnológico, necessidade de segurança VPNs - Virtual Private Network (Redes

Leia mais

Relatório da McAfee sobre ameaças: Primeiro trimestre de 2013

Relatório da McAfee sobre ameaças: Primeiro trimestre de 2013 Resumo executivo Relatório da McAfee sobre ameaças: Primeiro trimestre de Por McAfee Labs No primeiro trimestre de, a comunidade cibercriminosa global adotou uma tática De Volta para o Futuro em sua busca

Leia mais

Introdução ao Zend Framework 2

Introdução ao Zend Framework 2 Introdução ao Zend Framework 2 #laryssa-muniz Graduada em Telemática - Estácio de Sá Especialista em Engenharia de Software - UECE Mestranda em Ciências da Computação - UECE Analista de Sistemas - Brain

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores. Leslier S. Corrêa

Organização e Arquitetura de Computadores. Leslier S. Corrêa Organização e Arquitetura de Computadores Leslier S. Corrêa O nome refere-se ao matemático John Von Neumann, que foi considerado o criador dos computadores da forma como são projetados até hoje. Entretanto,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Segurança de Redes Parte II Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Segurança da Informação n Parte II n Segurança em Redes de Computadores 2 1 Agenda Parte

Leia mais

Política de Segurança de Informações

Política de Segurança de Informações Política de Segurança de Informações Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda. 1. Apresentação A Política de Segurança da Informação da Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda. ( Edge Investimentos ), aplica-se

Leia mais

GATEPLUS SISTEMA HOTSPOT DE GESTÃO E CONTROLE DE INTERNET

GATEPLUS SISTEMA HOTSPOT DE GESTÃO E CONTROLE DE INTERNET GATEPLUS 2.2 - SISTEMA HOTSPOT DE GESTÃO E CONTROLE DE INTERNET O GATEPLUS 1.5 POSSUI SISTEMA DE CONTROLE DE USUÁRIOS, PODE SER INTEGRADO AOS PRINCIPAIS PMS S ASSOCIANDO TARIFAS PAGAS OU GRÁTIS DE INTERNET

Leia mais

WWW = WORLD WIDE WEB

WWW = WORLD WIDE WEB Internet WWW = WORLD WIDE WEB DOWNLOAD/UPLOAD Navegadores Motores de Busca Dica de Pesquisa 1) Frases explícitas: professortonzera, informática para concursos 2) Professortonzera facebook 3) Pesquisas

Leia mais

Muito se fala do ransomware e que as empresas devem se proteger contra ele. Mas com o que realmente estamos lidando?

Muito se fala do ransomware e que as empresas devem se proteger contra ele. Mas com o que realmente estamos lidando? www.artit.com.br 1 2 www.artit.com.br www.artit.com.br 3 Muito se fala do ransomware e que as empresas devem se proteger contra ele. Mas com o que realmente estamos lidando? Neste ebook, a ART IT esclarece

Leia mais

Nível de segurança de uma VPN

Nível de segurança de uma VPN VPN Virtual Private Network (VPN) é uma conexão segura baseada em criptografia O objetivo é transportar informação sensível através de uma rede insegura (Internet) VPNs combinam tecnologias de criptografia,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO AUDITORIA E QUALIDADE DE SOFTWARE AUTORES GABRIEL DA SILVA DE MORAES MATHEUS PEREIRA DE OLIVEIRA TÁRIK ARAUJO DE SOUSA ROMERO HENRIQUE SANTOS FURTADO GOIANIA 2016 Sumário

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA Relatório de malware de Julho: Ciber-criminosos defraudam férias online Neste mês foi detectado um novo espião para Android, de seu nome ZitMo, capaz de roubar o código mtan, uma

Leia mais

Configurando o Cisco VPN 3000 Concentrator 4.7.x para obter um certificado digital e um certificado SSL

Configurando o Cisco VPN 3000 Concentrator 4.7.x para obter um certificado digital e um certificado SSL Configurando o Cisco VPN 3000 Concentrator 4.7.x para obter um certificado digital e um certificado SSL Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Instale Certificados

Leia mais

Trabalho Final de SISTEMAS INTEGRADOS DE MANUFATURA

Trabalho Final de SISTEMAS INTEGRADOS DE MANUFATURA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA - UnB FACULDADE DE TECNOLOGIA - FT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA - EME Trabalho Final de SISTEMAS INTEGRADOS DE MANUFATURA Período: 1º/2001 Desenvolvimento de Applets JAVA

Leia mais

Segurança em camadas

Segurança em camadas FUNDAÇÃO CENTRO DE ANÁLISE, PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO FUCAPI CPGE Segurança em camadas Fundamentos de Segurança da Informação Conceito Segurança em camadas (defense-in-depth)

Leia mais

Introdução à Programação de Computadores Parte I

Introdução à Programação de Computadores Parte I Introdução à Programação de Computadores Parte I Prof. Dr. Edson Pimentel Centro de Matemática, Computação e Cognição Objetivos Compreender os componentes básicos de um programa... Objetivos Bacharelado

Leia mais

Criptografia em redes de computadores. Gabriel Stefen e Thiago Stefen

Criptografia em redes de computadores. Gabriel Stefen e Thiago Stefen Criptografia em redes de computadores Gabriel Stefen e Thiago Stefen O que é criptografia? Criptografia é técnica pela qual a informação pode ser transformada da sua forma original para outra ilegível,

Leia mais

Sistemas de Informação (SI) Infraestrutra de Tecnologia da Informação (TI): Software

Sistemas de Informação (SI) Infraestrutra de Tecnologia da Informação (TI): Software Sistemas de Informação (SI) Infraestrutra de Tecnologia da Informação (TI): Software Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Faculdade de Ciências

Leia mais

Manual de Configuração.

Manual de Configuração. O NX WiFi é um conversor de Serial e Ethernet para WiFi, com isso eliminando o cabeamento em suas instalações e deixando-os equipamentos com mais mobilidade. NX WiFi Modo STA Modo STA Neste modo o NXWiFi

Leia mais

Funcionalidade e Protocolos da Camada de Aplicação

Funcionalidade e Protocolos da Camada de Aplicação Funcionalidade e Protocolos da Camada de Aplicação Network Fundamentals Capítulo 3 1 Aplicações A Interface entre usuário e Rede de Dados A Camada de aplicação provê recursos para enviar e receber dados

Leia mais

CARACTERÍSTICAS. é a mais recente versão do sistema operacional da Microsoft.

CARACTERÍSTICAS. é a mais recente versão do sistema operacional da Microsoft. WINDOWS 10 CARACTERÍSTICAS WINDOWS 10 é a mais recente versão do sistema operacional da Microsoft. É Multiplataforma! Vários tipos de dispositivos! O Download pode ser instalado em PCs e dispositivos móveis

Leia mais

Arquitetura da Aplicação Web

Arquitetura da Aplicação Web Linguagem de Programação para Web Arquitetura da Aplicação Web Prof. Mauro Lopes 1-31 24 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando o Java. Apresentaremos nesta

Leia mais

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Blog Tecnologia na Educação Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Karina Padial Antes de qualquer coisa, vamos explicar o que é a Hora do Código. Trata-se

Leia mais

fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0

fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0 Entenda o que é um certificado digital SSL (OPENSSL) fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0 1. O que é "Certificado Digital"? É um documento criptografado que contém informações

Leia mais

Segurança de Sistemas

Segurança de Sistemas Segurança de Sistemas Prof. Luiz A. Nascimento Auditoria e Segurança de Sistemas de Informação Anhanguera Taboão da Serra Segurança dos dados. Como se proteger? Controle de acesso Senhas Criptografia Backup

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO. Smart Relay SISTEMA DE AUTOMAÇÃO POR COMANDO DE VOZ

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO. Smart Relay SISTEMA DE AUTOMAÇÃO POR COMANDO DE VOZ PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Smart Relay SISTEMA DE AUTOMAÇÃO POR COMANDO DE VOZ CURITIBA 2013 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

Leia mais

Introdução. descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD. mostrar o ambiente de programas dos SGBD s

Introdução. descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD. mostrar o ambiente de programas dos SGBD s Introdução Contribuição do Capítulo 2: discutir modelos de dados definir conceitos de esquemas e instâncias descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD mostrar o ambiente de programas

Leia mais

O FENÔMENO DA AMNÉSIA DIGITAL

O FENÔMENO DA AMNÉSIA DIGITAL O FENÔMENO DA AMNÉSIA DIGITAL A Kaspersky Lab pesquisa a incapacidade de memorizar informações que confiamos a dispositivos digitais www.kaspersky.com Levamos uma vida agitada e estamos sempre com pressa,

Leia mais

"Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles

Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles "Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles Prof. Jeferson Bogo Cupom futuropolicial30. 30% de desconto na compra de qualquer curso, válido até

Leia mais

quem utiliza esse processo para envio de s, por exemplo, está bem protegido de fraudes.

quem utiliza esse processo para envio de  s, por exemplo, está bem protegido de fraudes. A criptografia é um conceito técnico usado para codificar uma determinada informação, de tal forma que somente o seu destinatário e o emissor da mensagem consigam acessá-la. O objetivo é evitar que terceiros

Leia mais

Protótipo de um software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP

Protótipo de um software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP Protótipo de um software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP Acadêmico: Paulo Fernando da Silva Orientador: Sérgio Stringari Roteiro Introdução Fundamentos Segurança

Leia mais

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta.

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta. Olá turma! Bem-vindos de volta. UNIDADE 3 Educação à distância: conceitos básicos Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias Você sabe o que são NTICs? Como elas poderiam auxiliar no seu processo de aprendizagem?

Leia mais

II Encontro Anual da Academia Nacional de Engenharia Rio de Janeiro, RJ 25 de novembro de 2016

II Encontro Anual da Academia Nacional de Engenharia Rio de Janeiro, RJ 25 de novembro de 2016 II Encontro Anual da Academia Nacional de Engenharia Rio de Janeiro, RJ 25 de novembro de 2016 Segurança na Sociedade Digital: Novos Desafios, Velhos Problemas Cristine Hoepers, D.Sc. cristine@cert.br

Leia mais

Criptografia da próxima geração CUCM Criptografia elíptico da curva

Criptografia da próxima geração CUCM Criptografia elíptico da curva Criptografia da próxima geração CUCM 11.0 - Criptografia elíptico da curva Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Gerenciamento certificado Gerando Certificados

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER 20462 - ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Estrutura de tópicos do curso Módulo 1: Introdução à administração de banco de dados do SQL Server 2014 Este módulo

Leia mais

As diferenças em um relance

As diferenças em um relance As diferenças em um relance Talvez você já tenha usado a versão para consumidor do Microsoft Excel, como o Microsoft Office 2013, para outras finalidades além do trabalho. Agora que adotou o Google Apps

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Aula N : 03 Tema:

Leia mais

Pedido de Microfilmes

Pedido de Microfilmes Pedidos de Microfilmes Online Pedido de Microfilmes Com o Pedido de Filmes Online, você pode pedir microfilmes e microfichas constantes no catálogo em FamilySearch.org. Esses microfilmes são então emprestados

Leia mais

FORNECENDO COMUNICAÇÃO SEGURA EM AMBIENTES DE SISTEMA EMBARCADOS USANDO ARDUÍNO

FORNECENDO COMUNICAÇÃO SEGURA EM AMBIENTES DE SISTEMA EMBARCADOS USANDO ARDUÍNO FORNECENDO COMUNICAÇÃO SEGURA EM AMBIENTES DE SISTEMA EMBARCADOS USANDO ARDUÍNO Autores : Iago Marinheiro ELIAS, Giorgy ismael da rosa OLIVEIRA, Thiago Locatelli Candido de OLIVEIRA, Vanessa Barbosa ROLIM.

Leia mais

ADMINISTRANDO O WINDOWS SERVER 2012

ADMINISTRANDO O WINDOWS SERVER 2012 20411 - ADMINISTRANDO O WINDOWS SERVER 2012 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1: Configurando e Solucionando problemas de sistema de nome de domínio Este módulo explica como configurar e solucionar problemas

Leia mais

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado Segurança de Dados Segurança de dados e sigilo de informações ainda é um tema longe de ser solucionado no Brasil e no Mundo. A cada novo dispositivo lançado, cada nova transação bancária ou a cada novo

Leia mais

Ransomware. <Nome> <Instituição> < >

Ransomware. <Nome> <Instituição> < > Ransomware Agenda Ransomware Como se prevenir Outros cuidados a serem tomados Créditos Mantenha-se informado Ransomware (1/4) Programa que torna inacessíveis os dados armazenados

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

TECNOLOGIA WEB. Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). DOCENTE PROFESSOR CELSO CANDIDO Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Conhecimentos: o Web Designer; o Arquitetura de Máquina; o Implementação

Leia mais

Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network

Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network O sistema baseado em cloud Kaspersky Security Network (KSN), criado para reagir o mais rapidamente possível às novas ameaças que

Leia mais

Tecnologias de Desenvolvimento de Páginas web

Tecnologias de Desenvolvimento de Páginas web Tecnologias de Desenvolvimento de Páginas web HTML DHTML CSS Javascript Visual Basic Script Java HTML Hypertext Markup Language HTML Hypertext Markup Language Linguagem com a qual se definem as páginas

Leia mais

O que é Segurança da Informação

O que é Segurança da Informação PARTE V - CRIPTOGRAFIA O que é Segurança da Informação 1 Segurança de Informação relaciona-se com vários e diferentes aspectos referentes à: confidencialidade / privacidade, autenticidade, integridade,

Leia mais

Cartilha de Segurança para Internet Parte III: Privacidade

Cartilha de Segurança para Internet Parte III: Privacidade Cartilha de Segurança para Internet Parte III: Privacidade NIC BR Security Office nbso@nic.br Versão 2.0 11 de março de 2003 Resumo Esta parte da Cartilha discute questões relacionadas à privacidade do

Leia mais

Os salários de 15 áreas de TI nas cinco regiões do Brasil

Os salários de 15 áreas de TI nas cinco regiões do Brasil Os salários de 15 áreas de TI nas cinco regiões do Brasil Entre 2011 e 2012, os salários na área de tecnologia da informação (TI) cresceram em média 10,78% um número animador, que pode motivar jovens estudantes

Leia mais

05. No BrOffice.org Impress: a) o comando Duplicar, disponível no menu Editar, faz uma ou mais cópias de um objeto

05. No BrOffice.org Impress: a) o comando Duplicar, disponível no menu Editar, faz uma ou mais cópias de um objeto INFORMÁTICA 01. Na placa-mãe alguns componentes já vêm instalados e outros serão conectados na sua placa de circuito. Um exemplo típico de componente que já vem, nativamente, instalado na placa-mãe é:

Leia mais

Manutenção Preventiva e Preditiva da Corrosão

Manutenção Preventiva e Preditiva da Corrosão Manutenção Preventiva e Preditiva da Corrosão Parte II O princípio de Le Châtelier aplicado à Engenharia de Manutenção Cap. 4.2 Comentários Finais 1. Introdução Nos capítulos anteriores (cf. 4 e 4.1),

Leia mais

INE5630 Solução da Prova 2 21/11/2011

INE5630 Solução da Prova 2 21/11/2011 INE5630 Solução da Prova 2 21/11/2011 1. Embora navegadores Web sejam fáceis de usar, os servidores Web sejam relativamente fáceis de configurar e gerenciar, e o conteúdo da Web esteja cada vez mais fácil

Leia mais

Comece a usar o BrightLink Pro

Comece a usar o BrightLink Pro BrightLink Pro 450Ui/460Ui Comece a usar o BrightLink Pro O BrightLink Pro é uma ferramenta de produtividade para salas de conferência e de aula que permite que crie um quadro branco digital sempre que

Leia mais

As primeiras versões do windows eram constituídas por 16 bits sendo essas : -Windows 1.0 -Windows 2.0 -Windows 3.x

As primeiras versões do windows eram constituídas por 16 bits sendo essas : -Windows 1.0 -Windows 2.0 -Windows 3.x Evolução do Windows 16bits As primeiras versões do windows eram constituídas por 16 bits sendo essas : -Windows 1.0 -Windows 2.0 -Windows 3.x Sendo as primeiras versões do windows Windows 1.0 O Windows

Leia mais

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware:

As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware: Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Decriptografia de SSL de partida Decriptografia de SSL de entrada Configuração para a decriptografia de SSL Decriptografia

Leia mais

Espionagem de atividade computacional por meio de sniffers e monitores de teclado

Espionagem de atividade computacional por meio de sniffers e monitores de teclado por meio de 2 de maio de 2012 Sumário 1 2 3 O que é um sniffer? Propósito principal de analisar o tráfego da rede O que é um sniffer? Propósito principal de analisar o tráfego da rede Configura a interface

Leia mais

Conecte-se e assuma o controle

Conecte-se e assuma o controle Conecte-se e assuma o controle A RealVNC inventou a tecnologia de compartilhamento de tela VNC há mais de vinte anos. Hoje, oferecemos um compartilhamento de tela seguro para uma grande variedade de aplicativos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com INTERNET Surgiu através de pesquisas e projetos voltados para o Departamento de Defesa Norte-Americano

Leia mais

Proteção de Próxima Geração

Proteção de Próxima Geração E-PAPER FEVEREIRO 2014 Proteção de Próxima Geração A criptografia e inspeção SSL mantêm as ameaças longe de seus dados e fora da sua rede. 1401069 Segurança de rede Hoje, entre 25 e 35 por cento do tráfego

Leia mais

20º Fórum de Certificação para Produtos de Telecomunicações 30 de novembro de 2016 Campinas, SP

20º Fórum de Certificação para Produtos de Telecomunicações 30 de novembro de 2016 Campinas, SP 20º Fórum de Certificação para Produtos de Telecomunicações 30 de novembro de 2016 Campinas, SP Problemas de Segurança e Incidentes com CPEs e Outros Dispositivos Cristine Hoepers cristine@cert.br Incidentes

Leia mais