MITO OU VERDADE? 11/02/2013 MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? Dois antivírus funcionam melhor que um?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MITO OU VERDADE? 11/02/2013 MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? MITO OU VERDADE? Dois antivírus funcionam melhor que um?"

Transcrição

1 Você é capaz de dizer se um firewall substitui um antivírus? E se o computador do usuário está sujeito a ser infectado só de visitar uma página da web? Por mais que especialistas alertem "instale um antivírus", as dúvidas quanto à segurança são sempre presentes. Dois antivírus funcionam melhor que um? 1

2 MITO Dois antivírus instalados no computador: Em alguns casos, instalar dois softwares dessa categoria é impossível. Competem entre si, Deixam o sistema mais lento, Abrem brecha para que a funcionalidade de um anule a proteção do outro. Na teoria, o banco de dados de um antivírus atualizado deve ser igual ao de seus concorrentes. O que muda, portanto, são detalhes de desempenho e configuração. Escolha o mais apropriado para suas necessidades e imunize sua máquina É possível ser infectado apenas visitando uma página? Da mesma forma que mensagens de s podem conter scripts maliciosos, os sites podem conter códigos da mesma natureza que são reconhecidos automaticamente pelo navegador. Vírus podem destruir fisicamente o hardware? Muitas vezes, esses códigos são inseridos inadvertidamente em sites populares, o que aumenta ainda mais o risco. Manter o navegador e o antivírus atualizados é uma forma de evitar o problema 2

3 Os malwares não têm a capacidade de causar danos físicos diretos à máquina, mas podem induzir algum componente do computador à exaustão ou mesmo alterar os códigos nativos de placas e outras peças. Um firewall funciona como um antivírus? Em alguns desses casos, o usuário pode perder para sempre o componente afetado MITO Um firewall é complementar ao antivírus e em hipótese alguma pode substituí-lo. Abrir s sem abrir anexo pode ser perigoso? Os firewalls são programas utilizados para evitar que conexões suspeitas e não autorizadas vindas da internet tenham acesso ao computador do usuário. Grande parte dos antivírus possui bons firewalls. Mesmo assim, os sistemas operacionais contam com uma versão nativa do "escudo digital" 3

4 Algumas mensagens podem vir com códigos maliciosos chamados de scripts embutidos no texto da mensagem. Vírus podem deixar o computador lento? Se o programa usado para ler s está configurado para interpretar scripts automaticamente, a máquina do usuário poderá ser infectada. Desabilite a função (nas configurações de auto execução do Windows, por exemplo) e mantenha o software sempre atualizado Dito popular : Tá uma carroça. Deve ser vírus. Alguns programas maliciosos utilizam a máquina do usuário remotamente para abusar da capacidade de processamento do computador e, entre outras atividades, propagar spams. Os malwares podem utilizar parte da banda larga do usuário para trocar informações, causando a impressão de que o sinal da internet está debilitado. Por mais "pesado" que seja um antivírus, é melhor mantê-lo em funcionamento a ter de arcar com as consequências de uma invasão Os antivírus protegem contra todo tipo de ameaça? 4

5 MITO Os antivírus são essenciais, mas não são eficazes como malwares, adwares, spywares ou trojans. Existem programas específicos para esses outros tipos de ameaça. O ideal é manter os dois tipos de softwares instalados e atualizados MALWARE O termo malware é proveniente do inglês malicious software; É um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações (confidenciais ou não). Vírus de computador, worms, trojan horse (cavalos de troia) e spywares são considerados malware. Também pode ser considerada malware uma aplicação legal que por uma falha de programação (intencional ou não) execute funções que se enquadrem na definição supra citada. Um programa malicioso pode ficar alojado no sistema sem ser notado? A maioria das ameaças utiliza essa técnica hoje. Quanto mais "imperceptível" for o invasor, mais danos ele conseguirá executar sem ser notado. Foi-se o tempo em que crackers criavam vírus apenas para importunar os usuários. A crescente demanda de comércio eletrônico e gerenciamento de conta bancária por meio da web têm atraído a ação dos criminosos. Não se esqueça de executar uma verificação em todo o sistema periodicamente 5

6 Antivírus pagos são mais eficazes? MITO Os antivírus pagos costumam oferecer recursos mais sofisticados, que integram outros softwares e facilitam a vida do usuário. Ainda assim, os sistemas de proteção dos softwares gratuitos são tão eficazes quanto, desde que sejam atualizados periodicamente. Não existe um antivírus que proteja o computador contra 100% das ameaças, seja ele pago ou gratuito. Mesmo assim a ferramenta é indispensável. Um vírus pode vir embarcado em um arquivo (ex: JPG, WMV, PDF)? É possível introduzir códigos maliciosos dentro de arquivos. Esses códigos exploram versões vulneráveis dos softwares utilizados para abri-los. Por isso é tão importante manter os programas sempre atualizados, já que atualizações surgem periodicamente e visam diminuir os riscos. 6

7 Usar computadores públicos é mais perigoso? Talvez "perigoso" não seja a palavra correta, mas fato é que o usuário não tem o controle dos softwares de um computador público. Sendo assim, o sistema está mais suscetível a abrigar arquivos mal-intencionados, que captam informações confidenciais como contas e senhas. Evite acessar redes sociais e contas de em locais públicos Os pendrives podem propagar vírus e outras ameaças? Os crackers abusam do poder de mobilidade do pendrive e desenvolvem ameaças capazes de alojarem-se na unidade de memória (no caso o pendrive) assim que plugada ao computador. Dica: faça uma verificação nas unidades de memória sempre que possível (no gerenciamento do antivírus é possível escolher a verificação para unidades específicas) e desabilite funções do sistema operacional que executam os arquivos do pendrive automaticamente. 7

8 Fonte: 8

SEGURANÇA NA INTERNET

SEGURANÇA NA INTERNET Disponível em: http://segurancaprivadadobrasil.files.wordpress.com/2009/07/seguranca_net_-_cadeado.jpg SEGURANÇA NA INTERNET Maria Beatrís Zielinski Tracienski SEGURANÇA DOS COMPUTADORES: INTRODUÇÃO Um

Leia mais

Aula 2 Malwares. Prof. Mayk Choji. Técnicas de Segurança em Redes. UniSALESIANO Araçatuba

Aula 2 Malwares. Prof. Mayk Choji. Técnicas de Segurança em Redes. UniSALESIANO Araçatuba Aula 2 Malwares Técnicas de Segurança em Redes Prof. Mayk Choji UniSALESIANO Araçatuba 15 de agosto de 2016 Sumário 1. Introdução 2. Vírus 3. Worm 4. Keylogger/Screenlogger 5. Spyware 6. Backdoor 7. Trojan

Leia mais

Questão 10. Justificativa A QUESTÃO DEVERÁ SER ANULADA

Questão 10. Justificativa A QUESTÃO DEVERÁ SER ANULADA Questão 10 Parecer Justificativa DEFERIDO A PALAVRA SÓ FOI MAL EMPREGADA, DEVERIA SER UTILIZADA A PALAVRA PREFERENCIALMENTE, POIS DEPENDENDO DA CONFIGURAÇÃO DO PROXY, A MESMA PODE FUNCIONAR EM OUTRA MÁQUINA,

Leia mais

Segurança de Sistemas

Segurança de Sistemas Segurança de Sistemas Prof. Luiz A. Nascimento Auditoria e Segurança de Sistemas de Informação Anhanguera Taboão da Serra Segurança dos dados. Como se proteger? Controle de acesso Senhas Criptografia Backup

Leia mais

INFORMÁTICA. Com o Professor: Rene Maas

INFORMÁTICA. Com o Professor: Rene Maas INFORMÁTICA Com o Professor: Rene Maas Arquivos anexados a mensagens de e-mail podem conter vírus, que só contaminarão a máquina se o arquivo anexado for executado. Portanto, antes de se anexar um arquivo

Leia mais

WWW = WORLD WIDE WEB

WWW = WORLD WIDE WEB Internet WWW = WORLD WIDE WEB DOWNLOAD/UPLOAD Navegadores Motores de Busca Dica de Pesquisa 1) Frases explícitas: professortonzera, informática para concursos 2) Professortonzera facebook 3) Pesquisas

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO FACULDADE LEÃO SAMPAIO Hardware e software Parte 2 Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 Softwares Drivers Drivers são softwares que permitem a comunicação entre o sistema operacional e os dispositivos

Leia mais

Ransomware. < >

Ransomware. <Nome> <Instituição> < > Ransomware Agenda Ransomware Como se prevenir Outros cuidados a serem tomados Créditos Mantenha-se informado Ransomware (1/4) Programa que torna inacessíveis os dados armazenados

Leia mais

Sistemas Operacionais e Vírus

Sistemas Operacionais e Vírus Sistemas Operacionais e Vírus Em informática, Vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um VÍRUS biológico, infecta o sistema, faz copias de

Leia mais

PALESTRA. E E por falar em Segurança...

PALESTRA. E E por falar em Segurança... PALESTRA E E por falar em Segurança... O que vamos ver Conceitos e Termos Resultados da Mini Pesquisa Por que estamos falando em Segurança Programas Maliciosos Spam O que vamos ver também Engenharia Social

Leia mais

Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE. Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares

Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE. Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Aviso! Avaliação bimestral em: 08/07/15 https://www.youtube.com/watch?v=0koosyqo2hk&feature=related

Leia mais

Informática. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: Segurança da Informação

Informática. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: Segurança da Informação Informática Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: Segurança da Informação Conteúdo da Aula Tipos de Ataque Golpes na Internet Ataques na Internet Malwares Spam Outros Riscos Mecanismos de Segurança Segurança

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Gestão de Tecnologia da Informação PROPOSTA TÉCNICA SISTEMAS OPERACIONAIS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Gestão de Tecnologia da Informação PROPOSTA TÉCNICA SISTEMAS OPERACIONAIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Gestão de Tecnologia da Informação PROPOSTA TÉCNICA SISTEMAS OPERACIONAIS Professora Lucilia Ribeiro Alunos: Levi Joshua da Silva Silas Alef de Almeida Caldas Marcus

Leia mais

Firewall. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Firewall. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Firewall Prof. Marciano dos Santos Dionizio Firewall (definições) Por que do nome firewall? Antigamente, quando as casas eram feitas de madeira o fogo era um grande problema, pois se alastrava facilmente

Leia mais

Fabrício Vasconcellos Turma 2 Prof. Nataniel Vieira NOD 32 ANTIVÍRUS 6

Fabrício Vasconcellos Turma 2 Prof. Nataniel Vieira NOD 32 ANTIVÍRUS 6 Fabrício Vasconcellos Turma 2 Prof. Nataniel Vieira NOD 32 ANTIVÍRUS 6 Com os tipos e as quantidades de dados que estão sendo armazenados em um computador, torna-se prioridade proteger contra todos os

Leia mais

Novos domínios. Já descobriu que há novos domínios?

Novos domínios. Já descobriu que há novos domínios? Novos domínios Já descobriu que há novos domínios? Os novos domínios vão revolucionar a internet. Pré-registe agora o domínio da sua preferência e tenha mais hipóteses de que o seu registo seja feito com

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins. Informática Básica

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins. Informática Básica INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins Informática Básica Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio Aula 05 2015/2 Thatiane de Oliveira Rosa

Leia mais

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley Técnico em Radiologia Prof.: Edson Wanderley Rede de Computadores Modelo Mainframe Terminal Computador de grande porte centralizado; Os recursos do computador central, denominada mainframe são compartilhadas

Leia mais

Segurança. Tecnologias de Informação I TI-16. Instituto do Emprego e Formação Profissional. Formador: Paulo Gomes

Segurança. Tecnologias de Informação I TI-16. Instituto do Emprego e Formação Profissional. Formador: Paulo Gomes Segurança A Segurança a da informação Protecção contra acesso por terceiros Palavra passe de rede Permite ao utilizador autenticar-se a uma rede e aceder aos recursos disponibilizados por esta(ficheiros,

Leia mais

Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador?

Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador? Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador? Deixar seu browser armazenar suas senhas e detalhes do cartão de crédito pode ser conveniente, mas também é um risco à segurança. O tamanho deste risco depende

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML 1 Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML 1. Conceitos e termos importantes XML Empresarial: é um sistema web (roda

Leia mais

Ameaças a computadores. Prof. César Couto

Ameaças a computadores. Prof. César Couto Ameaças a computadores Prof. César Couto Conceitos Malware: termo aplicado a qualquer software desenvolvido para causar danos em computadores. Estão nele incluídos vírus, vermes e cavalos de tróia. Vírus:

Leia mais

O QUE É? O Microsoft Windows Server é um sistema operacional destinado para servidores.

O QUE É? O Microsoft Windows Server é um sistema operacional destinado para servidores. Profº J.VIDAL WINDOWS SERVER O QUE É? O Microsoft Windows Server é um sistema operacional destinado para servidores. SERVIDOR Em informática, um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Faculdade de Administração e Ciências Contábeis Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação Segurança da Informação

Leia mais

Fábrica de Noobs Reloaded Sistemas Operacionais Kali Linux

Fábrica de Noobs Reloaded Sistemas Operacionais Kali Linux Fábrica de Noobs Reloaded Sistemas Operacionais Kali Linux O Kali Linux é um sistema operacional de código aberto baseado em Debian, voltada para hacking. É uma distribuição destinada a análise de vulnerabilidades,

Leia mais

O que é um malware? O que é vírus de computador? Como os vírus agem? O que são Vírus de Computador e como agem:

O que é um malware? O que é vírus de computador? Como os vírus agem? O que são Vírus de Computador e como agem: O que são Vírus de Computador e como agem: Vírus de computador são pequenos programas capazes de causar grandes transtornos a indivíduos, empresas e outras instituições: podem apagar dados, capturar informações,

Leia mais

Vantagens: É gratuito; Salva em formato PDF (Portable Document Format); Compatibilidade com outros programas e arquivos;

Vantagens: É gratuito; Salva em formato PDF (Portable Document Format); Compatibilidade com outros programas e arquivos; Vantagens: É gratuito; Salva em formato PDF (Portable Document Format); Compatibilidade com outros programas e arquivos; Ponteiro Localização na Tela O que fazer Sobre as células da planilha Dentro

Leia mais

Informática. Comparando Windows XP e Windows 7. Professor Márcio Hunecke.

Informática. Comparando Windows XP e Windows 7. Professor Márcio Hunecke. Informática Comparando Windows XP e Windows 7 Professor Márcio Hunecke www.acasadoconcurseiro.com.br Informática COMPARANDO WINDOWS XP E WINDOWS 7 Edições O Windows XP, assim como o Windows 7, possui

Leia mais

Manual de Instalação da Leitora para cartão e-cpf e Instrução para assinatura digital (SGP-e)

Manual de Instalação da Leitora para cartão e-cpf e Instrução para assinatura digital (SGP-e) SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO - SEA Sistema de Gestão de Protocolo Eletrônico Manual de Instalação da Leitora para cartão e-cpf e Instrução para assinatura digital (SGP-e) SUMÁRIO 1- Qual o objetivo

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta. CST em Redes de Computadores

Fundamentos de Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta. CST em Redes de Computadores Fundamentos de Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta CST em Redes de Computadores Introdução Computadores Computadores são compostos, basicamente, de CPU, memória e dispositivos de entrada e saída

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 6 Segurança na Camada de Aplicação Obtenção de Acesso não Autorizado via Malwares Vírus, Worms, Trojan e Spyware Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br

Leia mais

Informática. Aula: 10/10 Prof. Márcio. Visite o Portal dos Concursos Públicos

Informática. Aula: 10/10 Prof. Márcio.  Visite o Portal dos Concursos Públicos Aula: 10/10 Prof. Márcio UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS DO CURSO

Leia mais

Aula 4. Por que os controles Segurança e os desafios Tipos de controle Privacidade Crimes Administração de Segurança Ética

Aula 4. Por que os controles Segurança e os desafios Tipos de controle Privacidade Crimes Administração de Segurança Ética Aula 4 Por que os controles Segurança e os desafios Tipos de controle Privacidade Crimes Administração de Segurança Ética Por que os controles são necessários Os controles são necessários para garantir

Leia mais

CANAIS DE ATENDIMENTO. Saiba como fazer as operações bancárias em qualquer lugar e em horários diferenciados

CANAIS DE ATENDIMENTO. Saiba como fazer as operações bancárias em qualquer lugar e em horários diferenciados CANAIS DE ATENDIMENTO Saiba como fazer as operações bancárias em qualquer lugar e em horários diferenciados RÁPIDO, PRÁTICO E EM QUALQUER LUGAR! Com o objetivo de facilitar o seu dia a dia, os bancos disponibilizam

Leia mais

Bruna Freire Pedroso da Costa Guilherme Carvalho Lucas Henrique Muniz Raul Vinícius Nascimento Vanessa Baptista. D&D Info

Bruna Freire Pedroso da Costa Guilherme Carvalho Lucas Henrique Muniz Raul Vinícius Nascimento Vanessa Baptista. D&D Info Bruna Freire Pedroso da Costa Guilherme Carvalho Lucas Henrique Muniz Raul Vinícius Nascimento Vanessa Baptista D&D Info Sistema de gerenciamento O SisAlu pode ser usado via rede e instalado em até 5 (cinco)

Leia mais

Soluções de segurança Avira

Soluções de segurança Avira Vírus? Que vírus? Mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo Soluções de segurança Avira para usuários domésticos e home offices * Fonte: Cowen and Company 12/2008 As pessoas querem segurança. Isso

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação NAC Eduardo Martins Pereira Fernando Bracalente Marcelo Dinofre Mario Luiz Bernardinelli Apresentacao NAC v4.2 Agenda Introdução Segurança de Acesso O que é NAC Histórico Empresas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Edital nº. 005-200 CARGO: TÉCNICO ADMINISTRATIVO DE NÍVEL MÉDIO FUNÇÃO: AUXILIAR DE LABORATÓRIO DE INFORMATICA Nome: RG: CPF: Nº. de inscrição:

Leia mais

Manual Windows (PC) Instalação Configuração 3CX 6.0 Softphone

Manual Windows (PC) Instalação Configuração 3CX 6.0 Softphone Manual Windows (PC) Instalação Configuração 3CX 6.0 Softphone Quando se trata de softphones configuráveis pelo usuário, o Softphone 3CX é uma das melhores opções. Além do fato do 3CX ser muito confiável,

Leia mais

Kaspersky Lab alerta para aumento dos ataques de Trojans brasileiros contra bancos portugueses

Kaspersky Lab alerta para aumento dos ataques de Trojans brasileiros contra bancos portugueses ALERTA DE SEGURANÇA Kaspersky Lab alerta para aumento dos ataques de Trojans brasileiros contra bancos portugueses Além de enfrentar a crise financeira presente na Europa, os bancos portugueses têm agora

Leia mais

EXERCÍCIOS. a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III.

EXERCÍCIOS. a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III. Informática Léo Matos EXERCÍCIOS 1. (Idecan/Município de Apiacá-ES/2014) No Word (configuração padrão), para se criar um documento novo, basta ir em Arquivo > Novo, ou pressionar CTRL + O. A sequência

Leia mais

Instalação do sistema Precision NF-e Versão 1.00

Instalação do sistema Precision NF-e Versão 1.00 Instalação do sistema Precision NF-e Versão 1.00 Desenvolvido por Maggiore em 11/2016 Sumário 1 Download do instalador do sistema... 3 2 Instalação do sistema... 6 3 Desinstalação do Firebird... 10 4 Configuração

Leia mais

Software. I-210T Tools. Manual de usuário MAN-PT-DE-I210T Tools-01.00_16

Software. I-210T Tools. Manual de usuário MAN-PT-DE-I210T Tools-01.00_16 Software Manual de usuário MAN-PT-DE-I210T Tools-01.00_16 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso software. Para garantir o uso correto e eficiente, é imprescindível a leitura completa deste manual

Leia mais

Pen Test. Pen Test. Pen Test. Processo de identificar e explorar vulnerabilidades ataques lógicos ataques físicos engenharia social

Pen Test. Pen Test. Pen Test. Processo de identificar e explorar vulnerabilidades ataques lógicos ataques físicos engenharia social Prof. Luiz A. Nascimento Segurança da Informação Faculdade Nossa Cidade 2 Penetration Test Teste de Penetração ou Invasão Processo de identificar e explorar vulnerabilidades ataques lógicos ataques físicos

Leia mais

OBJETIVOS: Esta apostila apresenta de forma simples, objetiva e eficiente alguns recursos oferecidos para navegação pela Internet.

OBJETIVOS: Esta apostila apresenta de forma simples, objetiva e eficiente alguns recursos oferecidos para navegação pela Internet. OBJETIVOS: Esta apostila apresenta de forma simples, objetiva e eficiente alguns recursos oferecidos para navegação pela Internet. A idéia é facilitar o aprendizado, apresentando paralelamente um diálogo

Leia mais

ASIA ASSET GESTORA DE RECURSOS LTDA. PLANO DE CONTINGÊNCIA E CONTINUIDADE DOS NEGÓCIOS

ASIA ASSET GESTORA DE RECURSOS LTDA. PLANO DE CONTINGÊNCIA E CONTINUIDADE DOS NEGÓCIOS ASIA ASSET GESTORA DE RECURSOS LTDA. PLANO DE CONTINGÊNCIA E CONTINUIDADE DOS NEGÓCIOS O presente Plano de Contingência e Continuidade de Negócios ( Plano ) tem como objetivo definir os procedimentos que

Leia mais

Limpar cache e dados de navegação

Limpar cache e dados de navegação Limpar cache e dados de navegação O termo cache refere-se a "uma área de armazenamento onde dados ou processos frequentemente utilizados são guardados para um acesso futuro mais rápido, poupando tempo

Leia mais

4. Julgue os Itens sobre Segurança da Informação:

4. Julgue os Itens sobre Segurança da Informação: Informática Léo Matos 1. O computador de Roberto, rodando o sistema operacional Microsoft Windows 7, possui dois aplicativos que podem executar determinado tipo de arquivo. Roberto gostaria de determinar

Leia mais

Conceitos de Segurança

Conceitos de Segurança I N S T I T U T O F E D E R A L D E S E R G I P E P R O F. M A R C E L O M A C H A D O C U N H A W W W. M A R C E L O M A C H A D O. C O M Por que alguém iria querer invadir um computador? Utilizar o computador

Leia mais

PF + ABIN Informática Questões 2. Prof. Rafael Araujo

PF + ABIN Informática Questões 2. Prof. Rafael Araujo A figura acima ilustra uma janela do Excel 2003 contendo uma planilha com dados de rentabilidade de fundos de investimento do BB, cotados no dia 12/5/2008. Considerando essa janela, julgue o item subseqüente.

Leia mais

Ameaça é tudo aquilo que pode comprometer a segurança de um sistema, podendo ser acidental (falha de hardware, erros de programação/usuários,

Ameaça é tudo aquilo que pode comprometer a segurança de um sistema, podendo ser acidental (falha de hardware, erros de programação/usuários, $XWDUTXLD(GXFDFLRQDOGR9DOHGR6mR)UDQFLVFR± $(96) )DFXOGDGHGH&LrQFLDV6RFLDLVH$SOLFDGDVGH3HWUROLQD± )$&$3( &XUVRGH&LrQFLDVGD&RPSXWDomR 6(*85$1d$($8',725,$'(6,67(0$6 ³6HJXUDQoDGH,QIRUPDo}HV $QDOLVDQGR$PHDoDV

Leia mais

Geralmente, o firewall também é configurado para não bloquear o tráfego de saída. Por exemplo, um banco pode querer isolar a rede da tesouraria do res

Geralmente, o firewall também é configurado para não bloquear o tráfego de saída. Por exemplo, um banco pode querer isolar a rede da tesouraria do res FIREWALL A conexão com a Internet traz às corporações os seguintes riscos: Relacionados a dados: confidencialidade, integridade e disponibilidade; Relacionados aos recursos e ativos da empresa; Relacionados

Leia mais

CURSO DE IMERSÃO EM FOREX MANUAL DE CONEXÃO CURSO ONLINE

CURSO DE IMERSÃO EM FOREX MANUAL DE CONEXÃO CURSO ONLINE CURSO DE IMERSÃO EM FOREX MANUAL DE CONEXÃO CURSO ONLINE Caro aluno(a). Primeiramente muito obrigado por escolher a Escola De Operadores como a sua instituição de Educação Financeira Responsável. A seguir

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS MÓDULO 1

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS MÓDULO 1 FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS MÓDULO 1 Índice 1. Introdução...3 1.1. Conceituação dos Sistemas Operacionais... 3 2 1. INTRODUÇÃO 1.1. CONCEITUAÇÃO DOS SISTEMAS OPERACIONAIS A maior parte dos equipamentos

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO AUDITORIA E QUALIDADE DE SOFTWARE AUTORES GABRIEL DA SILVA DE MORAES MATHEUS PEREIRA DE OLIVEIRA TÁRIK ARAUJO DE SOUSA ROMERO HENRIQUE SANTOS FURTADO GOIANIA 2016 Sumário

Leia mais

Informática Sistemas Operacionais Aula 5. Cleverton Hentz

Informática Sistemas Operacionais Aula 5. Cleverton Hentz Informática Sistemas Operacionais Aula 5 Cleverton Hentz Sumário Introdução Fundamentos sobre Sistemas Operacionais Gerenciamento de Recursos Interface Com Usuário Principais Sistemas Operacionais 2 Introdução

Leia mais

Procedimento de configuração Técnica Multimídia HD DVB-S2

Procedimento de configuração Técnica Multimídia HD DVB-S2 Procedimento de configuração Técnica Multimídia HD DVB-S2 www.greatek.com.br Índice 1-Procedimento de Atualização de Firmware... 2 2-Procedimento de Inserção da Lista de Canais do Satélite StarOne C2...

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SEG Aula N : 11 Tema: Servidores Proxies

Leia mais

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são:

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são: Malwares Códigos Maliciosos - Malware Códigos maliciosos (malware) são programas especificamente desenvolvidos para executar ações danosas e atividades maliciosas em um computador. Algumas das diversas

Leia mais

CARTILHA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

CARTILHA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CARTILHA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 1 Índice 1 CONCEITOS DE SEGURANÇA... 5 1.1 O que é Segurança da Informação?...5 1.2 Cuidado com os vírus de computador...5 1.3 Dicas para manter seu computador seguro...5

Leia mais

Resolução de Problemas da Informática Básica. Roger Daniel Boeira

Resolução de Problemas da Informática Básica. Roger Daniel Boeira Resolução de Problemas da Informática Básica Roger Daniel Boeira boeira.roger@gmail.com Usuário: userlab Senha: Equileus rogerdanielboeira.weebly.com Práticas de Backup O que é backup e como fazer? Backup

Leia mais

Informática Básica. Aula 05 Segurança e HTML

Informática Básica. Aula 05 Segurança e HTML Informática Básica Aula 05 Segurança e HTML Segurança Para o uso seguro da Internet, os usuários devem tomar alguns cuidados ao navegar por páginas em busca de conhecimento ou divertimento. Além dos conhecidos

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº: 0002/C

INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº: 0002/C IDENTIFICAÇÃO COMPONENTE: Softwares para instalação em computador OCORRÊNCIA: Autoclaves, Termodesinfectoras e Esterilizadores SPS. DESCRIÇÃO DO PROBLEMA Os computadores utilizados pelos técnicos de campo

Leia mais

Maquinas Virtuais. Hardware De Sistemas Operacionais. Mayuri Rego Dos Santos pep Natália Soares De Souza pep InfºA

Maquinas Virtuais. Hardware De Sistemas Operacionais. Mayuri Rego Dos Santos pep Natália Soares De Souza pep InfºA Maquinas Virtuais Hardware De Sistemas Operacionais Mayuri Rego Dos Santos pep-1560054 Natália Soares De Souza pep-1560191 InfºA Saiba o que são máquinas virtuais e como elas ajudam na segurança do PC

Leia mais

SEGURANÇA DIGITAL GUIA RÁPIDO PARA SÍNDICO, CORPO DIRETIVO E PORTARIA

SEGURANÇA DIGITAL GUIA RÁPIDO PARA SÍNDICO, CORPO DIRETIVO E PORTARIA SEGURANÇA DIGITAL GUIA RÁPIDO PARA SÍNDICO, CORPO DIRETIVO E PORTARIA 2016 BENEFÍCIOS DA INTERNET Encontrar antigos amigos, fazer novas amizades; Acessar sites de notícias e esportes; Participar de cursos

Leia mais

ÍNDICE. 1. Requisitos de Sistema para o curso Smart English

ÍNDICE. 1. Requisitos de Sistema para o curso Smart English ÍNDICE 1. Requisitos de Sistema para o curso Smart English 2. Livro Digital Smart Course (EDO) a. Configuração de Navegadores b. Instalação Automática (System Check) das ferramentas para o EDO c. Solução

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA

POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA ÍNDICE 1. POLÍTICA DE SEGURANÇA 3 2. CONTROLE DE DOCUMENTO 3 3. ESPECIFICAÇÃO 3 3.1. Objetivo 3 3.2. Responsabilidades e Proibições 4 3.3. Senhas 5 3.4. Realizações de Backups 6 4.

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação GESTÃO DA INFORMAÇÃO O que há por trás dos Sistemas Informatizados 2 Mas o que é segurança da informação? Os princípios básicos da segurança são: A confidencialidade; Integridade; Disponibilidade das informações.

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2016 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

O que é um sistema distribuído?

O que é um sistema distribuído? Disciplina: Engenharia de Software 4 Bimestre Aula 1: ENGENHARIA DE SOFTWARE DISTRIBUÍDO O que é um sistema distribuído? Segundo Tanenbaum e Steen (2007) um sistema distribuído é uma coleção de computadores

Leia mais

PCKeeper. Lógica de status do PCKeeper

PCKeeper. Lógica de status do PCKeeper Lógica de status do CONTEÚDO 1 Introdução 2 Lógica de status 3 Live 4 Antivirus 5 Informações adicionais 1. INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é explicar os indicadores de status que o Live e o Antivirus

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Observação Código Documento Rev. Folha

POLÍTICA DE SEGURANÇA. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Observação Código Documento Rev. Folha Documentação da Política de Segurança BRA_STI 1.1 1 / 9 POLÍTICA DE SEGURANÇA Autor: Brainvest Consultoria Financeira Ltda. Data de Criação: 09 de Abril de 2012 Última Atualização: 08 de Junho de 2015

Leia mais

O Terminal Server nos fornece a possibilidade de vários usuários utilizarem o mesmo sistema ao mesmo tempo.

O Terminal Server nos fornece a possibilidade de vários usuários utilizarem o mesmo sistema ao mesmo tempo. Manual para instalação e configuração do Terminal Server no Windows Server 2003. Terminal Server. O Terminal Server nos fornece a possibilidade de vários usuários utilizarem o mesmo sistema ao mesmo tempo.

Leia mais

Procedimento de Configuração para uso do PROJUDI

Procedimento de Configuração para uso do PROJUDI Manual do Usuário Procedimento de Configuração para uso do PROJUDI Usuários Externos Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Configuração... 4 Mozilla... 6 Bloqueador de PopUps... 7 Java... 8 Adobe

Leia mais

Manual de Utilização do Portal SAR

Manual de Utilização do Portal SAR Manual do Usuário Manual de Utilização do Portal SAR SAR Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Instalação do Serviço de Aplicações Remotas (SAR)... 4 Acesso Remoto Verificação da Versão do

Leia mais

Endereço: https://sapiens.agu.gov.br (Mozilla Firefox ou Google Chrome, atualizados em suas últimas versões.)

Endereço: https://sapiens.agu.gov.br (Mozilla Firefox ou Google Chrome, atualizados em suas últimas versões.) 1 Endereço: https://sapiens.agu.gov.br (Mozilla Firefox ou Google Chrome, atualizados em suas últimas versões.) MANUAL COMPLETO: http://sapienswiki.agu.gov.br/ Digitar Login e Senha recebidos por e-mail.

Leia mais

Informática CESGRANRIO

Informática CESGRANRIO Informática CESGRANRIO Todas as disciplinas 1 01. (Banco do Brasil/CESGRANRIO/2014) Informações importantes de uma pessoa que teve seu computador invadido foram coletadas e enviadas para terceiros. Um

Leia mais

ADS Assinador Digital Soft Guia do usuário Instalação e configuração ADS ASSINADOR DIGITAL SOFT - GUIA DO USUÁRIO

ADS Assinador Digital Soft Guia do usuário Instalação e configuração ADS ASSINADOR DIGITAL SOFT - GUIA DO USUÁRIO ADS Assinador Digital Soft Guia do usuário Instalação e configuração ADS - Assinador Digital Soft O ADS é um conjunto de soluções para Assinatura Digital simples e acessível que busca atender os diversos

Leia mais

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Birigui SP Setembro - 2013 1. Configurando o Ambiente. Este documento mostra como configurar o ambiente do GigaChef para usar o Tablet

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE Conceitos Básicos A Informática é a informação automática, ou seja, é a utilização de algumas técnicas para o tratamento de informações por meio de um computador.

Leia mais

1. Objetivo 2 2. O que é o ABNTColeção 2 3. Infra-estrutura mínima e desejável 2 4. Como acessar sua coleção Site

1. Objetivo 2 2. O que é o ABNTColeção 2 3. Infra-estrutura mínima e desejável 2 4. Como acessar sua coleção Site SUMÁRIO 1. Objetivo 2 2. O que é o ABNTColeção 2 3. Infra-estrutura mínima e desejável 2 4. Como acessar sua coleção 3 4.1. Site 3 4.2. Senha 3 5. Visualizar a coleção contratada 4 5.1. Clique em Exibir

Leia mais

Política de Uso WIFI- INTEGRADO Sumário

Política de Uso WIFI- INTEGRADO Sumário Política de Uso WIFI- INTEGRADO Sumário 1 Introdução...2 2 Público alvo...3 3 Objetivo......3 4 Informações Técnicas...3 5 Política de uso...4 5.1 Regras gerais para usuários...5 5.2 Violação das regras...6

Leia mais

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 Lista de Figuras T.I. para o Dealer Suite: Servidores Figura 1 Tela Principal do ESXi...4 Figura 2 Tela VMware Player...5 Figura 3 Arquivo /etc/exports do

Leia mais

GATEPLUS SISTEMA HOTSPOT DE GESTÃO E CONTROLE DE INTERNET

GATEPLUS SISTEMA HOTSPOT DE GESTÃO E CONTROLE DE INTERNET GATEPLUS 2.2 - SISTEMA HOTSPOT DE GESTÃO E CONTROLE DE INTERNET O GATEPLUS 1.5 POSSUI SISTEMA DE CONTROLE DE USUÁRIOS, PODE SER INTEGRADO AOS PRINCIPAIS PMS S ASSOCIANDO TARIFAS PAGAS OU GRÁTIS DE INTERNET

Leia mais

Sidicom S4. Tutorial acesso ao S4 via tablets e smartphones

Sidicom S4. Tutorial acesso ao S4 via tablets e smartphones Sidicom S4 Tutorial acesso ao S4 via tablets e smartphones Agora você pode acessar o S4 de seus dispositivos móveis! Quer utilizar o sistema S4 (Sistema de gestão empresarial Sidicom) em um tablet ou smartphone?

Leia mais

Agrupamento de Escolas Monte de Caparica Tecnologias de Informação e Comunicação 7.º ANO

Agrupamento de Escolas Monte de Caparica Tecnologias de Informação e Comunicação 7.º ANO Agrupamento de Escolas Monte de Caparica Tecnologias de Informação e Comunicação 7.º ANO PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO (Disciplina Semestral 34 blocos de 45 ) 2016/2017 Domínio Conteúdos COMUNICAÇÃO E COLABORAÇÃO

Leia mais

LINX DMS Apollo/BRAVOS Distribuição de Documentos Fiscais Eletrônicos 1 / 18

LINX DMS Apollo/BRAVOS Distribuição de Documentos Fiscais Eletrônicos 1 / 18 LINX DMS Apollo/BRAVOS Distribuição de Documentos Fiscais Eletrônicos 1 / 18 Assunto... 3 Abrangência... 3 Aplicação... 3 Finalidade... 5 Configuração... 5 Utilização manual... 7 Utilização automática...

Leia mais

Checklist- Os maiores vilões da sua produtividade na internet. VIVER DE BLOG Página 1

Checklist- Os maiores vilões da sua produtividade na internet. VIVER DE BLOG Página 1 Checklist- Os maiores vilões da sua produtividade na internet VIVER DE BLOG Página 1 INTRODUÇÃO Principalmente quem trabalha em casa, através da internet, sabe a quantidade de distrações existentes à nossa

Leia mais

Sistemas Operacionais de Redes Windows. Ricardo Kléber

Sistemas Operacionais de Redes Windows. Ricardo Kléber Sistemas Operacionais de Redes Windows Ricardo Kléber ricardo.galvao@ifrn.edu.br Objetivos Instalar e configurar e manter o Sistema Operacional Windows Server; Montar na prática uma rede cliente-servidor

Leia mais

Manual de Instalação Digital Signage Versão 5.39.445

Manual de Instalação Digital Signage Versão 5.39.445 Manual de Instalação Digital Signage Versão 5.39.445 Versão 3.2 28 de agosto de 2012 Copyright 2012 BroadNeeds Rev. 20120828 Pagina 1 de 24 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REQUISITOS NECESSÁRIOS... 3 3. PREPARAÇÃO

Leia mais

SEGURANÇA NA INTERNET. Disciplina: Informática Professor: Gustavo Sabry

SEGURANÇA NA INTERNET. Disciplina: Informática Professor: Gustavo Sabry SEGURANÇA NA INTERNET Disciplina: Informática Professor: Gustavo Sabry ABRIL/2016 RISCOS NA INTERNET Acesso a conteúdos impróprios ou ofensivos: ao navegar você pode se deparar com páginas que contenham

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DA REDE eduroam

CONFIGURAÇÃO DA REDE eduroam Acesso à eduroam O presente manual tem como objetivo documentar todos os passos necessários para a configuração da rede eduroam (Education Roaming) do sistema operativo Windows 10. 14.09. 2016 CONFIGURAÇÃO

Leia mais

GTI IMPRESSORAS. Manual de instalação da ferramenta. Sistemas operacionais

GTI IMPRESSORAS. Manual de instalação da ferramenta. Sistemas operacionais Manual de instalação da ferramenta GTI IMPRESSORAS Sistemas operacionais Microsoft Windows 2000 Microsoft Windows XP Microsoft Windows Vista Microsoft Windows 7 Microsoft Windows 8 Linux Para confecção

Leia mais

Informática. Pragas Virtuais. Professor Márcio Hunecke.

Informática. Pragas Virtuais. Professor Márcio Hunecke. Informática Pragas Virtuais Professor Márcio Hunecke www.acasadoconcurseiro.com.br Informática PRAGAS VIRTUAIS Malware, ou praga virtual é todo e qualquer software que tem objetivos maliciosos. Em malware,

Leia mais

SISTEMA DE BILHETAGEM AUTOMÁTICA MANUAL MÓDULO PESSOA FÍSICA - SÃO LUÍS

SISTEMA DE BILHETAGEM AUTOMÁTICA MANUAL MÓDULO PESSOA FÍSICA - SÃO LUÍS SISTEMA DE BILHETAGEM AUTOMÁTICA MANUAL MÓDULO PESSOA FÍSICA - SÃO LUÍS Revisão 06 / Abril de 2015 Índice I n t r o d u ç ã o.................................................................................................

Leia mais

Breve Introdução aos Sistemas Operativos. Disciplina de Informática PEUS, U.Porto

Breve Introdução aos Sistemas Operativos. Disciplina de Informática PEUS, U.Porto Breve Introdução aos Sistemas Operativos Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Definição de Sistema Operativo Um programa que funciona como intermediário entre o utilizador do computador e os

Leia mais

Compartilhando dados anônimos com a Lenovo. Conteúdo. Harmony

Compartilhando dados anônimos com a Lenovo. Conteúdo. Harmony Compartilhando dados anônimos com a Lenovo Conteúdo Compartilhando dados anônimos com a Lenovo... 1 Harmony... 1 Lenovo Companion 3.0... 2 Lenovo Customer Engagement Service... 3 Lenovo Experience Improvement

Leia mais

AWP PROVEDOR DE SERVIÇOS DE SOFTWARE

AWP PROVEDOR DE SERVIÇOS DE SOFTWARE Verificações Certificado A3 - SaaS Última atualização: Aug 18, 2016 05:36PM BRT AWP PROVEDOR DE SERVIÇOS DE SOFTWARE A emissão com o certificado A3 no GNF-e SaaS exige que sejam feitas algumas configurações

Leia mais

ANÁLISE DE MALWARE: COMPREENDENDO O FUNCIONAMENTO DE ARTEFATOS MALICIOSOS PARA A GERAÇÃO MANUAL DE DEFESAS

ANÁLISE DE MALWARE: COMPREENDENDO O FUNCIONAMENTO DE ARTEFATOS MALICIOSOS PARA A GERAÇÃO MANUAL DE DEFESAS ANÁLISE DE MALWARE: COMPREENDENDO O FUNCIONAMENTO DE ARTEFATOS MALICIOSOS PARA A GERAÇÃO MANUAL DE DEFESAS Farol de Santa Cruz Leomar Viegas Junior nformation Security Specialist / Network Security Archtect

Leia mais

Manual de Instalação de Software SoapAdmin3.5

Manual de Instalação de Software SoapAdmin3.5 Manual de Instalação de Software SoapAdmin3.5 Versão 0.1 Data 02/01/2016 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Observações Gerais.... 3 2.1 Pré Requisitos e Requisitos Recomendados.... 3 2.2 Requisitos de configuração....

Leia mais