Estágio no Núcleo de Prática Jurídica - Escritório de Assistência Jurídica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estágio no Núcleo de Prática Jurídica - Escritório de Assistência Jurídica"

Transcrição

1 Edital nº 02/2016 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA ESTÁGIO EXTRACURRICULAR NO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA - ESCRITÓRIO DE ASSISTÊNCIA JURÍDICA E APROVEITAMENTO EM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS A professora KARLEN CHRISTINI PRATA DA SILVA, Supervisora de Estágio do Curso de Direito do Instituto Maranhense de Ensino e Cultura - IMEC, no uso de suas atribuições legais e regimentais, declara aberto o período de inscrições para Estágio no Escritório de Assistência Jurídica e aproveitamento em instituições conveniadas, fixando as seguintes normas: Estágio no Núcleo de Prática Jurídica - Escritório de Assistência Jurídica Artigo 1º - As inscrições para o Estágio no Escritório de Assistência Jurídica - EAJ serão no período de 10/10/2016 a 14/10/2016, das 18h30m às 21h00m, no Instituto Maranhense de Ensino e Cultura - IMEC, somente para os alunos regulamente matriculados no 6º, 8º e 9º semestres, na data da inscrição. Artigo 2º- No ato da inscrição, o aluno deverá preencher formulário próprio com a indicação obrigatória dos seus dados pessoais e informar o turno desejado para o estágio no Escritório de Assistência Jurídica; Artigo 3º - A relação dos alunos inscritos será publicada no dia 17 de outubro podendo a aluno iniciar o estágio imediatamente após a sua inscrição, tendo este a duração de até 180 (cento e oitenta) horas. Artigo 4º - O exercício do estágio realizado nas dependências do EAJ será de segunda a sexta, das 8h00h às 18h00h. Estágio em Instituições Conveniadas Artigo 5º - Os alunos poderão cumprir as 180 (cento e oitenta) horas obrigatórias de estágio extracurricular em qualquer órgão público ou escritório profissional da área jurídica, desde que tal instituição esteja devidamente conveniada com ao Instituto Maranhense de Ensino e Cultura IMEC, e que tal estágio tenha sido exercido a partir do 6º período do curso.

2 Artigo 6º - Os alunos poderão apresentar Termo de Convênio e Termo de Compromisso, devidamente assinados pelos responsáveis pelo estágio do aluno em local onde ainda não houve a formação de convênio, para fins de habilitar tal instituição para o estágio. 1º - Tais documentações podem ser solicitadas junto à Supervisão de Estágio do IMEC; 2º- As datas de início e término, assim como o horário do exercício do estágio em instituições conveniadas serão fixadas por estas, segundo o seu interesse e disponibilidade. Das Disposições Finais Artigo 7º - Caso o aluno consiga cumprir as 180 (cento e oitenta) horas de estágio extracurricular antes do término do prazo estipulado, deverá solicitar junto à Supervisão de Estágio, o Termo de Desligamento. Artigo10 - Os casos omissos e recursos contra uma possível reprovação, serão resolvidos em conjunto pela Supervisão de Estágio e a Coordenação do Curso de Direito, sempre de maneira fundamentada e com ata de reunião especialmente para isso formalizada, desde que haja a devida provocação por escrito pelo aluno, sempre no prazo improrrogável de 2 (dois) dias. São Luís, 27 de setembro de Karlen Christini Prata da Silva Supervisora de Estágio do Curso de Direito do IMEC

3 ANEXO I RELATÓRIO SIMPLIFICADO DE ESTÁGIO 1. Dados cadastrais Nome do estagiário: Matrícula: Organização em que realiza o estágio: Nome do supervisor local do estágio: Nome do Supervisor de estágio da FACEM: Descrição das principais atividades desenvolvidas: 2. Parecer do Aluno Em sua avaliação, os objetivos da prática do estágio: ( ) Foram plenamente atingidos ( ) Foram atingidos parcialmente ( ) Não foram atingidos Comente sua resposta (obrigatório): Relacione as principais dificuldades enfrentadas (obrigatório): Explique como se deu a relação teoria-prática na sua experiência de estágio (obrigatório):

4 Destaque as principais contribuições do estágio para sua vida estudantil, profissional e pessoal (obrigatório): Assinatura do Estagiário Data: / / Parecer do Supervisor Local do Estágio Supervisionado Obs: Preencher somente após o preenchimento pelo aluno do item 2 com suas respostas O desempenho do aluno, na sua opinião foi: ( ) Acima das expectativas ( ) Como o esperado ( ) Um pouco abaixo do que se esperava do aluno ( ) Sem qualquer tipo de aproveitamento Comentário (obrigatório): Data: / /2016 Assinatura do Supervisor Local do Estágio Supervisionado

5 4. Parecer do Supervisor de Estágio do IMEC Obs: Preencher somente após o preenchimento pelo aluno e pelo orientador direto do aluno no estágio (itens 2 e 3) com suas respostas De acordo com as peças trazidas pelo aluno e juntadas a este relatório e as respostas acima, na sua visão, o estágio foi desenvolvido de forma: ( ) Excelente ( ) Satisfatória ( ) Regular ( ) Insatisfatória Comentário (obrigatório): Data: / / Assinatura do Supervisor de Estágio do IMEC Certifico que o estagiário cumpriu, nas datas e locais registrados, o total de horas/aula de estágio. Nota a ser atribuída: Assinatura e carimbo do Supervisor de Estágio do IMEC

EDITAL Nº 04 / 2016 NPJ

EDITAL Nº 04 / 2016 NPJ EDITAL Nº 04 / 2016 NPJ A Coordenação do Núcleo de Prática Jurídica, no uso de suas atribuições regimentais, torna pública a regulamentação da VALIDAÇÃO do ESTÁGIO SUPERVISIONADO, para o ano letivo de

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES ARTIGO 1º - Considera-se Estágio Curricular, o conjunto de atividades de aprendizagem social, profissional

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES CURSO DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DELIBERAÇÃO DA COC-I NORMAS DE ESTÁGIO CURRICULAR Dispõe sobre a regulamentação da atividade

Leia mais

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação da Universidade do Estado de Minas Gerais Campus de Frutal/MG

Leia mais

Objetivo O exercício deste estágio objetiva promover atividades de apoio ao micro empreendedor individual (MEI) junto ao SEBRAE-PE.

Objetivo O exercício deste estágio objetiva promover atividades de apoio ao micro empreendedor individual (MEI) junto ao SEBRAE-PE. Laureate International Universities R EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO DO SEBRAE 1 A FACULDADE DOS GUARARAPES, mantida pela Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura - SOCEC, com sede em Jaboatão dos Guararapes

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. A análise e registro das atividades complementares serão realizados pelo Núcleo de Extensão e Apoio à Cultura NEAC,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 Regulamenta as atividades de Estágio Curricular Obrigatório e Não-obrigatório do Curso de Graduação da Escola de Engenharia

Leia mais

Coordenação do Curso de Geografia - PCO

Coordenação do Curso de Geografia - PCO RESOLUÇÃO DO COLEGIADO DE COORDENAÇÃO DIDÁTICA DO CURSO DE GEOGRAFIA PUC MINAS EM CONTAGEM N. 01/2007 Regulamenta os estágios curriculares obrigatórios e não obrigatórios, no âmbito do Curso de Geografia

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamenta a realização de estágio no âmbito do curso de Bacharelado em Ciências da Computação do Instituto

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Praia Grande São Paulo Dezembro de 2008 CAPÍTULO I DA NATUREZA Artigo 1º O presente regulamento tem como objetivo normatizar as atividades relacionadas com o estágio

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE DOM ALBERTO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO SANTA CRUZ DO SUL, JUNHO DE 2010. 1. REGULAMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO Das atividades de estágio Art. 1. O estágio supervisionado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO DECISÃO 03/2015 - Altera: Decisão n o 03/2013 ESTÁGIO SUPERVISIONADO A, reunida em 18 de novembro de 2015, no uso de suas atribuições, DECIDE Regulamentar a atividade de Ensino de Estágio Supervisionado,

Leia mais

Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA

Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA 1 Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA REGULAMENTO GERAL APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia tem como objetivo principal proporcionar ao

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta)

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) Estabelece normas para a realização de estágios obrigatórios e não obrigatórios no âmbito dos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

EDITAL/EAJ N O 001/2011

EDITAL/EAJ N O 001/2011 EDITAL/EAJ N O 001/2011 A Associação de Ensino Superior do Piauí AESPI torna públicas as condições para a inscrição e seleção ao quadro de estagiários do Escritório de Assistência Judiciária EAJ (conveniado

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O Diretor Geral Pró Tempore do Instituto Federal Catarinense Campus de Blumenau, no uso de

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM REGIMENTO DO ESTÁGIO TÍTULO I. Do Estágio

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM REGIMENTO DO ESTÁGIO TÍTULO I. Do Estágio UNVERSDADE FEDERAL DE JUZ DE FORA FACULDADE DE ENFERMAGEM Campus Universitário - Martelos - Juiz de Fora - MG - 36036-330 - Fone (032) 3229-3000 Ramais 3820/ 3821/ Tel. Fax: (0XX32) 3229-3822 - Fone (0XX32)

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Núcleo de Prática Jurídica e do Estágio Supervisionado no Curso de Direito da Faculdade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012 Regulamenta as atividades de Estágios Supervisionados Obrigatório e Não

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA FADIP

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA FADIP REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA FADIP O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Bacharelado em Direito da FADIP Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE REGULAMENTO DAS ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE REGULAMENTO DAS ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA LÍNGUA PORTUGUESA

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES CAMPO LIMPO PAULISTA 2014 Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica - Telecomunicações

Leia mais

1. DOS FUNDAMENTOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA

1. DOS FUNDAMENTOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DO MESTRADO DA ESCOLA SUPERIOR DOM HELDER CÂMARA 1º SEMESTRE DE 2017 1. DOS FUNDAMENTOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA O candidato ao estágio de docência deve ser um aluno regularmente

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES DO ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO Considerando o significado e a importância do Estágio como parte fundamental da formação profissional, define-se

Leia mais

- NPJ - DIRETRIZES E ROTINAS

- NPJ - DIRETRIZES E ROTINAS - NPJ - DIRETRIZES E ROTINAS Agosto/2016 I. Missão O NPJ tem por finalidade a supervisão, articulação e promoção de atividades de Prática Jurídica pelos estudantes do Curso de Direito, sob a forma real

Leia mais

Universidade de Rio Verde Faculdade de Direito Núcleo de Prática Jurídica NPJ A N E X O I

Universidade de Rio Verde Faculdade de Direito Núcleo de Prática Jurídica NPJ A N E X O I A N E X O I ESTAGIÁRIOS CONVENIADOS EXCETO PARA OS CONVENIADOS EM ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA E DEPARTAMENTO JURÍDICO DE EMPRESAS Avenida Tocantins, quadra 07, sem número, Setor Universitário, Rio Verde GO.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS -CCH COORDENAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS NORMAS ESPECÍFICAS

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL

REGULAMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL REGULAMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL Art. 1º. O aluno que ingressar no Curso de Serviço Social da PUC-Rio deverá cumprir 60 horas em atividades

Leia mais

FACULDADE SÃO FRANCISCO DE JUAZEIRO-BA

FACULDADE SÃO FRANCISCO DE JUAZEIRO-BA EDITAL N. 1 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA MONITORIA DA EMPRESA JÚNIOR, ESCRITÓRIO MODELO E LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FACULDADE SÃO FRANCISCO DE

Leia mais

EDITAL/VICE-REITORIA/DIRGRAD/N.017/2017

EDITAL/VICE-REITORIA/DIRGRAD/N.017/2017 EDITAL/VICE-REITORIA/DIRGRAD/N.017/2017 Processo Seletivo para monitoria voluntária na disciplina de Avaliação Psicológica III, do Curso de Psicologia da Unoesc, Unidade de Pinhalzinho. O Vice-reitor de

Leia mais

Manual de Atividades Complementares

Manual de Atividades Complementares CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Manual de Atividades Complementares Belo Horizonte 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementar

Leia mais

ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR)

ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR) ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR) REGIMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - SEMESTRAL DA FACULDADE DE APUCARANA-FAP

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO CURRICULAR Ensino a Distância (EaD) - BACHARELADO

REGULAMENTO ESTÁGIO CURRICULAR Ensino a Distância (EaD) - BACHARELADO REGULAMENTO ESTÁGIO CURRICULAR Ensino a Distância (EaD) - BACHARELADO CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização

Leia mais

EDITAL Nº: 01/2016. Programa de Estágio Obrigatório Supervisionado no IFTM Campus Uberlândia

EDITAL Nº: 01/2016. Programa de Estágio Obrigatório Supervisionado no IFTM Campus Uberlândia EDITAL Nº: 01/2016 Programa de Estágio Obrigatório Supervisionado no IFTM Campus Uberlândia O diretor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Campus Uberlândia, Ednaldo

Leia mais

EDITAL DE TRANSFERÊNCIA FATEC TAUBATÉ Nº. 01/2016 DE 01 DE JUNHO DE REMANEJAMENTO ENTRE FATEC s

EDITAL DE TRANSFERÊNCIA FATEC TAUBATÉ Nº. 01/2016 DE 01 DE JUNHO DE REMANEJAMENTO ENTRE FATEC s EDITAL DE TRANSFERÊNCIA FATEC TAUBATÉ Nº. 01/2016 DE 01 DE JUNHO DE 2016. REMANEJAMENTO ENTRE FATEC s O Diretor da, no uso de suas atribuições legais, faz saber que serão abertas as inscrições para participação

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Conselho Universitário - CONSUNI RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Aprova o Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Mecânica. O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho

Leia mais

MÓDULO PERÍODO NOTURNO QUANTIDADE DE VAGAS. (19h às 21h30min) (19h às 21h30min) (19h às 21h30min) (19h às 21h30min)

MÓDULO PERÍODO NOTURNO QUANTIDADE DE VAGAS. (19h às 21h30min) (19h às 21h30min) (19h às 21h30min) (19h às 21h30min) EDITAL 013/2017 - PROCESSO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NOS CURSOS EXTRACURRICULARES DE ESPANHOL BÁSICO I, INGLÊS BÁSICO I, E (VAGAS REMANESCENTES) ESPANHOL BÁSICO II, (VAGAS REMANESCENTES) INGLÊS BÁSICO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA PRATICA DE DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGEd) DA UNOESC CAPÍTULO I

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA PRATICA DE DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGEd) DA UNOESC CAPÍTULO I MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA PRATICA DE DOCÊNCIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGEd) DA UNOESC CAPÍTULO I DA FINALIDADE E DO OBJETIVO DA PRÁTICA DE DOCÊNCIA Art. 1º A Prática de Docência constitui

Leia mais

REGULAMENTO COMPLEMENTAR DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA DA UTFPR CÂMPUS APUCARANA

REGULAMENTO COMPLEMENTAR DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA DA UTFPR CÂMPUS APUCARANA REGULAMENTO COMPLEMENTAR DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA DA UTFPR CÂMPUS APUCARANA CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O Estágio Curricular Supervisionado integrante

Leia mais

Manual do Estágio Supervisionado

Manual do Estágio Supervisionado IBB Ano 2015 1. APRESENTAÇÃO: A partir do 1º Semestre Letivo de 2016, os alunos em fase de conclusão do Curso de (Currículo 2013) deverão realizar o Estágio Curricular Supervisionado. O presente manual

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO Disciplinas de Estágio Supervisionado Art. 1º De acordo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - UNIFEB

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - UNIFEB REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - UNIFEB Da exposição de motivos Considerando que a disciplina Atividades Complementares

Leia mais

REGULAMENTO DA MONITORIA. para o exercício da Monitoria nos Cursos de Graduação da Universidade Iguaçu. discentes; magistério superior.

REGULAMENTO DA MONITORIA. para o exercício da Monitoria nos Cursos de Graduação da Universidade Iguaçu. discentes; magistério superior. i.e PRÓ-REITORIA ACADÊMICA REGULAMENTO DA MONITORIA Art. 1º. O presente regulamento estabelece as regras para o exercício da Monitoria nos Cursos de Graduação da Universidade Iguaçu UNIG, por meio de programas

Leia mais

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e;

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE Aprova Normas de Estágio Curricular Obrigatório do

Leia mais

Fatec Ipiranga EDITAL DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA - FATEC IPIRANGA N.º 06/ 2015 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015.

Fatec Ipiranga EDITAL DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA - FATEC IPIRANGA N.º 06/ 2015 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015. EDITAL DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA - FATEC IPIRANGA N.º 06/ 2015 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015. O Diretor da Faculdade de Tecnologia do Ipiranga FATEC IPIRANGA, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA. CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA. CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria Art. 1º - Entende-se por Monitoria, uma modalidade de ensino e aprendizagem que contribui para a formação integrada

Leia mais

RESOLUÇÃO TGT Nº 04/2015

RESOLUÇÃO TGT Nº 04/2015 ANO XLV N. 078 26/05/2015 SEÇÃO II PÁG. 028 RESOLUÇÃO TGT Nº 04/2015 Niterói, 06 de maio de 2015 O Colegiado do Curso de Graduação em Engenharia de Telecomunicações, em reunião ordinária de 06/05/2015,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito. CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015.

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. Regulamenta a realização de estágios dos alunos dos Cursos de Graduação do Campus de Itapeva. O Coordenador Executivo no uso de suas atribuições legais, expede

Leia mais

Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017

Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017 Edital de Credenciamento Centro de Estudo de Línguas 2017 O Dirigente Regional de Ensino de Fernandópolis, em atendimento às disposições da Resolução SE 44, de 13-08-2014, e Resolução SE 72, de 22-12-2016,

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento estabelece as normas para o cumprimento da carga horária mínima em Estágio

Leia mais

Processo de aproveitamento / nivelamento na área de linguagem musical

Processo de aproveitamento / nivelamento na área de linguagem musical Edital 03/2016 - CCM Boa Vista, 04 de agosto de 2016. Processo de aproveitamento / nivelamento na área de linguagem musical O PROFESSOR GUSTAVO FROSI BENETTI, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DO

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência RESOLUÇÃO CONSEPE 98/2009 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ARQUITETURA E URBANISMO, DO CAMPUS DE ITATIBA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor da Universidade São Francisco, no

Leia mais

REGULAMENTO REGIME ESPECIAL DE DEPENDÊNCIA

REGULAMENTO REGIME ESPECIAL DE DEPENDÊNCIA Estabelece a abertura do Regime Especial de Dependência para cumprimento de disciplinas em processo de reprovação por nota. A Direção Geral da Faculdade de São Vicente torna público aos alunos regularmente

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO CAMPUS DE COXIM DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO CAMPUS DE COXIM DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL RESOLUÇÃO Nº 5, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2015. O COLEGIADO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO CÂMPUS DE COXIM da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso Do Sul, no uso de suas atribuições

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ UESPI

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ UESPI EDITAL Nº 026 /2014 A Universidade Estadual do Piauí, por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários - PREX, MEMO DGP/Nº 050/2014, torna pública a abertura das inscrições para

Leia mais

CURSO: FISIOTERAPIA I DA CARACTERIZAÇÃO:

CURSO: FISIOTERAPIA I DA CARACTERIZAÇÃO: REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I e II CURSO: FISIOTERAPIA I DA CARACTERIZAÇÃO: Art.1º Estágio Supervisionado é disciplina oferecida aos alunos regularmente matriculados no oitavo e nono período

Leia mais

EDITAL Nº 04/2016 PROGRAMA DE BOLSA DE MONITORIA DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ARTES (PROF-ARTES)

EDITAL Nº 04/2016 PROGRAMA DE BOLSA DE MONITORIA DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ARTES (PROF-ARTES) EDITAL Nº 04/2016 PROGRAMA DE BOLSA DE MONITORIA DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ARTES (PROF-ARTES) O Conselho Gestor do Mestrado Profissional em Artes (PROF-ARTES) em Rede Nacional, no exercıćio

Leia mais

REGULAMENTO BOLSA ESTUDANTIL PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - PAE/UFVJM

REGULAMENTO BOLSA ESTUDANTIL PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - PAE/UFVJM REGULAMENTO BOLSA ESTUDANTIL PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - PAE/UFVJM CAPÍTULO PRIMEIRO - DOS PRINCÍPIOS E DA FINALIDADE Art. 1º- O Programa de Assistência Estudantil da Universidade Federal dos

Leia mais

CARTILHA DA ATIVIDADE PRG 107 O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. 68h de atividades teóricas presenciais na UFLA

CARTILHA DA ATIVIDADE PRG 107 O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. 68h de atividades teóricas presenciais na UFLA 1 CARTILHA DA ATIVIDADE PRG 107 O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Estágio de 408h formal e registrado na PROEC por meio de Convênio de Estágio e Termo de Compromisso 68h de atividades

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS SAJU

ORIENTAÇÕES GERAIS SAJU ORIENTAÇÕES GERAIS SAJU 2016.1 Com intuito de facilitar o acesso a informação quanto às atividades dos Estágios no Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), encaminhamos a presente circular. DO ESTÁGIO NO SAJU

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPEVISIONADO ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPEVISIONADO ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPEVISIONADO ENGENHARIA CIVIL O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE), no uso de suas prerrogativas legais, aprovou as alterações do Regulamento de Estágio Curricular

Leia mais

EDITAL Nº 03/2016 PPGBiotec PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO VOLUNTÁRIO FLUXO CONTÍNUO

EDITAL Nº 03/2016 PPGBiotec PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO VOLUNTÁRIO FLUXO CONTÍNUO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CÂMPUS DE GURUPI PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA Rua Badejós, chácaras 69/72, Zona Rural 77402-970 Gurupi/TO (63) 3311-3504 www.uft.edu.br ppgbiotec@uft.edu.br

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANTIDA PELA INSTITUIÇÃO PAULISTA DE ENSINO E CULTURA - IPEC REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA TUPÃ SP 2016 LEGISLAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização do Estágio Curricular

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Belo Horizonte 2017 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética do Centro Universitário

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO Art. 1 - O presente Regulamento baseia-se na obrigatoriedade do cumprimento das horas destinadas às

Leia mais

Universidade Federal do Oeste do Pará PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA

Universidade Federal do Oeste do Pará PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA Universidade Federal do Oeste do Pará PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA 1. Quais são os requisitos para obtenção de bolsa monitoria? a) o discente deve estar regularmente matriculado no período letivo em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA CÂMPUS JACOBINA.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA CÂMPUS JACOBINA. Edital 02/2015 SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA ESTÁGIO O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) do Câmpus Jacobina no uso de suas atribuições legais, torna pública

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Abril de 2014 1 CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1 Este regulamento normatiza as atividades de estágio supervisionado

Leia mais

ESCOLA SENAI CONDE ALEXANDRE SICILIANO

ESCOLA SENAI CONDE ALEXANDRE SICILIANO GUIA DE ESTÁGIO ESCOLA SENAI CONDE ALEXANDRE SICILIANO Área Profissional: INDÚSTRIA Habilitação: Técnico em Plástico Técnico em Eletroeletrônica ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO

Leia mais

EDITAL N.º 83/2016-CRCA/UNIFESSPA, DE 10 DE OUTUBRO DE 2016 EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIO/BOLSISTA

EDITAL N.º 83/2016-CRCA/UNIFESSPA, DE 10 DE OUTUBRO DE 2016 EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIO/BOLSISTA EDITAL N.º 83/2016-CRCA/UNIFESSPA, DE 10 DE OUTUBRO DE 2016 EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIO/BOLSISTA 1. CONVOCAÇÃO 1.1 O Centro de Registro e Controle Acadêmico- CRCA da Universidade Federal do Sul e

Leia mais

FACER FACULDADES FACULDADE DE JARAGUÁ PROGRAMA DE MONITORIA VOLUNTÁRIA

FACER FACULDADES FACULDADE DE JARAGUÁ PROGRAMA DE MONITORIA VOLUNTÁRIA FACER FACULDADES FACULDADE DE JARAGUÁ PROGRAMA DE MONITORIA VOLUNTÁRIA INTRODUÇÃO O exercício da Monitoria constitui-se em uma atividade de grande relevância, especialmente, por estimular no aluno de graduação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO O presente regulamento normatiza a atividade de Estágio, componente dos Projetos Pedagógicos dos cursos oferecidos pela Faculdades Gammon, mantida pela Fundação Gammon de Ensino

Leia mais

Bacharelado em Teologia. Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO

Bacharelado em Teologia. Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO Página 1 de 7 Bacharelado em Teologia Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO Art. 1º. O estágio supervisionado obrigatório do curso de graduação em Teologia

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I Edital nº 01/2015 Salvador, 12 de janeiro de 2015 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DO CAMPUS I UNEB, no uso de suas atribuições,

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS)

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Art. 1º O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da FCHPE destina-se ao treinamento de

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO FLEXÍVEL DO CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (ATIVIDADES COMPLEMENTARES)

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO FLEXÍVEL DO CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (ATIVIDADES COMPLEMENTARES) REGULAMENTO DO NÚCLEO FLEXÍVEL DO CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (ATIVIDADES COMPLEMENTARES) O presente Regulamento normatiza o oferecimento, a matrícula, o aproveitamento e a validação das

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES/ESTUDOS INDEPENDENTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Artigo 1º - O presente Regulamento baseia-se na obrigatoriedade do cumprimento das horas destinadas

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO O conselho do curso de Direito do Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara, no uso de suas competências

Leia mais

Estágios curriculares obrigatórios de curta duração Disciplina: Atividade Acadêmico-Profissional versão: maio 2009

Estágios curriculares obrigatórios de curta duração Disciplina: Atividade Acadêmico-Profissional versão: maio 2009 Informações Gerais Estágios curriculares obrigatórios de curta duração Disciplina: Atividade Acadêmico-Profissional versão: maio 2009 A realização de estágios curriculares (obrigatórios) e extracurriculares

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA Artigo 1º - O presente Regulamento baseia-se na obrigatoriedade do cumprimento das horas

Leia mais

Regulamento da Unidade Curricular de Estágio (Formação em Contexto de Trabalho) dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP)

Regulamento da Unidade Curricular de Estágio (Formação em Contexto de Trabalho) dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Regulamento da Unidade Curricular de Estágio (Formação em Contexto de Trabalho) dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Página 1 de 7 CAPÍTULO I Conceitos, objetivo e âmbito Artigo 1º Conceitos

Leia mais

EDITAL N 001/2015 ENFERMAGEM PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO

EDITAL N 001/2015 ENFERMAGEM PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CÂMPUS DE PALMAS CURSO DE ENFERMAGEM Av. NS 15, ALCNO 14, Bloco IV, 109 Norte Palmas/TO (63) 3232-8318 www.uft.edu.br enfermagem@uft.edu.br EDITAL N 001/2015 ENFERMAGEM

Leia mais

ANEXO 2 NORMAS GERAIS ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA

ANEXO 2 NORMAS GERAIS ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA ANEXO 2 NORMAS GERAIS ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA A2-121 ESTÁGIO OBRIGATÓRIO A atual Resolução CNE/CES n o 11, de 11 de março de 2002, do Conselho Nacional de Educação

Leia mais

Regulamento para a Operacionalização do Estágio Curricular

Regulamento para a Operacionalização do Estágio Curricular Regulamento para a Operacionalização do Estágio Curricular Cursos de Graduação Tecnológica (Radiologia e Sistemas Biomédicos) ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. NORMAS PARA O CUMPRIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR...

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC Local de atendimento: Divisão Acadêmica do CMCC Bloco A 5º andar - torre 2 Sala R503-2 Falar com Christian 4996-0094 secretariacmcc@ufabc.edu.br Leia a Resolução

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, considerando:

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, considerando: RESOLUÇÃO Nº 03/2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Regulamenta os Processos de Mobilidade Acadêmica no âmbito da UFCG e

Leia mais

EDITAL PÓS Nº 002/2016 INSCRIÇÕES E MATRÍCULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUÇÃO - LATO SENSU 2º SEMESTRE 2016

EDITAL PÓS Nº 002/2016 INSCRIÇÕES E MATRÍCULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUÇÃO - LATO SENSU 2º SEMESTRE 2016 EDITAL PÓS Nº 002/2016 INSCRIÇÕES E MATRÍCULAS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUÇÃO - LATO SENSU 2º SEMESTRE 2016 Gilceia Maria Lodi, diretora geral da Faculdade São Camilo RJ, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA PIM PLANO ANUAL DE MONITORIA

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA PIM PLANO ANUAL DE MONITORIA Of Circular /2011 FAPAC - Faculdade Presidente Antônio Carlos. ITPAC-INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS PORTO LTDA. Rua 02 Qd. 07 - Jardim dos Ypês Porto Nacional TO CEP 77.500-000 Fone:

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE C.S.T. EM PROCESSOS QUÍMICOS PORTARIA NORMATIVA Nº 1, 14 DE SETEMBRO DE 2009

COORDENAÇÃO DO CURSO DE C.S.T. EM PROCESSOS QUÍMICOS PORTARIA NORMATIVA Nº 1, 14 DE SETEMBRO DE 2009 COORDENAÇÃO DO CURSO DE C.S.T. EM PROCESSOS QUÍMICOS PORTARIA NORMATIVA Nº 1, 14 DE SETEMBRO DE 2009 Institui as normas e as atividades aprovadas para o aproveitamento de carga horária para compor atividades

Leia mais

EDITAL FATEC SÃO ROQUE Nº 01/2014 DE 12 DE MAIO DE 2014

EDITAL FATEC SÃO ROQUE Nº 01/2014 DE 12 DE MAIO DE 2014 EDITAL FATEC SÃO ROQUE Nº 01/2014 DE 12 DE MAIO DE 2014 O Diretor da Faculdade de Tecnologia de São Roque no uso de suas atribuições legais torna público que estão abertas as inscrições para participação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Introdução

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Introdução REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Introdução O presente regulamento constitui um documento interno do curso de Ciências Contábeis e tem por objetivo reger as atividades relativas ao Estágio Supervisionado.

Leia mais

EDITAL Nº 014/FUNDAÇÃO/2016

EDITAL Nº 014/FUNDAÇÃO/2016 EDITAL Nº 014/FUNDAÇÃO/2016 DIVULGA O QUADRO DE CURSOS E O NÚMERO DE VAGAS OFERTADAS E ESTABELECE CRITÉRIOS DE INSCRIÇÃO, SELEÇÃO, CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DA BOLSA DE ESTUDO INTEGRAÇÃO COMUNITÁRIA REFERENTE

Leia mais

EDITAL PROPESQ/PIBID N 3, DE 19 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PIBID/IFAP

EDITAL PROPESQ/PIBID N 3, DE 19 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PIBID/IFAP SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ EDITAL PROPESQ/PIBID N 3, DE 19 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PIBID/IFAP 1. APRESENTAÇÃO A COMISSÃO

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Belo Horizonte 2015 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética do Centro Universitário

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS RESOLUÇÃO Nº 03/2005

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS RESOLUÇÃO Nº 03/2005 RESOLUÇÃO Nº 03/2005 Normatiza a integralização de estágios no Curso de Psicologia da UFMG. O, no uso de suas atribuições e considerando: A Lei 6494 de 7 de Dezembro de 1977; O Decreto 87.497 de 18 de

Leia mais