MALHAS DE ALTA PERFORMANCE ALUMINIZADA VOCÊ NO CONTROLE!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MALHAS DE ALTA PERFORMANCE ALUMINIZADA VOCÊ NO CONTROLE!"

Transcrição

1 MALHAS DE ALTA PERFORMANCE ALUMINIZADA VOCÊ NO CONTROLE!

2 Aluminet é uma malha de sombra aluminizada termorrefletora de alta qualidade desenvolvida pela empresa Ginegar Polysack. No verão, diminui a entrada de radiação infravermelha (CALOR) para dentro do ambiente, podendo reduzir em até 20% a temperatura no interior da estufa comparado ao ambiente externo através de um manejo correto. No inverno, garante armazenamento de calor de radiação no interior da estufa, diminuindo a saída das ondas térmicas obtidas ao longo do dia, resultando em temperaturas mais altas e menores oscilações térmicas, o que proporciona economia de energia para os produtores que trabalham com aquecimento dos ambientes. Resultando em um microclima equilibrado. Capaz de refletir e redirecionar a luz solar em sua malha de alumínio retorcida, aumentando a captação de luz pelas plantas pelo efeito da difusão de luz em média de 15% a 20%, resultando ganho em fotossíntese. As fitas utilizadas na fabricação das malhas são cobertas com aditivos especiais de características antioxidantes e resistentes aos raios ultravioleta (UV), proporcionando maior durabilidade e longevidade. BENEFÍCIOS DO USO DA MALHA ALUMINET : Reduz a temperatura interna de estufas e telados no verão; Mantém a temperatura interna mais alta no inverno e/ou noites frias; Transmite luz difusa, ganho em atividade fotossintética; Reduz a incidência da radiação direta nas plantas; Controle do microclima em ambientes protegidos; Ganho de produtividade e qualidade; Barreira para as ondas de calor (Infravermelho), tanto no verão como no inverno; Menor variação da temperatura (dia/noite) no ambiente protegido; Economia de energia, menos gastos com óleo diesel e madeira para aquecimento das estufas; Controle da movimentação de ar; Conservação da umidade relativa (estabilidade); Proteção contra geadas ocasionadas por inversão térmica; Ambiente mais agradável, maior rendimento de sua equipe; Menor incidência de insetos por reflexão de radiação UV (economia com defensivos químicos); Menos gastos com irrigação (economia de até 20% no consumo de água pelas plantas); e Maior absorção e translocação de nutrientes pelas plantas. VERÃO: Barreira contra o excesso de luz e calor. 8ºC 6ºC 4ºC 2ºC 0ºC -2ºC -4ºC -6ºC -8ºC INVERNO: Retêm as ondas de calor que voltam para o ambiente conservando a energia armazenada durante o dia. EFEITO DA MALHA ALUMINET EM TELADO DE TOMATE EM CONDIÇÕES DE GEADA POR INVERSÃO TÉRMICA* Hora do dia 28ºC 26ºC 24ºC 22ºC 20ºC 18ºC 16ºC 14ºC 12ºC 10ºC 8ºC Economia de energia no inverno 12:00 18:00 00:00 6:00 12:00 Aluminet O 35% Exterior Malha negra 40% EFEITOS DA MALHA ALUMINET APLICADA NO INTERIOR DA ESTUFA COBERTA COM FILME DE POLIETILENO* 6ºC Hora do dia 5:32 10:53 16:13 21:33 Ar abaixo Aluminet O 35% Ar abaixo malha negra 40% Barreira para as ondas de calor Reduz a incidência de radiação direta e potencializa a transmissão de luz difusa. *Resultados de um estudo dirigido pela Organização de Investigação de Agricultura - Centro Vulcani, efetuado na região de Aravá, Israel.

3 CONTROLE DA TEMPERATURA: No verão em cultivos hidropônicos diminui a temperatura do ambiente e da solução nutritiva. No inverno mantém as temperaturas noturnas mais altas por conservação da energia acumulada durante o dia. CONTROLE DOS RAIOS INFRAVERMELHO E ULTRAVIOLETA: O Aluminet aplicado em sistemas de sombreamentos externos reduz a entrada de calor da radiação, além de aumentar a vida útil dos filmes plásticos por reduzir a incidência de raios UV. CONTROLE DO MICROCLIMA: Em culturas mais exigentes, o uso do A l u m i n e t e m s i s t e m a s d e sombreamentos móvel garante maior controle das condições microclimáticas, permitindo diferenciar o manejo de cada cultura ou estágio. CONTROLE DA EVAPOTRANSPIRAÇÃO: Promove economia de água, diminui o estresse hídrico e reduz a incidência de pragas/doenças, além de minimizar problemas de má formação de frutos. CONTROLE DO AMBIENTE DE TRABALHO: D i m i n u i a e x p o s i ç ã o à e l e va d a s t e m p e r a t u r a s e r a d i a ç ã o d i r e t a melhorando o rendimento da sua equipe. CONTROLE DE EXCESSO DE CALOR: Diminui a amplitude térmica e adiciona luz difusa ao ambiente. CONFORTO TÉRMICO ANIMAL BENEFÍCIOS* DO ALUMINET NA REDUÇÃO DO ESTRESSE CALÓRICO: Aumento da produção de leite; Animais menos estressados; Redução da taxa respiratória; Aumento do ganho de peso; Aumento do consumo de alimentos; Aumento da eficiência reprodutiva; Redução do consumo de água. *Comparado com amimais que apresentam estresse calórico. MALHA PRETA Parte dos raios Ultravioleta e Infravermelho passam através dos orifícios aquecendo o ambiente. A malha preta absorve e acumula calor, após a saturação a malha preta libera o calor para o ambiente. MALHA Aluminet As fitas retorcidas da malha Aluminet refletem os raios Ultravioleta e Infravermelho e difunde a luz, diminuindo consideravelmente a temperatura do ambiente.

4 IC Aluminet IC é uma tela de sombreamento resistente a ação dos raios UV indicada para o interior de estufas com a finalidade principal de conservar energia no inverno, ou em ambientes protegidos que trabalham o aquecimento do ar ou da água. Pode ser instalada de forma fixa ou móvel dependendo da exigência da cultura e das condições climáticas da região. Previne danos ocasionados pelos raios solares às plantas, além de reduzir a temperatura em dias quentes mantém a umidade relativa no ambiente. Muito recomendadas para estufas que necessitam de um alto nível de acúmulo de energia. Contribui com a economia de energia em estufas com aquecimento (menos gastos com queima de diesel e/ou madeira). CONTROLE DA LUZ: Indicado para cultivos que exigem menor intensidade luminosa e com necessidades de luzes distintas no decorrer do ciclo. Permite melhor manejo da entrada de luz, temperatura e umidade relativa durante as fases vegetativas e reprodutivas das plantas. Aluminet IC Clear Aluminet IC 50 Aluminet IC 60 Aluminet IC 70 Aluminet IC 100 Aluminet IC Clear Aluminet IC 50 Porcentagem de sombra 22-24% 46-48% Transmissão de luz difusa 94-95% 74-75% Acúmulo de energia 43% 55% CONTROLE TOTAL: Umidade relativa, temperatura e luminosidade adequadas. Aluminet IC % 60-61% 60% Aluminet IC % 45-46% 70% Aluminet IC ,5% 0% 75% O Aluminet IC não é recomendado para uso em sistemas de sombreamentos externos, ou seja, indicado somente para uso em interiores de estufas.

5 I Interno O Externo As malhas abertas Aluminet I promovem múltiplas soluções onde existe a necessidade de redução do calor e a proteção contra geadas. O reflexo em ambos os lados da malha ajuda a proteger o cultivo contra o excesso de calor durante o dia e as geadas durante a noite. Os parâmetros de transmissão de luz foram testados segundo os métodos ASTM-D 1746 & ASTM-D As malhas abertas Aluminet O são altamente eficientes em projetos de sombreamento externo de estufas, reduzindo a entrada de calor no ambiente mediante a reflexão de ondas térmicas, também funcionam como proteção mecânica de granizo. Em projetos de viveiro/telados em função da reflexão em ambos os lados, ajuda reduzir a temperatura no verão e proteger o cultivo contra geadas no inverno e/ou noites frias. Os parâmetros de transmissão de luz foram testados segundo os métodos ASTM-D 1746 & ASTM-D Aluminet I 50 Aluminet I 60 Aluminet O 35 Aluminet O 50 Aluminet I 70 Porcentagem de sombra Transmissão de luz difusa Acúmulo de energia Aluminet O 65 Aluminet O 80 Aluminet I 50 Aluminet I 60 Aluminet I % 62-64% 70-74% 65% 55% 45% 20% 36% 45% Aluminet O 35 Aluminet O 50 Porcentagem de sombra 30-35% 50-55% Transmissão de luz difusa Acúmulo de energia 79% 15% 60% 20% Aluminet O 65 Aluminet O % 78-83% 44% 40% 32% 55%

6 O cultivo em ambiente protegido permite um melhor controle da produção, o agricultor depende menos das condições climáticas e consegue planejar seu plantio, evitando as épocas de menores preços no mercado. As telas de sombreamento e filmes plásticos fabricados pela Ginegar Polysack permitem o maior aproveitamento da área e do uso de insumos, melhoram a qualidade e a produtividade, diminuem a sazonalidade da produção e garantem o controle mais eficiente de pragas e doenças. A escolha certa da porcentagem de sombreamento associada ao manejo da malha e/ou filme plástico resultam no sucesso da produção e certeza da obtenção de um produto final com qualidade. A Ginegar Polysack tem um compromisso firme com a inovação e a qualidade, e atende às exigências da ISO BUREAU VERITAS Certification e Institute of Quality & Control (IQC) ginegarpolysack.com.br

Oroplus FILMES PLASTICOS PARA COBERTURA DE VIDEIRAS

Oroplus FILMES PLASTICOS PARA COBERTURA DE VIDEIRAS Oroplus FILMES PLASTICOS PARA COBERTURA DE VIDEIRAS Oroplus Resistência Mecânica Proteção contra chuva e granizo Alta transmissão de luz Resistência aos raios ultravioletas Difusão de luz: Fotoseletividade:

Leia mais

ALTA PERFORMANCE PARA MELHOR DESENVOLVIMENTO DE SUAS PLANTAS! FILME PLÁSTICO FOTOSSELETIVO

ALTA PERFORMANCE PARA MELHOR DESENVOLVIMENTO DE SUAS PLANTAS! FILME PLÁSTICO FOTOSSELETIVO ALTA PERFORMANCE PARA MELHOR DESENVOLVIMENTO DE SUAS PLANTAS! FILME PLÁSTICO FOTOSSELETIVO PRINCIPAIS BENEFÍCIOS O SUNCOVER AV BLUE é um filme de polietileno com tecnologia avançada fabricado em multicamadas

Leia mais

MALHAS FOTOSSELETIVAS DE PROTEÇÃO E SOMBREAMENTO TRANSFORMANDO LUZ EM PRODUTIVIDADE!

MALHAS FOTOSSELETIVAS DE PROTEÇÃO E SOMBREAMENTO TRANSFORMANDO LUZ EM PRODUTIVIDADE! MALHAS FOTOSSELETIVAS DE PROTEÇÃO E SOMBREAMENTO TRANSFORMANDO LUZ EM PRODUTIVIDADE! ChromatiNet / Raschel é um tipo de malha de sombreamento e proteção que permite o controle do desenvolvimento vegetativo

Leia mais

TECNOLOGIAS EM TELAS DE SOMBREAMENTO/PROTEÇÃO E FILMES PLÁSTICOS. FILMES de CAMADAS SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA AGRICULTURA!

TECNOLOGIAS EM TELAS DE SOMBREAMENTO/PROTEÇÃO E FILMES PLÁSTICOS. FILMES de CAMADAS SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA AGRICULTURA! TECNOLOGIAS EM TELAS DE SOMBREAMENTO/PROTEÇÃO E FILMES PLÁSTICOS FILMES de CAMADAS SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA AGRICULTURA! MALHAS DE ALTA PERFORMANCE ALUMINIZADA 01 VOCÊ NO CONTROLE! Aluminet é

Leia mais

AGRICULTURA I Téc. Agroecologia

AGRICULTURA I Téc. Agroecologia AGRICULTURA I Téc. Agroecologia CULTURA DO MILHO IFSC CÂMPUS LAGES FENOLOGIA DO MILHO Etapas de desenvolvimento: 1.Germinação e emergência: Semeadura até o efetivo aparecimento da plântula, Duração pode

Leia mais

corpora corpor tiv tiv s Dia da Mulher: floriculturas lotadas em busca do gesto singelo crescimento de 100%!!!

corpora corpor tiv tiv s Dia da Mulher: floriculturas lotadas em busca do gesto singelo crescimento de 100%!!! Dia da Mulher Dia da Mulher Neste ano, o movimento está 80% melhor em relação aos dias comuns e 100% em comparação à mesma data em 2012. A força motriz desse movimento são as encomendas corporativas. Empresas

Leia mais

Window Film Night Vision 15

Window Film Night Vision 15 Window Film Night Vision 15 Dados Técnicos Novembro/ 2011 Descrição A 3M oferece uma ampla opção de películas para vidros que rejeitam o calor e bloqueiam praticamente todos os raios infravermelhos e ultravioletas

Leia mais

Assista o vídeo de demonstração de montagem

Assista o vídeo de demonstração de montagem :: Principais Vantagens :: Proteção à radiação térmica: reflete 95% do calor por radiação. Maior conforto térmico: impede a entrada de calor no verão e minimiza a saída no inverno. Economia: reduz ou elimina

Leia mais

Componentes do Ambiente. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Componentes do Ambiente. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Componentes do Ambiente Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Bióticos: Seres vivos Microorganismos Animais Plantas Bióticos: Seres vivos Microorganismos Animais Plantas Abióticos: Físico Químico Luz Temperatura

Leia mais

MALHAS TERMOREFLETORAS

MALHAS TERMOREFLETORAS Ginegar e Polysack Iniciamos nossas atividades em Israel desenvolvendo soluções para atender as limitações climáticas das produções agrícolas locais, porém, com tecnologias diferentes: a Ginegar, com o

Leia mais

MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS ESQUEMA P/ EXPLICAÇÃO DOS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS SECAS

MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS ESQUEMA P/ EXPLICAÇÃO DOS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS SECAS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS ESQUEMA P/ EXPLICAÇÃO DOS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS SECAS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS SECAS MECANISMOS DE TROCAS TÉRMICAS ÚMIDAS MECANISMOS

Leia mais

Window Film Neutral 35

Window Film Neutral 35 Window Film Neutral 35 Dados Técnicos Novembro/ 2011 Descrição A 3M oferece uma ampla opção de películas para vidros que rejeitam o calor e bloqueiam praticamente todos os raios infravermelhos e ultravioletas

Leia mais

Cultivo Protegido. Floricultura e Plantas Ornamentais. Dr. Paulo Hercílio Viegas Rodrigues

Cultivo Protegido. Floricultura e Plantas Ornamentais. Dr. Paulo Hercílio Viegas Rodrigues Cultivo Protegido Floricultura e Plantas Ornamentais Dr. Paulo Hercílio Viegas Rodrigues Cultivo Protegido Local de produção e cultivo de mudas, flores e plantas ornamentais envasadas! Escolha do

Leia mais

DominiSolo. Empresa. A importância dos aminoácidos na agricultura. Matérias-primas DominiSolo para os fabricantes de fertilizantes

DominiSolo. Empresa. A importância dos aminoácidos na agricultura. Matérias-primas DominiSolo para os fabricantes de fertilizantes DominiSolo Empresa A DominiSolo é uma empresa dedicada à pesquisa, industrialização e comercialização de inovações no mercado de fertilizantes. Está localizada no norte do Estado do Paraná, no município

Leia mais

Otimiza o fluxo de ar, enquanto bloqueia os insetos.

Otimiza o fluxo de ar, enquanto bloqueia os insetos. Otimiza o fluxo de ar, enquanto bloqueia os insetos. No mercado competitivo de hoje, há uma consciência crescente dos severos danos causados aos produtos agrícolas por pragas e insetos. Como resultado,

Leia mais

Luz amiga do ambiente A ausência de metais pesados, chumbo e mercúrio tornam a tecnologia LED especialmente amiga do ambiente.

Luz amiga do ambiente A ausência de metais pesados, chumbo e mercúrio tornam a tecnologia LED especialmente amiga do ambiente. Tecnologia LED Valores da tecnologia LED Luz que não aquece, mas emociona. O LED é uma fonte de luz que não emite calor (não produz radiação infravermelha) e oferece a capacidade de personalizar o fluxo

Leia mais

LANÇAMENTO DKB 290 MULTI PLANTIO O NOVO HÍBRIDO PARA ALTAS PRODUTIVIDADES CATÁLOGO DE HÍBRIDOS SAFRINHA REGIÃO SUL 2014/2015. dekalb.com.

LANÇAMENTO DKB 290 MULTI PLANTIO O NOVO HÍBRIDO PARA ALTAS PRODUTIVIDADES CATÁLOGO DE HÍBRIDOS SAFRINHA REGIÃO SUL 2014/2015. dekalb.com. LANÇAMENTO DKB 290 O NOVO HÍBRIDO PARA ALTAS PRODUTIVIDADES + MULTI PLANTIO CATÁLOGO DE HÍBRIDOS SAFRINHA REGIÃO SUL 2014/2015 dekalb.com.br ASAS PARA O SEU POTENCIAL. DKB 290 O novo híbrido para altas

Leia mais

TRANSMISSÃO DE CALOR (PROPAGAÇÃO DE CALOR) Prof. Lucas

TRANSMISSÃO DE CALOR (PROPAGAÇÃO DE CALOR)  Prof. Lucas TRANSMISSÃO DE CALOR (PROPAGAÇÃO DE CALOR) www.wikifisica.com Prof. Lucas 1. Fluxo de calor (Ø): é a quantidade de calor Q, que atravessa uma superfície S, por unidade de tempo Δt. Condução térmica

Leia mais

Tipo 1: espaços internos livres e área de estar na varanda. Tipo 2: mesa de jantar para 8, escritório e área de estar na varanda.

Tipo 1: espaços internos livres e área de estar na varanda. Tipo 2: mesa de jantar para 8, escritório e área de estar na varanda. IKAROS A idéia proposta pelo grupo alemão é de que este seja um espaço de vivência flexível, tornando possível que o usuário o configure conforme sua necessidade. O espaço foi pensado para ser amplo e

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO

TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR RADIAÇÃO 1 Tema 3: Energia Térmica Tópicos / Habilidades 7 Transferência de calor por radiação 7.1 Aplicar o conceito de energia e suas propriedades para compreender situações

Leia mais

Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira Cultivos em ambiente protegido

Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira Cultivos em ambiente protegido Introdução ao cultivo protegido Conceitos: # Cultivo de plantas hortícolas em casas de vegetação cobertas com filmes plásticos # Cultivos de espécies vegetais em local protegido das adversidades climáticas

Leia mais

Impactos Ambientais Urbanos

Impactos Ambientais Urbanos Impactos Ambientais Urbanos Impactos locais e regionais CHUVA ÁCIDA Queima de combustíveis fósseis e carvão. Principais poluentes carros e indústrias. Resulta da combinação da água com dióxido de enxofre

Leia mais

CONFORTO AMBIENTAL Aula 2

CONFORTO AMBIENTAL Aula 2 TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS CONFORTO AMBIENTAL Aula 2 M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira Diferença entre Tempo e Clima TEMPO: Variações diárias das condições atmosféricas. CLIMA: É a condição média

Leia mais

ESTRUTURAS PARA O CULTIVO PROTEGIDO DE HORTALIÇAS

ESTRUTURAS PARA O CULTIVO PROTEGIDO DE HORTALIÇAS ESTRUTURAS PARA O CULTIVO PROTEGIDO DE HORTALIÇAS ESTUFAS OU CASA-DE- VEGETAÇÃO Definição: construções constituídas por uma estrutura de suporte para cobertura transparente e por uma fundação, quando necessário,

Leia mais

SOMAR METEOROLOGIA É BEM MELHOR SABER

SOMAR METEOROLOGIA É BEM MELHOR SABER SOMAR METEOROLOGIA É BEM MELHOR SABER CONDIÇÕES CLIMÁTICAS SAFRA 2014/15 MARCO ANTONIO DOS SANTOS ENGENHEIRO AGRÔNOMO MESTRE E DOUTORADO EM AGROMETEOROLOGIA marcoantonio@somarmeteorologia.com.br (19) 99763-1014

Leia mais

LANÇAMENTO DKB 290 MULTI PLANTIO O NOVO HÍBRIDO PARA ALTAS PRODUTIVIDADES CATÁLOGO DE HÍBRIDOS SAFRINHA REGIÃO NORTE 2014/2015. dekalb.com.

LANÇAMENTO DKB 290 MULTI PLANTIO O NOVO HÍBRIDO PARA ALTAS PRODUTIVIDADES CATÁLOGO DE HÍBRIDOS SAFRINHA REGIÃO NORTE 2014/2015. dekalb.com. LANÇAMENTO DKB 290 O NOVO HÍBRIDO PARA ALTAS PRODUTIVIDADES + MULTI PLANTIO CATÁLOGO DE HÍBRIDOS SAFRINHA REGIÃO NORTE 2014/2015 dekalb.com.br ASAS PARA O SEU POTENCIAL. DKB 310 Alto potencial produtivo

Leia mais

Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Visão termodinâmica Alfred J. Lotka trabalhou populações e comunidades em sistemas termodinâmicos. Cada sistema apresenta um conjunto de transformações e

Leia mais

CONFORTO AMBIENTAL PROVA 1. M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira

CONFORTO AMBIENTAL PROVA 1. M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira CONFORTO AMBIENTAL PROVA 1 M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira QUESTÃO 1 Classifique as alternativas abaixo em verdadeiras (V) ou falsas (F), corrigindo as falsas e justificando as verdadeiras: a ( F ) Para

Leia mais

Caracterização microclimática da Embrapa Soja

Caracterização microclimática da Embrapa Soja Caracterização microclimática da Embrapa Soja CRUSIOL, L. G. T. 1 ; RIO, A. do 2 ; FARIAS, J. R. B. 3 1 Bolsista CNPq/BRASIL/Embrapa Soja; 2 Bolsista CNPq/DTI/Embrapa Soja; 3 Embrapa Soja. luis.crusiol@cnpso.embrapa.br

Leia mais

Quem busca economia prefere Heliotek

Quem busca economia prefere Heliotek Linha de aquecimento para banho Quem busca economia prefere Heliotek A marca de aquecimento solar do grupo Bosch Aquecedor solar 1 Coletor solar Os coletores captam o calor do sol e aquecem a água a ser

Leia mais

Arborização de cafeeiros com Cedro Australiano(Tooma ciliata) nas condições da Zona da Mata-MG. CARVALHO e MATIELLO

Arborização de cafeeiros com Cedro Australiano(Tooma ciliata) nas condições da Zona da Mata-MG. CARVALHO e MATIELLO Arborização de cafeeiros com Cedro Australiano(Tooma ciliata) nas condições da Zona da Mata-MG CARVALHO e MATIELLO Justificativas O cafeeiro (Coffea arabica L.) é uma planta originária da Etiópia, onde

Leia mais

As camadas da atmosfera

As camadas da atmosfera A ATMOSFERA A Atmosfera Atmosfera significa esfera de ar; A atmosfera é uma camada formada por diversos gases e vapor de água, que envolve todo o nosso planeta; Sem a atmosfera provavelmente não haveria

Leia mais

Quem busca economia prefere Heliotek

Quem busca economia prefere Heliotek Linha de aquecimento para piscina Quem busca economia prefere Heliotek A marca de aquecimento solar do grupo Bosch Aquecedor solar de piscina A opção com melhor custo-benefício para aquecer sua piscina

Leia mais

Elementos meteorológicos em ambiente protegido e suas relações com o ambiente externo em Mossoró-RN

Elementos meteorológicos em ambiente protegido e suas relações com o ambiente externo em Mossoró-RN Elementos meteorológicos em ambiente protegido e suas relações com o ambiente externo em Mossoró-RN Vágna da Costa Pereira 1, Osvaldo Nogueira de Sousa Neto 3, Nildo da Silva Dias 2, Jonatas Rafael Lacerda

Leia mais

Dinâmica Climática. Capítulo 7

Dinâmica Climática. Capítulo 7 Dinâmica Climática Capítulo 7 Definições TEMPO (atmosférico) é o estado momentâneo da atmosfera num determinado lugar devido a combinação da temperatura, umidade, ventos e nebulosidade. Esta em constante

Leia mais

EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO

EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO Conforto térmico conforto térmico de um ambiente pode ser definido como a sensação de bem-estar experimentada por uma e/ou pela maioria das pessoas. Está relacionada

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TOMATEIRO TIPO CEREJA EM CASA-DE-VEGETAÇÃO SOB DIFERENTES COBERTURAS PLÁSTICAS E SOLUÇÕES NUTRITIVAS

PRODUTIVIDADE DO TOMATEIRO TIPO CEREJA EM CASA-DE-VEGETAÇÃO SOB DIFERENTES COBERTURAS PLÁSTICAS E SOLUÇÕES NUTRITIVAS PRODUTIVIDADE DO TOMATEIRO TIPO CEREJA EM CASA-DE-VEGETAÇÃO SOB DIFERENTES COBERTURAS PLÁSTICAS E SOLUÇÕES NUTRITIVAS ESTER HOLCMAN ¹, PAULO CESAR SENTELHAS², SIMONE DA COSTA MELLO³. ¹ Mestranda do Programa

Leia mais

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes.

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. ATMOSFERA Composição Camadas Troposfera Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. Estratosfera Camada onde quase não há vapor

Leia mais

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas.

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas. Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar Boas práticas O sistema de aquecimento solar e seus componentes O que é sistema de aquecimento solar (SAS) A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Leia mais

A partir dos dados, tem-se a seguinte correspondência: Usando a proporcionalidade, tem-se: x x = =

A partir dos dados, tem-se a seguinte correspondência: Usando a proporcionalidade, tem-se: x x = = 01 A partir dos dados, tem-se a seguinte correspondência: Usando a proporcionalidade, tem-se: x 20 92 32 x 20 60 = = 80 20 212 32 60 180 x 20 = 20 x = 40 mm Resposta: B 1 02 A partir dos dados, tem-se:

Leia mais

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Especialização Latu Sensu em Agroecologia 2017-1 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Professor: Roberto Akitoshi Komatsu roberto.komatsu@ifsc.edu.br (49) 9.9152-9081 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA - Transferência

Leia mais

O G U I A P E R F E I T O P A R A A S U A I L U M I N A Ç Ã O TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA COMPRAR A LÂMPADA LED IDEAL.

O G U I A P E R F E I T O P A R A A S U A I L U M I N A Ç Ã O TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA COMPRAR A LÂMPADA LED IDEAL. e-book O G U I A P E R F E I T O P A R A A S U A I L U M I N A Ç Ã O TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA COMPRAR A LÂMPADA LED IDEAL. Sumário 1. 2. 3. 4. 5. Quais são os tipos de lâmpadas LED? Qual a importância

Leia mais

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 11

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 11 TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS CONFORTO AMBIENTAL Aula 11 USO RACIONAL DA ENERGIA Identificar onde, na edificação, ocorrem os maiores gastos. Geralmente consegue-se reduzir o gasto energético reduzindo

Leia mais

Soluções Inteligentes para o dia a dia

Soluções Inteligentes para o dia a dia Embalagens Soluções Inteligentes para o dia a dia Chapa alveolar Plastionda Chapa alveolar Projetos sob medida para sua empresa A manufatura de chapas alveolares Plastionda, realizada com equipamentos

Leia mais

PLASTICULTURA. Histórico Uso no setor agrícola

PLASTICULTURA. Histórico Uso no setor agrícola PLASTICULTURA Histórico Uso no setor agrícola PLASTICULTURA Atividades agrícolas que utilizam o plástico Floricultura Olericultura Fruticultura Aquacultura Avicultura Suinocultura Estufas, telados, cobertura

Leia mais

ISOLAMENTO DE TELHADOS COM ESPUMA DE POLIURETANO

ISOLAMENTO DE TELHADOS COM ESPUMA DE POLIURETANO ISOLAMENTO DE TELHADOS COM ESPUMA DE POLIURETANO A Aplitek desenvolveu no Brasil uma tecnologia para recuperação e isolamento de telhados, esta extraordinária solução teve sucesso no mundo nos últimos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA 2/3 LIMA DE FREITAS 10.º ANO FÍSICA E QUÍMICA A 2010/2011 NOME: Nº: TURMA:

ESCOLA SECUNDÁRIA 2/3 LIMA DE FREITAS 10.º ANO FÍSICA E QUÍMICA A 2010/2011 NOME: Nº: TURMA: ESCOLA SECUNDÁRIA 2/3 LIMA DE FREITAS 0.º ANO FÍSICA E QUÍMICA A 200/20 NOME: Nº: TURMA: AVALIAÇÃO: Prof.. A energia eléctrica pode ser produzida em centrais termoeléctricas. Nessa produção há perdas de

Leia mais

Soluções inteligentes para o dia a dia

Soluções inteligentes para o dia a dia Soluções inteligentes para o dia a dia Telhas Translúcidas em Polipropileno Telhas Coloniais em Policarbonato Po A m e ri c a n a rtu g u e s a As telhas em polipropileno (PP) translúcidas proporcionam

Leia mais

PROPAGAÇÃO DE CALOR A propagação do calor entre dois sistemas pode ocorrer através de três processos diferentes: a condução, a convecção e a radiação.

PROPAGAÇÃO DE CALOR A propagação do calor entre dois sistemas pode ocorrer através de três processos diferentes: a condução, a convecção e a radiação. PROPAGAÇÃO DE CALOR A propagação do calor entre dois sistemas pode ocorrer através de três processos diferentes: a condução, a convecção e a radiação. CONDUÇÃO TÉRMICA A condução térmica é um processo

Leia mais

Ficamos mais sonolentos no inverno? Veja mitos e verdades sobre esta estação do ano

Ficamos mais sonolentos no inverno? Veja mitos e verdades sobre esta estação do ano Uol - SP 28/04/2015-12:43 Ficamos mais sonolentos no inverno? Veja mitos e verdades sobre esta estação do ano Da Redação Tomar sorvete dá resfriado. MITO: apesar do clima não ser muito favorável para se

Leia mais

Composição. O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves, que, à temperatura ambiente e pressão atmosfé

Composição. O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves, que, à temperatura ambiente e pressão atmosfé Composição O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves, que, à temperatura ambiente e pressão atmosfé Na natureza, ele é encontrado acumulado em rochas porosas no subsolo, frequentemente acompanhad

Leia mais

Gabarito Prova Primeira Fase

Gabarito Prova Primeira Fase VIII OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS 2006 Gabarito Prova Primeira Fase Cruzadinha Vertical 1. Força por unidade de área. 2. Principal fonte de energia da atmosfera e superfície da terra. 3. Substância responsável

Leia mais

5. PROPRIEDADES. O que são propriedades? Você conhece alguma propriedade dos vidro?

5. PROPRIEDADES. O que são propriedades? Você conhece alguma propriedade dos vidro? 5. PROPRIEDADES O que são propriedades? Você conhece alguma propriedade dos vidro? As propriedades intrínsecas e essenciais do vidro são transparência e durabilidade. Outras propriedades tornam-se significantes

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUDANÇAS CLIMÁTICAS SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUDANÇAS CLIMÁTICAS O Clima está MUDANDO O que isto significa para VOCÊ? Qual a diferença entre tempo e clima? Tempo se refere à chuva, à temperatura,

Leia mais

Avaliação do Conforto Térmico de Frangos de Corte de Forma Direta e Prática

Avaliação do Conforto Térmico de Frangos de Corte de Forma Direta e Prática Avaliação do Conforto Térmico de Frangos de Corte de Forma Direta e Prática Marília Lessa de Vasconcelos Queiroz, José Antonio Delfino Barbosa Filho, Frederico Márcio Corrêa Vieira Núcleo de Estudos em

Leia mais

3 Fibras Nextel MR. Fibras cerâmicas para aplicações industriais em altas temperaturas

3 Fibras Nextel MR. Fibras cerâmicas para aplicações industriais em altas temperaturas 3 Fibras Nextel MR Fibras cerâmicas para aplicações industriais em altas temperaturas Propriedades Físicas 3M Nextel MR, tecidos, fibras e fitas são destinados a atender os requisitos para performance

Leia mais

Elementos e fatores climáticos

Elementos e fatores climáticos Elementos e fatores climáticos Debate atual: Aquecimento Global Aquecimento Resfriamento Ação Natural Ação antrópica (Homem) Terra: localização e proporção de tamanho A camada de ozônio é uma espécie

Leia mais

Conheça as características e veja como eles poderão fazer a diferença no seu dia-a-dia.

Conheça as características e veja como eles poderão fazer a diferença no seu dia-a-dia. Conheça as características e veja como eles poderão fazer a diferença no seu dia-a-dia. 1. BAIXO RUÍDO Fabricados com tecnologia aeronáutica e exclusiva da Lion, temos os secadores mais silenciosos do

Leia mais

Unidade 9 Transferência de Calor. Introdução Condução Fluxo de calor Convecção Irradiação

Unidade 9 Transferência de Calor. Introdução Condução Fluxo de calor Convecção Irradiação Unidade 9 Transferência de Calor Introdução Condução Fluxo de calor Convecção Irradiação Introdução Você já reparou que as colheres utilizadas para misturar alimentos em panelas costumam ser feitas de

Leia mais

QUÍMICA ENSINO MÉDIO PROF.ª DARLINDA MONTEIRO 3 ANO PROF.ª YARA GRAÇA

QUÍMICA ENSINO MÉDIO PROF.ª DARLINDA MONTEIRO 3 ANO PROF.ª YARA GRAÇA QUÍMICA 3 ANO PROF.ª YARA GRAÇA ENSINO MÉDIO PROF.ª DARLINDA MONTEIRO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Vida e ambiente 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 6 Conteúdos Efeito estufa. Fontes de energia alternativa.

Leia mais

GET GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda.

GET GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda. 1 Dados climáticos de referência para a região do Porto: Inverno: Região climática I1, número de graus dias = 1610 (º dias), duração da estação de aquecimento = 6,7 meses. Verão: Região climática V1, Temperatura

Leia mais

HAI Horticilha Agro Industria S.A.

HAI Horticilha Agro Industria S.A. Caso prático Monitorizar e otimizar em agricultura protegida HAI Horticilha Agro Industria S.A. Alcochete - Portugal Resumo Onde estamos, quem somos e o que fazemos. As nossas estruturas de produção. Que

Leia mais

Fluido térmico orgânico NSF HT1, para transferência de calor é uma opção vantajosa para indústria alimentícia.

Fluido térmico orgânico NSF HT1, para transferência de calor é uma opção vantajosa para indústria alimentícia. Fluido térmico orgânico NSF HT1, para transferência de calor é uma opção vantajosa para indústria alimentícia. Por Everton Kolosque Engenheiro Consultor de Mercado da Klüber Lubrication A evolução tecnológica

Leia mais

Grandes Problemas ambientais

Grandes Problemas ambientais Grandes Problemas ambientais O aumento do efeito de estufa; O aquecimento global; A desflorestação; A destruição da camada de ozono; As chuvas ácidas; O clima urbano; Os resíduos perigosos; A escassez

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE AO SEU ALCANCE

A SUSTENTABILIDADE AO SEU ALCANCE SISTEMA SKYLUX PRISMÁTICO SISTEMA SKYLUX PRISMÁTICO DUPLO VENEZIANAS LUXVENT SISTEMA DE VENTILAÇÃO NATURAL EXHAUST SISTEMA SKYLUX ESTRUTURADO SISTEMA INTRALUX A SUSTENTABILIDADE AO SEU ALCANCE ENGENHARIA

Leia mais

FOTOSSÍNTESE E RESPIRAÇÃO Fotossíntese C4 e Ciclo de Krebs

FOTOSSÍNTESE E RESPIRAÇÃO Fotossíntese C4 e Ciclo de Krebs FISIOLOGIA VEGETAL APLICADA EM CANA-DE-AÇÚCAR Paulo Castro STAB CANAOESTE - Sertãozinho SP FOTOSSÍNTESE E RESPIRAÇÃO Fotossíntese C4 e Ciclo de Krebs Prof. Dr. Paulo A. M. de Figueiredo Engenheiro Agrônomo

Leia mais

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893)

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções Termossifão pressurizado (EA8893) Índice 1. Parâmetros... 3 2. Precauções... 4 3. Informação técnica... 5 3.1. Componentes... 5 3.2. Informação técnica... 5 4. Componentes e dimensões...

Leia mais

COMPORTAMANTO DA SAFRA 2015/2016 UMA ANÁLISE DO INÍCIO DO CICLO

COMPORTAMANTO DA SAFRA 2015/2016 UMA ANÁLISE DO INÍCIO DO CICLO COMPORTAMANTO DA SAFRA 2015/2016 UMA ANÁLISE DO INÍCIO DO CICLO José Luiz Petri e André Amarildo Sezerino Pesquisadores da Epagri/Estação Experimental de Caçador No ano de 2015 observa-se um comportamento

Leia mais

Prof. Eneas Salati Diretor Técnico Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável

Prof. Eneas Salati Diretor Técnico Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável Mudanças as Climáticas Globais Prof. Eneas Salati Diretor Técnico Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável Seminário de Lançamento da Edição de Abril da Revista SANEAS - - Efeitos Regionais

Leia mais

Introdução à Meteorologia Agrícola

Introdução à Meteorologia Agrícola Universidade Federal de Goiás Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos Programa de Pós-Graduação em Agronomia Área de Concentração em Solo e Água AULA 1 Introdução à Meteorologia Agrícola Prof. Regis

Leia mais

Debate: Aquecimento Global

Debate: Aquecimento Global CLIMA Debate: Aquecimento Global Aquecimento Resfriamento Ação Natural Ação antrópica (Homem) MOVIMENTO DE TRANSLAÇÃO magnetosfera (escudo formado pelo campo magnético da terra) desvia as partículas

Leia mais

Projeto e Construção Sustentável. Estratégias bioclimáticas aplicadas ao clima de Sinop-MT

Projeto e Construção Sustentável. Estratégias bioclimáticas aplicadas ao clima de Sinop-MT O ProjetEEE (http://www.projeteee.ufsc.br/) foi desenvolvido a partir do questionamento "Como proporcionar menor consumo energético e maior conforto interno ao usuário". O resultado é uma ferramenta gratuita

Leia mais

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores As imagens formadas na retina são planas, entretanto, conseguimos enxergar o volume dos objetos, uma das razões disto ocorrer é devido à iluminação nas diferentes

Leia mais

Boletim Técnico Outubro, 2011

Boletim Técnico Outubro, 2011 Extreme Sealing Tape Boletim Técnico Outubro, 2011 Descrição do Produto 3M Extreme Sealing Tape é uma fita simples face com adesivo sensível à pressão desenvolvida para aplicações de difícil vedação. O

Leia mais

ENEM 2000 QUESTÕES DE FÍSICA

ENEM 2000 QUESTÕES DE FÍSICA ENEM 2000 QUESTÕES DE FÍSICA 01) O esquema abaixo mostra, em termos de potência(energia/tempo), aproximadamente, o fluxo de energia, a partir de uma certa quantidade de combustível vinda do tanque de gasolina,

Leia mais

Linha Horta Familiar e Jardim

Linha Horta Familiar e Jardim Saco de Plantação para vaso de vime Sacola de polipropileno preto com furos laterais para permitir a drenagem de água sem perda de terra. 38 x 38 x 48 cm (pack 4 unidades) 68 x 33 x 28 cm (pack 2 unidades)

Leia mais

RELAÇÃO SOLO, ÁGUA, PLANTA. Engº Agrº Nilton Brittos da Silva ESREG- ESTRELA JUNHO/07

RELAÇÃO SOLO, ÁGUA, PLANTA. Engº Agrº Nilton Brittos da Silva ESREG- ESTRELA JUNHO/07 RELAÇÃO SOLO, ÁGUA, PLANTA Engº Agrº Nilton Brittos da Silva ESREG- ESTRELA JUNHO/07 RELAÇÃO SOLO-ÁGUA-CLIMA E PLANTA A irrigação não deve ser considerada, apenas, como a captação, condução e o fornecimento

Leia mais

Nossos produtos trazem certificações internacionais e normatizações para que você possa experimentar o que há de melhor em iluminação em LED.

Nossos produtos trazem certificações internacionais e normatizações para que você possa experimentar o que há de melhor em iluminação em LED. Qualidade, durabilidade, eficiência, economia e responsabilidade na fabricação de nossos produtos e de como ele chega até você. Esta é a AGF LED, uma empresa de Eficiência que Ilumina! Nossos produtos

Leia mais

EXERCÍCIOS FÍSICA 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves

EXERCÍCIOS FÍSICA 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves FÍSICA 10 EXERCÍCIOS e problemas Exames 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Testes intermédios 2008 2009 2010 2011 Escola Técnica Liceal Salesiana do Estoril Professor Luís Gonçalves 2 3 Unidade 1 Do Sol ao

Leia mais

Temperatura, calor e processos de transmissão de calor

Temperatura, calor e processos de transmissão de calor REVISÃO ENEM Temperatura, calor e processos de transmissão de calor TEMPERATURA Temperatura é a grandeza física escalar que nos permite avaliar o grau de agitação das moléculas. Quanto maior for o grau

Leia mais

Dados Técnicos Novembro/ 2011

Dados Técnicos Novembro/ 2011 Window Film FX-ST 20 Dados Técnicos Novembro/ 2011 Descrição A 3M oferece uma ampla opção de películas para vidros que rejeitam o calor e bloqueiam praticamente todos os raios ultravioletas prejudiciais

Leia mais

Consórcio Milho-Braquiária

Consórcio Milho-Braquiária Gessí Ceccon Consórcio Milho-Braquiária 1Oque é. É o cultivo simultâneo de milho safrinha com braquiária utilizando a semeadora de soja, ajustando-a para uma linha de milho safrinha e outra de braquiária.

Leia mais

ATIVIDADE AVALIATIVA

ATIVIDADE AVALIATIVA ATIVIDADE AVALIATIVA Valor: 2,0 Tempo para responder: 20min Sabendo que o clima não é algo estático, mas sim, um complexo e intrincado sistema de infinitas variáveis agindo simultaneamente e considerando

Leia mais

Com relação ao desempenho reprodutivo, a fertilidade e a manifestação do cio podem ser afetadas em vacas em lactação sob estresse térmico.

Com relação ao desempenho reprodutivo, a fertilidade e a manifestação do cio podem ser afetadas em vacas em lactação sob estresse térmico. PRODUÇÃO DE LEITE EM AMBIENTE TROPICAL Maria da Graça Pinheiro Zoot., Dr., PqC do Polo Regional Centro Leste/APTA mgpinheiro@apta.sp.gov.br 1. Introdução O Brasil possui cerca de dois terços de seu território

Leia mais

Física e Química A 10.º ano

Física e Química A 10.º ano Energia, fenómenos térmicos e radiação I 1. Coloca os sistemas mencionados por ordem, de forma a corresponder à sequência: Sistema isolado, Sistema fechado, sistema aberto A. Piscina. B. Frigorífico fechado.

Leia mais

FATORES CLIMÁTICOS Quais são os fatores climáticos?

FATORES CLIMÁTICOS Quais são os fatores climáticos? Quais são os fatores climáticos? o Latitude A distância a que os lugares se situam do equador determina as suas características climáticas. Por isso, existem climas quentes, temperados e frios. o Proximidade

Leia mais

A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo;

A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo; A agricultura A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo; Paisagem agrária: É a forma de cultivo e a divisão dos campos; É condicionada por

Leia mais

Lista de Recuperação de Ciências 2013

Lista de Recuperação de Ciências 2013 1 Nome: nº 6ºano Manhã e Tarde Profa :Estefânia Lista de Recuperação de Ciências 2013 Conteúdo da recuperação: A Terra: Um planeta do sistema solar, Conhecendo a Terra,O solo e a vida,a água e a vida,o

Leia mais

Última aula: Radiação solar e terrestre Hoje: Variação Sazonal e Diurna da Temperatura Próxima aula: Vapor d água/nuvens/estabilidade vertical

Última aula: Radiação solar e terrestre Hoje: Variação Sazonal e Diurna da Temperatura Próxima aula: Vapor d água/nuvens/estabilidade vertical Última aula: Radiação solar e terrestre Hoje: Variação Sazonal e Diurna da Temperatura Próxima aula: Vapor d água/nuvens/estabilidade vertical A órbita da Terra em torno do Sol não é circular: em janeiro

Leia mais

A Energia solar. Fontes alternativas de energia - aproveitamento da energia solar 1

A Energia solar. Fontes alternativas de energia - aproveitamento da energia solar 1 A Energia solar Fontes alternativas de energia - aproveitamento da energia solar 1 Forma de aproveitamento Quase todas as fontes de energia hidráulica, biomassa, eólica, combustíveis fósseis e energia

Leia mais

Planejamento e instalação de pomares

Planejamento e instalação de pomares Universidade Federal de Rondônia Curso de Agronomia Fruticultura I Planejamento e instalação de pomares Emanuel Maia emanuel@unir.br www.lahorta.acagea.net Perguntas iniciais O que plantar? Qual o mercado?

Leia mais

Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho

Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho Atualmente, pode-se dizer que um dos aspectos mais importantes no manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho refere-se à época de aplicação e

Leia mais

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Produtividade Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Estudo de energia do ecossistema Foram iniciados em 1942 por R. L. Lindeman The trophic dynamic aspect of ecology A idéia geral foi converter

Leia mais

Dow Packaging & Specialty Plastics Irrigação localizada e FINGERPRINT :

Dow Packaging & Specialty Plastics Irrigação localizada e FINGERPRINT : Irrigação localizada e FINGERPRINT : um compromisso com a sustentabilidade A água e a agricultura O setor agrícola enfrenta o desafio de atender à crescente demanda por alimentos e produtos agrícolas em

Leia mais

IRRIGAÇÃO PARA PAREDES VERDES E VASOS.

IRRIGAÇÃO PARA PAREDES VERDES E VASOS. IRRIGAÇÃO PARA PAREDES VERDES E VASOS. A Irrigação para Parades Verdes ou paredes vivas tem quer ser obrigatoriamente irrigação de baixo volume. Ainda não conhecido por muitas empresas de irrigação, paisagistas

Leia mais

Água o componente fundamental!

Água o componente fundamental! Ms. Sandro de Souza Água o componente fundamental! Claude Bernard, no século XIX, foi o primeiro fisiologista a elucidar a quantidade de líquidos no corpo humano. Posteriormente os líquidos foram compartimentalizados

Leia mais

FUNDAMENTOS EM ECOLOGIA

FUNDAMENTOS EM ECOLOGIA FUNDAMENTOS EM ECOLOGIA PROFª Luciana Giacomini 1º semestre FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA TODO FLUXO DE ENERGIA OBEDECE ÀS DUAS PRIMEIRAS LEIS DA TERMODINÂMICA: Num sistema fechado a energia NÃO se perde,

Leia mais

Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas

Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas Para a Indústria. Para a Construção Civil. Para sua Empresa. Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas www.polycalha.com.br Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas Soluções em isolamento térmico.

Leia mais

PAPEL DE NANO-ADITIVOS NA FUNCIONALIZAÇÃO DE ARGAMASSAS

PAPEL DE NANO-ADITIVOS NA FUNCIONALIZAÇÃO DE ARGAMASSAS 4º Congresso Português de Argamassas e ETICS, Coimbra, 29/30 Março 2012 PAPEL DE NANO-ADITIVOS NA FUNCIONALIZAÇÃO DE ARGAMASSAS S. LUCAS 1, A. L. VELOSA 1, J. B. AGUIAR 2, V. M. FERREIRA 1 1 Universidade

Leia mais