DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO"

Transcrição

1 DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO Ano XXVI Nº 4338 Uberlândia - MG, terça-feira, 11 de fevereiro de ATOS DO PODER EXECUTIVO ADMINISTRAÇÃO DIRETA DECRETO S/Nº 10 de fevereiro de 2014.

2 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 2 PORTARIAS PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DO SERVIDOR VINICIUS FERREIRA DE DEUS. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 344 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9404 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 27190/2013 de 05/12/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida ao servidor VINICIUS FERREIRA DE DEUS, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-D, Nível 1, para Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-E, Nível 1, a partir de 01/01/2014. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA DERLAINE PAULA SILVA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 344 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9404 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 27023/2013 de 03/12/2013, R E S O L V E: EXPEDIENTE DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO Órgão Oficial do Município de Uberlândia/MG, criado pela Lei Municipal nº 8485 de 24/11/2003. Edição, impressão e disponibilização: Procuradoria Geral do Município Distribuição: Secretaria Municipal de Comunicação Social Av. Anselmo Alves dos Santos nº 600 Bairro Santa Mônica Telefone: Fax: Paginação: Sônia Mª Rosa Fagundes Cópias do Diário Oficial do Município podem ser obtidas no portal da Prefeitura de Uberlândia: Art. 1º É concedida à servidora DERLAINE PAULA SILVA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-B, Nível 1, para Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-C, Nível 1, a partir de 01/01/2014. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DO SERVIDOR ALEXANDRE NUNES FONSECA SOUZA.

3 3 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 344 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9404 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 18662/2013 de 20/08/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida ao servidor ALEXANDRE NUNES FONSECA SOUZA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-B, Nível 1, para Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-D, Nível 1, a partir de 01/09/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA MARIA JOSE DA SILVA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 344 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9404 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 17398/2013 de 01/08/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora MARIA JOSE DA SILVA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-B, Nível 1, para Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-D, Nível 1, a partir de 01/09/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA NUBIA FERREIRA DA SILVA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 344 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9404 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 23783/2013 de 22/10/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora NUBIA FERREIRA DA SILVA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-B, Nível 1, para Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-D, Nível 1, a partir de 01/11/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA NAGILLA GOMES DA SILVA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 344 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9404 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 24238/2013 de 29/10/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora NAGILLA GOMES DA SILVA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-B, Nível 1, para Agente de Controle de Zoonoses, Classe ASS-C, Nível 1, a partir de 01/11/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA CARLA APARECIDA DE QUEIROZ. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 347 de 20 de fevereiro de 2004, e no Decreto nº 9438 de 22 de março de 2004, Considerando o processo nº 2456/2013 de 06/02/2013, R E S O L V E: Art.1º É concedida à servidora CARLA APARECIDA DE

4 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 4 QUEIROZ, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Educação, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Educador Infantil, Classe ASS-EI-C, Nível 1, para Educador Infantil, Classe ASS-EI-D, Nível 1, a partir de 01/03/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/jrv PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA ADRIANA SOARES PINHEIRO GONTIJO. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 347 de 20 de fevereiro de 2004, e no Decreto nº 9438 de 22 de março de 2004, Considerando o processo nº 112/2014 de 03/01/2014, R E S O L V E: Art.1º É concedida à servidora ADRIANA SOARES PINHEIRO GONTIJO, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Educação, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Educador Infantil, Classe ASS- EI-C, Nível 1, para Educador Infantil, Classe ASS-EI-E, Nível 1, a partir de 01/02/2014. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/jrv PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA TATIANE PEREIRA TEODORO MORAIS. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 347 de 20 de fevereiro de 2004, e no Decreto nº 9438 de 22 de março de 2004, Considerando o processo nº 19991/2013 de 05/09/2013, R E S O L V E: Art.1º É concedida à servidora TATIANE PEREIRA TEODORO MORAIS, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Educação, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Educador Infantil, Classe ASS- EI-C, Nível 1, para Educador Infantil, Classe ASS-EI-D, Nível 1, a partir de 01/10/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/jrv PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA ANA PAULA PIRES. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 347 de 20 de fevereiro de 2004, e no Decreto nº 9438 de 22 de março de 2004, Considerando o processo nº 22120/2013 de 01/10/2013, R E S O L V E: Art.1º É concedida à servidora ANA PAULA PIRES, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Educação, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Professor, Classe SUP-MA-E, Nível 1, para Professor, Classe SUP-MA-F, Nível 1, a partir de 01/11/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/jrv PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA ALINE AUGUSTA ALVES DE ARAUJO. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 347 de 20 de fevereiro de 2004, e no Decreto nº 9438 de 22 de março de 2004, Considerando o processo nº 23728/2013 de 21/10/2013, R E S O L V E: Art.1º É concedida à servidora ALINE AUGUSTA ALVES DE ARAUJO, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Educação, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Professor, Classe SUP-MA-E, Nível 1, para Professor, Classe SUP-MA-F, Nível 1, a partir de 01/11/2013. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/jrv

5 5 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DO SERVIDOR DANILO ALVES ROCHA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 343 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9403 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 19489/2013 de 29/08/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida ao servidor DANILO ALVES ROCHA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Administração Direta, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Fiscal de Tributos, Classe SUP-E, Nível 3, para Fiscal de Tributos, Classe SUP-F, Nível 3, a partir de 01/09/2013. Art.2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DO SERVIDOR LAIUSON VAZ NASCIMENTO. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 343 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9403 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 24029/2013 de 24/10/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida ao servidor LAIUSON VAZ NASCIMENTO, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Administração Direta, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Motorista, Classe ASS-D, Nível 3, para Motorista, Classe ASS-E, Nível 3, a partir de 01/11/2013. Art.2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA MARCIA REGINA OLIVEIRA ALMEIDA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 343 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9403 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 20387/2013 de 11/09/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora MARCIA REGINA OLIVEIRA ALMEIDA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Administração Direta, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Assistente Administrativo, Classe ASS-C, Nível 1, para Assistente Administrativo, Classe ASS-E, Nível 1, a partir de 01/10/2013. Art.2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA ROSANGELA GOMES DANIEL. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 343 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9403 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 2562/2013 de 06/02/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora ROSANGELA GOMES DANIEL, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Administração Direta, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Assistente Administrativo, Classe ASS-C, Nível 1, para Assistente Administrativo, Classe ASS-D, Nível 1, a partir de 01/03/2013. Art.2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA MAGDA GOMES DA SILVA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 343 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9403 de 1º de março de 2004,

6 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 6 Considerando o processo nº 284/2014 de 07/01/2014, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora MAGDA GOMES DA SILVA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Administração Direta, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Serviços Gerais, Classe AGE-A, Nível 11, para Agente de Serviços Gerais, Classe AGE-B, Nível 11, a partir de 01/02/2014. Art.2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE DISPÕE SOBRE A PROGRESSÃO HORIZONTAL DA SERVIDORA VANILDA RODRIGUES BATISTA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o Decreto nº de 02 de janeiro de 2009, e tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 343 de 10 de fevereiro de 2004 e no Decreto nº 9403 de 1º de março de 2004, Considerando o processo nº 20192/2013 de 09/09/2013, R E S O L V E: Art. 1º É concedida à servidora VANILDA RODRIGUES BATISTA, matrícula nº , integrante do Quadro de Pessoal da Administração Direta, a Progressão Horizontal no cargo de provimento efetivo de Agente de Serviços Gerais, Classe AGE-A, Nível 9, para Agente de Serviços Gerais, Classe AGE-C, Nível 9, a partir de 01/10/2013. Art.2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LÍLIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/alz PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE REMOVE PARA A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, CLEIA SIMONE SIMPLICIO DE JESUS. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o art. 2º, XIX, da Lei Delegada nº 43, de 5 de junho de 2009 e suas alterações e o art. 3º, IV, do Decreto Municipal nº de 2 de janeiro de 2009 e com fundamento no art. nº 56, da Lei Complementar nº 040, de 05 de outubro de 1992, alterado pela Lei Complementar nº 084, de 22 de junho de 1994, R E S O L V E : Art. 1º Fica removida CLEIA SIMONE SIMPLICIO DE JESUS, matrícula nº , ocupante do cargo de provimento efetivo de Oficial Administrativo III, Classe SU-OA-F, Nível 21, da Secretaria Municipal de Finanças, para a Secretaria Municipal de Saúde. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LILIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/hrb. PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE REMOVE PARA A SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, SONIA MARIA DE SOUZA PEREIRA. A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o art. 2º, XIX, da Lei Delegada nº 43, de 5 de junho de 2009 e suas alterações e o art. 3º, IV, do Decreto Municipal nº de 2 de janeiro de 2009 e com fundamento no art. nº 56, da Lei Complementar nº 040, de 05 de outubro de 1992, alterado pela Lei Complementar nº 084, de 22 de junho de 1994, R E S O L V E : Art. 1º Fica removida SONIA MARIA DE SOUZA PEREIRA, matrícula nº , ocupante do cargo de provimento efetivo de Agente de Serviços Gerais, Classe AGE-B, Nível 17, da Secretaria Municipal de Saúde, para a Secretaria Municipal de Administração. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LILIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/hrb. PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE ALTERA A PORTARIA Nº DE 13 DE JANEIRO DE 2014 QUE DESIGNA DEUSELES PEREIRA DE CARVALHO PARA RESPONDER PELO CARGO DE ASSISTENTE DE CONTROLE E MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAL CC-6.

7 7 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 A Secretária Municipal de Administração, no uso das atribuições legais que lhe confere o art. 2º, XIX, da Lei Delegada nº 43, de 5 de junho de 2009 e suas alterações e o art. 3º, IV, do Decreto Municipal nº de 2 de janeiro de 2009, R E S O L V E: Art. 1º Fica alterado o Art 1º da Portaria nº , de 13 de janeiro de 2014, publicado no Diário Oficial do Município, nº 4318 em 14 de janeiro de 2014, passando a vigorar com a seguinte alteração: Art. 1º Designar DEUSELES PEREIRA DE CARVALHO, matrícula nº , ocupante do cargo de provimento efetivo de Assistente Administrativo, Classe ASS-E, Nível 5, para responder pelo cargo de provimento em comissão de Assistente de Controle e Movimentação de Pessoal CC-6, da Secretaria Municipal de Educação, até 2 de fevereiro de 2014, durante o impedimento da titular Edna Marcia Silva Marques, matrícula nº , em licença médica.(nr) Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de LILIAN MACHADO DE SÁ Secretária Municipal de Administração AGB/hrb. PORTARIA Nº , DE 7 DE FEVEREIRO DE CONCEDE O GOZO DE LICENÇA PRÊMIO AOS SERVIDORES QUE MENCIONA. O Secretário Municipal de Trânsito e Transportes, no uso das atribuições conferidas pelo art. 1º, d do Decreto nº , de 02 de janeiro de 2009 e, nos termos dos artigos 126 a 130 da Lei Complementar nº 040, de 05 de outubro de 1992, Considerando os requerimentos de Licença Prêmio, R E S O L V E: Art. 1º Fica concedido o gozo de Licença Prêmio aos servidores abaixo mencionados, lotados na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, sendo: I - LINDALVA QUIRINO DA SILVA OLIVEIRA, Matrícula nº , OPERADOR DE TRANSITO, Classe AFI-F, Nível 11, Período Aquisitivo de a , Período de Licença de a II - MARCIA ALVES DE OLIVEIRA, Matrícula nº , TECNICO DE TRANSPORTE URBANO, Classe SUP-F, Nível 17, Período Aquisitivo de a , Período de Licença de a Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Uberlândia, 7 de fevereiro de ALEXANDRE DE SOUZA ANDRADE Secretário Municipal de Trânsito e Transportes SPS/pbs RETIFICAÇÃO RETIFICAÇÃO No Dec. s/nº, de 6 de fevereiro de 2014, que Aposenta no cargo de provimento efetivo de Oficial Administrativo III, classe SU- OA-D, nível 21, Darli de Morais Pires, publicado no Diário Oficial do Município nº 4337 de 10/02/14. Onde se lê: No art. 1º..., a partir de 7 de fevereiro de Leia-se: No art. 1º..., a partir de 10 de fevereiro de Retificação em virtude de incorreção verificada no original. Maf//PGM Nº 918/2014

8 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 8 LICITAÇÃO PÚBLICA Homologação e Adjudicação

9 9 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

10 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 10

11 11 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

12 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 12

13 13 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

14 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 14 WANDERLEI JOSÉ DE OLIVEIRA

15 15 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 483/2013 Ata de Registro de Preços Aos vinte e três do mês de janeiro de dois mil e quatorze, presentes de um lado o Município de Uberlândia, neste ato representado pela Secretária Municipal Antidrogas e de Defesa Social, Flávia Carvalho, brasileira, residente e domiciliada nesta cidade, no uso de suas atribuições por delegação de poderes nos termos do Decreto de 02 de janeiro de 2009 e alterações posteriores, de outro a empresa NEW LINE SISTEMAS DE SEGURANÇA LTDA, com sede na Rua 86C, nº 29 Setor Sul, CEP: , Goiânia G.O, inscrita no CNPJ sob o nº / , neste ato representada por Roosevelt Ferreira de Barros Almeida, portador do RG nº DGPC/GO e do CPF sob o nº , firmam a presente ATA DE REGISTRO DE PREÇOS, conforme decisão exarada no processo licitatório Pregão Presencial nº 483/2013, homologado em 22/01/14, conforme despacho menor preço mensal global, Lei Federal /2002, na Lei Municipal nº 8.298/2003, no Decreto Municipal de 13 de maio de 2003 e alteração posterior, na Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e alterações posteriores, Decreto Municipal nº 8957/2002, Lei Complementar 123 de 14/12/2006 e alterações posteriores e Decreto Municipal nº de 12/12/2007 e alterações posteriores, pelas disposições contidas no Edital e demais normas legais aplicáveis, de acordo com o resultado da classificação das propostas apresentadas no Pregão Presencial para Registro de Preços nº 483/2013, observadas as condições do Edital que integra este instrumento de Registro. CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO 1.1) A Ata de Registro de Preços tem por objeto o registro de preços da prestação de serviços de manutenção e monitoramento de segurança eletrônica integrada, através de sistema de circuito fechado de TV, sistema de alarme, ronda de vigilância e Pronta Resposta, incluindo instalação e manutenção dos equipamentos, bem como a disponibilização dos equipamentos necessários em regime de comodato ou cessão de uso a título não oneroso, com a devida atualização tecnológica, sem qualquer custo adicional para a Contratante, destinados ao atendimento das Unidades externas da Prefeitura Municipal de Uberlândia, (Escolas, Postos de Saúde, CRAS, CREAS, Praças e demais Unidades), conforme demanda da Contratante ) A Contratada deverá oferecer, durante a vigência do Contrato a manutenção e reposição dos equipamentos necessários à vigilância e monitoramento das Unidades ) O serviço de ronda vigilância, consiste na visualização da imagem vinculada ao evento do alarme, de forma automática pela Central de Monitoramento ) A Contratada, deverá dispor de serviço de Pronta Resposta, para que em casos de disparos de alarme, seja enviado uma unidade móvel devidamente identificada, em tempo MAA/maa ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 483/2013 1

16 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município 16 hábil, com pessoal próprio, devidamente qualificado, para checagem da veracidade do referido disparo e o acionamento dos órgãos competentes, tais como Polícia Militar e Bombeiros quando necessário ) Serão contratados os serviços de monitoramento e segurança através de kit's com a composição predefinida conforme necessidade, de acordo com os quantitativos abaixo: QTDE 160 kits KIT A - INTERNO Marca / Modelo COMPONENTES DOS KITS CADA KIT DEVERÁ TER: 01 - Central de Alarme completa HONEYWELL 02 - Teclado HONEYWELL 12 - Sensor infra vermelho dupla tecnologia e anti mascaramento HONEYWELL 02 Sensor infra vermelho dupla tecnologia e anti mascaramento tipo Bus HONEYWELL Endereçavel Sensor infra vermelho quad ROKONET 02 Sirene MOREY 01 - Sistema de comunicação SPIDER GSM/GPRS/ETHERNET 01 DVR INTELBRÁS 08 - Câmera falsa VETTI 16 - Câmera infravermelho EAGLE VISION 04 Caixas de proteção para ambientes externos, tais como quadra e portão de entrada. PRISTALME 16 Fonte MCM Valor Unit. Mensal R$1.764,00 Valor Total Mensal R$ ,00 QTDE 160 kits KIT B - INTERNO Marca / Modelo COMPONENTES DOS KITS CADA KIT DEVERÁ TER: 01 - Central de Alarme completa HONEYWELL 02 - Teclado HONEYWELL 08 - Sensor infra vermelho dupla tecnologia e anti mascaramento HONEYWELL 02 - Sensor infra vermelho quad ROKONET 02 Sirene MOREY 01 - Sistema de comunicação GSM/GPRS/ETHERNET SPIDER 01 DVR INTELBRÁS 04 - Câmera falsa VETTI 12 - Câmera infravermelho EAGLE VISION 03 Caixas de proteção para ambientes externos, tais como quadra e portão de PRISTALME entrada. 12 Fonte MCM Valor Unit. Mensal R$1.715,00 Valor Total Mensal R$ ,00 MAA/maa ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 483/2013 2

17 17 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 QTDE 40 kits KIT C - INTERNO Marca / Modelo COMPONENTES DOS KITS CADA KIT DEVERÁ TER: 01 - Central de Alarme completa HONEYWELL 02 - Teclado HONEYWELL 05 - Sensor infra vermelho dupla HONEYWELL tecnologia e anti mascaramento 02 - Sensor infra vermelho quad ROKONET 02 Sirene MOREY 01 - Sistema de comunicação SPIDER GSM/GPRS/ETHERNET 01 DVR INTELBRÁS 02 - Câmera falsa VETTI 08 - Câmera infravermelho EAGLE VISION 02 Caixas de proteção para ambientes externos, tais como quadra e portão de entrada. PRISTALME 08 Fonte MCM Valor Unit. Mensal R$1.470,00 Valor Total Mensal R$58.800,00 QTDE 40 kits KIT D - EXTERNO Marca / Modelo COMPONENTES DOS KITS CADA KIT DEVERÁ TER: 01 - DVR INTELBRÁS 04 - Câmera infravermelho EAGLE VISION 04 - Poste SHOMEI 04 - Fonte MCM Valor Unit. Mensal R$441,00 Valor Total Mensal R$17.640,00 1.2) ESPECIFICAÇÃO GERAL 1.2.1) A Contratada deverá manter a disposição da Administração Municipal, uma Central com equipamentos para acompanhamento do monitoramento e vigilância dos locais ) Deverá ser disponibilizado para a Central de Acompanhamento da Secretaria Municipal Antidrogas e de Defesa Social no mínimo: 01 Computador com Hardware e Software suficientes para o acompanhamento de todas as Unidades monitoradas; 01 Mouse 01 Teclado 01 Fonte de Alimentação 01 No break com autonomia para duas horas para todo equipamento, incluindo os monitores. 06 Monitores/TV de 42. MAA/maa ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 483/2013 3

18 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município ) A Contratada deverá providenciar todos os insumos e cabeamentos necessários para execução dos serviços, os detalhes de quantidade deverão ser verificados na vistoria ) Nos casos de instalação do KIT D externo, a Contratante ficará responsável pela infraestrutura de passagem de tubulação, furação de pontos para os postes e demais obras necessárias para implantação do sistema, bem como ponto de internet local para transmissão das imagens ) Os Sistemas contratados não poderão sofrer interrupção por falta de energia. Neste caso, deverá possuir sistemas auxiliar de suprimentos de energia que permite funcionamento complementar de no mínimo 12 (doze) horas após a ocorrência de falta de energia elétrica ) A Contratada será responsável, caso ocorra danos patrimoniais, a reposição destes, nos casos de roubo, furtos ou avarias decorrentes de arrombamento dos locais, respeitando o teto anual de R$ ,00 (vinte mil reais) por Unidade ) Para atendimento do item acima, deverá ser apresentado pela Contratada até a assinatura do contrato, apólice de seguro de EMPRESA SEGURADORA reconhecida e autorizada pela SUSEP Superintendência de Seguros Privados. O custo de seguro deverá ser contemplado pela Contratada sem ônus para Contratante. 1.3) ESPECIFICAÇÕES E EXIGÊNCIAS DO MONITORAMENTO 1.3.1) O Sistema de Gerenciamento deverá ser composto por Central de recepção dos eventos por meio de INTERNET/TCP/IP, linha telefônica e Sistema de GPRS (General Packet Radio Service). Este sistema deverá permitir o controle e armazenamento de todos os eventos ocorridos, possibilitando de forma organizada, manipular os diversos eventos ao mesmo tempo ) O Sistema deverá ser atendido no mínimo, por 8 linhas de telefones exclusivas para as recepções dos sinais de alarmes e demais componentes da infraestrutura e possuir os seguintes recursos: Receber todos os eventos enviados pelas Centrais de Alarme e equipamentos de CFTV instaladas nos postos remotos de vigilância eletrônica, processando e decodificando-os para a monitoria dos mesmos; Ao Receber o sinal de Alarme o Software de monitoramento deverá, automaticamente, gerar um pop-up das imagens dos estabelecimentos vinculado ao evento; O Software deve ser capaz de gravar as imagens do pop-up e pertinentes ao evento de alarme, vinculadas ao mesmo evento para efeitos de relatório posteriores, este vinculo na gravação deve ser automático; O Software de Monitoramento também deverá gravar todos os áudios pertencentes ao evento de forma vinculada aos mesmos; MAA/maa ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 483/2013 4

19 19 Diário Oficial do Município Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 O Sistema também deverá ter o recurso de vídeo ronda eletrônica, para que possa de forma esporádica efetuar vídeo ronda nas Unidades monitoradas; Para efeito de segurança o Software de monitoramento deverá ter dispositivo que bloqueio de usuário em caso de três tentativas erradas ao digitar a senha de login. O Software de monitoramento deverá ter recurso que permita a contagem do tempo de atendimento do evento, desde a sua chegada, até o tratamento do operador, e este tempo deverá ser programável e caso excedido, o Software deverá gerar um alarme audível de tempo excedido e mudar o status do evento, para evento com tempo excedido de tratamento (tal recurso visa dar agilidade aos tratamento de eventos de forma prioritária); Além do Sistema principal de recepção de eventos, ter mais dois recursos para redundância; Possuir Sistema de garantia de funcionamento, em caso de interrupção no fornecimento de energia elétrica, por no mínimo, doze (12) horas ininterruptas; Controlar posição aberto/fechado; Informar quando o sistema não for armado em horário previsto; Identificação do usuário em arme/desarme; Controlar o tempo de atendimento dos eventos; Controlar o tempo de atendimento por viaturas; Identificar falta de comunicação; Ter banco de dados para armazenamento de eventos, por no mínimo, doze meses; Processar vários eventos ao mesmo tempo; Ter controle de Ordem de Serviços; Recurso de acesso a relatórios via internet; Controle de teste automático; Controle de não armado ; Monitorar eventos na tela, tais como: alarme de furto, coação, pânico, falta de alimentação, falha na comunicação, arme/desarme, bateria baixa, inibição de zona, arme parcial, curto circuito no sistema, problema na sirene, entre outros. Possuir capacidade de integração com sistema celular com tecnologia CDMA/GSM. MAA/maa ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 483/2013 5

20 Nº 4338, terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 Diário Oficial do Município ) ESPECIFICAÇÕES E EXIGÊNCIAS DOS EQUIPAMENTOS 1.4.1) CENTRAL DE ALARME: ) Central micro processada, com memória não volátil com reconhecimento de sinais telefônicos, com entradas físicas na placa de 08 setores, e expansível a no mínimo 90 setores, entrada para bateria 12V, auto teste programável de 01 em 01 hora ou de 30 em 30 minutos no mínimo. Terá que possuir os eventos abaixo descriminados: Ativamento e desativamento com identificação do usuário (mínimo de 40 usuários); Ativamento automático por horário; Desativamento automático por horário; Possuir calendário com diferentes programações nos dias da semana, finais de semana e feriados; Alarme diurno pânico; Alarme noturno; Falta e retorno de energia elétrica. Comunicação em formato CONTACT ID ) A Central de Alarme deverá possibilitar a comunicação via rede intranet ou internet, com interface Ethernet 10baseT ou 100baseT, com conector RJ ) Além da comunicação via Intranet/Internet o sistema deverá comunicar também via celular, através de interface exclusiva que permita comunicar todos os eventos do painel de alarme incluindo o auto teste de 03 em 03 minutos (toda solução deve ser fornecida e implantada, pela empresa contratada) ) A Central de Alarme deverá conter no mínimo 07 partições para que possam ser ativadas de forma independente via teclado e deverá ser homologada junto a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), conforme Lei vigente ) A Central de Alarme deve conter: Sistema de BUS (pooling looping) para interligação de sensores endereçáveis em um único par de fio, onde deverá alimentar os sensores e também trafegar os dados no mesmo par. Identificação de sinais de sabotagem (tamper) independentes por detector instalado; Detector de corte de linha de comunicação; O canal de comunicação serial via BUS RS-485 para conexão (pooling looping), em paralelo, de até 32 periféricos endereçáveis, inclusive sensores por canal, podendo ser expansível; ) O sistema de alarme deverá ser capaz de realizar comunicação com no mínimo 02 Centrais de Monitoramento ) No primeiro momento o sistema de alarme deverá seguir a seguinte sequência, obrigatoriamente para todas as Centrais indicadas: MAA/maa ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 483/2013 6

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO CENTRAIS DE ALARMES O presente memorial tem por objetivo descrever as instalações do sistema de proteção

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME

ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME ESPECIFICAÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE ALARME - ARQUIVO 828 -M-AL1.doc Pagina 1 1. GENERALIDADES - Os serviços obedecerão as presentes especificações, a relação de

Leia mais

RELAÇÃO DOS PRODUTOS ALARME, CFTV E SERVIÇOS

RELAÇÃO DOS PRODUTOS ALARME, CFTV E SERVIÇOS RELAÇÃO DOS PRODUTOS ALARME, CFTV E SERVIÇOS SISTEMA DE ALARME 1. PROPOSTA COMERCIAL DE SISTEMA DE ALARME PACOTE LIGTH - Sistema de Alarme com Monitoramento 24H e Seguro de Bens Item Descrição Qtd VR R$

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone VX-8CH-240C-H 8 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 (um) Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 Integração com PTZ Hexaplex -

Leia mais

DAS CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS

DAS CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS TERMO DE REFERÊNCIA DO OBJETO Contratação de empresa especializada para elaboração de projeto, fornecimento de materiais e instalação de Circuito Fechado de TV (CFTV) para o Museu da Língua Portuguesa.

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone VX-16CH-C-H 16 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 480 FPS (Frames por Segundo) Integração

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO

ANEXO I CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO A. REQUISITOS DOS SERVIÇOS DE SEGURANÇA ELETRONICA 1. DA CENTRAL DE MONITORAMENTO DA SEGURANÇA ELETRÔNICA A Licitante deverá possuir Central de Monitoramento de Alarmes capaz de, no mínimo, atender aos

Leia mais

Câmera CFTV Digital Sem Fio

Câmera CFTV Digital Sem Fio Câmera CFTV Digital Sem Fio Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

Bancada de CFTV - XI 102 -

Bancada de CFTV - XI 102 - T e c n o l o g i a Bancada de CFTV - XI 102 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada de CFTV - XI 102 - INTRODUÇÃO As instalações prediais nos novos

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 021/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº: 041/2014

CHAMADA PÚBLICA PARA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 021/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº: 041/2014 CHAMADA PÚBLICA PARA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 021/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº: 041/2014 OBJETO: Contratação de empresa especializada na Prestação de Serviços de Segurança Eletrônica, com monitoramento

Leia mais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais www.gigasecurity.com.br GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais Gravador de vídeo Fonte bivolt Proteção de surto HD opcional Acesso via internet Sistema de gravação de vídeo Muito mais

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA ATAS DE REGISTROS DE PREÇO PUBLICADAS EM JANEIRO DE 2014

ESTADO DO MARANHÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA ATAS DE REGISTROS DE PREÇO PUBLICADAS EM JANEIRO DE 2014 ATAS DE REGISTROS DE PREÇO PUBLICADAS EM JANEIRO DE 2014 Total 01/2014 Constituição de registro de preços para aquisição futura de material permanente (aparelhos telefônicos e centrais telefônicas) 31/01/2014

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2014. Termo de Referencia

ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2014. Termo de Referencia ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2014 Termo de Referencia 1. OBJETO Aquisição de equipamentos de sistema de segurança (circuito fechado DVR), sendo DVR, Câmeras e Fontes 2. Descrição Quantidade Equipamento

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Guia do Usuário. PCtel E1

Guia do Usuário. PCtel E1 Guia do Usuário PCtel E1 Conteúdo Conhecendo o Produto...05 Instalação Física...08 Módulo Supervidor...10 Política de Garantia...12 Aspectos gerais Conhecendo o produto A Pctel desenvolveu uma plataforma

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 (opcional); Características Fabricada em aço-carbono, com pintura em epóxi preto; Tratamento anticorrosivo; Acabamento em aço inox; Fechadura para acesso aos componentes eletrônicos; Iluminação frontal, com chave

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Exclusivo sistema de hibernação quando o equipamento encontra-se sem energia vinda da rede elétrica, o

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Processo SIIG nº 0009881-8/2011. Processo Licitatório nº 013/2011 Pregão Presencial nº 004/2011 Ata de Registro de Preços nº 004/2011 Validade da Ata: 12 (doze) meses. Aos sete

Leia mais

PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER)

PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER) PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER) Dispõe sobre as empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança e dá outras Providências. O Congresso nacional decreta: CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019

Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019 Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019 www.segindbr.com.br - cml@segindbr.com.br LTC 2682/XX Operação realmente

Leia mais

ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER GPS ACESSÓRIOS

ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER GPS ACESSÓRIOS ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER GPS ACESSÓRIOS Página 1 de 7 ET DO BRASIL LTDA., inscrita no CNPJ sob o nº 02.927.956/0001-69, empresa com sede à Rua Federação Paulista de Futebol,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIDADES REMOTAS PARA CONEXÃO COM SISTEMA SUPERVISÓRIO

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIDADES REMOTAS PARA CONEXÃO COM SISTEMA SUPERVISÓRIO 1 OBJETIVO... 2 2 REMOTA... 2 2.1 DESCRIÇÃO GERAL... 2 2.2 ALIMENTAÇÃO... 2 2.3 RELÓGIO INTERNO... 2 2.4 ENTRADA DE PULSOS... 2 2.5 ENTRADA DIGITAL AUXILIAR... 2 2.6 REGISTRO DA CONTAGEM DE PULSOS (LOG)

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Os dados são gravados em um cartucho USB. Este modo de gravação oferece total proteção contra a perda

Leia mais

Alarme Conteúdo Detalhado:

Alarme Conteúdo Detalhado: 1 PRÉ REQUISITO: Alarme Conteúdo Detalhado: Ter interesse e disponibilidade para aprender conceitos teóricos e práticos em sistemas de alarme com ou sem monitoramento, cerca elétrica e sensores IVA (barreira

Leia mais

Manual de Instalação do DVR e Câmeras

Manual de Instalação do DVR e Câmeras Manual de Instalação do DVR e Câmeras Sumário 1. Finalidade do Manual... 3 2. O CFC LIVE... 4 3. Partes Envolvidas... 5 4. Visão Geral do Sistema... 6 4.1 Funcionamento... 6 5. O Monitoramento do Detran.SP...

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO A presente licitação tem como objeto a contratação de empresa, especializada e devidamente autorizada pela ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações, prestadora

Leia mais

AMT 2018 EG. Central de alarme monitorada Ethernet e GPRS com 18 zonas

AMT 2018 EG. Central de alarme monitorada Ethernet e GPRS com 18 zonas Imagens ilustrativas Teclado LCD Comunicação de dados via tecnologias Ethernet e celular GSM/GPRS Envio de SMS e comunicação via CSD² Opção de configuração remota via TCP/IP GPRS e linha telefônica ¹ É

Leia mais

a) No item 02, onde se lê: Microcâmera color 3,7mm, CCD 1/3, 380 linhas, 0,3 lux. Leia-se: Conforme item 5.1.2 ( Câmera Colorida Especial).

a) No item 02, onde se lê: Microcâmera color 3,7mm, CCD 1/3, 380 linhas, 0,3 lux. Leia-se: Conforme item 5.1.2 ( Câmera Colorida Especial). Aditamento nº 09 Tomada de Preços nº 0236/2006 Objeto: Fornecimento e instalação de Sistema de Segurança por Circuito Fechado de Televisão e Controle de Acesso à Sede Administrativa da Celesc Data: 11/05/2006

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS E QUALIDADE DE VIDA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS E QUALIDADE DE VIDA ESCOPO PRÉ-PROJETO Para implantação do Sistema de Segurança Eletrônica para o Laboratório de Engenharia Biomédica da UFPE 1. APRESENTAÇÃO 1.1. Este documento tem por finalidade servir de orientação para

Leia mais

DVR 16CH H.264-480 FPS

DVR 16CH H.264-480 FPS TVCR301 DVR 16CH H.264-480 FPS Gravador Digital (16CH) DVR 16 CH 480FPS H.264 Características Modelo Compacto; Instalação sem ferramentas (Tool-Free); Controles: Botão Liga/Desliga, system reset switch;

Leia mais

SpinCom Telecom & Informática

SpinCom Telecom & Informática Rastreador GPS/GSM modelo Com as fortes demandas por segurança e gestão de frota, a SpinCom, acaba de lançar o rastreador GPS/GSM modelo. O rastreador é indicado para aplicações de rastreamento de automóveis,

Leia mais

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client?

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Assim que abrir o DVR Client, no canto superior direito há um grupo de opções denominado Login, preencha de acordo

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes; 95 usuários, 3 usuários temporários, além

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

Controle de Acesso GS TOUCH CT. Leitor Biométrico. gigasecurity.com.br. Santa Rita do Sapucaí - MG Tel: 55 35 3473 4300

Controle de Acesso GS TOUCH CT. Leitor Biométrico. gigasecurity.com.br. Santa Rita do Sapucaí - MG Tel: 55 35 3473 4300 gigasecurity.com.br Controle de Acesso Leitor Biométrico Ambientes corporativos Áreas restritas GS TOUCH CT Rua José Pinto Vilela, 156 -Centro CEP: 37540-000 Santa Rita do Sapucaí - MG Tel: 55 35 3473

Leia mais

Características. São Paulo: (11) 4063-5544 Campinas: (19) 4062-9211 Campo Grande: (67) 4062-7122 Cuiabá: (65) 4052-9722. MPEBrasil

Características. São Paulo: (11) 4063-5544 Campinas: (19) 4062-9211 Campo Grande: (67) 4062-7122 Cuiabá: (65) 4052-9722. MPEBrasil Características - Único com este conceito no mercado e com preços atraentes; Iluminação frontal, com chave liga/desliga, em quatro opções de cores (azul, verde, vermelho e amarelo); - Possui sistema de

Leia mais

PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS. Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos:

PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS. Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos: PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos: 1) No item 10.3.2 Documentação De Qualificação Econômico-Financeira, não é

Leia mais

ori Portaria á su R al Time e U o dlauna M

ori Portaria á su R al Time e U o dlauna M M a nua ld o Usu á roi Portaria Re al Time Sumário Introdução... Especificações... 3 3 Ilustrações Portaria RT sem descarga de coletor... Portaria RT com descarga de coletor... Portaria RT TCP/IP... Portaria

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme Particionada AP/AP D Índice 1.Apresentação... 2.Características... 3.Características Técnicas... 5.Status de Bips... 5 5.Status dos Led s... 5 6.Conhecendo

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS

GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS Especificações técnicas GUIA RÁPIDO DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL INTELBRÁS Características Alimentação AC 90 a 265 V Suporte a 2 chips (cartões SIM) de celular (somente AMT 2018 EG). Alimentação DC Bateria de

Leia mais

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação COMPATEC PRODUTOS PARA SUA SEGURANÇA MODEM MONITORAMENTO Manual de Instalação e Operação ÍNDICE Características técnicas do modem...3 Características gerais do modem...3 Conheça o modem...3 Apresentação...4

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE DECISÃO DE RECURSO

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE DECISÃO DE RECURSO DECISÃO DE RECURSO PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2012 PROCESSO Nº 92125/2012 Recebemos e conhecemos do recurso interposto pela empresa CUIABÁ COMÉRCIO DE ALARME LTDA-ME (NEW LINE SISTEMA DE SEGURANÇA) CNPJ

Leia mais

PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008

PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008 PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS/SISTEMAS EM CAMPO TESTE EM ESCALA REAL

AVALIAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS/SISTEMAS EM CAMPO TESTE EM ESCALA REAL ANEXO 4 AVALIAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS/SISTEMAS EM CAMPO TESTE EM ESCALA REAL CONCORRÊNCIA Nº 02/2012 ANEXO 4 - FL. 2 DA AVALIAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS A empresa LICITANTE detentora da melhor proposta, deverá

Leia mais

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Gravador de Vídeo Digital Hibrido em Tempo-Real de até 36 Câmeras Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Velocidade de gravação e visualização entre 120 FPS

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

VD 16M 480. Gravador digital de vídeo (DVR) SEGURANÇA ELETRÔNICA

VD 16M 480. Gravador digital de vídeo (DVR) SEGURANÇA ELETRÔNICA SEGURANÇA ELETRÔNICA VD 16M 480 Gravador digital de vídeo (DVR) produtos que falama sualíngua SAÍDA de vídeo e de áudio em loop e saída matriz Software para acesso às imagens via celular¹ Suporta até 4

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CENTRAL MC 4D

MANUAL DO USUÁRIO CENTRAL MC 4D 12 Manual do Usuário Intrusos podem entrar em zonas sem proteção, ou ter sofisticação para isolar um sensor ou desconectar dispositivos de aviso de alarme; Central, detectores, sensores só funcionam quando

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

CFTV DE BRINQUEDO X PROFISSIONAL O QUE DEVEMOS PERGUNTAR???

CFTV DE BRINQUEDO X PROFISSIONAL O QUE DEVEMOS PERGUNTAR??? CFTV DE BRINQUEDO X PROFISSIONAL O QUE DEVEMOS PERGUNTAR??? Na hora de escolher um sistema de cftv leve em conta suas necessidades. Algumas câmeras podem não atender determinados requisitos, por isso é

Leia mais

DSS H.264 DVR. Guia de instalação rápida V1.0.2

DSS H.264 DVR. Guia de instalação rápida V1.0.2 DSS H.264 DVR Guia de instalação rápida V1.0.2 1. Instalação de Disco Rígido Aviso! Recomendamos para instalar com segurança utilizar HDD SATA. Certifique-se de que a energia não esteja desligada antes

Leia mais

Guia Rápido de Instalação. VNT 7704 e VNT 7708

Guia Rápido de Instalação. VNT 7704 e VNT 7708 Guia Rápido de Instalação VNT 7704 e VNT 7708 Conteúdo 1. Instale o HD... 3 1.1. Instale o HD... 3 2. Conexões... 3 2.1. Vista traseira do DVR de 04 canais... 3 2.2. Vista traseira do DVR de 08 canais...

Leia mais

VÍDEO MONITORAMENTO DIGITAL VEICULAR

VÍDEO MONITORAMENTO DIGITAL VEICULAR VÍDEO MONITORAMENTO DIGITAL VEICULAR OUT/2014 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DOS EQUIPAMENTOS RC-MDVR-X3 VISTA FRONTAL E TRASEIRA RC-MDVR-X5 VISTA FRONTAL E TRASEIRA 4 canais c/resolução D1 / 8CH c/resolução

Leia mais

Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo

Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo 1. Esta Especificação destina-se a orientar as linhas gerais para o fornecimento de equipamentos. Devido às especificidades de cada central e

Leia mais

Serviço Municipal de Saneamento Básico TERMO DE HOMOLOGAÇÃO

Serviço Municipal de Saneamento Básico TERMO DE HOMOLOGAÇÃO Página: 1 O(A) Diretor Geral, Petrônio Cordeiro Valadares, no uso de suas atribuições legais, com base na Lei N. 10.520/2002, homologa o Processo Licitatório Nº na modalidade PREGÃO PRESENCIAL Nº, objeto:contratação

Leia mais

Controle de Acesso GS PROX CT. Cartão de Proximidade. gigasecurity.com.br. Rua José Pinto Vilela, 156 -Centro CEP: 37540-000

Controle de Acesso GS PROX CT. Cartão de Proximidade. gigasecurity.com.br. Rua José Pinto Vilela, 156 -Centro CEP: 37540-000 gigasecurity.com.br Controle de Acesso CT Cartão de Proximidade Ambientes corporativos Condomínios residenciais Áreas restritas GS PROX CT Rua José Pinto Vilela, 156 -Centro CEP: 37540-000 Santa Rita do

Leia mais

Gravação e Transmissão

Gravação e Transmissão O D-Guard Center é um poderoso sistema de controle e monitoramento, integrado aos mais diversos equipamentos de segurança eletrônica. Ilimitados dispositivos podem ser controlados e monitorados simultaneamente:

Leia mais

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Flexibilidade, confiabilidade e segurança na detecção de incêndios. Sistemas Endereçáveis Analógicos Módulos e Cartões de Comunicação Dispositivo de Análise de Laço

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE Página 1 de 10 Manual Técnico Transformadores de potência Revisão 5 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...2 2 RECEBIMENTO...2 3 INSTALAÇÃO...3 3.1 Local de instalação...3 3.2 Ligações...3 3.3 Proteções...7 4 MANUTENÇÃO...9

Leia mais

NGP 822. FXS, FXO e GSM. Visão frontal. 4 ou 8 ramais. 0, 1 ou 2 interfaces celulares. 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas. Automação e segurança

NGP 822. FXS, FXO e GSM. Visão frontal. 4 ou 8 ramais. 0, 1 ou 2 interfaces celulares. 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas. Automação e segurança NGP 822 FXS, FXO e GSM Visão frontal 4 ou 8 ramais 0, 1 ou 2 interfaces celulares 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas Automação e segurança Interface Web LEDs de status do equipamento e das interfaces

Leia mais

VD 16M 480. Gravador digital de vídeo (DVR) SEGURANÇA ELETRÔNICA

VD 16M 480. Gravador digital de vídeo (DVR) SEGURANÇA ELETRÔNICA SEGURANÇA ELETRÔNICA VD 16M 480 Gravador digital de vídeo (DVR) produtos que falama sualíngua SAÍDA de vídeo e de áudio em loop e saída matriz Software para acesso às imagens via celular¹ Suporta até 4

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048. Discadora por Celular HERA HR2048 Manual do Usuário Índice: Paginas: 1. Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 2. Características 04 3. Funcionamento 04, 05 e 06 3.1 Mensagens 06 e 07 4. Instalação da Discadora

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência Santa Maria, 11 de março de 2014. RETIFICAÇÃO DE EDITAL CONCORRENCIA Nº 2015/5040001- A Comissão de Licitações, no uso de suas atribuições legais, torna publico a seguinte retificação ao edital supracitado,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. STK 728U, STK 738U e STK 748. Apostila elaborada pelo. Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D

MANUAL DO USUÁRIO. STK 728U, STK 738U e STK 748. Apostila elaborada pelo. Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D MANUAL DO USUÁRIO STK 728U, STK 738U e STK 748 Apostila elaborada pelo Eng. Sergio Americano Mendes CREA-MG 29.539/D Proibida a reprodução não autorizada 2014 1 OPERANDO O SISTEMA COMO USUÁRIO Teclado

Leia mais

STAND ALONE DVR 4/8/16CH H.264. Guia de Operação Rápida

STAND ALONE DVR 4/8/16CH H.264. Guia de Operação Rápida STAND ALONE DVR 4/8/16CH H.264 Guia de Operação Rápida Obrigado por adquirir nosso produto. Se houver qualquer dúvida ou solicitação, por favor não hesite em nos contactar. Este manual é aplicável aos

Leia mais

AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES A/C: CARLA SCHWDE / ELIANE CRISTINA

AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES A/C: CARLA SCHWDE / ELIANE CRISTINA AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES A/C: CARLA SCHWDE / ELIANE CRISTINA PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 21/2009 BNDES Ref.: Informações complementares acerca do Atestado da Celesc. A

Leia mais

ANEXO I DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

ANEXO I DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS ANEXO I Concorrência pública Nº 008/2014 Processo n.º DE.01.01.0034/2014 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS 1. VIGILÂNCIA HUMANA SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA VIGILANTE: No Posto de Trabalho serão realizados os seguintes

Leia mais

Sistema irá modular até 32 câmeras: Você pode conectar de 1 até 32 câmeras.

Sistema irá modular até 32 câmeras: Você pode conectar de 1 até 32 câmeras. MANUAL DO SISTEMA Introdução Apresentação Requisitos mínimos Instalação do programa Acessando o Secullum DVR Tela Principal Indicador de espaço em disco Disposição de telas Status de Gravação Usuário atual

Leia mais

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões.

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões. CAMERA IP SERIE AV O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa

Leia mais

ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979.

ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979. ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979.936/0001-79 ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Ao necessitar de algum

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA DA AQUISIÇÃO: para atender as necessidades da Câmara Municipal de Canoas/RS. 2. OBJETO: O objeto da presente licitação, na modalidade

Leia mais

Última atualização: Maio de 2009 www.trackmaker.com Produto Descontinuado

Última atualização: Maio de 2009 www.trackmaker.com Produto Descontinuado Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Maio de 2009 www.trackmaker.com Produto Descontinuado O Módulo Rastreador T3 introduz uma nova modalidade de localização e rastreamento

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Caso necessite de mais equipamentos ou em caso de dúvidas, favor enviar email para domingolegal@bistecnologia.com.br

Caso necessite de mais equipamentos ou em caso de dúvidas, favor enviar email para domingolegal@bistecnologia.com.br Instalar os equipamentos é tão fácil quanto afixar um quadro. Se você preferir, pode contratar os serviços de qualquer pessoa para afixar os equipamentos. A BIS já envia todos os equipamentos pré-configurados

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 79/2014 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 79/2014 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 79/2014 COMPRASNET Especificação Técnica 1. Objeto Aquisição de 1 (um) NOBREAK DE POTÊNCIA 5 kva Obs.: Os atributos técnicos abaixo relacionados são de atendimento obrigatório. A nomenclatura

Leia mais

HVR - GRAVADOR DIGITAL DE VÍDEO HÍBRIDO GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO

HVR - GRAVADOR DIGITAL DE VÍDEO HÍBRIDO GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO HVR - GRAVADOR DIGITAL DE VÍDEO HÍBRIDO GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO Guia rápido do usuário para instalação e operação do DVR Edição R1.0 Bem-vindo! A série DVR/HVR, é um gravador, reprodutor e editor de imagens,

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 Obrigado por escolher o DVR USB ST-104 DIMY S. Por favor, certifique-se que a operação do produto esta de acordo com este manual para garantir a estabilidade do sistema

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA CNPJ: 76.105.535/0001-99

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA CNPJ: 76.105.535/0001-99 RESULTADO DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO Nº 5524/2012 - PREGÃO Nº 098/2012 TIPO MENOR PREÇO OBJETO: "Aquisição de centrais de alarmes e conjuntos de acessórios necessários para instalação de alarmes

Leia mais

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA Central de Coleta e Armazenamento de Dados (Especificação) A Central de Coleta e Armazenamento de Dados deverá apresentar as seguintes características: 1. Receber, de forma contínua,

Leia mais

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO Active 20 GPRS Rev00 23/04/2009 1- CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes;

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Fabricada em aço-carbono, com pintura em epóxi preto; Tratamento anticorrosivo e acabamento em aço inox; Fechadura para acesso aos componentes eletrônicos; Sistema de amortecimento de giros

Leia mais

Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento);

Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento); Características Fabricada em aço-carbono com pintura em epóxi preto; Tratamento anti-corrosivo; Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento); Fechadura para acesso

Leia mais

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR;

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Vid8 Servidor Versão 8.13.0411 Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Versão 8.12.0311 Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Versão 8.11.0311 Correção

Leia mais

Apostila de Programação POSONIC

Apostila de Programação POSONIC Apostila de Programação POSONIC Programação de Usuário Senha Usuário Mestre: 474747 Cadastro de usuário [ENTER] + cod.mestre + Nº de alocação [01] + senha nova + [ENTER] Alteração de senha de usuário [ENTER]

Leia mais

PC-DVR 16/32CH 480 FPS

PC-DVR 16/32CH 480 FPS TVCR202 Foto meramente ilustrativa PC-DVR 16/32CH 480 FPS Gravador Digital (16+16CH) DVR 16/32 CH 480FPS Características Rack 4U e versões em 3U, 2U e 1U disponíveis para os modelos: TVCR 202-L, TVCR 202-3

Leia mais

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO Processo n 7170/2015 Pregão Presencial nº. 046/2015 TERMO DE HOMOLOGAÇÃO A Sra. Carla Renata Hissnauer, na qualidade de Autoridade Competente em exercício, e por delegação de competência prevista no inciso

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

Izaias Ulysséa Junior Chefe da Divisão de Licitação. Respostas:

Izaias Ulysséa Junior Chefe da Divisão de Licitação. Respostas: Aditamento nº 08 Tomada de Preços nº 00236/2006 Objeto: Fornecimento e instalação de Sistema de Segurança por Circuito Fechado de Televisão e Controle de Acesso à Sede Administrativa da Celesc Data: 27/04/2006

Leia mais