SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CONDIÇÕES GERAIS. Capítulo III Disposições Comuns a todas as garantias Capítulo II Coberturas Base e Facultativas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CONDIÇÕES GERAIS. Capítulo III Disposições Comuns a todas as garantias Capítulo II Coberturas Base e Facultativas"

Transcrição

1 SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CONDIÇÕES GERAIS Capítulo I Definições Capítulo III Disposições Comuns a todas as garantias Capítulo II Coberturas Base e Facultativas Capítulo IV Formação do Contrato e suas alterações Secção I A Responsabilidade Civil Obrigatória/Facultativa Secção I B Assistência à Embarcação e seus Ocupantes Capítulo V Obrigações da VICTORIA, do Tomador do Seguro e do Segurado Capítulo VI Indemnizações Secção II Perdas e Danos na Embarcação Secção III Acidentes Pessoais (Ocupantes da Embarcação) Capítulo VII Disposições Diversas Anexos: Secção IV Objectos de Uso Pessoal Secção V Assistência Complementar à Embarcação e seus Ocupantes Cláusulas Complementares Cláusulas do Instituto para o Seguro dos Iates Cláusulas de Regatas Pág. 1/22

2 VICTORIA Protecção Náutica CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a VICTORIA Seguros, S.A. e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente Contrato de Seguro de Embarcações de Recreio, que se regula pelas Condições Gerais e Particulares da Apólice, de harmonia com as declarações constantes da Proposta que lhe serviu de base e da qual faz parte integrante. Capítulo I Definições Para efeitos do presente Contrato entende-se por: Empresa de Seguros A VICTORIA Seguros, S.A., adiante designada por VICTORIA, que é a entidade que emite a Apólice e que, mediante o pagamento do Prémio, assume as garantias previstas nas Condições Particulares. Tomador do Seguro A pessoa ou entidade que celebra o Contrato de Seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do Prémio. Segurado A pessoa ou entidade titular dos Bens, Valores, Interesses e Obrigações que constituem o Objecto do Seguro e que se encontra identificado nas Condições Particulares. Terceiro Aquele que, em consequência de um Sinistro coberto por este Contrato, sofra uma lesão que origine danos susceptíveis de, nos termos da Lei Civil e desta Apólice, serem reparados ou indemnizados. Beneficiário A Pessoa, singular ou colectiva, designada pelo Tomador do Seguro, a favor de quem revertem os benefícios da Apólice. Proposta O(s) documento(s) subscrito(s) pelo Tomador do Seguro e pelo Segurado, que contém(êm) as informações necessárias à aceitação do Seguro pela VICTORIA e que faz(em) parte integrante da Apólice. A Proposta de Seguro vincula o Tomador do Seguro, o Segurado e a VICTORIA. Apólice O documento que titula o contrato celebrado entre o Tomador do Seguro e a VICTORIA e que inclui a Proposta do Seguro, as Condições Gerais e Particulares e todas as Actas Adicionais. Acta Adicional O documento que titula uma alteração à Apólice. Prémio A importância devida pelo Tomador do Seguro à VICTORIA como contrapartida das garantias cobertas pela Apólice. Dessa importância fazem parte integrante todos os encargos, cargas e taxas fiscais e parafiscais impostas por Lei. Estorno Devolução, ao Tomador do Seguro, de uma parte do Prémio do Seguro já pago. Valor Seguro Para cada uma das garantias ou Bens Seguros será fixado um montante máximo a indemnizar em caso de Sinistro, designado nas Condições Particulares por Valor Seguro. Valor Comercial O valor necessário à aquisição, no momento do Sinistro, de uma Embarcação de características idênticas ou análogas às da Embarcação Segura, considerando-se a respectiva desvalorização decorrente de factores como a sua idade, estado de conservação e uso. Embarcações de Recreio A Embarcação utilizada exclusivamente em diversão, recreação e desportos náuticos sem quaisquer fins lucrativos, tal como definida na Lei que regula a Náutica de Recreio. Por Embarcação entende-se, para efeitos desta Apólice, o casco, os motores, equipamentos e acessórios necessários à navegação, os botes, lanchas ou similares, destinados ao serviço exclusivo da Embarcação e como tal, registados em seu nome, e que, normalmente, são vendidos conjuntamente com a Embarcação quando muda de proprietário. Sinistro Qualquer evento ou série de eventos de natureza aleatória, cuja ocorrência seja acidental, súbita, imprevista e originária de uma mesma causa susceptível de provocar o funcionamento das garantias do Contrato. O conjunto de danos, perdas ou reclamações derivadas de um mesmo evento consideram-se como um único Sinistro. Franquia A importância que, em caso de Sinistro, fica a cargo do Segurado e cujo montante se encontra estipulado nas Condições Particulares. Existindo Franquia no âmbito do Seguro Obrigatório, esta não é oponível a Terceiros lesados. Fortuna de Mar Todo o acontecimento de caso fortuito ou de força maior, compreendendo os casos ordinários ou extraordinários, voluntários ou involuntários, acontecidos no mar ou com o mar por teatro, que a maior prudência e diligência não pode prevenir e ao qual a força humana não pode resistir. Perda Total O desaparecimento efectivo ou a destruição total da Embarcação. Perda Total Construtiva Verifica-se quando não for tecnicamente viável a reparação da Embarcação, ou quando os custos de reparação excedam o seu Valor Comercial. Acidente Entende-se por Acidente o acontecimento fortuito, súbito e anormal, devido a causa exterior e alheia à vontade do Segurado, que provoque Danos Materiais ou Lesões Corporais. Dano Material Entende-se por Dano Material o que é causado aos Bens Seguros e ocasione a sua deterioração ou destruição. Dano Pessoal Consequência patrimonial de uma Lesão Corporal ou da morte de pessoas. CAPÍTULO II Coberturas Base e Facultativas A presente Apólice cobre os riscos constantes das Secções a seguir indicadas: Pág. 2/22

3 Coberturas Base: Secção I A - Responsabilidade Civil Obrigatória / Facultativa B - Assistência à Embarcação e seus Ocupantes Coberturas Facultativas, que ficam garantidas desde que especificamente mencionadas nas Condições Particulares: Secção II Perdas e Danos na Embarcação Secção III Acidentes Pessoais (Ocupantes da Embarcação) Secção IV Objectos de Uso Pessoal Secção V Assistência Complementar à Embarcação e seus Ocupantes Secção I - A - Responsabilidade Civil Obrigatória / Facultativa 1. Seguro Obrigatório 1.1 O presente Contrato corresponde ao legalmente exigido quanto à obrigação de Segurar a Responsabilidade Civil decorrente da utilização de Embarcações de Recreio perante Terceiros, nos termos da Lei. 1.2 O Contrato garante igualmente a indemnização por danos a Terceiros causados: Por esquiadores ou outros objectos rebocados pela Embarcação; Em resultado de Furto, Roubo ou Furto de Uso da Embarcação. 2. Capital Facultativo de Responsabilidade Civil 2.1. O Capital Facultativo corresponde à diferença entre o Capital Seguro indicado nas Condições Particulares da Apólice e o capital mínimo obrigatoriamente segurável nos termos da Lei O Capital Facultativo responde pelos danos abrangidos pelo Seguro Obrigatório, complementarmente a este, à excepção dos que sejam resultado de Furto, Roubo ou Furto de Uso da Embarcação A parte do Capital Seguro correspondente ao Capital Facultativo responde ainda pelos danos causados pela Embarcação ao esquiador ou outras Pessoas rebocadas. 3. Exclusões Específicas 3.1. Excluem-se da garantia do Seguro Obrigatório e do Capital Facultativo: Os responsáveis pelo comando das Embarcações de Recreio e os titulares da Apólice; Os representantes legais das sociedades responsáveis pelo Acidente, bem como os sócios, os gerentes de facto e de direito, empregados, assalariados ou mandatários, quando ao serviço das respectivas sociedades; O cônjuge ou legalmente equiparado, ascendentes e descendentes ou os adoptados pelas pessoas referidas em 3.1.1, assim como outros parentes ou afins até ao 3º grau das mesmas pessoas desde que com ela coabitem ou vivam a seu cargo; As pessoas que tenham conhecimento da posse ilegítima da Embarcação de Recreio e que, de livre vontade, nela se façam transportar Excluem-se igualmente da garantia do Seguro Obrigatório e do Capital Facultativo: Os danos causados às próprias Embarcações de Recreio; Os danos emergentes da utilização das Embarcações de Recreio para fins ilícitos que envolvam responsabilidade criminal; Os danos causados ao meio ambiente, em particular os causados directa ou indirectamente por poluição ou por contaminação do solo, das águas ou da atmosfera; Os danos ocorridos em consequência de guerra, greves, tumultos, comoções civis, sabotagem, terrorismo, actos de vandalismo, insurreições civis ou militares, ou decisões da autoridade ou de forças usurpando a autoridade, assaltos ou actos de pirataria; As custas ou quaisquer outras despesas provenientes de procedimento criminal, de fianças, coimas, multas, taxas ou de outros encargos de idêntica natureza; Os danos ocorridos durante provas desportivas e respectivos treinos oficiais, ou durante testes de velocidade ou tentativas de recordes, salvo convenção em contrário nas Condições Particulares; As despesas relacionadas com a remoção de destroços ou de salvados ou decorrentes da defesa dos direitos dos Segurados, sem prejuízo do disposto no número 4 seguinte. 4. Defesa do Segurado 4.1 Em qualquer processo judicial resultante de um Sinistro coberto pelo Capital Facultativo desta Apólice, a VICTORIA, salvo acordo em contrário, assumirá a defesa jurídica do Tomador do Seguro ou do Segurado, designando os advogados e procuradores que os defenderão e representarão nos actos judiciais consequentes à reclamação de Responsabilidade Civil coberta por esta Apólice, mesmo quando as referidas reclamações sejam infundadas. 4.2 Em qualquer reclamação contra a VICTORIA, o Segurado deverá prestar a colaboração necessária à defesa, outorgando os poderes e a assistência pessoal que forem precisos, sob pena de responder por perdas e danos. 4.3 Seja qual for a sentença ou resultado do processo judicial, a VICTORIA reserva-se o direito de fazer uso dos recursos legais e recorrer da sentença ou resultado, ou conformar-se com ela. 5. Caução Judicial Dentro dos limites fixados nas Condições Particulares correrá por conta da VICTORIA a prestação da caução que, por Responsabilidade Civil, possa ser exigida pelos tribunais ao Segurado. 6. Franquia Uma parte da indemnização devida a Terceiros ficará a cargo do Segurado, mas esta limitação nunca será oponível aos lesados ou seus herdeiros. 7. Direito de Regresso Satisfeita a indemnização, a VICTORIA tem direito de regresso contra as pessoas civilmente responsáveis que: 7.1 Dolosamente tenham provocado o Acidente; 7.2 Sejam autores ou cúmplices de Roubo, Furto ou Furto de Uso da Embarcação causadora do Acidente; 7.3 Tendo a seu cargo o governo da Embarcação de Recreio, não estejam para tanto legalmente habilitadas ou não cumpram as normas de segurança ou a legislação aplicável às Embarcações de Recreio ou utilizem a Embarcação de Recreio para fins não permitidos por Lei ou por este Contrato, salvo em caso de assistência ou de salvamento de pessoas ou de Embarcações em perigo. Consideram-se fins não permitidos, a utilização da Embarcação de Recreio em zonas de navegação que não estejam autorizadas a praticar ou para fins diferentes e de maior risco dos que foram indicados na Proposta; 7.4 Ajam sob a influência do álcool, estupefacientes ou outras drogas ou produtos tóxicos, ou que abandonem os sinistrados. 8. Insuficiência de Capital Se existirem vários lesados com direito a indemnização que, na sua globalidade exceda o montante do Capital Seguro, os direitos dos lesados contra a VICTORIA reduzir-se-ão proporcionalmente até à concorrência desse montante. Secção I - B - Assistência à Embarcação e seus Ocupantes 1. Objecto de Cobertura A cobertura garantida por esta Secção tem por Objecto a prestação do serviço de Assistência à Embarcação Segura e aos seus Ocupantes. Pág. 3/22

4 2. Definições Para efeitos da presente Secção entende-se por: 2.1 Pessoas Seguras: as Pessoas a favor de quem devem ser prestadas os serviços de Assistência, de acordo com as condições desta Secção; 2.2 Serviço de Assistência: A entidade que organiza e presta, por conta da VICTORIA e a favor das Pessoas Seguras, as prestações pecuniárias ou de serviços previstos nesta Secção. 3. Garantias As garantias a seguir descritas são válidas até aos limites máximos fixados na tabela de Capitais anexa à Apólice. 3.1 Garantias relativas às Pessoas Os Ocupantes da Embarcação Segura terão direito às seguintes prestações: Transporte ou repatriamento sanitário de feridos e doentes Se a Pessoa Segura sofrer ferimentos ou adoecer durante o período de validade da Apólice e quando a Embarcação Segura estiver atracada, a VICTORIA encarrega-se: Do custo do transporte em ambulância até à clínica ou hospital mais próximo; Da vigilância por parte da sua equipa médica, em colaboração com o médico assistente da Pessoa Segura ferida ou doente, para determinação das medidas convenientes ao melhor tratamento a seguir e do meio mais apropriado para a eventual transferência para outro centro hospitalar mais adequado ou até ao seu domicílio; Do custo desta transferência pelo meio de transporte mais adequado. Se tal ocorrer para um centro hospitalar afastado do domicílio, a VICTORIA encarrega-se também da oportuna transferência até ao mesmo. O meio de transporte utilizado, se a urgência e a gravidade o exigirem, será o avião sanitário especial Despesas médicas, cirúrgicas, farmacêuticas e de hospitalização no estrangeiro Se, em consequência de Acidente ou doença súbita ocorridos no estrangeiro durante o período de validade da Apólice, a Pessoa Segura necessitar de assistência médica, cirúrgica, farmacêutica ou hospitalar, a VICTORIA suportará, até ao limite fixado na Tabela de Capitais, ou reembolsará mediante justificativos: As despesas e honorários médicos e cirúrgicos; Os gastos farmacêuticos prescritos por médico; Os gastos de hospitalização Transporte ou repatriamento de falecidos A VICTORIA suporta as despesas com todas as formalidades a efectuar no local de falecimento da Pessoa Segura bem como as relativas ao seu transporte ou repatriamento desde o local onde estiver atracada a Embarcação até ao local do enterro em Portugal Transmissão de mensagens A VICTORIA encarregar-se-á da transmissão de mensagens urgentes que lhe seja solicitada pela Pessoa Segura em virtude da ocorrência de algum acontecimento coberto pelas presentes garantias. 3.2 Garantias relativas à Embarcação de Recreio e seus ocupantes No âmbito destas garantias haverá lugar às seguintes prestações: Gastos de recolhas em consequência de avaria ou Acidente Em caso de avaria ou Acidente da Embarcação Segura que a impeça de continuar viagem pelos seus próprios meios em boas condições de navegabilidade e segurança, e que obrigue a sua imobilização para reparação local, a VICTORIA suporta os gastos de recolha da mesma até ao limite fixado na Tabela de Capitais Gastos de reboque Em caso de avaria ou Acidente da Embarcação Segura que a impeça de continuar viagem pelos seus próprios meios em boas condições de navegabilidade e segurança e que tenha recorrido a um serviço de reboque no mar, a VICTORIA suporta os respectivos gastos até ao limite fixado nas Tabelas de Capitais Desempanagem no local ou reboque do veículo ligeiro da embarcação, em consequência de avaria ou Acidente Em caso de avaria ou Acidente do veículo ligeiro, rebocador da Embarcação Segura, que o impeça de circular pelos seus próprios meios, a VICTORIA organiza a intervenção de um perito mecânico, suportando as respectivas despesas de deslocação e, se a reparação não puder ser efectuada localmente, garante o reboque do veículo rebocador bem como da embarcação desde o local da imobilização até à oficina mais próxima do local, até ao limite fixado nas Tabelas de Capitais Defesa e reclamação jurídica no estrangeiro A VICTORIA assegura a defesa da Pessoa Segura perante qualquer tribunal se ela for acusada de homicídio involuntário ou de ofensas corporais involuntárias, dano culposo ou infracção às regras de navegação, em consequência da propriedade, guarda ou utilização da Embarcação Segura A VICTORIA compromete-se a: Reclamar a reparação pecuniária dos danos corporais e / ou materiais sofridos pela Pessoa Segura desde que resultem de um Acidente em que esteja envolvida a Embarcação Segura e sejam da responsabilidade de uma Pessoa diferente do Segurado e de qualquer das Pessoas Seguras pela Apólice; Prestar Assistência à Pessoa Segura no caso de litígio com reparadores ou fornecedores Competirá à VICTORIA dirigir todas as diligências, negociações e procedimentos, escolher os seus peritos, médicos, conselheiros e advogados. A Pessoa Segura poderá, no entanto, associar peritos ou conselheiros da sua escolha, com despesas a seu cargo A VICTORIA não intentará acção judicial ou não recorrerá de uma decisão judicial quando: Considerar que tal não apresenta suficientes probabilidades de sucesso; Por informações obtidas, o Terceiro considerado responsável seja insolvente; O valor dos prejuízos não exceder a importância fixada nas Condições Particulares; Considerar justa e suficiente a proposta feita pelo Terceiro. A Pessoa Segura pode, no entanto, em todos os casos intentar ou prosseguir a acção a expensas suas. Se vier a ganhar, a VICTORIA reembolsá-la-á do montante das despesas legitimamente efectuadas Adiantamento de cauções penais no estrangeiro A VICTORIA prestará, a título de adiantamento e até aos limites máximos fixados nas Condições Particulares, as cauções penais que sejam exigidas ao Segurado em consequência de Acidente Náutico, para garantir as custas judiciais em procedimento criminal que contra ele seja movido e / ou para garantia da sua liberdade provisória ou de comparência no julgamento A VICTORIA prestará também, sempre a título de adiantamento e até aos limites fixados nas Condições Particulares, as cauções que sejam exigidas ao Segurado no caso de arresto da Embarcação motivado por Acidente ou por infracção não voluntária às normas de navegação, a fim de permitir a libertação da mesma Os montantes das cauções adiantados para garantias quer das custas judiciais, quer da liberdade provisória, quer para libertação da Embarcação, serão reembolsadas à VICTORIA no prazo máximo de três meses ou logo após a sua restituição pelo Tribunal ou outra autoridade competente, consoante o que ocorrer primeiro Simultaneamente com a prestação da caução por parte da VICTORIA, o Segurado deverá assinar um documento de reconhecimento de dívida ou prestar garantia idónea e suficiente para o caso de, por sua Pág. 4/22

5 culpa, a caução for quebrada ou perdida. 4. Sinistros Em caso de Sinistro, o Segurado ou a Pessoa Segura devem: 4.1 Contactar imediatamente o Serviço de Assistência caracterizando a ocorrência e fornecendo todas as informações necessárias para a prestação da Assistência solicitada; 4.2 Seguir as instruções do Serviço de Assistência e tomar as medidas necessárias e possíveis para impedir o agravamento das consequências do Sinistro; 4.3 Satisfazer, em qualquer altura, os pedidos de informação solicitados pelo Serviço de Assistência e remeter-lhe prontamente todos os avisos, convocações ou citações que receberem; 4.4 Recolher e facultar ao Serviço de Assistência os elementos relevantes para a efectivação da responsabilidade de Terceiros, quando for o caso. 5. Disposições Diversas Não ficam garantidas por este Contrato, as prestações que não tenham sido previamente solicitadas ao Serviço de Assistência ou tenham sido executadas sem o seu acordo, salvo em caso de força maior ou impossibilidade material demonstrada. 6. Exclusões Específicas Sem prejuízo das Exclusões Gerais da Apólice, a VICTORIA não será, no âmbito desta garantia, responsável pelas prestações respeitantes a: 6.1 Despesas médicas, cirúrgicas, farmacêuticas e de hospitalização em Portugal; 6.2 Despesas por parto e complicações devidas ao estado de gravidez, salvo se imprevisíveis durante os primeiros 6 meses; despesas com próteses, óculos, lentes de contacto e similares; despesas relacionadas com fisioterapia não urgente e gastos com funeral, urna ou cerimónia fúnebre; 6.3 Sinistros ocorridos em consequência da prática de desportos de competição, de Inverno, de alto risco tais como ski de neve, paraquedismo, alpinismo e montanhismo, artes marciais e outros desportos de risco, assim como nos treinos para competição e apostas; 6.4 As consequências de Sinistros ocorridos anteriormente ao início do Contrato; 6.5 Os Sinistros ou as consequências causadas por dolo ou em consequência de suicídio consumado ou frustrado do Segurado ou das Pessoas Seguras, bem como os danos sofridos pelo Segurado ou pelas Pessoas Seguras em consequência de demência ou quando se encontrem sob influência de álcool nos termos da legislação sobre condução automóvel ou tenham ingerido drogas ou estupefacientes sem prescrição médica; 6.6 Os Sinistros devidos, directa ou indirectamente, à desintegração ou fusão do núcleo de átomos, aceleração de partículas ou radioactividade, bem como os causados por tremores de terra, erupções vulcânicas, inundações ou quaisquer cataclismos e ainda devidos a acontecimentos de guerra, tumultos e perturbações da ordem pública; 6.7 Gastos de hotel, restaurante, táxis, gasolina, reparação e roubo de acessórios não abrangidos pelas garantias da Apólice bem como em consequência de Roubo da Embarcação Segura se não tiver sido feita participação imediata às autoridades; 6.8 Sinistros ocorridos quando a Embarcação for conduzida por Pessoa não legalmente habilitada ou quando o veículo rebocador for conduzido por Pessoa não legalmente habilitada; 6.9 Consequências da imobilização da Embarcação devida a más condições meteorológicas ou para operações de manutenção; 6.10 Despesas de salvamento e operações de assistência no mar, bem como substituição de peças de cordagem e velame e consequências de avarias repetitivas causadas pela não reparação da Embarcação Segura. 7. Duração Sem prejuízo das disposições comuns às diversas coberturas desta Apólice, as garantias ao abrigo da presente Secção caducarão automaticamente: 7.1 Na data em que o Segurado deixar de ter residência habitual em Portugal, ou se a sua permanência no estrangeiro for superior a 60 dias por viagem ou deslocação; 7.2 Em relação a cada Pessoa Segura, na data em que esta completar 75 anos de idade; 7.3 Em relação a cada Embarcação Segura, na data da sua alienação. 8. Âmbito Territorial Sem prejuízo das disposições comuns às diversas coberturas desta Apólice, as garantias ao abrigo desta Secção são válidas em águas costeiras de Portugal, Itália, França e Espanha, excluindo Canárias entendendo-se este Âmbito como referido ao local da prestação da Assistência. 9. Reembolsos de Transportes não utilizados As Pessoas Seguras que tiverem utilizado prestações de transportes previstas na presente Secção ficam obrigadas a promover as diligências necessárias à recuperação de bilhetes de transporte não utilizados e a entregar à VICTORIA as importâncias recuperadas. 10. Complementaridade As prestações e indemnizações previstas na presente Secção são pagas em excesso e complementarmente a outros Contratos de Seguro já existentes e cobrindo os mesmos riscos. A Pessoa Segura obriga-se a promover todas as diligências necessárias à obtenção daquelas prestações e a devolvê-las à VICTORIA no caso e na medida em que esta as houver adiantado, assim como das comparticipações da Segurança Social ou de qualquer outra instituição a que tiver direito. Secção III Perdas e Danos na Embarcação 1. Cobertura Este Contrato cobre a Embarcação Segura contra os seguintes riscos: 1.1. Perda Total, Perda Total Construtiva, abandono e gastos de salvamento, por Fortuna de Mar Perdas e / ou danos resultantes de: Colisão com objectos e / ou instalações aéreas, fixas ou flutuantes, incluindo o gelo; Incêndio, Tempestades, Inundações, Abalroamento, Submersão, Colisão, Varação e Encalhe; Tremor de Terra, Erupção Vulcânica ou Raio; Deslizamento e arrebatamento pelo mar da Embarcação quando está imobilizada em terra, sobre berço ou em varadouro; Explosão de motores de combustão interna; Quebra de veios ou de elementos de propulsão, quando resultantes de um risco coberto pela Apólice Roubo ou tentativa de Roubo da Embarcação, de motores fora de borda ou dos seus acessórios, Seguros por esta Apólice: Por entrada forçada ou violação dos elementos de amarração e dos dispositivos de Segurança anti-roubo de que disponha a Embarcação, da qual fiquem vestígios evidentes, e / ou com violência e / ou ameaça para a vida ou integridade física das Pessoas que guardam a Embarcação, ficando esta cobertura sujeita à existência dos mencionados dispositivos de Segurança, bem como dos habituais elementos de amarração; Quando a Embarcação esteja guardada em garagem, armazém ou recinto fechado e vigiado, sujeito, no entanto, a que o Roubo ou a tentativa de Roubo seja resultante da irrupção violenta do local onde está guardada, mediante a violação dos dispositivos de Segurança e / ou dos seus acessos, da qual fiquem Pág. 5/22

6 vestígios evidentes Actos maliciosos de Terceiros ou sabotagem Despesas moderadamente feitas para salvar a Embarcação de prejuízos e / ou perdas cobertas por esta Apólice, ou para diminuir as suas consequências e ainda: Custos relativos a qualquer tentativa, bem sucedida, abandonada ou falhada, de emersão, remoção ou destruição da Embarcação naufragada; Despesas de remoção de destroços da Embarcação de quaisquer locais pertencentes ao Segurado ou por ele alugado ou ocupado; Acidentes causados à Embarcação no momento da carga e / ou descarga de equipamentos, maquinaria, combustível ou víveres; Acidentes resultantes dos actos de içar e / ou arrear a Embarcação de / para a água por quebra de cabos ou erro de manobra do aparelho; Acidente do veículo transportador ou rebocador quando a Embarcação está a ser transportada por via terrestre, condicionada, não obstante, a que a referida forma de transporte seja usual e adequada à Embarcação Segura. 2. Condições da Cobertura Em conformidade com o disposto no número anterior, a Embarcação está coberta nas condições seguintes, sujeitas ao que é adequado em função do tipo de embarcação: 2.1 Quando navega no mar, rio, lago ou outras águas navegáveis, no âmbito do raio de navegação descrito nas Condições Particulares da Apólice; 2.2 Quando está recolhida em garagens, armazém ou outros recintos fechados e vigiados, ou quando se encontre, imobilizada por amarras, em marinas, docas de Recreio, ou portos ou lugares de refúgio habituais ou não, quer se encontre a flutuar, sobre berço e / ou em varadouros; 2.3 Durante a imobilização em seco e nos actos de lançamento ou retirada da água; 2.4 Durante o transporte por via terrestre. 3. Exclusões Específicas Sem prejuízo das Exclusões Gerais, a VICTORIA não assume qualquer responsabilidade: 3.1 Por perdas e danos resultantes de: Simples desprendimento ou queda de motores; Simples acção do vento em velas ou toldos; Uso, falta de uso, ferrugem e deterioração gradual; Incêndio ou explosão, quando o barco não está dotado de sistemas de prevenção e extinção adequados; Uso de motores de potência inadequada à Embarcação Segura; Avaria interna ou explosão de máquinas eléctricas e motores eléctricos e baterias, bem como as suas ligações, a não ser que isso seja devido a um Acidente prévio coberto por esta Apólice; Danos e / ou avarias causados aos motores e / ou maquinaria resultantes da ingestão ou sucção de objectos ou substâncias externas, ou obstrução de tomadas de água de refrigeração; 3.1 Por perdas e danos em valores Pessoais, provisões, artes de pesca e acessórios desnecessários para a navegação, salvo acordo expresso em contrário e desde que tais bens ou valores constem de relação especificada nas Condições Particulares da Apólice; 3.2 Por perdas e danos consistentes em arranhões, riscos e / ou amolgadelas que sejam produzidos durante o transporte por via terrestre, bem como pela retocagem de tinta e de verniz das partes deterioradas, sem que tenha havido previamente um Acidente de viação do veículo transportador. 4. Capital Seguro 4.1 A quantia pela qual a Embarcação está Segura será a que, tendo sido declarada pelo Segurado, figurar nas condições particulares da Apólice e que deve corresponder ao longo da vigência do contrato seu valor comercial. Incumbe ao Tomador do Seguro e/ou ao Segurado a actualização do Capital Seguro, o qual corresponde, a todo o momento, ao valor máximo indemnizável ao abrigo desta garantia. 4.2 No caso de perda total ou perda total construtiva, a indemnização será calculada com base no valor comercial da Embarcação, no momento da ocorrência do Sinistro que der lugar à mencionada Perda total ou Perda total Construtiva, deduzido o valor do salvado se o houver. 4.3 As indemnizações por perdas ou danos parciais efectuar-se-ão na base do custo de reparação ou substituição à data do Sinistro. 5. Regra Proporcional Nos casos em que o Capital Seguro seja inferior ao valor comercial no momento do Sinistro, o Tomador do Seguro responderá por uma parte proporcional dos danos, correspondente à aplicação ao valor dos danos da percentagem do valor Seguro no valor comercial da Embarcação. 6. Gastos de Salvamento Em caso algum, a importância dos gastos de salvamento acrescida ao valor da indemnização poderá ultrapassar o valor comercial da Embarcação ou o Capital Seguro se este for inferior. 7. Reparações Diferidas As despesas com qualquer reparação iniciada mais de doze meses após a data do Sinistro serão indemnizadas com base no seu custo corrigido pela aplicação do índice de preços. 8. Franquia 8.1 Sem prejuízo do disposto em 8.3 às indemnizações devidas ao abrigo da presente Secção - Perdas e danos na Embarcação será sempre deduzida a franquia estipulada nas Condições Particulares da Apólice. 8.2 A referida franquia não será, no entanto, aplicável aos danos causados por incêndio, e nos casos de perda total ou perda total construtiva. 8.3 No caso de danos em mastros e mastreação, velas, toldos, cordame de trabalho e motores fora de bordo a franquia corresponderá, no mínimo, a 1/3 do valor dos danos, desde que tais componentes e apetrechos tenham mais de 2 anos. Secção III Acidentes Pessoais (Ocupantes da Embarcação) 1. Objecto da Cobertura A cobertura garantida por esta Secção tem por objecto o pagamento das indemnizações, fixadas nas Condições Particulares desta Apólice, em consequência de qualquer Acidente sofrido pelos ocupantes da Embarcação, resultante da prática de navegação e de embarque e desembarque da mesma. 2. Definições Ocupantes Pessoa Segura Para efeito da presente cobertura, entender-se-á, como Ocupante-Pessoa Segura, qualquer Pessoa, incluindo o dono, piloto ou usuário que ocupe a Embarcação Segura, e / ou embarque ou desembarque da mesma com autorização do Segurado. Não se consideram para efeitos desta Apólice, as Pessoas que ocupem a Embarcação Segura, embarquem ou desembarquem da mesma, em função da sua profissão ou actividade laboral. 3. Acidente Para efeitos da presente Secção, entende-se por Acidente o acontecimento fortuito, súbito e anormal devido a causa exterior e estranha à vontade da Pessoa Segura e que nesta origine lesões corporais. 4. Âmbito da Cobertura Pág. 6/22

7 A cobertura concedida por esta Secção só produzirá efeito, única e exclusivamente, enquanto a Embarcação Segura se encontrar nas situações seguintes: 4.1 Navegando no mar, rio, lago ou outras águas navegáveis, no âmbito do raio de navegação descrita nas Condições Particulares desta Apólice; 4.2 Imobilizada por amarras, em marinas, docas de Recreio, portos ou lugares de refúgio. 5. Exclusões específicas Se prejuízo das exclusões gerais, não ficam em caso algum abrangidos por esta cobertura as lesões corporais, causadas directa ou indirectamente por, ou resultantes de: 5.1 Prática de esqui aquático ou qualquer outra forma de reboque de Pessoas pela Embarcação Segura, mergulho ou pesca submarina; 5.2 sobrevindos, salvo convenção em contrário expressa nas condições particulares, em provas desportivas, corridas, regatas, desafios, concursos ou apostas, ou durante os respectivos treinos; 5.3 Imprudência temerária; 5.4 Participação activa em rixas, legítima defesa ou duelos; 5.5 Hérnias, insolações, congelações, atentados, descargas eléctricas, queda de raio, 5.6 Mordeduras de animais ou insectos; 5.7 Puerpério, gravidez e suas consequências; 5.8 Danos por intoxicação alimentar; 5.9 Acto intencional do Segurado ou de Pessoas por quem ele seja civilmente responsável; 5.10 Embriaguez, uso de estupefacientes ou medicamentos fora de prescrição médica ou demência do piloto. 6. Indemnizações Fica garantido, em consequência de Acidente sofrido pela Pessoa Segura e abrangido por esta cobertura, o pagamento da correspondente indemnização por: 6.1 Morte Se, como consequência de um Acidente a coberto por esta Secção, se produzir a morte da Pessoa Segura, imediatamente ou dentro do prazo de dois anos a contar da data do Acidente, a VICTORIA pagará o correspondente Capital Seguro ao Beneficiários expressamente designados na Apólice. 6.2 Invalidez Permanente Nos casos de invalidez permanente, clinicamente constatada e sobrevinda no decurso de dois anos a contar da data do Acidente, a VICTORIA pagará a parte do correspondente capital determinada pela tabela de desvalorização constante desta Secção O pagamento desta indemnização, na falta de indicação expressa em contrário nas Condições Particulares, será feito à Pessoa Segura Se a Pessoa Segura for canhota, as percentagens de invalidez para o membro superior direito aplicam-se ao membro superior esquerdo e reciprocamente Em qualquer membro ou órgão, os defeitos físicos de que a Pessoa Segura já era portadora serão tomadas em consideração ao fixar-se o grau de desvalorização proveniente do Acidente, que corresponderá à diferença entre a invalidez já existente e aquela que passou a existir A incapacidade funcional parcial ou total de um membro ou órgão é assimilada à correspondente perda parcial ou total Em relação a um mesmo membro ou órgão, as desvalorizações acumuladas não podem exceder aquela que corresponderia à perda total desse membro ou órgão Sempre que de um Acidente resultem lesões em mais de um membro ou órgão, a indemnização total obtém-se somando o valor das indemnizações relativas a cada uma das lesões, sem que o total possa exceder o Capital Seguro. 6.3 Despesas de Tratamento e Repatriamento A VICTORIA procederá ao reembolso, até à quantia para o efeito fixada nas Condições Particulares, das despesas necessárias para o tratamento das lesões sofridas, bem como das despesas extraordinárias de repatriamento em transporte clinicamente aconselhado em face das lesões O reembolso será feito contra a entrega da documentação comprovativa, a quem demonstrar ter pago as despesas. 7. Disposições Diversas 7.1 As indemnizações fixadas nas Condições Particulares são atribuídas por Pessoa Segura, até ao limite máximo de lotação consignado no certificado de registo da Embarcação designada nesta Apólice. 7.2 Para ocupantes de idade inferior a 14 anos a indemnização, por morte, limitar-se-á ao valor correspondente às despesas do funeral. 7.3 No caso de, no momento do Acidente, o limite máximo de lotação autorizada para a Embarcação estar excedida, as indemnizações expressas nas Condições Particulares a liquidar a cada Pessoa Segura serão reduzidas através da aplicação da seguinte fórmula: C x L L 1 em que C representa o Capital Seguro por cada Pessoa, L o limite máximo de lotação autorizado para a Embarcação indicada nas Condições Particulares e L1 a lotação efectiva dessa mesma Embarcação no momento do Acidente. Salvo expressa Condição Particular em contrário, se as consequências de um Acidente forem agravadas por doença anterior à data daquele, a responsabilidade da VICTORIA não poderá exceder a que teria se o Acidente tivesse ocorrido a uma Pessoa não portadora dessa doença. 7.4 Por morte de uma Pessoa Segura a indemnização expressa nas Condições Particulares será paga, na falta de indicação de Beneficiários, aos seus herdeiros legítimos, nos termos das alíneas a) a d) no nº 1 do Art.º 2133 do Código Civil. 7.5 O reembolso das despesas de tratamento, repatriamento e funeral, desde que esteja garantido por outras Apólices de Seguro, será paga através de todas as Apólices na proporção dos respectivos valores Seguros. 8. Obrigações em caso de Acidente Em caso de Acidente, o Segurado e a Pessoa Segura ficam cumulativamente obrigados para com a VICTORIA, sob pena de responderem por perdas e danos, a: 8.1 Tomar imediatas providências para evitar agravamento das consequências do Acidente e participar, por escrito, nos oito dias imediatos, indicando o local, dia, hora, causas, testemunhas e consequências; 8.2 Promover o envio, até oito dias após a Pessoa Segura ter sido clinicamente assistida, de uma declaração do médico onde conste a natureza das lesões, o seu diagnóstico, bem como a indicação da possível Invalidez Permanente; 8.3 Comunicar, até oito dias após a sua verificação, a cura das lesões, promovendo o envio de declaração médica onde conste, além da data da alta, a percentagem de Invalidez Permanente eventualmente constatada; 8.4 Facultar, para o reembolso a que houver lugar, todos os documentos justificativos das Despesas de Tratamento. 8.5 Se do Acidente resultar a morte da Pessoa Segura, deverá, em complemento da participação do Acidente, ser enviada à VICTORIA uma certidão de óbito e, quando considerados necessários, outros documentos elucidativos do Acidente e das suas consequências. A Pessoa Segura fica ainda obrigada para com a VICTORIA a: 8.6 Cumprir as prescrições médicas; 8.7 Autorizar os médicos a prestarem todas as informações solicitadas e a sujeitar-se, se necessário, a exame médico por clínico designado pela VICTORIA; 8.8 Comunicar o recomeço da sua actividade profissional. 9. Transferência de Obrigações No caso de comprovada impossibilidade de o Segurado Pág. 7/22

8 e / ou a Pessoa Segura cumprir quaisquer das obrigações previstas neste artigo, transfere-se tal obrigação para quem, Segurado, Pessoa Segura ou Beneficiário possa cumprir. Secção IV Objectos de Uso Pessoal 1. Riscos Cobertos Ao abrigo desta Secção garante-se a perda ou dano causados a objectos de uso Pessoal, constantes da listagem anexa a esta Apólice, pertencentes ao Segurado e / ou aos seus familiares, resultantes de Sinistro, qualquer que seja a sua causa, com excepção das especificamente excluídas, quando tais objectos se encontrem a bordo da Embarcação ou, fora desta, a serem utilizados em conexão com a mesma 2. Exclusões Específicas 2.1 Furto ou roubo quando a Embarcação estiver desocupada, a menos que tal furto ou roubo tenha ocorrido por arrombamento ou entrada forçada, da qual fiquem vestígios visíveis; 2.2 Uso, falta de uso, desgaste, deterioração gradual, humidade, bolor, vermes, traça e desarranjo mecânico; 2.3 Danos causados por queda ou quebra acidental de artigos, nomeadamente os que, por natureza, sejam frágeis, excepto quando causada: por colisão, encalhe ou afundamento da Embarcação; por incêndio a bordo; por tempestade que danifique a Embarcação; por ladrões, nas condições previstas em Perda de moeda corrente, notas bancárias, cheques e cheques de viagem; 2.5 Perda ou dano causados a esquis aquáticos ou a equipamento para mergulho, excepto quando: resultantes de incêndio; de roubo nas condições previstas em 2.1; da Perda Total da Embarcação; 2.6 Perda ou dano causados a peles e a artigos de joalharia; 2.7 Perda ou dano cujo valor, por objecto, ultrapasse 125,00, a menos que outro limite tenha sido estabelecido nas Condições Particulares. 3. Franquia Em caso de Sinistro ao abrigo desta Secção será aplicada uma Franquia de 10% (por cento) do valor dos danos, no mínimo de 25,00 e no máximo de 50,00. Secção V Assistência Complementar à Embarcação e seus Ocupantes - Assistência Plus 1. Objecto de Cobertura 1.1 A cobertura garantida por esta Secção tem por objecto a prestação do serviço de assistência à Embarcação Segura e aos seus Ocupantes. 2. Garantias As garantias a seguir descritas são válidas até aos limites máximos fixados na tabela complementar de capitais anexa à Apólice. 2.1 Garantias relativas às Pessoas Os Ocupantes da Embarcação Segura terão direito às seguintes prestações: Acompanhamento durante o transporte ou repatriamento sanitário No caso de o estado da Pessoa Segura, objecto de transporte ou repatriamento sanitário o justificar, a VICTORIA, após parecer do seu médico, suporta as despesas com a viagem de uma Pessoa também Segura, que se encontre no local para a acompanhar Acompanhamento da Pessoa Segura hospitalizada Se se verificar a hospitalização de uma Pessoa Segura e se o seu estado não aconselhar o repatriamento ou regresso imediato, a VICTORIA suporta as despesas de estadia num hotel, não inicialmente previstas, de um familiar ou Pessoa por ele designada que se encontre já no local, para ficar junto de si, até ao limite estabelecido na Tabela de Capitais Bilhete de transporte de ida e volta para um familiar e respectiva estadia Se a hospitalização da Pessoa Segura ultrapassar 10 dias e se não for possível accionar a garantia prevista no nº 3 deste artigo, a VICTORIA suporta as despesas a realizar por um familiar com a passagem de ida e volta de comboio em 1ª classe ou de avião em classe turística, com partida de Portugal, para ficar junto dela, responsabilizando-se ainda pelas despesas de estadia até ao limite fixado na Tabela de Capitais Prolongamento de estadia em Hotel Se após ocorrência de doença ou Acidente, o estado da Pessoa Segura não justificar hospitalização ou transporte sanitário e se o seu regresso não se puder realizar na data inicialmente prevista, a VICTORIA encarrega-se, se a elas houver lugar, das despesas efectivamente realizadas com estadia em hotel por si e por uma Pessoa que fique a acompanhá-la até ao limite por Pessoa fixado na Tabela de Capitais. Quando o estado de saúde da Pessoa Segura o permitir, a VICTORIA encarrega-se do seu regresso bem como do eventual acompanhante caso não possam regressar pelos meios inicialmente previstos Transporte ou repatriamento das Pessoas Seguras Tendo havido repatriamento ou transporte de uma ou mais Pessoas Seguras por motivo de doença ou Acidente, e se por esse facto não for possível o regresso das restantes até ao seu domicílio pelos meios inicialmente previstos, a VICTORIA suportará as despesas de transporte das mesmas até ao domicílio habitual ou até ao local onde esteja hospitalizada a Pessoa Segura transportada ou repatriada. Se as Pessoas Seguras forem menores, com idade inferior a 15 anos, e não dispuserem de um familiar ou Pessoa de confiança para as acompanhar em viagem, a VICTORIA suportará as despesas a realizar por uma Pessoa que viaje com elas até onde se encontre hospitalizada a Pessoa Segura Transporte ou repatriamento das Pessoas Seguras acompanhantes Conforme expresso na garantia de base, a VICTORIA suporta as despesas com todas as formalidades a efectuar no local de falecimento da Pessoa Segura bem como as relativas ao seu transporte ou repatriamento desde o local onde estiver atracada a Embarcação Segura até ao local do enterro em Portugal. No caso de as Pessoas Seguras que a acompanhavam no momento do falecimento não poderem regressar nos meios inicialmente previstos, ou por impossibilidade de utilização do bilhete de transporte, já adquirido, a VICTORIA paga as despesas de transporte para regresso das mesmas até ao seu domicílio habitual ou até ao local do enterro em Portugal. Se as Pessoas Seguras forem menores, com idade inferior a 15 anos, e não dispuserem de um familiar ou Pessoa de confiança para a acompanhar na viagem, a VICTORIA suporta as despesas a realizar por uma Pessoa que viaje com elas até ao local do enterro ou do seu domicílio em Portugal. Se por motivos administrativos for necessária a inumação provisória ou definitiva localmente, a VICTORIA suporta as despesas de transporte de um familiar, se um deles não se encontrar já no local, pondo à sua disposição uma passagem de ida e volta de comboio em 1ª classe ou de avião em classe turística para se deslocar desde o seu domicílio até ao local de inumação, pagando ainda as despesas de estadia até ao limite especificado nas Tabelas de Capitais. 2.2 Garantias relativas à Embarcação de Recreio e seus Ocupantes Envio de skipper ou tripulação Em caso de morte ou incapacidade por Acidente ou doença do skipper originário e quando nenhum dos restantes ocupantes o possa substituir, a VICTORIA suporta as despesas com o envio de um skipper para conduzir a Embarcação Segura na continuação da viagem ou no seu regresso. Pág. 8/22

9 Igualmente a VICTORIA tomará a seu cargo as despesas com o envio de um skipper / tripulação indispensável para conduzir de regresso a Embarcação Segura, desde que esta tenha ficado a reparar localmente da avaria ou Acidente e transportados ou repatriados o skipper ou tripulação indispensável Transporte, repatriamento dos ocupantes da Embarcação acidentada, avariada ou roubada Quando a Embarcação, como consequência de avaria ou Acidente, precise de reparação que exija mais de 3 dias de imobilização e não tenha sido feito uso da garantia prevista no nº deste artigo, ou em caso de roubo, a VICTORIA suportará as despesas de transporte das Pessoas Seguras, até ao seu domicílio, em Portugal. Em alternativa, e sempre que as Pessoas Seguras sejam 2 ou mais, a VICTORIA porá à disposição, se existir disponível no local, um veículo de aluguer para regresso ao seu domicílio Despesas de estadia em hotel a aguardar a reparação de Embarcação Por motivo de Acidente, avaria ou roubo da Embarcação de que resulte a sua inabitabilidade, a VICTORIA suportará as despesas de estadia em hotel das Pessoas Seguras bem como a guarda das bagagens e equipamento amovível até ao limite fixado na Tabela de Capitais Despesas de transporte a de fim de recuperar a Embarcação Segura No caso da Embarcação acidentada ou avariada ter sido reparada no próprio local da ocorrência e não ter sido feito uso da garantia prevista no ponto deste artigo ou no caso de ter sido roubada e encontrada posteriormente em boas condições de navegabilidade e Segurança, a VICTORIA suporta as despesas com uma passagem de comboio em primeira classe ou de avião em classe turística para que o skipper designado possa ir da sua residência até ao local onde a Embarcação tiver sido reparada ou recuperada Envio de peças de substituição A VICTORIA encarrega-se do envio, pelo meio mais adequado, das peças necessárias para a reparação da Embarcação Segura desde que seja impossível obtê-las no local da ocorrência. Somente serão de conta da VICTORIA os gastos de transporte. A Pessoa Segura deverá liquidar à VICTORIA o custo das peças bem como os eventuais direitos aduaneiros correspondentes. Quando a entrega das peças deva ser feita no estrangeiro e haja necessidade de rapidez, serão as mesmas transportadas até à alfândega aeroportuária mais próxima do local onde se encontrar a Pessoa Segura. Serão igualmente de conta da VICTORIA, e até ao limite do preço de uma viagem de comboio de 1ª classe, as despesas necessárias ao levantamento das mencionadas peças. 3. Aplicação das disposições da cobertura de base Aplicam-se igualmente a esta Secção as disposições da cobertura de base - 1ª SECÇÃO B ASSISTÊNCIA - relativas a 2 -Definições, 4 - Sinistros, 5 - Disposições Diversas, 6 - Exclusões, 7 Duração, 8 - Âmbito Territorial, 9 - Reembolsos de Transportes não utilizados e 10 - Complementaridade, que aqui se dão por inteiramente reproduzidas. Capítulo III - Disposições Comuns a todas as Garantias 1. Comando da Embarcação A presente Apólice só produzirá efeito quando a Embarcação for comandada por Pessoa ou Pessoas na posse da correspondente carta de navegador de Recreio, de acordo com as características da Embarcação de que se trate, e em conformidade com o que é estabelecido pelas normas legais vigentes em cada lugar e momento. 2. Fretamento ou aluguer Escolas É condição de garantia da presente Apólice que a Embarcação Segura se destine única e exclusivamente a uso privado de Recreio, pelo que, salvo acordo expresso em contrário nas condições particulares, as garantias não produzem efeito quando a Embarcação Segura for alugada ou fretada em regime de «charter», para escola ou qualquer outra fim. 3. Regatas provas de velocidade Actividades desportivas Salvo acordo expresso em contrário nas condições particulares, a presente Apólice não contempla nenhuma perda, dano, responsabilidade ou Acidente, pelo facto de a Embarcação Segura participar em regatas, provas de velocidade, exibições e / ou actividades desportivas em geral. 4. Raio de navegação 4.1 O raio de navegação da Embarcação Segura será o indicado nas Condições Particulares da Apólice compreendendo mares, rios e águas interiores navegáveis no âmbito do raio descrito. 4.2 Não obstante o estipulado no parágrafo anterior, a amplitude do raio de navegação ficará limitado pelas disposições legais vigentes em cada momento e lugar, de acordo com o tipo de Embarcação de que se trate e a carta de navegador de Recreio do(s) seu(s) patrão(ões) e / ou governante(s). 4.3 Em qualquer caso, a presente Apólice não produzirá qualquer efeito, salvo acordo expresso em contrário, nas situações geográficas seguintes: Navegação em águas e entrada em portos do Oceano Atlântico da América do Norte, seus rios e ilhas adjacentes que ficam a norte dos 43º e 40 de latitude Norte Navegação nas águas do Oceano Pacífico da América do Norte, seus rios e ilhas que ficam a norte dos 50º de latitude Norte Navegação no Mar Báltico a norte dos 56º de latitude Norte Navegação em águas do leste asiático que ficam a norte dos 46º de latitude Norte Entrada em portos da Sibéria Navegação a norte dos 70º de latitude Norte Navegação a sul dos 50º de latitude Sul, portos ou fundeadouros da Patagónia ou do Chile e / ou Ilhas Falkland. 5. Perda total e abandono 5.1 Acorda-se que a perda total da Embarcação Segura seja admissível nos seguintes casos: Se a Embarcação Segura desaparecer total e definitivamente por qualquer dos riscos mencionados na Secção I, sem que racionalmente exista qualquer possibilidade de salvamento Por falta de notícias da Embarcação, nos termos do que está previsto na Lei, ficando reduzidos a um terço os termos que se fixam no mesmo Quando, tendo o barco sofrido danos ocasionados por Acidente marítimo a cargo do Segurado, seja condenado por falta absoluta de meios de reparação no porto de arribada e não possa, sem grave perigo, testemunhado pericialmente navegar para outro porto mais ou menos próximo pelos seus próprios meios ou ser rebocado, carregado ou descarregado Por incapacidade absoluta da Embarcação para navegar, em consequência de Acidente marítimo coberto por esta Apólice. Não obstante, não será aceite o abandono por incapacidade absoluta se a Embarcação puder ser reparada em qualquer porto para continuar viagem até ao seu destino, a não ser que o orçamento da reparação dos prejuízos materiais exceda o valor comercial da Embarcação. 5.2 A VICTORIA poderá opor-se ao abandono optando por reparar a Embarcação por sua conta, na proporção do seu interesse no Seguro, efectuando a reparação dentro do prazo máximo de seis meses, a contar da data da Pág. 9/22

10 formalização do abandono por parte do Segurado. Ao referido prazo de seis meses deverão ser deduzidos, no entanto, os dias perdidos por greves, distúrbios ou outros eventos de força maior que tenham paralisado os trabalhos da reparação. 5.3 Nenhum outro caso dará direito ao abandono, ficando, por conseguinte, derrogadas e sem qualquer efeito algumas das disposições do Código Comercial quando contradigam o estipulado. 5.4 Em nenhum dos casos de abandono poderá ser imputado à VICTORIA o pagamento dos salários, manutenção da tripulação, consumo de combustível e lubrificantes e / ou dívidas anteriores à data em que o Segurado formalize o abandono. 5.5 Os actos do Segurado e da VICTORIA para salvar ou conservar a propriedade Segura não podem ser prenúncio da proposta, desistência, ou aceitação do abandono. 6. Exclusões gerais Sem prejuízo das exclusões específicas estabelecidas em cada Secção, a VICTORIA não assumirá, no âmbito das Coberturas Facultativas, quaisquer perdas, danos, despesas, reclamações ou desembolsos respeitantes a ou consequentes de : 6.1 Sinistros ou Acidentes ocorridos durante qualquer período em que a Embarcação, a navegar ou ancorada, não se encontre habilitada com um Certificado de Navegabilidade válido, emitido pela autoridade competente para o efeito. 6.2 Vício próprio, defeitos latentes e erros de construção e / ou desenho da Embarcação Segura. 6.3 Dolo e negligência, ou imprudência temerária do Segurado, proprietário, patrão, governantes ou responsáveis da Embarcação Segura. 6.4 Infracção do regulamento ou das normas legais vigentes em matéria de Segurança, navegação ou ordens dadas pelas Autoridades competentes; 6.5 Depósito ou amarração do barco em locais sem vigilância ou assistência, na praia ou em sítio descoberto; 6.6 Sinistros e Acidentes ocorridos quando a Embarcação estiver alugada, fretada, utilizada como habitação permanente, em transporte remunerado de Pessoas ou mercadorias, ou para quaisquer outros fins não abrangidos na definição da Embarcação de Recreio; 6.7 Violação de bloqueio, contrabando e / ou comércio ilícito, proibido ou clandestino. 6.8 Captura, sequestro, embargo preventivo, confiscação, expropriação, requisição, arresto, apreensão ou detenção, pirataria, barataria e tentativa ou consequências dos mesmos; 6.9 Guerra, declarada ou não, Guerra Civil, actos de terrorismo, rebelião, operações bélicas, insurreições, revoluções e suas consequências, por parte de qualquer potência, entendendo-se como potência, para efeitos desta Apólice, qualquer grupo que preste apoio a forças armadas; 6.10 Minas, torpedos ou outro material bélico; 6.11 Greves, motins, lock-out, distúrbios no trabalho e tumultos populares ou comoções civis ou suas consequências Radiações ionizantes ou contaminação por radioactividade procedente de um componente, combustível ou resíduos nucleares provenientes da combustão de um combustível nuclear; 6.13 Dano causado pela detonação de qualquer material, civil ou de guerra empregando fissão ou fusão nucleares ou atómicas ou qualquer outra reacção similar; 6.14 Detenção de material radioactivos; 6.15 VICTORIA não assumirá nenhum gasto ou desembolso devidos ao armazenamento durante o Inverno, estadias e manutenção enquanto a Embarcação estiver a ser reparada, mesmo quando a referida Embarcação esteja a cargo da VICTORIA; 6.16 Acidente de Trabalho, doença profissional ou qualquer outro tipo de responsabilidade patronal. Capítulo IV - Formação do Contrato e suas Alterações 1. Coexistência de Contratos O Tomador do Seguro ou Segurado ficam obrigados a comunicar antecipadamente à VICTORIA a existência de outros contratos de Seguro cobrindo os efeitos de um mesmo risco nos objectos Seguros. 2. Agravamento do Risco 2.1 O Segurado obriga-se, sob pena de responder por perdas e danos, a participar à VICTORIA quaisquer factos ou circunstâncias que alterem as condições do risco Seguro, por correio registado ou por outro meio do qual fique registo escrito e no prazo máximo de oito dias a contar da data em que deles tenha conhecimento. 2.2 A VICTORIA poderá aceitar ou não a modificação produzida no risco e alterar o prémio estipulado em consequência dessa modificação. Aceitando a VICTORIA a alteração comunicada, assim o fará constar em acta adicional à Apólice. Se a VICTORIA não aceitar, ou se o Segurado não concordar com o agravamento do prémio proposto, o contrato será resolvido, devendo o Tomador do Seguro ser avisado previamente, no prazo de oito dias, ficando com direito à devolução do prémio relativo ao tempo não decorrido. 2.3 No caso de falta de comunicação do Segurado no prazo marcado, ou da inexactidão das declarações por ele prestadas, o Seguro produzirá efeitos mas, em caso de Sinistro, a indemnização final reduzir-se-á proporcionalmente à diferença entre o prémio cobrado pela VICTORIA e aquele que cobriria para o risco agravado. 2.4 Se, no caso previsto no número anterior, se provar má fé do Tomador do Seguro ou do Segurado ou se as declarações inexactas pudessem ter influído na manutenção do contrato, este considerar-se-á automaticamente resolvido com efeito, respectivamente, à data em que a comunicação deveria ter sido feita à VICTORIA ou àquela em que as falsas declarações foram prestadas. 2.5 Se, durante a vigência do contrato, for comunicado à VICTORIA um agravamento de risco, esta pode propor uma modificação nas condições do contrato, dentro do prazo de 2 meses a contar da data em que o agravamento lhe for comunicado. Nesse caso o Tomador do Seguro dispõe de 15 dias, a contar da data de recepção da proposta de alteração, para a aceitar ou recusar. Se a alteração for recusada ou se a VICTORIA não obtiver qualquer resposta, pode, depois de terminado o prazo referido, rescindir o contrato com notificação prévia ao Tomador do Seguro dando-lhe um novo prazo de 15 dias para contestação. Após transcorrido este prazo, e dentro dos oito dias que se lhe seguem, a VICTORIA comunicará ao Tomador do Seguro a rescisão definitiva. 2.6 Em caso de agravamento de risco que origine um agravamento de prémio durante a vigência do Seguro, causando a rescisão do contrato, devido a um agravamento imputável ao Tomador do Seguro, a VICTORIA terá o direito à totalidade do prémio cobrado. Sempre que o referido agravamento não seja imputável ao Tomador do Seguro este terá direito ao reembolso da parte do prémio pago e correspondente ao período não decorrido até ao final da anuidade em curso. 3. Venda ou Transmissão da Embarcação 3.1 No caso de venda ou transmissão de propriedade da Embarcação ou de interesse do Segurado na mesma, a menos que a VICTORIA concorde com a manutenção do contrato, a Apólice considerar-se-á anulada desde a data da venda ou transmissão, salvo se a Embarcação, nessa data, estiver a navegar. Neste caso, e se o Segurado o requerer à VICTORIA, a Apólice produzirá efeitos até que a Embarcação arribe ao porto mais próximo ou a lugar Seguro. 3.2 No caso de anulação da Apólice, haverá lugar a reembolso do prémio ao Tomador do Seguro, calculado proporcionalmente ao período de tempo não decorrido. Pág. 10/22

11 3.3 O falecimento do Tomador do Seguro não anula esta Apólice, passando os respectivos direitos e obrigações para os seus herdeiros em conformidade com a lei. 4. Valor / Capital Seguro A determinação do Capital Seguro é sempre da responsabilidade do Tomador do Seguro e deverá corresponder aos seguintes critérios, tanto à data da celebração deste contrato como a cada momento da sua vigência: 4.1 Perda ou dano causados à Embarcação: O Capital Seguro deve corresponder ao valor de mercado na data de aquisição da Embarcação no local da emissão Apólice. 4.2 Responsabilidade Civil: 4.3 A VICTORIA responde, em cada período de vigência da Apólice, até à concorrência do Capital Seguro fixado nas Condições Particulares, seja qual for o número de Sinistros ocorridos. 4.4 Ocupantes da Embarcação: 4.5 A VICTORIA responde, em cada período de vigência da Apólice, até ao Capital Seguro fixado nas Condições Particulares, seja qual for o número de Acidentes ocorridos. 4.6 Objectos de uso Pessoal: O Capital Seguro deverá corresponder ao custo de substituição dos bens objecto da Apólice -entendendo-se como tal o seu valor de aquisição à data do Sinistro - deduzido da correspondente depreciação. 5. Insuficiência ou Excesso de Capital 5.1 Salvo convenção em contrário expressa nas Condições Particulares, se o Capital Seguro pelo presente contrato for, na data do Sinistro, inferior ao valor dos bens Seguros, determinado nos termos do número anterior, o Tomador do Seguro ou o Segurado, responderá pela parte proporcional dos prejuízos, como se fosse Segurador do excedente. Sendo, pelo contrário, tal quantia superior, o Segura só é válido até à concorrência do valor dos bens, nos termos do número anterior. 5.2 Segurando-se diversos bens por quantias e verbas designadas separadamente, os preceitos do número anterior são aplicáveis a cada uma delas, como se fossem Seguros distintos. 6. Duração e Vigência do Contrato 6.1 Início: desde que o prémio ou fracção inicial seja pago este contrato produz os seus efeitos a partir das 0 horas do dia seguinte ao da aprovação da proposta pela VICTORIA, salvo se, na mesma, for indicada data de início posterior. A proposta considera-se aprovada se, no prazo de quinze dias a contar da data da sua recepção, a VICTORIA nada tiver comunicado em contrário, por correio registado, ao proponente. 6.1 Duração: Este contrato considera-se celebrado pelo período de tempo estabelecido nas Condições Particulares. Quando for celebrado por um período de tempo determinado, caduca às 24 horas do dia do seu termo; 6.3 Quando for celebrado por um ano e seguintes, considera-se automaticamente renovado no termo de cada anuidade, a menos que qualquer uma das partes o denuncie, por correio registado ou outro meio, do qual fique registo escrito, com a antecedência mínima de 30 dias, ou se o Tomador do Seguro não proceder ao pagamento do prémio nos termos do n Redução e Resolução 7.1 O não pagamento pelo Tomador do Seguro do prémio relativo a uma anuidade subsequente ou de uma sua fracção, determina a não renovação ou a resolução automática e imediata do contrato, na data em que o pagamento seja devido. 7.2 O Tomador do Seguro pode, a todo o tempo, reduzir ou resolver o presente contrato, mediante correio registado, ou por outro meio do qual fique registo escrito, com a antecedência mínima de 30 dias em relação à data em que a redução ou resolução produz efeitos. 7.3 A VICTORIA pode resolver o contrato após a ocorrência de sinistro mediante correio registado, ou por outro meio do qual fique registo escrito, com a antecedência mínima de 30 dias em relação à data em que a resolução produz efeitos. 7.4 O montante do prémio a devolver ao Tomador do Seguro em caso de cessação antecipada do contrato será calculado proporcionalmente ao período de tempo que decorreria até ao seu vencimento. 7.5 A redução ou a resolução do contrato produz os seus efeitos às 24 horas do próprio dia em que ocorra. 7.6 Sempre que o Tomador do Seguro não coincida com o Segurado, este deve ser avisado, com 30 dias de antecedência, da resolução do contrato ou, no caso previsto no n.º1, não tendo havido aviso à VICTORIA, até 20 dias após a não renovação ou a resolução automática aí previstas. 7.7 Existindo privilégio creditório sobre os bens que constituem o objecto do seguro, a VICTORIA obriga-se a comunicar por escrito à entidade credora, expressamente identificada nas Condições Particulares, a redução ou resolução do contrato com a antecedência mínima de 15 dias em relação à data em que a mesma produz os seus efeitos ou, no caso previsto no n.º 1, não tendo havido aviso à VICTORIA, até 20 dias após a não renovação ou a resolução aí previstas. 8. Nulidade do Contrato 8.1 Este contrato considera-se nulo e, consequentemente, não produzirá quaisquer efeitos em caso de Sinistro quando da parte do Tomador do Seguro ou do Segurado tenha havido, no momento de celebração do contrato, declarações inexactas assim como reticências de factos ou circunstâncias dele conhecidas, e que teriam podido influir sobre a existência ou condições do contrato. 8.2 Se as referidas declarações ou reticências tiverem sido feitas de má fé, a VICTORIA terá o direito ao prémio, sem prejuízo da nulidade do contrato nos termos do número anterior. 9. Pagamento dos Prémios O pagamento do prémio e os efeitos da sua falta de pagamento regem-se pela lei em vigor. 10. Fraccionamento do Prémio 10.1 O Tomador do Seguro, nos termos da lei e das Condições Gerais desta Apólice, contrai perante a VICTORIA a obrigação de pagar o prémio total relativamente ao período de vigência da Apólice A VICTORIA, aceita, porém, e mediante a cobrança do respectivo sobreprémio que nas Apólices que vigoram por um ano e seguintes o pagamento se faça em prestações liquidadas adiantadamente, de acordo com o indicado nas Condições Particulares desta Apólice O não pagamento de qualquer prestação do prémio na data do seu vencimento, confere à VICTORIA o direito de exigir imediatamente o pagamento dessa prestação e das prestações vincendas Em caso de Sinistro, a VICTORIA reserva-se o direito de cobrar ou descontar na indemnização o pagamento das prestações vincendas. 11. Inspecção dos Bens Seguros pela VICTORIA 11.1 A VICTORIA pode mandar inspeccionar, por representante credenciado e mandatado, os bens Seguros e verificar se são cumpridas as condições contratuais, obrigando-se o Tomador do Seguro a fornecer as informações que lhe forem solicitadas A recusa injustificada do Tomador do Seguro ou do Segurado ou de quem o represente, em permitir o uso da faculdade mencionada, confere à VICTORIA o direito de proceder à resolução do contrato, mediante notificação por correio registado ou por outro meio do qual fique registo escrito, com antecedência mínima de Pág. 11/22

12 15 dias Nas circunstâncias previstas no número anterior, a VICTORIA adquire o direito de retenção de 50% do prémio correspondente ao período não decorrido. Capítulo V - Obrigações da VICTORIA, do Tomador do Seguro e do Segurado 1. Obrigações da VICTORIA 1.1 As averiguações e peritagens necessárias ao reconhecimento do Sinistro e à avaliação dos prejuízos deverão ser efectuadas pela VICTORIA com a adequada prontidão e diligência, sob pena de responder por perdas e danos. 1.2 A indemnização deve ser paga logo que concluídas as investigações e peritagens necessárias ao reconhecimento do Sinistro e à fixação do seu montante, sem prejuízo de pagamentos por conta, sempre que se reconheça que devam ter lugar. 1.3 Se decorridos 45 dias, a VICTORIA, de posse de todos os elementos indispensáveis à reparação dos prejuízos ou ao pagamento da indemnização acordada, não tiver realizado essa obrigação, por causa não justificada ou que lhe seja imputável, incorrerá em mora, vencendo a indemnização juros à taxa legal em vigor. 2. Obrigações do Tomador do Seguro e do Segurado 2.1 Equipar a Embarcação Segura com todo o material de Segurança previsto no regulamento em vigor e a conservá-lo em perfeito estado de manutenção. 2.2 Fora do período de utilização da Embarcação objecto do Seguro, assim como durante o transporte por terra, o Segurado não deverá deixar a bordo nenhum carburante nem combustível, excepto a quantidade estritamente necessária para a manutenção dos motores e reservas necessárias para a sua conservação. 2.3 Durante o transporte por terra da Embarcação Segura, o Segurado deverá tomar todo o tipo de precauções com o objectivo de proteger adequadamente os bens Seguros. 3. Procedimentos em caso de Sinistro Em caso de Sinistro, constituem obrigações do Tomador do Seguro e do Segurado, sob pena de responder por perdas e danos: 3.1 Empregar todos os meios ao seu alcance para reduzir ou evitar o agravamento dos prejuízos decorrentes do Sinistro e salvar os bens Seguros, sendo as despesas razoavelmente efectuadas nesse sentido englobadas no cômputo do Sinistro até ao limite do Capital Seguro; 3.2 Não remover ou alterar, nem consentir que sejam removidos ou alterados, quaisquer vestígios do Sinistro, sem acordo prévio da VICTORIA que por este contrato assume o direito de determinar o porto ou lugar para onde deve dirigir-se a Embarcação para aí efectuar as reparações, ficando neste caso a seu cargo os gastos adicionais com a viagem resultante do cumprimento de tal determinação. 3.3 Participar a ocorrência às autoridades competentes e promover à guarda, conservação e beneficiação dos salvados; 3.4 Comunicar à VICTORIA a verificação de qualquer do Sinistro, o mais rapidamente possível, e por escrito, no prazo máximo de oito dias, a contar da data do seu conhecimento, indicando o dia, hora, causa conhecida ou presumível, natureza e montante provável dos prejuízos, bem como quaisquer outros elementos necessários à boa caracterização da ocorrência; 3.5 Fornecer à VICTORIA os indícios, provas, relatórios ou outros documentos relativos ao Sinistro, que possua ou possa obter; 3.6 Dar pronto conhecimento à VICTORIA de quaisquer citações ou notificações judiciais que receba, assim como de quaisquer outras diligências contra si intentadas, em consequência do Sinistro; 3.7 Não negociar, admitir, repudiar ou liquidar qualquer indemnização, sem prévio acordo da VICTORIA; 3.8 Aceitar o recurso aos Tribunais Civis para decidirem acerca da sua responsabilidade perante terceiros, concedendo à VICTORIA, no âmbito dos assuntos de interesse comum, a faculdade de orientação do processo, fornecendo-lhe todos os elementos e documentação úteis que possua; 3.9 No caso de reparações que sejam urgentes, em resultado de Sinistro ao abrigo desta Apólice, deverá estabelecer contacto imediato com a VICTORIA para acordar a actuação a seguir; 3.10 Em caso de furto ou roubo, o Tomador do Seguro ou o Segurado obriga-se, a apresentar imediatamente queixa às autoridades competentes e promover todas as diligências ao seu alcance conducentes à descoberta dos objectos desaparecidos e dos autores do crime, comunicando à VICTORIA a recuperação do todo ou de parte dos objectos furtados ou roubados. 4. Peritagens 4.1 As despesas em que incorrer o Segurado devido à intervenção de Peritos e Comissários de Avarias nomeados pela VICTORIA ficarão sempre a cargo desta. Do mesmo modo ficarão a cargo da VICTORIA os gastos feitos com a intervenção de peritos e Comissários de Avarias que, não sendo designados pela VICTORIA, tenham sido requeridos pelo Segurado no cumprimento do seu dever de salvamento ou atenuação das consequências económicas do Sinistro. 4.2 Será nulo e sem qualquer valor ou eficácia, todo o acto praticado ou apreciação emitida (embora seja um documento oficial emitido no exercício das suas funções) pelos Interventores ou Comissários de Avarias nomeados pela Companhia que esteja em contradição com o estipulado nesta Apólice. 5. Responsabilidade em caso de Sinistro 5.1 O Tomador do Seguro ou o Segurado responderão por perdas e danos, se: 5.2 Agravar, voluntariamente, as consequências do Sinistro, ou dificultar intencionalmente, o salvamento das coisas Seguras; 5.3 Subtrair, sonegar, ocultar ou alienar os salvados; 5.4 Impedir, dificultar ou não colaborar com a VICTORIA no apuramento da causa do Sinistro ou na conservação, beneficiação, ou vendas de salvados; 5.5 Exagerar, usando de má fé, o montante dos prejuízos ou indicar coisas falsamente atingidas pelo Sinistro; 5.6 Usar de fraude, simulação ou de quaisquer outros meios dolosos, bem como de documentos falsos para justificar a sua reclamação. Capítulo VI - Indemnizações 1. Determinação do Valor da Indemnização Em caso de Sinistro, e ainda que o Seguro produza efeitos a favor de terceiros, a avaliação dos bens Seguros e dos respectivos prejuízos, será efectuada entre a VICTORIA, o Tomador do Seguro e o Segurado e no caso de responsabilidade civil com o terceiro lesado 2. Compensação ao Crédito Em caso de Sinistro, a VICTORIA reserva-se o direito de cobrar ou descontar na indemnização devida ao Tomador do Seguro, o pagamento dos prémios eventualmente em dívida e das fracções vincendas. 3. Ónus da Prova Impende sobre o Tomador do Seguro e o Segurado o ónus da prova da veracidade da reclamação e do seu interesse legal nos bens Seguros, podendo a VICTORIA exigir-lhe os meios de prova adequados e que estejam ao seu alcance. 4. Forma de Pagamento da Indemnização 4.1 A VICTORIA reserva-se a faculdade de pagar a Pág. 12/22

13 indemnização em dinheiro, ou de substituir, repor, reparar ou reconstituir os bens Seguros, destruídos ou danificados. 4.2 Quando a VICTORIA optar por não indemnizar em dinheiro o Segurado, deverá, sob pena de responder por perdas e danos, prestar-lhe colaboração e abster-se de quaisquer actos impeditivos ou que dificultem desnecessariamente os trabalhos de reposição, reparação ou reconstituição dos bens Seguros. 5. Redução Automática do Capital Nas coberturas facultativas, após a ocorrência de um Sinistro, o valor Seguro ficará até ao vencimento do contrato, automaticamente reduzido do montante correspondente ao valor da indemnização atribuída, sem que haja lugar a estorno de prémio, a não ser que o Tomador do Seguro pretenda reconstruir o Capital Seguro, pagando o prémio complementar correspondente. 6. Pagamento de Indemnizações a Credores 6.1 Quando a indemnização for paga a credores hipotecários, pignoratícios ou outros em favor dos quais o Seguro tiver sido feito, a VICTORIA poderá exigir-lhes, se assim o entender ainda que o contrato tenha sido por eles efectuado e em seu próprio benefício, que o pagamento se faça em termos que validamente permitem o distrate ou a exoneração da dívida na parte relativa ao valor indemnizado. 6.2 A faculdade referida no número anterior não constitui uma obrigação para a VICTORIA, nem implica para ela qualquer responsabilidade Capítulo VII - Disposições Diversas 1. Regime de Co-Seguro Sendo o presente contrato estabelecido em regime de Co-Seguro, fica sujeito ao disposto, para o efeito, na Cláusula Uniforme de Co-Seguro descrita nas Condições Particulares. 2. Comunicações e Notificações É condição suficiente para que, quaisquer comunicações ou notificações entre as partes previstas nesta Apólice, se considerem válidas e plenamente eficazes, que as mesmas sejam feitas por correio registado, ou por outro meio do qual fique registo escrito, para a última morada do Tomador do Seguro ou do Segurado constante do contrato, ou para a sede da VICTORIA. 3. Legislação Aplicável e Arbitragem A lei aplicável a este contrato é a lei portuguesa. Nos litígios surgidos ao abrigo desta Apólice, poderá haver recurso à arbitragem que será feita nos termos da lei. 4. Foro O foro competente para dirimir qualquer litígio emergente deste contrato é do local de emissão da Apólice ou o do local de domicílio do Tomador do Seguro, à opção do autor. 7. Sub - Rogação 7.1 A VICTORIA, uma vez paga a indemnização, fica subrogada até à concorrência da quantia indemnizada, em todos os direitos do Segurado, contra terceiros responsáveis pelos prejuízos obrigando-se o Segurado a praticar o que necessário for para efectivar esses direitos. 7.2 O Segurado responderá por perdas e danos por qualquer acto ou omissão voluntária que possa impedir ou prejudicar o exercício desses direitos. Pág. 13/22

14 A Invalidez Permanente Total Tabela de Desvalorização Perda total dos dois olhos ou da visão dos dois olhos 100 Perda completa do uso dos dois membros inferiores ou superiores 100 Alienação mental incurável e total, resultante directa e exclusivamente dum Acidente 100 Perda completa das duas mãos ou dos dois pés 100 Perda completa dum braço e duma perna ou duma mão e duma perna 100 Perda completa dum braço e dum pé ou duma mão e dum pé 100 Hemiplegia ou paraplegia 100 B Invalidez Permanente Parcial CABEÇA Perda completa dum olho ou redução a metade da visão biocular 25 Surdez total 60 Surdez completa dum ouvido 15 Síndroma pós comocional dos traumatismos cranianos sem sinal objectivo 5 Epilipsia generalizada pós traumática, uma ou duas crises convulsivas por mês, com tratamento 50 Anosmia absoluta 4 Fractura dos ossos próprios do nariz ou do septo nasal com mal estar respiratório 3 Estenose nasal total unilateral 4 Fracturação não consolidada do maxilar inferior 20 Perda total ou de quase todos os dentes com possibilidade de prótese 10 sem possibilidade de prótese 35 Ablação completa do maxilar inferior 70 Perda de substância do crânio interessando as duas tábuas e com diâmetro máximo superior a 4 cm 35 superior a 2 cm e igual ou inferior a 4 25 até 2 cm 15 MEMBROS SUPERIORES ESPÁDUAS D E Fractura de clavícula com sequela nítida 5 3 Rigidez do ombro, pouco acentuada 5 3 Rigidez do ombro, projecção para a frente e Abdução não atingindo os 90º Perda completa do movimento do ombro Amputação do braço pelo terço superior ou perda completa do uso do braço Perda completa do uso de uma mão Fractura não consolidada dum braço Pseudartrose dos dois ossos do antebraço Perda completa do uso do movimento do cotovelo Amputação do polegar Perdendo o metacarpo Conservando o metacarpo Amputação do indicador Amputação do médio 8 6 Amputação do anelar 8 6 Amputação do dedo mínimo 8 6 Perda completa dos movimentos do punho 12 9 Pseudartrose dum osso do antebraço 10 8 Fractura do 1º metacarpo com sequelas que determinem incapacidade funcional 4 3 Fractura do 5º metacarpo com sequelas que determinem incapacidade funcional 2 1 MEMBROS INFERIORES Desarticulação dum membro inferior pela articulação coxo-femural ou perda completa do uso dum membro inferior 60 Amputação da coxa pelo terço médio 50 Perda completa do uso duma perna abaixo da articulação do joelho 40 Perda completa do pé 40 Fractura não consolidada da coxa 45 Fractura não consolidada duma perna 40 Amputação parcial dum pé compreendendo todos os dedos e uma parte do pé Perda completa do movimento da anca 35 Perda completa do movimento do joelho 25 % % Pág. 14/22

15 Anquilose completa do tornezelo em posição favorável 12 Sequelas moderadas de fractura transversal da rótula 10 Encurtamento dum membro inferior em: 5 cm ou mais 20 3 a 5 cm 15 2 a 3 cm 10 Amputação do dedo grande do pé com o seu metatarso 10 Perda completa de qualquer dedo do pé, com exclusão do dedo grande 3 RAQUIS TÓRAX Fractura da coluna vertebral cervical sem lesão medular 10 Fractura da coluna dorsal ou lombar: Compressão com rigidez raquidiana nítida, sem sinais neurológicos 10 Cervicalgias com rigidez raquidiana nítida 5 Lombargias com rigidez raquidiana nítida 5 Paraplegia fruste, marcha possível, espasmocidade dominando a paralisia 20 Algias radiculares com irradiação (forma ligeira) 2 Fractura isolada do esterno com sequelas pouco importantes 3 Fractura unicostal com sequelas pouco importantes 1 Fracturas múltiplas de costelas com sequelas importantes 8 Resíduos de um derrame traumático com sinais radiológicos 5 ABDÓMEN Ablação do baço, com sequelas hematológicas, sem manifestações clínicas 10 Nefrectomia 20 Cicatriz abdominal de intervenção cirúrgica com eventração de 10 cm, não operável 15 ASSISTÊNCIA Tabela de Capitais (COBERTURA BASE) Garantias relativas às Pessoas Transporte ou repatriamento sanitário de feridos e doentes Limite de Indemnização Capitais Despesas médicas, cirúrgicas, farmacêuticas e de hospitalização no Estrangeiro Limite máximo de Indemnização por Pessoa Segura e por viagem: Franquia 100 Transporte ou repatriamento de falecidos Limite de Indemnização Transmissão de mensagens Limite de Indemnização Garantias relativas à Embarcação e seus ocupantes Gastos de recolha em consequência de avaria ou Acidente Limites máximos de Indemnização: Gastos de reboque Capitais Recolhas 150 Franquias Limite de Indemnização 125 Desempanagem no local ou reboque do veículo ligeiro rebocador do barco, por avaria ou Acidente Limite de Indemnização 125 Defesa e reclamação jurídica no Estrangeiro Limites máximos de Indemnização: Defesa da Pessoa Segura Reclamação jurídica 2 dias Mínimo para intentar acção judicial 125 Adiantamento de cauções penais no Estrangeiro Limites máximos dos adiantamentos: Custas processuais 750 Liberdade provisória Arresto da Embarcação ASSISTÊNCIA Tabela de Capitais Complementar (ADICIONAL À COBERTURA BASE) Pág. 15/22

16 Garantias relativas às Pessoas Acompanhamento durante o transporte ou repatriamento sanitário Limite de Indemnização Acompanhamento da Pessoa Segura hospitalizada Capitais Limites máximos de Indemnização por dia 60 Indemnização máxima 420 Bilhete de ida e volta para um familiar e respectiva estadia Limites máximos de Indemnização: Transporte Estadia, por dia 60 Indemnização máxima 420 Prolongamento de estadia em hotel Limites máximos de Indemnização por dia 60 Indemnização máxima 420 Transporte ou repatriamento das Pessoas Seguras Limite de Indemnização Transporte ou repatriamento das Pessoas Seguras acompanhantes Limites máximos de indemnização: Transporte Transmissão de mensagens Estadia, por dia 60 Indemnização máxima 420 Limite de Indemnização Assistência à Embarcação e Seus Ocupantes Gastos de reboque Capitais Limite de Indemnização 125 Envio de Skipper ou tripulação Limite de Indemnização Transporte ou repatriamento dos ocupantes da Embarcação acidentada, avariada ou roubada Limites máximos de Indemnização: Transporte Veículo de aluguer: Indemnização máxima 250 Período máximo Despesas de estadia em hotel a aguardar a reparação da Embarcação Segura Limites máximos de Indemnização: Por dia 60 2 dias Indemnização máxima 420 Despesas de transporte a fim de recuperar a Embarcação Segura Limite de Indemnização Envio de peças de substituição no estrangeiro Limite de Indemnização Pág. 16/22

17 CLÁUSULAS DO INSTITUTO PARA O SEGURO DE IATES (INSTITUTE YACHT CLAUSES) Iate Iate significa o casco, máquinas, lanchas, aparelhos de bordo ou equipamentos, tais como seriam vendidos conjuntamente com o iate no caso de mudança de proprietário. 2 5 Velocidade 5.1 Fica garantido que a velocidade máxima do iate seguro ou de qualquer barco auxiliar no caso de possuir lanchas, não excederá 17 nós. 5.2 Quando a Seguradora concordar em cancelar esta condição, será aplicada a Cláusula de Velocidade abaixo referida sob o nº 19. Em Navegação e Inactividade 2.1 O iate identificado no corpo da Apólice fica seguro sujeito aos termos e condições estabelecidas na Apólice e nesta cláusula: enquanto em navegação no mar, em águas interiores ou portos, docas, marinas, canais, grade de marés, pontões, varado ou em lugar de armazenagem em terra, incluindo operações de içamento, alagem e lançamentos à água, podendo sair ou navegar com ou sem pilotos, fazer viagens de experiência, assistir e rebocar navios ou embarcações em perigo, mas fica estabelecido que o iate não pode ser rebocado, excepto conforme for usual ou quando necessite de assistência ou contrate serviços de reboque ou salvamento sob contrato previamente negociado pelos donos, capitães, operadores ou fretadores. enquanto inactivo conforme previsto na cláusula 4 abaixo, incluindo içamento ou alagens e lançamento à água, enquanto seja mudado de estaleiro ou marina, desmantelado, desequipado, em revisão, manutenção normal ou em vistoria (incluindo também docagem e saída de doca e períodos de inactividade sobre a água em ligação casual com o desarme ou desequipamento, com autorização para eventual mudança de lugar a reboque ou doutra forma mas nunca fora dos limites do porto ou lugar no qual o navio esteja inactivo) mas excluindo qualquer período durante o qual o navio esteja a ser usado como habitação flutuante ou sujeito a reparações ou modificações importantes, salvo aviso prévio dado à seguradora e o pagamento de prémio adicional por esta fixado. Não obstante a cláusula 2.1. acima, os aparelhos e equipamento, incluindo motores fora de borda, ficam cobertos nas condições deste seguro, durante a sua permanência em lugar de armazenagem ou reparação em terra. Continuação Se o iate, na data de terminar esta apólice, se encontrar no mar, ou em porto de arribada ou num porto ou lugar de refúgio ou de escala, a Apólice continuará em vigor mediante um prémio adicional a estabelecer, desde que seja dado pronto aviso à Seguradora desse facto. O seguro terminará no momento em que o iate fundear ou atracar em segurança no porto de escala seguinte. 7 Cessão Nenhuma cedência ou transferência de direitos desta Apólice, ou de quantias que possam vir a ser pagas ao abrigo da mesma, poderá ser aceite ou reconhecida pela Seguradora, a menos que seja dado à Seguradora um aviso escrito de tal cedência ou transferência, assinado pelo Tomador de Seguro e pelo Segurado, e tal alteração conste de adicional à Apólice. 8 Mudança de Proprietário Esta cláusula 8 prevalecerá ainda que exista neste seguro qualquer condição escrita, dactilografada ou impressa em contrário. 8.1 Se o iate for vendido ou transferido para novo proprietário, ou, quando o iate é propriedade duma empresa se houver alteração no controlo da empresa, a menos que a Seguradora concorde por escrito em manter este seguro em vigor, o mesmo considera-se resolvido desde o momento dessa venda, transferência ou alteração e a Seguradora efectuará o estorno pro-rata do prémio líquido cobrado. 8.2 Se, contudo, o iate tiver deixado o seu ancoradouro ou estiver no mar na altura da venda ou transferência, essa resolução, ficará suspensa, se tal for solicitado pelo Tomador de Seguro, até à sua chegada ao porto ou local de destino. Garantias de Navegação e Afretamento A cobertura prestada fica sujeita à garantia de que o iate não navegará fora dos limites definidos nas Condições Particulares da Apólice, salvo prévio aviso à Seguradora e confirmação desta das condições em que esta extensão de cobertura é efectiva. A aceitação do seguro subordina-se também à garantia de que o iate só poderá ser utilizado para fins particulares de recreio e não para afretamento ou qualquer utilização remunerada, a menos que o contrário tenha sido previamente acordado com a Seguradora. Inactividade A cobertura mantém-se quando em inactividade ou fora de navegação nas condições estabelecidas nas Condições Particulares da Apólice e nesta cláusula ou em termos diferentes desde que previamente acordado pela Seguradora. 9 Riscos Sempre sujeito às exclusões estabelecidas nesta cláusula e nas Condições Particulares da Apólice 9.1 Este seguro cobre perda ou dano sofrido pelo objecto seguro causado por: Perigos de mar, rios, lagos ou outras águas navegáveis; Fogo; Alijamento; Pirataria; Contacto com instalações ou equipamentos de docas ou portos, meios terrestres de transporte, aviões ou aparelhos similares bem como objectos que deles caiam; Tremor de terra, erupção vulcânica ou raio Pág. 17/ 22

18 9.2 Desde que a perda ou dano não tenha resultado de falta de devida diligência dos Segurados, Proprietários ou Administradores, este seguro cobre ainda: Perda ou dano causado por: Acidentes na carga, descarga ou movimentação de provisões, acessórios, equipamentos, maquinaria ou combustível; Explosões; Actos Maliciosos; Roubo do iate no seu todo ou de lanchas, motores fora de borda desde que estejam presos com segurança ao iate ou às lanchas por qualquer aparelho anti-roubo para além do seu método normal de ligação, ou em consequência de entrada forçada no iate ou local de armazenagem ou reparação, o roubo de maquinaria incluindo motores fora de borda, acessórios ou equipamento Perda de ou dano ao objecto seguro, exceptuando o motor e ligações (mas não tirantes de veios ou hélice) equipamento eléctrico, baterias e ligações causado por: Defeitos latentes no casco ou maquinaria, quebra de veios ou explosões de caldeiras (excluindo o custo e a despesa de substituição ou reparação da parte defeituosa, veios partidos ou caldeira explodida); Negligência de qualquer pessoa, qualquer que seja, mas excluindo o custo para pôr em bom estado qualquer defeito resultante quer de negligência quer de quebra de contrato relativamente a qualquer trabalho de reparação ou de alteração levado a cabo por conta do Segurado e/ou dos Proprietários ou relativamente à manutenção do iate. 9.3 Este seguro cobre a despesa de inspecção do fundo depois de um encalhe, se razoavelmente incorrida especialmente com esse fim, ainda que não seja encontrado qualquer dano. 10 Exclusões Ficam excluídas as reclamações relativamente a quaisquer: 10.1 Descaimentos ou queda ao mar dos motores fora de borda; 10.2 Lanchas do iate construídas para uma velocidade máxima superior a 17 nós, quer se encontrem no iate ou em inactividade em terra, a menos que tais lanchas sejam especificamente seguras caso em que ficam sujeitas às Condições da Cláusula de Velocidade referida no nº 19 abaixo; 10.3 Lanchas auxiliares que não estejam permanentemente marcadas com o nome do iate; 10.4 Velas e coberturas rasgadas pelo vento ou levadas enquanto estão montadas, a menos que o sejam em consequência de avaria das vergas nas quais estão fixadas ou, resultantes do iate ter encalhado, colidido ou ter contactado com qualquer substância externa (gelo incluindo) que não seja água; 10.5 Velas, mastros, vergas ou aprestos fixos ou de corrida durante regatas, a menos que tal perda ou avaria seja ocasionada por encalhe, afundamento, incêndio ou contacto do iate com qualquer substância externa (incluindo gelo) que não seja água; 10.6 Objectos de uso pessoal; 10.7 Mantimentos, aparelhos de pesca ou amarras; 10.8 Forro do casco ou reparações no mesmo, a menos que a perda ou dano tenha sido causada pelo facto do iate ter encalhado, afundado, ardido, colidido ou contactado com qualquer substância externa (incluindo gelo) que não seja água; 10.9 Perda ou despesa incorrida para remediar uma deficiência de desenho ou construção ou qualquer custo ou despesa para melhoria ou alteração no desenho ou construção; Motor e ligações mas não tirantes de veios ou hélice, equipamento eléctrico, baterias e ligações, quando a perda ou dano tiver sido causada por mau tempo, a menos que a perda ou dano tenha sido causada pelo facto do iate ficar submerso, mas esta cláusula não excluirá perda ou dano sofrida pelo iate, no caso de encalhe ou colisão ou contacto com outro navio, cais ou quebra-mar. 11 Responsabilidade para com Terceiros Esta cláusula só se aplica quando nas Condições Particulares da Apólice foi declarado um capital especifico para esta cobertura A Seguradora concorda em indemnizar o Segurado por qualquer montante ou montantes por cujo pagamento o Segurado se torne legalmente responsável e pague efectivamente em virtude de interesse no iate seguro e resultante de acidentes que ocorram durante a vigência deste seguro, relativamente a: Perda ou dano a qualquer outro navio ou propriedade de qualquer natureza; Perda de vidas, danos pessoais, incluindo pagamentos feitos para salvamento de vidas, ocorridos no iate ou perto dele ou em qualquer outro navio; Efectiva retirada, remoção ou destruição de destroços do iate seguro ou da carga do mesmo ou qualquer tentativa desses actos incluindo negligência ou falha na retirada, remoção ou destruição dos mesmos Custos Legais Quando tenha sido obtido o seu acordo prévio por escrito, a Seguradora pagará ainda: Os custos legais incorridos pelo Segurado ou que o Segurado possa ser obrigado a pagar, para contestar responsabilidade ou intentar processo para limitar a responsabilidade; Os custos de representação em qualquer inquérito de acidente fatal Navios do mesmo proprietário Se o iate seguro entrar em colisão ou receber serviços de salvamento de outro navio pertencendo, no todo ou em parte, ao mesmo proprietário ou sob a mesma administração, o segurado terá os mesmos direitos ao abrigo desta apólice que teria se o navio fosse inteiramente de propriedade de Armador não interessado no iate seguro. Todavia, em tais casos, a responsabilidade pela colisão ou a quantia pagável pelos serviços prestados deverão ser estabelecidos por um único árbitro nomeado pela Seguradora e pelo Tomador de Seguro/Segurado Navegação por outras pessoas Pág. 18/ 22

19 As disposições da cláusula 11 são extensivas a qualquer pessoa que dirija ou seja responsável pelo iate seguro, desde que possua autorização do segurado e seja expressamente indicada nas Condições Particulares da Apólice, que durante a navegação seja responsável pelo iate e possa em consequência de alguma ocorrência coberta por esta cláusula 11 tornar-se responsável e pague efectivamente qualquer importância a qualquer pessoa ou pessoas, que não sejam o Segurado. Todavia a indemnização ao abrigo desta cláusula reverte em primeiro lugar em benefício do Segurado e só será aplicável em benefício da pessoa acima referida por delegação do Segurado e a pedido escrito deste. Excluem-se desta disposição os operadores (e os empregados) de estaleiros, marinas, planos inclinados, clubes desportivos, agências de turismo e outras organizações similares. Esta extensão não aumentará a responsabilidade da Seguradora, além da limitação de responsabilidades impostas pela cláusula 11.8 abaixo e a mesma fica sujeita a todos os outros termos, condições e garantias desta apólice. O disposto nesta cláusula 11.4 não derroga o estabelecido na cláusula 3.2 acima, o qual se mantém para todos os efeitos Remoção de destroços Esta apólice também pagará as despesas, depois da dedução dos valores dos salvados, com a remoção dos destroços do iate seguro de qualquer lugar pertencente, arrendado ou ocupado pelo Segurado Exclusões aplicáveis à secção Responsabilidades Apesar das disposições desta cláusula 11, este seguro não cobre qualquer responsabilidade, custo ou despesa relativa a: Qualquer pagamento directo ou indirecto feito pelo Segurado ao abrigo da legislação de acidentes de trabalho ou que implique responsabilidade patronal, bem como qualquer outra responsabilidade legal em relação com acidentes ou doença de trabalhadores ou quaisquer outras pessoas empregadas pelo Segurado, em qualquer qualidade, ou pelas pessoas ou entidades que beneficiem deste seguro de acordo com as disposições da cláusula 11.4 acima; Qualquer lancha pertencente ao iate e que tenha uma velocidade máxima prevista que exceda 17 nós, amenos que essa lancha esteja especialmente coberta pela apólice caso em que fica sujeita às condições da Cláusula de Velocidade referida no nº 19 abaixo, ou esteja a bordo do iate ou em inactividade em terra; Qualquer responsabilidade para com ou incorrida por qualquer pessoa que esteja a praticar esqui aquático ou aquaplaning enquanto estiver a ser rebocada ou preparando-se para ser rebocada até estar em segurança a bordo ou em terra; Qualquer responsabilidade para com ou incorrida por qualquer pessoa que esteja a praticar um desporto ou actividade, que não seja esqui aquático ou aquaplanning, enquanto estiver a ser rebocada ou preparando-se para ser rebocada até ficar em segurança a bordo ou em terra; Danos punitivos ou exemplares qualquer que seja a forma de que se revistam Responsabilidades de esquiadores aquáticos Se a cláusula e/ou a Cláusula acima forem anuladas, as responsabilidades mencionadas nessa(s) cláusula(s) ficarão cobertas, sempre sujeito às garantias, condições e limites deste seguro Limite de responsabilidade A responsabilidade da Seguradora ao abrigo desta Cláusula 11, relativamente a qualquer acidente ou série de acidentes resultantes da mesma ocorrência, em caso algum excederá o montante declarado nas Condições Particulares da Apólice, para a cobertura Responsabilidades. Quando a responsabilidade do Segurado tiver sido contestada com o consentimento escrito da Seguradora, esta pagará uma parte dos custos que o Segurado incorra ou seja obrigado a pagar, correspondente à proporção entre o valor da indemnização pedida e o valor do capital seguro ao abrigo da secção responsabilidades. 12 Excedente e Franquia 12.1 Não será pagável ao abrigo deste seguro qualquer indemnização resultante de um risco seguro, a menos que o valor global de todas as reclamações resultantes de cada acidente ou ocorrência em separado (incluindo reclamações ao abrigo das cláusulas 1.4 e 15) exceda o montante declarado como franquia nas Condições Particulares da Apólice. Esta franquia será sempre a cargo do Segurado pelo que o seu valor será sempre deduzido ao valor global da indemnização a cargo da Seguradora. Esta cláusula 12.1 não se aplicará a reclamação por perda total ou perda total construtiva do iate ou, no caso de uma reclamação dessa natureza, a qualquer reclamação suplementar feita ao abrigo da Cláusula 15 resultante do mesmo acidente ou ocorrência Antes da aplicação da Cláusula 12.1 acima e em aditamento à mesma, podem à opção da Seguradora, ser feitas deduções de novo a velho que não excedam um terço, relativamente a perda ou dano sofrido por: Coberturas de protecção, velas e cordames móveis; Motores fora de borda quer estejam ou não seguros por valor separado ao abrigo deste Seguro. 13 Aviso de Sinistros e Propostas para Reparação 13.1 O Tomador de Seguro/Segurado obriga-se a dar aviso à Seguradora, o mais rapidamente possível, no caso de qualquer ocorrência que possa dar origem a uma reclamação ao abrigo deste seguro, e a participar imediatamente às autoridades respectivas qualquer roubo ou acto malicioso. Este aviso deverá ser confirmado por escrito no prazo de 8 dias após a ocorrência ou da data em que o segurado dela teve conhecimento O aviso a que se refere o nº 13.1, deverá sempre ter lugar antes da vistoria e, se o iate estiver no estrangeiro, o aviso deve também ser dado ao agente dos Lloyds de modo a que possa ser nomeado um perito para representar a Seguradora se esta o desejar A Seguradora terá o direito de decidir o porto para o qual o iate prosseguirá para entrar em doca ou para a reparação (as despesas adicionais efectivas da viagem resultantes do cumprimento da exigência da Seguradora serão indemnizadas ao Segurado) e terá o direito de veto relativamente ao local de reparação ou empresa de reparação A Seguradora pode também pedir propostas ou exigir que sejam pedidas propostas para a reparação do iate. 14 Despesas de Salvamento Sujeito ás condições expressas neste seguro, as despesas de salvamento, incorridas para evitar uma perda em consequência de um risco coberto serão indemnizadas como se se tratasse de uma perda resultante desses riscos. Pág. 19/ 22

20 15 Deveres do Tomador de Seguro/Segurado 15.1 No caso de qualquer sinistro é dever do Tomador de Seguro/Segurado e dos seus empregados e/ou agentes tomar todas as medidas razoáveis com o fim de evitar ou minimizar a perda que possa ser indemnizável ao abrigo deste seguro Sujeito às condições abaixo e à cláusula 12, a Seguradora contribuirá para as despesas próprias e razoavelmente incorridas pelo Segurado, seus empregados ou agentes com essas medidas. Avaria grossa, despesas de salvamento, custos de defesa, em caso de colisão e custos incorridos pelo Segurado para contestar responsabilidade abrangida pela cláusula 11.2 não são indemnizáveis ao abrigo desta cláusula O Tomador de Seguro prestará à Seguradora toda a ajuda possível na obtenção de informações e provas no caso da Seguradora desejar mover acções, com despesas a seu cargo e para próprio beneficio, em nome do Segurado com o fim de obter compensação ou assegurar indemnização de qualquer terceiro relativamente a qualquer indemnização paga ao abrigo deste seguro As medidas tomadas pelo Segurado ou pela Seguradora com o fim de salvar, proteger ou recuperar o objecto seguro não serão consideradas como uma renúncia ou aceitação de abandono ou prejudicarão de qualquer maneira os direitos de qualquer das partes O valor indemnizável ao abrigo desta cláusula 15 sê-lo-á em acréscimo do valor de outro modo indemnizável ao abrigo deste seguro, mas em circunstância alguma os montantes indemnizáveis ao abrigo da cláusula 15.2 excederão o capital seguro por esta apólice relativamente ao iate. 16 Dano não Reparado 16.1 O montante de indemnização relativamente a reclamações por dano não reparado será a desvalorização razoável no valor de mercado do iate na altura em que este seguro terminar resultante desse dano não reparado, mas não excedendo em caso algum, o custo razoável das reparações A Seguradora não será responsável em caso algum por dano não reparado no caso de uma perda total subsequente (quer esteja ou não coberta por este seguro) e sofrida durante o período coberto por este seguro ou qualquer extensão do mesmo A Seguradora não será responsável por dano não reparado por mais que o valor seguro na altura em que este seguro terminar. 17 Perda Total Construtiva 17.1 Para determinar se o iate deve ser considerado perda total construtiva o valor seguro deve ser considerado como o valor do iate reparado, não sendo tomado em consideração o valor do iate no estado de avaria ou o valor de desmantelamento ou dos seus salvados Nenhuma reclamação por perda total construtiva baseada no custo de recuperação e/ou reparação do iate, será indemnizável ao abrigo desta apólice a menos que tal custo exceda o valor seguro. Ao fazer esta determinação, apenas os custos 18 Desembolsos relativos do mesmo acidente serão tomados em consideração. Fica estabelecido que não poderá ser efectuado nenhum seguro por conta do Segurado, Credores Hipotecários ou entidades que efectuem desembolsos ou beneficiem de comissões, lucros ou outros interesses, excesso ou valor aumentado do casco e máquinas, a não ser que o valor seguro do iate seja superior a ,00 e que a importância desse seguro não seja superior a 10% do total do valor seguro do iate estabelecido nas Condições Particulares da Apólice. A quebra desta garantia não prejudicará os direitos de um Credor Hipotecário que tenha aceite esta apólice e não tenha tido conhecimento de tal quebra contratual. 19 Cláusula de Velocidade Sempre que se aplique esta Cláusula 19, a mesma anulará quaisquer disposições em contrário contidas nas cláusulas acima mencionadas É condição deste seguro que, quando o iate seguro estiver a navegar o Tomador de Seguro/Segurado mencionado nas Condições Particulares da Apólice ou outra pessoa competente por ele autorizada, esteja a bordo e no controlo do iate Não será aceite qualquer reclamação por perda ou dano do iate ou responsabilidade em relação a qualquer terceiro ou qualquer serviço de salvamento Não será aceite qualquer reclamação relativamente a leme, veio ou hélice Ao abrigo das cláusulas e Por qualquer sinistro ou dano causado por mau tempo, água ou contacto que não seja com outro navio, cais ou quebra-mar, mas esta cláusula não excluirá dano causado pelo facto do iate ficar submerso, em consequência do mau tempo Se o iate estiver equipado com maquinaria no seu interior não será imputada qualquer responsabilidade a este seguro relativamente a qualquer reclamação causada por ou resultante de fogo ou explosão a menos que o iate esteja equipado nas zonas das máquinas, dos tanques e cozinha, com sistema de extinção de incêndio que funcione automaticamente ou que tenha controlo na cabine de pilotagem devidamente instalado e mantido em condições eficientes de funcionamento. 20 Cancelamento Este seguro pode ser cancelado pela Seguradora em qualquer altura mediante um aviso prévio de 30 dias dirigido ao Tomador do Seguro. O Tomador do Seguro terá direito ao estorno de prémio correspondente ao período não decorrido, calculado pro-rata. 21 Exclusão de Guerra Em caso algum este seguro cobrirá perda, dano, responsabilidade ou despesa causada por: 21.1 Guerra, guerra civil, revolução, rebelião, insurreição, ou conflitos civis resultantes desses factos, ou qualquer acto hostil cometido por ou contra um poder beligerante; 21.2 Captura, apreensão, arresto, restrição ou detenção (exceptuando barataria e pirataria) e as consequências desses actos ou de qualquer tentativa para os executar; Pág. 20/ 22

LIBERTY VELA FICHA DE PRODUTO

LIBERTY VELA FICHA DE PRODUTO FICHA DE PRODUTO O Liberty Vela é um Seguro de Embarcações Particulares de Recreio que garante os danos de Pequenas é Medias Embarcações à Vela, dos respectivos ocupantes, bem como danos causados a terceiros.

Leia mais

O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção.

O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção. Seguros O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção. CARTÃO GOLD CARTÃO CLASSIC LIMITE FRANQUIA LIMITE

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS ASSISTÊNCIA EM VIAGEM MOTOCICLOS SEGURO AUTOMÓVEL

CONDIÇÕES ESPECIAIS ASSISTÊNCIA EM VIAGEM MOTOCICLOS SEGURO AUTOMÓVEL INDICE ARTIGO 1º ARTIGO 2º ARTIGO 3º ARTIGO 4º ARTIGO 5º ARTIGO 6º ARTIGO 7º ARTIGO 8º ARTIGO 9º CONDIÇÕES PARTICULARES Definições Objeto da garantia Âmbito territorial Garantias de assistência às pessoas

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE

CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE 1.1. Seguros - Definições Validade A validade dos Seguros associados ao Cartão de Débito Prestige para cada Pessoa Segura, começa com

Leia mais

Seguro Embarcações de Recreio

Seguro Embarcações de Recreio Seguro Embarcações de Recreio CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a NOSSA NOVA SOCIEDADE DE SEGUROS DE ANGOLA, S.A., adiante abreviadamente referida por Seguradora, e o Tomador do Seguro mencionado

Leia mais

MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO

MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO (Versão 1.2015) Modalidade: Tomador de Seguro: Acidentes Pessoais Grupo Federação Portuguesa de Aikido Apólice: 29019875 Companhia: Açoreana Seguros S.A Contactos: Av. Duque

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS 1 - RISCOS E COBERTURAS a) Riscos Profissionais e Extra-Profissionais b) Morte ou Invalidez Permanente 2 - SEGURADO E PESSOAS SEGURAS

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO JURÍDICA SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS APÓLICE 84.10.071839

CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO JURÍDICA SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS APÓLICE 84.10.071839 CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO JURÍDICA SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS APÓLICE 84.10.071839 As presentes Condições Especiais Protecção Jurídica articulam-se com o disposto nas Condições

Leia mais

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Moto Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE AS

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS

MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS Introdução O seguro de Acidentes Pessoais tem por objectivo garantir as prestações contra os prejuízos, que possam advir em consequência de acidentes susceptíveis de ocorrer

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Objecto do Contrato.03 Artigo 3º Garantias do Contrato.03 Artigo 4º Âmbito Territorial.03 Artigo 5º Exclusões.03 Artigo 6º Início e Duração

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL 3 DEFINIÇÕES DISPOSIÇÕES FUNDAMENTAIS

Leia mais

MANUAL DE PRODUTO VICTORIA PROTEÇÃO NÁUTICA

MANUAL DE PRODUTO VICTORIA PROTEÇÃO NÁUTICA MANUAL DE PRODUTO VICTORIA PROTEÇÃO NÁUTICA SETEMBRO 2012 2 CONCEITO A subscrição de qualquer contrato pressupõe a apreciação do risco em todas as suas vertentes. As normas de subscrição assumem particular

Leia mais

RAMO RESPONSABILIDADE CIVIL GERAL CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MÉDICO SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS

RAMO RESPONSABILIDADE CIVIL GERAL CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MÉDICO SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS RAMO RESPONSABILIDADE CIVIL GERAL CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MÉDICO SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS ART 1 o OBJECTO DO SEGURO Pela presente Condição Especial fica garantida,

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. Global Companhia Seguros SA/ Companhia Seguros Açoreana SA

MANUAL TÉCNICO. Global Companhia Seguros SA/ Companhia Seguros Açoreana SA MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS Tomador de Seguro: FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AIKIDO Apólice: 209019875 Companhia: Global Companhia Seguros SA/ Companhia Seguros Açoreana SA Contactos: Av. Duque de Ávila,

Leia mais

Embarcações de Recreio

Embarcações de Recreio Produto Âmbito Cliente-Alvo Embarcações de Recreio Com a experiência que faz da MAPFRE líder ibérica no Seguro de Embarcações de Recreio, esta solução inovadora e atractiva, garante a responsabilidade

Leia mais

NORMA REGULAMENTAR N.º 18/2007-R, de 31 de Dezembro SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES D E SEGUROS

NORMA REGULAMENTAR N.º 18/2007-R, de 31 de Dezembro SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES D E SEGUROS Não dispensa a consulta do regulamento publicado em Diário da República NORMA REGULAMENTAR N.º 18/2007-R, de 31 de Dezembro SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES D E SEGUROS O Decreto-Lei

Leia mais

No caso de menores de 14 anos, por imperativo legal, a cobertura fica reduzida a Invalidez Permanente.

No caso de menores de 14 anos, por imperativo legal, a cobertura fica reduzida a Invalidez Permanente. CARTÃO MUNDO 1 2 3 RESUMO DO PROGRAMA DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS Definições Viagem é qualquer deslocação em transporte público, incluindo a permanência nos locais de embarque, de desembarque e de transferência,

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS, SUAS BAGAGENS E OBJETOS PESSOAIS

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS, SUAS BAGAGENS E OBJETOS PESSOAIS ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS, SUAS BAGAGENS E OBJETOS PESSOAIS ARTIGO 1 - DEFINIÇÕES A) Entende-se por USUÁRIO, o associado, proprietário do título do Clube

Leia mais

(1) Inclui o capital de Responsabilidade Civil Obrigatória: 6.000.000 (Danos Materiais/Danos Corporais).

(1) Inclui o capital de Responsabilidade Civil Obrigatória: 6.000.000 (Danos Materiais/Danos Corporais). 1 FICHA DE PRODUTO Produtos Automóvel A N Seguros tem à sua disposição coberturas que são realmente indispensáveis para a segurança do seu Automóvel, construindo uma proteção à sua medida. Esta ficha de

Leia mais

Seguro Automóvel. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Automóvel. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Automóvel Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE

Leia mais

Artigo 18.o Lotação de segurança e governo das embarcações auxiliares. CAPÍTULO III Das embarcações Artigo 16.o Embarcações a utilizar

Artigo 18.o Lotação de segurança e governo das embarcações auxiliares. CAPÍTULO III Das embarcações Artigo 16.o Embarcações a utilizar Decreto-Lei n.o 269/2003, de 28 de Outubro Normas em vigor REGULAMENTO DA ACTIVIDADE MARÍTIMO- TURÍSTICA CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.o Objecto O Regulamento da Actividade Marítimo-Turística,

Leia mais

COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DO BRASIL

COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DO BRASIL Assistência - Pessoal A Aliança do Brasil apresenta a seguir as Condições Gerais que estão contempladas na proposta DITEC/GESPE n.º 00000/00.00.00/C000BB, referente aos Serviços de Assistência 24 horas:

Leia mais

Seguro de Viagem CONDIÇÕES GERAIS ACIDENTES PESSOAIS E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. Artigo 1º Definições

Seguro de Viagem CONDIÇÕES GERAIS ACIDENTES PESSOAIS E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. Artigo 1º Definições Seguro de Viagem ACIDENTES PESSOAIS E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM CONDIÇÕES GERAIS Artigo 1º Definições SEGURADORA Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade; TOMADOR DO SEGURO

Leia mais

SEGURO DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS

SEGURO DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS SEGURO DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS APÓLICE Nº AG63087197 ARTº. 1º. DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS Na parte aqui não especificamente regulamentada, aplicam-se a esta Condição

Leia mais

PROJECTO. Artigo 1.º. Objecto

PROJECTO. Artigo 1.º. Objecto PROJECTO NORMA REGULAMENTAR N.º X/2007-R, de [...] SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES DE SEGUROS O Decreto-Lei n.º 144/2006, de 31 de Julho, que procedeu a uma revisão global

Leia mais

SEGURO VIAGENS CORPORATE ACIDENTES PESSOAIS, BAGAGENS E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM

SEGURO VIAGENS CORPORATE ACIDENTES PESSOAIS, BAGAGENS E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM SEGURO DE VIAGEM Capítulo I Definições, Objectos e Garantias do Contrato Cláusula 1ª - Definições SEGURADOR VICTORIA Seguros, SA TOMADOR DO SEGURO VIAGENS ABREU Alvará nº 35/58. PESSOA SEGURA A Pessoa

Leia mais

INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS

INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS N PROTEÇÃO SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS Nota Informativa Segurador Âmbito do Risco Garantias Exclusões Exclusões Relativas Exclusões Absolutas Capital Seguro Duração, Prorrogação

Leia mais

SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS. HDI Seguros S/A.

SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS. HDI Seguros S/A. SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS HDI Seguros S/A. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO PROPIETÁRIO E/OU CONDUTOR DE VEÍCULOS TERRESTRES (AUTOMÓVEL DE PASSEIO PARTICULAR OU DE

Leia mais

Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros

Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros Condições gerais e especiais Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6-11.º 1069-001 Lisboa Telef. 21

Leia mais

Proteção Viagem Condições Especiais da Apólice. www.ocidental.pt

Proteção Viagem Condições Especiais da Apólice. www.ocidental.pt Apoio ao Cliente: 210 042 490 / 226 089 290 Atendimento personalizado disponível todos os dias úteis das 8h30 às 18h00 ocidentalseguros.pt Ocidental Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Avenida Dr.

Leia mais

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE Processo SUSEP Principal nº 15414.000861/2006-05 Sumário CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO PROPRIETÁRIO E/OU CONDUTOR DE

Leia mais

Allianz Acidentes de Trabalho Trabalhadores e Profissionais Independentes

Allianz Acidentes de Trabalho Trabalhadores e Profissionais Independentes Allianz Acidentes de Trabalho Trabalhadores e Profissionais Independentes Condições Gerais - Apólice Uniforme Allianz Acidentes de Trabalho - Trabalhadores e Profissionais Independentes 1 Artigo Preliminar:

Leia mais

Seguro Auto Montepio Flex Coberturas e Garantias

Seguro Auto Montepio Flex Coberturas e Garantias Quadro síntese das Coberturas/Garantias Coberturas Módulo "S" Módulo "M" Módulo "L" Special Leasing Special Pesados Special Ciclom. e Motoc. Responsabilidade Civil 6.000.000,00 50.000.000,00 6.000.000,00

Leia mais

CLÁUSULA PARTICULAR ANEXA À APÓLICE Nº 02990002

CLÁUSULA PARTICULAR ANEXA À APÓLICE Nº 02990002 CLÁUSULA PARTICULAR ANEXA À APÓLICE Nº 02990002 1. DEFINIÇÕES a) PESSOA SEGURA: Entende-se por Pessoa Segura para efeito destas garantias o Titular de um Cartão UNIBANCO GOLD EXCLUSIVE, BUSINESS GOLD,

Leia mais

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Nº 21 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.0b 1

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Nº 21 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.0b 1 Cobertura Básica Nº 21 PARA SEGUROS DE MERCADORIAS CONDUZIDAS POR PORTADORES Cláusula 1 Riscos Cobertos 1.1. A presente cobertura garante, ao Segurado, os prejuízos que venha a sofrer em conseqüência de

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL. Entende-se por Usuário, todo o condutor do veículo assistido, desde que tenham residência habitual no Brasil.

CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL. Entende-se por Usuário, todo o condutor do veículo assistido, desde que tenham residência habitual no Brasil. CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL ARTIGO 1 DEFINIÇÕES USUÁRIO: Entende-se por Usuário, todo o condutor do veículo assistido, desde que tenham residência habitual no Brasil. BENEFICIÁRIO: Entende-se

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar Artigo Preliminar Entre a EUROVIDA, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada

Leia mais

Assistência Pessoas em Viagem Nacional e Internacional

Assistência Pessoas em Viagem Nacional e Internacional ASSISTÊNCIA PESSOAS EM VIAGEM NACIONAL E INTERNACIONAL Serviços destinados a atender o associado/segurado em situações emergenciais decorrentes de acidente pessoal, como assistência médico-hospitalar,

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. Qual a importância do Seguro Automóvel?

SEGURO AUTOMÓVEL. Qual a importância do Seguro Automóvel? SEGURO AUTOMÓVEL Qual a importância do Seguro Automóvel? O proprietário ou o condutor de um veículo são responsáveis pelos prejuízos que este possa causar e, em caso de acidente, podem incorrer em graves

Leia mais

Zurich Auto Assistência Condições Gerais

Zurich Auto Assistência Condições Gerais Zurich Auto Assistência Condições Gerais Veículo Seguro 013 Veículo de Substituição por Acidente Veículos Ligeiros de Passageiros até 500 kg de Peso Bruto Cláusula ª Objeto do Seguro Fica expressamente

Leia mais

Plano: cobertura de até R$ 5.000,00 para despesas médicas, cirúrgicas e hospitalares, para o associado/segurado em viagem nacional ou internacional.

Plano: cobertura de até R$ 5.000,00 para despesas médicas, cirúrgicas e hospitalares, para o associado/segurado em viagem nacional ou internacional. ASSISTÊNCIA PESSOAS EM VIAGEM NACIONAL E INTERNACIONAL Serviços destinados a atender o associado/segurado em situações emergenciais decorrentes de acidente pessoal, como assistência médico-hospitalar,

Leia mais

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado.

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGEM INTERNACIONAL (DANOS CAUSADOS A PESSOAS OU COISAS TRANSPORTADAS OU NÃO, À EXCEÇÃO DA CARGA TRANSPORTADA) 1.

Leia mais

CARTÃO BUSINESS NEGÓCIOS

CARTÃO BUSINESS NEGÓCIOS CARTÃO BUSINESS NEGÓCIOS RESUMO DO PROGRAMA DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS Definições Viagem é qualquer deslocação em transporte público, incluindo a permanência nos locais de embarque, de desembarque e

Leia mais

Protteja Seguros. Seguro Viagem

Protteja Seguros. Seguro Viagem Protteja Seguros Seguro Viagem Condições Gerais... 3 Definições... 3 Secção A: Assistência Pessoal... 3 1. Despesas médicas e hospitalização no estrangeiro... 3 2. Transporte ou repatriamento em caso de

Leia mais

Mission Individual Travel. Plano Protecção Viagens

Mission Individual Travel. Plano Protecção Viagens Mission Individual Travel Plano Protecção Viagens Bring on tomorrow Para onde quer que a sua visão o leve, estaremos sempre consigo 2 Todas as viagens, em Portugal ou no estrangeiro, implicam uma tomada

Leia mais

Condição Especial. Responsabilidade Civil Profissional. Farmacêuticos

Condição Especial. Responsabilidade Civil Profissional. Farmacêuticos Condição Especial Responsabilidade Civil Profissional Farmacêuticos 1. Objectivo Esta Condição Especial destina-se a acompanhar e a clarificar as coberturas e funcionamento dos Certificados de Seguro emitidos

Leia mais

SEGURO DE EMPREITADA

SEGURO DE EMPREITADA Page 1 SEGURO DE EMPREITADA Sede: Av. 25 de Setembro, n.º 1230, 2.º Andar, Porta 201, Prédio 33 Andares Assinatura:... Page 2 APÓLICE Nº. A Companhia de Seguros Indico, SA abreviadamente designada por

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais Desporto

Leia mais

Particularmente indicado para quem tem uma vida activa e efectua frequentes deslocações.

Particularmente indicado para quem tem uma vida activa e efectua frequentes deslocações. Ficha de Produto 1 - DEFINIÇÃO O Seguro de Acidentes Pessoais Valor Fixo garante o pagamento de indemnizações em caso de morte ou invalidez permanente da Pessoa Segura, em consequência de acidente. Garante,

Leia mais

Podem ser contratadas outras coberturas, para além das obrigatórias?

Podem ser contratadas outras coberturas, para além das obrigatórias? SEGURO HABITAÇÃO Qual a importância do Seguro de Habitação? Os bens imóveis, tal como os móveis, estão sujeitos à ocorrência de eventos que lhes podem causar danos. Se não possuir um seguro válido, terá

Leia mais

SOS LIGHT E BASE CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. www.ipronto.pt

SOS LIGHT E BASE CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. www.ipronto.pt www.ipronto.pt CLÁUSULA PRELIMINAR - DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS Na parte não especificamente regulamentada, aplicam-se a esta Condição Especial as Condições Gerais do Seguro Automóvel Facultativo. CLÁUSULA

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO RCO

MANUAL DO SEGURADO RCO MANUAL DO SEGURADO RCO A ESSOR Seguros preocupa-se em oferecer-lhe serviços exclusivos, visando sua proteção. Consulte em sua apólice se você tem direito a estes benefícios a seguir, conforme serviços

Leia mais

Apólice SEGURO ENSINO da ZURICH ESCOLA ALEMÃ DE LISBOA

Apólice SEGURO ENSINO da ZURICH ESCOLA ALEMÃ DE LISBOA Apólice SEGURO ENSINO da ZURICH ESCOLA ALEMÃ DE LISBOA Perguntas frequentes sobre sinistros na Escola: 1. Qual a discriminação das coberturas financeiras para o seguro de Acidentes Pessoais em termos de

Leia mais

SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CONDIÇÕES GERAIS * * *

SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CONDIÇÕES GERAIS * * * CLÁUSULA PRELIMINAR 1- Entre a Lusitania, Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por segurador, e o tomador do seguro mencionado nas Condições

Leia mais

OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE

OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE AGAP Condições em vigor para a rede Comercial Tranquilidade Agosto 2008 Rectificação dos procedimentos operacionais para os MONITORES DE FITNESS, SÓCIOS E COLABORADORES INTRODUÇÃO

Leia mais

1.2 - São indenizáveis até o limite máximo indicado na especificação de seguro aeronáutico, os seguintes prejuízos:

1.2 - São indenizáveis até o limite máximo indicado na especificação de seguro aeronáutico, os seguintes prejuízos: CONDIÇÕES ESPECIAIS ADITIVO A GARANTIA CASCOS 1 - Objeto do seguro 1.1. Perda ou avaria da aeronave Respeitados os limites indicados na especificação de seguro aeronáutico a Seguradora, com base nas condições

Leia mais

PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013

PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013 PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013 Proponente: Federação Portuguesa de Rugby Pág. 1 SEGURO DESPORTIVO DE ACIDENTES PESSOAIS ( Decreto-Lei Nº. 10/2009 ) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE RUGBY ÉPOCA DESPORTIVA

Leia mais

Santander Consumer - Seguros de Protecção ao Crédito

Santander Consumer - Seguros de Protecção ao Crédito Santander Consumer - Seguros de Protecção ao Crédito 1. Auto - Prémio Único Morte 64 70 - Invalidez Absoluta e Definitiva 64 65 - + Doença Morte 64 70 - Invalidez Absoluta e Definitiva 64 65 - Enriquecida

Leia mais

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar... 03 Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões Artigo 1.º - Definições... 03 Artigo 2.º - Objecto do contrato...

Leia mais

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 .

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 . ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.04 Artigo 2º Objecto do Contrato.04 Artigo 3º Âmbito da Garantia.04 Artigo 4º Exclusões das Garantias.05 Artigo 5º Início e Duração do Contrato.05 Artigo

Leia mais

Assistência Multiviagem - ANUAL

Assistência Multiviagem - ANUAL I. Resumo de Serviços Assistência Multiviagem - ANUAL Definição de Usuário Período de Vigência Entende-se por Usuário, o titular da apólice com até 70 anos, desde que tenha residência habitual no Brasil

Leia mais

TOMADOR DE SEGURO A pessoa jurídica que subscreve este contrato com a Seguradora e é responsável pelo pagamento do prémio.

TOMADOR DE SEGURO A pessoa jurídica que subscreve este contrato com a Seguradora e é responsável pelo pagamento do prémio. ASSISTÊNCIA EM VIAGEM CONDIÇÕES GERAIS PARA MSC CRUZEIROS Contrato: HIB 10 00200 PT Condições Gerais É condição indispensável para usufruir das garantias deste contrato que a Pessoa Segura: a. Contacte

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL

RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL Page 1 RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL Sede: Av. 25 de Setembro, n.º 1230, 2.º Andar, Porta 201, Prédio 33 Andares Assinatura:... Page 2 CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DEFINIÇÕES, OBJECTO DO CONTRATO,

Leia mais

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Banking and Payments Authority of Timor-Leste Av a Bispo Medeiros, PO Box 59, Dili, Timor-Leste Tel. (670) 3 313 718, Fax. (670) 3 313 716 RESOLUÇÃO DO

Leia mais

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROTEÇÃO DA ATIVIDADE SEGURO OBRIGATÓRIO CONDIÇÕES GERAIS - 168 DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO 808 29 39 49 fidelidade.pt

Leia mais

MANUAL DE BENEFÍCIOS HDI SEGURO AUTOMÓVEL

MANUAL DE BENEFÍCIOS HDI SEGURO AUTOMÓVEL MANUAL DE BENEFÍCIOS HDI SEGURO AUTOMÓVEL ASSISTÊNCIA 24 HORAS VEÍCULO ÔNIBUS / MICRO ÔNIBUS / VANS 01/agosto/2013 1 DISPOSIÇÕES GERAIS Este é um guia completo dos benefícios oferecidos pela HDI Seguros

Leia mais

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3 Sem prejuízo da revisão em curso das presentes Condições Gerais, a CARAVELA, Companhia de Seguros, S.A. dá integral cumprimento ao disposto no Decreto-Lei nº 72/2008, de 16 de Abril. CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais - Desporto Cultura

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais - Desporto Cultura

Leia mais

RESP CIVIL PROFISSIONAL AGÊNCIAS DE VIAGEM

RESP CIVIL PROFISSIONAL AGÊNCIAS DE VIAGEM Page 1 RESP CIVIL PROFISSIONAL AGÊNCIAS DE VIAGEM Sede: Av. 25 de Setembro, n.º 1230, 2.º Andar, Porta 201, Prédio 33 Andares Assinatura:... Page 2 CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DEFINIÇÕES, OBJECTO DO CONTRATO,

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS SEGURO DE TRANSPORTES

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS SEGURO DE TRANSPORTES GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS SEGURO DE TRANSPORTES Este glossário apresenta-se composto de palavras e expressões comumente usadas pelo mercado segurador e por vezes desconhecidas pelo grande público consumidor

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS APÓLICE Nº 0001960563

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS APÓLICE Nº 0001960563 MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS E AGENTES DESPORTIVOS APÓLICE Nº 0001960563 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de

Leia mais

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO -

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - Informações Úteis 1. Cartões/família de Cartões Elegíveis e Serviço de Utilização

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE CANCELAMENTO E REEMBOLSO DE FÉRIAS NÃO DESFRUTADAS

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE CANCELAMENTO E REEMBOLSO DE FÉRIAS NÃO DESFRUTADAS CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE CANCELAMENTO E REEMBOLSO DE FÉRIAS NÃO DESFRUTADAS ARTIGO PRELIMINAR Entre a empresa Europea de Seguros, S.A., adiante designada abreviadamente por Seguradora e a entidade mencionada

Leia mais

Condições Gerais dos Serviços de Assistência 24 Horas ÔNIBUS

Condições Gerais dos Serviços de Assistência 24 Horas ÔNIBUS Condições Gerais dos Serviços de Assistência 24 Horas ÔNIBUS ÍNDICE - CONDIÇÕES GERAIS DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS - ÔNIBUS Glossário de Termos Técnicos... 3 Cláusula 1 Limite Territorial... 3

Leia mais

Transportes. Condições gerais. Pela protecção dos valores da vida. 1060267-03.2004

Transportes. Condições gerais. Pela protecção dos valores da vida. 1060267-03.2004 Condições gerais 1060267-03.2004 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, nº 6 1069-001 Lisboa Fax 21 355 33 00 Pessoa Colectiva n.º 500 068 658 Cons. Reg.

Leia mais

Pessoa Segura os Clientes do Grupo EDP enquanto aderentes ao edp5d.

Pessoa Segura os Clientes do Grupo EDP enquanto aderentes ao edp5d. Seguro de Assistência edp5d Guia de benefícios DEFINIÇÕES Para efeitos do presente contrato, entende-se por: Segurador a entidade legalmente autorizada para a exploração do SEGURO ASSISTÊNCIA EDP5D que,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR

CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR APÓLICE DE SEGURO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO Marés & Marinheiros CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR 1. Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro

Leia mais

Seguro Viagem Travel Guard Group Business Travel Traveller

Seguro Viagem Travel Guard Group Business Travel Traveller Seguro Viagem Travel Guard Group Business Travel Condições Particulares Condições Particulares 2/8 Apólice:PA14AH0423 Acta: Tipo: Novo Corretor MDS Corretor de Seguros, SA Período de Seguro Início: 06/11/2014

Leia mais

CARTÃO CORPORATE GOLD

CARTÃO CORPORATE GOLD CARTÃO CORPORATE GOLD RESUMO DO PROGRAMA DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS Definições Viagem é qualquer deslocação em transporte público, incluindo a permanência nos locais de embarque, de desembarque e de

Leia mais

GARANTIA OPEL USADOS CERTIFICADOS

GARANTIA OPEL USADOS CERTIFICADOS GARANTIA OPEL USADOS CERTIFICADOS ARTIGO 1. DEFINIÇÕES Segurado: O Concessionário aderente ao programa "OPEL USADOS CERTIFICADOS" Tomador do seguro: Concessionários OPEL Gestor: EUROP ASSISTANCE SERVIÇOS

Leia mais

A pessoa singular referida nas Condições Especiais que, na ausência do Tomador, assume as obrigações derivadas do contrato.

A pessoa singular referida nas Condições Especiais que, na ausência do Tomador, assume as obrigações derivadas do contrato. SEGURO DE ASSISTÊNCIA EM VIAGEM PARA AS PESSOAS ESQUI BASIC Condições Gerais Introdução O presente Contrato de Seguro é regulado pelas presentes Condições Gerais e pelas Condições Especiais do contrato,

Leia mais

A. Garantias de Assistência Médica no Lar

A. Garantias de Assistência Médica no Lar A. Garantias de Assistência Médica no Lar ARTº. 1º. - GARANTIAS Em caso de urgência, e até aos limites fixados nas, o Serviço de Assistência prestará as seguintes garantias: 1. Envio de médico ao domicílio

Leia mais

RESP CIVIL PROFISSIONAL DE EMPRESA DE SEGURANÇA

RESP CIVIL PROFISSIONAL DE EMPRESA DE SEGURANÇA Page 1 RESP CIVIL PROFISSIONAL DE EMPRESA DE SEGURANÇA Sede: Av. 25 de Setembro, n.º 1230, 2.º Andar, Porta 201, Prédio 33 Andares Assinatura:... Page 2 CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DEFINIÇÕES, OBJECTO

Leia mais

SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA AO VEÍCULO - CAMINHÕES

SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA AO VEÍCULO - CAMINHÕES SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA AO VEÍCULO - CAMINHÕES 1 - DEFINIÇÕES A ) USUÁRIO: Entende-se por Usuário, no caso de pessoas físicas, o titular da apólice ou o condutor do Veículo Assistido no momento do evento,

Leia mais

2.3. MOTOCICLETA ASSISTIDA

2.3. MOTOCICLETA ASSISTIDA Moto Assist 1. OBJETIVO Garantir assistência à motocicleta, em caso de pane, colisão, roubo ou furto, ao condutor e ao passageiro, em caso de lesão por acidente de trânsito; ainda uma assistência pessoal

Leia mais

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Responsabilidade Civil 1 SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL 2 Quais são os seguros de responsabilidade civil

Leia mais

SEGURO VIAGENS PORTUGAL ACIDENTES PESSOAIS, RESPONSABILIDADE CIVIL E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM

SEGURO VIAGENS PORTUGAL ACIDENTES PESSOAIS, RESPONSABILIDADE CIVIL E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM SEGURO DE Capítulo I Definições, Objectos e Garantias do Contrato Cláusula 1ª - Definições Os capitais seguros por Morte e por Invalidez Permanente não são cumuláveis, pelo que, se uma Pessoa Segura vier

Leia mais

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1. INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.ª Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA ACP SÓCIO PRATA

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA ACP SÓCIO PRATA REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA ACP SÓCIO PRATA 1. ASSISTÊNCIA EM VIAGEM ACP A ASSISTÊNCIA EM VIAGEM ACP responde às necessidades: do veículo, através da desempanagem e reboque; das pessoas, neste caso particular

Leia mais

SEGURO VIAGENS ACIDENTES PESSOAIS, RESPONSABILIDADE CIVIL E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM

SEGURO VIAGENS ACIDENTES PESSOAIS, RESPONSABILIDADE CIVIL E ASSISTÊNCIA EM VIAGEM SEGURO DE VIAGEM Capítulo I Definições, Objectos e Garantias do Contrato Cláusula 1ª - Definições SEGURADOR VICTORIA Seguros, SA TOMADOR DO SEGURO VIAGENS ABREU Alvará nº 35/58. PESSOA SEGURA A Pessoa

Leia mais

Condições Gerais Assistência 24 Horas Motos

Condições Gerais Assistência 24 Horas Motos Condições Gerais Assistência 24 Horas Motos 1. Objeto dos Serviços 1.1 Ao contratar os serviços de Assistência 24 horas para motos, a Contratante declara estar de acordo e ciente das condições previstas

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS ÉPOCA DESPORTIVA 2015/16 Seguro Desportivo Página 1 1. - DEFINIÇÕES De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes

Leia mais

FICHA DE PRODUTO NOVAS SOLUÇÕES

FICHA DE PRODUTO NOVAS SOLUÇÕES FICHA DE PRODUTO SEGURO DE VIAGEM Ao planear uma viagem, seja de lazer ou de negócio, devemos incluir a necessidade de efectuar um seguro de viagem. Não podemos evitar apertos e dificuldades que podem

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 CIRCULAR Nº 01 2010 2011 Para conhecimento das Associações, Clubes seus filiados, Rádio, Televisão,

Leia mais

ASSISTÊNCIA 24 HORAS HDI CONDOMÍNIO

ASSISTÊNCIA 24 HORAS HDI CONDOMÍNIO ASSISTÊNCIA 24 HORAS HDI CONDOMÍNIO Todos os serviços deverão ser solicitados em nossa Central de Atendimento 0800 770 0809. Não serão Reembolsados os serviços providenciados diretamente pelo usuário e

Leia mais

Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos

Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos Condições gerais e especiais Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 21 312 43 00

Leia mais