Grandes Santos de Deus.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Grandes Santos de Deus."

Transcrição

1 Grandes Santos de Deus.

2 Grupo de da IBRVN 2010 George Müller ( ) Halberstadt, Germany, 1805 Homem que ousou por em prática a Palavra. Chamado de apóstolo da fé. Bristol, 1898

3 Pela fé Abel... Pela fé Abrãao... Aos 10 anos foi Pela eafé, George Muller ue enviado para a levantou orfanatos, universidade de Häle alimentou milhares de para ser um pregador órfãos, pregou a luterano (mas os pais milhões de ouvintes não eram crentes), em redor do globo e com o objetivo de ganhou multidões de viver uma vida almas para Cristo. descansada, sem problemas financeiros.

4 Reunião na casa do Sr. Wagner Ao entrar chegou a pedir desculpas ao Sr. Wagner pela sua presença naquele grupo. Jamais esqueceu da resposta que recebeu: "Venha em qualquer ocasião que quiser. Casa e coração estão abertos para você". A reunião começou. Todos se assentaram e cantaram um hino. Depois um se ajoelhou e fervorosamente pediu a bênção de Deus sobre o encontro. Jorge ficou impressionado. Um capítulo da Palavra de Deus foi lido e, devido a uma proibição do governo contra pregações em casas particulares, um sermão foi lido também. Depois de cantarem outro hino o dono da casa terminou em oração..

5 Reunião na casa do Sr. Wagner Uma reunião das mais simples, mas, sem dúvida, o poder do Espírito de Deus estava presente, pois foi naquela noite que o jovem estudante George Müller encontrou se com Jesus Cristo e começou sua nova vida, uma vida que se tornou em bênção para milhares Rd Redescobridor bid de princípios i bíblicos depois da sua conversão, Jorge se dedicou inteiramente ao serviço do Senhor. Desejava ser missionário, e com esta finalidade, no início de 1829 mudou se para Londres, onde se ligou à "Sociedade de Londres para a Promoção do Cristianismo entre os Judeus.

6 O orfanato e o dentista Hospedou se famoso orfanato de A. H. Frank (1727) funcionava com as mesmas regras de confiar inteiramente em Deus para todo o sustento. Um certo dentista, o sr.anthony Norris Groves, abandonou as suas atividades que lhe davam um salário de dólares por ano, a fim de ser missionário na Pérsia, confiando só nas promessas de Deus para suprir todo o seu sustento Foi assim que George Müller, o novo pregador, recebeu nessa visita a inspiração que o levou mais tarde a fundar seu orfanato sobre os mesmos princípios e ser um missionário. No mês seguinte foi convidado para se tornar pastor de uma igreja evangélica na cidade de Teignmouth.

7 Família Casou se com a Maria Groves (irmã de Antonio). Seu primeiro filho nasceu morto; Teve uma filha, Lídia que muito o alegrou, pela dedicação na evangelização; Seu último filho dura apenas um ano nesta vida DECISÃO Mais no fim do ano, ele e a sua esposa resolveram não guardar dinheiro para necessidades não previstas, e assim passaram a depender inteiramente do Senhor. Seria este o padrão para o resto da sua vida.

8 Decisões na Igreja Decidiu ser batizado como crente (Atos 8:37); doutrina esta que anteriormente não aceitara por estar influenciado pelo ensino luterano. Neste mesmo ano iniciou a Ceia do Senhor todos os domingos (Atos 20:7), dando liberdade para todos os irmãos participarem em oração e leitura da Palavra de Deus (1 Cor. 14:26). No ano de 1832, Jorge foi convidado pelo seu amigo Henrique Craik ( ) para ajudá lo num novo trabalho na Capela Betsaida, situada na cidade de Bristol. Sentiu que era a vontade do Senhor que aceitasse e em maio de 1832 os Müllers se mudaram para Bristol.

9 Decisões na Igreja Começando com 7 irmãos em 1832, no fim de 1834 a igreja já se encontrava com mais de 200 em comunhão e em 1866 mais de mil. Até 1898, quando Müller faleceu, aeceu,existiam sta 7 igrejas gejasem Bristolformadas o adasdaquela a primeira igreja. Defendeu a autonomia administrativa da igreja local, sem existir controle denominacional. A assembléia deve ser governada pelos seus próprios anciãos sob o controle direto do Espírito Santo. Defendeu que qualquer irmão que demonstrava ter um dom espiritual (seja o dom de pregação, o dom pastoral ou qualquer outro) era encorajado a desenvolver seu dom na igreja.

10 Leitura da Bíblia Ele mesmo escreveu: "O Senhor me ajudou a abandonar os comentários e a usar a simples leitura da Palavra de Deus como meditação. O resultado foi que, quando, a primeira noite, fechei a porta do meu quarto para orar e meditar sobre as Escrituras, aprendi mais em poucas horas do que antes durante alguns meses. E acrescentou: "A A maior diferença, porém, foi que recebi, assim, força verdadeira para a minha alma". Leu a Bíblia por mais de 200 vezes, sendo 50 de joelhos e antes de sua morte, perguntado por um repórter o que gostaria de fazer ainda, ele respondeu: Ler mais a Bíblia, pois conheço pouco ainda, da excelência de Cristo.

11 Sua vida de oração. Certo pregador, pouco tempo antes da morte de George Müller, perguntou lhe se orava muito. A resposta foi esta: "Algumas horas todos os dias. E ainda, vivo no espírito de oração; oro enquanto ando, enquanto deitado d e quando me levanto. Estou constantemente recebendo respostas. Uma vez persuadido de que certa coisa é justa, continuo a orar até a receber. Nunca deixo de orar!... Milhares de almas têm sido salvas em respostas às minhas orações... Espero encontrar dezenas de milhares delas rio Céu... O grande ponto é nunca cansar de orar antes de receber a resposta. Tenho orado 52 anos, diariamente, por dois homens, filhos dum amigo da minha mocidade. Não são ainda convertidos, porém, espero que o venham a ser. - Como pode ser de outra forma? Há promessas inabaláveis de Deus e sobre elas eu descanso.

12 Confiança na provisão divina Não se sentia bem com o costume de salário fixo, preferindo confiar em Deus em vez de confiar nas promessas dos irmãos. George Müller achava quase impossível ajuntar e guardar dinheiro para qualquer imprevisto, e não ir direto a Deus. Assim o crente confia no dinheiro em caixa, em vez de confiar em Deus. "Toda a idéia de alugar os assentos e ter salário torna-se tropeço para o pregador, levando-o a trabalhar mais pelo dinheiro do que por razões espiri tuais. O preço fixo dum assento na igreja, às vezes, é pesado demais para alguns filhos de Deus e não quero colocar o menor obstáculo no caminho do progresso espiritual da igreja"

13 Confiança na provisão divina Um mês depois de seu casamento, colocou uma caixa no salão de cultos e anunciou que podiam deitar lá as ofertas para o seu sustento e que, daí em diante, não pediria mais nada, nem a seus amados irmãos; porque, como ele disse, "Sem me aperceber, tenho sido levado a confiar no braço de carne, mas o melhor é ir diretamente ao Senhor.

14 Confiança na provisão divina O ano seguinte foi, porém, de grande provação, porque muitas vezes não lhe restava nem um xelim. E George Müller acrescenta que no momento próprio a sua fé sempre foi recompensada com a chegada de dinheiro ou alimentos. Certo dia, quando só restavam oito xelins, Müller pediu o Senhor que lhe desse dinheiro. Esperou muitas horas sem qualquer resposta. Então chegou uma senhora e perguntou: "O irmão precisa de dinheiro?" Foi uma grande prova da sua fé, porém, o pastor respondeu: "Minha irmã, eu disse aos irmãos, quando abandonei meu salário, que só informaria o Senhor a respeito das minhas ih necessidades". idd " "Mas"," respondeu a senhora, "Ele me disse que eu lhe desse isto", e colocou 42 xelins na mão do prega dor.

15 Confiança na provisão divina Outra vez passaram se três dias sem terem dinheiro em casa e foram fortemente assaltados pelo Diabo, a ponto de quase resolverem que tinham errado em aceitar a doutrina de fé nesse sentido. Quando, porém, voltou ao seu quarto achou 40 xelins que uma irmã deixara. E ele acrescentou então: "Assim i triunfou o Senhor e nossa fé foi fortalecida". Antes de findar o ano, acharam se de novo inteiramente sem dinheiro, num dia em que tinham de pg pagar o aluguel. Pediram a Deus e o dinheiro foi enviado. Nessa ocasião, Jorge Müller fez para si a seguinte regra da qual nunca mais se desviou: "Não nos endividaremos, id porque acha mos que tal coisa não é bíblica (Romanos 13.8), e assim não teremos contas a pagar. Somente compraremos o que pudermos, tendo o dinheiro em mãos, assim sempre sabe remos quanto realmente possuímos e quanto temos o direi to de gastar".

16 Confiança na provisão divina Um outro segredo que o levou a alcançar tão grande bênção de confiarem Deus, foi a sua resolução de usar o dinheiro que recebia somente para o fim a que fora destinado. Essa regra nunca infringiu, nem para tomar empresta do de tais fundos, apesar de se ter achado milhares de vezes face a face com as maiores necessidades.

17 O orfanato Nesses dias, quando começou a provar as promessas de Deus, ficou comovido pelo estado dos órfãos e pobres crianças que encontrava nas ruas. Ajuntou algumas dessas crianças para comer consigo às oito horas da manhã e a seguir, durante uma hora e meia, ensinava lhes as Escrituras. A obra aumentou rapidamente. Quanto mais crescia o número para comer, tanto mais recebia para alimentálas até se achar cuidando de trinta a quarenta menores.

18 O orfanato Certa noite, quando lia a Bíblia, ficou profundamente impressionado com as palavras: "Abre bem a tua boca, e ta encherei" (Salmo 81.10). Foi levado a aplicar essas palavras ao orfanato, sendolhe dada a fé de pedir mil libras ao Senhor; também pediu que Deus levantasse irmãos com qualificação para cuidar das crianças. Desde aquele momento, esse texto (Salmo 81.10), 10) serviu lhe como lema e a promessa se tornou em poder que determinou todo o curso da sua vida.

19 O orfanato Deus não demorou muito a dar a sua aprovação de alugar uma casa para os órfãos. Foi apenas dois dias depois de começar a pedir, que ele escreveu no seu diário: "Hoje recebi o primeiro xelim para a casa dos órfãos". Quatro dias depois foi recebida a primeira contribuição de móveis: um guarda roupa; e uma irmã ofereceu dar seus serviços para cuidar dos órfãos. Jorge Müller escreveu naquele dia que estava alegre no Senhor e confiante em que Ele ia completar tudo. No dia seguinte, George Müller recebeu uma carta com estas palavras: "Oferecemo-nos para o serviço do orfanato, se o irmão achar que temos as qualificações. Oferecemos também todos os móveis, etc, que o Senhor nos tem dado. Faremos tudo isto sem qualquer salário, crendo que, se for a vontade do Senhor usar-nos, Ele suprirá todas as nossas necessidades". Desde aquele dia, nunca faltaram, no orfanato, auxiliares alegres e devotados, apesar de a obra aumentar mais depressa do que Jorge Müller esperava. Três meses depois, foi que conseguiu alugar uma grande casa e anunciou a data da inauguração do orfanato para o sexo feminino. No dia da inauguração,,p porém, ficou desapontado: nenhuma órfã foi recebida. Somente depois de chegar a casa é que se lembrou de que não as tinha pedido. Naquela noite humilhou se rogando a Deus o que anelava. Ganhou a vitória de novo, pois veio uma órfã no dia seguinte. Quarenta e duas pediram entrada antes de findar o mês, e já havia vinte e seis no orfanato.

20 O orfanato Durante o ano, houve grandes e repetidas provas de fé. Aparece, por exemplo, no seu diário: "Sentindo grande ne cessidade ontem de manhã, fui dirigido a pedir com insistência a Deus e, em resposta, à tarde, um irmão deu-me dez libras". Muitos anos antes da sua morte, afirmou que, até aquela data, tinha recebido da mesma forma ve zes a resposta, sempre no mesmo dia em que fazia o pedido. Era seu costume, e recomendava também aos irmãos, guardar um livro. Numa página assentava seu pedido com a data e no lado oposto a data em que recebera a resposta. Dessa maneira, foi levado a desejar respostas concretas aos seus pedidos e não havia dúvida acerca dessas respostas. Com o aumento do orfanato e do serviço de pastorear os quatrocentos membros de sua igreja, Jorge Müller achou se demasiadamente ocupado para orar. Foi nesse tempo que chegou a reconhecer que o crente podia fazer mais em quatro horas, depois de uma em oração, do que em cinco sem oração. Essa regra ele a observou fielmente durante 60 anos.quando alugou a segunda casa, para os órfãos de sexo masculino, disse: "Ao orar, estava lembrado de que pedia a Deus o que parecia impossível receber dos irmãos, mas que não era demasiado para o Senhor conceder". Ele orava com noventa pessoas sentadas às mesas: "Senhor, olha para as necessidades de teu servo..." Essa foi uma oração a que Deus abundantemente respondeu. Antes de morrer, testificou que, pela fé, alimentava órfãos, e nenhuma refeição se fez com atraso de mais de trinta minutos.

21 O orfanato Quando lhe perguntavam porque assumira o encargo do orfanato, respondeu que não fora apenas para alimentar os órfãos material e espiritualmente, mas "o primeiro i objetivo básico do orfanato era afirmava, e ainda é, que Deus seja magnificado pelo fato de que os órfãos sob os meus cuidados d foram e estão sendo supridos de todo o necessário, somente por oração e fé, sem eu nem meus companheiros hi de trabalho blh pedirmos ao próximo; por isso mesmo se pode ver que Deus continua fiel e ainda responde às nossas orações". "

22 O orfanato Os cinco prédios construídos de pedras lavradas e situados em Ashley Hill, Bristol, Inglaterra, com janelas e lugar para acomodar mais de pessoas, são testemunhas atuais dessa grande fé de que ele escreveu.

23 O orfanato

24 O orfanato

25 O orfanato São de George Müller estas palavras: "Muitas repetidas vezes tenho-me encontrado em posição muito difícil, não só com pessoas comendo diariamente às mesas, mas também com a obrigação de atender a todas as demais despesas, estando a nossa caixa com os fundos esgotados. Havia ainda 189 missionários para sustentar, cerca de 100 colégios com mais ou menos alunos, além de de tratados para distribuir, tudo sob nossa responsabilidade, sem que houvesse dinheiro em caixa para as despesas.

26 Missões Ao mesmo tempo, George Müller fundou a Junta para o Conhecimento das Escrituras na Nação e no Estrangeiro (1834). O alvo era: 1) Auxiliar as escolas bíblicas e as escolas dominicais. 2) Espalhar as Escrituras. 3) Aumentar a obra missionária. Não é necessário acrescentar que tudo foi feito com a mesma resolução de não se endividar, mas sempre pedir a Deus, em secreto, todo o necessário.

27 Viagens Com a idade de 69 anos George Müller iniciou suas viagens, nas quais pregou centenas de vezes em quarenta e duas nações, a mais de três milhões de pessoas. Recebeu, em resposta às suas orações, tudo de Deus para pagar as grandes despesas. Mais tarde, ele escreveu: "Digo com razão: Creio que eu não fui dirigido a nenhum lugar onde não houvesse prova evidente de que o Senhor me mandara para lá". Ele não fez essas viagens com o plano de solicitar dinheiro para a junta; não recebeu o suficiente nem para as despesas de doze horas da junta. Segundo as suas palavras, o alvo era "que eu pudesse, por minha experiência e conhecimento das coisas divinas, i comunicar uma bênção aos crentes... e que eu pudesse pregar o Evangelho aos que não conheciam o Senhor.

28 Incidentes e histórias Navio em Quebec Oração com o Sr. A. T. Pierson. Resposta de Simon Short. A cristaleira itli da sua esposa

29 Mary Groves Müller ( ): 1870): Casou se com George Müller em 7 de Outubro de Esposa cheia de fé e colaboradora no estabelecimento dos orfanatos em Bristol, Inglaterra. Sua vida foi caracterizada pela oração e fé. Teve dois filhos Lidia e Elijah (que morreu 15 meses depois do seu nascimento). Mary morreu em 6 de fevereiro de

30 Susannah Grace Sangar Müller ( ): 1894): Segunda esposa de George Müller, casada em 20 Novembro de Ela continuou com os trabalhos em curso dos orfanatos e ajudou na realização do ministério conhecido em outros lugares. Começando em 1875 eles começaram uma série de passeios que durou 17 anos e os levou para quarenta e dois países

31 Morte das esposas Com a idade de 90 anos pregou o sermão fúnebre da segunda esposa, como o fizera na morte da primeira. Uma pessoa que assistiu a esse enterro, assim se expressou: "Tive o privilégio, sexta-feira, fi de assistir i ao enterro da senhora Müller... e presenciar um culto simples, que foi, tal vez, pelas suas peculiaridades, o único na história do mundo: Um venerável patriarca preside ao culto do início ao fim. Com a idade de noventa anos, permanece ainda cheio daquela grande fé que o tem habilitado a alcançar tanto, e que o tem sustentado em emergência, problemas e trabalhos duma longa vida...

32 Sua morte No ano de 1898, com a idade de noventa e três anos, na última noite antes de partir para estar com Cristo, sem mostrar sinal de diminuição de suas forças físicas, deitou se como de costume. Na manhã do dia seguinte foi "chamado", na expressão de um amigo ao receber as notícias que assim explicam a partida: "O querido ancião Müller desapareceu de nosso meio para o Lar, quando o Mestre abriu a porta e o chamou ternamente, dizendo: 'Vem!'"

33 Morte das esposas e sua Os jornais publicaram, meio século depois da sua morte, a seguinte notícia: "O orfanato de George Müller, em Bristol, permanece como uma das maravilhas do mundo. Desde a sua fundação, em 1836, a cifra que Deus tem concedido, unicamente em resposta às orações, sobe a mais de vinte milhões de dólares e o número de órfãos ascende a Apesar de os vidros de cerca de 400 janelas terem sido partidos recentemente por bombas (na segunda guerra mundial), nenhuma criança e nenhum auxiliar foi ferido".

34 Sua morte

35 Palavras finais George Müller, três anos antes da sua morte, escreveu: "Não me lembro, em toda a minha vida de crente, num período de 69 anos, de que eu jamais buscasse, sinceramente e com paciência, saber a vontade de Deus pelo ensinamento do Espírito Santo por intermédio da Palavra de Deus, e que não fosse guiado certo. Se me faltava, porém, sinceridade de coração e pureza perante Deus, ou se eu não olhava para Deus, com paciência pela direção, ou se eu preferia o conselho do próximo ao da Palavra do Deus vivo, então errava gravemente".

36 Palavras finais Certa ocasião, quando alguém indagou a George acerca do segredo do seu serviço, ele respondeu: "Houve um dia quando eu morri. Morri completamente. Morri para Jorge Müller. Morri às suas opiniões, gostos e vontades. Morri ao mundo, a sua aprovação e a sua censura. Morri até à aprovação de meus irmãos e amigos. Desde então tenho procurado apenas ser aprovado por Deus." No início do século 21, o Senhor Deus ainda procura adoradores e servos dispostos a pagar o mesmo preço. A tragédia das igrejas do Senhor nos dias de hoje, talvez seja pelo fato de haver tão poucos entre nós que se prontifiquem a oferecer o mesmo sacrifício (Rom. 12:1).

37 Bibliografia consultada: 35 jorge muller/ 87 p p 09/10/serie historia crista georgemuller.html ography/biorpmueller.htmlhtml

AS LIÇÕES DE PARA EL SHADAI

AS LIÇÕES DE PARA EL SHADAI AS LIÇÕES DE PARA EL SHADAI A SITUAÇÃO DA INGLATERRA NO SÉCULO XIX - 1801-1900 Revol. Industrial e desemprego Epidemia de cólera na Europa. 1834 Muitas mortes. Péssimas condições sociais. Crianças famintas

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

VIGÍLIA DE LOUVOR JOVEM

VIGÍLIA DE LOUVOR JOVEM VIGÍLIA DE LOUVOR JOVEM Se espera de uma v i g í l i a jo v e m um bom planejamento, divulgação, objetivo e um tema definido acertando em cheio o objetivo proposto no planejamento da vigília. Em uma vigília

Leia mais

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty Nome Data de início: / / Data de término: / / 2 Leitura Pessoal David Batty 1ª Edição Brasil As referências Bíblicas usadas nesta Lição foram retiradas

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória,

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória, Livro 1 página 57 Lição Oito O Culto a Deus Que É Culto? O culto é o ato de reconhecer a Deus por quem Ele é. Inclui uma atitude de reverência, devoção e adoração da parte da pessoa que pensa acerca de

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina" (Efésios 2:20).

apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina (Efésios 2:20). LIÃO 30 COMO FORTALECER O MINISTÉRIO TEXTO: Mateus 16.18 Introdução. Quando o Senhor Jesus Cristo veio à terra disse:" Edificarei a Minha igreja" (Mateus 16:18b). O apóstolo Paulo ensinou: "Edificados

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o ADEUS 1À VIDA VELHA Discipulador: / / No Culto... APÓS O Culto... Agora você é um nascido

Leia mais

Juniores aluno 7. Querido aluno,

Juniores aluno 7. Querido aluno, Querido aluno, Por acaso você já se perguntou algumas destas questões: Por que lemos a Bíblia? Suas histórias são mesmo verdadeiras? Quem criou o mundo? E o homem? Quem é o Espírito Santo? Por que precisamos

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA 1 Lição 0 Já nasceu de novo? (volte para a página 5) Perguntaram a John Wesley porque razão ele pregava várias vezes, acerca de devem nascer de novo. Ele respondeu, porque vocês devem nascer de novo! Já

Leia mais

Compartilhando a Sua Fé

Compartilhando a Sua Fé Livrinho 2 Pàgina 4 Lição Um Compartilhando a Sua Fé O Propósito desta Lição Agora que você descobriu a alegria de pecados perdoados e de uma nova vida em Cristo, sem dúvida quer que os seus familiares

Leia mais

Mantendo uma Posição Firme

Mantendo uma Posição Firme Livro 1 página 65 Lição Nove Mantendo uma Posição Firme (O Batismo e a Membresia na Igreja) Introdução: O batismo e a membresia na igreja säo coisas inteiramente diferentes. Eles estão juntos nesta lição

Leia mais

RELATÓRIO DAS REUNIÕES NA ÁFRICA POR BRIAN KOCOUREK

RELATÓRIO DAS REUNIÕES NA ÁFRICA POR BRIAN KOCOUREK RELATÓRIO DAS REUNIÕES NA ÁFRICA POR BRIAN KOCOUREK Relatório das Reuniões em Mbanza Ngungu 2012 30 de agosto - 2 de setembro INTRODUÇÃO: Em setembro de 2007, durante as reuniões do irmão Brian em Mbanza

Leia mais

Carta de Paulo aos romanos:

Carta de Paulo aos romanos: Carta de Paulo aos romanos: Paulo está se preparando para fazer uma visita à comunidade dos cristãos de Roma. Ele ainda não conhece essa comunidade, mas sabe que dentro dela existe uma grande tensão. A

Leia mais

A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME

A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME Toda família tem um nome, este nome é o identificador de que família pertence esta pessoa, o qual nos aqui no Brasil chamamos de Sobrenome. Então este nome além de identificar

Leia mais

Implantar o Seu Reino na Terra

Implantar o Seu Reino na Terra CHAMADOS PARA RESPLANDECER A LUZ DO SENHOR ENTRE TODOS OS POVOS Disse Jesus: Venham a mim todos que estão cansados e oprimidos e eu darei alivio para vocês Mat. 11.28 VISÃO DO MDA MÉTODO DE DISCIPULADO

Leia mais

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE É Preciso saber Viver Interpretando A vida na perspectiva da Espiritualidade Cristã Quem espera que a vida seja feita de ilusão Pode até ficar maluco ou morrer na solidão É

Leia mais

Visão MDA. Sidnei Souza Hewlett-Packard 01/01/2014

Visão MDA. Sidnei Souza Hewlett-Packard 01/01/2014 2014 Visão MDA [Digite o subtítulo do documento] VI [Digite o resumo do documento aqui. Em geral, um resumo é um apanhado geral do conteúdo do documento. Digite o resumo do documento aqui. Em geral, um

Leia mais

Deus está implantando o Seu Reino aqui na Terra e Ele tem deixado bem claro qual é a visão dele para nós:

Deus está implantando o Seu Reino aqui na Terra e Ele tem deixado bem claro qual é a visão dele para nós: Visão do MDa Na visão do MDA, é possível à Igreja Local ganhar multidões para Jesus sem deixar de cuidar bem de cada cristão é o modelo de discipulado um a um em ação. O MDA abrange diversos fatores desenvolvidos

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS Pr. Cristiano Nickel Junior O propósito é que a Igreja seja um exército com bandeiras Martyn Lloyd-Jones No princípio era aquele

Leia mais

Titilo: As Três Características do Amigo de Deus. Enquanto o justo Ló era amigo do mundo e pagou caro, Abraão era amigo de Deus e ganhou muito.

Titilo: As Três Características do Amigo de Deus. Enquanto o justo Ló era amigo do mundo e pagou caro, Abraão era amigo de Deus e ganhou muito. 1 Texto: Gênesis 18:1-33 Titilo: As Três Características do Amigo de Deus. Tiago 2:23 Abraão foi chamado o amigo de Deus. (II Crônicos 20:7, Isaias 41:8). Enquanto o justo Ló era amigo do mundo e pagou

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

Orar é uma atividade regular na vida de Jesus, um hábito, uma disciplina, um vínculo. Essa passagem é pedagógica e ilustra uma vida de fé!

Orar é uma atividade regular na vida de Jesus, um hábito, uma disciplina, um vínculo. Essa passagem é pedagógica e ilustra uma vida de fé! Faculdades EST- Pastoral Universitária Culto de Abertura do Semestre 2013/2 Prédica sobre Lucas 11.1-13 Pastora Iára Müller Leitura de Lucas 11.1-13 O tema da oração e da persistência em orar sempre volta

Leia mais

A primeira razão pela qual Jesus chamou os discípulos foi para que estivessem consigo para que tivesses comunhão com Ele.

A primeira razão pela qual Jesus chamou os discípulos foi para que estivessem consigo para que tivesses comunhão com Ele. 1 Marcos 3:13 «E (Jesus) subiu ao Monte e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele. E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar, e para que tivessem o poder de curar as enfermidades

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo.

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. JOÁS, O MENINO REI Lição 65 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 11; 2 Crônicas 24.1-24 (Base bíblica para a história

Leia mais

Lição. História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a

Lição. História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a FRUTOS-1 Descoberta Lição 1 4-6 Anos História Bíblica II Timóteo 3:16; II Pedro 1:20, 21; Salmos 119:4 Na lição de hoje, as crianças aprenderão que a CONCEITO CHAVE A Bíblia é o livro de Deus e nós sabemos

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS DONS ESPIRITUAIS

LEVANTAMENTO DOS DONS ESPIRITUAIS LEVANTAMENTO DOS DONS ESPIRITUAIS INSTRUÇÕES: I Nas páginas seguintes, responda a cada afirmação do Levantamento de Dons Espirituais, utilizando a escala abaixo: 3 = CONSTANTEMENTE, DEFINITIVAMENTE CERTO.

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14)

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Português Sagrada Família de Jesus, Maria e José B Deus apareceu na terra e começou a viver no meio de nós. (cf. Bar 3,38) Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Deus quis honrar os pais nos filhos

Leia mais

"Ajuntai tesouros no céu" - 5

Ajuntai tesouros no céu - 5 "Ajuntai tesouros no céu" - 5 Mt 6:19-21 Temos procurado entender melhor através das escrituras, o que Jesus desejou ensinar aos seus discípulos nesta sequência de palavras, e pra isso, estudamos algumas

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Secretaria de Espiritualidade. Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade.

Secretaria de Espiritualidade. Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade. Secretaria de Espiritualidade Colaborar com a Presidente no planejamento da atividade de toda parte devocional da Sociedade. O que é liturgia? Roteiro do Culto; Ordem do Culto; Levar as pessoas a disposição

Leia mais

Lição Três. Falando com Deus. (Aprendendo a Orar) QUE É A ORAÇÃO

Lição Três. Falando com Deus. (Aprendendo a Orar) QUE É A ORAÇÃO Livro 1 página 20 Lição Três Falando com Deus (Aprendendo a Orar) QUE É A ORAÇÃO Definição: A oração é simplesmente falar com Deus e escutá-lo. É como ter uma conversa com um bom amigo. Que Privilégio!

Leia mais

Lição 1 - Apresentando o Evangelho Texto Bíblico Romanos 1.16,17

Lição 1 - Apresentando o Evangelho Texto Bíblico Romanos 1.16,17 Lição 1 - Apresentando o Evangelho Texto Bíblico Romanos 1.16,17 Paulo escreveu uma carta à Igreja de Roma, mas não foi ele o instrumento que Deus usou para fazer acontecer uma Agência do Reino de Deus

Leia mais

Jesus contou aos seus discípulos esta parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar.

Jesus contou aos seus discípulos esta parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar. Lc 18.1-8 Jesus contou aos seus discípulos esta parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar. Ele disse: "Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus nem se importava

Leia mais

VOCÊ É MOTIVO DE LOUVOR? MARCAS DE LOUVOR

VOCÊ É MOTIVO DE LOUVOR? MARCAS DE LOUVOR 1 VOCÊ É MOTIVO DE LOUVOR? MARCAS DE LOUVOR Fp 1 3 Agradeço a meu Deus toda vez que me lembro de vocês. 4 Em todas as minhas orações em favor de vocês, sempre oro com alegria 5 por causa da cooperação

Leia mais

O Exorcista-Mor do Vaticano afirma que ainda não se fez a Consagração da Rússia

O Exorcista-Mor do Vaticano afirma que ainda não se fez a Consagração da Rússia O Exorcista-Mor do Vaticano afirma que ainda não se fez a Consagração da Rússia pelo Padre Gabriele Amorth Portanto, com a Consagração de 1984 não se realizou uma adequada Consagração da Rússia. E eu estava

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br 34 Lição 5 A Quem deve ser batizado? Antes de subir ao céu, o Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crê e for batizado

Leia mais

A parábola das dez virgens: Amanhã eu vou. (Mt 25.1-13)

A parábola das dez virgens: Amanhã eu vou. (Mt 25.1-13) 1 A parábola das dez virgens: Amanhã eu vou. (Mt 25.1-13) Na cultura judaica, as meninas eram entregues em casamento entre 13 e 14 anos de idade. Muitos casamentos já eram arranjados quando do nascimento

Leia mais

Deus chama você para orar

Deus chama você para orar 1 Deus chama você para orar Deus tem um plano maravilhoso por meio do qual você pode ter uma influência de alcance mundial. Este plano não é apenas para alguns poucos escolhidos. É para você e para mim.

Leia mais

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO Miss. Gustavo Lima Silva (Beréu) & Wanessa S. B. Santos Silva (Brasil) Recife, 2010. SUMÁRIO INTRODUÇÃO...

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O ENGANADOR

Bíblia para crianças. apresenta O ENGANADOR Bíblia para crianças apresenta JACÓ O ENGANADOR Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:M. Maillot; Lazarus Adaptado por: M Kerr; Sarah S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido por: Bible for Children

Leia mais

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus OBJETIVOS 1) Analisar em que se resume a autoridade do Cristo. 2) Esclarecer como o Espiritismo explica essa autoridade. IDEIAS PRINCIPAIS 1) Sob a autoridade moral do Cristo, somos guiados na busca pela

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

O NASCIMENTO DA IGREJA

O NASCIMENTO DA IGREJA Bíblia para crianças apresenta O NASCIMENTO DA IGREJA Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros O António estudou as razões por que os crentes da Igreja primitiva se reuniam. Observou que muitos tipos de necessidades reuniam os crentes a necessidade de ensino,

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Você quer ser um Discípulo de Jesus?

Você quer ser um Discípulo de Jesus? Você quer ser um Discípulo de Jesus? A História do povo de Israel é a mesma história da humanidade hoje Ezequel 37:1-4 Eu senti a presença poderosa do Senhor, e o seu Espírito me levou e me pôs no meio

Leia mais

Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus?

Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus? Você é um Cristão Embaixador ou Turista do Reino de Deus? 2 Coríntios 5:18-20 Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber,

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Escola de Discipuladores Vida na Vida. Módulo 1

Escola de Discipuladores Vida na Vida. Módulo 1 Escola de Discipuladores Vida na Vida Módulo 1 1. A IGREJA E OS PEQUENOS GRUPOS A Igreja do Senhor Jesus está atualmente experimentando uma mudança de paradigma ao redor do mundo. Eu me refiro ao resgate

Leia mais

Roberto Serpa Ser CRENTE

Roberto Serpa Ser CRENTE Ser CRENTE Roberto Serpa Ser CRENTE romance www.booksprintedizioni.it Copyright 2012 Roberto Serpa Tutti i diritti riservati Sobre o autor Roberto Serpa, brasileiro, nascido no Rio de Janeiro, onde viveu

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 4 A PESCA MILAGROSA

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 4 A PESCA MILAGROSA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 4 A PESCA MILAGROSA A PESCA MILAGROSA LUCAS 5:1-11; JOÃO 21:1-17 A PRIMEIRA PESCA MARAVILHOSA JÁ ESTÁ TUDO PAGO! NÃO DEVO + Porque estudar os milagres de Jesus? Jesus nos

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

LIBERTANDO OS CATIVOS

LIBERTANDO OS CATIVOS LIBERTANDO OS CATIVOS Lucas 14 : 1 24 Parábola sobre uma grande ceia Jesus veio convidar àqueles que têm fome e sede para se ajuntarem a Ele. O Senhor não obriga que as pessoas O sirvam, mas os convida

Leia mais

SERIE: APRENDENDO COM OS BICHINHOS A FORMIGUINHA

SERIE: APRENDENDO COM OS BICHINHOS A FORMIGUINHA Radicais Kids - Sábado 13/12 Ministério Boa Semente Igreja em células SERIE: APRENDENDO COM OS BICHINHOS A FORMIGUINHA Lição: Xô Preguiça!! Base bíblica: Provérbios 6:6-11 Preguiçoso, aprenda uma lição

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

AS MULHERES DE JACÓ Lição 16

AS MULHERES DE JACÓ Lição 16 AS MULHERES DE JACÓ Lição 16 1 1. Objetivos: Ensinar que Jacó fez trabalho duro para ganhar um prêmio Ensinar que se nós pedirmos ajuda de Deus, Ele vai nos ajudar a trabalhar com determinação para obter

Leia mais

Decida buscar o Senhor

Decida buscar o Senhor Decida buscar o Senhor Textos bíblicos: 2º Reis 22.8, 10-11; 23.1-3 e 24-25: 8. Então, disse o sumo sacerdote Hilquias ao escrivão Safã: Achei o Livro da Lei na Casa do Senhor. Hilquias entregou o livro

Leia mais

Carta de Paulo aos romanos:

Carta de Paulo aos romanos: Carta de Paulo aos romanos: Paulo está se preparando para fazer uma visita à comunidade dos cristãos de Roma. Ele ainda não conhece essa comunidade, mas sabe que dentro dela existe uma grande tensão. A

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

RECAPITULANDO... MATEUS 28:18-20

RECAPITULANDO... MATEUS 28:18-20 MÓDULO 1 RECAPITULANDO... MATEUS 28:18-20 18 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. 19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

Recapitulando: quaresma. um tempo de olhar pra dentro e para o evangelho. um tempo de preparação para a Páscoa

Recapitulando: quaresma. um tempo de olhar pra dentro e para o evangelho. um tempo de preparação para a Páscoa Recapitulando: quaresma um tempo de preparação para a Páscoa um tempo de olhar pra dentro e para o evangelho Recapitulando: o caminho de Jerusalém Lc 9.51 Lc 19.41 perigos e distrações: esquecer o foco

Leia mais

10.7 Pedro e a pedra; início das profecias sobre a Igreja

10.7 Pedro e a pedra; início das profecias sobre a Igreja 10.7 Pedro e a pedra; início das profecias sobre a Igreja Aula 53 A primeira vez que a Igreja é profetizada diretamente, está em Mateus: Mateus 16:13~18;... edificarei a minha igreja. V.18; no original

Leia mais

Curso Bíblico. Lição 7 FAZEI DISCÍPULOS

Curso Bíblico. Lição 7 FAZEI DISCÍPULOS Curso Bíblico Lição 7 Lembre-se que é da vontade de Deus que todos os homens se salvem: Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

CSLD centro para desenvolvimento da vida espiritual

CSLD centro para desenvolvimento da vida espiritual *Adaptado de inúmeras versões Cristo comigo, Cristo à minha frente, Cristo atrás de mim, Cristo em mim, Cristo abaixo de mim, Cristo sobre mim, Cristo a minha direita, Cristo a minha esquerda, Cristo quando

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

SUA SEGURANÇA COM DEUS

SUA SEGURANÇA COM DEUS SUA SEGURANÇA COM DEUS Deus deseja que você tenha convicções em sua vida espiritual. Seu pai celestial não quer que você viva com dúvidas e inseguranças acerca de sua condição espiritual e relacionamento

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

GANHADO O MUNDO SEM PERDER A FAMILIA

GANHADO O MUNDO SEM PERDER A FAMILIA TEXTO: 1 SAMUEL CAPITULO 3 HOJE NÃO É SOBRE SAMUEL QUE VAMOS CONHECER, SABEMOS QUE SAMUEL foi o último dos juízes e o primeiro dos profetas. Ele foi comissionado para ungir asaul, o primeiro rei, e a David,

Leia mais

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA 1 Dois Pais Espirituais Lição 1 (volte para as páginas 4, 5 e 6) Durante a história, Deus tem dado todo individo uma chance para aceitar o seu eterno plano da salvação. É triste, muitas pessoas tem rejeitado

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

Sagrado Coração de Jesus

Sagrado Coração de Jesus Trezena em honra ao Sagrado Coração de Jesus Com reflexões sobre suas doze promessas a Santa Margarida Maria de Alacoque EDITORA AVE-MARIA Introdução Antes de o prezado leitor iniciar esta Trezena em honra

Leia mais