CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO"

Transcrição

1 CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO Enquadramento geral Um dos principais desafios que se colocam à sociedade portuguesa é o do desenvolvimento de uma Sociedade de Informação, voltada para o uso das novas tecnologias, entendidas como a Internet e o Multimédia. A penetração das novas tecnologias no ensino é já uma realidade. A educação tem, imperiosamente, que se adaptar às necessidades das sociedades que serve. O grande desafio é o de se adaptar às grandes mutações sociais, culturais e económicas criadas pela eclosão das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Considerando A adaptação indispensável, e urgente, da educação às novas tecnologias; Os recursos disponíveis, actualmente, nos estabelecimentos de ensino da região do Alentejo no âmbito das TIC; O contacto dos professores e alunos com as novas tecnologias de comunicação, na sua mais nobre vertente, estimulando o respeito pelo próximo, a partilha de ideias e a gestão do tempo; A construção de materiais de ensino e planificação de aulas usando as novas tecnologias; A dinâmica das Escolas do Alentejo, a Direcção Regional de Educação do Alentejo (DREALENTEJO), com a colaboração da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR Alentejo), vai promover um concurso de Escolas da Nova Geração. Esta iniciativa, no âmbito do projecto Escola Digital, aprovado no Programa Regional de Acções Inovadoras da Região do Alentejo [PRAI-ALENTEJO], nasce com o intuito de estimular os professores e os jovens para a utilização das TIC, rentabilizando e optimizando recursos, bem como criando oportunidades e novos horizontes. 1

2 Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º (Promotor do concurso) O concurso é promovido pela DREALENTEJO, com a colaboração da CCDR Alentejo. Artigo 2.º (Objectivos) Com a realização do concurso Escolas da Nova Geração, pretende-se premiar as escolas que revelem maior dinamismo e qualidade nas suas actividades no âmbito do Portal da DREALENTEJO, procurando: 1. Incentivar, apoiar e fomentar a inovação tecnológica e o desenvolvimento das Novas Tecnologias de Informação nas escolas do Alentejo. 2. Premiar 6 Escolas da Região do Alentejo que mais e melhor utilizem as funcionalidades e serviços disponibilizados no Portal da DREALENTEJO (quer numa vertente pedagógica, quer numa vertente administrativa), e que melhor dinâmica, qualidade gráfica, diversidade informativa, inovação e criatividade demonstrem na execução da sua página WEB (por página WEB entenda-se a página que se encontra integrada no Portal) (Consultar o n.º 1 do Artigo 6.º deste Regulamento). Capítulo II CONCURSO Artigo 3.º (Concorrentes) Poderão concorrer os estabelecimentos de educação de todos os níveis de ensino da área geográfica da DREALENTEJO. Artigo 4.º (Candidaturas e período do concurso) 1. Os estabelecimentos candidatos ao concurso deverão formalizar a sua candidatura através do preenchimento de um formulário, disponível exclusivamente on-line no Portal da DREALENTEJO ( 2. O prazo de apresentação das candidaturas decorre entre 1 a 30 (inclusive) de Outubro. 3. O período do concurso decorrerá de 8 de Novembro a 8 de Dezembro de

3 Artigo 5.º (Processo de análise e selecção) 1. As candidaturas são analisadas por um júri de concurso que procederá à avaliação de todas as propostas de acordo com os critérios enunciados no artº 6º. Este júri será composto pelos seguintes elementos: 2. Um representante da DREALENTEJO; 3. Dois representantes da CCDR; 4. Um professor com reconhecida experiência no âmbito da gestão e manutenção de sites educativos. 5. A classificação das propostas apresentadas a concurso depende da avaliação de acordo com os critérios de avaliação previamente definidos, que evidenciarão o grau de concretização das tarefas previstas no âmbito do presente concurso. Artigo 6.º (Critérios de avaliação) 1. A avaliação terá por base os seguintes 4 critérios, subdivididos pelos itens de avaliação constantes do quadro anexo: Conteúdo (Referenciais pedagógico-científicos) Navegação Design Interactividade (Fórum). 2. As propostas serão classificadas numa escala de 0 a 4 pontos nos itens de valoração quantitativa e com 4 pontos no caso de itens de verificação. 3. A avaliação será feita por reunião do júri no final da cada semana do período em que decorrer o concurso, através do preenchimento da grelha de avaliação seguinte. 4. A aplicação dos critérios de valoração qualitativa é da responsabilidade de cada um dos elementos do júri e representa o seu juízo sobre o nível de concretização das tarefas solicitadas. 5. Para esclarecimento da aplicação dos critérios de apreciação, poderá ser consultada uma simulação comentada de uma grelha já avaliada, na área reservada ao concurso no Portal da DREALENTEJO. 3

4 Escola: Data / /2004 Val Ver 1. Conteúdo (Referenciais pedagógico-científicos) 1.1. Renovação total da área de notícias durante a semana 1.2. Dinamiza actividades on-line para a comunidade educativa 1.3. Enuncia o plano de actividades e junta doc. completo para download 1.4. Enuncia o projecto educativo e junta doc. completo para download 1.5. Integra conteúdos com cariz pedagógico nas áreas de projectos 1.6. Integra conteúdos com cariz curricular nas áreas de projectos 1.7. Identificação do(s) autore(s) de notícias não originais 1.8. Referências explícitas às fontes 1.9. Links para outros sites com a mesma temática das notícias Páginas de escola-pólo activada (para agrupamentos verticais) 2. Navegação 2.1. Os links são iniciados com a palavra mais importante 2.2. Acesso fácil a conteúdos fora do destaque (_blank) 2.3. Utilização consequente de gráficos (relação com notícias) 2.4. Utilização de gráficos com dimensão adequada (20 kb max) 2.5. Texto alternativo nos gráficos (alt) 3. Design 3.1. Títulos claramente diferenciados com corpo de letra grande 3.2. Divide a informação em pequenos grupos 3.3. Permite uma visão rápida dos conteúdos 3.4. Formatações de subtítulos quebram a informação em blocos 3.5. Utiliza espaços de pausa 4. Interactividade (Fórum) 4.1. Tema de cariz local 4.2. Tema de cariz abrangente 4.3. Número de utilizadores inscritos (até 10 / até 30 / + 30) 4.4. Quantidade de mensagens trocadas (até 30 / até 50 / + 50) Artigo 7.º (Decisão) 1. Das candidaturas apresentadas serão seleccionadas 6 propostas vencedoras. 2. A todos os concorrentes será dado conhecimento dos resultados da avaliação e selecção das propostas submetidas a concurso, através de carta registada; 3. Os concorrentes dispõem do prazo de 5 dias para reclamação, após data de recepção da carta registada referida no número anterior; 4. As propostas vencedoras serão divulgadas no Portal da DREALENTEJO nos órgãos de comunicação social e em outros eventos a realizar. 4

5 Capítulo III PRÉMIOS Artigo 8.º (Atribuição de prémios) 1. As 6 escolas seleccionadas receberão o seguinte equipamento e respectiva instalação e configuração: a) Instalação de um ambiente tecnológico inovador, que possibilitará o acesso à rede LAN local a partir de terminais com capacidades de mobilidade e flexibilidade, em ambiente de rede sem fios, nomeadamente: Access Point com Bridge, para comunicação Wireless (em número a definir após análise técnica); Placas Wireless para PC's (em número a definir após análise técnica); b) Optimização global da(s) Rede(s) Local(is) de cada Estabelecimento de Ensino, através de: 1 Servidor com Sistema Operativo Linux com um conjunto de serviços previamente instalados, nomeadamente: a) Servidor Proxy Permitirá optimizar a ligação à Internet da escola pela criação de uma cache local das páginas mais visitadas e dos programas mais descarregados, como por exemplo das actualizações de Antivírus e do Sistema Operativo. Numa situação ideal permite optimizar a velocidade de download em 100%. b) Firewall Permitirá a protecção da rede interna da escola de acessos exteriores não autorizados e de acessos do interior ao exterior, com a criação de um registo de ocorrências. c) Servidor HTTP Possibilitará a cada escola ter o seu próprio espaço disponível para a colocação de uma página da escola ou dos docentes/discentes na rede interna da escola ou através de um serviço de IP público, disponível para a Internet no geral. d) Controle de conteúdos Permitirá o bloqueio de publicidade, para acelerar a ligação à Internet; filtragem de conteúdos 5

6 indesejados tais como pornografia, material ofensivo, páginas de pirataria, etc., quer ao nível de sites, páginas ou palavraschave. e) Servidor de Disponibilizará para toda a população escolar um endereço de correio electrónico com acesso através de webmail ou de qualquer outro cliente de correio. Pode ser também integrado numa futura plataforma para que o acesso possa ser feito externamente. f) Servidor de Ficheiros Permitirá a criação de um repositório de ficheiros com características de interesse geral para toda a população escolar. g) Relatórios Disponibilizará relatórios detalhados com gráficos da utilização da rede, servidor web, firewall e servidor proxy. h) Antivírus Integrado Permitirá a protecção permanente do correio electrónico, conteúdos da Internet e dos ficheiros guardados no Servidor de Ficheiros. i) Integração Wireless Possibilitará a disponibilização de todos estes serviços directamente para uma rede Wireless sem necessidade de qualquer configuração especial. j) Administração Online Não necessitará qualquer conhecimento em Linux podendo ser completamente configurado através do interface web. c) Apoio ao desenvolvimento de vertentes cada vez mais importantes das Novas Tecnologias de Informação: 1 Máquina de Filmar e Fotográfica Digital. 2. Os prémios serão atribuídos nos 30 dias subsequentes à notificação da decisão. 3. A DREALENTEJO reserva-se o direito de não atribuir os prémios previstos no caso das candidaturas não apresentarem mérito suficiente. 6

7 Capítulo IV DIREITOS E OBRIGAÇÕES Artigo 9.º (Direitos e obrigações do concorrente) 1. O concorrente obriga-se a: a) Prestar todos os esclarecimentos sobre a proposta apresentada a concurso que a DREALENTEJO e a CCDR Alentejo considerarem por necessários para o desenvolvimento do processo de avaliação e selecção das propostas. b) Disponibilizar todos os elementos de que dispõe relativamente à proposta apresentada, no caso da sua proposta vir a ser premiada; c) Ceder à DREALENTEJO todos os direitos de utilização da proposta, caso esta venha a ser premiada. 2. São direitos do concorrente o recebimento do prémio devido à proposta premiada, de acordo com o descrito no Artigo 8.º. Artigo 10.º (Direitos e obrigações da DREALENTEJO) 1. A DREALENTEJO obriga-se a: a) Proceder à entrega dos prémios, nos termos previstos no Artigo 8.º. b) Proceder à divulgação das propostas premiadas nos termos previstos no Artigo 7.º. Capítulo V DISPOSIÇÕES FINAIS Artigo 11.º (Dúvidas e omissões) Todos os esclarecimentos referentes ao presente concurso poderão ser formulados directamente à DREALENTEJO, através dos serviços do CTS (Centro Tecnológico de Serviços), por mail, ou por telefone

8 Artigo 12.º (Outras disposições) 1. A regulamentação referente ao presente concurso pode ser obtida, gratuitamente, na DREALENTEJO ou no site 2. O não cumprimento das normas estabelecidas neste regulamento levará à exclusão da Escola do concurso. Évora, 31 de Julho de A Comissão Executiva Celso Nunes Jorge Mata DREALENTEJO CCDR Alentejo Amável Candeias Vítor Rosa 8

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU 1. Promotor O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) leva a efeito o concurso de ideias para apresentação de propostas de renovação

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS Artigos: 1º OBJECTIVOS São objectivos do Concurso : a) Estimular o empreendedorismo qualificado e inovador junto da comunidade empresarial e académica da região Norte, Centro

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ideias

Regulamento do Concurso de Ideias Regulamento do Concurso de Ideias 1. Apresentação O Concurso de Ideias e a Conferência Internacional sobre Prevenção e Controlo do Tabagismo, que vai ter lugar em Lisboa, de 14 a 15 de novembro de 2013,

Leia mais

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11 «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 9ª Edição 2010/11 REGULAMENTO PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A e o Ministério da Educação celebraram

Leia mais

REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL

REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE GUIMARÃES Preâmbulo A Divisão de Acção Social da Câmara Municipal de Guimarães leva a efeito o concurso

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGOTIPO DO AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO. Artigo 1º OBJECTO

REGULAMENTO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGOTIPO DO AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO. Artigo 1º OBJECTO REGULAMENTO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGOTIPO DO AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO Artigo 1º OBJECTO 1- O presente regulamento estabelece as regras do concurso para a criação do logótipo para o Agrupamento

Leia mais

REGULAMENTO. Concurso de Ideias para Logotipo da Biblioteca Escolar da Escola Básica do 1º Ciclo de Ferrel

REGULAMENTO. Concurso de Ideias para Logotipo da Biblioteca Escolar da Escola Básica do 1º Ciclo de Ferrel REGULAMENTO Concurso de Ideias para Logotipo da Biblioteca Escolar da Escola Básica do 1º Ciclo de Ferrel Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia Artº1 Objeto 1. O Agrupamento de Escolas é a entidade

Leia mais

Campus Politécnico, 3504-510 Repeses - Viseu Tel: 232 480 662 Fax: 232 480 551 www.adiv.pt E.mail: adiv@adiv.pt

Campus Politécnico, 3504-510 Repeses - Viseu Tel: 232 480 662 Fax: 232 480 551 www.adiv.pt E.mail: adiv@adiv.pt Setembro de 2009 Concurso de Ideias para Logótipo da ADIV Associação para o Desenvolvimento e Investigação de Viseu Regulamento 1. Promotor A ADIV Associação para o Desenvolvimento e Investigação de Viseu,

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, e na sequência da Iniciativa Pontes Para o Futuro realizada

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros Página1 REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Actividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Activa

Leia mais

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno*

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno* Website disponível em: http://formar.tecminho.uminho.pt/moodle/course/view.php?id=69 Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt Palavra-chave: *aluno* Associação Universidade Empresa para o Desenvolvimento Web

Leia mais

2015/2016 INTRODUÇÃO

2015/2016 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A concepção de um Prémio Distrital da Qualidade surgiu na sequência da experiência e resultados alcançados com o Programa de Modernização Administrativa das Autarquias de Setúbal (PROMAAS),

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO. Eu Conto

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO. Eu Conto ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO Eu Conto Horta Outubro/2009 SECÇÃO I INTRODUÇÃO 1.º O Clube de Jornalismo, em colaboração com o Departamento de Língua

Leia mais

Concurso de Design Mascote Eficiência Energética

Concurso de Design Mascote Eficiência Energética Concurso de Design Mascote Eficiência Energética Regulamento 1. Introdução O presente concurso destina-se à criação da Mascote da Eficiência Energética, que estará associada à COGEN Portugal, e que será

Leia mais

Concurso Todos Contam

Concurso Todos Contam PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade composta

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

CONCURSO DE FOTOGRAFIA CONCURSO DE FOTOGRAFIA ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTIVO O presente concurso tem como objectivo sensibilizar os alunos do Ensino Básico e a comunidade em geral, para

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO DIRECÇÃO-GERAL DA SAÚDE/CONTINENTE. Artigo 1.º. Objecto

REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO DIRECÇÃO-GERAL DA SAÚDE/CONTINENTE. Artigo 1.º. Objecto REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO DIRECÇÃO-GERAL DA SAÚDE/CONTINENTE Artigo 1.º Objecto A Direcção-Geral da Saúde e a Modelo Continente Hipermercados S.A (adiante Continente ), conferem anualmente,

Leia mais

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO PRÉMIO «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 11ª Edição 2013/14 Página 1 de 7 REGULAMENTO DO PRÉMIO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério

Leia mais

Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15

Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15 O Departamento de Informática (DI) da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) procura criar e estreitar

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, a Fundação Porto Social em parceria com a ESLider, promove a iniciativa

Leia mais

REGULAMENTO - 2014 II EDIÇÃO DO CONCURSO/EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA. criar CoNtRaStE

REGULAMENTO - 2014 II EDIÇÃO DO CONCURSO/EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA. criar CoNtRaStE REGULAMENTO - 2014 II EDIÇÃO DO CONCURSO/EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA criar CoNtRaStE I. ENQUADRAMENTO E ORGANIZAÇÃO A II edição do Concurso/Exposição de Fotografia Criar Contraste é promovida/organizada pela

Leia mais

Reabilitação do Mercado Municipal. Concurso de Ideias. Regulamento

Reabilitação do Mercado Municipal. Concurso de Ideias. Regulamento ARTIGO 1º Enquadramento Reabilitação do Mercado Municipal Concurso de Ideias Regulamento O Concurso de Ideias para a reabilitação do Mercado Municipal (MM), sito na praça do Comércio é uma iniciativa da

Leia mais

REGULAMENTO. Objetivos Estratégicos do Concurso SITESTAR.PT:

REGULAMENTO. Objetivos Estratégicos do Concurso SITESTAR.PT: REGULAMENTO O Concurso SITESTAR.PT desafia os jovens portugueses, empreendedores e criativos a desenvolver websites e blogs originais com conteúdos em português e sob o domínio.pt. Os espaços digitais

Leia mais

Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up!

Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up! Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up! Regulamento da 4ª Edição do Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Preâmbulo O presente concurso é uma iniciativa da Freguesia de Paranhos,

Leia mais

Regulamento PAPSummer 2015

Regulamento PAPSummer 2015 Regulamento PAPSummer 2015 Artigo 1º Objectivos do programa, montante e designação das bolsas 1. O programa PAPSummer pretende dar a oportunidade a estudantes portugueses (Estudante) de desenvolver um

Leia mais

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança»

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» 1. APRESENTAÇÃO O concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» (adiante, concurso) visa divulgar a existência da Linha

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Atividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Ativa proclamado

Leia mais

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00 NATAL EMPREENDEDOR 2013 Concurso Ideias & Empreendedorismo Prémio Avaliado em 5 000,00 REGULAMENTO Artigo 1º Enquadramento O presente concurso é promovido pelo Correio de Azeméis, AzFm e Numeroscópio,

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo da Baixa da Banheira (403234)

Escola Secundária com 3º Ciclo da Baixa da Banheira (403234) CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento define as regras a observar no procedimento

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu. Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu. Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 3 1. Descrição... Erro! Marcador não definido. 2. Entidade Gestora...

Leia mais

EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO

EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO Objetivando fomentar a relação entre pesquisa, inovação e empreendedorismo no cenário regional, nacional e internacional,

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

2 XII CONGRESSO NACIONAL DE PSICO-ONCOLOGIA 6 A 9 DE OUTUBRO DE 2015 #INTRODUÇÃO

2 XII CONGRESSO NACIONAL DE PSICO-ONCOLOGIA 6 A 9 DE OUTUBRO DE 2015 #INTRODUÇÃO organização SECRETARIADO 2 XII CONGRESSO NACIONAL DE PSICO-ONCOLOGIA 6 A 9 DE OUTUBRO DE 2015 #INTRODUÇÃO A apresentação de trabalhos científicos no XII Congresso Nacional de Psico-Oncologia visa propor

Leia mais

REGULAMENTO I CONCURSO LITERÁRIO ESCOLAR DA MURTOSA

REGULAMENTO I CONCURSO LITERÁRIO ESCOLAR DA MURTOSA I CONCURSO LITERÁRIO ESCOLAR DA MURTOSA REGULAMENTO Preâmbulo A prática regular de atividades como a leitura e a escrita é um fator primordial para o bom desenvolvimento intelectual das crianças e dos

Leia mais

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO A Direcção da Secção Regional de Lisboa da Ordem dos Farmacêuticos, reunida em sessão de 18 de Julho de 2012, deliberou instituir uma Bolsa, destinada a apoiar projectos de investigação e projectos profissionais

Leia mais

Concurso. Regulamento

Concurso. Regulamento Concurso Regulamento Depois do sucesso da 1ª edição, o Concurso SITESTAR.PT está de regresso para lançar um novo desafio. A DECO e a DNS juntam-se para distinguir os jovens que desenvolvam websites originais

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS

REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento tem como objetivo a definição dos tipos de apoio e res- petivas condições de acesso

Leia mais

Enquadramento e critérios de Candidatura

Enquadramento e critérios de Candidatura Enquadramento e critérios de Candidatura A cidadania ativa constitui um elemento chave do reforço da coesão social. O Conselho da União Europeia instituiu o ano de 2011, como Ano Europeu do Voluntariado

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção Geral de Educação (DGE), o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a Quercus, e o Green Project Awards (GPA),

Leia mais

Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age)

Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age) FNERDM - Federação Nacional das Entidades de Reabilitação de Doentes Mentais Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age) Parceiros Projecto co-financiado Projecto ri(age) Breve

Leia mais

Realizador por: Prof. José Santos

Realizador por: Prof. José Santos Realizador por: Prof. José Santos Objectivo Este guia tem como objectivo fornecer aos Encarregados de Educação uma breve explicação sobre o funcionamento da Plataforma de Aprendizagem Moodle do Colégio

Leia mais

Concurso: Uma perspectiva de voluntariado. Regulamento

Concurso: Uma perspectiva de voluntariado. Regulamento Concurso: Uma perspectiva de voluntariado Regulamento Preâmbulo O presente concurso, destinado à apresentação de um trabalho fotográfico ou escrito, é uma iniciativa da Câmara Municipal de Alenquer (doravante

Leia mais

Regulamento. Foremor

Regulamento. Foremor Regulamento Foremor Preâmbulo O presente projeto decorre de uma candidatura realizada pela MARCA ADL ao programa ERASMUS+, no âmbito da KA1 Learning Mobility for Individuals e está integrada numa iniciativa

Leia mais

Regulamento do Prémio Rural Criativo

Regulamento do Prémio Rural Criativo Regulamento do Prémio Rural Criativo A Rede Rural Criativa é uma iniciativa de nove associações de desenvolvimento local que desenvolvem a sua Acção na Região do Norte de Portugal que conta com o apoio

Leia mais

«Conta-nos: Voluntariado pelos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio»

«Conta-nos: Voluntariado pelos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio» Regulamento «Conta-nos: Voluntariado pelos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio» 1. Promotor O Projecto de apoio a implementação do Programa Nacional de Voluntariado de Cabo Verde (PNV), executado

Leia mais

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico Regulamento Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos

Leia mais

M U N I C Í P I O D A F I G U E I R A D A F O Z

M U N I C Í P I O D A F I G U E I R A D A F O Z REGULAMENTO DO CONCURSO: CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DA CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ ENTIDADE PROMOTORA: A Câmara Municipal da Figueira da Foz, leva a efeito um concurso para a criação de um logótipo que

Leia mais

Energia 2ª ALTERAÇÃO AO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO. Aviso - ALG-48-2011-01. Eixo Prioritário 3 Valorização Territorial e Desenvolvimento Urbano

Energia 2ª ALTERAÇÃO AO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO. Aviso - ALG-48-2011-01. Eixo Prioritário 3 Valorização Territorial e Desenvolvimento Urbano 2ª ALTERAÇÃO AO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 3 Valorização Territorial e Desenvolvimento Urbano Energia Aviso - ALG-48-2011-01 Página 1 de 2 A Autoridade de Gestão do POAlgarve 21, comunica

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALDEVEZ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALDEVEZ AVISO DE ABERTURA Nº 01-2013/2014 CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS Decreto-Lei nº 132/2012, de 27 de junho Contratação de Escola com vista ao suprimento de necessidades temporárias de pessoal especializado,

Leia mais

E B I / J I d e T Á V O R A

E B I / J I d e T Á V O R A E B I / J I d e T Á V O R A R E G U L A M E N T O D E U T I L I Z A Ç Ã O D O S COMPUTA D O R E S PO R T Á T E I S O objectivo deste documento é regulamentar todas as actividades curriculares desenvolvidas,

Leia mais

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020.

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020. CONCURSO 1 ESCOLAR REGULAMENTO 2011/2012 Como melhorar a qualidade ambiental da minha escola? TEMA Como Melhorar a Qualidade Ambiental da Minha Escola? ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para

Leia mais

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artº. 1º. 1. Com o fim principal

Leia mais

Ninho de Empresas de Mortágua

Ninho de Empresas de Mortágua mortágua ninho de empresas Ninho de Empresas de Mortágua REGULAMENTO Preâmbulo Inserindo-se numa estratégia de Desenvolvimento do Concelho de Mortágua que dá prioridade ao Crescimento Económico e ao Empreendedorismo,

Leia mais

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Nos termos do Regulamento Específico Saúde

Leia mais

REGULAMENTO Faz-te ao Vídeo!

REGULAMENTO Faz-te ao Vídeo! O presente Regulamento define as regras de funcionamento do Concurso, cuja organização pertence à Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP). 1. Tema do Concurso: Eu visto a camisola

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE FORMAÇÃO E ADAPTAÇÕES TECNOLÓGICAS RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES 2006 ÍNDICE 1. Nota Introdutória...

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO. Por favor leia atentamente este documento antes de começar o seu processo de candidatura.

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO. Por favor leia atentamente este documento antes de começar o seu processo de candidatura. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Por favor leia atentamente este documento antes de começar o seu processo de candidatura. Só serão aceites as candidaturas submetidas através do formulário online, disponibilizado

Leia mais

II EDIÇÃO DO CONCURSO GESTÃO DE IDEIAS PARA ECONOMIZAR

II EDIÇÃO DO CONCURSO GESTÃO DE IDEIAS PARA ECONOMIZAR II EDIÇÃO DO CONCURSO GESTÃO DE IDEIAS PARA ECONOMIZAR APRESENTAÇÃO DO CONCURSO: O concurso Gestão de Ideias para Economizar representa uma oportunidade para os estudantes se prepararem, em pequenos grupos,

Leia mais

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro I PARTE APRESENTAÇÃO Artigo 1. o Organização No âmbito das comemorações do centenário da elevação de Castanheira de

Leia mais

Centro de Cultura e Desporto Organização Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras e dos Serviços Municipalizados

Centro de Cultura e Desporto Organização Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras e dos Serviços Municipalizados Centro de Cultura e Desporto Organização Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras e dos Serviços Municipalizados Concurso para criação de um novo logotipo para o CCD 447 Oeiras REGULAMENTO

Leia mais

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 1 Índice: I Enquadramento II Eixos de Intervenção Estratégica III Proposta de Orçamento IV Candidaturas a Programas de Apoio 2 I Enquadramento Estratégico

Leia mais

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo «atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Évora, através da Divisão de Projetos e Informação (SCC-DPI), enquanto parte integrante do Serviço de Ciência e Cooperação,

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

CRIE > Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis

CRIE > Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis CRIE > Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis Resumo do projecto Com a candidatura a este projecto, e envolvendo todos os departamentos, alunos e encarregados de educação, a nossa escola

Leia mais

I. OBJETIVO CONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO DA CANDIDATURA

I. OBJETIVO CONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO DA CANDIDATURA O Programa Operacional Capital Humano (POCH), no âmbito do quadro da programação Portugal 2020, leva a cabo o concurso Dá-me um Rosto, que visa a conceção do logotipo do Programa, convidando os alunos

Leia mais

S.R. DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. Despacho Normativo n.º 40/2005 de 7 de Julho de 2005

S.R. DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. Despacho Normativo n.º 40/2005 de 7 de Julho de 2005 S.R. DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Despacho Normativo n.º 40/2005 de 7 de Julho de 2005 Pela Resolução n.º 100/2005, de 16 de Junho, foi aprovado o Plano Integrado para a Ciência e Tecnologia. Desse Plano consta

Leia mais

Regulamento de Participação no concurso de Edição HelpoframesII

Regulamento de Participação no concurso de Edição HelpoframesII Regulamento de Participação no concurso de Edição HelpoframesII Os presentes termos e condições regulam o concurso de Edição HelpoframesII, com início a 1 de Agosto de 2009 e termo a 31 de Agosto de 2010*.

Leia mais

PRÉMIO A SUA ENERGIA LIMPA O MELHOR TRABALHO DE FIM DE CURSO

PRÉMIO A SUA ENERGIA LIMPA O MELHOR TRABALHO DE FIM DE CURSO PRÉMIO A SUA ENERGIA LIMPA O MELHOR TRABALHO DE FIM DE CURSO A Cabeólica promove a realização de um concurso que pretende distinguir os melhores trabalhos de fim de curso nas áreas de engenharia e arquitetura

Leia mais

EDITAL DE PRORROGAÇÃO DO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGOTIPO DO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL MONTEIRO LOBATO

EDITAL DE PRORROGAÇÃO DO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGOTIPO DO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL MONTEIRO LOBATO EDITAL DE PRORROGAÇÃO DO CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGOTIPO DO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL MONTEIRO LOBATO A Prefeitura Municipal de Tapurah através da Secretaria de Educação torna público que

Leia mais

Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO O Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra torna pública a abertura de concurso para a atribuição de uma Bolsa de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO IDEIAS

REGULAMENTO DO CONCURSO IDEIAS REGULAMENTO DO CONCURSO IDEIAS IMAGEM CORPORATIVA DA ACIR 1. ENTIDADE PROMOTORA 2. GENERALIDADE 3. PARTICIPANTES 4. DOCUMENTOS DAS PROPOSTAS 5. IDENTIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS 6. ENVIO DAS PROPOSTAS 7. AVALIAÇÃO

Leia mais