O JOGO DA PINTURA Wagner Barja 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O JOGO DA PINTURA Wagner Barja 1"

Transcrição

1 ensaio visual Elyeser Szturm, criador do projeto gráfico da Revista UFG, é artista plástico. Nascido em Goiânia, 1958, vive e trabalha em Brasília onde é professor da UnB. Principais prêmios: Prêmio de Viagem ao Exterior do XVI Salão Nacional de Artes Plásticas da Funarte em 1998, VII Salão da Bahia, MAMBA, em Participou dos 50 Anos da Bienal de São Paulo em 2001, Faxinal das Artes, Curitiba, 2002; Salon de la Jeune Peinture, Paris, 1993; Li Shui Photo, Li Shui, China, 2009; Brasília, Síntese das Artes, 2010, entre outras coletivas. Individuais em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Paris, entre outras. Sua carreira começou em 1974 no Salão da Caixego. O JOGO DA PINTURA Wagner Barja 1 Aqui o jogo da velha é o novo. Seus principais componentes conceituais são a latente interatividade e a apropriação do popular como heranças simbólicas adjacentes à linguagem do artista que realiza traduções e as envolve em radicais mudanças no interior da plástica, fato recorrente nos procedimentos estéticos relacionais do processo criativo de Elyeser Szturm. O caráter experimental torna marcante e original a sua pintura emborrachada, de extrema elasticidade para assumir a performance de uma espécie de pele do corpo pictórico em constante transformação. Este modelo de pintura situa-se entre a ação processual na moldagem de antigas arquiteturas, memórias picturais moldadas em cores e formas maleáveis de grande sofisticação. O propositor de uma arte que traz a transversal do tempo e a procura de signos passíveis de deslocar elementos da cultura popular para o campo da arte, com uma linguagem certeira, embasada em investigações sobre a matéria e a sua transformação em semânticas geradoras de uma atualíssima plástica contemporânea popular em progresso. O Jogo da Velha, composição múltipla e permutável, constituída de nove peças em borracha sintética, assume mobilidade própria à sua elasticidade. Corporifica a diversa variação formal e possibilita arranjos, no ato do jogo, numa participação ativa e direta dos inter-atores com a repartida pintura, ou melhor, 1 Wagner Barja é artista plástico, curador e diretor do Museu Nacional do Conjunto Cultural da República. Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10 93

2 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA outra ideia de pintura que aspira ser objeto, criada para se tocar e trocar de posições. Pintura sem um estado de inércia, que admite o acaso, o inesperado, independentemente da necessidade lógica diante do jogo e do imprevisto. Uma armação conjuga o imaginário popular com possibilidades de altos índices de interatividade no sentido táctil e do raciocínio. O Jogo da Velha é um novo quadro em constante mutação. Poética temporal plena em movimento, que reúne muitos possíveis como: a dúvida, a experiência lúdica do jogo, com seus variados resultados formais, a presença do inesperado, com a mudança de modelos estáticos da linguagem da pintura em oposição à sua tradição. Durante o jogo, que requer dupla participação, a movimentação das peças, e a mutação sistemática dos signos vai operar no campo do quadro, uma construção de formas sempre diferentes mediante o ato interativo. Elyeser Szturm é um artista múltiplo, transita com desenvoltura nas diversas linguagens: pintura, desenho, escultura, objeto, instalações, vídeo arte e fotografia. O conjunto de sua produção surpreende por conservar um traço conceitual reconhecível e também outras constantes, que marcam uma obra com a presença da ironia, do humor, da dúvida, e de um latente desequilíbrio estético em oposição à estabilidade clássica. Soma-se a tudo isto outro componente importante, que se observa e se apreende como uma entidade relativa, o tempo. Identifica-se em suas proposições um desejo constante de um percurso memorialista, que se intensifica numa relação afetiva com elementos da natureza e da cultura, resultantes na formatação de lembranças, sob a forma de conceitos temporais, sem nostalgias ou saudosismos. Créditos das imagens: fotografias: Tomás Faquini; Jogo da Velha, 2008/2011; monotipia em silicone; dimensões: (peças) aprox.. 55 x 60 cm; Jogo da Velha 1.0, 2008/ 2011, aprox. 1,65 x 1,80 cm; Jogo da Velha 1.1, 2008/ 2011, aprox. 1,65 x 1,80 cm. 94 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

3 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10 95

4 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 96 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

5 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10 97

6 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 98 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

7 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10 99

8 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 100 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

9 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº

10 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 102 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

11 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº

12 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 104 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

13 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº

14 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 106 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

15 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº

16 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 108 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

17 O JOGO DA PINTURA. ensaio visual Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº

18 ensaio visual. O JOGO DA PINTURA 110 Revista UFG / Julho 2011 / Ano XIII nº 10

Exposição Almandrade INSTALAÇÃO E POEMAS VISUAIS

Exposição Almandrade INSTALAÇÃO E POEMAS VISUAIS Exposição Almandrade INSTALAÇÃO E POEMAS VISUAIS CASA DAS ROSAS Av. Paulista, 37 São Paulo / Sp. (até 27 de abril de 2014) De terça feira a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 18h.

Leia mais

Desde sempre, sempre desenhei

Desde sempre, sempre desenhei Desde sempre, sempre desenhei Edith Derdyk O desenho é a matriz e a força motriz de meu traçado: ir e vir com o grafite no espaço do papel está tão calcado em meu sistema neurológico que a própria ação

Leia mais

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR. interação e inter-relação que esperamos potencializar.

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR. interação e inter-relação que esperamos potencializar. BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR interação e inter-relação que esperamos potencializar. Tendo como ponto de partida algumas obras expostas na 29ª Bienal, pretendemos tecer uma rede de ideias enquanto refletimos

Leia mais

CÉLIA EUVALDO Born in São Paulo, Brazil, 1955 currently lives and works in São Paulo Colagens e pinturas. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brazil

CÉLIA EUVALDO Born in São Paulo, Brazil, 1955 currently lives and works in São Paulo Colagens e pinturas. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brazil CÉLIA EUVALDO Born in São Paulo,, 1955 currently lives and works in São Paulo SOLO EXHIBITIONS 2017 Duas Matérias. Mul.ti.plo Espaço Arte, Rio de Janeiro, 2015 Colagens e pinturas. Paço Imperial, Rio de

Leia mais

ARTISTAS EM RESIDÊNCIA

ARTISTAS EM RESIDÊNCIA MAR/2016 Residência Porta Aberta ARTISTAS EM RESIDÊNCIA Carlos Mensil Pedro Ferreira e Assunta Allegiani Catarina Azevedo e Karen Lacroix Alexandra Rafael Carlos Mensil Para mim, enquanto autor, preparar

Leia mais

IN I T N E T RVE V N E ÇÃO Ã O U R U B R ANA N ARTE T P ÚBLIC I A C

IN I T N E T RVE V N E ÇÃO Ã O U R U B R ANA N ARTE T P ÚBLIC I A C INTERVENÇÃO URBANA ARTE PÚBLICA ARTE QUE UNE, REVALIDA O SETIDO UTÓPICO DE APAGAR FRONTEIRAS ATRAVÉS DAS LINGUAGENS VISUSAIS. Wagner Barja O QUE É? É o termo utilizado para designar os movimentos artísticos,

Leia mais

T a í s C a b r a l. S ã o P a u l o, B r a s i l

T a í s C a b r a l. S ã o P a u l o, B r a s i l T a í s C a b r a l S ã o P a u l o, B r a s i l M a p e a m e n t o s, o c u p a ç ã o r e a l i z a d a n o A t e l i ê A m a r e l o, e m 2 0 0 6. F o r a m u t i l i z a d o s v á r i o s m a t e r

Leia mais

ELEFANTE C E N T R O C U L T U R A L

ELEFANTE C E N T R O C U L T U R A L Press-release Mostras individuais dos artistas uruguaios Victor Lema Riqué e Elián Stolarsky abrem programa de intercâmbio Brasília - América Latina no Elefante Centro Cultural 12 de setembro a 18 de outubro,

Leia mais

LINGUÍSTICA, LETRAS E ARTES

LINGUÍSTICA, LETRAS E ARTES Trabalho em Evento Trabalho em evento completo de natureza internacional 3.00 Trabalho em Evento Trabalho em evento completo de natureza local 1.00 Trabalho em Evento Trabalho em evento completo de natureza

Leia mais

O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina.

O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina. O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina. Daniela Pedroso Secretaria Municipal da Educação de Curitiba EQUIPE CLEONICE DOS

Leia mais

2010 Tuneu-aquarelas. Casa de Cultura de Paraty, Paraty, Brasil Museu Universitário de Arte da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil

2010 Tuneu-aquarelas. Casa de Cultura de Paraty, Paraty, Brasil Museu Universitário de Arte da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil TUNEU São Paulo, SP, 1948 vive e trabalha em São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2013 Dobradura. Galeria Raquel Arnaud, São Paulo, 2010 Tuneu-aquarelas. Casa de Cultura de Paraty, Paraty, Museu Universitário

Leia mais

paul ramírez jonas domínio público

paul ramírez jonas domínio público paul ramírez jonas No desenho que organiza as diversas atividades do espaço urbano, sua circulação e formas de ocupação, os monumentos representam uma pontuação, a demarcação de um território coletivo

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ABRE PORTAS ÀS ARTES A arte, enquanto resultado da cultura e das alterações permanentes do universo, precisa de mostrar, a todos os públicos, as suas múltiplas

Leia mais

2013 Meridianas. Galeria Flávio de Carvalho-Funarte São Paulo, São Paulo, Brasil

2013 Meridianas. Galeria Flávio de Carvalho-Funarte São Paulo, São Paulo, Brasil GEÓRGIA KYRIAKAKIS Ilhéus, BA, 1961 vive e trabalha em São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2014 Tectônicas. Galeria Raquel Arnaud, São Paulo, 2013 Meridianas. Galeria Flávio de Carvalho-Funarte São Paulo,

Leia mais

DISCIPLINAS OPTATIVAS OFERECIDAS PELO DEPARTAMENTO DE INTERPRETAÇÃO PARA O 1º SEMESTRE DE SEGUNDAS E QUARTAS: 10 às 12h

DISCIPLINAS OPTATIVAS OFERECIDAS PELO DEPARTAMENTO DE INTERPRETAÇÃO PARA O 1º SEMESTRE DE SEGUNDAS E QUARTAS: 10 às 12h 1 PROFESSOR: CAPOEIRA ANGOLA JOSÉ DAMIRO DE MORAES SEGUNDAS E QUARTAS: 10 às 12h : 301 Não há 30 : Introdução do aprendizado da Capoeira Angola, através de seus elementos básicos, preparação e expressão

Leia mais

MARIA CRISTINA BRITO. 4ª feira 9 às 13 horas. Ester Leão (2º andar) 15 vagas

MARIA CRISTINA BRITO. 4ª feira 9 às 13 horas. Ester Leão (2º andar) 15 vagas 1 NOME DA DISCIPLINA: SALA O ATOR NO TEATRO DA CRUELDADE DE ANTONIN ARTAUD 2 MARIA CRISTINA BRITO 4ª feira 9 às 13 horas Ester Leão (2º andar) Interpretação I e II / ou / Atuação Cênica I e II / e / O

Leia mais

VISÕES DE UM NOVO MUNDO: AS FOTOGRAFIAS DE TADEU FESSEL Wolney Unes 1

VISÕES DE UM NOVO MUNDO: AS FOTOGRAFIAS DE TADEU FESSEL Wolney Unes 1 ensaio visual VISÕES DE UM NOVO MUNDO: AS FOTOGRAFIAS DE TADEU FESSEL Wolney Unes 1 1. Professor da Escola de Música e Artes Cênicas da UFG. E-mail: . Ao longo dos tempos, ver talvez

Leia mais

VERÃO NA BIBLIOTECA...

VERÃO NA BIBLIOTECA... JUNHO 17 18 19 20 21 Jogos de mesa Autor do mês Jogos tradicionais Seminário Cidadania Empreendedora Ler + E Melhor Yoga do Riso Origami Palavras cruzadas -início- Desenho livre JUNHO 24 25 26 27 28 Completar

Leia mais

Inauguração da exposição individual. alheava_a criação do mar. de Manuel Santos Maia. Curadoria de Baltazar Torres

Inauguração da exposição individual. alheava_a criação do mar. de Manuel Santos Maia. Curadoria de Baltazar Torres Inauguração da exposição individual alheava_a criação do mar de Manuel Santos Maia Curadoria de Baltazar Torres 28 Setembro na SEEA - Sala de Exposições da Escola das Artes da Universidade Católica do

Leia mais

DISCIPLINAS OPTATIVAS OFERECIDAS PELO DEPARTAMENTO DE INTERPRETAÇÃO PARA O 1º SEMESTRE DE 2015.

DISCIPLINAS OPTATIVAS OFERECIDAS PELO DEPARTAMENTO DE INTERPRETAÇÃO PARA O 1º SEMESTRE DE 2015. 1 SALA LABORATÓRIO DE MULTIMÍDIA DENISE TELLES N. HOFSTRA TERÇA: 19 às 23 horas Anexo Sala Nelly Laport Entrevista + Pré-projeto 10 alunos Investigação de processos criativos em Multilinguagens e Multimídia,

Leia mais

Professor Roberson Calegaro

Professor Roberson Calegaro Elevar? Libertar? O que é arte? Do latim ars, significando técnica e/ou habilidade) pode ser entendida como a atividade humana ligada às manifestações de ordem estética ou comunicativa, realizada por meio

Leia mais

karin lambrecht 1957 nasceu em porto alegre vive e trabalha em porto alegre

karin lambrecht 1957 nasceu em porto alegre vive e trabalha em porto alegre karin lambrecht 1957 nasceu em porto alegre vive e trabalha em porto alegre exposições individuais 2015 Pintura e desenho, Galeria do Instituto Ling, Porto Alegre, 2013 Eclipse, Pinacoteca da Feevale,

Leia mais

BACHARELADO EM HISTÓRIA DA ARTE UFRGS MATRIZ CURRICULAR

BACHARELADO EM HISTÓRIA DA ARTE UFRGS MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM HISTÓRIA DA ARTE UFRGS MATRIZ CURRICULAR ETAPA 1 ART 02199 Fundamentos das Artes Visuais ART 02189 História da Arte I ART 02187 História da Cultura ART 02116 Práticas Artísticas ART 02122

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO SEMESTRE MESTRADO 24 créditos obrigatórios DOUTORADO 32 créditos obrigatórios 1º SEM Agosto-dezembro

Leia mais

SEGUNDAS E QUARTAS: 10 às 12h

SEGUNDAS E QUARTAS: 10 às 12h 1 PROFESSOR: CAPOEIRA ANGOLA JOSÉ DAMIRO DE MORAES SEGUNDAS E QUARTAS: 10 às 12h SALA: 302 Não há NÚMERO DE VAGAS 30 EMENTA: Introdução do aprendizado da Capoeira Angola, através de seus elementos básicos,

Leia mais

2016 O Lugar do Outro. Múltiplo Espaço de Arte, Rio de Janeiro, Brasil Modulações, Centro Universitário Maria Antonia, São Paulo, Brasil

2016 O Lugar do Outro. Múltiplo Espaço de Arte, Rio de Janeiro, Brasil Modulações, Centro Universitário Maria Antonia, São Paulo, Brasil CASSIO MICHALANY São Paulo, SP, 1949 vive e trabalha em São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2016 O Lugar do Outro. Múltiplo Espaço de Arte, Rio de Janeiro, Brasil 2014 Pintura-objeto. Galeria Raquel Arnaud,

Leia mais

Mariana Sampaio nasceu em 1991 no concelho da Golegã, mas vive e trabalha em Caldas da Rainha.

Mariana Sampaio nasceu em 1991 no concelho da Golegã, mas vive e trabalha em Caldas da Rainha. Mariana Sampaio nasceu em 1991 no concelho da Golegã, mas vive e trabalha em Caldas da Rainha. Estudou Artes Visuais na Escola Secundária Maria Lamas, Torres Novas. Em simultâneo a isso, realizou um workshop

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : LICENCIATURA EM BELAS ARTES. CRÉDITOS Obrigatórios: 130 Optativos: 30.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : LICENCIATURA EM BELAS ARTES. CRÉDITOS Obrigatórios: 130 Optativos: 30. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:25:29 Curso : LICENCIATURA

Leia mais

PAULO PASTA. 1959, Ariranha, São Paulo Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo

PAULO PASTA. 1959, Ariranha, São Paulo Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo PAULO PASTA 1959, Ariranha, São Paulo Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS SELECIONADAS / SELECTED SOLO EXHIBITIONS 2016 Setembro, Palazzo Pamphilj - Embaixada

Leia mais

Na Trilha do Fotógrafo Eduardo Jaunsem ( ) 1

Na Trilha do Fotógrafo Eduardo Jaunsem ( ) 1 Na Trilha do Fotógrafo Eduardo Jaunsem (1896-1977) 1 Rodrigo Weber Klahr 2 Rafael C.M. Meinecke 3 Paulo Ernesto Scortegagna 4 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, RS.

Leia mais

AMALIA GIACOMINI. Paço Imperial. Rio de Janeiro, Brasil. Pretérito Imperfeito. Galeria Mercedes Viegas. Rio de Janeiro, Brasil

AMALIA GIACOMINI. Paço Imperial. Rio de Janeiro, Brasil. Pretérito Imperfeito. Galeria Mercedes Viegas. Rio de Janeiro, Brasil AMALIA GIACOMINI Exposições individuais 2015 Viés Paço Imperial. Rio de Janeiro, Brasil Pretérito Imperfeito 2012 The Invisible Apparent Galeria Nacional de Praga. Praga, República Tcheca 2011 Vazio Inventado

Leia mais

ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE

ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE NOVOS CURSOS POESIA * PINTURA, LANTERNAGEM E MECÂNICA DO TEXTO ARTES GRÁFICAS LINHA IMAGINÁRIA ! i í 11 «X ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE PROFESSOR POESIA

Leia mais

EVANDRO SCHIAVONE no Museu do Louvre em Paris

EVANDRO SCHIAVONE no Museu do Louvre em Paris A RTISTA EVANDRO SCHIAVONE Artista pintor, transforma cores a óleo em sensações e sentimentos estampados em tela. Tem como única atividade profissional desde os 17 anos de idade o desenho e a pintura.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 015/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar;

RESOLUÇÃO Nº 015/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar; RESOLUÇÃO Nº 015/2016-CEPE/UNESPAR Convalida as alterações e prazos de vigência na matriz curricular do curso Superior de Pintura do campus Curitiba I - EMBAP. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII

Leia mais

1.7 Os artistas participantes do programa de exposição NOVAS POÉTICAS 2016 deverão concordar com a possibilidade de venda das obras selecionadas.

1.7 Os artistas participantes do programa de exposição NOVAS POÉTICAS 2016 deverão concordar com a possibilidade de venda das obras selecionadas. 1. Inscrição 1.1 As inscrições serão gratuitas e estão habilitados a participar desta convocatória estudantes matriculados em Instituições de Ensino Brasileiras com curso correspondente a área de Artes

Leia mais

2013 Blocos. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil Blocos. Celma Albuquerque Galeria de Arte. Belo Horizonte, Brasil

2013 Blocos. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil Blocos. Celma Albuquerque Galeria de Arte. Belo Horizonte, Brasil ELIZABETH JOBIM Rio de Janeiro, RJ, 1957 - vive e trabalha no Rio de Janeiro EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2016 Arranjo. Galeria Raquel Arnaud, São Paulo, 2013 Blocos. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Leia mais

frieze new york 2016 galeria nara roesler nova york preview, 4 de maio aberto ao público 5-8 maio estande C53 spotlight: abraham palatnik

frieze new york 2016 galeria nara roesler nova york preview, 4 de maio aberto ao público 5-8 maio estande C53 spotlight: abraham palatnik frieze new york 2016 preview, 4 de maio aberto ao público 5-8 maio estande C53 spotlight: abraham palatnik curadoria: clara m kim randall s island nova york, eua galeria nara roesler nova york abertura

Leia mais

RUA GUMERCINDO SARAIVA, 54 JARDIM EUROPA / SÃO PAULO / BRASIL GALERIALUME.COM GAL OPPIDO SENTIDOS DA PELE

RUA GUMERCINDO SARAIVA, 54 JARDIM EUROPA / SÃO PAULO / BRASIL GALERIALUME.COM GAL OPPIDO SENTIDOS DA PELE SENTIDOS DA PELE MAI 17 - JUN 18, 2016 LUCIANA E A LEI DA GRAVIDADE, 1990 30 X 30 CM GOSDP01 CORPO VAGO (1), 2014 30 X 30 CM GOSDP02 CORPO VAGO (2), 2014 30 X 30 CM GOSDP03 PRATA SOBRE PRATA SOBRE PRATA,

Leia mais

Grupo Nome do criterio Descrição do criterio Peso Pontuação maxima

Grupo Nome do criterio Descrição do criterio Peso Pontuação maxima Trabalho em Evento Evento completo internacional Trabalho em evento completo de natureza internacional 20.00 999.00 Trabalho em Evento Evento completo local Trabalho em evento completo de natureza local

Leia mais

COLÉGIO SÃO VICENTE DE PAULO BIBLIOTECA JUVENIL MAPA DE LOCALIZAÇÃO DAS ESTANTES

COLÉGIO SÃO VICENTE DE PAULO BIBLIOTECA JUVENIL MAPA DE LOCALIZAÇÃO DAS ESTANTES COLÉGIO SÃO VICENTE DE PAULO BIBLIOTECA JUVENIL MAPA DE LOCALIZAÇÃO DAS ESTANTES VER MAPA E S T A N T E 5 E S T A N T E 4 B E S T A N T E 4 A E S T A N T E 3 B E S T A N T E 3 A E S T A N T E 2 B E S T

Leia mais

BIOLOGIA CIÊNCIA - TEORIA

BIOLOGIA CIÊNCIA - TEORIA SUGESTÃO DE TABELA PARA CLASSIFICAÇÃO DOS ACERVOS DAS SALAS DE LEITURA ÁREA (ESTANTE) CATEGORIA (PRATELEIRA) ETIQUETA OBRAS DE REFERÊNCIA REFERÊNCIA R - ATLAS R - DICIONÁRIO R - ENCICLOPÉDIA R - GUIA ASTRONOMIA

Leia mais

InSolitus Urbanus: e s p a ç o s m e t a f í s i c o s

InSolitus Urbanus: e s p a ç o s m e t a f í s i c o s projeto InSolitus Urbanus: e s p a ç o s m e t a f í s i c o s PAULO ANGERAMI No início do ano de 2001, fui convidado pelo Conjunto Cultural da Caixa 1 para participar do V Mês Internacional da Fotografia

Leia mais

EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CAMARÁ MUNICIPAL DE FORTALEZA

EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CAMARÁ MUNICIPAL DE FORTALEZA REQUERIMENTO N Requer seja efetuada a transcrição, para os Anais dessa Casa Legislativa Municipal, do artigo da jornalista Raphaelle Batista, publicado no Jornal O Povo, edição do dia 12/03/14, intitulado

Leia mais

Renato Pera Renato Pera: Vão e Vazão

Renato Pera Renato Pera: Vão e Vazão Renato Pera Renato Pera: Vão e Vazão O ARTISTA: RENATO PERA Paulistano. É recorrente em seu trabalho o tema da arquitetura e da memória da cidade de São Paulo. Artista visual multimídia graduado em Artes

Leia mais

2013 Intervenções Bradesco Art Rio no MAM. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janiero, Brasil

2013 Intervenções Bradesco Art Rio no MAM. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janiero, Brasil ELISA BRACHER São Paulo, SP, 1965 vive e trabalha em São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2015 Luctus Lutum. Galeria Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil 2013 Intervenções Bradesco Art Rio no MAM. Museu de Arte

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS ATIVIDADES RECURSOS. Breve história da representação da perspetiva.

OBJETIVOS GERAIS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS ATIVIDADES RECURSOS. Breve história da representação da perspetiva. 1º.Período T9 TÉCNICA 9ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL EDUCAÇÃO VISUAL 2016/2017 Compreender diferentes tipos de projeção - Compreender a evolução histórica dos elementos de construção e representação da perspetiva.

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA SOARES DOS REIS DISCIPLINA DE IMAGEM E SOM B - 12º Ano Ano lectivo 2011 / 2012 : Nuno Lacerda PLANIFICAÇÃO ANUAL

ESCOLA ARTÍSTICA SOARES DOS REIS DISCIPLINA DE IMAGEM E SOM B - 12º Ano Ano lectivo 2011 / 2012 : Nuno Lacerda PLANIFICAÇÃO ANUAL ESCOLA ARTÍSTICA SOARES DOS REIS DISCIPLINA DE IMAGEM E SOM B - 12º Ano Ano lectivo 2011 / 2012 : Nuno Lacerda PLANIFICAÇÃO ANUAL 1º Período Imagem e Som B 12º 2011/2012 I - Práticas da imagem e do som:

Leia mais

Critérios de Avaliação Jardim de Infância

Critérios de Avaliação Jardim de Infância CASA DE INFÂNCIA DE SANTO ANTÓNIO Departamento Curricular de Creche e Jardim de Infância Critérios de Avaliação Jardim de Infância Horta 2016/2017 2 Critérios de Avaliação Jardim de Infância A avaliação

Leia mais

Convidados Congresso de Cibercultura 2016 Breve apresentação

Convidados Congresso de Cibercultura 2016 Breve apresentação Convidados Congresso de Cibercultura 2016 Breve apresentação ADÉRITO MARCOS - Universidade Aberta É professor catedrático de nomeação definitiva da Universidade Aberta, do Departamento de Ciências e Tecnologia,

Leia mais

LICENCIATURA EM ARTES/GRAFISMO MULTIMÉDIA

LICENCIATURA EM ARTES/GRAFISMO MULTIMÉDIA LICENCIATURA EM ARTES/GRAFISMO MULTIMÉDIA Despacho n.º 15385/2007 - Diário da República, 2.ª série, n.º 134, de 13 de julho de 2007. Alterado em 26 de janeiro de 2015 com o registo n.º R/A-Ef 78/2011/AL01,

Leia mais

DESENHO DE OBSERVAÇÃO

DESENHO DE OBSERVAÇÃO QUESTÃO 1 DESENHO DE OBSERVAÇÃO As expressões humanas chamaram a atenção de artistas do século XIX, entre os quais Honoré Daumier, que se ocupou da retratação de tipos populares e curiosos de sua época,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar;

RESOLUÇÃO Nº 013/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar; RESOLUÇÃO Nº 013/2016-CEPE/UNESPAR Convalida as alterações e prazos de vigência da matriz curricular do curso Superior de Escultura do campus Curitiba I - EMBAP. Considerando o art. 7º, incisos I, II e

Leia mais

rosa cohen motivações pictóricas e multimediais na obra de peter greenaway

rosa cohen motivações pictóricas e multimediais na obra de peter greenaway rosa cohen motivações pictóricas e multimediais na obra de peter greenaway Ferrari S ã o Pau lo 2008 aos exploradores dos sentidos para Vitória Wainstein Sumário Apresentação... 11 Introdução... 13 O

Leia mais

LICENCIATURA EM ARTES/DESENHO

LICENCIATURA EM ARTES/DESENHO LICENCIATURA EM ARTES/DESENHO Despacho n.º 15385/2007 - Diário da República, 2.ª série, n.º 134, de 13 de julho de 2007. Alterado em 22 de janeiro de 2015 com o registo n.º R/A-Ef 77/2011/AL01, publicado

Leia mais

Intervenção urbana de dança. Direção Holly Cavrell

Intervenção urbana de dança. Direção Holly Cavrell Intervenção urbana de dança Direção Holly Cavrell SINOPSE Na paisagem dos centros urbanos, repleta de informação, andamos como passageiros de nosso próprio corpo. O que deixamos de nós e o que levamos

Leia mais

distingue nem caracteriza tipos de projeção axonométrica e cónica distingue, mas não caracteriza tipos de projeção axonométrica e cónica

distingue nem caracteriza tipos de projeção axonométrica e cónica distingue, mas não caracteriza tipos de projeção axonométrica e cónica PERFIL DE APRENDIZAGENS Educação Visual - 3º ciclo Departamento de Expressões Domínio: Técnica T9 Ano 2016/17 9ºANO Meta / Objetivo Nível Descritores Obs.: 1. Compreender diferentes tipos de projeção.

Leia mais

DISCIPLINA DE ARTE OBJETIVOS: 1 Ano

DISCIPLINA DE ARTE OBJETIVOS: 1 Ano DISCIPLINA DE ARTE OBJETIVOS: 1 Ano Desenvolver e explorar as percepções manuais, artísticas e de ludicidade, desenvolvendo ainda as habilidades motoras e intelectuais. Estimular os sentidos e a sensibilidade

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 7 semestres. Prof. Dr. Paulo de Tarso Mendes Luna

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 7 semestres. Prof. Dr. Paulo de Tarso Mendes Luna Documentação: Objetivo: Titulação: Diplomado em: Resolução 12/CGRAD/2015 de 09/09/2015 Fornecer meios para formação de profissionais capazes para atuar em ambientes dinâmicos plurais, atendendo necessidades

Leia mais

Cauda de cometa. Oficina de light painting com celulares - fotografia e animação Orientação: Denise Agassi e Eduardo Salvino

Cauda de cometa. Oficina de light painting com celulares - fotografia e animação Orientação: Denise Agassi e Eduardo Salvino Cauda de cometa Oficina de light painting com celulares - fotografia e animação Orientação: Denise Agassi e Eduardo Salvino Light Painting ou Pintura de luz é uma técnica fotográfica que permite captar

Leia mais

PINTURA-OBJETO: SUPORTE, MATÉRIA E/OU IMAGEM NA OBRA DE LEDA CATUNDA. MOREIRA, Viviane Moraes¹.

PINTURA-OBJETO: SUPORTE, MATÉRIA E/OU IMAGEM NA OBRA DE LEDA CATUNDA. MOREIRA, Viviane Moraes¹. PINTURA-OBJETO: SUPORTE, MATÉRIA E/OU IMAGEM NA OBRA DE LEDA CATUNDA MOREIRA, Viviane Moraes¹. ¹Graduada em Artes Visuais-Licenciatura IAD/UFPel vivianeagapi@hotmail.com 1. Introdução Esta pesquisa é parte

Leia mais

Série Supimpa. Ensaio. Fernando Franciosi * Fernando Franciosi

Série Supimpa. Ensaio. Fernando Franciosi * Fernando Franciosi Ensaio Série Supimpa Fernando Franciosi * 1 Artista plástico; mestrando em Sociologia pela UNB. Registro fotográfico de intervenções realizadas em Brasília, na asa norte, em 2014. Desenhadas e recortadas

Leia mais

Metas curriculares de Educação Visual

Metas curriculares de Educação Visual AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo Departamento de Artes e Tecnologias Educação Visual Ano Letivo - 2016/2017 3º

Leia mais

Dançar Jogando para Jogar Dançando - A Formação do Discurso Corporal pelo Jogo

Dançar Jogando para Jogar Dançando - A Formação do Discurso Corporal pelo Jogo 1 Dançar Jogando para Jogar Dançando - A Formação do Discurso Corporal pelo Jogo Fabiana Marroni Della Giustina Programa de Pós-Graduação em Arte / Instituto de Artes IdA UnB A forma como o indivíduo apreende

Leia mais

As modifi dificações no conceito de Arte

As modifi dificações no conceito de Arte O Sistema como Obra de Arte As modificações no conceito de Arte Principais Teorias (Essencialistas) teoria da imitação teoria da expressão teoria formalista. A tese básica a todas as teorias essencialistas

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ARTES VISUAIS GRADE CURRICULAR ATUAL E EMENTAS

CURSO DE BACHARELADO EM ARTES VISUAIS GRADE CURRICULAR ATUAL E EMENTAS CURSO DE BACHARELADO EM ARTES VISUAIS GRADE CURRICULAR ATUAL E EMENTAS Carga Horária Pré- Área de Fase Disciplina Crédito Departamento Teórica Prática Total Requisito Conhecimento* 1ª Introdução ao Desenho

Leia mais

Textos teóricos como base para discussão e conceituação do conteúdo proposto como exercício prático.

Textos teóricos como base para discussão e conceituação do conteúdo proposto como exercício prático. DI81C - Disciplina de Desenho Gráfico e de Observação Planejamento Semestral Objetivo da disciplina Desenvolver a capacidade do traçado à mão livre de maneira que o aluno tenha noções básicas de proporção,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DESIGN

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DESIGN MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DESIGN (Vigência a partir do segundo semestre de 2007) Fase Cód. Disciplinas Pré- Requisito Créditos Carga Horária 01 Integração ao Ensino Superior 1 18 02 Oficinas de Integração

Leia mais

Ana Michaelis Obra Recente

Ana Michaelis Obra Recente Ana Michaelis Obra Recente Obra Recente Ana Michaelis [pt] DIÁLOGO de MEMÓRIAS Existe um lindo poema na tradição judaico-cristã que diz: Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra

Leia mais

ANEXO I. QUADRO DE OFICINAS INTEGRANTES DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO CUCA (COM EMENTAS) Categoria I

ANEXO I. QUADRO DE OFICINAS INTEGRANTES DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO CUCA (COM EMENTAS) Categoria I ANEXO I QUADRO DE OFICINAS INTEGRANTES DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO CUCA (COM EMENTAS) Categoria I Desemho básico Desemho intermediário Desemho básico de observação Desenho de observação Fotografia

Leia mais

2010 Tuneu-aquarelas. Casa de Cultura de Paraty, Paraty, Brazil Museu Universitário de Arte da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brazil

2010 Tuneu-aquarelas. Casa de Cultura de Paraty, Paraty, Brazil Museu Universitário de Arte da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brazil TUNEU Born in São Paulo,, 1948 lives and works in São Paulo SOLO EXHIBITIONS 2013 Dobradura. Galeria Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil 2010 Tuneu-aquarelas. Casa de Cultura de Paraty, Paraty, Museu Universitário

Leia mais

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola Resumo A série Caminhos da Escola nos apresenta neste episódio Arte na Escola, uma coletânea de matérias gravadas a partir de experiências em escolas de formação técnica

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA SOLEDADE

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA SOLEDADE COLÉGIO NOSSA SENHORA DA SOLEDADE PLANO DE EXECUÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR INDIVIDUAL E COLETIVO/LISTA DE MATERIAIS GRUPO 4 EDUCAÇÃO INFANTIL 2017 UNIDADE MATERIAIS QUANTIDADE ATIVIDADE EM QUE SERÁ UTILIZADO

Leia mais

A poética das paisagens ambulantes

A poética das paisagens ambulantes A poética das paisagens ambulantes Luís Marques Martinelli Artista Plástico RESUMO: A partir daquilo que não mais interessa, produção feita com objetos coletados, exploro paisagens ambulantes em que formas,

Leia mais

Luiza Alcântara expõe Adro no Plugminas

Luiza Alcântara expõe Adro no Plugminas Luiza Alcântara expõe Adro no Plugminas Enviado por Pessoa Comunicação e Relacionamento 12-Mai-2014 Pessoa Comunicação e Relacionamento O PlugMinas - Centro de Formação e Experimentação Digital recebe

Leia mais

FACULDADE PAULISTA DE ARTES CURSO: LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS 1º PERÍODO - 2º NOTURNO

FACULDADE PAULISTA DE ARTES CURSO: LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS 1º PERÍODO - 2º NOTURNO 1º PERÍODO - 2º - 2016 NOTURNO Fundamentos da Linguagem Visual Psicologia da Arte Didática : tridimensional Lilian Amaral Silvia Rosas Luiz Carlos de Jairo Maciel 71 7º andar 22 2 andar 11 1 andar 22 2º

Leia mais

TONY CAMARGO nasceu em Paula Freitas, Brasil, 1979 vive e trabalha em Curitiba, Brasil

TONY CAMARGO nasceu em Paula Freitas, Brasil, 1979 vive e trabalha em Curitiba, Brasil TONY CAMARGO nasceu em Paula Freitas,, 1979 vive e trabalha em Curitiba, educação 2001 Bacharelado em Artes Visuais, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, exposições individuais 2016 Novos Videomódulos,

Leia mais

FERNANDO DURÃO Geometria Pós-Contemporânea

FERNANDO DURÃO Geometria Pós-Contemporânea FERNANDO DURÃO Geometria Pós-Contemporânea 1. Composição em Azul e Verde, 2014 (capa) Acrílico s/ tela 60x60 cm Fluxos de cores e formas A arte tem um poder incrível de estimular novas linhas de expressão

Leia mais

ARTEBR LIVRO CONVERSAS COM A ARTE BRASILEIRA

ARTEBR LIVRO CONVERSAS COM A ARTE BRASILEIRA ARTEBR LIVRO CONVERSAS COM A ARTE BRASILEIRA A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria e assessoria

Leia mais

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR APRESENTAÇÃO Nosso objetivo é inaugurar um espaço virtual para o encontro, o diálogo e a troca de experiências. Em seis encontros, vamos discutir sobre arte, o ensino da

Leia mais

TEORIA DO DESIGN. Aula 03 Composição e a História da arte. Prof.: Léo Diaz

TEORIA DO DESIGN. Aula 03 Composição e a História da arte. Prof.: Léo Diaz TEORIA DO DESIGN Aula 03 Composição e a História da arte Prof.: Léo Diaz O QUE É ARTE? Definição: Geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética ou comunicativa,

Leia mais

CONVOCATÓRIA 2017 PARA EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS NA CASA DA CULTURA DE PARATY

CONVOCATÓRIA 2017 PARA EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS NA CASA DA CULTURA DE PARATY CONVOCATÓRIA 2017 PARA EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS NA CASA DA CULTURA DE PARATY A Associação Paraty Cultural, sociedade civil sem fins lucrativos, organização gestora da Casa da Cultura em Paraty (RJ), no exercício

Leia mais

COMUNICAÇÃO TRAJETÓRIAS VIVENCIAIS EM ARTES PLÁSTICAS. Palavras-Chave: Artes Plásticas; Histórias de vida; Vida de artista.

COMUNICAÇÃO TRAJETÓRIAS VIVENCIAIS EM ARTES PLÁSTICAS. Palavras-Chave: Artes Plásticas; Histórias de vida; Vida de artista. COMUNICAÇÃO TRAJETÓRIAS VIVENCIAIS EM ARTES PLÁSTICAS CORRÊA, Ayrton Dutra 1 Palavras-Chave: Artes Plásticas; Histórias de vida; Vida de artista. RESUMO: Este texto é resultado de pesquisa realizada com

Leia mais

009. Artes Visuais. PROVA DE HABILIDADES (14 horas) VESTIBULAR Confira seus dados.

009. Artes Visuais. PROVA DE HABILIDADES (14 horas) VESTIBULAR Confira seus dados. VESTIBULAR 2012 PROVA DE HABILIDADES 13.12.2011 (14 horas) Assinatura do Candidato 009. Artes Visuais Confira seus dados. Assine com caneta de tinta azul ou preta apenas nos locais indicados. Qualquer

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 019/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar;

RESOLUÇÃO Nº 019/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar; RESOLUÇÃO Nº 019/2016-CEPE/UNESPAR Convalida as alterações e prazos de vigência da matriz curricular do curso de Composição e Regência do campus Curitiba I - EMBAP. Considerando o art. 7º, incisos I, II

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Desenho A Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Desenho A Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de Desenho A Prova 706.ª Fase Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 9/0, de 5 de julho Critérios de Classificação 9 Páginas Prova 706/.ª F. CC Página / 9 CRITÉRIOS

Leia mais

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES Normas Complementares, relativas aos perfis dos candidatos, temas e as especificações das Provas Teórico-Práticas dos concursos para Professores Efetivos da Escola de Belas

Leia mais

O DESENHO DO MUNDO NA CARA DE TUTUNHO. Um corpo cheio de marcas, sinais que cresceram com o passar do tempo e

O DESENHO DO MUNDO NA CARA DE TUTUNHO. Um corpo cheio de marcas, sinais que cresceram com o passar do tempo e O DESENHO DO MUNDO NA CARA DE TUTUNHO Marlyvan Moraes de Alencar 1 Um corpo cheio de marcas, sinais que cresceram com o passar do tempo e que se modificaram como assim se modificou a vida do artista Tutunho,

Leia mais

O uso do desenho e da gravura sobre fotografia como práxis poética da memória

O uso do desenho e da gravura sobre fotografia como práxis poética da memória O uso do desenho e da gravura sobre fotografia como práxis poética da memória Vinicius Borges FIGUEIREDO; José César Teatini CLÍMACO Programa de pós-graduação em Arte e Cultura Visual FAV/UFG viniciusfigueiredo.arte@gmail.com

Leia mais

Fomenta Cultura Mostra de Artes Visuais

Fomenta Cultura Mostra de Artes Visuais Fomenta Cultura - 2017 Mostra de Artes Visuais Mostras inéditas de arte contemporânea e popular, compostas por exposições individuais e coletivas de artistas residentes em Minas Gerais, em início de trajetória

Leia mais

âijoâ/il M m ntm adb-t, ~ 12<)

âijoâ/il M m ntm adb-t, ~ 12<) FICHA DE INSCRIÇÃO - PROJETO 10de2002 Inscrição número : N o n * c o n y ^ M M ÿ O / W i g C O M U % Local de nascimento i ftio Qs sjméæl ~ Data de nascimento âijoâ/il M m ntm adb-t, ~ 12

Leia mais

PERÍODO: 2016/02 ANEXO II - EDITAL PROACOM N.º 09/2016 CURSOS ICHLA

PERÍODO: 2016/02 ANEXO II - EDITAL PROACOM N.º 09/2016 CURSOS ICHLA PERÍODO: 2016/02 ANEXO II - EDITAL PROACOM N.º 09/2016 ICHLA - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DISCIPLINA Computação Gráfica Aplicada I Computação Gráfica Aplicada II VAGAS CARGA HORÁRIA

Leia mais

As Humanidades em face das Ciências; as Poéticas em face dos Métodos: provocações e desafios

As Humanidades em face das Ciências; as Poéticas em face dos Métodos: provocações e desafios As Humanidades em face das Ciências; as Poéticas em face dos Métodos: provocações e desafios Ludmila Brandão Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea ECCO/UFMT ludbran@terra.com.br

Leia mais

VERÃO NA BIBLIOTECA...

VERÃO NA BIBLIOTECA... JUNHO 17 18 19 20 21 Jogos de mesa Autor do mês Palavras cruzadas Seminário Cidadania Empreendedora Desenho livre Ler + E Melhor Yoga do Riso Origami Jogos tradicionais inicio JUNHO 24 25 26 27 28 Completar

Leia mais

Breves notas sobre a conquista da formação de diversos públicos para os museus de Arte Contemporânea: foco nas crianças, ações para todos

Breves notas sobre a conquista da formação de diversos públicos para os museus de Arte Contemporânea: foco nas crianças, ações para todos Breves notas sobre a conquista da formação de diversos públicos para os museus de Arte Contemporânea: foco nas crianças, ações para todos Cristiane Mabel Medeiros MAMAM no Pátio - Pernambuco A forma só

Leia mais

HÉLIO OITICIA. A direção é de César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio e o curador de todo o acervo do artista.

HÉLIO OITICIA. A direção é de César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio e o curador de todo o acervo do artista. HÉLIO OITICIA Chega aos cinemas no dia 31 de julho o documentário Hélio Oiticica único filme brasileiro até o momento a ganhar o prêmio Caligari no Festival de Berlim, depois de ter passado por mais de

Leia mais

espaço arte tranquilidade Andrea Brandão curadoria de maria do mar fazenda

espaço arte tranquilidade Andrea Brandão curadoria de maria do mar fazenda espaço arte tranquilidade 15 MAI 25 JUL Andrea Brandão curadoria de maria do mar fazenda MOMENTO I de ANDREA BRANDÃO no Espaço Arte Tranquilidade Momento I é o título de mais uma exposição da programação

Leia mais

Minha, tua, nossa cadeira: desdobramentos do objeto

Minha, tua, nossa cadeira: desdobramentos do objeto Minha, tua, nossa cadeira: desdobramentos do objeto Ana Lúcia Pereira Ferreira de Quadros 1 aninha-q@hotmail.com Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense - IFSUL Resumo: Este

Leia mais