Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos! (Mt 28,20).

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos! (Mt 28,20)."

Transcrição

1 Cônego Henrique Soares da Costa Façamos antes de tudo duas observações: (1) Jesus ressuscitado tem uma vida divina, o Espírito Santo que ele recebeu do Pai na ressurreição e, agora, impregna toda a sua natureza humana, corpo e alma. Ora, esta vida divina do Ressuscitado é a força criadora e sustentadora de todo o tempo: Jesus entrou, pela ressurreição e imediatamente após a ressurreição, no princípio dos tempos, acima de todos os tempos, trazendo em seu presente todos os tempos. Sendo a vida divina o suporte de todo o tempo e seu eterno presente, o Cristo ressuscitado não somente pode interferir no tempo, mas também manifestar-se nele progressivamente pelas aparições, ascensão e pentecostes. (2) O «céu» ao qual se alude na ascensão não é um lugar físico, mas a própria vida na comunhão trinitária: é o âmbito do Deus Uno e Trino, o estar do Filho com o Pai no Espírito Santo, numa comunhão plena e inenarrável de vida e amor, de plenitude e glória. Biblicamente os dados sobre a ascensão são variados e complexos: a) Mateus não fala dela porque deseja sublinhar a presença contínua de Jesus entre os seus discípulos: Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos! (Mt 28,20). 1 / 6

2 b) Para Marcos a ascensão, apresentada logo depois do colóquio com os discípulos no Cenáculo, é vista como o ingresso definitivo de Jesus, também com a sua humanidade, na onipotência divina (cf. Mc 16,19). O «sentar-se à direita» indica a participação de Cristo, também com sua natureza humana, na potência real de Deus. Já São João Damasceno notava que a Direita do Pai não é um lugar, mas imagem da sua potência criadora. O sentar-se à direita significa, em última análise, que Cristo entrou, também com a sua natureza humana, na potência onicompreensiva de Deus. c) Lucas, por sua vez, coloca a ascensão na mesma tarde da ressurreição (cf. Lc 24,13.19). d) Em João, esta acontece na manhã mesma da ressurreição (cf. Jo 20,17). e) É para os Atos dos Apóstolos cujo autor é também Lucas - que a ascensão ocorre somente quarenta dias após a páscoa (cf. At 1,2s) e com uma descrição muito diferente da do Terceiro evangelho (cf. At 1,9-11)! Uma coisa é certa: no pensamento do Novo Testamento, a ascensão deve ser colocada em relação com a ressurreição, tratando-se, portanto, de um evento que sublinha a glorificação celeste de Cristo. Esta é a sua primeira especificidade em relação à ressurreição. Ao afirmarmos a ressurreição, queremos dizer que Cristo foi vivificado, que venceu a morte, que o Pai não o abandonou e glorificou sua humanidade. Ao proclamarmos a ascensão, dizemos que este Cristo está com o Pai, imerso na sua glória e participando do seu senhorio sobre todos os tempos e toda a criação. A diversidade temporal entre ressurreição e ascensão, apresentada nos textos do Novo Testamento (um espaço de quarenta dias nos Atos!) não é importante e deve-se à diferença tempo-eternidade. Cristo, ressuscitado e subido ao céu no mesmo dia da Páscoa, não cessou, por algum tempo, de dar instruções aos seus discípulos (cf. At 1,2) é isto que os textos bíblicos querem dizer. Note-se que o evento enquanto tal é real e possui um significado próprio; em outras palavras: a ascensão não é um mito; é uma realidade e um mistério de fé bem 2 / 6

3 concreto. O modo como ela é narrada nos Atos é que tem um forte tom alegórico para exprimir uma realidade que nos ultrapassa totalmente! Logo Lucas, tão preocupado com a dimensão histórica (cf. Lc 1,1-4), propositalmente apresenta a ascensão de dois modos tão diversos (no Evangelho e nos Atos) exatamente para chamar atenção para a finalidade teológica de sua apresentação: a ressurreição não significa que a história humana tenha chegado ao seu termo e que o retorno de Jesus seja imediato. Lucas deseja mostrar que, a partir da Páscoa, Deus concede à Igreja espaço e tempo para desenvolver-se além de Jerusalém, da Judéia e da Samaria, até os confins da terra (cf. At 1,18). Assim, a ascensão não pode ser pensada como uma viagem espácio-temporal de um Jesus voando pelo espaço sideral, mas como entrada de Jesus-homem no âmbito do Pai, na sua glória divina. Sua humanidade, igual à nossa, agora está divinizada e entrou no âmbito de Deus uno e trino! Assim, trata-se de um caminho para o Pai, sendo um evento meta-histórico, transcendente, que se realiza no silêncio santo do mistério de Deus. É importante insistir: a ascensão não acontece na história humana; é um evento real, mas não é um evento histórico, pois ocorre no seio do Deus-Trindade! Note-se que aquele que ascende já não mais pertencia a este mundo: não é alguém deste mundo, mas o Ressuscitado aquele que saiu do mundo na sexta-feira santa, entrando na morte, e saiu da morte, ressuscitado no domingo de páscoa, para entrar no Pai! Por isto mesmo, não se trata de um caminho visível, podendo ser narrado somente metaforicamente. Efetivamente, é o que São Lucas faz nos Atos dos Apóstolos! Teologicamente, podemos apontar quatro significados para este evento salvífico: 1 - A ascensão como presença permanente de Cristo glorioso na Igreja. Neste sentido move-se o silêncio de Mateus: para ele a ascensão é um evento invisível aos homens, que se realizou em relação com a ressurreição. Mateus a compreende como presença contínua e misteriosa de Jesus entre os discípulos mesmo após a ressurreição: Toda autoridade sobre o céu e sobre a terra me foi entregue. Ide, e fazei que todas as nações se tornem discípulos... E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos (Mt 28,18-20). Assim, Mateus interpreta a vida do cristão na espera da Vinda do Senhor como uma existência em sua companhia já agora (cf. Mt 18,20): Cristo está presente também na ação apostólica da Igreja. Esta convicção está presente também nos outros textos neotestamentários: após a ascensão, são os discípulos que se tornam a manifestação da 3 / 6

4 presença do Senhor no mundo. A ascensão é, portanto, um mistério de transformação íntima: até então Jesus tinha se dirigido ao mundo de modo visível; a partir de sua subida, ele encontra o mundo através dos seus discípulos; é neles que o Senhor se dirige ao mundo. A ascensão não é um perder-se de Jesus na imensidão do céu, mas sua plena imersão na Igreja, Comunidade dos seus discípulos, nos quais ele efunde o seu Espírito. Isto quer dizer que o Cristo está muito mais íntimo e interior à sua Igreja, aos seus discípulos e ao próprio mundo que antes da ressurreição! 2 - A ascensão como evento escatológico.a narrativa dos Atos sublinha este sentido: as nuvens podem evocar a parusia final, Vinda gloriosa do Senhor (cf. Lc 21,27; Ap 1,7; 14,14) em conexão com a presença e as palavras dos anjos: Este Jesus, que foi arrebatado dentre vós para o céu, assim virá, do mesmo modo como o vistes partir para o céu (At 1,11). Note-se que aqui são indicados dois importantes momentos da historiada salvação: ascensão e parusia; ambos são aspectos da mesma dignidade messiânica de Jesus - no primeiro momento (ascensão) ele entra no âmbito de Deus para tomar posse do reino escatológico, cuja potência descerá manifestamente ao mundo no Último Dia (parusia). A Igreja, novo povo de Deus vive, então, com o olhar para o céu, numa atitude de espera, de modo que a ascensão sublinha esta ânsia escatológica da Igreja e seu desejo de estar novamente com o Senhor. 3 - Ascensão como retorno ao Pai.Para João, a ascensão torna-se visível no levantamento da cruz (cf. Jo 3,14; 8,28; 12,32s): trata-se do momento do retorno de Jesus ao Pai. Assim, todo o destino de Jesus é finalizado à ascensão: sua descida pela encarnação é já endereçada à subida: Saí do Pai e vim ao mundo; de novo deixo o mundo e vou para o Pai (Jo 16,28). Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, 4 / 6

5 o Filho do Homem (Jo 3,13). Deste modo, a ascensão é o cumprimento da encarnação e da redenção: o Ressuscitado já subiu ao céu, já foi entronizado à Direita do Pai, atraindo seus discípulos a esta comunhão divina (cf. Jo 14,20; 17,23). Jesus, entronizado junto ao Pai, e Senhor de tudo e pólo de atração de toda a história humana e de todo o universo! 4 - A ascensão no seu aspecto cósmico e sacerdotal.para Paulo, a ascensão leva a cumprimento um caminho cósmico de Cristo, que do mais profundo dos abismos conduziu-o à Direita de Deus: O que desceu é também o que plenificar todas as coisas (Ef 4,10). subiu acima de todos os céus, a fim de A partir de agora, tudo, no céu e na terra, está debaixo do senhorio do Ressuscitado e tudo caminha para ele. Ele é a plenitude e a consumação de todas as coisas! Na mesma linha move-se a 1Pd 3,22: Tendo subido ao céu está à Direita de Deus, estando-lhe sujeitos os anjos, as Dominações e as Potestades. A Epístola aos Hebreus, por sua vez, compreende este ingresso de Cristo no céu como exercício do seu sumo sacerdócio no Santuário celeste (cf. 4,14; 6,19s): Cristo não entrou num santuário feito por mão humana, réplica do verdadeiro, e sim no próprio céu, a fim de comparecer, agora, diante da face de Deus em nosso favor (9,24). Isto é, Aquele que entrou na plenitude da glória é o nosso eterno Salvador e Intercessor. 5 / 6

6 É a mesma idéia do Apocalipse, ao falar do Cordeiro de pé como que imolado (cf. 5,4), isto é, o Cristo ressuscitado e glorificado diante do Trono do Pai, num esterno estado de imolação-intercessão por toda a humanidade. Concluindo, a ascensão é o retorno vitorioso de Cristo ao Pai: é o «dia no qual o Cristo vitorioso subiu ao Pai», sendo constituído Senhor dos homens e do universo. Esta partida, contudo, não significa distanciamento dos seus discípulos nem ausência de sua Igreja: ele não só está conosco até o fim dos tempos (cf. Mt 28,20), mas também está «em nós» e nós «nele», para sempre (cf. Jo 14,20; 17,23). Em certo sentido, a subtração do seu ser junto a nós visivelmente é o que torna possível o seu ser «em nós» - e isto é a participação no seu Espírito (cf. Jo 16,7), de modo que a ascensão é premissa para o dom do Espírito: É do vosso interesse que eu parta, pois se eu não for, o Paráclito não virá a vós. Mas se eu for, enviá-lo-ei a vós (Jo 16,7). 6 / 6

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus Tema missiológico comum: Reino de Deus Mais de 70 vezes é referido por Jesus nos Evangelhos O tema destaca-se do começo ao

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo,

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo, ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, até ao dia em que foi elevado

Leia mais

ESCOLA DA FÉ Paróquia Santo Antonio do Pari Aula 7: Jesus, o Filho de Deus - 2ª parte.

ESCOLA DA FÉ Paróquia Santo Antonio do Pari Aula 7: Jesus, o Filho de Deus - 2ª parte. ESCOLA DA FÉ Paróquia Santo Antonio do Pari Aula 7: Jesus, o Filho de Deus - 2ª parte. Frei Hipólito Martendal, OFM. São Paulo-SP, 31 de maio de 2012. revisão, comentários e dúvidas sobre as aulas anteriores.

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

Encontros com pais e padrinhos Batismo

Encontros com pais e padrinhos Batismo ARQUIDIOCESE DE TERESINA Batismo PASTORAL DO BATISMO 3º Momento Palavra de Deus (Leitura na Bíblia) Mt. 28,18-20 MISSÃO UNIVERSAL. Jesus aproximando-se deles, falou: Toda a autoridade sobre o céu e sobre

Leia mais

Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do

Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do Deus feito Homem Jesus Cristo, Mãe da Igreja ou ainda

Leia mais

Solenidade da Ascensão do Senhor - Ano B Seg, 29 de Dezembro de :11 - Última atualização Sáb, 16 de Maio de :44

Solenidade da Ascensão do Senhor - Ano B Seg, 29 de Dezembro de :11 - Última atualização Sáb, 16 de Maio de :44 At 1,1-11 Sl 46 Ef 4,1-13 Mc 16,15-20 Hoje, celebramos o mistério da Ascensão do Senhor. É mistério porque brota do coração de Deus, é mistério porque ultrapassa tudo quanto possamos imaginar, é mistério

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos «Elevou-Se à vista deles» No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde

Leia mais

Maria e o mistério de Cristo. Prof. Thiago Onofre

Maria e o mistério de Cristo. Prof. Thiago Onofre Maria e o mistério de Cristo Prof. Thiago Onofre A realidade da Encarnação A Encarnação do Verbo de Deus é obra do Espírito Santo; Não é vontade humana, mas divina; São Lucas apresenta Maria como mediação

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

Importância da Ressurreição de Cristo

Importância da Ressurreição de Cristo Introdução à 22/08/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Importância da Ressurreição de Cristo O que as escrituras afirmam sobre a ressurreição de Cristo? 1. Doutrina fundamental do Cristianismo:

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

HOMILIA CATEQUEÉ TICA PARA A PAÁ SCOA DE 2016

HOMILIA CATEQUEÉ TICA PARA A PAÁ SCOA DE 2016 HOMILIA CATEQUEÉ TICA PARA A PAÁ SCOA DE 2016 DE S. S. BARTOLOMEU I, ARCEBISPO DE CONSTANTINOPLA-NOVA ROMA E PATRIARCA ECUMEÊ NICO PROTOCOLO Nº 450 BARTOLOMEU PELA MISERICÓRDIA DE DEUS ARCEBISPO DE CONSTANTINOPLA-NOVA

Leia mais

Ascensão do Senhor. «Foi elevado ao Céu e sentou-se à direita de Deus»

Ascensão do Senhor. «Foi elevado ao Céu e sentou-se à direita de Deus» Ascensão do Senhor «Foi elevado ao Céu e sentou-se à direita de Deus» Perdão, Senhor. Leitura dos Actos dos Apóstolos Actos 1, 1-11 No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sexta-feira da 22ª Semana do Tempo Comum Deus do

Leia mais

AULA 02. Pr. Wellington Almeida

AULA 02. Pr. Wellington Almeida Pr. Wellington Almeida RELATÓRIOS DE LEITURAS LIVRO AUTOR pg / cap ENTREGA 1º Atos dos Apóstolos Ellen White cap. 1, 2, 3 12/04 2º Teologia e metodologia da missão Elias Brasil de Souza pag. 3-27 31/07

Leia mais

Dinâmica e estrutura do discipulado. Ademir Ifanger

Dinâmica e estrutura do discipulado. Ademir Ifanger Dinâmica e estrutura do discipulado Ide, pregai o evangelho e fazei discípulos, constitui a essência do mandato de Jesus Cristo. Existem duas razões fundamentais no discipulado cristão: 1. Levar o discípulo

Leia mais

ESBOÇOS DO ESTUDO-CRISTALIZAÇÃO

ESBOÇOS DO ESTUDO-CRISTALIZAÇÃO Mensagem Onze O templo santo e a cidade santa na terra santa Leitura bíblica: Ez 47:13-20; 48:8-20, 31-35; Ap 21:12-13 I. O templo santo e a cidade santa, que tipificam a igreja (Ez 47:13; 1Co 3:16-17),

Leia mais

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ARREBATAMENTO DA IGREJA O arrebatamento da igreja do Senhor Jesus, será o mais extraordinário

Leia mais

Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança

Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança EMBARGO ATÉ ÀS 11HORAS DO DIA 21 DE ABRIL DE 2011 Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança Homilia da Missa Crismal Sé Patriarcal, 21 de Abril de 2011 1. Continuamos o desafio por mim proposto no

Leia mais

13 Perguntas que você precisa responder antes de crer na Trindade

13 Perguntas que você precisa responder antes de crer na Trindade 13 Perguntas que você precisa responder antes de crer na Trindade Por Paulo Freri Nos últimos dias têm surgido inúmeros questionamentos quanto à autenticidade da doutrina da Trindade. Somos constantemente

Leia mais

OS TRÊS OFÍCIOS DE CRISTO

OS TRÊS OFÍCIOS DE CRISTO VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 CRISTOLOGIA OS TRÊS OFÍCIOS

Leia mais

Slide 2

Slide 2 ( ) Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme Sua soberana vontade para o que for útil (I Co.12:1-12). www.portalebd.org.br Slide 2 O Uma

Leia mais

o Sacrifício de Jesus

o Sacrifício de Jesus A Santa Missa o Sacrifício de Jesus Curso de Teologia Paróquia de Nossa Senhora da Assunção «A Liturgia é o cume para o qual se dirige a atividade da Igreja e, ao mesmo tempo, a fonte de onde provém toda

Leia mais

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA INTRODUÇÃO - Concluindo o estudo deste trimestre sobre evangelização, estudaremos a necessária integralidade desta atividade mais importante, da razão de ser da igreja. - A evangelização tem de ser integral.

Leia mais

SÓ EXISTIRÁ UMA NOVA VINDA DE CRISTO, QUE SERÁ VISÍVEL POR TODA HUMANIDADE

SÓ EXISTIRÁ UMA NOVA VINDA DE CRISTO, QUE SERÁ VISÍVEL POR TODA HUMANIDADE vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente SÓ EXISTIRÁ UMA NOVA VINDA DE CRISTO, QUE SERÁ VISÍVEL POR TODA HUMANIDADE A segunda vinda de Cristo será um evento pessoal e físico, Jesus voltará fisicamente

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

A SEGUNDA VOLTA DE CRISTO

A SEGUNDA VOLTA DE CRISTO A SEGUNDA VOLTA DE CRISTO 1 - Só existirá uma nova vinda de Cristo. Esta segunda vinda será um evento pessoal e físico, Jesus voltará fisicamente à terra, a mesma pessoa que deixou os apóstolos na ascensão

Leia mais

Escola Bíblica Dominical. Lição 01. Introdução à carta. Pb. Rodrigo da Silva Gomes 22/03/2015

Escola Bíblica Dominical. Lição 01. Introdução à carta. Pb. Rodrigo da Silva Gomes 22/03/2015 Escola Bíblica Dominical Lição 01 Introdução à carta Pb. Rodrigo da Silva Gomes 22/03/2015 Roteiro da Aula Introdução; O autor Local e data; Os destinatários; Propósitos; Roteiro da Aula Características

Leia mais

Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos.

Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos. Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos. Por que a Igreja existe? Qual o seu propósito? Por que Deus a deixou no mundo? E pôs

Leia mais

Aula 2. Até sexta, pela Graça de Deus, bons estudos.

Aula 2. Até sexta, pela Graça de Deus, bons estudos. Aula 2 Prezados professores, estou enviando os slides ( texto definitivo) da nossa aula 2 baseada nos capítulos 2, 10 e 12 do nosso livro e na nossa confissão de fé. Sugerimos que leiam novamente os três

Leia mais

Índice. Apresentação... 3

Índice. Apresentação... 3 Índice Apresentação... 3 Tempo do Advento 1. O Ano Litúrgico... 9 2. Origem do Ano Litúrgico... 10 3. O que quer dizer Advento?... 11 4. O que fazer no Advento?... 12 Primeiro Domingo do Advento... 14

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sexta-feira da 4ª Semana da Quaresma Ó Deus, que

Leia mais

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA NASCIMENTO Pb. Márcio Tarcísio Mendonça Ferreira 5º) NA NECESSIDADE ABSOLUTA DO PELA GRAÇA DE

Leia mais

Subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todopoderoso

Subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todopoderoso CELEBRAÇÃO DA ASCENSÃO DO SENHOR 17 de maio de 2015 Subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todopoderoso Leituras: Atos dos Apóstolos 1, 1-11;Salmo Responsorial 47; Carta de São Paulo aos Efésios

Leia mais

Nº 40A Domingo XXXIV do Tempo Comum Quando ajudamos alguém, é como se ajudássemos Jesus

Nº 40A Domingo XXXIV do Tempo Comum Quando ajudamos alguém, é como se ajudássemos Jesus Nº 40A Domingo XXXIV do Tempo Comum- 20.11.1011 Quando ajudamos alguém, é como se ajudássemos Jesus Quando eu tive fome, deste-me de comer. Quando eu tinha sede, deste-me de beber. Quando eu estava sem

Leia mais

A SINGULARIDADE DA REVELAÇÃO CRISTÃ

A SINGULARIDADE DA REVELAÇÃO CRISTÃ A SINGULARIDADE DA REVELAÇÃO CRISTÃ 1 JESUS, O REVELADOR DO PAI Em Jesus de Nazaré, mistério e promessa são corporificados (Cl 1,15.19; Hb 1,3; Jo 14,9). O 2ºT expressa a antiga convicção de que a pessoa

Leia mais

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável.

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável. A divindade do Espírito Santo vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Espírito Santo é representado na Escritura como possuindo a autoridade e os atributos divinos, os Pais da Igreja nunca apresentaram

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. - A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério

Leia mais

Vigília Pascal de 2017

Vigília Pascal de 2017 Vigília Pascal de 2017 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Deus, que tanto amou o mundo e nos deu seu Filho único como Cordeiro Pascal imolado no altar da cruz, ressuscita-o dos mortos. E, Cristo ressuscitado vitorioso

Leia mais

LIÇÃO 3 - A SANTÍSSIMA TRINDADE: UM SÓ DEUS EM TRÊS PESSOAS. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - A SANTÍSSIMA TRINDADE: UM SÓ DEUS EM TRÊS PESSOAS. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - A SANTÍSSIMA TRINDADE: UM SÓ DEUS EM TRÊS PESSOAS Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A DOUTRINA DA TRINDADE A doutrina da Trindade é exclusiva do Cristianismo que não pode ser entendida

Leia mais

Advento é uma palavra latina, ad-venio,

Advento é uma palavra latina, ad-venio, Advento -Tempo de preparação para o Natal - Advento é uma palavra latina, ad-venio, que significa aproximar-se, vir chegando aos poucos. Durante as quatro semanas do Advento preparamo-nos para o Natal.

Leia mais

Aula 7 : 22/Mar/2015. Te m a d a A u l a O Evangelho de João Proclamando Fé em Jesus como única fonte de salvação

Aula 7 : 22/Mar/2015. Te m a d a A u l a O Evangelho de João Proclamando Fé em Jesus como única fonte de salvação Te m a G e r a l A h i s t ó r i a d e J e s u s V i d a e M i n i s t é r i o Aula 7 : 22/Mar/2015 Te m a d a A u l a Escola Bíblica Dominical COXIPÓ lorikrama@hotmail.com Visão Geral Título Autoria Datação

Leia mais

CRISTO CUMPRIU E ACABOU COM O REGIME DO ANTIGO TESTAMENTO

CRISTO CUMPRIU E ACABOU COM O REGIME DO ANTIGO TESTAMENTO CRISTO CUMPRIU E ACABOU COM O REGIME DO ANTIGO TESTAMENTO A glória de Jesus Cristo brilha ainda mais claramente quando O vemos em sua relação apropriada com o Antigo Testamento. Ele tem uma relação magnificente

Leia mais

Uma abordagem teológica. 1. Deus e a criação

Uma abordagem teológica. 1. Deus e a criação Uma abordagem teológica Pe. Henrique Soares da Costa 1. Deus e a criação - O Deus que nos promete uma nova criação é o Deus que tudo criou e ama o que criou: Deus não fez a morte nem tem prazer em destruir

Leia mais

DOMINGO V DA QUARESMA

DOMINGO V DA QUARESMA DOMINGO V DA QUARESMA LEITURA I Ez 37, 12-14 «Infundirei em vós o meu espírito e revivereis» Leitura da Profecia de Ezequiel Assim fala o Senhor Deus: «Vou abrir os vossos túmulos e deles vos farei ressuscitar,

Leia mais

Pensamento básico a) Origem no Antigo Testamento

Pensamento básico a) Origem no Antigo Testamento IGREJA Origem Pensamento básico a) Origem no Antigo Testamento - O Tabernáculo prefigura a Igreja; - O sistema sacrificial dá base para as relações e culto da Igreja; - O sacerdócio origina o ministério.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA Pe. Lucas - Santa Marta - João 11, 19-27 - EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração João 11, 19-27- SANTA MARTA Ó Deus, sede generoso

Leia mais

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério terreno do Nosso Senhor

Leia mais

A NECESSIDADE DE ORAÇÃO DA IGREJA

A NECESSIDADE DE ORAÇÃO DA IGREJA A NECESSIDADE DE ORAÇÃO DA IGREJA I - O QUE É ORAÇÃO? Biblicamente falando, oração é a comunhão expressa do ser criado para com o seu Criador, como a manifestação de dependência carinhosa do filho ao seu

Leia mais

Formando líderes de excelência.

Formando líderes de excelência. Formando líderes de excelência. Espirito Santo VIII Série Crescimento Espiritual Espírito Santo Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o, não muito depois destes dias.

Leia mais

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze CREIO EM DEUS PAI 03-12-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que são os símbolos da fé? São definições abreviadas da fé, que possibilitam uma confissão comum a todos os crentes. Como surgiram

Leia mais

Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9. Lição 25 A identidade da Igreja Lição 28 As celebrações da Igreja Batismo nas Águas...

Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9. Lição 25 A identidade da Igreja Lição 28 As celebrações da Igreja Batismo nas Águas... SUMÁRIO Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9 Lição 25 A identidade da Igreja... 10 Lição 26 As marcas da Igreja... 15 Lição 27 Os ministérios da Igreja...19 Lição 28 As celebrações da Igreja

Leia mais

História da Igreja. Prof. Dener I Aula 1 I 19/03/2017

História da Igreja. Prof. Dener I Aula 1 I 19/03/2017 História da Igreja Prof. Dener I Aula 1 I 19/03/2017 1. O que é a Igreja? É um edifício construído com pedras vivas. Também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes

Leia mais

A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO

A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO INTRODUÇÃO QUEM É JESUS CRISTO? Muitas pessoas, sistemas religiosos e filósofos sugeriram as mais variadas respostas à pergunta: Quem é Jesus Cristo? Para alguns, Jesus é um

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

Reivindicações específicas para a inspiração do Novo Testamento

Reivindicações específicas para a inspiração do Novo Testamento Reivindicações específicas para a inspiração do Novo Testamento Orientação no ensino Não foram só aos apóstolos foi prometida a orientação do Espírito Santo em sua pregação sobre Jesus, mas eles também

Leia mais

1. Qual a necessidade de uma aliança?

1. Qual a necessidade de uma aliança? 1 Aliança, segundo Jesus de Nazaré Essência #3 (fim da série) Lc 22:14-20 (14) Quando chegou a hora, Jesus e os seus apóstolos reclinaram- se à mesa. (15) E disse- lhes: "Desejei ansiosamente comer esta

Leia mais

Igreja de Deus Unida,

Igreja de Deus Unida, Igreja de Deus Unida, uma Associação Internacional Guias de Estudo Bìblico Para a Juventude Volume 1 Lição 7 O Espírito Santo Deus, nosso Criador, compreende que todos nós enfrentamos circunstâncias que

Leia mais

INTRODUÇÃO - A salvação do homem por Cristo Jesus era um mistério que só foi plenamente revelado com a encarnação do Verbo.

INTRODUÇÃO - A salvação do homem por Cristo Jesus era um mistério que só foi plenamente revelado com a encarnação do Verbo. INTRODUÇÃO - A salvação do homem por Cristo Jesus era um mistério que só foi plenamente revelado com a encarnação do Verbo. - O primeiro a pregar o evangelho ao homem foi o próprio Deus no Éden. I O PROTOEVANGELHO

Leia mais

Textos bíblicos e observações Jörg Garbers - Ms. de Teologia. A volta de Cristo

Textos bíblicos e observações Jörg Garbers - Ms. de Teologia. A volta de Cristo Textos bíblicos e observações Jörg Garbers - Ms. de Teologia A volta de Cristo Introdução A palavra segunda vinda ou volta não ocorre no NT. Parusia: Estar presente / Presença Visita oficial de um príncipe

Leia mais

V. Sabendo Jesus que tinha chegado sua hora de passar deste mundo ao Pai, tendo amado os seus que estavam neste mundo, amou-os até o fim. Aleluia.

V. Sabendo Jesus que tinha chegado sua hora de passar deste mundo ao Pai, tendo amado os seus que estavam neste mundo, amou-os até o fim. Aleluia. Memória Facultativa O culto ao Coração Eucarístico de Jesus não difere substancialmente do culto que a Igreja tributa ao Sagrado Coração de Jesus. Ela venera com respeito, amor e gratidão, o símbolo do

Leia mais

A Oração. Egmon Pereira. 23 de Agosto de Igreja Presbiteriana do Brasil. A Oração. Egmon Pereira. Texto Bíblico. Introdução.

A Oração. Egmon Pereira. 23 de Agosto de Igreja Presbiteriana do Brasil. A Oração. Egmon Pereira. Texto Bíblico. Introdução. Igreja Presbiteriana do Brasil 23 de Agosto de 2016 Mateus 6.5-15 5 E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos

Leia mais

COOPERAR COM O MINISTÉRIO CELESTIAL DO CRISTO ASCENDIDO. Mensagem Quatro. Propagar o Cristo ressurreto sob o ministério celestial do Cristo ascendido

COOPERAR COM O MINISTÉRIO CELESTIAL DO CRISTO ASCENDIDO. Mensagem Quatro. Propagar o Cristo ressurreto sob o ministério celestial do Cristo ascendido COOPERAR COM O MINISTÉRIO CELESTIAL DO CRISTO ASCENDIDO (Sábado Primeira sessão da manhã) Mensagem Quatro Propagar o Cristo ressurreto sob o ministério celestial do Cristo ascendido Leitura bíblica: At

Leia mais

As visões dos profetas não se constituem em manifestações físicas de Deus, mas aparições espirituais em sonhos ou estado de êxtase.

As visões dos profetas não se constituem em manifestações físicas de Deus, mas aparições espirituais em sonhos ou estado de êxtase. vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Conforme a Escritura, Deus é espírito puro, imaterial e invisível, é simples e não se constitui de partes. Está escrito que homem algum viu a Deus; está escrito

Leia mais

OA salvação do homem por Cristo Jesus era um mistério que só foi plenamente revelado com a encarnação do Verbo.

OA salvação do homem por Cristo Jesus era um mistério que só foi plenamente revelado com a encarnação do Verbo. OA salvação do homem por Cristo Jesus era um mistério que só foi plenamente revelado com a encarnação do Verbo. OO primeiro a pregar o evangelho ao homem foi o próprio Deus no Éden. www.portalebd.org.br

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 21ª Semana do Tempo Comum Ó Deus,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 4ª Semana da Páscoa Concedei, ó

Leia mais

NO PERDÃO DOS PECADOS

NO PERDÃO DOS PECADOS CREMOS IEADEM NO PERDÃO DOS PECADOS, NA SALVAÇÃO PRESENTE E PERFEITA E NA ETERNA JUSTIFICAÇÃO DA ALMA RECEBIDOS GRATUITAMENTE DE DEUS PELA FÉ NO SACRIFÍCIO EFETUADO POR JESUS CRISTO EM NOSSO FAVOR (AT

Leia mais

O amor de Deus pela humanidade

O amor de Deus pela humanidade O amor de Deus pela humanidade Pe Daniel D Agnoluzzo Zatti Se pudéssemos expressar a revelação de Deus aquilo que Ele nos diz sobre quem Ele é, poderíamos utilizar uma única palavra: amor. Nenhuma seria

Leia mais

Assunção de Nossa Senhora 20 de agosto de 2017

Assunção de Nossa Senhora 20 de agosto de 2017 Assunção de Nossa Senhora 20 de agosto de 2017 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Hoje celebramos a grande solenidade da Assunção da Virgem Maria. Hoje a Nova Eva encerra seu Grande Retorno atravessando os umbrais

Leia mais

PASSOS PARA A SALVAÇÃO I - OUVIR A PALAVRA DE DEUS - (Rm 10.17)

PASSOS PARA A SALVAÇÃO I - OUVIR A PALAVRA DE DEUS - (Rm 10.17) PASSOS PARA A SALVAÇÃO I - OUVIR A PALAVRA DE DEUS - (Rm 10.17) Para que você possa crer em Jesus você precisa primeiramente ouvir a sua palavra. A própria palavra de Deus é a verdade (Jo 17:17) e esta

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração 05 de Janeiro Deus eterno e todo-poderoso,pela

Leia mais

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa 1 Evangelho de João Este evangelho tem 21 capítulos. Evangelho do Filho de Deus / Divino. 1 - Autor: João, o apóstolo, ele foi o último dos apóstolos a morrer. 2 - Data: Alguns escritores acreditam que

Leia mais

NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA

NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA NATAL DO SENHOR DE 2015 MISSA DO DIA Caríssimos Irmãos e Irmãs: O Catecismo da Igreja Católica em seu artigo terceiro, parágrafo primeiro, faz uma pergunta: Por que o Verbo se fez carne O texto do Documento

Leia mais

A GRANDE COMISSÃO: ANÁLISE DAS CINCO DIMENSÕES

A GRANDE COMISSÃO: ANÁLISE DAS CINCO DIMENSÕES A MISSÃO NO SÉCULO XXI A GRANDE COMISSÃO: ANÁLISE DAS CINCO DIMENSÕES Dr. ERICO T. XAVIER Os cinco textos da Grande Comissão. Mateus 28:18-20 Marcos 16:14-20 Lucas 24:44-53 João 20:19-23 Atos 1:8 Repetiu

Leia mais

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN CURSO SOBRE O CREMOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Primeiro Artigo de Fé: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho

Leia mais

Com Maria renovamos NOSSA FÉ

Com Maria renovamos NOSSA FÉ Com Maria renovamos NOSSA FÉ Dom Júlio Endi Akamine, sac Com Maria renovamos nossa fé 1 REFLETINDO A fé é graça de Deus, pois o próprio Cristo declarou a Pedro, que lhe reconhecera a divindade, que esta

Leia mais

Qual é o Evangelho Completo?

Qual é o Evangelho Completo? Qual é o Evangelho Completo? "Evangelho" significa boa notícia! Cristo é a Boa Nova de Deus para o homem. Assim, Cristo é o Evangelho. O anúncio de Cristo plenamente com todas as Suas bênçãos é mensagem

Leia mais

Analisando Daniel 9:25, 26 e 27. Qual o objetivo das Setenta Semanas? Daniel 9:24: "Setenta Semanas são determinadas sobre o teu povo...

Analisando Daniel 9:25, 26 e 27. Qual o objetivo das Setenta Semanas? Daniel 9:24: Setenta Semanas são determinadas sobre o teu povo... Analisando Daniel 9:25, 26 e 27 Qual o objetivo das Setenta Semanas? Daniel 9:24: "Setenta Semanas são determinadas sobre o teu povo..." As semanas são semanas de anos: 1 semana = 7 anos e de acordo com

Leia mais

E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra.

E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra. Casas Abertas Estudos Diversos Batismo O batismo cristão é uma de duas ordenanças que Jesus instituiu para a igreja: E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra.

Leia mais

Nº 27 - B - Pentecostes

Nº 27 - B - Pentecostes Nº 27 - B - Pentecostes 24.5.2015 Hoje celebramos a festa de Pentecostes, ou seja, a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos e Nossa Senhora. Antes de subir ao Céu, Jesus prometeu aos Apóstolos que

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

VERDADES FUNDAMENTAIS DO EVANGELHO GERADORAS DE VIDAS 2 ARTE

VERDADES FUNDAMENTAIS DO EVANGELHO GERADORAS DE VIDAS 2 ARTE VERDADES FUNDAMENTAIS DO EVANGELHO GERADORAS DE VIDAS 2 ARTE ATOS 2:41 41 De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas, CONTEXTO:

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ. CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas

DECLARAÇÃO DE FÉ. CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas DECLARAÇÃO DE FÉ CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas DAI-AMTB Departamento de Assuntos Indígenas, Associação de Missões Transculturais Brasileiras Campo Grande, MS: 2016

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 24 de Agosto - São Bartolomeu - Apóstolo 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

O Espírito Santo. Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco?

O Espírito Santo. Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco? O Espírito Santo Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco? Paracleto O Espírito Santo é... Paracleto pode ser definido como Conselheiro, Advogado, como Procurador do acusado, Ajudador e Intercessor.

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

Mestra do Anúncio, Profecia do Amor

Mestra do Anúncio, Profecia do Amor Mestra do Anúncio, Profecia do Amor 1. Ouvindo o arauto da Mensagem, Ó terra eleita que o Espírito lavra, Também dizemos: oh! cheia de graça, Sois serva e mensageira da Palavra. Saudada por todas as gerações:

Leia mais

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma O Ano litúrgico é o período de doze meses, divididos em tempos litúrgicos, onde se celebram como memorial, os mistérios de Cristo, assim como a memória

Leia mais

1ª Leitura - Hb 11,1-7

1ª Leitura - Hb 11,1-7 1ª Leitura - Hb 11,1-7 Foi pela fé que compreendemos que o universo foi organizado por uma palavra de Deus. Leitura da Carta aos Hebreus 11,1-7 Irmãos: 1A fé é um modo de já possuir o que ainda se espera,

Leia mais

Slide 2

Slide 2 ( ) 8. Na Igreja, que é o corpo de Cristo, coluna e firmeza da verdade, uma, santa e universal assembleia dos fiéis remidos de todas as eras e todos os lugares, chamados do mundo pelo Espírito Santo para

Leia mais

PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA DIOCESE DE JUNDIAÍ

PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA DIOCESE DE JUNDIAÍ PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA DIOCESE DE JUNDIAÍ Material Estudo Bíblico Parte I Apresentação Pe Antônio 24/08 A BÍBLIA SAGRADA Palavra de Deus. Deus fala ao seu povo Deus se revela, se manifesta, intervém

Leia mais

Portanto, vão e façam discípulos nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,

Portanto, vão e façam discípulos nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 18 Então, Jesus aproximou-se deles e disse: Foime dada toda a autoridade nos céus e na terra. 19 Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito

Leia mais

«.. Este é o meu Filho muito amado no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O.

«.. Este é o meu Filho muito amado no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O. «.. Este é o meu Filho muito amado no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O. 1 «O seu rosto ficou resplandecente como o sol..» Ambiente: A festa da Transfiguração, celebrada no Oriente desde o

Leia mais

No site da Amazon, há 275 livros sobre Nos Estados Unidos, já existem lojas vendendo produtos para o apocalipse.

No site da Amazon, há 275 livros sobre Nos Estados Unidos, já existem lojas vendendo produtos para o apocalipse. No site da Amazon, há 275 livros sobre 2012. Nos Estados Unidos, já existem lojas vendendo produtos para o apocalipse. Ocas construídas na Espanha capazes de resistir ao apocalipse. Vivemos os últimos

Leia mais

DOMINGO VI DA PÁSCOA

DOMINGO VI DA PÁSCOA 237 DOMINGO VI DA PÁSCOA LEITURA I Actos 10, 25-26.34-35.44-48 «O Espírito Santo difundia-se também sobre os pagãos» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, Pedro chegou a casa de Cornélio. Este

Leia mais