CONVÉNIO n U i 1/2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONVÉNIO n U i 1/2009"

Transcrição

1 J ' OK/,<.,'/;/T Pntvimnviin Cultural da Humanidade G DF GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE - SES/DF CONVÉNIO n U i 1/009 CONVÉNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O DISTRITO FEDERAL, E O MUNICÍPIO DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO-GO, NA QUALIDADE DE BENEFICIÁRIO, TENDO POR OBJETO A CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL, AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS, CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO DA REDE DE SAÚDE DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO-GO, CONFORME PROCESSO ADMINISTRATIVO N /009. CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES O DISTRITO FEDERAL, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ n" /6, com endereço no Palácio do Buriti, Praça do Bunti, Brasília-DF, CEP: , neste ato representado por seu Governador, José Roberto Arruda, brasileiro, casado. RG n SSP/DF. CPF n , e a SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL - SES/DF, CNPJ n / , com endereço na Praça do Bunti, Anexo do Palácio do Buriti, 13 andar, Brasília-DF, CEP: , neste ato representado pelo Secretário de Estado de Saúde, Augusto Silveira de Carvalho, brasileiro. solteiro, RG n SSP/DF, CPF n , residente e domiciliado nesta Capital, podendo ser encontrado no endereço acima mencionado, o MUNICÍPIO DE SANTO ANTÓNIO DO DFSCOBERTO-GO, inscrito no CNPJ / , com endereço na Qd. 6 Lote 3 Vila Paraíso I - Centro SAD GO, CEP , neste ato representado pelo Senhor Prefeito, David Leite Silva, brasileiro, RG n" SSP/DF, CPF n , podendo ser encontrado no endereço acima mencionado, resolvem firmar o presente Convénio, que se sujeita à Instrução Normativa n 01/005, da Corregedoria-Geral do Distrito Federal, ao Decreto n" /1994 do Distrito Federal e às normas da Lei Federal n 8.666, de 1 de junho de com suas modificações posteriores, todos doravante denominados PARTICIPES, mediante as } seguintes cláusulas e condições que as partes aceitam, ratificam e outorgam: U CLÁUSULA SEGUNDA - DO OBJETO DO CONVÉNIO O presente CONVÉNIO tem por objeto a capacitação profissional, aquisição de equipamentos, contratação de serviços e manutenção da Rede de Saúde de Santo António do Descoberto-G0,_ conforme proietos descritos no Plano de Trabalho. V /] >^ /f/i * \ l * Áf / Í l,. f,

2 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE - SES/DF CLAUSULA TERCEIRA - DA FINALIDADE O presente convénio tem por finalidade o fortalecimento e melhoria dos serviços prestados pela Secretaria Municipal de Saúde de Santo António do Descoberto-GO, no sentido de propiciar o atendimento assistencial de saúde à população desse Município em seu domicílio, o que resultará na diminuição da demanda de pacientes encaminhados aos hospitais da Rede Hospitalar do Distrito Federal. CLÁUSULA QUARTA - DO COMITÉ GESTOR DO CONVÉNIO A execução do presente Convénio será acompanhada por um Comité Gestor composto pelo Secretário de Estado de Governo do Distrito Federal e pelo Secretário de Estado de Saúde do Distrito Federal, sob a presidência desse último, ao qual compete: a) Fiscalizar o cumprimento, pela Prefeitura de Santo António do Descoberto-GO n das obrigações relacionadas na CLÁUSULA QUINTA; b) Analisar a prestação de contas trimestral, referente à aplicação dos recursos do presente CONVÉNIO; c) Propor a retenção das parcelas dos recursos do presente CONVÉNIO, nos casos descritos no item VIII.. CLÁUSULA QUINTA - DAS OBRIGAÇÕES COMUNS DOS SIGNATÁRIOS São obrigações dos entes conveniados: a) apoiar as atividades do Comité Gestor; b) zelar pelo fiel cumprimento do presente CONVÉNIO; c) facilitar os meios para que o Comité Gestor e/ou credenciados por ele exerçam, a qualquer tempo, a fiscalização quanto aos aspectos técnicos, financeiros e administrativos do presente CONVÉNIO, sem prejuízo da ação fiscalizadora dos demais órgãos de controle; CLÁUSULA SEXTA - DAS OBRIGAÇÕES COMUNS AO DISTRITO FEDERAL 6.1 Conservar a autoridade normativa e exercer controle e fiscalização sobre a execução, bem como de assumir ou transferir responsabilidade pelo mesmo no caso de paralisação ou de relevante fato 6. O Distrito Federal, por intermédio da SES/DF, por meio do presente CONVÉNIO compromete-se a repassar recursos orçamentários próprios para a Prefeitura de Santo António do Descoberto-GO para o cumprimento do Plano de Trabalho em anexo;. «U

3 GDF GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE- SES/DF Cabe ao Distrito Federal a classificação funcional, programática e económica da despesa, mencionando o número e a data da Nota de Empenho, ou da Nota de Movimentação de Crédito; O Distrito Federal repassará a quantia RS ,00 (Doze milhões de reais), a ser aplicada na capacitação profissional, aquisição de equipamentos, contratação de serviços e manutenção da Rede de Saúde de Santo António do Descoberto-GO, conforme estipulado no plano de trabalho; No caso de rescisão ou denúncia do presente CONVÉNIO, serão observadas e respeitadas as obrigações ora impostas, ré s guardando-se o património público de possível lesão ou perigo de lesão. CLÁUSULA SÉTIMA - DAS OBRIGAÇÕES DO MUNICÍPIO DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO 7.1- Cabe ao Município planejar, licitar e realizar as obras previstas no Plano de Trabalho em anexo, bem como complementar a verba a ser utilizada à titulo de contrapartida no projeto com a destinação da quantia de RS ,00 (Trezentos e sessenta mil reais); O MUNICÍPIO, ao final de cada trimestre de vigência do CONVÉNIO, prestará contas da utilização dos recursos e do desenvolvimento dos projetos ao Comité Gestor O MUNICÍPIO apresentará relatórios de execução físico-financeira e prestará contas dos recursos recebidos no prazo máximo de sessenta dias, contados da data do término da vigência deste ajuste, sem prejuízo da prestação parcial de contas de que trata o do art. 19 da Instrução Normativa 01/005 da Corregedoria-Geral; O MUNICÍPIO restituirá à fazenda pública do DISTRITO FEDERAL, eventual saldo de recursos na data da conclusão do seu objeto ou da sua extinção; O MUNICÍPIO restituirá, o valor transferido pelo DISTRITO FEDERAL, atualizado monetariamente desde a data do recebimento, acrescido de juros legais, nos seguintes casos: a) quando não executado o objeto da avença; b) quando não apresentada, no prazo exigido, a prestação de contas parcial ou final; c) quando os recursos forem utilizados em finalidade diversa da estabelecida no CONVÉNIO; O MUNICÍPIO recolherá, à conta do DISTRITO FEDERAL, o valor correspondente ao percentual da participação pactuada que não tenha sido aplicado na consecução do objeto do convénio; O MUNICÍPIO recolherá, à conta do DISTRITO FEDERAL, o valor correspondente a rendimentos de aplicação no mercado financeiro, referente ao período compreendido entre a liberação do recurso e sua utilização, quando não comprovar o seu emprego na consecução do objeto do convénio;

4 <3DF GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE - SES/DF O MUNICÍPIO permitirá o livre acesso de servidores dos órgãos de controle interno e externo do DISTRITO FEDERAL, a qualquer tempo e lugar, a todos os atos e fatos relacionados direta ou indiretamente com o instrumento pactuado, quando em missão de acompanhamento, avaliação e fiscalização; O MUNICÍPIO movimentará os recursos em conta bancária específica de banco oficial do Distrito Federal, ou do Governo Federal, se for o caso, quando não integrante do sistema de conta única do GDF; No caso de rescisão ou denúncia do presente convénio, serão observadas e respeitadas as obrigações ora impostas, bem como seus benefícios resguardando-se o património público de possível lesão ou perigo de lesão; CLÁUSULA OITAVA - DO REPASSE DOS RECURSOS E SUA DESTINACÃO 8. l - As parcelas do CONVÉNIO serão liberadas pelo DISTRITO FEDERAL em 4 (vinte e quatro) parcelas mensais fixas, a partir do mês seguinte ao da sua assinatura O DISTRITO FEDERAL poderá reter os repasses quando verificada uma das hipótese a seguir: a) quando não tiver havido comprovação da boa e regular aplicação da parcela anteriormente recebida, na forma da legislação local, realizados periodicamente pela entidade ou órgão descentralizador dos recursos ou pelo órgão competente; b) quando verificado desvio de finalidade na aplicação dos recursos, atrasos não justificados no cumprimento das etapas ou fases programadas, práticas atentatórias aos princípios fundamentais da Administração Pública nas contratações e demais atos praticados na execução do CONVÉNIO, ou o inadimplemento do executor com relação a outras cláusulas conveniais básicas; c) quando o executor deixar de adotar as medidas saneadoras apontadas pelo Comité Gestor ou por integrantes do respectivo sistema de controle interno Nas hipóteses previstas no item anterior, os repasses retomados quando comprovado o saneamento das impropriedades ocorrentes; Os saldos do CONVÉNIO, enquanto não utilizados, serão obrigatoriamente aplicados em caderneta de poupança de instituição financeira oficial, quando a utilização dos mesmos venficar-se em prazos iguais ou superiores a um mês, ou em fundos de aplicação financeira oficial, quando sua utilização não estiver prevista para prazos menores; As receita financeiras auferidas na forma do item anterior serão obrigatoriamente computadas à crédito do CONVÉNIO e aplicadas, exclusivamente, no objeto de sua finalidade, devendo constar d? / de demonstrativo específico, que integrará as prestações de contas do ajustea ^/

5 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SES/DF Constarão da Nota de Empenho ou Nota de Movimentação de Crédito a classificação funcional, programática e económica da despesa, mencionando-se seu número e data; Os recursos para atender às despesas de exercícios futuros, no caso de investimentos, estarão consignados no Plano Plurianual, ou em prévia lei que o autoriza e fixe o montante das dotações que, anualmcntc,constarão do orçamento, durante o prazo de sua execução; CLÁUSULA NONA - DA VIGÊNCIA DO CONVÉNIO 9. l - O presente termo terá vigência de 4 (vinte e quatro) meses, contados a partir de sua publicação em Diário Oficial, com possibilidade de prorrogação, podendo a qualquer tempo os signatários declinarem do presente termo, mediante comunicação formal ao Comité Gestor, com a antecedência mínima de 30 (trinta) dias. CLÁUSULA DÉCIMA- DA PRESTAÇÃO DE CONTAS A Prefeitura do Município de Santo António do Descoberto-GO ficará sujeita à prestação de contas final sobre a aplicação integral dos recursos recebidos, a qual será constituída por relatório de cumprimento do objeto acompanhado das seguintes peças, cujos modelos constam dos Anexos da Instrução Normativa n. 01/005, da Corregedoria-Geral do DISTRITO FEDERAL: I - Cópia do Plano de Trabalho - Anexo I; II - Cópia do Termo de Convénio, com a indicação da data de sua publicação - Anexo II; III - Relatório de Execução Físico-Financeira - Anexo III; V - Demonstração da Execução da Receita e Despesa, evidenciando os recursos recebidos em transferências, os rendimentos auferidos de aplicação dos recursos no mercado financeiro, quando for o caso, e os respectivos saldos - Anexo IV; V - Relação de Pagamentos - Anexo V; VI - Relação de Bens adquiridos, produzidos ou construídos com os recursos do CONVÉNIO - Anexo VI; VII - Extrato da conta bancária específica, contemplando a movimentação ocorrida no período compreendido entre a data da liberação da 1 a parcela até a data da efeúvacão do último pagamento e conciliação bancária, quando for o caso; VIII - Cópia do termo de aceitação definitiva da obra, quando o instrumento objetivar a execução >\ T/ de obra ou serviço de engenharia; X - Comprovante de recolhimento do saldo de recursos à conta indicada pelo concedente, ou Guia de Recebimento - GR, quando recolhido ao Tesouro Distrital;

6 G DF GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE - SES/DF XI - Cópia do despacho adjudicatório e de homologação das licitações realizadas, ou justificativa para a sua dispensa ou inexigibilidade, com o respectivo embasamento legal, quando o convenentc pertencer à Administração Pública. 1 O convenente fica dispensado de juntar à sua prestação de contas final os documentos especificados nos incisos 111 a VIII e X deste artigo, quando relativos às parcelas que já tenham sido objeto de prestação de contas parciais. O recolhimento da contrapartida da entidade executora e/ou do convenente será demonstrada no Relatório de Execução Físico-Financeira, bem como na prestação de contas. 4 A prestação de contas final será apresentada ao DISTRITO FEDERAL no prazo de até sessenta dias contados do término da vigência do CONVÉNIO, conforme disposto no inciso III do art. 7 da IN n. 01/ O DISTRITO FEDERAL manifestar-se-á sobre a regularidade, ou não, da aplicação dos recursos transferidos; As despesas serão comprovadas mediante a apresentação de cópias das vias originais, dos documentos fiscais ou equivalentes, devendo as faturas, recibos, notas fiscais e quaisquer outros documentos comprobatórios ser emitidos em nome da Prefeitura do Município de Santo António do Descoberto-GO, devidamente identificada com referência ao título e ao número do CONVÉNIO, exceto nos documentos relativos a pessoal e encargos sociais, que poderão ser apresentados por cópias autenticadas. PARÁGRAFO ÚNICO: Os documentos referidos neste artigo serão mantidos em arquivo, em boa ordem, no próprio local em que foram contabilizados, à disposição dos órgãos de controle interno e externo, pelo prazo de 5 (cinco) anos, contados da aprovação da prestação ou tomada de contas, do gestor do órgão ou entidade concedente, relativa ao exercício da concessão A partir do recebimento da prestação de contas final, o DISTRITO FEDERAL, com base nos documentos referidos no art.6 da Instrução Normativa n. 01/005 - CGDF e a vista do pronunciamento da unidade técnica responsável pelo programa do órgão ou entidade concedente, terá o prazo de 60 (sessenta) dias para o pronunciamento sobre a aprovação ou não a prestação de contas apresentada, sendo 45 (quarenta e cinco) dias para a manifestação da referida unidade J técnica e 15 (quinze) dias para o pronunciamento do ordenador de despesa. 1 A prestação de contas parcial ou final, será analisada e avaliada na unidade técnica responsável pelo programa do órgão ou entidade concedente, que emitirá parecer.*& abordando os seguintes aspectos: \ s\ ^^ /f.

7 <3OF GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE - SES/DF I -- técnico - quanto à execução financeira e alcance dos objetivos do convénio, podendo o setor competente valer-se de laudos de vistoria ou de informações obtidas junto a autoridades públicas do local de execução do CONVÉNIO; II - financeiro - quanto ao bom e regular emprego dos recursos do CONVÉNIO. Recebida a prestação de contas final, o ordenador de despesas do DISTRITO FEDERAL efetuará, no SIGGO, o registro do recebimento. 3 O descumprimento do prazo previsto no 4 do art. 6 da Instrução Normativa n". 01/005- CGDF obriga a imediata instauração de tomada de contas especial pela autoridade competente e ao registro do fato no Cadastro de Convénios do SIGGO. 4 Ao aprovar a prestação de contas final, o ordenador de despesas do DISTRITO FEDERAL fará constar, do processo, declaração expressa de que os recursos transferidos tiveram bom e regular emprego e encaminhará o referido processo à DIGEC/SUFIN/SEF, da Secretaria de Estado de Fazenda do Distrito Federal, para apreciação e registro de baixa, comunicando este fato à FRF. 5 Constatadas irregulandades na situação aludida no parágrafo anterior, a DIGEC/SUFIN/SEF recomendará à FRF as medidas saneadoras aplicáveis ao caso, incluindo a instauração imediata de tomada de contas especial e o encaminhamento do processo à Procuradoria-Geral do Distrito Federal para cobrança judicial. 6 Na hipótese de a prestação de contas não ser aprovada, e exauridas todas as providências cabíveis, o ordenador de despesas determinará o registro do fato no Cadastro de Convénios do SIGGO e adotará providências aplicáveis ao caso, que incluem a instauração de sindicância, processo administrativo disciplinar ou tomada de contas especial e o encaminhamento do processo à Procuradoria-Geral do Distrito Federal para cobrança judicial, sob pena de responsabilidade. 7 Após providência aludida no 6, quando concluído o processo de tomada de contas especial, este deverá ser remetido ao órgão próprio de contabilidade para registros de praxe, em seguida, ao órgão de controle interno, com vistas aos exames de auditoria previstos na legislação em vigir e providências subsequentes. 8 Quando a prestação de contas não for apresentada no prazo convencionado, fixando-lhe o prazo máximo de 30 (trinta) dias para a sua apresentação, ou recolhimento dos recursos acrescidos dos rendimentos da aplicação no mercado financeiro, - devidamente atualizados, na forma da lei. 9 Esgotado o prazo referido no parágrafo anterior, caso não cumpridas as exigências, ou, ainda, de existirem evidências de irregularidades de que resultem prejuízos para o erário a unidade concedente adotará as providências previ sta^iio 5 6 deste artigo^ NU

8 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE - SES/DF 10 Aplicam-se as disposições dos 5 e 6 deste artigo aos casos em que o convenente não comprove a aplicação dos rendimentos da aplicação no mercado financeiro A Prestação de Contas Parcial é aquela pertinente a cada uma das parcelas de recursos liberados, composta pela documentação especificada nos itens III a VII e X, quando houver, do art.6 da Instrução Normativa n. 01/005 CGDF. PARÁGRAFO ÚNICO - A Prestação de Contas Parcial e, em especial, o Relatório de Execução Físico-Financeira (Anexo III) serão analisados de acordo com os critérios estabelecidos no 1 do art. 6 da referida IN Será efetuado o registro no SIGGO, correspondente ao resultado da análise realizada pelo concedente, com base nos pareceres emitidos na forma prevista no artigo anterior, sobre Prestação de Contas Parcial e Final Constatada irregularidade ou inadimplência na apresentação de Prestação de Contas Parcial, o ordenador de despesas suspenderá imediatamente a liberação de recursos e notificará formalmente o convenente, concedendo-lhe prazo, não superior a 30 (trinta) dias, para sanar a irregularidade ou cumprir a obrigação. PARÁGRAFO ÚNICO - Decorrido o prazo da notificação, sem que a irregularidade tenha sido sanada ou adimplida a obrigação, o ordenador de despesas registrará a inadimplência no SIGGO, comunicando, imediatamente, a circunstância ao órgão de controle interno e, sob pena de responsabilidade solidária, levará o fato ao conhecimento da autoridade competente para a instauração de Tomada de Contas Especial. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - DAS CAUSAS PE RESCISÃO DO CONVÉNIO 11. l - Constitui motivo para rescisão do CONVÉNIO o inadimplemento de quaisquer das cláusulas pactuadas, particularmente quando constatadas as seguintes situações: I - emprego dos recursos em desacordo com o Plano de Trabalho; II - aplicação dos recursos no mercado financeiro em desacordo com o disposto nos artigos 16 e 18 da Instrução Normativa da Corregedoria-Geral n. 01/005 - CGDF; III - A não apresentação da Prestação de Contas Parcial e Final, nos prazos estabelecidos A rescisão do CONVÉNIO, na forma do artigo anterior, enseja a imediata adoção das medidas legais cabíveis ao caso. rrinsiila DÉCIMA SEGTJNDA-DA PROPRIEDADE DOS BENS REMANESCENTES

9 t^^ GDF GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - GDF SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SES/DF Os bens remanescentes, na data da conclusão ou extinção do instrumento, e que, em razão deste, tenham sido adquindos, produzidos, transformados ou construídos continuam de propriedade do Município de Santo António do Descoberto-GO. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - DOS CASOS OMISSOS Os casos omissos serão objeto de análise e estudo para solução em cada oportunidade e de comum acordo entre os partícipes. CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DO FORO Para dirimir controvérsias eventualmente resultantes da execução deste CONVÉNIO, os partícipes elegem o foro do Distrito Federal, com renúncia expressa a qualquer outro, por mais privilegiado que seja. Por estarem de acordo os representantes dosa entes públicos firmam, em (duas) vias de igual teor, o presente CONVÉNIO. Brasília, DF, (U de JOSETCOBERTO ARRUDA GOVERNADO^ DO DISTRITO FEDERAL AUGUSTO SILVEIRA DE CARVALHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE -^^álá^-?t^c^'t-6^' ^^ ^ DAVID LEITE SILVA PREFEITO DE SANTO ANTÓNIO DO.DESCOBERTO-GO [AMOTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDÍ DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO

10 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DISCOBf RTO - GO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ANEXO I - CONVÉNIO N 1. DADOS CADASTRAIS - Órgão/Entidade Proponente: PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO Endereço: quadra 33, lote 4 Centro. Cidade: Santo António do UF: CEP: Descoberto Goiás Conta Corrente: X Banco: 001 Agência: Nome do Responsável: DAVID LEITE SILVA Cl/Órgão Cargo: Prefeito Função: Gestor Municipal expedidor: Municipal SSP-DF Endereço: Qd 6, Lt 3 - Vila Paraíso I- Centro SAD - GO ANEXO U. OUTROS PARTICIPES DDD/Telefone: Praça de Pagamento: CGC/MF: / E.A: SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO Banco do Brasil - SAD -GO CPF: Matrícula: CEP: Órgão/Entidade: FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTO ANT. DO DESCOBERTO Nome do Responsável; Dr. JAIR SHIGUEKI YAMAMOTO Cidade: Santo António do Descoberto - GO C.I./Órgao Expedidor: SSP/DF CGC/CPF: / Função: Gestor da Saúde Municipal UF: Goiás Cargo: Secretário Municipal de Saúde E.A SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO CPF: ^4 Endereço:Av. Capibaribe, Qd.80, U. 1, Setor Mansões Bitencourt Matricula: QuadraSO Lote1-Av Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt -Santo António do Descoberto- GO CEP Fone/Fax: (61)

11 3. DESCRIÇÃO DO PROJETO PREFEITURA MUNICIPAL SAMTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - GO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ANEXO m Título do Projeto: Proj, de Parceria para Melhoria dos Serviços, de Saúde do Entorno do DF Inicio: 01/04/009 Período de execução: Término: 31/03/ 011. Identificação do Objeto: Aplicação de recursos serão para custear a capacitação dos profissionais, a aquisição de equipamentos, a contratação de serviços e manutenção da Rede de Saúde de Santo António do Descoberto-GO. Justificativa da Proposição: Repasse Recursos Financeiros através do Governo do Distrito Federal com a finalidade oferecer uma Assistência Hospitalar de boa qualidade, ampliando os procedimentos de Média e Alta complexidade, visando atender a população dentro do próprio município, evitando assim a superlotação dos hospitais do Distrito Federal. Objetivos: Aumentar a auto-atualizaçào e a satisfação dos empregados no trabalho. Reduzir os encaminhamentos para o Distrito Federal. Oferecer um atendimento humanizado ao setor saúde conforme a demanda do município. Ampliar os números de atendimentos e adicionar outros procedimentos, com eficácia e melhoria de qualidade de vida da população do município com atendimento humanizado e eficaz.» Contratar serviços técnicos assistenciais Adquirir equipamentos necessários para realização dos procedimentos, conforme anexo XI, (planilha com as devidas especificações), em anexo. Metas: Diminuir a alta rotatividade dos profissionais técnicos no município. Reduzir os encaminhamentos de pacientes de Santo António do Descoberto para a Rede Hospitalar do Distrito Federal, Ampliação dos procedimentos de Média e Alta complexidade que serão realizados no próprio Município. Incentivo aos profissionais a execução do seu trabalho, devido melhorias físicas e condições de trabalho. Aumentar o faturamento do HMSAD, visando que no futuro o mesmo venha se auto-sustentar com os seus próprios recursos. Adquirir os equipamentos conforme especificação, para melhoria e eficácia dos serviços. Capacitação de recursos humanos Contração de prestação de serviços; Aquisição de material de consumo e consumo hospitalar Manutenção predial e de equipamentos Locação de bens e serviços Redução dos indicadores de mortalidade materno infantil no mínimo de 10% Quadra 80 Lote 1- Av. Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt - Santo António do Descoberto - GO CEP fone/fax; (61)

12 4. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - OO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ANEXO IV Metas Etapa/ fase Especificação Indicador físico Unidade Quantidade, Duração 4 meses Inicio Termino DIÁRIAS/ PASSAGENS (para locomoção dos profissionais para treinamentos, seminários e capacilações). MATERIAL DE CONSUMO (material de escritório, matéria! medico hospitalar). CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS (profissionais para treinamentos, seminários e capacitações) CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS (Especificação em anexo) cada Unitário Unitário unitário.400 Diversos 116 Diversos 04/009 04/009 04/009 04/009 03/011 03/011 03/011 03/011 5 EQUIPAMENTOS- (conforme Especificação anexo DC) no Conforme Anexo IX Conforme Anexo IX 04/009 03/011 Quadra 80 Lo1e 1 - Av. Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt - Santo António do Descoberto - GO CFP Fone/Fax: (61)

13 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - OO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária 5. PLANO DE APLICAÇÃO (RS 1,00) ANEXO V Código Especificação Diária Total RS 7.000,00 Concedente R$ 7.000,00 Proponente TOTAL Material de Consumo (Material de escritório, material medico hospitalar). Capacitação de Pessoal Contratação de serviços Equipamentos Especificação no anexo IX R$.659,33,00 R$ ,00 R$8.087,71,00 R$1.497,055,00 R$.1.360,000,00 RS.9933,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 OBS: Contrapartida proponente será feita com despesas de combustível, materiais de escritório, médko hospitalar, correspondente a 3% conforme Portaria Interministerial n 161 de 13/05/008, conforme em anexo. Quadra 80 Lote 1- Av. Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt - Santo António do Descoberto - GO CEP Fone/Fax; (61]

14 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - GO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ANEXO VI 6- CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO Concedente: Meta 01 Mês 11/09 R$ ,00 Mês 07/10 R$ ,00 Mês03/11 R$ ,00 Mês 04/09 R$ ,00 L Mês 1/09 R$ ,00 Mês 08/10 R$ ,00 Mês 05/09 R$ ,00 Mês 01/10 R$ ,00 Mês 09/10 R$ ,00 Mês 06/09 R$ ,00 Mês 0/10 R$ ,00 Mês 10/10 R$ ,00 Mês 07/09 R$ ,00 Mês 03/10 R$ ,00 Mês 11/10 R$ ,00 Mês 08/09 R$ ,00 Mês 04/10 R$ ,00 Mês 1/10 R$ ,00 Mês 09/09 R$ ,00 Mês 05/10 R$ ,00 Mês 01/11 R$ ,00 Mês 10/09 R$ ,00 Mês 06/10 R$ ,00 Mês 0/11 R$ ,00 Proponente (contrapartida) Meta Mês 04/09 Mês 05/09 01 R$ ,00 R$ ,00 Mês 11/09 Mês 1/09 R$ L 5 000,00 R$ ,00 Mês 06/10 Mês 07/10 R$ ,00 R$ ,00 Mês 01/11 Mês 0/11 R$ ,00 R$ ,00 Mês 06/09 R$ ,00 Mês 01/10 R$ ,00 Mês 08/10 R$ ,00 Mês 03/11 R$ ,00 Mês 07/09 R$ ,00 Mês 0/10 R$ ,00 Mês09/10 R$ ,00 Mês 08/09 R$ ,00 Mês 03/10 R$ ,00 Mês 10/10 R$ ,00 Mês 09/09 R$ ,00 Mês 04/10 R$ ,00 Mês 11/10 R$ ,00 Mês 10/09 R$ 15,000,00 Mês 05/10 R$ ,00 Mês 1/11 RS ,00 Quadra 80, Lole 1- Av. Capibaribe, Seior de Mansões Bitencourt - Santo António do Descoberto - GO CEP Fone/Fax: (61}

15 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - GO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária 7- DECLARAÇÃO Na qualidade de representante legal do Convenente, declaramos, para fins de prova junto à, para os efeitos e sob as penas da Lei, que inexiste qualquer débito em mora ou situação de inadimplência com o Tesouro do Distrito Federal ou qualquer órgão ou entidade da administração pública do Município de Santo António do Descoberto/ Goiás, que impeça a transferência de recursos oriundos de dotações consignadas nos orçamentos do, na forma deste Plano de Trabalho..^_ Santo António do Descoberto, 5 de março de 009. DAVID Prefeito Munici SITE SILVA de Santo António do Descoberto 8. APROVAÇÃO PELA CONCEDENTE Aprovado Local e Data Concedente Quadra 80 Lo1e 1- Av. Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt - Santo António do Descoberto - GO CEP Fone/Fax: (61)

16 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - GO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ANEXO vn RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS APRESENTADOS AO CONCENDENTE DOCUMENTAÇÃO A SER APRESENTADA ESPECIFICAÇÃO 1. Plano de Trabalho - Certidão de regularidade fornecido pala Secretaria da Receita Federal 3- Certidão de regularidade fornecida pela Secretaria da Fazenda do Distrito Federal 4- Certidão de regularidade fornecida pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional ou Certidão de regularidade fornecida por órgão equivalente na esfera estadual e na municipal 5-Comprovante de não estar inscrito como inadimplente no Sistema Integrado de Gestão Governamental - SIGGO 6- Comprovante de inexistência de débito junto ao INSS, referente aos últimos meses, ou Certidão Negativa de Débitos - CND atualizada, e, se o caso também a regularidade quanto ao pagamento das parcelas mensais relativas aos débitos negociados. 7-Certificado de regularidade do junto CEF quanto ao FGTS, 8- Comprovante de regularidade perante o PIS PASEP 9- Atestado de atendimento às exigências constantes da Lei de Diretrizes Orçamentarias 10- Documentos comprobatórios da capacidade jurídica do proponente e de seu representante legal e ela capacidade técnica, se for o caso Declaração expressa do proponente de que não se encontra mora nem débito junto a qualquer órgão ou entidade da Administração Pública 1- Cópia do certificado ou comprovante do Registro de entidade de Fins Filantrópicos, quando for caso. SIM X X x x x x x x x x NÃO X DATA DE EMISSÃO 01/04/009 PRAZO DE VALIDADE 4 meses Quadro 80, Lote 1 Av. Capibaribe, Selor de Mansões Bitencourl - Santo António do Descoberto Fone/Fax: 161) GO CEP

17 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - GO ANEXO vm Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ESPECIFICAÇÃO DO PLANO DE APLICAÇÃO Conforme Natureza da Despesa. Natureza da Despesa DIÁRIA DIÁRIA Farão jus à diária os funcionários que necessitarem de deslocar-se do município, para treinamentos ou serviços referente a este convénio, mediante autorização e portaria assinada pelo o secretário Público Alvo Os Profissionais que serão contemplados com capacitações foras do município Valor ($) R$7.000,00 Total de Recursos com Diária R$7.000,00 Natureza da Despesa MATERIAL DE CONSUMO ESPECIFICAÇÃO DO PLANO DE APLICAÇÃO Conforme Natureza da Despesa. Especificação Material de escritório Material hospitalar e medicamentos Combustível Total de Recursos com material de consumo Valor ($) R$ RS Natureza da Despesa ESPECIFICAÇÃO DO PLANO DE APLICAÇÃO Conforme Natureza da Despesa. Capacitação Público Alvo Capacitacão dos profissionais de Médicos, Paramédicos, saúde em atendimento de Urgências Enfermeiros, Técnicos. e Emergências Médicas e uso Novas Enfermagem, Auxiliares Tecnologias. de enfermagem Atendentes e Socorrestes. Valor ($).000,00 CAPACITAÇÀO DE PESSOAL Capacitacão dos Profissionais em Planejamento, Regulação, Controle e Avaliação e Auditoria do Sistema Único de Saúde - SUS. Superintendente, Supervisores, Coordenadores, Chefes de Departamentos, Técnicos e Profissionais de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Águas Lindas de Goiás..000,00 Total de Recursos com Capacitacão ,00 Quadra BO Lo1e 1- Av. Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt- Santo António do Descoberto- GO Fone/Fax; (61) <~EP

18 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - GO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ESPECIFICAÇÃO DO PLANO DE APLICAÇÃO Conforme Natureza da Despesa. CONTRATO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADO Serviços SERVIÇO DE CIRURGIA GERAL SERVIÇO DE ANESTESIOLOGIA SERVIÇO DE CARDIOLOGIA Serviços Profissional/Hora/mês Cirurgião Geral/600/horas/Mês AnestesioIogista/500/horas/Mês Cardiologista/00/horas/Mês Profissional/Hora /mês Custo/Hora Cuslo/Hora Valor RS R$7.000,00.500, ,00 SERVIÇO DE RADIOLOGIA SERVIÇO DE ORTOPEDIA SERVIÇO DE PEDIATRIA SERVIÇOS GASTEOENTEROLOGISTA SERVIÇO GINECO- OBSTETRICIA SERVIÇO GINECO- OBSTETRÍCIA SERVIÇO DE NEUROLOGIA SERVIÇO DE PNEUMOLOGIA SERVIÇO DE ENFERMAGEM SERVIÇO TÉCNICO EM ENFERMAGEM SERVIÇO TÉCNICO EM GESSO SERVIÇO TÉCNICO EM RADIOLOGIA SERVIÇO DE FISIOTERAPIA SERVIÇO DE NUTRIÇÃO SERVIÇO DE CLINICA MÉDICA SERVIÇO DE BIOQUÍMICA/FARMACÊUTICO Radiologista/80 /horas/mês Ortopedista/00/horas/Mês Pediatra/500/horas/Mês Gastroenterologista/80/horas/Mês Gineco-Obstétra/lOOO/horas/Mas Mastologista/00/horas/Mês Neurologista/80/horas/Mês Pneuraologista/80/horas/Mês Enfermeiro Padrão/1.000/horas/Mês Técnico de Enfermagem/93 38/horas/Mès Técnico de Gesso/ /horas/Mês Técnico de Radiologia/400/horas/Mês Fisioterapeuta/600/horas/Mes Nutricionista/300/horas/Mês Clínica Médica^.OOO/horasMês Bioqulmico/Biomédico/400/horas/ Mês Valor Total Valor total em 4 meses , , ,00.500,00 3,600, , , , , , , ,00.398, , , , , , ,00 Quadra 80 Lote \- Av. Capibaribe, Selor de Mansões Bitencourt - Santo António do Descoberto - GO CEP , Fone/Fax: (61 ]

19 PREFEITURA MUNICIPAL SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO - CO Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária ESPECIFICAÇÃO DO PLANO DE APLICAÇÃO Conforme Natureza da Despesa. ANEXO IX AMBIENTE DA SMS E DO HOSPITAL CENTRO CIRÚRGICO RADIOLOGIA ENFERMARIA LAVANDEIRIA PRONTO SOCORRO CONSULTÓRIO MEDICO 1 CONSULTÓRIO MEDICO REPOUSO SALA DE ESTERELIZAÇÀO SALA DE ESTERELIZAÇÀO COZINHA NEBOLIZADOR SALA DE CURATIVO BANHEIROS INTRUMENTAIS CIRCURGICOS INTRUMENTAIS CIRCURGICOS ESCRITÓRIOS 1 ESCRITÓRIOS II TETO SOLAR ESCRITÓRIO DA SECRETARIA SALA DE CUIDADOS BÁSICO COZINHA SMS SALA PARA MATERIAL DE LIMPEZA VALORES , , , , ,00 19,71, , , , , ,00.800, ,00.040, , , , , , , ,00.100, , ,00 Quadro 80 Lote 1 - Av. Capibaribe, Setor de Mansões Bitencourt - Sanlo Aniônio do Descoberto - GC Fone/Fax: (61)

20 GDF 03 IDENTIFICAÇÃO DO EAS BENEFICLARiO/AMBIENTE PLANO DE TRABALHO PROPOSTA DE AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS E MATERIAL PERMANENTE POR AMBIENTE E UNIDADE MÓVEL DE SAÚDE 04 AMBIENTE CENTRO CIRÚRGICO ANEXO IX 05, R LAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS E MATC^J-^RMANEN^EPORAMBIENTE E UNIDADE HÕVJLDÈãÃÚDJ ALOR UNITÁRIO' 900,00 :ARRO PARA TRANSPORTE DE MEDICAMENTOS (CURATIVOS) OTALMENTE INOXIDÁVEL COM BALDE E BACIA EM AÇO TNOX COM todas DE 3". DIMENSÕES: 0,75 X 0,45 X 0,80 1ESA AUXILIAR, COM ARMAÇÃO TUBULAR, TAMPO E PRATELEIRA OTALMENTE INOXIDÁVEL, PÉS COM RODÍZIOS, DIMENSÕES APROXIMADAS: 0,80 X 0,40 X O 80. UlMARIO VITRINE- COM 01 PORTA, LATERAIS E PRATELEIRAS EM VIDRO 3E 04 MTM, COM FECHADURDA TAMBRO, ESTRUTURA EM CHAPA DE AÇO OM PINTURA ELETROSTÁT1CA A PÓ, FUNDO-FERRUGEM DIMENSÕES',50X0,45X0,40 1ESA PARA ANESTESIA INOX, COM TAMPO, PRATELEIRA E GAVETA EM,HAPA DE AÇO INOXIDÁVEL, ARMAÇÃO TUBULAR INOX, PÉS COM RODÍZIOS, DIMENSÕES APROXIMADAS: 0,40XO,40X,08Q MACA E TRANSFERENCIA DE PACIENTES PARA CENTRO CIRÚRGICO OMPOSTA POR CARROS - MACA QUE ENGATAM PERMITINDO A TRANSFERENCIA SEGURA DO LEITO DE UM PARA OUTRO; SISTEMA DE COPLAGEM DOS CARROS DOS AMBOS LADOS QUE PERMITAM PERFEITO ENCAIXE E ALINHAMENTOS DOS TRILHO; ESTRUTURA CONSTRUÍDA EM 'UBOS REDONDOS DE AÇO INOXIDÁVEL, COM DIÂMETRO MÍNIMO DE.1/4 POL. POR U5MM DE ESPESURA DA PAREDE; CADA CARRO UNTANDO COM QUATRO RODÍZIOS GIRATÓRIOS METALICOSS COM ISTEMA DE ROLAMENTO E PENEUS DE BORRACHA MACIÇA NO MÍNIMO POL. DE DIÂMETRO E COM A LARGURA DA BANDA DE RODAGEM COM 0 MÍNIMO,5 CM; SENDO DOIS RODEIO COM FREIOS DISPOSTOS DIAGNONALMENTE EM CADA MACA; LEITO CONPECIONADO EM OTALMENTE EM AÇO INOXIDÁVEL (COM ESPESSURA MÍNIMA QUWALENTE A CHAPA 0), PORVIDO DE PARA-CHOQUE EM TODA A VOLTA; GRADES DE TOMBAR ( NOS DOIS LADOS DO LEITO) COM DOBRADIÇAS REFORÇADAS EM TUBOS REDONDO DE AÇO INOXIDÁVEL DE NO MÍNIMO l POL. DE DIAMENTRO POR 1,5 MM DE PAREDE TODAS AS SOLDAS SERAM REFORÇADAS E BEM ACABADAS DE FORMA QUE NÃO IMPOSSIBILITE NENHUM TIPO DE EXPOSIÇÃO FUTURA; AS MACAS DEVERÃO TER AS SEGUINTES DIMENSÕES; 000 CM DE CUMPRIMENTO X O CM DE LARGURA X 80 CM DE ALTURA ( COM LEITO, ACOMPANHA UM SUPORTE DE SORO COM TERMINAL EM "T', EM AÇO INOXIDÁVEL, ACOPLADO A LATERAL DO LEITO; COCHONETE NAS DIMENSÕES DO LEITO COM 5 CM DE ESPESSURA, REVESTIDA EM NAPA OU CURVIM, NA COR CINZA/AZUL. ESCADA COM DEGRAUS CONTRU1DA EM TUBOS DE AÇOS REDONDO DE 1 POL DE DIAMENTRO DE L5MM DE ESPESSURA DE PAREDE, PINTADA COM PINTURA ELETROSTATICA APÓS TRATAMENTO ANTI-FERRUGINOSO EM TRIPLO PROCESSO; PÉS PROVIDO DE PONTEIRAS DE BORRACHA, PISO DE BORRACHA ANTI DERRAPANTE PROTEGIDO POR CANTONEIRAS DE AÇO INOXIDÁVEL EM TODA VOLTA: MEDIDAS APROX PISO CM DE LARGURA, 30 CM DE COMPRIMENTO, ALTURA DE 0 CM 1 PSIO 38 CM DE ALTURA TOTA1 GABINETE DE ANESTEZIA - ESTRUTURA DE AÇO GALVANIZADO, EM ALUMÍNIO E POLICABORNATO,, COM 4 COLUNAS LATERAIS DE ALUMÍNIO FOSCO, COM 4 RODÍZIOS, SENDO QUE OS ADIANTEIRAS, POVIDOS DE FREIOS QUE PODEM SER ACIONADOS COM OS PÉS. MESA E BANDEJA SUPERIOR PRÓPRIA PARA MONITORES EM POLICABORNATO E MESA DE TRABALHO EM AÇO ESMALTADO, COM UMA OU DUAS GAVETAS CAIXA DE ROTAMENTROS DE ALTA PRECISÃO PARA OX1GENCIO OXIDO NITROSO E AR COMPRIMIDO QUE TEM FLUXOS 0,10 L/MIN QUE AS MISTURAS O/N0, QUE TENHA UM MECANISMO DE PROTEÇÃO QUE CORTE TAIS MISTURA SEMPRE QUE O FICAR ABAIXO DE 5%(R.ESERVA MÍNIMA DE OXIGÊN10).VALVURA QUE CONTROLA ESSA MISTURA SEJA DE INTEIRA EFICÁCIA NO CONTROLE DESSA PROPORÇÃO BARRAS COM PINOS ENGRENADOS PARA COLOCAÇÃO DE VAPORIZADORES CALIBRADOS, COM PROTEÇÃO DE UM SISTEMA DE ALTO BLOQUEIO (INTERBLOCK), CAPAZ DE PERMITIR A ADMINISTRAÇAC COM1TANTE DE DOIS AGENTES. MANÓMETRO PARA REGIS1H.OS DOS GAZES COLOCADOS NA FASE FRONTAL DO GABINETE. EENTRADA DOS GAZES ATRAVÉS DE CHICOTES CONECTADOS A CENTRAIS DOS GAZES DE ALOR TOTAL 900, , ,00 610,00.440,00,900, ,00 95, , ,00

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE CONVÉNIO N. Q] ^/2009-SES/DF CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE CONVÉNIO N. Q] ^/2009-SES/DF CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES GOF CONVÉNIO N. Q] ^/2009-SES/DF CONVÉNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O DISTRITO FEDERAL, POR INTERMÉDIO DA, O MUNICÍPIO DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO-GO E O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTO ANTÓNIO DO DESCOBERTO-GO,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010.

INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010. AUDITORIA GERAL DO ESTADO ATOS DO AUDITOR-GERAL INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010. Estabelece normas de organização e apresentação das prestações de contas de convênios que impliquem

Leia mais

C O N V Ê N I O Nº 055/2014

C O N V Ê N I O Nº 055/2014 C O N V Ê N I O Nº 055/2014 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Serviço Nacional de Aprendizagem Rural REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE TERMOS DE COOPERAÇÃO Estabelece diretrizes, normas e procedimentos para celebração, execução e prestação de contas

Leia mais

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF 032/2014 - PGM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica

Leia mais

C O N V Ê N I O Nº 015/2015

C O N V Ê N I O Nº 015/2015 C O N V Ê N I O Nº 015/2015 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/2005-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 010/2005-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 010/2005-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio nº 019/2005 firmado entre a UNICENTRO e Fundação Araucária. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o

Leia mais

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99)

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A (UNIÃO/ESTADO/MUNICÍPIO), ATRAVÉS DO (ÓRGÃO/ENTIDADE ESTATAL),

Leia mais

LEI Nº 3.829, DE 12 DE ABRIL DE 2012

LEI Nº 3.829, DE 12 DE ABRIL DE 2012 LEI Nº 3.829, DE 12 DE ABRIL DE 2012 Autoriza conceder Contribuição à Associação da Casa Familiar Rural de Pato Branco. A Câmara Municipal de Pato Branco, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

CONVÊNIO N o 96, DE 19 DE OUTUBRO DE 2015. Convênio que entre si celebram o Município de Santa Maria e o Banco da Esperança - Ação Social.

CONVÊNIO N o 96, DE 19 DE OUTUBRO DE 2015. Convênio que entre si celebram o Município de Santa Maria e o Banco da Esperança - Ação Social. CONVÊNIO N o 96, DE 19 DE OUTUBRO DE 2015 Convênio que entre si celebram o Município de Santa Maria e o Banco da Esperança - Ação Social. O MUNICÍPIO DE SANTA MARIA, com sede na cidade de Santa Maria,

Leia mais

C O N V Ê N I O Nº 025/2014

C O N V Ê N I O Nº 025/2014 C O N V Ê N I O Nº 025/2014 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

LEI Nº 2.437, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015.

LEI Nº 2.437, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015. LEI Nº 2.437, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015. Autoriza o Executivo Municipal a repassar recursos financeiros mediante convênio às APM'S - Associações de Pais e Mestres das Escolas e CEMEIS da Rede Municipal

Leia mais

Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares

Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares Há mais de 40 anos no mercado a Auto Capas produz Prudentina capotas Ltda., marítimas e atualmente em parceria com a Argos passou a produzir móveis hospitalares.

Leia mais

ANEXO VII LEI Nº13.190 DE 11 DE JULHO DE

ANEXO VII LEI Nº13.190 DE 11 DE JULHO DE ANEXO VII LEI Nº13.190 DE 11 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2015, e dá outras providências. Art. 60 - Sem prejuízo das disposições contidas nos demais artigos,

Leia mais

IDEAL BEQUEM MÓVEIS HOSPITALARES

IDEAL BEQUEM MÓVEIS HOSPITALARES IDEAL BEQUEM MÓVEIS ES 2015 2016 Em 1924, o imigrante alemão Hermann Fridrich Staib chegou ao Brasil. Com determinação e muito trabalho, surgia em 1927 a marca Staib. Na década de 30, tornou-se o pioneiro

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 02/2015

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 02/2015 TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 02/2015 TIPO: Menor Preço A Sociedade Divina Providencia Hospital Santa Isabel, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa

Leia mais

DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS

DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS Braçadeira para Injeção Intravenosa ARS 01 Braçadeira para Injeção Intravenosa ARS 01 Braçadeira de apoio de piso para suporte de braço e aplicação de injeção. Altura regulável por mandril,base de ferro,

Leia mais

C O N V Ê N I O Nº 145/2014

C O N V Ê N I O Nº 145/2014 C O N V Ê N I O Nº 145/2014 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

CONVÊNIOS, TERMOS DE COOPERAÇÃO E SUAS PRESTAÇÕES DE CONTAS. Seminário Administrativo Itapema/SC

CONVÊNIOS, TERMOS DE COOPERAÇÃO E SUAS PRESTAÇÕES DE CONTAS. Seminário Administrativo Itapema/SC CONVÊNIOS, TERMOS DE COOPERAÇÃO E SUAS PRESTAÇÕES DE CONTAS. TERMOS DE COOPERAÇÃO. DO CONTROLE DA NECESSIDADE AO NECESSÁRIO CONTROLE. COFEN-COREN Lei nº. 5.905, de 12/07/1973. Art. 1º. São criados o Conselho

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO LEI Nº. 5.239, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013. Autoriza o Poder Executivo a realizar Convênio de prestação de Serviços com a Irmandade da Santa Casa de Caridade de Alegrete. O PREFEITO MUNICIPAL Faz saber,

Leia mais

LEI Nº 4.609, DE 17 DE JUNHO DE 2015

LEI Nº 4.609, DE 17 DE JUNHO DE 2015 LEI Nº 4.609, DE 17 DE JUNHO DE 2015 Autoriza conceder subvenção social a Associação dos Portadores de Deficiências da Escola Rocha Pombo. A Câmara Municipal de Pato Branco, Estado do Paraná, aprovou e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO C O N V Ê N I O Nº 011/2013 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

LEI Nº 1693, DE 10 DE ABRIL DE 2006.

LEI Nº 1693, DE 10 DE ABRIL DE 2006. LEI Nº 1693, DE 10 DE ABRIL DE 2006. AUTORIZA ASSINATURA DE CONVÊNIO, COM REPASSE DE SUBVENÇÃO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Povo do Município de São Gotardo, por seus representantes legais aprovou e eu,

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00107/2013-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00107/2013-001 SRP 681 - FUNDACAO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE 1400 - MEC-UNIVERSIDADE FEDERAL/SE RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00107/013-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - COMADRE 14 COMADRE, MATERIAL AÇO INOXIDÁVEL,

Leia mais

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS VERIFICAÇÕES PRELIMINARES Art. 3, caput e 1 ; 1. O objeto do convênio ou contrato de repasse guarda relação com a atividade do convenente? 2.

Leia mais

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Número: 00190.010534/2012-04 Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010534/2012-04 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS ABORDAGEM Conceitos relacionados ao tema; Legislação aplicável à execução; Modelo de gestão e processo adotado pela Fundep. O que é o SICONV? CONCEITOS

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE VALE DO SOL,

O PREFEITO MUNICIPAL DE VALE DO SOL, LEI N.º 1.358/15 De 18 de maio de 2015 Autoriza o Poder Executivo firmar convênio com a Associação Pró-Cultura de Vale do Sol para a execução das atividades atinentes ao Coral Municipal a Banda Municipal.

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1.261, DE 20 DE AGOSTO DE 2015

LEI MUNICIPAL Nº 1.261, DE 20 DE AGOSTO DE 2015 LEI MUNICIPAL Nº 1.261, DE 20 DE AGOSTO DE 2015 Autoriza o Poder Executivo Municipal a doar equipamentos médicos ao Hospital São Roque de Cacique Doble. CLAIRTON PASINATO, Prefeito Municipal de Cacique

Leia mais

Divinolândia 19 de agosto de 2013

Divinolândia 19 de agosto de 2013 Divinolândia 19 de agosto de 2013 Prezados senhores interessados Esta comissão de Julgamento de Licitação do Conderg Hospital Regional de Divinolândia, esclarece através deste, alterações feita no Edital

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO AUDITORIA GERAL DO ESTADO BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS APLICAÇÃO DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

Leia mais

QUALIDADE E PONTUALIDADE

QUALIDADE E PONTUALIDADE modelo HOSPITALARES HOSPITALARES Armário Vitrine c/ 01 Porta Ref.: MM-01 Armário Vitrine c/ 02 Portas Ref.: MM-02 Armário Vitrine c/ 01 Porta, Prateleiras e Laterais de Vidro Ref.: MM-05 Estante de Aço

Leia mais

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO n 002/2015. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA (RS) E O BANCO DO BRASIL S.A. O MUNICÍPIO

Leia mais

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 Regulamenta a Lei nº 12.949, de 14 de fevereiro de 2014 que estabelece mecanismos de controle do patrimônio público do Estado da Bahia, dispondo sobre provisões

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Subchefia para Assuntos Jurídicos Civil DECRETO Nº 6.170, DE 25 DE JULHO DE 2007. Dispõe sobre as normas relativas às transferências de recursos da União mediante convênios

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Pró-Reitoria de Planejamento Coordenadoria de Projetos e Convênios

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Pró-Reitoria de Planejamento Coordenadoria de Projetos e Convênios MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Pró-Reitoria de Planejamento Coordenadoria de Projetos e Convênios CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS Elaboração: José Joaquim

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA DO PROGRAMA DE TRABALHO

CLÁUSULA SEGUNDA DO PROGRAMA DE TRABALHO QUARTO TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 14/ANA/2004 CELEBRADO ENTRE A AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS E A ASSOCIAÇÃO PRÓ-GESTÃO DAS ÁGUAS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARAÍBA DO SUL, COM A ANUÊNCIA DO COMITÊ PARA

Leia mais

Como Executar e Prestar Contas de Convênios

Como Executar e Prestar Contas de Convênios Presidência da República Secretaria Especial de Políticas Para as Mulheres Subsecretaria de Planejamento Setor de Prestação de Contas Como Executar e Prestar Contas de Convênios Legislação Básica Constituição

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL - CMAS EDITAL 001/2014. Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL - CMAS EDITAL 001/2014. Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS EDITAL 001/2014 Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS O CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS TORNA PÚBLICO O PROCESSO DE SELEÇÃO DE ENTIDADES E ORGANIZAÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, PROGRAMAS,

Leia mais

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016.

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. 1 Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. Formulários obrigatórios para Prestação de Contas PRESTAÇÃO DE CONTAS - PROJETOS INCENTIVADOS PELA DME E/OU SUAS SUBSIDIÁRIAS.

Leia mais

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Produto Código Descrição CM-01 Armário com Estrutura metálica em cantoneiras de chapas de aço de 2 mm, fechados com chapas de aço esmaltado no fundo/base/teto, pés

Leia mais

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA PREENCHIMENTO DO ANEXO III RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA FÍSICO: refere-se ao indicador físico da qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa executada e a executar. Não fazer

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO LEI N.º 1.767, DE 05 DE MARÇO DE 2008. AUTORIZA ASSINATURA DE CONVÊNIO, COM REPASSE DE SUBVENÇÃO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Povo do Município de São Gotardo, por seus representantes legais aprovou e eu,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 19 DE ABRIL DE 1993 (DOU de 23/04/93)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 19 DE ABRIL DE 1993 (DOU de 23/04/93) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 19 DE ABRIL DE 1993 (DOU de 23/04/93) Disciplina a celebração de convênios, acordos, ajustes ou instrumentos similares, que envolvam a transferência de recursos financeiros

Leia mais

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE Salvador, 21 e 22 de julho de 2010 CONVÊNIOS EQUIPE: Alessandro Chaves de Jesus Ana Lucia Alcântara Tanajura Cristiane Neves de Oliveira

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS Gabinete do Prefeito

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS Gabinete do Prefeito MINUTA DE CONVÊNIO Convênio que celebram entre si o Município de Canoas e o Centro Integração Empresa Escola (CIEE/RS). O MUNICÍPIO DE CANOAS, pessoa jurídica de direito público interno, com sede na Rua

Leia mais

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO 3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO IDENTIFICAÇÃO Nome do projeto Instituição proponente CNPJ/MF da Instituição proponente Responsável pela instituição proponente (nome, CPF, RG, endereço, telefone,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA ANEXO VI MINUTA DE CONTRATO CONTRATO que entre si fazem o DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA e a empresa xxxxxxxx, para seguro contra terceiros para os veículos deste Departamento. O DEPARTAMENTO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 003/2013 A Secretaria Municipal da Saúde do Município de Rio Negro torna público para o conhecimento dos interessados, que estará recebendo em sua sede, situada na Praça João

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 014/PGM/2013 - PROCESSO Nº 09.0070/2013

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 014/PGM/2013 - PROCESSO Nº 09.0070/2013 1 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO/SEMED, DE UM LADO, E DE OUTRO A ASSOCIAÇÃO DE MORADORES E AMIGOS DO BAIRRO CONCEIÇÃO - ESCOLA

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 18.137.082/0001-86, neste ato representado por seu

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2011

MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2011 MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2011 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA MONITORADA, INCLUINDO A INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E INSUMOS, PARA A SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO, QUE ENTRE

Leia mais

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária:

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária: LEI Nº 3570/2014, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO À ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FIRMAR CONVÊNIO E DÁ OUTRAS

Leia mais

REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º A ABDI tem por objeto promover a execução de políticas de desenvolvimento industrial,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA M I N U T A D E C O N T R A T O

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA M I N U T A D E C O N T R A T O M I N U T A D E C O N T R A T O Termo de contrato que celebram o Município de Capela de Santana e para aquisição de materiais permanentes para o ESF Parecí. São partes do presente instrumento: MUNICÍPIO,

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEDAS GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO, PROJETOS E CAPACITAÇÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEDAS GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO, PROJETOS E CAPACITAÇÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS TEXTO 2 PRESTAÇÃO DE CONTAS E SUAS ESPECIFICIDADES INTRODUÇÃO Tomando como base a definição do Tesouro Nacional que designa a Prestação Contas como: Demonstrativo organizado pelo próprio

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A LOCAÇÃO DE VEÍCULOS BLINDADOS NÍVEL III A

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A LOCAÇÃO DE VEÍCULOS BLINDADOS NÍVEL III A TERMO DE REFERÊNCIA PARA A LOCAÇÃO DE VEÍCULOS BLINDADOS NÍVEL III A JUSTIFICATIVA O presente Termo de Referência tem por objetivo, estabelecer as especificações técnicas para a contratação de empresa

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E A SECÇÃO ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL DO CIOFF, PARA A REALIZAÇÃO DO XI FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE DE PASSO FUNDO O36/2014 PGM O MUNICÍPIO DE PASSO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO e o Banco UNIBANCO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Administração,

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, E A ENTIDADE ASSISTENCIAL ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DE EXCEPCIONAIS DE PASSO FUNDO APAE, PARA A EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS SÓCIOASSISTENCIAIS DE

Leia mais

SANTA CASA DE MISERICORDIA DE PARAGUAÇU PAULISTA C.N.P.J. 53.638.649/0001-07

SANTA CASA DE MISERICORDIA DE PARAGUAÇU PAULISTA C.N.P.J. 53.638.649/0001-07 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO TIPO MENOR PREÇO Nº 05/2013 Convênio nº 00140/2010 SICONV nº 744850/2010 Processo nº 25000.097963/2010-29 Nota de Empenho nº 900036/2010 A Santa Casa de Misericórdia de Paraguaçu

Leia mais

ANEXO IV MINUTA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE AQUISIÇÃO DE BOLSA PASTA PARA NOTEBOOKS PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2011

ANEXO IV MINUTA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE AQUISIÇÃO DE BOLSA PASTA PARA NOTEBOOKS PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2011 ANEXO IV MINUTA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE AQUISIÇÃO DE BOLSA PASTA PARA NOTEBOOKS PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2011 Compromisso celebrado entre o Estado do Rio de Janeiro, por intermédio

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONVITE Nº 001/2006 PROCESSO Nº 001/2006

CÂMARA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONVITE Nº 001/2006 PROCESSO Nº 001/2006 CÂMARA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ESTADO DO ESPÍRITO SANTO LICITAÇÃO N 001/2006 MODALIDADE: EDITAL DE CONVITE CONVITE Nº 001/2006 PROCESSO Nº 001/2006 Expedição: 01/09/2006 Abertura: dia 20/09/2006

Leia mais

SCI Secretaria de Controle Interno, Ética e Transparência

SCI Secretaria de Controle Interno, Ética e Transparência INSTRUÇÃO NORMATIVA N o SETEMBRO DE 2004. 008, DE 17 DE DISCIPLINA a celebração de convênios, acordos, parcerias ou ajustes e outros congêneres, de natureza financeira ou não, que tenham por objeto a execução

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MOTO - BOY

MINUTA DO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MOTO - BOY 1 MINUTA DO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MOTO - BOY O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO, Autarquia Federal criada pelo Decreto-Lei nº. 9.295, de 27.05.1946, CNPJ /MF nº.

Leia mais

LEI Nº 3604/2015, DE 19 DE MAIO DE 2015.

LEI Nº 3604/2015, DE 19 DE MAIO DE 2015. LEI Nº 3604/2015, DE 19 DE MAIO DE 2015. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO AO CLUBE DA MAIOR IDADE ALEGRIA DE VIVER, FIRMAR CONVÊNIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPORÉ-RS

Leia mais

CONVÊNIO SEDAC N 19/2011

CONVÊNIO SEDAC N 19/2011 ... ~ecretaria aa~ura G o V E. R N O D O E S TA D Pro O RIO GRANDE DO SU c. n S ECRET A R I A DA CUL TUR.1f~:.É.~--~~.:...,~~~-- CONVÊNIO SEDAC N 19/2011 CONVÊNIO que celebram o ESTADO DO RIO GRANDE DO

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA O Município de IPÊ RS, através do presente Edital, comunica a

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 Dispõe sobre instauração e organização de processo de tomada de contas especial e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso do

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/ E O BANCO DO BRASIL S.A.. O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/,

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE 1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE OBJETO: Aquisição de Equipamentos, Mobiliários, Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, para atender as Necessidades

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão GABINETE DO MINISTRO PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 342, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2008

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão GABINETE DO MINISTRO PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 342, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2008 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão GABINETE DO MINISTRO PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 342, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2008 Altera a Portaria Interministerial nº 127/MP/MF/CGU, de 29 de maio de 2008,

Leia mais

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária:

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária: PROJETO DE LEI Nº 124/2014, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO À ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FIRMAR CONVÊNIO E

Leia mais

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos

Anexo 9 Especificações Mínimas de Equipamentos Anexo 9 Especificações Mínimas de s i CONTEXTUALIZAÇÃO... 1 AGRUPAMENTO... 1 LISTA DE EQUIPAMENTOS... 1 1.1 3º SUBSOLO... 1 1.2 1º SUBSOLO... 1 1.3 TÉRREO... 3 1.4 1º PAVIMENTO... 9 1.5 2º PAVIMENTO...

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

PEDRO SÉRGIO KRONÉIS Prefeito do Município

PEDRO SÉRGIO KRONÉIS Prefeito do Município JUSTIFICATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 09/2015 Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores: Tenho a honra de encaminhar para apreciação dos nobres vereadores do Município de São José da Boa Vista,

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA A FAEL E O POLO (NOME FANTASIA) CELEBRAM O PRESENTE TERMO VISANDO A ANTECIPAÇÃO DE VALORES, PARA UTILIZAÇÃO EXCLUSIVA EM MÍDIA, COMO

Leia mais

Equipamentos de Gasoterapia. Em muitas áreas dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde existe a. pacientes.

Equipamentos de Gasoterapia. Em muitas áreas dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde existe a. pacientes. Equipamentos de Gasoterapia Equipamentos de Gasoterapia Em muitas áreas dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde existe a necessidade de utilização dos Gases Medicinais, como Oxigênio, Ar Medicinal,

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO Nº 60/2014. Cláusula Segunda DAS OBRIGAÇÕES DAS PARTES

TERMO DE CONVÊNIO Nº 60/2014. Cláusula Segunda DAS OBRIGAÇÕES DAS PARTES TERMO DE CONVÊNIO Nº 60/2014. Termo de Convênio que entre si celebram de um lado, o MUNICÍPIO DE CARLOS BARBOSA, com sede na Rua Assis Brasil, nº 11, neste ato representado por seu Prefeito, Sr. Fernando

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900570/2013-30 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

Fluxo do Processo de Convênio, Acordo, Protocolo de Intenções

Fluxo do Processo de Convênio, Acordo, Protocolo de Intenções Fluxo do Processo de Convênio, Acordo, Protocolo de Intenções 1º Passo: A unidade interessada em celebrar o Convênio (ou Acordo ou Protocolo de Intenções) deverá formalizar solicitação abrindo processo,

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/14 I-DOS CONCEITOS 1- Para os fins desta Instrução Normativa, considera-se: 1.1 - Fiscalização: a observação sistemática e periódica da execução do contrato; 1.2 - Contrato Administrativo: o ajuste que

Leia mais

Plano de Trabalho Com Repasse de Recurso Financeiro

Plano de Trabalho Com Repasse de Recurso Financeiro Plano de Trabalho Com Repasse de Recurso Financeiro 1 - DADOS CADASTRAIS Orgão/ Entidade Proponente CGC Endereço Cidade UF CEP DDD/Telefone E.A. Conta Corrente Banco Agência Praça/Pgto. Nome do Responsável

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 017/PGM/2014 - PROCESSO Nº 08.00057/2014

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 017/PGM/2014 - PROCESSO Nº 08.00057/2014 1 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE/SEMUSA, DE UM LADO, E DE OUTRO A ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS DESAMPARADO AMIGOS DE PATAS,

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 4139, DE 11 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o Fundo Municipal de Esporte e Lazer e o Incentivo ao Esporte e Lazer e dá outras providências. O PREFEITO DE GOIÂNIA, no

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 10/08 PROCESSO Nº- 01788.2007.000.14.00-0 PREGÃO Nº 26/2008 O, situado na Rua Almirante Barroso, Nº 600, Centro, em Porto Velho-RO, inscrito no CNPJ- MF sob o Nº 03.326.815/0001-53,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/99. A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais,

RESOLUÇÃO Nº 01/99. A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais, RESOLUÇÃO Nº 01/99 NORMAS DE ARRECADAÇÃO DIRETA MEDIANTE CONVÊNIO, alterações, aprova A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares

Leia mais

MINUTA CONVÊNIO Nº 004/2010-TJAP

MINUTA CONVÊNIO Nº 004/2010-TJAP MINUTA CONVÊNIO Nº 004/2010-TJAP CONVÊNIO DE PARCERIA PARA CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAPÁ E O BANCO BMG S/A O, com sede em Macapá, Capital

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E A ESCOLA DE SAMBA BAMBAS DA ORGIA 006/2007-SEPLAN MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ/MF sob o n 87.612.537/0001-90

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005 RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005 Dispõe sobre os procedimentos para cadastramento de Fundações Privadas ou Associações pela Comissão de Cadastramento de ONGs e Associações, de

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL PRIMEIRO TERMO DE RENOVAÇÃO AO CONTRATO Nº 064/PGM/2013 PROCESSO Nº 04.

PREFEITURA DO MUNICIPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL PRIMEIRO TERMO DE RENOVAÇÃO AO CONTRATO Nº 064/PGM/2013 PROCESSO Nº 04. PRIMEIRO TERMO DE RENOVAÇÃO AO CONTRATO Nº 064/PGM/2013, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA DO MUNICÍPIO / PGM, DE UM LADO E DO OUTRO, A EMPRESA PARAISO COMERCIO DE CONFECÇÕES

Leia mais

CONTRATO Nº 1/0006-2014-FBE

CONTRATO Nº 1/0006-2014-FBE CONTRATO Nº 1/0006-2014-FBE Súmula: Contrato de serviços de HOSPEDAGEM, em apartamento tipo individual, para os docentes e técnicos que virão à UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão para atividades institucionais,

Leia mais

O prazo de vigência deste Convênio é de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura, conforme itens III e IX do Anexo I - Plano de Trabalho.

O prazo de vigência deste Convênio é de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura, conforme itens III e IX do Anexo I - Plano de Trabalho. 1 MINUTA CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA CELEBRADO ENTRE O ESTADO DE MINAS GERAIS, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA SOCIAL, E DE PEITO ABERTO INCENTIVO AO ESPORTE DE MINAS GERAIS.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 PROCESSO SUSEP Nº: 15414.

CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 PROCESSO SUSEP Nº: 15414. I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 166 : POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004323/2012-20 II - GLOSSÁRIO Subscritor é

Leia mais

Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares

Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares Há mais de 40 anos no mercado a Auto Capas produz Prudentina capotas Ltda., marítimas e atualmente em parceria com a Argos passou a produzir móveis hospitalares.

Leia mais