Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Suporte de Leitor de Código de Barras Omnidirecional e Acessórios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Suporte de Leitor de Código de Barras Omnidirecional e Acessórios"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA Suporte de Leitor de Código de Barras Omnidirecional e Acessórios Controle de Revisões Elaborador: Adriano José Cunha de Aguiar Validador: Camilo Magalhães de Sales Aprovador: Porfírio Moreira Holanda Júnior Matrícula: Rubrica: Matrícula: Rubrica: Matrícula: Rubrica: Rev. Descrição Data Responsável Matrícula Rubrica 1.0 Criação do documento 29/08/2013 Adriano Aguiar GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 1/28

2 Sumário CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO FINALIDADE DESCRIÇÃO GERAL Peças do suporte Acessórios Opcional Itens que não fazem parte do produto final AMOSTRAS... 4 CAPITULO 2 - PEÇAS, ACESSÓRIOS E MONTAGEM PEÇAS A1 e A2 Parafusos e porcas PEÇA B - Conjunto suporte PEÇA C Base de fixação móvel PEÇA D Conjunto espelho AC1 - Silicone para vedação PEÇA OP1 Gabarito para corte do terminal metálico... 5 CAPÍTULO 3 - MATERIAL E MANUFATURA CHAPAS METÁLICAS SOLDA ACABAMENTO Pintura eletrostática a pó Testes... 6 CAPÍTULO 4 GARANTIA GARANTIA COBERTURA DA GARANTIA UTILIZAÇÃO... 7 CAPITULO 5 EMBALAGEM E IDENTIFICAÇÃO ACONDICIONAMENTO IDENTIFICAÇÃO Da embalagem... 8 CAPÍTULO 6 AMOSTRAS OBJETIVO DAS AMOSTRAS PROJETO EXAME TÉCNICO DAS AMOSTRAS Método de análise... 9 GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 2/28

3 6.3.2 Importância do projeto técnico ENTREGA DAS AMOSTRAS E ACEITE Procedimento para entrega e ajustes corretivos Aceite Observações importantes CAPITULO 7 SOLICITAÇÃO E PRAZO DE ENTREGA SOLICITAÇÃO PRAZO CAPÍTULO 8 - RECEBIMENTO INSPEÇÃO ACEITAÇÃO E REJEIÇÃO Aceitação Rejeição de produtos entregues Quantidades computadas DESENHOS TÉCNICOS GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 3/28

4 CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO FINALIDADE Este documento é a especificação técnica que estabelece os dados para o fornecimento à INFRAERO dos item Suporte de Leitor de Código de Barras Omnidirecional e Acessórios DESCRIÇÃO GERAL O Suporte de Leitor de Código de Barras Omnidirecional referenciado aqui é basicamente um dispositivo metálico com alguns acessórios que tem por finalidade acondicionar e fixar o leitor de código de barras omnidirecional HONEYWELL MS7820 SOLARIS em um terminal metálico de autoatendimento com o objetivo de prover interação diretamente com público cliente de estacionamentos da INFRAERO. Este Suporte é composto basicamente das seguintes peças e acessórios, que são identificados a seguir: Peças do suporte Peça Descrição e quantidade A1, A2 Conjunto de 3 parafusos trilobular cab. chata phs m3x20-bic com respectivas porcas e 8 porcas sextavada travante m5 inox (parlock) B Conjunto de suporte do leitor C Base de fixação móvel do leitor D Conjunto espelho do suporte Acessórios Acessório Descrição Quantidade Utilizado na peça por Suporte AC1 Silicone para vedação 1 D Opcional Acessório Descrição OP1 Gabarito para corte do terminal metálico Uma visão geral do Suporte de Leitor de Código de Barras e de suas peças pode ser observada da Figura 1 à Figura Itens que não fazem parte do produto final O equipamento leitor de código de barras que será montado no suporte não faz parte do item licitado AMOSTRAS A Contratada deverá apresentar uma ou mais amostras físicas do item para validação e aprovação da INFRAERO, conforme especificado no Capitulo 6 - AMOSTRAS deste documento. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 4/28

5 CAPITULO 2 - PEÇAS, ACESSÓRIOS E MONTAGEM PEÇAS A1 e A2 Parafusos e porcas Devem ser utilizados 3 parafusos trilobular cab. chata phs m3x20-bic para fixação da base/leitor no suporte com suas respectivas porcas. Devem ser utilizadas também 8 porcas sextavada travante m5 inox (parlock) para auxiliar na fixação do suporte ao conjunto espelho (pino roscado) PEÇA B - Conjunto suporte O conjunto suporte é formado por 5 peças, sendo 1 unidade de BASE FIXA DO LEITOR., 1 unidade de PLACA DE APOIO DO LEITOR, 2 unidades de FECHAMENTO LAT. DO SUPORTE e 1 unidade de FLANGE SUP. DO SUPORTE. O material a ser utilizado no conjunto deve ser chapa em aço carbono SAE 1006/1008 e deve possuir pintura eletrostática epóxi pó, cor preta. As Figura 12 à Figura 28 apresentam detalhes do conjunto PEÇA C Base de fixação móvel A base de fixação móvel é formada por 1 peça. O material a ser utilizado no conjunto deve ser chapa em aço carbono SAE 1006/1008 e deve possuir pintura eletrostática epóxi pó, cor preta. As Figura 31, Figura 32 e Figura 33 apresentam detalhes do conjunto PEÇA D Conjunto espelho O conjunto espelho é formado por 1 peça denominada ESPELHO FECH. e 8 PINOS ROSCADOS M5x20. O ESPELHO FECH. deve ser composto por chapa de aço inox AISI 304. As Figura 29 e Figura 30 apresentam detalhes do conjunto. Cada pino roscado deve possuir uma porca que possa ser facilmente rosqueada e que não interfira no posicionamento de dispositivos adjacentes, tal como impressora AC1 - Silicone para vedação Adesivo selante à base de silicone, elástico, de alta qualidade e desempenho para vedar o contanto entre o conjunto espelho e a chapa de aço do terminal metálico PEÇA OP1 Gabarito para corte do terminal metálico O gabarito para corte do terminal metálico é formado por 1 peça. O material a ser utilizado deve ser chapa em aço carbono SAE 1006/1008 e deve possuir pintura eletrostática epóxi pó, cor preta. Detalhes da peça são apresentados da Figura 34 até a Figura 36. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 5/28

6 CAPÍTULO 3 - MATERIAL E MANUFATURA CHAPAS METÁLICAS As chapas metálicas deverão seguir a indicação abaixo: Peça Chapa Bitola A1 e A2 - - B Aço carbono SAE 1006/ mm C Aço carbono SAE 1006/ mm D Aço inox AISI mm OP1 Aço carbono SAE 1006/ mm 3.2 SOLDA Toda a estrutura rígida deverá ser unida por solda a ponto e MIG, devendo ser observadas todas as dobras das chapas especificadas nos desenhos de referência de modo a tornar o conjunto rígido e bem acabado, evitando-se assim arestas cortantes. 3.3 ACABAMENTO O acabamento é referente ao tratamento das peças e sua pintura. As peças deverão estar com perfeito acabamento e não serão aceitos defeitos de acabamento da pintura tais como sobreaplicação, efeito casca de laranja, acúmulos, falhas de tinta e similares, bem como defeitos de acabamento das peças, como rebarbas, arestas vivas, trincas, remendos, empenamentos e outras imperfeições Pintura eletrostática a pó Deverá ser utilizada a pintura eletrostática epóxi pó tonalidade preta com tratamento de fosfatização com 9 banhos sendo desengraxante, enxague, decapante, enxague, fosfatizante, enxague, passivador, enxague, pintura pó pelo processo eletrostático com camada mínima de 60 microns Testes A INFRAERO poderá efetuar testes em câmara úmida e/ou Salt Spray de no mínimo 32 (trinta e duas) horas sem apresentar ferrugem amarela e de 56 (cinquenta e seis) horas sem apresentar ferrugem avermelhada. Adicionalmente, poderá ser feito teste de ancoragem, alastramento e teste de dureza. Fica a critério da INFRAERO efetuar inspeções e testes na pintura, tais como visual, de aderência e de verificação da espessura da película seca. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 6/28

7 CAPÍTULO 4 GARANTIA 4.1 GARANTIA O período de garantia de todas as peças do Suporte de Leitor de Código de Barras Omnidirecional será de, no mínimo, 12 (doze) meses, contados a partir de entrega do produto. 4.2 COBERTURA DA GARANTIA A garantia deverá cobrir os seguintes itens, para todas as peças fornecidas: a) Qualquer tipo de avaria na entrega; b) Problemas no acabamento, como descascamento da tinta ou deformações na pintura; c) Itens em desacordo com a especificação técnica, tais como, erros nas dimensões; d) Falta de peças ou acessórios; e) Quebra de soldas; f) Defeitos na fabricação das peças ou na montagem. 4.3 UTILIZAÇÃO Durante o período de garantia, a INFRAERO poderá requisitar a troca ou conserto do produto e de suas peças e acessórios devido a inconformidades encontradas e que são cobertas pela garantia. Para isto, A INFRAERO deverá comunicar a Contratada sobre o assunto, identificando o problema e a peça, e solicitar a troca ou o conserto. A garantia também cobrirá todas as despesas de embalagem e transporte do produto, decorrente de restituição ou conserto, não gerando assim nenhum tipo de ônus para a INFRAERO. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 7/28

8 CAPITULO 5 EMBALAGEM E IDENTIFICAÇÃO 5.1 ACONDICIONAMENTO Os suportes entregues, acessórios e peças opcionais deverão ser protegidos de forma a resistir a armazenagem por longos períodos, superior a 1 (um) ano, e ao transporte de longa distância, via terrestre ou aérea, para sua distribuição. Será de total responsabilidade da Contratada a colocação, caso necessite, de proteção adicional, como, por exemplo, plástico-bolha e isopor, tal que não haja nenhum de dano ao produto durante o transporte e estocagem. 5.3 IDENTIFICAÇÃO Da embalagem Quando do fornecimento, deverão constar na embalagem das peças as seguintes informações: Nome do fabricante; Nome e código da peça. O código da peça deverá seguir algum padrão ou regra que permita identificar unicamente cada uma, como por exemplo, um número de série ou identificador. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 8/28

9 CAPÍTULO 6 AMOSTRAS OBJETIVO DAS AMOSTRAS A Contratada deverá fornecer uma ou mais amostras completas do produto para que as mesmas sejam aprovadas pela INFRAERO. Apenas após a aprovação final da amostra pela INFRAERO é que os produtos poderão ser entregues pela Contratada. Os produtos entregues deverão corresponder exatamente à amostra aprovada pela INFRAERO. 6.2 PROJETO Contratada deverá: a) Elaborar um projeto técnico executivo para todas as peças. Este projeto deverá conter no mínimo: Desenhos detalhados em ferramenta CAD, fornecido em papel impresso e arquivos padrão DWG; Especificação das dimensões de todas as peças; Especificação detalhada do material de todas as peças; Especificação do acabamento, soldagem e montagem do produto. b) Elaborar uma amostra física real do produto completo. Esta amostra física deverá corresponder exatamente ao projeto elaborado em a) do item 6.2. A contratada deverá então enviar os elementos do subitem a) e b) para a INFRAERO para que a mesma possa efetuar a sua análise e validação da amostra. Todo o ônus referente à elaboração do projeto executivo e da amostra bem como o envio dos mesmos para a INFRAERO é de responsabilidade da Contratada EXAME TÉCNICO DAS AMOSTRAS Método de análise Cada conjunto amostra física e projeto entregue será analisado pela INFRAERO para averiguar o atendimento aos requisitos técnicos solicitados. A análise será efetuada utilizando-se os seguintes métodos: a) Análise do projeto executivo e validação com a amostra física. b) Inspeção visual: análise visual crítica da qualidade do produto. c) Medição: verificação das dimensões dos elementos do produto. d) Função: verificação funcional dos elementos móveis e encaixes. e) Composição: montagem do produto no terminal metálico de autoatendimento. A INFRAERO poderá, a seu critério, realizar outros tipos de análises ou testes, inclusive destrutivos, para se certificar do cumprimento aos itens exigidos neste Termo de Referência Técnica Importância do projeto técnico Toda amostra deve vir acompanhada do projeto técnico atualizado, onde deve constar a especificação técnica detalhada, de forma textual e em diagramas, de todas as peças e acessórios que compõe o objeto. Esta documentação deverá ser fornecida tanto em material impresso e como GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 9/28

10 também em arquivos CAD (formato de arquivo DWG). O não fornecimento desta documentação ou seu fornecimento incompleto poderá implicar na rejeição da amostra pela INFRAERO ENTREGA DAS AMOSTRAS E ACEITE A Contratada deverá enviar amostra e projeto técnico para validação pela INFRAERO de acordo com o item 6.3. Após a validação, a INFRAERO poderá requisitar ajustes ou correções em casos da amostra não estar de acordo. A INFRAERO dará o aceite final na amostra entregue quando a validação ocorrer sem problemas Procedimento para entrega e ajustes corretivos. a) A primeira amostra deverá ser entregue no prazo de 20 (vinte) dias corridos a partir da ordem de fornecimento (SMS Solicitação de Materiais e Serviços), emitida pela INFRAERO. b) Caso a amostra apresente problemas ou necessite de ajustes, a INFRAERO apresentará, no prazo de 10 dias úteis, uma solicitação de correção e ajuste para a Contratada, indicando o problema e o que deve ser corrigido ou ajustado. c) A Contratada deverá então, em um prazo de 10 dias úteis, atender a solicitação de correção e ajuste, efetuar as ações de correção e ajuste indicadas e enviar uma nova amostra completa (amostra e projeto atualizado) para a INFRAERO, para nova análise. d) A INFRAERO deverá então em 10 dias úteis validar a nova amostra. Se os problemas persistirem, ou novos problemas forem detectados, a INFRAERO, a seu critério, poderá solicitar novas correções ou ajustes numa nova amostra ou poderá rejeitar a amostra. Este ciclo não poderá se repetir por mais de três vezes, ou seja, não poderá passar da terceira entrega da amostra. Se os problemas persistirem ou novos problemas forem encontrados, a amostra será rejeitada definitivamente e a Contratada será desclassificada Aceite. Quando a amostra analisada corresponder aos requisitos deste Termo de Referencia Técnica, bem como dos ajustes e correções acordados entre INFRAERO e Contratada, a INFRAERO dará o aceite final na amostra Observações importantes. a) Caso a Contratada não atenda aos prazos de entrega das amostras, a Contratada será desclassificada. b) Caso a Contratada não efetue as correções e ajustes indicados pela INFRAERO, a mesma será desclassificada. c) O envio das amostras bem como todo custo associado a sua confecção são de total responsabilidade da Contratada. No caso de rejeição da amostra, não caberá à INFRAERO o pagamento de nenhum tipo de indenização à Contratada. d) As amostras entregues, aprovadas ou não pela INFRAERO, não serão computadas para efeito de quantidade de produtos entregues pela Contratada. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 10/28

11 CAPITULO 7 SOLICITAÇÃO E PRAZO DE ENTREGA 7.1 SOLICITAÇÃO Após a emissão do aceite da amostra conforme item 6.4.2, a INFRAERO fará a solicitação de entrega dos produtos. 7.2 PRAZO A Contratada terá o prazo de 30 (trinta) dias corridos para atender a solicitação de entrega, referenciada no item 7.1. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 11/28

12 CAPÍTULO 8 - RECEBIMENTO 8.1 INSPEÇÃO A inspeção no recebimento será realizada para cada lote de Suporte entregue, com o objetivo de verificar a conformidade dos requisitos especificados, a qualidade, a quantidade e a conformidade com a amostra final aprovada. 8.2 ACEITAÇÃO E REJEIÇÃO Aceitação A aceitação do produto será em função da amostra aprovada, ou seja, todos os produtos entregues deverão ser conforme a amostra aprovada pela INFRAERO Rejeição de produtos entregues Caso algum produto não esteja em conformidade com o item 8.2.1, o produto será rejeitado e deverá ser reposto pela Contratada. Caso a incidência de rejeição de produtos seja de mais de 20% do lote entregue, a INFRAERO poderá rejeitar todo o lote e solicitar a entrega de um novo lote em conformidade com o item No caso de rejeição do produto ou do lote, não caberá a INFRAERO, o pagamento de nenhum tipo de indenização à Contratada Quantidades computadas Apenas os produtos em conformidade com o item é que serão computados para efeito de quantidade de produtos entregues. GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 12/28

13 DESENHOS TÉCNICOS Alguns desenhos ilustrativos, apenas para referência. Figura 1. Leitor de código de barras GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 13/28

14 Figura 2. Visão geral do terminal metálico de autoatendimento Figura 3. Detalhe do suporte do leitor de código de barras instalado Figura 4. Visão geral interna do suporte instalado no terminal de autoatendimento Figura 5. Detalhe interno do suporte do leitor de código de barras instalado GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 14/28

15 Figura 6. Detalhe interno do suporte do leitor de código de barras instalado Figura 7. Visão geral interna do suporte do leitor de código de barras instalado Figura 8. Visão geral do suporte do leitor de código de barras instalado GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 15/28

16 Figura 9. Visão geral do suporte de leitor de código de barras Figura 10. Vista frontal do suporte de leitor de código de barras GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 16/28

17 Figura 11. Vista lateral do suporte de leitor de código de barras GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 17/28

18 Figura 12. Vista frontal com indicativo de corte de seção A Figura 13. Detalhe da seção A-A GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 18/28

19 Figura 15. Detalhe B Figura 14. Vista lateral Figura 16. Detalhe C GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 19/28

20 Figura 17. Vista geral da base fixa do leitor Figura 18. Vista superior da base fixa do leitor com indicativo de dobras Figura 19. Vistas superior e lateral da base fixa do leitor GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 20/28

21 Figura 20. Detalhe da seção A-A da base fixa do leitor Figura 21. Detalhe B da base fixa do leitor Figura 22. Detalhe da seção C da base fixa do leitor GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 21/28

22 Figura 23. Visão geral da placa de apoio ao leitor Figura 24. Vistas frontal e lateral da placa de apoio ao leitor GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 22/28

23 Figura 25. Visão geral do fechamento lateral do suporte Figura 26. Vistas frontal e lateral do fechamento lateral do suporte Figura 27. Visão geral da flange superior do suporte GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 23/28

24 Figura 28. Vistas frontal e lateral da flange superior do suporte Figura 29. Visão geral do espelho do suporte do leitor GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 24/28

25 Figura 30. Vistas frontal e lateral do espelho do suporte do leitor GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 25/28

26 Figura 31. Visão geral da base de fixação móvel do leitor Figura 32. Vista frontal e lateral da base de fixação móvel do leitor GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 26/28

27 Figura 33. Detalhe da seção A da base de fixação móvel do leitor Figura 34. Visão geral do gabarito para corte do terminal metálico Figura 35. Detalhamento da chapa do gabarito para corte do terminal GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 27/28

28 metálico Figura 36. Vistas frontal e lateral do gabarito para corte do terminal metálico GEST_TermoReferenciaSuporte v1.0.docx 28/28

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Rev. Descrição Data Responsável Matrícula Rubrica

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Rev. Descrição Data Responsável Matrícula Rubrica TERMO DE REFERÊNCIA Terminal de Autoatendimento Tipo Piso Controle de Revisões Elaborador: Adriano José Cunha de Aguiar Validador: Luiz Coelho Alves da Silva Neto Aprovador: Camilo Magalhães de Sales Matrícula:

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. CERON PREGÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Eletrobrás MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ANEXO XIII DO EDITAL Anexo XIII do Pregão Eletrônico n 029/2009 Página 1 de 11 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA TRANSFORMADORES DE CORRENTE AUXILIARES 0,6 KV USO INTERIOR

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO CORRETIVA, COM FORNECIMENTO DE PEÇAS, EM RÁDIOS TRANSCEPTORES DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SALVADOR - DEPUTADO LUÍS EDUARDO MAGALHÃES.

Leia mais

CÓDIGO: ETD DATA DE VIGÊNCIA: 20/12/2016 TÍTULO: Termo de Ocorrência e Inspeção SUMÁRIO

CÓDIGO: ETD DATA DE VIGÊNCIA: 20/12/2016 TÍTULO: Termo de Ocorrência e Inspeção SUMÁRIO SUMÁRIO Objetivo... 2 Características Gerais... 2 Material... 2 Gravações... 2 Vida Útil... 2 Homologação... 2 Inspeções e Ensaios... 3 Aceitação ou rejeição no recebimento... 3 Apresentação... 3 Blocos...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 12 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do poste de aço, com seção transversal quadrada, para utilização em padrões de entrada

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 004/2013 GERÊNCIA ADMINISTRATIVA TERMO DE REFERÊNCIA LOTE 2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 004/2013 GERÊNCIA ADMINISTRATIVA TERMO DE REFERÊNCIA LOTE 2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOTE 2 EDITAL DE LICITAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO MOBILIÁRIO DIRETORIA 1 MESAS COM TAMPO DE MADEIRA 1.1 MESA PRINCIPAL COM TAMPO DE MADEIRA C/ DETALHE EM COURO - O Tampo da mesa deverá ser confeccionado em

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE. Especificação Técnica revisada, conforme FSET nº. 108/2011 acordado com o DERAT.

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE. Especificação Técnica revisada, conforme FSET nº. 108/2011 acordado com o DERAT. EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE BP ERG-02 NÚMERO: 112049 DESENHO: DT-487/7 EMISSÃO: NOVEMBRO/2011 VALIDADE: NOVEMBRO/2016 REVOGA: 082119 REVOGA DESENHO:

Leia mais

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09

Manual de Instalação e Manutenção. Torniquete Hexa. revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Manual de Instalação e Manutenção Torniquete Hexa revisão: 6 data de atualização:16/01/09 Índice 1 - Apresentação pg.03 2 - Dimensões principais e vão livre para manutenção pg.04 3.1. Identificação dos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE INFRAESTRUTURA. ANEXO l TERMO DE REFERÊNCIA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE INFRAESTRUTURA. ANEXO l TERMO DE REFERÊNCIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE INFRAESTRUTURA ANEXO l TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS ELETRICOS A SEREM UTILIZADOS NA CENTRAL DE AUDIÊNCIAS ALA NORTE DO 5 PAVIMENTO

Leia mais

PAINEL CANALETADO DE MERCHANDISING

PAINEL CANALETADO DE MERCHANDISING PAINEL CANALETADO DE MERCHANDISING ESPECIFICAÇÃO: GPRO/DEINF 082111 EMISSÃO: NOVEMBRO/2008 DESENHO: DT 502/2 CAPÍTULO I - INTRODUÇÃO 1.1. FINALIDADE: A presente especificação estabelece dados para fornecimento

Leia mais

CAIXA PADRÃO DAE PARA HIDRÔMETROS

CAIXA PADRÃO DAE PARA HIDRÔMETROS CAIXA PADRÃO DAE PARA HIDRÔMETROS ETM 007 VERSÃO 2 Jundiaí 2014 ETM-007 Sumário 1 Objetivo...2 2 Referências normativas...2 3 Definições...2 4 Requisitos gerais...2 Requisitos da caixa padrão DAE S/A para

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE APOIO MA ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-492/2 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE APOIO MA ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-492/2 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE APOIO MA ERG-01 NÚMERO: 122003 DESENHO: DT-492/3 EMISSÃO: JAN/2012 VALIDADE: JAN/2017 REVOGA: 082116 REVOGA DESENHO: DT-492/2

Leia mais

Fichas Técnicas de Produto. Linha Duraline

Fichas Técnicas de Produto. Linha Duraline Fichas Técnicas de Produto Estante Dupla Face Base Aberta 10 prateleiras 2M Imagem de Referência Descritivo Técnico Completo Estante face dupla totalmente confeccionada em chapas de aço de baixo teor de

Leia mais

SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PROJETO BÁSICO

SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PROJETO BÁSICO 1 SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PROJETO BÁSICO 1 DO OBJETO 1.1 Aquisição de umidificadores de ar destinados a atender às demandas

Leia mais

CECcookgrill Steel. Produto sob Patente e desenho industrial

CECcookgrill Steel. Produto sob Patente e desenho industrial CECcookgrill Steel Produto sob Patente e desenho industrial APRESENTAÇÃO Perspectiva Vista Frontal Vista Lateral Esquerda Vista Lateral Direita Vista Posterior Vista Superior 0 CARACTERÍSTICA DE UTILIDADES

Leia mais

CECglass. Produto sob Patente e desenho industrial

CECglass. Produto sob Patente e desenho industrial CECglass UP Produto sob Patente e desenho industrial APRESENTAÇÃO Perspectiva Vista Frontal Vista Lateral Esquerda Vista Lateral Direita Vista Posterior Vista Superior 0 CARACTERÍSTICA DE UTILIDADES 1

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA POSTES DE CONCRETO ARMADO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA POSTES DE CONCRETO ARMADO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO Sistema Normativo Corporativo ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 02-13/01/2010 13/01/2010 APROVADO POR Sebastião J. Santolin SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE BP ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-486/6 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE BP ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-486/6 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE NÚMERO: 152001 DESENHO: EMISSÃO: JULHO/2015 VALIDADE: JULHO/2020 REVOGA: 112048 REVOGA DESENHO: DT-486/6 CÓDIGO ERP: 10050463-9 ORGÃO DEMANDANTE: DERAT APLICAÇÃO:

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE ACESSIBILIDADE- MAC- 01 ERG. Especificação Técnica revisada conforme FSET nº 175/2011 acordado com o DERAT.

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE ACESSIBILIDADE- MAC- 01 ERG. Especificação Técnica revisada conforme FSET nº 175/2011 acordado com o DERAT. EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE ACESSIBILIDADE- MAC- 01 ERG NÚMERO: 132008 DESENHO: DT- 494/7 EMISSÃO: MARÇO/2013 VALIDADE: MARÇO/2015 REVOGA: 082104 REVOGA

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Audiência Pública Registro de Preços para eventual aquisição de bicicletas e capacetes escolares Brasília, 11 de abril de 2013 Mobilidade Urbana Veículos utilizados Regiões Metropolitanas Transporte Público

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CONJUNTO DE CAIXAS POSTAIS CCP- 02 ERG

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CONJUNTO DE CAIXAS POSTAIS CCP- 02 ERG EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CONJUNTO DE CAIXAS POSTAIS CCP- 02 ERG NÚMERO: 132052 DESENHO: DT-556/2 EMISSÃO: JULHO/2013 VALIDADE: JULHO/2018 REVOGA: 112042 CÓDIGO

Leia mais

CECglass TOP. Produto sob Patente e desenho industrial

CECglass TOP. Produto sob Patente e desenho industrial CECglass TOP Produto sob Patente e desenho industrial APRESENTAÇÃO Perspectiva Vista Frontal Vista Lateral Esquerda Vista Lateral Direita Vista Posterior Vista Superior 0 CARACTERÍSTICA DE UTILIDADES 1

Leia mais

CECbox UP. Produto sob Patente e desenho industrial

CECbox UP. Produto sob Patente e desenho industrial CECbox UP Produto sob Patente e desenho industrial APRESENTAÇÃO Perspectiva Vista Frontal Vista Lateral Esquerda Vista Lateral Direita Vista Posterior Vista Superior 0 CARACTERÍSTICA DE UTILIDADES 1 3

Leia mais

Fichas Técnicas de Produto. Linha Slit

Fichas Técnicas de Produto. Linha Slit Fichas Técnicas de Produto Estante Face Dupla 2M Imagem de Referência Descritivo Técnico Completo Estante face dupla totalmente confeccionada em chapa de aço de baixo teor de carbono, sem arestas cortantes

Leia mais

Fichas Técnicas de Produto. Linha Studio

Fichas Técnicas de Produto. Linha Studio Fichas Técnicas de Produto Estante Alta Studio Descritivo Técnico Completo Estante alta confeccionada em chapa de aço de baixo teor de carbono com tratamento químico superficial fosfatizante, antiferruginoso

Leia mais

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ESCADAS ROLANTE PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ESCADAS ROLANTE PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ESCADAS ROLANTE PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ Secretaria

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SINALIZAÇÃO VERTICAL Página 1 de 5 1. OBJETIVO Esta especificação técnica fixa condições exigíveis para o fornecimento de placas de regulamentação, advertência ou indicativas para sinalização vertical

Leia mais

ANEXO I. TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO (Registro de Preços Pregão Eletrônico)

ANEXO I. TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO (Registro de Preços Pregão Eletrônico) ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO (Registro de Preços Pregão Eletrônico) 1. DO OBJETO - Fornecimento através do Sistema de Registro de Preços de material permanente Estantes, Armários e Roupeiros 2.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE PASSAGEM DE DUTOS MPD 01

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE PASSAGEM DE DUTOS MPD 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE PASSAGEM DE DUTOS MPD 01 NÚMERO: 132019 DESENHO: DT-576 EMISSÃO: MARÇO /2013 VALIDADE: MARÇO /2018 REVOGA: 112006 CÓDIGO ERP: Modelo A: 11990197-8 (CON) 10900153-2 (PER)

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SINALIZAÇÃO VERTICAL Página 1 de 5 1. OBJETIVO Esta especificação técnica fixa condições exigíveis para o fornecimento de placas de orientação, simples e moduladas para sinalização vertical de trânsito,

Leia mais

Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Itapira (ISO 9001 Em Processo de Implantação) ANEXO II TERMO DE REFERÊCIA E LAUDO DE INSPEÇÃO

Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Itapira (ISO 9001 Em Processo de Implantação) ANEXO II TERMO DE REFERÊCIA E LAUDO DE INSPEÇÃO (ISO Em Processo de Implantação) ANEXO II TERMO DE REFERÊCIA E LAUDO DE INSPEÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO DE CAIXAS DE ABRIGO PARA HIDRÔMETRO E KIT CAVALETE REFERÊNCIA NORMATIVA: NBR5688/

Leia mais

Caixa de passagem Ex e / Ex tb

Caixa de passagem Ex e / Ex tb Tomadas/Plugs Painéis Caixa de passagem Ex e / Ex tb Segurança aumentada, tempo e jatos potentes d água. Características Construtivas Caixa de passagem e ligação fabricada em liga de alumínio fundido copper

Leia mais

Contratação de serviços gráficos

Contratação de serviços gráficos Projeto básico Contratação de serviços gráficos Secretaria de Comunicação Social Brasília Agosto de 2008 1. OBJETO DA PROPOSTA MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Contratação de empresa especializada na prestação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 26 / 04 / 2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para grampo de linha viva utilizado nas Redes de Distribuição Aéreas da Companhia

Leia mais

COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA MONTAGEM DE QUADROS E PAINEIS ELÉTRICOS ODMN-VIT-ET

COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA MONTAGEM DE QUADROS E PAINEIS ELÉTRICOS ODMN-VIT-ET COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO DE QUADROS E PAINEIS ELÉTRICOS ODMN-VIT-ET-2015-002 1 1. ESCOPO Esta Prescrição Técnica estabelece os requisitos técnicos gerais para execução da montagem, testes

Leia mais

CO-18. Corrimão duplo. Componentes. Código de listagem. Atenção. Elaboração Data 12/06/07 Página 1/11

CO-18. Corrimão duplo. Componentes. Código de listagem. Atenção. Elaboração Data 12/06/07 Página 1/11 1/11 2/11 3/11 4/11 5/11 6/11 7/11 8/11 9/11 10/11 DESCRIÇÃO Constituintes CORRIMÃO (galvanizado a fogo e com pintura eletrostática): - Tubo de aço carbono, tipo industrial, Ø=41,27mm (1 5/8 ), e=2,5mm.

Leia mais

Documento No. R 0823 Revisão 0

Documento No. R 0823 Revisão 0 MAKAI Engenharia & Serviços Ltda. fone /fax: +55 11 4032-6001 / 8759 Website: www.makai.com.br Documento No. R 0823 Revisão 0 15 setembro 2008 ESPECIFICAÇÃO COMPLEMENTAR DE FORNECIMENTO MESA DE REAÇÃO

Leia mais

2.1. DESCRIÇÃO (VER DESENHOS Nº 15w1 e15w2 e/ou 16w1 e 16w2)

2.1. DESCRIÇÃO (VER DESENHOS Nº 15w1 e15w2 e/ou 16w1 e 16w2) 1 PRODUTO: MESAS PARA SALA DE ESPERA - Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009 1. DESTINAÇÃO Para uso em salas de espera. 2. REQUISITOS GERAIS 2.1. DESCRIÇÃO (VER DESENHOS Nº 15w1 e15w2 e/ou 16w1 e 16w2)

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 34.206.032742.2012

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 34.206.032742.2012 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 34.206.032742.2012 1. OBJETO 1.1. Contratação da aquisição de REGISTROS DE GAVETA EM FERRO FUNDIDO, LUVAS DE CORRER EM FERRO FUNDIDO E TIPO JUNTA MECÂNICA, VÁLVULAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE STAND PARA O LATINIDADES FESTIVAL DA MULHER AFRO LATINO AMERICANA E CARIBENHA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE STAND PARA O LATINIDADES FESTIVAL DA MULHER AFRO LATINO AMERICANA E CARIBENHA TERMO DE REFERÊNCIA PARA LOCAÇÃO DE STAND PARA O LATINIDADES FESTIVAL DA MULHER AFRO LATINO AMERICANA E CARIBENHA Prezadas (os) Senhoras e Senhores, Brasília, 08 de novembro de 2011. A ONU Mulheres Brasil

Leia mais

2.1. SOBRE O CONHECIMENTO DAS REGRAS VIGENTES:

2.1. SOBRE O CONHECIMENTO DAS REGRAS VIGENTES: ANEXO 1 Termo de Responsabilidade para Edificações Habitacionais Construidas no Sistema Construtivo utilizando Perfis Estruturais Formados a Frio de Aço Revestidos - Steel Framing Construtora Válido para

Leia mais

1. DO OBJETO: Aquisição de Capachos Personalizados com ENTREGA ÚNICA conforme especificação abaixo para utilização no Prédio Sede da SEFAZ.

1. DO OBJETO: Aquisição de Capachos Personalizados com ENTREGA ÚNICA conforme especificação abaixo para utilização no Prédio Sede da SEFAZ. Código de Classificação: 13.02.01.15 TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO: Aquisição de Capachos Personalizados com ENTREGA ÚNICA conforme especificação abaixo para utilização no Prédio Sede da SEFAZ. 2. DA

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/23 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 03-27/01/05

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/23 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 03-27/01/05 TECNOLOGIA FOLHA 1/23 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 18/03/97 EMISSÃO ORIGINAL. 01 15/08/01 ALT. NO EMITENTE; EXCL. DO CARIMBO ESPECIFICAÇÃO SOB CONSIDERAÇÃO; ALT. ITEM 5 GARANTIA

Leia mais

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0072 EMENDAS E TERMINAIS UNIPOLARES

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/06 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 02-02/08/05

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/06 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 02-02/08/05 TECNOLOGIA FOLHA 1/06 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 23/03/01 EMISSÃO ORIGINAL. 01 08/06/05 INCL. CPC 81591, REVISÃO GERAL E ALT. EMITENTE 02 02/08/05 ALT. DO MÉTODO DE ENSAIO DE E2-16-231

Leia mais

Manual de Referência e Instalação

Manual de Referência e Instalação ELOCK-B100 Manual de Referência e Instalação Características A série das fechaduras Elock-B100 eletromagnéticas oferece soluções de baixo custo e de fácil instalação. Adequado para várias aplicações. Não

Leia mais

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: abdominal duplo Quantidade: 2 Unidade de Medida: Unidade

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: abdominal duplo Quantidade: 2 Unidade de Medida: Unidade PROPOSTA Pregão Órgão: Prefeitura Municipal de Capivari do Sul Número: 003/2012 Número do Processo: 003/2012 Unidade de Compra: prefeitura municipal de capivari do sul Proposta(s) Item: 0001 Descrição:

Leia mais

DISPOSITIVO PARA FIXAÇÃO DA LINHA DE VIDA - GANCHO

DISPOSITIVO PARA FIXAÇÃO DA LINHA DE VIDA - GANCHO 1. Objetivo Esta especificação tem por objetivo estabelecer a padronização e as características mínimas do dispositivo para fixação da linha de vida - tipo gancho - nos trabalhos de redes e linhas de distribuição.

Leia mais

FITA DE SINALIZAÇÃO E DELIMITAÇÃO DE ÁREA COM RECOLHEDOR - Especificação Técnica

FITA DE SINALIZAÇÃO E DELIMITAÇÃO DE ÁREA COM RECOLHEDOR - Especificação Técnica FITA DE SINALIZAÇÃO E DELIMITAÇÃO - Especificação Técnica CELG Distribuição S/A SESMT- Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho 1 de 5 ÍNDICE ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE ADEQUAÇÃO

Leia mais

Data limite para entrega da proposta: dia 02/06/2014 às 09:00min 6. REQUISITOS PARA PARTICIPAR DO CERTAME LICITATORIO

Data limite para entrega da proposta: dia 02/06/2014 às 09:00min 6. REQUISITOS PARA PARTICIPAR DO CERTAME LICITATORIO AQUISIÇÃO DE PEÇAS NOVAS ORIGINAIS E SERVIÇOS, PARA MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DE ÔNIBUS ESCOLAR. EDITAL DE DISPENSA Nº68/2014 PROCESSO N.º 3247/2014 Artigo 24, Inciso II da Lei 8.666/93 Data limite

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO Registrar preços de cartuchos de (toners) para atender à necessidade da sede da Procuradoria Regional do Trabalho PRT14 REGIÃO e Procuradorias do Trabalho Municipais

Leia mais

ELOCK-B100. Imagem Meramente Ilustrativa. Manual de Referência e Instalação

ELOCK-B100. Imagem Meramente Ilustrativa. Manual de Referência e Instalação ELOCK-B100 Imagem Meramente Ilustrativa Manual de Referência e Instalação Características A série das fechaduras Elock-B100 eletromagnéticas oferece soluções de baixo custo e de fácil instalação. Adequado

Leia mais

CONGER S.A. EQUIPAMENTOS E PROCESSOS. Orçamento nº: 115/10 Data: 22/07/10

CONGER S.A. EQUIPAMENTOS E PROCESSOS. Orçamento nº: 115/10 Data: 22/07/10 À CIA. NITROQUÍMICA BRASILEIRA São Miguel Paulista/SP At.: Engº Daniel Baum Depto. de Engenharia Ref.: ORÇAMENTO DE DIGESTORES Conforme sua solicitação apresentamos a seguir nossas condições técnicas para

Leia mais

Manual de Instalação Adelift Light com Divisória de Lona

Manual de Instalação Adelift Light com Divisória de Lona Página 1 de 13 Objetivo: O objetivo desse manual é ajudar na identificação dos componentes e orientar os procedimentos para instalação do sistema Adelift Light, e sua divisória, no implemento rodoviário.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MESA DE HALL PÚBLICO MHP 02 ERG REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-498/3 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MESA DE HALL PÚBLICO MHP 02 ERG REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-498/3 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MESA DE HALL PÚBLICO MHP 02 ERG NÚMERO: 122010 DESENHO: DT-498/4 EMISSÃO: FEV/2012 VALIDADE: FEV/2017 REVOGA: 082027 REVOGA DESENHO: DT-498/3

Leia mais

DER/PR ES-OA 03/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: ARMADURAS PARA CONCRETO ARMADO

DER/PR ES-OA 03/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: ARMADURAS PARA CONCRETO ARMADO DER/PR ES-OA 03/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: ARMADURAS PARA CONCRETO ARMADO Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CONJUNTO BLINDADO PARA SUBESTAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CONJUNTO BLINDADO PARA SUBESTAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ESPECIFICAÇÃO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.004 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA - SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES... 3

Leia mais

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate garfo-garfo para utilização nas Subestações da CEMAR.

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate garfo-garfo para utilização nas Subestações da CEMAR. 09 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate garfo-garfo para utilização nas Subestações da CEMAR. 2 CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv EMD-.014 1/06 DESENHO MANTA COBERTURA- CLASSE 15 kv Código Tensão Dimensões (mm) CEB (kv) Largura Comprimento 92020176 13,8 140 200 92020174 13,8 200 400 DESENHO MANTA COBERTURA CLASSE 35 kv Código Tensão

Leia mais

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/5

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/5 Número: EMP 82501 Rev.: 0 Fl. 1/5 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 00 26/07/2016 Emissão inicial. Robson Rodrigues Qualidade do Material Mário César Engenharia de Produto Número: EMP 82501

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Descrição Unid. BATERIA 12v 100 A/H RT 100 LE, para caminhão VOLKSWAGEM MODELO 13180, ano fabricação 2008.

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Descrição Unid. BATERIA 12v 100 A/H RT 100 LE, para caminhão VOLKSWAGEM MODELO 13180, ano fabricação 2008. FUNDO NACION DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA. OBJETO. Aquisição de BATERIA 2v, 00 a/h RT 00 LE, para uso em veículo oficial pesado, de acordo com os critérios estabelecidos neste Termo

Leia mais

Caixa para Medidor Monofásico Eletrônico

Caixa para Medidor Monofásico Eletrônico Código 6783261 N O Data Revisões Aprov. Vanderlei Robadey Página 1 de 7 N O Data Revisões Aprov. Vanderlei Robadey Página 2 de 7 N O Data Revisões Aprov. Vanderlei Robadey Página 3 de 7 1 Material 1.1

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE MIMOSO DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE MIMOSO DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS A do Município de Mimoso do Sul, Estado do Espirito Santo em obediência ao disposto no art. 5º do Decreto Municipal nº 047/2013, na competência de Órgão Gerenciador, registra

Leia mais

uso externo Nº 2117 1

uso externo Nº 2117 1 Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei Robadey Página 1 de 12 DESENHO 2 - CORPO DA CAIXA DISPOSITIVO PARA LACRE DE SEGURANÇA A B ROSCA M6 x 1 TORRE DE FIXAÇÃO ROSCA M10 x 1,5 C TORRE DE FIXAÇÃO ROSCA M10 x

Leia mais

SUMÁRIO. CÓDIGO: ETD DATA DE VIGÊNCIA: 20/07/2009 TÍTULO: Parafuso Cabeça Sextavada VERSÃO NORMA: 1.0

SUMÁRIO. CÓDIGO: ETD DATA DE VIGÊNCIA: 20/07/2009 TÍTULO: Parafuso Cabeça Sextavada VERSÃO NORMA: 1.0 SUMÁRIO ETD 001.005.001 PARAFUSO COM ROSCA TOTAL E CABEÇA SEXTAVADA... 2 1. Objetivo... 2 2. Normas e documentos complementares... 2 3. Características Específicas... 2 3.1 Material... 2 3.2 Acabamento...

Leia mais

Coleções. manual de montagem. Kit com 3 Nichos. ou... tempo 20 minutos. montagem 2 pessoas. ferramenta martelo de borracha. ferramenta chave philips

Coleções. manual de montagem. Kit com 3 Nichos. ou... tempo 20 minutos. montagem 2 pessoas. ferramenta martelo de borracha. ferramenta chave philips manual de montagem montagem 2 pessoas Coleções ferramenta martelo de borracha Kit com 3 Nichos ferramenta chave philips tempo 30 minutos ou... ferramenta parafusadeira tempo 20 minutos DICAS DE CONSERVAÇÃO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA N 020/2011-MANUTENÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO DO CRMPR Este Termo de Referência foi elaborado em cumprimento ao disposto na Instrução Normativa nº 02/2008 do MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

Leia mais

Além de fazer uma ótima escolha, você ainda está ajudando a natureza e garantindo a preservação do meio ambiente.

Além de fazer uma ótima escolha, você ainda está ajudando a natureza e garantindo a preservação do meio ambiente. Obrigado por adquirir um produto Meu Móvel de Madeira. Agora, você tem em suas mãos um produto de alta qualidade, produzido com matérias-primas derivadas de floresta plantada. Além de fazer uma ótima escolha,

Leia mais

QB-01. Quadro branco. Mobiliário. Obs.: Item que depende de instalação Utilizar o serviço Instalação de quadro branco (QB-01) Atenção

QB-01. Quadro branco. Mobiliário. Obs.: Item que depende de instalação Utilizar o serviço Instalação de quadro branco (QB-01) Atenção 2500 DETALHE 1 0 6 00 DETALHE 2 ( VER DETALHE CONSTRUTIVO MDF (mm) REVESTIDO EM LAMINADO MELAMÍNICO LOUSA QUADRICULADO COR: BRANCO BRILHANTE PISO ACABADO VISTA FRONTAL ESC. 1: ASSEGURAR QUADRICULADO COMPLETO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA FRONTAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA 1 - APLICAÇÃO: 1.1 -

Leia mais

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores. Fixadores para Instalações

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores. Fixadores para Instalações Parafusos Porcas Arruelas E Toda Linha de Fixadores Fixadores para Instalações www.indufix.com.br contato@indufix.com.br (11) 3207.8466 Há 25 anos a Indufix é líder do mercado brasileiro na fabricação

Leia mais

A METALÚRGICA VENÂNCIO LTDA oferece garantia aos equipamentos fabricados conforme está especi cado abaixo:

A METALÚRGICA VENÂNCIO LTDA oferece garantia aos equipamentos fabricados conforme está especi cado abaixo: rev. 1-032015 Venâncio veio Venâncio, A METALÚRGICA VENÂNCIO LTDA oferece garantia aos equipamentos fabricados conforme está especi cado abaixo: Todo o vício/defeito de fabricação alegado deverá ser analisado

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-314/2006 R-00 CRUZETA DE CONCRETO ARMADO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO E LINHA DE TRANSMISSÃO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-314/2006 R-00 CRUZETA DE CONCRETO ARMADO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO E LINHA DE TRANSMISSÃO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-314/2006 R-00 CRUZETA DE CONCRETO ARMADO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO E LINHA DE TRANSMISSÃO DOCUMENTO NORMATIVO ESPECICAÇÃO TÉCNICA CRUZETA DE CONCRETO ARMADO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

MANUAL ESPECIAL 1. FINALIDADE

MANUAL ESPECIAL 1. FINALIDADE MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0007 ACESSÓRIOS E FERRAGENS DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 03/2013 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 03/2013 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 03/2013 CREMEB 1 - DO OBJETO Constitui objeto da presente Pregão a aquisição de materiais de expediente. 2 JUSTIFICATIVA Os materiais objeto

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AQUECEDORES ELÉTRICOS Aquecedores de 30 kw, 36 kw e 48 kw Aquecedores em série: 2 x 30 (60 kw) e 2 x 36 (72 kw) REV. B: AGOSTO/2010 E-384832-3 ÍNDICE PÁGINA Descrição 3 GERAL 3 EQUIPAMENTO

Leia mais

Caixa para medidor polifásico

Caixa para medidor polifásico FIRUGA 1: CAIXA COM TAMPA 252 VISTA SUPERIOR 132 74 A 385 PRÉ-FURO Ø5 48 A Ø2 FURO PARA LACRE MÍN. 10,5 15 LUVA W1/4 VISTA LATERAL ESQUERDA VISTA FRONTAL VISTA LATERAL DIREITA 35 39 51 VISTA INFERIOR Código

Leia mais

Sofá Cama. manual de montagem. Flora. ou... 2 pessoas. montagem. ferramenta martelo de borracha. ferramenta martelo. chave philips.

Sofá Cama. manual de montagem. Flora. ou... 2 pessoas. montagem. ferramenta martelo de borracha. ferramenta martelo. chave philips. manual de montagem montagem 2 pessoas ferramenta martelo de borracha ferramenta martelo Sofá Cama lora ferramenta chave philips tempo 1:30 horas ou... ferramenta parafusadeira tempo 1 hora ICS E CONSERVÇÃO

Leia mais

PLACA DE SUPORTE: PTZ / AMR

PLACA DE SUPORTE: PTZ / AMR ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET 442 11 de maio de 2012 Página 2 de 8 ÍNDICE Registo das revisões... 3 1. Objectivo... 4 2. Âmbito... 4 3. Referências... 4 4. Definições / Siglas... 4 5. Características de fabrico...

Leia mais

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/7

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/7 Número: EMP-82301 Rev.: 0 Fl. 1/7 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 11/06/2013 Emissão inicial Sebastião Carvalho Engª de Produto Daniel Pedrosa Engª de Processo Número: EMP-82301 Rev.:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES. ELABORADO: Elíade Martins Pereira MATRÍCULA: RUBRICA:

TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES. ELABORADO: Elíade Martins Pereira MATRÍCULA: RUBRICA: TERMO DE REFERÊNCIA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO DE CAMISETAS A SEREM UTILIZADAS NOS CURSOS DE ATENDIMENTO À PESSOA COM MOBILIDADE REDUZIDA, PELO SISTEMA

Leia mais

Termo de Referência 15/2016

Termo de Referência 15/2016 (ISO Em Processo de Implantação) Itapira, 23 de março de 2016. Termo de Referência 15/2016 1. OBJETO Contratação de empresa especializada para a realização de serviços de manutenção eletromecânica preventiva

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Proprietário...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO. Proprietário...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO Proprietário...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR Objeto...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO, MANUTENÇÃO, REFORÇO, CONFECÇÃO E DEMAIS SERVIÇOS

Leia mais

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 CARRETEL DE MADEIRA PARA EXPORTAÇÃO FICAP OPTEL CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos Tecnologia Cabos Ópticos Fs Tto GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 1/18

Leia mais

NBR 7170/1983. Tijolo maciço cerâmico para alvenaria

NBR 7170/1983. Tijolo maciço cerâmico para alvenaria NBR 7170/1983 Tijolo maciço cerâmico para alvenaria OBJETIVO: Fixar condições no recebimento de tijolos maciços cerâmicos destinados a obras de alvenaria, com ou sem revestimento; DEFINIÇÕES: 1. Tijolo

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES ANEXO - I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1 - OBJETIVO: Tem este o objetivo de esclarecer e orientar os diversos serviços para a construção de um abrigo para o grupo gerador de 380/220 V, 55 KVA e interligações

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 26 / 07 / 2013 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de suporte L para fixação de Chave Fusível e para-raios em cruzeta para utilização

Leia mais

Especificações. Esquema de Montagem TW3100 FICHA TÉCNICA TW /6 Criamos segurança!

Especificações. Esquema de Montagem TW3100 FICHA TÉCNICA TW /6 Criamos segurança! FICHA TÉCNICA TW3100 Especificações Abertura por cartão RFID Dimensões: 162x71 mm Alimentação: 4x1.5 V (pilhas AA) Fechadura reversível Chave mecânica de emergência oculta no manípulo Temperatura de operação:

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO. REF: Questionamentos edital de pregão eletrônico nº 034/2013

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO. REF: Questionamentos edital de pregão eletrônico nº 034/2013 TIM CELULAR S/A CNPJ: 04.206.050/0001-80 - Insc.Estadual: 116.049.102.113 AV. GIOVANNI GRONCHI, NO. 7143, VILA ANDRADE SÃO PAULO (SP) - CEP: 05.724-006 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

RACK DE PAREDE 19 PADRÃO

RACK DE PAREDE 19 PADRÃO RACK DE PAREDE 19 PADRÃO Especificações: O Gabinete para acondicionamento de equipamentos e acessórios padrão 19, garante proteção e segurança aos equipamentos e a rede em si, por ser totalmente fechado

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ES.DT.PDN ISOLADORES TIPO ROLDANA EM PORCELANA 01

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ES.DT.PDN ISOLADORES TIPO ROLDANA EM PORCELANA 01 SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.01.093 01 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA-ES PAULO J. TAVARES LIMA ENGENHARIA-SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS Elaborador: Mário Sérgio de Medeiros Damascena ET - 05.117.01 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de pino de isolador para utilização

Leia mais

Quadro para Instrumentos para Medição Agrupada de Consumidor

Quadro para Instrumentos para Medição Agrupada de Consumidor CARACATERÍSTICAS DOS QUADROS ITEM FUNÇÃO CÓDIGO 01 PROTEÇÃO GERAL 300A E MEDIÇÃO DIRETA DO SERVIÇO 6797335 02 PROTEÇÃO GERAL 800A E MEDIÇÃO DIRETA DO SERVIÇO 6797338 03 PROTEÇÃO GERAL 800A E MEDIÇÃO INDIRETA

Leia mais

EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 19/ DA MODALIDADE DE LICITAÇÃO

EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 19/ DA MODALIDADE DE LICITAÇÃO EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 19/2010 1 DA MODALIDADE DE LICITAÇÃO 1.1 O Serviço Social da Indústria SESI-RS, por meio da Gestão de Suprimentos do Sistema FIERGS, torna público através do presente EDITAL,

Leia mais

ANEXO A ADONAI QUÍMICA S/A CGA CONDIÇÕES GERAIS DE OPERAÇÃO. Rev.01

ANEXO A ADONAI QUÍMICA S/A CGA CONDIÇÕES GERAIS DE OPERAÇÃO. Rev.01 A) HORÁRIOS DE OPERAÇÃO ANEXO A ADONAI QUÍMICA S/A CGA CONDIÇÕES GERAIS DE OPERAÇÃO Rev.01 A.1) Para carregamento ou descarga de navios a ADONAI operará 24 hs/dia, inclusive em fins de semana e feriados.

Leia mais

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino.

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino. 26 / 07 / 2011 1 de 10 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do pino de isolador para utilização nas Redes de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

CONJUNTO DE EMENDA REENTRÁVEL E TERMINAL DE ACESSO CERTA

CONJUNTO DE EMENDA REENTRÁVEL E TERMINAL DE ACESSO CERTA CONJUNTO DE EMENDA REENTRÁVEL E TERMINAL DE ACESSO CERTA CONJUNTO DE EMENDA REENTRÁVEL E TERMINAL DE ACESSO - CERTA : 1. APLICAÇÃO: O Conjunto CERTA é aplicado no abrigo de emenda de cabos aéreos com condutores

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CORDOALHA DE AÇO

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CORDOALHA DE AÇO ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CORDOALHA DE AÇO Código ETD-00.010 Data da emissão 24.11.1986 Data da última revisão 31.03.2008 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Normas Complementares 3 Definições 4 Condições

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO RACK VISOGRAF V2 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 CARACTERÍSTICAS: - Fabricado em aço; - Acabamento em pintura eletrostática nas cores preta ou prata; - Prateleiras em vidro fumê 1000 x 490 x 8 mm; - Rodas com sistema

Leia mais