REGULAMENTO. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º"

Transcrição

1 DO OBJETIVO : Art 1º As Bibliotecas UNIABEU têm o objetivo geral de contribuir com o processo de ensino e pesquisa desta IES, sendo esta responsável, particularmente, por administrar o acervo da Instituição; pela orientação para a pesquisa; controle de materiais e do levantamento bibliográfico, visando garantir o adequado atendimento às necessidades do corpo docente e do corpo discente. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º A Biblioteca Central da UNIABEU atende de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 21h30 e aos sábados, de 8h às 12h, exceto no período de férias e feriados quando esse horário é alterado. 1º - As bibliotecas UNIABEU do campus 2, campus 4 e campus 6 atendem de segunda a sexta-feira, das 13h às 21h30 e aos sábados das 8h às 12h, exceto no período de férias e feriados quando esse horário é alterado. Paragrafo Único: No período de férias, horários especiais são fixados pela UNIABEU. DA CARACTERÍSTICA DE CADA TIPO DE BIBLIOTECA UNIABEU : Art 3º A Biblioteca Central 1. Controla aquisições/ recebimentos/ assinaturas de periódicos; 2. Faz relatórios mensais, anuais, INEP/MEC; 3. Traça cronogramas de serviços no sistema e levantamentos de Bibliografias; 4. Estabelece diretrizes de funcionamento interno e externo das Bibliotecas (regulamentos, Politica de desenvolvimento de Coleções - PDC, e outras políticas); 5. Planeja visitas orientadas e treinamentos; 6. Cadastra Obras adquiridas; 7. Centraliza as multas a serem canceladas;

2 8. Estabelece diretrizes de classificação/ cadastro de obras; 9. Retira relatórios do sistema WAE; 10. Cadastra usuários no sistema; 11. Prepara relatórios para visitas do MEC; 12. Recebe, encaminha e executa solicitações dos Coordenadores dos cursos bem como da Coordenação Geral de Graduação; 13. Realiza transferências de livros (fisicamente e no sistema); 14. Realiza exclusão de Obras no sistema (extravio); 15. Coordena processo de inventários; 16. Controla recebimentos de monografias; 17. Edita site da Biblioteca e notícias; : Art 4º A Biblioteca Setorial 1. Realiza atendimento ao público; 2. Recebe e encaminha pedidos de cadastros de usuários; 3. Recebe e encaminha pedidos de cancelamentos de multas; 4. Controla o recebimento de livros e os atrasos; 5. Cadastra obras e exemplares vindos de doação; 6. Cadastra exemplares vindos de compra; 7. Realiza levantamento de quantidades para visitas do MEC; 8. Informa sobre extravios, perdas no acervo; 9. Realiza inventário;

3 DA EQUIPE E DESCRIÇÃO DOS CARGOS : Art 5º A equipe de funcionários da Biblioteca é composta por: um coordenador geral de biblioteca, Bibliotecário, assistente de biblioteca e auxiliar de biblioteca. 1º-Coordenação de Biblioteca: Gerenciar as bibliotecas UNIABEU. Planejar, implementar, coordenar, controlar e dirigir sistemas biblioteconômicos e ou de informação correspondentes as Bibliotecas UNIABEU. Estabelecer, coordenar e executar a política de seleção e aferição do material; integrante das coleções de acervo, programando as prioridades de aquisição dos bens patrimoniais para a operacionalização dos serviços. Disponibilizar informação em qualquer suporte aos usuários; Tratar tecnicamente e desenvolver recursos informacionais; disseminar informação com o objetivo de facilitar o acesso e geração do conhecimento; desenvolver estudos e pesquisas; realizar difusão info-comunicacional e cultural; desenvolver ações educativas. Pode, caso haja necessidade, prestar serviços de assessoria e consultoria. 2º-Bibliotecário: Realizar projetos relativos a estrutura de normalização da coleta, do tratamento e da recuperação e da disseminação das informações documentais em qualquer suporte; Estruturar e efetivar a normalização e padronização dos serviços técnicos de tratamento da informação fixando índices de eficiência, produtividade e eficácia nas áreas operacionais da biblioteconomia e ou ciência da informação; Disponibilizar informação em qualquer suporte aos usuários; Tratar tecnicamente e desenvolver recursos informacionais; disseminar informação com o objetivo de facilitar o acesso e geração do conhecimento; desenvolver estudos e pesquisas; realizar difusão info-comunicacional e cultural; desenvolver ações educativas. 3º-Assistente de Biblioteca: Auxiliar a Coordenação de Biblioteca. Atuar no tratamento, recuperação e disseminação da informação e executar atividades especializadas e administrativas relacionadas à rotina de unidades ou centros de documentação ou informação, quer no atendimento ao usuário, quer na administração do acervo, ou na manutenção de bancos de dados. Participar da gestão administrativa, elaboração e realização de projetos de extensão cultural. Colaborar no controle e na conservação de equipamentos. Participar de treinamentos e programas de atualização. 4º-Auxiliar de Biblioteca: Executa serviços de conservação e guarda de livros, revistas, jornais e demais materiais da biblioteca, utilizando regras de controle e fichas catalográficas próprias, das entradas e saídas destes; b) Mantém intercâmbio de informações para atualização do acervo bibliográfico e base de dados da biblioteca; 2) Recebe e organiza livros, revistas, jornais, DVD e outros de acordo com os procedimentos da unidade de informação; C) cadastramento de novos materiais no banco de dados e os agrupa por assunto nas estantes da biblioteca; d) controla entrada e saída de materiais; e) presta informações e atendimento aos usuários da biblioteca; f) auxilia no processo de aquisição de livros e formação de novas coleções;

4 auxilia no serviço de visitas orientadas dos usuários a biblioteca; atualiza informações da biblioteca nos sites e redes sociais. DO USUÁRIO E DO USO DA BIBLIOTECA :Art 6º São considerados usuários das Bibliotecas UNIABEU os alunos regularmente matriculados, professores, funcionários da UNIABEU e comunidade. 1º - Alunos regularmente matriculados. 2º - Professores e funcionários com contrato de trabalho em vigência. 3º-Alunos e professores de outras unidades da UNIABEU têm acesso a todos os serviços da Biblioteca mediante apresentação da carteirinha e consulta prévia à unidade a que pertencem, para obtenção de autorização. 4º-Comunidade em geral, com prioridade para os residentes no entorno das unidades da UNIABEU. :Art 7º Poderão usufruir dos serviços das Bibliotecas UNIABEU alunos regularmente matriculados, professores, funcionários técnico-administrativos da UNIABEU e comunidade. :Art 8º Para uso será necessário apresentação da carteira de identificação do estudante UNIABEU e/ou do documento de identificação com foto, em bom estado. São considerados documentos de identificação (carteira de identidade, passaporte, carteira de trabalho, carteira de motorista, carteiras de identidade de conselhos regionais e federações trabalhistas, tais como OAB, CREA, CRM, Fenaj etc., e também aqueles emitidos por órgãos públicos federais, como os ministérios) :Art 9º Não será efetuada nenhuma transação de serviços e produtos referentes a empréstimos e consultas locais sem a apresentação da carteira de identificação estudantil UNIABEU ou documento de identificação. :Art 10º Os espaços das Bibliotecas UNIABEU são de uso exclusivo para atividades de estudo e pesquisa, assim, o silêncio torna-se um direito do usuário ficando a critério dos funcionários da biblioteca solicitar a ausência daquele que vier a violar o direito ao silêncio, com manifestações que possam perturbar a ordem. :Art 11º A Biblioteca não se responsabiliza por quaisquer pertences dos alunos deixados nas suas dependências, considerando que os alunos transitam livremente com os mesmos,

5 não existindo um repositório determinado para a referida guarda. Os objetos pessoais esquecidos e/ou deixados nas dependências da biblioteca, dependendo da disponibilidade e possibilidade dos funcionários, serão entregues no Serviço de Atendimento. :Art 12º Os materiais deixados nas mesas da biblioteca por mais de 15 minutos, serão recolhidos e o espaço disponibilizado para outro usuário. :Art 13º Não é permitido nas dependências da Biblioteca: conversar em voz alta, fumar, consumir alimentos e bebidas, utilizar celular e linhas telefônicas da biblioteca, recolocar os livros nas estantes, utilizar o computador de consulta ao acervo em pesquisas particulares e trabalhos acadêmicos. DA INSCRIÇÃO : Art 14º Os Alunos regularmente matriculados tem sua inscrição automática. Os Professores, funcionários técnico-administrativos e estagiários da UNIABEU precisam fazer inscrição, pessoalmente, na biblioteca. Paragrafo Único: Regularmente o usuário deverá atualizar seus dados cadastrais junto a UNIABEU. DO CANCELAMENTO DA INSCRIÇÃO : Art 15º A inscrição será cancelada para o aluno, ao término do curso ou com o trancamento da matricula; para os professores e funcionários técnico-administrativos, com a rescisão do contrato de trabalho. DA RESPONSABILIDADE DO USUÁRIO : Art 16º Devolver as publicações, emprestadas por 7 dias e os livros de consulta local, que são emprestados com horário pré-estabelecido de entrega, no balcão de empréstimo (até as 21h30) : Art 17º O usuário deve verificar no ato do empréstimo as condições do material a ser emprestado, pois será cobrado dele qualquer dano constatado na obra.

6 : Art 18º É de única, total e exclusiva responsabilidade do usuário o material emprestado. Em caso de perda ou dano, o usuário deverá repor a obra no prazo de 15 (quinze) dias, e assumir a penalidade de multa e/ou bloqueio até a data da comunicação do fato a Biblioteca. :Art 19º É de única, total e exclusiva responsabilidade do usuário a manutenção e o cuidado pelos objetos de uso pessoal deixados nas dependências da Biblioteca. O usuário não pode deixar as instalações da biblioteca sem levar consigo todos os seus pertences. :Art 20º Zelar pelo ambiente adequado ao estudo, mantendo silêncio no espaço da Biblioteca, comportando-se de maneira adequada e socialmente compatível com o ambiente que a mesma representa. DO SERVIÇO :Art 21º Os produtos, serviços e treinamentos da Biblioteca são de uso exclusivo dos discentes e docentes da UNIABEU. 1º Pesquisa local: livre acesso a todo o material informacional pela comunidade em geral; 2 - Empréstimo domiciliar e renovação: oferecido à comunidade acadêmica, desde que devidamente cadastrada junto à biblioteca; 3 Renovação on-line: os empréstimos dos materiais informacionais podem ser renovados, através do catálogo on-line (através do o usuário entra na tela de acesso a biblioteca e aos seus serviços); 4 Pesquisa ao acervo presencial on-line; 5 Visita guiada; 6 Recepção e Treinamento de novos usuários; 7 Treinamento para pesquisa em base de dados e demais suportes na internet; 8 Levantamento Bibliográfico e suporte para pesquisa; 9 Empréstimo entre bibliotecas; 10 Permuta de revistas;

7 DO EMPRÉSTIMO DOMICILIAR : Art 22º O acervo da Biblioteca é composto de: livros, periódicos, teses, dissertações, Trabalhos de conclusão de cursos (TCCs), monografias, VHS, CDs, DVDs, entre outros tipos de materiais. : Art 23º É vedado ao usuário retirar, renovar e reservar material em nome de terceiros, salvo a devolução, que poderá ser feita na biblioteca de onde o material foi retirado. :Art 24º O empréstimo só será realizado por meio da apresentação da carteira de identificação do estudante UNIABEU e/ou do documento de identificação com foto, em bom estado. :Art 25º Não será feito empréstimo caso o usuário possua pendências com as bibliotecas (empréstimos em atraso, bloqueio ou suspensão). :Art 26º A multa e/ou o bloqueio dos serviços da biblioteca é cobrada por dia e por obra, exceto domingos e feriados. Para cada dia e por obra em atraso, será cobrado 2 dias de bloqueio do aluno em relação ao uso da biblioteca, bem como aos seus produtos e serviços. :Art 27º Não é permitido o empréstimo domiciliar de: Obras de referência (dicionários, enciclopédias e guias); Livros de consulta local (livros com 1 exemplar); Periódicos; Mais de 1 (um) exemplar da mesma obra por usuário. :Art 28º A administração das Bibliotecas reserva-se o direito de alterar os prazos de empréstimo, com a finalidade de possibilitar melhor atendimento. DO EMPRÉSTIMO PARA PESQUISA/CONSULTA LOCAL :Art 29º Definição: são títulos pertencentes à bibliografia básica ou complementar e os periódicos. Quantidade: é permitido o empréstimo de até 4 (quatro) títulos de consulta por usuário. Devolução: devem ser devolvidos somente no balcão de empréstimo da Biblioteca, no mesmo dia em que foram solicitados. 1º - Não é permitido fazer reserva deste tipo de obra.

8 Paragrafo único: A não devolução implicará na multa e/ou bloqueio dos serviços da biblioteca. Paragrafo único: as bibliotecas reservam-se o direito de alterar prazos, vetar saída de materiais bibliográficos, literários ou multimídia desde que assim determinem as orientações didático-pedagógicas. DAS QUANTIDADES E DOS PRAZOS DE EMPRÉSTIMO DOMICILIAR :Art 30º Aluno e funcionário técnico-administrativo (quantidade / prazo): É permitido o empréstimo de até 3 (três) livros e 1 (uma) obra de literatura por um prazo de 7 (sete) dias corridos. :Art 31º Professor (quantidade / prazo): É permitido o empréstimo de até 3 (três) livros e 1 (um) obra literária por um prazo de 10 (dez) dias corridos. Paragrafo único: o empréstimo do material multimídia (CDs. DVDs. VHS) é permitido ao usuário na quantidade de 1 material por vez e pelo prazo de 2 (dois) dias corridos. DA DEVOLUÇÃO : Art 32º As publicações retiradas por empréstimo devem ser devolvidas, no balcão de atendimento da Biblioteca, no prazo determinado. A não devolução do material nos prazos determinado implicará na cobrança da multa e/ou bloqueio dos serviços da biblioteca que incidirá sobre cada material em atraso. DA RENOVAÇÃO :Art 33º O empréstimo pode ser renovado por iguais períodos, desde que não haja reserva para a obra, por 4 (quatro) vezes, no máximo, através do sistema :Art 34º É recomendável efetuar a renovação um dia antes da data prevista para entrega, pois caso haja reserva para a obra, o usuário ficará impossibilitado de processar a renovação, e a data de entrega permanece a prevista, com multa pela devolução no dia seguinte. :Art 35º Ultrapassada a permissão de renovação através do site, o aluno deverá efetuar a renovação no balcão de empréstimo mediante a apresentação da obra. Deve-se

9 observar que o prazo de 7 dias é contado a partir da data da renovação, e não data do primeiro empréstimo. :Art 36º A justificativa de atraso na entrega de material bibliográfico, por impossibilidade de acesso à renovação do empréstimo on-line, não é aceita. Em caso da impossibilidade do acesso on-line, o usuário deve fazer a renovação, pessoalmente, na biblioteca. A multa pelo atraso é irrevogável. DAS RESERVAS :Art 37º O usuário poderá fazer a do documento que não estiver disponível no acervo através do sistema :Art 38º O usuário pode efetuar até 3 (três) reservas de obras, não disponíveis imediatamente no acervo, através do sistema :Art 39º O usuário será informado por ou telefone que o documento esta disponível para retirada por 48 (quarenta e oito) horas. Caso não seja retirada dentro do prazo estabelecido, a reserva será automaticamente cancelada. Não é permitida a reserva de título que já se encontre em poder do usuário. :Art 40º É permitida apenas aos usuários sem pendências com as Bibliotecas UNIABEU. DO EMPRÉSTIMO PARA PESQUISA/CONSULTA LOCAL :Art 41º Definição: são títulos pertencentes à bibliografia básica ou complementar e os periódicos. Quantidade: é permitido o empréstimo de até 4 (quatro) títulos de consulta por usuário. Devolução: devem ser devolvidos somente no balcão de empréstimo da Biblioteca, no prazo determinado. Reserva: Não é permitido fazer reserva deste tipo de obra. Paragrafo único: Em caso de não devolução ou extravio do material de pesquisa/consulta local no prazo determinado pela Biblioteca, o usuário esta sujeito ao regulamento da Biblioteca a qual a publicação pertence no tocante à multa e/ou bloqueio como forma de penalidade por o atraso e/ou extravio das obras de pesquisa/consulta local. DO ESPAÇO DA BIBLIOTECA :Art 42º

10 Salas de estudo em grupo são destinados a mais de um aluno, respeitando a capacidade máxima de 5 alunos por mesa. Para estudo individual os alunos devem utilizar as estações de estudo individuais (disponível no Campus 2 e 4). No Campus 1 e campus 6 temos disponíveis áreas reservadas para leituras individuais. :Art 43º Não será efetuada reserva de sala de estudo em grupo, bem como não será estabelecido limite de tempo de uso. :Art 44º Microcomputadores são os terminais de acesso e consulta aos acervos virtuais da biblioteca e destinados ao uso individual, portanto, sendo proibido seu uso para elaboração de trabalhos individuais ou em grupo. Os microcomputadores são de uso exclusivo dos discentes e docentes da UNIABEU. 1º - Cada terminal deverá ser utilizado por no máximo 2 (dois) usuários, por um tempo máximo de até 25 minutos, prorrogáveis desde que não haja fila de espera para uso das máquinas. 2º - Os terminais deverão ser utilizados exclusivamente para acesso e consulta ao acervo da Biblioteca UNIABEU. Para elaboração de trabalhos de qualquer espécie, pesquisas que necessitem do acesso à internet, consulta a o usuário deverá utilizar os laboratórios de informática. 3º Os terminais de consulta da biblioteca tem acesso à página da biblioteca e a base de dados para pesquisa. Os terminais deverão ser utilizados exclusivamente para pesquisa junto à base de dados na página da Biblioteca UNIABEU. :Art 45º A Sala de vídeo/dvd deverá ser reservada com antecedência. 1º - Na Biblioteca central e na biblioteca campus 6 há 1 ambiente de vídeo para grupos de até 10 pessoas, por vez. DAS MULTAS E PENALIDADES :Art 46º Abrange toda a comunidade UNIABEU: alunos, professores e funcionários técnicoadministrativos de todas as unidades. :Art 47º O não-cumprimento do prazo de devolução das publicações, implica na aplicação da penalidade de cobrança de multa e/ou o bloqueio e suspensão dos serviços da biblioteca. Para tanto, será cobrado por dia e por obra, exceto domingos e feriados.

11 1º - Para cada dia e por obra em atraso, será cobrado 2 dias de bloqueio e suspensão do usuário em relação ao uso da biblioteca, bem como aos seus produtos e serviços. 2º - Os materiais adicionais (CDs, disquetes, manuais, etc) que acompanham as publicações, em caso de atraso, a penalidade é cobrada separadamente, ou seja, será cobrado o atraso do livro e do material adicional que o acompanha. 3º em caso de pagamento de valor referente à multa, este deve ser efetuado pelo usuário junto ao setor financeiro da instituição, sob a orientação da Biblioteca. 4º O empréstimo de obras em outras bibliotecas está disponível aos usuários com situação regular na Biblioteca. O não cumprimento do regulamento das mesmas implica na suspensão de todos os serviços da Biblioteca ao usuário. 5º O usuário em pendência com a Biblioteca por obra ou multa em relação ao não pagamento de materiais extraviados e/ou destruídos terá suspensa a renovação da matrícula e trancamento até regularizar a situação. 6º O não cumprimento das disposições desse regulamento, pelo usuário, implicará na suspensão do uso dos serviços da Biblioteca, por tempo indeterminado. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS :Art 48º Os casos especiais e/ou que não constam neste Regulamento serão resolvidos pela Coordenação Geral de Bibliotecas UNIABEU.

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA Revisão 00 31/08/2009 Edição inicial Revisão 01 29/06/2011 - Nova redação para o Cap. I,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE E ESCOLA TÉCNICA NOVO RUMO

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE E ESCOLA TÉCNICA NOVO RUMO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE E ESCOLA TÉCNICA NOVO RUMO SUMÁRIO TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 DA INSTITUIÇÃO BIBLIOTECA... 3 DA FINALIDADE DESTE REGULAMENTO... 3 PRINCÍPIOS DA BIBLIOTECA...

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA Revisão 00 31/08/2009 Edição inicial Revisão 01 29/06/2011 - Nova redação para o Cap. I,

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA Revisão 00 31/08/2009 Edição inicial Revisão 01 29/06/2011 Nova redação para o Cap. I, art.

Leia mais

Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR).

Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR). RESOLUÇÃO Nº 001/2012 DA DIREÇÃO GERAL Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR). O Diretor Geral, no uso de suas atribuições, resolve disciplinar as normas

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE BÍBLICA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS FABAD PINDAMONHANGABA, SP, 2012 1 INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A BIBLIOTECA Função: Atender à comunidade acadêmica em suas necessidades bibliográficas

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FACULDADE SÃO CAMILO-MG

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FACULDADE SÃO CAMILO-MG 1 REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FACULDADE SÃO CAMILO-MG CAPÍTULO I Disposição preliminares Art 1º A Biblioteca da Faculdade São Camilo-MG tem por objetivo geral apoiar as atividades de ensino-aprendizagem

Leia mais

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca.

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo Regulamento da Biblioteca Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. Usuários da Biblioteca Alunos

Leia mais

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca.

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo Regulamento da Biblioteca Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. Usuários da Biblioteca Alunos

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACISABH

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACISABH REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACISABH Belo Horizonte 2014 REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACISABH 1 Da Finalidade da Biblioteca A Biblioteca FacisaBH tem como finalidade proporcionar ao corpo docente, discente

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DISPOSIÇÕES gerais CAPITULO I DA COMPETÊNCIA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DISPOSIÇÕES gerais CAPITULO I DA COMPETÊNCIA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DISPOSIÇÕES gerais CAPITULO I DA COMPETÊNCIA Art. 1º. Compete a Biblioteca da Faculdade do Vale do Ipojuca (Favip) planejar, preparar, organizar e controlar todas as atividades

Leia mais

Avenida Loja Maçônica Renovadora 68, no. 100 - CEP 14785-002 - Barretos/SP. Regulamento. Capítulo I. Disposições preliminares

Avenida Loja Maçônica Renovadora 68, no. 100 - CEP 14785-002 - Barretos/SP. Regulamento. Capítulo I. Disposições preliminares Regulamento Capítulo I Disposições preliminares Art. 1º. Este regulamento disciplina o funcionamento da Biblioteca Dr. Ranulpho Prata da Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata (FACISB).

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CIDADE LUZ FACILUZ TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. CAPÍTULO I Dos usuários e das inscrições

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CIDADE LUZ FACILUZ TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. CAPÍTULO I Dos usuários e das inscrições 1 REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CIDADE LUZ FACILUZ TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º - Este regulamento disciplina as normas que regem o funcionamento da biblioteca e as relações funcionais

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA SUMÁRIO 1 - INTRODUÇÃO... 3 2 - DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO... 3 3 - DAS INSCRIÇÕES... 3 4 - DO ACERVO... 3 5 - DO PRAZO DE EMPRÉSTIMO E QUANTIDADES DE VOLUMES... 4 6 - DA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO REDE DE BIBLIOTECAS FACULDADE PADRÃO

REGIMENTO INTERNO REDE DE BIBLIOTECAS FACULDADE PADRÃO REGIMENTO INTERNO REDE DE BIBLIOTECAS FACULDADE PADRÃO 2015 REGIMENTO REDE DE BIBLIOTECAS FACULDADE PADRÃO Título I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º - Este regulamento

Leia mais

PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 18/2008 DE 23 DE JUNHO DE 2008.

PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 18/2008 DE 23 DE JUNHO DE 2008. PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 18/2008 DE 23 DE JUNHO DE 2008. Estabelece normas para utilização da Biblioteca da Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente. O Diretor da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACIT

FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACIT FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACIT TÍTULO I DAS FINALIDADES Art.1º. O presente documento tem por finalidade estabelecer normas e rotinas para o funcionamento

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. PÍNDARO MACHADO SOBRINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. PÍNDARO MACHADO SOBRINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. PÍNDARO MACHADO SOBRINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este regulamento disciplina o funcionamento da Biblioteca Prof.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DA COMPETÊNCIA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DA COMPETÊNCIA DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DA COMPETÊNCIA Art.1º À gerência da biblioteca da FASAM compete desenvolver e implantar a política de desenvolvimento do seu acervo bibliográfico e promover: o tratamento, organização

Leia mais

BIBLIOTECA UEZO REGULAMENTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

BIBLIOTECA UEZO REGULAMENTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este documento tem por finalidade formalizar e instituir as normas de utilização da biblioteca, no que tange aos produtos e serviços oferecidos pela

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA DAMA E FACULDADE DAMA Regulamento Biblioteca DAMA

ESCOLA TÉCNICA DAMA E FACULDADE DAMA Regulamento Biblioteca DAMA ESCOLA TÉCNICA DAMA E FACULDADE DAMA Regulamento Biblioteca DAMA 1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca DAMA é um órgão suplementar da Escola Técnica DAMA e Faculdade DAMA, com regulamento próprio, conforme

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. SISTEMA DE BIBLIOTECAS IESI Faculdade Max Planck BIBLIOTECA HENRIQUE SCHULZ E HEV CAMPUS II. Sumário

REGULAMENTO GERAL. SISTEMA DE BIBLIOTECAS IESI Faculdade Max Planck BIBLIOTECA HENRIQUE SCHULZ E HEV CAMPUS II. Sumário SISTEMA DE BIBLIOTECAS IESI Faculdade Max Planck BIBLIOTECA HENRIQUE SCHULZ E HEV CAMPUS II. REGULAMENTO GERAL Sumário I. Do Regulamento e sua aplicação... 2 II. Dos usuários da Biblioteca... 2 III. Do

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento estabelece normas de uso e funcionamento da biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Art. 2º. A Biblioteca oferece aos seus usuários salas de estudo em grupo, cabines de estudo individuais e terminais de consulta e pesquisa.

Art. 2º. A Biblioteca oferece aos seus usuários salas de estudo em grupo, cabines de estudo individuais e terminais de consulta e pesquisa. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CECÍLIA MEIRELES FACULDADE METROPOLITANA Este regulamento visa estabelecer padrões e normas referentes ao funcionamento da Biblioteca Cecília Meireles da Faculdade Metropolitana,

Leia mais

O Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

O Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA CRCMG Nº 137/2009 APROVA ALTERAÇÕES NO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROFESSOR ANTÔNIO LOPES DE SÁ. O Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE HERRRERO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE HERRRERO MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE HERRRERO CURITIBA 2015 MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE HERRRERO Curitiba 2015 Rua Álvaro Andrade, 345 Bairro

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA ACADÊMICA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA ACADÊMICA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA ACADÊMICA Aprovado pela Resolução Consuni nº. 15/08, de 21/05/08. CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E DO FUNCIONAMENTO Art. 1º A Biblioteca Acadêmica, órgão de apoio às atividades do

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Regulamento TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento objetiva normalizar os aspectos de funcionamento da estrutura e administração da Biblioteca Júlio Bordignon da. TÍTULO II DOS

Leia mais

REGULAMENTO BIBLIOTECA DA FACULDADE FIP / MAGSUL DE PONTA PORÃ

REGULAMENTO BIBLIOTECA DA FACULDADE FIP / MAGSUL DE PONTA PORÃ REGULAMENTO BIBLIOTECA DA FACULDADE FIP / MAGSUL DE PONTA PORÃ Este regulamento visa estabelecer padrões e normas referentes ao funcionamento da Biblioteca das Faculdades MAGSUL, objetivando sempre o aperfeiçoamento

Leia mais

Normas de Utilização e de Funcionamento da Biblioteca Campus Cachoeiro de Itapemirim

Normas de Utilização e de Funcionamento da Biblioteca Campus Cachoeiro de Itapemirim Normas de Utilização e de Funcionamento da Biblioteca Campus Cachoeiro de Itapemirim Título I Disposições Gerais Art. 1º - As normas tem por finalidade regular o funcionamento e a utilização da Biblioteca

Leia mais

Faculdade de Ciências Humanas de Curvelo - FACIC. Regulamento Interno da biblioteca Dom Serafim Fernandes de Araújo

Faculdade de Ciências Humanas de Curvelo - FACIC. Regulamento Interno da biblioteca Dom Serafim Fernandes de Araújo Faculdade de Ciências Humanas de Curvelo - FACIC Regulamento Interno da biblioteca Dom Serafim Fernandes de Araújo Curvelo - 2011 Da natureza e finalidade Art. 01º. A Biblioteca Dom Serafim Fernandes de

Leia mais

REGIMENTO DA BIBLIOTECA. Rosmar Tobias FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃ DO NORTE

REGIMENTO DA BIBLIOTECA. Rosmar Tobias FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃ DO NORTE REGIMENTO DA BIBLIOTECA Rosmar Tobias FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃ DO NORTE SUMÁRIO 1 DOS OBJETIVOS... 3 2 DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA... 3 3 DA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA... 3 4 DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO...

Leia mais

REGULAMENTO DE BIBLIOTECAS

REGULAMENTO DE BIBLIOTECAS REGULAMENTO DE BIBLIOTECAS Este regulamento visa estabelecer padrões e normas para o funcionamento das Bibliotecas das Unidades de Ensino mantidas pela PITÁGORAS, objetivando sempre o aperfeiçoamento dos

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DO CONSELHO FEDERAL DE CONTA- BILIDADE

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DO CONSELHO FEDERAL DE CONTA- BILIDADE REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DO CONSELHO FEDERAL DE CONTA- BILIDADE CAPÍTULO I Da finalidade Art. 1º A Biblioteca do Conselho Federal de Contabilidade terá por finalidade: I - proporcionar ao presidente,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CAMPINEIRA DE ENSINO SUPERIOR E CULTURA - ACESC Instituto de Ensino Superior de Americana - IESA

ASSOCIAÇÃO CAMPINEIRA DE ENSINO SUPERIOR E CULTURA - ACESC Instituto de Ensino Superior de Americana - IESA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Capítulo I Disposições Preliminares Artigo 1º. - O presente regulamento estabelece normas de uso e funcionamento da Biblioteca do IESA - Instituto de Ensino Superior de Americana.

Leia mais

Regulamento Interno da Biblioteca Liliana Gonzaga Rede Gonzaga de Ensino Superior

Regulamento Interno da Biblioteca Liliana Gonzaga Rede Gonzaga de Ensino Superior Capítulo 1 - INTRODUÇÃO Art. 1. Este regulamento visa definir normas para a prestação de serviços da Biblioteca e a utilização dos serviços oferecidos pela Biblioteca Liliana Gonzaga e Faculdade REGES

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DO IBMEC

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DO IBMEC REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DO IBMEC 1. Do objetivo a) Este Regulamento estabelece as normas de funcionamento e dos serviços prestados pelas Bibliotecas do Ibmec. b) As normas prescritas neste documento

Leia mais

Regulamento da Biblioteca São José

Regulamento da Biblioteca São José 1 Regulamento da Biblioteca São José Pato Branco - PR 2 SUMÁRIO DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO... 3 DA NATUREZA E FINS... 3 DO ACERVO... 4 DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO... 4 DA ORGANIZAÇÃO... 5 DO PESSOAL...

Leia mais

Fatec Pindamonhangaba

Fatec Pindamonhangaba Regulamento da Biblioteca CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO Art. 1º - A Biblioteca da FATEC Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba, rege-se pelo Regimento desta Instituição e por este Regulamento. Art. 2º

Leia mais

Regulamento da Biblioteca da Escola Superior da Magistratura da AJURIS

Regulamento da Biblioteca da Escola Superior da Magistratura da AJURIS Regulamento da Biblioteca da Escola Superior da Magistratura da AJURIS Preâmbulo Ficam sujeitos a este regulamento, sem prejuízo de outras normas vigentes, todos os usuários da Biblioteca da Escola Superior

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE A INFRAESTRUTURA DA BIBLIOTECA

RELATÓRIO SOBRE A INFRAESTRUTURA DA BIBLIOTECA RELATÓRIO SOBRE A INFRAESTRUTURA DA BIBLIOTECA 1 RELATÓRIO SOBRE A BIBLIOTECA INFORMAÇÕES GERAIS: As bibliografias das disciplinas do curso estão atualizadas, e seguem o padrão de três obras para a bibliografia

Leia mais

CAPÍTULO I. Da finalidade. Art. 1º A Biblioteca do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo terá por finalidade:

CAPÍTULO I. Da finalidade. Art. 1º A Biblioteca do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo terá por finalidade: NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA NELSON RODRIGUES, DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO CAPÍTULO I Da finalidade Art. 1º A Biblioteca do Conselho Regional de Contabilidade

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO BARRIGA VERDE

CENTRO UNIVERSITÁRIO BARRIGA VERDE CENTRO UNIVERSITÁRIO BARRIGA VERDE REGULAMENTO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA CENTRO UNIVERSITÁRIO BARRIGA VERDE - UNIBAVE REGULAMENTO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art.

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS: Art. 1 - A Biblioteca da FACSETE Faculdade Sete Lagoas, tem como objetivo, a disseminação da informação através da aquisição, organização, e conservação

Leia mais

FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO DE PIRACICABA

FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO DE PIRACICABA FACULDADE SALESIANA DOM BOSCO DE PIRACICABA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA A biblioteca Pe. Mário Quilici, da Faculdade Salesiana Dom Bosco de Piracicaba tem por objetivo proporcionar aos professores, alunos,

Leia mais

NORMAS DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UVA

NORMAS DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UVA NORMAS DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UVA 1.º - Da inscrição Visitante e Visitante Ex-Aluno 1- Para freqüentar a Biblioteca é necessário cadastrar-se como usuário, identificando-se sempre como Visitante

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I Das disposições gerais Art. 1º. A Biblioteca, tem por objetivo oferecer suporte informacional à toda Instituição, podendo ser aberta à comunidade para consulta bibliográfica.

Leia mais

Capítulo 1 Dos termos

Capítulo 1 Dos termos Resolução n 03 do Conselho de Ensino Superior O Conselho de Ensino Superior da Faculdade Três de Maio SETREM reformula o Regulamento da Biblioteca José de Alencar e dá outras providências. Capítulo 1 Dos

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 15, DE 17 DE AGOSTO DE 2010.

INSTRUÇÃO Nº 15, DE 17 DE AGOSTO DE 2010. Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF INSTRUÇÃO Nº 15, DE 17 DE AGOSTO DE 2010. A PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE, no uso das atribuições que

Leia mais

CAPÍTULO I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO

CAPÍTULO I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO 1 CAPÍTULO I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO Art.1º - Institui o regulamento da BIBLIOTECA DA FACULDADE UNISSA DE SARANDI, com o objetivo de definir normas para prestação e utilização dos serviços e garantir

Leia mais

BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Recife, 2010 1. Objetivo A Biblioteca Pe Carlos Leôncio Alves da Silva, tem como objetivo atuar junto à comunidade

Leia mais

BIBLIOTECA PROFESSOR VIDAL VANHONI

BIBLIOTECA PROFESSOR VIDAL VANHONI BIBLIOTECA PROFESSOR VIDAL VANHONI NORMAS DE FUNCIONAMENTO O acervo desta Biblioteca está à disposição: - Da comunidade em geral, para consultas; - Dos alunos, professores(as) e funcionários(as) da FESP

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA FACULDADE DE JAGUARIÚNA FAJ SB-FAJ Sistema de Bibliotecas da FAJ INSTITUTO EDUCACIONAL JAGUARY - IEJ JAGUARIÚNA/SP 2015 SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ O Sistema de Bibliotecas da FAJ - SB-FAJ Faculdade

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO DA REDE DE BIBLIOTECAS

NORMAS DE ATENDIMENTO DA REDE DE BIBLIOTECAS 1. OBJETIVO As presentes NORMAS DE ATENDIMENTO regulam os procedimentos para utilização do espaço físico e acervo das Bibliotecas da Estácio. 2. DEFINIÇÕES Pergamum - Sistema Integrado de Bibliotecas utilizado

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA FAJ

FACULDADE DE JAGUARIÚNA FAJ FACULDADE DE JAGUARIÚNA FAJ SB-FAJ Sistema de Bibliotecas da FAJ INSTITUTO EDUCACIONAL JAGUARY - IEJ JAGUARIÚNA/SP 2013 SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ O Sistema de Bibliotecas da FAJ - SB-FAJ Faculdade

Leia mais

A qualquer usuário é permitido o acesso à Biblioteca de Saúde Pública, bem como a consulta aos seus acervos, nos dias e horários de funcionamento.

A qualquer usuário é permitido o acesso à Biblioteca de Saúde Pública, bem como a consulta aos seus acervos, nos dias e horários de funcionamento. A BIBLIOTECA DE SAÚDE PÚBLICA A Biblioteca de Saúde Pública, que integra a Rede de Bibliotecas da Fiocruz, foi criada em 1954 e tem como missão contribuir para o desenvolvimento da Saúde Pública através

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Edina Watfa Elid Duenhas

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Edina Watfa Elid Duenhas REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Edina Watfa Elid Duenhas Bibliotecária Esp. - Mara Liz Souza da Cunha 2ª revisão atualizada O Regulamento da Biblioteca foi aprovado pelo CONSUP mediante a Resolução nº 012/2013

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Regulamenta o funcionamento da biblioteca no âmbito da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés. Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento tem por

Leia mais

POSTO DE ATENDIMENTO DE ARAXÁ (Biblioteca Setorial de Araxá BSA) REGULAMENTO DE USO E EMPRÉSTIMO

POSTO DE ATENDIMENTO DE ARAXÁ (Biblioteca Setorial de Araxá BSA) REGULAMENTO DE USO E EMPRÉSTIMO POSTO DE ATENDIMENTO DE ARAXÁ (Biblioteca Setorial de Araxá BSA) REGULAMENTO DE USO E EMPRÉSTIMO Estas normas disciplinam o uso do Posto de Atendimento de Araxá (Biblioteca Setorial de Araxá - BSA), bem

Leia mais

REGULAMENTO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA GETÚLIO VARGAS

REGULAMENTO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA GETÚLIO VARGAS REGULAMENTO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA GETÚLIO VARGAS A Presidente da Academia de Educação Montenegro, no uso de suas atribuições regimentais e regulamentares, tendo em vista o Regimento Interno das Faculdades

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO VALE DO ITAPECURU

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO VALE DO ITAPECURU REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO VALE DO ITAPECURU Este regulamento visa estabelecer padrões e normas referente ao funcionamento da Biblioteca da Faculdade do Vale do Itapecuru - FAI, objetivando

Leia mais

JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Secretaria Administrativa

JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Secretaria Administrativa PORTARIA Nº 108-JF/RN, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2006. O DIRETOR DO FORO DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais e, CONSIDERANDO: a) o aumento do número do acervo da biblioteca

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA GEORGE ALEXANDER. Capítulo I Disposições Preliminares

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA GEORGE ALEXANDER. Capítulo I Disposições Preliminares UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA GEORGE ALEXANDER Capítulo I Disposições Preliminares Art. 1º Este regulamento disciplina o funcionamento da Biblioteca George Alexander

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB 1. INTRODUÇÃO O Sistema de Bibliotecas da UCB possui um acervo com mais de 200.000 volumes possibilitando o acesso dos usuários aos livros, sistemas de consulta,

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS. Art. 2º As Bibliotecas da Univás estão a serviço da comunidade, oferecendo aos usuários:

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS. Art. 2º As Bibliotecas da Univás estão a serviço da comunidade, oferecendo aos usuários: REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1 Este Regulamento normatiza o funcionamento das Bibliotecas da Universidade do Vale do Sapucaí Univás, mantida pela Fundação de Ensino Superior

Leia mais

UNIVERSIDADE NILTON LINS SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNINILTON LINS BIBLIOTECA CENTRAL NORMA DAS BIBLIOTECAS DA UNINILTON LINS

UNIVERSIDADE NILTON LINS SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNINILTON LINS BIBLIOTECA CENTRAL NORMA DAS BIBLIOTECAS DA UNINILTON LINS 1 UNIVERSIDADE NILTON LINS SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNINILTON LINS BIBLIOTECA CENTRAL NORMA DAS BIBLIOTECAS DA UNINILTON LINS O Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Nilton Lins é

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FAME

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FAME REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FAME Letícia do Carmo Miranda Bibliotecária FAME - CRB 6 / 2443 BARBACENA/MG 2014 Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regimento contém as normas que disciplinarão

Leia mais

Regulamento da Biblioteca

Regulamento da Biblioteca Regulamento da Biblioteca Art. 1º A Biblioteca da Unicampo - Faculdade União de Campo Mourão é regida pelo presente Regulamento e por normas adicionais emitidas pelos órgãos competentes da Faculdade União

Leia mais

REGULAMENTO. BIBLIOTECA Dr. ÉLCIO COSTA COUTO

REGULAMENTO. BIBLIOTECA Dr. ÉLCIO COSTA COUTO 1 REGULAMENTO BIBLIOTECA Dr. ÉLCIO COSTA COUTO DA FINALIDADE ARTIGO 1º - A biblioteca Dr. Élcio Costa Couto da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras do Alto São Francisco FASF, mantida pelas Obras Sociais

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS: CENTRAL E INFANTIL

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS: CENTRAL E INFANTIL REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS: CENTRAL E INFANTIL DA NATUREZA Art. 1º - A Biblioteca do Colégio Catarinense, apresentando características inovadoras, alicerçada no conhecimento e na qualidade na prestação

Leia mais

FACULDADE FRUTAL FAF REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCRITORA MAGNÓLIA ROSA

FACULDADE FRUTAL FAF REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCRITORA MAGNÓLIA ROSA FACULDADE FRUTAL FAF REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCRITORA MAGNÓLIA ROSA Frutal/MG 2014 1 UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO PRESIDENTE: José Fernando Pinto da Costa VICE-

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO TOCANTINS PORTARIA Nº 41, DE 21 DE AGOSTO DE 2012.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO TOCANTINS PORTARIA Nº 41, DE 21 DE AGOSTO DE 2012. MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO TOCANTINS PORTARIA Nº 41, DE 21 DE AGOSTO DE 2012. Aprova o Regulamento Interno da Biblioteca da PR/TO. O PROCURADOR-CHEFE DA PROCURADORIA

Leia mais

REGULAMENTO DA SALA DE LEITURA Anexo III

REGULAMENTO DA SALA DE LEITURA Anexo III REGULAMENTO DA SALA DE LEITURA Anexo III CAPÍTULO I DA Finalidade Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade orientar e normalizar o serviço de circulação de obras da Sala de Leitura da Associação

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA - UNILUS

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA - UNILUS REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA - UNILUS Este regulamento visa estabelecer padrões e normas referentes ao funcionamento do Sistema de Bibliotecas do Centro Universitário Lusíada

Leia mais

REGIMENTO INTERNO BIBLIOTECA MACHADO DE ASSIS

REGIMENTO INTERNO BIBLIOTECA MACHADO DE ASSIS REGIMENTO INTERNO BIBLIOTECA MACHADO DE ASSIS Aprova o Regimento da Biblioteca do Colégio Cenecista Dr. Julio Cesar Ribeiro Neves e dá outras providências. A Diretora do Colégio Cenecista Dr. Julio Cesar

Leia mais

REGIMENTO DA BIBLIOTECA UNIFAVIP DeVry

REGIMENTO DA BIBLIOTECA UNIFAVIP DeVry REGIMENTO DA BIBLIOTECA UNIFAVIP DeVry REGIMENTO DA BIBLIOTECA UNIFAVIP DeVry DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DA COMPETÊNCIA Art. 1º. Compete a Biblioteca do Centro Universitário do Vale do Ipojuca (UNIFAVIP

Leia mais

REGULAMENTO DA Biblioteca Campus UFRJ-Macaé Professor Aloísio Teixeira/FUNEMAC

REGULAMENTO DA Biblioteca Campus UFRJ-Macaé Professor Aloísio Teixeira/FUNEMAC REGULAMENTO DA Biblioteca Campus UFRJ-Macaé Professor Aloísio Teixeira/FUNEMAC 1- Horário de Funcionamento 08:00 às 21:00 horas ininterruptas. No período de férias, o horário será reduzido. 2- Normas do

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS I. Da Finalidade Art. 1º. O Sistema de Bibliotecas da Universidade São Judas Tadeu, constituídas atualmente por duas Unidades de Bibliotecas,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. DR. JOÃO FRANCISCO GONSALEZ

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. DR. JOÃO FRANCISCO GONSALEZ REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. DR. JOÃO FRANCISCO GONSALEZ Art. 1º - A Biblioteca Prof. Dr. João Francisco Gonsalez da Faculdade Catuaí é um órgão com administração própria, subordinada diretamente à

Leia mais

Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO

Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º - Este regulamento tem como objetivo definir normas para prestação e utilização dos serviços da Biblioteca da FAL - Faculdade

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015.

PRÓ-REITORIA DE ENSINO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015. Estabelece o regulamento para Utilização da Biblioteca. A PRÓ-REITORA DE ENSINO, usando da atribuição que lhe confere o inciso IV, do artigo 41, do Estatuto

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica alterado, conforme anexo, o Regulamento do Sistema de Bibliotecas da Universidade São Francisco USF.

R E S O L U Ç Ã O. Fica alterado, conforme anexo, o Regulamento do Sistema de Bibliotecas da Universidade São Francisco USF. RESOLUÇÃO CONSUN 8/2015 ALTERA O REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. O Presidente do Conselho Universitário CONSUN, no uso das atribuições que lhe confere o art. 14,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CECÍLIA MEIRELES

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CECÍLIA MEIRELES REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CECÍLIA MEIRELES 1) DO ACESSO E DO FUNCIONAMENTO 1.1) Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h50min. 1.2) Quem pode usar a Biblioteca: I. Alunos regularmente

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. FUPAC FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTONIO CARLOS Faculdade Presidente Antônio Carlos de Nova Lima BIBLIOTECA PROFESSOR BONIFÁCIO ANDRADA

GUIA DO USUÁRIO. FUPAC FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTONIO CARLOS Faculdade Presidente Antônio Carlos de Nova Lima BIBLIOTECA PROFESSOR BONIFÁCIO ANDRADA GUIA DO USUÁRIO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO De segunda às sextas-feiras: de 13:00h às 21:50h. OBS: No período de férias, o horário de funcionamento poderá sofrer alterações. CADASTRAMENTO DOS USUÁRIOS Para

Leia mais

Biblioteca UNIFESP Campus Diadema

Biblioteca UNIFESP Campus Diadema Endereço: Rua Manoel da Nóbrega, 1149, Centro Diadema, CEP: 09910-720 Tel.: 3319-3460 e-mail: biblioteca.diadema@unifesp.br Horário de funcionamento: De segunda a sexta: das 8:00 às 20:45hs Sábados: das

Leia mais

BIBLIOTECA JOÃO LÁZARO FERREIRA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO

BIBLIOTECA JOÃO LÁZARO FERREIRA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO BIBLIOTECA JOÃO LÁZARO FERREIRA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO 1. DA BIBLIOTECA Art. 1º. A Biblioteca João Lázaro Ferreira da Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás tem por finalidade reunir,

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013.

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013. INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013. A DIRETORA EM EXERCÍCIO DO CÂMPUS DE PARANAÍBA da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais, resolve:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 45/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO Nº 23199.000547/2012-82

RESOLUÇÃO Nº 45/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO Nº 23199.000547/2012-82 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO RESOLUÇÃO Nº 45/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre o regulamento das bibliotecas dos câmpus

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. RAIMUNDO MARINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. RAIMUNDO MARINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO BAIXO SÃO FRANCISCO DR. RAIMUNDO MARINHO FACULDADE RAIMUNDO MARINHO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. RAIMUNDO MARINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Seção I Da Biblioteca Art.

Leia mais

SETOR DE BIBLIOTECA REGULAMENTO

SETOR DE BIBLIOTECA REGULAMENTO SETOR DE BIBLIOTECA REGULAMENTO Capítulo I Dos Princípios Gerais Art. 1º O presente Regulamento visa disciplinar e normalizar o Serviço de Atendimento das Bibliotecas São Camilo Campus I e Campus II, no

Leia mais

BIBLIOTECA CENTRAL. EMPRÉSTIMO DOMICILIAR: Retirada de material bibliográfico da biblioteca, mediante apresentação da carteira de usuário.

BIBLIOTECA CENTRAL. EMPRÉSTIMO DOMICILIAR: Retirada de material bibliográfico da biblioteca, mediante apresentação da carteira de usuário. BIBLIOTECA CENTRAL A FACULDADE ALIANÇA DE ITABERAI coloca à disposição do seu corpo docente, discente e administrativo e comunidade em geral, uma biblioteca organizada segundo os princípios da biblioteca,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA 1 INTRODUÇÃO A Biblioteca é referida pelos Estatutos da FAJE no Título II, Cap. II, Art. 20, 1, e no Título 111, Art. III, Artigos 61, 64 69. Este regulamento deve ser revisto

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 04/14 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 04/14 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 04/14 CONSUNI HOMOLOGA A PORTARIA Nº 35/13 QUE APROVOU AD REFERENDUM O REGULAMENTO DO SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE. O Conselho

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA COMPETÊNCIA Art.1º. A Biblioteca da Faculdade Canção Nova tem atribuição de desenvolver e implantar política de desenvolvimento do respectivo acervo e promover o tratamento,

Leia mais

PORTARIA DETRAN/RS Nº 456, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui a Biblioteca do DETRAN/RS e dá outras disposições. O DIRETOR-PRESIDENTE DO

PORTARIA DETRAN/RS Nº 456, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui a Biblioteca do DETRAN/RS e dá outras disposições. O DIRETOR-PRESIDENTE DO PORTARIA DETRAN/RS Nº 456, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui a Biblioteca do DETRAN/RS e dá outras disposições. O DIRETOR-PRESIDENTE DO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1. A Biblioteca Clarice Lispector tem como finalidade proporcionar ao corpo docente, discente, pesquisadores e servidores do Instituto

Leia mais

REGIMENTO BIBLIOTECA FANOR

REGIMENTO BIBLIOTECA FANOR REGIMENTO BIBLIOTECA FANOR FACULDADES NORDESTE Direção Geral Marcelo Adler Coordenação Geral Acadêmica Humberto Barroso da Fonseca Supervisão da Biblioteca Francisca Carla Pereira Pinto Bernardo I. DA

Leia mais

Manual de uso e Regras da Biblioteca

Manual de uso e Regras da Biblioteca Manual de uso e Regras da Biblioteca A Biblioteca é parte integrante do processo educativo da ETEC Dr. Emílio Hernandes Aguilar, de forma a alcançar o desenvolvimento das competências de informação, ensino,

Leia mais

Art. 1º Atualizar o Regulamento que disciplina o funcionamento da Biblioteca do Tribunal Regional do Trabalho, conforme o que segue:

Art. 1º Atualizar o Regulamento que disciplina o funcionamento da Biblioteca do Tribunal Regional do Trabalho, conforme o que segue: ATO EJTRT Nº 03/2014 O DIRETOR DA ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições regimentais e regulamentares, CONSIDERANDO os objetivos da Escola Judicial do

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA SERRA SUMÁRIO REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA... 2 DOS OBJETIVOS:... Erro! Indicador não definido. DO HORÁRIO

Leia mais