Recomendações para a instalação de pisos prémoldados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Recomendações para a instalação de pisos prémoldados"

Transcrição

1 Recomendações para a instalação de pisos prémoldados de escada norament Orientações / Aspectos Gerais Durante o trabalho com adesivos e materiais auxiliares devem ser observadas as instruções do fabricante do adesivo e as instruções da Portaria sobre Substâncias Perigosas. As bases de qualquer instalação de piso são as regras técnicas da norma DIN "Revestimentos para pavimentos". As presentes recomendações são uma complementação para nossos produtos específicos e são compilados com base no melhor de nosso conhecimento, fundado na experiência e em ensaios técnicos. Em caso de dúvida, convém realizar alguns testes de aderência por conta própria. Não temos influência sobre o procedimento adequado no assentamento, portanto não podemos garantir os resultados. Garantia e responsabilidade ficarão limitadas a nossas condições de entrega e pagamento. Antes da instalação de pisos noraplan e norament observe-se o seguinte: A. O contrapiso Como base de assentamento prestam-se argamassas cfe. VOB, parte C, DIN "Trabalho com argamassa", mastique betuminoso cfe. DIN "Trabalho de pavimentação asfáltica", chapas de aglomerado, compensado, etc. O contrapiso deve ser uma superfície plana, de acordo com DIN , Parte 5, linha 4, o que significa que, por ex., na faixa de dimensão nominal de 10 cm, não deve haver um desvio relativo ao plano que seja superior a 1 mm (evitar lances curtos de espátula). A preparação do substrato (por exemplo: lixamento, escovação com escovas de aço, jateamento com esferas de aço, aplicação de selador, massa de enchimento, etc) e sua inspeção (exemplo: dureza, planicidade, umidade, etc) devem ser efetuadas de acordo com as normas técnicas do VOB, parte C, DIN "Revestimentos de pisos" bem como as recomendações dos fabricantes de primers, massas de regularização e adesivos. Antes da instalação do noraplan geralmente é preciso aplicar massa de regularização. Massas de regularização de baixa tensão apresentam menor absorção. Isto deve ser levado em conta usando adesivo de dispersão e controlando o momento de instalação dos pisos, porque a água contida no adesivo de dispersão precisa em grande parte ser absorvida pelo ar. Em contrapisos não-absorventes é preciso passar espátula dentada de pelo menos 3 mm. Na área seca de pedestres se usam massas de enchimento e de compensação comerciais comuns, adequadas para cadeiras com rodinhas. No caso de exposição ao tráfego de veículos (empilhadeiras, por exemplo), o preenchimento é feito com massa de regularização para serviços pesados, por exemplo à base de poliuretano. A temperatura do contrapiso durante o assentamento e a cura do adesivo deve ser de pelo menos 15 C.

2 B. O controle de materiais A uniformidade de cor e de carga do piso a ser colocado deve ser verificada (número de controle no rótulo da embalagem). Reclamações por defeitos ou troca de materiais somente são possíveis para material não instalado. Custos adicionais não são reembolsados. Pisos noraplan e norament precisam de certa temperatura do contrapiso. No inverno, o piso a ser aplicado deve ser armazenado por vários dias em temperatura de instalação. Revestimentos noraplan e norament têm uma seta na parte de baixo. Faixas [material em rolo] ou placas devem ser assentadas sempre na mesma direção da seta. Piso condutivo noraplan e norament tem no verso a marcação "ec" ou "ed". Ao se usarem materiais auxiliares, deve-se observar o que estabelecem as disposições mais recentes da TRGS 610. C. Após a instalação Areia, pedras, aparas e objetos pontiagudos podem causar danos irreparáveis ao piso resiliente. Especialmente na fase da construção, o piso colocado é freqüentemente danificado por outros trabalhos. Portanto, durante a construção é importante proteger o chão com materiais adequados. No caso de cor única, é obrigatória uma cobertura adequada do piso nora durante a fase de construção. Um sistema de proteção adequada do chão que pode ser recolhido e reutilizado é fornecido pela empresa Rele, por exemplo. Para mais informações, consulte D. Outras questões Cadeiras de escritório devem ser equipadas com rodízios cfe. norma DIN EN 12529, tipo W (superfícies de rolamento macias). Da mesma forma, em dispositivos móveis, a pressão média do rodízio sobre a superfície não deve exceder 4 N / mm ². No caso de utilização de cadeira de rodas, a argamassa e os materiais auxiliares (por exemplo, massa de regularização, adesivo) precisam ser adequados para rodízios de cadeira. Ao instalar pisos com aquecimento embutido, deve-se observar o conteúdo do folheto "Revestimentos de piso resilientes e têxteis e parquet em construções de piso aquecido" ["Elastische Bodenbeläge, textile Bodenbeläge und Parkett auf beheizten Fußbodenkonstruktionen"] e as informações adicionais (julho de 1984) (publicado pela Federação Nacional da Construção Civil [Zentralverband des Deutschen Baugewerbes e.v.], Bonn), especialmente em relação à temperatura e secagem do contrapiso, antes, durante e depois da instalação (Seção 8.5). Se foi convencionada a norma DIN 4725, Parte 4, piso aquecido com água quente, deve-se atentar para esta também. Neste caso, só são permitidos adesivos com resistência adequada à temperatura.

3 A instalação de piso pré-moldado norament com degraus retos, espelhos e testeiras O piso de escada pré-moldado norament é testeira, piso e espelho de degrau numa única peça. Somente pode ser utilizado em interiores. A colagem é feita com switchtec Goman 240 ou cola de contato. A parte superior do espelho (testeira) é fabricada com ângulo de cerca de 80. Por isso degraus com espelho que apresente recuo considerável não podem receber este revestimento. Também estão disponíveis cantos laterais pré-moldadoprémoldados para o lado parede e o lado corrimão de escadas com ângulo reto. Instruções para o assentamento de cantos e quinas de degrau. Canto de degrau para o lado parede TW 7006 U Ângulo externo Canto de degrau para o lado corrimão TW 7006 U Ângulo externo TG 7005 U Ângulo interno TG 7003 U Ângulo interno Perfil igual ao Rodapé A 5013 U Perfil igual ao Perfil de Finalização A 5013 U Primeiro os cantos de degrau são cortados na medida certa com tesoura especial para corte de filete em perfil. Para tanto, os cantos são deitados sobre o degrau, sobrepostos entre si, ajustados e cortados de uma só vez. Em seguida, os cantos podem ser colados entre si em definitivo com superbonder.

4 Os perfis de finalização são iguais e constituem a continuidade na quina aberta do pedestal. Em seguida, a quina de escada é cortada de modo que se ajuste, e colada. Instruções para a instalação de degraus prémoldadopré-moldadosmoldados norament O substrato ou base de assentamento A quina frontal do degrau precisa ser reta e corresponder à forma do perfil. Quinas arredondadas ou onduladas impedem que o piso pré-moldado da escada se assente integralmente sobre a quina, que é o ponto da escada que maior carga recebe. Se a quina apresentar certo molejo, pode ser prejudicada a colagem bem como o piso pré-moldado do degrau. Quinas quebradas ou que não apresentem ângulo reto precisam ser retificadas com massa de enchimento, utilizando-se esquadro de reparo. Para tanto se utilizam massas de enchimento comerciais comuns. Bases poeirentas e/ou porosas precisam receber uma aplicação de primer. O tratamento prévio do substrato (por exemplo lixar, passar escova de aço, primer, massa de enchimento etc) e o teste (por exemplo de dureza, umidade, planicidade etc) são realizados conforme as regras técnicas VOB, parte C, DIN "Revestimento de pisos" e seguindo as recomendações dos fabricantes de primers, massas de regularização e adesivos. Durante a instalação e a cura do adesivo, a temperatura do substrato precisa ser de no mínimo 15 C. Para a sua instalação, o piso prémoldadomoldado de escada norament precisa ter a temperatura do substrato em que será assentado. No inverno, por isso, o degrau prémoldadomoldado de escada precisa ser estocado na temperatura em que será assentado. Assentamento e colagem O assentamento do piso pré-moldadomoldado de escada norament começa pelo primeiro degrau inferior. Para tanto se corta a parte do espelho de um piso pré-moldado de escada, a qual será ajustada e colada no espelho do último degrau inferior, para então ser aparada de modo a se ajustar à quina do degrau.

5 A parte restante (testeira com piso do degrau) será utilizada no último degrau superior da escada. No caso de se utilizar um revestimento que dê continuidade ao piso, por exemplo na área do pedestal, dever-se-ia usar apenas a quina do degrau sem o respectivo piso, a fim de evitar diferenças de cor. O corte do piso do degrau, neste caso, é feito no rebaixo após a quina. Rebaixo Espelho do piso prémoldado de escada Para não prejudicar a estética, o dimensionamento é feito de tal forma que o espelho não apresente pastilhas incompletas, isto é, a borda superior do espelho precisa coincidir com a espessura do piso norament menos a altura da pastilha. Caso não se consiga evitar a junção entre a parte do espelho e norament com pastilha incompleta, a conexão com igualdade de altura somente é possível até 5,0 mm de espessura total. No caso de norament mais grosso pode ocorrer um desencontro de altura. Esse desencontro pode ser atenuado mediante utilização de massa de rejunte nora. Confira a respectiva recomendação de processamento. Corte correto de pisos pré-moldadopré-moldados de escada norament 1. Ajustar o piso pré-moldado com precisão num lado da escada (por exemplo, no lado corrimão). Aplicar um risco para na aba inferior da quina e também no segmento de espelho, conforme a figura 1. Figura 1 2. Deslocar o piso pré-moldado de escada até encostar no lado oposto (por exemplo, o lado parede).

6 3. Utilizando um compasso (ferramenta nora), medir a diferença entre dois traços e reduzir o compasso em cerca de 1,5 mm (figura 2). Figura 2 4. Examinar o assentamento exato do piso pré-moldado (quina do degrau) e traçar a medida com o compasso ao longo da parede (figura 3). Figura 3 5. Cortar fora o excesso com o estilete apropriado (lâmina de gancho maior), fazendo um corte levemente menor em ambos os lados (figura 4). Figura 4 6. Colocar a seco e controlar o assentamento exato, em seguida colar com adesivo seco especial em rolo, Goman 240, ou adesivo adequado. Atenção: no caso de escada pré-moldada com fita de segurança, após o corte exato do piso pré-moldado, a colagem das fitas precisa ser complementada nas extremidades usando superbonder.

7 É preciso observar com exatidão as orientações e diretrizes de processamento dos fabricantes de adesivo. Em caso de dúvida, o fabricante do adesivo precisa confirmar que o adesivo se presta para a colagem do piso pré-moldado de escada sobre determinado substrato. 1. Adesivo de contato A aplicação do adesivo deve ser feita com a espátula levemente dentada (por exemplo TKB A5) sobre o substrato de assentamento e o lado inferior do revestimento. Consumo: cerca de 450 g / m2. Substituir lâminas dentadas desgastadas em tempo hábil. TKB A5 Importante: a parte vertical da quina do espelho (testeira) não é colada. As ranhuras na transição entre degrau horizontal e espelho não devem ser preenchidas com adesivo. Nesta área é preciso utilizar o pincel para a aplicação do adesivo, aplicando-o nas ranhuras em sentido longitudinal. O tempo de secagem do adesivo depende da temperatura e da umidade do ar, podendo-se fazer um teste com o dedo. O adesivo ainda precisa apresentar aderência, sem formar fios. No lado inferior de revestimentos de borracha a película de adesivo seca mais rapidamente do que em revestimentos de PVC. Começando com o segmento de espelho cortado, este é inserido com precisão e pressionado. Principalmente a escada pré-formada de 2 m não deve ser envergada nem dobrada na operação, para não esticar excessivamente a parte vertical da quina (testeira), o que causaria ondulações. Isto exige o trabalho conjunto de duas pessoas. A transição entre degrau e espelho apresenta ranhuras por baixo. A ela se aplica um arredondamento uniforme, para então ser pressionada sobre a quina. O excesso do espelho é recortado com o degrau, com leve corte a menos. Imediatamente após o assentamento, o piso pré-moldado é pressionado e esfregado. Um deslocamento horizontal sobre o adesivo não é possível. Durante a instalação e durante o tempo de cura do adesivo, o piso prémoldado de escada norament precisa ser protegido contra alterações de temperatura (por exemplo, por irradiação solar). Limpeza úmida ou com água somente pode ser realizada após a cura do adesivo, que é de cerca de 48h.

8 Particularidades: As ranhuras da conexão entre o piso pré-moldado e os cantos da escada podem ser rejuntadas com massa de rejunte nora. Para as ranhuras entre as quinas de escada e os revestimentos pode-se utilizar massa de rejunte TH ou, no caso de revestimentos lisos, cordão térmico nora. Confira as respectivas recomendações de processamento. Fita de colagem especial para piso pré-moldado de escada norament switchtec Goman 240 é uma fita de montagem aderente nos dois lados, feita com filme adesivo de contato pré-secado, para a colagem de pisos prémoldados de escada norament. Este adesivo é isento de aditivos solventes, clorados e formaldeído, sendo por isso inodoro e inofensivo para o meio ambiente e a saúde. switchtec Goman 240 substitui adesivos que contêm solventes. O rolo tem 240 mm de largura e 50 m de comprimento. Processamento Substratos adequados:. Escadas de madeira, alvenaria, argamassa (com primer), metal e outros substratos duros e firmes. Preparo do substrato: A base ou substrato do assentamento precisa estar livre de gorduras e poeira, além de ser seca, plana e firme. Passar primer na argamassa (para reter o pó). Dependendo do país, devem ser cumpridas as respectivas normas (DIN, Norma OE, SIA etc.) para o assentamento de pisos emborrachados bem com as indicações do fabricante. Recorte do piso pré-moldado de escada: Recortar cada componente de escada pré-formada degrau a degrau conforme as indicações do fabricante.

9 A aplicação de switchtec Goman 240: Aplicar e esfregar switchtec Goman 240 em toda a superfície do degrau e do espelho. Nisto, a fita pode ser sobreposta. Não deixar vãos livres. Pequenas dobras e sobreposições depois não ficam visíveis através da escada préformada. Dica: para facilitar o recorte das tiras de switchtec Goman 240 convém molhar a faca e as mãos em água. Assentamento do piso de escada pré-moldado: Descolar e dobrar de volta cerca de 10 cm de papel protetor de switchtec Goman 240 partindo da quina do degrau. Aplicar o degrau pré-moldado, esfregando. Em seguida se extrai debaixo do degrau pré-moldado o papel protetor restante, pressionando fortemente e o piso pré-moldado. Em seguida, concluir o procedimento conforme a indicação do fabricante. Recomendação: A temperatura de assentamento recomendada é de no mínimo 15 C. Devese climatizar escadas pré-moldadas antes da sua aplicação, conforme recomendação do fabricante. switchtec Goman 240 somente é testado e autorizado para nossas escadas emborrachadas pré-moldadas norament. Não se pode dar garantia para a colagem de outros materiais. Utilizar apenas em escadas, não em pisos planos. Caso degraus pré-moldados sejam assentados lado a lado, a colagem deveria ser feita com adesivo de contato em vez de switchtec Goman 240. No caso de se recolher posteriormente uma escada pré-formada norament assentada com switchtec Goman 240, resquícios do adesivo podem ficar presos ao substrato. Por isso switchtec Goman 240 não deve ser aplicado em pisos existentes que venham a ser reutilizados em seu estado original.

Recomendações para a instalação de pisos norament

Recomendações para a instalação de pisos norament Recomendações para a instalação de pisos norament Orientações / Aspectos Gerais Durante o trabalho com adesivos e materiais auxiliares devem ser observadas as instruções do fabricante do adesivo e as instruções

Leia mais

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil AULA 4 Gesso Acartonado Prof. Dr. Luiz Sergio Franco Escola Politécnica da USP Dep. de Engenharia de Construção Civil Construção

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR ANTES DA INSTALAÇÃO: Para podermos ter uma excelente apresentação da instalação não dependemos

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança KNAUF SAFEBOARD HOMOLOGADO IRD-CNEN Nº 140312 Knauf Folheto Técnico 08 / 2014 Knauf Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança Estabilidade e blindagem de ambientes submetidos à radiação

Leia mais

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar:

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar: COMO INSTALAR : Importante para uma perfeita instalação, obter o resultado especificado pela Revitech Pisos e esperado pelo cliente, a utilização das ferramentas corretas. Ferramentas como a desempenadeira,

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES Prof. Marco Pádua A cobertura é uma fase importante da edificação. Não só a questão estética deve ser considerada, como a escolha dos elementos, a posição

Leia mais

Manual de Instalação Project - PVC

Manual de Instalação Project - PVC Manual de Instalação Project - PVC Este manual tem como objetivo o auxiliar na maneira correta de armazenamento, instalação e manutenção para que possa garantir a qualidade máxima da aplicação e prolongar

Leia mais

Hotelaria SAÚDE NOVA COLEÇÃO 2013. A segurança de se sentir bem. Recomendado para os segmentos:

Hotelaria SAÚDE NOVA COLEÇÃO 2013. A segurança de se sentir bem. Recomendado para os segmentos: A segurança de se sentir bem. NOVA COLEÇÃO 2013 Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Optima Multisafe (cor 3240861), Aquarelle Wall HFS (cor 3942023) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

Manual Técnico Fibrapiso

Manual Técnico Fibrapiso Manual Técnico dos Pisos Laminados Fibrapiso O Fibrapiso possui um sistema de classificação, que estabelece requisitos práticos para áreas e níveis de utilização, indicando onde o piso laminado melamínico

Leia mais

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Produto: Parabond 700 é um adesivo de alta qualidade, cura rápida, permanentemente elástico, à base de MS polímero, com

Leia mais

Ficha Técnica de Produto Biomassa Piso e Azulejo Rápido Código: APR001

Ficha Técnica de Produto Biomassa Piso e Azulejo Rápido Código: APR001 1. Descrição: A é mais uma argamassa inovadora, de alta tecnologia e desempenho, que apresenta vantagens econômicas e sustentáveis para o assentamento e sobreposição de pisos, azulejos e pastilhas. O principal

Leia mais

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos Instruções de Instalação Pisos Vinílicos LinhadePisosLaminadosemPVC 2,3mmeClick Recomendações e Responsabilidades Os serviços de colocação devem ser repassados a profissionais instaladores de pisos com

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Item Código comprasnet Qtde Mínima Qtde Máxima Unidade Descrição do Item Valor Unitário Valor mínimo Valor Máximo 01 295318 450,00 860,00 m² Paredes em gesso acartonado

Leia mais

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica.

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Descrição VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Características Densidade: 1,02 g/cm 3 Aparência: Cor preta Composição básica: emulsão asfáltica modificada com elastômeros

Leia mais

1 MANUAL DE INSTALAÇÃO

1 MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO 1 Manual de instalação 2 Índice Ferramentas... 3 Regras Básicas para instalação dos pisos Durafloor LVT... 4 Contrapiso...4 Mantas...6 Armazenamento...6 Paginação...7 Distribuição

Leia mais

MONTAGEM DE KITS. Caros modelistas!

MONTAGEM DE KITS. Caros modelistas! MONTAGEM DE KITS Caros modelistas! Nossos kits são projetados em ambiente CAD (desenho assistido por computador), depois são montados digitalmente em 3D e finalmente protótipos são cortados a laser para

Leia mais

Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido

Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido Adaptação do para-brisa inteiriço por bipartido A instalação dos pára-brisas, só deve ser feita por profissionais experientes, em caso de dúvida durante a instalação, favor contatar a assistência disponível

Leia mais

Membrana liquida impermeabilizante, econômica e ecologicamente amigável para coberturas baseada na Tecnologia Co-Elástica (CET) da Sika

Membrana liquida impermeabilizante, econômica e ecologicamente amigável para coberturas baseada na Tecnologia Co-Elástica (CET) da Sika Ficha do Produto Edição 02/08/2011 Nº de identificação: 02 09 02 20 900 0 000004 Membrana liquida impermeabilizante, econômica e ecologicamente amigável para coberturas baseada na Tecnologia Co-Elástica

Leia mais

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança.

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança. Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança. Estabilidade, resistência a Raio X, facilidade de controle e manutenção, peso reduzido e características inovadoras. Descrição

Leia mais

TechMassa Industria Pernambucana de Argamassa LTDA

TechMassa Industria Pernambucana de Argamassa LTDA Manual de Assentamento de Revestimento Cerâmico Esse material tem por finalidade evidenciar a utilização de argamassas e rejuntes. A grande vantagem da utilização desses materiais residem principalmente

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PRODUTO CORES MODELO Piso tátil Brasil borracha sintética alerta e direcional.

DESCRIÇÃO DO PRODUTO CORES MODELO Piso tátil Brasil borracha sintética alerta e direcional. TOTAL ACESSIBILIDADE SV. E COM. DE PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE LTDA www.totalacessibilidade.com.br ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO PRODUTO Revisão: 05 Data: 03/12/2015 Página: 1/6 CÓDIGO DO PRODUTO: STH10015S

Leia mais

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Execução e Manutenção de MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Norma de Execução e Manutenção NBR 15953 com peças de concreto - Execução NBR 15953 Escopo Se aplica à pavimentação intertravada com peças de concreto

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

INDICE 1. CAPA 1. CAPA 2. PRODUTO 3. ARMAZENAMENTO 4. ASSENTAMENTO 5. REJUNTAMENTO 6. LIMPEZA

INDICE 1. CAPA 1. CAPA 2. PRODUTO 3. ARMAZENAMENTO 4. ASSENTAMENTO 5. REJUNTAMENTO 6. LIMPEZA INDICE 1. CAPA 2. PRODUTO 3. ARMAZENAMENTO 4. ASSENTAMENTO 5. REJUNTAMENTO 6. LIMPEZA 7. PROTEÇÃO 8. DECK 9. COTTO 10. EKKO 11. REVESTIMENTOS 12. ENTREGA E SAC 1. CAPA PARABÉNS! Você adquiriu um produto

Leia mais

O que é o Durafloor? 1 Durafloor Home, Durafloor Pro, Durafloor Premium 1 Serviços 2. Instalar é simples 3 Preparando a instalação 3

O que é o Durafloor? 1 Durafloor Home, Durafloor Pro, Durafloor Premium 1 Serviços 2. Instalar é simples 3 Preparando a instalação 3 Durafloor O que é o Durafloor? 1 Durafloor Home, Durafloor Pro, Durafloor Premium 1 Serviços 2 Índice Análise do ambiente Instalar é simples 3 Preparando a instalação 3 Instalação Ferramentas e Materiais

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

Oferecemos também uma linha completa de acabamentos para pisos em madeira, como rodapés, cantoneiras e frontais para escadas.

Oferecemos também uma linha completa de acabamentos para pisos em madeira, como rodapés, cantoneiras e frontais para escadas. Ecopiso Ecopiso empresa com sede em Curitiba, produzindo pisos maciços pré acabados, com o que existe de melhor e mais moderno em padrões de cores e acabamentos de verniz. Oferecemos também uma linha completa

Leia mais

Passo a passo: Impermeabilização em drywall

Passo a passo: Impermeabilização em drywall Passo a passo: Impermeabilização em drywall Banheiros de casa em steel frame são fechados com chapas de gesso específicas para esse fim. Veja como impermeabilizar corretamente esses ambientes Casas em

Leia mais

Manual de Montagem. Construções industrializadas com Placa Cimentícia e Painel Masterboard.

Manual de Montagem. Construções industrializadas com Placa Cimentícia e Painel Masterboard. Manual de Montagem Construções industrializadas com Placa Cimentícia e Painel Masterboard. Armazenamento As placas e painéis devem ser estocados em um local seco e abrigado, seguindo estas instruções:

Leia mais

Ficha Técnica de Produto Rejunta Já! Acrílico Código: RJA001 e RJA101

Ficha Técnica de Produto Rejunta Já! Acrílico Código: RJA001 e RJA101 1. Descrição: O é mais uma solução inovadora, que apresenta praticidade e agilidade para o rejuntamento de pisos, azulejos, pastilhas, porcelanatos em áreas internas, externas, molháveis, molhadas. O principal

Leia mais

Instruções para instalação das pastilhas Rivesti com cola de contato

Instruções para instalação das pastilhas Rivesti com cola de contato Instruções para instalação das pastilhas Rivesti com cola de contato As pastilhas Rivesti são muito fáceis de instalar. Contudo, requerem alguns cuidados indispensáveis para que você obtenha o acabamento

Leia mais

A segurança de se sentir bem.

A segurança de se sentir bem. Catálogo de Cores Wetroom A segurança de se sentir bem. Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Eclipse Aquasafe (cor 036), Aquarelle Wall HFS (cor 025) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

MANUAL DE INSTALÇÃO DE FILMES DE SEGURANÇA E CONTROLE SOLAR

MANUAL DE INSTALÇÃO DE FILMES DE SEGURANÇA E CONTROLE SOLAR MANUAL DE INSTALÇÃO DE FILMES DE SEGURANÇA E CONTROLE SOLAR Introdução A Security Film parabeniza e agradece o seu tempo e esforço ao aprender como instalar os filmes de segurança e controle solar. Elaboramos

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO INDUSPARQUET

MANUAL DE INSTALAÇÃO INDUSPARQUET MANUAL DE INSTALAÇÃO INDUSPARQUET Introdução Agradecemos a escolha de produtos INDUSPARQUET para sua residência ou ambiente comercial. Com 36 anos de experiência com o trato de pisos de madeira maciça

Leia mais

membrana impermeabilizante

membrana impermeabilizante 01 Descrição: votomassa é uma impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. 02 Classificação técnica: ANTES Hydro Ban votomassa

Leia mais

PISOS LAMINADOS UNIKA Com Tecnologia Alemã

PISOS LAMINADOS UNIKA Com Tecnologia Alemã PISOS LAMINADOS UNIKA Com Tecnologia Alemã Apresentação Apresentamos um novo conceito de Mercado para a Distribuição e Venda Direta de Produtos e Serviços para o Setor da Construção Civil; Com Ênfase em

Leia mais

CONSTRUÇÕES II MADEIRA PISOS DE MADEIRA PISOS DE MADEIRA. São planos horizontais que suportam cargas. VARIÁVEIS e PERMANENTES.

CONSTRUÇÕES II MADEIRA PISOS DE MADEIRA PISOS DE MADEIRA. São planos horizontais que suportam cargas. VARIÁVEIS e PERMANENTES. CONSTRUÇÕES II MADEIRA PISOS DE MADEIRA PISOS DE MADEIRA São planos horizontais que suportam cargas VARIÁVEIS e PERMANENTES. 1 CARGAS NBR 6120 PERMANENTES (g) Peso próprio da estrutura Peso dos elementos

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

DICAS ANTES DA COMPRA

DICAS ANTES DA COMPRA DICAS ANTES DA COMPRA Madeira: É um material natural e variações são consideradas normais, nuances e veios existentes nos pisos são próprios da madeira; imperfeições naturais, nós e variações nas tonalidades

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PISO ELEVADO ACECOFLOOR PLACA CC1250

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PISO ELEVADO ACECOFLOOR PLACA CC1250 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PISO ELEVADO ACECOFLOOR PLACA CC1250 Dimensões: Pesos: Tolerâncias: Resistências: 600 mm X 600 mm (medida nominal) (59,98cm X 59,98cm) 30 mm de espessura (medida nominal) Peso de

Leia mais

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação Manual técnico e instruções de instalação KIT Porta IPUMIRIM Este manual de instalação do Kit Faqueadas Ipumirim vai auxiliar e orientar construtores e consumidores com as informações necessárias com relação

Leia mais

MANUAL DO C L I E N T E

MANUAL DO C L I E N T E MANUAL DO C L I E N T E 1 Recebendo o revestimento na obra 1.1 Comparar a nota fiscal com o pedido SUMÁRIO 2 3 4 5 Manuseio e armazenamento 2.1 2.2 Ter cuidado no manuseio Empilhamento dos revestimentos

Leia mais

ÚNICA COMO SUAS CONQUISTAS

ÚNICA COMO SUAS CONQUISTAS ÚNICA COMO SUAS CONQUISTAS 1 ÍNDICE AGAMASSAS COLANTES...5 basic... aditivada...9 grês...11 extra...13 extra branca...15 acqua protect...1 performance...19 performance branca...21 fluida branca...23 rápida

Leia mais

Guia de Reformas COM PLACA CIMENTÍCIA IMPERMEABILIZADA E MASTERBOARD

Guia de Reformas COM PLACA CIMENTÍCIA IMPERMEABILIZADA E MASTERBOARD Guia de Reformas COM PLACA CIMENTÍCIA IMPERMEABILIZADA E MASTERBOARD Armazenamento As placas e painéis devem ser estocados em lugar seco e abrigado, seguindo estas instruções: Estoque em piso plano, na

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO do piso maciço estruturado de madeira

MANUAL DE INSTALAÇÃO do piso maciço estruturado de madeira MANUAL DE INSTALAÇÃO do piso maciço estruturado de madeira Produto O piso maciço estruturado de madeira SCANDIAN WOOD FLOORS é produzido com a mais moderna tecnologia, fabricado para atender os mais altos

Leia mais

Manual de Colagem Silicone Glazing

Manual de Colagem Silicone Glazing Sumário Sumário... 2 1. Introdução... 3 2. Tipos de Selante Estrutural... 3 2.1. Selante estrutural monocomponente... 3 2.2. Selante estrutural bi componente... 3 3. Antes de Começar a Colar... 4 4. Procedimento

Leia mais

PLACOSTIL - Acabamentos

PLACOSTIL - Acabamentos 01 142 PLACOSTIL - Acabamentos Índice da Atividade Massas e Fitas 144 Tratamento ou Execução de Juntas 144 Fitas de Acabamento 144 Massas 145 Tipos de Juntas 146 145 Orientações Gerais 146 Juntas Níveis

Leia mais

HTLP 80. Instruções de Instalação. Instruções de Instalação

HTLP 80. Instruções de Instalação. Instruções de Instalação HTLP 80 Instruções de Instalação HTLP 80-04/00-PET Rev.02 A instalação deverá ser feita segundo as normas de segurança em vigor e as precauções e cuidados indicados nestas instruções de instalação, que

Leia mais

Sistema de Forros Trevo Drywall

Sistema de Forros Trevo Drywall Nome da Empresa Endereço Tel/Fax (88) 3571-6019 Site E-mail DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte

Leia mais

SOLUÇÕES PRÁTICAS E INOVADORAS PARA A SUA OBRA

SOLUÇÕES PRÁTICAS E INOVADORAS PARA A SUA OBRA Soluções para Construção Fortaleza Março - 2015 SOLUÇÕES PRÁTICAS E INOVADORAS PARA A SUA OBRA Assentar e rejuntar Sobrepor Revestir Renovar QUALIDADE, CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO sempre foram as forças que

Leia mais

Construção. Adesivo elástico para piso de madeira, isento de solventes. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens.

Construção. Adesivo elástico para piso de madeira, isento de solventes. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens. Ficha do Produto Edição 04/09/2014 Identificação no: 02 05 02 01 200 0 000009 Adesivo elástico para piso de madeira, isento de solventes. Descrição do Produto Usos SikaBond -52 Parquet é um adesivo elástico

Leia mais

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca FABRICANTE Eternit TIPO ESP. LOCAL APLIC. Ondulada 6mm Coberta da Cloaca COR - As telhas serão de fibrocimento 6mm, Eternit ou equivalente técnico de procedência conhecida e idônea, textura homogênea,

Leia mais

porcelanato interno ficha técnica do produto

porcelanato interno ficha técnica do produto 01 DESCRIÇÃO: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para aplicação de revestimentos cerâmicos e s em áreas internas. 02 CLASSIFICAÇÃO TÉCNICA:

Leia mais

Excelente para o assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas de porcelana e vidro;

Excelente para o assentamento e rejuntamento simultâneo de pastilhas de porcelana e vidro; 01 Descrição: NOVO PRODUTO votomassa é uma argamassa que proporciona alta aderência e trabalhabilidade no assentamento de de porcelana e vidro 02 Classificação: votomassa combina cimento Portland, agregados

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

1. Identificação do Produto e da Empresa

1. Identificação do Produto e da Empresa 1. Identificação do Produto e da Empresa Produto: Perfis de Poliestireno Tipo de produto: 96 % de Poliestireno Reciclado e 4 % de Poliestireno Virgem Empresa: Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia

Leia mais

USO E APLICAÇÕES. Módulo 5 Manuseio, Transporte e Armazenagem

USO E APLICAÇÕES. Módulo 5 Manuseio, Transporte e Armazenagem USO E APLICAÇÕES Módulo 5 Manuseio, Transporte e Armazenagem MANUSEIO, TRANSPORTE e ARMAZENAGEM MANUSEIO DOS VIDROS AS CHAPAS DE VIDRO DEVEM SEMPRE SER MANUSEADAS DE MANEIRA QUE NÃO ENTREM EM CONTATO COM

Leia mais

Para se obter os melhores resultados, é essencial seguir exatamente as instruções de colocação.

Para se obter os melhores resultados, é essencial seguir exatamente as instruções de colocação. Para se obter os melhores resultados, é essencial seguir exatamente as instruções de colocação. PREPRÇÃO s réguas de piso devem permanecer e climatizar durante 48 horas dentro da embalagem fechada sob

Leia mais

Guia de uso e manutenção preventiva de pisos

Guia de uso e manutenção preventiva de pisos Guia de uso e manutenção preventiva de pisos Parabéns! Sua empresa acaba de receber um revestimento NS Brazil. Para que a sua experiência com o novo revestimento seja otimizada, desenvolvemos este manual

Leia mais

Elementos Táteis de Alerta Linha Dome - Mozaik

Elementos Táteis de Alerta Linha Dome - Mozaik Elementos Táteis de Alerta Linha Dome - Mozaik APRESENTAÇÃO Os elementos táteis Mozaik foram projetados para a sinalização tátil de pisos executados em praticamente quaisquer tipos de materiais de revestimento,

Leia mais

Crescendo com Você. Montagem de Sistemas

Crescendo com Você. Montagem de Sistemas Crescendo com Você Montagem de Sistemas Estocagem Armazene as chapas em local seco e abrigado. Transporte as chapas de duas em duas. Transporte as chapas na posição vertical. Os calços devem ter 5 cm de

Leia mais

1. Identificação do Produto e da Empresa

1. Identificação do Produto e da Empresa 1. Identificação do Produto e da Empresa Produto: Ecodeck Tipo de produto: Composto Polímero-Madeira (WPC Wood-Plastic Composite) Empresa: Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia Ltda Endereço: Rodovia

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

DuPont Surfaces SUPERFÍCIES SÓLIDAS DUPONT CORIAN INSTALAÇÃO DE SUPERFÍCIES EM INTERIOES DE AMBIENTES COMERCIAIS BOLETIM TÉCNICO INTRODUÇÃO

DuPont Surfaces SUPERFÍCIES SÓLIDAS DUPONT CORIAN INSTALAÇÃO DE SUPERFÍCIES EM INTERIOES DE AMBIENTES COMERCIAIS BOLETIM TÉCNICO INTRODUÇÃO DuPont Surfaces SUPERFÍCIES SÓLIDAS DUPONT CORIAN INSTALAÇÃO DE SUPERFÍCIES EM INTERIOES BOLETIM TÉCNICO SUMÁRIO PÁGINA SEÇÃO 3 A. Adesivo de silicone 4 B. Limites da extensão das paredes INTRODUÇÃO Este

Leia mais

Manual de Manutenção e Limpeza 01/2013 - V01

Manual de Manutenção e Limpeza 01/2013 - V01 Manual de Manutenção e Limpeza M.SQ.02 01/2013 - V01 ÍNDICE TERMO DE GARANTIA Termo de Garantia Termo de Recebimento Tabelas de resistências Manutenção e cuidados com o revestimento do piso 1- Geral 2-

Leia mais

Sistema para Tratamento de Juntas Brasilit. Leveza, resistência e rapidez para sua obra.

Sistema para Tratamento de Juntas Brasilit. Leveza, resistência e rapidez para sua obra. Sistema para Tratamento de Juntas Brasilit Leveza, resistência e rapidez para sua obra. Tratamento de Juntas Brasilit Existem vários tipos de tratamento de junta para as Placas Cimentícias. O tipo de tratamento

Leia mais

Adesivo elástico, para pisos de madeira, isento de solvente. Para a Colagem completa da superfície de: Para o Sistema Sika AcouBond :

Adesivo elástico, para pisos de madeira, isento de solvente. Para a Colagem completa da superfície de: Para o Sistema Sika AcouBond : Ficha Técnica Edição 1, 2005. Versão no. 01 Fevereiro/2006 SikaBond T52 FC Adesivo elástico, para pisos de madeira, isento de solvente. Descrição Usos SikaBond T52 FC é um adesivo elástico, mono componente,

Leia mais

Execução de projetos com vista à impermeabilização

Execução de projetos com vista à impermeabilização Execução de projetos com vista à impermeabilização O arquiteto e o engenheiro, ao realizar um projeto para qualquer tipo de construção, devem preocupar-se com os problemas de impermeabilização já durante

Leia mais

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO TECNOLOGIA DE REVESTIMENTO Componentes do sistema BASE CHAPISCO Base Características importantes: Avidez por água - inicial e continuada Rugosidade EMBOÇO ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE Chapisco Função:

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA maio/2006 1 de 5 VIDROS DIRETORIA DE ENGENHARIA. Edificações. Vidros. PR 010979/18/DE/2006 ET-DE-K00/015

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA maio/2006 1 de 5 VIDROS DIRETORIA DE ENGENHARIA. Edificações. Vidros. PR 010979/18/DE/2006 ET-DE-K00/015 ESPECIFICÇÃO TÉCNIC maio/2006 1 de 5 TÍTULO VIDROS ÓRGÃO DIRETORI DE ENGENHRI PLVRS-CHVE Edificações. Vidros. PROVÇÃO PROCESSO PR 010979/18/DE/2006 DOCUMENTOS DE REFERÊNCI SEP Secretaria de Estado da dministração

Leia mais

Manual de OBRAS. UM guia para O SUCESSO

Manual de OBRAS. UM guia para O SUCESSO Manual de OBRAS UM guia para O SUCESSO DA INSTALAÇÃO do durafloor EM OBRAS índice ESPECIFICAÇÃO LOCAL DA INSTALAÇÃO PLANEJAMENTO ANTES DA INSTALAÇÃO RECEBIMENTO E CHECAGEM DE MATERIAL INSTALAÇÃO ENTREGA

Leia mais

Manual de Instruções Técnicas

Manual de Instruções Técnicas VERSÃO 3A Manual de Instruções Técnicas Castelatto Rua Antonio da Cunha Leite, 3070 Bairro do Portão - Atibaia - SP CEP 1948-110 CRYSTALLI - PARIS - ETRUSCO - GREZZO CRYSTALLI PARABÉNS! ÍNDICE: ETRUSCO

Leia mais

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais.

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais. Parabond Zinco Produto elástico para todo tipo de metais. Produto: Parabond Zinco é um elastómero de alta qualidade, de rápido endurecimento, permanentemente elástico, à base de MS polímero com elevada

Leia mais

lwarflex Manta asfáltica

lwarflex Manta asfáltica 8 lwarflex Manta asfáltica Manta impermeabilizante pré-fabricada à base de asfalto modificado com polímeros estruturada com poliéster pré-estabilizado. É necessário fazer proteção mecânica para proteção

Leia mais

ETERMAX. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.

ETERMAX. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel. ETERMAX www.eternit.com.br Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.: (11) 3038-3838 Qualidade aliada à versatilidade Atende às mais variadas soluções arquitetônicas,

Leia mais

CAPÍTULO 6.6 EXIGÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO E ENSAIO DE EMBALAGENS GRANDES

CAPÍTULO 6.6 EXIGÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO E ENSAIO DE EMBALAGENS GRANDES CAPÍTULO 6.6 EXIGÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO E ENSAIO DE EMBALAGENS GRANDES 6.6.1 Disposições Gerais 6.6.1.1 As exigências deste capítulo não se aplicam: - à classe 2 exceto artigos incluindo aerossóis; -

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

MEMORIAL DESCRITIVO CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES MEMORIAL DESCRITIVO Contratante: Federação das Indústrias do Estado Santa Catarina CNPJ: 83.873.877/0001-14 Empreendimento: Edifício Sede do Sistema FIESC Endereço: Rua Admar Gonzaga, nº 2765 Bairro Itacorubi

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

Esquadrias Metálicas Ltda. Manual de instruções.

Esquadrias Metálicas Ltda. Manual de instruções. Manual de instruções. PORTA DE ABRIR A Atimaky utiliza, na fabricação das janelas, aço galvanizado adquirido diretamente da Usina com tratamento de superfície de ultima geração nanotecnologia (Oxsilan)

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto MANUAL TÉCNICO Kit Porta Pronto Carga e Descarga Os produtos são carregados na empresa e preparados de modo a assegurar sua proteção. Durante o transporte até o cliente é imprescindível que sejam mantidas

Leia mais

MANUAL DO TRANSFORMADOR

MANUAL DO TRANSFORMADOR MANUAL DO TRANSFORMADOR Acrílico Espelho Bérkel MANUAL DO TRANSFORMADOR ACRÍLICO ESPELHO BÉRKEL Os espelhos acrílicos Bérkel são leves e resistentes, e foram desenvolvimentos para um vasto campo de aplicações

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE PRODUTO HYDRO BAN

FICHA TÉCNICA DE PRODUTO HYDRO BAN 1 Descrição: Votomassa Hydro Ban é uma membrana impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. Votomassa Hydro Ban é um polímero

Leia mais

pro-part Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes

pro-part Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Ficha técnica pro-part Perfil decorativo para revestimentos cerâmicos; alternativa à tradicional faixa cerâmica decorativa. Adequados para o remate de esquinas e transições entre ladrilhos cerâmicos. pro-part

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montagem Paredes com estrutura metálica W11 Construção A paredes consistem de uma estrutura metálica revestida com uma mais s de gesso, aparafusadas de ambos os lados. A estrutura metálica

Leia mais

Regras para instalação de pavimentos colados WICANDERS com a base em cortiça WRT; UV; PU Pre finished and sanded.

Regras para instalação de pavimentos colados WICANDERS com a base em cortiça WRT; UV; PU Pre finished and sanded. Regras para instalação de pavimentos colados WICANDERS com a base em cortiça WRT; UV; PU Pre finished and sanded. Regras para instalação de pavimentos colados WICANDERS com a base em PVC HPS and Vinilcomfort.

Leia mais

STUCCO NEW YORK. Sistema de estuque de revestimento de camada

STUCCO NEW YORK. Sistema de estuque de revestimento de camada NEW YORK TM STUCCO Formulated Solutions LLC 25-44 Borough Place Woodside, NY 11377 EUA T 1 718 267 6380 F 1 718 204 6013 www.formulatedsolutions.net NEW YORK STUCCO é uma marca comercial da Formulated

Leia mais

Manual. SAMPLA DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE CORREIAS LTDA. Fone (11) 2144-4500 www.sampla.com.br

Manual. SAMPLA DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE CORREIAS LTDA. Fone (11) 2144-4500 www.sampla.com.br Assunto: Manual de Emendas (Revisão 16 02/2014) Página 1/16 Manual de Emendas Assunto: Manual de Emendas (Revisão 16 02/2014) Página 2/16 INSTRUÇÕES PARA MANUTENÇÃO DAS CORREIAS SAMPLA I - ARMAZENAGEM

Leia mais

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II TECNOLOGIA DA ARGAMASSA E DO CONCRETO

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II TECNOLOGIA DA ARGAMASSA E DO CONCRETO SEÇÃO DE ENSINO DE ENGENHARIA DE FORTIFICAÇÃO E CONSTRUÇÃO MAJ MONIZ DE ARAGÃO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II TECNOLOGIA DA ARGAMASSA E DO CONCRETO Ensaio de Compressão de Corpos de Prova Resistência do Concreto

Leia mais

Revestimento de fachadas: aspectos executivos

Revestimento de fachadas: aspectos executivos UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Setembro, 2009 Revestimento de fachadas: aspectos executivos Eng.º Antônio Freitas da Silva Filho Engenheiro Civil pela UFBA Julho de 1982; Engenheiro da Concreta Tecnologia

Leia mais

Sistemas de Impermeabilização

Sistemas de Impermeabilização Sistemas de Impermeabilização Projecto de Construção CET Seia Eng. Sá Neves Eng. Sá Neve Sistema invertido ou tradicional : Os sistemas em cobertura invertida são os mais aconselháveis devido a maior durabilidade

Leia mais

Florença Revestimentos Cimentícios Recomendações Técnicas

Florença Revestimentos Cimentícios Recomendações Técnicas Florença Revestimentos Cimentícios Recomendações Técnicas Produto/variações Devido ao processo de fabricação e aplicação de gel envelhecedor, os revestimentos cimentícios, podem apresentar pequenas variações

Leia mais

GESTÃO DO CONTROLE TECNOLÓGICO DE REVESTIMENTOS. Comunidade da Construção de Vitória

GESTÃO DO CONTROLE TECNOLÓGICO DE REVESTIMENTOS. Comunidade da Construção de Vitória GESTÃO DO CONTROLE TECNOLÓGICO DE REVESTIMENTOS 1 Objetivo Utilizar o controle tecnológico como ferramenta imprescindível para execução do revestimento de argamassa e cerâmica em fachadas, aumentando a

Leia mais