DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação ACÚSTICA PROGRAMA PARTE 3 MADE IN GERMANY

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação ACÚSTICA PROGRAMA PARTE 3 MADE IN GERMANY"

Transcrição

1 DESEMPENHO EM FORROS Mais espaço para inovação ACÚSTICA PROGRAMA PARTE 3 MADE IN GERMANY

2 O GRANDE POTENCIAL DA ACÚSTICA ARQUITETÔNICA Prefácio de Theo Scheers do Instituto de Acústica Peutz em Mook, Holanda Reconhecemos uma boa acústica, entre outros elementos, quando temos uma boa inteligibilidade da fala e ausência de sons indesejáveis e inoportunos no ambiente. Essa situação proporciona uma sensação de bem-estar e paz. Os materiais e os sistemas construtivos usados nas edificações exercem influência significativa sobre a acústica do ambiente profissional e pessoal. Um profundo conhecimento das qualidades acústicas dos materiais e das construções é essencial ao desenvolvimento de projetos capazes de oferecer uma boa acústica ambiente. Esse conhecimento é importante para permitir a comparação de produtos e sistemas e como fonte confiável para se calcularem as qualidades acústicas desejadas no contexto prático. O Laboratório de Acústica Peutz possui equipe, métodos e equipamentos devidamente qualificados para garantir o desempenho acústico de produtos e sistemas de forma precisa e objetiva, e emite pareceres em conformidade com os padrões internacionais. Em relação aos forros suspensos, duas propriedades acústicas distintas são de essencial importância: absorção sonora isolamento acústico A qualidade da absorção sonora de um determinado material é expressa pelo coeficiente de absorção sonora "α", que varia de "0" (quando se tem reflexão total) a "1" (quando se tem absorção completa). As informações sobre qualidade de absorção sonora de um forro suspenso baseiam-se em testes realizados na câmara de reverberação. A quantidade de som transmitido de uma câmara para outra através do forro é controlada pelo isolamento ou atenuação do som. A instalação de forros suspensos em duas salas de ensaio laboratorial vizinhas permite a determinação do isolamento acústico. As divisórias, os pisos de concreto e as paredes sólidas dessas salas de ensaio são projetados de modo que a transmissão sonora ocorra apenas através do forro suspenso. Tanto a absorção como o isolamento acústico dependem da freqüência. A determinação é feita nas faixas de 1/3 de [ou terças de] oitavas de 100 Hz até 5000 Hz, inclusive. Com base nesses dados relativos às freqüências, calculamos os seguintes valores numéricos: Absorção sonora: Coeficiente NRC: É a média aritmética dos coeficientes de absorção sonora correspondentes às 4 faixas de freqüência de 1/3 de oitava centradas em 250, 500, 1000 e 2000 Hz, e depois arredondado para múltiplo de 0,05. Coeficiente α w : É determinado com base na norma ISO Isolamento acústico: Coeficiente D n,c,w : medidas obtidas em laboratório, conforme parâmetros fornecidos pela norma ISO Coeficiente R L,w : medidas obtidas na prática, conforme parâmetros medidos em campo. O índice "w" mostra que os valores em cada banda de freqüência foram processados por meio de uma curva de ponderação para determinar um único número, conforme a norma ISO 717. ÍNDICE Prefácio 2 Acústica 3 Sons 4 Níveis do som 5 Parâmetros sonoros 6 Absorção sonora 8 Isolamento acústico 12 Normas técnicas 14 Melhor isolamento acústico com forros suspensos 16 Combinação ideal de absorção sonora e atenuação acústica 18 Aplicações 19 Design dos forros AMF 20 THERMATEX Alpha ONE 22 THERMATEX Alpha 23 THERMATEX Alpha colorido 24 THERMATEX Alpha HD 25 THERMATEX Silence 26 THERMATEX Thermofon 27 THERMATEX SF Acoustic 28 THERMATEX Acoustic 30 THERMATEX db Acoustic 31 THERMATEX (db) Acoustic Réguas 32 THERMATEX Acoustic RL 33 THERMATEX Kombimetall 34 THERMATEX Sonic Sky 36 THERMATEX Comfort 38 Observações 39 Projetos de referência 40 Contato 42 Cartão-resposta 44 Índice de produtos 47 Este catálogo contém informações detalhadas sobre a linha de forros acústicos AMF. Para informações sobre demais produtos da AMF, inclusive proteção contra fogo, higiene, alta tecnologia integrada, materiais e design e o programa principal sobre forros, envie por fax o formulário que se encontra no final deste catálogo ou faça download da página 2

3 COMO A NOVA TECNOLOGIA MELHORA A ACÚSTICA AMBIENTE Instalações de ensino Escritórios / Call Centers Cinemas Multiplex / Shopping Centers O forro pode contribuir muito para a acústica ambiente. A tradicional escolha dos arquitetos entre materiais lisos de baixa absorção sonora ou materiais perfurados de alta absorção sonora é coisa do passado. Os forros acústicos AMF combinam superfícies lisas com um desempenho acústico específico para criar o ambiente acústico ideal. As várias opções de propriedades acústicas da linha de forros AMF THERMATEX Acoustic permitem aos arquitetos e profissionais da área fazerem a escolha certa. Os forros acústicos AMF permitem transformar escritórios, salas de reuniões, corredores, salas de aula, auditórios e cinemas em ambientes com menor nível de ruído ambiente e boa inteligibilidade da fala. O grau de concentração e atenção aumenta, melhorando a eficiência profissional e o bem-estar. A nova tecnologia de forros da linha de forros acústicos AMF cria ambientes calmos e serenos e oferece os benefícios de excelente proteção contra fogo, alta reflexão de luz e fácil instalação. 3

4 QUANDO O SOM SE TRANSFORMA EM RUÍDO db Zona audível Música Fala Limiar de percepção W/m Quando o som se transforma em ruído Hz A zona audível depende da freqüência e do volume Som é energia radiada por uma fonte como uma série de múltiplas oscilações, que se propagam através do meio elástico. Os movimentos das partículas de ar criam ondas de pressão. O número de oscilações de pressão por segundo é a frequência. Frequência: 1 oscilação por segundo = 1 Hz A capacidade auditiva de cada pessoa se deteriora progressivamente com a idade, para as freqüências mais altas e mais baixas. O nível sonoro, também chamado "volume", é medido em decibels (db). Quando excessivo ou indesejado (o som se torna ruído), pode afetar o corpo, a mente e as atividades humanas. Caso o nível de ruído seja muito elevado, podemos apresentar: irritação, aumento da pressão arterial e da atividade cardíaca; perda da capacidade auditiva, queda do desempenho, falta de concentração, problemas de aprendizado O nível de ruído depende tanto do nível de emissão quanto do meio de transmissão. Podemos combater o ruído por duas maneiras: A atenuação dos sons aéreos, impedindo ou reduzindo a transmissão direta do som da fonte até o receptor. A redução da reverberação dos sons aéreos no ambiente determina o grau de redução do som indireto da fonte para o receptor e depende da quantidade total de superfícies absorventes presentes no recinto. comportamento agressivo, distúrbios do sono, alterações do humor 4

5 Níveis de ruído: exemplos e efeitos das fontes sonoras < DEGRADAÇÃO SOM < 20 db Limiar auditivo db Sala muito silenciosa db Ruído de fundo normal na casa db Conversação normal db Rádio e televisão db Sala diante de rua ruidosa, com a janela aberta db Liquidificador, furadeira elétrica db À margem de uma via movimentada db Martelo pneumático db Show de música pop db Pista de aeroporto db Decolagem de um jato a m db Fogos de artifício EFEITOS Audição tecnicamente difícil de ser medida Cálculo de audição possível, sem efeito na concentração Possibilidade de distúrbios do sono Redução da capacidade de concentração de outras pessoas Conversação normal requer aumento do volume de voz Queda do desempenho, má qualidade da comunicação verbal Deterioração da qualidade de vida e do trabalho Exposição prolongada indesejável e pode causar perda auditiva Perda auditiva com o tempo, se não for usado protetor auricular Perda auditiva significante mesmo com curtos períodos de exposição Dolorosos para o ouvido Lesão física Lesão aguda e permanente, mesmo com exposição de curto prazo 5

6 PARÂMETROS DA ABSORÇÃO SONORA Absorção sonora Em uma sala de reunião, a qualidade acústica é controlada por meio da absorção sonora. A intensidade das fontes de ruído e as características do ambiente determinam o desempenho acústico. Materiais que absorvem o som - inclusive pessoas e objetos presentes na sala - podem amortecer o som, reduzindo o tempo de reverberação e o nível de ruído. De uma forma simples, a absorção sonora garante um ambiente perceptivelmente mais tranqüilo. A utilização de um forro suspenso para controlar o tempo de reverberação na sala pode ser muito importante. Materiais perfurados, porosos ou com células alveolares podem alcançar altos níveis de absorção sonora. A audibilidade de um determinado espaço é a característica que define as condições de transmissão da fonte sonora para o receptor. 6

7 Atenuação acústica O forro contribui de forma significativa para a transmissão do som entre as salas. Por isso é necessário que ele proporcione máxima atenuação acústica. Ao contrário da absorção sonora, que pode ser otimizada, a atenuação precisa ser maximizada. Os forros de isolamento acústico da AMF são líderes em tecnologia e alcançam valores de atenuação acústica acima de 40 db. 7

8 ABSORÇÃO SONORA As características de reflexão e absorção se medem pelo grau de absorção sonora no espaço. Todos os elementos de uma sala têm propriedades de absorção do som que afetam a sua qualidade acústica. A absorção sonora é medida calculando-se o tempo de reverberação dentro das faixas de frequências de 100 a 5000 Hz, conforme a norma ISO 354. O ensaio compara os resultados entre duas situações da câmara reverberante, sendo uma vazia e outra com o produto em teste. A absorção sonora de uma sala é definida segundo a reverberação que ela produz. A inteligibilidade da fala depende do tempo de reverberação da sala. O NRC (Coeficiente de Redução de Ruído) é um único valor baseado na média aritmética de quatro coeficientes de absorção sonora a 250, 500, e Hz, com aproximação de 0,05 (ASTM C A). Entreforro com 200 mm de altura, segundo a norma ISO O coeficiente de absorção sonora ponderada "α w " é determinado conforme a norma ISO Três coeficientes de absorção sonora (α s ) - medidos em terças de oitavas conforme a norma ISO são convertidos em um coeficiente de absorção sonora "prático" α p para cada uma das faixas de oitavas de 250, 500, 1000, 2000 e 4000 Hz. α p(f) = α f1 + α f2 + α f3 3 Uma curva de referência padrão é deslocada em direção a esta curva α p até que os dois gráficos se aproximem ao máximo. O coeficiente de absorção sonora ponderada α w é o valor único obtido a 500 Hz. Os indicadores de formato da curva L, M e H são aplicados aos coeficientes de absorção sonora ponderada sempre que o coeficiente medido excede a curva de referência em uma ou mais freqüências em pelo menos 0,25. L - pico de absorção a 250 Hz M - pico de absorção a 500 ou 1000 Hz H - pico de absorção a 2000 ou 4000 Hz Nesta ilustração α w é 0,65 (MH) 1 Coeficiente de absorção sonora prático α p 0,8 0,6 0,4 0,2 0,65 M H α p aproximado Curva de referência Hz 250 Hz 500 Hz 1000 Hz 2000 Hz 4000 Hz Freqüência 8

9 Classe de absorção sonora (conforme norma ISO 11654) Absorção sonora ponderada w segundo EN ISO Classe de absorção (conforme norma VDI 3755/2000) Produto A 0,90; 0,95; 1,00 Extremamente absorvente THERMATEX Alpha ONE THERMATEX Alpha preto THERMATEX Alpha THERMATEX Alpha HD B 0,80; 0,85 Extremamente absorvente THERMATEX Silence THERMATEX Alpha bege, azul, prata THERMATEX Thermofon C 0,60; 0,65; 0,70; 0,75 Altamente absorvente THERMATEX -Acoustic -db Acoustic -Symetra Rg Symetra Rg 2,5-10 THERMATEX -Kombimetall perf. -Feinstratos micro perf. -Star -Mercure D 0,30; 0,35; 0,40; 0,45; 0,50; 0,55 Absorvente THERMATEX Symetra Rg 4-16, Rg 4-16 / 4x4 E 0,15; 0,20; 0,25 Pouco absorvente THERMATEX Kombimetall liso THERMATEX Acoustic RL Não classificado 0,05; 0,10 Reflexiva THERMATEX Feinstratos, Laguna, Schlicht Classificação da absorção sonora, segundo a norma ISO

10 ABSORÇÃO SONORA Metas de tempo de reverberação Tref (s) 2,6 2,4 2,2 2 1,8 1,6 1,4 1,2 1 0,8 0,6 0,4 0, Teatros e salas de espetáculos Volume do espaço V (m 3 ) 2. Salas de conferência e escritórios 3. Salas de aula 4. Ginásios de esportes 1 4. Ginásios de esportes 2 Valores referência de tempo de reverberação em 500 Hz para: 1. Teatros e salas de espetáculos 2. Salas de conferência e escritórios 3. Salas de aula 4. Ginásios de esportes Um bom projeto acústico melhora a audibilidade Materiais que absorvem o som reduzem o tempo de reverberação, amortecendo-o. Para avaliar a inteligibilidade da fala em um determinado espaço, podemos usar o RASTI (Índice Rápido de Transmissão da Fala). Considerando o ruído de fundo e a reverberação sonora, os valores do RASTI variam de 0 ruim a 1,0 perfeito. O eco é causado pela reflexão sonora. O som que percorre um caminho diferente chega ao receptor depois do som diretamente emitido e esse retardo pode ser suficiente para que o cérebro "ouça" os dois sons separadamente. Controlar os tempos de reverberação adequados a cada tipo de sala com o uso de um forro suspenso pode ser muito importante. Coeficiente de absorção = 0: Há 100% de reflexão sonora Coeficiente de absorção = 1: Há 100% de absorção sonora Em uma sala com muitas pessoas falando, para poderem ser entendidos, os emissores precisam aumentar o volume da voz tendo, como conseqüência indesejada, o aumento do som reverberante que é o ruído para a conversação. Os volumes do som são reduzidos com forros acústicos bem projetados. L p = L w + 10 lg (4/A) in db L p é o nível sonoro no campo reverberante (longe da fonte) L w é o nível de potência acústica da fonte. A é a absorção total do ambiente. 10

11 Materiais absorventes reduzem o som Materiais refletores amplificam o som Tomando como exemplo salas de aula, a instalação de materiais absorventes minimiza a reflexão e reduz o nível de ruído. Superfícies refletoras também são importantes por reforçarem a voz do professor. Materiais com altos valores de atenuação acústica reduzem o ruído das salas vizinhas. Materiais absorventes Materiais refletores Transmissão de ruídos entre salas 11

12 ISOLAMENTO ACÚSTICO Ao se analisar a acústica das salas, a audibilidade e, por conseguinte, a absorção sonora, é a propriedade mais freqüentemente avaliada. No entanto, todas as salas estão sujeitas às fontes de ruído externas, por exemplo, sons de salas vizinhas ou do piso de cima: maquinário do prédio; e ruídos de tráfego rodoviário e de aviões que atravessam a estrutura do prédio. Esses ruídos provocam perturbação se não forem adequadamente controlados. O isolamento efetivo entre duas áreas, das influências de sons perturbadores chama-se isolamento acústico. Diferentemente da absorção sonora, na qual o material presente nas salas contribui para a inteligibilidade da fala, o isolamento acústico depende de todos os elementos da sala - forro, pisos e paredes externas. Um único ponto fraco na estrutura afetará o desempenho da redução acústica. Os níveis de desempenho dependem da resistência ao som dos diferentes elementos instalados. Isolamento dos ruídos aéreos Esta aplicação é testada em laboratório, com as placas de forro instaladas em uma abertura entre duas câmaras isoladas. As condições do ensaio e as medidas são definidas na norma ISO 140-3: esse padrão mede o índice de redução do som (R) do material em teste. O método para cálculo da classificação encontra-se na ISO 717-1, que descreve o procedimento para se ajustar a forma da curva de referência à curva medida. Isolamento dos ruídos aéreos, passagem única por ex., aparelho de ar condicionado Esta aplicação é testada em laboratório, com as placas de forro instaladas em uma abertura entre duas câmaras isoladas. As condições do ensaio e as medidas são definidas na norma ISO 140-3: esse padrão mede o índice de redução do som (R) do material em teste. O método para cálculo da classificação encontra-se na ISO 717-1, que descreve o procedimento para se ajustar a forma da curva de referência à curva medida. Forro AMF 12

13 Ruído externo Muitos prédios modernos têm forros suspensos instalados diretamente abaixo do telhado e eles podem auxiliar na atenuação do ruído ambiente. O impacto da chuva sobre coberturas metálicas e o ruído interno resultante são um problema conhecido nas escolas (Building Bulletin 93). Isso também deve ser levado em conta para outros estabelecimentos, como hospitais, escritórios e centros de lazer. Nesses espaços, o ruído da chuva pode chegar a níveis de 70 a 80 db, e isso pode afetar drasticamente a inteligibilidade da fala. A utilização de um forro modulado AMF THERMATEX Acoustic (19 mm de espessura) ou AMF THERMATEX db Acoustic (24 mm de espessura) sob um telhado com isolamento térmico integrado pode reduzir os níveis de ruído em 16 db. Isolamento dos ruídos de impacto Isolamento dos ruídos de impacto Fonte de ruído O ruído de impacto ocorre quando determinadas ações, como pisadas firmes ou mobiliário sendo arrastado, criam ruído que passa através do piso para o ambiente de baixo. Um forro suspenso pode contribuir significativamente para o isolamento dos ruídos de impacto. A transmissão para o espaço abaixo é testada a norma ISO e classificada conforme a ISO Forro AMF 13

14 ATENUAÇÃO ACÚSTICA Atenuação dos ruídos entre salas Flexibilidade é um conceito fundamental nas atuais construções. Muitos prédios comerciais são construídos segundo o conceito core and shell (núcleo e fachada) deixando-se a parte interna para ser equipada em um estágio posterior, atendendo, assim, os desejos do cliente. Para uma separação de salas rápida e flexível, as divisórias leves e os forros suspensos são os mais apropriados. A transmissão do som às salas vizinhas é controlada principalmente pelas divisórias e forros. Este processo é chamado atenuação acústica de passagem dupla e está definido na norma ISO Neste ensaio, em que se tem um espaço vazio acima do forro (entreforro) definido de 650 a 760 mm, aberto acima da divisória entre duas salas, o som faz a seguinte trajetória: sobe através do forro, alcança o entreforro e finalmente desce em direção à sala vizinha como ruído. Para testar de modo preciso o desempenho do forro em condições laboratoriais, é necessário que os outros elementos, como divisórias, pisos e estrutura de teto, possuam uma atenuação acústica muito superior à do forro testado. As condições em campo são sempre diferentes das do ambiente laboratorial controlado e é previsível que se alcancem valores mais baixos de isolamento acústico. As vias de fuga do som pelo sistema de forro e paredes e a transmissão indireta podem afetar de modo adverso o desempenho global do isolamento acústico. Assim, para se alcançar um ótimo desempenho, são muito importantes o design e a montagem do forro suspenso e demais elementos. Os sistemas de forros AMF oferecem qualidades de atenuação acústica excepcionais. THERMATEX Silence alcançam valores D n,c,w de até 44 db. Valores mais altos podem ser alcançados agregando-se materiais de revestimento ou compartimentação com paredes isolantes. Isolamento acústico entre salas Caixa de proteção para luminárias Ilustração do teste de atenuação acústica de passagem dupla. Ondas sonoras com freqüência e pressão definidas são produzidas pela fonte de ruído na sala emissora. Esses níveis de pressão sonora são reduzidos quando o som passa pelo forro, ganha o espaço vazio e desce novamente através do forro invadindo a sala receptora. Nas condições laboratoriais, as características específicas de desempenho dos demais elementos sob o forro deverão ser melhores que as do forro, para que se obtenha um valor correto para o forro. Forro AMF Divisória 14

15 Isolamento acústico - Requisitos laboratoriais O isolamento acústico de cada elemento de uma edificação é medido segundo normas específicas. O isolamento acústico varia com a freqüência. As medições são realizadas nos intervalos das bandas de 1/3 de oitava entre Hz, variação que abrange a maioria dos ruídos cotidianos. O método de ensaio é fornecido pelas normas ISO 140-3, que mede o índice de redução sonora ponderado (R w ), e ISO 140-9, que fornece a diferença normalizada ponderada para forros suspensos (D n,c,w ). A norma ISO descreve o procedimento para se ajustar a forma da curva de referência à curva medida. O valor de 500 Hz da curva de referência é citado como um valor de classificação único e se aplica às duas séries de resultados de medição (R w ou D n,c,w ). 50,0 40,0 38 db db 30,0 20,0 D n, c ou R Curva de referência 10,0 0,0 125 Hz 250 Hz 500 Hz 1000 Hz 2000 Hz 4000 Hz Freqüência Hz Isolamento acústico - mensuração e avaliação O D n,c,w (C, C tr ). Anexo A da norma EN ISO inclui dois itens, C e C tr, que foram desenvolvidos levando em conta as fontes de ruído, isto é, C para ruído rosa e C tr para ruído de tráfego urbano. Esses coeficientes de adaptação a um espectro C e C tr determinam a adequação dos elementos do edifício quanto a influências de ruído específicas listadas na tabela de fontes de ruído. Os valores de C e Ctr situam-se geralmente entre 0 e 10. V min = 50 m 3 (ou difusores) Junta de separação para evitar a transmissão pelos flancos 0,65 0,76 m 2,80 + (0,2) m Condições laboratoriais para determinar a diferença de nível normalizada para forros suspensos (D n,c,w ) Altura do pleno de 650 mm a 760 mm até o teto estrutural. Um vedante de perímetro nos três lados do entreforro (não ultrapassando 150 mm) A parede divisória deve apresentar índice de isolamento acústico, no mínimo, 10 db mais alto que o índice do forro em teste. Na junção do forro, a parede divisória deve ter 100 mm. A inclinação descendente não deve ultrapassar 30 pela visão vertical de cima. A largura da construção testada deve ser 4,5 + (0,5) m. A altura do piso ao forro deve ser 2,8 + (0,2) m. O volume de cada sala deve ser de pelo menos 50 m³. 15

16 FORROS COM TRATAMENTO ACÚSTICO SUPERIOR Soluções acústicas detalhadas 1 CAIXA DE LUZ 2 TIRANTES ACÚSTICOS 3 REVESTIMENTOS 4 BARREIRAS ACÚSTICAS Acessórios, como luminárias, alto-falantes e grelhas de ar de retorno, reduzem o desempenho de isolamento acústico do forro suspenso. Ao utilizar as caixas de luz AMF nessas instalações, os valores de isolamento acústico do forro total podem ser mantidos. Além disso, as caixas de luz AMF fornecem proteção contra fogo ao piso acima e acesso ao entreforro. A transmissão do ruído de impacto proveniente do piso de cima pode ser substancialmente reduzida pelo uso dos tirantes acústicos AMF. O conjunto de instalação em 2 peças limita a transmissão da vibração em ambas as direções e proporciona redução mais efetiva dos ruídos. O desempenho de isolamento acústico do forro em fibra mineral AMF pode ser melhorado ainda mais com um revestimento acústico colocado acima do forro. Dependendo do tipo de isolamento utilizado, os índices da atenuação acústica podem aumentar em até 10 db. Os altos índices de isolamento acústico dos sistemas de forros AMF podem ser utilizados como barreiras acústicas. Para impedir a transmissão acústica do entreforro acima das divisórias, os produtos AMF podem ser utilizados como anteparos. 16

17 17

18 COMBINAÇÃO IDEAL DE ABSORÇÃO SONORA COM ATENUAÇÃO ACÚSTICA Ambientes amplos, com baixos níveis de ruído. Reflexão alta Aplicações universais para salas com nível médio de ruído. Basicamente refletor Aplicações universais para salas com nível médio de ruído. Basicamente absorvente Vários níveis de ruído. Alta absorção 50 Isolamento acústico D n,c,w / D n,f,w em db THERMATEX Acoustic RL THERMATEX Kombimetall liso THERMATEX Laguna 15 mm / Schlicht 15 mm THERMATEX Feinstratos 15 mm THERMATEX Silence THERMATEX db Acoustic (30 mm de espessura) THERMATEX db Acoustic (24 mm de espessura) THERMATEX Acoustic / SF Acoustic THERMATEX Mercure / Star THERMATEX Feinstratos micro perf. 15 mm THERMATEX Alpha HD THERMATEX Alpha ONE THERMATEX Alpha preto THERMATEX Alpha redução média boa redução redução alta redução baixa (por ex., para salas com paredes maciças) 0 0,10 0,15 0,20 0,25 0,30 0,35 0,40 0,45 0,50 0,55 0,60 0,65 0,70 0,75 0,80 0,85 0,90 0,95 1,00 Refletor Pouco absorvente Absorvente Altamente absorvente Extremamente absorvente Absorção sonora ( w ) / Classificação do material absorvente Todos os forros da linha THERMATEX Acoustic AMF apresentam índices acústicos excelentes. A combinação de diferentes placas de forro produz os melhores efeitos acústicos em todas as salas. 18

19 APLICAÇÕES REQUISITOS THERMATEX Alpha ONE THERMATEX Alpha THERMATEX Acoustic THERMATEX db Acoustic THERMATEX Thermofon THERMATEX Alpha HD THERMATEX Silence THERMATEX Kombimetall THERMATEX Comfort THERMATEX Acoustic RL Sala de reunião Boa absorção sonora, alta atenuação acústica. Dependem das condições individuais do ambiente. Escritório panorâmico Áreas de trabalho diferentes requerem níveis de absorção sonora que variam de médio a alto e isolamento acústico de salas vizinhas Aeroporto Áreas de check-in densamente ocupadas necessitam de zonas de alta absorção sonora. Quando necessário, superfícies refletoras podem melhorar a inteligibilidade da fala. Atenuação acústica de média a alta entre salas vizinhas. Corredor Área de circulação com várias fontes de ruído: boa absorção sonora e alta atenuação acústica. Hall Criação de zonas individuais com funções diferentes que requerem correção acústica por absorção. Alta absorção sonora. Auditório/ Sala de aula Combinação de zonas absorventes e refletoras para maximizar a audibilidade em salas amplas. Boa atenuação acústica. Cinema Alto nível de exigência quanto à absorção sonora; produtos com atenuação acústica adicional mais alta são necessários para cinemas multiplex Linha de montagem Basicamente absorção sonora e isolamento de ruído proveniente de salas vizinhas Salas de espetáculos Tempos de reverberação mais longos requerem uma absorção sonora mais baixa e atenuação acústica conforme necessário Escritório de vendas Áreas congestionadas requerem tanto zonas refletoras como absorventes para uma boa audibilidade. Atenuação acústica pode ser necessária. Salas de engenharia Controle do ruído com painéis de forro altamente absorventes acústicos 19

20 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF Soluções individualizadas A criação de ambientes com boa qualidade acústica representa um desafio importante para a indústria da construção. Dependendo da utilização do espaço, várias exigências são impostas ao forro. Para que arquitetos e profissionais da área possam cumprir essas exigências, as novas placas de forro acústicas AMF oferecem excelentes índices de absorção sonora e isolamento acústico. PAINÉIS ACÚSTICOS AMF THERMATEX Alpha ONE THERMATEX Alpha THERMATEX Alpha colorido THERMATEX Alpha HD THERMATEX Silence THERMATEX Thermofon THERMATEX SF Acoustic THERMATEX Acoustic THERMATEX db Acoustic THERMATEX Acoustic / THERMATEX db Acoustic Plank THERMATEX Acoustic RL THERMATEX Kombimetall THERMATEX Sonic Sky THERMATEX Comfort 20

21 21

22 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Alpha ONE THERMATEX Alpha ONE é um painel de fibra mineral wetfelt para forros modulados ideal para aplicações que demandam máxima absorção sonora. O acabamento da superfície é totalmente branco e liso, conferindo ao produto um ar elegante e discreto. *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,f,w = 29 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,040 W/mK segundo EN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 24 mm (aprox. 3,8 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 Absorção sonora 1,0 0,8 Valor para THERMATEX Alpha ONE 0,6 24 mm 0,4 α w = 1,00 conforme norma EN ISO ,2 NRC = 1,00 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,55 0,85 1,00 0,95 1,00 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 22

23 THERMATEX Alpha THERMATEX Alpha é uma nova placa de forro acústico em fibra mineral, com acabamento em véu acústico. Além da absorção sonora de Classe A, THERMATEX Alpha também oferece proteção contra fogo e opções de tratamento higiênico. Por ser uma chapa mineral com acabamento em feltro, ela oferece excelentes propriedades físicas que facilitam seu manuseio e instalação. *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 26 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,040 W/mK segundo EN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 3,0 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 Absorção sonora 1,0 Valor para 0,8 THERMATEX Alpha 0,6 19 mm 0,4 α w = 0,95 conforme norma EN ISO ,2 NRC = 0,90 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,45 0,80 0,95 0,90 1,00 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 23

24 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Alpha colorido THERMATEX Alpha, nas cores preto, azul claro, bege e prata, é uma nova placa de forro que proporciona alta absorção sonora. Com superfície colorida, THERMATEX Alpha tem aspecto liso e elegante. A combinação de lã mineral biossolúvel de última geração, argila e aglomerante orgânico contribui para um excelente desempenho acústico. PADRÕES DE ACABAMENTO 01 preto 02 bege 03 azul claro 04 prata SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 26 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa preto: até: 3,8% Condutividade térmica λ = 0,040 W/mK segundo EN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 3,0 kg/m²) Cores preto, azul claro, bege, prata Absorção sonora 1,0 Valor para 0,8 THERMATEX 0,6 Alpha preto 0,4 α w = 1,00 conforme norma EN ISO ,2 NRC = 0,90 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,45 0,80 0,95 0,95 1,00 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p Absorção sonora 1,0 Valor para 0,8 THERMATEX 0,6 Alpha colorido 0,4 α w = 0,85 conforme norma EN ISO ,2 NRC = 0,80 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,55 0,75 0,75 0,85 0,95 0, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 24

25 THERMATEX Alpha HD THERMATEX Alpha HD é um painel para forro modulado em formato prancha (plank) para aplicações que demandam muito elevada absorção sonora. A baixa densidade superficial e as perfurações que se ocultam abaixo do fino véu acústico conferem a este produto elevado coeficiente de absorção sonora. O acabamento da superfície é totalmente branco e liso, conferindo ao produto um ar elegante e discreto. SISTEMA F Sistema corredores *1 I Sistema painel *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,f,w = 30 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 3,6 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. Absorção sonora 1,0 Valor para 0,8 THERMATEX Alpha HD 0,6 19 mm 0,4 α w = 0,90 conforme norma EN ISO ,2 NRC = 0,85 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,45 0,70 0,80 0,90 1,00 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 25

26 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Silence THERMATEX Silence é um painel de fibra mineral wetfelt para forros modulados e que proporciona um alto coeficiente de absorção sonora combinado com elevada atenuação sonora. O acabamento segue o padrão da família de produtos THERMATEX Acoustic. SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,f,w = 44 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 43 mm (aprox. 10,8 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. Absorção sonora 1,0 Valor para 0,8 THERMATEX Silence 0,6 43 mm 0,4 α w = 0,85 (H) conforme norma EN ISO ,2 NRC = 0,90 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,40 0,55 0,85 1,00 1,00 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 26

27 THERMATEX Thermofon O painel AMF THERMATEX Thermofon é parte integrante da família de produtos THERMATEX Acoustic. Revestido por um delicado véu acústico, o produto tem aparência totalmente branca e lisa e oferece valores de absorção sonora excelentes. SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 28 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,038 W/mK segundo EN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 15 mm (aprox. 2,4 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. Absorção sonora 1,0 Valor para 0,8 THERMATEX 0,6 Thermofon 0,4 α w = 0,80 (H) conforme norma EN ISO ,2 NRC = 0,85 conforme 0 norma ASTM C 423 extremamente absorvente 0,55 0,75 0,75 0,80 0,95 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 27

28 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX SF Acoustic Este novo e elegante forro AMF de alto desempenho técnico pode ser instalado em locais com altura de pleno muito baixa, pois, graças à nova borda SF, a placa é instalada unicamente por baixo. A instalação ou remoção das placas é simples e fácil: basta deslizar a placa paralelamente à estrutura de perfil leve em formato de T invertido. O acabamento da superfície dos painéis THERMATEX SF Acoustic é homogêneo, branco e liso e o produto atinge elevada absorção sonora e isolamento acústico. Perfis coloridos podem adicionar ao forro uma estética completamente nova e única. Aparência elegante e sofisticada Pode ser instalado em pleno baixo (a partir de 75mm) Instalação muito simples Placa de forro de alta qualidade SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 38 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 24 mm (aprox. 8,4 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 Detalhes de borda SF no comprimento da placa *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. SF na largura da placa Absorção sonora Valor para THERMATEX SF Acoustic α w = 0,65 (H) conforme norma EN ISO NRC = 0,70 conforme norma ASTM C 423 altamente absorvente 1,0 0,8 0,6 0,4 0,2 0,35 0,40 0,60 0,80 0,95 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 28

29 Seção transversal do acabamento perimetral Perfil T24/ Vão sombreado = 7,0 mm 2 8 Suportes Niveladores (tirantes) Tirante de arame Medida do módulo (mm) 600 x x 625 SHD SoS Ano BS 10 Painéis AMF THERMATEX 1 pç 2,78 2,56 Perfil VENTATEC principal T24/ ou m. lin. 0,84 0,80 Perfil VENTATEC travessa T24/ ou m. lin. 0,84 0,80 Perfil VENTATEC travessa T24/ ou m. lin. 1,67 1,60 Tirante SoS ou alternativa 5 pç 0,84 0,80 Cantoneira RWL 20/20/12/20 6 m. lin. 0,60 0,60 Mola de pressão (opcional) pç 0,60 0,60 Distância entre tirantes 7 m 1,00 1,00 Distância entre perfis principais 8 m 1,20 1,25 Distância entre fixadores do perfil perimetral m 0,40 0,40 Instalação passo-a-passo Outros modelos de suportes niveladores (tirantes) também podem ser usados com este sistema. A escolha permite flexibilidade e facilidade de instalação, uma vez que pode-se optar pelo nivelador tipo borboleta, nonius ou pela fixação direta. Para mais detalhes sobre este produto, por favor, consulte o manual de instalação que está disponível em Anu SAH 5 DAH 1º passo Insira a borda de encaixe com friso duplo em desnível no perfil. 3º passo Puxe o painel horizontalmente para trás. 2º passo Empurre delicadamente para cima. 29

30 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Acoustic THERMATEX Acoustic é uma chapa de forro de 19 mm de espessura, produzida a partir de uma placa mineral especialmente perfurada, com acabamento acústico em lã mineral. As perfurações promovem excelente absorção sonora, enquanto a lã oferece um acabamento macio e elegante. A combinação de lã mineral bio-solúvel de alta densidade com argila e aglomerante orgânico resulta em características físicas excepcionais, particularmente quanto ao desempenho acústico. SISTEMA C Estrutura aparente *1 A Estrutura oculta *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 38 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 4,6 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. Absorção sonora Valor para THERMATEX Acoustic 19 mm α w = 0,65 (H) conforme norma EN ISO NRC = 0,70 conforme norma ASTM C 423 altamente absorvente 1,0 0,8 0,6 0,4 0,2 0,35 0,40 0,65 0,85 0,95 0, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 30

31 THERMATEX db Acoustic THERMATEX db Acoustic é a solução ideal para ambientes que requerem alta atenuação sonora. Além disso, são bons os níveis de absorção sonora, e sua superfície branca sem perfurações proporciona uma aparência excelente. A combinação de lã mineral bio-solúvel de alta densidade com argila e aglomerante orgânico resulta em características físicas excepcionais, particularmente quanto ao desempenho acústico. Detalhes da borda SK THERMATEX db Acoustic (30 mm de espessura) Absorção sonora Valor para THERMATEX db Acoustic 30 mm α w = 0,65 (H) conforme norma EN ISO NRC = 0,70 conforme norma ASTM C 423 altamente absorvente 1,0 0,8 0,6 0,4 0,2 0,35 SK 0,40 0,65 VT-S15 F 0,85 0,90 0, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p SYSTEM C Estrutura aparente *1 F Sistema corredores * 1 I Sistema painel * 1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 41 db segundo EN (24 mm espessura, conforme relatório de ensaio) D n,c,w = 43 db segundo EN (30 mm espessura, conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 24 mm (aprox. 8,4 kg/m²) / 30 mm (aprox.10,5 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 Absorção sonora Valor para THERMATEX db Acoustic 24 mm α w = 0,65 (H) conforme norma EN ISO NRC = 0,70 conforme norma ASTM C 423 altamente absorvente 1,0 0,8 0,6 0,4 0,2 0,35 0,40 0,60 0,80 0,95 1, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 31

32 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Acoustic / THERMATEX db Acoustic Planks THERMATEX Acoustic e THERMATEX db Acoustic estão disponíveis na forma de pranchas (plank). Para atender exigências acústicas, os painéis em formato de pranchas oferecem índices de atenuação acústica superiores, aliando uma absorção sonora notável a um acabamento liso e elegante. Uma excelente proteção contra fogo e fácil desmontagem fazem de THERMATEX Acoustic e THERMATEX db Acoustic a escolha ideal para escolas, salas de conferências, instituições de saúde e varejo. SISTEMA F Sistema corredores * 1 I Sistema painel * 1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 40 db segundo EN (19 mm Dicke, conforme relatório de ensaio) D n,c,w = 43 db segundo EN (24 mm espessura, conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 4,6 kg/m²) 24 mm (aprox. 8,4 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página

33 THERMATEX Acoustic RL THERMATEX Acoustic RL completa a linha THERMATEX Acoustic. A versão RL proporciona alto nível de reflexão sonora nas freqüências da fala humana. Isso permite incluir trechos específicos de placas refletoras em áreas de alta absorção, mantendo-se a mesma aparência. SISTEMA C Estrutura aparente *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 38 db segundo EN (conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa Até 88% Condutividade térmica λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 5,8 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 Absorção sonora 1,0 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. Valor para THERMATEX Acoustic RL 19 mm α w = 0,15 (L) conforme norma EN ISO NRC = 0,15 conforme norma ASTM C 423 puoco absorvante 0,8 0,6 0,4 0,2 0,25 0,20 0,15 0,10 0,15 0, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 33

34 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Kombimetall O forro de alto desempenho THERMATEX Kombimetall AMF, que compreende um painel metálico e um núcleo mineral, cumpre as mais rigorosas exigências em acústica e proteção contra fogo. THERMATEX Kombimetall é instalado como único elemento, sem necessidade de isolamento adicional. THERMATEX Kombimetall pode ser instalado em sistema corredor (Sistema F) ou como painel modular em sistema de estrutura fixa (Sistema I). Projetores embutidos ou sprinklers são facilmente integrados ao painel. THERMATEX Kombimetall combina a aparência de um forro metálico com as características de resistência ao fogo e fácil instalação dos forros de alto desempenho AMF. *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página 39. SISTEMA C Estrutura aparente *1 F Sistema corredores *1 I Sistema painel *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 42 db segundo EN (planks, conforme relatório de ensaio) Umidade Até 90% UR (para umidade variável, até 30 C) Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 21 mm (aprox. 9,5 kg/m²) Peso depende do tipo e tamanho do acabamento metálico em uso Cores Branco RAL 9010 Absorção sonora Valor para THERMATEX Kombimetall 2,0 mm α w = 0,65 (H) conforme norma EN ISO NRC = 0,70 conforme norma ASTM C 423 altamente absorvente 1,0 0,8 0,6 0,4 0,2 0,35 0,45 0,60 0,75 0,90 0, Freqüência f / Hz grau prático de absorção sonora α p 34

35 Sistema I Sistema F Instalação do Sistema F Instalação do Sistema I F Sistema de vão livre THERMATEX Kombimetall - Modelo para Proteção Contra Fogo AKUSTIK OBERFLÄCHENDESIGNS 1 THERMATEX Kombimetall 21 mm de espessura 2 Perfil principal 24 x 75 mm 3 Moldura perimetral 42 x 20 x 23 x 24 x 1,5 mm 4 Largura do painel 300 mm 5 Comprimento máx. do painel 2500 mm 6 Painel resistente ao fogo 15 x 100 mm 7 Schallabsorption Segmento espaçador mineral 64 x 40 mm Werte für: THERMOFON / 20 mm / α w = 0,90 / NRC= 0,85 / absorbierend Werte für: Feinstratos microperf. / 15 mm / α w = 0,60 / NRC= 0,55 / absorbierend Werte für: Mercure / 15 mm / α w = 0,60 / NRC= 0,55 / absorbierend I Sistema Bandraster THERMATEX Kombimetall - Modelo para Proteção Contra Fogo 1 THERMATEX Kombimetall 21 mm de espessura 2 Perfil Bandraster 100 mm 3 Perfil travessa 24 x 75 mm 4 Suporte regulador Nonius 5 Perfil Cantoneira 31 x 31 x 1 mm 6 Conexão de parede 7 Tira mineral 64 x 40 mm 8 Perfil Cantoneira (alternativa de fixação à parede) 9 Perfil Espaçador 10 Distanciador mineral 64 x 40 mm 11 Reforço estrutural 12 Suporte regulador lateral 13 Largura do módulo 300 mm 14 Comprimento do módulo 1800 mm 15 Distância máxima entre suportes reguladores 710 mm 35

36 SOLUÇÕES ACÚSTICAS AMF THERMATEX Sonic Sky Com uma ampla gama de formatos e cores, as ilhas acústicas SONIC SKY da Knauf AMF oferecem soluções acústicas e estéticas inovadoras e elegantes. As ilhas são constituídas por painéis AMF THERMATEX apoiados em uma moldura de suporte. Os painéis são acabados por um véu acústico de alta qualidade, disponível em várias tonalidades. O sistema é projetado para proporcionar facilidade e rapidez na colocação e conferir às ilhas acústicas um aspecto "flutuante" através de discretos tirantes semi-ocultos. 1 Painel AMF THERMATEX 2 Perfil principal (entre placas) 3 Moldura tubular de 40 x 30 mm 4 Conector de perfis (oculto) 5 Pendural (tirante) flexível 6 Comprimento da moldura (necessário usar perfil de reforço para comprimentos superiores a 300 mm) 7 Largura da moldura (necessário usar perfil travessa para larguras superiores a 2500 mm) Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Absorção sonora EN ISO 354 Formato da moldura 2400 x 1800 / 2400 x 1200 / 2000 x 1500 / 1200 x 1200 mm, outros formatos sob consulta Formato do painel 600 x 600 / 300 x 1500 / 300 x 1800 mm Peso total aprox. 8,0 kg/m² depende do formato da moldura e da superfície Cores da moldura anodizado branco similar à escala RAL 9010 (outras cores por encomenda) Superfícies THERMATEX Alpha ou THERMATEX Alpha HD acabado em véu acústico branco, preto, prata, bege ou azul claro (borda VT e AW somente em branco)

37 Com os modelos de ilhas acústicas SONIC SKY côncavas e convexas, é possível criar efeitos sofisticados e inovadores, inclusive empregando ambos os formatos num mesmo projeto. As diversas tonalidades disponíveis permitem criar interessantes contrastes. As peças, de rápida e fácil instalação, são fornecidas pré-montadas e os tirantes de suspensão (pendurais) fabricados em aço inoxidável são totalmente ajustáveis, permitindo posicionamento preciso das placas. Umidade até 90 % RH Dimensões 1910 x 1180 mm Altura do kit 91 mm Peso do kit aprox. 14 kg / pç incluindo todos os materiais Cores da moldura anodizado branco similar à escala RAL 9010 (outras cores por encomenda) Cores dos painéis véu acústico branco, preto, prata, bege ou azul claro 1 Painel AMF THERMATEX 2 Moldura tubular de 15 x 34 x 7 mm / Formato 1910 mm x 1180 mm 3 Pendural (tirante) flexível 4 Perfil travessa com fixador de tirante

38 THERMATEX Comfort THERMATEX Comfort AMF oferece altos níveis de desempenho acústico e proteção contra fogo THERMATEX Feinstratos Feinstratos micro perf. Star Mercure SISTEMA C Estrutura aparente *1 I Sistema painel *1 Classe de material A2-s1, d0 segundo EN Comportamento ao Fogo Classe A segundo NBR 9442 (Classe II-A segundo IT-10 do Corpo de Bombeiros de SP) Absorção sonora EN ISO 354 Atenuação acústica D n,c,w = 38 db segundo EN (600 x 600 mm, conforme relatório de ensaio) D n,c,w = 40 db segundo EN (plank, conforme relatório de ensaio) Umidade Até 95% UR Refletância luminosa λ = 0,052-0,057 W/mK segundo DIN Dimensões Para dimensões e categorias de fornecimento, por favor, consulte Espessura/ Peso 19 mm (aprox. 5,7 kg/m²) Cores Branco RAL 9010 *1 Para mais detalhes, favor consultar soluções em sistemas. Para ver normas técnicas, consultar página

Forros Removíveis Knauf Beleza e funcionalidade para colocar seus projetos nas alturas

Forros Removíveis Knauf Beleza e funcionalidade para colocar seus projetos nas alturas Knauf Folheto Técnico 8 Forros Removíveis Knauf Beleza e funcionalidade para colocar seus projetos nas alturas Produtos com diferenciais exclusivos aliam facilidade de instalação e manutenção às mais variadas

Leia mais

DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY

DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY DESEMPENHO EM FORROS Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY EMPRESA LINHA DE PRODUTOS OPÇÕES DE DESIGN SOLUÇÕES EM SISTEMAS SERVIÇOS Inovação e estética

Leia mais

Forros Removíveis Knauf Beleza e funcionalidade para colocar seus projetos nas alturas

Forros Removíveis Knauf Beleza e funcionalidade para colocar seus projetos nas alturas Knauf Folheto Técnico 8 Forros Removíveis Knauf Beleza e funcionalidade para colocar seus projetos nas alturas Produtos com diferenciais exclusivos aliam facilidade de instalação e manutenção às mais variadas

Leia mais

DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação THERMATEX SONIC SKY MAIS VANTAGENS COM FACILIDADE NOVO PRODUTO AMF MADE IN GERMANY

DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação THERMATEX SONIC SKY MAIS VANTAGENS COM FACILIDADE NOVO PRODUTO AMF MADE IN GERMANY THERMATEX SONIC SKY MAIS VANTAGENS COM FACILIDADE NOVO PRODUTO AMF THERMATEX Sonic Sky Painel plano A arquitetura moderna usa materiais rígidos refletivos como vidro, aço e concreto. Há pouco espaço para

Leia mais

06/2009 DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY

06/2009 DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY 06/2009 DESEMPENHO EM FORROS Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY EMPRESA LINHA DE PRODUTOS OPÇÕES DE DESIGN SOLUÇÕES EM SISTEMAS SERVIÇOS Inovação e

Leia mais

Knauf Folheto Técnico 06/2011

Knauf Folheto Técnico 06/2011 Knauf Folheto Técnico 06/2011 Tetos e Forros Removíveis Knauf Soluções à altura de sua criatividade Acabamento impecável, facilidade de uso e rapidez de instalação que elevam a qualidade e o conforto dos

Leia mais

MEMORIAL DE CÁLCULO E MATERIAIS PROJETO DE ACÚSTICA ARQUITETÔNICA TCE/AC ARQ. DAVID QUEIROZ DE SANT ANA CREA PR-82206/D

MEMORIAL DE CÁLCULO E MATERIAIS PROJETO DE ACÚSTICA ARQUITETÔNICA TCE/AC ARQ. DAVID QUEIROZ DE SANT ANA CREA PR-82206/D MEMORIAL DE CÁLCULO E MATERIAIS PROJETO DE ACÚSTICA ARQUITETÔNICA TCE/AC ARQ. DAVID QUEIROZ DE SANT ANA CREA PR-82206/D CURITIBA 2012 1. INTRODUÇÃO Este memorial de cálculo e materiais foi elaborado para

Leia mais

A Acústica no Interior de Ambientes

A Acústica no Interior de Ambientes 54 Capítulo 7 A Acústica no Interior de Ambientes O projeto acústico de ambientes é um dos maiores desafios enfrentados por Arquitetos e Engenheiros Civis. Isto em razão da rara literatura em língua portuguesa

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA LIMPEZA

INSTRUÇÕES PARA LIMPEZA Geral Os forros minerais Knauf AMF têm diversas opções de acabamento. Cada acabamento requer um método de limpeza. Normalmente, a aplicação padrão de painéis para forro não exige limpeza, porém algumas

Leia mais

DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY

DESEMPENHO EM FORROS. Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY DESEMPENHO EM FORROS Mais espaço para inovação SISTEMAS DE FORROS SUSPENSOS PROGRAMA PARTE 1 MADE IN GERMANY EMPRESA LINHA DE PRODUTOS OPÇÕES DE DESIGN SOLUÇÕES EM SISTEMAS SERVIÇOS Inovação e estética

Leia mais

OWAcoustic sanitas 02 Onde condições estéreis contra fungos e bactérias são essenciais:

OWAcoustic sanitas 02 Onde condições estéreis contra fungos e bactérias são essenciais: Forros higiênicos OWAcoustic sanitas 02 Onde condições estéreis contra fungos e bactérias são essenciais: Placas de forro especialmente desenvolvidas para uso em áreas higienicamente sensíveis: O OWAcoustic

Leia mais

ACÚSTICA DA EDIFICAÇÃO

ACÚSTICA DA EDIFICAÇÃO ACÚSTICA DA EDIFICAÇÃO Profa. Dr.-Ing. Erika Borges Leão Disciplina ministrada ao IX semestre do curso de Engenharia Civil Universidade do Estado de Mato Grosso Campus Sinop/MT OBJETIVOS DA DISCIPLINA

Leia mais

TECNOLOGIA DE EDIFÍCIOS

TECNOLOGIA DE EDIFÍCIOS Universidade do Algarve Instituto Superior de Engenharia TECNOLOGIA DE EDIFÍCIOS ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS António Morgado André UAlg-EST-ADEC aandre@ualg.pt 1 Exercício 2.1 Considere uma sala de aula de 4,5x

Leia mais

Conforto Acústico em edifícios residenciais

Conforto Acústico em edifícios residenciais ARTIGO Conforto Acústico em edifícios residenciais Maria de Fatima Ferreira Neto, pesquisadora e professora da UNIP-Sorocaba; Stelamaris Rolla Bertoli, professora Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura

Leia mais

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF O SISTEMA C é o tipo de sistema estrutural para forros removíveis mais utilizado no mundo, combinando rapidez e simplicidade na instalação com preço econômico.

Leia mais

TRANSMISSÃO. Ao ser atingido por uma onda sonora, o obstáculo vibra, funcionando como uma nova fonte sonora.

TRANSMISSÃO. Ao ser atingido por uma onda sonora, o obstáculo vibra, funcionando como uma nova fonte sonora. TRANSMISSÃO Ao ser atingido por uma onda sonora, o obstáculo vibra, funcionando como uma nova fonte sonora. PAREDES HOMOGÊNEAS obedecem à LEI DA MASSA : o isolamento sonoro aumenta de db a cada vez que

Leia mais

! ESTÚDIO!DE!ARQUITETURA:!SUSTENTABILIDADE!AMBIENTAL!! FERNANDA MOURA !!!!!!!!!!!!!!! PESQUISA' DRYWALL' PORTAS' !!!!!!!!!!!! !!! ! 1!

! ESTÚDIO!DE!ARQUITETURA:!SUSTENTABILIDADE!AMBIENTAL!! FERNANDA MOURA !!!!!!!!!!!!!!! PESQUISA' DRYWALL' PORTAS' !!!!!!!!!!!! !!! ! 1! ! ESTÚDIO!DE!ARQUITETURA:!SUSTENTABILIDADE!AMBIENTAL!! FERNANDA MOURA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! PESQUISA'!!! DRYWALL' E'' PORTAS'! 1! !!! SUMÁRIO!!! PAREDES!DRYWALL! 1. 'FABRICANTE:'KNAUF 1. 1 PAREDE

Leia mais

Placostil - Ceiling Forros

Placostil - Ceiling Forros 100 Placostil - Ceiling Forros Índice da Atividade Placostil - Ceiling Forros Contínuos Lisos 113 Forros F530 114 Forros STUD 118 Forros FHP 122 Placostil - Ceiling Forros Contínuos Acústicos 125 Gyptone

Leia mais

Telha TopSteel. Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência.

Telha TopSteel. Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência. Telha TopSteel Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência. Telha TopSteel Leveza e conforto aliados à eficiência. As novas telhas termoacústicas TopSteel da Brasilit são de fácil transporte

Leia mais

Empresa. R. Estado do Amazonas, 609 Jd. Imperador São Paulo SP CEP 03935-000 PABX: (11) 2107-0499 www.isar.com.br

Empresa. R. Estado do Amazonas, 609 Jd. Imperador São Paulo SP CEP 03935-000 PABX: (11) 2107-0499 www.isar.com.br Empresa Com sede própria, construída em uma área de 6.000 m² e localizada estrategicamente próxima ao Pólo Petroquímico da região leste de São Paulo, a Isar é uma das maiores e mais competentes empresas

Leia mais

Índice Geral Índice Geral Pág.Pág.

Índice Geral Índice Geral Pág.Pág. VELFAC - Vidros Índice Geral Pág. Pág. Vidros VELFAC VELFAC ENERGY VELFAC SUN VELFAC VELFAC DÉCOR VELFAC SOUND VELFAC SAFETY VELFAC SECURE VELFAC Fachada VELFAC FIRE Termos Técnicos p/ Protecção Térmica

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE-UNIBH DRYWALL. Miriã Aquino

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE-UNIBH DRYWALL. Miriã Aquino CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE-UNIBH DRYWALL Miriã Aquino Belo Horizonte 2014 1 SUMÁRIO: APLICAÇÕES... 3 Paredes:... 3 Separação de Ambientes internos... 4 Isolamento Acústico Superior... 8 Isolamento

Leia mais

Green Glue: Composto para Isolamento Acústico

Green Glue: Composto para Isolamento Acústico Green Glue: Composto para Isolamento Acústico Composto Green Glue é rápido, fácil de aplicar, altamente efetivo no isolamento acústico e bastante eficiente quanto aos custos. Testes de laboratório provam

Leia mais

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com.

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com. MANUAL POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 wwwvickcombr POLICARBONATO COMPACTO O Policarbonato Compacto é muito semelhante ao vidro

Leia mais

FICHA TÉCNICA Isolamento acústico

FICHA TÉCNICA Isolamento acústico Página 1 de 7 O isolamento acústico é caracterizado por três tipos de isolamento distintos, sendo eles: - Correcção acústica - Isolamento de ruídos aéreos - Isolamento de ruídos de percussão CORRECÇÃO

Leia mais

érea a A h Lin Linha Aérea

érea a A h Lin Linha Aérea Linha érea Linha érea Linha érea Eletrocalha aramada... 61 Eletrocalhas... 74 Perfilados... 80 Leito para cabos... 85 Eletrocalha ramada Eletrocalha ramada Valemam, também conhecida como leito sanitário,

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos Gesso Convenciona O gesso é um material versátil: ele auxilia nas tarefas de embutir a iluminação, esconder ferragens e disfarçar vigas, além de criar efeitos fantásticos, especialmente

Leia mais

PLACA GYPCORK. Reabilitação Sustentável

PLACA GYPCORK. Reabilitação Sustentável PLACA GYPCORK Reabilitação Sustentável PLACA GYPCORK A nova placa GYPCORK reúne dois produtos portugueses de excelência: as placas de gesso Gyptec produzidas na Figueira da Foz, utilizando matérias primas

Leia mais

SISTEMA C FORRO COM DESIGN MARCANTE ESTRUTURA APARENTE SISTEMA

SISTEMA C FORRO COM DESIGN MARCANTE ESTRUTURA APARENTE SISTEMA ESTRUTURA APARENTE SISTEMA C FORRO COM DESIGN MARCANTE SISTEMA O SISTEMA C é a estrutura ais usada, pois associa dois fatores: ontage rápida e racional e preço copetitivo. Co este sistea, os painéis AMF

Leia mais

TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER

TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER TSA/TODA DIFUSORES PARA LUMINÁRIAS O conjunto de difusão de ar completamente embutido, contribui para um visual leve e sem distorções. Sua flexibilidade própria,

Leia mais

Crawford 542 Portas Seccionadas

Crawford 542 Portas Seccionadas Crawford 2 Crawford Crawford Dedicação ao cliente A Crawford 542 é uma porta seccionada concebida para aplicação em armazéns, centros de logística e todo o tipo de unidades de produção. O desenho é ideal

Leia mais

Apresentação. Conceito

Apresentação. Conceito Apresentação Apresentamos um novo conceito de Mercado para a Distribuição e Venda Direta de Produtos e Serviços para o Setor da Construção Civil; Com Ênfase em atender principalmente, construtoras, lojas

Leia mais

Manual de Projeto de Sistemas Drywall paredes, forros e revestimentos

Manual de Projeto de Sistemas Drywall paredes, forros e revestimentos Manual de Projeto de Sistemas Drywall paredes, forros e revestimentos 1 Prefácio Este é o primeiro manual de projeto de sistemas drywall publicado no Brasil um trabalho aguardado por arquitetos, engenheiros,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

SUMÁRIO 8. *NIVEIS SONOROS PARA CONFORTO ACÚSTICO NBR 10.152/87

SUMÁRIO 8. *NIVEIS SONOROS PARA CONFORTO ACÚSTICO NBR 10.152/87 1 SUMÁRIO 1. *FICHA TÉCNICA 2. *MODELOS 3. *DIMENSÕES E TOLERÂNCIAS 4. *DESEMPENHO ACÚSTICO 5. *INSTALAÇÃO 6. *RUÍDO EM EDIFICAÇÕES 7. *ABSORÇÃO ACÚSTICA DE MATERIAIS UTILIZADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL. NORMA

Leia mais

EXAUSTORES CENTRÍFUGOS DE TELHADO ROTOR DE PÁS CURVADAS PARA TRÁS / FLUXO VERTICAL. Modelo TCV

EXAUSTORES CENTRÍFUGOS DE TELHADO ROTOR DE PÁS CURVADAS PARA TRÁS / FLUXO VERTICAL. Modelo TCV EXAUSTORES CENTRÍFUGOS DE TELHADO ROTOR DE PÁS CURVADAS PARA TRÁS / FLUXO VERTICAL Modelo TCV VENTILADORES CENTRÍFUGOS DUPLA ASPIRAÇÃO Aspectos Gerais Os exaustores centrífugos modelo TCV, especificamente

Leia mais

Manual Técnico de Coberturas Metálicas

Manual Técnico de Coberturas Metálicas Manual Técnico de Coberturas Metálicas Coberturas Metálicas Nas últimas décadas, as telhas produzidas a partir de bobinas de aço zincado, revolucionaram de maneira fundamental, a construção civil no Brasil,

Leia mais

Proteção Passiva e Soluções Inovadoras para Aumentar a Segurança Contra Incêndio

Proteção Passiva e Soluções Inovadoras para Aumentar a Segurança Contra Incêndio FIRE PROTECTION Proteção Passiva e Soluções Inovadoras para Aumentar a Segurança Contra Incêndio Corpo de Bombeiros Militar - GO Escritório Central São Paulo, SP: Rua das Rosas, 300 Mirandópolis São Paulo,

Leia mais

The art of handling. Energia

The art of handling. Energia The art of handling Energia A arte em eficiência energética através do manuseio do ar Devido ao aumento constante dos preços da energia e da necessidade de proteger o meio ambiente, está se tornando cada

Leia mais

ATENUAÇÃO ACÚSTICA EM CONDUTAS DE AR CONDICIONADO PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM CONDUTAS ABSORVENTES CLIMAVER NETO

ATENUAÇÃO ACÚSTICA EM CONDUTAS DE AR CONDICIONADO PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM CONDUTAS ABSORVENTES CLIMAVER NETO Acústica 2008 20-22 de Outubro, Coimbra, Portugal Universidade de Coimbra ATENUAÇÃO ACÚSTICA EM CONDUTAS DE AR CONDICIONADO PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM CONDUTAS ABSORVENTES CLIMAVER NETO Paulo Alexandre

Leia mais

Avaliações Técnicas ITA reconhecida pelo PBQP-H

Avaliações Técnicas ITA reconhecida pelo PBQP-H PBQP-H INMETRO Programas Setoriais da Qualidade EGT credenciada pelo PBQP-H e acreditada pelo INMETRO Avaliações Técnicas ITA reconhecida pelo PBQP-H Mais de 250 ensaios acreditados pelo INMETRO SINAT

Leia mais

Knauf Folheto Técnico. Knauf Flexboard Porque a mente criativa gera mais que linhas retas.

Knauf Folheto Técnico. Knauf Flexboard Porque a mente criativa gera mais que linhas retas. Knauf Folheto Técnico 01 / 2015 Knauf Flexboard Porque a mente criativa gera mais que linhas retas. Knauf Flexboard Flexboard é a mais delgada chapa Knauf Drywall, desenvolvida especialmente para permitir

Leia mais

Avaliação de Desempenho ABNT NBR 15575. Antonio Fernando Berto afberto@ipt.br

Avaliação de Desempenho ABNT NBR 15575. Antonio Fernando Berto afberto@ipt.br Avaliação de Desempenho Segurança ao Fogo ABNT NBR 15575 Antonio Fernando Berto afberto@ipt.br Ocorrências de incêndios em 2010 Número de incêndios no Brasil Número de incêndios no Estado de São Paulo

Leia mais

DESEMPENHO ACÚSTICO EM SISTEMAS DRYWALL. www.drywall.org.br

DESEMPENHO ACÚSTICO EM SISTEMAS DRYWALL. www.drywall.org.br DESEMPENHO ACÚSTICO EM SISTEMAS DRYWALL www.drywall.org.br Apresentação Desempenho acústico em sistemas drywall Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall 2011 Autor: Carlos Roberto de

Leia mais

PERFORT SISTEMAS DE BANDEJAMENTO

PERFORT SISTEMAS DE BANDEJAMENTO PERFORT 1 SISTEMAS DE BANDEJAMENTO Utilizando o conceito de estruturação mecânica desenvolvido pela MOPA, o ELETROFORT é uma eletrocalha de seção transversal e características exclusivas, que permitiram

Leia mais

Iluminação LED de nível alto

Iluminação LED de nível alto Iluminação LED de nível alto Sistemas de iluminação em linha com LED As séries E4, E5 e E7 da ETAP oferecem uma vasta gama de iluminação LED para espaços com pé direito elevado, como pavilhões industriais,

Leia mais

Freqüência dos sons audíveis: entre 20Hz (infra-sônica) e 20.000Hz (ultra-sônica, audíveis para muitos animais).

Freqüência dos sons audíveis: entre 20Hz (infra-sônica) e 20.000Hz (ultra-sônica, audíveis para muitos animais). Ondas Sonoras: - São ondas longitudinais de pressão, que se propagam no ar ou em outros meios. - Têm origem mecânica, pois são produzidas por deformação em um meio elástico. - As ondas sonoras não se propagam

Leia mais

Soluções que sustentam a qualidade do seu projeto

Soluções que sustentam a qualidade do seu projeto Knauf Folheto Técnico 2008 Paredes Knauf Soluções que sustentam a qualidade do seu projeto Estabilidade, resistência a impactos, proteção termoacústica e outras características inovadoras que não dividem

Leia mais

Catálogo Técnico 2014 2015 CALHA DE ESCOAMENTO PALMETAL

Catálogo Técnico 2014 2015 CALHA DE ESCOAMENTO PALMETAL Catálogo Técnico 2014 2015 CALHA DE ESCOAMENTO PALMETAL A CALHA DESENVOLVIMENTO DO PRODUTO A CALHA DE ESCOAMENTO já era um produto reconhecido e de alta demanda na Palmetal. Analisando o uso dos clientes

Leia mais

PAVIRO Sistema de chamada e evacuação por voz com qualidade de som profissional Flexibilidade desde o início PAVIRO 1

PAVIRO Sistema de chamada e evacuação por voz com qualidade de som profissional Flexibilidade desde o início PAVIRO 1 PAVIRO Sistema de chamada e evacuação por voz com qualidade de som profissional Flexibilidade desde o início PAVIRO 1 2 PAVIRO PAVIRO 3 Mantém as pessoas informadas, seguras e entretidas Com mais de 100

Leia mais

21-12-2015. Sumário. Comunicações. O som uma onda mecânica longitudinal

21-12-2015. Sumário. Comunicações. O som uma onda mecânica longitudinal 24/11/2015 Sumário UNIDADE TEMÁTICA 2. 1.2 - O som uma onda mecânica longitudinal. - Produção e propagação de um sinal sonoro. - Som como onda mecânica. - Propagação de um som harmónico. - Propriedades

Leia mais

ESCADAS DESMONTÁVEIS

ESCADAS DESMONTÁVEIS ESCADAS DESMONTÁVEIS ESCADAS DESMONTÁVEIS anos de GARANTIA nas escadas Fakro dispőe de uma ampla gama de escadas fabricadas em diferentes materiais. As escadas de madeira estăo disponíveis em dois, três

Leia mais

Módulo 2 - Sistemas básicos de proteção passiva contra incêndio

Módulo 2 - Sistemas básicos de proteção passiva contra incêndio Módulo 2 - Sistemas básicos de proteção passiva contra incêndio Apresentação do módulo Os sistemas de proteção contra incêndio e pânico são classificados em duas categorias distintas: proteção passiva

Leia mais

Portfólio de Produtos

Portfólio de Produtos www.isorecort.com.br Portfólio de Produtos Faça o download de um leitor de QR Code na loja virtual do seu celular ou tablet e baixe nosso catálogo. Qualidade em suas Diversas Formas Qualidade Quando o

Leia mais

ESPAÇOS INTERIORES ulma architectural.mx

ESPAÇOS INTERIORES ulma architectural.mx ESPAÇOS INTERIORES 01 QUALIDADE E VANTAGENS Pag. 6 02 TEXTURAS Pag. 8 2 3 03 SISTEMAS DE COLOCAÇÃO Pag. 10 04 OBRAS DE REFERÊNCIA Pag. 12 4 5 ESPAÇOS INTERIORES DEPOIS DE MUITOS ANOS REVESTINDO AS FACHADAS

Leia mais

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES Pregão 003/2006 Alteração ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES ITEM O1 Sistema de arquivamento composto de módulos de arquivos deslizantes, com acionamento

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO Descrição: O Sistema de Estação de Trabalho e Montagem - S.A.M. - apresenta soluções refinadas e flexíveis, com ótima relação de custo benefício que se adequa perfeitamente às necessidades de sua empresa.

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

Anatomia e Fisiologia Humana OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição novembro/2006 OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO SUMÁRIO Sobre a Bio Aulas... 03

Leia mais

Ministério d. da Presidência do Conselho, em 4 de Fevereiro de 2008. Registado com o n.º DL 35/2008 no livro de registo de diplomas

Ministério d. da Presidência do Conselho, em 4 de Fevereiro de 2008. Registado com o n.º DL 35/2008 no livro de registo de diplomas Registado com o DL 35/2008 no livro de registo de diplomas da Presidência do Conselho, em 4 de Fevereiro de 2008 O -Lei 129/2002, de 11 de Maio, aprovou o Regulamento dos Requisitos Acústicos dos Edifícios

Leia mais

ANEXO 01. Figura 1 - Planta da área a ser trabalhada. DW indica os locais a serem trabalhados com drywall.

ANEXO 01. Figura 1 - Planta da área a ser trabalhada. DW indica os locais a serem trabalhados com drywall. ANEXO 01 Sala MEV DW DW B B Figura 1 - Planta da área a ser trabalhada. DW indica os locais a serem trabalhados com drywall. 1 Figura 2 Detalhes das portas em drywall. A porta P11, destinada a acesso à

Leia mais

Varycontrol Caixas VAV

Varycontrol Caixas VAV 5//P/3 Varycontrol Caixas VAV Para Sistemas de Volume Variável Séries TVJ, TVT TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 05 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 303-3900 Fax: (11) 303-39 E-mail: trox@troxbrasil.com.br

Leia mais

CAPÍTULO 08/ MÓDULO 01: ONDAS.

CAPÍTULO 08/ MÓDULO 01: ONDAS. FÍSICA PROF. HELTON CAPÍTULO 08/ MÓDULO 01: ONDAS. MOVIMENTO PERIÓDICO Um fenômeno é periódico quando se repete identicamente em intervalos de tempos iguais. Exemplos: DEFINIÇÕES: Amplitude: distância

Leia mais

ETME 01. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS PARA EFICIENTIZAÇÃO Revisão, 14/09/2010

ETME 01. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS PARA EFICIENTIZAÇÃO Revisão, 14/09/2010 ETME 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS PARA EFICIENTIZAÇÃO Revisão, 14/09/2010 SUMÁRIO 1.1 OBJETIVO...4 1.2 NORMAS RECOMENDADAS...4 1.3 UNIDADES DE MEDIDA...4 1.4 IDIOMA...4 1.5 GARANTIAS QUANTO AO

Leia mais

Painel 4 Diretrizes para um novo Projeto de Lei sobre Ruído Urbano. Marcelo de Mello Aquilino

Painel 4 Diretrizes para um novo Projeto de Lei sobre Ruído Urbano. Marcelo de Mello Aquilino Painel 4 Diretrizes para um novo Projeto de Lei sobre Ruído Urbano Aspectos técnicos para a elaboração de PLs relativos à: Ruído; Vibração e Perturbação Sonora. Marcelo de Mello Aquilino Temas que tratamos

Leia mais

1 Desempenho térmico

1 Desempenho térmico Desempenho térmico 1 2 Desempenho térmico A norma NBR 15575 não trata de condicionamento artificial. Todos os critérios de desempenho foram estabelecidos com base em condições naturais de insolação, ventilação

Leia mais

FAMÍLIA DE ANTENAS RFID DA MOTOROLA

FAMÍLIA DE ANTENAS RFID DA MOTOROLA COMPLETO PORTFÓLIO DE ANTENAS RFID PARA MÚLTIPLAS E VARIADAS NECESSIDADES DE APLICAÇÃO FAMÍLIA DE ANTENAS RFID DA MOTOROLA A família de antenas de Identificação por Radiofrequência (RFID) da Motorola oferece

Leia mais

Nosso catálogo está em fase de finalização, abaixo segue nossa linha de Cremalheiras, em breve outras linhas já estarão disponíveis.

Nosso catálogo está em fase de finalização, abaixo segue nossa linha de Cremalheiras, em breve outras linhas já estarão disponíveis. Nosso catálogo está em fase de finalização, abaixo segue nossa linha de Cremalheiras, em breve outras linhas já estarão disponíveis. Aos interessados solicitamos que curtam nossa página no Facebook ou

Leia mais

TERMILOR PAINÉIS DE POLIURETANO EXPANDIDO PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA, ABSORÇÃO E ISOLAÇÃO ACÚSTICA

TERMILOR PAINÉIS DE POLIURETANO EXPANDIDO PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA, ABSORÇÃO E ISOLAÇÃO ACÚSTICA TERMILOR PAINÉIS DE POLIURETANO EXPANDIDO PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA, ABSORÇÃO E ISOLAÇÃO ACÚSTICA TERMILOR TÉCNICA DO POLIURETANO O QUE É O poliuretano é uma espuma rígida termofixa (que não amolece com a

Leia mais

DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014

DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 DESCRIÇÃO TÉCNICA DOS MATERIAIS EMPREGADOS Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 MATERIAL CÓDIGO CONTAINER MÓDULO ESCRITÓRIO CONT 05 A 08_10_11_14 A 19 e CT 10 CONTAINER MÓDULO ESCRITÓRIO/MÓDULO HABITACIONAL

Leia mais

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS Bastidores das Torres Rolantes Disponíveis em 2 larguras (0,75 e 1,35 m) de 4 degraus (1 m) e 7 degraus (2 m) Os degraus possuem uma superfície estriada antideslizante e a distância entre degraus é de

Leia mais

Decreto-Lei n.º 129/2002 de 11 de Maio Aprova o Regulamento dos Requisitos Acústicos dos Edifícios

Decreto-Lei n.º 129/2002 de 11 de Maio Aprova o Regulamento dos Requisitos Acústicos dos Edifícios A leitura deste documento, que transcreve o conteúdo do Decreto-Lei n.º 129/2002, de 11 de Maio, não substitui a consulta da sua publicação em Diário da República. Decreto-Lei n.º 129/2002 de 11 de Maio

Leia mais

ACO Drain. Canal Profissional Classes de carga D400, E600 e F900 ACO MONOBLOCK. Catálogo técnico

ACO Drain. Canal Profissional Classes de carga D400, E600 e F900 ACO MONOBLOCK. Catálogo técnico ACO Drain ACO MONOBLOCK Canal Profissional Classes de carga D400, E600 e F900 Catálogo técnico ACO MONOBLOCK ÍNDICE SISTEMA PD PD100V Pág. 6 SISTEMA RD RD100V Pág. 10 RD150V Pág. 12 RD200V Pág. 14 Informação

Leia mais

Sivacon S4. Segurança na sua forma mais elegante: O painel de distribuição de energia para baixa tensão que determina novos padrões.

Sivacon S4. Segurança na sua forma mais elegante: O painel de distribuição de energia para baixa tensão que determina novos padrões. Segurança na sua forma mais elegante: O painel de distribuição de energia para baixa tensão que determina novos padrões. Sivacon S4 Tudo perfeito devido à distribuição de energia de baixa tensão da Siemens.

Leia mais

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS CAPACETE DE SEGURANÇA CAP1 Proteção da cabeça do usuário contra impactos provenientes de queda ou projeção de objetos. a) Casco: deve ser confeccionado em polietileno de

Leia mais

e R 2 , salta no ar, atingindo sua altura máxima no ponto médio entre A e B, antes de alcançar a rampa R 2

e R 2 , salta no ar, atingindo sua altura máxima no ponto médio entre A e B, antes de alcançar a rampa R 2 FÍSICA 1 Uma pista de skate, para esporte radical, é montada a partir de duas rampas R 1 e R 2, separadas entre A e B por uma distância D, com as alturas e ângulos indicados na figura. A pista foi projetada

Leia mais

DIVISÃO DE ACÚSTICA. 2 - Equipamento SONÔMETRO, medidor do nível de pressão sonora (NPS)

DIVISÃO DE ACÚSTICA. 2 - Equipamento SONÔMETRO, medidor do nível de pressão sonora (NPS) ENSAIO DE DESEMPENHO DE LAJE PARA ISOLAMENTO DE RUÍDO DE IMPACTO NBR 15575-3:2013 2 - Equipamento SONÔMETRO, medidor do nível de pressão sonora (NPS) deve estar de acordo com as exigência da norma IEC

Leia mais

Materiais acústicos: selecionando e utilizando de forma correta

Materiais acústicos: selecionando e utilizando de forma correta Materiais acústicos: selecionando e utilizando de forma correta Wagner Isidoro Simioni * RESUMO Os problemas relacionados com ruído atingem grande parte da população mundial. No âmbito da construção civil,

Leia mais

ISOLAMENTOS ACÚSTICOS

ISOLAMENTOS ACÚSTICOS ISOLAMENTOS ACÚSTICOS Ruídos de impacto (intra inquilinos): Aplicação em pisos Außer ia02 Außer ia0 Außer ia1 Außer ia Ruídos aéreos: Aplicação em divisórias verticais Außer ia1 Außer ia Außer ia60 Außer

Leia mais

Altifalante de tecto de grande cobertura LC4 Mais compacto. Maior efeito.

Altifalante de tecto de grande cobertura LC4 Mais compacto. Maior efeito. Altifalante de tecto de grande cobertura LC4 Mais compacto. Maior efeito. 2 Altifalante de tecto de grande cobertura LC4 Compacto e de qualidade e cobertura incomparáveis O enorme ângulo de abertura líder

Leia mais

O Vidro Isolante para a Tranquilidade e o Conforto VITROCHAVES INDÚSTRIA DE VIDRO S.A.

O Vidro Isolante para a Tranquilidade e o Conforto VITROCHAVES INDÚSTRIA DE VIDRO S.A. O Vidro Isolante para a Tranquilidade e o Conforto Isolamento acústico e poupança de energia com o vidro cria propriedades de isolamento acústico e térmico para uma melhor qualidade de vida. combina as

Leia mais

CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID. Página 1

CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID. Página 1 CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID Página 1 Índice Caldeiras a Lenha - Todo o conforto com a máxima economia Uma solução de aquecimento eficiente 03 Principais Características 04 Componentes e Benefícios 05 Princípio

Leia mais

SISTEMA DRY WALL E STEEL FRAME

SISTEMA DRY WALL E STEEL FRAME GESSO SISTEMA DRY WALL E STEEL FRAME Gesso O gesso é uma substância, normalmente vendida na forma de um pó branco, produzida a partir do mineral gipsita, composto basicamente de sulfato de cálcio hidratado.

Leia mais

RAUWORKS SOLUÇÕES INOVADORAS PARA AMBIENTES MODERNOS DE TRABALHO. www.rehau.com. Construção Automotiva Indústria

RAUWORKS SOLUÇÕES INOVADORAS PARA AMBIENTES MODERNOS DE TRABALHO. www.rehau.com. Construção Automotiva Indústria RAUWORKS SOLUÇÕES INOVADORAS PARA AMBIENTES MODERNOS DE TRABALHO www.rehau.com Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS SOLUÇÕES INOVADORAS A REHAU se estabeleceu como a principal fabricante

Leia mais

Desempenho Acústico das Fachadas Envidraçadas. Eng. Luiz Barbosa

Desempenho Acústico das Fachadas Envidraçadas. Eng. Luiz Barbosa Desempenho Acústico das Fachadas Envidraçadas Eng. Luiz Barbosa Objetivo Mostrar, de forma conceitual, a aplicabilidade do vidro em fachadas, tendo ele, não somente excelente desempenho acústico, mas sendo,

Leia mais

NORMA TÉCNICA 10/2014 Controle de Materiais de Acabamento e Revestimento

NORMA TÉCNICA 10/2014 Controle de Materiais de Acabamento e Revestimento É ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 10/2014 Controle de Materiais de Acabamento e Revestimento SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos Knauf AMF Especialista em soluções completas de sistemas de forros modulares um fabricante com marcas fortes. AMF TOPIQ eficiência premium Os painéis softboard AMF TOPIQ são fabricados

Leia mais

Você sabia que, por terem uma visão quase. nula, os morcegos se orientam pelo ultra-som?

Você sabia que, por terem uma visão quase. nula, os morcegos se orientam pelo ultra-som? A U A UL LA Ultra-som Introdução Você sabia que, por terem uma visão quase nula, os morcegos se orientam pelo ultra-som? Eles emitem ondas ultra-sônicas e quando recebem o eco de retorno são capazes de

Leia mais

NOX SISTEMAS CONSTRUTIVOS

NOX SISTEMAS CONSTRUTIVOS LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL LMCC ENDEREÇO: Cidade Universitária Camobi, Santa Maria/RS CEP 97105 900 TELEFONE: (55) 3220 8608 (Fax) Direção 3220 8313 Secretaria E-MAIL: lmcc@ct.ufsm.br

Leia mais

Acústica. Fundamentos de Acústica. receptor. de transmissão

Acústica. Fundamentos de Acústica. receptor. de transmissão Fundamentos de Acústica Fonte Sonora trajetória de transmissão receptor Som: Qualquer variação de pressão que o ouvido possa detectar. Ruído: Som desagradável ou indesejável. Redução do Ruído: eliminá-lo

Leia mais

Adaptam-se a todas as necessidades.

Adaptam-se a todas as necessidades. Knauf Folheto Técnico 03/2014 Tampas de Inspeção Knauf Adaptam-se a todas as necessidades. As Tampas de Inspeção Knauf são de simples manuseio, facilitando o acesso à instalações internas de paredes, tetos

Leia mais

ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento!

ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento! ROTEX Monopex : O aquecimento pelo chão de baixa temperatura. ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento! Conforto todo

Leia mais

// ABRALISO ABRALISO - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE LÃS ISOLANTES MINERAIS

// ABRALISO ABRALISO - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE LÃS ISOLANTES MINERAIS ABRALISO - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE LÃS ISOLANTES MINERAIS 1 Organização sem fins lucrativos. Representa os fabricantes nacionais de lãs isolantes minerais (lã de vidro e lã de rocha).

Leia mais

Divisão Elétrica/Hidráulica

Divisão Elétrica/Hidráulica Divisão Elétrica/Hidráulica CARBINOX. O Brasil passa por aqui. Elétrica/Hidráulica A Carbinox é uma empresa que atua há 30 anos fornecendo soluções sob medida para impulsionar o desenvolvimento da economia.

Leia mais

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Schlüter -KERDI-DRAIN Escoamento 8.2 Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Aplicação e funcionamento Schlüter -KERDI-DRAIN é um sistema de escoamento de águas no solo destinado

Leia mais

Simplos. Estantes para cargas ligeiras

Simplos. Estantes para cargas ligeiras Simplos Estantes para cargas ligeiras Estantes Simplos Estantes Simplos O sistema de armazenagem Simplos proporciona a melhor solução às mais diversas necessidades de armazenagem de cargas médias e ligeiras,

Leia mais

Porta Seccionada Certificada segundo a norma EN 13241-1:2003 A combinação perfeita entre a tecnologia e o design.

Porta Seccionada Certificada segundo a norma EN 13241-1:2003 A combinação perfeita entre a tecnologia e o design. Sofisticada, estética e resistente. Porta Seccionada Certificada segundo a norma EN 13241-1:2003 A combinação perfeita entre a tecnologia e o design. PORTA SECCIONADA PAINEL DUPLO Constituído por vários

Leia mais

Portfólio MediCare. Três soluções específicas para ambiente de saúde. MediCare Standard. MediCare Plus. MediCare Air

Portfólio MediCare. Três soluções específicas para ambiente de saúde. MediCare Standard. MediCare Plus. MediCare Air Portfólio MediCare MediCare Standard MediCare Plus MediCare Air Três soluções específicas para ambiente de saúde. 68 Apresentação do portfólio MediCare 69 Hall e recepção Atendimento e salas de espera

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Gerência de Pesquisa e Pós-Graduação ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA

Leia mais

A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio

A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio Ciclo de Vida do Empreendimento: Todos os empreendimentos tem um ciclo de vida - têm um início, um crescimento

Leia mais

Damper Corta Fogo. Séries FKA-TA-BR-90, FKA-TI-BR-60/120, TNR-F-BR-90/120 e FKR-D-BR-45/60 C4-004 TROX DO BRASIL LTDA.

Damper Corta Fogo. Séries FKA-TA-BR-90, FKA-TI-BR-60/120, TNR-F-BR-90/120 e FKR-D-BR-45/60 C4-004 TROX DO BRASIL LTDA. C4-004 Damper Corta Fogo Séries FKA-TA-BR-90, FKA-TI-BR-60/120, TNR-F-BR-90/120 e FKR-D-BR-45/60 TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 2025 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 3037-3900 Fax: (11) 3037-3910

Leia mais