TR 400 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TR 400 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia."

Transcrição

1 ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU qualquer violação contra os direitos de Propriedade Industrial como cópia e modificação, implicará nos crimes tipificados no artigo 83 e seguintes da lei n 979 de 4 de maio de 996. TR 0 Deficiências ou danos ao equipamento causados por erros na coleta de dados ou na instalação serão de total responsabilidade do comprador o qual arcará com os custos relativos à substituições, alterações, fretes, etc. O TERMO DE GARANTIA DA TURBO RODA encontra-se no manual de manutenção que acompanha esse equipamento. A BETTA RESERVA-SE O DIREITO DE ALTERAR, SEM AVISO PRÉVIO, AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESSE MANUAL. BETTA HIDROTURBINAS IND. E COM. LTDA. RUA ALFREDO TOSI, - CEP 4.3- FRANCA - SP FONE: (6) MANUAL DE INSTALAÇÃO

2 ÍNDICE. Caracteristicas do Equipamento Turbo Roda BETTA Instalação da Turbo Roda TR Avaliação do Potencial Hidráulico Destinado ao Funcionamento da Turbo Roda Como medir o desnível de acionamento Como medir a vazão de acionamento Comprimento do tubo de acionamento Como medir o desnível de bombeamento Comprimento da tubulação de recalque Tubo de Adução Para a Turbo Roda Tabela para escolha do diâmetro do tubo de adução Captação de Água para a Turbo Roda Apoio para o Tubo de Adução Montagem do Tubo de Adução no Conjunto Construção da Laje para Fixação da Turbo Roda Definição da área Montagem da forma de madeira e preparação da cama com brita Montagem da armação Montagem da TR0 sobre a base... - Caracteristicas do Equipamento Turbo Roda BETTA A Turbo Roda Betta TR0 é um dos produtos mais versáteis do mercado, atendendo com um só equipamento diversos aproveitamentos hidráulicos. Pode trabalhar com quedas de,5 8,0 metros e diferentes vazões desde 8 litros/segundo. Excelente relação custo/benefício e grande flexibilidade fazem da Turbo Roda Betta uma solução fantástica para sua propriedade. Por utilizar princípio de Turbina Hidráulica, além da alta eficiência, existe a possibilidade de conseguir maior vazão bombeada, através do aumento da queda d água. Para conseguir maior queda d água, basta aproveitar o desnível natural do terreno aumentando o comprimento do tubo de adução da roda. Se fixada a vazão bombeada, quanto maior a queda d água conseguida, menos será a vazão necessária na roda. A transmissão da Turbo Roda TR0 é através de acoplamento direto, eliminando correias e qualquer outro tipo de transmissão. Geralmente a vazão disponível na propriedade oscila muito conforme a época do ano, pensando nisso a Betta desenvolveu duas possibilidades de controle de vazão, fornecendo com o equipamento um complemento redutor de vazão. O bico sem o complemento utilizará uma vazão de aproximadamente 4 polegadas e o bico com o complemento utilizará uma vazão aproximada de 3 polegadas de água. Com este procedimento, a Turbo Roda atende cerca de % das vazões. No caso da vazão for menos que 3 polegadas, a Betta pode fornecer um complemento redutor de vazão especial. 9. Montagem dos Decantadores Bombeamento no sentido do tubo de adução Bombeamento no sentido contrário do tubo de adução Inversão no sentido de bombeamento - Giro do Cabeçote Conexões para a Sucção e Recalque da Bomba Tabela para escolha do diâmetro da tubulação de recalque Instalação da tubulação de recalque da bomba Sequência de Partida da Turbo Roda Tabela Técnica... 7

3 - Instalação da Turbo Roda TR0 3- Avaliação do Potencial Hidráulico Destinado ao Funcionamento da Turbo Roda Tubo de Alimentação dos Tambores Desnível de Bombeamento Tambores para Decantação da Água Tubo de Recalque da Bomba Tubo de Alimentação da Bomba TURBO RODA Para avaliar o potencial hidráulico destinado ao funcionamento da Turbo Roda é importante conhecer os dados abaixo: Desnível de acionamento para a roda (diferente de nível em metros). Vazão disponível para acionar a roda (litros por segundo). Comprimento do tubo de adução para a roda (metros). Desnível a ser vencido pela bomba (metros). Comprimento da tubulação de recalque da bomba (metros). Com os dados acima informados será possível avaliar a vazão bombeada pela Turbo Roda, utilizando a Tabela Técnica contida neste manual Como medir o desnível de acionamento Método da mangueira de nível Afogamento Mínimo do Tubo de cm Barragem Queda d água Acionamento da Turbo Roda PVC Branco 4" Terreno em Desnível passo: Amarrar uma das pontas de uma mangueira de plástico transparente cheia de água em uma vara, ficando a outra extremidade livre. º passo: Segurar a extremidade livre da mangueira no ponto superior do terreno (rente ao chão) com a extremidade levantada o suficiente para não verter a água. 3º passo: Descer para o ponto inferior do terreno, suspendendo a vara para que a água não entorne. 4º passo: Quando os níveis da água se equilibrarem dentro da mangueira, proceder à medida de altura desde o nível de água na extremidade da mangueira presa na vara o chão, conforme mostrado no desenho. 5 passo: Repetir a operação atingir o ponto mais baixo do terreno onde se instalará o equipamento. Efetuar a soma das alturas anotadas para obter enfim o desnível de acionamento. Obs.: Por ser uma turbina hidráulica, a Turbo Roda tem sua potência proporcional ao desnível de acionamento, ou seja, quanto maior a queda d água para acionar a roda, maior será sua potência e consequentemente a vazão bombeada. 3 4

4 3.- Como medir a vazão de acionamento Método do tambor Este método é utilizado para pequenas vazões (menores que litros/segundo). 4- Tubo de Adução Para a Turbo Roda O tubo de adução da Turbo Roda é PVC branco leve e o diâmetro a ser adotado deverá seguir a tabela. 4.- Tabela para escolha do diâmetro do tubo de adução Queda,5,0,5 3,0 3,5 4,0 5,0 6,0 7,0 8,0 Até m 0mm 0mm 0mm 0mm 0mm 0mm 0mm 0mm 0mm 0mm Comprimento do tubo de acionamento (metros) à m 0mm 0mm 0mm à 75m 75 à 0m Acima de 0m 0mm Consultar a BETTA 0mm 0mm 0mm 5- Captação de Água para a Turbo Roda Fazer toda a água cair dentro de um tambor de volume conhecido. Medir o tempo gasto para enchê-lo (em segundos). Dividir o volume (em litros) do tambor pelo tempo. Teremos assim a vazão em litros por segundo Comprimento do tubo de acionamento O comprimento do tubo de acionamento da turbina, será a distância entre a captação de água e a entrada do bico injetor da Turbo Roda. Esta medida será feita utilizando uma trena. IMPORTANTE!!! Afogar o tubo cm abaixo da linha d água, considerando o menor nível no período seco. Curva Suave 3.4- Como medir o desnível de bombeamento O desnível de bombeamento é a diferença de níveis entre a Turbo Roda e o Reservatório instalado no final da tubulação de recalque. Vide desenho de Instalação deste manual. Este desnível deverá ser medido utilizando um altímetro ou um GPS Comprimento da tubulação de recalque O comprimento da tubulação de recalque é a distância entre a Turbo Roda e o reservatório instalado no final da tubulação de recalque. Este comprimento será medido utilizando um GPS, ou pela leitura de um odômetro de uma moto ou de um automóvel. 5 6

5 6- Apoio para o Tubo de Adução 8- Construção da Laje para Fixação da Turbo Roda O tubo de adução de água para a turbina deve ser apoiado sobre o terreno. Nos trechos onde o tubo fica aéreo devido depressões, apoia-lo a cada metro conforme mostrado na figura. A Madeira Lista de material para construção da base: - Forma de madeira - cm x cm - m lineares - Cama de brita nº -,5 latas de litros - Armação - Ferro Ø3/6" -,5 barras de m lineares - Concreto: Cimento - sacos Areia - 3 latas de litros Brita nº - 3 latas de litros Água - 5 latas de litros 8. - Definição da área,8 m A Vista A - A Atenção! A entrada da TR0 é de Ø0mm. Caso o tubo de adução necessite de um diâmetro maior que Ø0mm, utilizar redução concêntrica conforme figura. TERRENO NIVELADO,0 m 7- Montagem do Tubo de Adução no Conjunto 8. - Montagem da forma de madeira e preparação da cama com brita Antes de montar o tubo de adução no conjunto, verificar no bico injetor se os cordões O ring estão bem fixados nos encaixes. Passar graxa no tubo e com pequenos movimentos oscilantes encaixar o tubo no bico injetor. Atenção para não provocar danos aos cordões O ring. cm cm Forma de madeira cm Graxa Cordões O ring 7 8

6 8.3 - Montagem da armação Montagem da TR 0 sobre a base cm cm Ø3/6" a cada 35cm Laje de concreto 0cm Altura da laje de concreto - 8cm 8 cm Parafuso Chumbador Vergalhão Ø3/6" Cama de brita Apoio de madeira para o parafuso Porca Sextavada Ø3/8" cm Parafuso Sextavado Ø3/8" x 3./" Forma de madeira Apoio de madeira Forma de madeira Vergalhão Ø3/6" Obs.: Todos os ítens deste capítulo não acompanham o equipamento. A TR0 sai de fábrica com o pulmão posicionado para baixo. Antes de qualquer operação, deve-se girar o pulmão para que o mesmo fique voltado para cima. Apoio do vergalhão de madeira Vergalhão Ø3/6" 5 cm Cama de brita cm 9

7 9- Montagem dos Decantadores 9.- Bombeamento no sentido do tubo de adução A Turbo Roda TR0 não pode trabalhar com areia em suspensão na água. A utilização de decantadores é imprescindível para a operação do equipamento, sem eles ocorrerá perda total da garantia. A bomba pode operar afogada (alimentação de água por gravidade) ou por sucção. Quando afogada não existe entrada de ar no cabeçote, o bombeamento é regular e contínuo. Trabalhando com sucção deve ser adotado os seguintes procedimentos: - Profundidade máxima permitida é,5 metros. - Máximo comprimento do tubo de sucção é 5 metros. 3- Diâmetro mínimo do tubo de sucção Ø". 4- Diâmetro mínimo da válvula de pé Ø". 5- Preencher totalmente com água a tubulação de sucção, antes da partida. 6- Escorvar o cabeçote de entrada com uma caneca e ao mesmo tempo girar a roda. O processo é finalizado após voltas na roda. Colocar e apertar o plug novamente. Alimentação dos tambores Ø " Recalque da bomba Tubo de adução PVC branco Ø4" cm Tambores de 0 litros Para fazer a decantação de água são necessários 3 tambores de 0 litros interligados conforme exemplificado a seguir. Saída de água para manter o nível dos tambores Registro de gaveta " para abastecimento do tambor Tela de proteção Tambor de 0 litros 9.- Bombeamento no sentido contrário do tubo de adução Alimentação da bomba Mangote flexível Ø" 0 cm Tambores de 0 litros Alimentação da bomba Mangote flexível Ø" Alimentação dos tambores tubo Ø" Registro para limpeza dos tambores Conexão entre os tambores Tubo de adução PVC branco Ø4" Registro de gaveta - Tubo PVC marrom Ø" x 3- Flange de caixa d água Ø 4- Tubo PVC marrom Ø" x 0mm 3 Recalque da bomba

8 9.3- Inversão no sentido de bombeamento - Giro do Cabeçote O cabeçote da bomba pode girar permitido inverter o sentido de bombeamento. Isso para evitar curva no recalque da bomba. - Conexões para a Sucção e Recalque da Bomba 8 Errado Vista Superior curva de Girar o cabeçote Certo Vista Superior Saida Saida 3 Sucção da bomba Recalque da bomba Procedimentos para girar o cabeçote central: - Soltar as conexões dos tubos de adução e recalque da bomba. - Soltar os parafusos de fixação do cabeçote. 3- Destacar o conjunto de cabeçote (entrada-central-saída) da camisa de cerâmica com pequenos movimentos alternados para cima e para baixo, soltando gradualmente. Importante! Manter as camisas de cerâmica fixadas ao guia do pistão. 4- Girar o conjunto de cabeçotes e voltar a sua posição tomando cuidado com a camisa de cerâmica. 5- Com leve pressão encaixar o conjunto de cabeçotes na camisa de cerâmica. ATENÇÃO: Verificar se a junta de vedação está montada no encaixe para a camisa de cerâmica do cabeçote central. 6- Certificar se a camisa de cerâmica está perfeitamente encaixada no cabeçote central e efetuar o aperto dos parafusos gradualmente para fixação do conjunto de cabeçotes. - Parafusos de fixação do cabeçote - Conjunto de cabeçotes (entradacantral-saída) 3 - C a m i s a d e Cerâmica 4- Guia do pistão Girar Ítem Tabela para escolha do diâmetro da tubulação de recalque Vazão Bombeada (litros/dia) Qtd.,5m 0,5m Descrição Fornecimento BETTA Adaptador flange para caixa d água - Ø" Espigão de ferro fundido - Ø" Abraçadeira zincada Mangueira flexível - Ø" Luva - Ø" Ampliação - Ø" / Ø" Niple - Ø" Niple Pulmão Pulmão Niple - Ø3/4" Niple Redução - Ø" x Ø3/4" Redução TEE - " TEE Espigão de ferro fundido - Ø" Abraçadeira zincada 9 x 3 Mangueira de alta pressão - Ø" 0PSI Ampliação Ø" x Ø do tubo da tabela de recalque Comprimento da Tubulação de Recalque (m) Até 0m Até 00m Até 0m Até 00m Até 00m 9 mm 9 mm 5 mm 3 mm 3 mm 9 mm 9 mm 3 mm 3 mm mm 9 mm 5 mm 3 mm mm mm 4 9 mm 5 mm 3 mm mm mm 9 mm 3 mm mm mm mm * Para distâncias acima de 00 metros consultar a fábrica. Obs.: O diâmetro indicado deverá ser utilizado em toda a extenção de recalque. Cod. BETTA NIP0 CJ83 NIP04 TEE055 ESP56 ABR04 MAN0 Acima 00m Consultar* Consultar* Consultar* Consultar* Consultar*

9 TRECHO RETO, COMPRIMENTO MAIOR QUE 0M CORRETO VENTOSA IMPORTANTE! Caso o tubo de recalque da bomba já esteja instalado, e este tubo tenha diâmetro menos que o indicado na tabela para escolha do diâmetro de recalque, a vazão bombeada será menor que a indicada nas tabelas técnicas apresentadas no final deste manual. A nova vazão bombeada será calculada em função do diâmetro do tubo de recalque já instalado..- Instalação da tubulação de recalque da bomba Caso, na tubulação de recalque exista trechos conforme mostrado a seguir, é importante a instalação de ventosas para impedir a formação de bolhas de vapor de água, responsáveis pela redução da vazão bombeada e a parada do conjunto Turbo Roda. CORRETO VENTOSA RESERVATÓRIO - Sequência de Partida da Turbo Roda - Abrir o registro de alimentação dos tambores decantadores, o suficiente para vazar água pelo ladrão. - Liberar a água para a Turbo Roda. 3- Verificar se o conjunto está girando normalmente. Nos primeiros momentos de operação a rotação do conjunto será consideravelmente maior devido a tubulação de recalque estar completamente vazia. A medida que a tubulação é preenchida com água, a pressão na saída da bomba aumenta e a rotação do conjunto diminui. 4- Estando a bomba operando é provável que o nível de água nos tambores diminua. Abrir o registro para que o nível retorne ao normal, ou seja, vazando constantemente a água pelo ladrão. 5- Após a água chegar no reservatório de destino final, verificar se o tubo de adução de água para a Turbo Roda ainda está afogado. Caso negativo, montar no bico injetor o complemento redutor de vazão que acompanha o equipamento. Com este procedimento, a Turbo Roda irá reduzir o consumo de água, mantendo assim o tubo de adução afogado e a vazão bombeada será menor. 0m RESERVATÓRIO ERRADO VAPOR D ÁGUA ERRADO VAPOR D ÁGUA CORRETO VENTOSA CORRETO VENTOSA TRECHO HORIZONTAL OU EM DECLIVE SUAVE ERRADO VAPOR D ÁGUA ERRADO VAPOR D ÁGUA TRECHO HORIZONTAL OU EM DECLIVE SUAVE ATENÇÃO! Somente dar partida na máquina com o tubo de sucção e de recalque da bomba perfeitamente conectados. 5 6

10 QUEDA D ÁGUA (metros),5,0,5 3,0 VAZÂO (litros/segundo) 4,0 4,6 5, 5,7 - Tabela Técnica Vazão de 4 polegadas (Sem complemento redutor de vazão) DESNÍVEL DE BOMBEAMENTO (metros.)* 0 VAZÃO MÁXIMA BOMBEADA (litros / dia) Vazão de 4 polegadas (Sem complemento redutor de vazão) QUEDA D ÁGUA (metros) * No desnível de bombeamento já está inclusa a perda de carga na tubulação de recalque. * No desnível de bombeamento já está inclusa a perda de carga na tubulação de recalque. 3,5 4,0 5,0 VAZÂO (litros/segundo) 6, 6,6 7,4 DESNÍVEL DE BOMBEAMENTO (metros.)* VAZÃO MÁXIMA BOMBEADA (litros / dia)

11 Vazão de 4 polegadas (Sem complemento redutor de vazão) QUEDA D ÁGUA (metros) 6,0 7,0 8,0 VAZÂO (litros/segundo) 8, 8,7 9,3 DESNÍVEL DE BOMBEAMENTO (metros.)* VAZÃO MÁXIMA BOMBEADA (litros / dia) Vazão de 3 polegadas (Complemento redutor de vazão n 3) QUEDA D ÁGUA (metros),5,0,5 3,0 VAZÂO (litros/segundo) 3,0 3,4 3,8 4, DESNÍVEL DE BOMBEAMENTO (metros.)* 0 VAZÃO MÁXIMA BOMBEADA (litros / dia) * No desnível de bombeamento já está inclusa a perda de carga na tubulação de recalque. * No desnível de bombeamento já está inclusa a perda de carga na tubulação de recalque. 9

12 Vazão de 3 polegadas (Complemento redutor de vazão n 3) QUEDA D ÁGUA (metros) 3,5 4,0 5,0 VAZÂO (litros/segundo) 4,5 4,8 5,4 DESNÍVEL DE BOMBEAMENTO (metros.)* VAZÃO MÁXIMA BOMBEADA (litros / dia) * No desnível de bombeamento já está inclusa a perda de carga na tubulação de recalque. Vazão de 3 polegadas (Complemento redutor de vazão n 3) QUEDA D ÁGUA (metros) 6,0 7,0 8,0 VAZÂO (litros/segundo) 5,9 6,4 6,8 DESNÍVEL DE BOMBEAMENTO (metros.)* VAZÃO MÁXIMA BOMBEADA (litros / dia) * No desnível de bombeamento já está inclusa a perda de carga na tubulação de recalque.

TR 600/60 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia.

TR 600/60 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU 736-4 qualquer violação contra os direitos

Leia mais

TR 900/160 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia.

TR 900/160 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU 736-4 qualquer violação contra os direitos

Leia mais

TR 900/90 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia.

TR 900/90 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU 736-4 qualquer violação contra os direitos

Leia mais

ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO TURBO RODA TR 400

ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO TURBO RODA TR 400 ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições sitadas nas tabelas técnicas paginas 6 a, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU 736-4 qualquer violação contra

Leia mais

CARNEIRO HIDRÁULICO O QUE É - E COMO CONSTRUÍ-LO. Prof. Geraldo Lúcio Tiago Filho Revisão: Prof. Augusto Nelson Carvalho Viana

CARNEIRO HIDRÁULICO O QUE É - E COMO CONSTRUÍ-LO. Prof. Geraldo Lúcio Tiago Filho Revisão: Prof. Augusto Nelson Carvalho Viana CARNEIRO HIDRÁULICO O QUE É - E COMO CONSTRUÍ-LO Prof. Geraldo Lúcio Tiago Filho Revisão: Prof. Augusto Nelson Carvalho Viana Acesse www.hidrovector.com.br para baixar outros ebooks gratuitamente CARNEIRO

Leia mais

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR www.mastertec.ind.br 1 ÍNDICE 1. Recursos:... 3 2. Condições de funcionamento:... 3 3. Características técnicas:... 3 4. Características construtivas:... 3 5. Diagrama

Leia mais

Manual de Usuário. (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000)

Manual de Usuário. (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000) AUTOMATIZADORES PARA PORTAS DE ENROLAR IMPORTAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO NA INSTALAÇÃO Manual de Usuário (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000) SAC: 55 + 11 3088

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP INSTALAÇÃO HIDRÁULICA 1. INTRODUÇÃO As instalações de água fria devem atender

Leia mais

Manual Descritivo para Construção do ASBC

Manual Descritivo para Construção do ASBC Manual descritivo para construção do ASBC 1 Felipe Marques Santos Manual Descritivo para Construção do ASBC (Aquecedor Solar de Baixo Custo) Coordenador: Prof. Dr. Rogério Gomes de Oliveira 2 Manual descritivo

Leia mais

2.0 FAÇA A CONFERÊNCIA DA CAPA DE PROTEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO

2.0 FAÇA A CONFERÊNCIA DA CAPA DE PROTEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO 1.0 INTRODUÇÃO Você adquiriu uma capa de proteção para piscina, confeccionada em Laminado de PVC reforçado com tramas de Poliéster. A Sodramar não fabrica o laminado, compramos e o transformamos em Capa

Leia mais

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção ISO 9001:2008 VENTEC AMBIENTAL EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES LTDA Rua André Adolfo Ferrari, nº 550 - Distrito Industrial Nova Era - Indaiatuba - São Paulo

Leia mais

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 3 CUIDADOS AO RECEBER O EQUIPAMENTO... 4 1) Instalação dos exaustores... 5 2) Instalação

Leia mais

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador R Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA. Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br

Leia mais

PH-400 CA PH-400 SA. Manual de Montagem EDIÇÃO - 07/2011 CÓDIGO - 826339

PH-400 CA PH-400 SA. Manual de Montagem EDIÇÃO - 07/2011 CÓDIGO - 826339 PH-400 CA PH-400 SA Versão em Português - MMP-0005 EDIÇÃO - 07/2011 CÓDIGO - 826339 Manual de Montagem MÁQUINAS AGRÍCOLAS JACTO S.A. Rua Dr. Luiz Miranda, 1650 17580-000 - Pompéia - SP - Brasil Tel.: (14)

Leia mais

TRANSPALETES MANUAIS MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO CATÁLOGO PEÇAS DE REPOSIÇÃO

TRANSPALETES MANUAIS MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO CATÁLOGO PEÇAS DE REPOSIÇÃO TM-IC TM-Z TM-IT TRANSPALETES MANUAIS MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO CATÁLOGO PEÇAS DE REPOSIÇÃO Prezado Cliente, Você acaba de adquirir o Transpalete Hidráulico Manual (Linha TM)PALETRANS, um equipamento

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA MONTAGEM DA ESTRUTURA DE FIXAÇÃO PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS

MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA MONTAGEM DA ESTRUTURA DE FIXAÇÃO PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA MONTAGEM DA ESTRUTURA DE FIXAÇÃO PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS Silver 00TO WWW.SOLARFIX.COM.BR Silver 00TO MATERIAL INCLUSO Cód Peças de alumínio Comprimento Quantidade Pilar BR0

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA VF1

Leia mais

INSTALAÇÃO DAS PLATAFORMAS DE COLETA DE DADOS (PCDs) HIDROMETEOROLÓGICAS DIPLA/DRH/SEMA

INSTALAÇÃO DAS PLATAFORMAS DE COLETA DE DADOS (PCDs) HIDROMETEOROLÓGICAS DIPLA/DRH/SEMA INSTALAÇÃO DAS PLATAFORMAS DE COLETA DE DADOS (PCDs) HIDROMETEOROLÓGICAS DIPLA/DRH/SEMA Sala de Situação DIPLA/DRH/SEMA Em 23 de Julho de 2015 1. PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO Etapas a serem seguidas para

Leia mais

TURBOBOMBA tipo PELTON +

TURBOBOMBA tipo PELTON + MANUAL DE INSTALAÇÃO BETTA HIDROTURBINAS IND. LTDA. RUA ALFREDO TOSI, 600 - CAIXA POSTAL 78 CEP.00-970 - FRANCA - SP FONE/FAX: (6) 0- e-mail: betta@bettahidroturbinas.com.br www.bettahidroturbinas.com.br

Leia mais

Rosqueadeiras. Manual de Instruções

Rosqueadeiras. Manual de Instruções Manual de Instruções 2 NOMAQ Roscar/Cortar/Escarear Modelos para tubos de ½ a 6 Modelo NQ-R2 NQ-R2A NQ-R4 NQ-R6 Roscas Tubos 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2, 2.1/2, 4 2.1/2, 4, 5, 6 Roscas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADOR PARA ÔNIBUS MODELO G7

MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADOR PARA ÔNIBUS MODELO G7 MANUAL DE INSTRUÇÕES Compact Indústria de Produtos Termodinâmicos Ltda. Fábrica: Est. BR-116 KM 152,3, 21940 Pavilhão 1 Bairro Planalto Caxias do Sul - RS - CEP 95070-070 Fone (0XX) 54-2108-3838- Fax:

Leia mais

MANUAL DO CONSUMIDOR

MANUAL DO CONSUMIDOR MANUAL DO CONSUMIDOR PROTEÇÃO PARA VOCÊ E SEU APARELHO Gravadora de Borracha para Carimbos Pré- Entintados REF:2005 (Somente em 110 volts) Indústria e Comércio de Carimbos e Brinquedos Ltda Av.: Souza

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA RAINUS

Leia mais

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS Item essencial para qualquer tipo de piscina. É nela que ficam acondicionados o Sistema Filtrante (Filtro e Bomba) registros, válvulas, fios e acionadores.

Leia mais

Guia de Instalação Pinhão de 18 dentes

Guia de Instalação Pinhão de 18 dentes 1 Guia de Instalação Pinhão de 18 dentes por d Avila, Edson. 2004, versão 1.0. Autorizada reprodução se mantido os créditos do autor 2 O autor acredita que todas as informações aqui apresentadas estão

Leia mais

COMO CONSTRUIR UM TELHADO. Índice

COMO CONSTRUIR UM TELHADO. Índice COMO CONSTRUIR UM TELHADO Índice ÍNDICE 1 CONSTRUÇÃO DO APOIO 2 CONSTRUÇÃO DA LINHA 4 CONSTRUÇÃO DO PENDURAL 7 CONSTRUÇÃO DA EMPENA 8 CONSTRUÇÃO DA DIAGONAL 10 CONSTRUÇÃO DO CHAFUZ 11 CONSTRUÇÃO DAS TERÇAS

Leia mais

BETONEIRAS. Manual de Instrução MAQTRON IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. www.vencedoramaqtron.com.br

BETONEIRAS. Manual de Instrução MAQTRON IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. www.vencedoramaqtron.com.br Moendas de Cana CANA SHOP Moendas de Cana BETONEIRAS Debulhadores de Milho www.vencedoramaqtron.com.br Batedeiras de Cereais Trilhadeiras Desintegradores Trituradores para milho úmido Ensiladeiras Bombas

Leia mais

VIBRADOR DE IMERSÃO. Quaisquer dúvidas ou informações adicionais dirigir-se ao Assistente mais próximo de sua região, ou a:

VIBRADOR DE IMERSÃO. Quaisquer dúvidas ou informações adicionais dirigir-se ao Assistente mais próximo de sua região, ou a: VIBRADOR DE IMERSÃO ADVERTÊNCIA IMPORTANTE: Para evitar possíveis danos ao equipamento, antes de executar quaisquer operações é indispensável ter conhecimento de todo o manual de instruções. Quaisquer

Leia mais

Manual de Operação setembro / 2010

Manual de Operação setembro / 2010 Hid atec Manual de Operação setembro / 2010 Anotações Assistência Técnica 02 Anotações Assistência Técnica Índice PARTIDA 1. Material necessário 2. Descrição das atividades 3. Ações no caso de anormalidade

Leia mais

Pulverizador Agrícola Manual - PR 20

Pulverizador Agrícola Manual - PR 20 R Pulverizador Agrícola Manual - PR 20 Indústria Mecânica Knapik Ltda. EPP CNPJ: 01.744.271/0001-14 Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br vendas@knapik.com.br

Leia mais

1 - Considerações gerais 03 A - Introdução 03 A1 - Direitos 03 A2 - Garantia 04 A3 - Uso apropriado 04. 2 - Início de trabalho 05 A - Testes 05

1 - Considerações gerais 03 A - Introdução 03 A1 - Direitos 03 A2 - Garantia 04 A3 - Uso apropriado 04. 2 - Início de trabalho 05 A - Testes 05 Sumário 1 - Considerações gerais 03 A - Introdução 03 A1 - Direitos 03 A2 - Garantia 04 A3 - Uso apropriado 04 2 - Início de trabalho 05 A - Testes 05 3 - Características do produto 06 4 - Funcionamento

Leia mais

Modelo SOLO900 SOLO700 TOPO700. Carga máx. 3000 kg o par 3000 kg o par 3000 kg o par. 726 mm. 702 mm (linha superior) ( 702 mm)

Modelo SOLO900 SOLO700 TOPO700. Carga máx. 3000 kg o par 3000 kg o par 3000 kg o par. 726 mm. 702 mm (linha superior) ( 702 mm) Barras de Pesagem Beckhauser Manual do Usuário Conheça seu equipamento em detalhes e saiba como aproveitar todo seu potencial no manejo. Leia atentamente este Manual antes de utilizar o produto e antes

Leia mais

Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série Roll

Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série Roll Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série Roll Versão: 4.0 Data:01/2015 Ind. e Com. Eletro Eletronica Gehaka Ltda. CNPJ: 13005553/0001-23 Av. Duquesa de Goiás, 235 - Real Parque 05686-900 -

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Transmissor de nível Cod: 073AA-005-122M Rev. A Série LT-200 Fevereiro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

Manual do Usuário BT200

Manual do Usuário BT200 Manual do Usuário BT200 INFORMAÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Por favor, mantenha este manual em local seguro para referência. 1. É importante que se leia todo este manual antes de montar e utilizar o equipamento.

Leia mais

Conectores Elétricos Rotativos

Conectores Elétricos Rotativos Conectores Elétricos Rotativos Serior aos coletores escovas convencionais Blindado com rolamentos de esferas Maior confiabilidade, livre de manutenção Livre de ruídos elétricos Resistência de condução

Leia mais

Guia técnico de instalação UDMOTORS

Guia técnico de instalação UDMOTORS Guia técnico de instalação UDMOTORS 1 Instalação Elétrica - Motores UDM35R / UDM45R 1.1 Motores com acionamento por controle remoto Ligação modelo para es 127V Preto Verde Verde Branco Neutro Ligação modelo

Leia mais

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455 Martelete Rotativo HR445- HR455 MANUAL DE INSTRUÇÕES Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. Fábrica Rua Makita Brasil, 00 Bairro Alvarengas - S. B. do Campo - SP - CEP: 0985-080 PABX: (0xx) 439-4

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

UTILIZAÇÃO E INSTALAÇÃO DE BOMBAS

UTILIZAÇÃO E INSTALAÇÃO DE BOMBAS UTILIZAÇÃO E INSTALAÇÃO DE BOMBAS Manual de Utilização e Instalação S A Desd e1 9 BO MB AS EF ILTR OS - Consumidores - Representantes - Revendedores Serviço de Atendimento ao Consumidor Tel.: 0800 021

Leia mais

Desnatadeiras. Casa das MANUAL DE INSTRUÇÃO DAS DESNATADEIRAS MOD. GR. Obs: Todas com Vasilhame A o Inox. Op o para Motor Monofásico ou Trif

Desnatadeiras. Casa das MANUAL DE INSTRUÇÃO DAS DESNATADEIRAS MOD. GR. Obs: Todas com Vasilhame A o Inox. Op o para Motor Monofásico ou Trif MANUAL DE INSTRUÇÃO DAS DESNATADEIRAS MOD. GR 9 GR - 50 LITROS / HORAS 18 GR - 100 LITROS / HORAS 36 GR - 225 LITROS / HORAS 154 GR - 275 LITROS / HORAS 108 GR - 650 LITROS / HORAS 29 GR - 1000 LITROS

Leia mais

2.1 Dados Técnicos - Dimensões na Condição de Altura Fechada (Sem Pressão)

2.1 Dados Técnicos - Dimensões na Condição de Altura Fechada (Sem Pressão) 1. Considerações Gerais 1.1 Instruções de recebimento Deve-se inspecionar visualmente todo o equipamento para detectar avarias causadas durante o transporte, como vazamentos e marcas de batidas. Avarias

Leia mais

Procedimento de Verificação

Procedimento de Verificação Procedimento de Verificação 1. Verificação da pressão de trabalho. Para o bom funcionamento dos canhões, a pressão de trabalho deverá ser no mínimo de 5,5bar e no máximo 7,5 bar. Manómetro Válvula de Segurança

Leia mais

MANUAL ALIMENTADORES INDIVIDUAIS TRIFÁSICOS 1 - DESCRIÇÃO 2 - INSTALAÇÃO 3 OPERAÇÃO 4 MANUTENÇÃO 5 - GARANTIA

MANUAL ALIMENTADORES INDIVIDUAIS TRIFÁSICOS 1 - DESCRIÇÃO 2 - INSTALAÇÃO 3 OPERAÇÃO 4 MANUTENÇÃO 5 - GARANTIA MANUAL ALIMENTADORES INDIVIDUAIS TRIFÁSICOS 1 - DESCRIÇÃO 2 - INSTALAÇÃO 3 OPERAÇÃO 4 MANUTENÇÃO 5 - GARANTIA 1 1 - DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO Os Alimentadores Individuais básicos trabalham por meio de vácuo.

Leia mais

Soluções FORTLEV para a Sua Obra

Soluções FORTLEV para a Sua Obra Soluções FORTLEV para a Sua Obra 1 2 3 6 9 8 7 5 Soluções para Cuidar da Água 1. Caixa de Polietileno FORTLEV 2. Tanque Fortplus FORTLEV 3. Filtro de Entrada FORTLEV Soluções para Cuidar do Meio Ambiente

Leia mais

Manual De Instalação PURILED. Índice. 1- Apresentação 2- Identificação do produto 3- Acessórios para instalação 4- Vedação elétrica

Manual De Instalação PURILED. Índice. 1- Apresentação 2- Identificação do produto 3- Acessórios para instalação 4- Vedação elétrica Índice 1- Apresentação 2- Identificação do produto 3- Acessórios para instalação 4- Vedação elétrica Manual De Instalação 5- Instalação em piscinas de Vinil 6- Instalação em piscinas de Alvenaria 7- Instalação

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 06. LAJE

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 06. LAJE DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 06. LAJE Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP LAJE As lajes são estruturas destinadas a servirem de cobertura, forro ou piso para uma edificação.

Leia mais

MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO

MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO MANUAL DE INSTRUÇÃO MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO MODELO: SS-26-1W - 1 - MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO Leia atentamente as instruções antes de iniciar o uso: a) Verificar se a voltagem está correta

Leia mais

1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho

1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho 1 ME-01 REV00 13 3 1 2 14 9 10 12 4 5 6 7 11 8 1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho da porta

Leia mais

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL-DUPLO - SEMI FECHADO

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL-DUPLO - SEMI FECHADO A SSISTÊNCIAS T ÊCNICASAUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO FORNECIMENTO E EXECUÇÃO

Leia mais

Bicos Pulverizadores. Análise da Pulverização. Fabricação da Pulverização. Controle da Pulverização. Sistema de Lubrificação Spraying Systems

Bicos Pulverizadores. Análise da Pulverização. Fabricação da Pulverização. Controle da Pulverização. Sistema de Lubrificação Spraying Systems Bicos Pulverizadores Controle da Análise da Fabricação da Sistema de Lubrificação Spraying Systems Sistemas de Lubrificação Spray Os Sistemas de Lubrificação Spray fornecem um método altamente eficiente

Leia mais

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa.

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa. Mais Questões Isildo M. C. Benta, Assistência Técnica Certificada de Sistemas Solares Quanto poupo se instalar um painel solar térmico? Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da

Leia mais

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação.

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação. Apresentação 1 Display LCD 2 Tecla + (aumentar) 3 Tecla Seleção 4 Tecla (diminuir) 5 Tecla Motor manual 6 Tecla Reset contador 7 Led Indica painel ligado 8 Led resistência ligada 9 Led Prensa ligada 10

Leia mais

Lavadora de Pressão LPRESS LP 2

Lavadora de Pressão LPRESS LP 2 0/ 746-09-05 776804 REV. Lavadora de Pressão LPRESS LP Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha da Lavadora de Pressão LPRESS LP. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, leia atentamente

Leia mais

Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO

Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO ÍNDICE APRESENTAÇÃO...01 1 - PARTES COMPONENTES...02 2 - MEDIDAS DE SEGURANÇA...02 3 - RECOMENDAÇÕES DE USO DO PENETRÔMETRO...03

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO INFORMAÇÕES INICIAIS Antes de iniciar a instalação do Poolmax é necessário adicionar sal à água. Para isso é necessário saber qual o volume de água da piscina, para adicionar a quantidade

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO KIT TORQUÍMETRO

MANUAL DO USUÁRIO KIT TORQUÍMETRO KIT TORQUÍMETRO Prezado Dr (a). Introdução Parabéns por ter adquirido um equipamento Dentscler. O KIT Torquimetro Star Tork Dentscler foi desenvolvido para proporcionar maior conforto e segurança durante

Leia mais

1) Entendendo a eletricidade

1) Entendendo a eletricidade 1) Entendendo a eletricidade 1 2) Circuitos Modelix 2 3) Utilizando o Sistema Esquemático Modelix-G (Modelix-Grafix) 6 4) Fazendo montagens com os Circuitos Modelix 7 5) Exercícios para treinar 8 Objetivo:

Leia mais

GreenPack. Dando uma força para a plantação. pacote tecnológico

GreenPack. Dando uma força para a plantação. pacote tecnológico pacote tecnológico Dando uma força para a plantação Para equipar ou retrofitar veículos-tanques e reboques-tanques que manejam calda-pronta, com a finalidade de formular, homogenizar e abastecer implementos

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO DO AEROHOMOGENEIZADOR SPIRALAIR

MANUAL DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO DO AEROHOMOGENEIZADOR SPIRALAIR MANUAL DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO DO AEROHOMOGENEIZADOR SPIRALAIR ATENÇÃO: ANTES DE INICIAR A MONTAGEM LEIA ATENTAMENTE O CONTEÚDO DESTE MANUAL. A PRESSA PODE LEVAR A DANOS IRREPARÁVEIS NO EQUIPAMENTO. 1.

Leia mais

ÍNDICE INTRODUÇÃO. Obrigado por adquirir produtos Toyama.

ÍNDICE INTRODUÇÃO. Obrigado por adquirir produtos Toyama. INTRODUÇÃO ÍNDICE Obrigado por adquirir produtos Toyama. As aplicações das motobombas Toyama são diversas: Agricultura, indústrias, minas, empresas, construções, comunicação, cabeamento subterrâneo, manutenção

Leia mais

www.reinhausen.com Eixo de transmissão Instruções de serviço BA 042/07

www.reinhausen.com Eixo de transmissão Instruções de serviço BA 042/07 www.reinhausen.com Eixo de transmissão Instruções de serviço BA 042/07 NOTA! O produto pode ter sido modificado depois de este documento ter sido enviado para impressão. Reservamo-nos expressamente o direito

Leia mais

5Manutenções no Sistema de

5Manutenções no Sistema de Manutenção Preventiva dos Filtros do Ar A manutenção adequada deve incluir, também, uma inspeção completa dos sistemas. Todas as conexões, as tubulações ou dutos entre o filtro e o motor devem ser mantidos

Leia mais

Instruções para uso do peso de bater automático

Instruções para uso do peso de bater automático Este equipamento foi desenvolvido com as finalidades de: 1) Agilizar e otimizar o tempo necessário para os testes de penetração de solo; 2) Melhorar a ergonomia do procedimento, evitando esforços físicos

Leia mais

CÉLULA / SENSOR ION-SELETIVO CLORO LIVRE INORGÂNICO

CÉLULA / SENSOR ION-SELETIVO CLORO LIVRE INORGÂNICO Head office: Via Catania 4, 00040 Pavona di Albano Laziale (Roma) Italy, Tel. +39 06 9349891 (8 lines) Fax +39 06 9343924 CÉLULA / SENSOR ION-SELETIVO CLORO LIVRE INORGÂNICO GUIA DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CORTADORES 101-S / 101-SA

MANUAL DO USUÁRIO CORTADORES 101-S / 101-SA ATENÇÃO Antes de retirar o equipamento da embalagem, leia atentamente este manual. MANUAL DO USUÁRIO CORTADORES 101-S / 101-SA ÍNDICE 1.EMBALAGEM/MONTAGEM pág. 03 2.CARACTERÍSTICAS pág. 04 PRINCIPAIS COMPONENTES

Leia mais

by d Avila, 2004 versão 1.0

by d Avila, 2004 versão 1.0 Versão 1.0 2 by d Avila, 2004 versão 1.0 O autor e o Grupo CB Brasil acreditam que todas as informações aqui apresentadas estão corretas e podem ser utilizadas para qualquer fim legal. Entretanto, não

Leia mais

Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE

Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE Projeto: Eng.º Thomas Ulf Nilsson Revisão 1. 20/01/2015 Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC www.thomasnilsson.com.br 1 CONTEÚDO: 1. Base

Leia mais

À Prova de Respingos (IP44)

À Prova de Respingos (IP44) 1 APLICAÇÃO: O Acionamento Elétrico Dupla Isolação são utilizados para acionar os vibradores de imersão pendular de concreto e bombas de mangotes, foi desenvolvido dentro das normas NR-10 para máxima segurança

Leia mais

BIODIGESTOR. Guia de Instalação 600 L 1.300 L 3.000 L. Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto.

BIODIGESTOR. Guia de Instalação 600 L 1.300 L 3.000 L. Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. BIODIGESTOR 600 L 1.300 L 3.000 L Guia de Instalação Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. 1. Apresentação O Biodigestor é uma miniestação de tratamento

Leia mais

Introdução...2. Acessórios para instalação...2. Vedação elétrica...2. Instalação em piscinas de vinil...3. Instalação em piscinas de alvenaria...

Introdução...2. Acessórios para instalação...2. Vedação elétrica...2. Instalação em piscinas de vinil...3. Instalação em piscinas de alvenaria... Introdução...2 Acessórios para instalação...2 Vedação elétrica...2 Instalação em piscinas de vinil...3 Instalação em piscinas de alvenaria...4 Instalação em piscinas de fibra...5 Encaixe do conjunto refletor...6

Leia mais

Protocolo de Instalação de Parcelas Terrestres

Protocolo de Instalação de Parcelas Terrestres MATERIAL NECESSÁRIO GPS Clinômetro Barbante plástico Vara para suporte do clinômetro e vara alvo (Figura 1) Cano para apoiar bússola Jogo de marcador alfa-numérico Trena de 10 metros Tubos de PVC ½ marrom

Leia mais

Misturador Pneumático 20Lts

Misturador Pneumático 20Lts Manual do usuário Misturador Pneumático 0Lts Data: 08/0 Rev.:00 Índice Índice MONTAGEM...... Pág. INSTALAÇÃO... Mangueiras ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 4 à 5 FUNCIONAMENTO... 6 à 7. Colocação da lata de

Leia mais

Seção 12 Conjunto do motor

Seção 12 Conjunto do motor Seção 12 Conjunto do motor Página CONJUNTO DO MOTOR... 164 Instalação do virabrequim... 164 Instale o pistão e a biela... 164 Instalação do eixo de cames... 164 Instalação da bomba de óleo... 165 Instalação

Leia mais

FOGÃO ELÉTRICO. Manual de Instruções SIEMSEN. (0xx) 47 255 2000 LINHA DIRETA

FOGÃO ELÉTRICO. Manual de Instruções SIEMSEN. (0xx) 47 255 2000 LINHA DIRETA Manual de Instruções METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Fone: +55 (0 )47 255 2000 - Fax: +55 (0 )47 255 2020 Rua: Anita Garibaldi, nº 262 - Bairro: São Luiz - CP: 52 CEP: 88351-410 - Brusque - Santa Catarina -

Leia mais

INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DA CORRENTE

INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DA CORRENTE UNP-130408 1 de 6 INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS A vida útil das correntes transportadoras e elevadoras está diretamente ligada aos cuidados com a instalação, lubrificação

Leia mais

Guia Prático Sistema Tintométrico

Guia Prático Sistema Tintométrico Guia Prático Sistema Tintométrico TINSUL COLORS TINSUL TINTAS - Indústria de Tintas Ouro Ltda Rodovia SC 458, S/N Km 01-89663-000 - Ouro/SC Fone: +55 (49) 3555-1758 contato@tinsul.net www.tinsul.net SISTEMA

Leia mais

CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA

CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA *Imagens meramente ilustrativas CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA Manual de Instruções www.v8brasil.com.br 1. DADOS TÉCNICOS CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA Modelo V8 Chave de impacto

Leia mais

Manual de Instalação do Encoder

Manual de Instalação do Encoder Status do Documento: Código de Referência do LS-CS-M-028 Documento Versão: 1 Liberado em: 16-03-2010 Histórico de Revisão do Documento Data Versão Resumo da Alteração 16-03-2010 1 Manual Novo Informação

Leia mais

Manual de Instruções e Operação Moinhos USI-180

Manual de Instruções e Operação Moinhos USI-180 USIFER A Solução em Moagem Indústria Metalúrgica Ltda. Rua Vêneto, n 969 Bairro Nova Vicenza CEP 95180-000 Farroupilha RS Fones: (54) 3222 5194 Vendas (54) 3261 7356 Fábrica e-mail: usifermoinhos@usifermoinhos.com.br

Leia mais

Manual Técnico e Certificado de Garantia

Manual Técnico e Certificado de Garantia Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes. Com design diferenciado o Efyx Nauta é pré-montado. Siga todas

Leia mais

Unidade Hidráulica de Pré-Crimpagem com Múltiplas Cabeças (MHSU) Instruções de Instalação e Operação

Unidade Hidráulica de Pré-Crimpagem com Múltiplas Cabeças (MHSU) Instruções de Instalação e Operação www.swagelok.com Unidade Hidráulica de Pré-Crimpagem com Múltiplas Cabeças (MHSU) Instruções de Instalação e Operação MHSU para tubos de até 1"/25 mm com base MHSU para tubos maiores do que 1"/25 mm com

Leia mais

MÁQUINAS AGRÍCOLAS PROF. ELISEU FIGUEIREDO NETO

MÁQUINAS AGRÍCOLAS PROF. ELISEU FIGUEIREDO NETO MÁQUINAS AGRÍCOLAS PROF. ELISEU FIGUEIREDO NETO COLHEITA NA AUSTRALIA Hoje nós temos que preocupar não só em aprimorar as MÁQUINAS, mas também os OPERADORES que com elas trabalham. PARTES CONSTITUINTES

Leia mais

Tipos de Poços. escavação..

Tipos de Poços. escavação.. O que é um poço Tubular Chamamos de poço toda perfuração através da qual obtemos água de um aqüífero e há muitas formas de classificá-los. Usaremos aqui uma classificação baseada em sua profundidade e

Leia mais

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS HIDRAULICAS PARA ESTAÇÕES ELEVATÓRIA DE ESGOTO (EEE)

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS HIDRAULICAS PARA ESTAÇÕES ELEVATÓRIA DE ESGOTO (EEE) SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS HIDRAULICAS PARA ESTAÇÕES ELEVATÓRIA DE ESGOTO (EEE) Página: 2 de 7 1. PROJETO DA EEE O projeto da EEE deverá ser executado

Leia mais

InTrac 787 Manual de Instruções

InTrac 787 Manual de Instruções 1 Manual de Instruções 2 Índice: 1. Introdução... 5 2. Observações importantes... 6 2.1 Verificando a entrega... 6 2.2 Instruções operacionais... 6 2.3 Uso normal... 7 2.4 Instruções de segurança... 7

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com.

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com. bambozzi A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 3383 3818 Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA 584 SC 584 SC www.giragrill.com ELEVGRILL Medidas: E A C B D QUADRO BASE Modelo Prime / SC Medidas em centímetros A B C D E Qtde. Espetos ELEVGRILL 584 49 38 59 49

Leia mais

ELEVADOR DE TRAÇÃO A CABO E CREMALHEIRAS

ELEVADOR DE TRAÇÃO A CABO E CREMALHEIRAS 1. OBJETIVO Esta apresentação tem por objetivo estabelecer diretrizes mínimas para assegurar a implementação de medidas preventivas e de proteção para a utilização de Elevadores de Tração a Cabo e Cremalheiras,

Leia mais

AQUECEDOR A ÓLEO INSTRUÇÕES OPERACIONAIS CALDOSETTE

AQUECEDOR A ÓLEO INSTRUÇÕES OPERACIONAIS CALDOSETTE AQUECEDOR A ÓLEO INSTRUÇÕES OPERACIONAIS CALDOSETTE INFORMAÇÕES IMPORTANTES Quando usar aparelhos elétricos, deve-se sempre observar precauções básicas de segurança, incluindo o seguinte: LEIA TODAS AS

Leia mais

V.7. Noções Básicas sobre o uso da Potência e do Torque do Motor.

V.7. Noções Básicas sobre o uso da Potência e do Torque do Motor. V.7. Noções Básicas sobre o uso da Potência e do Torque do Motor. V.7.1. Torque Quando você faz força para desrosquear uma tampa de um vidro de conservas com a mão, se está aplicando torque. O torque é

Leia mais

Manual da Prensa 38x38 / 40x60 Plana

Manual da Prensa 38x38 / 40x60 Plana Manual da Prensa 38x38 / 40x60 Plana JD INK JET Apresentação. O desenvolvimento da prensa JD INK JET, foi criada e acompanhada por engenheiros Coreanos na China, e ao decorrer dos anos fomos aprimorando

Leia mais

Substituição de tubos de aço galvanizado por tubos de cobre em um Sistema Hidráulico Preventivo de uma edificação

Substituição de tubos de aço galvanizado por tubos de cobre em um Sistema Hidráulico Preventivo de uma edificação Substituição de tubos de aço galvanizado por tubos de cobre em um Sistema Hidráulico Preventivo de uma edificação Resumo Luiz Henrique Back(1), Nestor Back(2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense

Leia mais

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento.

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2 Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. Aviso Importante Certifique-se de verificar o nível de óleo como é descrito a seguir: 1. Nível

Leia mais

A estrutura patenteada

A estrutura patenteada Placas DSI Placas DSI em plástico (conforme a norma DIN) A estrutura patenteada As placas de sinalização DSI em plástico colorido são resistentes às intempéries, a riscos, a choques e não perdem a cor,

Leia mais

SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Francisco Pereira de Sousa

SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Francisco Pereira de Sousa SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Francisco Pereira de Sousa Universidade Federal de Campina Grande RESUMO A busca por sistemas alternativos para o suprimento

Leia mais

Preservação Ambiental Na faixa de servidão da LINHA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA

Preservação Ambiental Na faixa de servidão da LINHA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA Preservação Ambiental Na faixa de servidão da LINHA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA Linha de Transmissão A Linha de Transmissão é responsável por conectar a usina IACO às subestações do Sistema Interligado Nacional,

Leia mais