[fl. 1] Senhor, Despacho à esquerda: Como parece. Lisboa, 16 de novembro de 1689 [?] [rubrica]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "[fl. 1] Senhor, Despacho à esquerda: Como parece. Lisboa, 16 de novembro de 1689 [?] [rubrica]"

Transcrição

1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 2 (Versão Adaptada) 1 Documento 2 Consulta do Conselho Ultramarino ao rei D. Pedro II sobre o requerimento de D. Maria da Silveira, viúva de Francisco Álvares Camelo, em que pede a confirmação de seu filho, Francisco Álvares Camelo, na propriedade dos ofícios de juiz e escrivão dos órfãos, tabelião do judicial, e escrivão do Conselho e Câmara da vila de Penedo, e licença para os arrendar durante a sua menoridade. AHU, Alagoas Avulsos, Cx.1, Documento 2 [8 de Novembro de 1689] [fl. 1] Senhor, Dona Maria da Silveira fez petição a Vossa Majestade por este conselho, em que diz, e por sentença do juiz das justificações que apresentou, conta que foi legitimamente casada com Francisco Alvarez Camelo, já falecido, e que ficou em posse e carece [?] do [?] casal, ficando-lhe deste matrimônio, só dois filhos, mais velho, Antonio Alvarez Bezerra, e Francisco Alvarez Camelo, e no qual nomeou seu pai os ofícios de juiz e escrivão dos órfãos, tabelião do judicial, e escrivão do conselho e câmara da vila de Penedo do Rio de São Francisco, pela faculdade que tinha de Vossa Majestade para os nomear na pessoa [manchado] lhe parecesse, pelo qual lhe pertence querer a dita mercê. Pelos traslados autênticos de hou [sic] carta e alvará de Vossa Majestade, consta fazer mercê a Francisco Álvares Camelo dos ditos ofícios com faculdade, nem os poder nomear na pessoa que lhe parecer [ilegível] qual os nomeou no dito seu filho Francisco Álvares Camelo, por conta de seu testamento. E porque por morte do dito seu marido, ficou muito desamparada e pobre, sem ter com que se sustentar, e o dito seu filho. Pede a Vossa Majestade, lhe faça mercê de lhe informar, no dito seu filho menor, Francisco Álvares Camelo, a propriedade dos referidos ofícios e de licença para ele suplicante, por assim os poder arrendar de pessoas que lhe parecer enquanto durar a menoridade do dito seu filho. Sobre este requerimento, se pediu informação do Ouvidor Geral de Pernambuco, o qual o deu por carta de 28 de julho deste presente ano e pelas testemunhas perguntadas, no papel que remetia (e com esta se envia a Vossa Majestade) constava que o capitão Francisco Álvares Camelo pro- Despacho à esquerda: Como parece. Lisboa, 16 de novembro de 1689 [?] [rubrica] [fl. 2] prietário dos referidos ofícios, por carta de Vossa Majestade, os nomeara no testamento com que faleceu, por Alvará que tinha para poder fazer em seus filhos, Francisco Alvarez Camelo, e assim lhe constou pela extrajudicial informação que

2 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 2 (Versão Adaptada) 2 tomou, e que Dona Maria da Silveira, sua mãe, e mulher do defunto, é merecidos de que Vossa Majestade lhe faça mercê [?] para o dito seu filho, de propriedade destes ofícios, como também de poder nomear pessoa [ilegível] que os [manchado] para educar e alimentar os ditos seus filhos, por ser melhor das principais daquela terra e falta de cabedais. Dando-se vista ao procurador da Coroa, respondeu que se fizesse justiça. Ao conselho, parece que em consideração das razões que alega Dona Maria da Silveira, e informação do Ouvidor Geral de Pernambuco, deve Vossa Majestade ser servido fazer mercê a seu filho Francisco Alvarez Camelo da propriedade destes ofícios, e enquanto se não encartar neles pela sua menor idade, possa nomear serventuário sendo a satisfação [?] do governador. Lisboa, 8 de novembro de 1689 [?] [ilegível], Bento Teixeira Saldanha, [ilegível], João de Súpulveda e Mattos. [fl. 3] 8 de novembro 689 do Conselho Ultramarino. Sobre o que pede Dona Maria da Silveira e vai papel que se acusa. [fl. 4] Traslado de uma informação por justificação que fez Ouvidor Geral desta capitania de Pernambuco, a uma carta de Sua Majestade que Deus guarde sobre os ofícios de juiz e escrivão dos órfãos, tabelião de judicial e escrivão da câmara da vila do Penedo, Rio de São Francisco, ano do nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo de mil e seiscentos e oitenta e nove anos, aos catorze dias do mês de julho do dito ano nesta muito nobre e sempre leal cidade de Olinda, nas pousadas do Ouvidor Geral Joseph de Sá e Mendonça ai para ele dito Ouvidor Geral me foi apresentada uma carta de sua Majestade assinada por sua real mão, para em vista dela tomar informação dos ofícios do juiz e escrivão dos órfãos, tabelião do judicial, e escrivão da câmara da vila de Penedo, Rio de São Francisco, [ilegível], que o autorize para tirar a dita informação por ditos de testemunha a qual carta sua Majestade tomei, e outra que é a que se segue, eu, Jorge da Costa Calheiros, escrivão, o escrevi. Doutor Ouvidor Geral da capitania do Pernambuco. Carta de Sua Majestade, [à margem direita]

3 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 2 (Versão Adaptada) 3 Eu, o rei, vos envio muito saudar: Por parte de Dona Maria da Silveira, moradora na cidade de Olinda e viúva do capitão Francisco Álvares Camelo, se me representou aqui haver sido o dito seu marido proprietário dos ofícios de juiz [fl. 5] De juiz [sic], escrivão dos órfãos, tabelião do judicial, e escrivão do conselho e câmara da vila de Penedo, Rio de São Francisco, e pela faculdade que lhe tinha concedido, nomear os ditos ofícios em seu filho Francisco Álvares Camelo, e pertencer por sentença de justificação a dita Dona Maria da Silveira. Requerer para o dito seu filho menor a propriedade dos mesmos ofícios. Pedindo-me lhe fizesse mercê deles e que enquanto não tivesse idade, pudesse ela nomear pessoa que os servisse para com o procedido, se alimentarem em comando vias que me informeis com vosso parecer sobre este requerimento, escrita em Lisboa a 16 de fevereiro de 1689, Rei. O Conde de Valdaeis, para Ouvidor Geral de Pernambuco, Primeira Via, Per El Rei, o Ouvidor geral de Per- Inquirição [à margem esquerda] nambuco, primeira via. Doutor aos 14 dias do mês de julho de mil e seiscentos e oitenta e nove anos nesta cidade de Olinda nas pousadas do Ouvidor Geral, o Doutor Joseph de Sá e Mendonça, aí consigo enviam perguntou as testemunhas, que por eles terão mandadas chamar e seus nomes e idades ditas e costumes dar das seguintes, eu, 1ª testemunha [à margem esquerda] Jorge da Costa Calheiros, escrivão o escrevi. Doutor o capitão Manoel de [ilegível] Henriques, cavaleiro, professor da ordem de cristo e morador nesta cidade de Olinda, de idade que disse ser de 47 anos, pouco mais ou menos, testemunha jurada aos santos evangelhos que pelo dito ouvidor geral lhe foram dadas, prometeu dizer ver- [fl.6] Verdade [sic] e do costume disse nada e perguntado a ele, testemunha pelo constou na carta de sua Majestade, que Deus guarde, disse ele testemunha que sabe que o proprietário dos ofícios de juiz escrivão dos órfãos, tabelião do judicial e notas e escrivão da câmara do Rio de São Francisco, vila de Penedo, era o capitão, Francisco Álvares Camelo, o qual tinha escrito alvará de sua Majestade para poder nomear os ditos ofícios no filho que quisesse e sabe ele testemunha que no testamento com que o dito capitão, Francisco Álvares Camelo, proprietário dos ditos ofícios, faleceu nomeando ditos ofícios em seu filho mais moço [sic] Francisco Álvares Camelo, o que sabe por ver as provisões e testamento qual não disse e assinar com o dito Ouvidor Geral, eu, Jorge da Costa Calheiros, escrivão, que o escrevi. Man-

4 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 2 (Versão Adaptada) 4 Testemunha 2, [à margem direita] noel de Álvares Henriques. Mendonça. Doutor, o capitão, Fernão Carrilho, morador nesta cidade de Olinda de idade que diz ser de 55 anos, testemunha jurada aos santos evangelhos que pelo dito Ouvidor Geral lhe serão dados, prometeu dizer a verdade e do costume disse nada e perguntado a ele testemunha pelo conteúdo na carta de sua Majestade, que Deus guarde, disse ele testemunha que sabe que o capitão, Francisco Álvares Camelo, foi proprietário dos ofícios de juiz e escrivão dos órfãos, tabelião [fl. 7] Tabelião [sic] do judicial e notas, e escrivão da câmara do Rio de São Francisco, vila de Penedo, e sabe que o dito capitão tinha um alvará para nomear os ditos ofícios em filho que quisesse, e sabe que o dito capitão guarda [?] do mereço deixou nomeados os ditos ofícios em seu filho mais moço [sic], também chamado Francisco Álvarez Camelo, o que sabe ele testemunha por lhe ver a provisão dos ditos ofícios e Alvará de nomeação. Ele não disse e assinou como dito Ouvidor Geral, eu, Jorge da Costa Calheiros, escrivão, o escrevi. Fernão Carrilho. Mendonza. Doutor o Capitão Mor, Francisco Berenguer [sic] de Andrada, cavaleiro, professor da ordem de Cristo, morador nessa cidade Olinda, de idade que disse ter de 53 anos, testemunha jurada aos santos evangelhos, que pelo dito ouvidor geral lhe foram dadas, prometeu dizer a verdade e do costume disse que era parente na quarta geração e que contrado [sic], dizia a verdade e perguntado a ele, testemunha, pelo conteúdo na carta de Sua Majestade, que Deus guarde, disse ele, testemunha, que sabe que o Capitão Francisco Álvares Camelo, que Deus tem, foi proprietário de ofícios de juiz, escrivão dos órfãos, tabelião do judicial, e escrivão da câmara da vila de Penedo, Rio de São Francisco, e que sabe que o dito Capitão, Francisco Álvares Camelo, tinha um alvará de Sua Majestade para nomear os ditos ofícios em um de seus filhos, e que sabe que o nomeou em seu filho mais moço, Francisco Álvares Camelo, que é de legítimo matrimônio, o que sabe por lhe ver a dita provisão e alvará, e ele não disse e assinou com o dito Ouvidor Geral, eu, Jorge da Costa Calheiros, escrivão, o escrevi. Francisco Berenguer [sic] de Andrada. Mendonza. E não se continha mais nem menos a dita justificação e informação que eu, Jorge da Costa Calheiros, tabelião público do judicial, e notas nesta muito nobre, sempre leal. Cidade de Olinda e seu termo, Capitania de Pernambuco, por sua Majestade, de que Deus Guarde, de que bem é fielmente da cópia que fica em meu poder e cartório, a que em todo e por todo me reporto e como Ouvidor Geral, comigo assinado este hertado [?], corre e confere inclui [?], não há coisa que duvida faça. Escrevi e assinei de meios sinais, razões seguintes nesta dita cidade de Olinda aos 22 do mês de Julho de mil e seiscentos e oitenta e nove anos. Em fé de verdade. Comigo Ouvidor Geral, Jorge da Costa Calheiros, Joseph de Sá de Mendonça. [assinatura ilegível]

5 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 2 (Versão Adaptada) 5 [fl. 8] Dona Maria da Silveira fez Sua Majestade mercê de propriedade dos ofícios de juiz, escrivão dos órfãos, tabelião do judicial e escrivão do conselho, [ilegível] para a vila de Penedo, do Rio de São Francisco, para seu filho, Francisco Álvares Camelo, e que enquanto se não contatar neles pela sua menor idade, possa nomear serventuário, a [ilegível] ficam do governador de que se lhe há de passar alvará. Lisboa, 13 [?] de novembro de Manoel Barbosa Dourado. [ilegível, manchado, 2 linhas] A folha 232 do livro 2º do tabelião de notas [ilegível] ficam carregados [ilegível] quinhentos e setenta réis. Lisboa, 4 de novembro de [assinatura ilegível] Manoel Lopes Pereira Botelho. A folha 193 do livro 1º do registro dos novos direitos fica registrado esse e informa. Lisboa, 4 de novembro de Sousa. Transcrição: Antonio Filipe Pereira Caetano Adaptação: Alex Rolim Machado Data: 04/09/2009

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1 Documento 34 Requerimento do Padre António Correia Pais, sacerdote do habito de São Pedro e morador do termo da vila de Alagoas, ao ouvidor e auditor-geral

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 170(Versão Adaptada) 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 170(Versão Adaptada) 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 170(Versão Adaptada) 1 Documento 170 Consulta do Conselho Ultramarino ao rei [D. José] sobre o requerimento do vigário da igreja de Alagoas, Bispado de Pernambuco, padre

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1 Documento 123 Requerimento do Bacharel Antonio José Pereira Barroso, provido no lugar de Ouvidor-geral das Alagoas, ao rei Dom João V, a pedir certidões das ordens

Leia mais

As Categorias de Nobreza e Prestigio em uma Conquista Colonial (Comarca das Alagoas, XVII-XVIII) Dimas Bezerra Marques * Resumo

As Categorias de Nobreza e Prestigio em uma Conquista Colonial (Comarca das Alagoas, XVII-XVIII) Dimas Bezerra Marques * Resumo As Categorias de Nobreza e Prestigio em uma Conquista Colonial (Comarca das Alagoas, XVII-XVIII) Dimas Bezerra Marques * Resumo O processo de análise e compreensão da formação, distribuição e funcionamento

Leia mais

TRADUÇÃO DO FORAL DO CONDE D. HENRIQUE

TRADUÇÃO DO FORAL DO CONDE D. HENRIQUE Foral de Guimarães Tradução Aires Augusto do Nascimento Revista de Guimarães, n.º 106, 1996, pp. 35-41 TRADUÇÃO DO FORAL DO CONDE D. HENRIQUE Observação preliminar: A tradução do foral de Guimarães pretende

Leia mais

1º VESTIBULAR BÍBLICO DA UMADUP. Livro de João

1º VESTIBULAR BÍBLICO DA UMADUP. Livro de João Upanema/RN, 03 de Agosto de 2013 1º VESTIBULAR BÍBLICO DA Livro de João Leia com atenção as instruções abaixo: 1. Verifique se o caderno de prova contém 30 (trinta) questões. Em caso negativo, comunique

Leia mais

Transcrição do processo nº 20, caixa 744-2º Cível, ano 1888

Transcrição do processo nº 20, caixa 744-2º Cível, ano 1888 Núcleo de Pesquisa Pró-Memória - Câmara Municipal de São José dos Campos Transcrição do processo nº 20, caixa 744-2º Cível, ano 1888 Ação: Tutoria Autor: Vitoriano José Machado Réu: O órfão José, filho

Leia mais

O Espírito de Religiosidade

O Espírito de Religiosidade O Espírito de Religiosidade Pr. Alcione Emerich Como vive um Cristão Salvo contaminado ou infectado pelo Espírito de Religiosidade Hoje será um Culto de Libertação, vamos quebrar esta maldição em nossas

Leia mais

Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros.

Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros. Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Abri o coração às maiores esperanças para o futuro. Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros.

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

Nº34B 28º Domingo do Tempo Comum-11.10.2015 Partilhar o que temos

Nº34B 28º Domingo do Tempo Comum-11.10.2015 Partilhar o que temos Nº34B 28º Domingo do Tempo Comum-11.10.2015 Partilhar o que temos Ouvimos hoje, no Evangelho, Jesus dizer É mais fácil passar um camelo por um buraco de uma agulha, que um rico entrar no Reino dos Céus.

Leia mais

MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA. Ac. Câmara

MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA. Ac. Câmara (AO-01) ESCLARECIMENTOS PRESTADOS PELO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL SOBRE O ENQUADRAMENTO DO ACORDO ENTRE MUNICIPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA E ÁGUAS DO NOROESTE, S.A. O Senhor Presidente da Câmara Municipal

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 1 1. Objetivos: Ensinar que Eliézer orou pela direção de Deus a favor de Isaque. Ensinar a importância de pedir diariamente a ajuda de Deus. 2. Lição Bíblica: Gênesis 2

Leia mais

Banco de dados e website da História Colonial Alagoana

Banco de dados e website da História Colonial Alagoana 1 Banco de dados e website da História Colonial Alagoana Alex Rolim Machado Graduando em História/Ufal Colaborador PIBIC GEAC Grupo de Estudos Alagoas Colonial Prof. Orientador: Antonio Filipe Pereira

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. Glauco Villas Boas. Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. Glauco Villas Boas. Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

Músicas Para Casamento

Músicas Para Casamento Músicas Para Casamento 01. Você e Eu - Eliana Ribeiro 7M 7M C#m7 F#7/5+ F#7 Bm7 Quero estar com você, / Lembrar de cada momento bom; C#m7 m7 C#m7 #m7 Em7 7/9 Reviver a nossa história, nosso amor. 7M #m7/5-

Leia mais

COMUNIDADE DO TAQUARAL

COMUNIDADE DO TAQUARAL COMUNIDADE DO TAQUARAL Histórico Taquaral, localizada na região da morraria era uma sesmaria, que originou aos primeiros tempos da fundação da então Vila Maria do Paraguai. É um povoado antigo e tradicional,

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS REFERENTES À CAPITANIA DO CEARÁ EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS REFERENTES À CAPITANIA DO CEARÁ EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA GISAFRAN NAZARENO DA MOTA JUCÁ Professor do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará Revisão: AVANETE PEREIRA SOUSA Mestre em História pela Universidade Federal da Bahia CATÁLOGO DE DOCUMENTOS

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

O que a Bíblia diz sobre o dinheiro

O que a Bíblia diz sobre o dinheiro Seção 2 O que a Bíblia diz sobre o A questão do e das posses é mencionada muitas vezes na Bíblia. Esta seção examina o que a Bíblia nos ensina sobre a nossa atitude para com o. Ela vai nos ajudar a considerar

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Reencarnação

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Reencarnação Plano de Aula 12 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo Educadora: Andréa, Rafael e Erenilton Dia: 04/05/2015 Horário: 20 às 21hs Título: Reencarnação

Leia mais

SEU NOME SERÁ CHAMADO DE "EMANUEL"

SEU NOME SERÁ CHAMADO DE EMANUEL Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. Isaías 7.14 Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO DESPACHO Referência: 23480.018496/2012-60 e 23480.018712/2012-77 Assunto: Recursos contra decisão denegatória aos pedidos de acesso à informação requeridos à Universidade Federal do Tocantins pelo. Senhor

Leia mais

Catarina Bernardina de (...) Cardozo, dos bens que ficaram por falecimento de seu marido e Pai, o Coronel Manuel José Cardozo

Catarina Bernardina de (...) Cardozo, dos bens que ficaram por falecimento de seu marido e Pai, o Coronel Manuel José Cardozo CASA DA BREIA A Casa da Breia situa-se no lugar da Breia, na freguesia de S. Paio de Jolda neste concelho de Arcos de Valdevez. Temos notícias da casa, como propriedade da família, através de um testamento

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

COMO PREPARAR E COMUNICAR SEU TESTEMUNHO PESSOAL

COMO PREPARAR E COMUNICAR SEU TESTEMUNHO PESSOAL COMO PREPARAR E COMUNICAR SEU TESTEMUNHO PESSOAL O objetivo desta mensagem é motivar e equipar você a preparar e usar seu testemunho ao compartilhar sua fé com outros. Esta lição ajudará você a: 1. Conhecer

Leia mais

Quais algumas das coisas que conversamos no cap. 37?

Quais algumas das coisas que conversamos no cap. 37? 1 APLICAÇÕ ÇÕES DO CAP. 37 Quais algumas das coisas que conversamos no cap. 37? 2 1 Joséhavia sido levado para o Egito, onde o egípcio Potifar, oficial do faraóe capitão da guarda, comprou-o dos ismaelitas

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 3ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 0000371-82.2012.5.19.0003

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 3ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 0000371-82.2012.5.19.0003 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 3ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 0000371-82.2012.5.19.0003 Aos 07 dias do mês de maio do ano dois mil e doze, às 15:05 horas, estando aberta a audiência

Leia mais

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria Samaria: Era a Capital do Reino de Israel O Reino do Norte, era formado pelas 10 tribos de Israel, 10 filhos de Jacó. Samaria ficava a 67 KM de Jerusalém,

Leia mais

Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00028 Salário Maternidade com pedido de antecipação de tutela - Segurada comum

Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00028 Salário Maternidade com pedido de antecipação de tutela - Segurada comum Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00028 Salário Maternidade com pedido de antecipação de tutela - Segurada comum EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE (Cidade)/(UF) Reqte.:

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO

Leia mais

Roteiro-base de casamento

Roteiro-base de casamento MARTINHO LUTERO SEMBLANO Anexo 0 Roteiro-base de casamento (não retire esta página do livro. Preencha sobre a cópia desta) Disponível no site 17 ABERTURA 1º. Entrada do noivo 2º. Entrada do pai do noivo

Leia mais

Colorindo Missões. Para obter este recurso em português e em outras línguas, visite: www.colorindomissoes.blogspot.com.br

Colorindo Missões. Para obter este recurso em português e em outras línguas, visite: www.colorindomissoes.blogspot.com.br Colorindo Missões Olá irmãos! É com felicidade que apresentamos a vocês a revista Colorindo Missões, uma revista totalmente gratuita de atividades para crianças, que tem como objetivo ensiná-las, de forma

Leia mais

10.7 Pedro e a pedra; início das profecias sobre a Igreja

10.7 Pedro e a pedra; início das profecias sobre a Igreja 10.7 Pedro e a pedra; início das profecias sobre a Igreja Aula 53 A primeira vez que a Igreja é profetizada diretamente, está em Mateus: Mateus 16:13~18;... edificarei a minha igreja. V.18; no original

Leia mais

5º. Dia 3 de Março. Enxergando a vida do ponto de vista dedeus. Que é a sua vida? Tiago 4.14b; nvi

5º. Dia 3 de Março. Enxergando a vida do ponto de vista dedeus. Que é a sua vida? Tiago 4.14b; nvi 5º. Dia 3 de Março Enxergando a vida do ponto de vista dedeus Que é a sua vida? Tiago 4.14b; nvi Nós não vemos as coisas como são, mas como nós somos.anaïs Nin O modo de você enxergar sua vida molda sua

Leia mais

O Espiritismo é a Luz do Cristo Jesus.

O Espiritismo é a Luz do Cristo Jesus. 2 1 O Espiritismo é a Luz do Cristo Jesus. Ele era manso como os cordeiros e a sua palavra tinha a doçura de uma brisa num dia quente. Nada queria dos humanos, tudo prometia e dava a humanidade. Sua palavra

Leia mais

O texto representa uma cópia da carta ditada por Nosso Senhor Jesus Cristo as Santas: Matilda, Bridget e Isabel de Hungria, que pediam a Jesus

O texto representa uma cópia da carta ditada por Nosso Senhor Jesus Cristo as Santas: Matilda, Bridget e Isabel de Hungria, que pediam a Jesus O texto representa uma cópia da carta ditada por Nosso Senhor Jesus Cristo as Santas: Matilda, Bridget e Isabel de Hungria, que pediam a Jesus detalhes sobre sua Paixão antes da crucificação. Recebe o

Leia mais

Naamã, comandante do exército do rei da Síria, era muito respeitado e honrado pelo seu senhor, pois por meio dele o Senhor dera vitória à Síria. Mas esse grande guerreiro ficou leproso. Ora, tropas da

Leia mais

FILOSOFIA DE VIDA Atos 13.36

FILOSOFIA DE VIDA Atos 13.36 FILOSOFIA DE VIDA Atos 13.36 Tendo, pois, Davi servido ao propósito de Deus em sua geração, adormeceu, foi sepultado com os seus antepassados e seu corpo se decompôs. Não são todos que têm o privilégio

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

VOCÊ É MOTIVO DE LOUVOR? MARCAS DE LOUVOR

VOCÊ É MOTIVO DE LOUVOR? MARCAS DE LOUVOR 1 VOCÊ É MOTIVO DE LOUVOR? MARCAS DE LOUVOR Fp 1 3 Agradeço a meu Deus toda vez que me lembro de vocês. 4 Em todas as minhas orações em favor de vocês, sempre oro com alegria 5 por causa da cooperação

Leia mais

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Leia o texto abaixo para responder às questões 01 a

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MARVÃO

CÂMARA MUNICIPAL DE MARVÃO REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL ACTA N.º 20/02 REALIZADA EM 04 DE SETEMBRO DE 2002 Aos quatro dias do mês de Setembro do ano dois mil e dois, nesta Mui Nobre e Sempre Leal Vila de Marvão e Edifício

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

AS MULHERES DE JACÓ Lição 16

AS MULHERES DE JACÓ Lição 16 AS MULHERES DE JACÓ Lição 16 1 1. Objetivos: Ensinar que Jacó fez trabalho duro para ganhar um prêmio Ensinar que se nós pedirmos ajuda de Deus, Ele vai nos ajudar a trabalhar com determinação para obter

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

DOMINGO V DA QUARESMA

DOMINGO V DA QUARESMA DOMINGO V DA QUARESMA LEITURA I Ez 37, 12-14 «Infundirei em vós o meu espírito e revivereis» Leitura da Profecia de Ezequiel Assim fala o Senhor Deus: «Vou abrir os vossos túmulos e deles vos farei ressuscitar,

Leia mais

PARECER N.º 192/CITE/2015

PARECER N.º 192/CITE/2015 PARECER N.º 192/CITE/2015 Assunto: Parecer sobre queixa relativa a pedido de autorização de trabalho em regime de horário flexível de trabalhadora com responsabilidades familiares nos termos do n.º 5 do

Leia mais

Os Servos de Deus. A Cruz do meu Pai

Os Servos de Deus. A Cruz do meu Pai Os Servos de Deus Na nossa Conferência Consagração Já! de Maio de 2011, em Roma, o Padre Gruner apercebeu-se de que tínhamos entre nós o Arcebispo Bernardini, cujos Pais têm o seu processo de beatificação

Leia mais

Carta de Paulo aos romanos:

Carta de Paulo aos romanos: Carta de Paulo aos romanos: Paulo está se preparando para fazer uma visita à comunidade dos cristãos de Roma. Ele ainda não conhece essa comunidade, mas sabe que dentro dela existe uma grande tensão. A

Leia mais

OS MARAVILHOSOS PRESENTES DA GRAÇA DE DEUS

OS MARAVILHOSOS PRESENTES DA GRAÇA DE DEUS OS MARAVILHOSOS PRESENTES DA GRAÇA DE DEUS II Co 5.17-21 Introdução 1. Creio que uma das coisas gostosas desta vida é a experiência de se ganhar um presente. 07/07/96n a) ainda não encontrei uma pessoa

Leia mais

Apresentação. O Cartório de Notas

Apresentação. O Cartório de Notas Apresentação O Cartório de Notas A Corregedoria da Justiça apresenta aos cidadãos do Distrito Federal a série Conversando Sobre Cartórios, onde as dúvidas mais freqüentes são respondidas em linguagem clara

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES P. O QUE É A PATERNIDADE? R. Paternidade significa ser um pai. A determinação da paternidade significa que uma pessoa foi determinada

Leia mais

VOCÊ PERDOA FACILMENTE?

VOCÊ PERDOA FACILMENTE? VOCÊ PERDOA FACILMENTE? Você perdoa facilmente? Ama intensamente? Briga com facilidade? Tem muitos amigos? Confia em muitas pessoas? Sabe dizer quando está certa ou errada? Prefere morrer por quem ama,

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados

Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados 1º Mistério Luminoso Janeiro 2015 Batismo de Nosso Senhor Introdução: Vamos dar inicio à meditação reparadora dos primeiros sábados, que nos foi indicada

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 04 RESSURREIÇÃO DE DORCAS / CORNÉLIO E PEDRO Nome: Professor: Sala

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 04 RESSURREIÇÃO DE DORCAS / CORNÉLIO E PEDRO Nome: Professor: Sala MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 04 RESSURREIÇÃO DE DORCAS / CORNÉLIO E PEDRO Nome: Professor: Sala VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos a Bíblia na Nova Versão Internacional

Leia mais

Atividade Pedagógica de Português Segunda-feira 23/09/2013

Atividade Pedagógica de Português Segunda-feira 23/09/2013 4º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4a) Roteiro Semanal de Atividades de Casa (23 a 27 de Setembro 2013) Dia 25 de Setembro Dia Nacional do Trânsito Dia 23/09/2013-2ª Feira Atividade Pedagógica de

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Pará

Tribunal de Contas do Estado do Pará A C Ó R D Ã O Nº 43.099 (Processo nº 2005/53339-0) Assunto: Prestação de Contas relativa ao Convênio nº 027/2005, firmado entre a FEDERAÇÃO PARAENSE DE VOLEIBOL e a SEEL. Responsável: Sr. CARLOS GETÚLIO

Leia mais

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17)

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) Tivemos esta manhã a alegria de testemunhar vários baptismos bíblicos. Existem outras coisas e outras cerimónias às quais se dá o nome de baptismo. Existe até uma seita,

Leia mais

1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS

1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS 1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS REI DA GLÓRIA, O ADORADO VEIO PARA NOS REDIMIR PRÍNCIPE DA PAZ

Leia mais

Tradução da Carta: Dor de Mãe

Tradução da Carta: Dor de Mãe Carta Dor de Mãe Esta carta consta no livro de registro, possivelmente escrito por uma mãe ao deixar seu filho na Roda dos Expostos. Datado de 21 de Maio de 1922. Tradução da Carta: 21 05 1922 Dor de Mãe

Leia mais

ARQUIVO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

ARQUIVO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA ARQUIVO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA COLÉGIO DE SANTA RITA Ludovina Cartaxo Capelo 2010 1. FUNDO CÓDIGO DE REFERÊNCIA: TÍTULO: PT/AUC/MC/CSRCBR Colégio de Santa Rita dos Agostinhos Descalços de Coimbra DATAS:

Leia mais

Processo de arbitragem n.º 612/2014. Sentença

Processo de arbitragem n.º 612/2014. Sentença Processo de arbitragem n.º 612/2014 Demandante: A Demandada: B Árbitro único: Jorge Morais Carvalho Sentença I Processo 1. O processo correu os seus termos em conformidade com o Regulamento do Centro Nacional

Leia mais

ATA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 18 DE ABRIL DE 2013 Nº 8 /2013

ATA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 18 DE ABRIL DE 2013 Nº 8 /2013 ATA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 18 DE ABRIL DE 2013 Nº 8 /2013 PRESIDENTE: Nuno Manuel Sousa Pinto de Carvalho Gonçalves. VEREADORES PRESENTES: José Manuel Gonçalves Vice-Presidente, Mário

Leia mais

COMO MINIMIZAR AS DÍVIDAS DE UM IMÓVEL ARREMATADO

COMO MINIMIZAR AS DÍVIDAS DE UM IMÓVEL ARREMATADO PROLEILOES.COM COMO MINIMIZAR AS DÍVIDAS DE UM IMÓVEL ARREMATADO PROCESSOS QUE PODEM FAZER COM QUE VOCÊ CONSIGA QUITAR DÍVIDAS PENDENTES DE UM ÍMOVEL ARREMATADO EM LEILÃO, PAGANDO MENOS QUE O SEU VALOR

Leia mais

decisão: "DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. V. U.", de conformidade com o voto do Relator, que integra este acórdão. O julgamento teve a participação dos

decisão: DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. V. U., de conformidade com o voto do Relator, que integra este acórdão. O julgamento teve a participação dos PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA REGISTRADO(A) SOB N I mil um mi mi um mu mi mu m m *03040802* Vistos, relatados e

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

Dispensado o relatório nos termos do art. 38 da Lei n. 9.099/95.

Dispensado o relatório nos termos do art. 38 da Lei n. 9.099/95. fls. 1 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE CAMPINAS FORO DE CAMPINAS 2ª VARA DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL R. FRANCISCO XAVIER DE ARRUDA CAMARGO, 300, Campinas- SP - CEP 13089-530 Horário

Leia mais

*Analisar a ressurreição de Lázaro, à luz do entendimento espírita. * Enfatizar as lições de natureza espiritual de que o episódio se reveste.

*Analisar a ressurreição de Lázaro, à luz do entendimento espírita. * Enfatizar as lições de natureza espiritual de que o episódio se reveste. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com fatos extraordinários Roteiro 1 Analisar a ressurreição de

Leia mais

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. A VIDA DE ISAQUE Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. (Rm 8,28) 1. Hoje você terá a consciência das promessas e

Leia mais

Ser ou não ser, eis a questão.

Ser ou não ser, eis a questão. Decisões Ser ou não ser, eis a questão. Será mais nobre sofrer na alma Pedradas e flechadas do destino feroz Ou pegar em armas contra o mar de angústias E, combatendo-o, dar-lhe fim? Hamlet de William

Leia mais

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas Fui expulso, mas tenho um filho menor a cargo a viver em Portugal. Podem recusar-me a entrada? Sim. A residência de filhos menores em Portugal é apenas

Leia mais

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I Domingo dentro da Oitava de Natal Semana I do Saltério SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ Festa Quando o Natal do Senhor é num Domingo, a festa da Sagrada Família celebra-se no dia 30 de Dezembro e

Leia mais

A Bíblia realmente afirma que Jesus

A Bíblia realmente afirma que Jesus 1 de 7 29/06/2015 11:32 esbocandoideias.com A Bíblia realmente afirma que Jesus Cristo é Deus? Presbítero André Sanchez Postado por em: #VocêPergunta Muitas pessoas se confundem a respeito de quem é Jesus

Leia mais

Decreto-Lei n.º 45942 Convenção para a cobrança de alimentos no estrangeiro, concluída em Nova Iorque em 20 de Junho de 1956

Decreto-Lei n.º 45942 Convenção para a cobrança de alimentos no estrangeiro, concluída em Nova Iorque em 20 de Junho de 1956 Decreto-Lei n.º 45942 Convenção para a cobrança de alimentos no estrangeiro, concluída em Nova Iorque em 20 de Junho de 1956 Usando da faculdade conferida pela 2.ª parte do n.º 2.º do artigo 109.º da Constituição,

Leia mais

O bom Jesus e o infame Cristo

O bom Jesus e o infame Cristo PHILIP PULLMAN O bom Jesus e o infame Cristo Tradução Christian Schwartz Copyright 2010 by Philip Pullman Publicado mediante acordo com Canongate Books Ltda., 14 High Street, Edimburgo EH1 1 TE Grafi a

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Pará. A C Ó R D Ã O Nº.44.000. (Processo nº.2002/50366-5)

Tribunal de Contas do Estado do Pará. A C Ó R D Ã O Nº.44.000. (Processo nº.2002/50366-5) A C Ó R D Ã O Nº.44.000. (Processo nº.2002/50366-5) Assunto: Prestação de Contas referente ao Convênio nº. 05/2001, celebrado entre a ASSOCIAÇÃO AMAZÔNICA EVANGÉLICA e a SEOP. Responsável: Sr. GILBERTO

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO E AÇÃO DE DEPÓSITO 1 Parte I AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 2 1) O DIREITO MATERIAL DE PAGAMENTO POR CONSIGNAÇÃO a) Significado da palavra consignação b) A consignação

Leia mais

PARECER N.º 256/CITE/2014

PARECER N.º 256/CITE/2014 PARECER N.º 256/CITE/2014 Assunto: Parecer sobre queixa relativa a pedido de autorização de trabalho em regime de horário flexível de trabalhadora com responsabilidades familiares nos termos do n.º 5 do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Visita às Obras da Vila Brejal Minha

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 1ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00377-2007-001-19-00-6

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 1ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00377-2007-001-19-00-6 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 1ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00377-2007-001-19-00-6 Aos 09 dias do mês de maio do ano dois mil e sete, às 15:18 horas, estando aberta a audiência

Leia mais

COMO VIVER COM DEUS? COMO VIVER COM DEUS? EXTRA, EXTRA! As Más Notícias: EXTRA, EXTRA! Mitos. homem com seu Criador

COMO VIVER COM DEUS? COMO VIVER COM DEUS? EXTRA, EXTRA! As Más Notícias: EXTRA, EXTRA! Mitos. homem com seu Criador COMO VIVER COM DEUS? Mitos e Verdades sobre o Relacionamento do Homem com seu Criador COMO VIVER COM DEUS? Mitos e Verdades sobre o Relacionamento do Homem com seu Criador Professor: Vlademir Hernandes

Leia mais

Façamos o bem, sempre!

Façamos o bem, sempre! Façamos o bem, sempre! Gl 6:9,10 "E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos tempo, façamos o bem a todos, mas principalmente

Leia mais

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia CD 02 Bom Jesus da Cana Verde [ai bom Jesus da Cana Verde é nosso pai, é nosso Deus (bis)] ai graças a Deus para sempre que tornamos a voltar ai com o mesmo Pombo Divino da glória celestial ai Meu Divino

Leia mais

ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros

ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros ACOLHIMENTO Incentivamos nossas crianças, jovens e adultos à descoberta de novas amizades e ao desenvolvimento de relacionamentos sadios, duradouros e de mútuo suporte. VIDA Comunicamos os ensinamentos

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

Declaração Política. (A Ditadura Açoriana)

Declaração Política. (A Ditadura Açoriana) Declaração Política (A Ditadura Açoriana) Os primeiros Parlamentos Liberais da História criaram o sistema de imunidades parlamentares. Este mecanismo de salvaguarda da independência parlamentar foi concebido

Leia mais