Fator de Potência e Harmônicas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fator de Potência e Harmônicas"

Transcrição

1 Fator de Potência e Harmônicas Filippe Dolgoff, 25 de outubro de 2014 Correção de fator de potência e harmônicas em instalações elétricas de baixa tensão

2 Capacitores e Controladores Conteúdo Fator de potência Produtos para Correção de Fator de Potência Distorção Harmônicas

3 Fator de potência Tipos de carga R L C Lâmpadas incandescentes, aquecedores, Motores, trafos, lâmpadas fluorescentes, Capacitor, motor síncrono, H F IR V AC IL 90 V AC IC 90 V AC P W or kw Q var or kvar Q var or kvar

4 Fator de potência Os três tipos de potências - Potência Ativa (kw) desempenho de trabalho (potência útil) - Potência Reativa (kvar) sustenta o campo eletromagnético (sem potência útil) kw kvar kva - Potência Aparente (kva) potência total consumida

5 Fator de potência Triângulo das potências S - Pot. Aparente [kva] Q - Pot. Reativa [kvar] P - Pot. Ativa [kw] Potência Aparente - Somatória VETORIAL das potências Ativa e Reativa. S 2 = P 2 + Q 2

6 Fator de potência O copo de chopp

7 Fator de potência Definição Coeficiente de Eficiência: razão entre a potência ativa (kw) e a potência aparente (KVA); quanto menor o fator de potência menos eficiente. S [kva 1] Ø 1 S [kva 2] Q [Kvar 1] Q [Kvar 2] Ø 2 P [kw]

8 Fator de potência Regulamentação Conforme a determinação, o órgão regulador ANEEL (Agência Nacional Energia Elétrica), existem limites mínimos e máximos a serem aplicados para o Fator de Potência conforme a portaria número 456 Mínimo 0,92 Indutivo Máximo 0,92 Capacitivo 1 0,92 indutivo 0,92 capacitivo

9 Fator de potência Energia reativa Qual o problema? aumento da potência aparente (KVA) necessária, reduzindo a capacidade de potência ativa dos transformadores; sobrecarga dos condutores elétricos das plantas; necessidade de superdimensionar as redes de distribuição e transmissão; aumento das perdas de energia nos condutores elétricos; aumento de distúrbios (afundamentos e quedas) de tensão; penalidades aplicadas pelas concessionárias aos consumidores que utilizam esta energia de forma excessiva;

10 Fator de potência Principais causadores de baixo Fator de Potência Motores de Indução operando em vazio Transformadores operando em vazio ou com pequenas cargas Lâmpadas de descarga Grande quantidade de pequenos motores operando continuamente Cargas especiais: - Fornos a Arco - Máquinas de solda - Equipamentos eletrônicos

11 Fator de potência Entendi o problema...e agora? Correção de fator de potência Significa tomar as medidas necessárias para aumentar o fator de potência na instalação suprindo a necessidade de energia reativa localmente, ou seja, sem onerar a rede. Como?? Motores e alternadores síncronos; Banco de capacitores

12 Fator de potência Corrigir o fator de potência...vale a pena? Excelentes vantagens técnico-econômicas! melhor utilização das máquinas elétricas (geradores e transformadores); redução da corrente consumida pela rede e seção dos condutores; redução das perdas nos condutores elétricos; melhor utilização da distribuição elétrica; redução das emissões de CO 2 ; prevenção de penalidades cobradas pela concessionária;

13 Fator de potência Corrigir o fator de potência...vale a pena? Alterando o Fator de Potência, alteramos diretamente a corrente. Carga de 100 kw em 380 Vca Fator de Potência 1 0,9 0,8 0,7 0,6 I (A) 152,11 169,02 190,14 217,31 253,52 Se aumentarmos o Fator de Potência, a corrente automaticamente cai, diminuindo as secções dos cabos e o stress das máquinas indutivas (transformadores, motores e outras máquinas) I = P(W) 3. V. cosφ

14 Fator de potência Banco de capacitores...como calcular? Capacitor necessário Q correção P ( tg tg ) 2 1 Onde: P: pot. Ativa em kw: 200kW 1 : ângulo existente cos 1 = : ângulo target cos 2 = 0.95 tg tg( acos(cos )) tg 1 = tg 2 = Q comp 200 ( ) 138kvar

15 Fator de potência Banco de capacitores...onde instalar? Várias possibilidades 1. Na entrada em MT 2. No barramento principal de BT 3. Nos barramentos secundáros de BT 4. Individualmente para cada carga Localização do Capacitor 1 2 e 3 4 Abordagem técnica Melhor Economias no sistema Mínima Média Máxima Custo por kvar Mínimo Médio Maior

16 Capacitores e Controladores Conteúdo Fator de potência Produtos para Correção de Fator de Potência Distorção Harmônica

17 Capacitores e Controladores Confiabilidade para correção de fator de potência October 25, 2014 Slide 17

18 Capacitores e Controladores Confiabilidade para correção de fator de potência Localizada em Charleroi (Jumet) Bélgica 120 funcionários Foco em tecnologia: 15 func. Em P&D Atividade global Fornece mundialmente capacitores 100% à seco por 30 anos! (o primeiro foi fabricado em 1971) Certificados Quality products and services (ISO 9001) Environmental consciousness (ISO 14001) October 25, 2014 Slide 18

19 Capacitores Linha CLMD

20 Linha CLMD Visão interna Caixa metálica IP42 pintura eletrostática Abertura para entrada de cabos Terminais robustos Resistor de descarga incorporado Múltiplos capacitores monofásicos com impregnação à seco Dissipadores térmicos (termoequalizador) Vermiculita

21 Linha CLMD Visão interna - IPE Cabos de alimentação Metalização Filme de polipropileno metalizado (BOPP + ZN) Segunda camada de enrolamento Dielétrico Impregnação à seco (resina dura) Fusível interno Encapsulamento plástico

22 Linha CLMD Linha completa! capacitor 100% a seco podem ser instalados na horizontal ou na vertical dispositivo de descarga incorporado opção de modelo com chave seccionadora XLP integrada grau de proteção IP42 (sem chave) e IP30 (com chave) 1,5 120 kvar (220V 1000V) capacitores especiais! October 25, 2014 Slide 24

23 Linha CLMD CLMD33S Versão compacta cabo de 50cm já incluso todas as potências com as mesmas dimensões! grau de proteção IP20 2,1 25 kvar (220V 525V) October 25, 2014 Slide 25

24 Capacitor cilíndrico Linha QCap October 25, 2014 Slide 26

25 Linha QCap Vantagens na montagem! capacitor 100% a seco; podem ser instalados na horizontal ou na vertical; resistor de descarga incorporado; grau de proteção IP20; potências padrões de mercado: 12,5 30 kvar; - todas as potências com as mesmas dimensões; October 25, 2014 Slide 28

26 Linha QCap Segurança garantida Desconexão por sobrepressão Sistema de desconexão por sobrepressão eficiente Sistema retraído Sistema expandido Conexões rígidas Travado pela capsula Pressão interna OK Pressão interna NOK October 25, 2014 Slide 29

27 Controlador de fator de potência RVC October 25, 2014 Slide 31

28 Controlador de fator de potência RVC Linha comum para todas as tensões (100V a 440V/690V) Não há necessidade de estocar diferentes tipos de controladores com níveis de tensão diferente!!!! Medição e exibição de importantes parâmetros: Cosϕ Tensão Corrente Distorção de Harmônicas ( V & I) October 25, 2014 Slide 32

29 Controlador de fator de potência RVC Faixa de tensão comum de 100 V para 440V/690V RVC-3 RVC-6 RVC-8 RVC-10 RVC-12 50Hz / 60Hz (ajuste automático) 3 saídas 6 saídas 8 saídas 10 saídas 12 saídas Design exclusivo Fácil comissionamento Fácil Programação Configuração automática completa Tela de LCD com exclusive teclado de 3 botões October 25, 2014 Slide 35

30 Controlador de fator de potência RVT October 25, 2014 Slide 36

31 Controlador de fator de potência RVT Interface intuitiva com tela touch-screen e em Português; October 25, 2014 Slide 37

32 Controlador de fator de potência RVT Medições por fase e trifásicas (V, A, FP, kva, kwh, kvar,thdv/i, ); Display gráfico de espectros harmônicos (até a 49 ) e senóide de corrente e tensão; Select measurement to display Select waveforms zoom in / out the chart October 25, 2014 Slide 38

33 Controlador de fator de potência RVT Estratégias de seccionamento October 25, 2014 Slide 41

34 Controlador de fator de potência RVT Estratégias de seccionamento October 25, 2014 Slide 42

35 Controlador de fator de potência RVT Estratégias de seccionamento October 25, 2014 Slide 43

36 Capacitores e Controladores Conteúdo Fator de potência Produtos para Correção de Fator de Potência Distorção Harmônica

37 Harmônicas Distorção Harmônica Harmônicos é um fenômeno elétrico que distorce o sinal de tensão e corrente de um sistema elétrico. O range pode variar entre Hz 5 th harmônica: frequência = 5 x fundamental; e.g. 5 x 60 Hz October 25, 2014 Slide 45 Fundamental + Quinta (H5) + sétima (H7) + décima terceira (H13) + décima quinta (H15)

38 Harmônicas Distorção Harmônica As harmônicas são geradas de cargas não lineares, tais como: Inversores Fontes chaveadas Máquina de Solda Forno elétrico a arco October 25, 2014 Slide 46

39 Harmônicas Problemas causados pela Harmônica As harmônicas ímpares são que causam os grandes problemas nas instalações elétricas. Aquecimento Perda de proteção dos dispositivos Queima de equipamentos sensíveis Aumento da queda de tensão Sobrecarga do condutor neutro Estudos de Fator de Potência necessitam da verificação do percentual de harmônicas. FP = cosφ 1 + THDi 2 October 25, 2014 Slide 47

40 Harmônicas Problemas causados pela Harmônica Existem histórico de queima de capacitores ou de sistemas eletrônicos, o qual a causa seja o elevado nível de distorção harmônica, precisamos tomar certas precauções quanto a ressonância da instalação com os capacitores; A ressonância neste circuito tem sérias consequências como elevação da tensão, além de problemas operacionais; October 25, 2014 Slide 48

41 Harmônicas Ressonância em Bancos de Capacitores October 25, 2014 Slide 49

42 Harmônicas Como o Filtro Ativo Trabalha? Rede de MT Rede de BT Outras cargas Carga geradora harmônicas Filtro October 25, 2014 Slide 50

43 Harmônicas Como o Filtro Ativo Trabalha? Rede Corrente da carga com harmônicas Carga October 25, 2014 Slide 51

44 Harmônicas Como o Filtro Ativo Trabalha? Rede Corrente de carga com harmônicas Filtro Ativo Corrente Compensada Carga October 25, 2014 Slide 52

45 Harmônicas Como o Filtro Ativo Trabalha? Rede Fundamental pura Corrente da carga com harmônicas Filtro Ativo Corrente Compensada Carga October 25, 2014 Slide 53

46 Harmônicas Como o Filtro Ativo Trabalha? Corrente da carga com harmônicas + Corrente = compensada Fundamental pura October 25, 2014 Slide 54

47 Contato Filippe Dolgoff Engenheiro de Aplicação Cel.: (11) Suporte Line (horário comercial): Tel.: (11) ABB Atende: Plantão ABB:

48

Qualidade e Eficiência Energética

Qualidade e Eficiência Energética Fabio Balesteros, Engenharia de Aplicação, 2010 Qualidade e Eficiência Energética September 2, 2010 Slide 1 Introdução A cada dia aumenta-se a preocupação com a produtividade dos sistemas elétricos. Economia

Leia mais

EXCEDENTE REATIVO (EFEITOS NAS REDES E INSTALAÇÕES)

EXCEDENTE REATIVO (EFEITOS NAS REDES E INSTALAÇÕES) EXCEDENTE REATIVO (EFEITOS NAS REDES E INSTALAÇÕES) Baixos valores de fator de potência são decorrentes de quantidades elevadas de energia reativa. Essa condição resulta em aumento na corrente total que

Leia mais

Boletim da Engenharia

Boletim da Engenharia Boletim da Engenharia 17 Procedimentos para Correção do Fator de Potência 05/04 1 Descrições Gerais 1.1 Determinação Nacional Visando a otimização do consumo racional de energia elétrica gerada no país,

Leia mais

Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva

Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva anobra de capacitores Na ligação de capacitores a uma rede ocorre um processo transitório severo até que seja atingido

Leia mais

- Para se aumentar a quantidade de líquido (W), para o mesmo copo de chopp, deve-se reduzir a quantidade de espuma (VAr). Desta forma, melhora-se a

- Para se aumentar a quantidade de líquido (W), para o mesmo copo de chopp, deve-se reduzir a quantidade de espuma (VAr). Desta forma, melhora-se a 6. FATOR DE POTÊNCIA O fator de potência é uma relação entre potência ativa e potência reativa, conseqüentemente energia ativa e reativa. Ele indica a eficiência com a qual a energia está sendo usada.

Leia mais

ENGENHEIRO ELETRICISTA

ENGENHEIRO ELETRICISTA ENGENHEIRO ELETRICISTA QUESTÃO 01 O projeto de uma S.E. consumidora prevê dois transformadores, operando em paralelo, com as seguintes características: 500kVA, 13800//220/127V, Z = 5% sob 13.8KV; I n =

Leia mais

H7- Analisar o fator de potência de um motor. Prof. Dr. Emerson S. Serafim

H7- Analisar o fator de potência de um motor. Prof. Dr. Emerson S. Serafim H7- Analisar o fator de potência de um motor. Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 Quais são as causas do BAIXO fator de potência? Motores SUPERdimensionados ou com POUCA carga. Lâmpadas de descarga: fluorescentes,

Leia mais

Qualidade de energia Correção de fator de potência e harmônicas em instalações elétricas

Qualidade de energia Correção de fator de potência e harmônicas em instalações elétricas Produtos de Baixa Tensão Qualidade de energia Correção de fator de potência e harmônicas em instalações elétricas Por: Talles Amaral Engenheiro de Aplicação Introdução Os equipamentos elétricos/eletrônicos

Leia mais

Produtos de Baixa Tensão. Capacitores e Controladores Confiabilidade para correção de fator de potência

Produtos de Baixa Tensão. Capacitores e Controladores Confiabilidade para correção de fator de potência Produtos de Baixa Tensão Capacitores e Controladores Confiabilidade para correção de fator de potência 2 Confiabilidade para correção de fator de potência Capacitores e Controladores Capacitores e Controladores

Leia mais

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100.

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100. Consumo Consumo refere-se à energia consumida num intervalo de tempo, ou seja, o produto da potência (kw) da carga pelo número de horas (h) em que a mesma esteve ligada. Analisando graficamente o exemplo

Leia mais

Questão 3: Um resistor de 10Ω é alimentado por uma tensão contínua de 50V. A potência dissipada pelo resistor é:

Questão 3: Um resistor de 10Ω é alimentado por uma tensão contínua de 50V. A potência dissipada pelo resistor é: Questão 1: Dois resistores de 1Ω e 2Ω, conectados em série, são alimentados por uma fonte de tensão contínua de 6V. A tensão sobre o resistor de 2Ω é: a) 15V. b) 2V. c) 4V. d) 5V. e) 55V. Questão 2:A resistência

Leia mais

Potência ativa (W): é a que realmente produz trabalho, isto é, faz os motores e os transformadores funcionarem.

Potência ativa (W): é a que realmente produz trabalho, isto é, faz os motores e os transformadores funcionarem. Fator de Potência e sua correção A energia elétrica consumida em uma instalação industrial é composta basicamente por duas parcelas distintas, que são: BANCO DE CAPACITORES Nota: Energia consumida por

Leia mais

Transformadores a seco. Indutores e reatores (chokes) a seco Para aplicações de componentes eletrônicos de potência, transmissão e distribuição

Transformadores a seco. Indutores e reatores (chokes) a seco Para aplicações de componentes eletrônicos de potência, transmissão e distribuição Transformadores a seco Indutores e reatores (chokes) a seco Para aplicações de componentes eletrônicos de potência, transmissão e distribuição 2 Indutores e reatores (chokes) a seco Reatores ABB para requisitos

Leia mais

ENGEMATEC CAPACITORES

ENGEMATEC CAPACITORES ENGEMATEC CAPACITORES CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA Confiança e economia na qualidade da energia. Equipamentos Elétricos e Elêtronicos de Potência Ltda 2 MODELOS DOS CAPACITORES TRIFÁSICOS PADRONIZADOS

Leia mais

GUIA DE APLICAÇÃO DE CAPACITORES BT

GUIA DE APLICAÇÃO DE CAPACITORES BT GUIA DE APLICAÇÃO DE Neste guia você tem um resumo detalhado dos aspectos mais importantes sobre aplicação de capacitores de baixa tensão para correção do fator de potência. Apresentando desde conceitos

Leia mais

CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA (FP) Prof. Marcos Fergütz Fev/2014

CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA (FP) Prof. Marcos Fergütz Fev/2014 CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA (FP) Prof. Marcos Fergütz Fev/2014 CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA (FP) CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA (FP) CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA (FP) - Objetivo: Manter o FP 0,92 Q

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando que um transformador monofásico será submetido aos ensaios de curto-circuito e a vazio para determinação dos parâmetros do seu circuito equivalente, o qual deverá

Leia mais

Manual para Correção do Fator de Potência. Transformando energia em soluções

Manual para Correção do Fator de Potência. Transformando energia em soluções Manual para Correção do Fator de Potência Transformando energia em soluções ÍNDICE 1 - Legislação Atual... 04 2 - Fator de Potência... 04 2.1 - Conceitos Básicos... 04 2.2 - Conseqüências e Causas de um

Leia mais

Compensação. de Factor de Potência

Compensação. de Factor de Potência Compensação de Factor de Potência oje em dia, praticamente todas as instalações eléctricas têm associadas aparelhos indutivos, nomeadamente, motores e transformadores. Este equipamentos necessitam de energia

Leia mais

CONCEITOS TEORICOS ESSESNCIAIS

CONCEITOS TEORICOS ESSESNCIAIS EXEÊNCA CCUTOS C SÉE COEÇÃO DO FATO DE OTÊNCA OBJETOS: - Aprender a ler os valores dos capacitores de poliéster e cerâmico; - erificar o comportamento do indutor em corrente alternada; - erificar o comportamento

Leia mais

3 - Sistemas em Corrente Alternada. 1 Considerações sobre Potência e Energia. Carlos Marcelo Pedroso. 18 de março de 2010

3 - Sistemas em Corrente Alternada. 1 Considerações sobre Potência e Energia. Carlos Marcelo Pedroso. 18 de março de 2010 3 - Sistemas em Corrente Alternada Carlos Marcelo Pedroso 18 de março de 2010 1 Considerações sobre Potência e Energia A potência fornecida a uma carga à qual está aplicada um tensão instantânea u e por

Leia mais

Podem-se destacar alguns equipamentos responsáveis pelo baixo fator de potência nas instalações elétricas:

Podem-se destacar alguns equipamentos responsáveis pelo baixo fator de potência nas instalações elétricas: 4. FATOR DE POTÊNCIA Um baixo fator de Potência pode vir a provocar sobrecarga em cabos e transformadores, aumento das perdas do sistema, aumento das quedas de tensão, e o aumento do desgaste em dispositivos

Leia mais

BANCO DE CAPACITORES AUTOMÁTICO HISTÓRIA GERAL. Aplicações. Caracteristicas

BANCO DE CAPACITORES AUTOMÁTICO HISTÓRIA GERAL. Aplicações. Caracteristicas HISTÓRI BNCO DE CPCITORES UTOMÁTICO Onda Positiva iniciou suas atividades em janeiro de 1999, atuando na área de montagem e manutenção preventiva em subestações de energia elétrica de baixa e média tensão,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 4) «21. As Normas Regulamentares trazem especificações para diversas áreas técnicas a NR-10trata especialmente de qual área? a) Instalaçõeselétricasprediais.

Leia mais

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas Capacitores Correção do Fator de Potência Motores Automação Energia Tintas Unidade Capacitiva Monofásica - UCW g As unidades capacitivas monofásicas WEG, tipo UCW, são produzidas com filme de polipropileno

Leia mais

9º ENTEC Encontro de Tecnologia: 23 a 28 de novembro de 2015

9º ENTEC Encontro de Tecnologia: 23 a 28 de novembro de 2015 ANÁLISE DE DISTORÇÕES HARMÔNICAS Michelle Borges de Oliveira¹; Márcio Aparecido Arruda² ¹Universidade de Uberaba, Uberaba Minas Gerais ²Universidade de Uberaba, Uberaba Minas Gerais oliveiraborges.michelle@gmail.com;

Leia mais

1 INTRODUÇÃO... 04 2 POTÊNCIA ATIVA E REATIVA - CONCEITOS BÁSICOS... 04 3 BAIXO FATOR DE POTÊNCIA PRINCIPAIS CAUSAS... 06

1 INTRODUÇÃO... 04 2 POTÊNCIA ATIVA E REATIVA - CONCEITOS BÁSICOS... 04 3 BAIXO FATOR DE POTÊNCIA PRINCIPAIS CAUSAS... 06 1 1 INTRODUÇÃO... 04 2 POTÊNCIA ATIVA E REATIVA - CONCEITOS BÁSICOS... 04 3 BAIXO FATOR DE POTÊNCIA PRINCIPAIS CAUSAS... 06 4 EXCEDENTE REATIVO - EFEITOS NAS REDES E INSTALAÇÕES... 07 4.1 - PERDAS NA REDE...

Leia mais

www.bluemedia.com.br MEDIDORES

www.bluemedia.com.br MEDIDORES www.bluemedia.com.br MEDIDORES Detector de Falhas e Analisador Preditivo - PA A linha PA de Detectores de Falhas e Analisadores Preditivos KRON traz uma nova abordagem para o conceito de monitoramento

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Inst. Renz Elétricos www.renz br.com ÍNDICE 1.0 INTRODUÇÃO 3 1.1 Aplicação 2.0 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 2.1 Mecânicas 2.2 Elétricas 2.3 Grandezas Elétricas medidas e/ou

Leia mais

GABARITO - DEF30. Questão 1

GABARITO - DEF30. Questão 1 GABARITO - DEF30 Questão 1 a) Ensaio em aberto: Um dos lados do transformador é deixado em aberto, normalmente o lado de alta tensão. Instrumentos de medição são conectados para medir a corrente I 1, V

Leia mais

KPF08 e KPF-12. Controladores de Fator de Potência. [1] Introdução. [4] Grandezas medidas. [2] Princípio de funcionamento.

KPF08 e KPF-12. Controladores de Fator de Potência. [1] Introdução. [4] Grandezas medidas. [2] Princípio de funcionamento. [1] Introdução Controladores de fator de potência são instrumentos utilizados para medição e compensação de potência reativa em instalações elétricas. O fator de potência, definido pela razão entre potência

Leia mais

Sitec Power Soluções em Energia ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA

Sitec Power Soluções em Energia ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA O QUE É ENERGIA ATIVA E REATIVA? Sim, mas apesar de necessária, a utilização de Energia Reativa deve ser a menor possível. O excesso de Energia Reativa exige condutores

Leia mais

Lista de Exercícios Circuitos Trifásicos Equilibrados. Prof. Marcelo. Engenharia Elétrica IFG/Jataí

Lista de Exercícios Circuitos Trifásicos Equilibrados. Prof. Marcelo. Engenharia Elétrica IFG/Jataí Lista de Exercícios Circuitos Trifásicos Equilibrados Prof. Marcelo Engenharia Elétrica IFG/Jataí 8) Encontrar os parâmetros elétricos assinalados no circuito abaixo, e ilustrá-los através de um diagrama

Leia mais

Nossa Empresa. Tecnologia de Capacitores de Baixa Tensão

Nossa Empresa. Tecnologia de Capacitores de Baixa Tensão Nossa Empresa Shreem é líder no setor de energia desde 1976 sendo pioneira em produtos relacionados à compensação de energia reativa. Shreem conta com uma infra-estrutura de alta qualidade e a mais moderna

Leia mais

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores HV Denki Engenharia Apresentação A HV Denki é um empresa de engenharia com foco na Eficiência e na Qualidade de Energia, tem como objetivo oferecer aos seus clientes a melhor opção de solução, assim como

Leia mais

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas menores que 0,4 W/kvar Dispositivo interruptor de segurança

Leia mais

Manual de Instruções. Deve operar em ambientes isentos de gases corrosivos, poeiras inflamáveis ou materiais explosivos.

Manual de Instruções. Deve operar em ambientes isentos de gases corrosivos, poeiras inflamáveis ou materiais explosivos. Modelo: RPCF 3/ 12 Introdução O é apropriado para um eficiente controle da energia reativa das instalações elétricas. Ele é dotado de um microcontrolador com um poderoso algoritmo de otimização do fator

Leia mais

Os problemas derivados por falta de qualidade eléctrica e mais concretamente pelos harmónicos, são sobejamente conhecidos por técnicos e

Os problemas derivados por falta de qualidade eléctrica e mais concretamente pelos harmónicos, são sobejamente conhecidos por técnicos e Tecnologia para eficiência energética www.circutor.pt Artigo técnico Harmónicos de ranhura em sistemas de geração eléctrica José Manuel Fregoso Flores Engenheiro Eléctrico de 1 Controles,Motores y Tableros

Leia mais

Medidores de energia e multimedidores digitais

Medidores de energia e multimedidores digitais Medidores de energia e multimedidores digitais Medição de Energia Elétrica Eficiência Energética Rateio de Energia Elétrica, Água e Gás Medição Horosazonal (Ponta e Fora de Ponta) Sistemas de Comunicação

Leia mais

CAPACITORES IMPREGNADOS X CAPACITORES IMERSOS (PPM) EM BT

CAPACITORES IMPREGNADOS X CAPACITORES IMERSOS (PPM) EM BT CAPACITORES IMPREGNADOS X CAPACITORES IMERSOS (PPM) EM BT 1 - Objetivos: Este trabalho tem por objetivo apresentar as principais características técnicas dos capacitores convencionais do tipo imerso em

Leia mais

CATÁLAGO TÉCNICO SOLUÇÕES EM ECONOMIA DE ÁGUA E ENERGIA.

CATÁLAGO TÉCNICO SOLUÇÕES EM ECONOMIA DE ÁGUA E ENERGIA. CATÁLAGO TÉCNICO MODELO TRIFÁSICO MODELO BIFÁSICO FILTRO REDU-LUZ O que é SISTEMA REDU-LUZ Trata-se de filtro de linha capacitivo, montado em caixa ABS, encapsulado em resina inífoga (não propagadora de

Leia mais

100% electricity. Correção automática do fator de potência

100% electricity. Correção automática do fator de potência 100% electricity Correção automática do fator de potência Correção Automática do Fator de Potência Controladores automáticos do fator de potência DCRK DCRJ Programação digital Configuração com 5 ou 7 estágios,

Leia mais

Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas

Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas Nobreak senoidal on-line trifásico dupla conversao ~ 10 a 100 kva PERFIL Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas de 10 a 60 kva 75 e 100 kva A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page I. Capacitores. Correção de Fator de Potência

Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page I. Capacitores. Correção de Fator de Potência Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page I Capacitores Correção de Fator de Potência s Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page 2 Índice Página Apresentação 3 Dados Técnicos e Capacitores

Leia mais

Questão 3: Três capacitores são associados em paralelo. Sabendo-se que suas capacitâncias são 50μF,100μF e 200μF, o resultado da associação é:

Questão 3: Três capacitores são associados em paralelo. Sabendo-se que suas capacitâncias são 50μF,100μF e 200μF, o resultado da associação é: Questão 1: A tensão E no circuito abaixo vale: a) 0,5 V b) 1,0 V c) 2,0 V d) 5,0 V e) 10,0 V Questão 2: A resistência equivalente entre os pontos A e B na associação abaixo é de: a) 5 Ohms b) 10 Ohms c)

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA CONHECIENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO E ELETROTÉCNICA 26. Analise o circuito a seguir. Considerando que a lâmpada L foi projetada para funcionar numa rede de 120 V, dissipando 60 W, o valor da resistência Rx,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca de equipamentos que utilizam sistemas de controle para o seu funcionamento, julgue o item abaixo. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 5 As modernas máquinas de lavar roupa, em que é possível controlar desde

Leia mais

Capacitores: Instalação e Correção do Fator de Potência

Capacitores: Instalação e Correção do Fator de Potência Capacitores: Instalação e Correção do Fator de Potência I. CONSIDERAÇÕES GERAIS 3 I.1 CONCEITOS BÁSICOS 3 I.2 CONSEQÜÊNCIAS DO EXCESSO DE ENERGIA REATIVA (KVAR) 4 II. CAPACITORES 7 III. INSTALAÇÃO DE BANCO

Leia mais

Retificadores (ENG - 20301) Lista de Exercícios de Sinais Senoidais

Retificadores (ENG - 20301) Lista de Exercícios de Sinais Senoidais Retificadores (ENG - 20301) Lista de Exercícios de Sinais Senoidais 01) Considerando a figura abaixo, determine: a) Tensão de pico; b) Tensão pico a pico; c) Período; d) Freqüência. 02) Considerando a

Leia mais

Centro de Seleção/UFGD Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração.

Centro de Seleção/UFGD Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração. Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração. (A) O movimento de energia de frio dentro de um espaço onde ele é necessário. (B) A remoção de calor

Leia mais

Soluções para qualidade de energia em sistemas de baixa tensão

Soluções para qualidade de energia em sistemas de baixa tensão Catálogo Técnico Soluções para qualidade de energia em sistemas de baixa tensão Capacitores de potência seco Controladores de fator de potência Compensadores dinâmicos Filtros ativos de harmônica 300-06/2009-2

Leia mais

RELAÇÕES DE CORRENTE ALTERNADA

RELAÇÕES DE CORRENTE ALTERNADA RELAÇÕES DE CORRENTE ALTERNADA A tensão alternada senoidal é a qual utilizamos em nossos lares, na indústria e no comércio. Dentre as vantagens, destacamos: Facilidade de geração em larga escala; Facilidade

Leia mais

TÉCNICAS DE PROJETO DE BANCOS AUTOMÁTICOS PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA

TÉCNICAS DE PROJETO DE BANCOS AUTOMÁTICOS PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA TÉCNICAS DE PROJETO DE BANCOS AUTOMÁTICOS PARA CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA BOLETIM TÉCNICO 19/07 1. POR QUE CORRIGIR O FATOR DE POTÊNCIA? A correção de fator de potência é importante, em primeiro lugar,

Leia mais

CORREÇÃO DO FATOR DE POTËNCIA

CORREÇÃO DO FATOR DE POTËNCIA MINI - CURSO CORREÇÃO DO FATOR DE POTËNCIA DIMENSIONAMENTO / INSTALAÇÃO BANCOS DE CAPACITORES Equipe de Engenharia de Aplicação Capítulo I Correção do Fator de Potência 1 Introdução 1.1 - Efeitos Fundamentais

Leia mais

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 16 SOFT START

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 16 SOFT START AULA 16 SOFT START 1- Introdução Soft-starters são utilizados basicamente para partidas de motores de indução CA (corrente alternada) tipo gaiola, em substituição aos métodos estrela-triângulo, chave compensadora

Leia mais

Na Placa de Comando estão montados os circuitos para partida direta, partida direta com reversão e partida estrelatriângulo;

Na Placa de Comando estão montados os circuitos para partida direta, partida direta com reversão e partida estrelatriângulo; 1) BANCADA PRINCIPAL MODELO POL-110 Fabricada em estrutura de alumínio, constituída por dois postos de trabalho que servirão de base para utilização de qualquer um dos kits didáticos a serem adquiridos.

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de BOMBINHAS Secretaria de Educação CEIT BOMBINHAS PROJETO

Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de BOMBINHAS Secretaria de Educação CEIT BOMBINHAS PROJETO Estado de Santa Catarina Prefeitura Municipal de BOMBINHAS Secretaria de Educação CEIT CENTRO EDUCAÇÃO INTEGRAL TECNOLÓGICA BOMBINHAS MEMORIAL DESCRITIVO SUBESTAÇÃO DE ENERGIA PROJETO CENTRO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S UMG 96S UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida Os instrumentos de medição universal com montagem embutida da família de produto UMG 96S foram principalmente concebidos para utilização

Leia mais

Noções Básicas sobre Distorções Harmônicas Introdução

Noções Básicas sobre Distorções Harmônicas Introdução Harmônicas Noções Básicas sobre Distorções Harmônicas Introdução A qualidade da energia tem sido alvo de muito interesse e discussão e nos últimos anos. Cada vez mais, plantas industriais tem descoberto

Leia mais

Ventiladores Centrífugos RadiPac EC

Ventiladores Centrífugos RadiPac EC Ventiladores Centrífugos RadiPac EC Perfeição nas Unidades de Tratamento de Ar A escolha dos Engenheiros 8 Ventilador integrado. Um conceito coerente RadiPac é ideal para... Informações reais de performance,

Leia mais

Publicação. Produtos para aplicações navais Desempenho e confiabilidade em condições exigentes

Publicação. Produtos para aplicações navais Desempenho e confiabilidade em condições exigentes Publicação Produtos para aplicações navais Desempenho e confiabilidade em condições exigentes Os produtos, soluções e serviços da ABB para aplicações navais entregam altos níveis de desempenho e confiabilidade

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento técnico baixa tensão Seção mínima Capacidade

Leia mais

COMPENSAÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA J. Neves dos Santos

COMPENSAÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA J. Neves dos Santos COMPENSAÇÃO DO FACTOR DE POTÊNCIA J. Neves dos Santos FEUP Abril 2006 Agradecimentos O autor agradece ao Snr. José António Nogueira, do Secretariado da Secção de Energia, pela realização de parte das figuras

Leia mais

Eficiência energética nas instalações elétricas

Eficiência energética nas instalações elétricas 52 Capítulo VI Eficiência energética nas instalações elétricas Por José Starosta* Este capítulo apresentará os principais aspectos e técnicas de eficiência energética nas instalações elétricas sem considerar

Leia mais

14 TARIFAS ENERGIA ELÉTRICA

14 TARIFAS ENERGIA ELÉTRICA 14.1 Introdução. 14 TARIFAS ENERGIA ELÉTRICA A Tarifa de energia elétrica tem como meta servir de referência sobre o custo da eletricidade para os consumidores. Uma tarifa justa deve refletir reais custos

Leia mais

Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia

Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia Jornadas Técnicas Novas perspectivas Drive Technology Mundo em Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia Tópicos Instalando o motor elétrico com inversor de freqüência Princípio de funcionamento

Leia mais

Análise Técnico/Financeira para Correção de Fator de Potência em Planta Industrial com Fornos de Indução.

Análise Técnico/Financeira para Correção de Fator de Potência em Planta Industrial com Fornos de Indução. Análise Técnico/Financeira para Correção de Fator de Potência em Planta Industrial com Fornos de Indução. Jeremias Wolff e Guilherme Schallenberger Electric Consultoria e Serviços Resumo Este trabalho

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5 Manual Técnico Transformadores de Potência Versão: 5 Índice 2 8 Página 1 1 INTRODUÇÃO Este manual fornece instruções referentes ao recebimento, instalação e manutenção dos transformadores de potência a

Leia mais

TLA-Capacitores 1 NORMA PARA INSTALAÇÃO DE BANCO DE CAPACITORES EM BAIXA TENSÃO ÍNDICE PÁG.

TLA-Capacitores 1 NORMA PARA INSTALAÇÃO DE BANCO DE CAPACITORES EM BAIXA TENSÃO ÍNDICE PÁG. ÍNDICE 1. OBJETIVO...2 2. RESPONSABILIDADES...2 3. CONCEITUAÇÃO...2 3.1 CAPACITOR...2 3.2 CARGAS NÃO LINEARES...2 3.3 BANCO CAPACITIVO...2 3.4 CARGA INSTALADA...2 3.5 POTÊNCIA ATIVA...2 3.6 POTÊNCIA...2

Leia mais

Efeitos da Correção do FP na BT sob o Ponto de Vista da Eficiência Energética G.. C

Efeitos da Correção do FP na BT sob o Ponto de Vista da Eficiência Energética G.. C Efeitos da orreção do FP na BT sob o Ponto de Vista da Eficiência Energética 1 1 - Eficiência Energética Eficiência : É a qualidade de fazer com excelência, sem perdas ou desperdícios de tempo, dinheiro

Leia mais

Seja um circuito que consome uma potência aparente de 12kVA quando a alimentação é 220V RMS. A corrente consumida vale: RMS

Seja um circuito que consome uma potência aparente de 12kVA quando a alimentação é 220V RMS. A corrente consumida vale: RMS Uma instalação elétrica é, na maioria dos casos, formada por cargas indutias (motores elétricos), portanto, faz-se necessária uma análise do fator de potência da instalação. A diminuição do fator de potência

Leia mais

Correção de Fator de Potência Guia para o Engenheiro de Fábrica

Correção de Fator de Potência Guia para o Engenheiro de Fábrica Correção de Fator de Potência Guia para o Engenheiro de Fábrica Engecomp Sprague Capacitores Ltda. O que é fator de potência? Características especiais das cargas indutivas A maioria das cargas dos modernos

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 00 TÉCNICA 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas Objetivas,

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Dados do cliente Proprietário: Roney Casagrande CPF: 765.425.990-53 Endereço: Estrada Pinhal da Serra, n 04452, Interior Cidade: Pinhal da Serra RS CEP: 95.390-000 Dados da

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Workshop Etapa BRASÍLIA CEB CEB 01 UPS 150 kva IGBT/IGBT BASEADO NAS INFORMAÇÕES DO DIAGRAMA UNIFILAR APRESENTADO, DEFINIR: 1 - Corrente nominal

Leia mais

Capítulo 3. Máquinas de corrente contínua. Introdução

Capítulo 3. Máquinas de corrente contínua. Introdução Capítulo 3 Máquinas de corrente contínua Introdução A máquina de corrente contínua foi, durante muito tempo, a solução mais natural para problemas em que era imprescindível variar a velocidade durante

Leia mais

LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA

LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA LIVRETO EXPLICATIVO LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA DEZEMBRO/2009 ELABORADO POR: CLÁUDIO F. DE ALBUQUERQUE ENG ELETRICISTA EDITADO POR: NELSON FUCHIKAMI LOPES ENG ELETRICISTA Índice 1 O que

Leia mais

Sistemas trifásicos. Introdução

Sistemas trifásicos. Introdução Sistemas trifásicos Introdução Em circuitos elétricos de potência, a energia elétrica é gerada, transmitida, distribuída e consumida sob a forma e trifásica, Uma das vantagens dos circuitos trifásicos

Leia mais

Teoria Princípio do Capacitor

Teoria Princípio do Capacitor Teoria Princípio do Capacitor Um capacitor consiste de dois pratos eletrodos isolados de cada lado por um dielétrico médio. As características de um capacitor são dependentes da capacitância e da tensão.

Leia mais

O Sistema Elétrico 1.1 INTRODUÇÃO 1.2 PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

O Sistema Elétrico 1.1 INTRODUÇÃO 1.2 PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA 1 O Sistema Elétrico 1.1 INTRODUÇÃO A indústria de energia elétrica tem as seguintes atividades clássicas: produção, transmissão, distribuição e comercialização, sendo que esta última engloba a medição

Leia mais

Capítulo IX. Forno a lenha ou elétrico: o impacto nas despesas em uma empresa de panificação Por Andrea Teresa Barbosa e Oswaldo Odakura*

Capítulo IX. Forno a lenha ou elétrico: o impacto nas despesas em uma empresa de panificação Por Andrea Teresa Barbosa e Oswaldo Odakura* 62 Capítulo IX Forno a lenha ou elétrico: o impacto nas despesas em uma empresa de panificação Por Andrea Teresa Barbosa e Oswaldo Odakura* O desperdício de energia das micro e pequenas empresas chega

Leia mais

PHD TR MD 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1.1 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS. 1.1.1. Sistema Hot-plug e Hot-Swap de acréscimo ou desligamento de módulos;

PHD TR MD 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1.1 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS. 1.1.1. Sistema Hot-plug e Hot-Swap de acréscimo ou desligamento de módulos; PHD TR MD 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1.1 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 1.1.1. Sistema Hot-plug e Hot-Swap de acréscimo ou desligamento de módulos; 1.1.2. Módulos de potência em formato rack 19, altura 3U; 1.1.3.

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 48

COMUNICADO TÉCNICO Nº 48 Página 1 de 19 COMUNICADO TÉCNICO Nº 48 ATENDIMENTO DE NOVOS CONSUMIDORES LOCALIZADOS EM ÁREAS DE SISTEMAS SUBTERRÂNEOS DE DISTRIBUIÇÃO Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Engenharia da Distribuição

Leia mais

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA. Disciplina: Máquinas e Automação Elétrica. Prof.

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA. Disciplina: Máquinas e Automação Elétrica. Prof. DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA Disciplina: Máquinas e Automação Elétrica Prof.: Hélio Henrique INTRODUÇÃO IFRN - Campus Mossoró 2 MOTORES TRIFÁSICOS CA Os motores

Leia mais

SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas. Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com.

SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas. Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com. SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com.br O que é um nobreak? A principal função do nobreak é fornecer

Leia mais

Introdução TIA/EIA-422 TIA/EIA-485. Conceitos Básicos de RS-485 e RS-422

Introdução TIA/EIA-422 TIA/EIA-485. Conceitos Básicos de RS-485 e RS-422 Introdução As normas RS-485 e RS-422 definem esquemas de transmissão de dados balanceados que oferecem soluções robustas para transmitir dados em longas distâncias em ambientes ruidosos. Estas normas não

Leia mais

Manual para Correção do Fator de Potência. Motores Energia Automação Tintas

Manual para Correção do Fator de Potência. Motores Energia Automação Tintas Manual para Correção do Fator de Potência Motores Eneria Automação Tintas www.we.net Índice 1 - Leislação Atual... 1.1.2.1 - Fator de potência horário... 1.1.2.2 - Fator de potência mensal... 2 - Fator

Leia mais

Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência www.alfatronic.com.br

Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência www.alfatronic.com.br Alfatronic Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência www.alfatronic.com.br Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência 1 Introdução O Controlador de Fator de Potência

Leia mais

Excelência no uso da Energia Elétrica Abordagem de Problemas e Soluções. G.T. Capacitores

Excelência no uso da Energia Elétrica Abordagem de Problemas e Soluções. G.T. Capacitores Excelência no uso da Energia Elétrica Abordagem de Problemas e Soluções 1 Excelência no uso da Energia Elétrica 1- Conceito 2- Legislação atual em Baixa Tensão 3- Visão de Futuro/ Tendência Mundial 4-

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 4 Previsão de cargas e divisão das instalações elétricas.

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 4 Previsão de cargas e divisão das instalações elétricas. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 4 Previsão de cargas e divisão das instalações elétricas. Prof.

Leia mais

1 - Eficiência em Energia Elétrica: 1.1 - Medidas para Eficiêntização Elétrica

1 - Eficiência em Energia Elétrica: 1.1 - Medidas para Eficiêntização Elétrica 1 1 - Eficiência em Energia Elétrica: 1.1 - Medidas para Eficiêntização Elétrica Implantação de Controladores de Velocidade em Motores Elétricos (Bombas, Ventiladores, Exaustores,...); Motores Elétricos

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE GUARULHOS-SP

IMPORTÂNCIA DA CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE GUARULHOS-SP IMPORTÂNCIA DA CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE GUARULHOS-SP Celma Paula Leite - Tecnóloga em Eletrotécnica - Graduada pela Universidade Mackenzie modalidade: Tecnologia

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos Instalação de Banco de Capacitores em Baixa Tensão Processo Realizar Novas Ligações Atividade Executar Ligações BT Código Edição Data SM04.14-01.008 2ª Folha 1 DE 9 26/10/2009 HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

Efeitos do Horário de Verão x Efeitos da Correção do Fator de Potência (BT)

Efeitos do Horário de Verão x Efeitos da Correção do Fator de Potência (BT) Efeitos do x Efeitos da Correção do Fator de Potência (BT) Ponto de Vista da Eficiência Energética 1 Fell, José Alexandre Eng.º de Marketing de Produto EPCOS do Brasil Ltda jose.fell@epcos.com GT de Capacitores

Leia mais

Imprimir. Influência das Harmônicas na Alimentação de Dispositivos Eletrônicos: Efeitos, e como eliminá-los

Imprimir. Influência das Harmônicas na Alimentação de Dispositivos Eletrônicos: Efeitos, e como eliminá-los 1/ 9 Imprimir PROJETOS / Energia 20/08/2012 10:20:00 Influência das Harmônicas na Alimentação de Dispositivos Eletrônicos: Efeitos, e como eliminá-los Na primeira parte deste artigo vimos que a energia

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores Linha CWMC

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores Linha CWMC Motores utomação Energia Transmissão & Distribuição Tintas utomação Contatores para Manobra de Capacitores Linha CWMC Manobras de Capacitores para Correção do Fator de Potência linha de contatores especiais

Leia mais

Motores I Automação I Energia I Transmissão & Distribuição I Tintas. Soluções para Agronegócio

Motores I Automação I Energia I Transmissão & Distribuição I Tintas. Soluções para Agronegócio Motores I Automação I Energia I Transmissão & Distribuição I Tintas Soluções para Agronegócio Visão Geral Eficiência e produtividade em todas as safras? Conte com a WEG. Para nós, produtividade e eficiência

Leia mais

Novo Medidor Eletrônico

Novo Medidor Eletrônico Novo Medidor Eletrônico Neste material, você encontra todas as informações sobre o novo equipamento que vai medir o consumo de energia elétrica da sua instalação. bandeirante Instalação do medidor eletrônico

Leia mais

Gerenciamento de Energia Reativa

Gerenciamento de Energia Reativa Correção do Fator de Potência Gerenciamento de Energia Reativa Capacitores Catálogo 2015 Easy Can Condições de operação LL 10 %)*. Temperatura padrão de operação de até 55 C.. N. Tecnologia Construído

Leia mais

LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA GERAL I EXPERIÊNCIA: ENERGIA, POTÊNCIA E FATOR DE POTÊNCIA (EP)

LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA GERAL I EXPERIÊNCIA: ENERGIA, POTÊNCIA E FATOR DE POTÊNCIA (EP) LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA GERAL I EXPERIÊNCIA: ENERGIA, POTÊNCIA E FATOR DE POTÊNCIA (EP) NOTA RELATÓRIO -.... Grupo:............ Professor:...Data:... Objetivo:............ 1 - Considerações gerais

Leia mais