RELATÓRIO DA SITUAÇÃO DA DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ESTADO DO PARANÁ 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DA SITUAÇÃO DA DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ESTADO DO PARANÁ 2012"

Transcrição

1 RELATÓRIO DA SITUAÇÃO DA DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ESTADO DO PARANÁ 2012 DIRETORIA DE CONTROLE DOS RECURSOS AMBIENTAIS DEPARTAMENTO DE LICENCIAMENTO DE ATIVIDADES POLUIDORAS FEVEREIRO/2013 DADOS COLETADOS AO LONGO DE 2012

2 EQUIPE TÉCNICA Luiz Tarcísio Mossato Pinto Diretor Presidente do IAP Paulo Eduardo Oliveira de Barros Eng. Agrônomo Diretor DIRAM Ivonete Coelo da Silva Caves Eng.Química Cefe do DLP Flávia Veronesi Deboni Eng. Ambiental DLP Coordenação Altamir Hacke Graduando Eng. Ambiental DLP Augusto Zani Araujo Estagiário - DLP Jéssica Kogin Primon Estagiária - DLP Lucas Reis Santos Estagiário - DLP Bruno César Moura Estagiário - DLP Geoprocessamento Emanuele Jankowski Sabóia Cyntia Mara Costa Apoio Técnico Escritórios Regionais Kamila Paceco de Assis DDI ELABORAÇÃO DO PROJETO 2

3 ÍNDICE 1.0. INTRODUÇÃO METODOLOGIA RESULTADOS RESULTADOS POR REGIONAIS ERCBA ERCMO ERCAS ERCOP ERFOZ ERBEL ERGUA ERIRA ERIVA ERJAC ERLON ERMAG ERLIT ERPVI ERPAB ERPIT ERPGO ERTOL ERUMU ERUVI ERCIA RESULTADOS ESTADO DO PARANÁ CONCLUSÃO...47 ANEXOS MAPA DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ESTADO DO PARANÁ...50 MAPA CONSÓRCIOS/DESTINAÇÕES CONJUNTAS DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

4 1.0. INTRODUÇÃO O presente Relatório apresenta os resultados obtidos no Diagnóstico da Situação da Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Paraná, realizado ao longo do ano de 2012 pelo DLP - Departamento de Atividades Poluidoras. Buscou-se avaliar a situação existente em cada uma das 21 regionais do IAP e no Estado como um todo no que diz respeito à destinação final dada aos RSU, com base nos municípios e população atendida. Os resultados alcançados são apresentados no decorrer deste Relatório na forma de texto, gráficos e mapas. O Estado do Paraná é composto por 399 municípios e possui um total de abitantes (IBGE - Instituto Brasileiro de Geociência e Estatística, 2010). Conforme dados apresentados pela ABRELPE - Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (2012), estima-se que diariamente é gerado 0,887 kg de RSU por abitante na região sul do país. Assim sendo a geração diária estimada no Paraná é de ,56 kg de RSU METODOLOGIA A realização do Diagnóstico da Situação da Disposição Final de RSU baseou-se no licenciamento ambiental estadual. O critério adotado foi a existência ou não de Licença Ambiental de Operação do IAP. As áreas com L.O. vigente ou com requerimento de Renovação de L.O. devidamente protocolado no IAP, pendente de análise técnica, foram definidas como áreas de aterro sanitário. Áreas sem licenciamento ambiental estadual vigente foram consideradas como inadequadas e identificadas como lixão ou aterro controlado. O enquadramento baseou-se em informações específicas sobre a situação dessas áreas. Entende-se por aterro controlado a área na qual é implementada pelo menos uma medida mínima de controle ambiental, como isolamento, acesso restrito, cobertura dos resíduos com terra, controle de entrada de resíduos, dentre outras. Também foi avaliado para enquadramento como aterro controlado ou lixão, a existência ou não de licenciamentos ambientais anteriores com validade vencida. Durante o 4

5 Diagnóstico também foram levantadas informações quanto aos municípios que atualmente encontram-se irregulares, mas que possuem protocolo no IAP para licenciamento de uma nova área para aterro sanitário. Para levantamento das informações foram utilizadas as seguintes fontes: sistema interno do IAP (SIA - Sistema de Informações Ambientais), relatórios elaborados pelos Escritórios Regionais, contato com Prefeituras Municipais e empresas especializadas. A seguir são apresentados os resultados obtidos para cada Regional do IAP e para o Estado do Paraná como um todo. Buscou-se apresentar os resultados com base nos municípios e na população atendida RESULTADOS 3.1. RESULTADOS POR REGIONAIS ERCBA Os municípios de abrangência do ERCBA Escritório Regional de Curitiba e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 01: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERCBA-Escriório Regional de Curitiba Doutor Ulysses X Adrianópolis X Cerro Azul X Tunas do Paraná X Rio Branco do Sul X Bocaiuva do Sul X Campina Grande do Sul X Campo Magro X Almirante Tamandaré X Colombo X Quatro Barras X 5

6 Curitiba X Balsa Nova X Pinais X Piraquara X São José dos Pinais X Araucária X Lapa X Contenda X Fazenda Rio Grande X Mandirituba X Tijucas do Sul X Quitandina X Campo do Tenente X Agudos do Sul X Rio Negro X Piên X Itaperuçu X Campo Largo X Tabela 01. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERCBA A partir dos dados acima é possível verificar que 89,7% dos municípios do ERCBA destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico 01. Municípios 89,7% 6,9% 3,4% Atero Controlado Gráfico 01. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Município ERCBA. Pode-se ainda afirmar que 99,1% da população do ERCBA destina os RSU em área(s) de aterro sanitário, devidamente licenciada(s), ou seja, aproximadamente 99,1% dos RSU gerados 6

7 nos municípios de abrangência do ERCBA são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 99,1% 0,2% 0,7% Aterro Controlado Gráfico 02. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERCBA ERCMO Os municípios de abrangência do ERCMO - Escritório Regional de Campo Mourão e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 02: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERCMO- Escriório Regional de Campo Mourão Engeneiro Beltrão X Quinta do Sol X Araruna X Fênix X Peabiru X Barbosa Ferraz X Moreira Sales X Campo Mourão X Janiópolis X Farol X 7

8 Corumbataí do Sul X Goioerê X Ranco Alegre D'Oeste X Boa Esperança X Luiziana X Mamborê X Iretama X Quarto Centenário X Juranda X Ubiratâ X Roncador X Campina da Lagoa X Nova Cant X Altamira do Paraná X Tabela 02. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERCMO A partir dos dados acima é possível verificar que 50% dos municípios do ERCMO destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), enquanto o restante destina em áreas irregulares, conforme Gráfico 03. Disposição Final do Resíduos Sólidos Urbanos Municípios 50,0% 29,2% 20,8% Atero Controlado Gráfico 03. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios - ERCMO. Quando analisada a destinação com base na população, verifica-se que 56,3% da população do ERCMO destina os RSU em áreas irregulares, sem licenciamento ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 8

9 População Atendida 46,3% 10,0% 43,6% Aterro Controlado Gráfico: 04. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERCMO ERCAS Os municípios de abrangência do ERCAS - Escritório Regional de Cascavel e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 03: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERCAS- Escriório Regional de Cascavel Corbelia X Anay X Cafelândia X Iguatu X Braganey X Campo Bonito X Cascavel X Guaraniaçu X Diamante do Sul X Santa Tereza do Oeste X Vera Cruz do Oeste X Céu Azul X Catanduvas X Ibema X Lindoeste X Três Barras do Paraná X Santa Lúcia X 9

10 Boa Vista da Aparecida X Capitão Leônidas Marques X Tabela 03. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERCAS A partir dos dados acima é possível verificar que 63,2% dos municípios do ERCAS destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico 05.. Municípios 63,2% 26,3% 10,5% Atero Controlado Gráfico 05. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERCAS. Pode-se também afirmar que 88,3% da população do ERCAS destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, aproximadamente 88,3% dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERCAS são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 10

11 População Atendida ,3% 3,1% 8,6% Aterro Controlado Gráfico 06. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERCAS ERCOP Os municípios de abrangência do ERCOP - Escritório Regional de Cornélio Procópio e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 04: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERCOP- Escriório Regional de Cornélio Procópio Sertaneja X Leópolis X Santa Mariana X Itambaracá X Andirá X Ranco Alegre X Cornélio Procópio X Bandeirantes X Uraí X Jataizino X Santa Amélia X Abatiá X Ribeirão do Pinal X Nova América da Colina X Assaí X Nova Fátima X São Sebastião da Amoreira X 11

12 Santo Antônio do Paraíso X Congoninas X Santa Cecília do Pavão X São Jerônimo da Serra X Nova Santa Bárbara X Sapopema X Tabela 04. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERCOP A partir dos dados acima é possível verificar que 69,6% dos municípios do ERCOP destinam seus RSU de forma irregular, em áreas de aterro controlado e lixão, em desacordo com a legislação ambiental, conforme Gráfico 07. Municípios 30,4% 43,5% 26,1% Atero Controlado Gráfico 07. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERCOP. Pode-se também afirmar que 74,8% da população do ERCOP destina os RSU em áreas inadequadas (aterro controlado e lixão), sem licenciamento ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 12

13 População Atendida ,2% 28,2% 46,6% Aterro Controlado Gráfico 08. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERCOP ERFOZ Os municípios de abrangência do ERFOZ - Escritório Regional de Foz do Iguaçu e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 05: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERFOZ- Escriório Regional de Foz do Iguaçu Missal X Ramilândia X Itaipulândia X Matelândia X Medianeira X São Miguel do Iguaçu X Foz do Iguaçu X Santa Terezina de Itaipu X Serranópolis do Iguaçu X Tabela 05. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERFOZ 13

14 A partir dos dados acima é possível verificar que 55,6% dos municípios do ERFOZ destinam seus RSU em áreas inadequadas, sem licenciamento ambiental, conforme Gráfico 09. Municípios 55,6% 44,4% 0,0% Atero Controlado Gráfico 09. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Município ERFOZ. Pode-se ainda afirmar que 76,5% da população do ERFOZ destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, aproximadamente 76,5% dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERFOZ são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 14

15 População Atendida 76,5% 23,5% 0,0% Aterro Controlado Gráfico 10. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERFOZ ERBEL Os municípios de abrangência do ERBEL - Escritório Regional de Francisco Beltrão e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 06: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERBEL- Escriório Regional de Francisco Beltrão Nova Prata do Iguaçu X Capanema X Realeza X Cruzeiro do Iguaçu X São Jorge D'Oeste X Boa Esperança do Iguaçu X Dois Vizinos X Santa Izabel do Oeste X Planalto X Salto do Lontra X Verê X Pérola D'Oeste X Enéas Marques X Nova Esperança do Sudoeste X Ampére X Bela Vista da Caroba X Prancita X 15

16 Francisco Beltrão X Santo Antônio do Sudoeste X Pinal do São Bento X Manfrinópolis X Salgado Filo X Renascença X Bom Jesus do Sul X Marmeleiro X Flor da Serra do Sul X Barracão X Tabela 06. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERBEL A partir dos dados acima é possível verificar que todos os municípios do ERBEL destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico 11. Municípios 0,0% 0,0% 100,0% Atero Controlado Gráfico 11. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERBEL. Pode-se também afirmar que toda a população do ERBEL destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, todos os RSU gerados nos municípios de abrangência do ERBEL são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 16

17 População Atendida 0,0% 0,0% 100,0% Aterro Controlado Gráfico 12. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERBEL ERGUA Os municípios de abrangência do ERGUA - Escritório Regional de Guarapuava e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 07:. Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERGUA- Escriório Regional de Guarapuava Prudenópolis X Turvo X Goioxim X Nova Laranjeiras X Marquino X Campina do Simão X Guarapuava X Laranjeiras do Sul X Cantagalo X Virmond X Espigão Alto do Iguaçu X Quedas do Iguaçu X Candói X Rio Bonito do Iguaçu X Porto Barreiro X 17

18 Pinão X Foz do Jordão X Reserva do Iguaçu X Tabela 07. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERGUA A partir dos dados acima é possível verificar que 38,9% dos municípios do ERGUA destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), enquanto que 61,1% dos municípios destinam em áreas irregulares (aterro controlado e lixão). Essas informações são apresentadas a seguir, no Gráfico 13. Municípios 38,9% 33,3% 27,8% Atero Controlado Gráfico 13. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERGUA. Quando observada a população atendida, a porcentagem que destina em área(s) de aterro sanitário é maior (58,1%). O Gráfico 14 apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 18

19 População Atendida 58,1% 22,0% 19,9% Aterro Controlado Gráfico 14. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERGUA ERIRA Os municípios de abrangência do ERIRA - Escritório Regional de Irati e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 08: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERIRA- Escriório Regional de Irati Imbituva X Guamiranga X Teixeira Soares X Fernandes Pineiro X Irati X Inácio Martins X Rebouças X Rio Azul X Mallet X Tabela 08. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERIRA A partir dos dados acima é possível verificar que a totalidade dos municípios do ERIRA destina seus RSU de forma irregular, em áreas de aterro controlado e lixão, em desacordo com a legislação ambiental, conforme Gráfico

20 Municípios 66,7% 0,0% 33,3% Atero Controlado Gráfico 15. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERIRA. Pode-se também afirmar que toda população do ERIRA destina os RSU em áreas inadequadas (aterro controlado e lixão), em desacordo com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 23,3% 0,0% 76,7% Aterro Controlado Gráfico 16. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERIRA. 20

21 3.1.9 ERIVA Os municípios de abrangência do ERIVA - Escritório Regional de Ivaiporã e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 09:. Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERIVA- Escriório Regional de Ivaiporâ Marilândia do Sul X Marumbi X Novo Itacolomi X Rio Bom X São Pedro do Ivaí X Kaloré X Mauá da Serra X Faxinal X Borrazópolis X Cruzmaltina X São João do Ivaí X Lunardelli X Lidianópolis X Godoy Moreira X Grandes Rios X Jardim Alegre X Ivaiporâ X Rosário do Ivaí X Arapuâ X Rio Branco do Ivaí X Arirana do Ivaí X Manoel Ribas X Cândido de Abreu X Tabela 09. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERIVA A partir dos dados acima é possível verificar que 69,6% dos municípios do ERIVA destinam seus RSU em áreas de lixão e aterro controlado, em desacordo com a legislação ambiental, conforme Gráfico

22 Municípios 30,4% 17,4% 52,2% Atero Controlado Gráfico 17. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERIVA. Pode-se também afirmar que 56,9% da população do ERIVA destina os RSU em áreas de lixão e aterro controlado, sem licenciamento ambiental, ou seja, aproximadamente 56,9% dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERIVA são destinados de forma irregular. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 43,1% 12,1% 44,8% Aterro Controlado Gráfico 18. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERIVA. 22

23 ERJAC Os municípios de abrangência do ERJAC - Escritório Regional de Jacarezino e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 10:. Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERJAC- Escriório Regional de Jacarezino Cambará X Jacarezino X Barra do Jacaré X Santo Antonio da Platina X Joaquim Távora X Jundiaí do Sul X Guapirama X Conseleiro Mairinck X Quatiguá X Salto do Itararé X Tomazina X Siqueira Campos X Japira X Ibaiti X Jaboti X Santana do Itararé X Wenceslau Braz X Pinalão X Figueira X São José da Boa Vista X Curuiva X Ribeirão Claro X Carlópolis X Tabela 10. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERJAC A partir dos dados acima é possível verificar que 65,2% dos municípios do ERJAC destinam seus RSU de forma irregular, em áreas de lixão e aterro controlado, em desacordo com a legislação ambiental. Apenas 34,8% dos municípios destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário, conforme Gráfico

24 Municípios 34,8% 34,8% 30,4% Atero Controlado Gráfico 19. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERJAC. Pode-se também afirmar que 67,9% da população do ERJAC destina os RSU em área(s) de lixão e aterro controlado, em desacordo com a legislação vigente, ou seja, a maior parte dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERJAC são destinados de forma irregular. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 32,1% 41,0% 26,9% Aterro Controlado Gráfico 20. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERJAC. 24

25 ERLON Os municípios de abrangência do ERLON - Escritório Regional de Londrina e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 11:. Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERLON - Escriório Regional de Londrina Porecatu X Lupionópolis X Centenário do Sul X Alvorada do Sul X Cafeara X Primeiro de Maio X Floresópolis X Jaguapitâ X Guaraci X Bela Vista do Paraíso X Miraselva X Sertanópolis X Prado Ferreira X Cambé X Ibiporâ X Rolândia X Londrina X Arapongas X Apucarana X Cambira X Jandaia do Sul X Califórnia X Bom Sucesso X Tamarana X Pitangueiras X Sabáudia X Tabela 11. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERLON A partir dos dados acima é possível verificar que 73,1% dos municípios do ERLON destinam seus RSU em áreas de lixão e aterro controlado, em desacordo com a legislação vigente, conforme Gráfico

26 Municípios 26,9% 23,1% 50,0% Atero Controlado Gráfico 21. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERLON. Porém quando se observa a destinação dos RSU com relação a população atendida, 63,2% da população do ERLON destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, a maior parte dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERLON são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 63,2% 18,6% 18,2% Aterro Controlado Gráfico 22. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERLON. 26

27 ERMAG Os municípios de abrangência do ERMAG - Escritório Regional de Maringá e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 12: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERMAG - Escriório Regional de Maringá Itaguajé X Santa Inês X Santo Inácio X Colorado X Nossa Senora das Graças X Lobato X Santa Fé X Uniflor X Nova Esperança X Munoz de Mello X Flórida X Atalaia X Astorga X Ângulo X Iguaraçu X Mandaguaçu X Presidente Castelo Branco X Floraí X Maringá X São Jorge do Ivaí X Marialva X Mandaguari X Ourizona X Sarandi X Paiçandu X Doutor Camargo X Ivatuba X Floresta X Itambé X Tabela12. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERMAG A partir dos dados acima é possível verificar que 86,2% dos municípios do ERMAG destinam seus RSU em áreas de lixão e aterro controlado, apenas 13,8% dos municípios destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário, conforme Gráfico

28 Disposição Final dos Resídos Sólidos Urbanos Municípios 13,8% 34,5% 51,7% Atero Controlado Gráfico 23. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERMAG. Porém quando analisado o destino dos RSU com base na população atendida, a porcentagem que corresponde a aterro sanitário é maior (53,8%), conforme pode ser visto no Gráfico 24. Portanto pode-se afirmar que aproximadamente 54% dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERMAG são destinados em áreas devidamente licenciadas. População Atendida 53,8% 9,2% 37,0% Aterro Controlado Gráfico 24. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERMAG. 28

29 ERLIT Os municípios de abrangência do ERLIT - Escritório Regional do Litoral e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 13: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERLIT- Escritorio Regional do Litoral Guaraqueçaba X Antonina X Morretes X Paranaguá X Pontal do Paraná X Guaratuba X Matinos X Tabela 13. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERLIT A partir dos dados acima é possível verificar que 42,9% dos municípios do ERLIT destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), e 57,1% destinam em áreas irregulares (aterro controlado e lixão), conforme Gráfico 25. Municípios 42,9% 42,9% 14,3% Atero Controlado Gráfico 25. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERLIT. Porém quando avaliada à destinação dada aos RSU com base na população existente no ERLIT, é possível verificar que 77,8% da população encamina seus RSU a áreas de lixão e 29

30 aterro controlado, em desacordo com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 22,2% 24,9% 52,9% Aterro Controlado Gráfico 26. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERLIT ERPVI Os municípios de abrangência do ERPVI - Escritório Regional de Paranavaí e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 14: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERPVI - Escriório Regional de Paranavaí Jardim Olinda X Diamante do Norte X Paranapoema X Terra Rica X Nova Londrina X Paranavaí X Santo Antônio do Caiuá X Inajá X São Pedro do Paraná X Marilena X Itauna do Sul X 30

31 Paranacity X São João do Caiuá X Porto Rico X Guairaçá X Querência do Norte X Loanda X Cruzeiro do Sul X Alto Paraná X Santa Cruz de Monte Castelo X Planaltina do Paraná X Santa Isabel do Ivaí X Amaporâ X Santa Mônica X Nova Aliança do Ivaí X Mirador X Tamboara X Paraíso do Norte X São Carlos do Ivaí X Tabela 14. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERPVI A partir dos dados acima é possível verificar que 69% dos municípios do ERPVI destinam seus RSU em áreas inadequadas, de lixão e aterro controlado, conforme Gráfico 27. Municípios 31,0% 27,6% 41,4% Atero Controlado Gráfico 27. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERPVI. Pode-se ainda afirmar que 60,7% da população do ERPVI destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, aproximadamente 60% dos RSU gerados 31

32 nos municípios de abrangência do ERPVI são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 60,7% 22,5% 16,8% Aterro Controlado Gráfico 28. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERPVI ERPAB Os municípios de abrangência do ERPAB - Escritório Regional de Pato Branco e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 15: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERPAB - Escriório Regional de Pato Branco São João X Sulina X Saudade do Iguaçu X Copinzino X Mangueirina X Itapejara D'Oeste X Coronel Vivida X Coronel Domingos Soares X Pato Branco X Bom Sucesso do Sul X Honório Serpa X 32

33 Vitorino X Clevelândia X Mariópolis X Palmas X Tabela 15. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERPAB A partir dos dados acima é possível verificar que 66,7% dos municípios do ERPAB destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico 29. Municípios 66,7% 13,3% 20,0% Atero Controlado Gráfico 29. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERPAB. Pode-se ainda afirmar que 60,1% da população do ERPAB destina os RSU em área(s) de aterro sanitário. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 33

34 População Atendida 60,1% 8,5% 31,4% Aterro Controlado Gráfico 30. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERPAB ERPIT Os municípios de abrangência do ERPIT - Escritório Regional de Pitanga e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 16: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERPIT - Escriório Regional de Pitanga Nova Tebas X Pitanga X Mato Rico X Boa Ventura de São Roque X Palmital X Laranjal X Santa Maria do Oeste X Tabela 16. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERPIT A partir dos dados acima é possível verificar que 85,7% dos municípios do ERPIT destinam seus RSU em áreas irregulares, de lixão e aterro controlado, conforme Gráfico

35 Municípios 14,3% 42,9% 42,9% Atero Controlado Gráfico 31. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERPIT. Quando avaliada à destinação dada aos RSU com base na população existente no ERPIT, é possível verificar que 82,1% da população encamina seus RSU a áreas de aterro controlado e lixão. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 17,9% 30,6% 51,5% Aterro Controlado Gráfico 32. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERPIT. 35

36 ERPGO Os municípios de abrangência do ERPGO - Escritório Regional de Ponta Grossa e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 17: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERPGO- Escriório Regional de Ponta Grossa Ortigueira X Arapoti X Sengés X Telêmaco Borba X Jaguariaíva X Imbau X Reserva X Tibagi X Castro X Carambeí X Ipiranga X Ivaí X Ponta Grossa X Porto Amazonas X São João do Triunfo X Palmeira X Piraí do Sul X Ventania X Tabela 17. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERPGO A partir dos dados acima é possível verificar que 55,6% dos municípios do ERPGO destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico

37 Municípios 55,6% 33,3% 11,1% Atero Controlado Gráfico 33. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERPGO. Pode-se ainda afirmar que aproximadamente 65,7% da população do ERPGO destina os RSU em desacordo com a legislação ambiental (lixão e aterro controlado). O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 34,3% 5,9% 59,8% Aterro Controlado Gráfico 34. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERPGO. 37

38 ERTOL Os municípios de abrangência do ERTOL - Escritório Regional de Toledo e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 18: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERTOL- Escriório Regional de Toledo Assis Cateaubriand X Diamante D'Oeste X Entre Rios do Oeste X Formosa do Oeste X Guaíra X Iracema do Oeste X Jesuítas X Marecal Cândido Rondon X Maripá X Mercedes X Nova Aurora X Nova Santa Rosa X Ouro Verde do Oeste X Palotina X Pato Bragado X Quatro Pontes X Santa Helena X São José das Palmeiras X São Pedro do Iguaçu X Terra Roxa X Toledo X Tupâssi X Tabela 18. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERTOL A partir dos dados acima é possível verificar que 59,1% dos municípios do ERTOL destinam seus RSU em áreas irregulares, sem o devido licenciamento ambiental, conforme Gráfico

39 Municípios 40,9% 45,5% 13,6% Atero Controlado Gráfico 35. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERTOL. Porém quando avaliada à destinação dada aos RSU com base na população existente, é possível verificar que 65,9% da população do ERTOL destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, aproximadamente 65,9% dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERTOL são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 65,9% 7,2% 26,9% Aterro Controlado Gráfico 36. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERTOL. 39

40 ERUMU Os municípios de abrangência do ERUMU - Escritório Regional de Umuarama e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 19: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERUMU- Escriório Regional de Umuarama Alto Paraíso X Alto Piquiri X Altônia X Brasilândia do Sul X Cafezal do Sul X Cruzeiro do Oeste X Douradina X Esperança Nova X Francisco Alves X Icaraíma X Iporâ X Ivaté X Maria Helena X Mariluz X Nova Olímpia X Perobal X Pérola X São Jorge do Patrocínio X Tapira X Umuarama X Xambrê X Tabela 19. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERUMU A partir dos dados acima é possível verificar que 57,1% dos municípios do ERUMU destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico

41 Municípios 57,1% 33,3% 9,5% Atero Controlado Gráfico 37. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERUMU. Pode-se ainda afirmar que 79% da população do ERUMU destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), ou seja, aproximadamente 79% dos RSU gerados nos municípios de abrangência do ERUMU são destinados em conformidade com a legislação ambiental. O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 79,0% 17,5% 3,5% Aterro Controlado Gráfico 38. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERUMU. 41

42 ERUVI Os municípios de abrangência do ERUVI - Escritório Regional de União da Vitória e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 20: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERUVI- Escriório Regional de União da Viória Cruz Macado X São Mateus do Sul X Antonio Olinto X Bituruna X União da Viória X Paulo Frontin X Paula Freitas X Porto Vitória X General Carneiro X Tabela 20. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERUVI A partir dos dados acima é possível verificar que 56% dos municípios do ERUVI destinam seus RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s), conforme Gráfico 39. Disposição dos Resíduos Sólidos Urbanos Municípios 56% 0% 44% Atero Controlado Gráfico 39. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERUVI. 42

43 Pode-se ainda afirmar que 81,8% da população do ERUVI destina os RSU em área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s). O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. População Atendida 81,8% 0,0% 18,2% Aterro Controlado Gráfico 40. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERUVI ERCIA Os municípios de abrangência do ERCIA - Escritório Regional de Cianorte e a forma de disposição final dos RSU são apresentados a seguir na Tabela 21: Resíduos Sólidos Urbanos - RSU Disposição dos Resíduos Município População Aterro Aterro Controlado Sanitário ERCIA-Escritorio Regional de Cianorte Cidade Gaúca X Guaporema X Rondon X São Manoel do Paraná X Japurá X Indianópolis X São Tomé X Tapejara X Cianorte X 43

44 Jussara X Terra Boa X Tuneiras do Oeste X Tabela 21. Dados do Diagnóstico de RSU referentes ao ERCIA A partir dos dados acima é possível verificar que 58,3% dos municípios do ERCIA destinam seus RSU em áreas inadequadas, sem o devido licenciamento ambiental, conforme Gráfico 41. Disposição dos Resíduos Sólidos Urbanos Municípios 41,7% 16,7% 41,7% Atero Controlado Gráfico 41. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios ERCIA. Quando avaliada à destinação dada aos RSU com base na população existente no ERCIA, é possível verificar que 67,4% da população encamina seus RSU a área(s) de aterro sanitário devidamente licenciada(s). O Gráfico a seguir apresenta os dados de destinação final com base na população atendida. 44

45 População Atendida 67,4% 8,3% 24,2% Aterro Controlado Gráfico 42. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida ERCIA RESULTADOS ESTADO DO PARANÁ O Estado do Paraná é composto por 399 municípios, destes, 185 (46,4%) dispõe os RSU em áreas de aterro sanitário devidamente licenciadas pelo IAP, 121 (30,3%) dispõe em áreas de aterro controlado e 93 (23,3%) dispõe em áreas de lixão, conforme apresentado no gráfico a seguir: Municípios 46,4% 30,3% 23,3% Aterro Saniário Aterro Controlado Gráfico 43. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos Municípios Estado do PR. 45

46 Através do Diagnóstico realizado foi possível constatar que dos 214 (53,6%) municípios que destinam seus RSU de maneira irregular (aterro controlado ou lixão), 62 possuem processo de licenciamento no IAP para implantação de aterro sanitário. Esse dado indica que 28,9% dos municípios irregulares estão buscando se readequar. Também foi possível constatar que dos 185 municípios que destinam seus RSU em áreas de aterro sanitário, 25 (13,5%) dispõe em áreas com Licença de Operação com validade expirada, mas que já possuem protocolo de Renovação de L.O. sob análise do IAP. Além dos dados referentes aos municípios, foi também avaliada a situação da destinação final dos RSU com base na população atendida. Conforme informações do IBGE (2010), a população do Paraná é de abitantes, destes, (69,7%) dispõe os RSU em áreas de aterro sanitário devidamente licenciadas, (19,9%) dispõe em áreas de aterro controlado e (10,4%) dispõe em áreas de lixão, conforme apresentado no gráfico a seguir: População Atendida no Estado do Paraná 69,7% 10,4% 19,9% Aterro Controlado Gráfico 44. Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos População Atendida Estado do PR. 46

47 4.0. CONCLUSÃO A partir do Diagnóstico da Situação da Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Paraná foi possível verificar quais são os municípios e regiões do Estado onde a destinação dos RSU tem sido realizada da maneira correta, em conformidade com a legislação vigente, e quais são os municípios e regiões onde existem irregularidades que devem ser sanadas. O Diagnóstico trata-se de ferramenta fundamental para que sejam estipuladas ações a fim de atender às atuais exigências ambientais, no que diz respeito à destinação final de RSU. Diversos municípios que estão em situação irregular ainda nem se quer protocolaram no IAP requerimento para implantação de aterro sanitário ou adequação da atual área, comprometendo o prazo estipulado na Política Nacional de Resíduos Sólidos para desativação dos lixões até agosto de As regiões do Estado que alcançaram o maior percentual de destinação em áreas de aterro sanitário são aquelas nas quais existem áreas de consórcio/destinação conjunta em operação. A própria Política Nacional de Resíduos Sólidos tem como um de seus instrumentos o incentivo à adoção de consórcios ou de outras formas de cooperação entre os entes federados, com vistas à elevação das escalas de aproveitamento e à redução dos custos envolvidos. Vale ressaltar que quando avaliada a destinação final dos RSU com base na população, observa-se que a maior parte da população do Estado do Paraná (69,7%) dispõe os RSU em áreas de aterro sanitário, devidamente licenciadas. Esse dado é de suma importância, já que indica também que aproximadamente 70% de todos os RSU gerados no Estado são destinados da maneira correta, de acordo com a legislação ambiental vigente. Esse percentual significativo deve-se muito à atuação do IAP, o qual através de medidas corretivas (vistorias, autuações, notificações, Termos de Ajustamento de Conduta, dentre outras) regularizou a situação da destinação final dos RSU em diversos municípios do Estado. Através de levantamento interno constatou-se que entre os anos de 2000 e 2012 foram autuados 71,8% dos municípios do Estado (284 municípios) por ocorrências relacionadas à disposição inadequada de resíduos sólidos urbanos. 47

48 Portanto a realização do Diagnóstico da Situação da Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Paraná permitiu um levantamento apurado e objetivo da situação atual, com base no licenciamento ambiental estadual. Os resultados alcançados servem de base para que sejam traçadas estratégias e implementadas ações no que diz respeito à gestão de RSU no Estado do Paraná. 48

49 ANEXOS 49

50 Disposição de Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Paraná Jardim Olinda Diamante Marilena do Norte Itaúna do Sul São Pedro Nova do Paraná Londrina Porto Rico Santa Santo Paranapoema Itaguajé Inês Lupionópolis Antônio Inajá Porecatu do Caiuá Santo Alvorada Inácio Terra Rica São João do Caiuá do Sul Cafeara Primeiro Paranacity Colorado Centenário do Sul de Florestópolis Maio Sertaneja Nossa Senora das Graças Guairaçá Paranavaí Miraselva Bela Vista Loanda Cambará Itambaracá Lobato Guaraci Cruzeiro do Sul do Paraíso Querência Santa Cruz Ranco Alegre Andirá Santa do Norte de Monte Prado Ferreira Jaguapitã Sertanópolis Amaporã Castelo Uniflor Mariana Leópolis Santa Fé Nova Barra do Jacaré Planaltina Jacarezino Alto Cambé Santa Aliança Atalaia Flórida Munoz de Mello do Paraná Paraná Bandeirantes Isabel Santa do Ivaí Ângulo Mirador do Ivaí Mônica Pitangueiras Ibiporã Iguaraçu Cornélio Tamboara Nova Esperança Uraí Ribeirão Claro Presidente Paraíso Astorga Jataizino Procópio Santa Amélia Rolândia Santo Antonio Castelo Branco do Norte Ivaté Nova América Abatiá Tapira da Platina Guaporema São Carlos Floraí Mandaguaçu Assaí Cidade Sabáudia da Colina Douradina Joaquim Icaraíma do Ivaí Maringá Nova Ribeirão Gaúca Arapongas São Sebastião Fátima Ourizona Japurá Távora do Mandaguari Indianópolis Nova Olímpia da Amoreira São Jorge Jundiaí Sarandi Pinal Londrina Rondon do Ivaí do Sul Carlópolis Paiçandu Guapirama Santa CecíliaSanto Antônio São Tomé Alto Paraíso do Pavão do Doutor Camargo Paraíso Apucarana Marialva Nova Santa Bárbara Conseleiro QuatiguáSiqueira Congoninas Ivatuba Floresta Campos Salto Jandaia do Sul Cambira Mairinck Maria Jussara do Itararé Esperança Umuarama Tapejara Califórnia Bom Sucesso Helena Ibaiti Jaboti Itambé Terra Boa Nova Marumbi Novo São Jorge Cianorte Santana do Xambrê São Jerônimo Itacolomi Marilândia do Sul Engeneiro Beltrão do Tomazina Cruzeiro do Oeste Japira Itararé da Serra Patrocínio Rio Bom Tamarana Quinta do Sol Wenceslau Braz Kaloré Pérola Sapopema Figueira Tuneiras do Oeste Mauá da Serra Pinalão Fênix São Pedro do Ivaí Borrazópolis Perobal São José da Altônia Cafezal do Sul São João do Ivaí Boa Vista Peabiru Faxinal Araruna Cruzmaltina Barbosa Curiúva Moreira Sales Ferraz Iporã Mariluz Lunardelli Lidianópolis Arapoti Campo Mourão Alto Piquiri Francisco Alves Ortigueira Corumbataí Janiópolis Farol Ventania Jardim Alegre do Sul Goioerê Brasilândia do Sul Grandes Rios Godoy Moreira Guaíra Ranco Alegre Boa Formosa Sengés Esperança Ivaiporã D'Oeste Terra Roxa do Quarto Palotina Telêmaco Borba Rosário do Ivaí Oeste Centenário Jaguariaíva Luiziana Iretama Rio Branco do Ivaí Mamborê Arapuã Jesuítas Assis Arirana do Ivaí Nova Juranda Imbaú do Oeste Mercedes Santa RosaMaripá Cateaubriand Iracema Piraí do Sul Nova Ubiratã Manoel Ribas Reserva Nova Marecal Tebas Roncador Quatro Aurora Cândido Campina da Lagoa Pato Rondon Pontes Pitanga Toledo Tibagi Cândido de Abreu Bragado Nova Cantú Doutor Ulysses Tupãssi Anay Iguatu Mato Rico Cafelândia Entre Rios Corbélia do Oeste Adrianópolis Ouro Verde Altamira do Paraná Braganey Santa Maria Castro do Oeste do Oeste Boa Ventura d São José das Palmeiras Cerro Azul Palmital Carambeí e São Roque Laranjal Diamante São Pedro Campo Bonito do Sul Diamante Tunas do Paraná do Iguaçu Ipiranga Santa Helena D'Oeste Ivaí Vera Cascavel Turvo Cruz Missal Bocaiúva do Sul Santa Tereza Marquino Itaperuçu Rio Branco Ramilândia do Oeste Guaraniaçu Prudentópolis Campina do Simão do Oeste Ponta Grossa do Sul Ibema Itaipulândia Guamiranga Goioxim Nova Guaraqueçaba Laranjeiras Campo Imbituva Cantagalo Campina Catanduvas Céu Azul Colombo Magro Almirante Lindoeste Grande do Sul Medianeira Espigão São Miguel Tamandaré Campo Largo Teixeira Soares Alto do Quatro do Iguaçu Laranjeiras Matelândia Santa Boa Vista Virmond Três Antonina Iguaçu Barras Santa do Sul Lúciada Aparecida Barras Guarapuava Pinais Terezina Palmeira do Paraná Piraquara Serranópolis Capitão Leônidas Irati Curitiba de Itaipu Porto Rio Bonito Quedas do Iguaçu do Iguaçu Marques Candói Morretes AmazonasBalsa Nova Paranaguá Fernandes Pineiro do Iguaçu Nova Prata Cruzeiro Porto Barreiro São José Pontal Foz do Iguaçu do Iguaçu Araucária o Iguaçu Boa São João Inácio Martins Fazenda dos Pinais Capanema Rebouças São Jorge do Esperança do Triunfo Rio Saudade Realeza Foz do Jordão D'Oeste Paraná do Iguaçu Sulina do Iguaçu Grande Rio Azul Dois Contenda Planalto Lapa Santa Salto do Matinos Vizinos Pinão São João Copinzino Izabel Lontra Reserva do Iguaçu Guaratuba Mandirituba Pérola Bela Vista do Oeste Mallet Verê Quitandina Nova Enéas São Mateus do Sul D'Oesteda Caroba Cruz Macado Tijucas do Sul Esperança Marques Ampére Antonio Olinto Campo do Itapejara do Sudoeste Prancita Agudos Coronel Vivida Tenente Pinal do D'Oeste Mangueirina do Sul Bom Santo São Bento Paulo Frontin União da Manfri- Francisco Coronel Sucesso Antônio Rio Negro Piên Beltrão Vitória nópolis Domingos Honório Serpa do Sul Paula Freitas do Sudoeste Salgado Soares Bom Jesus Filo Bituruna Porto do Sul Vitória Renascença Flor da Serra Pato Branco Barracão do Sul Vitorino Marmeleiro Mariópolis Clevelândia ERPVI : Aterro Controlado ERCOP ERMAG ERJAC ERLON ERCIA ERUMU ERCMO ERTOL ERIVA ERPGO ERFOZ ERGUA ERCBA ERIRA ERBEL ERPAB ERCAS ERLIT ERUVI Palmas Edição: General Carneiro ERPIT Município com nova área em licenciamento Sem LO vigente, pedido de RLO em analise Dez/

51 CCK MERCEDES CGR - ESTRE CIAS - Conseleiro Mairinck / Guapirama Joaquim Távora / Jundiaí do Sul / Quatiguá CIAS - Curiúva / Figueira /Sapopema CIAS - Ibaiti / Japira / Jaboti / Pinalão Tomazina CIAS - Pontal do Paraná / Matinos CTR - Ambiental Sul Brasil Castro / Piraí do Sul KB Reciclados Limpeza e Conservação - PEMA Palmeira / Porto Amazonas Paranacity / Cruzeiro do Sul Paranavaí / Alto Paraná /Tamboara Ponta Grossa / Carambeí SANEPAR Cianorte Sabiá Ecológico Sanetran Saneamento Ambiental Telêmaco Borba / Imbaú ERPVI : Paranacity 4 ' Cruzeiro do Sul Paranavaí Ranco Alegre Alto Paraná Tamboara ERCIA ERUMU ERLON Sarandi Paiçandu São Tomé Uraí ERMAG 4 ' 4 ' ERCOP Nova América da Colina Joaquim Távora Jundiaí 4 Guapirama ' do Sul ConseleiroQuatiguá Mairinck São Sebastião Assaí da Amoreira Terra Boa Cianorte 4 ' Ibaiti Figueira 4 ' Sapopema Araruna 4 ' Jaboti Japira ERJAC Tomazina Pinalão Curiúva ERCMO Pato 4Bragado ' Nova Santa Rosa Imbaú ERTOL Quatro Pontes Campina da Lagoa Entre Rios do Oeste ERCAS Lindoeste ERFOZ Capitão Leônidas Marques ERPIT Capanema Tunas do Paraná Ponta Grossa ERIRA Candói São Jorge D'Oeste Campo Magro Palmeira 4 ' Porto Amazonas ERCBA São José dos Pinais Fazenda Rio Grande ERLIT Pontal ' 4 do Paraná Matinos Mandirituba Tijucas do Sul Agudos do Sul Mangueirina Mariópolis Barras Piraquara Curitiba 4 ' Contenda ERUVI ERPAB Pinais Araucária Quitandina Bocaiúva do Sul Colombo Campina Almirante Grande do Sul Tamandaré Quatro Foz do Jordão ERBEL Vitorino Rio Branco do Sul Itaperuçu Campo Largo ERGUA Três Barras do Paraná do Iguaçu Santa Salto 4 ' Dois Izabel do Lontra Vizinos Pérola do Oeste D'Oeste Enéas Bela Vista Ampére 4 Marques Verê ' Nova da Caroba Itapejara Esperança D'Oeste Prancita do Sudoeste Santo Pinal do São Bento Bom Antônio Manfrinópolis Sucesso do Sudoeste do Sul Bom Salgado Jesus Filo Renascença do Sul Flor da Serra do Sul Planalto Carambeí Nova Laranjeiras Catanduvas Adrianópolis 4 ' Castro 4 ' Ibema Nova Cruzeiro Prata Boado Iguaçu o Iguaçu Esperança Piraí do Sul ERPGO Nova Cantú Altamira do Paraná ' Telêmaco Borba ' Mercedes ERIVA Boa Esperança Consórcios/Destinações Conjuntas de Residuos Sólidos Urbanos 4 ' Clevelândia Edição: ' 4 Município - Área de Destinação Final Dez/

Total de homens Total de mulheres

Total de homens Total de mulheres Nome do população população 4100103 Abatiá 8.259 3.911 3.842 5.721 2.032 7.753 4100202 Adrianópolis 7.007 3.296 3.078 2.060 4.314 6.374 4100301 Agudos do Sul 7.221 4.306 3.964 2.822 5.448 8.270 4100400

Leia mais

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 CÓDIGOS DO PARANÁ Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 UF MUNICÍPIO CÓDIGO DE ÁREA PR ABATIÁ 43 PR ADRIANÓPOLIS 41 PR AGUDOS DO SUL 41 PR ALMIRANTE TAMANDARÉ 41 PR ALTAMIRA DO PARANÁ 42 PR ALTO

Leia mais

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado.

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado. www.ipardes.gov.br ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS S DO PARANÁ - 1991/2000 PARANÁ 0,711 0,678 0,778 0,678 (1) 7 0,787 0,747 0,879 0,736 (1) 6 Abatiá 0,651 0,717 0,664 0,571 235 0,710

Leia mais

Curitiba - Matrícula na Educação Básica

Curitiba - Matrícula na Educação Básica Alunos Matriculados por Município na Educação Básica do Paraná - Série Temporal 2007-2013 O presente estudo, baseado nas informações do Censo Escolar do MEC/Inep, incluindo os dados de 2013 recém divulgados,

Leia mais

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 Esta tabela identifica os Municípios com participação no Índice Ambiental relativo às informações do ano base de 1998, que compôs o cálculo do Índice de Participação

Leia mais

Frota Total de Veículos 2012-2014

Frota Total de Veículos 2012-2014 Evolução da frota de veículos existentes na cidade. Tipos de veículos: automóvel, bonde, caminhão, caminhão trator, caminhonete, camioneta, chassi plataforma, ciclomotor, micro-ônibus, motocicleta, motoneta,

Leia mais

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014 Fonte: Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS. Nota: Verde Melhor em relação à média do Estado / Vermelho Pior em relação à média do Estado. Abatiá 100,00 97,03 97,33 Adrianópolis 98,44

Leia mais

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA ANTONIO OLINTO APUCARANA ARAPONGAS ARAPOTI ARARUNA ARAUCARIA

Leia mais

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE 01 - Microrregião Geográfica Paranavaí Alto Paraná Amaporã Cruzeiro do Sul Diamante do Norte Guairaçá Inajá Itaúna do Sul Jardim Olinda

Leia mais

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE Alto Paraíso (1) Alto Paraná Alto Piquiri Altônia Amaporã Brasilândia do Sul Cafezal do Sul Cianorte Cidade Gaúcha Cruzeiro do Oeste Cruzeiro

Leia mais

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 MUNICÍPIO ABATIA 1.980 ADRIANOPOLIS 1.255 AGUDOS DO SUL 2.376 ALMIRANTE TAMANDARE 27.168 ALTAMIRA DO PARANA 783 ALTO PARAISO

Leia mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DA DIVERSIDADE COORDENAÇÃO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS, ADULTOS E IDOSOS PROGRAMA PARANÁ ALFABETIZADO ÍNDICES DE ANALFABETISMOS

Leia mais

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS Estado: PARANA Região : 1ª RS Paranaguá ANTONINA GUARAQUECABA GUARATUBA MATINHOS MORRETES PARANAGUA PONTAL DO PARANA PMS - 2014 PAS - 2014 Relatorio Gerencial Relatório Anual de Gestão Municipal - 2012/2013

Leia mais

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA REGIÕES - PARANÁ Ensacado Região Cidade Truck - 14,5t Carreta - 32t Granel 1 CURITIBA 2 2 2 ITAPERUÇU 3 3 3 2 CAMPO MAGRO 3 3 3 RIO BRANCO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED ETAPA 19 - EDUCAÇÃO DO CAMPO EDITAL N.º 90/2011 DG/SEED Cargo de Professor do Ensino Fundamental - Séries Finais do Ensino Fundamental e Médio para atuação nas/nos Escolas/Colégios do Campo da Rede Estadual

Leia mais

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS 72 TABELA A.1.1 - DISTRIBUIÇÃO DOS OCUPADOS DE 10 A 13 ANOS POR SETORES E RELAÇÃO DE SUA ATIVIDADE COM A DO PAI OU RESPONSÁVEL, SEGUNDO SETOR - 2000 ATIVIDADE IGUAL À DO

Leia mais

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS)

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS) Municípios onde acontecem as atividades do Programa de Extensão Universidade Sem Fronteiras, relacionados às respectivas Instituições proponentes dos projetos aprovados FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA,

Leia mais

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Documento elaborado pelo CAOPCAE/MPPR a partir de arquivos disponibilizados na internet pela Secretaria

Leia mais

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS S DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 A projeção da população dos municípios do Paraná disponibilizada pelo IPARDES em sua base de dados (BDEweb) 2

Leia mais

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE RESOLUÇÃO SESA Nº 177/2015 (Publicada no Diário Oficial do Estado nº 9452, de 15/05/15) Autoriza o repasse do Fundo Estadual de Saúde para os Fundos Municipais de Saúde, destinado ao Incentivo Financeiro

Leia mais

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ANDRÉIA PUSTILNICK LIDIA RIBEIRO DO NASCIMENTO REPROGRAFIA SERGIO

Leia mais

1. 1. DISTRIBUIÇÃO GOGRÁFICA DOS IMÓVIS Almirante Tamandaré 6/6/2006 25493/04 2. Altônia 22/1/2014 7785/12 3. Alto Paraná 22/7/2013 837/2012 4. Alto Piquiri 30/1/2016 8515/2013 5. Andirá 11/12/2010 675/2010

Leia mais

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013.

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Senhor(a) Procurador(a) de Justiça Senhor(a) Promotor(a) de Justiça Senhor (a) Servidor (a) Tem o presente a finalidade de apresentar-lhe,

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (T.C.C.) CURITIBA 2007 APRESENTAÇÃO Este Trabalho

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO I

AVISO DE RETIFICAÇÃO I AVISO DE RETIFICAÇÃO I EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 487/2013 O SESI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna pública RETIFICAÇÃO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme segue:

Leia mais

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE, CHIKUNGUNYA e ZIKA VÍRUS NO PARANÁ 2015/2016 Informe

Leia mais

CARLOS ALBERTO RICHA CASA CIVIL EDUARDO FRANCISCO SCIARRA DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO MARCOS ELIAS TRAAD DA SILVA

CARLOS ALBERTO RICHA CASA CIVIL EDUARDO FRANCISCO SCIARRA DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO MARCOS ELIAS TRAAD DA SILVA CARLOS ALBERTO RICHA GOVERNADOR CASA CIVIL EDUARDO FRANCISCO SCIARRA SECRETÁRIO CHEFE CASA CIVIL DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO MARCOS ELIAS TRAAD DA SILVA DIRETOR GERAL ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO

Leia mais

A INSUFICIÊNCIA DE RENDA NOS DOMICÍLIOS PARANAENSES

A INSUFICIÊNCIA DE RENDA NOS DOMICÍLIOS PARANAENSES Nº 11 - MAIO 2011 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ Carlos Alberto Richa Governador SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO GERAL Cassio Taniguchi Secretário INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO TERMO DE DECISÃO O TRIBUNAL ESPECIAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA, por ocasião

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS DECLARAÇÕES DFC e GI

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS DECLARAÇÕES DFC e GI INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS DECLARAÇÕES DFC e GI A finalidade das instruções é orientar o correto preenchimento da DFC - Declaração Fisco Contábil e da GI - Guia de Informação das Operações e Prestações

Leia mais

1.2 UNIDADE TERRITORIAL

1.2 UNIDADE TERRITORIAL 1.2 UNIDADE TERRITORIAL O Estado do Paraná localiza-se na parte ocidental, à esquerda do Meridiano de Greenwich e abaixo da Linha do Equador, no hemisfério sul. É cortado pelo Trópico de Capricórnio, o

Leia mais

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Membros jurídico 1 ALMIRANTE TAMANDARE 2 3 40.377 2 2 2 2 ARAUCARIA

Leia mais

Variação Nominal 2014 (R$) 2015 (R$)

Variação Nominal 2014 (R$) 2015 (R$) EFEITURA Prefeitura Municipal de Curitiba - 6.346.677.306,99 6.742.950.033,42 6,2% 232.408.902,89 245.892.721,14 5,8% 1.099.851.341,85 1.232.689.762,66 12,1% Prefeitura Municipal de Londrina - 1.311.641.806,25

Leia mais

IMPACTO DO CENSO DE 2010 NO FPM DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ EM 2011

IMPACTO DO CENSO DE 2010 NO FPM DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ EM 2011 ESTUDO IMPACTO DO CENSO DE NO DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ EM Marcos Tadeu Napoleão de Souza Consultor Legislativo da Área IV Finanças Públicas ESTUDO AGOSTO/ Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria

Leia mais

TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF

TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF (DISTRIBUIÇÃO PERCENTUAL DA POPULAÇÃO COM RENDA DE ATÉ 3 SALÁRIOS MÍNIMOS) Mesorregião Seção Judiciária

Leia mais

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos ANEXO I PARTE INTEGRANTE DO EDITAL Nº 128/2006 DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR NRE - NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO T.V. Total de Vagas A.D. Afro-descendentes V.U. Vagas Universais P.D. Pessoas com Deficiência

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga INSITOS ANALISTA - ADMINISTRADOR / ECONOMISTA / CONTADOR ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA

Leia mais

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Telêmaco Borba* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Telêmaco Borba* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura Sub-eixo: Marcos Legais, Participação e Controle Social e Funcionamento dos Sistemas

Leia mais

PARANÁ. Tipo de Serviço. Dias de Funcionamento

PARANÁ. Tipo de Serviço. Dias de Funcionamento PR CORREIOS AC ABATIA RUA ELOI PEREIRA, 118 CENTRO ABATIA ABATIA OI Fixo, OI Móvel Segunda a Sexta 09:00-12:00 / 13:30-16:30 PR CORREIOS AC ADRIANÓPOLIS RUA FRANCA MARTINS, 09 CENTRO ADRIANÓPOLIS ADRIANOPOLIS

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE 2013 COMO FAZ TODOS OS ANOS, O TRIBUNAL IMUNIZARÁ SEUS FUNCIONÁRIOS ATIVOS CONTRA A GRIPE A E A GRIPE SAZONAL - VACINA TRIVALENTE

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU A SECRETÁRIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS, no uso das atribuições que lhe conferem o artigo 45, inciso XIV da Lei nº 8.485, de 03 de junho de 1987

Leia mais

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2008 PROTOCOLO Nº 46212.002775/2006-29

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2008 PROTOCOLO Nº 46212.002775/2006-29 CATEGORIA ECONÔMICA TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2008 PROTOCOLO Nº 46212.002775/2006-29 SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E SIMILARES, DE APARELHOS DE

Leia mais

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Jackson Pitombo Diretora Presidente

Leia mais

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura Sub-eixo: Fortalecimento e Operacionalização dos Sistemas de Financiamento Píblico

Leia mais

2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM

2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM 2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Faisal Saleh Diretor Presidente da Paraná Turismo Marcos Venício Alves Meyer Aeroporto Afondo Pena

Leia mais

Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras. Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD)

Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras. Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD) Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras (GeoSafras)) Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD) Caracterização da Evolução de Plantios no Estado do Paraná Safra de Verão

Leia mais

Em novembro de 2010 a Rádio Tarobá FM se somou ao grupo, passando a fazer parte das emissoras já consolidadas que nasceram com o jeito do Paraná.

Em novembro de 2010 a Rádio Tarobá FM se somou ao grupo, passando a fazer parte das emissoras já consolidadas que nasceram com o jeito do Paraná. Determinação e Profissionalismo Afiliada à Rede Bandeirantes de Comunicação, a TV Tarobá nasceu em Cascavel no ano de 1979 e em Londrina em 1996. Ao longo de toda a sua história somou determinação e profissionalismo

Leia mais

CIDADE SEDE. Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória.

CIDADE SEDE. Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória. PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 3: Cidadania e Direitos Culturais Sub-eixo: Valorização e Fomento das Iniciativas Culturais Locais e Articulação em Rede PROPOSTAS

Leia mais

Planilha1 MUNICÍPIO SECRETARIA DECRETO CONFERENCIA TELEFONE CONTATO E-MAIL

Planilha1 MUNICÍPIO SECRETARIA DECRETO CONFERENCIA TELEFONE CONTATO E-MAIL MUNICÍPIO SECRETARIA DECRETO CONFERENCIA TELEFONE CONTATO E-MAIL ABATIÁ educação nº 040. 22/07/11 26/08/11 AGUDOS DO SUL educação nº 54, 27/06/11 19/08/11 41 36241334 elange edubatia@yahoo.com negrelli01@hotmail.com

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 2015 Por este instrumento particular de Convenção Coletiva de Trabalho, celebrado com fundamento no Art. 611 da CLT, o SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DO PARANÁ,

Leia mais

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 4: Cultura e Desenvolvimento Sub-eixo: Fomento à Criação / Produção, Difusão / Distribuição / Comercialização e Consumo / Fruição

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h A informa que o Paraná teve 381 casos

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE TRIGO EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO Nº 483/11

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE TRIGO EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO Nº 483/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

Federação Paranaense de Ciclismo

Federação Paranaense de Ciclismo Plano de Gestão - Ciclismo no Estado do Paraná 2013 a 2016 12/2/2013 Chapa Ciclismo no Estado do Paraná Prof. Adir Romeo PLANO DE GESTÃO 2013 a 2016 1. Apresentação 2. Qual Ciclismo? 3. Disciplinas do

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL

ESTADO DO PARANÁ CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL 1 ESTADO DO PARANÁ CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL LOCAIS DE DESTINAÇÃO DE DOAÇÃO NAS PREFEITURAS DOS MUNICÍPIOS AFETADOS E NOS CORPOS DE BOMBEIROS LOCAIS E REGIONAIS Com o objetivo

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Edital 01/2009

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Edital 01/2009 Almirante Tamandaré Oficial de Promotoria 44 1 Alto Paraná Oficial de Promotoria Altônia Oficial de Promotoria 10 1 Andirá Oficial de Promotoria Antonina Oficial de Promotoria Apucarana Oficial de Promotoria

Leia mais

MAPA DE COBERTURA RPC TV

MAPA DE COBERTURA RPC TV RESUMO Exibidora N.º de municípios 366 População 10.310.798 DTVs 3.249.482 Telespectadores potenciais 10.065.479 IPC % 6,059 Cascavel 36 800.212 258.997 783.046 0,465 Curitiba 36 3.567.059 1.122.586 3.499.330

Leia mais

PROJETO NOVA INDÚSTRIA PARANÁ FIEP SESI GERAR. Participação. Curitiba, setembro de 2006.

PROJETO NOVA INDÚSTRIA PARANÁ FIEP SESI GERAR. Participação. Curitiba, setembro de 2006. PROJETO NOVA INDÚSTRIA PARANÁ FIEP SESI GERAR Participação Curitiba, setembro de 2006. 2 1. APRESENTAÇÃO O Sistema FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná e o SESI Serviço Social da Indústria,

Leia mais

PAULO AFONSO RODRIGUES

PAULO AFONSO RODRIGUES PAULO AFONSO RODRIGUES Brasileiro, casado, Advogado OAB/PR n.º 67.445, OAB/SP 341.697, Contador, com registro no Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Paraná sob n.º PR-020.713/O-0, bem como

Leia mais

Versão Nº 9. Limites e Possibilidades de Uso das Informações do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal

Versão Nº 9. Limites e Possibilidades de Uso das Informações do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal ISSN 1808-5091 PRIMEIRA Versão Nº 9 Limites e Possibilidades de Uso das Informações do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal Maria Luiza M. S. Marques Dias Curitiba Novembro 2009 GOVERNO

Leia mais

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS CAMPANHA DE OLHO NA VALIDADE CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS LOJAS CIDADES SUP. CONDOR Campo Largo Lapa SUP. TISSI 3 SUP. OVERSUPER Colombo SUPERMERCADO ZONTA MINI MERCADO CIVIS (Sup. Compre Bem) Almirante

Leia mais

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO PARANÁ CÂMARA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL O ESTATUTO DA METRÓPOLE

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO PARANÁ CÂMARA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL O ESTATUTO DA METRÓPOLE CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO PARANÁ CÂMARA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL O ESTATUTO DA METRÓPOLE Juntar forças para implantar o Estatuto da Metrópole Jeferson Dantas Navolar O ano

Leia mais

RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO

RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Manual de Orientação ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 FINALIDADE DO FUNDO...3 RECEITAS...4 PROCEDIMENTOS...6 CUSTAS PELA INTERVENÇÃO

Leia mais

SERVIÇO DE SAÚDE: MUNICÍPIO: REGIONAL DE SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA

SERVIÇO DE SAÚDE: MUNICÍPIO: REGIONAL DE SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA RELAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE QUE NOTIFICARAM DADOS DE INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA DE SAÚDE (IRAS) NO SISTEMA ONLINE DE NOTIFICAÇÃO (SONIH) COM REGULARIDADE NOS PRIMEIROS SEIS MESES DE 2012 (JANEIRO

Leia mais

LEILÃO Nº 005/2015 1 - LOCAL E HORÁRIO

LEILÃO Nº 005/2015 1 - LOCAL E HORÁRIO LEILÃO Nº 005/2015 O Departamento de Trânsito do Paraná - DETRAN/PR, pessoa jurídica de direito público, com sede à Av. Victor Ferreira do Amaral, nº 2940, Capão da Imbuía, Curitiba, com fundamento na

Leia mais

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ 2 ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ O papel da FAEP é defender ações que promovam o desenvolvimento do agronegócio, dentro

Leia mais

Rebanho bovino e bufalino por município do Paraná (dados obtidos na campanha de vacinação de novembro de 2013)

Rebanho bovino e bufalino por município do Paraná (dados obtidos na campanha de vacinação de novembro de 2013) Apucarana Apucarana Apucarana 19.962 7 19.969 California Apucarana Apucarana 8.460 5 8.465 Marilandia do Sul Apucarana Apucarana 9.428 1 9.429 Maua da Serra Apucarana Apucarana 2.479 81 2.560 Novo Itacolomi

Leia mais

Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3

Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3 Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3 Resumo Este artigo descreve trabalho de identificação de agrupamentos de municípios que constituem, de facto ou potencialmente,

Leia mais

Eficiência Energética em Entidades Assistenciais

Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Jamilton W. Lobo, Valério J. Novak e Gustavo Klinguelfus Resumo O projeto Eficiência Energética em Entidades Assistenciais foi desenvolvido dentro do Programa

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA EDITAL 015/2014 REFERENTE À RETIFICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ALUNOS PARA OS CURSOS TÉCNICOS EM AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Mortes por gripe estão ligadas a doenças crônicas

Leia mais

REGIONAL MUNICÍPIOS 18 Abatiá 2 Adrianópolis 2 Agudos do Sul 2 Almirante Tamandaré 11 Altamira do Paraná 12 Alto Paraíso 14 Alto Paraná 12 Alto

REGIONAL MUNICÍPIOS 18 Abatiá 2 Adrianópolis 2 Agudos do Sul 2 Almirante Tamandaré 11 Altamira do Paraná 12 Alto Paraíso 14 Alto Paraná 12 Alto REGIONAL MUNICÍPIOS 18 Abatiá 2 Adrianópolis 2 Agudos do Sul 2 Almirante Tamandaré 11 Altamira do Paraná 12 Alto Paraíso 14 Alto Paraná 12 Alto Piquiri 12 Altônia 17 Alvorada do Sul 14 Amaporã 8 Ampére

Leia mais

Abatiá/ PR, Adrianópolis/ PR, Agudos do Sul/ PR, Almirante Tamandaré/ PR, Altamira do Paraná/ PR, Alto Paraíso/ PR, Alto Piquiri/ PR, Altônia/ PR,

Abatiá/ PR, Adrianópolis/ PR, Agudos do Sul/ PR, Almirante Tamandaré/ PR, Altamira do Paraná/ PR, Alto Paraíso/ PR, Alto Piquiri/ PR, Altônia/ PR, Abatiá/ PR, Adrianópolis/ PR, Agudos do Sul/ PR, Almirante Tamandaré/ PR, Altamira do Paraná/ PR, Alto Paraíso/ PR, Alto Piquiri/ PR, Altônia/ PR, Alvorada do Sul/ PR, Amaporã/ PR, Ampére/ PR, Anahy/ PR,

Leia mais

REDA - Rede Estadual de Direitos Animais Pesquisa com as Prefeituras Relatório resumido

REDA - Rede Estadual de Direitos Animais Pesquisa com as Prefeituras Relatório resumido REDA - Rede Estadual de Direitos Animais Pesquisa com as Prefeituras Relatório resumido 2014 Em 1º de abril de 2014 foi sancionado o Decreto nº 10.557, que cria a Rede Estadual de Direitos Animais REDA.

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE E PESQUISA CENTRO DE INFORMAÇÃO E DIAGNÓSTICO EM SAÚDE

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE E PESQUISA CENTRO DE INFORMAÇÃO E DIAGNÓSTICO EM SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE E PESQUISA CENTRO DE INFORMAÇÃO E DIAGNÓSTICO EM SAÚDE Secretaria de Estado da Saúde do Paraná Diretoria de Vigilância em Saúde

Leia mais

MÉDIA PARA O ESTADO PARANÁ = 18,6 ha

MÉDIA PARA O ESTADO PARANÁ = 18,6 ha MÉDIA PARA O ESTADO PARANÁ = 18,6 ha MÓDULOS FISCAIS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARANÁ N MUNICÍPIO MÓDULO FISCAL (ha) 1 ABATIÁ 18 2 ADRIANÓPOLIS 30 3 AGUDOS DO SUL 20 4 ALMIRANTE TAMANDARÉ 12 5 ALTAMIRA

Leia mais

Justiça Eleitoral - TRE/PR ELO - Cadastro Eleitoral Distribuição do Eleitorado por Município/Zona 25/07/ :21 1

Justiça Eleitoral - TRE/PR ELO - Cadastro Eleitoral Distribuição do Eleitorado por Município/Zona 25/07/ :21 1 1 74012 - ABATIÁ 82 3 24 6.078 360 69 0 0 Total 3 24 6.078 360 69 0 0 74039 - ADRIANÓPOLIS 48 5 23 4.931 771 32 0 0 Total 5 23 4.931 771 32 0 0 74055 - AGUDOS DO SUL 144 12 26 6.692 1.075 53 0 0 Total

Leia mais

Estatuto da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Undime-PR

Estatuto da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Undime-PR Estatuto da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Undime-PR Capítulo I Da denominação, sede, foro e fins Art 1º - A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Paraná Undime-PR,

Leia mais

ÍNDICE DE. Anotações sobre o desempenho do Paraná INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL

ÍNDICE DE. Anotações sobre o desempenho do Paraná INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL IDH-M 2000 Anotações sobre o desempenho do Paraná INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL - IDHM

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 096/2000-CEPE/UNICENTRO

R E S O L U Ç Ã O Nº 096/2000-CEPE/UNICENTRO R E S O L U Ç Ã O Nº 096/2000-CEPE/UNICENTRO Aprova o Projeto de Qualificação para o desenvolvimento do Associativismo e Cooperativismo e ficam convalidadas as etapas já realizadas. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO PARANACIDADE. RELATÓRIO DE GESTÃO.

SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO PARANACIDADE. RELATÓRIO DE GESTÃO. SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO PARANACIDADE. RELATÓRIO DE GESTÃO. 1996. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO I - Membro Honorário: Secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano - SEDU. LUBOMIR ANTONIO FICINSKI DUNIN. II

Leia mais

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone APUCARANA Banco do Brasil 0355-7 10.653-4 Sede (43) 3422-3020 Fórum de Apucarana (43) 3422-3675

Leia mais

Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014

Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014 Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014 1. PERÍODO A campanha SuperAção Cresol 2014 será realizada no período de 01/03/2014 a 31/12/2014. 2. OBJETIVO DA CAMPANHA Esta campanha busca aumentar o volume

Leia mais

PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES DO MUNICÍPIO. Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28%

PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES DO MUNICÍPIO. Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28% PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28% Prefeitura Municipal de Londrina - PR 4,77% 4,29% 16,76% 17,69% Prefeitura Municipal de Maringá

Leia mais

PRODUTO INTERNO BRUTO PER CAPITA

PRODUTO INTERNO BRUTO PER CAPITA Abatiá 8.676 9.556 15.667 Adrianópolis 16.041 20.620 16.506 Agudos do Sul 9.006 9.147 13.580 Almirante Tamandaré 7.459 8.137 10.036 Altamira do Paraná 10.362 12.069 14.702 Alto Paraíso 14.037 18.134 17.421

Leia mais

Relação de Municípios e Respectivos Núcleos Regionais e Unidades Veterinárias da SEAB

Relação de Municípios e Respectivos Núcleos Regionais e Unidades Veterinárias da SEAB SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO E DEFESA AGROPECUÁRIA - DEFIS DIVISÃO DE DEFESA SANITÁRIA ANINAL - DDSA ÁREA DE SANIDADE AVÍCOLA - ASA Relação de Municípios

Leia mais

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava. Irati. Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória. Guaraqueçaba.

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava. Irati. Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória. Guaraqueçaba. PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 2: Produção Simbólica e Diversidade Cultural Sub-eixo: Democratização da Comunicação e Cultura Digital PROPOSTAS Intercâmbio de apresentações

Leia mais

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO ALTÔNIA AV. SETE DE SETEMBRO, Nº 717 - PREFEITURA Telefone: (44) 3659-8150 SEI PLANEJAR 13/04/2015 19h30 às 22h30 CULTURAL DE AL- VORADA DO SUL - PÇ. PREF. ALVORADA DO SUL ANTONIO DE SOUZA LEMOS Telefone:

Leia mais

Sumário. Presidência da República. Ano CXLIV N o - 35 Brasília - DF, quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007 ISSN 1677-7042 ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

Sumário. Presidência da República. Ano CXLIV N o - 35 Brasília - DF, quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007 ISSN 1677-7042 ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO ISSN 677-7042 Ano CXLIV 35 Brasília - DF, quarta-feira, 2 de fevereiro de 2007.. Sumário PÁGINA Presidência da República... Ministério da Agricultura, Pecuária e

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2014/2015 ÍNDICE

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2014/2015 ÍNDICE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2014/2015 PARTES CONVENENTES: SINPACEL - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE PAPEL, CELULOSE E PASTA DE MADEIRA PARA PAPEL, PAPELÃO E DE ARTEFATOS DE PAPEL E PAPELÃO DO ESTADO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED Anexo III do EDITAL N.º 156/2012 GS/SEED ETAPA 9 EDUCAÇÃO DO CAMPO ESPANHOL E INGLÊS LEM Professor Substituto das Séries/Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas disciplinas de Espanhol e

Leia mais

VEJA COMO USAR SEU CARTÃO DE DESCONTOS Você poderá usar o seu Cartão de Descontos quantas vezes precisar desde que o mesmo esteja dentro da validade,

VEJA COMO USAR SEU CARTÃO DE DESCONTOS Você poderá usar o seu Cartão de Descontos quantas vezes precisar desde que o mesmo esteja dentro da validade, VEJA COMO USAR SEU CARTÃO DE DESCONTOS Você poderá usar o seu Cartão de Descontos quantas vezes precisar desde que o mesmo esteja dentro da validade, cartões com datas vencidas não são aceitos e ficam

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA EDITAL 14/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ALUNOS PARA OS CURSOS TÉCNICOS EM AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE E TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS, DE

Leia mais

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 4: Cultura e Desenvolvimento Sub-eixo: Institucionalização de Territórios Criativos e Valorização do Patrimônio Cultural em Destinos

Leia mais

No 2 turno, a emissora geradora será a Rádio Banda B AM, Frequência 550 MHz.

No 2 turno, a emissora geradora será a Rádio Banda B AM, Frequência 550 MHz. Prezado (a) radiodifusor (a) Informamos que a partir do dia 19 de agosto de 2014, iniciará a veiculação da Propaganda Eleitoral Gratuita, no rádio e na televisão, conforme previsto na Lei nº 9.504/97,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 9 a REGIÃO SUBSEDE MARINGÁ

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 9 a REGIÃO SUBSEDE MARINGÁ Ofício n 174/2004 Maringá, 09 de junho de 2004. Senhor Presidente, Cumprimentando-o, comunico a abertura do Procedimento Investigatório n 122/04, tendo em vista denúncia apresentada por esta i. Federação.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - NORMAS QUE ABRANGEM ESTE REGIMENTO

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - NORMAS QUE ABRANGEM ESTE REGIMENTO REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - NORMAS QUE ABRANGEM ESTE REGIMENTO Art. 1º. O Conselho Superior, através de seus membros aprovam este Regimento que complementa o Estatuto Social da Noroeste Garantias, para

Leia mais

% Cota de gênero no Diretório. % Cota étnica no Diretório

% Cota de gênero no Diretório. % Cota étnica no Diretório UF MUNICÍPIO DE FILIAÇÃO Quórum de Apuração Número de vagas em disputa do diretório % Cota de gênero no Diretório % Cota étnica no Diretório % Cota de Juventude no Diretório Número de vagas em disputa

Leia mais

ANÁLISE DOS MOVIMENTOS PENDULARES NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA

ANÁLISE DOS MOVIMENTOS PENDULARES NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA ANÁLISE DOS MOVIMENTOS PENDULARES NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Marley Deschamps Anael Cintra** O presente artigo tem referência em estudo divulgado na série Primeira Versão do IPARDES

Leia mais