MEIOS DE HOSPEDAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM"

Transcrição

1 MEIOS DE HOSPEDAGEM

2 Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Faisal Saleh Diretor Presidente da Paraná Turismo Marcos Venício Alves Meyer Aeroporto Afondo Pena em São José dos Fonte: Infraer SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO Rua Dep. Mário de Barros, 1290 Ed. Caetano Munhoz da Rocha, 3 andar Centro Cívico CEP Curitiba Paraná Brasil Fone (41) e Fax (41) SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 2

3 LISTA DE GRÁFICOS GRÁFICO 1 EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM, 6 CADASTRADOS POR TIPO, PARANÁ GRÁFICO 2 TAXA DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, PARANÁ GRÁFICO 3 TAXA DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, CURITIBA GRÁFICO 4 TAXA DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, INTERIOR GRÁFICO 5 TAXA DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, POR MUNICÍPIOS DO 10 INTERIOR, PARANÁ LISTA DE TABELAS TABELA 1 TABELA 2 TABELA 3 OFERTA DIÁRIA DOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, UNIDADES HABITACIONAIS E LEITOS, PARANÁ OFERTA DIÁRIA DOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, UNIDADES HABITACIONAIS E LEITOS, PARANÁ OFERTA DIÁRIA DOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, UNIDADES HABITACIONAIS E LEITOS, PARANÁ TABELA 4 TIPOS DE ESTABELECIMENTOS CADASTRADOS NO PARANA, TABELA 5 TABELA 6 TABELA 7 TABELA 8 TABELA 9 TAXA MÉDIA DE OCUPAÇÃO DE UNIDADE HABITACIONAL DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ TAXA MÉDIA DE OCUPAÇÃO DE UNIDADE HABITACIONAL DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, INTERIOR TAXA MÉDIA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ PERMANÊNCIA MÉDIA MENSAL NOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ RELAÇÃO DE HÓSPEDES POR UNIDADE HABITACIONAL OCUPADA DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 3

4 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 5 PARANÁ... 6 CURITIBA... 8 INTERIOR DO ESTADO... 9 TABELAS GLOSSÁRIO REFERÊNCIAS CRÉDITOS SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 4

5 INTRODUÇÃO A empresa hoteleira, um dos elementos essenciais da infraestrutura turística constitui os suportes básicos para o desenvolvimento do turismo num país (BENI, 1998). Com isso, é possível perceber a importância que esta possui para a atividade turística. Devido a essas características, é de extrema importância a elaboração de um estudo como este, com o objetivo a coleta e sistematizar dados sobre o setor hoteleiro no Estado do Paraná, a fim de utilizá-los em futuros estudos sobre o desenvolvimento da atividade turística. Além disso, trata-se de um importante documento para que empreendedores possam realizar investimentos no mercado hoteleiro e avaliar as tendências do mercado. A análise aqui apresentada tem como base os Boletins de Ocupação Hoteleira (BOH s), que são informados mensalmente para a Secretaria de Estado de Turismo do Paraná pelos meios de hospedagens cadastrados no Ministério do Turismo, e caracteriza-se por ser uma pesquisa por amostragem. Para cada ano da pesquisa foram utilizados mais de 2000 BOH s que compuseram a amostra de equipamentos analisados. Os BOH s são formulários preenchidos diariamente pelos hotéis, e possuem dados sobre o movimento de hóspedes no empreendimento, como entrada, saída, unidades habitacionais ocupadas, permitindo o cálculo da movimentação hoteleira, da taxa de ocupação, permanência média, entre outros. É o documento básico para obtenção dos dados necessários ao cálculo dos parâmetros caracterizadores da demanda nos meios de hospedagem. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 5

6 PARANÁ Considerando os estabelecimentos de hospedagem do Paraná, elementos essenciais da infraestrutura turística, e também a base para a permanência temporária do turista, pretende-se destacar suas principais características e a corrente dinâmica no período 2009/2011. Na configuração atual predominam as empresas hoteleiras com 319 hotéis cadastrados. Ao comparar este número com o existente em 2009, observa-se queda de 31,3% neste número de hotéis. Entretanto, em cada um dos anos observados, a hotelaria correspondeu a mais de 70,0% dos meios de hospedagem ofertados. Mais adiante será apresentada a influência deste processo na dinâmica da hospedagem, com base nos Boletins de Ocupação Hoteleira (BOH s) encaminhados à Secretaria do Estado de Turismo. Ainda em relação aos tipos de estabelecimentos ofertados no Paraná, a presença de pousadas é significativa na cadeia dos serviços de hospedagem ofertados no estado. Em cada um dos anos analisados, as pousadas corresponderam a 20,0% dos estabelecimentos disponíveis para a permanência temporária dos turistas. Outras opções ofertadas são albergues, flats e resorts que somados representam 7,0% dos meios de hospedagem. GRÁFICO 1 EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM, CADASTRADOS POR TIPO, PARANÁ Outros Pousada Hotel FONTE: CADASTUR Secretaria de Estado do Turismo/SETU. Em cada um dos anos houve redução na quantidade cadastrada em cada um dos tipos de estabelecimentos, contudo a composição percentual se manteve regular. No entanto, no período compreendido entre 2009 e 2011, as taxas de ocupação de leito e de unidades habitacional nos equipamentos hoteleiros no Paraná não acompanharam esta redução. A taxa média de ocupação de leitos 1 por unidade habitacional subiu 0,8%, enquanto que, a taxa média de ocupação de leitos teve queda de 0,2%. Com relação à permanência média mensal nos estabelecimentos no mesmo período manteve-se o valor de 2,2 dias para todos os anos analisados. Quanto a relação de hóspedes por unidade habitacional, em 2009 a média era de 1,6 pessoas por 1 A taxa de ocupação de leito por unidade habitacional, refere-se a taxa de pessoas por leito durante o ano, ou seja; total de diárias registradas no ano dividido pelo número de leitos. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 6

7 Percentual 44,1 42,8 45,8 45,8 45,2 44,9 44,4 43,9 44,7 45,0 43,7 46,5 46,3 45,4 46,9 45,2 46,2 45,2 49,2 49,4 49,9 50,3 50,6 50,3 48,8 48,9 48,6 49,3 50,4 50,4 51,8 52,5 52,1 53,8 53,9 52,9 53,8 55,6 56,3 unidade habitacional e em 2011, esta passa a ser de 1,7; apontando um crescimento de 6,2%, indicando que existem menos hóspedes individuais utilizando unidades habitacionais duplas durante a permanência. Os hotéis estão distribuídos em todas as regiões do Estado e, por suas características, variam de convencionais à aqueles com especificidades ou atrativos diferentes, como hotéis de selva (alojamento de floresta), hotéis fazenda e hotéis históricos.entretanto sua concentração se dá em apenas dois polos: Curitiba e Foz do Iguaçu que juntos representam quase metade dos hotéis ofertados no Paraná, (tabela 4). Outro tipo de meio de hospedagem que se destaca são as pousadas, concentradas no litoral paranaense, onde hotéis não são tão significativos quanto em outras cidades litorâneas brasileiras. GRÁFICO 2 TAXA MENSAL DE OCUPAÇÃO 2 POR UNIDADE HABITACIONAL, PARANÁ Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU A taxa mensal de ocupação é obtida pela quantidade de dias do mês em que a unidade habitacional é ocupada, em termos percentuais. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 7

8 44,4 43,2 44,8 43,9 Percentual 48,3 47,5 50,8 52,4 51,0 53,1 51,8 50,3 54,8 50,9 49,7 48,7 50,1 51,4 53,5 52,5 55,1 51,9 54,1 54,8 53,7 51,4 53,2 53,7 53,8 57,0 56,6 56,4 58,3 61,1 62,0 60,1 60,5 60,5 60,2 CURITIBA Ao analisar o comportamento da hotelaria de Curitiba, observa-se que com relação à taxa média de ocupação por unidade habitacional, de 2009 para 2011 houve crescimento de 1,1%. Entretanto, o período em que esse crescimento foi mais acentuado se deu entre 2009 e Neste mesmo período a taxa média de ocupação dos leitos subiu de 41,4% para 41,7% e caiu para 40,4% em 2011, queda de 3,1%. Em 2010 nota-se também que houve crescimento de 4,5% na permanência média mensal nos estabelecimentos de hospedagem, entretanto em 2011 esta taxa volta a ser de 2,2 dias, acompanhando a média do Estado. A relação de hóspedes por unidade habitacional mantevese inalterada, registrando 1,5 pessoas por unidade em 2011, mesmo valor dos anos anteriores. GRÁFICO 3 TAXA DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, CURITIBA ,0 62,0 59,0 56,0 53,0 50,0 47,0 44,0 41,0 38,0 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 8

9 41,0 40,9 40,1 40,5 39,7 40,2 43,6 42,2 41,7 41,4 42,0 42,3 42,2 42,9 Percentual 44,7 44,7 45,5 46,6 47,1 46,2 46,6 46,0 47,0 48,5 47,7 48,2 48,7 48,9 47,6 51,0 51,4 52,2 50,8 50,6 51,9 51,6 52,8 53,9 54,9 INTERIOR DO ESTADO No período da análise, os municípios que compõem o Interior do Paraná, representaram nas taxas de ocupação de unidade habitacional (TOUH) queda e crescimento na taxa média de ocupação de unidade habitacional. Se em 2009 a taxa era de 46,6% no ano seguinte diminuiu para 46,0% para em 2011 atingir 47,0% crescendo 2,2% em relação ao ano anterior. GRÁFICO 4 TAXA MENSAL DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, INTERIOR ,0 56,0 53,0 50,0 47,0 44,0 41,0 38,0 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU Para representar a movimentação ocorrida na hotelaria fora da capital do Estado, municípios como Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá e Ponta Grossa, fazem parte deste conjunto e posteriormente são analisados separadamente neste trabalho, para ilustrar o processo corrente no Paraná. Observa-se que entre 2009 e 2011 ocorre ascensão na TOUH nestes municípios, destaque maior para Londrina cujo crescimento foi de 14,2%, seguido de Ponta Grossa com 7,5%. Cascavel e Foz do Iguaçu obtiveram elevação superior a 3,0% enquanto que Maringá em relação a 2010 obteve crescimento de 1,2%. A taxa média de ocupação de leitos passa por um processo de crescimento gradual em cada ano. Em 2009 é representada por 37,8%, no ano seguinte passa para 37,9%, culminando em 38,1% no ano de A permanência média que foi constante nos anos de 2009 e 2010, e teve crescimento de 4,5% em 2011, acompanhando o padrão estadual. Em 2011 aumentou também a relação de hóspedes por unidade habitacional: Nos primeiros anos era de 1,7 pessoas e no último ano registrou 1,8 pessoas por unidade, o que corresponde a um crescimento de 5,9%. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 9

10 42,2 51,7 50,2 48,8 47,5 47,1 45,5 45,4 Percentual (%) 52,3 53,7 51,7 54,2 62,4 61,8 62,6 GRÁFICO 5 TAXA DE OCUPAÇÃO POR UNIDADE HABITACIONAL, POR MUNICÍPIOS, INTERIOR DO ESTADO ,0 60,0 55, ,0 45,0 40,0 35,0 30,0 Cascavel Foz do Iguaçu Londrina Maringá Ponta Grossa FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 10

11 TABELA 1 OFERTA DIÁRIA DOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, UNIDADES HABITACIONAIS E LEITOS, PARANÁ 2009 MUNICÍPIOS Oferta MH UHS LEITOS Altônia Alvorada do Sul Antonina Apucarana Arapongas Arapoti Araucária Assaí Assis Chateaubriand Balsa Nova Barracão Boa Esperança Bocaiúva do Sul Cambará Cambé Campina Grande do Sul Campo Largo Campo Mourão Capanema Carambeí Cascavel Castro Cianorte Colombo Colorado Conselheiro Mairinck Corbélia Cornélio Procópio Coronel Vivida Cruzeiro do Oeste Curitiba Dois Vizinhos Entre Rios do Oeste Faxinal Fazenda Rio Grande Fernandes Pinheiro Florestópolis Foz do Iguaçu Foz do Jordão Francisco Beltrão Goioerê Guaíra Guaraniaçu Guarapuava Guaraqueçaba Guaratuba Icaraíma Imbituva Iporã Irati Iretama Itapejara do Oeste Ivaiporã Jaguariaíva Jandaia do Sul Janiópolis Jataizinho Lapa Laranjeiras do Sul Londrina Mallet Mandirituba Manoel Ribas Mal. Cândido Rondon Marialva Maringá Matelândia Matinhos Mauá da Serra MUNICÍPIOS Oferta MH UHS LEITOS Medianeira Missal Moreira Sales Morretes Nova Esperança Nova Fátima Nova Londrina Ortigueira Paiçandu Palmas Palmeira Palotina Paraíso do Norte Paranaguá Paranavaí Pato Branco Pinhais Piraí do Sul Piraquara Pitanga Planalto Ponta Grossa Pontal do Paraná Porto Rico Primeiro de Maio Prudentópolis Quatro Barras Querência do Norte Realeza Ribeirão Claro Rio Azul Rio Bonito do Iguaçu Rio Negro Rolândia Roncador Santa Fé Santa Helena Santa Terezinha de Itaipu Santo Antonio da Platina Santo Antônio do Paraíso Sto. Antonio do Sudoeste São Jerônimo da Serra São José dos Pinhais São Mateus do Sul São Miguel do Iguaçu S. Sebastião da Amoreira Sarandi Sengés Siqueira Campos Tamarana Telêmaco Borba Tibagi Tijucas do Sul Toledo Tomazina Turvo Ubiratã Umuarama União da Vitória Verê Wenceslau Braz TOTAL FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 11

12 TABELA 2 OFERTA DIÁRIA DOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, UNIDADES HABITACIONAIS E LEITOS, PARANÁ 2010 MUNICÍPIOS Oferta MH UHS LEITOS Altônia Alvorada do Sul Antonina Apucarana Arapongas Arapoti Araucária Assaí Assis Chateaubriand Balsa Nova Barracão Boa Esperança Bocaiúva do Sul Cambará Cambé Campina Grande do Sul Campo Largo Campo Mourão Capanema Carambeí Cascavel Castro Cianorte Colombo Colorado Conselheiro Mairinck Corbélia Cornélio Procópio Coronel Vivida Curitiba Dois Vizinhos Entre Rios do Oeste Faxinal Fazenda Rio Grande Fernandes Pinheiro Florestópolis Foz do Iguaçu Foz do Jordão Francisco Beltrão Goioerê Guaíra Guamiranga Guaraniaçu Guarapuava Guaraqueçaba Guaratuba Icaraíma Imbituva Iporã Irati Iretama Itapejara do Oeste Ivaiporã Jaguariaíva Jandaia do Sul Janiópolis Lapa Laranjeiras do Sul Londrina Mallet Mandirituba Manoel Ribas Mal. Cândido Rondon Marialva Maringá MUNICÍPIOS Oferta MH UHS LEITOS Matelândia Matinhos Mauá da Serra Medianeira Missal Moreira Sales Morretes Nova Esperança Nova Fátima Nova Londrina Ortigueira Paiçandu Palmas Palmeira Palotina Paraíso do Norte Paranaguá Paranavaí Pato Branco Pinhais Piraí do Sul Piraquara Pitanga Planalto Ponta Grossa Pontal do Paraná Porto Rico Primeiro de Maio Prudentópolis Quatro Barras Realeza Ribeirão Claro Rio Azul Rio Bonito do Iguaçu Rio Negro Rolândia Roncador Santa Fé Santa Helena Santa Terezinha de Itaipu Santo Antonio da Platina Santo Antônio do Paraíso São Jerônimo da Serra São José dos Pinhais São Mateus do Sul São Miguel do Iguaçu S. Sebastião da Amoreira Sarandi Sengés Siqueira Campos Tamarana Telêmaco Borba Tibagi Tijucas do Sul Toledo Tomazina Turvo Ubiratã Umuarama União da Vitória Verê Wenceslau Braz TOTAL FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 12

13 TABELA 3 OFERTA DIÁRIA DOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, UNIDADES HABITACIONAIS E LEITOS, PARANÁ 2011 Oferta MUNICÍPIOS MH UHS LEITOS Altônia Alvorada do Sul Antonina Apucarana Arapongas Araucária Assaí Astorga Balsa Nova Barracão Boa Esperança Bocaiúva do Sul Cambará Campo Largo Campo Mourão Capanema Carambeí Cascavel Castro Cianorte Colombo Conselheiro Mairinck Cornélio Procópio Curitiba Dois Vizinhos Faxinal Fazenda Rio Grande Fernandes Pinheiro Foz do Iguaçu Foz do Jordão Francisco Beltrão Goioerê Guaíra Guamiranga Guaraniaçu Guarapuava Guaraqueçaba Guaratuba Imbituva Irati Iretama Ivaiporã Jaguariaíva Londrina Mallet Marechal Cândido Rondon Maringá Matelândia Oferta MUNICÍPIOS MH UHS LEITOS Matinhos Mauá da Serra Medianeira Morretes Nova Esperança Nova Londrina Ortigueira Palmas Palmeira Palotina Paraíso do Norte Paranaguá Paranavaí Pato Branco Pinhais Piraí do Sul Piraquara Pitanga Ponta Grossa Pontal do Paraná Primeiro de Maio Prudentópolis Quatro Barras Ribeirão Claro Rio Azul Rio Negro Santa Fé Santa Helena Santa Terezinha de Itaipu Santo Antonio da Platina São José dos Pinhais São Mateus do Sul São Miguel do Iguaçu S. Sebastião da Amoreira Sarandi Siqueira Campos Tamarana Telêmaco Borba Tibagi Tijucas do Sul Toledo Tomazina Ubiratã União da Vitória Verê TOTAL FONTE: Secretaria de Estado do Turismo/SETU SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 13

14 TABELA 4 TIPOS DE ESTABELECIMENTOS CADASTRADOS NO PARANA, ANO / LOCALIZAÇÃO TIPO DE ESTABELECIMENTO Hotel Pousada Outros** Soma 2009 Curitiba Foz do Iguaçu Litoral Interior* Soma Curitiba Foz do Iguaçu Litoral Interior* Soma Curitiba Foz do Iguaçu Litoral Interior* Soma FONTE: Estabelecimentos cadastrados na Paraná Turismo/SETU * Cidades do interior exceto Foz do Iguaçu e cidades litorâneas. ** Incluso Albergue, Alojamento de floresta, Cama&Café, Flat, Hotel Fazenda, Hotel Histórico e Resorts. TABELA 5 TAXA MÉDIA DE OCUPAÇÃO DE UNIDADE HABITACIONAL DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ MESES LOCAL (%) Curitiba Interior Total Janeiro 44,4 43,2 51,4 46,6 47,1 54,9 45,8 45,8 53,8 Fevereiro 44,8 43,9 50,8 43,6 42,2 48,5 44,1 42,8 49,2 Março 52,4 51,0 53,1 41,0 40,9 47,7 45,2 44,9 49,4 Abril 51,8 50,3 54,8 40,1 40,5 44,7 44,4 43,9 44,7 Maio 50,9 48,3 57,0 41,7 41,4 42,0 45,0 43,7 46,5 Junho 53,5 52,5 56,6 42,3 42,2 42,9 46,3 45,4 46,9 Julho 61,1 62,0 60,1 52,8 53,9 51,0 55,6 56,3 51,8 Agosto 60,5 60,5 47,5 44,7 39,7 45,5 49,9 45,2 46,2 Setembro 55,1 51,9 54,1 51,4 52,2 48,2 52,5 52,1 50,3 Outubro 54,8 53,7 51,4 48,7 48,9 46,2 50,6 50,3 48,8 Novembro 58,3 56,4 60,2 51,9 51,6 47,6 53,9 52,9 53,8 Dezembro 49,7 48,7 50,1 50,8 50,6 40,2 50,4 50,4 45,2 TOTAL 53,2 53,7 53,8 46,6 46,0 47,0 48,9 48,6 49,3 FONTE: Boletim de Ocupação Hoteleira/BOH SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 14

15 TABELA 6 TAXA MÉDIA DE OCUPAÇÃO DE UNIDADE HABITACIONAL DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, INTERIOR, MESES LOCAL (%) Cascavel Foz do Iguaçu Londrina Janeiro 33,0 33,0 61,1 53,7 53,6 63,8 26,0 26,0 53,0 Fevereiro 39,5 39,5 73,7 49,7 46,5 53,0 22,4 22,4 48,1 Março 49,6 49,6 52,6 43,5 43,7 53,9 33,9 33,9 54,4 Abril 48,3 48,3 62,5 43,3 43,3 48,0 40,4 32,5 53,3 Maio 54,3 54,3 54,4 41,0 40,9 43,3 37,9 37,9 52,2 Junho 52,9 52,9 47,5 42,9 41,8 45,0 40,8 36,1 52,5 Julho 57,4 57,4 50,7 57,7 59,0 59,3 50,7 57,8 51,9 Agosto 55,0 57,3 46,9 45,1 35,6 47,5 48,3 47,8 59,7 Setembro 57,4 57,4 46,8 55,0 56,9 50,7 53,2 52,6 56,9 Outubro 52,5 52,5 41,6 55,4 56,4 67,3 58,4 58,4 59,2 Novembro 63,4 63,4 45,1 55,4 56,0 63,9 57,3 57,3 61,3 Dezembro 44,9 49,6 53,0 57,1 57,0 54,2 53,8 53,8 50,0 TOTAL 51,7 52,3 53,7 50,2 48,8 51,7 47,5 47,1 54,2 MESES Maringá LOCAL (%) Ponta Grossa Janeiro 52,3 52,3 55,9 35,7 35,7 49,8 Fevereiro 48,8 48,8 65,4 53,4 48,2 58,5 Março 45,5 45,5 55,0 51,2 51,2 51,3 Abril 42,8 39,9 56,0 48,1 53,9 50,3 Maio 66,0 66,0 65,3 37,4 37,4 36,2 Junho 61,9 61,9 58,3 38,1 38,1 37,3 Julho 71,5 71,5 72,5 44,3 44,3 43,9 Agosto 67,1 67,1 66,1 52,7 59,2 39,2 Setembro 70,8 70,8 67,3 49,0 49,0 42,8 Outubro 67,1 67,1 59,2 42,8 42,8 49,2 Novembro 76,2 76,2 65,3 49,4 49,4 44,9 Dezembro 58,5 58,5 72,8 47,4 47,4 36,0 TOTAL 62,4 61,8 62,6 42,2 45,5 45,4 FONTE: Boletim de Ocupação Hoteleira/BOH SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 15

16 TABELA 7 TAXA MÉDIA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ MESES LOCAL (%) Curitiba Interior Total Janeiro 38,8 38,2 41,8 43,1 43,4 52,5 41,7 41,9 49,5 Fevereiro 36,8 36,0 39,5 35,1 35,3 41,7 35,7 35,5 41,1 Março 38,6 38,7 41,2 31,4 31,6 43,0 33,8 34,0 42,5 Abril 41,2 40,3 43,1 32,0 33,9 38,2 35,0 35,9 39,5 Maio 38,8 36,8 42,7 31,3 31,0 32,7 33,8 32,7 35,1 Junho 40,4 39,4 43,8 33,1 33,4 31,7 35,2 35,2 34,8 Julho 47,8 47,7 47,6 45,0 44,7 40,3 45,9 45,6 42,3 Agosto 45,0 45,7 38,7 33,7 32,2 32,2 37,1 35,9 34,3 Setembro 42,7 41,5 35,2 40,5 41,3 37,3 41,1 41,3 36,7 Outubro 41,7 40,5 35,0 40,9 41,2 33,5 41,2 41,0 34,2 Novembro 43,3 42,0 40,4 42,4 43,3 33,6 42,7 42,9 36,9 Dezembro 40,6 38,9 35,4 42,6 42,1 29,6 42,0 41,3 32,4 TOTAL 41,4 41,7 40,4 37,8 37,9 38,1 38,9 39,1 38,8 FONTE: Boletim de Ocupação Hoteleira/BOH TABELA 8 PERMANÊNCIA MÉDIA MENSAL NOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ MESES PERMANÊNCIA (EM NÚMERO DE DIAS) Curitiba Interior Total Janeiro 2,2 2,2 2,0 2,1 2,1 2,3 2,2 2,1 2,2 Fevereiro 2,2 2,2 2,2 2,1 2,2 2,3 2,2 2,2 2,3 Março 2,3 2,2 2,2 2,1 2,2 2,7 2,2 2,2 2,5 Abril 2,4 2,4 2,2 2,2 2,2 2,2 2,2 2,3 2,2 Maio 2,2 2,2 2,3 2,1 2,0 2,2 2,1 2,1 2,2 Junho 2,3 2,3 2,3 2,1 2,1 2,1 2,2 2,2 2,1 Julho 2,2 2,2 2,3 2,2 2,2 2,2 2,2 2,2 2,2 Agosto 2,3 2,4 2,3 2,0 1,9 2,2 2,1 2,1 2,2 Setembro 2,4 2,4 2,2 2,1 2,2 2,3 2,2 2,2 2,3 Outubro 2,2 2,2 2,1 2,2 2,2 2,0 2,2 2,2 2,0 Novembro 2,2 2,2 2,1 2,1 2,1 2,1 2,2 2,2 2,1 Dezembro 2,0 2,0 2,0 2,2 2,2 1,9 2,1 2,1 2,0 TOTAL 2,2 2,3 2,2 2,1 2,1 2,2 2,2 2,2 2,2 FONTE: Boletim de Ocupação Hoteleira/BOH SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 16

17 TABELA 9 RELAÇÃO DE HÓSPEDES POR UNIDADE HABITACIONAL OCUPADA DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM DA AMOSTRA, POR LOCAL, PARANÁ MESES NÚMERO DE HÓSPEDES (POR UH) Curitiba Interior Total Janeiro 1,6 1,7 1,5 2,0 2,0 2,1 1,9 1,9 1,9 Fevereiro 1,5 1,5 1,5 1,8 1,8 1,9 1,7 1,7 1,7 Março 1,4 1,4 1,5 1,7 1,6 2,0 1,5 1,5 1,8 Abril 1,5 1,5 1,5 1,7 1,8 1,9 1,6 1,7 1,7 Maio 1,4 1,5 1,4 1,6 1,6 1,7 1,6 1,6 1,6 Junho 1,5 1,5 1,5 1,7 1,7 1,7 1,6 1,6 1,6 Julho 1,5 1,5 1,5 1,8 1,8 1,9 1,7 1,7 1,8 Agosto 1,4 1,5 1,5 1,6 1,5 1,7 1,5 1,5 1,6 Setembro 1,5 1,5 1,4 1,7 1,7 1,8 1,8 1,7 1,7 Outubro 1,5 1,5 1,5 1,8 1,8 1,6 1,7 1,7 1,5 Novembro 1,4 1,5 1,4 1,7 1,8 1,5 1,6 1,7 1,5 Dezembro 1,5 1,5 1,5 1,8 1,8 1,6 1,7 1,7 1,6 TOTAL 1,5 1,5 1,5 1,7 1,7 1,8 1,6 1,6 1,7 FONTE: Boletim de Ocupação Hoteleira/BOH SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 17

18 GLOSSÁRIO Albergue: Para atender ao turismo social, cuja principal característica é a de ser subsidiado, são utilizadas variadas instalações, desde hotéis, a campings ou chalés, tendo em comum a localização conveniente, o auto-serviço e a polivalência das facilities que permitam seu uso alternativo e sucessivo, em períodos de tempo diferentes, por grupos etários e econômico-sociais diferentes. (Dados e Fatos MTUR) Alojamento de floresta: Meio de Hospedagem localizado em área de floresta, fora dos limites da área urbana, com oferta de atividades de turismo sustentável, propiciando aos hóspedes a vivência em ambiente natural. (MTUR) Boletim de ocupação hoteleira (BOH): É o documento preenchido mensalmente com os dados obtidos da movimentação de hóspedes e FNRH s enviadas para o Órgão oficial de Turismo do Estado (TUR. VISÃO E AÇÃO, 2000). Cama & Café: Meio de hospedagem oferecido em residências, com no máximo três unidades habitacionais, para uso turístico, em que o dono more no local, com café da manhã e serviço de limpeza. (MTUR, Classificação) Coleta de dados: É o estudo exploratório que permite a identificação precisa dos fatos, das tendências, dos agentes envolvidos, dos dados estatísticos, das normas e leis, dos recursos materiais e humanos existentes, dos serviços disponíveis (EMBRATUR 2007). Condo-Hotel: Hotel com apartamentos disponibilizados para um pool de operação por grandes redes hoteleiras. Diferem-se dos flats pelo tempo de duração da estadia (longa, se comparada com a estadia média dos primeiros, tipicamente de curta duração). (BISELLI et al., 2007, p. 4) Demanda: Deslocamento de um conjunto de turistas que se movimenta de uma direção a outra, delimitando um ponto comum de emissão e um ou vários pontos de recepção (BENI, 1998). Entretanto, ao analisarmos os estabelecimentos hoteleiros podemos dizer que a demanda é o fluxo de hóspedes gerados no estado do Paraná. Ficha nacional de registro de hóspedes (FNRH): É o documento utilizado pelo hotel para o registro do hóspede na sua chegada (TUR. VISÃO E AÇÃO, 2000). Flat/Apart-hotel: Constituído por unidade habitacional que disponha de dormitório, banheiro, sala e cozinha equipada, em edifício com administração e comercialização integradas, que possua serviço de recepção, limpeza e arrumação. (MTUR Classificação) Hotel: Estabelecimento com serviço de recepção, alojamento temporário, com ou sem alimentação, ofertados em unidades individuais e de uso exclusivo do hóspede, mediante cobrança de diária. (MTUR Classificação) Hotel Fazenda: Localizado em ambiente rural, dotado de exploração agropecuária, que ofereça entretenimento e vivência do campo. (MTUR Classificação) Hotel Histórico: Instalado em edificação preservada em sua forma original ou restaurada, ou ainda que tenha sido palco de fatos histórico-culturais de importância reconhecida. Entendese como fatos histórico-culturais aqueles tidos como relevantes pela memória popular, independentemente de quando ocorreram, podendo o reconhecimento ser formal por parte do SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 18

19 Estado brasileiro, ou informal, com base no conhecimento popular ou em estudos acadêmicos. (MTUR, Classificação) Hotelaria: O sistema comercial de bens materiais e intangíveis dispostos para satisfazer as necessidades básicas de descanso e alimentação dos usuários fora de seu domicílio (OMT 2001, p. 79). Leitos: É a quantidade de camas existentes nos estabelecimentos, sendo que a cama de casal é contada como sendo dois leitos. Oferta: É o conjunto de equipamentos, bens e também de serviços de alojamento, de alimentação, recreação e lazer (de caráter artístico, cultural, social ou de outros tipos), capaz de atrair e assentar numa determinada região, durante um período determinado de tempo um público visitante (BENI, 1998). Portanto, podemos dizer que a oferta dos meios de hospedagem é quantos leitos e unidades habitacionais o Estado do Paraná tem em cada cidade. Pesquisa primária: são aqueles dados que não foram antes coletados, estando ainda em posse dos pesquisados, e que são coletados com o propósito de atender às necessidades específicas da pesquisa em andamento. Pesquisa secundaria: É um meio de coleta de dados que consiste na compilação e análise dos dados já coletados e disponíveis em forma utilizável. (REA E PARKER, 2000). Pousada: Empreendimento de característica horizontal, composto de no máximo 30 unidades habitacionais e 90 leitos, com serviços de recepção, alimentação e alojamento temporário, podendo ser em um prédio único com até três pavimentos, ou contar com chalés ou bangalôs. (MTUR, Classificação) Resorts: Hotel com infraestrutura de lazer e entretenimento que disponha de serviços de estética, atividades físicas, recreação e convívio com a natureza no próprio empreendimento. (MTUR, Classificação) Unidades habitacionais (UH): É o espaço atingível a partir das áreas principais de circulação comuns do estabelecimento, destinado à utilização pelo hóspede, para seu bemestar, higiene e repouso (TUR. VISÃO E AÇÃO, SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 19

20 REFERÊNCIAS BENI, Mário Carlos. Análise estrutural do turismo. 13. ed. São Paulo: SENAC, BISELLI, A. M.; SUGIYAMA, M. de S.; PAIM, W. M. Condo-hotéis no Brasil: características e perspectivas. Observatório de Inovação do Turismo, v. 2, Edição Especial, p SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 20

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Jackson Pitombo Diretora Presidente

Leia mais

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013.

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Senhor(a) Procurador(a) de Justiça Senhor(a) Promotor(a) de Justiça Senhor (a) Servidor (a) Tem o presente a finalidade de apresentar-lhe,

Leia mais

1. 1. DISTRIBUIÇÃO GOGRÁFICA DOS IMÓVIS Almirante Tamandaré 6/6/2006 25493/04 2. Altônia 22/1/2014 7785/12 3. Alto Paraná 22/7/2013 837/2012 4. Alto Piquiri 30/1/2016 8515/2013 5. Andirá 11/12/2010 675/2010

Leia mais

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 Esta tabela identifica os Municípios com participação no Índice Ambiental relativo às informações do ano base de 1998, que compôs o cálculo do Índice de Participação

Leia mais

Curitiba - Matrícula na Educação Básica

Curitiba - Matrícula na Educação Básica Alunos Matriculados por Município na Educação Básica do Paraná - Série Temporal 2007-2013 O presente estudo, baseado nas informações do Censo Escolar do MEC/Inep, incluindo os dados de 2013 recém divulgados,

Leia mais

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 CÓDIGOS DO PARANÁ Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 UF MUNICÍPIO CÓDIGO DE ÁREA PR ABATIÁ 43 PR ADRIANÓPOLIS 41 PR AGUDOS DO SUL 41 PR ALMIRANTE TAMANDARÉ 41 PR ALTAMIRA DO PARANÁ 42 PR ALTO

Leia mais

Total de homens Total de mulheres

Total de homens Total de mulheres Nome do população população 4100103 Abatiá 8.259 3.911 3.842 5.721 2.032 7.753 4100202 Adrianópolis 7.007 3.296 3.078 2.060 4.314 6.374 4100301 Agudos do Sul 7.221 4.306 3.964 2.822 5.448 8.270 4100400

Leia mais

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado.

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado. www.ipardes.gov.br ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS S DO PARANÁ - 1991/2000 PARANÁ 0,711 0,678 0,778 0,678 (1) 7 0,787 0,747 0,879 0,736 (1) 6 Abatiá 0,651 0,717 0,664 0,571 235 0,710

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED ETAPA 19 - EDUCAÇÃO DO CAMPO EDITAL N.º 90/2011 DG/SEED Cargo de Professor do Ensino Fundamental - Séries Finais do Ensino Fundamental e Médio para atuação nas/nos Escolas/Colégios do Campo da Rede Estadual

Leia mais

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS)

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS) Municípios onde acontecem as atividades do Programa de Extensão Universidade Sem Fronteiras, relacionados às respectivas Instituições proponentes dos projetos aprovados FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO TERMO DE DECISÃO O TRIBUNAL ESPECIAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA, por ocasião

Leia mais

Frota Total de Veículos 2012-2014

Frota Total de Veículos 2012-2014 Evolução da frota de veículos existentes na cidade. Tipos de veículos: automóvel, bonde, caminhão, caminhão trator, caminhonete, camioneta, chassi plataforma, ciclomotor, micro-ônibus, motocicleta, motoneta,

Leia mais

RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO

RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Manual de Orientação ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 FINALIDADE DO FUNDO...3 RECEITAS...4 PROCEDIMENTOS...6 CUSTAS PELA INTERVENÇÃO

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h A informa que o Paraná teve 381 casos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU A SECRETÁRIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS, no uso das atribuições que lhe conferem o artigo 45, inciso XIV da Lei nº 8.485, de 03 de junho de 1987

Leia mais

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA REGIÕES - PARANÁ Ensacado Região Cidade Truck - 14,5t Carreta - 32t Granel 1 CURITIBA 2 2 2 ITAPERUÇU 3 3 3 2 CAMPO MAGRO 3 3 3 RIO BRANCO

Leia mais

Eficiência Energética em Entidades Assistenciais

Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Jamilton W. Lobo, Valério J. Novak e Gustavo Klinguelfus Resumo O projeto Eficiência Energética em Entidades Assistenciais foi desenvolvido dentro do Programa

Leia mais

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS

CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS. Colombo SUPERMERCADO ZONTA SUP. OVERSUPER 1. 1 Paranaguá SUP. SIÃO LTDA 1. Matinhos PIEGEL PÃES E CONVENIENCIAS CAMPANHA DE OLHO NA VALIDADE CURITIBA E REGIÃO SUPERMERCADISTAS LOJAS CIDADES SUP. CONDOR Campo Largo Lapa SUP. TISSI 3 SUP. OVERSUPER Colombo SUPERMERCADO ZONTA MINI MERCADO CIVIS (Sup. Compre Bem) Almirante

Leia mais

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Documento elaborado pelo CAOPCAE/MPPR a partir de arquivos disponibilizados na internet pela Secretaria

Leia mais

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO ALTÔNIA AV. SETE DE SETEMBRO, Nº 717 - PREFEITURA Telefone: (44) 3659-8150 SEI PLANEJAR 13/04/2015 19h30 às 22h30 CULTURAL DE AL- VORADA DO SUL - PÇ. PREF. ALVORADA DO SUL ANTONIO DE SOUZA LEMOS Telefone:

Leia mais

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ANDRÉIA PUSTILNICK LIDIA RIBEIRO DO NASCIMENTO REPROGRAFIA SERGIO

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 04/2013 Atualizado em 28/06/2013 Mortes por gripe estão ligadas a doenças crônicas

Leia mais

Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras. Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD)

Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras. Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD) Aperfeiçoamento Metodológico do Sistema de Previsão de Safras no Brasil (GeoSafras (GeoSafras)) Projeto GeoSafras (CONAB/PNUD) Caracterização da Evolução de Plantios no Estado do Paraná Safra de Verão

Leia mais

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE 01 - Microrregião Geográfica Paranavaí Alto Paraná Amaporã Cruzeiro do Sul Diamante do Norte Guairaçá Inajá Itaúna do Sul Jardim Olinda

Leia mais

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA ANTONIO OLINTO APUCARANA ARAPONGAS ARAPOTI ARARUNA ARAUCARIA

Leia mais

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PANIFICAÇÃO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES UF MUNICIPIO CNES NOME APUCARANA 2439263 HNSG HOSPITAL OVIDENCIA MATERNO INFANTIL APUCARANA 2439360 HNSG HOSPITAL DA OVIDENCIA ARAPONGAS 2576198 IRMANDADE SANTA CASA DE ARAPONGAS

Leia mais

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE, CHIKUNGUNYA e ZIKA VÍRUS NO PARANÁ 2015/2016 Informe

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo MEIOS DE HOSPEDAGEM DO PARANÁ 2000 2007 HOTELARIA O segmento hoteleiro provoca no turismo um efeito multiplicador na geração de empregos (diretos e indiretos)

Leia mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DA DIVERSIDADE COORDENAÇÃO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS, ADULTOS E IDOSOS PROGRAMA PARANÁ ALFABETIZADO ÍNDICES DE ANALFABETISMOS

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 Com o objetivo de implementar e executar a política estadual de proteção, orientação, defesa e educação do consumidor,

Leia mais

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Cerâmicas e Olarias SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

PAULO AFONSO RODRIGUES

PAULO AFONSO RODRIGUES PAULO AFONSO RODRIGUES Brasileiro, casado, Advogado OAB/PR n.º 67.445, OAB/SP 341.697, Contador, com registro no Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Paraná sob n.º PR-020.713/O-0, bem como

Leia mais

RESUMO DOS CONCURSOS PÚBLICOS REALIZADOS

RESUMO DOS CONCURSOS PÚBLICOS REALIZADOS RESUMO DOS CONCURSOS PÚBLICOS REALIZADOS Advogado CARGO ÓRGÃO DATA INSCRITOS CLASSIFICADOS Câmara Municipal de Ponta Grossa Abril/95 43 10 Advogado Prefeitura Municipal Ponta Grossa Maio/92 29 10 Agente

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass) MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass) MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass) MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Este manual tem por finalidade padronizar o uso da Marca de Classificação dos Meios de Hospedagem por estabelecimentos

Leia mais

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014 Fonte: Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS. Nota: Verde Melhor em relação à média do Estado / Vermelho Pior em relação à média do Estado. Abatiá 100,00 97,03 97,33 Adrianópolis 98,44

Leia mais

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO SENAI - AMPÉRE auxiliar administrativo e de produção industrial SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS

Leia mais

Governador do Estado Roberto Requião. Secretário de Estado do Turismo Celso de Souza Caron. Diretor Presidente da Paraná Turismo Herculano Lisbôa

Governador do Estado Roberto Requião. Secretário de Estado do Turismo Celso de Souza Caron. Diretor Presidente da Paraná Turismo Herculano Lisbôa Governador do Estado Roberto Requião Secretário de Estado do Turismo Celso de Souza Caron Diretor Presidente da Paraná Turismo Herculano Lisbôa Coordenadoria de Planejamento Turístico Deise Maria Fernandes

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 02/2013 Atualizado em 06/06/2014

SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 02/2013 Atualizado em 06/06/2014 Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE NO PARANÁ - 2013 BOLETIM INFORMATIVO - 02/2013 Atualizado em 06/06/2014 No boletim quinzenal da gripe divulgado nesta sexta-feira

Leia mais

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI Caros Colaboradores dos Colégios Sesi, Finalmente divulgamos a todos o resultado do primeiro indicador do Prêmio Excelência em Gestão, iniciando nossa caminhada

Leia mais

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Alimentos e bebidas SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3

Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3 Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3 Resumo Este artigo descreve trabalho de identificação de agrupamentos de municípios que constituem, de facto ou potencialmente,

Leia mais

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE Alto Paraíso (1) Alto Paraná Alto Piquiri Altônia Amaporã Brasilândia do Sul Cafezal do Sul Cianorte Cidade Gaúcha Cruzeiro do Oeste Cruzeiro

Leia mais

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS 72 TABELA A.1.1 - DISTRIBUIÇÃO DOS OCUPADOS DE 10 A 13 ANOS POR SETORES E RELAÇÃO DE SUA ATIVIDADE COM A DO PAI OU RESPONSÁVEL, SEGUNDO SETOR - 2000 ATIVIDADE IGUAL À DO

Leia mais

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS S DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 A projeção da população dos municípios do Paraná disponibilizada pelo IPARDES em sua base de dados (BDEweb) 2

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (T.C.C.) CURITIBA 2007 APRESENTAÇÃO Este Trabalho

Leia mais

CARLOS ALBERTO RICHA CASA CIVIL EDUARDO FRANCISCO SCIARRA DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO MARCOS ELIAS TRAAD DA SILVA

CARLOS ALBERTO RICHA CASA CIVIL EDUARDO FRANCISCO SCIARRA DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO MARCOS ELIAS TRAAD DA SILVA CARLOS ALBERTO RICHA GOVERNADOR CASA CIVIL EDUARDO FRANCISCO SCIARRA SECRETÁRIO CHEFE CASA CIVIL DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO MARCOS ELIAS TRAAD DA SILVA DIRETOR GERAL ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO

Leia mais

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção MÓVEIS E MADEIRA SENAI - AMPÉRE Montagem de Móveis SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias

Leia mais

LEILÃO Nº 005/2015 1 - LOCAL E HORÁRIO

LEILÃO Nº 005/2015 1 - LOCAL E HORÁRIO LEILÃO Nº 005/2015 O Departamento de Trânsito do Paraná - DETRAN/PR, pessoa jurídica de direito público, com sede à Av. Victor Ferreira do Amaral, nº 2940, Capão da Imbuía, Curitiba, com fundamento na

Leia mais

ANÁLISE DOS MOVIMENTOS PENDULARES NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA

ANÁLISE DOS MOVIMENTOS PENDULARES NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA ANÁLISE DOS MOVIMENTOS PENDULARES NOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Marley Deschamps Anael Cintra** O presente artigo tem referência em estudo divulgado na série Primeira Versão do IPARDES

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS EM 2012.

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS EM 2012. PROJETO: 7 - QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS VISANDO A COPA DO MUNDO 2014 Objetivo: Acompanhar as atividades de capacitação e qualificação dos trabalhadores que atuarão na Copa do Mundo 2014. Justificativa:

Leia mais

PELT 2035 1. PORTOS 2. FERROVIAS 3. RODOVIAS 4. AEROPORTOS 5. DUTOVIAS 6. HIDROVIAS 7. LIGAÇÕES METROPOLITANAS 8.

PELT 2035 1. PORTOS 2. FERROVIAS 3. RODOVIAS 4. AEROPORTOS 5. DUTOVIAS 6. HIDROVIAS 7. LIGAÇÕES METROPOLITANAS 8. 1. PORTOS 2. FERROVIAS 3. RODOVIAS 4. AEROPORTOS 5. DUTOVIAS 6. HIDROVIAS 7. LIGAÇÕES METROPOLITANAS 8. BANCO DE PROJETOS Modal portuário Porto de Paranaguá 2015 Porto de Paranaguá - 2015 Modal portuário

Leia mais

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS Estado: PARANA Região : 1ª RS Paranaguá ANTONINA GUARAQUECABA GUARATUBA MATINHOS MORRETES PARANAGUA PONTAL DO PARANA PMS - 2014 PAS - 2014 Relatorio Gerencial Relatório Anual de Gestão Municipal - 2012/2013

Leia mais

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015

Leia mais

PROJETO NOVA INDÚSTRIA PARANÁ FIEP SESI GERAR. Participação. Curitiba, setembro de 2006.

PROJETO NOVA INDÚSTRIA PARANÁ FIEP SESI GERAR. Participação. Curitiba, setembro de 2006. PROJETO NOVA INDÚSTRIA PARANÁ FIEP SESI GERAR Participação Curitiba, setembro de 2006. 2 1. APRESENTAÇÃO O Sistema FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná e o SESI Serviço Social da Indústria,

Leia mais

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 MUNICÍPIO ABATIA 1.980 ADRIANOPOLIS 1.255 AGUDOS DO SUL 2.376 ALMIRANTE TAMANDARE 27.168 ALTAMIRA DO PARANA 783 ALTO PARAISO

Leia mais

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Telêmaco Borba* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Telêmaco Borba* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura Sub-eixo: Marcos Legais, Participação e Controle Social e Funcionamento dos Sistemas

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga INSITOS ANALISTA - ADMINISTRADOR / ECONOMISTA / CONTADOR ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA

Leia mais

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para

Leia mais

Planilha1 MUNICÍPIO SECRETARIA DECRETO CONFERENCIA TELEFONE CONTATO E-MAIL

Planilha1 MUNICÍPIO SECRETARIA DECRETO CONFERENCIA TELEFONE CONTATO E-MAIL MUNICÍPIO SECRETARIA DECRETO CONFERENCIA TELEFONE CONTATO E-MAIL ABATIÁ educação nº 040. 22/07/11 26/08/11 AGUDOS DO SUL educação nº 54, 27/06/11 19/08/11 41 36241334 elange edubatia@yahoo.com negrelli01@hotmail.com

Leia mais

IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012

IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012 IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012 S DE ENTRÂNCIA FINAL S POPULAÇÃO 1 CASCAVEL 301.898 3 0,810 Oeste 2 FOZ DO IGUAÇU 276.929 2 0,788 Oeste 3 GUARAPUAVA 205.618 5

Leia mais

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE RESOLUÇÃO SESA Nº 177/2015 (Publicada no Diário Oficial do Estado nº 9452, de 15/05/15) Autoriza o repasse do Fundo Estadual de Saúde para os Fundos Municipais de Saúde, destinado ao Incentivo Financeiro

Leia mais

Educação Indígena no Paraná 2013. Educação Indígena no Paraná 2013

Educação Indígena no Paraná 2013. Educação Indígena no Paraná 2013 Curitiba Boletim PR, n. Resultados 8, out. 204, do p. Censo -6. Escolar Curitiba, n.8, out. 204, p. - Educação Indígena no Paraná 203 Educação Indígena no Paraná 203 A Educação Indígena é ofertada na rede

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem.

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem 1º Semestre 2013 O Cadastur Registro Hotel, Hotel histórico, hotel de lazer/resort,

Leia mais

SÍNTESE: PESQUISA DE MEIOS DE HOSPEDAGEM IBGE

SÍNTESE: PESQUISA DE MEIOS DE HOSPEDAGEM IBGE SÍNTESE: PESQUISA DE MEIOS DE HOSPEDAGEM IBGE Divisão de Informações e Estudos Estratégicos do Turismo Secretaria do Turismo Governo do Estado do Rio Grande do Sul Agosto 2013 EQUIPE TÉCNICA Governador

Leia mais

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2008 PROTOCOLO Nº 46212.002775/2006-29

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2008 PROTOCOLO Nº 46212.002775/2006-29 CATEGORIA ECONÔMICA TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2008 PROTOCOLO Nº 46212.002775/2006-29 SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E SIMILARES, DE APARELHOS DE

Leia mais

CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS

CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO

DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DIEE: GUIA MEIOS DE HOSPEDAGEM RS Porto Alegre Agosto, 2012 FICHA TÉCNICA Diretora do Departamento de Desenvolvimento do Turismo Maria

Leia mais

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 1: Implementação do Sistema Nacional de Cultura Sub-eixo: Fortalecimento e Operacionalização dos Sistemas de Financiamento Píblico

Leia mais

Apoio: Março de 2010. Realização:

Apoio: Março de 2010. Realização: Panorama do Setor de Software e Serviços de TI do Paraná Relatório Final Apoio: Março de 2010 Realização: 1 Sumário 1 Introdução 04 Parte I - Caracterização das Empresas de Software no Brasil, Sul, Paraná

Leia mais

158009.452014.15642.4430.307724116.259

158009.452014.15642.4430.307724116.259 158009.452014.15642.4430.307724116.259 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00045/2014

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ÁRBITROS ESCALA DE ÁRBITROS Nº MÊS MAIO 2012

DEPARTAMENTO DE ÁRBITROS ESCALA DE ÁRBITROS Nº MÊS MAIO 2012 DEPARTAMENTO DE ÁRBITROS ESCALA DE ÁRBITROS Nº MÊS MAIO 2012 EVENTO JOGOS ESCOLARES FASE REGIONAL CATEGORIA ÓRGÃO SEES PERÍODO MUNICIPIO SEDE JANDAIA DO SUL PARANÁ HOSPEDAGEM ALOJAMENTO/ LEVAR ROUPA DE

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 100, DE 16 DE JUNHO DE 2011

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 100, DE 16 DE JUNHO DE 2011 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 100, DE 16 DE JUNHO DE 2011 Institui o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass), estabelece os critérios de classificação destes, cria o Conselho

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO I

AVISO DE RETIFICAÇÃO I AVISO DE RETIFICAÇÃO I EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 487/2013 O SESI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna pública RETIFICAÇÃO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme segue:

Leia mais

O ISS dos Serviços de Hospedagem

O ISS dos Serviços de Hospedagem O ISS dos Serviços de Hospedagem Definição de Hospedagem A Lei Federal n. 11.771/2008, que dispõe sobre a Política Nacional de Turismo, define como meios de hospedagem os empreendimentos ou estabelecimentos,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED EDITAL N.º 166/2012-GS/SEED O Diretor-Geral da Secretaria de Estado da Educação, no uso das atribuições que lhe confere a Resolução n.º 334/2011 SEED/GS, de 14/02/2011, resolve TORNAR PÚBLICO o presente

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO FÍSICA: DA UNIVERSIDADE À COMUNIDADE - 12 ANOS DE RELAÇÕES COM A COMUNIDADE

PROJETO DE EXTENSÃO FÍSICA: DA UNIVERSIDADE À COMUNIDADE - 12 ANOS DE RELAÇÕES COM A COMUNIDADE PROJETO DE EXTENSÃO FÍSICA: DA UNIVERSIDADE À COMUNIDADE - 12 ANOS DE RELAÇÕES COM A COMUNIDADE Extensión, docencia e investigación Silvio Luiz Rutz da Silva, Dr. (1) ; Luiz Antônio Bastos Bernardes, Dr.

Leia mais

REPARAÇÃO DE VEÍCULOS

REPARAÇÃO DE VEÍCULOS REPARAÇÃO DE VEÍCULOS SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Aprendiz de Automotiva SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Atualização para Operadores de

Leia mais

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ 2 ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ O papel da FAEP é defender ações que promovam o desenvolvimento do agronegócio, dentro

Leia mais

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 4: Cultura e Desenvolvimento Sub-eixo: Fomento à Criação / Produção, Difusão / Distribuição / Comercialização e Consumo / Fruição

Leia mais

Ministério dos Transportes PNLT - Plano Nacional de Logística e Transportes Portfólio dos Projetos por Unidades da Federação - Versão 2011 Paraná

Ministério dos Transportes PNLT - Plano Nacional de Logística e Transportes Portfólio dos Projetos por Unidades da Federação - Versão 2011 Paraná Ministério dos s Curitiba/ (Bacacheri) - Infraero Curitiba/ (Bacacheri) - Infraero Construção/Melhorias Planejado 1.269 N.A. Pós 2015 Curitiba/ (Internacional Afonso Pena) - Infraero Curitiba/ (Internacional

Leia mais

CAMPUS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ - IFPR DIREÇÃO GERAL - CAMPUS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

CAMPUS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ - IFPR DIREÇÃO GERAL - CAMPUS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CAMPUS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ - IFPR DIREÇÃO GERAL - CAMPUS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL Nº 023/2012 - SELEÇÃO PARA TUTORES PRESENCIAIS O Diretor Geral do Campus Educação a Distância,

Leia mais

O que? Quando? E por quem? Uma investigação sobre o ensino de IHC nas universidades públicas do Estado do Paraná

O que? Quando? E por quem? Uma investigação sobre o ensino de IHC nas universidades públicas do Estado do Paraná III Workshop sobre Ensino de IHC Cuiabá 05/11/2012 IHC 12 O que? Quando? E por quem? Uma investigação sobre o ensino de IHC nas universidades públicas do Estado do Paraná Sílvia Amélia Bim e Clodis Boscarioli

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos ANEXO I PARTE INTEGRANTE DO EDITAL Nº 128/2006 DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR NRE - NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO T.V. Total de Vagas A.D. Afro-descendentes V.U. Vagas Universais P.D. Pessoas com Deficiência

Leia mais

Av. Cândido de Abreu, 200 Centro Cívico CEP 80530-902 41 3271-9000 Curitiba - Paraná www.pr.senai..br. Metalmecânica

Av. Cândido de Abreu, 200 Centro Cívico CEP 80530-902 41 3271-9000 Curitiba - Paraná www.pr.senai..br. Metalmecânica Metalmecânica SENAI - ARAUCÁRIA Aperfeiçoamento em Metrologia Aperfeiçoamento em Processos de Soldagem Aperfeiçoamento em Soldagem de Tubulação Aprimoramento em Mecânica de Montagem Industrial Capacitação

Leia mais

ISSN 2316-7602. Revista do Sistema de Avaliação Rede Estadual. Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná

ISSN 2316-7602. Revista do Sistema de Avaliação Rede Estadual. Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná ISSN 2316-7602 Revista do Sistema de Avaliação Rede Estadual Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná GOVERNO DO PARANÁ BETO RICHA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PAULO AFONSO SCHMIDT DIRETORIA

Leia mais

VEJA COMO USAR SEU CARTÃO DE DESCONTOS Você poderá usar o seu Cartão de Descontos quantas vezes precisar desde que o mesmo esteja dentro da validade,

VEJA COMO USAR SEU CARTÃO DE DESCONTOS Você poderá usar o seu Cartão de Descontos quantas vezes precisar desde que o mesmo esteja dentro da validade, VEJA COMO USAR SEU CARTÃO DE DESCONTOS Você poderá usar o seu Cartão de Descontos quantas vezes precisar desde que o mesmo esteja dentro da validade, cartões com datas vencidas não são aceitos e ficam

Leia mais

IMPACTO DO CENSO DE 2010 NO FPM DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ EM 2011

IMPACTO DO CENSO DE 2010 NO FPM DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ EM 2011 ESTUDO IMPACTO DO CENSO DE NO DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ EM Marcos Tadeu Napoleão de Souza Consultor Legislativo da Área IV Finanças Públicas ESTUDO AGOSTO/ Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria

Leia mais

Rede de Descontos Hotéis - Curitiba

Rede de Descontos Hotéis - Curitiba BONITO - MS HOTEL REFÚGIO Rua Nossa Senhora da Penha, 366 - Centro - Fone: (67) 3255 1570 e-mail: hotelrefugio@hotelrefugio.com.br - site: www.hotelrefugio.com.br Alta Temporada Baixa Temporada Standard

Leia mais

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PAPEL E CELULOSE SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Desenvolvendo

Leia mais

BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 460/95

BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 460/95 BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 460/95 INSTITUI O PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO A CONSTRUÇÃO OU AMPLIA- ÇÃO DE EDIFICAÇÃO COM FINALIDADE HOTELEIRA,

Leia mais

BOLETIM DO TURISMO PARNANGUARA 2/2012

BOLETIM DO TURISMO PARNANGUARA 2/2012 OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE PARANAGUÁ BOLETIM DO TURISMO PARNANGUARA 2/2012 TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA PERFIL DOS HÓSPEDES EM MEIOS DE HÓPEDAGEM CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS ESTAÇÃO FERROVIÁRIA

Leia mais

IGPs Indicadores de Gestão Pública Como usá-los na prática. osbrasil.org.br

IGPs Indicadores de Gestão Pública Como usá-los na prática. osbrasil.org.br IGPs Indicadores de Gestão Pública Como usá-los na prática Objetivo Os Indicadores Sociais são ferramentas que podem contribuir significativamente para uma boa atuação dos Observatórios nas esferas de

Leia mais

A INSUFICIÊNCIA DE RENDA NOS DOMICÍLIOS PARANAENSES

A INSUFICIÊNCIA DE RENDA NOS DOMICÍLIOS PARANAENSES Nº 11 - MAIO 2011 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ Carlos Alberto Richa Governador SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO GERAL Cassio Taniguchi Secretário INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

Leia mais

CIDADE SEDE. Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória.

CIDADE SEDE. Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava Irati Paulo Frontin* Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória. PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 3: Cidadania e Direitos Culturais Sub-eixo: Valorização e Fomento das Iniciativas Culturais Locais e Articulação em Rede PROPOSTAS

Leia mais

Plano de Implantação TMS Protheus

Plano de Implantação TMS Protheus Plano de Implantação TMS Protheus 09/07/2015 T.I. EPC Sumário 1 Palavras reservadas... 3 2 Objetivo do Plano de Implantação... 4 3 Procedimento de Implantação... 4 4 Consultores de Implantação... 4 5 Material

Leia mais

Rede de Descontos Hotéis - Curitiba

Rede de Descontos Hotéis - Curitiba Rede de Descontos Hotéis - Curitiba BANDEIRANTES - PR PALACE HOTEL Rua Euripedes Rodrigues, 625 - Centro - Fone: (43) 3542-2000 Apto. Standard (Válido 15/Ago 2013) Apto. Luxo (Válido 15/Ago 2013). Criança

Leia mais

Projeto Ler e Pensar

Projeto Ler e Pensar Projeto Ler e Pensar Mostra Local de: Cascavel Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Cidade: Agudos do Sul Almirante Tamandaré Apucarana

Leia mais