MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA OPERADOR E CATÁLOGO DE PEÇAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA OPERADOR E CATÁLOGO DE PEÇAS"

Transcrição

1 MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA OPERADOR E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA MCP25-Z Série

2 CERTIFICADO DE GARANTIA 1) Este equipamento tem garantia de seis (6) meses, a partir da data do certificado de entrega técnica e inspeção. Esta garantia não terá validade se a primeira via deste certificado não for enviada para a fábrica, totalmente preenchida pelo revendedor e assinado pelo comprador. 2) Os componentes comprados no mercado, não são objetos desta garantia, entretanto a SANTA IZABEL se compromete a encaminhar aos respectivos fabricantes, as peças que apresentarem defeito. 3) A responsabilidade da fábrica, na garantia, é a reposição da peça danificada, sem custo, posto fábrica em São João da Boa Vista, Estado de São Paulo. 4) As peças que apresentarem defeito, no uso normal do equipamento, durante o período de garantia, deverão ser enviadas ao seu revendedor, para avaliação, com todas as informações contidas na ficha de entrega técnica e inspeção, fixa no manual de instruções, principalmente o n. de série do equipamento e a data da entrega técnica. 5) As despesas com a mão-de-obra e transporte para atendimento de assistência técnica no período de garantia, são de responsabilidade do revendedor de origem. Caso a garantia seja negada, estas despesas são de responsabilidade do proprietário. 6) A garantia tornar-se-á nula, quando for constatado que: 6.1) O DEFEITO OU QUEBRA FOR RESULTADO DE USO INADEQUADO OU EM TERRENOS IMPRÓPRIOS. 6.2) DEFEITOS OU QUEBRAS RESULTANTES DE ACIDENTES OPERACIONAIS TAIS COMO: PEDRAS, TOCOS, BURACOS, ETC., ENCONTRADOS DURANTE O TRABALHO. 6.3) INOBSERVÂNCIA DAS INSTRUÇÕES DE MANUTENÇÃO. 6.4) IMPERÍCIA OU INEXPERIÊNCIA DO OPERADOR. 6.5) O EQUIPAMENTO SOFREU REPAROS, MODIFICAÇÕES OU MONTAGEM POR OFICINA NÃO AUTORIZADA. 7) A ocorrência de defeitos de fabricação no período de garantia, não constitui motivo para rescisão de contrato de compra ou financiamento, ou ainda prorrogação de datas de pagamento das prestações. 8) Esta garantia não cobre danos cessantes e não é motivo para indenizações de quaisquer natureza. 9) A empresa reserva o direito de introduzir modificações em seus equipamentos, sem a obrigação de modificar os anteriormente vendidos. SANTA IZABEL Implementos Agrícolas Ltda.

3 CERTIFICADO DE ENTREGA TÉCNICA E INSPEÇÃO ROÇADEIRA NOME DO EQUIPAMENTO... MODELO... NÚMERO DE SÉRIE...ANO DE FABRICAÇÃO... NOME DO COMPRADOR... RUA...N.... CIDADE...EST...CEP... REVENDEDOR... RUA...N.... CIDADE...EST...CEP... NOTA FISCAL N....DATA.../.../... Declaro ter recebido este equipamento em perfeitas condições de funcionamento, juntamente com o respectivo Manual de Instruções. Declaro ainda que estou de acordo com os termos do CERTIFICADO DE GARANTIA contido neste manual..../.../ Proprietário 1ª Via (Fabricante) - 2ª Via (Revenda) - 3ª Via (Comprador)

4

5 CERTIFICADO DE ENTREGA TÉCNICA E INSPEÇÃO ROÇADEIRA NOME DO EQUIPAMENTO... MODELO... NÚMERO DE SÉRIE...ANO DE FABRICAÇÃO... NOME DO COMPRADOR... RUA...N.... CIDADE...EST...CEP... REVENDEDOR... RUA...N.... CIDADE...EST...CEP... NOTA FISCAL N....DATA.../.../... Declaro ter recebido este equipamento em perfeitas condições de funcionamento, juntamente com o respectivo Manual de Instruções. Declaro ainda que estou de acordo com os termos do CERTIFICADO DE GARANTIA contido neste manual..../.../ Proprietário 1ª Via (Fabricante) - 2ª Via (Revenda) - 3ª Via (Comprador)

6

7 CERTIFICADO DE ENTREGA TÉCNICA E INSPEÇÃO ROÇADEIRA NOME DO EQUIPAMENTO... MODELO... NÚMERO DE SÉRIE...ANO DE FABRICAÇÃO... NOME DO COMPRADOR... RUA...N.... CIDADE...EST...CEP... REVENDEDOR... RUA...N.... CIDADE...EST...CEP... NOTA FISCAL N....DATA.../.../... Declaro ter recebido este equipamento em perfeitas condições de funcionamento, juntamente com o respectivo Manual de Instruções. Declaro ainda que estou de acordo com os termos do CERTIFICADO DE GARANTIA contido neste manual..../.../ Proprietário 1ª Via (Fabricante) - 2ª Via (Revenda) - 3ª Via (Comprador)

8 6 ROÇADEIRA SANTA IZABEL - MCP25-Z 0.0) SUMÁRIO: 1.0) Apresentação 2.0) Histórico 3.0) Preparo do trator para acoplar o equipamento 4.0) Acoplamento do equipamento ao trator 5.0) Operação 6.0) Manutenção 7.0) Recomendações Especiais 8.0) Peças de Reposição 1.0) APRESENTAÇÃO: 1.1) Este equipamento foi fabricado com materiais de acordo com a resistência solicitada no trabalho e adequada para cada peça do equipamento. Toda mão-de-obra utilizada na fabricação é especializada e devidamente treinada para cada tipo de serviço. 1.2) O projeto atual deste equipamento é o resultado de longos anos de experiência e desenvolvimento tecnológico no campo. 1.3) Os equipamentos são montados total ou parcialmente para entrega aos revendedores. É obrigação dos mesmos a revisão, montagem quando necessário, lubrificação e entrega técnica do equipamento funcionando perfeitamente. Ao assinar o termo de entrega técnica, preste muita atenção e exija tudo o que for necessário para operar o mesmo com segurança e dentro de sua expectativa de produtividade. 1.4) Todos os requisitos de manutenção e segurança, devem ser minuciosamente explicados pelo revendedor. Exija isto, é o seu direito e é um prérequisito da garantia. 1.5) Toda necessidade de assistência técnica deve ser solicitada ao revendedor, que o atenderá prontamente. 1.6) Reiteramos a importância da leitura detalhada deste manual e passar para seu tratorista uma cópia do mesmo e ou esclarecer todas as suas dúvidas. 1.7) Agradecemos a sua preferência pela compra de nosso equipamento e esperamos que outros equipamentos SANTA IZABEL venham incorporar seu patrimônio, que temos certeza, sempre estará aumentando. Este símbolo indicará, no manual e no equipamento, um sinal de alerta para requisitos especiais de atenção e providências de segurança. 2.0) HISTÓRICO: A Roçadeira Santa Izabel é um equipamento agrícola desenvolvido para utilização em serviços de roçada, limpeza de pomares, cafezais, margens de estradas e cercas, restauração de pastagens, gramados de jardins, campos desportivos e trabalhos similares.

9 Com a simples modificação do acoplamento, ela funciona centralizada com o trator ou deslocada do centro para roçar embaixo de pés de café, de laranja ou qualquer outro arbusto. As instruções contidas neste manual asseguram a melhor utilização da roçadeira para se obter o maior rendimento do trabalho e garantindo a maior vida útil. IMPORTANTE: Como no trabalho da roçadeira está presente elementos giratórios, como os cardans e as facas de corte, ela é um equipamento de operação altamente perigosa. Nunca opere com pessoas por perto. Todos os modelos são fornecidos em duas versões de transmissão: - Com correia: onde estas absorvem qualquer esforço que possa ocorrer entre as facas e a transmissão do trator, tais como: tocos, pedras ou embuchamento das facas onde estas ficam travadas. - Com transmissão direta e limitador de torque entre o cardan e a caixa de engrenagens: neste caso é o limitador que vai absorver o esforço entre as facas e a transmissão. Ele trabalha com dois discos de fricção, comprimidos por molas reguláveis que patinarão quando houver um esforço acima do normal. 3.0) PREPARO DO TRATOR PARA ACOPLAMENTO DA ROÇADEIRA Não é necessário requisitos especiais para acoplar a roçadeira. É aconselhável que o trator trabalhe com os contra-pesos dianteiros, conforme recomendações do fabricante do trator. ATENÇÃO: Lado esquerdo e lado direito, refere-se ao tratorista sentado no assento do trator. 4.0) ACOPLAMENTO DO EQUIPAMENTO AO TRATOR 4.1) Este equipamento é de levante hidráulico. 4.2) O equipamento deverá estar em terreno plano e na posição que permita o acoplamento mais facilmente. 4.3) Dirija o trator em marcha-ré, em reduzida e com baixa aceleração de encontro ao equipamento. 4.4) Os braços inferiores deverão estar baixados e o terceiro ponto levantado. ATENÇÃO: Comece o acoplamento sempre com o braço esquerdo ) Quando estiver próximo ao equipamento, acione a alavanca do controle hidráulico até alinhar a esfera do braço inferior esquerdo com os furos do equipamento. Coloque o pino e sua trava de segurança. 4.6) O próximo engate deve ser o terceiro ponto na torre. Como ele é extensível,

10 8 esta operação será bem fácil. Coloque o pino e sua trava de segurança, fixando assim o terceiro ponto à torre. 4.7) Por último engate o braço inferior direito ao equipamento. Para esta operação, utilize a manivela do braço inferior direito, até alinhar a esfera do braço com o furo do equipamento. Para completar o alinhamento no sentido horizontal, atue no terceiro ponto, trazendo ou afastamento o equipamento do trator. Se esta operação estiver muito difícil, movimente o trator para frente ou para trás, o necessário para o acoplamento. Coloque o pino e sua trava de segurança. 4.8) Nivelamento Transversal: Uma vez acoplado acione o hidráulico para levantar o equipamento mais ou menos 30 cm do solo para verificar o nivelamento transversal, isto é, a estrutura deverá estar na mesma altura do solo em ambos os lados, as distâncias AB devem ser iguais, ver Fig. 1. Para conseguir esta regulagem acione a manivela do braço inferior direito do trator. Fig ) Centralização do equipamento com o trator: Com uma trena verifique a distância CD do aro interno do pneu traseiro até os braços inferiores. Estas distâncias deverão ser iguais. Para conseguir isto acione os estabilizadores dos braços inferiores. Esta operação deverá ser efetuada com o equipamento totalmente levantado. 4.10) Nivelamento longitudinal: Com o equipamento levantado, a parte traseira e a parte dianteira deverá estar na mesma altura do solo. Para conseguir esta operação acione o terceiro ponto do trator, encurtando-o ou alongando-o, ver Fig ) Montagem do cardan: Como os braços inferiores dos diferentes tratores não são iguais, o comprimento A do cardan está dimensionado para o maior, portanto na primeira montagem pode ser necessário fazer uma ajustagem em seu comprimento. Para isso, acione o hidráulico, levantando e abaixando a roçadeira para determinar a posição da menor distância entre a tomada de força e o redutor. Nesta posição, retire as partes macho e fêmea do cardan e acople separadamente cada uma na tomada de força e no redutor. Alinhe as duas partes por fora, verificando os comprimentos que devem estar com 5 a 7cm de folga em ambos os lados, como mostra a

11 figura 2. Caso seja necessário, marcar e cortar um pedaço de cada lado para manter a folga acima indicada. O acoplamento correto das duas partes do cardan deve ser como indicado na fig. 2, isto é, os garfos do cardan na parte do meio devem estar na mesma posição. 5 a 7 cm A 9 5 a 7 cm ATENÇÃO: Toda vez que trocar de trator, principalmente de marcas diferentes, deverá ser verificado o comprimento do cardan. 4.12) Limitador de torque: (Para os modelos com transmissão direta, sem correia; vide desenho A.Z.). - O limitador de torque de discos é interligado entre o cardan e a caixa de engrenagens da roçadeira. Ele absorve qualquer esforço anormal que pode ocorrer durante o trabalho, evitando a quebra das cruzetas ou componentes do trator. Ela sai de fábrica regulada para trabalho normal, sem muito esforço das facas. Se necessário nova regulagem (o limitador está patinando e as facas não giram), solte as contra-porcas do disco e dê um pequeno aperto nas porcas o que ocasionará maior pressão nas molas. Dirija-se ao campo e experimente trabalhar; se as facas ainda não giram, dê um pouco mais de aperto nas molas. Com poucas tentativas você conseguirá a posição ideal de trabalho, com o disco girando firme e as facas cortando normal. Este limitador é a segurança dos cardans e da transmissão do trator, pois quando se encontrar um obstáculo, como: tocos, pedras, etc, ele patinará evitando a quebra. - Da regulagem correta, dependerá a vida dos cardans, pois ela absorverá todos os esforços anormais que acontecer. Portanto: NUNCA APERTE TOTALMENTE AS MOLAS, pois nesta condição o limitador estará travado e tudo se passa como se ele não existisse. - Ao apertar as porcas para pressionar as molas é importante que todas estejam com a mesma pressão. Isto será conseguido com uma chave de torque, com capacidade de zero a três Kgf-m. Se você não tiver esta chave, verifique a altura das molas que devem estar todas iguais. Está é uma maneira aproximada de dar uma pressão mais ou menos igual em todas as molas. Definido a regulagem do limitador, segure firmemente a porca e com outra chave aperte a contra-porca.

12 10 5.0) OPERAÇÃO Antes de iniciar a operação com a roçadeira é importante que seja feito uma revisão geral, verificando todos os itens abaixo descritos e em especial aos de SEGURANÇA: 5.1) CAIXA DE ENGRENAGENS: Verificar as condições do óleo, principalmente se a roçadeira ficou muito tempo parada e ao tempo, pois pode ter havido uma condensação de umidade no seu interior, o que contamina o óleo com água. Neste caso deverá ser trocado. Em condições normais de trabalho, verificar diariamente se não há algum vazamento no redutor. Se isto acontecer, verificar o nível do óleo, conforme indicado no item de manutenção. 5.2) CORREIAS: Elas devem estar tencionadas o suficiente para não patinar quando em operação normal. Note que as correias são também a segurança de trabalho quando as facas encontram uma grande resistência e travam. Nesta condição as correias patinarão, servindo de alerta para o operador parar, vide fig ) LIMITADOR DE TORQUE: Com decorrer do trabalho se o limitador patinar nos trabalhos pesados e o operador não perceber, os discos se desgastam naturalmente, modificando a regulagem, isto é, ele começará patinar sem muito esforço. Neste caso será necessário proceder a uma nova regulagem. 5.4) ALTURA DE CORTE: É definida através da roda guia ou das sapatas laterais. Esta regulagem deve ser de no mínimo 4 cm das lâminas de corte ao solo. 5.5) ROTAÇÃO DAS FACAS: Durante a operação, a rotação da tomada de força deve ser de 540 rpm e constante, sem variação. Para isso consulte o manual do trator para saber qual a rotação do motor que corresponderá pelas 540 rpm da tomada de força. 5.6) CONDIÇÕES DO TRABALHO: Escolha a marcha do trator mais adequada para o trabalho, isto é, se for roçar uma capoeira fechada utilize uma marcha reduzida e regule para uma altura acima de 30 cm; se for roçar um pasto ou um gramado, pode trabalhar em marcha simples e baixa altura de corte. ATENÇÃO: Muito cuidado com depressões do terreno, tocos, pedras ou qualquer outro tipo de irregularidade do local, pois poderá ocorrer acidentes graves com o equipamento, principalmente a quebra das facas.

13 5.7) DESLOCAMENTO LATERAL: Pomares, cafezais e outros tipos de cultura permanente deverá ser montada a roçadeira deslocada lateralmente, permitindo assim a roçada em baixo dos pés das árvores. Nas Roçadeiras SANTA IZABEL não é necessário fazer nenhuma alteração, basta apenas mudar a posição do engate do trator. 5.8) SEGURANÇA: Se você estiver trabalhando com a roçadeira e perceber a aproximação de uma pessoa, pare o trabalho até que a pessoa passe ou chegue até você. Caso contrário o risco de um acidente por arremesso de pedaços de madeira ou qualquer outro objeto é muito grande, podendo até ser fatal. 6.0) MANUTENÇÃO: A manutenção e inspeção do equipamento, somente poderá ser executado por funcionário devidamente qualificado e credenciado pela empresa. NR ) MECÂNICA - CORREIAS: Verificar diariamente a tensão das mesmas. O normal deve ser de 1cm a deflexão ao comprimi-la no centro ver fig. 3. As correias, quando necessário, devem ser todas substituídas, mesmo ao arrebentar uma só. Ao comprá-las verifique se são da mesma marca e mesma série. - PORCAS E PARAFUSOS: Uma vez por semana deverá ser reapertado todas porcas e parafusos. As porcas das facas devem ser verificadas diariamente. - REDUTOR: Recomendamos que sua desmontagem seja feita por mecânico especializado. - FACAS: Mantê-las sempre bem afiadas para aumentar o rendimento do trabalho com um serviço bem feito. A substituição das facas deve ser aos pares, pois uma faca nova e outra desgastada provocará vibração no conjunto todo, dificultando o trabalho. Mesmo nas facas novas verificar que a diferença de peso entre elas é no máximo de 120 gramas. 6.2) LUBRIFICAÇÃO - REDUTOR: Em condições normais de trabalho (contínuo) o óleo deve ser trocado a cada 500 horas. ATENÇÃO: se a roçadeira ficar parada por longo período e ao tempo, pode ocorrer uma condensação de água dentro da caixa, o que contaminará o óleo; neste caso deverá ser trocado independentemente do tempo de uso. Verificar diariamente se não há vazamento. Se isto ocorrer, verificar o nível diariamente e repor o óleo faltante até corrigir o vazamento. - CARDANS E MANCAIS (fig. 4, 5 e 6): Devem ser lubrificados diariamente. Antes de iniciar a lubrificação, limpe muito bem as engraxadeiras com um pano limpo para evitar que a nova graxa empurre poeira para dentro dos rolamentos ou buchas. Se alguma engraxadeira estiver entupida, retire-a para limpar ou substitua a mesma. 11

14 12

15 13 TABELA DE ÓLEOS RECOMENDADOS E SEUS FABRICANTES SHELL - SPIRAX HD 90 PETROBRAS - LUBRAX TRM-5 SAE 90 ESSO - GEAR OIL GX 90 IPIRANGA - IPIRGEROL SP 90 MÓBIL - MOBILUBE HD 90 TEXACO - MULTIGEAR LUBRICANT EP 90 ATLANTIC - ULTRAGEAR OIL SAE 90 BARDAHL - MAXLUB G/P CASTROL - HYPOY EP 90 TABELA DE GRAXAS RECOMENDADAS E SEUS FABRICANTES SHELL - ALVANIA EP 2 PETROBRAS - LUBRAX INDL. GMA 2 EP ESSO - BEACON EP 2 IPIRANGA - ISAFLEX EP 2 MÓBIL - MOBILUX EP 2 TEXACO - MULTIFAK EP 2 ATLANTIC - LITHOLINE EP 2 BARDAHL - MAXLUB G/P CASTROL - EPL GREASE ATENÇÃO: Não se deve misturar óleos ou graxas de fabricantes diferentes. Escolha a marca de sua preferência e não mude freqüentemente. 7.0) CUIDADOS ESPECIAIS 7.1) A Roçadeira SANTA IZABEL somente deverá ser operada por pessoas capacitadas e depois de ter o completo conhecimento do manual de operações. O manejo incorreto poderá resultar em acidentes graves ou fatais. 7.2) Verifique sempre os pinos e contra-pinos, protetores do cardan, correias e principalmente as facas, todos deverão estar ajustados adequadamente. 7.3) Não inicie a operação com a roçadeira SANTA IZABEL quando pessoas estiverem próximas ao trator. 7.4) A roçadeira SANTA IZABEL quando em funcionamento, poderá arremessar pedras, fragmentos de madeira e outros objetos, podendo provocar acidentes graves ou fatais. 7.5) Ao operar a roçadeira SANTA IZABEL próximo a residências, barracões, veículos, rodovias e principalmente pessoas, providencie antes, demarcações, telas protetoras ou a retirada das pessoas do local. 7.6) Evite manobras com a roçadeira SANTA IZABEL com o hidráulico muito elevado. Isto poderá desalinhar o cardan vindo a danificá-lo. 7.7) Em caso de emergência, desligue a tomada de força e pare o trator. 7.8) Somente transporte a roçadeira SANTA IZABEL desligada. 7.9) Não permita que pessoas fiquem sobre a roçadeira SANTA IZABEL em hipótese alguma, bem como não utilize-a como plataforma de transporte. 7.10) Não se aproxime da roçadeira SANTA IZABEL imediatamente após desligar a tomada de força, pois ela é dotada de um sistema de giro livre e as facas permanecem em movimento por mais alguns minutos. 7.11) Ao realizar manutenção na parte inferior da roçadeira, proceda da seguinte maneira:

16 14 - acione a embreagem e desligue a tomada de força. - estacione o trator em lugar apropriado. - espere a parada total das facas e calce a roçadeira mantendo-a erguida. - retire a chave de partida do trator e use o freio de estacionamento. 8.0) PEÇAS DE REPOSIÇÃO 8.1) Montagem da Roçadeira (ver desenhos G.Z e H.Z) 8.1.1) A Roçadeira SANTA IZABEL é fornecida completamente montada para o mercado interno ) Para exportação, ou para facilitar o transporte, a montagem é parcial em subconjuntos conforme abaixo indicados: ) Conjunto da estrutura principal, pos ) Conjunto redutor, pos. 16; e suporte, pos. 12 ou pos ) Conjunto da torre, pos. 5, 6 e 7 ou pos. 5, 6 e ) Conjunto do cardan, pos. 11 ou ) Conjunto da roda guia, pos. 24 ou ) ATENÇÃO: O redutor é fornecido com óleo de acordo com o item de manutenção do manual do operador. Antes de iniciar a operação pela primeira vez, retirar o respiro e verificar o nível de óleo (ver desenhos GZ e HZ). 8.2) Especificações Técnicas 8.2.1) Sistema de Transmissão: ) Por correias em V e caixa de engrenagem com dentes helicoidais, com sistema de giro livre, permitindo que as lâminas girem livremente sem empurrar o trator para frente ) Por limitador de torque e caixa de engrenagem direto sobre o eixo das facas ) Estrutura: Em perfil L resistente, tendo como característica principal a colocação dos reforços na parte superior do chassi, permitindo que a parte inferior fique livre, melhorando o desempenho das lâminas. As chapas de fechamento são ponteadas na estrutura permitindo uma fácil reposição ) Cardan: Com dispositivo de segurança (capa protetora), para diminuir os riscos de acidentes ) Roda Traseira: De aço, com regulagem da altura de corte ) Patins Laterais: Deslizantes e chapa de desgaste substituíveis. 9.0) PEÇAS DE REPOSIÇÃO 9.1) Havendo necessidade de substituir qualquer componente de sua Roçadeira, localize nos desenhos das páginas seguintes qual o Número da Peça desejada. 9.2) Na primeira folha deste catálogo indique: - O modelo de sua roçadeira.

17 - O número de Série da roçadeira. - O Ano de Fabricação. Fornecendo todas informações acima indicadas, com certeza você receberá a peça correta. Se faltar algum desses dados ficará muito difícil garantir o envio da peça correta. Em caso de dúvida o seu revendedor saberá como providenciar o pedido da peça. 15 ANOTAÇÕES:

18 AZ

19 AZ 17

20 AA

21 19 RESPIRO MARCA DO NÍVEL GZ

22 20 MARCA DO NÍVEL RESPIRO HZ

23 RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA 1) Somente pessoas que possuem o completo conhecimento do trator e dos equipamentos SANTA IZABEL, de acordo com os manuais de operação e ou com as normas técnicas oficiais vigentes, devem conduzi-los. O manejo incorreto poderá resultar em acidentes graves ou fatais (NR ). 2) Para engatar os equipamentos SANTA IZABEL, faça manobras com o trator em marcha lenta, em local espaçoso e esteja preparado para acionar os freios. 3) O motor do trator não deve funcionar em locais fechados sem arejamento, devido à toxidade dos gases expelidos. 4) Faça todos os lastreamentos necessários para tracionar equipamentos que os exijam, para operações seguras. 5) Em operações com trator parado, trave os freios de estacionamento e calce as rodas. O operador não pode se afastar de perto do equipamento, enquanto ele estiver em funcionamento (NR ). 6) Todas as peças móveis, como correias, polias, engrenagens, etc. merecem cuidados especiais. 7) Vista roupas e calçados adequados para operar com tratores e equipamentos SANTA IZABEL. Não use paletó ou camisas soltas, principalmente próximo a partes giratórias. 8) Não permita que outras pessoas acompanhem o operador, no trator ou no equipamento. 9) Não efetue regulagens com o equipamento SANTA IZABEL em funcionamento, principalmente aqueles que possuem elementos giratórios. Inspeção, reparos, limpeza e ajustes, só podem ser executados com o equipamento desligado (PARADO) (NR ). 10) Não permita que crianças brinquem sobre, ou próximo ao equipamento SANTA IZABEL em operação, em transporte ou estacionado. 11) A velocidade de operação deve ser cuidadosamente selecionada. 12) Em terrenos inclinados, mantenha a estabilidade do trator sob controle. Se ocorrer início de desequilíbrio, abaixe a aceleração e não levante o equipamento SANTA IZABEL do solo, até que a situação se normalize. 13) As mangueiras dos equipamentos SANTA IZABEL de controle hidráulico, devem ser desconectadas com a pressão do óleo aliviada. Para isso, após parar o trator com o equipamento em local adequado, desligue o motor do trator e acione a alavanca do comando nos dois sentidos, que a pressão se aliviará. 14) Não verifique vazamentos nos circuitos hidráulicos com as mãos; a alta pressão pode provocar lesões; use luvas adequadas. 15) No término do trabalho, os equipamentos SANTA IZABEL, podem ser desengatados e devidamente apoiados no solo ou sobre cavaletes, não devendo ficar suspensos pelo hidráulico do trator. 16) Não transite em rodovias ou estradas pavimentadas, principalmente à noite. Lembre-se, trator é máquina agrícola. Se necessário em pequenos percursos, utilize sinais de alerta e esteja com os faróis e lanternas devidamente acesas. 17) Os equipamentos agrícolas SANTA IZABEL, tais como grades, arados, e outros que possuem elementos ativos e afiados, com bordas cortantes, oferecem riscos de acidentes, mesmo quando não estão operando. Portanto estes devem ser mantidos em local apropriado, devidamente apoiados no solo e impedindo-se o acesso de crianças e pessoas alheias ao manuseio dos mesmos. 18) Para estacionar o trator, desligue o motor, retire a chave do contato, neutralize a ação dos comandos hidráulicos e aplique o freio de estacionamento. SANTA IZABEL Implementos Agrícolas Ltda.

24 SANTA IZABEL Implementos Agrícolas Ltda. Av. Dolores Martins Rubinho, Parque Industrial II CEP São João da Boa Vista - SP Tel./Fax: (19) / Grass (19)

Manual de Instruções RP - RPCO 1300/1500/1700 ROÇADEIRA PICCIN

Manual de Instruções RP - RPCO 1300/1500/1700 ROÇADEIRA PICCIN Manual de Instruções RP - RPCO 1300/1500/1700 ROÇADEIRA PICCIN ÍNDICE Apresentação...02 Normas de Segurança... 03 Componentes... 06 Especificações Técnicas... 06 Engate...08 Regulagens... 09 Manutenção...

Leia mais

ÍNDICE. 01 - Normas de Segurança... 02 - Componentes... 03 - Especificação Técnicas... 04 - Montagem... 05 - Engate... 06 - Regulagens e Operações...

ÍNDICE. 01 - Normas de Segurança... 02 - Componentes... 03 - Especificação Técnicas... 04 - Montagem... 05 - Engate... 06 - Regulagens e Operações... INTRODUÇÃO Agradecemos a preferência e queremos parabenizá-lo pela excelente escolha que acaba de fazer, ao adquirir um produto Baldan fabricado com a tecnologia AGRI-TILLAGE DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES GTS 160 / GTS-H / CCT 200 / CCT-H / GT-H GARFO TRASEIRO DE SILAGEM HIDRÁULICO CAÇAMBA CARREGADEIRA TRASEIRA HIDRÁULICA GUINCHO TRASEIRO HIDRÁULICO - Apresentação - Certificado de garantia

Leia mais

Manual de Instruções e Catálogo de Peças

Manual de Instruções e Catálogo de Peças 1 Manual de Instruções e Catálogo de Peças Mk-GT 800 2 ÍNDICE Apresentação... 03 Normas de Segurança... 04 Componentes... 07 Engate / Montagem... 08 Preparação p/trabalho... 09 Cuidados... 10 Manutenção...11

Leia mais

Maksolo Implementos e Peças Agrícolas Manual Pá Carregadeira. Manual de Instruções e Catálogo de Peças

Maksolo Implementos e Peças Agrícolas Manual Pá Carregadeira. Manual de Instruções e Catálogo de Peças 1 Manual de Instruções e Catálogo de Peças 2 ÍNDICE Apresentação... 03 Normas de Segurança... 04 Componentes... 06 Engate / Regulagens... 07 Operação... 08 Cuidados... 10 Identificação... 11 Certificado

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES PTI / PSI PLAINA TRASEIRA PERFURADOR DE SOLO 01 - Apresentação - Certificado de garantia 02 - Componentes: - Plaina Traseira Inroda - Perfurador de Solo Inroda 03 - Normas de Segurança

Leia mais

ELIMINADOR MECÂNICO DE SOQUEIRAS

ELIMINADOR MECÂNICO DE SOQUEIRAS ELIMINADOR MECÂNICO DE SOQUEIRAS MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE Normas de Segurança 03 Componentes 06 Especificações Técnicas 07 Engate 08 Regulagens 11 Operações 12 Manutenção 13 Limpeza 18 Garantia 19 Identificação

Leia mais

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço VARREDEIRA ZE072 Manual de serviço A varredeira ZE072 foi desenvolvida para trabalhos na construção civil, de manutenção em estradas, ou locais que necessitem o mesmo sistema de remoção de resíduos. Qualquer

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS ALTOSUL INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS LTDA Fone /Fax (47) 3533-5330 Rua Presidente Nereu, 1300 Ituporanga-sc - Cep 88400-000 Sumario Sumario... 1 A Empresa... 2 Contatos... 2

Leia mais

CARRETA BASCULANTE KHOR

CARRETA BASCULANTE KHOR 1 - INTRODUÇÃO Parabéns; você acaba de adquirir um produto KHOR que é resultado de um projeto sofisticado, onde profissionais com anos de experiência dedicaram horas de trabalho e os mais rigorosos teste.

Leia mais

Segurança com retroescavadeira. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Segurança com retroescavadeira. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Segurança com retroescavadeira Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Retroescavadeira Apenas pessoas que possuem o completo conhecimento do trator e dos implementos devem efetuar

Leia mais

ESTE SÍMBOLO DE ALERTA INDICA IMPORTANTES ADVERTÊNCIAS DE SEGURANÇA NESTE MANUAL.

ESTE SÍMBOLO DE ALERTA INDICA IMPORTANTES ADVERTÊNCIAS DE SEGURANÇA NESTE MANUAL. INTRODUÇÃO Agradecemos a preferência e queremos parabenizá-lo pela excelente escolha que acaba de fazer, pois você adquiriu um produto fabricado com a tecnologia BALDAN IMPLEMENTOS AGRICOLAS S/A. Este

Leia mais

ROÇADEIRAS. Manual de Instruções

ROÇADEIRAS. Manual de Instruções ROÇADEIRAS Manual de Instruções PARABÉNS Parabéns por adquirir um implemento com a marca São José Industrial. Temos como missão de trabalho, criar e produzir implementos como este, que garantem benefícios

Leia mais

TEKNIKAO. Balanceadora NK750. Manual de Instruções. São Paulo

TEKNIKAO. Balanceadora NK750. Manual de Instruções. São Paulo Balanceadora Manual de Instruções São Paulo 2013 ÍNDICE Ao Proprietário... 3 Ao Operador... 3 Trabalho com Segurança... 4 Cuidados Especiais... 4 Especificações Técnicas... 6 Dados Técnicos... 6 Dimensões

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200 Manual de Montagem, Operação e Manutenção Aparelho de Levantamento Série B200 Português Índice Página 1 Aplicação e características gerais 1 Aplicação e características gerais 3 1.1 Aplicação 3 1.2 Características

Leia mais

1 - Introdução. Consulte-nos sempre que precisar. IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS JAN S/A

1 - Introdução. Consulte-nos sempre que precisar. IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS JAN S/A 1 - Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir um produto que é resultado de mais de 2 décadas de experiência em máquinas agrícolas, com pleno sucesso. A roçadeira Rotter 225 e 300 é uma máquina versátil,

Leia mais

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção.

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. MODELO: BYG AR 1533 Índice 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. 7. Diagrama elétrico. 8. Diagrama hidráulico. 9. Peças

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES PLAINA HIDRAULICA DIANTEIRA PHD 1150 / 1450 / 1550 / 1850 / 2250 / 3000 150 /450 / 550 / 850 / 1250 1 ACOPLE - Indústria de Implementos Agrícolas Ltda TR 240 s/n Linha Coronel Gervásio.

Leia mais

ÍNDICE. 01 - Normas de Segurança... 02 - Componentes... 03 - Dimensões... 04 - Montagem... 05 - Engate do Distribuidor...

ÍNDICE. 01 - Normas de Segurança... 02 - Componentes... 03 - Dimensões... 04 - Montagem... 05 - Engate do Distribuidor... INTRODUÇÃO Agradecemos a preferência e queremos parabenizá-lo pela excelente escolha que acaba de fazer, pois você adquiriu um produto fabricado com a tecnologia AGRI-TILLAGE DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Leia mais

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas especificas de segurança

Leia mais

Instruções para o Motorista

Instruções para o Motorista Eaton Fuller Heavy Duty Transmissions Instruções para o Motorista Fuller Heavy Duty Transmissions FTS- XX108LL Abril 2009 CUIDADOS Leia completamente as instruções para o motorista antes de operar a transmissão.

Leia mais

Manual do Operador Compactador de solo TV6DF

Manual do Operador Compactador de solo TV6DF Manual do Operador Compactador de solo TV6DF Produto importado e distribuído por: www.ccmdobrasil.com.br - info@ccmdobrasil.com.br CNPJ: 76.068.311/0001-54 Inclui manual em português e certificado de garantia

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES E OPERAÇÃO. DPE Desmontadora de Pneus Elétrica

MANUAL DE INSTRUÇÕES E OPERAÇÃO. DPE Desmontadora de Pneus Elétrica MANUAL DE INSTRUÇÕES E OPERAÇÃO DPE Desmontadora de Pneus Elétrica 01 - Cabeçote Fixador 02 Garras 03 Bicos de Pato Deslocador 04 Haste Móvel 05 Braço Deslocador 06 Trava da Haste Móvel 07 Mola 08 Bico

Leia mais

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis.

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis. 1. Normas de segurança: Aviso! Quando utilizar ferramentas leia atentamente as instruções de segurança. 2. Instruções de segurança: 2.1. Aterramento: Aviso! Verifique se a tomada de força à ser utilizada

Leia mais

6 Manutenção de Tratores Agrícolas

6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6.1 Introdução Desenvolvimento tecnológico do país Modernização da agricultura Abertura de novas fronteiras agrícolas Aumento no uso de MIA Aumento da produtividade Maiores

Leia mais

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento.

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2 Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. Aviso Importante Certifique-se de verificar o nível de óleo como é descrito a seguir: 1. Nível

Leia mais

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO Este manual ajudará você a familiarizar-se com a sua Empilhadeira Manual BYG. Facilitará também, possíveis manutenções periódicas. Recomendamos uma atenção especial para utilização do equipamento, antes

Leia mais

ZJ20U93 Montagem e Operacional

ZJ20U93 Montagem e Operacional www.zoje.com.br ZJ20U93 Montagem e Operacional ÍNDICE 1. Aplicação...2 2. Operação segura...2 3. Cuidados antes da operação...2 4. Lubrificação...2 5. Seleção da agulha e do fio...3 6. A Inserção da agulha...3

Leia mais

FOGÃO ELÉTRICO. Manual de Instruções SIEMSEN. (0xx) 47 255 2000 LINHA DIRETA

FOGÃO ELÉTRICO. Manual de Instruções SIEMSEN. (0xx) 47 255 2000 LINHA DIRETA Manual de Instruções METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Fone: +55 (0 )47 255 2000 - Fax: +55 (0 )47 255 2020 Rua: Anita Garibaldi, nº 262 - Bairro: São Luiz - CP: 52 CEP: 88351-410 - Brusque - Santa Catarina -

Leia mais

Manual de Instruções e Certificado de Garantia SERRA DE FITA SF 1,30 - SF 1,74 - SF 2,55 - SF 2,82 SF 2,82 S - SF 3,15 S

Manual de Instruções e Certificado de Garantia SERRA DE FITA SF 1,30 - SF 1,74 - SF 2,55 - SF 2,82 SF 2,82 S - SF 3,15 S Manual de Instruções e Certificado de Garantia SERRA DE FITA SF 1,30 - SF 1,74 - SF 2,55 - SF 2,82 SF 2,82 S - SF 3,15 S Sumário 1 - Introdução 1.1 - Segurança 1.2 - Principais Componentes 1.3 - Características

Leia mais

Manual de instruções. Rampa de alinhamento

Manual de instruções. Rampa de alinhamento Manual de instruções Rampa de alinhamento Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo de máquinas para auto

Leia mais

DMB - MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS LTDA

DMB - MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS LTDA ÍNDICE ÍNDICE Normas de Segurança... 03 Componentes... 06 Especificações Técnicas... 12 Montagem... 13 Engate... 15 Regulagens... 18 Operações... 23 Manutenção... 24 Limpeza... 28 Garantia... 29 Identificação...

Leia mais

Galoneira Industrial série ZJ-W562

Galoneira Industrial série ZJ-W562 Galoneira Industrial série ZJ-W562 Instruções de Segurança IMPORTANTE Antes de utilizar sua máquina, leia atentamente todas as instruções desse manual. Ao utilizar a máquina, todos os procedimentos de

Leia mais

Para garantir sua segurança, por favor, leia as instruções cuidadosamente e aprenda as peculiaridades da empilhadeira antes do uso.

Para garantir sua segurança, por favor, leia as instruções cuidadosamente e aprenda as peculiaridades da empilhadeira antes do uso. Manual do usuário 1. Aplicação: Seja bem vindo ao grupo dos proprietários de empilhadeiras TANDER. NEMP é um equipamento usado para levantar e carregar cargas por curtas distâncias. É composto de estrutura

Leia mais

Manual de Instruções e Certificado de Garantia PROCESSADORES DE ALIMENTOS. 200 e 300 MM

Manual de Instruções e Certificado de Garantia PROCESSADORES DE ALIMENTOS. 200 e 300 MM Manual de Instruções e Certificado de Garantia PROCESSADORES DE ALIMENTOS 200 e 300 MM Sumário 1 - Introdução 1.1 - Segurança 1.2 - Principais Componentes 1.3 - Características Técnicas 2 - Instalação

Leia mais

Rebitador de Rosca DR7-0312 Manual de Operações www.ldr2.com.br

Rebitador de Rosca DR7-0312 Manual de Operações www.ldr2.com.br Rebitador de Rosca DR7-0312 Manual de Operações www.ldr2.com.br 1. DADOS TÉCNICOS Modelo Medida de bicos para rebite de rosca Força de tração Velocidade Pressão de trabalho Peso líquido DR7-0312 M3 M4

Leia mais

Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br

Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA - EPP Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - Bairro Santa Rosa - Porto União - SC Site:

Leia mais

FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA DESEMPENADEIRA 320 LINHA LEVE

FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA DESEMPENADEIRA 320 LINHA LEVE FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA DESEMPENADEIRA 320 LINHA LEVE ÍNDICE NORMAS DE SEGURANÇA... 3 ÁREAS DE RISCOS E POSICIONAMENTO BÁSICO DE OPERAÇÃO... 4 MANUTENÇÃO... 5 DADOS DA MÁQUINA...

Leia mais

DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS

DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS MANUAL DE OPERAÇÃO 1 Índice Introdução... 3 Limitações de Uso... 3 Instruções Gerais de Segurança... 3 Especificações Técnicas... 4 Descrição da STC-210... 5 Acessórios

Leia mais

Manual de Instruções Aparelho Abdominal

Manual de Instruções Aparelho Abdominal Manual de Instruções Aparelho Abdominal Parabéns, você acabou de adquirir o Aparelho Abdominal! Um produto ideal para você cuidar da sua saúde e do seu corpo no conforto da sua casa. Temos certeza que

Leia mais

Manual de Instruções. Carreta Agrícola

Manual de Instruções. Carreta Agrícola Manual de Instruções Carreta Agrícola Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de qualidade, desenvolvido com a mais alta tecnologia TRAPP. Este produto lhe proporcionará rapidez e eficiência nos trabalhos,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CARRETA GRANELEIRA VERSUS 16000 / 14500

MANUAL DE INSTRUÇÕES CARRETA GRANELEIRA VERSUS 16000 / 14500 MANUAL DE INSTRUÇÕES CARRETA GRANELEIRA VERSUS 16000 / 14500 1 Sumário MANUAL DE INSTRUÇÕES... 1 CARRETA GRANELEIRA... 1 VERSUS 16000 / 14500... 1 ACOPLE - Indústria de Implementos Agrícolas Ltda... 3

Leia mais

Rua Francisco Siqueira, 95 Inhaúma Rio de Janeiro RJ Tel.: ( 21 ) 2159-8600 / 2159-8601 / 2159-8602 / Fax.: ( 21 ) 2159-8615

Rua Francisco Siqueira, 95 Inhaúma Rio de Janeiro RJ Tel.: ( 21 ) 2159-8600 / 2159-8601 / 2159-8602 / Fax.: ( 21 ) 2159-8615 Sistema de Avanço, perfuração feita manualmente por meio de um volante que, através do carretel aciona as duas correntes, que comanda a descida e subida do fuso. Embreagem, com alavanca ao alcance do operador,

Leia mais

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455 Martelete Rotativo HR445- HR455 MANUAL DE INSTRUÇÕES Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. Fábrica Rua Makita Brasil, 00 Bairro Alvarengas - S. B. do Campo - SP - CEP: 0985-080 PABX: (0xx) 439-4

Leia mais

3 pás. Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes.

3 pás. Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes. 3 pás Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes. Com design diferenciado o Efyx Lunik3 é pré-montado.

Leia mais

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 Conheça o funcionamento, diagnóstico e reparo do ajustador de freio automático, um componente primordial para segurança, aplicado em veículos pesados. Que a

Leia mais

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Costura Industrial Galoneira BC 500-01 CB

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Costura Industrial Galoneira BC 500-01 CB Manual de Instruções e Lista de Peças Máquina de Costura Industrial Galoneira BC 500-01 CB ÍNDICE DETALHES TÉCNICOS, INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA... 01 MONTAGEM MOTOR E ROTAÇÃO DA MÁQUINA... 02 LUBRIFICAÇÃO...

Leia mais

CONHEÇA SUA BIKE FISCHER

CONHEÇA SUA BIKE FISCHER CONHEÇA SUA NOTA ESTE MANUAL É VÁLIDO PARA TODA LINHA DE BIKES FISCHER, OU SEJA, LINHA MTB, LINHA ESPORTE E LINHA INFANTIL. ATENTE PARA OS DETALHES DA SUA. PRINCIPAIS COMPONENTES - SELIM - CANOTE DO SELIM

Leia mais

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 3 2. COMPONENTES E CARACTERÍSTICAS 4 3. MEDIDAS DE SEGURANÇA 6 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 8 5. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO 12

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 3 2. COMPONENTES E CARACTERÍSTICAS 4 3. MEDIDAS DE SEGURANÇA 6 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 8 5. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO 12 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 3 2. COMPONENTES E CARACTERÍSTICAS 4 3. MEDIDAS DE SEGURANÇA 6 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 8 5. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO 12 6. MANUTENÇÃO 14 7. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES 15 7.1 Assistência

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Quinta-roda JSK 38C JSK 38G

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Quinta-roda JSK 38C JSK 38G Manual de Montagem, Operação e Manutenção Quinta-roda JSK 38C JSK 38G Índice Página 1 Aplicação e modelos 4 1.1 Aplicação 4 1.2 Dimensionamento 4 1.3 Segurança 4 Português 2 Montagem 5 2.1 Especificações

Leia mais

MÁQUINAS DE PREPARO PERIÓDICO DO SOLO: DISTRIBUIDOR DE CALCÁRIO E ADUBO

MÁQUINAS DE PREPARO PERIÓDICO DO SOLO: DISTRIBUIDOR DE CALCÁRIO E ADUBO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS DEPARTAMENTO DE AGROECOLOGIA E AGROPECUÁRIA 1 MÁQUINAS DE PREPARO PERIÓDICO DO SOLO: DISTRIBUIDOR DE CALCÁRIO E ADUBO 1. DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

MOTORES ESTACIONÁRIOS GX 120/160/200

MOTORES ESTACIONÁRIOS GX 120/160/200 MOTORES ESTACIONÁRIOS GX 120/160/200 MANUAL DO PROPRIETÁRIO INTRODUÇÃO GX 120/160/200 MANUAL DO PROPRIETÁRIO 1 Aproveitamos a oportunidade para agradecê-lo pela escolha do Motor Estacionário Honda. Desejamos

Leia mais

Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890

Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890 Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890 Figura 1: VISTA DA TUPIAS (IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA) Advertência: Não execute nenhuma operação com o equipamento antes de ler atentamente este manual. Este

Leia mais

www.cpsol.com.br (11) 4106-3883

www.cpsol.com.br (11) 4106-3883 REGULAGEM DA CORRENTE A tensão da corrente estará correta, quando em temperatura ambiente, a corrente encostar na parte inferior do sabre e ainda puder ser puxada com a mão sobre o mesmo. CORTE DE TORAS

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E CATÁLOGO DE PEÇAS

MANUAL DE OPERAÇÃO E CATÁLOGO DE PEÇAS linha GUINDASTES RODOVIÁRIOS MK 00 T MANUAL DE OPERAÇÃO E CATÁLOGO DE PEÇAS www.motocana.com MANUAL DE OPERAÇÃO E CATÁLOGO DE PEÇAS MK00T abril/0 ÍNDICE INTRODUÇÃO... CERTIFICADO DE GARANTIA... DADOS TÉCNICOS

Leia mais

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO Este manual ajudará você a familiarizar-se com a sua Empilhadeira Manual BYG. Facilitará também, possíveis manutenções periódicas. Recomendamos uma atenção especial para utilização do equipamento, antes

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 035 REVISÃO 02.2

MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 035 REVISÃO 02.2 MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 035 REVISÃO 02.2 B12-082 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2.1. DIMENSÕES... 3 2.2. DADOS TÉCNICOS... 3 2.3. ACESSÓRIOS... 3 2.4. OPERAÇÃO...

Leia mais

Carolina Vilanova. 26/12/13 www.omecanico.com.br/modules/revista.php?action=printout&recid=423. Desmontagem e dicas da caixa VW

Carolina Vilanova. 26/12/13 www.omecanico.com.br/modules/revista.php?action=printout&recid=423. Desmontagem e dicas da caixa VW Desmontagem e dicas da caixa VW Vamos apresentar nessa reportagem as características, dicas de manutenção, desmontagem e montagem da caixa de câmbio MQ200, que em suas várias aplicações, equipa a maioria

Leia mais

Manual de Operação. Lixadeira pneumática de alta velocidade 5"- TESM5P

Manual de Operação. Lixadeira pneumática de alta velocidade 5- TESM5P Manual de Operação Lixadeira pneumática de alta velocidade 5"- TESM5P . DADOS TÉCNICOS LIXADEIRA ORBITAL Modelo: Velocidade sem carga: Pressão de ar: Entrada de ar: Disco de lixa: Consumo de ar: TESM5P

Leia mais

A última versão revisada estará à disposição dos interessados no. departamento de engenharia da CSM. Revisão: Novembro/2013

A última versão revisada estará à disposição dos interessados no. departamento de engenharia da CSM. Revisão: Novembro/2013 Betoneira 120 Litros A CSM reserva-se ao direito de alterar este manual sem aviso prévio. A última versão revisada estará à disposição dos interessados no departamento de engenharia da CSM. Revisão: Novembro/2013

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA AGRÍCOLA. *Foto meramente ilustrativa RDMR-160P RDMR-180P

MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA AGRÍCOLA. *Foto meramente ilustrativa RDMR-160P RDMR-180P MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA AGRÍCOLA *Foto meramente ilustrativa RDMR-0P RDMR-180P A Empresa HISTÓRIA: O esforço e a visão dos irmãos Francisco Antonio Sartor Rugeri e Ferdinando

Leia mais

TF-830 MOTOCICLETA. Leia cuidadosamente antes do uso

TF-830 MOTOCICLETA. Leia cuidadosamente antes do uso TF-830 MOTOCICLETA Leia cuidadosamente antes do uso Leia este manual cuidadosamente antes de usar este produto. O manual o informará como operar e montar o produto de uma forma correta para que nenhuma

Leia mais

Desempenadeiras DPC-4 / DPC-5 MANUAL BÁSICO DO OPERADOR

Desempenadeiras DPC-4 / DPC-5 MANUAL BÁSICO DO OPERADOR Desempenadeiras DPC-4 / DPC-5 MANUAL BÁSICO DO OPERADOR Baldan Máquinas e Equipamentos Ltda Fone: (6) 325-4 - Fax: 325-658 "INFORMAÇÕES TÉCNICAS" Mesas em ferro fundido frezadas muito precisas, com sistema

Leia mais

www.zoje.com.br Manual ZJ8700 Montagem e Operacional

www.zoje.com.br Manual ZJ8700 Montagem e Operacional Manual ZJ8700 Montagem e Operacional MANUAL DE INSTRUÇÕES Para obter o máximo das muitas funções desta máquina e operá-la com segurança, é necessário usá-la corretamente. Leia este Manual de Instruções

Leia mais

www.freeagentbmx.com.br

www.freeagentbmx.com.br www.freeagentbmx.com.br Caro Revendedor: As garantias das bicicletas KHS, FREEAGENT e MANHATTAN só serão validadas após o recebimento do REGISTRO DE DISTRIBUIDOR pela FEPASE, com todos os dados do cliente

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO. incl. Planos A + B + B1 execução. rotinas + procedimentos FROTA SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MANUTENÇÃO

PLANO DE MANUTENÇÃO. incl. Planos A + B + B1 execução. rotinas + procedimentos FROTA SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MANUTENÇÃO PLANO DE MANUTENÇÃO C incl. Planos A + B + B1 execução rotinas + procedimentos FROTA OPERAÇÃO URBANA 1) Principais objetivos : Avaliação anual (aproxim.) do estado mecânico do veículo Acertos mecânicos

Leia mais

Manual de Usuário. (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000)

Manual de Usuário. (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000) AUTOMATIZADORES PARA PORTAS DE ENROLAR IMPORTAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO NA INSTALAÇÃO Manual de Usuário (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000) SAC: 55 + 11 3088

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Grade Aradora Intermediária DESBRAVADORA SUPER PREMIUM

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Grade Aradora Intermediária DESBRAVADORA SUPER PREMIUM MANUAL DE INSTRUÇÕES Grade Aradora Intermediária DESBRAVADORA SUPER PREMIUM A DESBRAVADORA SUPER PREMIUM FOI DESENVOLVIDA COM AS MELHORES CARACTERÍSTICAS, CHASSIS REFORÇADO, PESOS EQUILIBRADOS E DISTRIBUÍDOS

Leia mais

-MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T

-MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T -MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T NOTA: O operador deve LER o Manual de Instruções antes de utilizar a Paleteira Müller 3T. Obrigado por ter escolhido e utilizar a Paleteira Müller

Leia mais

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda.

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. Manual de Instruções Maquina Hidráulica de Curvar Tubos Série CTN-4 A máquina de curvar tubos da série CTN-4, foi desenvolvida para curvar

Leia mais

O Moto Vibrador a Gasolina é utilizado para acionar os vibradores de imersão pendular de concreto e bombas de mangotes.

O Moto Vibrador a Gasolina é utilizado para acionar os vibradores de imersão pendular de concreto e bombas de mangotes. 1 APLICAÇÃO: O Moto Vibrador a Gasolina é utilizado para acionar os vibradores de imersão pendular de concreto e bombas de mangotes. ESPECIFICAÇÃO: Motor Gasolina: MODELO Potência Rotação Peso MGK-5.5

Leia mais

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Características Construtivas Tomada de Força VM Contents Generalidades, página 2 Tomada de força montada na caixa de mudanças, página 2 Tomada de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MACACO PORTATIL HIDRAULICO COM MALETA- 2TON TMHP2T

MANUAL DE INSTRUÇÕES MACACO PORTATIL HIDRAULICO COM MALETA- 2TON TMHP2T MANUAL DE INSTRUÇÕES MACACO PORTATIL HIDRAULICO COM MALETA- 2TON TMHP2T www.tanderequipamentos.com.br assistencia@tanderequipamentos.com.br Conteúdo I. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO... 3 III. INSTRUÇÕES DE USO...

Leia mais

EQ 7881. Manual de montagem, instalação e operação

EQ 7881. Manual de montagem, instalação e operação EQ 7881 Manual de montagem, instalação e operação 0 A Rampa para elevação e alinhamento de veículos EQ 7881 foi desenvolvida e fabricada para facilitar e auxiliar os trabalhos de alinhamento de direção,

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série B

Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série B Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série B Versão: 4.0 Data:01/2015 Ind. e Com. Eletro Eletronica Gehaka Ltda. CNPJ: 13005553/0001-23 Av. Duquesa de Goiás, 235 - Real Parque 05686-900 - São

Leia mais

MODELOS: ART 2045, ART 2053, ART 2055 e ART 2058

MODELOS: ART 2045, ART 2053, ART 2055 e ART 2058 MODELOS: ART 2045, ART 2053, ART 2055 e ART 2058 ADVERTÊNCIAS PRÉVIAS A capacidade de carga e altura está determinada da seguinte forma : *Quando a altura de levantamento está abaixo de 3300 mm(incluindo

Leia mais

- MINI GRUA RG MG 500.1 -

- MINI GRUA RG MG 500.1 - - MINI GRUA RG MG 500.1 - 2 ÍNDICE 1- APRESENTAÇÃO...3 2- CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...4 3- INSTRUÇÕES DE MONTAGEM MECÂNICA...5 3.1- SISTEMA DE FIXAÇÃO POR TRIPÉ...5 3.2- CONJUNTO DE ACIONAMENTO PRINCIPAL...6

Leia mais

Parabéns, você acaba de adquirir um produto que é resultado de mais de duas décadas de experiência em trituradores, com pleno sucesso.

Parabéns, você acaba de adquirir um produto que é resultado de mais de duas décadas de experiência em trituradores, com pleno sucesso. 3 1 - Introdução Parabéns, você acaba de adquirir um produto que é resultado de mais de duas décadas de experiência em trituradores, com pleno sucesso. O presente Manual é mais um esforço de nossa parte

Leia mais

Características Técnicas Identificação dos componentes do elevador modelo PF 2.5 S

Características Técnicas Identificação dos componentes do elevador modelo PF 2.5 S Índice 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 Características Técnicas 02 Recomendações Importantes 06 Localização e Instalação 07 Montagem e Instalação 11 Lubrificação 28 Posicionamento do Veículo 29 Funcionamento

Leia mais

Manual de Instruções VIBRAFLOW II 1500

Manual de Instruções VIBRAFLOW II 1500 Manual de Instruções VIBRAFLOW II 500 ÍNDICE Instruções de segurança Dados técnicos Informações gerais Início da operação Montagem do cardam Como regular a adubadôra centrífuga Regulagem da adubadora sem

Leia mais

A manutenção preventiva é de suma importância para prolongar a vida útil da máquina e suas partes. Abaixo, algumas dicas de manutenção preventiva:

A manutenção preventiva é de suma importância para prolongar a vida útil da máquina e suas partes. Abaixo, algumas dicas de manutenção preventiva: Manutenção Preventiva e Corretiva de Rosqueadeiras Manual de Manutenção: Preventivo / Corretivo Preventivo: Toda máquina exige cuidados e manutenção preventiva. Sugerimos aos nossos clientes que treinem

Leia mais

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho.

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Para que nosso produto tenha um resultado positivo, é de fundamental importância que o Manual

Leia mais

TERMO DE GARANTIA PARA CÂMARAS DE AR E PROTETORES PARA VEÍCULOS DE PASSEIO, CAMIONETAS, VEÍCULOS DE CARGA (CAMINHÕES E ÔNIBUS) E AGRÍCOLAS

TERMO DE GARANTIA PARA CÂMARAS DE AR E PROTETORES PARA VEÍCULOS DE PASSEIO, CAMIONETAS, VEÍCULOS DE CARGA (CAMINHÕES E ÔNIBUS) E AGRÍCOLAS AS CONDIÇÕES DESTA GARANTIA PASSAM A VALER PARA PRODUTOS COMERCIALIZADOS PELA TORTUGA CÂMARAS DE AR ADQUIRIDOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2011. Além da garantia legal, a Tortuga Câmaras de Ar, garante

Leia mais

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional Marie

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional Marie Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional Marie Carrinho Marie as ilustrações são apenas representações. o design e o estilo podem variar. Manual Carrinho Marie - Dardara - 2 Antes de usar o carrinho,

Leia mais

Manual de Instruções e Certificado de Garantia PICADORES DE CARNE PB 09L - PB 09 - PB 10 - PB 22 - PB 98

Manual de Instruções e Certificado de Garantia PICADORES DE CARNE PB 09L - PB 09 - PB 10 - PB 22 - PB 98 Manual de Instruções e Certificado de Garantia PICADORES DE CARNE PB 09L - PB 09 - PB 10 - PB 22 - PB 98 Sumário 1 - Introdução 1.1 - Segurança 1.2 - Principais Componentes 1.3 - Características Técnicas

Leia mais

E7 Bike de Spinning Manual do Proprietário

E7 Bike de Spinning Manual do Proprietário E7 Bike de Spinning Manual do Proprietário Visão Lista de expandida Peças Nº Nome Tamanho Quant. Nº Nome Tamanho Quant. PORCA SEXTAVADA 34 M2 2 PORCA SEXTAVADA M8 M8 4 M 2 BUCHA PLASTICA 2 ARRUELA M8 35

Leia mais

FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA

FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA SERRA CIRCULAR ESQUADREJADEIRA SCEO/R 2950 Índice DADOS DA MÁQUINA... 3 NORMAS DE SEGURANÇA... 4 Norma NR-12:... 5 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 6 CARREGAMENTO...

Leia mais

Metro-light. toldos de fachada manual de instalação

Metro-light. toldos de fachada manual de instalação Metro-light toldos de fachada manual de instalação Metro-light toldos de fachada manual de instalação Instruções gerais e de segurança Leia as instruções de montagem Apesar dos produtos Stobag serem de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CATRACA PNEUMÁTICA ¼ : TCP1/4P

MANUAL DE INSTRUÇÕES CATRACA PNEUMÁTICA ¼ : TCP1/4P MANUAL DE INSTRUÇÕES CATRACA PNEUMÁTICA ¼ : TCP1/4P www.tanderequipamentos.com.br assistencia@tanderequipamentos.com.br Conteúdo DESCRIÇÃO... 3 SEGURANÇA GERAL... 3 DICAS DE MANUTENÇÃO... 3 OPERAÇÕES...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

SERRA FITA INSTRUÇÃO DE OPERAÇÃO RBS 250B

SERRA FITA INSTRUÇÃO DE OPERAÇÃO RBS 250B SERRA FITA INSTRUÇÃO DE OPERAÇÃO RBS 250B Nota: Leia estas instruções cuidadosamente antes de operar esta serra fita. Conteúdos 1.0 Geral 2.5 Informações de Segurança 1.1 Especificações 2.6 Outras Informações

Leia mais

Conteúdo: Introdução...3. Aplicação...3. Segurança Operacional...3-6. Antes de iniciar a operação...6. Operação...6-7. Manutenção...

Conteúdo: Introdução...3. Aplicação...3. Segurança Operacional...3-6. Antes de iniciar a operação...6. Operação...6-7. Manutenção... 1 Conteúdo: Introdução...3 Aplicação...3 Segurança Operacional...3-6 Antes de iniciar a operação...6 Operação...6-7 Manutenção...8-9 Transporte...10 Especificação...10 Resolução de problemas...11 Garantia...12

Leia mais

7. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 7-1 NX-4 FALCON

7. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 7-1 NX-4 FALCON NX-4 FALCON 7. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 7-1 DIAGNOSE DE DEFEITOS 7-3 COMPRESSÃO DO CILINDRO 7-4 REMOÇÃO DA TAMPA DO CABEÇOTE 7-5 DESMONTAGEM DA TAMPA DO 7-6 CABEÇOTE REMOÇÃO DA ÁRVORE DE

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA Modelo: GF1000 (Bivolt) Leia atentamente este Manual, antes de usar sua Máquina de Costura. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. SAC: (11) 5660.2600

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

rimetal máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário Máquinas para Baterias

rimetal máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário Máquinas para Baterias máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário ÍNDICE INTRODUÇÃO Apresentação Dados Técnicos Cuidados Segurança Limpeza 2 3 4 5 6 MANUTENÇÃO Instruções Manutenção Preventiva REGULAGEM E AJUSTES

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE

MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE 1-8 1 INTRODUÇÃO Neste manual de operação, você encontrará todas as informações necessárias sobre o equipamento para usá-lo corretamente. Ao adquirir um dos modelos

Leia mais

Manual de Instruções e Montagem - Bicicleta Ergométrica Dobrável Rosa

Manual de Instruções e Montagem - Bicicleta Ergométrica Dobrável Rosa Manual de Instruções e Montagem - Bicicleta Ergométrica Dobrável Rosa Parabéns, você acabou de adquirir a Bicicleta Ergométrica Dobrável Rosa! Um produto ideal para você cuidar da sua saúde e do seu corpo

Leia mais

RH1500 / RH1500r / RH1600 / RHC1600 / RH1800 / RHC1800

RH1500 / RH1500r / RH1600 / RHC1600 / RH1800 / RHC1800 1 - INTRODUÇÃO Parabéns; você acaba de adquirir um produto KHOR que é resultado de um projeto sofisticado, onde profissionais com anos de experiência dedicaram horas de trabalho e os mais rigorosos teste.

Leia mais