Programa Integrado de Educação Ambiental A Água e os Nossos Rios Anos Letivos 2013/14 e 2014/15

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "www.aguaonline.net Programa Integrado de Educação Ambiental A Água e os Nossos Rios Anos Letivos 2013/14 e 2014/15"

Transcrição

1 Programa Integrado de Educação Ambiental A Água e os Nossos Rios Anos Letivos 2013/14 e 2014/15 Regulamento do concurso Projeto Mil Escolas SECÇÃO I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1.º Introdução A Águas do Douro e Paiva, S. A., adiante designada por AdDP, promove, durante os anos letivos de 2013/14 e 2014/15, no âmbito do Programa Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios -, o concurso designado por Projeto Mil Escolas, subordinado às temáticas: A Água e os Ecossistemas Ribeirinhos. 2.º Objetivos O presente concurso tem como objetivos: a) Aumentar o conhecimento dos ecossistemas ribeirinhos específicos da área de intervenção da AdDP e a valorização das bacias hidrográficas do Grande Porto e do Vale do Sousa (rios Douro, Paiva, Tâmega, Ferro, Vizela, Ferreira, entre outros); b) Motivar os alunos e professores para novas práticas educativas no sentido da sustentabilidade local e da educação para a cidadania; c) Responsabilizar individual e coletivamente no seio da comunidade escolar, impulsionando a alteração de posturas e comportamentos sócio ambientais, nomeadamente pela reflexão, promoção das temáticas relativas à água e à preservação dos ecossistemas ribeirinhos locais e regionais; d) Desenvolver processos participativos e coletivos, estimulando a dinâmica de grupo, o espírito de equipa e a participação ativa dos alunos e dos professores na preparação, implementação, monitorização e avaliação contínua do programa; e) Introduzir os princípios, objetivos e metodologias da Agenda 21 Local e da Agenda 21 Escolar, ao incentivar a comunidade escolar para: > A aquisição de conhecimentos e capacidades para uma melhor compreensão das necessidades sociais e ambientais da sua região; > A identificação dos problemas específicos da sua localidade (relacionados com os ecossistemas aquáticos de água doce) e preparação de ações concretas para a sua resolução; > O desenvolvimento de comportamentos e atitudes de respeito pelo espaço comum e de corresponsabilidade para com o futuro das áreas ribeirinhas do seu território em prol do desenvolvimento sustentado; 1

2 > A promoção de parceria(s) e colaboração da comunidade escolar com outros segmentos da sociedade dos quais se destacam: Organizações Não-governamentais (ONG s), Associações de Desenvolvimento Local (ADL s), Câmaras Municipais e outras, no sentido de viabilizar a partilha de experiências e a implementação de ações conjuntas que assentem na responsabilidade ambiental e social de todos; > A necessidade da escola funcionar cada vez mais como uma estrutura democrática e participativa na tomada de decisões que contribuem para a melhoria da qualidade de vida do meio onde se insere. 3.º Entidade promotora A entidade promotora é a Águas do Douro e Paiva, S.A., empresa gestora do Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água à Área Sul do Grande Porto. 4.º Objeto O presente concurso destina-se a selecionar, paralelamente, 5 (cinco) escolas do 1.º ciclo do ensino básico (EB 1) e 5 (cinco) escolas do 2.º ciclo do ensino básico (EB 2/3), num universo de 788 escolas do ensino público e 70 escolas do ensino privado, nas quais será implementado o Programa Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios Projeto Mil Escolas durante os anos letivos 2013/14 e 2014/15. 5.º Destinatários 1. Este concurso destina-se a alunos e professores dos 1.º e 2.º ciclos do ensino básico dos estabelecimentos de educação e ensino dos 20 concelhos da área de intervenção da AdDP: Amarante, Arouca, Baião, Castelo de Paiva, Cinfães, Espinho, Felgueiras, Gondomar, Lousada, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes, Porto, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Valongo e Vila Nova de Gaia. 2. Cada escola poderá apresentar apenas um projeto a candidatura. 3. Todos os concorrentes assumirão o compromisso de conhecer e cumprir o presente regulamento, bem como de acatar as decisões da entidade promotora identificada no artigo 3.º, responsável pelo planeamento, coordenação e direção do concurso. * Fonte: DGest (Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares) 2

3 6.º Prémios 1. Às escolas vencedoras do Projeto Mil Escolas, serão atribuídos os seguintes prémios durante os anos letivos 2013/14, 2014/15: a) Acesso ao Programa Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios Projeto Mil Escolas nos anos letivos 2013/14 e 2014/15, o qual inclui: > No 1.º Ano de intervenção: Professores: Agenda pedagógica de apoio para os professores coordenadores de projetos das escolas premiadas em formato impressão digital e para todos os professores inscritos no Projeto em pdf no portal Uma ação informativa de 6h para a apresentação do PIEA e dos projetos das escolas premiadas (2013/15); Duas ações de formação creditadas de 50h cada, sobre a temática Educação Ambiental e Ecossistemas Ribeirinhos Nível I e II, dirigidas aos professores diretamente envolvidos nos projetos premiados dos 1.º e 2.º ciclos (2013/15); Um boletim informativo para os professores coordenadores de projetos das escolas premiadas em formato impressão digital e para todos os professores inscritos no Projeto em pdf no portal ano letivo 2013/14; Organização conjunta e participação numa palestra e/ou ação de sensibilização para cada ciclo de ensino/ano letivo, que deverá ser promovida por cada estabelecimento de ensino para a comunidade local e, apoio técnico ao projeto de cada escola. Escolas Um livro intitulado Livro de Estórias em formato de impressão digital a ser entregue a cada escola vencedora do 1.º ciclo e, em formato pdf no portal aos professores inscritos no Projeto; Um livro de bolso em formato impressão digital a ser entregue a cada escola vencedora do 2.º ciclo e em formato pdf no portal aos professores inscritos no Projeto; Um jogo Aventura de uma Gota para cada escola vencedora do 1.º ciclo; Um jogo Criar Água para cada escola vencedora do 2.º ciclo; Um kit Qualidade da Água para todas as escolas premiadas: Um computador. 3

4 Alunos Três ações lúdico-pedagógicas para todos os alunos abrangidos pelos projetos das escolas vencedoras das escolas (2013/15); Realização de uma saída de campo por escola premiada/ano letivo e/ou uma ação de sensibilização por escola premiada/ano letivo. > No 2º Ano de intervenção: Professores: Uma ação informativa de 6h para apresentação do desenvolvimento dos projetos das escolas premiadas (2013/15) ao longo do ano letivo 2013/14; Duas ações de formação creditadas de 50h cada, sobre a temática Educação Ambiental e Ecossistemas Ribeirinhos Nível I e II, dirigidas aos professores diretamente envolvidos nos projetos premiados dos 1.º e 2.º ciclos (2013/15); Um boletim informativo para os professores coordenadores de projetos das escolas premiadas em formato impressão digital e para todos os professores inscritos no Projeto em pdf no portal ano letivo 2014/15; Organização conjunta e participação numa palestra e/ou ação de sensibilização para cada ciclo de ensino/ano letivo, que deverá ser promovida por cada estabelecimento de ensino para a comunidade local e, apoio técnico ao projeto de cada escola; Participação no evento de encerramento do PIEA/comemoração do Dia Mundial do Ambiente para todos os alunos e professores inscritos nos projetos premiados. Escolas Um kit Aromáticas ou outra oferta de valor e objeto semelhante para todas as escolas vencedoras; Alunos Realização de uma saída de campo por escola premiada/ano letivo e/ou uma ação de sensibilização por escola premiada/ano letivo; Participação no evento de encerramento do PIEA/comemoração do Dia Mundial do Ambiente para todos os alunos e professores inscritos nos projetos vencedores. b) 1.000,00 (mil euros) para aquisição de bens e/ou serviços para apoio à boa execução do projeto. Este valor será entregue em duas fases distintas: 500,00 (quinhentos euros) numa primeira fase em 2013/14 e os restantes numa segunda fase em 2014/15, num evento de entrega de prémios, em datas a estabelecer pela AdDP. 4

5 2. A verba a atribuir será obrigatória e exclusivamente afeta à execução do projeto. Consideram-se elegíveis as despesas efetuadas com a execução e divulgação do projeto, nomeadamente: a) Despesas efetuadas com transportes para visitas de estudo ou saídas de campo, caso sejam indispensáveis à realização do projeto, deslocações para ações de divulgação do projeto ou para o evento de encerramento do PIEA/ comemoração do Dia Mundial Ambiente. b) Materiais consumíveis (exceto produtos alimentares); c) Materiais de apoio (livros, revistas, vídeos, programas informáticos); d) Produção, edição e aquisição de materiais informativos e didáticos. 3. A quantia inicial de 500,00 euros do prémio de valor monetário a atribuir às escolas, será entregue ao professor responsável pelo projeto, no dia do evento de divulgação das escolas selecionadas a realizar durante o ano letivo 2013/14 após apresentação do respetivo recibo. A quantia final de 500,00 euros do prémio de valor monetário será entregue em data a indicar pela AdDP, no início do ano letivo 2014/15 após apresentação do respetivo recibo. 4. O Estabelecimento de Ensino deverá emitir a favor da AdDP um recibo contabilístico, devidamente numerado, relativo ao montante atribuído, no dia de receção da verba respetiva. Neste documento deverá também ser mencionado: Projeto Mil Escolas e o ano letivo a que a verba diz respeito. SECÇÃO II. DOS TRABALHOS/PROJETOS 7.º Conteúdo obrigatório Os projetos candidatos ao concurso devem: > Abordar a temática da água, numa ótica de reflexão, promoção e preservação dos ecossistemas ribeirinhos ao nível local e/ou regional; > Incluir subtemas que estejam relacionados com a área do concelho de cada escola; > Ser capazes de fomentar a participação ativa da comunidade escolar (alunos, professores, familiares e restantes funcionários auxiliares das escolas) na gestão e valorização dos recursos naturais, sociais e económicos associados à água e zonas ribeirinhas da sua localidade, bem como outros órgãos de gestão locais dos quais se destacam as autarquias e juntas de freguesia, entre outros; > Considerar os princípios, objetivos e metodologias da Agenda 21 Local e da Agenda 21 Escolar (para mais informações sobre os conteúdos destes 2 documentos, poderão ser consultados os documentos existentes no portal em Área Geral >> PIEA A Água e os Nossos Rios >> Projeto Mil Escolas; > Aplicar na prática as Agendas 21, promovendo a realização de palestras e/ou ações de sensibilização para a comunidade, uma vez que os projetos deverão promover a sensibilização da comunidade onde está inserida a escola e o intercâmbio de experiências entre diferentes organismos, através da partilha de sinergias com entidades e órgãos de gestão locais. 5

6 8.º Modo de apresentação 1. O projeto deverá, obrigatoriamente, ser apresentado em suporte de papel, de acordo com o exemplo de estrutura seguidamente definida, sendo que os seguintes pontos são de preenchimento obrigatório: > Título; > Índice > Identificação da escola, professor responsável pelo projeto, turma(s) interveniente(s) (nº de alunos e professores); > Introdução; > Objetivos gerais e objetivos específicos; > Metodologia; > Desenvolvimento; > Cronograma (com a calendarização das atividades e ações a realizar); > Avaliação do projeto; > Listagem com a discriminação de cada um dos materiais necessários para o desenvolvimento do projeto; > Conclusão e anexos. 2. Os projetos deverão, obrigatoriamente, incluir em anexo a Ficha Resumo do Projeto, devidamente preenchida, de acordo com o modelo disponível no sítio da internet da AdDP, no portal em Programa Integrado de Educação Ambiental >> Área Geral >> PIEA A Água e os Nossos Rios >> Projeto Mil Escolas. 3. Deverá ser indicado o nome de um(a) professor(a) responsável pelo projeto, que servirá de ligação entre a escola e a entidade responsável pela coordenação do programa/concurso. Esse(a) professor(a) será responsável pela implementação do programa Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios Projeto Mil Escolas no biénio 2013/15 na escola respetiva, caso esta seja vencedora do concurso. 4. Em caso de força maior ou de impedimento de participação no projeto por parte do(a) professor(a) responsável inicialmente indicado, o estabelecimento de ensino e/ou o(a) próprio(a) deverá comunicar por oficio ou faxe, dirigido à entidade promotora e indicar o nome no novo(a) professor(a) responsável pelo projeto e os respetivos contactos que permitirão a comunicação entre o próprio(a) e a AdDP. 6

7 9.º Entrega das candidaturas 1. Os projetos devidamente identificados deverão ser enviados em envelope fechado por correio registado com aviso de receção, ou entregues em mão, contra recibo, na morada: Águas do Douro e Paiva, S.A. A/C João Luís Roseira Edifício Scala, Rua de Vilar, º andar Porto. No rosto do envelope deverá ser inscrita a frase Projeto Mil Escolas Anos Letivos 2013/14 e 2014/ Os projetos deverão ser rececionados, na morada indicada no ponto número 1. Caso sejam entregues em mão terão de ser rececionados até às 18 horas do dia 20 de dezembro de Caso sejam remetidos por correio, conta a data do carimbo dos CTT, que terá de respeitar a mesma data limite. 3. Não serão consideradas candidaturas remetidas ou rececionadas (conforme o caso) com data posterior à indicada supra. SECÇÃO III. DA SELEÇÃO 10.º Critérios de seleção Os critérios de seleção dos projetos são os seguintes: a) Os projetos devem respeitar obrigatoriamente os artigos 5.º a 9.º, inclusive, deste regulamento; b) Serão valorizados os projetos que incluam/promovam: > Princípios, objetivos e metodologias de abordagem às Agendas 21 Local e 21 Escolar (ver artigo 7.º para mais informações); > Elevada qualidade na apresentação (clareza, coerência nas abordagens pedagógicas/científicas e informação rigorosa, i.e., solidez do trabalho de preparação para a apresentação do projeto); > Integração nos conteúdos curriculares e a interdisciplinaridade; > Envolvimento com a comunidade escolar e local e justifiquem a contribuição do projeto para a mudança de atitudes e comportamentos nessas comunidades; > Parceria(s) e colaboração com outras instituições, como Associações de Defesa do Ambiente, ONGA s, ADL s, Câmaras Municipais, entre outros; > Atividades participativas/interativas para os alunos, saídas de campo e visitas de estudo inovadoras e criativas; > Conteúdos e propostas de ações inovadoras e criativas; > Participação de turmas de todos os níveis de ensino dos 1.º ou 2.º ciclos do ensino básico, sendo preferenciais turmas dos 1.º, 2.º, 3.º e 5.º anos de ensino capazes de promover a continuidade e acompanhamento dos mesmos alunos durante os dois anos letivos de programa. 7

8 c) No processo de seleção procurar-se-á garantir a diversidade geográfica do conjunto dos projetos, de forma a evitar, tanto quanto possível, o predomínio de escolas de um mesmo concelho entre os 20 que configuram a área de intervenção da AdDP. 11.º Júri e fases de seleção 1. A seleção será realizada por um júri constituído por cinco elementos: um representante da Águas do Douro e Paiva, S.A., um representante da Agência Portuguesa do Ambiente, um representante da Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), um representante da BioRumo Consultoria em Ambiente e Sustentabilidade, Lda., um representante do Jornal de Notícias. 2. O prazo de seleção dos projetos decorrerá até ao dia 17 de janeiro de Caberá ao júri decidir sobre os projetos vencedores, bem como propor ao Conselho de Administração, a atribuição de menções honrosas a projetos considerados com mérito que tenham sido aceites no âmbito deste concurso, e ainda dirimir sobre eventuais casos omissos neste regulamento. 4. Das decisões do júri caberá recurso para o Conselho de Administração da AdDP. 12.º Resultados do concurso 1 Os resultados do concurso serão publicados durante o mês de janeiro de 2014, no sítio da internet da AdDP, (artigo 8.º n.º2), onde figurarão os nomes dos projetos e dos respetivos estabelecimentos de ensino vencedores, os quais também serão avisados por carta. 13.º Participação ativa das escolas vencedoras e menção honrosa 1. As escolas vencedoras e que receberam uma menção honrosa comprometem-se a participar ativamente nas ações promovidas no âmbito do Programa Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios Projeto Mil Escolas anos letivos 2013/14 e 2014/15, nomeadamente: > Assistir às duas sessões de entrega dos prémios do concurso que irão realizar-se nos anos letivos 2013/14 e 2014/15 em datas a definir pela AdDP; > Participar nas ações informativas promovidas para os professores coordenadores dos projetos vencedores e menção honrosa nos anos letivos 2013/14 e 2014/15, em data a definir pela AdDP; > Participar na formação creditada Educação Ambiental e Ecossistemas Ribeirinhos Nível I e II/ano letivo; 8

9 > Colaboração na organização e receção das atividades lúdico-pedagógicas na escola no ano letivo 2013/14 (escolas vencedoras); > Participar numa saída de campo/ano letivo com alunos inscritos no projeto para todas as escolas premiadas; > Realizar uma palestra e/ou ação de sensibilização, por ano letivo em parceria com a AdDP, sendo que estas necessitarão sempre de aprovação prévia da entidade promotora; > Colaborar com a AdDP através do envio do reporte de todas as atividades realizadas no âmbito do projeto premiado para divulgação no portal > Promover a exploração e experienciação dos materiais pedagógicos e científicos, disponibilizados pela AdDP no portal > Presença no evento de encerramento do programa, no final do ano letivo 2014/15, dos professores e alunos envolvidos no projeto vencedor, com uma apresentação livre pelos alunos orientada pelo professor coordenador (música, teatro, poesia, ou outra); > Colaborar na organização da exposição, com a disponibilização de trabalhos dos alunos para o evento de encerramento do programa no final do ano letivo 2014/15; > Desenvolver trabalhos relacionados com o projeto, passíveis de serem expostos, nomeadamente no evento de encerramento do programa no final do ano letivo 2014/15; > Colaborar na monitorização e na avaliação do programa durante os 2 anos letivos previstos através do preenchimento de um inquérito a disponibilizar pela AdDP a todas as escolas premiadas no final de cada ano letivo; > Colaborar e assistir às sessões públicas a realizar junto das comunidades locais respetivas, no âmbito do artigo 7.º; > Remeter com conhecimento da AdDP o relatório intermédio do projeto (ano letivo 2013/14) até ao dia 15 de julho de 2014, para todas as escolas premiadas; > Remeter com conhecimento da AdDP o relatório final do projeto até ao dia 30 de julho de 2015; > Todos os materiais elaborados no âmbito do projeto da escola terão de incluir o logotipo da AdDP e do Projeto Mil Escolas, para todas as escolas premiadas. 2. As despesas suportadas pelos professores e alunos inscritos no projeto bem como pelas escolas premiadas, seja com as deslocações seja com materiais para as diversas atividades, são do inteiro exclusivo encargo das escolas. 9

10 SECÇÃO IV. DISPOSIÇÕES FINAIS 14.º Direitos intelectuais/direitos de autor 1. Os projetos enviados a concurso são da propriedade dos seus autores. 2. Os conteúdos criados pelos alunos e professores das escolas premiadas são propriedade das escolas. 3. A AdDP reserva-se, no entanto, no direito de utilizar os conteúdos dos projetos premiados, nomeadamente para reprodução através de meios audiovisuais ou outros, ou para os fins que considerar pertinentes, reprodução que desde já as escolas se obrigam a autorizar. 4. A entidade promotora compromete-se a divulgar os projetos das escolas premiadas através de, pelo menos, um boletim informativo, por cada ciclo de ensino e por ano letivo, a elaborar após o término de cada um dos anos letivos, devendo os respetivos conteúdos serem inseridos no portal 15.º Direitos de imagem As escolas obrigam-se a recolher e entregar à entidade promotora, as devidas autorizações emitidas pelos encarregados de educação bem como de outros intervenientes nos projetos, no sentido de permitir a captação e divulgação de imagens efetuadas pelos membros da equipa do projeto durante todas as atividades, para inserção nos materiais de divulgação do Projeto Mil Escolas e no portal 16.º Cláusula de desresponsabilização 1. A entidade promotora não se responsabiliza por quaisquer despesas realizadas pelas escolas, professores ou alunos no âmbito do presente concurso. 2. A entidade promotora declina, desde já, qualquer responsabilidade por eventuais acidentes durante a participação dos alunos e professores nas deslocações e atividades que se realizem no âmbito do Programa Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios Projeto Mil Escolas anos letivos 2013/14 e 2014/ º Validade do regulamento e do concurso 1. O presente regulamento entra em vigor em 25 de setembro de 2013 e caduca a 31 de julho de A participação neste concurso pressupõe o conhecimento e a plena aceitação do presente regulamento. 3. Toda a informação relativa à participação no concurso estará disponível no portal 10

CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE

CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE O Concurso Enfermagem Primeiro - Ciência & Arte é uma iniciativa do Conselho de Enfermagem Regional da REGULAMENTO DO CONCURSO SECÇÃO I - CIÊNCIA Artigo 1.

Leia mais

Concurso Todos Contam

Concurso Todos Contam PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade composta

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

CONCURSO DE FOTOGRAFIA CONCURSO DE FOTOGRAFIA ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTIVO O presente concurso tem como objectivo sensibilizar os alunos do Ensino Básico e a comunidade em geral, para

Leia mais

PROGRAMA DE SENSIBILIZAÇÃO DE CASCAIS

PROGRAMA DE SENSIBILIZAÇÃO DE CASCAIS PROGRAMA DE SENSIBILIZAÇÃO DE CASCAIS Ano letivo 2012/2013 TEMA VAMOS ADOTAR UMA RIBEIRA. ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade

Leia mais

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade Tema: Uso Sustentável da Água Regulamento do Concurso de Ideias (Aberto a todos os cidadãos) 1. O que é? O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. A ÁGUA PELOS MEUS OLHOS Mil Imagens, uma Região, um Futuro Cláusula 1 - Organização O Concurso de Fotografia e Vídeo A Água pelos

Leia mais

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020.

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020. CONCURSO 1 ESCOLAR REGULAMENTO 2011/2012 Como melhorar a qualidade ambiental da minha escola? TEMA Como Melhorar a Qualidade Ambiental da Minha Escola? ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para

Leia mais

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro I PARTE APRESENTAÇÃO Artigo 1. o Organização No âmbito das comemorações do centenário da elevação de Castanheira de

Leia mais

Programa Gulbenkian Inovar em Saúde

Programa Gulbenkian Inovar em Saúde REGULAMENTO DO CONCURSO Concurso para financiamento de projetos em Literacia em Saúde 2013 Artigo 1º Objeto O presente Regulamento estabelece as normas de acesso ao concurso para financiamento de projetos

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

Enquadramento e critérios de Candidatura

Enquadramento e critérios de Candidatura Enquadramento e critérios de Candidatura A cidadania ativa constitui um elemento chave do reforço da coesão social. O Conselho da União Europeia instituiu o ano de 2011, como Ano Europeu do Voluntariado

Leia mais

5ª Edição do Prémio SIC Esperança Escola Solar Regulamento

5ª Edição do Prémio SIC Esperança Escola Solar Regulamento A SIC Esperança promove anualmente a entrega de um prémio a um projeto inovador ainda não implementado, que tenha como objetivo a melhoria da qualidade de vida, em particular de pessoas socialmente desfavorecidas.

Leia mais

CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore

CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore A Junta de Freguesia de Silvares em parceria com a Comissão Representativa do Movimento Associativo da Freguesia

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO. Eu Conto

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO. Eu Conto ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO Eu Conto Horta Outubro/2009 SECÇÃO I INTRODUÇÃO 1.º O Clube de Jornalismo, em colaboração com o Departamento de Língua

Leia mais

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO PRÉMIO «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 11ª Edição 2013/14 Página 1 de 7 REGULAMENTO DO PRÉMIO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério

Leia mais

Programa EDP SOLIDÁRIA

Programa EDP SOLIDÁRIA Programa EDP SOLIDÁRIA REGULAMENTO I. Do Programa EDP SOLIDÁRIA 1. A Fundação EDP, no âmbito das suas actividades nas áreas da solidariedade e inovação social, promove uma iniciativa anual o Programa EDP

Leia mais

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único]

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] PREÂMBULO O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade

Leia mais

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Regulamento Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Considerando que: A. A Fundação EDP é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que tem por fins gerais a promoção, o desenvolvimento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE CONCEÇÃO PARA A CRIAÇÃO DE UMA LOGOMARCA SUBORDINADA AO TEMA GONDOMAR É D OURO TERMOS DE REFERÊNCIA

CONCURSO PÚBLICO DE CONCEÇÃO PARA A CRIAÇÃO DE UMA LOGOMARCA SUBORDINADA AO TEMA GONDOMAR É D OURO TERMOS DE REFERÊNCIA CONCURSO PÚBLICO DE CONCEÇÃO PARA A CRIAÇÃO DE UMA LOGOMARCA SUBORDINADA AO TEMA GONDOMAR É D OURO TERMOS DE REFERÊNCIA Artigo 1.º - Objeto e Modalidade do Concurso 1 O presente procedimento tem por objeto

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança»

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» 1. APRESENTAÇÃO O concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» (adiante, concurso) visa divulgar a existência da Linha

Leia mais

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11 «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 9ª Edição 2010/11 REGULAMENTO PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A e o Ministério da Educação celebraram

Leia mais

O que é o concurso EUemPT?

O que é o concurso EUemPT? O que é o concurso EUemPT? O concurso EUemPT, uma atividade educativa sobre a UE, é uma iniciativa da Comissão Europeia, promovida pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors, concebida e implementada

Leia mais

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento 2014 [REGULAMENTO] PREÂMBULO Considerando a conjuntura nacional em que se vive, torna-se vital incentivar e apoiar a economia local. Num período em que a oferta de emprego é muito baixa, o autoemprego

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. A ÁGUA PELOS MEUS OLHOS Mil Imagens, uma Região, um Futuro Cláusula 1 - Organização O Concurso de Fotografia e Vídeo A Água pelos

Leia mais

REGULAMENTO I CONCURSO LITERÁRIO ESCOLAR DA MURTOSA

REGULAMENTO I CONCURSO LITERÁRIO ESCOLAR DA MURTOSA I CONCURSO LITERÁRIO ESCOLAR DA MURTOSA REGULAMENTO Preâmbulo A prática regular de atividades como a leitura e a escrita é um fator primordial para o bom desenvolvimento intelectual das crianças e dos

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Atividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Ativa proclamado

Leia mais

CRIAR UM EMPREGO CRIA MUITO MAIS DO QUE UM EMPREGO.

CRIAR UM EMPREGO CRIA MUITO MAIS DO QUE UM EMPREGO. CRIAR UM EMPREGO CRIA MUITO MAIS DO QUE UM EMPREGO O emprego tem uma enorme importância tanto para os indivíduos como para a sociedade Para além de ser uma fonte de rendimento, uma forma de ocupação e

Leia mais

Concurso de Ideias Empreende +

Concurso de Ideias Empreende + Concurso de Ideias Empreende + REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Aveiro, através da sua Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC), a seguir denominada Organização, promove o «Concurso de Ideias

Leia mais

I CONCURSO DE FOTOGRAFIA SOBRE AGRICULTURA SUSTENTAVEL REGULAMENTO

I CONCURSO DE FOTOGRAFIA SOBRE AGRICULTURA SUSTENTAVEL REGULAMENTO E/27562/2012 I CONCURSO DE FOTOGRAFIA SOBRE AGRICULTURA SUSTENTAVEL 2012 REGULAMENTO ENQUADRAMENTO O I Concurso de Fotografia sobre Agricultura Sustentável é uma iniciativa da Câmara Municipal de Loures,

Leia mais

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE Os Amigos do Cáster em parceria com a Câmara Municipal de Ovar criam o PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE, inserido no âmbito do Programa Integrado de

Leia mais

Regulamento do Concurso de Fotografia Comemoração 85º Aniversário Cooperativa Eléctrica do Vale D Este, CRL

Regulamento do Concurso de Fotografia Comemoração 85º Aniversário Cooperativa Eléctrica do Vale D Este, CRL Regulamento do Concurso de Fotografia Comemoração 85º Aniversário Cooperativa Eléctrica do Vale D Este, CRL 1. Enquadramento do Concurso A CEVE Cooperativa Eléctrica do Vale D Este CRL, reconhecendo o

Leia mais

ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor!

ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor! ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor! Tema das peças: Tradições da Minha Terra Para tornar o Mundo melhor! PIEF de 2.º e 3.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Mourão 2013 / 2014 Concurso a Nível Nacional

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS

REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento tem como objetivo a definição dos tipos de apoio e res- petivas condições de acesso

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA REGULAMENTO ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS

CONCURSO DE FOTOGRAFIA REGULAMENTO ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS CONCURSO DE FOTOGRAFIA ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES ÁREA DE AÇÃO SOCIAL E SAÚDE RUA MOUZINHO DE ALBUQUERQUE Nº 7, 1º ANDAR 2070-104 CARTAXO ORGANIZAÇÃO APOIO

Leia mais

CONCURSO DE CRIAÇÃO DE SPOT PROMOCIONAL

CONCURSO DE CRIAÇÃO DE SPOT PROMOCIONAL CONCURSO DE CRIAÇÃO DE SPOT PROMOCIONAL ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTIVO O presente concurso tem como objectivo sensibilizar os alunos do Ensino Secundário e a comunidade

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária PROGRAMA ESCOLA + Voluntária 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando de

Leia mais

EUemPT EUROPEUS EM PORTUGAL Regulamento do Concurso

EUemPT EUROPEUS EM PORTUGAL Regulamento do Concurso EUemPT EUROPEUS EM PORTUGAL Regulamento do Concurso 1. Apresentação O concurso EUemPT, uma atividade educativa sobre a UE, é uma iniciativa da Comissão Europeia, promovida pelo Centro de Informação Europeia

Leia mais

II EDIÇÃO DO CONCURSO ESCOLAR A ÁGUA QUE NOS UNE : SUBTEMÁTICA É O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA! REGULAMENTO Ano letivo 2014/2015

II EDIÇÃO DO CONCURSO ESCOLAR A ÁGUA QUE NOS UNE : SUBTEMÁTICA É O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA! REGULAMENTO Ano letivo 2014/2015 II EDIÇÃO DO CONCURSO ESCOLAR A ÁGUA QUE NOS UNE : SUBTEMÁTICA É O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA! REGULAMENTO Ano letivo 2014/2015 TEMA A ÁGUA QUE NOS UNE II Edição SUBTEMA É O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA ÂMBITO

Leia mais

Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio. Órgão Executivo, Em de 2014

Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio. Órgão Executivo, Em de 2014 Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio Órgão Executivo, Em de 2014 Órgão Deliberativo, Em de 2014 REGULAMENTO DO CONCURSO Artigo 1.º

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE CRIAÇÃO NAS ÁREAS DO CINEMA, DANÇA E TEATRO

REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE CRIAÇÃO NAS ÁREAS DO CINEMA, DANÇA E TEATRO REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE CRIAÇÃO NAS ÁREAS DO CINEMA, DANÇA E TEATRO 2015 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian (Fundação) concede, através do Programa Gulbenkian de Língua

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO 2013

REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO 2013 REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO 2013 1.º Objeto O Concurso Missão Sorriso é uma iniciativa da Modelo Continente Hipermercados S.A. com sede na Rua João Mendonça, 505, freguesia de Senhora da Hora,

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÉMIO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º

REGULAMENTO DO PRÉMIO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º REGULAMENTO DO PRÉMIO CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1.A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério da Educação e Ciência e Ministério da Economia celebraram um Protocolo com vista à instituição de

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ideias

Regulamento do Concurso de Ideias Regulamento do Concurso de Ideias 1. Apresentação O Concurso de Ideias e a Conferência Internacional sobre Prevenção e Controlo do Tabagismo, que vai ter lugar em Lisboa, de 14 a 15 de novembro de 2013,

Leia mais

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ]

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Preâmbulo O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO FOTOGRÁFICO AROUCA GEOPARK: PAISAGENS E CULTURA

REGULAMENTO DO CONCURSO FOTOGRÁFICO AROUCA GEOPARK: PAISAGENS E CULTURA Olhares Contemporâneos Associação de Fotografia REGULAMENTO DO CONCURSO FOTOGRÁFICO AROUCA GEOPARK: PAISAGENS E CULTURA CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO E OBJETIVOS Art.º. 1º. O concurso fotográfico AROUCA GEOPARK:

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

CONCURSO DE FOTOGRAFIA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Junta de Freguesia de Santo António CONCURSO DE FOTOGRAFIA Gentes da Minha Terra Índice 1. Objectivos... 3 2. Entidade Promotora... 3 3. Tema... 3 4. Destinatários... 3 5. Prémios...

Leia mais

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo «atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Évora, através da Divisão de Projetos e Informação (SCC-DPI), enquanto parte integrante do Serviço de Ciência e Cooperação,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A CONGRESSOS NOS DOMÍNIOS DA LÍNGUA E DA CULTURA PORTUGUESAS

REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A CONGRESSOS NOS DOMÍNIOS DA LÍNGUA E DA CULTURA PORTUGUESAS REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A CONGRESSOS NOS DOMÍNIOS DA LÍNGUA E DA CULTURA PORTUGUESAS 2015 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian (Fundação), através do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1.º - Enquadramento O Concurso de Ideias para a Criação de Empresas Inovadoras é uma iniciativa do BICMINHO no âmbito da execução da operação n.º NORTE-07-0364-FEDER-000006 Apoio à Criação

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DA MEIA MARATONA FOTOGRÁFICA DE SETÚBAL

REGULAMENTO MUNICIPAL DA MEIA MARATONA FOTOGRÁFICA DE SETÚBAL REGULAMENTO MUNICIPAL DA MEIA MARATONA FOTOGRÁFICA DE SETÚBAL Preâmbulo O Município de Setúbal tem procurado intervir em diversos campos, no sentido de proporcionar a satisfação de um conjunto de necessidades

Leia mais

ANEXO. Regulamento do Prémio Jerónimo Martins/GPA Investigação e Desenvolvimento Sustentável

ANEXO. Regulamento do Prémio Jerónimo Martins/GPA Investigação e Desenvolvimento Sustentável ANEXO Regulamento do Prémio Jerónimo Martins/GPA Investigação e Desenvolvimento Sustentável Preâmbulo A GCI, Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Quercus (Associação Nacional de Conservação da Natureza),

Leia mais

2014/15. Nesta. A quem se dirige? O Projeto Nós. municípios onde. locais; Geografia; Quem

2014/15. Nesta. A quem se dirige? O Projeto Nós. municípios onde. locais; Geografia; Quem Projetoo Nós Propomos! Cidadania, Sustentabilidadee e Inovação na Educação Geográfica 2014/15 Quem o promove? Nesta sua 4ª edição, o Projeto Nós Propomos! Cidadania, SustentabiliS idade e Inovação na Educação

Leia mais

OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS

OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS 2015 REGULAMENTO Artigo 1º Âmbito e Enquadramento A Ciência Viva Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica promove o programa Ocupação Científica

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, a Fundação Porto Social em parceria com a ESLider, promove a iniciativa

Leia mais

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO -

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - Iniciativa de: Com o apoio de: 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE)

Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE) Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE) 1. Título alusivo à iniciativa Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE). 2. Entidades parceiras Identificação das organizações (Organismo público,

Leia mais

Regulamento do. I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul

Regulamento do. I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul Regulamento do I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul FEVEREIRO 2013 I. INTRODUÇÃO A Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul, (CIMBIS), no âmbito da Rede Regional de

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros Página1 REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Actividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Activa

Leia mais

Regulamento. Prémios de Jornalismo Jornal do Fundão

Regulamento. Prémios de Jornalismo Jornal do Fundão Regulamento Prémios de Jornalismo Jornal do Fundão 2015 Preâmbulo Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos desenvolvidos por jornalistas

Leia mais

PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE

PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Edição de 2015 1 Introdução A edição do ano de 2015 do Prémio de Boas Práticas em Saúde (PBPS), pretende, como sempre, acompanhar

Leia mais

Cada instituição tem que obrigatoriamente apresentar as facturas das respectivas despesas no âmbito do projecto candidatado.

Cada instituição tem que obrigatoriamente apresentar as facturas das respectivas despesas no âmbito do projecto candidatado. Programa de Educação Ambiental Círculo Mágico 2007/2008 O programa Círculo Mágico, ano lectivo 2007/2008, seguirá a seguinte metodologia: Abordará, no âmbito do apoio aos projectos candidatados pelas escolas,

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, e na sequência da Iniciativa Pontes Para o Futuro realizada

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO CONCURSO DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO CONCURSO DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Objectivo 1.1 O concurso Glassberries Design Awards, instituído pela BA Vidro, pretende promover a participação de jovens designers, na área de design de produto,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO IDEIAS

REGULAMENTO DO CONCURSO IDEIAS REGULAMENTO DO CONCURSO IDEIAS IMAGEM CORPORATIVA DA ACIR 1. ENTIDADE PROMOTORA 2. GENERALIDADE 3. PARTICIPANTES 4. DOCUMENTOS DAS PROPOSTAS 5. IDENTIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS 6. ENVIO DAS PROPOSTAS 7. AVALIAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO PARTILHA COM ENERGIA 1ª EDIÇÃO

REGULAMENTO PROJETO PARTILHA COM ENERGIA 1ª EDIÇÃO REGULAMENTO PROJETO PARTILHA COM ENERGIA 1ª EDIÇÃO PREÂMBULO A EDP - Gestão da Produção de Energia, S.A., doravante EDP Produção lança a 1.ª edição do projeto Partilha com Energia. Trata-se de um projeto

Leia mais

Normas de participação

Normas de participação Verão com desafios 2015 Normas de participação I. Apresentação e objetivos 1. Entidade promotora e organizadora - Município de Loures 1 a) O programa de Ocupação de Tempos Livres Verão com Desafios é promovido

Leia mais

Regulamento Utilização de água da rede pública para consumo humano Concurso de vídeo e cartaz

Regulamento Utilização de água da rede pública para consumo humano Concurso de vídeo e cartaz Regulamento Utilização de água da rede pública para consumo humano Concurso de vídeo e cartaz Escolas do Concelho de Paredes I - CONCURSO No âmbito da comemoração do dia mundial da água de 2014, a Águas

Leia mais

Regulamento CONCURSO: A Biodiversidade da minha Cidade 2012. Regulamento de concurso - 2012. 1 - Entidade Promotora. 2 Objectivo

Regulamento CONCURSO: A Biodiversidade da minha Cidade 2012. Regulamento de concurso - 2012. 1 - Entidade Promotora. 2 Objectivo CONCURSO: A Biodiversidade da minha Cidade 2012 Regulamento 1 - Entidade Promotora O Concurso A Biodiversidade na Minha Cidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de Gouveia, que conta com a colaboração

Leia mais

Natal na desportiva NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

Natal na desportiva NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Natal na desportiva 2015 NORMAS DE PARTICIPAÇÃO CML/DRIC/2015 Alvará 694 I. Apresentação e objetivos 1. Entidade Promotora e Organizadora - Município de Loures 1 a) O Programa de Ocupação de Tempos Livres

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção Geral de Educação (DGE), o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a Quercus, e o Green Project Awards (GPA),

Leia mais

Concurso Escolar 2014/2015

Concurso Escolar 2014/2015 Concurso Escolar 2014/2015 Regulamento Concurso Escolar Preâmbulo Einstein, um dos mais célebres cientistas mundiais, costumava dizer que a criatividade é a inteligência a divertir-se. Consciente da importância

Leia mais

REGULAMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PÚBLICO-ALVO

REGULAMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PÚBLICO-ALVO REGULAMENTO INTRODUÇÃO O DNS.PT e a DECO promovem a 3ª edição do Concurso Sitestar.pt, uma iniciativa nacional que convida a comunidade educativa a desenvolver sites em português e sob domínio.pt durante

Leia mais

DIA DA EUROPA 2013 REGULAMENTO PARA AS ESCOLAS SECUNDÁRIAS E PROFISSIONAIS DA RAA PARTE I INFORMAÇÕES GERAIS

DIA DA EUROPA 2013 REGULAMENTO PARA AS ESCOLAS SECUNDÁRIAS E PROFISSIONAIS DA RAA PARTE I INFORMAÇÕES GERAIS DIA DA EUROPA 2013 REGULAMENTO PARA AS ESCOLAS SECUNDÁRIAS E PROFISSIONAIS DA RAA PARTE I INFORMAÇÕES GERAIS A celebração do Dia da Europa (9 de Maio) na Região Autónoma dos Açores (RAA) organizar-se-á

Leia mais

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal A Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap) torna público o regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal.

Leia mais

Prémio Redes para o Desenvolvimento

Prémio Redes para o Desenvolvimento Prémio Redes para o Desenvolvimento Regulamento 6 de outubro de 2015 www.redesparaodesenvolvimento.org Este Prémio é lançado no âmbito do Projeto Redes para o Desenvolvimento: Educação Global para uma

Leia mais

Concurso de Design Mascote Eficiência Energética

Concurso de Design Mascote Eficiência Energética Concurso de Design Mascote Eficiência Energética Regulamento 1. Introdução O presente concurso destina-se à criação da Mascote da Eficiência Energética, que estará associada à COGEN Portugal, e que será

Leia mais

EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS DA CIM Dão Lafões REGULAMENTO CONCURSO INTERMUNICIPAL DE IDEIAS. Ensino Secundário e Profissional

EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS DA CIM Dão Lafões REGULAMENTO CONCURSO INTERMUNICIPAL DE IDEIAS. Ensino Secundário e Profissional Página1 REGULAMENTO DO CONCURSO INTERMUNICIPAL DE IDEIAS Ensino Secundário e Profissional 1ª Edição Ano letivo 2011/2012 Preâmbulo O Concurso Intermunicipal de Ideias é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

CRITÉRIOS DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA

CRITÉRIOS DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONDOMAR (S. COSME), VALBOM E JOVIM CRITÉRIOS DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA À DESCOBERTA DA UNIÃO ÂMBITO Instituído pela Junta da União das Freguesias de Gondomar (S. Cosme),Valbom

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL. Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. 3ª edição Ano letivo 2011/2012.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL. Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. 3ª edição Ano letivo 2011/2012. GESTÃO DE RESÍDUOS E EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS - 1 - REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas 3ª edição Ano letivo 2011/2012 Preâmbulo O Concurso

Leia mais

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) convida todas as Instituições de Ensino da Região Norte, a participar na 2ª edição

Leia mais

MECANISMO DE APOIO À ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO

MECANISMO DE APOIO À ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO MECANISMO DE APOIO À ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO Na sequência dos trabalhos desenvolvidos pelo Fórum para a Cooperação, implementado em 2008, e reconhecendo o papel que

Leia mais

PASSATEMPO DE FOTOGRAFIA. Algarve, Segredos Patrimoniais - ruelas, becos e travessas com história REGULAMENTO GERAL

PASSATEMPO DE FOTOGRAFIA. Algarve, Segredos Patrimoniais - ruelas, becos e travessas com história REGULAMENTO GERAL PASSATEMPO DE FOTOGRAFIA Algarve, Segredos Patrimoniais - ruelas, becos e travessas com história REGULAMENTO GERAL Artigo 1º - Objectivos O passatempo de fotografia Algarve, Segredos Patrimoniais ruelas,

Leia mais

EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO

EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO Norma I Objetivos 1. No quadro da sua política de Responsabilidade Social, e no cumprimento da sua missão mutualista, o Montepio, através da Fundação Montepio, tem vindo a privilegiar

Leia mais

ARQUITETURA, UM OLHAR MULTIDISCIPLINAR OUTUBRO

ARQUITETURA, UM OLHAR MULTIDISCIPLINAR OUTUBRO ARQUITETURA, UM OLHAR MULTIDISCIPLINAR OUTUBRO UTUBRO, MÊS DA ARQUITETURA A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) convida todos os Estabelecimentos de Ensino Superior que ministrem

Leia mais

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013.

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013. Preâmbulo. O startweb é um programa de caça talentos na Madeira nas áreas da programação, design, informática, gestão, mas também destinado a todos os empreendedores que ambicionam novos desafios. CAPÍTULO

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

Eixo Prioritário V Assistência Técnica

Eixo Prioritário V Assistência Técnica Eixo Prioritário V Assistência Técnica Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica no Âmbito da Delegação de Competências com os Organismos Intermédios na gestão dos

Leia mais

CONCURSO DE CRIAÇÃO DE SPOT PROMOCIONAL

CONCURSO DE CRIAÇÃO DE SPOT PROMOCIONAL CONCURSO DE CRIAÇÃO DE SPOT PROMOCIONAL ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTIVO O presente concurso tem como objectivo sensibilizar os alunos do Ensino Secundário e a comunidade

Leia mais

Figuras de Natal Ecológicas REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO

Figuras de Natal Ecológicas REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO Organização A Câmara Municipal do Barreiro (CMB), através do Centro de Educação Ambiental da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina, vai realizar um concurso subordinado ao tema:

Leia mais

REGULAMENTO CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015

REGULAMENTO CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015 REGULAMENTO CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015 1. OBJETO 1.1. O Concurso CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015 é promovido pela COMISSÃO DE FESTAS DO BARREIRO e tem por objeto a seleção de 1 (uma) proposta criativa

Leia mais

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM DA FREGUESIA DE SÃO TEOTÓNIO (1ª ALTERAÇÃO)

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM DA FREGUESIA DE SÃO TEOTÓNIO (1ª ALTERAÇÃO) DA FREGUESIA DE SÃO TEOTÓNIO (1ª ALTERAÇÃO) Órgão Executivo, Órgão Deliberativo, Em de 2015 Em de 2015 Preâmbulo A freguesia de São Teotónio tem um compromisso estabelecido com a população de cumprir a

Leia mais

MAYBELLINE NEW YORK PORTUGAL. Regulamento

MAYBELLINE NEW YORK PORTUGAL. Regulamento Regulamento Passatempo denominado 100% TU! by Maybelline New York 1. Passatempo 100% TU! by Maybelline New York O passatempo 100% TU! By Maybelline new York é uma ação promocional promovida pela L Oréal

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E COOPERAÇÃO GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E COOPERAÇÃO GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E COOPERAÇÃO GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE ANÚNCIO DE CONCURSO O Gabinete do Ordenador Nacional para a Cooperação

Leia mais

PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE

PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Edição de 2013 1 Introdução: PBPS 2013 A edição do ano de 2013 do Prémio de Boas Práticas em Saúde- Qualidade e Inovação (PBPS)

Leia mais

Ensino Básico. Regulamento da Competição

Ensino Básico. Regulamento da Competição ESCOLA + Promoção de Eficiência Energética entre Escolas do 1º Ciclo de O Projeto Escola + Ensino Básico Regulamento da Competição Ano Letivo 2014-2015 O Projeto «Escola +» é uma iniciativa da Lisboa E-Nova

Leia mais

Concurso. Regulamento

Concurso. Regulamento Concurso Regulamento Depois do sucesso da 1ª edição, o Concurso SITESTAR.PT está de regresso para lançar um novo desafio. A DECO e a DNS juntam-se para distinguir os jovens que desenvolvam websites originais

Leia mais

VI Concurso de Fotografia Augusto Cabrita 2009 Normas de Participação

VI Concurso de Fotografia Augusto Cabrita 2009 Normas de Participação VI Concurso de Fotografia Augusto Cabrita 2009 Normas de Participação 1. Disposições Gerais a. O Concurso de Fotografia Augusto Cabrita tem como objectivo promover e divulgar novos valores na área da fotografia,

Leia mais

Regulamento. Foremor

Regulamento. Foremor Regulamento Foremor Preâmbulo O presente projeto decorre de uma candidatura realizada pela MARCA ADL ao programa ERASMUS+, no âmbito da KA1 Learning Mobility for Individuals e está integrada numa iniciativa

Leia mais