CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO SOLICITACÃO [#000646]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO SOLICITACÃO [#000646]"

Transcrição

1 ORIGEM: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DESTINO: SECRETARIA MUNICIPAL DA CASA CIVIL SOLICITACÃO [#000646] OBJETIVO PRETENDIDO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL E SIMCOMP SISTEMA DE COMPOSIÇÃO DE DESPESA PÚBLICA. A presente solicitação versa sobre a autorização para a realização da despesa epigrafada e com os objetivos pretensos conforme especificação sucinta com sustentação na documentação anexa, com observância aos princípios de legalidade, impessoalidade, publicidade e eficiência. pleito. Assim sendo, solicitamos a(o) Excelentíssimo(a) Sr.(a) PREFEITO despacho favorável à continuidade do SERRA DO MEL-RN, 02 / 01 / 2013.

2 ANEXO - ETAPAS DO SERVIÇO OBJETIVO PRETENDIDO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL E SIMCOMP SISTEMA DE COMPOSIÇÃO DE DESPESA PÚBLICA. Discriminação Unidade Quantidade Unitário Total LICENÇA DE USO DOS PROGRAMAS DE COMPUTADOR: SIMPROC E SIMCOMP MÊS 12, , ,00 VALOR TOTAL DOS SERVIÇOS ,00

3 SERRA DO MEL-RN, 02/01/2013. A(o) Assunto: Pedido de orçamento/proposta comercial Objeto: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO Prezado(s) Senhor(es), Vimos solicitar apresentar orçamento ou proposta de preços para o abaixo especificado: Quantidade Unidade Discriminação das Etapas do Serviço Unitário Total 12,000 MÊS LICENÇA DE USO DOS PROGRAMAS DE COMPUTADOR: SIMPROC E SIMCOMP Solicitamos, ainda, que juntamente com a sua proposta comercial sejam apresentadas as provas de quitação com a seguridade social (INSS e FGTS). Querendo utilizar este formulário ponha carimbo com CNPJ e endereço da empresa, assinatura e identificação do responsável. Informe, também, o telefone para contato. Atenciosamente,

4 ASSUNTO: JUSTIFICATIVA DE AUSÊNCIA DE PESQUISA MERCADOLÓGICA - MANIFESTO DESINTERESSE OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO DESPACHO Para efeito de verificar a razoabilidade do preço a ser desembolsado tendo em vista a aquisição dos bens ou serviços em epígrafe, a serem consumidos pela Administração Municipal, informamos que por meio de consulta prévia a proposta comercial anexa aparenta encontrar-se compatível com o interesse público. Neste caso concreto justificamos a ausência de outras propostas de preço, em função do manifesto desinteresse dos particulares consultados, o que iviabilizou a tentativa de formação de pesquisa mercadológica. Tal inviabilidade deriva da falta de pluralidade de sujeitos com interesse de contratar com o poder público devido às exigências burocráticas, principalmente a demora do pagamento. AFIRMO que, memsmo tentando um cotejamento entre particulares não teve como, em face do desinteresse da maioria dos possíveis fornecedores/prestadores identificados. E, não havendo pluralidade de interessados, não há como se falar em Pesquisa de Mercado. SERRA DO MEL-RN, 02 / 01 / 2013.

5 ASSUNTO: DESPACHO AUTORIZATIVO OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO DESPACHO Impulsionado pelo ímpeto da estrita legalidade e observando as normas estampadas no art. 37, da Constituição Federal de 1988, bem como, as demais legislações específicas que regem as normas de direito público: AUTORIZO a abertura de PROCESSO ADMINISTRATIVO. Em seguida, se encaminhe os autos à Setorial Contábil para a verificação de existência de previsão de recursos orçamentários; a estimativa de impacto orçamentário-financeiro no exercício atual e nos dois subseqüentes; além da verificação de adequação orçamentária e financeira e compatibilidade com a LOA, o PPA e a LDO, quando forem necessárias essas duas últimas informações. Igualmente, que se proceda o competente enquadramento da despesa pretendida ao que determina a Lei Federal No /93, apontando a fundamentação no caso de CONTRATAÇÃO DIRETA ou que seja realizada a competente LICITAÇÃO, na forma da lei. SERRA DO MEL-RN, 02 / 01 / FULANO DE TAL PREFEITO

6 ASSUNTO: Verificação da existência de previsão de recursos orçamentário. OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO INFORMAÇÃO Em conformidade com o que determina a legislação e analisado o objeto da despesa do presente processo administrativo, vimos confirmar que na Lei Orçamentária Anual consta previsão de recursos orçamentários para assegurar o pagamento das obrigações decorrentes desta despesa que será executada no exercício financeiro em curso, estando a mesma de acordo com o respectivo cronograma. Unidade Orçamentária: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO. Projeto/Atividade: Dotação Orçamentária: Outros Serviços de Terceiros Pessoa Jurídica. Recursos Financeiros: Tesouro. É a informação. SERRA DO MEL-RN, / /.

7 ASSUNTO: Estimativa de impacto orçamentário-financeiro no exercício atual e nos dois subsequentes. OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO DECLARAÇÃO Em conformidade com o que determina o inciso I, do art. 16, da Lei Complementar No. 101, de , e tendo analisado o objeto da despesa em epígrafe, verificamos que existe previsão orçamentária e recursos financeiros para fazer face a efetiva realização da despesa. DECLARO, que o seu o impacto nos dois próximos exercícios subsequentes não compromete a execução orçamentária e financeira de seus respectivos orçamentos por tratar-se de despesa de custeio/investimento, cuja dotação orçamentária é, obrigatoriamente, fixada na LOA - Lei Orçamentária Anual. SERRA DO MEL-RN, / /. FULANO DE TAL PREFEITO

8 ASSUNTO: Adequação orçamentária e financeira e compatibilidade com a LOA, o PPA e a LDO. OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO DECLARAÇÃO Em conformidade com o que determina o inciso II, do art. 16, da Lei Complementar No. 101, de , e tendo analisado o objeto da despesa em epígrafe: DECLARO, que o aumento da referida despesa, resultante da criação, expansão e/ou aperfeiçoamento da ação governamental, tem adequação orçamentária e financeira com a lei orçamentária anual e compatibilidade com o plano plurianual e com a lei de diretrizes orçamentárias. SERRA DO MEL-RN, / /.

9 Microsoft Word - CHECK-LIST-INSTRUMENTO CONTRATUAL - cl... 1 de 1

10 ASSUNTO: Parecer Prévio Jurídico OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO A Assessoria Jurídica da PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA DO MEL, no uso de suas atribuições legais definidas através do Artigo 38, Parágrafo Único da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações, após análise da minuta do Contrato constante nos autos, emite o presente Parecer. 1. DA MINUTA DO CONTRATO: Com a análise à minuta do Contrato anexo, do objeto epigrafado, verificamos que o mesmo atende as determinações especificadas no Artigo 55, da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações, tais como: especificações do objeto, pagamento, valor, reajustes, causas de rescisão, obrigações, fontes de recursos financeiras e orçamentárias, prazo de fornecimento, prazo de vigência, etc. 2. DA CONCLUSÃO: Por isso, sou de Parecer Favorável à aprovação do documento especificado acima. É esse o nosso Parecer. SERRA DO MEL-RN, 02/01/2013.

11 ASSUNTO: Inexigibilidade de licitação. OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO JUSTIFICATIVA DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nos termos do que determina o art. 25, caput, da Lei No /1993, de 21/06/1993 e suas alterações posteriores, in verbis: "Art. 25. É inexigível licitação quando houver inviabilidade de competição..." As pesquisas realizadas a fim de compor Pesquisa Mercadológica, no intuito de prever estimativa de gastos com o objeto epigrafado foram frustradas, fincando comprovada a limitação do mercado. Acrescente-se a isso, o fato de que o objeto pretendido está sendo ofertado por uma única empresa em condições de contratar com a Administração Pública. Observado o princípio da razoabilidade na relação custo x benefício, o preço proposto é compatível. Ademais a instauração de um procedimento licitatório, que se sabe, diante mão, ter grandes probabilidades de fracassar e o risco da demora, podem trazer sérios danos à continuidade do serviço público. Considerando que da análise da situação concreta houve a configuração da hipótese de inexigibilidade. Atendendo de pleno o disposto no art. 25, caput. Consoante o dispositivo citado, tem amparo e é justificável a contratação direta para a prestação dos serviços epigrafado. Assim sendo, atendendo de pleno as normas legais e de forma a cumprir o disposto no art. 26, da Lei No 8.666/93, de 21/06/1993, e suas alterações posteriores, apresentamos a presente Justificativa para ratificação e posterior publicação na imprensa oficial. É a justificativa. SERRA DO MEL-RN, //1.

12 PROCESSO ADMINISTRATIVO: ASSUNTO: Razão da escolha do fornecedor ou executante e justificativa do preço. FORNECEDOR OU EXECUTANTE: G. M. PAIVA NETA ME OBJETO: Transcrever do termo ou instrumento de contrato o texto completo da cláusula: DO OBJETO. JUSTIFICATIVA DE CONTRATAÇÃO DIRETA Considerando, a necessidade de realização de despesa pública, visando a continuidade dos serviços essenciais ao funcionamento da máquina administrativa em especial a necessidade de contratação do objeto epigrafado, justificamos. Nos termos do que determina o art. 26, da Lei No /1993, de 21/06/1993, parágrafo único, incisos II e III, informamos que: a) a razão para a escolha do fornecedor em epígrafe se deveu à análise minunciosa dos autos, onde restou comprovada a idoneidade do mesmo e a sua apitidão para a execução do objeto, em preterição a qualquer outro. Uma vez que nesse caso concreto o cotejamento de propostas entre particulares restaria frustrada qualquer tentativa de competição entre particulares, como comprovado nos autos. b) a justificativa do preço provém da sua Proposta Comerical que demonstrou que os preços apresentados se encontram em total compatibilidade com os praticados no mercado. Levamos, também, em consideração, as peculiariedades do mercado, o perigo da demora, o princípio da finalidade e da eficiência administrativa. Enfim, analisada toda a documentação constante dos autos e expedida a nossa JUSTIFICATIVA, encaminhamos para superior apreciação. SERRA DO MEL-RN, 02/01/2013.

13 ASSUNTO: Ratificação de Dispensa de Licitação. OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO RATIFICAÇÃO Nos termos do que determina o art. 26, da Lei No /1993, de 21/06/1993, in verbis: "Art. 26. As dispensas previstas nos incisos III a XV do art. 24, as situações de inexigibilidade referidas no art. 25, necessariamente justificadas, e o retardamento previsto no final do 2º do art. 8º desta lei deverão ser comunicados dentro de 3 (três) dias à autoridade superior para ratificação e publicação na imprensa oficial no prazo de 5 (cinco) dias, como condição de eficácia dos atos." RATIFICO, em todos os seus termos a Justificativa de Inexigibilidade de Licitação para o objeto em epígrafe de acordo com o disposto no art. 24. SERRA DO MEL-RN, / /. FULANO DE TAL PREFEITO

14 CONTRATAÇÃO DIRETA - EXTRATO RESUMIDO PROCESSO ADMINISTRATIVO: / FORNECEDOR OU EXECUTANTE: G. M. PAIVA NETA ME / CNPJ: / / OBJETO: Transcrever do termo ou instrumento de contrato o texto completo da cláusula: DO OBJETO. / VALOR: ,00 (quinze mil e seiscentos reais) / FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Inexigível - Lei 8.666/93, art. 25, caput / DATA: 02/01/2013.

15 1 de 1 CONTRATADO:G. M. PAIVA NETA ME CNPJ/CPF: / LICITAÇÃO: Dispensa Nº OBJETO: LICENÇA E USO DO SIMPROC E SIMCOMP CONTRATO DE FORNECIMENTO/EXECUÇÃO PARCELADA - ANEXO I Legislação Aplicada: Art. 6º, III, c/c o Art. 15, IV, c/c o Art. 55, I e III, ambos da Lei Nº 8.666/93, de e alterações posteriores. Em vista do pacto firmado com o fornecedor/executante em epígrafe, fica o presente obrigado a fornecer/executar o(s) iten(s)/etapa(s) relacionado(s) abaixo, parceladamente, conforme a(s) necessidade(s) e conveniência(s) da Administração. Dessa forma, reconheçemos que qualquer aquisição, que envolva o(s) iten(s)/etapa(s) contratado(s) será(ão) efetivada(s) de acordo com o pacto firmado e do que está descrito neste anexo que passa a ser parte integrante do termo de contrato ou instrumento equivalente, independente de transcrição. FORNECEDOR CNPJ: / CONTRATADO: G. M. PAIVA NETA ME LOGRADOURO: RUA PROF. NILO DE ALBUQUERQUE MELO, 21 BAIRRO: NEÓPOLIS CEP: CIDADE: NATAL UF: RN Item Discriminação Unidade Quantidade Unitário Total 1 LICENÇA DE USO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR: SIMPROC E SIMCOMP MÊS , ,00 TOTAL DOS ITENS ADJUDICADOS AO VENCEDOR...R$ ,00 Resguardada a supremacia do interesse público, reserva-se a Administração a execução total ou parcial da contratação. SERRA DO MEL-RN, / /.

16 ORDEM DE SERVIÇO CNPJ: / CONTRATADO CONTRATADO: G. M. PAIVA NETA ME LOGRADOURO: RUA PROF. NILO DE ALBUQUERQUE MELO, 21 BAIRRO: NEÓPOLIS CEP: CIDADE: NATAL UF: RN Pelo presente documento obrigacional, fica vossa senhoria autorizado a executar o abaixo especificado: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL E SIMCOMP SISTEMA DE COMPOSIÇÃO DE DESPESA PÚBLICA. caput. Inviabilidade de competição. Discriminação Unidade Cont. Forn. Ped.+ Unitário Total LICENÇA DE USO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR: SIMPROC E SIMCOMP MÊS , ,00 VALOR TOTAL DA ORDEM DE SERVIÇOS ,00 Esta Ordem de Serviço, em conformidade com o art. 62, da Lei Federal Nº 8.666/93, alterada pela Lei Nº 8.883/94, tem validade de instrumento contratual. SERRA DO MEL-RN, 02/01/2013.

17 OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO A fim de cumprir o que dispõe o art. 74, da Lei Federal No 8.666/93, de 21 de junho de 1993, in verbis: "Art. 74. Poderá ser dispensado o recebimento provisório nos seguintes casos: I - gêneros perecíveis e alimentação preparada; II - serviços profissionais; III - obras e serviços de valor até o previsto no art. 23, inciso II, alínea "a", desta Lei, desde que não se componham de aparelhos, equipamentos e instalações sujeitos à verificação de funcionamento e produtividade. Parágrafo único. Nos casos deste artigo, o recebimento será feito mediante recibo. A PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA DO MEL, por meio do seu representante legal, abaixo assinado, nos termos do artigo 74, da Lei Federal No 8.666/93, de 21 de junho de 1993, recebe DEFINITIVAMENTE o objeto contratual descrito nos documentos fiscais ora apresentado e, após conferência, verificou que os mesmos correspondem ao que foi solicitado. Tendo sido o objeto entregue/executado em conformidade com as exigências contratuais, no que concerne aos elementos visíveis, encontra-se em condições de Recebimento Definitivo. Para a PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA DO MEL, fica considerado, a partir desta data, cumprido o pacto contratual para todos os efeitos legais, permanecendo apenas os preceitos do art. 69, da Lei Federal No 8.666/93, de 21 de junho de SERRA DO MEL-RN, 31/01/2013.

18 Data 02/01/2013 Objetivo da Solicitação CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL E SIMCOMP SISTEMA DE COMPOSIÇÃO DE DESPESA PÚBLICA. Caso 7. Serviço. Direta. Análise. Com termo de contrato. Ordem de Serviço total. Inexigível Lei Nº 8.666/93, art. 25, ETAPAS EXECUTADAS Discriminação Unidade Solicitado Atendido Unitário Total LICENÇA DE USO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR: SIMPROC E SIMCOMP MÊS , ,00 VALOR TOTAL ,00 Afirmo que a Nota Fiscal foi extraída em conformidade com o pedido e os itens entregues estão de acordo com o discriminado na Nota Fiscal. Portanto, atesto que o objeto solicitado foi entregue em conformidade com o solicitado. SERRA DO MEL-RN, 31 / 01 / 2013.

19 1 de 1 SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS RECIBO DE PAGAMENTO - PESSOA JURÍDICA CONTRATANTE RAZÃO SOCIAL: PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA DO MEL CNPJ: / ENDEREÇO: RUA ARISTEU COSTA, 13, VILA BRASÍLIA, CENTRO, , SERRA DO MEL-RN BASE DE CÁLCULO DO ISS BASE DE CÁLCULO DO INSS BASE DE CÁLCULO DO IRRF 0,00 0,00 0,00 CONTRATADO NOME CNPJ G. M. PAIVA NETA ME / ENDEREÇO: RUA PROF. NILO DE ALBUQUERQUE MELO, 21, MONTE BELO, NEÓPOLIS, , NATAL, RN. DISCRIMINAÇÃO: LICENÇA DE USO DOS PROGRAMAS DE COMPUTADOR: SIMPROC E SIMCOMP, PARCELA 1/12. VALOR CONTRATADO: 1.300,00 (um mil e trezentos reais) DESCONTOS ISS INSS IRRF OUTROS 0,00 0,00 0,00 0,00 LÍQUIDO A RECEBER R$ 1.300,00 um mil e trezentos reais Recebi da PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA DO MEL, a importância de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos reais), referente ao acima exposto. Pelo qual firmo o presente recibo, dando plena, geral e irrevogável quitação, para que surta efeitos legais. SERRA DO MEL-RN, de de. Assinatura do Credor Este recibo pode ser quitado através de transferência ou depósito bancário para a conta corrente: , da agência: , do BANCO DO BRASIL, de titularidade do credor. Cujo comprovante uma vez anexado ao presente recibo elimina a necessidade de assinatura do credor.

20 1 de 1 ASSUNTO: Relatório do Controle Interno OBJETO: CONCESSÃO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMA DE COMPUTADOR, SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO : Vistos, etc. RELATÓRIO Trata-se da análise de processo administrativo que versa sobre a realização da despesa epigrafada, com os objetivos pretensos conforme especificação sucinta. processual. Compulsados os autos, verifica-se que constam todos os elementos necessários à formalização Enfim, anexada toda a documentação necessária a análise, vieram os autos a esta Controladoria para serem relatados. É O QUE NOS COUBE RELATAR. Passo a opinar. Inicialmente, cumpre registrar que o presente processo observou legalidade em todos os atos, aparentando, também, terem sido observados os princípios da impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Ante o exposto, opinamos favoravelmente pela realização do pagamento. É esse o nosso entendimento. SERRA DO MEL-RN, 31 / 01 / 2013.

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO SOLICITACÃO [#000641]

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO SOLICITACÃO [#000641] http://localhost/simcomp/solicitacao_imp_solicitacao1_2.php ORIGEM: DESTINO: SECRETARIA MUNICIPAL DA CASA CIVIL SOLICITACÃO [#000641] OBJETIVO PRETENDIDO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DAS INSTALAÇÕES

Leia mais

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI Dispõe sobre as atribuições dos agentes de compras

Leia mais

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99)

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A (UNIÃO/ESTADO/MUNICÍPIO), ATRAVÉS DO (ÓRGÃO/ENTIDADE ESTATAL),

Leia mais

DECRETO Nº 277 DE 23 DE MARÇO DE 2015

DECRETO Nº 277 DE 23 DE MARÇO DE 2015 DECRETO Nº 277 DE 23 DE MARÇO DE 2015 Estabelece medidas administrativas temporárias para contenção e otimização de despesas, no âmbito do Poder Executivo, cria o Conselho Gestor para Eficiência Administrativa

Leia mais

EMPRESA CONTRATADA: MARTINEZ DIB INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES E PROFISSIONALIZAÇÃO LTDA - ME.

EMPRESA CONTRATADA: MARTINEZ DIB INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES E PROFISSIONALIZAÇÃO LTDA - ME. DISPENSA DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº. 005/2015 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CONSULTORIA PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (PME) PARA O DECÊNIO 2015-2025

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/15 A Coordenadoria do Sistema de Controle Interno do Município, considerando: - O volume de recursos recebidos pelo Município a título de repasse de outros entes da Federação via Convênio ou Contrato

Leia mais

Modelo de Prestação de Contas de Convênio com a SEPOF INSTRUÇÕES GERAIS

Modelo de Prestação de Contas de Convênio com a SEPOF INSTRUÇÕES GERAIS Modelo de Prestação de Contas de Convênio com a SEPOF INSTRUÇÕES GERAIS No momento da entrega da prestação de contas só será protocolado a prestação de contas que estiver completa com todos os itens obrigatórios

Leia mais

Estado da Bahia Prefeitura Municipal de Planaltino PODER EXECUTIVO MUNICIPAL

Estado da Bahia Prefeitura Municipal de Planaltino PODER EXECUTIVO MUNICIPAL Inexigibilidade nº: 028/2014. Disposição Legal: Art. 25, Inciso II, combinado com o Inciso III do Art. 13 da lei Federal 8.666/93. Objeto: Profissional Escolhido: Prestação de serviços técnicos especializados

Leia mais

Corumbataí do Sul-Pr, 29 de Julho de 2014. Da: SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL Para: GABINETE DO PRESIDENTE DA CÂMARA

Corumbataí do Sul-Pr, 29 de Julho de 2014. Da: SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL Para: GABINETE DO PRESIDENTE DA CÂMARA Corumbataí do Sul-Pr, 29 de Julho de 2014. Da: SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL Para: GABINETE DO PRESIDENTE DA CÂMARA SENHOR PRESIDENTE A Secretaria de Administração da Câmara Municipal,

Leia mais

Contratos. Licitações & Contratos - 3ª Edição

Contratos. Licitações & Contratos - 3ª Edição Contratos 245 Conceito A A Lei de Licitações considera contrato todo e qualquer ajuste celebrado entre órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares, por meio do qual se estabelece acordo

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.898/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.898/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.898/2014 Referência : Correio eletrônico, de 17/9/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 1693/2014.

Leia mais

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se:

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se: Estabelece regras e procedimentos para a transferência de controle societário ou de titularidade e para a alteração do nome empresarial de contrato de concessão de porto organizado ou de arrendamento de

Leia mais

RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 06, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011. financeiro de 2012. A Presidenta da Câmara Municipal de Vereadores de Quevedos, Estado do Rio

RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 06, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011. financeiro de 2012. A Presidenta da Câmara Municipal de Vereadores de Quevedos, Estado do Rio RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 06, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011. Dispõe a programação financeira do Poder Legislativo com vistas à compatibilização entre o recebimento das transferências financeiras do Executivo

Leia mais

SOLICITAÇÃO. Bertópolis/MG, 12 de janeiro 2015. Prezado(s) Senhor (es),

SOLICITAÇÃO. Bertópolis/MG, 12 de janeiro 2015. Prezado(s) Senhor (es), SOLICITAÇÃO Bertópolis/MG, 12 de janeiro 2015. Prezado(s) Senhor (es), Venho por meio deste, requerer de V. Sª., providências cabíveis para contratação de empresa especializada para prestação de serviços

Leia mais

O presente processo deverá tramitar pelos setores competentes com vistas:

O presente processo deverá tramitar pelos setores competentes com vistas: Ofício nº. 147/2015 Valdemar Sterchile Diretor do Departamento de Contabilidade Ronisa Biscoli Assessora Jurídica Emanuel Aron dos Santos Presidente da Comissão de Licitação Preliminarmente à autorização

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JESUS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JESUS CONTRATO Nº. 011/2013 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento, CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS as partes aqui designadas: CONTRATANTE e CONTRATADA, devidamente identificadas, ajustam

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010.

INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010. AUDITORIA GERAL DO ESTADO ATOS DO AUDITOR-GERAL INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010. Estabelece normas de organização e apresentação das prestações de contas de convênios que impliquem

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara 1. Processo n.º: TC 05821/2008 2. Classe de Assunto: 09 Processo Licitatório / 04 Inexigibilidade 3. Responsável: Sandra Cristina Gondim Secretária da Administração

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL (LRF) Atualizado até 13/10/2015 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) tem como base alguns princípios,

Leia mais

CAMARÁ MUNICIPAL DE VEREADORES DO CAPÃO DO LEÃO

CAMARÁ MUNICIPAL DE VEREADORES DO CAPÃO DO LEÃO Resolução n 164, de 14 de março de 2014. Dispõe a programação financeira do Poder Legislativo com vistas à compatibilização entre o recebimento das transferências financeiras do Executivo e a execução

Leia mais

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS VERIFICAÇÕES PRELIMINARES Art. 3, caput e 1 ; 1. O objeto do convênio ou contrato de repasse guarda relação com a atividade do convenente? 2.

Leia mais

RESOLUÇÃO N SÜ4- /2009-TCE/TO - 2a Câmara

RESOLUÇÃO N SÜ4- /2009-TCE/TO - 2a Câmara SLUKE. IAKIM i_ll_l rllivv Certifico e dou fé que a presente decisão o> publicada no Boletirn Oficial do TCE T'- n }QA Hp $G / 3 / v^ íisjzbl com data de circulágãg * "' / ^ ~J' ^--'í- TCE - TO TRIBUNAL

Leia mais

EMPENHO. O pagamento de despesas através de empenho é composto de etapas esplanadas no fluxograma anexo.

EMPENHO. O pagamento de despesas através de empenho é composto de etapas esplanadas no fluxograma anexo. EMPENHO O empenho da despesa é o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição (Art 58 da Lei 4.320/64). Nos comentários à

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO 01/06 1 DOS OBJETIVOS 1.1 Definir normas para elaboração dos contratos de aquisição de materiais, prestação de serviços gerais e prestação de serviços e obras de engenharia. 1.2 Normatizar os procedimentos

Leia mais

O Diretor Presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS, no uso de suas atribuições:

O Diretor Presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS, no uso de suas atribuições: PORTARIA Nº. 001/2009 O Diretor Presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS, no uso de suas atribuições: Considerando que o CENTRO INTEGRADO DE ESTUDOS

Leia mais

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS Em conformidade às competências do CAU/BR previstas na Lei nº 12.378/2010 e em seu Regimento Geral, são apoiados projetos que contribuem para

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003 INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003 UCCI Unidade Central de Controle Interno SCI Sistema de Controle Interno Versão: 1.0 Aprovada em: 31/10/2011 Unidade Responsável: Unidade Central de Controle Interno I -

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 525/2008 TCE PLENO

RESOLUÇÃO Nº. 525/2008 TCE PLENO RESOLUÇÃO Nº. 525/2008 TCE PLENO 1. Processo nº: 03755/2007 2. Classe de Assunto: Procedimento Licitatório Dispensa 3. Origem: Secretaria da Saúde SESAU 4. Responsável: Eugênio Pacceli de Freitas Coelho

Leia mais

Estado de Mato Grosso PREVIARA Fundo Municipal de Previdênc. Soc. de Araputanga MT

Estado de Mato Grosso PREVIARA Fundo Municipal de Previdênc. Soc. de Araputanga MT COMUNICAÇÃO INTERNA De: REGINALDO LUIZ SCHIAVINATO Para: JOSIMAR ALEX DE BARROS Responsável pela Contabilidade do Previara Referente ao Objeto: Contratação de empresa para fornecimento de licenças de uso

Leia mais

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015.

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. Aprova a Instrução Normativa nº 06, de 31 de agosto de 2015, que regulamenta os trâmites administrativos dos Contratos no âmbito do Conselho de Arquitetura

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015. DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS MEDIANTE LICITAÇÃO, INCLUSIVE DISPENSA E INEXIGIBILIDADE,

Leia mais

PREFEITURA DE NOVA VENÉCIA GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DE NOVA VENÉCIA GABINETE DO PREFEITO PROJETO DE LEI Nº 60/2013 DE 26 DE JULHO DE 2013. AUTORIZA A CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO COM A ASSOCIAÇÃO DE AMPARO SOCIAL, EDUCACIONAL E DE REABILITAÇÃO DE DEPENDENTES QUIMICOS DE NOVA VENÉCIA AASERDEQ - NV

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 001/2010. A CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, no uso de suas atribuições constitucionais, legais e regimentais;

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 001/2010. A CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, no uso de suas atribuições constitucionais, legais e regimentais; INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 001/2010 Estabelece normas, sistematiza e padroniza procedimentos operacionais dos órgãos municipais. A CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, no uso de suas atribuições constitucionais,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO - SAMAS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO - SAMAS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO - SAMAS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS Capitulo I - Objetivo. Artigo 1º - O presente regulamento

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 3. REFERÊNCIAS 4. DEFINIÇÕES 5. SIGLAS 6. CONDIÇÕES GERAIS 7. RESPONSABILIDADES 8. ANEXOS 1. OBJETIVO Este procedimento é estabelecido e mantido para uniformizar

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS OBJETIVOS Dotar as Promotorias de Justiça

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS Art. 1º Este regulamento aplica os procedimentos e os princípios observados pelo Instituto

Leia mais

INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO

INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO OBJETO: Contratação de Empresa para fornecer a Locação de Licença de Uso, prestar assistência técnica, manutenção e assessoria no uso dos Softwares de Contabilidade Publica,

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS UNIVESP BOLSAS DE APOIO ACADÊMICO E TECNOLÓGICO

PROGRAMA DE BOLSAS UNIVESP BOLSAS DE APOIO ACADÊMICO E TECNOLÓGICO BOLSAS DE APOIO ACADÊMICO E TECNOLÓGICO Normas e Procedimentos 1. DISPOSIÇÕES GERAIS A UNIVESP instituiu, por deliberação de seu Conselho de Curadores, o PROGRAMA DE BOLSAS UNIVESP, com as características

Leia mais

Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG

Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG O QUE É... É a síntese do contrato firmado entre o governo e a sociedade, onde as contribuições da sociedade (receitas) são transformadas em ações do governo (despesas) para

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE APOIO AO MUSEU CASA DE PORTINARI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE APOIO AO MUSEU CASA DE PORTINARI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE APOIO AO MUSEU CASA DE PORTINARI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES SUMÁRIO CAPÍTULO I INTRODUÇÃO CAPÍTULO II DAS COMPRAS Titulo

Leia mais

Dispensa de licitação

Dispensa de licitação Dispensa de licitação Introdução A CR/88 obriga em seu art. 37, XXI que a contratação de obras, serviços, compras e alienações, bem como a concessão e a permissão de serviços públicos pela Administração

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 008/2013

RESOLUÇÃO Nº 008/2013 RESOLUÇÃO Nº 008/2013 Súmula: Define critérios para apresentação de projetos para o valor R$966.734,86 (Novecentos e sessenta e seis mil, setecentos e trinta e quatro reais e oitenta e seis centavos) do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

O presente CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ajusta-se mediante cláusulas e condições alinhadas adiante.

O presente CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ajusta-se mediante cláusulas e condições alinhadas adiante. PROCESSO Nº 2425-2014 Contrato n.º 058/2014 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N 058/2014 QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CHAPADÃO DO CÉU, ESTADO DE GOIÁS E A EMPRESA BRUNO MARTINS SANTOS.

Leia mais

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016.

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. 1 Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. Formulários obrigatórios para Prestação de Contas PRESTAÇÃO DE CONTAS - PROJETOS INCENTIVADOS PELA DME E/OU SUAS SUBSIDIÁRIAS.

Leia mais

DECRETO Nº 23581. De 09 de janeiro de 2006

DECRETO Nº 23581. De 09 de janeiro de 2006 DECRETO Nº 23581 De 09 de janeiro de 2006 Cria a Comissão de Locação de Imóveis e estabelece procedimentos para celebração, prorrogação e rescisão de contratos de locação. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE GUARULHOS,

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

DIREITO ADMINISTRATIVO CONTRATOS ADMINISTRATIVOS DIREITO ADMINISTRATIVO CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Atualizado em 22/10/2015 CONTRATOS ADMINISTRATIVOS São contratos celebrados pela Administração Pública sob regime de direito público com particulares ou

Leia mais

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012.

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. *Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. O Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005.

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15, 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 612, DE 16 DE MARÇO DE 2007. Dispõe sobre a implantação do Sistema de Registro de Preços nas compras, obras e serviços contratados pelos órgãos da

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST Cotação Prévia de Preços n 002/2013 Convênio nº 35/2013 - SEBRAE/ ARTEST Menor preço Cotação Prévia de Preços na modalidade menor preço para contratação de empresa especializada nos serviços de GESTÃO

Leia mais

Estado de Santa Catarina FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO CARLOS Departamento Jurídico

Estado de Santa Catarina FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO CARLOS Departamento Jurídico Estado de Santa Catarina FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO CARLOS Departamento Jurídico CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 07/2015 TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM DE UM LADO A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO CARLOS

Leia mais

VALEC NORMA. Assunto: NORMA INTERNA PARA CONTRATAÇÃO E EMISSÃO DE ORDEM DE SERVIÇO 1. OBJETIVO 2. AMPLITUDE 3. PROCEDIMENTOS PARA CONTRATAÇÃO

VALEC NORMA. Assunto: NORMA INTERNA PARA CONTRATAÇÃO E EMISSÃO DE ORDEM DE SERVIÇO 1. OBJETIVO 2. AMPLITUDE 3. PROCEDIMENTOS PARA CONTRATAÇÃO 1. OBJETIVO 2. AMPLITUDE 3. PROCEDIMENTOS PARA CONTRATAÇÃO 4. ACOMPANHAMENTO DE CONTRATOS 5. EMISSÃO DE ORDENS DE SERVIÇO/FORNECIMENTO 6. EMISSÃO DE TERMOS ADITIVOS CONTRATUAIS 7. ENCERRAMENTO DE CONTRATOS

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA. Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias

PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA. Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias A ARTE DE GOVERNAR (segundo Matus) PROJETO DE GOVERNO SABER ARTICULAR GOVERNABILIDADE GOVERNANÇA Plano de Governo: Base do Planejamento

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO AUDITORIA GERAL DO ESTADO BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS APLICAÇÃO DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS ANEXO I AO DECRETO Nº 732, DE 6 DE MARÇO DE 2014. PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS Data: / / Nº: SECRETARIA MUNICIPAL DE SOLICITAÇÃO DE COMPRAS DE BENS E SERVIÇOS / TERMO DE REFERÊNCIA (art. 14 da Lei nº

Leia mais

7 SPDM ASSOCIAÇÃO PAULISTA PARA O DESENVOLVIMENTO DA MEDICINA Programa de Atenção Integral à Saúde

7 SPDM ASSOCIAÇÃO PAULISTA PARA O DESENVOLVIMENTO DA MEDICINA Programa de Atenção Integral à Saúde REGULAMENTO DE COMPRAS e CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS DAS UNIDADES SOB GERENCIAMENTO DA O.S.S. SPDM ASSOCIAÇÃO PAULISTA PARA O DESENVOLVIMENTO DA MEDICINA PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE A SPDM

Leia mais

1) Sala da Secretária. 1.1) Armário 1.600,00. 1.2) mesa para computador 2.532,00. 1.3) suporte para CPU 200,00. 2) Sala Administrativa

1) Sala da Secretária. 1.1) Armário 1.600,00. 1.2) mesa para computador 2.532,00. 1.3) suporte para CPU 200,00. 2) Sala Administrativa CONTRATO Nº 071/2011 CONTRATO REFERENTE À CARTA CONVITE Nº 030/2011, VISANDO A AQUISIÇÃO DE MÓVEIS PARA A UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE SANTA TEREZA. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTA TEREZA, Pessoa

Leia mais

Regulamento de Compras e Contratação de Serviço.

Regulamento de Compras e Contratação de Serviço. Regulamento de Compras e Contratação de Serviço. INTRODUÇÃO Art. 1º - O presente regulamento aplica-se às compras e contratação de serviços pela OSCIP Instituto Rumo Náutico, denominada a seguir IRN. Parágrafo

Leia mais

ANEXO VII LEI Nº13.190 DE 11 DE JULHO DE

ANEXO VII LEI Nº13.190 DE 11 DE JULHO DE ANEXO VII LEI Nº13.190 DE 11 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2015, e dá outras providências. Art. 60 - Sem prejuízo das disposições contidas nos demais artigos,

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST Cotação Prévia de Preços n 001/2013 Convênio nº 35/2013 - SEBRAE/ ARTEST Maior percentual de desconto Cotação Prévia de Preços na modalidade maior percentual de desconto para contratação de empresa especializada

Leia mais

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008.

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 81, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008. Estabelece procedimentos sobre a apresentação de relatórios de gestão e prestação de contas em Programas Especiais de Fomento. A DIRETORIA COLEGIADA

Leia mais

CONTRATO Nº 116/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA BH FARMA COMÉRCIO LTDA. ME.

CONTRATO Nº 116/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA BH FARMA COMÉRCIO LTDA. ME. CONTRATO Nº 116/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA BH FARMA COMÉRCIO LTDA. ME. Aos 12 dias do mês de agosto de 2013, de um lado, o MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ, pessoa jurídica

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais

ORIENTA E NORMATIZA A EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIO- FINANCEIRA E REGULA A UTILIZAÇÃO DO FUNDO FIXO DE CAIXA DO SESCOOP/PR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

ORIENTA E NORMATIZA A EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIO- FINANCEIRA E REGULA A UTILIZAÇÃO DO FUNDO FIXO DE CAIXA DO SESCOOP/PR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. ORIENTA E NORMATIZA A EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIO- FINANCEIRA E REGULA A UTILIZAÇÃO DO FUNDO FIXO DE CAIXA DO SESCOOP/PR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. RESOLUÇÃO Nº: 28 DO SESCOOP/PR 16/05/2005 Considerando que há

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/Nº 19 DE 24 DE ABRIL DE 2009 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Constituição Federal Artigos 205, 206, 208

Leia mais

MUNICÍPIO DE MAUÉS TERRA DO GUARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÉS TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014.

MUNICÍPIO DE MAUÉS TERRA DO GUARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÉS TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA, celebrado entre o MUNICÍPIO DE MAUÉS, por intermédio da PREFEITURA

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAPEVI Estado de São Paulo Coordenadoria Geral de Licitações

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAPEVI Estado de São Paulo Coordenadoria Geral de Licitações ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 16/2013 PREGÃO Nº 20 / 13 Aos doze dias do mês de agosto do ano de dois mil e treze, nas dependências da Coordenadoria Geral de Licitações, situada na Avenida Presidente Vargas,

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COLETA DE LIXO HOSPITALAR E COMERCIAL.

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COLETA DE LIXO HOSPITALAR E COMERCIAL. INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COLETA DE LIXO HOSPITALAR E COMERCIAL. O Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/ISGH, Organização Social administradora das UAPS Unidades de

Leia mais

Orientações básicas para a Prestaçã o de Contas de Convênios

Orientações básicas para a Prestaçã o de Contas de Convênios A elaboração da prestação de contas é sempre responsabilidade do gestor que está em exercício na data definida para sua apresentação, quer ele tenha assinado ou não o termo de convênio. Para a prestação

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO GARÇAS CONTROLE INTERNO

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO GARÇAS CONTROLE INTERNO 1/5 NORMA INTERNA : 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e orientar o fluxo das operações de crédito, bem como avais e garantias oferecidas para as operações de crédito; 1.2) Atender legalmente os dispositivos

Leia mais

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto.

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto. DECRETO N.º 961/08 De 01 de julho de 2008. APROVA O REGIMENTO INTERNO DA CENTRAL DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL DE VALE DO SOL, no uso de suas atribuições

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral / 1841)

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral / 1841) 1 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral / 1841) ORIENTAÇÃO TÉCNICO-NORMATIVA N º 01 - PLANEJAMENTO DAS CONTRATAÇÕES 1. Nesta orientação, por questão

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.213, DE 2015 (Do Sr. João Fernando Coutinho)

PROJETO DE LEI N.º 1.213, DE 2015 (Do Sr. João Fernando Coutinho) *C0052894A* C0052894A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.213, DE 2015 (Do Sr. João Fernando Coutinho) Altera as Leis nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995, para

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA 1 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA O, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, sita a Av. Silvio Sanson, 1135, Guaporé-RS, CNPJ nº

Leia mais

TERMO DE CREDENCIAMENTO N. 003/2015

TERMO DE CREDENCIAMENTO N. 003/2015 TERMO DE CREDENCIAMENTO N. 003/2015 Por este Instrumento de Credenciamento, que entre si celebram o FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE DE MONTIVIDIU DO NORTE FMS,, pessoa jurídica de direito público interno, inscrito

Leia mais

FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2009

FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2009 INTRODUÇÃO FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA 1.1 - Recomenda-se a leitura deste manual antes de utilizar os recursos concedidos pelo FACS. O manual está disponível no site http://www.facsmt.com.br. 1.2

Leia mais

Regras para Ordenar Despesas

Regras para Ordenar Despesas COORDENAÇÃO-GERAL DE NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS À FEDERAÇÃO - CCONF GERÊNCIA DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DE GESTÃO FISCAL - GENOP Regras para Ordenar Despesas Interpretação dos Art. 15 e 16 da LRF

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

1 Solicitante do Auxílio Orientador-Pesquisador 2- N.º do Projeto. 3 - Tipo de Despesa. Relação do Material de Consumo.

1 Solicitante do Auxílio Orientador-Pesquisador 2- N.º do Projeto. 3 - Tipo de Despesa. Relação do Material de Consumo. ANEXO D PRESTAÇÃO DE CONTAS ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS IDENTIFICAÇÃO DO BENEFICIÁRIO Solicitante do Auxílio Orientador-Pesquisador CPF Endereço completo Telefone CEP Cidade UF E-MAIL FAX Tema

Leia mais

Bem-vindo a sala de aula do curso: Siconv Transferências voluntárias da União. Facilitador: Fernanda Lyra

Bem-vindo a sala de aula do curso: Siconv Transferências voluntárias da União. Facilitador: Fernanda Lyra Bem-vindo a sala de aula do curso: Siconv Transferências voluntárias da União Facilitador: Fernanda Lyra Horário da Aula: 28 de janeiro - Segunda - das 18h às 20h SICONV TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 01

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 01 HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 01 01/06/2006 Emissão inicial 05/06/2007 Primeira Revisão Elaborado: 05/06/2007 Superintendente e ou Gerente da unidade Revisado: 05/06/2007

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA - SEFAZ

SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA - SEFAZ SISTEMA DE GESTÃO FISCAL Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Administração: Finalidade: SISTEMA DE GESTÃO FISCAL - SGF SISTEMA SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA - SEFAZ Consolidar e manter a compatibilização

Leia mais

SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE ABERTURA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO DE LICITAÇÃO

SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE ABERTURA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO DE LICITAÇÃO SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE ABERTURA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO DE LICITAÇÃO O Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Videira, LOURENÇO BECKER, no uso de suas atribuições, que lhe confere a legislação

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012 Prezados Senhores, Brasília, 28 de novembro de 2012. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD, no âmbito do Projeto BRA/04/044 - Implementação de

Leia mais

Secretaria do Planejamento

Secretaria do Planejamento Salvador, Bahia Sexta-Feira 10 de outubro de 2014 Ano XCIX N o 21.543 Secretaria do Planejamento INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02 DE 08 DE OUTUBRO DE 2014 Orienta os órgãos e entidades da Administração Pública

Leia mais

Suprimentos de fundos (adiantamentos) Manual de Suprimento de fundos Concessão, aplicação e prestação de contas

Suprimentos de fundos (adiantamentos) Manual de Suprimento de fundos Concessão, aplicação e prestação de contas Suprimentos de fundos (adiantamentos) Manual de Suprimento de fundos Concessão, aplicação e prestação de contas 1 Este manual foi desenvolvido com o objetivo de orientar e informar de forma direta sobre

Leia mais

ISO 9001:2008 Recertificação do ciclo 3,5 ISO 9001 1º ano manutenção semestral 1 ISO 9001:2008 Reemissão do certificado com acreditação INMETRO -

ISO 9001:2008 Recertificação do ciclo 3,5 ISO 9001 1º ano manutenção semestral 1 ISO 9001:2008 Reemissão do certificado com acreditação INMETRO - TERMO DE CONTRATO: Nº 17/2011 CONTRATANTE: TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO CONTRATADA: BSI BRASIL SISTEMAS DE GESTÃO LTDA. OBJETO DO CONTRATO: RECERTIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DO SISTEMA :2008

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE CAPTAÇÃO, ACOMPANHAMENTO E MONITORAMENTO DA CLEONE JOSÉ GARCIA LEMA: EXECUTAR BEM PARA TER DIREITO A MAIS NO ANO QUE VEM. Norma regulamentadora Portaria nº 166, de 21 de agosto de 2008 - Dispõe sobre a

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 004/2015, 12 de Janeiro de 2015

PROJETO DE LEI Nº 004/2015, 12 de Janeiro de 2015 PROJETO DE LEI Nº 004/2015, 12 de Janeiro de 2015 Autoriza firmar convênio com a Associação dos Estabelecimentos de Hotéis Restaurantes e Similares. O Prefeito Municipal de Piratuba, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

NOTA INFORMATIVA Nº 336/2013/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP Assunto: Deslocamento por motivo de afastamento do cônjuge

NOTA INFORMATIVA Nº 336/2013/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP Assunto: Deslocamento por motivo de afastamento do cônjuge MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Gestão Pública Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais de Pessoal Coordenação-Geral de Elaboração, Orientação e Consolidação das Normas

Leia mais

AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL

AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL REGULAMENTO DE COMPRAS A AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL ADES, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede na Av. Dom Luís, 685, sala 101 Bairro Meireles CEP 60.160-230

Leia mais

DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO CÓD: NOR - 213 CÓD. 200 APROVAÇÃO: Resolução nº 024/06 de 12/06/2006 ASSUNTO: CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE NATUREZA EVENTUAL NORMA DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE NATUREZA EVENTUAL

Leia mais