Coreia do Sul Junho Mercado em números

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Coreia do Sul Junho Mercado em números"

Transcrição

1 Junho 2016 Mercado em números

2 Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total: km 2 Estrutura Administrativa: A está subdividida em nove províncias (Gyeongg, Gangwon, Chungcheong do Norte, Chungcheong do Sul, Jeolla do Norte, Jeolla do Sul, Gyeongsang do Norte, Gyeongsang do Sul), seis cidades metropolitanas (Busan, Daegu, Incheon, Gwangiu, Daejeon, Ulsan) e uma cidade especial (Seul) Sistema político: Democracia parlamentar / República presidencialista. Chefe de Estado: Park Geun-hye Primeiro-Ministro: Hwang Kyo-ahn Poder Legislativo: Assembleia Nacional da é eleito por um mandato de quatro anos e conta com 299 assentos distribuídos entre os partidos de acordo com um sistema proporcional ao número de votos Fuso horário: +9 horas (Tóquio) Unidade monetária: Won da coreia do Sul (KRW) Idioma oficial: Coreano Fonte: CIA Central Intelligence Agency, setembro

3 Indicadores económicos globais (e) estimativa P rincipais indicado res eco nó mico s glo bais Unidade A no s 2015 (e) 2016 (p) 2017 (p) Crescimento do PIB mundial % 2,4 2,3 2,6 Crescimento do PIB UE 28 % 1,9 1,6 1,7 Crescimento do PIB Ásia e Austrália % 4,0 4,0 3,8 Preço do petróleo (barril) US$ 52,4 40,2 55,5 Taxa de juro US$ (3 meses) % 0-0,1 0,6 Taxa de câmbio US$ : 1,11 1,10 1, ,3% +2,6% +2,5% +2,8% +3,1% PIB pm [mil milhões US$] Crescimento real do PIB moeda local PIB per capita [US$] ,3% 0,8% 1,6% 1,9% Taxa de inflação Crescimento real do PIB per capita moeda local +2,9 +2,2% +2,1% +2,4% +2,7% Consumo privado per capita [US$] ,3% 36,2% 36,4% 36,1% 35,7% Taxa de poupança nacional Crescimento real do consumo privado per capita moeda local -0,4% -1,4% +0,6% -1,5% +1,0%, setembro

4 População [milhões] Intelligence Unit (junho 2016) Emprego [milhões] Força de trabalho (empregados + desempregados) Emprego Quota mundial Taxa de desemprego 50,1 50,3 50,5 50,7 50,9 27,8 27,3 27,5 26,5 26,9 26,9 26,6 26,3 25,9 25,6 3,5% 3,6% 3,6% 3,4% 3,3% ,0% 4,0% 2,0% 0,0% 2,0% 4,0% 6,0% Pirâmide etária 2016 [quota] Homens Mulheres Fonte: United States Census Bureau (setembro 2016) Rendimento pessoal disponível [mil milhões US$] (e) estimativa Intelligence Unit (junho 2016) Crescimento real do rendimento disponível moeda local (e) 2016 (p) 2017 (p) 2018 (p) +2,6% +2,2% +2,0% +2,5% +2,3% 59% 21% 5% 3% 7% 5% Distribuição regional (cidades) da população 2016 [quota] Seoul Busan Incheon Daegu Daejeon Outros Fonte: WPR (setembro 2016), setembro

5 46,8 134,9 181,9 156,2 211,0 298,6 297,0 266,8 256,2 369,8 Mercado em números junho 2016 [milhões de viagens] 16,7 18,1 19,9 22,7 24, Gastos turísticos [milhões KRW] (p) (p) Taxa de crescimento +9,2% +8,6% +9,7% +14,5% +7,9% +9,7% +8,2% +9,3% +15,1% +9,7% Taxa de crescimento para as grandes regiões 2016 previsão [milhares de viagens] Ásia e Pacífico Europa América Médio Oriente África 3 374, ,2 279,0 120, ,9 10,8% 4,2% 4,7% 7,5% 24,6% 48,0% para as 5 principais regiões intermédias 2016 previsão [quota das viagens] Nordeste Asiático Sudeste Asiático América do Norte Europa Sul e Mediterrânica Europa Ocidental Outros para os 5 principais destinos europeus [milhares de viagens] (previsão) Portugal: 33ª posição com 99,4 mil viagens (quota de 0,4%), em 2016 e 13º europeia (quota 3,0%) CAGR Croacia rank14º +67,7% Rep. Checa rank 16º +13,2% Alemanha rank18º +8,9% Áustria rank 19º +18,6% Turquia rank 20º +13,2% 2% 1% 1% 1% 1% 94% para os 5 principais destinos europeus 2016 previsão [quota das viagens] Croacia Alemanha Turquia Rep. Checa Áustria Outros, setembro

6 Mercado em números junho 2016 Dormidas de sul coreanos em estabelecimentos hoteleiros, aldeamentos e apartamentos turísticos e outros [unidade] CAGR +36,4% +28,6% A.M. Lisboa 5 Algarve Açores 1,4% Madeira O,1% 0,4% Norte Alentejo 8,3% 0,3% Centro 38,7% coreanos por NUTS II 2015 [quota] Quota na procura externa ,07% 0,16% 0,17% 0,18% 0,19% 0,27% 0,32% Hóspedes sul coreanos em estabelecimentos hoteleiros, aldeamentos e apartamentos turísticos e outros [unidade] Quota na procura externa CAGR +41,3% +26,8% ,16% 0,37% 0,41% 0,46% 0,49% 0,70% 0,81% 87% 53% 28% 13% 9% 1% 1% 3% H H 5* H 4* H 3* HA P ALD APT OUT coreanos por tipologia de alojamento 2015 [quota] CAGR -2,1% Receitas Turísticas geradas pelo Coreia do Sul, rubrica Viagens e Turismo da Balança de Pagamentos [milhares ] 2012 a 2015 dados provisórios (22/08/2016) Fonte: Banco de Portugal +11,9% coreanos por meses [unidades] Quota na procura externa 0,03% 0,05% 0,05% 0,06% 0,05% 0,05% 0,08% JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ, setembro

7 coreanos por NUTS II 2015 [milhares] Quota e posição no conjunto da procura externa no destino Norte Valor 9,1 Var 15/14 +67,9% Quota 0,3% 27ª Posição Centro Valor 42,3 Var 15/14 +48,7% Quota 2,2% 11ª Posição Alentejo Valor 0,2 Var 15/ % Quota 0,1% 33ª Posição A. M. de Lisboa Valor 55,4 Var 15/14 +9,8% Quota 0,6% 25ª Posição Algarve Valor 1,5 Var 15/14 +20,6% Quota 0,0% 36ª Posição Açores Valor 0,1 Var 15/ ,8% Quota 0,1% 38ª Posição Madeira Valor 0,4 Var 15/14 +18,1% Quota 0,0% 37ª Posição, setembro

Bélgica Junho Mercado em números

Bélgica Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Bruxelas Localização: Europa Ocidental Fronteiras terrestres: 1.297 km com a Alemanha (133 km), França (556 km), Holanda (478 km) e Luxemburgo

Leia mais

Suíça Junho Mercado em números

Suíça Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Mercado em números junho 2016 Designação oficial: Confederação Capital: Berna Localização: Europa Central Fronteiras terrestres: 1.770 km com a Alemanha (348 km), Áustria

Leia mais

Holanda Junho Mercado em números

Holanda Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: Reino da Capital: Amesterdão Localização: Europa Ocidental Fronteiras terrestres: 1.027 km com a Bélgica (450 km) e a Alemanha (577 km) Alemanha Bélgica

Leia mais

China Março Mercado em números

China Março Mercado em números Março 2016 Mercado em números Designação oficial: República Popular da Capital: Pequim Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: 22.457 Km com o Afeganistão (91 km), Butão (477 km), Burma (2.129

Leia mais

Brasil Junho Mercado em números

Brasil Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Canadá Março Mercado em números

Canadá Março Mercado em números Março 2016 Mercado em números Designação oficial: Capital: Ottawa Localização: América do Norte Alasca Fronteiras terrestres: 8.893 km com os EUA (incluindo 2.477 km com o Alasca) EUA Área total: 9.984.670

Leia mais

Mercado em números 2014

Mercado em números 2014 Designação oficial: Capital: Cidade de Abu Dhabi (1,6 milhões habitantes) Localização: Sudoeste da Península Arábica, entre o Golfo Pérsico e o Golfo de Omã Fronteiras terrestres: Omã e Arábia Saudita

Leia mais

Brasil Março 2016. Mercado em números

Brasil Março 2016. Mercado em números Março 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé Turismo Interno Mercado em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé Turismo Interno Mercados em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Alemanha Junho Mercado em números

Alemanha Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República Federal da Capital: Berlim Ireland Great Britain Denmark Netherlands Germany Belgium Poland Localização: Europa Central Fronteiras terrestres:

Leia mais

Alemanha Setembro Mercado em números

Alemanha Setembro Mercado em números Setembro 2016 Mercado em números Designação oficial: República Federal da Capital: Berlim Ireland Great Britain Denmark Netherlands Germany Belgium Poland Localização: Europa Central Fronteiras terrestres:

Leia mais

França Junho Mercado em números

França Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República Francesa Capital: Paris Localização: Europa Ocidental Bélgica Alemanha Fronteiras terrestres: 2.751 km com a Alemanha (418 km), Andorra (55 km),

Leia mais

Mercado em números. Israel. Designação oficial: Estado de Israel. Capital: Jerusalém. Localização: Médio Oriente

Mercado em números. Israel. Designação oficial: Estado de Israel. Capital: Jerusalém. Localização: Médio Oriente Designação oficial: Estado de Capital: Jerusalém Localização: Médio Oriente Fronteiras terrestres: 1.068 km com o Egipto (208 km), Faixa de Gaza (59 km), Jordânia (307 km), Líbano (81 km), Síria (83 km)

Leia mais

Mercado em números. Brasil. Designação oficial: República Federativa do Brasil. Guiana Venezuela Suriname Columbia. Capital: Brasília.

Mercado em números. Brasil. Designação oficial: República Federativa do Brasil. Guiana Venezuela Suriname Columbia. Capital: Brasília. Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres: 16.145 km com a Argentina

Leia mais

Mercado em números. China. Designação oficial: República Popular da China. Capital: Pequim. Localização: Ásia Oriental

Mercado em números. China. Designação oficial: República Popular da China. Capital: Pequim. Localização: Ásia Oriental Designação oficial: República Popular da Capital: Pequim Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: 22.457 Km com o Afeganistão (91 km), Butão (477 km), Burma (2.129 km), India (2.659 km), Cazaquistão

Leia mais

Irlanda Março 2015. Mercado em números

Irlanda Março 2015. Mercado em números Março 2015 Mercado em números Designação oficial: Capital: Dublin Localização: Europa Ocidental Grã-Bretanha Fronteiras terrestres: 443 km com o Reino Unido Área total: 70.273 km 2 Estrutura Administrativa:

Leia mais

Reino Unido Março Mercado em números

Reino Unido Março Mercado em números Março 2016 Mercado em números Designação oficial: da Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia e País de Gales) e Irlanda do Norte Capital: Londres Ireland Denmark Localização: Europa Ocidental Great Britain Netherlands

Leia mais

Mercado em números 2014

Mercado em números 2014 Designação oficial: República Popular da Capital: Pequim Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: 22.457 Km com o Afeganistão (91 km), Butão (477 km), Burma (2.129 km), India (2.659 km), Cazaquistão

Leia mais

EUA Março 2016. Mercado em números

EUA Março 2016. Mercado em números Março 2016 Mercado em números Designação oficial: Estados Unidos da América Capital: Washington, DC Localização: América do Norte Alasca Fronteiras terrestres: 12.034 km com o Canadá (8.893 km) e México

Leia mais

Mercado em números. França. Designação oficial: República Francesa. Capital: Paris. Localização: Europa Ocidental

Mercado em números. França. Designação oficial: República Francesa. Capital: Paris. Localização: Europa Ocidental Designação oficial: República Francesa Capital: Paris Localização: Europa Ocidental Bélgica Alemanha Fronteiras terrestres: 2.751 km com a Alemanha (418 km), Andorra (55 km), Bélgica (556 km), Espanha

Leia mais

Perspectivas para 2012

Perspectivas para 2012 Abiplast Perspectivas para 2012 Antonio Delfim Netto 2 de Dezembro de 2011 São Paulo, SP 1 I.Mundo: Década de 80 e 2010 (% do PIB) 30% 23% 31% 24% 37% 22% 3,7% 3,3% 8% 7% 4,2% 4,0% 1,5% 1,2% Fonte: FMI,

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo

Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo Atividade Turística Julho de 20 15 de setembro de 20 Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo A hotelaria registou 5,8 milhões de dormidas em julho de 20, valor correspondente a

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS

ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS 2009 2013 Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes Avenida Arriaga, 18 9004-519 Funchal Madeira Telf: 351-291 211 900 Fax: 351-291 232 151 e-mail:

Leia mais

BPstat mobile inovação na difusão das estatísticas do Banco de Portugal

BPstat mobile inovação na difusão das estatísticas do Banco de Portugal BPstat mobile inovação na difusão das estatísticas do Banco de Portugal João Cadete de Matos Diretor do Departamento de Estatística 24 novembro 2015 Lisboa BPstat mobile Evolução da difusão estatística

Leia mais

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos Atividade Turística Junho 2013 14 de agosto de 2013 Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos A hotelaria registou 4,4 milhões de dormidas em junho de 2013, mais 8,6% do que em junho de 2012. Para

Leia mais

Aumento significativo das dormidas e proveitos

Aumento significativo das dormidas e proveitos 15 de abril de 2016 Atividade Turística Fevereiro de 2016 Aumento significativo das dormidas e proveitos A hotelaria registou 989,9 mil hóspedes e 2,6 milhões de dormidas em fevereiro de 2016, equivalendo

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Abril de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Números de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores

Leia mais

Suíça. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 12,1 milhões de turistas em 2010, com 1,6% da quota mundial

Suíça. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 12,1 milhões de turistas em 2010, com 1,6% da quota mundial Espace Mittelland 1,7 M hab (1º) Nordwestschweiz 1,0 M hab (5º) Ostschweiz 1,1 M hab (4º) Mercado emissor de 12,1 milhões de turistas em 2010, com 1,6% da quota mundial 10.º mercado da procura externa

Leia mais

Angola. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 146,4 milhares de turistas em 2012

Angola. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 146,4 milhares de turistas em 2012 Mercado emissor de 146,4 milhares de turistas em 2012 Os principais países de destino dos angolanos, em 2012, foram África do Sul (+21,7%), Brasil (+1,6%), Nigéria (+80,1%), E.U.A. (+29,9%) e Congo (-43,3%)

Leia mais

Estatísticas do Turismo 2001

Estatísticas do Turismo 2001 Informação à Comunicação Social 29 de Agosto de 22 Estatísticas do Turismo 21 Estando disponível na Internet a publicação Estatísticas do Turismo 21, o INE apresenta os principais resultados referentes

Leia mais

Actividade Turística 2009 (dados preliminares)

Actividade Turística 2009 (dados preliminares) 1177 DDEE MAARRÇÇOO DDEE 22000099 Actividade Turística 2009 (dados preliminares) Hotelaria com decréscimos nos principais indicadores Em Janeiro de 2009, os estabelecimentos hoteleiros registaram 1,7 milhões

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS

ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS ESTATÍSTICAS DO TURISMO TOURISM STATISTICS 2006-2010 Secretaria Regional do Turismo e Transportes Avenida Arriaga, 18 9004-519 Funchal Madeira Telf: 351-291 211 900 Fax: 351-291 232 151 e-mail: info@madeiratourism.com

Leia mais

Atividade Turística Abril 2013

Atividade Turística Abril 2013 Atividade Turística Abril 2013 17 de junho de 2013 Hotelaria com reduções nos hóspedes, dormidas e proveitos As dormidas na hotelaria ascenderam a 3,1 milhões em abril de 2013 (-4,0% que em abril de 2012).

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente Dez-14 Jan-15 Fev-15 Mar-15 Abr-15 Mai-15 Jun-15 Jul-15 Ago-15 Set-15 Out-15 Nov-15 Dez-15 Inquérito à Avaliação Bancária na Dezembro de 2015 25 de janeiro de 2016 Valor médio de avaliação bancária acentuou

Leia mais

Timor-Leste. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 5,0 mil turistas em 2012

Timor-Leste. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 5,0 mil turistas em 2012 Mercado emissor de 5,0 mil turistas em 2012 Os principais países de destino dos timorenses, em 2012, foram Austrália (78,9%), República da Coreia (16,3%), Nova Zelândia (2,9%), Israel (0,9%) e Bélgica

Leia mais

Outubro/2011. Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Outubro/2011. Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Outubro/2011 Cenário para as Micro e Pequenas Empresas Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 1 Números das Micro e Pequenas Empresas no Brasil 2 Micro e pequenas empresas (até 99 funcionários)

Leia mais

PORTUGAL NA EUROPA: BALANÇO, PERSPETIVAS E TENDÊNCIAS NA HOTELARIA. BTL Feira Internacional de Turismo 3 março 2016

PORTUGAL NA EUROPA: BALANÇO, PERSPETIVAS E TENDÊNCIAS NA HOTELARIA. BTL Feira Internacional de Turismo 3 março 2016 PORTUGAL NA EUROPA: BALANÇO, PERSPETIVAS E TENDÊNCIAS NA HOTELARIA BTL Feira Internacional de Turismo 3 março 2016 AGENDA 1 HOTELARIA EM PORTUGAL: FECHO DO ANO - BALANÇO E PERSPETIVAS EVOLUÇÃO DA HOTELARIA

Leia mais

Perspectivas econômicas

Perspectivas econômicas Perspectivas econômicas 5º seminário Abecip Ilan Goldfajn Economista-chefe e Sócio Itaú Unibanco Maio, 2015 2 Roteiro Recuperação em curso nas economias desenvolvidas. O Fed vem adiando o início do ciclo

Leia mais

São Tomé e Príncipe. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 4,7 milhares de turistas em 2013

São Tomé e Príncipe. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 4,7 milhares de turistas em 2013 Mercado emissor de 4,7 milhares de turistas em 2013 principais países de destino dos turistas de São Tomé e Príncipe, em 2013, foram Angola (87%), África do Sul (5%), China (2% ), Marrocos (2% ) e E.U.A.

Leia mais

EUA. Mercado em Ficha. 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010

EUA. Mercado em Ficha. 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010 Virginia Beach 46.960 US$ PIB per Capita (4º) Chicago 12,8 M hab (5º) 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010 6º mercado da procura externa

Leia mais

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 28,6 milhões de turistas com 2,8% de quota mundial, em 2012

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 28,6 milhões de turistas com 2,8% de quota mundial, em 2012 Lombardia 9,8 M hab (1º) 31.645 PIB per Capita (2º) Trentino Alto Adige 28.811 PIB per Capita (5º) Valle D Aosta 32.716 PIB per Capita (1º) Lazio 5,7 M hab (3º) 29.727 PIB per Capita (4º) Campania 5,8

Leia mais

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística Variações entre os valores anuais de 2005 e 2006: +4,2% no movimento de passageiros desembarcados de voos internacionais clássicos; +38,6% movimento de passageiros desembarcados de voos low-cost; -0,8%

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO

CENÁRIO MACROECONÔMICO CENÁRIO MACROECONÔMICO SEGUE PAUTADO PELAS MUDANÇAS NO CENÁRIO GLOBAL, AFETANDO DIRETAMENTE O CÂMBIO, E PELO CRESCIMENTO MAIS MODERADO DA ECONOMIA DOMÉSTICA Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Leia mais

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 30,1 milhões de turistas em 2010, com 3,9% da quota mundial

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 30,1 milhões de turistas em 2010, com 3,9% da quota mundial Lombardia 9,8 M hab (1º) 31.645 PIB per Capita (2º) Trentino Alto Adige 28.811 PIB per Capita (5º) Mercado emissor de 30,1 milhões de turistas em 2010, com 3,9% da quota mundial Valle D Aosta 32.716 PIB

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO. Outubro 2016

CENÁRIO ECONÔMICO. Outubro 2016 CENÁRIO ECONÔMICO Outubro 2016 CENÁRIO ECONÔMICO Internacional - Destaques Mercados globais: avanço (modesto) da economia americana, bom desempenho(ainda) da China e melhora (discreta) da Zona do Euro

Leia mais

15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a abril 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de abril, os estabelecimentos hoteleiros registaram 117,6 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

Uma visão geral do processo de reforma da previdência. Manoel Pires SPE/MF

Uma visão geral do processo de reforma da previdência. Manoel Pires SPE/MF Uma visão geral do processo de reforma da previdência Manoel Pires SPE/MF 1 Estrutura Temas em debate no Fórum da Previdência Impactos Econômicos do realinhamento da política previdenciária 2 Temas do

Leia mais

200 180 Indice (abr/2004=100) 160 140 120 100 80 dez/97 jun/98 dez/98 jun/99 dez/99 jun/00 dez/00 jun/01 dez/01 jun/02 dez/02 jun/03 dez/03 jun/04 dez/04 jun/05 dez/05 jun/06 dez/06 jun/07 dez/07 Faturamento

Leia mais

Análise Regional dezembro 2015

Análise Regional dezembro 2015 Portugal Em, o Algarve voltou a liderar o País com 16,6 milhões de dormidas (34% de quota no País) e cresceu 2,7% face a 2014. Lisboa posicionou-se no 2.º lugar com 12,3 milhões de dormidas e assinalou,

Leia mais

15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a fevereiro 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de fevereiro, os estabelecimentos hoteleiros registaram 63,6 mil dormidas, representando um acréscimo

Leia mais

Alemanha. Mercado em Ficha. 1º mercado emissor de turistas a nível mundial, com 73,8 milhões de turistas e 9,6% de quota em 2010

Alemanha. Mercado em Ficha. 1º mercado emissor de turistas a nível mundial, com 73,8 milhões de turistas e 9,6% de quota em 2010 Bremen 41.911,8 PIB per Capita (2º) Niedersachsen 8,0 M hab (4º) Nordrhein- Westfalen 18,0 M hab (1º) Baden-Württemberg 10,8 M hab (3º) 33.889,9 PIB per Capita (5º) Fonte: CIA - The World Factbook Hamburg

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Apresentação Semanal. De 04 a 15 de abril de Matheus Rosignoli

Apresentação Semanal. De 04 a 15 de abril de Matheus Rosignoli 1 Apresentação Semanal De 04 a 15 de abril de 2016 Matheus Rosignoli mrosignoli@santander.com.br Indicadores e eventos da última semana Mar-08 Jul-08 Nov-08 Mar-09 Jul-09 Nov-09 Mar-10 Jul-10 Nov-10 Mar-11

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 5

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 5 SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal fevereiro 2015 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 5 Comércio internacional...

Leia mais

produção no Brasil 3. Panorama da formalização nas MPE s 4. Políticas públicas de formalização para o segmento dos micro e pequenos empreendimentos

produção no Brasil 3. Panorama da formalização nas MPE s 4. Políticas públicas de formalização para o segmento dos micro e pequenos empreendimentos Formalização recente em pequenas unidades de 1. Contexto geral 2. Ciclos da formalização produção no Brasil 3. Panorama da formalização nas MPE s 4. Políticas públicas de formalização para o segmento dos

Leia mais

2005: Prêmio de Risco; Cenário Externo e Convergência. Dany Rappaport Corecon, 27 de janeiro de 2005

2005: Prêmio de Risco; Cenário Externo e Convergência. Dany Rappaport Corecon, 27 de janeiro de 2005 2005: Prêmio de Risco; Cenário Externo e Convergência Dany Rappaport Corecon, 27 de janeiro de 2005 Cenário Externo Maior crescimento global em 30 anos. Crescimento do PIB em 2004 - Expectativa Área do

Leia mais

Ambiente econômico nacional e internacional

Ambiente econômico nacional e internacional Ambiente econômico nacional e internacional Apresentação para elaboração do documento referencial 2015-19 no Ministério do Turismo Manoel Pires - MF Cenário internacional O mundo se recupera da crise,

Leia mais

16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a março 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de março, os estabelecimentos hoteleiros registaram 95,1 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Comunicação e tecnologia. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdos A presença da economia

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO Índice Introdução Preço Médio por Dormida Proveito Médio de Aposento por Cama Conceitos Anexos Proveitos e Custos nos Estabelecimentos Hoteleiros Ano de 2004 Página 2

Leia mais

Noruega. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 7,0 milhões de turistas em 2010, com 0,9% da quota mundial

Noruega. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 7,0 milhões de turistas em 2010, com 0,9% da quota mundial Mercado emissor de 7,0 milhões de turistas em 2010, com 0,9% da quota mundial 14º mercado da procura externa para Portugal, enquanto gerador de receitas em 2011 Hordaland 477,2 mil hab (3º) Sor-Trondelag

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal dezembro 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R

Leia mais

Holanda Caraterização do mercado emissor

Holanda Caraterização do mercado emissor 2016 Caraterização do mercado emissor ÍNDICE Perfil do mercado Mercado turístico Mercado para Portugal 3 8 16 Holanda, fevereiro 2016 2 Perfil do mercado (1/2) Em 2015, a Holanda ocupou um importante lugar

Leia mais

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira 39º Prêmio Exportação Rio Grande do Sul - 2011 Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil 20 de Junho de 2011 Conquistas da Sociedade Brasileira

Leia mais

Economia Brasileira Ciclos do Pós-Guerra

Economia Brasileira Ciclos do Pós-Guerra Economia Brasileira Ciclos do Pós-Guerra Hildo Meirelles de Souza Filho Ciclos do crescimento 1947-1980, taxas de crescimento do PIB 15,0 10,0 5,0-1948 1950 1952 1954 1956 1958 1960 1962 1964 1966 1968

Leia mais

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas Atividade Turística Dezembro de 2012 14 de fevereiro de 2013 Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas As dormidas na hotelaria atingiram 1,7 milhões em dezembro 2012, mais 1,9%

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO Índice Introdução Preço Médio por Dormida Proveito Médio de Aposento por Cama Conceitos Anexos 2 Introdução Com base em indicadores estatísticos disponibilizados pelo

Leia mais

Momento Econômico e Perspectivas de um Novo Mercado. Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP VPITU. 27/10/2016 Construindo o Grande ABC

Momento Econômico e Perspectivas de um Novo Mercado. Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP VPITU. 27/10/2016 Construindo o Grande ABC Momento Econômico e Perspectivas de um Novo Mercado Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP 27/10/2016 Construindo o Grande ABC VPITU Economia 2 Atividade econômica - % de crescimento do PIB no Brasil

Leia mais

Estratégia nacional Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP

Estratégia nacional Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP Estratégia nacional Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP Inserção Internacional Islândia Inglaterra Oceano Atlântico França Espanha Itália

Leia mais

Resultados de Junho de 2014

Resultados de Junho de 2014 Junho / 2014 Resultados de Junho de 2014 - Exportação: US$ 20,5 bi, em valor, e média diária de US$ 1,023 bilhão; sobre mai-14, aumento de 3,6%, pela média diária; sobre jun-13, redução de 3,5%, pela média

Leia mais

Santander Asset Management

Santander Asset Management Santander Asset Management Fundos São Paulo, 08 de novembro de 2006 2 1 2 3 A internacionalização das empresas brasileiras Fundos de Investimento Fundos Multimercados 3 1 2 3 A internacionalização das

Leia mais

Atualização de $ 602,77 de Abr-2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48

Atualização de $ 602,77 de Abr-2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48 CONTINUO de $ 602,77 de 2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48 06=0,12%; Mai-06=0,13%; Jun-06=-0,07%; Jul-06=0,11%; Ago-06=-0,02%; Set- 06=0,43%; Nov-06=0,42%; Dez-06=0,62%; Jan-07=0,49%;

Leia mais

A RAA em números. Geografia

A RAA em números. Geografia 09 Foto: Espectro A RAA em números Geografia O arquipélago dos Açores é constituído por nove ilhas dispersas no Atlântico Norte ao longo de 600 km, segundo uma orientação noroeste-sudeste e enquadrado

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal maio 2015 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 5 Comércio internacional...

Leia mais

Rússia 2015. Caraterização do mercado emissor

Rússia 2015. Caraterização do mercado emissor 2015 Caraterização do mercado emissor ÍNDICE Perfil do mercado Mercado turístico Mercado para Portugal 3 7 12 Rússia, março 2015 2 Perfil do mercado A Rússia representa 28,1% da população (cerca de 142,3

Leia mais

COREIA DO SUL Comércio Exterior

COREIA DO SUL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COREIA DO SUL Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil. Brasília, novembro de 2007.

Estatísticas básicas de turismo. Brasil. Brasília, novembro de 2007. Brasil Brasília, novembro de 2007. Índice Páginas I Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas no Mundo por Regiões e Sub-regiões - 2002/2006 03 1.2 - Chegada de turistas:

Leia mais

Dormidas de não residentes continuam a aumentar

Dormidas de não residentes continuam a aumentar Actividade Turística Novembro de 2010 10 de Janeiro de 2011 Dormidas de não residentes continuam a aumentar No mês de Novembro de 2010 a hotelaria registou cerca de dois milhões de dormidas, valor muito

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 09 setembro 2011 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia e do Emprego G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais

Leia mais

Brasil Em Números. Maio 2014

Brasil Em Números. Maio 2014 Brasil Em Números Maio 2014 Dados gerais Nome oficial - República Federativa do Brasil Capital: Brasília, localizada no Distrito Federal, Centro-Oeste do país e inaugurada oficialmente em 1960 Idioma:

Leia mais

Portugal : Retrato Económico e Social em gráficos

Portugal : Retrato Económico e Social em gráficos Portugal 198-1: Retrato Económico e Social em gráficos E.E.F. Mercados Financeiros Setembro 15 Perante o processo de ajustamento efectuado nos últimos quatro anos, é nosso propósito mostrar e realçar que

Leia mais

Desigualdade e resultados económicos na África Subsariana

Desigualdade e resultados económicos na África Subsariana Desigualdade e resultados económicos na África Subsariana Perspectivas Económicas Regionais para a África Subsariana Outubro de 2015 Plano geral Tendências de desigualdade na África Subsariana Ligação

Leia mais

A Política Fiscal Brasileira em Tempos de Crise

A Política Fiscal Brasileira em Tempos de Crise Ministério da A Política Fiscal Brasileira em Tempos de Crise Encontro de Política Fiscal - FGV Ministro Guido Mantega Brasília, 7 de novembro de 2014 Antes de 2008, Brasil tinha Situação Fiscal Confortável

Leia mais

INDX apresenta alta de 2,67% em março

INDX apresenta alta de 2,67% em março INDX apresenta alta de 2,67% em março Dados de Março/11 Número 51 São Paulo O Índice do Setor Industrial (INDX), composto pelas ações mais representativas do segmento, encerrou o mês de março de 2010,

Leia mais

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO Índice 127,6 126,9 126,5 Condições Atuais do Empresário do Comércio 102,2-1,1% -3,9% Economia

Leia mais

Hotelaria mantém resultados favoráveis em Agosto

Hotelaria mantém resultados favoráveis em Agosto 13 de Outubro de 2011 Actividade Turística Agosto de 2011 Hotelaria mantém resultados favoráveis em Agosto No mês de Agosto de 2011 os estabelecimentos hoteleiros registaram 6 milhões de dormidas, mais

Leia mais

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar.

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. INTERNA Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. 1 DESAFIOS E INCERTEZAS DO CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO E GLOBAL 2 2 Fabiana

Leia mais

OBJETIVOS DA ADETUR-SE

OBJETIVOS DA ADETUR-SE OBJETIVOS DA ADETUR-SE Promover turismo integrado entre os estados Fomentar os negócios de turismo na macrorregião Integração com os Roteiros do Brasil REGIÃO SUDESTE Região Geoeconômica Centro-Sul Estados

Leia mais

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos Atividade Turística Janeiro de 2014 19 de março de 2014 Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos A hotelaria registou 1,7 milhões de dormidas em janeiro de 2014, valor que corresponde

Leia mais

Apresentação disciplina ECO034

Apresentação disciplina ECO034 215 Apresentação disciplina ECO34 Panorama do primeiro semestre de 215 Alguns fatores no primeiro semestre de 215 vêm afetando a economia, e fazendo com que a população diminua o seu consumo. Aceleração

Leia mais

A FORMAÇÃO DOS BLOCOS ECONÔMICOS

A FORMAÇÃO DOS BLOCOS ECONÔMICOS A FORMAÇÃO DOS BLOCOS ECONÔMICOS PROF. DE GEOGRAFIA: BIANCA 1º TRIM - GEOGRAFIA 2016 INTRODUÇÃO Para a formação dos blocos econômicos, os países firmam acordos comerciais, estabelecendo medidas que visam

Leia mais

CAPACITAÇÃO DA INDÚSTRIA DA SAÚDE NO BRASIL

CAPACITAÇÃO DA INDÚSTRIA DA SAÚDE NO BRASIL AVALIAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA DO SUS E DO FINANCIAMENTO PÚBLICO DA SAÚDE CAPACITAÇÃO DA INDÚSTRIA DA SAÚDE NO BRASIL 1º março de 2010. A EDUCAÇÃO NO BRASIL Pequena análise da situação da escolaridade do

Leia mais