Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES"

Transcrição

1 Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Formato de apresentação; Estrutura do texto; Citação bibliográfica; Referência bibliográfica. Equipe Biblioteca Telles São Paulo 2006

2 Envio de arquivos definitivos (após correções sugeridas/exigidas pela banca) Prazo: 60 dias após aprovação em banca examinadora Arquivo Digital: enviar por , até o prazo final, para seu orientador com cópia para o arquivo PDF.pdf (Desprotegido) da última versão da dissertação (exigência da CAPES/MEC).

3 Objetivo: apresentar os requisitos básicos quanto à padronização dos trabalhos acadêmicos de acordo com as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) Formato de apresentação Papel branco, A4 (21 X 29,7cm), digitados na cor preta. Recomenda-se a digitação e impressão, a partir da parte textual, nas duas faces da folha, frente e verso; As margens devem ser para o anverso, esquerda e superior de e direita e inferior de ; para o verso, direita e superior de e esquerda e inferior de ; Texto justificado e digitado com espaçamento 1,5 entrelinhas, excetuando-se as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, natureza (tipo do trabalho, objetivo, nome da instituição a que é submetido e área de concentração) que devem ser digitados ou datilografados em espaço simples. As referências, ao final do trabalho, devem ser separadas entre si por um espaço simples em branco. Fonte Arial ou Times New Roman tamanho 12; Paginação: Para trabalhos digitados em frente e verso, a numeração das páginas deve ser colocada no anverso da folha, no canto superior direito; e no verso, no canto superior esquerdo. Todas as folhas devem ser contadas a partir da folha de rosto e numeradas a partir da primeira página da parte textual, em algarismos arábicos, na margem superior direita da folha, a 2cm da borda superior e da borda direita da folha. OBS: A folhas pré-textuais (capa, folha de rosto, folha de aprovação. Dedicatória, agradecimento, resumo, abstract e sumário) devem ser impressas em uma só face da folha (anverso) e não numeradas. Os títulos das seções primarias devem começar sempre no anverso, na parte superior da folha e ser separadas do texto que os sucede por uma espaço entre linhas de 1,5 assim como os títulos das subseções. Equações e fórmulas: Para facilitar a leitura, devem ser destacadas no texto e, se necessário, numeradas com algarismos arábicos entre parênteses, alinhados à direita. Na sequência normal do texto, é permitido o uso de uma entrelinha maior que comporte seus elementos (expoentes, índices e outros)

4 Estrutura do texto Anexos Pós-textuais Apêndices Referências* Textuais Conclusão* Desenvolvimento* Introdução* Pré-textuais Sumário* Lista (ilustrações, tabelas, etc...) Abstract* Resumo* Agradecimentos Dedicatória Folha aprovação* Folha de rosto* Capa* * obrigatório

5 Elementos pré-textuais Capa Dura (versão final) A encadernação em capa dura será feita somente após a aprovação da dissertação pela Banca Examinadora. Antes dessa aprovação o trabalho deverá ser apresentado com encadernação espiralada. A capa dura deve ser na cor preta com as letras prateadas. Insper Instituto de Ensino e Pesquisa (fonte 16, negrito, centralizado) Programa de Mestrado Profissional em Economia (fonte 14, negrito, centralizado) Douglas Betioli Ribeiro (fonte 16, negrito, centralizado) POLÍTICA MONETÁRIA AFETA CRÉDITO AO CONSUMIDOR? (fonte 16, negrito, centralizado) (fonte 14, negrito, centralizado) São Paulo 2005 Lombada Deve conter título e ano do trabalho e Insper impressos longitudinalmente e legível do alto para o pé da lombada. (fonte 14)

6 Capa Insper Instituto de Ensino e Pesquisa (fonte 16, negrito, centralizado) Programa de Mestrado Profissional em Economia (fonte 14, negrito, centralizado) Douglas Betioli Ribeiro (fonte 16, negrito,centralizado) POLÍTICA MONETÁRIA AFETA CRÉDITO AO CONSUMIDOR? (fonte 16, maiúsculo, negrito, centralizado) (fonte 14, negrito, centralizado) São Paulo 2006 Folha de rosto Na folha de rosto e na folha de aprovação, o tipo do trabalho, o objetivo, o nome da instituição e a área de concentração devem ser alinhados do meio da página para a direita. Douglas Betioli Ribeiro (fonte 16, centralizado) Política monetária afeta crédito ao consumidor? (fonte 16, negrito, centralizado) Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado Profissional em Economia do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Mestre em Economia Área de concentração: Finanças e Macroeconomia Aplicadas Orientador: Prof. Dr. Eurilton Alves Araújo Júnior Insper Instituto de Ensino e Pesquisa (fonte 12, à direita) (fonte 14, negrito, centralizado) São Paulo 2004

7 Verso da folha de rosto Deve conter a ficha catalográfica (7,5 X 12,5 cm). Ribeiro, Douglas Betioli Política monetária afeta crédito ao consumidor?/ Douglas Betioli Ribeiro; orientador Eurilton Alves Araújo Júnior. São Paulo: Insper, f. Dissertação (Mestrado Programa de Mestrado de Profissional em Economia. Área de concentração: Finanças e Macroeconomia Aplicadas) Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. 1.Política monetária 2. Crédito 3. Consumidor (fonte 12) Folha de aprovação FOLHA DE APROVAÇÃO (fonte 16, negrito, centralizado) Douglas Betioli Ribeiro O papel dos governos estaduais na indução do investimento (fonte 12, à esquerda) Dissertação apresentada ao Programa de Mestrado Profissional em Economia Insper, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Economia. Área de concentração: Finanças e Macroeconomias Aplicadas (fonte 12, à direita) Aprovado em : Outubro/2006 Banca examinadora (fonte 14, negrito, centralizado) Prof. Dr. Eurilton Alves Araújo Junior Insittuição: Insper (fonte 12, à esquerda) Prof. Dr. Ricardo Dias de Oliveira Brito Insittuição: Insper Assinatura: Assinatura: Profª. Dra. Ana Carla Abrão Costa Instituição: Tendências Consultoria Assinatura:

8 Resumo Deve conter o resumo em português com no máximo 500 palavras. Redigido em parágrafo único seguido por até 5 palavras-chave representativas do conteúdo abordado no trabalho. RESUMO (fonte 16) BETIOLI, Douglas Ribeiro. Política monetária afeta crédito ao consumidor? São Paulo, f. Dissertação (Mestrado) Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, São Paulo, (fonte 12) (fonte 12) Palavras-chave: ; ; ;. (fonte 12) Abstract Deve conter a tradução do resumo em português para o inglês, em folha separada, seguido da tradução das palavras-chave. Abstract (fonte 16) BETIOLI, Douglas Ribeiro. Monetary policy affects consumer credit? São Paulo, f. Dissertation (Mastership) Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, São Paulo, (fonte 12) (fonte 12) Keywords: ; ; ;. (fonte 12)

9 Lista Lista (ilustrações, tabelas, etc...)é a relação das ilustrações/ tabelas do documento, na ordem em que ocorrem, com o número da respectiva página. Lista de ilustrações (fonte 16) Imagem 1 xxxxxxxx Imagem 2 xxxxxxxxx Elementos textuais Sumário Enumeração das principais divisões e seções do documento na seqüência e grafia em que ocorrem no texto seguido da página que inicia. Usar numeração progressiva para enumerar as divisões e subdivisões. Sumário (fonte 16) 1 Introdução Xxxxxxxxxxx Xxxxxxxxxxx Xxxxxxxx Xxxxxxxx xxxx Xxxxxxxx Xxxxxxxx Xxxxxx xx xxxxxx Xxxxx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxx Xxxxxxxxx Xxxxxxxxx Xxxxxx Conclusão Referências Apêndice Anexos (fonte 12)

10 Elementos textuais Introdução: o tema que se quer abordar e de que forma pretende fazê-lo, levantando algumas hipóteses (quando for o caso), além de apresentar uma rápida avaliação do referencial bibliográfico utilizado, bem como explicitar, em linhas gerais, a metodologia de pesquisa utilizada. Desenvolvimento: a problematização e abordagem do tema, suas origens, suas causas, implicações e efeitos. Conclusão: o que se compreende do estudo que se realizou, a síntese das causas e motivos daquele fenômeno, confirmar ou não as hipóteses anteriormente levantadas e procurar apontar caminhos e ou construir cenários sobre a questão. Elementos pós-textuais Apêndice: documento adicional elaborado pelo autor para complementação de argumentos. Anexo: documento adicional não elaborado pelo autor para comprovação de argumentos. Citação Menção no texto de uma informação extraída de outra fonte, com indicação do autor da idéia. Caso contrário é considerado desrespeito aos direitos autorais. A citação da fonte quando inserida no texto deve ser apresentada conforme exemplo abaixo: Ex.: De acordo com Gil (1991, p. 38), o principal objetivo... Quando está fora do contexto deve ser colocada em caixa alta entre parênteses, conforme exemplo. Ex.:... hipóteses pesquisáveis para estudos posteriores (GIL, 1991, p. 38). Citação Direta: transcrição literal de parte da obra consultada mantendo sua redação original. O texto deve estar entre aspas. Quando possuir mais de 3 linhas deve estar com recuo de 4cm da margem esquerda e com letra menor e sem aspas. Especificar a página da fonte consultada Ex.: Nesse contexto, vale salientar que este trabalho é uma pesquisa exploratória, que tem como principal finalidade desenvolver, esclarecer e modificar conceitos e idéias, com vistas à formulação de problemas mais precisos ou hipóteses pesquisáveis para estudos posteriores (GIL, 1991, p. 38). Citação Indireta: Expressão da idéia do autor com outras palavras. A página da fonte consultada é opcional. Ex.: De acordo com Gil (1991, p. 38), o principal objetivo da pesquisa exploratório é o desenvolvimento, esclarecimento e modificação dos conceitos visando a formulação de problemas e hipóteses para estudos posteriores.

11 Referências Relação de todas as fontes bibliográficas citadas pelo autor no trabalho. Devem ser alinhadas à esquerda, com espaçamento simples entrelinhas e classificadas por ordem alfabética. Autoria Sem autor: primeira palavra do título em caixa alta. FISIOCRACIA, a concepção natural de excedente. Disponível em: <http://www.economiabr.net/economia/1_hpe3.html>. Acesso em: 17 set Até 3 autores: citam-se todos. MOURA, Marcelo; ANDRADE, Eduardo C. Macroeconomia. São Paulo: Publifolha, p. Mais de 3 autores: cita-se o primeiro e coloca a expressão et al. (e outros). SANVICENTE, Antonio Zoratto et al. Inflation, output and stock prices: evidence from Brazil. Journal of Applied Business Research, v. 18, n. 1, p , Livros SOBRENOME DO AUTOR, Nome. Título: subtítulo. Edição. Cidade: Editora, ano. n. de páginas GIANNETTI, Eduardo. Felicidade: diálogos sobre o bem-estar da civilização. São Paulo: Companhia das letras, p. Teses, dissertações e trabalhos acadêmicos SOBRENOME DO AUTOR, Nome. Título: subtítulo. Cidade, ano. n. de paginas. Tese, dissertação ou trabalho acadêmico (grau e área) Unidade de Ensino, Instituição, cidade, ano. MINARDI, Andrea Maria A. F. Teoria de opções aplicada a projetos de investimento. São Paulo, f. Dissertação (Mestrado em Administração Contábil-Financeira)- Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, Trabalhos apresentados em eventos AUTOR DO TRABALHO. Título: subtítulo. In: NOME DO CONGRESSO, n., ano, cidade de realização (cidade). Título...: subtítulo. Local de publicação (cidade): editora, data de publicação, n. de páginas. SANVICENTE, Antonio Zoratto; MONTEIRO, Rogério da Costa. A guerra entre comprados e vendidos no mercado de opções de compra da bolsa de valores de São Paulo. In: ENANPAD, 26., 2002, Salvador. Anais... Salvador: ANPAD, 2002.

12 Capítulo de livro AUTOR DO CAPÍTULO (SOBRENOME, Nome). Título do capítulo. In: AUTOR DO LIVRO (SOBRENOME, Nome). Título: subtítulo. Edição. Cidade: editora, data. Volume, capítulo, páginas inicial-final da parte. PEREIRA, Pedro L. Valls. Modelos econométricos para estimação e previsão de volatilidade. In: DUARTE JUNIOR, Antonio Marcos; VARGA, Gyorgy (Org.). Gestão de riscos no Brasil. Rio de Janeiro: Financial Consultoria, p Artigo de revista SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título da Revista, Local, volume, número, página inicialfinal, data. LAZZARINI, Sergio Giovanetti; SAES, Maria Sylvia Macchione; NAKAZONE, Douglas. Competição entre bolsas de futuros: o caso da BM&F e da CSCE no mercado de café. Economia Aplicada, São Paulo, v. 4, n. 2, p , Artigo de revista on-line SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título da Revista, Local, volume, número, ano. Disponível em: <site>. Acesso em: data. GIANESI, Irineu G. N. Implementing manufacturing strategy through strategic planning. International Journal of Operations & Production Management, v. 18, n. 3/4, Disponível em: <http://www.ingenta.com/journals/browse/mcb/024>. Acesso em: 12 mar Artigo de jornal SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título do Jornal, Cidade, dia mês ano. Descrição física (nome, n. do caderno, etc) HADDAD, Cláudio. O agronegócio e a turma do contra. Valor Econômico, São Paulo, 27 fev Caderno, n. 957, p. A13.

13 Outros modelos Nota de rodapé São explicativas para apresentar comentários do autor, com o objetivo de não interromper a lógica do texto. Devem ser digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples de entrelinhas e por filete de 5 cm, a partir da margem esquerda. Devem ser alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente, sem espaço entre elas e com fonte menor. Xxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxx. Xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx x xxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx Xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx x xxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx Xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx x xxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx De fato, há muitos elementos imponderáveis na descoberta newtoniana dos princípios científicos, que não podem ser logicamente reconstruídos 1. Xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx x xxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx Xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxx. 1 Ciente dessas dificuldades, Karl Popper propõe a separação metodológica entre o contexto da descoberta e o contexto da justificação na prática científica. A partir daí, a metodologia científica só diria respeito ao método da justificação, deixando para o contexto da descoberta a ação de fatores de outra ordem. Tabela Conforme IBGE (1993, p.9) é a forma não discursiva de apresentar informações, das quais o dado numérico se destaca como informação central. Devem conter título acima e fonte abaixo. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx x xxxxxxxx x xxxxxx. Xxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxx xxxx xxxxxxx x xxxxx xxxxxx. Xxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxx xxx. Tabela 8 - Compras e estoques de mercadorias para revenda das micro e pequenas empresas de comércio, segundo as atividades Mercadorias para revenda Atividades Estoques Estoques Compras em em Total combustíveis Veículos automotores Combustíveis Comércio por atacado Produtos alimentícios Artigos de uso pessoal Comércio em geral Comércio varejista Comércio não-especializado Comércio especializado Fontes: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2001 e Pesquisa Anual de Serviços Xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx.

14 Ilustração São consideradas ilustrações: gráficos, mapas, quadros, desenhos, esquemas, retratos, fotografias, figura, fluxos. Pode-se optar por nomeá-las com a designação genérica figura ou especificar o tipo de ilustração. A numeração deve obedecer a ordem de ocorrência no texto. A ilustração deve ser centralizada, contendo a numeração e o título na parte superior. Abaixo deve constar a fonte consultada, mesmo quando elaborada pelo autor. X Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx x xxxxxxxx x xxxxxx.xxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxx xxxx xxxxxxx x xxxxx xxxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxx xxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxx. Xxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxx xxx. Figura 1 Participação dos segmentos da receita anual de serviços 1999 Fonte: IBGE Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxxxxxx xx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxx. X xxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx. X xxxx xxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.

15 Obras consultadas ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS E TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, p.. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, p.. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, p.. NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento. Rio de Janeiro, p.. NBR 6034: preparação de índice de publicações. Rio de Janeiro, p.. NBR 6027: informação e documentação: sumário: apresentação. Rio de Janeiro, p.. NBR: resumos. Rio de Janeiro, p. CURTY, Marlene Gonçalves; CRUZ, Anamaria da Costa. Trabalhos acadêmicos, dissertações e teses. Maringá: Dental Press, p. FACULDADES SENAC. Guia de normalização de monografias, dissertações e teses para alunos das Faculdades Senac. Disponível em: <http://www.sp.senac.br/jsp/default.jsp?newsid=a373.htm&testeira=386>. Acesso em: 10 mar FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS. Normas para apresentação de monografias. 3. ed Disponível em: <http://www.fgvsp.br/institucional/biblioteca/index.htm>. Acesso em: 10 mar INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro: IBGE, p. MARTINS, Gilberto de Andrade. Manual para elaboração de monografias e dissertações. 2. ed. São Paulo: Atlas, p. MARTINS, Gilberto de Andrade; LINTZ, Alexandre. Guia para elaboração de monografias e trabalhos de conclusão de curso. São Paulo: Atlas, p. PONTIFICA UNIVERSIDADE CATÓLICA RIO DE JANEIRO. Pós-graduação Puc-Rio: normas para apresentação de teses e dissertações p. SOARES, Edvaldo. Metodologia científica: lógica, epistemologia e normas. São Paulo: Atlas p. Obs: Este folder contém as informações básicas para a elaboração de trabalhos acadêmicos. Para informações não contidas neste, consultar as normas da ABNT e os livros de metodologia.

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Formato de apresentação; Estrutura do texto; Citação bibliográfica; Referência bibliográfica. Equipe Biblioteca Telles São

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Formato de apresentação; Estrutura do texto; Citações; Referências. São Paulo

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Formato de apresentação; Estrutura do texto; Citações; Referências. Orientação:

Leia mais

Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Business Administration CBA Certificate in Financial Management CFM Certificate in Marketing Management CMM NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM Coordenação LLM Biblioteca Telles São Paulo 2011 1 SUMÁRIO 1 Objetivo... 2 2 Formato de apresentação...

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa 1 Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Business Administration CBA Certificate in Financial Management CFM Certificate in Marketing Management CMM Certificate in Business Projects - CBP

Leia mais

Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Certificates Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificates Insper Instituto de Ensino e Certificate in Business Administration CBA Certificate in Financial Management CFM Certificate in Marketing Management CMM NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM Coordenação LLM Biblioteca Telles São Paulo 2013 SUMÁRIO 1 Objetivo... 2 2 Formato de apresentação...

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM Insper Instituto de Ensino e Pesquisa NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS DOS PROGRAMAS DE LLM Coordenação LLM Biblioteca Telles São Paulo 2013 Sumário 1 Objetivo... 4 2 Formato de apresentação...

Leia mais

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação ANEXO 01 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Formato O texto deverá ser apresentado em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deverá

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL Treinamento Sobre Uso da NBR 14724 da ABNT : apresentação de trabalhos acadêmicos Maria Amazilia Penna de Moraes Ferlini Bibliotecária-Documentalista

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE CAPA, FOLHA DE ROSTO, SUMÁRIO E FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES Araputanga, MT 2017 2

Leia mais

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. PAPEL MARGENS FONTE TEXTO TÍTULO DAS SEÇÕES TÍTULO DAS

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Gláucia Maria Saia Cristianini Biblioteca Prof. Achille Bassi Fontes: Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES Porto Alegre 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 4 3 ESTRUTURA... 5 3.1 Elementos Pré-Textuais... 6 3.2 Elementos Textuais... 13 3.3 Elementos

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO Faculdade de Tecnologia Dep. Júlio Julinho Marcondes de Moura BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO GARÇA 2015 Sumário 1 ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 15287:2011 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Jaguariúna SUMÁRIO 1. Introdução 1 2. Objetivo 2 3.

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO A SER APRESENTADO COMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PONTA GROSSA 2016 LUCIO MAURO BRAGA

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 Estrutura de apresentação 1.1 Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Folha de aprovação

Leia mais

Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses

Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses Elena Luzia Palloni Gonçalves Bibliotecária EESC/USP Diretrizes para Apresentação de Dissertações

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

NOME DO 1º AUTOR NOME DO 2º AUTOR. TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo

NOME DO 1º AUTOR NOME DO 2º AUTOR. TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo Formatação: capa superior: 4 cm Em média, 5 parágrafos NOME DO 1º AUTOR NOME DO 2º AUTOR Fonte desta página: Arial 14 ou Times New Roman 16 Texto centralizado Letras maiúsculas / negrito Em média, 5 parágrafos

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES Roteiro Redação de textos ABNT Editores de textos MS Word Configuração ABNT no MS Word Redação de textos Definição É todo ato normativo e toda comunicação através da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS Porto Alegre 2013 1 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 2 2 ELEMENTOS

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DEFESAS DE TESES. As normas apresentadas a seguir são referentes à versão final da tese após a.

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DEFESAS DE TESES. As normas apresentadas a seguir são referentes à versão final da tese após a. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Campus Universitário Darcy Ribeiro, Asa Norte. Brasília-DF. CEP: 70910-900. Fone: (61) 3107-1976 e 3107-1760. E-mail: ppgenf@unb.br NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DEFESAS

Leia mais

Orientação em Normalização Documentária. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos

Orientação em Normalização Documentária. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Orientação em Normalização Documentária Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Maria Luzinete Euclides - Bibliotecária Marília - 2006 Apresentação de Trabalhos Acadêmicos NBR 14724/2005 Estabelece os princípios

Leia mais

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT Formatação de trabalhos acadêmicos Segundo as normas da ABNT ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT/CB-001 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia ABNT/CB-005 - Comitê Brasileiro Automotivo

Leia mais

Apresentação de citações em documentos. Numeração progressiva das seções de documento. Apresentação de trabalhos acadêmicos

Apresentação de citações em documentos. Numeração progressiva das seções de documento. Apresentação de trabalhos acadêmicos ESTRUTURAÇÃO DAS DISSERTAÇÕES DO MESTRADO EM SAÚDE E MEIO AMBIENTE Fevereiro/2013 O presente guia tem como objetivo fornecer orientações para a estruturação das dissertações e teses do Mestrado em Saúde

Leia mais

Elementos que Antecedem o Texto

Elementos que Antecedem o Texto Elementos que Antecedem o Texto Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos de acordo com ABNT. Os elementos pré-textuais são os elementos que antecedem o trabalho científico. São constituídos pela

Leia mais

informação e documentação, trabalhos acadêmicos e

informação e documentação, trabalhos acadêmicos e NORMA BRASILEIRA- ABNT NBR 14724:2011 Estabelece normas para apresentação informação e documentação, trabalhos acadêmicos e Caros alunos do TFG I E II/ 2012, Com o intuito de facilitar-lhes a consulta

Leia mais

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos.

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos. INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação Capítulo I Formatação Aspectos Gráficos 1.1 Tamanho do papel A4 (210 X 297 mm) 1.2 Gramatura

Leia mais

MANUAL DE APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇA O/DCI/UFS

MANUAL DE APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇA O/DCI/UFS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CURSO BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO MANUAL DE APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO (nome da instituição, texto centralizado, letras maiúsculas)

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO (nome da instituição, texto centralizado, letras maiúsculas) - Fonte Arial ou Times New Roman -Tamanho da fonte n 12 e o espaçamento de 1,5, salvo algumas exceções (ler o manual e ver o template); - Margens folhas da frente (anverso): superior e esquerda 3cm; inferior

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Faculdade de Odontologia Biblioteca Malvina Vianna Rosa MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Este documento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA Trabalhos Acadêmicos Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 Rio Claro- SP 2010 A estrutura de uma tese, dissertação ou trabalho acadêmico compreende:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Rua Vinte, 1600. Bairro Tupã. CEP 38304-402, Ituiutaba / MG Em acordo com a ABNT NBR 14724:2011

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA NORMAS TÉCNICAS DO TRABALHO ACADÊMICO INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com O QUE É NORMALIZAÇÃO Atividade que estabelece, em relação a problemas

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO (nome da instituição, texto centralizado, letras maiúsculas)

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO (nome da instituição, texto centralizado, letras maiúsculas) - Fonte Arial ou Times New Roman -Tamanho da fonte n 12 e o espaçamento de 1,5, salvo algumas exceções (ler o manual e ver o template); - Margens folhas da frente (anverso): superior e esquerda 3cm; inferior

Leia mais

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças TCC FORMATAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS - Folha de rosto - Ficha catalográfica

Leia mais

ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB /04

ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB /04 ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB-9 1451/04 GUIA DE NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS E CAPA INSTITUCIONALIZADA - FAP APUCARANA 2006 1 APRESENTAÇÃO FORMAL 1.1

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens:

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens: NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Os professores e alunos participantes do Programa de Pesquisa e Iniciação Científica deverão apresentar Relatório Final referente às suas atividades,

Leia mais

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano).

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano). ESTRUTURA DO PROJETO DE TCC O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica) folha de aprovação

Leia mais

Nome do Aluno Completo. Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver

Nome do Aluno Completo. Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver Governo do Estado do Pará Universidade do Estado do Pará Campus XX - Castanhal Centro de Ciências XXXXX Nome do Aluno Completo Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver Castanhal 2014 Nome do

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

Números arábicos (numerar a partir da INTRODUÇÃO 1, 2...)

Números arábicos (numerar a partir da INTRODUÇÃO 1, 2...) DISSERTAÇÃO NORMAS TÉCNICAS CONFIGURAÇÃO DA PÁGINA Superior: 3 cm Esquerda: 3 cm Inferior: 2 cm Direita: 2 cm NUMERAÇÃO DAS PÁGINAS ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Números romanos (numerar a partir do SUMÁRIO vi,

Leia mais

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm).

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm). 1 PROJETO GRÁFICO O projeto gráfico segue os padrões da NBR 14724 da ABNT - Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação. Consiste na apresentação gráfica do trabalho acadêmico e é de responsabilidade

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Campus DE VITÓRIA DA CONQUISTA PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR 14724

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

Orientações aos concluintes.

Orientações aos concluintes. Orientações aos concluintes referencia@ufersa.edu.br TRABALHO ACADÊMICO (NBR 14724/2011) Especificar os princípios gerais para a elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG)

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) APRESENTAÇÃO O presente manual tem por objetivo orientar os alunos dos Cursos de Graduação de Tecnólogo em Logística, Informática e Aeronáutica quanto

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Este roteiro contém os requisitos obrigatórios, estabelecidos pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL 1. INTRODUÇÃO Este documento apresenta os requisitos obrigatórios para a apresentação

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Primeira Escrita DIRETRIZES PARA AUTOR(ES)

Primeira Escrita DIRETRIZES PARA AUTOR(ES) 170 DIRETRIZES PARA AUTOR(ES) Serão aceitos artigo, resenhas, poemas e contos que apresentem contribuição inédita, acrescentem saberes à área, não violem os direitos autorais e humanos e estejam em conformidade

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE FORTALEZA 2011 1 FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO 2 ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE Apresentação 4 Introdução

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO A estrutura de trabalhos de conclusão de curso, monografias, dissertações ou teses, de acordo com a NBR 14724, compreende: parte externa e parte interna. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

Elementos pré-textuais Antecedem o texto, trazendo informações que identificam o trabalho, na seqüência a seguir:

Elementos pré-textuais Antecedem o texto, trazendo informações que identificam o trabalho, na seqüência a seguir: Regras para Exame de Qualificação - Mestrado e Doutorado Estrutura do trabalho acadêmico O trabalho acadêmico está estruturado em elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais. Alguns

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO Normas de elaboração de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS Regras gerais de apresentação: Formato: papel branco, no formato

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DOS ORIGINAIS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DOS ORIGINAIS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DOS ORIGINAIS Informações gerais A Revista do GEL é uma publicação do Grupo de Estudos Lingüísticos do Estado de São Paulo, de periodicidade anual, que tem por finalidade divulgar

Leia mais

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos:

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos: O ARTIGO CIENTÍFICO Um artigo científico corresponde ao relato sobre as análises realizadas a respeito de um determinado tema e deve trazer dados e informações atuais. Apresenta-se como resultado de pesquisa,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 006/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS - GRADUAÇÃO STRICTU

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS Segundo a NBR 14724:2005 da ABNT, uma dissertação é um documento que representa o resultado de um

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES GERAIS RECOMENDAÇÕES PARA DIGITAÇÃO DE TEXTO Espaçamento de 1,5 (exceto notas de rodapé, referências, legendas das Figuras e Tabelas, natureza (tipo do trabalho,

Leia mais

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Universidade Estadual Paulista Campus de Rio Claro Biblioteca Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Segundo ABNT/NBR 14724:2011 2012 Estrutura dos trabalhos acadêmicos Pré-textuais Textuais Pós-textuais Capa

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO) UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO) TÍTULO: SUBTÍTULO RECIFE 2012 NOME DO ALUNO FOLHA DE

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser elaborados conforme os itens 2.1 a 2.9.

Os trabalhos acadêmicos devem ser elaborados conforme os itens 2.1 a 2.9. 2 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO (NBR-14724) Os trabalhos acadêmicos devem ser elaborados conforme os itens 2.1 a 2.9. 2.1 Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco, formato A4, digitados

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

Orientação para apresentação de Dissertações e. Teses aos Programas de Pós-Graduação da F C F R P U S P

Orientação para apresentação de Dissertações e. Teses aos Programas de Pós-Graduação da F C F R P U S P UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Via do Café, s/n - 14040-903 - Ribeirão Preto - SP - Brasil Telefone: +55 16 3602-4154 - Fax: +55 16 3602-4881 e-mail: spg@fcfrp.usp.br

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução FORMATO DAS DISSERTAÇÕES DO PPGEE As Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução (PPGEE) seguirão o seguinte formato: 1) Formatação

Leia mais

Manual de normalização de trabalhos acadêmicos

Manual de normalização de trabalhos acadêmicos 1 Manual de normalização de trabalhos acadêmicos (Formato Artigo) Alexandre Medeiros Correia de Sousa Rio de Janeiro 2016 2 Ministério da Saúde Ministro Alexandre Padilha Fundação Oswaldo Cruz Presidente

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Câmpus de Botucatu PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES B O T U C A T U 2008

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO - capa A capa é a proteção externa do trabalho, padronizada. CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV Nome do curso TODO O TRABALHO: Os textos devem ser apresentados em papel branco (sem marca

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Mogi das Cruzes, SP 2017 ELABORAÇÃO: DECLÉIA MARIA FAGANELLO (COORDENAÇÃO) MAÍSA MARTINS DE CARVALHO FABIANE TAVARES DA SILVA FICHA CATALOGRÁFICA

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Tecnologia Departamento de Tecnologia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos IT 226 Estágio Supervisionado NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca da importância da logística operacional em saúde, abordando a gestão

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO. PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO. PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES Araputanga, MT 2017 2 SUMÁRIO 1 ARTIGO CIENTÍFICO...3 2 FORMATAÇÃO DO

Leia mais

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de teses e dissertações, visando apresentação

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO EXPERIMENTAL: subtítulo (corpo 18 centralizado)

TÍTULO DO PROJETO EXPERIMENTAL: subtítulo (corpo 18 centralizado) FACULDADE INTEGRADA DE PERNAMBUCO - FACIPE BACHARELADO EM... (corpo 14, centralizado) Nome do Aluno 1 Nome do Aluno 2 (todos do grupo) (lista por ordem alfabética- corpo 14- centralizado) TÍTULO DO PROJETO

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito 1 Manual TCC Curso de Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção Administrativo Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 1 Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular Supervisionado AGR 5801 - Planejamento de Estágio

Leia mais

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Ji-Paraná, RO. 2017 APRESENTAÇÃO O curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Luterano de Jiparaná

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA

ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA FONTE TIMES 14, NEGRITO CAIXA ALTA sem espaço espaço 1,5 MBA GESTÃO POLÍTICA E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO espaço 1,5 CEPE 2017 5 espaços 1,5

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais