UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL Treinamento Sobre Uso da NBR da ABNT : apresentação de trabalhos acadêmicos Maria Amazilia Penna de Moraes Ferlini Bibliotecária-Documentalista Departamento de Serviços aos Usuários (DSU) Porto Alegre, 2015.

2 ABNT ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS É o Foro Nacional de Normalização responsável pela elaboração das normas técnicas brasileiras. A NBR Trabalhos Acadêmicos Apresentação está inserida no âmbito das normas de Informação e Documentação.

3 TRABALHOS ACADÊMICOS - Teses - Dissertações - Trabalhos de conclusão de cursos de graduação e especialização (TCC) - Monografias

4 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA APLICAÇÃO DA NBR NBR 6023 Referências Elaboração NBR 6024 Numeração Progressiva das Seções de um Documento Apresentação NBR 6027 Sumário Apresentação NBR 6028 Resumo Procedimento NBR 6034 Índice Apresentação NBR Citações em Documentos Apresentação NBR Lombada Apresentação Código de Catalogação Anglo-Americano (CCAA2) Normas de Apresentação Tabular do IBGE

5 PARTE 1 ESTRUTURA PARTE 2 APRESENTAÇÃO

6 PARTE 1 ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - Parte externa - Parte interna

7 PARTE EXTERNA - Capa (obrigatório) - Lombada (opcional)* *Apresentada como a NBR

8 PARTE INTERNA - Elementos pré-textuais - Elementos textuais - Elementos pós-textuais

9 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS ELEMENTOS OBRIGATÓRIO OPCIONAL FOLHA DE ROSTO X ERRATA X FOLHA DE APROVAÇÃO X DEDICATÓRIA AGRADECIMENTOS EPÍGRAFE X X X RESUMO NA LÍNGUA VERNÁCULA RESUMO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA X X LISTA DE ILUSTRAÇÕES LISTA DE TABELAS LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS LISTA DE SÍMBOLOS X X X X SUMÁRIO X

10 ELEMENTOS TEXTUAIS* Introdução Desenvolvimento Conclusão *A nomenclatura destes elementos fica a critério do autor.

11 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS ELEMENTOS OBRIGATÓRIO OPCIONAL REFERÊNCIAS X GLOSSÁRIO APÊNDICE(S) ANEXO(S) ÍNDICE(S) X X X X

12 CAPA - Elemento obrigatório. Deve conter as informações, abaixo, na seguinte ordem: a) Nome da Instituição (opcional) b) Nome do autor c) Título: subtítulo (se houver) d) Número de volume (se houver mais de um) e) Local (cidade)* f) Ano da entrega. *Cidades homônimas: acrescentar a sigla da unidade da federação.

13 MODELO DE CAPA NOME DA UNIVERSIDADE UNIDADE CURSO Nome do autor Título: subtítulo Cidade Ano

14 FOLHA DE ROSTO - Elemento obrigatório. ANVERSO: Deve conter as informações, abaixo, na seguinte ordem: VERSO: a) Nome do autor b) Título: subtítulo (se houver) c) Número de volume (se houver mais de um) d) Natureza do trabalho (tese, dissertação, TCC e outros); objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição; e, área de concentração e) Nome do orientador e do coorientador (se houver) f) Local (cidade)* g) Ano da entrega. Deve conter os dados internacionais de catalogação-na-publicação (ficha catalográfica). *Cidades homônimas: acrescentar a sigla da unidade da federação.

15 MODELO DE FOLHA DE ROSTO Nome do autor Título: subtítulo Natureza do trabalho Área de concentração Orientador: Coorientador: Cidade Ano

16 ERRATA - Elemento opcional. Deve conter as informações, abaixo, na seguinte ordem: a) Referência do trabalho (segundo a NBR 6023) b) Texto da errata

17 MODELO DE ERRATA ERRATA SOBRENOME, Nome. Título. Orientador: Nome e sobrenome. Ano. Dissertação (Mestrado em...) Programa..., Faculdade..., Universidade..., ano, cidade, BR-UF. Folha Linha Onde se lê Leia-se Co-orientador Coorientador

18 FOLHA DE APROVAÇÃO - Elemento obrigatório. Deve conter as informações, abaixo, na seguinte ordem: a) Nome do autor b) Título e subtítulo (se houver) c) Natureza do trabalho (tese, dissertação, TCC e outros); objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição; e, área de concentração d) Data de aprovação* e) Nome, titulação e assinatura** dos componentes da Banca Examinadora e instituições a que pertencem. * ** A data e a assinatura são colocadas após a aprovação do trabalho.

19 MODELO DE FOLHA DE APROVAÇÃO Nome do autor Título: subtítulo Natureza do trabalho Área de concentração Data de aprovação: Banca Examinadora: Orientador: Prof. Dr. Fulano de Tal Instituição Prof. Dr. Sicrano... Instituição Prof. Dr. Beltrano... Instituição

20 DEDICATÓRIA AGRADECIMENTOS EPÍGRAFE* - Elementos opcionais. *Elaborada de acordo com a NBR Pode-se inserir, também, epígrafes nas folhas que iniciam as seções primárias.

21 MODELO DE DEDICATÓRIA Dedico este trabalho à minha esposa, filhos e aos meus pais.

22 MODELO DE AGRADECIMENTOS AGRADECIMENTOS Agradeço á Deus pela proteção. Agradeço ao meu orientador, Fulano de Tal, pela dedicação e apoio integral...

23 MODELO DE EPÍGRAFE Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. (AUTOR, ano, p....)

24 RESUMO* ABSTRACT, RÉSUMÉ ou RESUMEN** - Elementos obrigatórios. - Extensão: 150 a 500 palavras. * ** Elaborados segundo a NBR 6028.

25 MODELO DE RESUMO RESUMO Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx PALAVRAS-CHAVE: Xxxxxx xxxxxxxxxx. Xxxxx. Xxxxxxxxxxxxxxx. Xxxxxxx xxxxxx.

26 MODELO DE ABSTRACT ABSTRACT Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx KEYWORDS: Xxxxxx. Xxxxxxx. Xxxxxxxxxxx. Xxxx xxxxxxxxxxx.

27 LISTA DE ILUSTRAÇÕES - Elemento opcional. - Elaborada na ordem em que as ilustrações aparecem no trabalho acadêmico. - Título: nome específico, número de ordem, travessão, título e o número da folha em que aparece no texto. - A norma recomenda a elaboração de uma lista para cada tipo de ilustração. - Tipos: desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, etc.

28 MODELO DE LISTA DE ILUSTRAÇÕES LISTA DE QUADROS Quadro 1 Modelo de Sumário em Teses e Dissertações Quadro 2 Modelo de Quadro 3 Modelo de Quadro 4 Modelo de Quadro 5 Modelo de

29 LISTA DE TABELAS - Elemento opcional. - Elaborada na ordem em que as tabelas aparecem no trabalho acadêmico. - Título: nome específico, número de ordem, travessão, título e o número da folha em que aparece no texto. - Elaborada de acordo com as Normas de Apresentação Tabular do IBGE.

30 MODELO DE LISTA DE TABELAS LISTA DE TABELAS Tabela 1 Perfil Socioeconômico das Universidades de 2000 a Tabela 2 Título Tabela 3 Título Tabela 4 Título Tabela 5 Título... 60

31 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS - Elementos opcionais. - Relação em ordem alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas pelas palavras ou expressões correspondentes escritas por extenso. - A norma recomenda a elaboração de uma lista própria para cada tipo. - A sigla, ao ser mencionada pela primeira vez no texto, deve aparecer entre parênteses e precedida do nome completo por extenso.

32 LISTA DE SIGLAS MODELO DE LISTA DE SIGLAS ABNT IBGE MEC UFRGS Associação Brasileira de Normas Técnicas Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Ministério de Educação Universidade Federal do Rio Grande do Sul

33 LISTA DE SÍMBOLOS - Elemento opcional. - Elaborada na ordem em que os símbolos aparecem no texto. - Seguidos pelas palavras ou expressões correspondentes escritas por extenso. Ex. : d ab O(n) Distância euclidiana Ordem de um algaritmo

34 SUMÁRIO - Elemento obrigatório. - Elaborado de acordo com a NBR 6027.

35 SUMÁRIO MODELO DE SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO METODOLOGIA DA PESQUISA OBJETIVOS DA PESQUISA OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS DESENVOLVIMENTO ONTEM Século XIX Século XX HOJE: SÉCULO XXI ASPECTOS COMPARATIVOS SOCIAIS ECONÔMICOS CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS ANEXOS

36 REFERÊNCIAS - Elemento obrigatório. - Elaboradas de acordo com a NBR 6023.

37 GLOSSÁRIO - Elemento opcional. - Lista em ordem alfabética dos termos ou expressões seguidos de sua significação. Ex.: Abreviatura Agradecimentos Representação de uma palavra por meio alguma(s) de sua(s) sílaba(s) ou letra(s). Texto em que o autor faz seus agradecimentos às pessoas que contribuíram de alguma maneira à elaboração do trabalho.

38 APÊNDICE(S) - Elemento opcional. - Texto(s) ou documento(s) elaborado(s) pelo autor, que complementa sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do seu trabalho. - Deve ser precedido da palavra APÊNDICE (letras maiúsculas) seguida da letra designativa, de um travessão e do respectivo título. - Caso existam mais Apêndices quantas forem as letras do alfabeto, utilizam-se letras maiúsculas dobradas (AA, BB). Ex.: APÊNDICE A Modelo de Ficha Catalográfica

39 ANEXO(S) - Elemento opcional. - Texto(s) ou documento(s) não elaborado(s) pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e/ou ilustração ao seu trabalho. - Deve ser precedido da palavra ANEXO (letras maiúsculas) seguida da letra designativa, de um travessão e do respectivo título. - Caso existam mais Anexos quantas forem as letras do alfabeto, - utilizam-se letras maiúsculas dobradas (AA, BB). Ex.: ANEXO A Normas da ABNT

40 PARTE 2 APRESENTAÇÃO DO TRABALHO ACADÊMICO

41 PAPEL Branco ou reciclado. Formato A4 (21cm x 29,7 cm). FONTE Cor preta (outras cores apenas na ilustrações). Fonte 12 (todo trabalho, inclusive capa). Fonte menor e uniforme (citações longas, notas de rodapé, paginação, ficha catalográfica, legendas e fontes das ilustrações e tabelas).

42 FOLHA Elementos pré-textuais no anverso da folha. Exceto a ficha catalográfica (verso da folha de rosto). Elementos textuais e pós-textuais podem ser digitados no anverso e no verso da folha. As seções primárias iniciam no anverso da folha.

43 MARGENS Anverso margem esquerda e superior: 3 cm; margem direita e inferior : 2 cm. Verso margem direta e superior: 3 cm; margem esquerda e inferior: 2 cm.

44 ESPAÇAMENTO Entrelinhas: espaço 1,5. Exceto nas citações longas, notas de rodapé, referências, legendas: espaço simples. Na folha de rosto e na folha de aprovação, os dados da natureza do trabalho devem ser alinhados do meio da mancha gráfica para a margem direita e com espaço simples entrelinhas. Os títulos das seções e subseções devem ser separados dos respectivos textos por um espaço 1,5.

45 NOTAS DE RODAPÉ Ficam dentro das margens e separadas do texto por um espaço simples entrelinhas e por um filete de 5 cm a partir da margem esquerda. A partir da segunda linha de cada nota, devem ser alinhadas abaixo da primeira letra da primeira palavra da linha anterior, de forma a destacar o número da nota.

46 TÍTULOS DAS SEÇÕES Com indicativo numérico, em algarismo arábico, que precede o título da seção, alinhado a esquerda e separado por um espaço de caractere. Utilizar a numeração progressiva (NBR 6024) para evidenciar a sistematização do conteúdo do trabalho. A numeração e os destaques em negrito, itálico, etc., devem ser idênticos no sumário e no texto. Sem indicativo numérico, como dos elementos pré-textuais e póstextuais, devem ser centralizados. A folha de aprovação, dedicatória e epígrafe, são sem título e sem indicativo numérico.

47 MODELO DA NUMERAÇÃO PROGRESSIVA 1 INTRODUÇÃO 2 METODOLOGIA DA PESQUISA 3 OBJETIVOS DA PESQUISA 3.1 OBJETIVO GERAL 3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 4 DESENVOLVIMENTO 4.1 ONTEM Século XIX Século XX 4.2 HOJE Século XXI 5 ASPECTOS COMPARATIVOS 5.1 SOCIAIS Camadas Sociais Região litorânea Região serrana 5.2 ECONÔMICOS Pobreza Fome 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS

48 TÍTULOS DAS ILUSTRAÇÕES Qualquer tipo de ilustração deve ter sua identificação colocada na parte superior, precedida da palavra designativa (desenho, esquema, figura, fluxograma, fotografia, gráfico, imagem, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, tabelas, entre outras), seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, travessão e do respectivo título. Abaixo da ilustração, indicar a fonte consultada (obrigatório, mesmo que seja de produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias a sua compreensão (se houver).

49 MODELO DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Fotografia do acervo da Biblioteca Central da UFRGS Fonte: UFRGS, 2015.

50 MODELO DE TABELA Tabela 1 Número mensal de usuários na biblioteca nos anos de 2014 e MESES TOTAL Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro TOTAL Fonte: Elaborada pela própria autora.

51 MODELO DE QUADRO Quadro 1 Principais temas abordados no questionário Fonte: GOOGLE, 2015.

52 PAGINAÇÃO Trabalhos digitados apenas no anverso, devem ter todas as folhas contadas, sequencialmente, a partir da folha de rosto. As folhas devem ser numeradas a partir da primeira folha do texto do trabalho, em algarismos arábicos, no canto superior direito, a 2 cm da borda superior e a 2 cm da borda direita da folha. Trabalhos digitados no anverso e no verso, as páginas devem ser numeradas nos dois lados da folha, a partir da primeira página do texto, sendo no anverso no alto à direita e no verso no alto à esquerda. (continua...)

53 (...continuação) PAGINAÇÃO Trabalhos com mais de um volume, devem ter suas folhas ou páginas numeradas sequencialmente, do primeiro ao último volume. O(s) apêndice(s) e anexo(s) deve(m) ter suas folhas ou páginas numeradas de forma contínua em sequência ao texto principal.

54 EQUAÇÕES E FÓRMULAS Destacadas no texto e, se necessário, numeradas com algarismos arábicos entre parênteses, alinhados à direita. O espaço entrelinhas pode ser maior que no texto, de maneira que comporte seus elementos (expoentes, índices, entre outros). Ex.: x 2 + y 2 = z 2 (1) (x 2 + y 2 )/5=n (2)

55 FIM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO

Leia mais

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. PAPEL MARGENS FONTE TEXTO TÍTULO DAS SEÇÕES TÍTULO DAS

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES Porto Alegre 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 4 3 ESTRUTURA... 5 3.1 Elementos Pré-Textuais... 6 3.2 Elementos Textuais... 13 3.3 Elementos

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 15287:2011 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Jaguariúna SUMÁRIO 1. Introdução 1 2. Objetivo 2 3.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA Trabalhos Acadêmicos Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 Rio Claro- SP 2010 A estrutura de uma tese, dissertação ou trabalho acadêmico compreende:

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO A SER APRESENTADO COMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PONTA GROSSA 2016 LUCIO MAURO BRAGA

Leia mais

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA NORMAS TÉCNICAS DO TRABALHO ACADÊMICO INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com O QUE É NORMALIZAÇÃO Atividade que estabelece, em relação a problemas

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Faculdade de Odontologia Biblioteca Malvina Vianna Rosa MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Este documento

Leia mais

NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 OBJETIVO Esta Norma estabelece os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros), visando sua apresentação

Leia mais

Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002 Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Normalização Documentária Referências. Citações em documentos. Trabalhos Acadêmicos. Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm).

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm). 1 PROJETO GRÁFICO O projeto gráfico segue os padrões da NBR 14724 da ABNT - Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação. Consiste na apresentação gráfica do trabalho acadêmico e é de responsabilidade

Leia mais

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de teses e dissertações, visando apresentação

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO Faculdade de Tecnologia Dep. Júlio Julinho Marcondes de Moura BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO GARÇA 2015 Sumário 1 ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Rua Vinte, 1600. Bairro Tupã. CEP 38304-402, Ituiutaba / MG Em acordo com a ABNT NBR 14724:2011

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Universidade Estadual Paulista Campus de Rio Claro Biblioteca Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Segundo ABNT/NBR 14724:2011 2012 Estrutura dos trabalhos acadêmicos Pré-textuais Textuais Pós-textuais Capa

Leia mais

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO MARINGÁ 2016 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO Elaborado por: Carmen Torresan * MARINGÁ 2016 Bibliotecária / CRB9

Leia mais

NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses,

Leia mais

Normas ABNT. 0 NBR ( ) Trabalhos acadêmicos Apresentação. 0 NBR (ago.2002) Citações em documentos

Normas ABNT. 0 NBR ( ) Trabalhos acadêmicos Apresentação. 0 NBR (ago.2002) Citações em documentos Normas ABNT 0 NBR 14724 (17.04.2011) Trabalhos acadêmicos Apresentação 0 NBR 10520 (ago.2002) Citações em documentos 0 NBR 6023(ago.2002) Referências - Elaboração Normas da USP 0 Diretrizes para apresentação

Leia mais

Informação e documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação

Informação e documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação Informação e documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 14724:2011 Informação e documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação Jaguariúna SUMÁRIO 1. Introdução 1 2.

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT

CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT Aglaé de Lima Fierli Biblioteca Profª. Marcia Cristina dos Reis Núcleo de Apoio à Pesquisa e à Produção Acadêmica 2. ed. CONTEÚDO DESTE MATERIAL CONFIGURAÇÃO BÁSICA

Leia mais

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano).

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano). ESTRUTURA DO PROJETO DE TCC O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica) folha de aprovação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO (nome da instituição, texto centralizado, letras maiúsculas)

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO (nome da instituição, texto centralizado, letras maiúsculas) - Fonte Arial ou Times New Roman -Tamanho da fonte n 12 e o espaçamento de 1,5, salvo algumas exceções (ler o manual e ver o template); - Margens folhas da frente (anverso): superior e esquerda 3cm; inferior

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

ABNT NBR. NORMA BRASILEIRA Terceira Edição Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

ABNT NBR. NORMA BRASILEIRA Terceira Edição Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação ABNT NBR NORMA BRASILEIRA 14724 Terceira Edição 17.03.2011 Válida a partir de 17.04.2011 Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Information and documentation Academic work Presentation

Leia mais

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc.

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc. 1 O Artigo Científico e sua estrutura Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

Leia mais

Biblioteca Central Dr. Christiano Altenfelder Silva

Biblioteca Central Dr. Christiano Altenfelder Silva FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA MANTENEDORA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM Biblioteca Dr. Christiano Altenfelder Silva MANUAL PRÁTICO DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE FORTALEZA 2011 1 FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO 2 ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE Apresentação 4 Introdução

Leia mais

informação e documentação, trabalhos acadêmicos e

informação e documentação, trabalhos acadêmicos e NORMA BRASILEIRA- ABNT NBR 14724:2011 Estabelece normas para apresentação informação e documentação, trabalhos acadêmicos e Caros alunos do TFG I E II/ 2012, Com o intuito de facilitar-lhes a consulta

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC A estrutura de trabalhos acadêmicos (TCC) compreende: parte externa e parte interna. Com a finalidade de orientar os acadêmicos, a disposição de elementos é dada no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO) UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL NOME DO ALUNO CAPA (ELEMENTO OBRIGATÓRIO) TÍTULO: SUBTÍTULO RECIFE 2012 NOME DO ALUNO FOLHA DE

Leia mais

ANEXO A - Sugestão para elaboração de Monografia.

ANEXO A - Sugestão para elaboração de Monografia. CABEÇALHO: Fonte: fonte 12, letras maiúsculas, negrito, espaço 1,5. ANEXO A - Sugestão para elaboração de Monografia. MODELO DA CAPA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAS

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE Canoas, 2015 APRESENTAÇÃO A dissertação ou tese representa o trabalho final para a conclusão do curso de mestrado ou do doutorado. Ela encerra o planejamento,

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito 1 Manual TCC Curso de Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção Administrativo Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO Normas de elaboração de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará.

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 1 Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 Ivoti 2008 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 02 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS...02 1.1.1 Capa...02 1.1.2 Lombada...03 1.1.3 Folha de rosto...03 1.1.4

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS Regras gerais de apresentação: Formato: papel branco, no formato

Leia mais

Normas para apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso, na forma de Monografia

Normas para apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso, na forma de Monografia Normas para apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso, na forma de Monografia Os trabalhos de conclusão dos cursos de especialização do Núcleo de Meio Ambiente (NUMA), da Universidade Federal do Pará

Leia mais

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE FÍSICA DE JI-PARANÁ DEFIJI Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Física CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL 1. INTRODUÇÃO Este documento apresenta os requisitos obrigatórios para a apresentação

Leia mais

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Weber Vasconcellos Gomes

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Weber Vasconcellos Gomes 1 (Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Weber Vasconcellos Gomes 4ª edição Revisto e atualizado de acordo com a NBR 14724/2011 Brasília 2011 2 APRESENTAÇÃO

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA PRESIDENTE Eva Dias de Freitas DIRETORA ACADÊMICA

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

ABNT NBR NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Relatório técnico e/ou científico Apresentação

ABNT NBR NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Relatório técnico e/ou científico Apresentação NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 10719 Quarta edição 25.05.2015 Válida a partir de 25.06.2015 Informação e documentação Relatório técnico e/ou científico Apresentação Information and documentation Scientific

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação TCC

Departamento de Tecnologia da Informação TCC Departamento de Tecnologia da Informação TCC Roteiro com Orientações para Elaboração e Entrega do Trabalho de Conclusão de Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA E QUÍMICA INDUSTRIAL

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA E QUÍMICA INDUSTRIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA COMISSÃO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE ENGENHARIA QUÍMICA E QUÍMICA INDUSTRIAL MANUAL PARA A ELABORAÇÃO

Leia mais

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in A pesquisa científica faz parte da vida acadêmica do aluno exigindo que o pesquisador, através de seu trabalho, proponha formas de superar o conhecimento existente até o momento sobre determinado assunto.

Leia mais

TFG I E II FORMATAÇÃO

TFG I E II FORMATAÇÃO TFG I E II FORMATAÇÃO Segundo Pedro Augusto Furasté NOVA ABNT TAMANHO DAS FOLHAS Folhas formato A4, ou seja, com 297mm x 210 mm (29,7 cm x 21 cm) formato A4, ou seja, com 297mm x 210 mm (29,7 cm x 21 cm)

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos

Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos João Pessoa 2014 Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento

Leia mais

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL NOME COMPLETO DA CONCEDENTE (EMPRESA): NOME COMPLETO DO SUPERVISOR DA CONCEDENTE (EMPRESA): CARGO: TELEFONE: _ E-MAIL: _ ENDEREÇO: _ NOME COMPLETO DO ESTAGIÁRIO(A): _ TELEFONES (COMERCIAL/CELULAR/RESIDENCIAL):

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO EXPERIMENTAL: subtítulo (corpo 18 centralizado)

TÍTULO DO PROJETO EXPERIMENTAL: subtítulo (corpo 18 centralizado) FACULDADE INTEGRADA DE PERNAMBUCO - FACIPE BACHARELADO EM... (corpo 14, centralizado) Nome do Aluno 1 Nome do Aluno 2 (todos do grupo) (lista por ordem alfabética- corpo 14- centralizado) TÍTULO DO PROJETO

Leia mais

Elaboração de Monografia. Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais

Elaboração de Monografia. Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais Os trabalhos de conclusão de curso de graduação e pós-graduação (especialização) conhecidos como (TCC) constituem uma etapa fundamental para a formação do estudante. O aluno apresenta um trabalho abordando

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO ÁREA DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO ÁREA DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO ÁREA DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS Curso de Mestrado Profissionalizante em Ensino de Física e de Matemática NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS E DISSERTAÇÕES

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO CURSOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, TURISMO E DE PÓS-GRADUAÇÃO Maria Paulina Gomes DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO Faculdades Integradas Hélio Alonso Cursos de Comunicação Social, Turismo e de Pós-Graduação

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES GERAIS RECOMENDAÇÕES PARA DIGITAÇÃO DE TEXTO Espaçamento de 1,5 (exceto notas de rodapé, referências, legendas das Figuras e Tabelas, natureza (tipo do trabalho,

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - IV

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - IV UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - IV Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS Trabalho

Leia mais

Primeira Escrita DIRETRIZES PARA AUTOR(ES)

Primeira Escrita DIRETRIZES PARA AUTOR(ES) 170 DIRETRIZES PARA AUTOR(ES) Serão aceitos artigo, resenhas, poemas e contos que apresentem contribuição inédita, acrescentem saberes à área, não violem os direitos autorais e humanos e estejam em conformidade

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Este roteiro contém os requisitos obrigatórios, estabelecidos pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

COORDENADORIA DE EXTENSÃO SUPERVISÃO DE ESTÁGIO LICENCIATURA EM QUÍMICA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

COORDENADORIA DE EXTENSÃO SUPERVISÃO DE ESTÁGIO LICENCIATURA EM QUÍMICA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO COORDENADORIA DE EXTENSÃO SUPERVISÃO DE ESTÁGIO LICENCIATURA EM QUÍMICA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Sertãozinho Setembro/ 2010 1 SUMÁRIO POR QUE ESCREVER UM RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO?...2 O QUE ESCREVER

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL. FORMATAÇÃO GERAL Papel A; Fonte Arial; Espaçamento entre linha de,5 cm; Margens: a) margem esquerda:,0 cm b) margem direita:,5

Leia mais

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos

(Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos (Publicações da Biblioteca; 2) ORGANIZAÇÃO Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Revisto e atualizado de acordo com a NBR 14724/2011 Brasília 2011 1 APRESENTAÇÃO De acordo

Leia mais

Trabalhos Acadêmicos

Trabalhos Acadêmicos Trabalhos Acadêmicos Daniel Desidério Braquehais Thays Guerra Araújo PET Civil UFC Nessa apostila trataremos apenas alguns dos aspectos obrigatórios de um trabalho acadêmico, seguindo as normas da ABNT

Leia mais

Nome do Aluno Completo. Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver

Nome do Aluno Completo. Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver Governo do Estado do Pará Universidade do Estado do Pará Campus XX - Castanhal Centro de Ciências XXXXX Nome do Aluno Completo Título do trabalho Subtítulo do trabalho se houver Castanhal 2014 Nome do

Leia mais

Carlos Menezes Aguiar

Carlos Menezes Aguiar Carlos Menezes Aguiar MANUAL PARA NORMATIZAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO RECIFE PE 2016 Apresentação

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO: PROJETO DE PESQUISA E ARTIGO CIENTÍFICO DA PÓS-GRADUAÇÃO DA ESBAM APRESENTAÇÃO

Leia mais

NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do

Leia mais

Orientação para apresentação de Dissertações e. Teses aos Programas de Pós-Graduação da F C F R P U S P

Orientação para apresentação de Dissertações e. Teses aos Programas de Pós-Graduação da F C F R P U S P UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Via do Café, s/n - 14040-903 - Ribeirão Preto - SP - Brasil Telefone: +55 16 3602-4154 - Fax: +55 16 3602-4881 e-mail: spg@fcfrp.usp.br

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

Elementos para apresentação de trabalho acadêmico

Elementos para apresentação de trabalho acadêmico Elementos para apresentação de trabalho acadêmico 2014 Escola SENAI João Martins Coube CFP 7.01 Núcleo de Informação Tecnológica e Inovação - NITI Bibliotecária: Cláudia Rodrigues Ottaiano Fone (14) 3104-3813

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO

NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO DISSERTAÇÃO Anápolis-GO 2015 1. INTRODUÇÃO Segundo o regimento do programa, será considerado

Leia mais

DISSERTAÇÃO REGULARMENTAÇÃO DA DEFESA E NORMAS DE APRESENTAÇÃO 1. Recife 2011

DISSERTAÇÃO REGULARMENTAÇÃO DA DEFESA E NORMAS DE APRESENTAÇÃO 1. Recife 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM MESTRADO ACADÊMICO DISSERTAÇÃO REGULARMENTAÇÃO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO - capa A capa é a proteção externa do trabalho, padronizada. CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV Nome do curso TODO O TRABALHO: Os textos devem ser apresentados em papel branco (sem marca

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) 1 Modelo de capa FACULDADE ZACARIAS DE GÓES (Espaço duplo, fonte 14) CLAUDIA REGINA ARAUJO RIOS COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) Valença BA 2010 (espaço simples,

Leia mais

ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011

ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011 ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011 A estrutura de um projeto de pesquisa, conforme a ABNT (2005), consiste em elementos prétetuais, elementos tetuais e elementos pós-tetuais. 1 ELEMENTOS

Leia mais

MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO DOS TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIÃO DAS ESCOLAS DO GRUPO FAIMI DE EDUCAÇÃO FAIMI

MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO DOS TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIÃO DAS ESCOLAS DO GRUPO FAIMI DE EDUCAÇÃO FAIMI MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO DOS TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIÃO DAS ESCOLAS DO GRUPO FAIMI DE EDUCAÇÃO FAIMI Outubro de 2014 UNIÃO DAS ESCOLAS DO GRUPO FAIMI DE EDUCAÇÃO - FAIMI MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO DOS

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO Relata formalmente o progresso ou os resultados de uma investigação de pesquisa ou do desenvolvimento de um processo. Apresenta, sistematicamente, informação suficiente para

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - CCBS ESCOLA DE NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - CCBS ESCOLA DE NUTRIÇÃO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO E ENTREGA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO DA UNIRIO RIO DE JANEIRO 2015 Reitor Luiz Pedro San Gil Jutuca Vice-Reitor José da Costa Filho Pró-Reitora

Leia mais

Orientações para elaboração de relatório técnico-científico

Orientações para elaboração de relatório técnico-científico Orientações para elaboração de relatório técnico-científico SENAI, 2013. Trabalho elaborado pelo CFP 5.12 para a unidade curricular Projetos do Curso Técnico em Eletromecânica. Elaboração Renata de Fátima

Leia mais

Indexação. Qualis CAPES. ABNT com/sem adaptações

Indexação. Qualis CAPES. ABNT com/sem adaptações Bases de dados que selecionam e reúnem revistas por área do conhecimento Indexação fornecem informações dos artigos Critérios de seleção de revistas científicas para submissão de artigos http://goo.gl/bcwd1a

Leia mais

Elaboração de relatório técnico e/ou científico, segundo a ABNT

Elaboração de relatório técnico e/ou científico, segundo a ABNT FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Sistema de Bibliotecas - SiB Elaboração de relatório técnico e/ou científico, segundo a ABNT Clériston Ramos Bibliotecário

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão SENAI Plínio Gilberto Kröeff

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão SENAI Plínio Gilberto Kröeff SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão SENAI Plínio Gilberto Kröeff ROTEIRO PARA NORMATIZAÇÃO DOS TRABALHOS DE PROJETO IV MÓDULO TÉCNICO MECÂNICA DE PRECISÃO

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular Supervisionado AGR 5801 - Planejamento de Estágio

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA UNIFEV NOME(S) DO(S) AUTOR(ES) TÍTULO : SUBTÍTULO (se houver)

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA UNIFEV NOME(S) DO(S) AUTOR(ES) TÍTULO : SUBTÍTULO (se houver) CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA UNIFEV NOME(S) DO(S) AUTOR(ES) TÍTULO : SUBTÍTULO (se houver) VOTUPORANGA 2015 NOME(S) DO(S) AUTOR(ES) TÍTULO : SUBTÍTULO (se houver) Projeto de Pesquisa de Iniciação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH INSTRUÇÃO NORMATIVA 01/2013 PRORH/UFS Assunto: Normas de

Leia mais

Metodologia Científica ILUSTRAÇÕES DAS NORMAS DA ABNT ADAPTAÇÃO DA NORMA NBR 14724: REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

Metodologia Científica ILUSTRAÇÕES DAS NORMAS DA ABNT ADAPTAÇÃO DA NORMA NBR 14724: REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO ILUSTRAÇÕES DAS NORMAS DA ABNT ADAPTAÇÃO DA NORMA NBR 14724: REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Organização: Paulo Roberto de C. Mendonça Revisão: Vania Hirle 29,7 cm Metodologia Científica 5.1 Formato Quanto

Leia mais