ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013"

Transcrição

1 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 Por alteração da Orientação de Gestão da Orientação de Gestão n. º 1/2012 ( ), n.º 1/2010 ( ) e da Orientação de Gestão n.º 7/2008 ( ) REGRAS ASSOCIADAS À CONTRATAÇÃO PÚBLICA A APLICAR PELA AUTORIDADE DE GESTÃO, PELOS ORGANISMOS INTERMÉDIOS - CIM E PELOS BENEFICIÁRIOS 1. Objetivo A presente orientação visa detalhar as novas regras associadas à contratação pública, a aplicar pela autoridade de gestão, pelos organismos intermédios Comunidades Intermunicipais e pelos beneficiários, no âmbito das operações financiadas pelo Mais Centro, no âmbito do Código de Contratos Públicos (CCP), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008 de 29 de janeiro. 2. Enquadramento legal A matéria da contratação pública encontra-se regulada em diversos normativos desde os de origem comunitária, passando pelos diplomas legais nacionais. Legislação comunitária mais relevante: Diretiva 89/665/CEE, de , no JOUE de , L 395 Coordena as disposições legislativas regulamentares e administrativas relativas à aplicação dos processos de recurso em matéria de adjudicação dos contratos de direito público de obras e de fornecimentos; Regulamento (CE) n.º 2195/2002, de , no JOUE de , L 340 Relativo ao Vocabulário Comum para os Contratos Públicos (CPV); Regulamento n.º 2151/2003, da Comissão de , no JOUE de , L 329 Alterou o Regulamento altera o Regulamento (CE) n.º 2195/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho relativo ao Vocabulário Comum para os Contratos Públicos (CPV); 1/10

2 Diretiva 2004/17/CE, de , no JOUE de , L 134, do Parlamento Europeu e do Conselho Relativa à coordenação dos processos de adjudicação de contratos nos setores da água, da energia, dos transportes e dos serviços postais; Diretiva 2004/18/CE, de , no JOUE de , L 134, do Parlamento Europeu e do Conselho Relativa à coordenação dos processos de adjudicação dos contratos de empreitada de obras públicas, dos contratos públicos de fornecimento e dos contratos públicos de serviços; Regulamento (CE) n.º 1874/2004, da Comissão de , no JOUE de , L-326 Altera as Diretivas 2004/17/CE e 2004/18/CE do Parlamento Europeu e do Conselho relativamente aos limiares de valor aplicáveis nos processos de adjudicação dos contratos públicos; Regulamento (CE) n.º 1564/2005, da Comissão de , no JOUE de , L257 Estabelece os formulários tipo para publicação de anúncios no âmbito dos processos de adjudicação de contratos públicos em conformidade com as Diretivas 2004/17/CE e 2004/18/CE do Parlamento Europeu e do Conselho; Regulamento (CE) n.º 2083/2005, de , no JOUE de , L 333 Altera as Diretivas 2004/17/CE e 2004/18/CE relativamente aos limiares de valor aplicáveis nos processos de adjudicação dos contratos públicos; Diretiva 2005/51/CE, da Comissão, de , no JOUE , L257 Altera o anexo XX da Diretiva 2004/17/CE e o anexo VIII da Diretiva 2004/18/CE do Parlamento Europeu e do Conselho sobre os contratos públicos; Diretiva 2005/75/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho de , no JOUE de , L327 Retifica a Diretiva 2004/18/CE relativa à coordenação dos processos de adjudicação dos contratos de empreitada de obras públicas, dos contratos públicos de fornecimento e dos contratos públicos de serviços; Comunicação interpretativa da Comissão n.º 2006/C 179/02 no JOUE de , C179 Sobre o direito comunitário aplicável à adjudicação de contratos não abrangidos, ou apenas parcialmente, pelas diretivas comunitárias relativas aos contratos públicos; 2/10

3 Regulamento da Comissão CE n 1422/2007 de , no JOUE de , L 317 Altera o artigo 16 e o artigo 61 da Diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho CE n.º 2004/17/CE, de 30-04, bem como o artigo 7º, o artigo 8º, o artigo 56º, o artigo 63º e o artigo 67º da Diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho CE n.º 2004/18/CE, de 30-04; Diretiva 2007/66/CE do Parlamento e do Conselho, de altera as Diretivas 89/665/CEE e 92/13/CEE do Conselho no que se refere à melhoria da eficácia do recurso em matéria de adjudicação de contratos públicos; Regulamento (CE) n.º 213/2008, da Comissão, de 28 de novembro de 2007 Altera o Regulamento (CE) n.º 2195/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho, relativo ao Vocabulário Comum para os Contratos Públicos (CPV), e as Diretivas do Parlamento Europeu e do Conselho 2004/17/CE e 2004/18/CE, relativas aos processos de adjudicação de contratos, no que respeita à revisão do CPV (Texto relevante para efeitos do EEE); Diretiva 2009/81/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de altera a Diretiva 2004/17/CE e a Diretiva 2004/18/CE nos domínios da defesa e da segurança; Regulamento (CE) nº 1177/2009, da Comissão, de altera a Diretiva 2004/17/CE e a Diretiva 2004/18/CE nos domínios da defesa e da segurança; Regulamento (CE) n.º 1251/2011, da Comissão, de 30 de novembro de 2011 altera limiares comunitários. Legislação nacional mais relevante: Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de janeiro Aprova o Código dos Contratos Públicos, que estabelece a disciplina aplicável à contratação pública e o regime substantivo dos contratos públicos que revistam a natureza de contrato administrativo; Declaração de Retificação n.º 18-A/2008, de 28 de março Retifica o Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro, que aprova o Código dos Contratos Públicos; 3/10

4 Decreto-Lei n.º 143-A/2008, de 25 de julho Estabelece os termos a que deve obedecer a apresentação e receção de propostas, candidaturas e soluções no âmbito do Código dos Contratos Públicos; Portaria n.º 701-A/2008, de 29 de julho Estabelece os modelos de anúncio de procedimentos pré-contratuais previstos no Código dos Contratos Públicos a publicitar no Diário da República; Portaria n.º 701-B/2008, de 29 de julho Nomeia a comissão de acompanhamento do Código dos Contratos Públicos e fixa a sua composição; Portaria n.º 701-C/2008, de 29 de julho Publica a atualização dos limiares comunitários; Portaria n.º 701-P/2008, de 29 de julho Aprova o modelo de dados estatísticos; Portaria n.º 701-E/2008, de 29 de julho Aprova os modelos do bloco técnico de dados, do relatório de formação do contrato, do relatório anual, do relatório de execução do contrato, do relatório de contratação e do relatório final de obra; Portaria n.º 701-F/2008, de 29 de julho Regula a constituição, funcionamento e gestão do portal único da Internet dedicado aos contratos públicos (Portal dos Contratos Públicos); Portaria n.º 701-G/2008, de 29 de julho Define os requisitos e condições a que deve obedecer a utilização de plataformas eletrónicas pelas entidades adjudicantes, na fase de formação dos contratos públicos, e estabelece as regras de funcionamento daquelas plataformas; Portaria n.º 701-H/2008, de 29 de julho Aprova o conteúdo obrigatório do programa e do projeto de execução, bem como os procedimentos e normas a adotar na elaboração e faseamento de projetos de obras públicas, designados «Instruções para a elaboração de projetos de obras», e a classificação de obras por categorias; Portaria n.º 701-1/2008, de 29 de julho Constitui e define as regras de funcionamento do sistema de informação designado por Observatório das Obras Públicas; 4/10

5 Portaria n.º 701-3/2008, de 29 de julho Define o regime de acompanhamento e fiscalização da execução dos projetos de investigação e desenvolvimento e cria a respetiva comissão; Despacho Normativo n.º 35-A/2008, de 29 de julho Aprova o Regulamento de Publicação de Atos no Diário da República. Revoga o Despacho Normativo n. 38/2006, de 30 de junho; Declaração de Retificação nº 18-A/2008, de 28 de março - retifica o Decreto-Lei nº 18/2008, de 29 de julho; Lei nº 59/2008, de 11 de setembro aprova o Regime do Contrato de Trabalho em Funções Públicas e altera o artigo 4º do Código dos Contratos Públicos; Decreto-Lei nº 34/2009, de 06 de Fevereiro regime excecional; Portaria nº 959/2009, de 21 de Agosto modelos de cadernos de encargos; Decreto-Lei nº 223/2009, de 11 de setembro - altera o artigo 9º do Decreto-Lei nº 18/2008; Decreto-Lei nº 278/2009, de 02 de outubro - altera o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei nº 18/2008; Lei nº 3/2010, de 27 de Abril estabelece a obrigatoriedade de pagamento de juros de mora pelo Estado pelo atraso no cumprimento de qualquer obrigação pecuniária e altera os artigos 299º e 326º e adita o artigo 299-A do Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei nº 18/2008; Decreto-Lei nº 131/2010, de 14 de dezembro - altera o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei nº 18/2008; Resolução da AR nº 17/2010, de 01 de março relativo ao portal; Decreto-Lei nº 72-A/2010, de 18 de junho artigo 52º, concurso público urgente na celebração de contratos de empreitadas e disposições específicas na aquisição de bens e serviços; 5/10

6 Lei nº 55-A/2010, de 31 de dezembro - aprova a lei do orçamento de Estado de 2011 e estabelece no artigo 22º normas relativas aos contratos de aquisição de serviços; Decreto-Lei nº 29-A/2011, de 01 de março artigo 35º, concurso público urgente na celebração de contratos de empreitadas e disposições específicas na aquisição de bens e serviços; Lei nº 64-B/2011, de 30 de dezembro aprova a lei do orçamento de Estado de 2012, altera o artigo 127º do Código dos Contratos Públicos e estabelece no artigo 26º normas relativas aos contratos de aquisição de serviços; Decreto-Lei nº 32/2012, de 13 de fevereiro artigo 37º, concurso público urgente na celebração de contratos de empreitadas e disposições específicas na aquisição de bens e serviços. Decreto-Lei nº 149/2012, de 12 de julho altera o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei nº 18/2008; Lei nº 66-B/2012, de 31 de dezembro - aprova a lei do orçamento de Estado de 2013 e estabelece no artigo 75º normas relativas aos contratos de aquisição de serviços; Portaria nº 85/2013, de 27 de fevereiro altera a Portaria 701-F72008; Decreto-Lei nº 36/2013, de 11 de março artigo 34º, concurso público urgente na celebração de contratos de empreitadas e disposições específicas na aquisição de bens e serviços. 3. Âmbito de aplicação São consideradas entidades adjudicantes as previstas no artigo 2º, n.º 1 do CCP que constituem a denominada Administração Pública tradicional: a) O Estado; 1 1 A redação desta alínea foi dada pelo art. 2º do Decreto-Lei nº 149/2012, de A redação anterior era a seguinte: As fundações públicas, com exceção das previstas na Lei nº 62/2007, de /10

7 b) As Regiões Autónomas; c) As autarquias locais; d) Os institutos públicos; e) As fundações públicas; f) As associações públicas; g) As associações de que façam parte uma ou várias das pessoas coletivas referidas nas alíneas anteriores, desde que sejam maioritariamente financiadas por estas, estejam sujeitas ao seu controlo de gestão ou tenham um órgão de administração, de direção ou de fiscalização cuja maioria dos titulares seja, direta ou indiretamente, designada pelas mesmas. São também entidades adjudicantes as previstas no artigo 2º, n.º 2 do CCP que consagra o conceito comunitário de organismos de direito público e que são: a) Quaisquer pessoas coletivas que, independentemente da sua natureza pública ou privada: 2 i) Tenham sido criadas especificamente para satisfazer necessidades de interesse geral, sem caráter industrial ou comercial, entendendo-se como tal aquelas cuja atividade económica se não submeta à lógica do mercado e da livre concorrência e ii) Sejam maioritariamente financiadas pelas entidades referidas no número anterior, estejam sujeitas ao seu controlo de gestão ou tenham um órgão de administração, de direção ou de fiscalização cuja maioria dos titulares seja, direta ou indiretamente, designada por aquelas entidades; b) Quaisquer pessoas coletivas que se encontrem na situação referida na alínea anterior relativamente a uma entidade que seja, ela própria, uma entidade adjudicante nos termos do disposto na mesma alínea; 3 2 A redação da al. a) do nº 2 deste artigo foi dada pelo art. 2º do Decreto-Lei nº 149/2012, de A redação anterior era a seguinte: Quaisquer pessoas coletivas, com exceção das fundações públicas previstas na Lei nº 62/2007, de 10 ed Setembro, que independentemente da sua natureza pública ou privada: i) Tenham sido criadas especificamente para satisfazer necessidades de interesse geral, sem caráter industrial ou comercial. Foi revogado pelo mesmo normativo o nº 3 do art. 2º do CCP. 7/10

8 c) As associações de que façam parte uma ou várias das pessoas coletivas referidas nas alíneas anteriores, desde que sejam maioritariamente financiadas por estas, estejam sujeitas ao seu controlo de gestão ou tenham um órgão de administração, de direção ou de fiscalização cuja maioria dos titulares seja, direta ou indiretamente, designada pelas mesmas; São, ainda, entidades adjudicantes, nos setores da água, da energia, dos transportes e dos serviços postais nos termos do artigo 7º, n.º 1 do CCP as seguintes: a) Quaisquer pessoas coletivas não abrangidas pelo artigo 2o, ainda que criadas especificamente para satisfazer necessidades de interesse geral, com caráter industrial ou comercial, que exerçam uma ou várias atividades nos setores da água, da energia, dos transportes e dos serviços postais e em relação às quais qualquer das entidades adjudicantes referidas no artigo 2º possa exercer, direta ou indiretamente, uma influência dominante (considera-se que uma entidade adjudicante pode exercer influência dominante quando detiver, nomeadamente, a maioria do capital social, a maioria dos direitos de voto, o controlo de gestão ou o direito de designar, direta ou indiretamente, a maioria dos titulares de um órgão de administração, de direção ou de fiscalização); b) Quaisquer pessoas coletivas não abrangidas pelo artigo 2º que gozem de direitos especiais ou exclusivos não atribuídos no âmbito de um procedimento de formação de contrato com publicidade internacional e que tenham por efeito: i) Reservar-lhes, isolada ou conjuntamente com outras entidades, o exercício de uma ou várias atividades nos setores da água, da energia, dos transportes e dos serviços postais; e ii) Afetar substancialmente a capacidade de quaisquer outras entidades exercerem uma ou várias dessas atividades; c) Quaisquer pessoas coletivas constituídas exclusivamente por entidades adjudicantes referidas nas alíneas anteriores ou que sejam por elas maioritariamente financiadas, estejam sujeitas ao seu controlo de gestão ou tenham um órgão de administração, de direção ou de fiscalização cuja maioria dos titulares seja, direta ou indiretamente, 3 Foi revogado pelo art. 1º do Decreto-Lei nº 278/2009, de a al. c) do nº 2 do art. 2º do CCP, cuja redação era a seguinte: As associações de direito privado que prossigam finalidades a título principal de natureza científica e tecnológica 8/10

9 designada por aquelas entidades, desde que se destinem ao exercício em comum de atividade nos setores da água, da energia, dos transportes e dos serviços postais. As regras previstas no CCP relativas à formação de contratos de empreitadas de obras públicas são também aplicáveis no caso de formação de contratos de empreitada celebrados pelas entidades não mencionadas anteriormente desde que (Artigo 275, n.º 1): a) Sejam financiados diretamente em mais de 50 % por qualquer das entidades adjudicantes referidas no artigo 2º; e b) O respetivo preço contratual seja igual ou superior ao valor referido na alínea b) do artigo 19. As regras previstas no presente Código relativas à formação de contratos de aquisição de serviços são também aplicáveis no caso da formação de contratos de aquisição de serviços celebrados por entidades não referidas no artigo 2º ou no n.º 1 do artigo 7º, desde que (Artigo 275, n 2): a) Sejam financiados diretamente em mais de 50 % por qualquer das entidades adjudicantes referidas no artigo 2º; b) O respetivo preço contratual seja igual ou superior ao valor referido na alínea b) do n.º 1 do artigo 20 ; e c) Sejam complementares, dependentes ou se encontrem, por qualquer forma, relacionados com o objeto de um contrato de empreitada a cuja formação é aplicável o presente Código nos termos do disposto no número anterior. Por último, o regime procedimental fixado no CCP abrange de acordo com o artigo 16, n.º 2 os seguintes contratos: a) Empreitada de obras públicas; b) Concessão de obras públicas; c) Concessão de serviços públicos; d) Locação ou aquisição de bens móveis; e) Aquisição de serviços; 9/10

10 f) Contrato de sociedade; g) Outros contratos submetidos à livre concorrência. 4. Disposições sobre os procedimentos da contratação pública As entidades beneficiárias de operações cofinanciadas no âmbito do Mais Centro, que se encontrem sujeitas ao cumprimento dos procedimentos contratuais previstos no CCP, devem proceder ao envio dos documentos que comprovem o cumprimento do procedimento contratual adotado, sempre que aplicável à despesa em causa. Para além da informação anterior, considera-se ainda necessário o preenchimento dos seguintes documentos: Ficha de verificação de procedimentos a preencher pelo promotor (modelo constante do Anexo I) e respetivos documentos de suporte, de acordo com as notas explicativas disponibilizadas, para valores superiores a Ficha de verificação de procedimentos a preencher pela autoridade de gestão e pelos organismos intermédios, conforme o modelo do Anexo II, para valores superiores a Este limiar não se aplica aos ajustes diretos previstos na alínea a) do nº.1 do art. 20.º do Decreto-Lei n.º 18 /2008 de 29 de janeiro. Coimbra, 29 de abril de 2013 A Comissão Diretiva 10/10

Orientações de Gestão

Orientações de Gestão 2016 Orientações de Gestão Centro Hospitalar Póvoa de Varzim Vila do Conde, EPE Póvoa do Varzim, 25 de Fevereiro de 2016 Orientação de Gestão n.º 1/2016 PROCEDIMENTOS A ADOTAR NA VERIFICAÇÃO DO CUMPRIMENTO

Leia mais

O regime da contratação pública,

O regime da contratação pública, O regime da contratação pública, João Amaral e Almeida 1 O contexto da elaboração do Código dos Contratos Públicos Da mera transposição das novas diretivas comunitárias 2004/17 e 2004/18 à elaboração do

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO URGENTE PARA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PARA O EDIFÍCIO SEDE DO TURISMO DO ALGARVE, POSTOS DE TURISMO E ARMAZÉM DE BELA MANDIL

CONCURSO PÚBLICO URGENTE PARA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PARA O EDIFÍCIO SEDE DO TURISMO DO ALGARVE, POSTOS DE TURISMO E ARMAZÉM DE BELA MANDIL CONCURSO PÚBLICO URGENTE PARA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PARA O EDIFÍCIO SEDE DO TURISMO DO ALGARVE, POSTOS DE TURISMO E ARMAZÉM DE BELA MANDIL PROGRAMA DE CONCURSO ÍNDICE Artigo 1.º - Identificação

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE)

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) GABINETE DO SECRETÁRIO REGIONAL PROGRAMA DE CONCURSO REF. Nº CPU01/SRE/2013 CONCURSO PÚBLICO URGENTE LOCAÇÃO DE PLATAFORMA DE APOIO À GESTÃO ESCOLAR

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS POR LOTES DE IMPRESSÃO DE DIVERSAS PUBLICAÇÕES

CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS POR LOTES DE IMPRESSÃO DE DIVERSAS PUBLICAÇÕES CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS POR LOTES DE IMPRESSÃO DE DIVERSAS PUBLICAÇÕES Página 1 de 8 PROGRAMA DE CONCURSO ÍNDICE Artigo 1.º - objeto do concurso Artigo

Leia mais

Regulamentação externa e interna

Regulamentação externa e interna Regulamentação externa e interna Dada a extensão das atribuições da APL, S.A. e da sua área de jurisdição, as normas que regem a respetiva atividade ou que têm interesse para a mesma são muito diversas.

Leia mais

Diplomas. Segunda alteração à Lei de Bases da Proteção Civil (Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho)

Diplomas. Segunda alteração à Lei de Bases da Proteção Civil (Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho) Diplomas Lei n.º 80/2015, de 3 de agosto Segunda alteração à Lei de Bases da Proteção Civil (Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho) A alteração teve como finalidade a atualização da Lei de Bases atendendo à importância

Leia mais

Sistema de Aquisição Dinâmico e Leilão Eletrónico Instrumentos Procedimentais Especiais & Inovadores Vantagens? Vanda Manso Joana Candeias

Sistema de Aquisição Dinâmico e Leilão Eletrónico Instrumentos Procedimentais Especiais & Inovadores Vantagens? Vanda Manso Joana Candeias Sistema de Aquisição Dinâmico e Leilão Eletrónico Instrumentos Procedimentais Especiais & Inovadores Vantagens? Vanda Manso Joana Candeias 14-03-2016 Enquadramento Breves Notas LEILÃO ELETRÓNICO Um leilão

Leia mais

Orientações EBA/GL/2015/

Orientações EBA/GL/2015/ EBA/GL/2015/19 19.10.2015 Orientações sobre as notificações de passaporte de intermediários de crédito que intervenham em operações de crédito abrangidas pela Diretiva de Crédito Hipotecário 1 1. Obrigações

Leia mais

1. Índice geral. 2. Índice de anexos. 3. Índice de quadros. 4. Índice de figuras

1. Índice geral. 2. Índice de anexos. 3. Índice de quadros. 4. Índice de figuras 1. Índice geral 2. Índice de anexos 3. Índice de quadros 4. Índice de figuras 7 ÍNDICE FIGURAS INTRODUÇÃO PARTE I TRANSPOSIÇÃO PARA O PLANO NACIONAL DAS DIRECTIVAS COMUNITÁRIAS 1. 2. Principais mudanças

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA O RECRUTAMENTO E CONTRATAÇÃO DE INVESTIGADORES FCT

AVISO DE ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA O RECRUTAMENTO E CONTRATAÇÃO DE INVESTIGADORES FCT AVISO DE ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA O RECRUTAMENTO E CONTRATAÇÃO DE INVESTIGADORES FCT 1. ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL 1.1 Ao abrigo das disposições contidas no artigo 61.º da Lei n.º

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010 APROVADA POR DELIBERAÇÃO DA COMISSÃO DIRECTIVA DE 19-03-2010 Altera o nº 4 da Orientação de Gestão nº 7/2008 e cria o ANEXO III a preencher pelos Beneficiários para registo

Leia mais

Orientação Técnica Específica 5 (2014) Rev 1 (2015) 1

Orientação Técnica Específica 5 (2014) Rev 1 (2015) 1 Orientação Técnica Específica 5 (2014) Rev 1 (2015) 1 REVISÃO DE PREÇOS Metodologia de tratamento da revisão de preços em sede de encerramento de operações 1 Aprovada na reunião da CD do ON.2 de 08/05/2015

Leia mais

Convite Público. Convite nº: Centro-EDU Eixo 3 Coesão Local e Urbana

Convite Público. Convite nº: Centro-EDU Eixo 3 Coesão Local e Urbana Convite Público Eixo 3 Coesão Local e Urbana Regulamento Específico Requalificação da Rede Escolar do 1º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-escolar Convite nº: Centro-EDU-2014-20 1 Nos termos do

Leia mais

ANEXO III ANÚNCIO DE ADJUDICAÇÃO DO CONTRATO

ANEXO III ANÚNCIO DE ADJUDICAÇÃO DO CONTRATO ANEXO III ANÚNCIO DE ADJUDICAÇÃO DO CONTRATO Obras Fornecimentos Serviços O concurso está abrangido pelo Acordo sobre Contratos Públicos (ACP)? SECÇÃO I: ENTIDADE ADJUDICANTE I.1) DESIGNAÇÃO E ENDEREÇO

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA DE GESTÃO

ORIENTAÇÃO TÉCNICA DE GESTÃO Nº: 1/2013/RUMOS Versão: 01.0 Data de Aprovação: 2013-02-28 Elaborada por: Unidade de Apoio Jurídico e Núcleo de Controlo Tema Área: Gestão e controlo das operações financiadas Assunto: Orientações para

Leia mais

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS Programa Operacional Factores de Competitividade Deliberações CMC POFC: 16/07/2008 Assistência Técnica do POFC Entrada em vigor DA ÚLTIMA ALTERAÇÃO em 17/07/2008 Artigo 1.º Objecto O presente regulamento

Leia mais

Orientação de Gestão 4 (2008) - Rev 1 (2009) METODOLOGIA DE VERIFICAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS REGRAS

Orientação de Gestão 4 (2008) - Rev 1 (2009) METODOLOGIA DE VERIFICAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS REGRAS Orientação de Gestão 4 (2008) - Rev 1 (2009) METODOLOGIA DE VERIFICAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS REGRAS ASSOCIADAS À CONTRATAÇÃO PÚBLICA (Com excepção dos Beneficiários da Rede dos Sistemas de Incentivos que

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICÁVEL À EDIFICAÇÃO E URBANIZAÇÃO CÓDIGO CIVIL. Lei n.º 150/2015, de 10 de Setembro ACESSIBILIDADES

LEGISLAÇÃO APLICÁVEL À EDIFICAÇÃO E URBANIZAÇÃO CÓDIGO CIVIL. Lei n.º 150/2015, de 10 de Setembro ACESSIBILIDADES LEGISLAÇÃO APLICÁVEL À EDIFICAÇÃO E URBANIZAÇÃO CÓDIGO CIVIL Lei n.º 150/2015, de 10 de Setembro Altera o Código Civil, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 47 344, de 25 de Novembro de 1966, e procede à primeira

Leia mais

PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO Ao abrigo da autonomia científica, pedagógica e cultural das unidades orgânicas

Leia mais

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 29 de julho de 2013

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 29 de julho de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, Série Sumário ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA DA MADEIRA Decreto Legislativo Regional n.º 26/2013/M Primeira alteração ao Decreto

Leia mais

Fundações públicas previstas na Lei n.º 62/2007 (art.º 2.º, n.º 1 al. e) e n.º 2); Hospitais EPE (art.º 5, n.º 3).

Fundações públicas previstas na Lei n.º 62/2007 (art.º 2.º, n.º 1 al. e) e n.º 2); Hospitais EPE (art.º 5, n.º 3). Fundações públicas previstas na Lei n.º 62/2007 (art.º 2.º, n.º 1 al. e) e n.º 2); Hospitais EPE (art.º 5, n.º 3). Ajuste directo (art. 19.º) a) A escolha do ajuste directo só permite a celebração de contratos

Leia mais

16 de maio Regime da Contratação Pública aplicável aos projetos do FSE: aspetos mais relevantes

16 de maio Regime da Contratação Pública aplicável aos projetos do FSE: aspetos mais relevantes 16 de maio 2012 Regime da Contratação Pública aplicável aos projetos do FSE: aspetos mais relevantes PROGRAMA 1 Breve Introdução ao Regime da Contratação Pública previsto no Código dos Contratos Públicos

Leia mais

ÂMBITO DE APLICAÇÃO DO CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS Artigo 1.º até artigo 6.º da PARTE I

ÂMBITO DE APLICAÇÃO DO CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS Artigo 1.º até artigo 6.º da PARTE I ÂMBITO DE APLICAÇÃO DO CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS Artigo 1.º até artigo 6.º da PARTE I INTRODUÇÃO 1. O Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro e republicado

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 4 Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL Centro-VQA-2009-13-BM-13 1 Nos termos do Regulamento Específico Acções

Leia mais

Compras Públicas Centralizadas Acordos Quadro

Compras Públicas Centralizadas Acordos Quadro Compras Públicas Centralizadas Acordos Quadro AESE, 4 de dezembro de 2014 Artur Trindade Mimoso Vogal Executivo do Conselho de Administração Ideia das compras públicas Plataforma eletrónica de contratação

Leia mais

Projeto de Portaria. Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho

Projeto de Portaria. Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho Projeto de Portaria Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho O Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo (EEPC), aprovado pelo Decreto- Lei n.º 152/2013, de 4 de novembro, prevê, no n.º 1 do

Leia mais

Contratos públicos de aprovisionamento e acordos quadro

Contratos públicos de aprovisionamento e acordos quadro 17 de Novembro de 2008 Contratos públicos de aprovisionamento e acordos quadro Luís MS Oliveira Luis.ms.oliveira@mirandalawfirm.com Os CPAs Os contratos públicos de aprovisionamento (CPAs) Base legal do

Leia mais

NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/ Rev 1

NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/ Rev 1 NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/2015 1 Rev 1 [Operações públicas FEDER] 1 Não aplicável a operações enquadradas no Sistema de Incentivos às Empresas e a operações cofinanciadas pelo FSE. CONTROLO DO DOCUMENTO

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO IMPRESSORA DE CASSETES CONCURSO PÚBLICO N.º 180030/16 1 Programa de Concurso Artigo 1.º Objeto do Concurso O presente procedimento tem

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÉDICOS CATETER BALÃO DE ANGIOPLASTIA CONCURSO PÚBLICO N.º 120006/16 1 Programa de Concurso DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1.º Definições

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO EIXO 4 Protecção e Valorização Ambiental PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS Acções Materiais Aviso nº: Centro-PRM-2011-04 Nos termos do Regulamento Específico

Leia mais

DESTINATÁRIOS AG, ST e OG dos GAL

DESTINATÁRIOS AG, ST e OG dos GAL 1. OBJETO A presente norma tem por objeto a definição dos procedimentos a adotar no que respeita a: i. Anúncios de Abertura para apresentação de candidaturas por períodos contínuos; ii. Anúncios de Abertura

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED:

O presente anúncio no sítio web do TED: 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:131090-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços de dentista-assistente junto do regime complementar

Leia mais

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE I SÉRIE DIÁRIO DA REPÚBLICA Terça-feira, 29 de Julho de 2008 Número 145 ÍNDICE SUPLEMENTO Presidência do Conselho de Ministros e Ministérios das Finanças e da Administração Pública e das Obras Públicas,

Leia mais

Guia da Contratação Pública. Cofinanciado por: UNIÃO EUROPEIA. Fundo Social Europeu

Guia da Contratação Pública. Cofinanciado por: UNIÃO EUROPEIA. Fundo Social Europeu Guia da Contratação Pública Cofinanciado por: UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Guia de Contratação Pública Controlo do Documento Versão Data de Aprovação 1 2016/06/30 Descrição Orientações Gerais em

Leia mais

FICHA DE VERIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA

FICHA DE VERIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA FICHA DE VERIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA O beneficiário confirma que na informação abaixo prestada tomou em consideração o disposto na Legislação aplicável. I. Elementos do Pedido

Leia mais

Regulamentação da DSETRA, suas operações e outros temas. Portaria n.º 55/2010 de 21 de Janeiro; Lei n.º 105/2009 de 14 de Setembro.

Regulamentação da DSETRA, suas operações e outros temas. Portaria n.º 55/2010 de 21 de Janeiro; Lei n.º 105/2009 de 14 de Setembro. Legislação Regulamentação da DSETRA, suas operações e outros temas 1 Orgânica Lei Orgânica da Secretaria Regional dos Recursos Humanos Decreto Regulamentar Regional n.º 1/2009/M D.R. n.º 5 de 8 de Janeiro;

Leia mais

Divisão de Informação Legislativa e Parlamentar. Legislação Citada. O E Página 1

Divisão de Informação Legislativa e Parlamentar. Legislação Citada. O E Página 1 Decreto-Lei n.º 107/2012, de 18 de maio Regula o dever de informação e a emissão de parecer prévio relativos à aquisição de bens e à prestação de serviços no domínio das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 Deliberação n.º 83 /2015 Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 A CIC Portugal 2020, na reunião ordinária de 21 de dezembro de 2015, deliberou, nos temos da alínea q) do n.º 2 do artigo 10.º do Decreto-Lei

Leia mais

Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: ( ) Artigo 116.º Alteração ao Código dos Regimes Contributivos

Leia mais

Lei n.º 20/2012, de 14 de maio. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 20/2012, de 14 de maio. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 20/2012, de 14 de maio A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.º Objeto 1. A presente lei altera a Lei n.º 64-B/2011, de

Leia mais

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. orquê as atualizações aos livros da COL. LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas atualizações, a ORTO EDITORA

Leia mais

Código dos Contratos Públicos

Código dos Contratos Públicos CÓDIGOS ELECTRÓNICOS DATAJURIS DATAJURIS é uma marca registada no INPI sob o nº 350529 Código dos Contratos Públicos Todos os direitos reservados à DATAJURIS, Direito e Informática, Lda. É expressamente

Leia mais

código dos contratos públicos

código dos contratos públicos código dos contratos públicos decreto-lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro legislação consolidada legislação complementar jurisprudência pareceres PARTE I CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS 47 DECRETO-LEI N.º

Leia mais

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 71/2016 de 4 de Julho de 2016

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 71/2016 de 4 de Julho de 2016 S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 71/2016 de 4 de Julho de 2016 Considerando que o Regime Jurídico de Apoio ao Movimento Associativo Desportivo, aprovado pelo Decreto Legislativo Regional n.º 21/2009/A,

Leia mais

PARECER JURÍDICO N.º 22 / CCDR-LVT / Validade Parcialmente Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS

PARECER JURÍDICO N.º 22 / CCDR-LVT / Validade Parcialmente Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS Validade Parcialmente Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA ASSUNTO GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS QUESTÃO A autarquia pretende obter esclarecimento relativamente à interpretação adequada do art. 26.º, da

Leia mais

AS NOVAS DIRETIVAS EUROPEIAS

AS NOVAS DIRETIVAS EUROPEIAS SEMINÁRIO "Obras Subterrâneas Complexas, Riscos Contratuais e CCP: como conviver?" AS NOVAS DIRETIVAS EUROPEIAS Apontamentos para o Futuro da Contratação Pública em Portugal Fernando Silva Lisboa 02 de

Leia mais

RESUMO PARA OS CIDADÃOS

RESUMO PARA OS CIDADÃOS RESUMO PARA OS CIDADÃOS Relatório Anual de Execução 2015 INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO DO PROGRAMA Para o Programa Operacional de Assistência Técnica 2014-2020 (POAT2020) foi determinante a aprovação do Acordo

Leia mais

CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS CURSOS DE FORMAÇÃO

CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS CURSOS DE FORMAÇÃO CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBLICOS CURSOS DE FORMAÇÃO CURSO 1 (09 e 10 de Abril de 2013) Nome do Curso Código dos Contratos Públicos Aspetos Técnicos da Fase de Formação do Contrato. Objectivos Gerais A formação

Leia mais

MUNICIPIO DE VIMIOSO CÂMARA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO

MUNICIPIO DE VIMIOSO CÂMARA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO Fornecimento de Serviços e Materiais para a Gestão Activa de Espaços Naturais no Parque Ibérico de Natureza e Aventura de Vimioso - Concepção de Projectos de Arquitectura e Especialidades,

Leia mais

Regulamento da Unidade Curricular de Estágio (Formação em Contexto de Trabalho) dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP)

Regulamento da Unidade Curricular de Estágio (Formação em Contexto de Trabalho) dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Regulamento da Unidade Curricular de Estágio (Formação em Contexto de Trabalho) dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Página 1 de 7 CAPÍTULO I Conceitos, objetivo e âmbito Artigo 1º Conceitos

Leia mais

Código dos Contratos Públicos

Código dos Contratos Públicos Código dos Contratos Públicos (aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro) INDICE Parte I Âmbito de aplicação Título I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito Artigo 2.º Entidades adjudicantes

Leia mais

Concurso público. Tramitação e peças do procedimento

Concurso público. Tramitação e peças do procedimento Concurso público Tramitação e peças do procedimento Luis.ms.oliveira@mirandalawfirm.com Luís MS Oliveira, 2008 (todos os direitos reservados) 17 de Novembro de 2008 Início do procedimento Anúncio Procedimento

Leia mais

A Implicação do Código da Contratação Pública na gestão dos Programas e das IPSS

A Implicação do Código da Contratação Pública na gestão dos Programas e das IPSS Conferência Anual em Economia Social I Sessão Contratação pública aplicada ao Terceiro Sector, e a Legislação Laboral no âmbito das Organizações de Economia Social A Implicação do Código da Contratação

Leia mais

Convite Público. Convite nº: Centro-COE Eixo Prioritário 3 Coesão Local e Urbana. Regulamento Específico Equipamentos para a Coesão Local - 1

Convite Público. Convite nº: Centro-COE Eixo Prioritário 3 Coesão Local e Urbana. Regulamento Específico Equipamentos para a Coesão Local - 1 Convite Público Eixo Prioritário 3 Coesão Local e Urbana Regulamento Específico Equipamentos para a Coesão Local Convite nº: Centro-COE-2013-23 - 1 Nos termos do nº 2 do artigo 11º, do Regulamento Específico

Leia mais

ANEXO 1 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 CHECK-LIST AUTORIDADE DE GESTÃO

ANEXO 1 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 CHECK-LIST AUTORIDADE DE GESTÃO Check_List_AG 1 ANEXO 1 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 CHECK-LIST AUTORIDADE DE GESTÃO A PREENCHER PELA AUTORIDADE DE GESTÃO PARA CADA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA O preenchimento desta check-list

Leia mais

Despacho: Exm.º Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra

Despacho: Exm.º Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra IMP.PS.01.431.02 IMP.PS.01.431.03 COMUNICAÇÃO DE ABERTURA AO PÚBLICO DE EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS EM CASO DE AUSÊNCIA DE AUTORIZAÇÃO PARA FINS TURÍSTICOS (ao abrigo do artigo 31º do Decreto-lei nº 39/2008,

Leia mais

JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 27 de setembro de 2013

JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 27 de setembro de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 27 de setembro de 2013 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Despacho n.º 143/2013 Dá nova redação ao Despacho

Leia mais

Anexo I Modelo de declaração

Anexo I Modelo de declaração Anexo I Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do Artigo 57.º] 1.... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)...(firma, número

Leia mais

Código dos Contratos Públicos. Secretaria Regional da Agricultura e Florestas Governo dos Açores Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural

Código dos Contratos Públicos. Secretaria Regional da Agricultura e Florestas Governo dos Açores Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural Código dos Contratos Públicos Secretaria Regional da Código dos Contratos Públicos Legislação Aplicável: Directiva n.º 2004/17/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 31 de Março de 2004 Directiva n.º

Leia mais

MODELO DE ANÚNCIO DO CONCURSO PÚBLICO

MODELO DE ANÚNCIO DO CONCURSO PÚBLICO 1 - IDENTIFICAÇÃO E CONTACTOS DA ENTIDADE ADJUDICANTE NIF e designação da entidade adjudicante: 506087000 - Município de Cantanhede Serviço/Órgão/Pessoa de contacto: Município de Cantanhede Endereço: Praça

Leia mais

REGULAMENTOS. Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

REGULAMENTOS. Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, 28.5.2014 L 159/41 REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) N. o 574/2014 DA COMISSÃO de 21 de fevereiro de 2014 que altera o anexo III do Regulamento (UE) n. o 305/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

NOVAS DIRETIVAS DA CONTRATAÇÃO PÚBLICA

NOVAS DIRETIVAS DA CONTRATAÇÃO PÚBLICA NOVAS DIRETIVAS DA CONTRATAÇÃO PÚBLICA Fernando Oliveira Silva Instituto da Construção e do Imobiliário 07 março 2015 3 Novas Diretivas de contratação pública Diretiva 2014/23/UE (relativa à adjudicação

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

Orientação Técnica Específica 5 (2014) 1

Orientação Técnica Específica 5 (2014) 1 Orientação Técnica Específica 5 (2014) 1 REVISÃO DE PREÇOS Metodologia de tratamento da revisão de preços em sede de encerramento de operações 1 Aprovada na reunião da CD do ON.2 de 20/11/2014 1. OBJECTIVO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E FINANÇAS ~ CONVITE ~

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E FINANÇAS ~ CONVITE ~ DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E FINANÇAS DESPORTO E TEMPOS LIVRES PISCINAS MUNICIPAIS AO AR LIVRE DE SOURE CONTRATAÇÃO DE 1 PRESTADOR DE SERVIÇOS NA MODALIDADE DE TAREFA (UM NADADOR SALVADOR) ~ CONVITE

Leia mais

Regulamentos Internos e Externos a que a empresa está sujeita

Regulamentos Internos e Externos a que a empresa está sujeita Regulamentos Internos e Externos a que a empresa está sujeita Regulamentos Externos A atividade da APA, S.A. contextualiza-se numa envolvente legal e regulamentar extensa, de que destacamos: Decreto-Lei

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Diário da República, 1.ª série N.º 43 3 de março de 2014

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Diário da República, 1.ª série N.º 43 3 de março de 2014 1680 Diário da República, 1.ª série N.º 43 3 de março de 2014 ANEXO IV (a que se refere o artigo 4.º) Planta de localização com representação das zonas de proteção Extrato da Carta Militar de Portugal

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP)

CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP) 1 CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP) PROGRAMA DE CONCURSO Índice Artigo 1.º - Identificação do Concurso... 3 Artigo 2.º - Entidade Adjudicante... 3 Artigo 3.º - Órgão que tomou a decisão de contratar...

Leia mais

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO Fornecimento de equipamento para iluminação cenográfica do Castelo de Palmela ÍNDICE DO PROGRAMA 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO... 2 2 INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL... 2 3 CONSULTA

Leia mais

Instrução n. o 9/2016 BO n. o

Instrução n. o 9/2016 BO n. o Instrução n. o 9/2016 BO n. o 7 15-07-2016 Temas Supervisão Normas Prudenciais Índice Texto da Instrução Texto da Instrução Assunto: Autorização para a utilização de modelos internos para cálculo dos requisitos

Leia mais

Aviso do Banco de Portugal n. o 1/2016

Aviso do Banco de Portugal n. o 1/2016 Aviso do Banco de Portugal n. o 1/2016 Índice Texto do Aviso Texto do Aviso Mod. 99999910/T 01/14 O nível de exposição das instituições de crédito ao risco imobiliário tem vindo a sofrer um aumento significativo

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 29 de julho de Série. Número 133

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 29 de julho de Série. Número 133 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 29 de julho de 2016 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Despacho n.º 308/2016 Regulamenta a constituição, renovação

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30.11.2015 C(2015) 8642 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 30.11.2015 que aprova o programa operacional «Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas Programa Operacional

Leia mais

DECRETO N.º 189/IX DEFINE O REGIME JURÍDICO DA ASSISTÊNCIA NOS LOCAIS DESTINADOS A BANHISTAS. Artigo 1.º Objecto

DECRETO N.º 189/IX DEFINE O REGIME JURÍDICO DA ASSISTÊNCIA NOS LOCAIS DESTINADOS A BANHISTAS. Artigo 1.º Objecto DECRETO N.º 189/IX DEFINE O REGIME JURÍDICO DA ASSISTÊNCIA NOS LOCAIS DESTINADOS A BANHISTAS A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, para valer como

Leia mais

S.R. DA AGRICULTURA E FLORESTAS Despacho Normativo n.º 11/2012 de 3 de Fevereiro de 2012

S.R. DA AGRICULTURA E FLORESTAS Despacho Normativo n.º 11/2012 de 3 de Fevereiro de 2012 S.R. DA AGRICULTURA E FLORESTAS Despacho Normativo n.º 11/2012 de 3 de Fevereiro de 2012 Considerando o Regulamento (CE) n.º 247/2006, do Conselho, de 30 de janeiro, que estabelece medidas específicas

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA NO ÂMBITO DO AJUSTE DIRETO N

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA NO ÂMBITO DO AJUSTE DIRETO N CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA NO ÂMBITO DO AJUSTE DIRETO N.º ESJM/ 6/ 2014 PARA A CELEBRAÇÃO DE CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE FORMAÇÃO E CONSULTORIA PARA A GESTÃO E QUALIDADE PELA ESCOLA SECUNDÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICIPIO DE GONDOMAR

REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICIPIO DE GONDOMAR REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICIPIO DE GONDOMAR NOTA JUSTIFICATIVA O Decreto-Lei nº 10/2015, de 16 de janeiro, aprovou o regime

Leia mais

ANEXO 2 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 FICHA DE VERIFICAÇÃO - BENEFICIÁRIO

ANEXO 2 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 FICHA DE VERIFICAÇÃO - BENEFICIÁRIO 1 ANEXO 2 À NOTA TÈCNICA N.º 1/UA1/2010 FICHA DE VERIFICAÇÃO - BENEFICIÁRIO A PREENCHER PELO BENEFICIÁRIO PARA CADA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO PÚBLICA O Beneficiário confirma que na informação abaixo

Leia mais

PROJEP: Direito das Comunicações 2014

PROJEP: Direito das Comunicações 2014 PROJEP: Direito das Comunicações 2014 Contratação Pública Electrónica Diogo Duarte de Campos Associado Sénior, Área de Prática de Direito Público de PLMJ Partilhamos a Experiência. Inovamos nas Soluções.

Leia mais

S.R. DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EQUIPAMENTOS, S.R. DA SAÚDE, S.R. DO AMBIENTE E DO MAR Portaria n.º 74/2009 de 14 de Setembro de 2009

S.R. DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EQUIPAMENTOS, S.R. DA SAÚDE, S.R. DO AMBIENTE E DO MAR Portaria n.º 74/2009 de 14 de Setembro de 2009 S.R. DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EQUIPAMENTOS, S.R. DA SAÚDE, S.R. DO AMBIENTE E DO MAR Portaria n.º 74/2009 de 14 de Setembro de 2009 O Plano Estratégico de Gestão de Resíduos da Região Autónoma dos Açores,

Leia mais

Miguel Catela ORDEM DOS ENGENHEIROS LISBOA 3 DE FEVEREIRO 2011

Miguel Catela ORDEM DOS ENGENHEIROS LISBOA 3 DE FEVEREIRO 2011 ORDEM DOS ENGENHEIROS LISBOA 3 DE FEVEREIRO 2011 1)Pouco tempo decorrido desde 29 de Janeiro de 2008 2)Não abrange os sectores excluídos Artigo 11, nº1 Caso de Espanha Lei nº30/2007, de 30 de Outubro Ley

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA DE GESTÃO

ORIENTAÇÃO TÉCNICA DE GESTÃO Nº: 4/2011/RUMOS Versão: 02.0 Data de Aprovação: 2012-05-07 Elaborada por: Unidade de Apoio Jurídico/Unidade de Controlo Tema Área: Contratação Pública Assunto: Orientações em matéria de contratação pública

Leia mais

CAPITULO I Disposições Gerais

CAPITULO I Disposições Gerais REGULAMENTO da Unidade Curricular Dissertação/Projeto/Estágio dos Cursos de Mestrado em Contabilidade, Mestrado em Contabilidade e Administração Pública e Mestrado em Marketing, do Instituto Superior de

Leia mais

Objeto Alteração ao Decreto-Lei n.º 209/2005, de 29 de novembro

Objeto Alteração ao Decreto-Lei n.º 209/2005, de 29 de novembro O Decreto-Lei n.º 209/2005, de 29 de novembro criou o regime sancionatório aplicável à violação das obrigações contidas no Regulamento (CE) n.º 261/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de fevereiro

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE

INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP CONCURSO PÚBLICO N.º 1200316 AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE CONSUMO CLÍNICO Diversos Tubos de Colheita Para os Laboratórios dos Centros de Sangue e da Transplantação

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

DESTINATÁRIOS AG, ST, DRAP e GAL

DESTINATÁRIOS AG, ST, DRAP e GAL 1. OBJECTO A presente norma tem por objeto a definição dos procedimentos a adotar no processo de decisão das candidaturas. A presente norma não se aplica às candidaturas relativas às medidas integradas

Leia mais

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRECTO Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS Índice Capítulo I - Disposições Gerais... Cláusula 1.ª Objeto... Cláusula 2.ª Local, prazo e modo da prestação...

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO. sobre as normas de contratos públicos relacionadas com a atual crise de asilo

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO. sobre as normas de contratos públicos relacionadas com a atual crise de asilo COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 9.9.2015 COM(2015) 454 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO sobre as normas de contratos públicos relacionadas com a atual crise de asilo PT PT

Leia mais

B-Geel: Aluguer de contentores para escritórios 2013/S Anúncio de concurso. Fornecimentos

B-Geel: Aluguer de contentores para escritórios 2013/S Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:135481-2013:text:pt:html B-Geel: Aluguer de contentores para escritórios 2013/S 081-135481 Anúncio de concurso Fornecimentos

Leia mais

Missão Administrativa da(o) Secretária(o) de Justiça Prestação de Serviços comunicação dos contratos/pedido de parecer código SIOE

Missão Administrativa da(o) Secretária(o) de Justiça Prestação de Serviços comunicação dos contratos/pedido de parecer código SIOE Missão Administrativa da(o) Secretária(o) de Justiça Prestação de Serviços comunicação dos contratos/pedido de parecer código SIOE CFFJ - 2012 Direção-Geral da Administração da Justiça O regime de celebração

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 8.2.204 C(204) 076 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 8.2.204 que aprova determinados elementos do programa operacional «Regional dos Açores 204-2020» do apoio do Fundo

Leia mais

circular ifdr Efeito da recusa do visto pelo Tribunal de Contas na elegibilidade da despesa SÍNTESE ÍNDICE

circular ifdr Efeito da recusa do visto pelo Tribunal de Contas na elegibilidade da despesa SÍNTESE ÍNDICE N.º 01/2012 Versão n.º 01.0 Data de aprovação: 2012/07/04 Efeito da recusa do visto pelo Tribunal de Contas na elegibilidade Elaborada por: Núcleo de Apoio Jurídico e Contencioso SÍNTESE A presente circular

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE DO IPV

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE DO IPV AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE DO IPV REUNIÃO COM AS UNIDADES ORGÂNICAS DO IPV 14 DE NOVEMBRO DE 2012 Pedro Rodrigues Mário Cunha Raquel Vaz AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE DO IPV

Leia mais

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS DOS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS DE PANIFICAÇÃO E PASTELARIA E DO CURSO PROFISSIONAL DE RESTAURAÇÃO DO AGRUPAMENTO

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 1.8.2015 L 206/21 REGULAMENTO (UE) 2015/1329 DA COMISSÃO de 31 de julho de 2015 que altera o Regulamento (UE) n. o 965/2012 no respeitante às operações, pelas transportadoras aéreas da União, das aeronaves

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTO DE LICENCIAMENTO DEPOSIÇÃO DE RESÍDUOS EM ATERRO

NORMA DE PROCEDIMENTO DE LICENCIAMENTO DEPOSIÇÃO DE RESÍDUOS EM ATERRO NORMA DE PROCEDIMENTO DE LICENCIAMENTO DEPOSIÇÃO DE RESÍDUOS EM ATERRO agosto de 2016 NOTA INTRODUTÓRIA A elaboração deste documento tem como finalidade apresentar de uma forma mais sistematizada a tramitação

Leia mais

Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise

Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Assistência Técnica Aprovada em 11-05-2015, após procedimento de consulta escrita aos membros da

Leia mais