TABELA DE REAJUSTE SALARIAL Demais Trabalhadores de 1978 a 2010

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TABELA DE REAJUSTE SALARIAL Demais Trabalhadores de 1978 a 2010"

Transcrição

1 TABELA DE REAJUSTE SALARIAL Demais Trabalhadores de 1978 a 2010 MÊS Valor ÍNDICES % PARCELA A ACRESCENTAR MÊS DE INCIDÊNCIA jan/78 40,00 jan/77 DC Nº 22/77 jan/79 Até 2,5 SM 2.147,00 48,00 jan/78 DC Nº 30/78 Acima 2.147,00 43,00 set/79 Até 2,5 SM 3.066,00 33,00 jan/79 Até 5 SM 6.132,00 24,00 Até 10 SM ,00 21,00 Acima ,00 15,00 jan/80 Até 3 SM 7.092,00 39,52 set/79 DC nº 02/80 Até 10 SM ,00 36,20 235,46 acima de ,00 29, ,70 jul/80 Até 3 SM ,40 39,84 jan/80 Lei 6.708/79 de 30/10/79 Até 10 SM ,00 36, ,87 acima de ,00 28, ,09 jan/81 Até 3 SM ,60 47,30 jul/80 DC Nº 21/81 - Produtividade Até 3 SM ,60 4,00 0,00 Até 10 SM ,00 43,00 746,76 Até 10 SM ,00 4,00 até 15 SM ,00 34, ,12 até 15 SM ,00 4,00 até 20 SM ,00 21, ,45 até 20 SM ,00 4,00 Acima de ,00 0,00 jul/81 Até 3 SM ,00 44,18 jan/81 Lei de 30/10/79 Até 10 SM ,00 40, ,60 Lei de 10/12/80 até 15 SM ,00 32, ,05 até 20 SM ,00 20, ,26 Acima de ,00 0,00 jan/82 Até 3 SM ,00 47,30 jul/81 DC nº 21/81 - Aumento Até 3 SM ,00 4,00 DC nº 21/81 - Produtividade Até 10 SM ,00 43,00 746,76 DC nº 21/81 - Aumento Até 10 SM ,00 4,00 DC nº 21/81 - Produtividade até 15 SM ,00 34, ,12 DC nº 21/81 - Aumento até 15 SM ,00 4,00 DC nº 21/81 - Produtividade até 20 SM ,00 21, ,45 DC nº 21/81 - Aumento até 20 SM ,00 4,00 DC nº 21/81 - Produtividade Acima de ,00 0,00 DC nº 21/81 jul/82 Até 3 SM ,00 48,96 jan/82 Lei de 30/10/79

2 Até 10 SM ,00 44, ,15 Lei de 10/12/80 até 15 SM ,00 35, ,40 até 20 SM ,00 22, ,28 Acima de ,00 0,00 jan/83 104,88 jul/82 DC Nº 23/82 - INPC Jan/83 4,00 jul/82 DC Nº 23/82 - Produtividade jul/83 Até 7 SM ,00 59,35 jan/83 Lei de 30/10/79 até 15 SM ,00 47, ,70 DL de 25/05/83 Até 20 SM ,00 29, ,20 Acima ,00 0,00 jan/84 178,60 jan/83 DC Nº 01/84 - INPC Jan/84 jul/84 Até 3 SM ,00 72,62 jan/84 Lei de 30/10/79 Até 7 SM ,00 58, ,63 DL de 26/10/83 Até 15 SM ,00 43, ,58 Acima ,00 36, ,90 jan/85 216,03 jul/84 DC Nº 30/84 - INPC Jan/85 jul/85 Até 3 SM ,00 72,04 jan/85 Lei de 30/10/79 Até 7 SM ,00 57, ,94 DL de 26/10/83 Até 15 SM ,00 43, ,03 Acima ,00 36, ,83 jan/86 248,62 jul/85 DC nº 39/85 - INPC Jan/86 jul/86 Até 3 SM 2.412,00 36,77 jan/86 Até 7 SM 5.628,00 29,42 886,89 Até 15 SM ,00 22, ,53 Acima ,00 18, ,68 Lei de 30/10/79 out/86 8,00 jan/86 DC nº 63/86 - Acórdão nº 557,87 jan/87 61,70 out/86 DC nº 63/86 e DL Nº 2284/86 fev/87 20,00 jan/87 Gatilho DL de 21/11/86 mar/87 20,00 fev/87 Gatilho DL de 21/11/86 abr/87 20,00 mar/87 Gatilho DL de 21/11/86 mai/87 20,00 abr/87 Gatilho DL de 21/11/86 jan/88 Até ,00 37,50 dez/87 Até ,00 32,50 763,67 dez/87 Até ,00 27, ,39 dez/87 Até ,00 22, ,43 dez/87 Acima de ,00 0, ,43 dez/87 fev/88 URP 9,18 jan/88 DL de 12/06/87 mar/88 URP 16,19 fev/88 DL de 12/06/87 abr/88 URP 16,19 mar/88 DL de 12/06/87 mai/88 URP 21,19 abr/88 DL de 12/06/87 jun/88 URP 17,68 mai/88 DL de 12/06/87 jul/88 URP 17,68 jun/88 DL de 12/06/87 ago/88 URP 25,00 jul/88 DL de 12/06/87 set/88 URP 21,38 ago/88 DL de 12/06/87

3 out/88 URP 21,39 set/88 DL de 12/06/87 nov/88 URP 21,39 out/88 DL de 12/06/87 dez/88 URP 26,05 nov/88 DL de 12/06/87 jan/89 54,26 dez/88 abr/89 11,31 jan/89 Medida Provisória 48/89 mai/89 35,00 jan/89 ACT jun/89 9,91 mai/89 Medida Provisória 70/89 jul/89 110,18 jan/89 Aditivo ao ACT ago/89 28,76 jul/89 Lei 7.789/89 Set/1989 Até 3 SM 578,64 29,34 ago/89 Aditivo ao ACT 15,00 set/89 Aditivo ao ACT - Antecipação Até 5 SM 964,40 23,18 ago/89 Aditivo ao ACT 15,00 set/89 Aditivo ao ACT - Antecipação Até 20 SM 3.857,60 25,95 ago/89 Aditivo ao ACT Acima 20 SM 0,00 out/89 35,95 set/89 Lei 7.789/89 nov/89 dez/89 jan/90 577,90 jan/89 Aditivo ao ACT 54,00 nov/89 Aditivo ao ACT 41,42 nov/89 Lei 7.789/89 10,00 dez/89 Aditivo ao ACT 2.393,65 jan/89 - Reajuste 4,00 jan/90 - Produtividade fev/90 56,11 jan/90 Lei 7.789/89 mar/90 72,78 fev/90 Lei 7.789/89 abr/90 20,00 mar/90 Lei 7.789/89 jan/91 fev/91 abr/91 jul/91 ago/91 Set/1991 nov/91 Até ,00 22,88 dez/90 Até ,00 24,13 jan/91 Até ,00 21,91 fev/91 Até ,50 25,00 abr/91 Aditivo ao ACT Acima de ,50 0,00 Até ,63 10,00 jul/91 Aditivo ao ACT Acima de ,63 0,00 Até ,60 52,76 ago/91 Até ,33 0, ,67 Até ,63 20,00 Acima de ,63 0,00 Aditivo ao ACT Até ,00 23,50 ago/91 Lei 8.222/91 Portaria Acima de ,01 0, ,00

4 jan/92 mar/92 mai/92 jul/92 set/92 nov/92 jan/93 mar/93 mai/93 jul/93 ago/93 set/93 out/93 nov/93 dez/93 jan/94 fev/94 Mar/1994 Jan/1995 SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA Até ,00 701,49 jan/91 DC 801,91, Acima ,00 701,49% sobre R$ ,00 Até ,99 29,50 jan/92 Lei 8.222/91 Portaria 187 Acima de ,00 0, ,04 Até ,00 130,36 jan/92 Lei Portaria 412 Acima de ,01 0, ,76 Até ,00 23,50 mai/92 Lei Portaria 500 Acima de ,01 0, ,00 Até ,82 127,04 mai/92 Lei Portaria 601 Acima de ,82 0, ,40 Até ,82 30,00 set/92 Lei Portaria 01 Acima de ,82 0, ,24 Até ,12 143,48 set/92 ACT Acima de ,12 0, ,24 Até ,00 36,67 jan/93 Lei Portaria 04 Acima de ,00 0, ,00 Até ,00 164,12 jan/93 Lei Portaria 07 Acima de ,00 0, ,03 Até ,00 40,46 mai/93 Lei Portaria 11 Acima de , ,00 Até ,00 19,26 jul/93 Lei Portaria 12 Acima de ,00 0, ,10 Até ,00 190,79 mai/93 Lei Portaria 14 Acima de ,00 0, ,92 Até ,00 25,17 set/93 Lei Portaria 15 Acima de ,00 0, ,64 Até ,00 24,92 out/93 Lei Portaria 17 Acima de ,00 0, ,40 Até ,00 24,89 nov/93 Lei Portaria 19 Acima de ,00 0, ,18 Até ,40 274,90 set/93 ACT Acima ,40 0, ,52 Até ,40 30,25 jan/94 Lei 8.700/93 Portaria 02/94 Acima de ,40 0, , Converter os salário dos meses de Nov/93 a Fev/94 para "URV" pelo dia do pagamento, apurando-se a média. Lei 8.700/ Somar as quantidade de URV`s dos quatro meses. 3 - Dividir o total apurado por 4 (quatro) = Salário de Março/94 Medida Provisória 434/94 Até 558,30 31,00 mar/94 - Região Metropolitana Acima de 558,30 0,00 173,07 - Região Metropolitana Até 455,94 31,00 - Interior Acima de 455,94 141,35 - Interior jan/96 25,00 jan/95 ACT jan/97 9,10 jan/96 ACT

5 jan/98 5,40 jan/97 ACT jan/99 2,00 jan/98 ACT jul/99 1,00 jan/99 ACT jan/00 8,00 jul/99 ACT jan/01 7,66 jan/00 ACT jan/02 10,00 jan/01 ACT jan/03 15,00 jan/02 ACT jan/04 12,00 jan/03 ACT jan/05 8,00 jan/04 ACT jul/05 10,00 jan/04 ACT jan/06 6,98 jan/05 ACT abr/06 9,00 jan/05 ACT jan/07 6,00 jan/06 ACT jan/08 8,00 jan/07 ACT jan/09 7,50 jan/08 ACT set/09 9,15 jan/08 ACT Jan/2010 8,00 Set/09 ACT GLOSSÁRIO ACT DL DC URP URV Acordo Coletivo de Trabalho Convenção Coletiva de Trabalho Decreto Lei Dissídio Coletivo Unidade de Referência de Preços Unidade Real de Valor TABELA DE CONVERSÃO DE MOEDAS Nome Data Início Valor Original Valor Convertido Cruzeiro 15/05/1970 NCr$ 1.234,75 Cr$ 1.234,75 Cruzeiro 16/08/1984 Cr$ 1.234,75 Cr$ Cruzado 28/02/1986 Cr$ Cz$ 1,00 Cruzado Novo 16/01/1989 Cz$ NCz$ 1,00 Cruzeiro 16/03/1990 NCz$ 1.000,00 Cr$ 1,00 Cruzeiro Real 01/08/1993 Cr$ CR$ 1,00 Real 01/07/1994 CR$ 2.750,00 R$ 1,00 Salvador, 01 de Janeiro de Raimundo Ferreira Brito Presidente

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

TABELA DE SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL (REVISADA A DE SC)

TABELA DE SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL (REVISADA A DE SC) TABELA DE SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL (REVISADA A DE SC) REAJUSTAMENTO, ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DOS BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FORMAS DE REAJUSTAMENTO/ACUMULAÇÃO DE BENEFÍCIO 1 - BENEFÍCIOS

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PERCENTUAIS DE REAJUSTE DA CATEGORIA. dez/78 43,00%+10% prop. (4SM) 12/1977 Diss. Coletivo 1.560,00

D E C L A R A Ç Ã O PERCENTUAIS DE REAJUSTE DA CATEGORIA. dez/78 43,00%+10% prop. (4SM) 12/1977 Diss. Coletivo 1.560,00 D E C L A R A Ç Ã O Declaramos para fins de Revisão de Contrato Habitacional, junto ao SISTEMA FINANCEIRO DA HABITAÇÃO, AGENTES FINANCEIROS, BANCO E OUTROS, que a Categoria representada por esta Entidade,

Leia mais

Atualização de $ 602,77 de Abr-2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48

Atualização de $ 602,77 de Abr-2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48 CONTINUO de $ 602,77 de 2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48 06=0,12%; Mai-06=0,13%; Jun-06=-0,07%; Jul-06=0,11%; Ago-06=-0,02%; Set- 06=0,43%; Nov-06=0,42%; Dez-06=0,62%; Jan-07=0,49%;

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. março de 2014

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. março de 2014 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE março de 2014 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2013

Leia mais

SALÁRIO MÍNIMO. o A estudo seguir, de vamos sua evolução. divulgar, para as principais regiões, o valor do salário mínimo desde sua instituição, o que

SALÁRIO MÍNIMO. o A estudo seguir, de vamos sua evolução. divulgar, para as principais regiões, o valor do salário mínimo desde sua instituição, o que SALÁRIO MÍNIMO EVOLUÇÃO DO DO SALÁRIO SALÁRIO MÍNIMO MÍNIMO Desde quando teve teve seu seu primeiro primeiro valor fixado valor oficialmente fixado oficialmente em 190, em época 190, em que época a moeda

Leia mais

RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS

RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS PROCESSO 0044666-44.4466.4.44.0666 VARA TRABALHISTA RECLAMANTE RECLAMADO DISTRIBUIÇÃO DATA CÁLCULO RECLAMANTE DA SILVA RECLAMADA LTDA 17/jun/16 26/set/16 RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

ANTECIPAÇÃO SALARIAL ABRIL/2014

ANTECIPAÇÃO SALARIAL ABRIL/2014 ANTECIPAÇÃO SALARIAL ABRIL/2014 mesmo, a procederem, na competência Abril/2014, uma antecipação salarial de 5,62% (cinco vírgula sessenta e dois por cento) correspondente ao INPC fixado para Abril de 2014,

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 -

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE março de 2015 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2014

Leia mais

OPERAÇÕES DE FRETE/2011

OPERAÇÕES DE FRETE/2011 JAN (lta) 213.840 213.840 48.693,90 213.840 213.840 48.693,90 FEV 48.300 48.300 4.859,10 91.839 91.839 8.767,52 722.756 722.756 45.937,39 MAR 862.895 862.895 59.564,01 142.600 142.600 12.482,77 290.232

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste)

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) Categoria: Profissionais da Educação da Rede Estadual de Ensino do Rio de Janeiro (Magistério) Deflatores:

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS. Observatório de Recursos Humanos em Saúde SETEMBRO / 2015

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS. Observatório de Recursos Humanos em Saúde SETEMBRO / 2015 1 SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS Indicadores de Recursos Humanos- SES/SP Observatório de Recursos Humanos em Saúde SETEMBRO / 2015 Equipe Técnica: Adriana R. L. Carro -

Leia mais

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48 25/05/2015 10:59:09 Página 1 Grupo: 000894 Prazo: 084 Prazo Restante: 062 Assembleia Atual: 023 11/06/2015 Vencimento: 08/06/2015 Participantes: 600 Cotas Vagas: 000 Característica: 1 SORTEIO - 1 SORTEIO

Leia mais

em seguida veremos como esses dados variam em termos percentuais.

em seguida veremos como esses dados variam em termos percentuais. Introdução O trabalho a seguir desenvolvido tem por finalidade explicar o que são e como funcionam alguns índices econômicos e financeiros, tais como IBOVESPA; NASDAQ, entre outros que aqui serão apresentados,

Leia mais

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário 03 09 10 11 13 15 16 18 20 22 24 26 28 29 31 33 02 1. Imobiliário I 03 1. Imobiliário I 04 1. Imobiliário I 05 1. Imobiliário I 06 1. Imobiliário I 07 1. Imobiliário I 1. LANÇAMENTO 2. OBRAS 3. CONCLUÍDO

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 02/2013

COMUNICADO SDG Nº 02/2013 COMUNICADO SDG Nº 02/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulga aos órgãos jurisdicionados da área municipal o calendário de obrigações para 2013 necessárias ao atendimento das exigências

Leia mais

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro Mês: Janeiro 1.5 - Mês: Fevereiro 1.5 - Mês: Março 1.5 - Mês: Abril 1.5 - Mês: Maio 1.5 - Mês: Junho 1.5 - Mês: Julho 1.5 - Mês: Agosto 1.5 - Mês: Setembro 1.5 - Mês: Outubro 1.5 - Mês: Novembro 1.5 -

Leia mais

ADVOCACIA GERAL DA UNIAO Procuradoria Geral da Uniao Departamento de Calculos e Pericias - DECAP ( NECAP NO ESTADO DO

ADVOCACIA GERAL DA UNIAO Procuradoria Geral da Uniao Departamento de Calculos e Pericias - DECAP ( NECAP NO ESTADO DO FICHA FINANCEIRA REFERENTE A 2002 JAN FEV MAR ABR MAI JUN 00182 ADIANT.GRATIF.NATALINA - APOS. R 1 82118 GRAT.DES.TEC.ADM.L10404/GDATA R 1 142,12 142,12 142,12 142,12 142,12 142,12 63,00 63,00 63,00 70,00

Leia mais

II REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT Associação Médica do Paraná Curitiba/PR 28 de março de 2015

II REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT Associação Médica do Paraná Curitiba/PR 28 de março de 2015 II REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT Associação Médica do Paraná Curitiba/PR 28 de março de 2015 Rua França Rua Pinto, França 332 Pinto, Vila 332 Mariana Vila Mariana - São - Paulo São Paulo Brasil Brasil CEP

Leia mais

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15 31-jan-15 a - Saldo atual dos CRI Seniors (37.502.102,11) c - Saldo devedor total da carteira, encargos e valores a processar 37.502.133,30 f - Excedente / (Falta) 1.034,16 28-fev-15 a - Saldo atual dos

Leia mais

00000000000002 FOZPREVIDÊNCIA - FUNDO PREVIDÊNCIARIO

00000000000002 FOZPREVIDÊNCIA - FUNDO PREVIDÊNCIARIO Pagina 1 de 5 Extrato Diário da no Período de 01/01/2012 Até 31/08/2012 s TODAS 02/01/2012 121029070000 Contribuições de Servidor Ativo para o Regime Próprio de Previdência 284.612,00 05/01/2012 10/01/2012

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011 2 3 4 5 6 7 8 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 22 Aula Data Evento 7/0 a 22/0 Período para solicitação de provas de 2ª chamada 23 24 25 26 27 28 29 26/jan Entrada de novos alunos + AVA (OFERTA JANEIRO 20) 30 3 3/0

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO 2010 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico AD HOC Revisão Técnica: José Varela Donato SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS

Leia mais

Alturas mensais de precipitação (mm)

Alturas mensais de precipitação (mm) Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos AGUASPARANÁ - Instituto das Águas do Paraná Sistema de Informações Hidrológicas - SIH Alturas mensais de precipitação (mm) Estação: Município: Tipo: Altitude:

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

EVOLUÇÃO DO VENCIMENTO E REMUNERAÇÃO DOS DOCENTES DAS UEBA S EM 2015

EVOLUÇÃO DO VENCIMENTO E REMUNERAÇÃO DOS DOCENTES DAS UEBA S EM 2015 Escritório Regional da Bahia Rua do Cabral 15 Nazaré CEP 40.055.010 Salvador Bahia Telefone: (71) 3242-7880 Fax: (71) 3326-9840 e-mail: erba@dieese.org.br Salvador, 27 de Outubro de 2015 EVOLUÇÃO DO VENCIMENTO

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013 CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013 PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar out/12 59,2% 20,5%

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 605/2013. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO, por seu ÓRGÃO ESPECIAL, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 605/2013. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO, por seu ÓRGÃO ESPECIAL, no uso de suas atribuições legais, Disponibilização: Quarta-feira, 10 de Julho de 2013 Diário da Justiça Eletrônico - Caderno Administrativo São Paulo, Ano VI - Edição 1451 2 TRIBUNAL DE JUSTIÇA SEMA 1.1.3 RESOLUÇÃO Nº 605/2013 O TRIBUNAL

Leia mais

Gestor(a): Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira

Gestor(a): Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira Gestor(a): Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira Meta Meta 2 de 29 Meta 2 de 21 Meta 2 de 212 Meta 2 de 213 Descrição Identificar os processos judiciais mais antigos e adotar medidas concretas

Leia mais

200 180 Indice (abr/2004=100) 160 140 120 100 80 dez/97 jun/98 dez/98 jun/99 dez/99 jun/00 dez/00 jun/01 dez/01 jun/02 dez/02 jun/03 dez/03 jun/04 dez/04 jun/05 dez/05 jun/06 dez/06 jun/07 dez/07 Faturamento

Leia mais

OS DESAFIOS DO CONGRESSO PARA 2017 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA HÉLIO ZYLBERSTAJN FEA/USP E FIPE

OS DESAFIOS DO CONGRESSO PARA 2017 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA HÉLIO ZYLBERSTAJN FEA/USP E FIPE HÉLIO ZYLBERSTAJN FEA/USP E FIPE Brasília 08/02/2017 1. Introdução 2. Terceirização (PL da Câmara 30/2015) 3. Trabalho Intermitente (PL do Senado 218/2016 4. Programa Seguro-Emprego (MP 761/2016) 5. Reforma

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar mar/10 63,0% 27,3% 8,7% fev/11 65,3%

Leia mais

DICAS SOBRE AÇÕES PREVIDENCIÁRIAS REVISIONAIS

DICAS SOBRE AÇÕES PREVIDENCIÁRIAS REVISIONAIS DICAS SOBRE AÇÕES PREVIDENCIÁRIAS REVISIONAIS O Núcleo de Contadoria da Subseção Judiciária de Porto Alegre-RS idealizou este conjunto de dicas sobre ações previdenciárias revisionais no intuito de proporcionar

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA DE PESSOAL

ESTADO DO TOCANTINS CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO CAMARA MUNICIPAL DE SAO VALERIO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA DE PESSOAL LRF, Artigo 55, inciso I, alínea "a" - Anexo I JANEIRO/2013 FEV/2012 a JAN/2013 DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) 22.609,19 Pessoal Ativo 22.609,19 TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Relatório Trabalhista Nº 014 17/02/97 INSS - SALÁRIO DE BENEFÍCIO ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA PARA

Leia mais

Extrato de Unidade. Período de 01/01/1901 até 22/06/2015 2542 COND.JULHO/2007(50%) 162,00 4073 FUNDO DE RESERVA 18,00 2542 COND.

Extrato de Unidade. Período de 01/01/1901 até 22/06/2015 2542 COND.JULHO/2007(50%) 162,00 4073 FUNDO DE RESERVA 18,00 2542 COND. 13975867 20/07/2007 033508 13991044 02/08/2007 034027 13998459 02/09/2007 034534 14014148 20/09/2007 034969 14031362 08/10/2007 035487 14049982 02/11/2007 036071 14065498 02/12/2007 036420 14083661 02/01/2008

Leia mais

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS Setembro de APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de

Leia mais

RECEBIMENTOS EM ATRASO

RECEBIMENTOS EM ATRASO Página: 1 RECEBIMENTOS EM ATRASO Recibo Unidade: Histórico Valor Total 14107481 46645165 46543815 46653454 46322894 46334708 46653377 46657430 46512906 46652358 46652273 46649795 46415955 46645056 46640429

Leia mais

EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B

EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B Os instantes do nascer, passagem meridiana e ocaso dos planetas ( exceto Plutão ), Sol e Lua são apresentados para seis cidades brasileiras : Longitude ( W ) Latitude ( S ) o

Leia mais

Transporte Urbano sobre Trilhos Fonte: Concessionárias

Transporte Urbano sobre Trilhos Fonte: Concessionárias Transporte Urbano sobre Trilhos Fonte: Concessionárias Os números consideram os passageiros transportados, incluindo as transferências entre linhas. JANEIRO 01/10 01/11 % Acumulado no ano até Jan % Metrô-SP

Leia mais

10.000.000,00 9.154.690,15 9.000.000,00 8.000.000,00 7.195.564,56

10.000.000,00 9.154.690,15 9.000.000,00 8.000.000,00 7.195.564,56 10.000.000,00 9.154.690,15 9.000.000,00 8.543.230,16 8.000.000,00 7.195.564,56 7.000.000,00 6.000.000,00 5.000.000,00 4.000.000,00 3.000.000,00 2.000.000,00 1.000.000,00 0,00 1.959.125,59 1.347.665,60

Leia mais

CALENDÁRIO DE FERIADOS - 2016 MUNICÍPIO DIA MÊS DATA COMEMORATIVA FERIADO 1º JAN Confraternização Universal Nacional

CALENDÁRIO DE FERIADOS - 2016 MUNICÍPIO DIA MÊS DATA COMEMORATIVA FERIADO 1º JAN Confraternização Universal Nacional CALENDÁRIO DE FERIADOS - 2016 MAR Data Magna do Estado /Sexta-feira Santa Estadual / Municipal 15 21 ABR Anivsersário do Município/Tiradentes Municipal / Nacional ACARAPE JUN Padroeiro do Município (São

Leia mais

P R O V I M E N T O nº 019 / 97

P R O V I M E N T O nº 019 / 97 P R O V I M E N T O nº 019 / 97 Tabela de Fatores de Atualização Monetária (ADOÇÃO). A CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA, usando das atribuições que lhes são conferidas pelo Inc. VIII, do art. 54, do Regimento

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Relatório Trabalhista Nº 099 09/12/96 INSS EM ATRASO TABELA DE COEFICIENTES PARA DEZEMBRO/96

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços. Abril de 2013

Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços. Abril de 2013 Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços Abril de 2013 Definições A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP com base em dados do sistema RAISCAGED do Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

FENÔMENOS 2015 17 A HORA LEGAL DO FUSO DE -3 HORAS

FENÔMENOS 2015 17 A HORA LEGAL DO FUSO DE -3 HORAS FENÔMENOS 2015 17 A Jan. 2 9 Aldebarã 1 S da Lua 4 4 Terra no perihélio 5 1h53min LUA CHEIA 8 5 Júpiter 4 N da Lua 8 23 Regulus 4 N da Lua 9 15 Lua no apogeo 13 6h46min QUARTO MINGUANTE 13 7 Spica 3 S

Leia mais

OS DESEQUILÍBRIOS CONTRATUAIS EM FINANCIAMENTOS PELA TABELA PRICE

OS DESEQUILÍBRIOS CONTRATUAIS EM FINANCIAMENTOS PELA TABELA PRICE OS DESEQUILÍBRIOS CONTRATUAIS EM FINANCIAMENTOS PELA PARTE II TABELA PRICE Finalmente, ainda no grupo da Disponibilidade de Renda e concluindo o exame dos principais fatores de Redução Relativa de Renda,

Leia mais

Orçamento de Financiamento dos Recursos do Projecto

Orçamento de Financiamento dos Recursos do Projecto Jun-09 Jul-09 Ago-09 Set-09 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 Jun-10 Ajudas de Custo TS nível 6 Ajudas de Custo TS nível 3 Advogado 0,00 2500,00 Portátil 1 + Office 1500,00 Portátil

Leia mais

Promessa: Controlar a Inflação

Promessa: Controlar a Inflação Promessa: Controlar a Inflação Entendimento O Conselho Monetário Nacional define uma meta de inflação anual e uma banda em torno da meta, equivalente a mais ou menos 02 pontos de percentagem. Atualmente

Leia mais

Matemática Financeira. Aula 03 Taxa Real de Juros

Matemática Financeira. Aula 03 Taxa Real de Juros Matemática Financeira Aula 03 Taxa Real de Juros Inflação É o fenômeno conhecido como o aumento persistente dos preços de bens e serviços Fatores: Escassez de produtos, déficit orçamentário, emissão descontrolada

Leia mais

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF Goiânia GO Janeiro 2010 SUMÁRIO Tabela 1 - Síntese dos Resultados 3 Tabela 2 - Variações percentuais sobre o mês anterior 3 Análise dos Resultados 4 Tabela 3 - Intenção

Leia mais

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS Julho de 2015 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS Agosto de 2014 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - SETEMBRO

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - SETEMBRO Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - SETEMBRO 2016 - SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS DA PESQUISA...

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007 Taxa de desemprego registra variação negativa, devido a saída de pessoas do mercado de trabalho. As informações captadas pela Pesquisa

Leia mais

ECO Economia Brasileira

ECO Economia Brasileira Federal University of Roraima, Brazil From the SelectedWorks of Elói Martins Senhoras Winter January 1, 2012 ECO 112 - Economia Brasileira Eloi Martins Senhoras Available at: http://works.bepress.com/eloi/132/

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Abril de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Números de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores

Leia mais

Tabela 5.76 - Dez maiores ocorrências mensais registradas no PROCON Juiz de Fora, 2008

Tabela 5.76 - Dez maiores ocorrências mensais registradas no PROCON Juiz de Fora, 2008 Janeiro Fevereiro Telefonia celular 370 13,50 Telefonia celular 372 14,50 Cartão de crédito 334 12,19 316 12,31 294 10,73 Cartão de crédito 281 10,95 Banco comercial 230 8,39 Banco comercial 199 7,76 expansão,/compra

Leia mais

Relatório da Pesquisa Conjuntural

Relatório da Pesquisa Conjuntural -12,3% -13, -13,5% -13,1% -12,7% -12,4% -12,7% -7,9% -9,3% -6,9% -2,7% -0,2% I Resultado Nacional Os dados divulgados no Relatório da Pesquisa Conjuntural, elaborados com base nas informações das empresas

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Setembro de 2007 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Pagamentos Parcelados: Acesso ao crédito sem juros

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego. Abril 2011

Pesquisa Mensal de Emprego. Abril 2011 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2011 1 1 Rio de Janeiro, 26/05/2011 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro O Janeiro

Leia mais

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO Índice 127,6 126,9 126,5 Condições Atuais do Empresário do Comércio 102,2-1,1% -3,9% Economia

Leia mais

Atenciosamente, Mário Fernando Maia Queiroz Vice-Presidente da Diretoria Executiva

Atenciosamente, Mário Fernando Maia Queiroz Vice-Presidente da Diretoria Executiva Para facilitar o acompanhamento do cenário econômico do Estado do Maranhão, apresentamos este artigo com os exames da atividade bancária, suas fontes de recursos e respectivas aplicações no período de

Leia mais

O céu que enxergamos. Roberto Ortiz EACH/USP

O céu que enxergamos. Roberto Ortiz EACH/USP Océuqueenxergamos RobertoOrtiz EACH/USP Nestaaulaestudaremos: Oquesãoasconstelações? Aeclípticaeozodíaco Asconstelaçõeszodiacais Planetasinterioreseexteriores Algumasconstelaçõesfacilmenteidentificáveisnocéu

Leia mais

INDEXADORES econômicos

INDEXADORES econômicos INDEXADORES econômicos Fontes: Jornal do Commercio Confederação Nacional do Comércio IPC-RJ / FGV IPC NO IGP-M / FGV Jul./08 331,178 0,22 4,20 5,92 Ago. 331,726 0,17 4,37 5,76 Set. 331,010-0,22 4,14 5,04

Leia mais

Instrumento de Monitoramento da Vigilância do Óbito MIF/Materno, Infantil e Fetal 2013. DIRES: Microrregião: Macrorregião:

Instrumento de Monitoramento da Vigilância do Óbito MIF/Materno, Infantil e Fetal 2013. DIRES: Microrregião: Macrorregião: GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Instrumento de Monitoramento da Vigilância do Óbito MIF/Materno, Infantil e Fetal 2013 Município: População: DIRES: Microrregião: Macrorregião:

Leia mais

e a definição dos procedimentos. Sistema informatizado adequado à metodologia utilizada. Manual de procedimentos elaborado/atualizado.

e a definição dos procedimentos. Sistema informatizado adequado à metodologia utilizada. Manual de procedimentos elaborado/atualizado. ANEXO I CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLEMENT AÇÃO DA CONT ABILIDADE APLICADA AO SET OR PÚBLICO PORTARIA STN n.º 753, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012 I - Reconhecimento,

Leia mais

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho.

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. Segundo apuração da PME (Pesquisa Mensal do Emprego), realizada pelo IBGE,

Leia mais

Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA

Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA Curso de Especialização MBA Gestão Estratégica em Tecnologia da Informação ANO MÊS CRONOGRAMA Dia Data Disciplina ch seg 07/09/15

Leia mais

Taxa de desemprego registra comportamento diverso entre as regiões

Taxa de desemprego registra comportamento diverso entre as regiões Taxa de desemprego registra comportamento diverso entre as regiões AGOSTO DE 2016 As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego revelam que a taxa de desemprego cresceu em Porto Alegre

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro. Dezembro de 2016

CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro. Dezembro de 2016 CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro de 2016 Peic Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atraso Não Terão Condições de Pagar dez/15 61,1% 23,2%

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DAS CONTADORIAS-PARTIDORIAS. Vol.3 Cálculo Previdenciário

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DAS CONTADORIAS-PARTIDORIAS. Vol.3 Cálculo Previdenciário PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios CORREGEDORIA DA JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS Secretaria-Geral da Corregedoria Secretaria dos Órgãos

Leia mais

Pressão sobre os salários continua em queda, apesar da taxa de desemprego estável

Pressão sobre os salários continua em queda, apesar da taxa de desemprego estável Pressão sobre os salários continua em queda, apesar da taxa de desemprego estável Estimativa da Fipe e da Catho para a taxa de desemprego do décimo mês do ano é de 5,0%, 0,1 ponto percentual maior do que

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 02/2013

COMUNICADO SDG Nº 02/2013 COMUNICADO SDG Nº 02/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulga aos órgãos jurisdicionados da área municipal o calendário de obrigações para 2013 necessárias ao atendimento das exigências

Leia mais

Cesta Básica DIEESE/PROCON atinge o maior valor de sua história. Gráfico 1 Cesta Básica DIEESE/PROCON Valor Diário (EM URV/Real) 190,00 2º. Sem.

Cesta Básica DIEESE/PROCON atinge o maior valor de sua história. Gráfico 1 Cesta Básica DIEESE/PROCON Valor Diário (EM URV/Real) 190,00 2º. Sem. ANOTE Informativo Eletrônico do DIEESE Ano 4, N.º. 38 Maio de 2.003 1 CONJUNTURA Cesta Básica DIEESE/PROCON atinge o maior valor de sua história Calculada diariamente desde março de 1990, ou seja, a mais

Leia mais

EMPREGO E RENDA 2003 UM ANO DE DESEMPREGO E DE QUEDA ACENTUADA DO RENDIMENTO NOS GRANDES CENTROS URBANOS

EMPREGO E RENDA 2003 UM ANO DE DESEMPREGO E DE QUEDA ACENTUADA DO RENDIMENTO NOS GRANDES CENTROS URBANOS EMPREGO E RENDA 2003 UM ANO DE DESEMPREGO E DE QUEDA ACENTUADA DO RENDIMENTO NOS GRANDES CENTROS URBANOS Em dezembro, a pesquisa de emprego do IBGE registrou uma taxa de desocupação de 10,9%. Como é normal

Leia mais

CRF-RJ Conselho Regional de Farmácia do Estado do Rio de Janeiro Serviço de Registro (SR) RELATÓRIO JUNHO 2013 ÍNDICE

CRF-RJ Conselho Regional de Farmácia do Estado do Rio de Janeiro Serviço de Registro (SR) RELATÓRIO JUNHO 2013 ÍNDICE RELATÓRIO JUNHO ÍNDICE PROTOCOLO...2 PETIÇÕES PROTOCOLIZADAS NA SEDE E SECCIONAIS...2 1) SEDE...2 2) SECCIONAIS...2 a 4 TOTAL DE PETIÇÕES PROTOCOLIZADAS NO CRF-RJ...4 ATENDIMENTO PRESENCIAL E TELEFÔNICO

Leia mais

VPAR/762/2008 ANEXO III COMPANHIA FORÇA E LUZ DO OESTE - CFLO Manifestação Formal à NT 356/2008-SRE/ANEEL Consulta Pública 018/2008 DETERMINAÇÃO DO VALOR DA PARCELA A PERDAS Guarapuava, Dezembro de 2.008.

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Balanço de 2015: a inflação virou o jogo e ganhou a corrida contra os salários.

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Balanço de 2015: a inflação virou o jogo e ganhou a corrida contra os salários. mercado de trabalho e negociações coletivas boletim: janeiro/2016 Balanço de 2015: a inflação virou o jogo e ganhou a corrida contra os salários. No primeiro semestre, os reajustes medianos ficaram ligeiramente

Leia mais

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário Boletim Econômico e do Setor Portuário Junho de 2014 Sumário Indicadores da Economia Nacional... 2 O Produto Interno Bruto PIB no primeiro trimestre de 2014... 2 Os Índices de Inflação... 3 O Mercado de

Leia mais

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS Janeiro de 2014 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

Taxa de desemprego registra comportamento de relativa estabilidade em todas as regiões

Taxa de desemprego registra comportamento de relativa estabilidade em todas as regiões Taxa de desemprego registra comportamento de relativa estabilidade em todas as regiões OUTUBRO DE 2016 As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego revelam que a taxa de desemprego apresentou

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de agosto/2016 Reajustes x inflação em julho: o jogo continua empatado. E cada vez menos acordos para redução

Leia mais

Google Adwords. Campanha Placontec Relatório 08/2012 08/2013

Google Adwords. Campanha Placontec Relatório 08/2012 08/2013 Google Adwords Campanha Placontec Relatório 08/2012 08/2013 COZINHA PROFISSIONAL COZINHA INDUSTRIAL RESTAURANTES A nova campanha Adwords da Placontec foi pensada de acordo com os segmentos: Planejamento,

Leia mais

Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010

Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010 Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010 Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego para junho de 2010 confirmam a recuperação do emprego

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de setembro/2016 Em agosto, cresceu o número de negociações com ajustes abaixo da inflação. Documentos analisados

Leia mais

ANÁLISE DAS PROPOSTAS DE REAJUSTE SALARIAL DOS SERVIDORES, DATA BASE 2015 Por Cid Cordeiro Silva Silva

ANÁLISE DAS PROPOSTAS DE REAJUSTE SALARIAL DOS SERVIDORES, DATA BASE 2015 Por Cid Cordeiro Silva Silva ANÁLISE DAS PROPOSTAS DE REAJUSTE SALARIAL DOS SERVIDORES, DATA BASE 2015 Por Cid Cordeiro Silva Silva A negociação salarial na data base é o momento de atualizar o rendimento recuperando as perdas salariais

Leia mais