AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE À PROVA FINAL DE 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO /2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE À PROVA FINAL DE 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO /2015"

Transcrição

1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE À PROVA FINAL DE 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO /2015 1º ciclo PORTUGUÊS Ano de escolaridade 4º 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova final do 1.º Ciclo da disciplina de Português, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação Caracterização da prova Critérios gerais de classificação Material Duração Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve também ser considerado o Despacho Normativo n.º24- A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho Normativo n.º 15971/2012, de 14 de dezembro e o Despacho Normativo nº 6-A/2015 de 5 de março. A prova irá respeitar as adequações no processo de avaliação (artigo 20.º do Decreto Lei n.º3/2008), constantes do programa educativo individual de cada aluno, tendo como referência os conteúdos do programa e as metas curriculares de Português do Ensino Básico, devendo ter em conta as características de aprendizagem e as dificuldades específicas de cada aluno. 2. Objeto de avaliação A prova permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada, nos domínios da Leitura e Escrita, da Educação Literária e da Gramática. Nos domínios da Leitura e da Educação Literária poderão ser usados textos da «Lista de obras e textos para Educação Literária» (Metas Curriculares de Português) ou de outras obras literárias. No domínio da Gramática serão avaliados apenas os conteúdos comuns ao Programa de Português do Ensino Básico e às Metas Curriculares de Português. Informação Português 1º ciclo Página 1 de 5

2 3. Caracterização da prova A prova é realizada no enunciado. A prova é constituída por dois cadernos (Caderno 1 e Caderno 2), num total de quatro grupos. A prova é cotada para 100 pontos. A valorização dos domínios da prova apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios Grupos I II III IV Domínios Leitura Educação Literária Gramática Escrita Cotação (em pontos) Nota: Pelo facto de a prova ser realizada antes do final do ano letivo, apenas serão contemplados os conteúdos do domínio da Gramática comuns ao Programa de Português do Ensino Básico e às Metas Curriculares de Português. Em cada grupo, além dos domínios em foco, podem ser mobilizadas aprendizagens de outros domínios. - Nos Grupo I e II, avalia-se a aprendizagem nos domínios da Leitura, Compreensão leitora e da Educação Literária. Estes grupos têm como suporte, respetivamente, um texto não literário e um texto literário e podem integrar itens de seleção e itens de construção. - No Grupo III avalia-se a aprendizagem no domínio da Gramática, através de itens de seleção e de itens de construção. - O Grupo IV, que permite avaliar a aprendizagem no domínio da Escrita, é constituído por um item de resposta extensa. Este item apresenta orientações no que respeita à tipologia textual, ao tema e à extensão de pelo menos, 70 palavras. Informação Português 1º ciclo Página 2 de 5

3 A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2 Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) Itens de seleção Escolha múltipla Associação Ordenação Completamento 6 a 10 2 a 6 Itens de construção Completamento Resposta curta Resposta restrita 6 a 10 2 a 8 Resposta extensa Critérios gerais de classificação Notas: Alguns dos itens de escolha múltipla, de associação/correspondência e de resposta curta podem apresentar-se sob a forma de tarefas de completamento. Alguns dos itens de resposta curta e de resposta restrita podem apresentar-se sob a forma de tarefas de transformação. A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. A classificação das provas nas quais se apresente, pelo menos, uma resposta escrita integralmente em maiúsculas é sujeita a uma desvalorização de dois pontos. No presente ano letivo, na classificação das provas, apenas será considerada correta a grafia que seguir o que se encontra previsto no Acordo Ortográfico de 1990 (actualmente em vigor). Itens de seleção Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de ordenação, a cotação do item só é atribuída às respostas em que a sequência apresentada esteja integralmente correta e completa. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Informação Português 1º ciclo Página 3 de 5

4 Nos itens de associação e nos de completamento são atribuídas pontuações às respostas total ou parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Itens de construção Nos itens de completamento e nos de resposta curta, a cotação do item só é atribuída às respostas totalmente corretas. Poderão ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta restrita e de resposta extensa, os critérios de classificação apresentam-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo relativos a cada item implica que a resposta seja classificada com zero pontos. No domínio da organização e correção da expressão escrita, considera-se, em cada resposta, o número de ocorrências de erro nos planos ortográfico, de pontuação, lexical, morfológico e sintático, com a seguinte combinação: grupo A: planos ortográfico 1 e de pontuação; grupo B: planos lexical, morfológico e sintático. Os descritores de níveis de desempenho da produção escrita (Grupo IV) integram os parâmetros Tema e Tipologia; Coerência e Adequação da Informação; Estrutura e Coesão; Morfologia e Sintaxe; Repertório Vocabular; Ortografia. A versão integral dos critérios gerais de classificação será publicada, antes da realização da prova, em simultâneo com as instruções de realização. 1 No plano ortográfico, incluem-se os erros de acentuação e de translineação, bem como o uso indevido de letra minúscula ou de letra maiúscula inicial. Deve ser contabilizada como uma única ocorrência quer a repetição de uma palavra com o mesmo erro ortográfico, quer a presença de mais de um erro na mesma palavra (incluindo erro de acentuação, erro de translineação e uso indevido de letra minúscula ou de letra maiúscula inicial). 2 Para efeitos de contagem, considera-se uma palavra qualquer sequência delimitada por espaços em branco, mesmo quando esta integre elementos ligados por hífen (exemplo: /di-lo-ei/). Qualquer número conta como uma única palavra, independentemente dos algarismos que o constituam (exemplo: /2014/). 5. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta. As respostas são registadas no enunciado da prova. A folha de rascunho fornecida ao aluno não será recolhida para classificação. Não é permitida a consulta de dicionário. Informação Português 1º ciclo Página 4 de 5

5 Não é permitido o uso de corretor. 6. Duração A prova tem a duração de 90 minutos. Caderno 1 60 minutos. Caderno 2 30 minutos. O Caderno 1 é recolhido ao fim de 60 minutos. O Caderno 2 é recolhido ao fim de 30 minutos. Informação Português 1º ciclo Página 5 de 5

6 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL INFORMAÇÃO DE PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE À PROVA FINAL DE 1º CICLO /2015 1º Ciclo MATEMÁTICA Ano de escolaridade 4º 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova final do 1.º Ciclo da disciplina de Matemática, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação Caracterização da prova Critérios gerais de classificação Material Duração Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve também ser considerado o Despacho Normativo n.º24- A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho Normativo n.º 15971/2012, de 14 de dezembro e Despacho Normativo nº 6-A/2015 de 5 de março. A prova irá respeitar as adequações no processo de avaliação (artigo 20.º do Decreto Lei n.º3/2008), constantes do programa educativo individual de cada aluno, tendo como referência os conteúdos do programa da disciplina e, supletivamente, as metas curriculares estabelecidas para a correspondente prova final de ciclo de Matemática do 4.º ano de escolaridade, devendo ter em conta as características de aprendizagem e as dificuldades específicas de cada aluno. Informação de Prova Final de Matemática 1º ciclo Página 1/5

7 Objeto de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL A prova tem como referência o Programa e as Metas Curriculares de Matemática do Ensino Básico bem como as adequações curriculares constantes nos Programas Educativos Individuais dos alunos e permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada, nomeadamente a capacidade de aplicar conhecimentos na resolução de problemas e em situações que implicam comunicação e raciocínio matemáticos. Os temas/tópicos que constituem o objeto de avaliação são os seguintes: Números e operações Geometria e medida Organização e tratamento de dados Caracterização da prova A prova é constituída por dois cadernos (Caderno 1 e Caderno 2). O aluno realiza a prova no enunciado. Os itens podem ter como suporte um ou mais documentos, como, por exemplo, textos, figuras, tabelas, e gráficos. A sequência dos itens pode não corresponder à sequência dos temas do Programa. Os itens podem envolver a mobilização de conteúdos relativos a mais do que um dos domínios do Programa. A prova é cotada para 100 pontos. A valorização dos temas na prova apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos temas Temas Cotação (em pontos) Tema I - Números e operações 35 a 50 Tema II - Geometria e medida (ver nota) 35 a 50 Tema III - Organização e tratamento de dados 10 a 25 Nota: Pelo facto de a prova ser realizada antes do final do ano letivo, não serão contemplados, conteúdos do domínio Organização e Tratamento de dados do 4º ano. A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. Informação de Prova Final de Matemática 1º ciclo Página 2/5

8 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) Itens de seleção Itens de construção Escolha múltipla Associação Ordenação Completamento Completamento Resposta curta Resposta restrita 5 a 10 3 a 5 12 a 20 3 a 10 Critérios gerais de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. Itens de seleção Nos itens selecção, a cotação do item só é atribuída às respostas integralmente corretas. Podem ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Itens de construção Nos itens de completamento e nos de resposta curta, a cotação do item só é atribuída às respostas totalmente corretas. Poderão ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta restrita, os critérios de classificação apresentam-se organizados por níveis de desempenho ou por etapas. A cada nível de desempenho ou a cada etapa corresponde uma dada pontuação. Salvo indicação em contrário no critério específico, à classificação do item deve ser aplicada a desvalorização correspondente a erros de cálculo que envolvam as quatro operações elementares. Informação de Prova Final de Matemática 1º ciclo Página 3/5

9 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL A versão integral dos critérios gerais de classificação será publicada antes da realização da prova, em simultâneo com as instruções de realização. Material O aluno apenas pode usar como de material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta. O uso do lápis só é permitido nos itens em que essa indicação é dada, nomeadamente, nas construções que envolvam a utilização de material de desenho. O aluno deve ser portador de material de desenho e de medição (lápis, borracha, régua graduada e compasso). Não é permitido o uso de corretor. Duração A prova tem a duração de 90 minutos. Caderno 1 45 minutos. Caderno 2-45 minutos. O Caderno 1 é recolhido ao fim de 45 minutos. O Caderno 2 é recolhido ao fim de 45 minutos. Informação de Prova Final de Matemática 1º ciclo Página 4/5

10 Agrupamento de Escolas do Alandroal INFORMAÇÃO DA PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE ESTUDO DO MEIO -1º CICLO- -ANO LETIVO 2014/2015 Introdução Este documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 1.º ciclo do ensino básico da disciplina de Estudo do Meio, a realizar em 2015 pelos alunos autopropostos ao abrigo do Despacho Normativo nº6-a/2015, de 5 de março. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios de classificação; Material; Duração. Deve ser dado a conhecer aos alunos para que fiquem devidamente informados sobre a prova que irão realizar. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Estudo do Meio do Ensino Básico, homologado em 1991, e permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada, nomeadamente a capacidade de aplicar conhecimentos. Os temas/tópicos que constituem o objeto de avaliação são os que a seguir se discriminam: À DESCOBERTA DE SI MESMO O seu corpo A segurança do seu corpo À DESCOBERTA DOS OUTROS E DAS INSTITUIÇÕES O passado do meio local O passado nacional Reconhecer símbolos nacionais À DESCOBERTA DO AMBIENTE NATURAL Aspetos físicos do meio Os astros Aspetos físicos de Portugal 1

11 À DESCOBERTA DAS INTER-RELAÇÕES ENTRE ESPAÇOS O contato entre a terra e o mar Os aglomerados populacionais Portugal na europa e no mundo À DESCOBERTA DOS MATERIAIS E OBJETOS Experiências com alguns materiais e objectos de uso corrente Experiências com água Experiências com ar Experiências com som À DESCOBERTA DAS INTER-RELAÇÕES ENTRE A NATUREZA E A SOCIEDADE Principais atividades produtivas nacionais A qualidade do ambiente Caracterização da prova O aluno realiza a prova no enunciado. A prova apresenta entre 20 e 28 itens, distribuídos por duas partes. A prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina. Alguns dos itens podem envolver a mobilização de conteúdos relativos a mais do que um dos temas do Programa. A sequência dos itens pode não corresponder à sequência dos temas no Programa. Os itens podem ter como suporte um ou mais documentos, como, por exemplo, figuras, tabelas, textos e gráficos. A prova é cotada para 100 pontos. A valorização relativa dos temas apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização relativa dos temas Temas Cotação (em pontos) À descoberta de si mesmo 10 a 20 À descoberta dos outros e das instituições 15 a 25 À descoberta do ambiente natural 15 a 25 À descoberta das inter-relações entre espaços 10 a 20 À descoberta dos materiais e objetos 10 a 20 À descoberta das inter-relações entre a natureza e a sociedade 15 a 25 A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. 2

12 Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) Itens de seleção 10 a 15 3 a 8 Itens de construção 10 a 15 3 a 10 A prova inclui itens de seleção (escolha múltipla, associação/correspondência e/ou ordenação) e itens de construção. Nos itens de construção, a resposta pode resumir-se, por exemplo, a uma palavra, a uma expressão, a uma frase ou a um número (itens de resposta curta). Critérios de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item é expressa por um número, previsto na grelha de classificação. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. No entanto, em caso de omissão ou de engano na identificação de uma resposta, esta pode ser classificada se for possível identificar inequivocamente o item a que diz respeito. Se o aluno responder a um mesmo item mais do que uma vez, não eliminando inequivocamente a ( s ) resposta(s) que não deseja que seja(m) classificada(s), deve ser considerada apenas a resposta que surgir em primeiro lugar. Na classificação das provas, apenas será considerada correta a grafia que seguir o que se encontra previsto no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor). Itens de seleção ESCOLHA MÚLTIPLA A cotação total do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a única opção correta. São classificadas com zero pontos as respostas em que seja assinalada: uma opção incorreta; mais do que uma opção. Não há lugar a classificações intermédias. ASSOCIAÇÃO/CORRESPONDÊNCIA Os critérios de classificação dos itens de associação/correspondência apresentam-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. 3

13 ORDENAÇÃO A cotação total do item só é atribuída às respostas em que a sequência apresentada esteja integralmente correta e completa. São classificadas com zero pontos as respostas em que: seja apresentada uma sequência incorreta; seja omitido qualquer um dos elementos da sequência solicitada. Não há lugar a classificações intermédias. ITENS DE CONSTRUÇÃO Os critérios de classificação dos itens de resposta curta podem apresentar-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Nos itens de resposta curta em que os critérios específicos não se apresentem organizados por níveis de desempenho, as respostas corretas são classificadas com a cotação total do item e as respostas incorretas são classificadas com zero pontos. Nestes casos, não há lugar a classificações intermédias. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor. Duração A prova tem a duração de 60 minutos (anexo V do despacho normativo nº6-a/2015) 4

14 Agrupamento de Escolas do Alandroal INFORMAÇÃO DA PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EXPRESSÕES ARTÍSTICAS -1º CICLO- Introdução -ANO LETIVO 2014/2015 O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 1.º ciclo do ensino básico da disciplina de expressões, a realizar em 2015 pelos alunos autopropostos ao abrigo do Despacho Normativo nº6-a/2015, de 5 de março. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Objeto de avaliação; Características e estrutura; Critérios de classificação; Material; Duração. Este documento deve ser dado a conhecer aos alunos para que fiquem devidamente informados sobre a prova que irão realizar. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Expressões Artísticas do 1º Ciclo, homologado em 1991, e permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova de duração limitada, nomeadamente a capacidade de aplicar conhecimentos. Os temas/tópicos que constituem o objeto de avaliação são os que a seguir se discriminam: EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO MUSICAL Jogos de Exploração Experimentação e Criação Musical EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO DRAMÁTICA Jogos de Exploração Jogos Dramáticos EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA Descoberta e Organização Progressiva de Volumes Descoberta e Organização Progressiva de Superfícies Exploração de Técnicas Diversas de Expressão 1

15 Caracterização da prova A prova de Expressões Artísticas é constituída por componente escrita (expressão e educação plástica) e componente prática (expressão e educação musical e expressão e educação dramática). O aluno realiza a prova escrita no enunciado. A prova de Expressões Artísticas apresenta entre 10 a 20 itens, distribuídos por duas partes. A prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos das diferentes áreas disciplinares. Alguns dos itens podem envolver a mobilização de conteúdos relativos a mais do que um dos temas do programa. A sequência dos itens pode não corresponder à sequência dos temas no programa. Os itens podem ter como suporte um ou mais documentos, como, por exemplo, figuras/imagens e textos. A prova é cotada para 100 pontos. A valorização relativa dos temas apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização às áreas disciplinares Áreas disciplinares Blocos de aprendizagem Cotação (em pontos) EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO MUSICAL EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO DRAMÁTICA Jogos de Exploração 10 Experimentação, desenvolvimento e Criação Musical 10 Jogos de Exploração 10 Jogos Dramáticos 10 EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA Descoberta e Organização Progressiva de Volumes Descoberta e Organização Progressiva de Superfícies Exploração de Técnicas Diversas de Expressão 20 A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Número de itens Cotação por item Tipologia de itens (em pontos) ens Itens de seleção 5 a 10 5 a 15 Itens de construção 5 a 10 5 a 15 2

16 A prova inclui itens de seleção (escolha múltipla, associação/correspondência e/ou ordenação) e itens de construção. Nos itens de construção, a resposta pode resumir-se, por exemplo, a uma palavra, a uma expressão, a uma frase ou a um número (itens de resposta curta); ou pode envolver a apresentação de justificações ou de uma construção. Critérios de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item e é expressa por um número inteiro, previsto na grelha de classificação. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. No entanto, em caso de omissão ou de engano na identificação de uma resposta, esta pode ser classificada se for possível identificar inequivocamente o item a que diz respeito. Se o aluno responder a um mesmo item mais do que uma vez, não eliminando inequivocamente a(s) resposta(s) que não deseja que seja(m) classificada(s), deve ser considerada apenas a resposta que surgir em primeiro lugar. Na classificação das provas, apenas será considerada correta a grafia que seguir o que se encontra previsto no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor). Itens de seleção ESCOLHA MÚLTIPLA A cotação total do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a única opção correta. São classificadas com zero pontos as respostas em que seja assinalada: uma opção incorreta; mais do que uma opção. Não há lugar a classificações intermédias. ASSOCIAÇÃO/CORRESPONDÊNCIA Os critérios de classificação dos itens de associação/correspondência apresentam-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. ORDENAÇÃO A cotação total do item só é atribuída às respostas em que a sequência apresentada esteja integralmente correta e completa. São classificadas com zero pontos as respostas em que: seja apresentada uma sequência incorreta; seja omitido qualquer um dos elementos da sequência solicitada. Não há lugar a classificações intermédias. ITENS DE CONSTRUÇÃO Os critérios de classificação dos itens de resposta curta podem apresentar-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Nos itens de resposta curta em que os critérios específicos não se apresentem organizados por níveis de 3

17 desempenho, as respostas corretas são classificadas com a cotação total do item e as respostas incorretas são classificadas com zero pontos. Nestes casos, não há lugar a classificações intermédias. Nos itens cuja resposta envolve as de justificações, ou de construções, os critérios de classificação das respostas apresentam-se organizados por etapas e/ou por níveis de desempenho. A cada etapa e/ou a cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Material Para a prova escrita O aluno pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta, lápis grafite, borracha, afia, tesoura, cola, régua, compasso e lápis de cor. Não é permitido o uso de corretor. Para a prova prática O aluno pode usar roupa e sapatos confortáveis. Duração A prova tem a duração de 90 minutos. (anexo V do Despacho normativo 6-A/2015) 4

Expressões Artísticas

Expressões Artísticas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência Expressões Artísticas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE ESTUDO DO MEIO 2016 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Informação - Prova de equivalência à Frequência

Informação - Prova de equivalência à Frequência Informação - Prova de equivalência à Frequência 1.º Ciclo PORTUGUÊS Ano de escolaridade 4.º ano INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação relativa à prova final do 1.º Ciclo da disciplina de Português,

Leia mais

Matemática. 2.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 62 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

Matemática. 2.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 62 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Matemática 2016 Prova 62 2.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2º. Ciclo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência 2.º Ciclo do Ensino Básico 2015/2016 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 julho Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril Aprovado

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral da Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral da Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 42 2013 1.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Português 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Português 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Português 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2017 Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 1.º

Leia mais

INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Português 2017

INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Português 2017 INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Português 2017 Prova 61 2.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho normativonº1-a/2017, de 10 de fevereiro) O presente documento divulga informação

Leia mais

Informação da Prova Final de Escola de Matemática

Informação da Prova Final de Escola de Matemática Informação da Prova Final de Escola de Matemática 3º Ciclo do Ensino Básico Prova 82 / 2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola do 3.º ciclo

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Matemática Prova 52 / 1ª FASE 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro 2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as

Leia mais

DISCIPLINA: PORTUGUÊS CÓDIGO DA PROVA: 61. Ensino Básico: 2.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 6.º

DISCIPLINA: PORTUGUÊS CÓDIGO DA PROVA: 61. Ensino Básico: 2.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 6.º DISCIPLINA: PORTUGUÊS CÓDIGO DA PROVA: 61 Ensino Básico: 2.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 6.º O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência do 2.º Ciclo da disciplina

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 62 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Direções Regionais de Educação. AE/ENA com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 62 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO 4.º ANO DE ESCOLARIDADE / MATEMÁTICA INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação relativa à prova final a nível

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Prova Final de Ciclo de Matemática código 82 Prova Escrita 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova final

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Prova Final a Nível de Escola PORTUGUÊS Prova 51 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina

Leia mais

DISCIPLINA: Expressões Artísticas CÓDIGO DA PROVA: 23. CICLO: 1º Ciclo ANO DE ESCOLARIDADE: 4º

DISCIPLINA: Expressões Artísticas CÓDIGO DA PROVA: 23. CICLO: 1º Ciclo ANO DE ESCOLARIDADE: 4º DISCIPLINA: Expressões Artísticas CÓDIGO DA PROVA: 23 CICLO: 1º Ciclo ANO DE ESCOLARIDADE: 4º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final de equivalência a frequência

Leia mais

Datas das Provas Finais e da afixação das pautas (adaptado do anexo V do Despacho n.º 8248/2013):

Datas das Provas Finais e da afixação das pautas (adaptado do anexo V do Despacho n.º 8248/2013): 1º Ciclo do Ensino Básico Provas Finais 2013/2014 O presente documento procura resumir os principais pontos sobre as provas finais do 4º ano, mas também as condições de aprovação ou não aprovação, previstas

Leia mais

PORTUGUÊS 3º ANO março de 2015

PORTUGUÊS 3º ANO março de 2015 MATRIZ DA PROVA DE AVALIAÇÃO INTERNA PORTUGUÊS 3º ANO março de 2015 5 Páginas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar informação relativa à prova de avaliação interna

Leia mais

Informação - Prova final a nível de escola Português 2016

Informação - Prova final a nível de escola Português 2016 Informação - Prova final a nível de escola Português 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico (Dec Lei n 139/2012, de 5 de julho) Prova 81 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE ESCOLA E. B. 2,3 DE SANTO ANTÓNIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE ESCOLA E. B. 2,3 DE SANTO ANTÓNIO 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola do 2º ciclo do Ensino Básico da disciplina de Português, a realizar em pelos alunos que se encontram

Leia mais

Informação Prova Final a nível de escola

Informação Prova Final a nível de escola Informação Prova Final a nível de escola Código da Prova: 81 9º ano Português Ano letivo 2015/2016 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 3.º ciclo do Ensino

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. 3º Ciclo do Ensino Básico / 9º Ano. Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. 3º Ciclo do Ensino Básico / 9º Ano. Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS Prova 81 3º Ciclo do Ensino Básico / 9º Ano Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro Prova Escrita 2016 1. INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL DE CICLO A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL DE CICLO A NÍVEL DE ESCOLA DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES D. S. R. Alentejo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRÃO, Alcácer do Sal - 1501443 Sede do A. E. : Escola Básica Bernardim Ribeiro, Alcácer do Sal - 135343 Escola

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral da Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral da Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação Prova Final de Ciclo de Português Prova 91 2013 3.º Ciclo do Ensino Básico Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional da Educação

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2.

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2. Prova Final de Ciclo de Língua Portuguesa Prova 61 2012 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral

Leia mais

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA PROVA 52 2015 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO Este documento foi construído de acordo com a Informação

Leia mais

EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E FÍSICO MOTORAS 2016

EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E FÍSICO MOTORAS 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E FÍSICO MOTORAS 2016 Prova 23 2016 1º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação

Leia mais

Português maio de 2017

Português maio de 2017 Agrupamento de Escolas Engº Fernando Pinto de Oliveira INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Português maio de 2017 Prova 61 2017 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA PORTUGUÊS 2016 Prova 61 I 2016 COMPONENTE ESCRITA ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º

Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º DISCIPLINA: EXPRESSÕES ARTÍSTICAS CÓDIGO DA PROVA: 23 Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência

Leia mais

PORTUGUÊS. Prova 01/ º Ciclo do Ensino Básico

PORTUGUÊS. Prova 01/ º Ciclo do Ensino Básico INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA PORTUGUÊS Prova 01/2016 1.º Ciclo do Ensino Básico O pres ent e docum ent o divulga i nform ação rel at iva à prova de equi val ênci a à frequênci a da di

Leia mais

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 3.

Informação n.º Data: (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 3. Prova Final de Ciclo de Língua Portuguesa Prova 91 2012 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Matemática

Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Matemática Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei nº139 /2012, de 5 de junho, alterado pelo Despacho Normativo n.º1-g/2016 Prova 62 (2016) Duração da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOLEGÃ, AZINHAGA E POMBALINHO. Informação - Prova de Equivalência à Frequência à disciplina de Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOLEGÃ, AZINHAGA E POMBALINHO. Informação - Prova de Equivalência à Frequência à disciplina de Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOLEGÃ, AZINHAGA E POMBALINHO Informação - Prova de Equivalência à Frequência à disciplina de Português Data: 1ª FASE e 2ª FASE 1º Ciclo - 2015/2016 Prova Escrita e Prova Oral

Leia mais

Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos da Torre

Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos da Torre 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Tecnológica, a realizar em 2014 pelos alunos

Leia mais

Estudo do Meio Prova Escrita

Estudo do Meio Prova Escrita Informação - Prova de de Estudo do Meio Prova Escrita 2017 1.º Ciclo do Ensino Básico - 4.º Ano Código da prova - 22 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da Prova de à Frequência,

Leia mais

Informação Prova Final a Nível de Escola

Informação Prova Final a Nível de Escola ESCOLA E.B. 2,3 DE MARCO DE CANAVESES Informação Prova Final a Nível de Escola Português - 2º Ciclo 51 1. Introdução Ano Letivo 2014/2015 Prova Escrita abril 2015 O presente documento divulga informação

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) PORTUGUÊS Abril de 2016 Prova 61 2016 2º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

Português º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 81. Objeto de avaliação. Caracterização da prova

Português º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 81. Objeto de avaliação. Caracterização da prova INFORMAÇÃO PROVA FINAL DE CICLO - A NÍVEL DE ESCOLA Português 2016 Prova 81 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

A prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina.

A prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina. Data: (data de realização da matriz) Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 82 2013 3º ciclo do ensino básico Enquadramento Legal: Decreto-Lei nº 3/2008 de 7 de janeiro Norma 01/JNE/2013 Orientações

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. Informação - Prova Final a Nível de Escola Português Prova 81 2017 3º Ciclo do Ensino Básico O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola do 3º ciclo do ensino

Leia mais

1º Ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO Estudo do Meio Informação Prova de Equivalência à Frequência INTRODUÇÃO

1º Ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO Estudo do Meio Informação Prova de Equivalência à Frequência INTRODUÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 1º Ciclo Estudo do Meio Informação Prova de Equivalência à Frequência INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência

Leia mais

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Português 2017

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Português 2017 Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Português 2017 Prova 91 3º Ciclo/ 9º Ano de escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de

Leia mais

Quadro 1 Distribuição da cotação

Quadro 1 Distribuição da cotação INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS (PROVA ESCRITA) 2017 Prova 81.. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro) O presente documento divulga informação relativa

Leia mais

1. Introdução. 2. Objeto de avaliação

1. Introdução. 2. Objeto de avaliação AGRUPAMENTO ESCOLAS PROFESSOR CARLOS TEIXEIRA Código 150502 Informação - Prova Final a nível de Escola Matemática Prova 82 2016 9º Ano / 3.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho Normativo n.º 1-G/2016 art.º

Leia mais

Expressões Artísticas 2017

Expressões Artísticas 2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Expressões Artísticas 2017 Prova 23 I 2017 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova

Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova Escola Básica de São Pedro da Cova Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS PROVA ESCRITA 2016 Prova 06 2.ºCiclo do Ensino

Leia mais

Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, Despacho Normativo n.º 24-

Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, Despacho Normativo n.º 24- INFORMAÇÃO DE PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Português ANO LETIVO 2012/2013 TIPO DE PROVA: Escrita CÓDIGO DA PROVA: 81 ANO: 9º Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de

Leia mais

Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova

Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova Escola Básica de São Pedro da Cova Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO- PROVA CIÊNCIAS NATURAIS 2016 Prova Escrita de Ciências Naturais 2.ºCiclo do Ensino Básico

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARCO DE CANAVESES Nº

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARCO DE CANAVESES Nº Informação-Prova Final a Nível de Escola de Português Prova 61 2016 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 2.º ciclo do ensino

Leia mais

Informação Prova 320

Informação Prova 320 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA GEOLOGIA 12º ANO PROVA 320 / 2015 Ensino Secundário [Despacho normativo

Leia mais

GEOGRAFIA maio de ª / 2ª Fase

GEOGRAFIA maio de ª / 2ª Fase Agrupamento de Escolas de Barrancos INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO GEOGRAFIA maio de 2017 Prova 18 2017 1ª / 2ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico Tipo de Prova: Escrita Duração

Leia mais

1º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril)

1º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2016 Prova 42 2016 1º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação relativa à prova de

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. Disciplina: Matemática. Prova: 82/ º Ciclo do Ensino Básico Modalidade da Prova: Escrita X Prática

INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA. Disciplina: Matemática. Prova: 82/ º Ciclo do Ensino Básico Modalidade da Prova: Escrita X Prática INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Disciplina: Matemática Prova: 82/2016 3º Ciclo do Ensino Básico Modalidade da Prova: Escrita X Prática Escrita e Oral Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência / Estudo do Meio. 1º Ciclo do Ensino Básico - 4º Ano

Informação Prova de Equivalência à Frequência / Estudo do Meio. 1º Ciclo do Ensino Básico - 4º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OVAR SUL DGEstE Direção de Serviços Região Centro Sede: Escola Secundária Júlio Dinis Informação Prova de Equivalência à Frequência / 2012.2013 Estudo do Meio 1º Ciclo do Ensino

Leia mais

A prova é constituída por dois cadernos (Caderno 1 e Caderno 2), sendo permitido o uso de calculadora apenas no Caderno 1.

A prova é constituída por dois cadernos (Caderno 1 e Caderno 2), sendo permitido o uso de calculadora apenas no Caderno 1. INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA Prova 82 2015 3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova final a

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA MATEMÁTICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2017 O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2 º ciclo do ensino

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2016 INGLÊS Prova 06/2016 2º Ciclo do Ensino Básico / 6º Ano (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, com alteração do Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril)

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS COMPONENTES ESCRITA E ORAL PROVA

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS COMPONENTES ESCRITA E ORAL PROVA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS COMPONENTES ESCRITA E ORAL PROVA 06 2017 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento divulga

Leia mais

Este documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à Prova Final a Nível de Escola:

Este documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à Prova Final a Nível de Escola: 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da Prova Final a Nível de Escola, nos termos das orientações gerais das condições especiais na realização de provas finais de ciclo para

Leia mais

Prova Escrita de Matemática

Prova Escrita de Matemática Informação - Prova Final a Nível de Escola Prova Escrita de Matemática Prova 82 2015 9.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

PROVA ESCRITA DE MATEMÁTICA 3.º Ciclo do Ensino Básico /2015

PROVA ESCRITA DE MATEMÁTICA 3.º Ciclo do Ensino Básico /2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À PROVA FINAL DE CICLO CÓDIGO 82 PROVA ESCRITA DE MATEMÁTICA 3.º Ciclo do Ensino Básico - 2014/2015 Decreto-Lei nº3 / 2008, de 7 de janeiro, Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Informação n.º Data: Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 2.º ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 62 2012 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral de Educação

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Informação - Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de Expressões Artísticas e Físico Motoras Código: 23 Ano de escolaridade: 4.º ano (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho

Leia mais

Curso Científico-humanístico de Línguas e Humanidades Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º ano Matriz do teste Comum

Curso Científico-humanístico de Línguas e Humanidades Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º ano Matriz do teste Comum Curso Científico-humanístico de Línguas e Humanidades Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º ano Matriz do teste Comum 1. Informação O presente documento visa divulgar as características do teste

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DO HOSPITAL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DO HOSPITAL AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DO HOSPITAL I NFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA CICLO 1.º CICLO DISCIPLINA EXPRESSÕES ARTÍSTICAS CÓDIGO 23 ANO DE ESCOLARIDADE 4.º TIPO DE PROVA ESCRITA DURAÇÃO

Leia mais

Matemática (Prova Escrita) MAIO Objeto de avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

Matemática (Prova Escrita) MAIO Objeto de avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PAREDE Escola Básica 2+3 de Santo António Escola Secundária Fernando Lopes Graça INFORMAÇÃO PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA Matemática (Prova Escrita) MAIO 2017 9.º ANO - 3.º CICLO

Leia mais

Educação Musical. Código: 12. Agrupamento Vertical de Escolas de Abação. Escola EB 2,3 Abação. Informação n.º 1

Educação Musical. Código: 12. Agrupamento Vertical de Escolas de Abação. Escola EB 2,3 Abação. Informação n.º 1 Agrupamento Vertical de Escolas de Abação Escola EB 2,3 Abação Informação n.º 1 ---------------------------------------------------- Data: 12/05/2014 Prova de Equivalência à Frequência de Educação Musical

Leia mais

Matemática Prova Para: Escolas João de Araújo Correia. Objeto da Avaliação. Caracterização da prova

Matemática Prova Para: Escolas João de Araújo Correia. Objeto da Avaliação. Caracterização da prova Matemática Prova 52 2015 Prova Final a 2015 Para: Reprografias Portal do Agrupamento 2º Ciclo do Ensino Básico Diretores de Turma Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Despacho Normativo n.º 6-A/2015,

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA 2015 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Data: Para: Inspecção-Geral de Educação. Direcções Regionais de Educação. Escolas com 3.º Ciclo CIREP FERLAP CONFAP

Data: Para: Inspecção-Geral de Educação. Direcções Regionais de Educação. Escolas com 3.º Ciclo CIREP FERLAP CONFAP Prova de Exame Nacional de Língua Portuguesa Prova 22 2011 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspecção-Geral

Leia mais

3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 3/2008, de 7 de janeiro)

3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 3/2008, de 7 de janeiro) INFORMAÇÃO PROVA FINAL DE CICLO A NÍVEL DE ESCOLA Matemática 2016 Prova 82 / 2016 1ª e 2ª Fase 3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 3/2008, de 7 de janeiro) O presente documento divulga informação

Leia mais

Quadro 1 Valorização relativa dos temas. Números e Operações (NO) 5 a 15. Geometria e Medida (GM) 35 a 45

Quadro 1 Valorização relativa dos temas. Números e Operações (NO) 5 a 15. Geometria e Medida (GM) 35 a 45 INFORMAÇÃO-PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA DISCIPLINA: MATEMÁTICA _ CÓDIGO 8 / 016 9º ANO DE ESCOLARIDADE OBJECTO DE AVALIAÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova final do 3.º

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação Prova de Exame Nacional de Latim A Prova 732 2013 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria Regional

Leia mais

INFORMAÇÃO- PROVA COMUM

INFORMAÇÃO- PROVA COMUM INFORMAÇÃO- PROVA COMUM 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova comum, do ensino secundário, da disciplina de, a realizar em 2015, conforme decisão do Conselho Pedagógico

Leia mais

DISCIPLINA: ESTUDO DO MEIO CÓDIGO DA PROVA: 22. Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º

DISCIPLINA: ESTUDO DO MEIO CÓDIGO DA PROVA: 22. Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º DISCIPLINA: ESTUDO DO MEIO CÓDIGO DA PROVA: 22 Ensino Básico: 1.º CICLO ANO DE ESCOLARIDADE: 4.º 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à frequência do 1.º

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

EDUCAÇÃO Física. Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar - Guimarães Informação-Prova de Equivalência à Frequência 2015/2016.

EDUCAÇÃO Física. Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar - Guimarães Informação-Prova de Equivalência à Frequência 2015/2016. EDUCAÇÃO Física Prova 26 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina

Leia mais

PORTUGUÊS Objeto de avaliação. 2º Ciclo do Ensino Básico Ao abrigo do Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril

PORTUGUÊS Objeto de avaliação. 2º Ciclo do Ensino Básico Ao abrigo do Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril Agrupamento de Escolas Padre João Coelho Cabanita INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA PORTUGUÊS 2016 Prova 61 2º Ciclo do Ensino Básico Ao abrigo do Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de Equivalência à Frequência de ECONOMIA C 12º Ano de Escolaridade Prova 312 2015 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação Prova de Exame Nacional de Biologia e Geologia Prova 702 2013 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e Ciência Direções Regionais de Educação Secretaria

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02

Informação Prova de Equivalência à Frequência Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 CICLO: 2º ANO DE ESCOLARIDADE: 6º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da

Leia mais

Objeto de avaliação. Caracterização da prova. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) Prova

Objeto de avaliação. Caracterização da prova. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) Prova INFORMAÇÃO PROVA A NÍVEL DE ESCOLA Nº 2/2016 MATEMÁTICA Maio de 2016 Prova 82 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga as características da

Leia mais

1. Introdução. Prova de Equivalência à Frequência de: Ensino Secundário

1. Introdução. Prova de Equivalência à Frequência de: Ensino Secundário Prova de Equivalência à Frequência de: Sociologia 12º Ano Ensino Secundário Decreto-Lei 39/2012, de 5 de julho. Portaria n.º 243/2012, de 10 de agosto. 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Inglês 2016

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Inglês 2016 Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: Inglês 2016 Prova 21 3º Ciclo/ 9º Ano de escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 06 2015 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 2º Ciclo

Leia mais

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da

» INTRODUÇÃO. Realização de Provas e Exames JNE/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais, da INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS PROVA 51 2015 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO Este documento foi construído de acordo com a Informação

Leia mais

Prova Escrita de GEOGRAFIA

Prova Escrita de GEOGRAFIA INFORMAÇÃO ------------------------------------------------------------------------------------------------------- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO Prova Escrita de GEOGRAFIA Prova 018

Leia mais

No arquivo Exames e Provas podem ser consultados itens e critérios de classificação de provas e testes intermédios desta disciplina.

No arquivo Exames e Provas podem ser consultados itens e critérios de classificação de provas e testes intermédios desta disciplina. INFORMAÇÃO-PROVA PORTUGUÊS Novembro de 2016 Prova 639 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova de exame final nacional

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA ESCRITA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL abril de 2015

INFORMAÇÃO PROVA ESCRITA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL abril de 2015 Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes - Cód.145464 Escola EB 2,3 Professor José Buisel INFORMAÇÃO PROVA ESCRITA DE

Leia mais

Informação Prova Final de Matemática a Nível de Escola

Informação Prova Final de Matemática a Nível de Escola Escola Secundária de Paços de Ferreira Prova Final de Exame a Nível de Escola do Terceiro Ciclo Informação Prova Final de Matemática a Nível de Escola Prova 82 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação CIREP

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação CIREP Prova Final / Prova de Exame Nacional de Português Língua Não Materna (B1) Prova 64/94/839 2013 6.º Ano, 9.º Ano ou 12.º Ano de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 21 2015 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 3º Ciclo

Leia mais

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova:

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 10 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as caraterísticas da prova de exame de equivalência à frequência da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência Ensino Secundário 2015/2016 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 julho Decreto -Lei nº 17/2016, de 4 de abril Aprovado em Conselho

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015

Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015 Informação Prova de Equivalência à Frequência 11º Ano Inglês - Ano letivo 2014/ 2015 O presente documento divulga informação relativa ao Exame de Equivalência à Frequência do 11º ano do ensino secundário,

Leia mais

MATRIZ PROVA EXTRAORDINÁRIA DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Maio de º Ano 2.º Ciclo do Ensino Básico

MATRIZ PROVA EXTRAORDINÁRIA DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Maio de º Ano 2.º Ciclo do Ensino Básico MATRIZ PROVA EXTRAORDINÁRIA DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Maio de 2016 Prova de 2016 6.º Ano 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as caraterísticas da prova extraordinária

Leia mais

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga INFORMAÇÃO- Prova de Equivalência à Frequência Disciplina: INGLÊS 2016 Prova 367 11.º Ano de escolaridade - Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho

Leia mais