RESOLUÇÃO N RESOLVEU:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO N RESOLVEU:"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO N Dispõe sobre redução de encargos financeiros aplicáveis aos financiamentos com recursos controlados do crédito rural e às operações do Programa de Geração de Emprego e Renda Rural (Proger Rural), bem como sobre ajustes das normas da exigibilidade de aplicação em crédito rural ao amparo dos recursos obrigatórios (MCR 6-2), a partir da safra 2007/2008. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna público que o CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL, em sessão realizada em 26 de junho de 2007, tendo em vista as disposições dos arts. 4º, inciso VI, da referida lei, e 4º, 14 e 21 da Lei nº 4.829, de 5 de novembro de 1965, RESOLVEU: Art. 1º Alterar os seguintes dispositivos do regulamento do crédito rural, contidos no Manual de Crédito Rural (MCR), aplicáveis à safra 2007/2008, a partir de 1º de julho de 2007: I - MCR e 2-4-4, para reduzir a taxa de juros aplicável aos financiamentos com recursos controlados de 8,75% a.a. (oito inteiros e setenta e cinco centésimos por cento ao ano) para 6,75% a.a. (seis inteiros e setenta e cinco centésimos por cento ao ano) e, em conseqüência, ajustar as normas correlatas, que passam a vigorar com a seguinte redação: "3 - As remunerações financeiras são as seguintes, segundo a origem dos recursos aplicados, observado o disposto no item seguinte: a) recursos controlados: taxa efetiva de juros de 6,75% a.a. (seis inteiros e setenta e cinco centésimos por cento ao ano), permitida a sua redução, a critério do agente financeiro, se o tomador do crédito dispuser de mecanismo de proteção de preço ou de seguro da produção esperada; a) recursos controlados: taxa efetiva de juros de 6,75% a.a. (seis inteiros e setenta e cinco centésimos por cento ao ano), permitida a sua redução, a critério do agente financeiro, para financiamentos de custeio a produtores e suas cooperativas em que o tomador dispuser de mecanismo de proteção de preço ou de seguro da produção esperada; (Redação dada pela Resolução nº 3.482, de 31/7/2007.) b) recursos não controlados: livremente pactuadas entre as partes; c) recursos das Operações Oficiais de Crédito destinados a investimentos: a serem divulgadas por ocasião da instituição da respectiva linha de crédito." (NR); Resolução nº 3.475, de 4 de julho de

2 "4 - Excetuam-se das disposições do item anterior as operações formalizadas com recursos: a) vinculados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); b) vinculados ao Programa de Geração de Emprego e Renda Rural (Proger Rural); c) administrados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); d) sujeitos à regulamentação própria." (NR); II - MCR 6-1-6, para fixar em até 3% a.a. (três por cento ao ano) o custo máximo a ser suportado pelo banco depositário do DIR-Pronaf, bem como alterar os fatores de ponderação adotados nas operações lastreadas nessa fonte de recursos, que passa a vigorar com a seguinte redação: "6 - Admite-se a utilização do Depósito Interfinanceiro Vinculado ao Crédito Rural específico para o cumprimento da subexigibilidade de 8% (oito por cento) do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), denominado DIR-Pronaf, de que trata a seção 6-2, caso o banco opte por não aplicar parcial ou totalmente os recursos devidos, observadas as seguintes condições: a) custo máximo a ser suportado pelo banco depositário do DIR-Pronaf: até 3% a.a. (três por cento ao ano); b) prazo mínimo de 8 (oito) meses; c) o banco depositário pode aplicar fatores de ponderação sobre o valor correspondente ao saldo das aplicações ao amparo de recursos do DIR- Pronaf, na forma prevista na seção 6-2; d) a instituição financeira que captar DIR-Pronaf não pode figurar como depositante dessa modalidade no mesmo período anual de cumprimento da exigibilidade; e) o DIR-Pronaf não está sujeito ao limite do excesso de aplicações da instituição depositária estabelecido no item anterior; f) o banco depositário deve registrar os financiamentos concedidos com recursos de que trata este item no Registro Comum de Operações Rurais (Recor) com a fonte de recursos DIR-Pronaf." (NR); III - MCR 6-2-3, para elevar o limite do valor das operações computado para cumprimento da subexigibilidade ali previsto de até R$80.000,00 (oitenta mil reais) para até R$ ,00 (cem mil reais), que passa a vigorar com a seguinte redação: Resolução nº 3.475, de 4 de julho de

3 "3 - No mínimo 28% (vinte e oito por cento) dos recursos obrigatórios devem ser aplicados em créditos com valor de até R$ ,00 (cem mil reais), admitido, para cumprimento desse percentual, computar: a) os saldos das operações: I - pactuadas ao amparo do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa de Geração de Emprego Rural (Proger Rural); II - destinadas ao financiamento de despesas de custeio da avicultura de corte e da suinocultura exploradas sob regime de parceria, previstas no item ; b) os créditos referidos na alínea 'a' do item 8. "(NR); IV - MCR 6-2-4, para tornar permanente a regra que destina até 25% (vinte e cinco por cento) da subexigibilidade do Pronaf para custeio de lavoura de fumo e atualizar as demais disposições, que passa a vigorar com a seguinte redação: "4 - No mínimo 8% (oito por cento) dos recursos obrigatórios devem ser aplicados em operações vinculadas ao Pronaf, inclusive naquelas de que tratam as seções e 10-12, observado que: a) os recursos também podem ser aplicados nas seguintes operações desde que formalizadas diretamente com beneficiários do Pronaf: I - comercialização, de que trata o item 3-4-2; II - custeio de lavouras de fumo, limitado a 25% (vinte e cinco por cento) da subexigibilidade do Pronaf; b) quando aplicados nas finalidades relacionadas na alínea anterior, as operações ficam sujeitas à taxa efetiva de juros definida para operações com recursos controlados do crédito rural; c) para apuração da base de cálculo da subexigibilidade de que trata este item, excluem-se os saldos das operações renegociadas ao amparo das Resoluções nºs 2.238, de 31/1/1996, e 2.471, de 26/12/1998." (NR); V - MCR e 6-2-6, para tornar permanente a norma que permite elevar de 5% (cinco por cento) para até 7% (sete por cento) o percentual dos recursos obrigatórios, quando o acréscimo destinar-se a operações de desconto observado o limite de R$ ,00 (dez milhões de reais) por agente financeiro, que passam a vigorar com a seguinte redação: "5 - Até 5% (cinco por cento) dos recursos obrigatórios podem ser aplicados, isolada ou cumulativamente, em: a) operações de desconto de Duplicata Rural (DR) e Nota Promissória Rural (NPR), respeitados os limites de R$ ,00 (dez milhões de reais) e Resolução nº 3.475, de 4 de julho de

4 de R$ ,00 (vinte milhões de reais), na forma disposta no item , observado o disposto no item seguinte; b) créditos de custeio agrícola, independentemente dos valores por tomador/produto estabelecidos no item 3-2-5, vedada a aplicação dos referidos recursos em créditos de custeio de beneficiamento ou de industrialização." (NR); "6 - O percentual definido no item anterior pode ser elevado para até 7% (sete por cento), desde que essa diferença seja aplicada exclusivamente em operações de desconto de DR e de NPR, respeitado o limite de R$ ,00 (dez milhões de reais) por instituição financeira." (NR); 6 - O percentual definido no item anterior pode ser elevado para até 7% (sete por cento), desde que essa diferença seja aplicada exclusivamente em operações de desconto de DR e NPR, respeitado o limite de R$ ,00 (dez milhões de reais). (Redação dada pela Resolução nº 3.482, de 31/7/2007.) VI - MCR , para fixar novos fatores de ponderação adotados nas operações lastreadas com recursos vinculados ao Pronaf e Proger Rural, que passa a vigorar com a seguinte redação: "11 - Para efeito do cumprimento da exigibilidade, excluídas as operações de cultura de fumo desenvolvida em regime de parceria ou integração com empresas fumageiras e de comercialização, de que trata o item 3-4-2, ainda que direcionadas a beneficiários do Pronaf de forma direta ou indireta, o valor correspondente à média dos saldos diários das operações, a seguir relacionadas, deve ser computado mediante sua multiplicação pelos seguintes fatores de ponderação:" a) operações de investimento: I - correção ou recuperação do solo: 1,2 (um inteiro e dois décimos); II - demais operações: 1,1 (um inteiro e um décimo); b) operações ao amparo do Proger Rural: 1,15 (um inteiro e quinze centésimos); c) operações ao amparo do Pronaf com recursos da própria exigibilidade e/ou captados por meio de Depósito Interfinanceiro Vinculado ao Crédito Rural específico para o Pronaf (DIR-Pronaf): I - Grupos "C" e "D": 2,1 (dois inteiros e um décimo); II - financiamentos de que tratam as seções e 10-12: 1,8 (um inteiro e oito décimos); Resolução nº 3.475, de 4 de julho de

5 III - Grupo "E": 1,4 (um inteiro e quatro décimos). "(NR); VII - MCR "d", para reduzir a taxa de juros aplicável aos financiamentos ao amparo do Proger Rural de 8% a.a. (oito por cento ao ano) para 6,25% a.a. (seis inteiros e vinte e cinco centésimos por cento ao ano), que passa a vigorar com a seguinte redação: "1 - As operações do Programa de Geração de Emprego e Renda Rural (Proger Rural) ficam sujeitas às normas gerais do crédito rural e às seguintes condições especiais:... d) encargos financeiros: taxa efetiva de juros de 6,25% a.a. (seis inteiros e vinte e cinco centésimos por cento ao ano), ressalvado o disposto no item 3;." (NR) Art. 2º Esta resolução entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 4 de julho de Henrique de Campos Meirelles Presidente Este texto não substitui o publicado no DOU e no Sisbacen. Resolução nº 3.475, de 4 de julho de

RESOLUÇÃO Nº a) cafeicultores, diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; b) cooperativas de produtores rurais;

RESOLUÇÃO Nº a) cafeicultores, diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; b) cooperativas de produtores rurais; RESOLUÇÃO Nº 3.238 Define condições para concessão de crédito destinado ao financiamento de estocagem de café do período agrícola 2003/2004. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei 4.595,

Leia mais

Quadro Comparativo Resolução n 4.497/16 vs. MCR e Resolução n 4.415/15

Quadro Comparativo Resolução n 4.497/16 vs. MCR e Resolução n 4.415/15 Quadro Comparativo Resolução n 4.497/16 vs. MCR e Resolução n 4.415/15 Manual de Crédito Rural (MCR) RESOLUÇÃO Nº 4.497, DE 31 DE MAIO DE 2016 c) os recursos transferidos devem ser aplicados: I - recursos

Leia mais

c) o valor do crédito de custeio concedido na forma deste item é independente do limite estabelecido no item 5 por tomador." (NR)

c) o valor do crédito de custeio concedido na forma deste item é independente do limite estabelecido no item 5 por tomador. (NR) RESOLUCAO 3.986 Altera condições para contratação de operações de custeio, comercialização, Empréstimo do Governo Federal (EGF), Linha Especial de Crédito (LEC), e dos Programas do BNDES, Moderagro, Prodecoop

Leia mais

RESOLUÇÃO N a) beneficiários: cafeicultores, em financiamentos contratados diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas;

RESOLUÇÃO N a) beneficiários: cafeicultores, em financiamentos contratados diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; RESOLUÇÃO N 3360 Documento normativo revogado pela Resolução 3.451, de 05/04/2007. Institui, ao amparo de recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), linhas de crédito destinadas ao financiamento

Leia mais

CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 836, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2017 Dá nova redação à Resolução nº 702, de 4 de

CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 836, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2017 Dá nova redação à Resolução nº 702, de 4 de CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 836, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2017 Dá nova redação à Resolução nº 702, de 4 de outubro de 2012, que estabelece diretrizes para elaboração

Leia mais

RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.867, DE 10 DE JUNHO DE 2010 DOU

RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.867, DE 10 DE JUNHO DE 2010 DOU RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.867, DE 10 DE JUNHO DE 2010 DOU 11.06.2010 Altera as condições do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) a partir do ano agrícola 2010/2011. O Banco Central do Brasil,

Leia mais

CARTA CIRCULAR Nº 3.721, DE 24 DE AGOSTO DE 2015

CARTA CIRCULAR Nº 3.721, DE 24 DE AGOSTO DE 2015 CARTA CIRCULAR Nº 3.721, DE 24 DE AGOSTO DE 2015 Altera o Documento 24 do Manual de Crédito Rural (MCR). O Chefe do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações do Crédito Rural e do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº RESOLVEU:

RESOLUÇÃO Nº RESOLVEU: RESOLUÇÃO Nº 3.334 Estabelece normas a serem observadas pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, bem como altera e revoga disposições regulamentares

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.000, DE 25 DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 4.000, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 4.000, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Altera e consolida as normas que dispõem sobre a realização de operações de microcrédito destinadas à população de baixa renda e a microempreendedores. O Banco

Leia mais

Resolução CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL CMN (BACEN) nº de

Resolução CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL CMN (BACEN) nº de Resolução CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL CMN (BACEN) nº 3.375 de 19.06.2006 D.O.U.: 21.06.2006 Altera o Regulamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e outros dispositivos

Leia mais

RESOLUCAO N Parágrafo único. Não são considerados no cálculo da exigibilidade:

RESOLUCAO N Parágrafo único. Não são considerados no cálculo da exigibilidade: RESOLUCAO N 3422 Dispõe acerca da realização de operações de microcrédito destinadas à população de baixa renda e a microempreendedores. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei 4.595, de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.576, DE 7 DE JUNHO DE Ajusta normas gerais do crédito rural a partir de 1º de julho de 2017.

RESOLUÇÃO Nº 4.576, DE 7 DE JUNHO DE Ajusta normas gerais do crédito rural a partir de 1º de julho de 2017. RESOLUÇÃO Nº 4576, DE 7 DE JUNHO DE 2017 Ajusta normas gerais do crédito rural a partir de 1º de julho de 2017 O Banco Central do Brasil, na forma do art 9º da Lei nº 4595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

IX Contratos de Assunção de Obrigações

IX Contratos de Assunção de Obrigações CIRCULAR 3.427 Dispõe sobre o recolhimento compulsório e o encaixe obrigatório sobre recursos a prazo de que trata a Circular nº 3.091, de 1º de março de 2002. A Diretoria Colegiada do Banco Central do

Leia mais

Quadro Comparativo IN n e IN n 1.637

Quadro Comparativo IN n e IN n 1.637 Quadro Comparativo IN n 1.585 e IN n 1.637 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 1.585, DE 31 DE AGOSTO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 1.637, DE 09 DE MAIO DE 2016 Dispõe sobre o imposto sobre a renda incidente sobre os

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017) Dá nova redação à Instrução Normativa nº 22, de 14 de dezembro de 2015, do Ministério das Cidades, que regulamenta o Programa Carta de

Leia mais

Informativo CONTAG XXXX/ Negociação de Dívidas na Agricultura Familiar Normativos publicados no mês de agosto de 2014

Informativo CONTAG XXXX/ Negociação de Dívidas na Agricultura Familiar Normativos publicados no mês de agosto de 2014 Informativo CONTAG XXXX/2014 - Negociação de Dívidas na Agricultura Familiar Normativos publicados no mês de agosto de 2014 I Contratos do Procera - Resolução nº 4.365, de 28 de agosto de 2014: Em cumprimento

Leia mais

CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO

CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 392, DE 6 DE JUNHO DE 2002 Altera a Resolução n.º 289, de 30 de junho de 1998, e dá outras providências O PRESIDENTE DO CONSELHO CURADOR

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 462, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2009

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 462, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2009 PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 462, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2009 Dá nova redação à Portaria Interministerial nº 326, de 31 de agosto de 2009, que dispõe sobre o Programa Nacional de Habitação Rural PNHR, integrante

Leia mais

RESOLUÇÃO N I - a atuação da entidade com derivativos de renda variável subordina-se aos limites referidos no art.25, inciso II, alínea 'd';

RESOLUÇÃO N I - a atuação da entidade com derivativos de renda variável subordina-se aos limites referidos no art.25, inciso II, alínea 'd'; RESOLUÇÃO N 3357 Documento normativo revogado pela Resolução 3456, de 01/06/2007. Altera o Regulamento anexo à Resolução 3.121, de 2003, que dispõe sobre as diretrizes pertinentes à aplicação dos recursos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.178, DE 07 DE JANEIRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.178, DE 07 DE JANEIRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.178, DE 07 DE JANEIRO DE 2013 Altera as normas para renegociação das operações de crédito fundiário contratadas ao amparo do Fundo de Terras e da Reforma Agrária, inclusive as operações

Leia mais

CAPÍTULO I DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA - PMCMV

CAPÍTULO I DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA - PMCMV DECRETO Nº 6819, DE 13 DE ABRIL DE 2009 (DOU DE 13.04.2009 - EDIÇÃO EXTRA) Regulamenta as Seções II, III e IV do Capítulo I da Medida Provisória nº 459, de 25 de março de 2009, que dispõe sobre o Programa

Leia mais

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº A DE O CONGRESSO NACIONAL decreta:

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº A DE O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.727-A DE 2013 Altera as Leis nºs 8.248, de 23 de outubro de 1991, e 8.387, de 30 de dezembro de 1991, e revoga dispositivo da Lei nº 10.176, de 11 de janeiro de 2001,

Leia mais

LEI Nº , DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008.

LEI Nº , DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008. LEI Nº 11.827, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008. Altera as Leis n os 10.833, de 29 de dezembro de 2003, e 11.727, de 23 de junho de 2008, relativamente à incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados

Leia mais

Análise Técnico-econômica

Análise Técnico-econômica Análise Técnico-econômica POLÍTICA AGRÍCOLA Curitiba, 07 de junho de 2017 Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018 1234 Agricultura Comercial 1 Resumo No dia 07 de junho de 2017 foram anunciadas as medidas

Leia mais

Crédito Rural. Universidade Federal de Santa Catarina (USFC) Centro de Ciências Agrárias (CCA) Florianópolis, 11 de maio de 2016.

Crédito Rural. Universidade Federal de Santa Catarina (USFC) Centro de Ciências Agrárias (CCA) Florianópolis, 11 de maio de 2016. Crédito Rural Universidade Federal de Santa Catarina (USFC) Centro de Ciências Agrárias (CCA) Florianópolis, 11 de maio de 2016. Tópicos sugeridos Notícias atuais Acesso MCR Apresentação das normas e das

Leia mais

CARTA-CIRCULAR Nº 767 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 2.823, de 13/11/1998.

CARTA-CIRCULAR Nº 767 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 2.823, de 13/11/1998. CARTA-CIRCULAR Nº 767 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 2.823, de 13/11/1998. Em decorrência das Resolução nº 566, de,de 20.09.79, e 676, de 22.01.81, de que estabeleceram prazos mínimos

Leia mais

RESOLUÇÃO BACEN Nº DE 28 DE OUTUBRO DE 2004

RESOLUÇÃO BACEN Nº DE 28 DE OUTUBRO DE 2004 RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.244 DE 28 DE OUTUBRO DE 2004 Dispõe sobre as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social instituídos pela União, pelos Estados, pelo Distrito Federal ou por

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3000. I - Até 49% (quarenta e nove por cento) em:

RESOLUÇÃO Nº 3000. I - Até 49% (quarenta e nove por cento) em: RESOLUÇÃO Nº 3000 Altera dispositivos do Regulamento anexo à Resolução 2.967, de 2002, que dispõe sobre a aplicação dos recursos das reservas, das provisões e dos fundos das sociedades seguradoras, das

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário, safra 2016/17 Medidas anunciadas em 04 de maio de 2016

Plano Agrícola e Pecuário, safra 2016/17 Medidas anunciadas em 04 de maio de 2016 O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) divulgou hoje (04/05), as novas regras de política agrícola para a safra 2016/17. Segue breve resumo das principais medidas: 1. Montante de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.171, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 4.171, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 4.171, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2012 Estabelece critérios, condições e prazos para a concessão de financiamentos ao amparo de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia (FDA) e do Fundo

Leia mais

SIGEF: COBRANÇA DOS TÍTULOS ONEROSOS DO PROGRAMA TERRA LEGAL. Superintendência Nacional de Regularização Fundiária na Amazônia Legal

SIGEF: COBRANÇA DOS TÍTULOS ONEROSOS DO PROGRAMA TERRA LEGAL. Superintendência Nacional de Regularização Fundiária na Amazônia Legal SIGEF: COBRANÇA DOS TÍTULOS ONEROSOS DO PROGRAMA TERRA LEGAL Objetivo Um dos desafios enfrentados no âmbito da Subsecretaria Extraordinária de Regularização Fundiária na Amazônia Legal - SERFAL está na

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o 3.112, DE 6 DE JULHO DE 1999. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso IV do art. 84 da

Leia mais

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 Linha Risco Beneficiários (1) Finalidade Limites (R$) Juros Prazo/Carência CUSTEIO Pronaf Custeio Grupo "A/C" (2) /FCO Assentados da Reforma Agrária

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.416, DE 22 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 4.416, DE 22 DE JUNHO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 4.416, DE 22 DE JUNHO DE 2015 Ajusta as normas a serem aplicadas às operações contratadas no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), a partir de 1º

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 660, de 17 de julho de Impressão

Instrução Normativa SRF nº 660, de 17 de julho de Impressão Page 1 of 6 Instrução Normativa SRF nº 660, de 17 de julho de 2006 DOU de 25.7.2006 Dispõe sobre a suspensão da exigibilidade da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins incidentes sobre a venda de produtos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo de internacionalização

Leia mais

RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO 3.244 --------------- Dispõe sobre as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social instituídos pela União, pelos Estados, pelo Distrito Federal ou por Municípios. O BANCO

Leia mais

RESUMO DE PROPOSTAS AO PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO 2017/2018

RESUMO DE PROPOSTAS AO PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO 2017/2018 RESUMO 1 RESUMO DE PROPOSTAS AO PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO 2017/2018 1 - Que sejam disponibilizados recursos da ordem de R$ 205 bilhões de reais para o Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018; 2 - Seja mantida

Leia mais

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê Palma de Óleo Pronaf Eco Dendê 1 A Archer Daniels Midland Company (ADM) O que fazemos: Líder no processamento e transformação de produtos agrícolas; Uma das empresas mais admiradas no ramo de produção

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.278, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.278, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.278, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013 Altera e revoga disposições da Resolução nº 4.192, de 1º de março de 2013, que dispõe sobre a metodologia para apuração do Patrimônio de Referência (PR). O

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item Crédito Rural

Conhecimentos Bancários. Item Crédito Rural Conhecimentos Bancários Item 2.2.7- Crédito Rural Conhecimentos Bancários Item 2.2.7- Crédito Rural Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR) Normas BACEN Conhecimentos Bancários Item 2.2.7- Crédito Rural

Leia mais

Mais de 200 anos de história

Mais de 200 anos de história Atuação do Banco do Brasil no Agronegócio Cooperativas Agropecuárias Safra 2017/18 Perfil Corporativo Postos de Atendimento1 16.492 Fundado em 1808 1ª empresa listada em bolsa de valores no Brasil Maior

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados

MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR SUSEP N o 315, de 29 de dezembro de 2005. Dispõe sobre a concessão, pelas entidades abertas de previdência complementar e sociedades

Leia mais

Programa BB-Florestal. Banco do Brasil S.A. -- Superintendência Estadual de Minas Gerais

Programa BB-Florestal. Banco do Brasil S.A. -- Superintendência Estadual de Minas Gerais Programa BB-Florestal Programa BB-Florestal Momento atual produto x demanda disponibilidade de recursos naturais alta tecnologia das empresas do setor mercado consumidor diversificado questão ambiental

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº. 25, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº. 25, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº. 25, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011 (Texto Compilado) Dispõe sobre transferência integral de curso e de instituição de ensino realizada por estudante financiado com

Leia mais

Débitos-PIS,COFINS-Parcelamento-Lei Disposições-Alterações na Portaria PGFN RFB 08 13

Débitos-PIS,COFINS-Parcelamento-Lei Disposições-Alterações na Portaria PGFN RFB 08 13 Débitos-PIS,COFINS-Parcelamento-Lei 12.865 13 -Disposições-Alterações na Portaria PGFN RFB 08 13 Portaria Conjunta PGFN RFB nº 11/2013-DOU: 26.11.2013 Altera a Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 8, de 18 de

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário 2009/2010

Plano Agrícola e Pecuário 2009/2010 Plano Agrícola e Pecuário 2009/2010 EDILSON GUIMARÃES Secretário de Política Agrícola Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 26 de junho de 2009 Principais Objetivos do PAP 2009-2010 Aumentar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.483, DE 3 DE MAIO DE 2016

RESOLUÇÃO Nº 4.483, DE 3 DE MAIO DE 2016 RESOLUÇÃO Nº 4483, DE 3 DE MAIO DE 2016 Ajusta as normas a serem aplicadas às operações contratadas no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) a partir de 1º de julho

Leia mais

Portaria PGFN Nº 967 DE 13/10/2016

Portaria PGFN Nº 967 DE 13/10/2016 Portaria PGFN Nº 967 DE 13/10/2016 Publicado no DO em 14 out 2016 Regulamenta as medidas de estímulo à liquidação de dívidas originárias de operações de crédito rural inscritas em dívida ativa da União,

Leia mais

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI COMPLEMENTAR Nº 110, DE 29 DE JUNHO DE 2001 Institui contribuições sociais, autoriza créditos de complementos de atualização monetária em

Leia mais

PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO PAP 2016/17 ANÁLISE DAS MEDIDAS ANUNCIADAS EM 04 DE MAIO DE 2016

PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO PAP 2016/17 ANÁLISE DAS MEDIDAS ANUNCIADAS EM 04 DE MAIO DE 2016 PLANO AGRÍCOLA E PECUÁRIO PAP 2016/17 ANÁLISE DAS MEDIDAS ANUNCIADAS EM 04 DE MAIO DE 2016 I - Medidas Anunciadas 1. Montante de Recursos Aumento de 8% no total de recursos do crédito rural, passando para

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº Da Alocação dos Recursos e da Política de Investimentos. I - as disponibilidades oriundas das receitas correntes e de capital;

RESOLUÇÃO Nº Da Alocação dos Recursos e da Política de Investimentos. I - as disponibilidades oriundas das receitas correntes e de capital; RESOLUÇÃO Nº 3922 Dispõe sobre as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social instituídos pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios. O Banco Central do Brasil, na forma

Leia mais

Linhas Especiais de Investimento

Linhas Especiais de Investimento Banco do Brasil S/A Linhas Especiais de Investimento ATNC Cascavel - PR Finalidades - Pronaf Investimento Especial - Pronamp Simples - Finame Rural PSI Banco do Brasil S/A PRONAF INVESTIMENTO ESPECIAL

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES. CIRCULAR Nº 18/2009, de 6 de março de 2009

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES. CIRCULAR Nº 18/2009, de 6 de março de 2009 BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES CIRCULAR Nº 18/2009, de 6 de março de 2009 Ref.: Linhas de Financiamento BNDES-exim Pré-embarque, Pré-embarque Ágil, Préembarque Empresa Âncora

Leia mais

DECRETO Nº , DE 28 DE MAIO DE 2013

DECRETO Nº , DE 28 DE MAIO DE 2013 Publicado no D.O.E. (SP) de 29/05/2013 DECRETO Nº 59.241, DE 28 DE MAIO DE 2013 Introduz alterações no Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de

Leia mais

Ass.: Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda BNDES Progeren

Ass.: Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda BNDES Progeren Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 07/2017-BNDES Rio de Janeiro, 08 de março de 2017. Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade

Leia mais

MUDANÇAS NO PRONAF. 1. Enquadramento no Pronaf. - assentados da Reforma Agrária e beneficiários do Crédito Fundiário que

MUDANÇAS NO PRONAF. 1. Enquadramento no Pronaf. - assentados da Reforma Agrária e beneficiários do Crédito Fundiário que MUDANÇAS NO PRONAF O Banco Central publicou, em 28 de março de 2008, a Resolução No. 3.559 promovendo alterações no Capítulo 10 do MCR Manual de Crédito Rural, que trata do PRONAF Programa Nacional de

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 954, DE 2013

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 954, DE 2013 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 954, DE 2013 Redação final do Projeto de Lei de Conversão nº 20, de 2013 (Medida Provisória nº 613, de 2013). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA No 609, DE 8 DE MARÇO DE 2013

MEDIDA PROVISÓRIA No 609, DE 8 DE MARÇO DE 2013 MEDIDA PROVISÓRIA No 609, DE 8 DE MARÇO DE 2013 Reduz a zero as alíquotas da Contribuição para o PIS/PASEP, da COFINS, da Contribuição para o PIS/PASEP-Importação e da COFINS-Importação incidentes sobre

Leia mais

LEI Nº 12.249, DE 11 DE JUNHO DE 2010

LEI Nº 12.249, DE 11 DE JUNHO DE 2010 LEI Nº 12.249, DE 11 DE JUNHO DE 2010 Institui o Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento de Infraestrutura da Indústria Petrolífera nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste - REPENEC; cria

Leia mais

Art. 1º O art. 5º da Circular nº 3.091, de 1º de março de 2002, passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 1º O art. 5º da Circular nº 3.091, de 1º de março de 2002, passa a vigorar com a seguinte redação: CIRCULAR 3.528 -------------- Altera a Circular nº 3.091, de 1º de março de 2002, e a Circular nº 3.144, de 14 de agosto de 2002, que tratam do recolhimento compulsório e do encaixe obrigatório sobre recursos

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.752, DE 27 DE MARÇO DE 2015

CIRCULAR Nº 3.752, DE 27 DE MARÇO DE 2015 CIRCULAR Nº 3.752, DE 27 DE MARÇO DE 2015 Regulamenta a Resolução nº 4.373, de 29 de setembro de 2014, com o objetivo de uniformizar, simplificar procedimentos e conferir maior clareza às disposições sobre

Leia mais

Ass.: Programa BNDES de Incentivo à Armazenagem para Empresas e Cooperativas Cerealistas Nacionais BNDES Cerealistas

Ass.: Programa BNDES de Incentivo à Armazenagem para Empresas e Cooperativas Cerealistas Nacionais BNDES Cerealistas Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 46/2016-BNDES Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 2016 Ref.: Produtos BNDES Automático e BNDES Finame Agrícola Ass.: Programa BNDES de Incentivo

Leia mais

", em que: RWA CAM F EXP. Exp 1 CIRCULAR Nº 3.641, DE 4 DE MARÇO DE 2013

, em que: RWA CAM F EXP. Exp 1 CIRCULAR Nº 3.641, DE 4 DE MARÇO DE 2013 CIRCULAR Nº 3.641, DE 4 DE MARÇO DE 2013 Estabelece os procedimentos para o cálculo da parcela dos ativos ponderados pelo risco (RWA) referente às exposições em ouro, em moeda estrangeira e em ativos sujeitos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.913, DE 11 DE SETEMBRO DE 2001. Dispõe sobre a apuração e liquidação dos complementos de atualização monetária de saldos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2665. II - os créditos destinam-se à reestruturação e capitalização das cooperativas enquadradas no Programa;

RESOLUÇÃO Nº 2665. II - os créditos destinam-se à reestruturação e capitalização das cooperativas enquadradas no Programa; RESOLUÇÃO Nº 2665 Dispõe sobre o Programa de Revitalização de Cooperativas de Produção Agropecuária - RECOOP, de que tratam a Medida Provisória nº 1.898-15, de 1999, e o Decreto nº 2.936, de 1999. O BANCO

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 679 Às Instituições Financeiras do Sistema Nacional de Crédito Rural. DEPARTAMENTO DO CRÉDITO RURAL Geraldo Martins Teixeira Chefe

CARTA-CIRCULAR N 679 Às Instituições Financeiras do Sistema Nacional de Crédito Rural. DEPARTAMENTO DO CRÉDITO RURAL Geraldo Martins Teixeira Chefe CARTA-CIRCULAR N 679 Às Instituições Financeiras do Sistema Nacional de Crédito Rural Comunicamos a introdução, no capítulo 32 do Manual do Crédito Rural (MCR), das alterações indicadas nas folhas anexas.

Leia mais

CIRCULAR N 12/2009. Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de Ref.: Produto BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa Especial de Crédito PEC - BNDES

CIRCULAR N 12/2009. Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de Ref.: Produto BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa Especial de Crédito PEC - BNDES CIRCULAR N 12/2009 Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2009 Ref.: Produto BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa Especial de Crédito PEC - BNDES O Superintendente da Área de Operações Indiretas, consoante Resolução

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR 110, DE 29 DE JUNHO DE

LEI COMPLEMENTAR 110, DE 29 DE JUNHO DE LEI COMPLEMENTAR 110, DE 29 DE JUNHO DE 2001 Institui contribuições sociais, autoriza créditos de complementos de atualização monetária em contas vinculadas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço FGTS

Leia mais

Ass.: Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft - Comercialização

Ass.: Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft - Comercialização Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 49/2016-BNDES Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 2016. Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria

Leia mais

ATUALIZADA EM 29/12/2014

ATUALIZADA EM 29/12/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 25, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011 Dispõe sobre transferência integral de curso e de instituição de ensino realizada por estudante financiado

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 217, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 217, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 217, DE 2014 Altera a Lei nº 12.868, de 15 de outubro de 2013, que dispõe sobre o financiamento de bens de consumo duráveis a beneficiários do Programa Minha Casa, Minha Vida

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº Art. 1º Introduzir as seguintes alterações no regulamento do crédito rural, contidas no Manual de Crédito Rural (MCR):

RESOLUÇÃO Nº Art. 1º Introduzir as seguintes alterações no regulamento do crédito rural, contidas no Manual de Crédito Rural (MCR): RESOLUÇÃO Nº 3208 Dispõe sobre direcionamento dos recursos controlados do crédito rural, sobre prazos e vencimentos dos Empréstimos do Governo Federal (EGF) e sobre outras condições para o crédito rural.

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO ESPECIAL Nº 2 DE APOSENTADORIA SUPLEMENTAR. Bandeprev - Bandepe Previdência Social

REGULAMENTO DO PLANO ESPECIAL Nº 2 DE APOSENTADORIA SUPLEMENTAR. Bandeprev - Bandepe Previdência Social REGULAMENTO DO PLANO ESPECIAL Nº 2 DE APOSENTADORIA SUPLEMENTAR Bandeprev - Bandepe Previdência Social Índice I. Da Finalidade...1 II. Das Definições... 2 III. Do INSTITUIDOR, Participantes e Beneficiários...

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF C. S. Tecnologia do Agronegócio 3º Semestre PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF Acadêmicos: Bruno Farias, Clodinei Uria,Mauricio, Renan Fontoura, Milton Fábrica, Ricardo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 287, DE 23 DE JULHO DE 2002 Revogada pela Resolução nº 752/2015

RESOLUÇÃO Nº 287, DE 23 DE JULHO DE 2002 Revogada pela Resolução nº 752/2015 RESOLUÇÃO Nº 287, DE 23 DE JULHO DE 2002 Revogada pela Resolução nº 752/2015 Institui linha de crédito denominada PROGER Urbano Micro e Pequena Empresa Capital de Giro, no âmbito do Programa de Geração

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.339, DE 20 DE JUNHO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 4.339, DE 20 DE JUNHO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 4.339, DE 20 DE JUNHO DE 2014 Dispõe sobre ajustes nas normas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), de que trata o Capítulo 10 do Manual de Crédito Rural

Leia mais

RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.866, DE 7 DE JUNHO DE 2010 DOU 08.06.2010

RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.866, DE 7 DE JUNHO DE 2010 DOU 08.06.2010 RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.866, DE 7 DE JUNHO DE 2010 DOU 08.06.2010 Dispõe sobre programas de investimento agropecuário amparados em recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil LEI Nº 17.691, DE 04 DE JULHO DE 2012. Introduz alterações nas Leis nºs 15.397, de 22 de setembro de 2005, e 16.901, de 26 de janeiro de 2010,

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA No- 582, DE 20 DE SETEMBRO DE 2012

MEDIDA PROVISÓRIA No- 582, DE 20 DE SETEMBRO DE 2012 MEDIDA PROVISÓRIA No- 582, DE 20 DE SETEMBRO DE 2012 Altera a Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011, quanto à contribuição previdenciária de empresas dos setores industriais e de serviços; permite depreciação

Leia mais

(Do Sr. Rubens Otoni) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Rubens Otoni) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o 6220, DE 2005 (Do Sr. Rubens Otoni) Insere o parágrafo 4º no art. 2º da Lei nº 11.097, de 13 de janeiro de 2005, que dispõe sobre a introdução do biodiesel na matriz energética brasileira.

Leia mais

Principais Objetivos PAP 2011/2012

Principais Objetivos PAP 2011/2012 Cenário Cenário Cenário Baixos estoques mundiais de alimentos Tendência de elevação gradual da Selic Relativa estabilidade da taxa de câmbio Preços agrícolas em níveis historicamente elevados Crescente

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 793, DE 31 DE JULHO DE 2017.

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 793, DE 31 DE JULHO DE 2017. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 793, DE 31 DE JULHO DE 2017. Institui o Programa de Regularização Tributária Rural junto à Secretaria da Receita Federal do Brasil e à Procuradoria- Geral da Fazenda Nacional. O PRESIDENTE

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Redução base de cálculo do ICMS para fins de desconto Zona Franca

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Redução base de cálculo do ICMS para fins de desconto Zona Franca Zona Franca 16/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

Banco do Brasil e o Agronegócio. Fevereiro 2012

Banco do Brasil e o Agronegócio. Fevereiro 2012 Banco do Brasil e o Agronegócio Fevereiro 2012 Banco do Brasil e o Agronegócio 61,6% do Crédito Rural/Agroindustrial no País (SNCR 31.09.2011); 77% dos valores aplicados no Pronaf (SNCR); 1,4 milhões de

Leia mais

LEI Nº0154/97 CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº0154/97 CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº0154/97 CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Santa Bárbara do Leste, por seus representantes aprovou e eu, Prefeito Municipal sanciono a seguinte Lei:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 9.004, DE 13 DE MARÇO DE 2017 Vigência Transfere a Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

Lançamento do Plano Safra 2012/2013 Banco do Brasil

Lançamento do Plano Safra 2012/2013 Banco do Brasil Lançamento do Plano Safra 2012/2013 Banco do Brasil Plano Safra 2011/2012 Volume de crédito rural desembolsado R$ 2.965,9 bilhões CRESCIMENTO de 59,8% Plano Safra 2011/2012 Comparativo: Safras 2010/2011

Leia mais

Mais Crédito para a Produção de Alimentos Saudáveis. 30 Bilhões 2017/ Bilhões 2016/ ,9 Bilhões

Mais Crédito para a Produção de Alimentos Saudáveis. 30 Bilhões 2017/ Bilhões 2016/ ,9 Bilhões Mais Crédito para a Produção de Alimentos Saudáveis 30 Bilhões 2017/2018 30 Bilhões 2016/2017 28,9 Bilhões 2015/2016 FACILIDADES DO CRÉDITO RURAL DA CRESOL OS JUROS FORAM MANTIDOS Para diminuir o custo

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 97, DE 30 DE MARÇO DE 2016

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 97, DE 30 DE MARÇO DE 2016 Nº 61, quinta-feira, 31 de março de 2016 MINISTÉRIO DAS CIDADES PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 97, DE 30 DE MARÇO DE 2016 Dispõe sobre o Programa Nacional de Habitação Rural - PNHR, integrante do Programa

Leia mais

Edição Número 128 de 06/07/2005

Edição Número 128 de 06/07/2005 Atos do Congresso Nacional Edição Número 128 de 06/07/2005 EMENDA CONSTITUCIONAL N o 47 Altera os arts. 37, 40, 195 e 201 da Constituição Federal, para dispor sobre a previdência social, e dá outras providências.

Leia mais

Parágrafo 1º Para a apuração do limite estabelecido no caput define-se como:

Parágrafo 1º Para a apuração do limite estabelecido no caput define-se como: CIRCULAR Nº 2894 Documento normativo revogado pela Circular 3.367, de 12/09/2007. Estabelece procedimentos para o cálculo do limite de exposição em ouro e em ativos e passivos referenciados em variação

Leia mais

Ministério da Fazenda. RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa RFB nº 563, de 23 de agosto de 2005 (*)

Ministério da Fazenda. RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa RFB nº 563, de 23 de agosto de 2005 (*) Ministério da Fazenda RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa RFB nº 563, de 23 de agosto de 2005 (*) DOU de 2.9.2005 Altera a Instrução Normativa SRF nº 460, de 18 de outubro de 2004. O SECRETÁRIO-GERAL

Leia mais

Ref.: Produto BNDES Finame Agrícola (Circular nº 197/2006, de ). Alterações no âmbito do Produto BNDES Finame Agrícola.

Ref.: Produto BNDES Finame Agrícola (Circular nº 197/2006, de ). Alterações no âmbito do Produto BNDES Finame Agrícola. Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 43/2015-BNDES Rio de Janeiro, 21 de dezembro de 2015 Ref.: Produto BNDES Finame Agrícola (Circular nº 197/2006, de 18.08.2006). Ass.:

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2011

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2011 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2011 Altera a Lei nº 11.540, de 12 de novembro de 2007, que dispõe sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FNDCT; altera o Decreto-Lei. 719,

Leia mais

Resolução nº 3.500 define novas condições para dívidas agrícolas

Resolução nº 3.500 define novas condições para dívidas agrícolas Resolução nº 3.500 define novas condições para dívidas agrícolas O Governo Federal, através do Banco Central, divulgou no dia 28 de setembro de 2007 a Resolução nº 3.500, que trata das condições para negociação

Leia mais

SENADO FEDERAL SUBSTITUTIVO DA CÂMARA Nº 5, DE 2017, AO PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 130, DE 2014

SENADO FEDERAL SUBSTITUTIVO DA CÂMARA Nº 5, DE 2017, AO PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 130, DE 2014 SENADO FEDERAL SUBSTITUTIVO DA CÂMARA Nº 5, DE 2017, AO PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 130, DE 2014 Dispõe sobre convênio que permite aos Estados e ao Distrito Federal deliberar sobre a remissão dos créditos

Leia mais

Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA

Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Renda Fixa Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Certificado de Recebíveis do Agronegócio O produto O Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) é um título que gera um direito de crédito ao

Leia mais

c) limite de recursos: até R$ ,00 (sessenta e um bilhões e oitocentos milhões de reais);

c) limite de recursos: até R$ ,00 (sessenta e um bilhões e oitocentos milhões de reais); RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012 Estabelece as condições para contratação dos financiamentos passíveis de subvenção econômica de que tratam as Leis ns. 12.096, de 24 de novembro de 2009, e

Leia mais