NORMAS DE ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DO PPGZ-UFPI

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NORMAS DE ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DO PPGZ-UFPI"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPUS PROF. a CINOBELINA ELVAS COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Bom Jesus, Piauí CEP TeleFax: Home Page: - NORMAS DE ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DO PPGZ-UFPI Aprovadas pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia do Campus professora Cinobelina Elvas da Universidade Federal do Piauí em 19/02/2014 durante a vigésima reunião ordinária Bom Jesus-PI/2014

2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPUS PROF. a CINOBELINA ELVAS COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Bom Jesus, Piauí CEP TeleFax: Home Page: - NORMAS DE ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DO PPGZ-UFPI As normas que se apresentam são relativas à elaboração e apresentação de dissertações que devem ser consideradas pelos discentes candidatos ao grau de Mestre em Zootecnia, conferido pelo Programa de Pós-Graduação em Zootecnia do Campus Prof. a Cinobelina Elvas da Universidade Federal do Piauí, visando principalmente a padronização das dissertações, visto que estas são um reflexo do desenvolvimento dos discentes nos seus estudos de pós-graduação, bem como, comprometimento do orientador e dos docentes do programa em qualificar os alunos. Com a definição destas normas o PPGZ pretende facilitar e acelerar o processo de publicação dos produtos das dissertações, que são os artigos. Desta forma, a parte estrutural deverá seguir adaptações das normas da ABNT e os capítulos deverão seguir a formatação preconizada pelo periódico (preferencialmente A1, A2 e B1) no qual o discente, em concordância com o orientador, deverá publicar os artigos. As dissertações do PPGZ devem conter os elementos pré-textuais que são: Capa, Folha de Rosto, Ficha Catalográfica, Página de Aprovação, Dedicatória, Agradecimentos, Epígrafe, Biografia do Autor, Sumário, Lista de Tabelas, Lista de Figuras, Resumo geral e Abstract geral. Estes elementos devem ser numerados em algarismo romano. Em seguida, deverá vir uma Introdução Geral, e ao final da mesma, a descrição de como os capítulos seguintes (Revisão de literatura e artigos) serão estruturados, ou seja, informando o periódico no qual o capítulo foi formatado, com indicação do endereço eletrônico do periódico. Os capítulos deverão seguir rigorosamente as normas da revista escolhida. Entretanto, se a revista exigir língua inglesa, o capítulo poderá ser escrito em português. Excetuando-se os capítulos, a formatação geral do texto da dissertação deverá ser digitada em espaço um e meio (1,5 entre linhas), utilizando a fonte Times New Roman em

3 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPUS PROF. a CINOBELINA ELVAS COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Bom Jesus, Piauí CEP TeleFax: Home Page: - tamanho 12 e com alinhamento justificado. Os parágrafos devem iniciar 1,25 cm de recuo à direita e sem espaçamento entre si. Um espaço equivalente a uma linha será utilizado apenas para separação de títulos, subtítulos, tabelas e figuras. Espaço simples deve ser usado apenas em Resumo, Abstract, tabelas, notas de rodapé, títulos com mais de uma linha e referências bibliográficas. Nas referências bibliográficas, o espaçamento entre linhas deverá ser simples (1,0), deixando espaçamento inferior de parágrafo de 6pt. As margens devem ter as seguintes dimensões: superior = 2,5 cm; inferior = 2,5 cm; esquerda = 3,0 cm; direita = 2,5 cm. Cada divisão que faz parte do sumário (dedicatória, agradecimentos, introdução, revisão de literatura, referências bibliográficas) deve ser iniciada em página própria. Cada divisão deve conter o título alinhado à esquerda, sem pontuação, em letras maiúsculas (em negrito) e o primeiro parágrafo deve iniciar um espaço equivalente a uma linha abaixo do título. As páginas deverão ser numeradas (alinhada à direita) na posição inferior da página. As páginas preliminares (resumo, sumário, lista de tabelas e lista de figuras) receberão numeração em algarismo romano seqüencial (minúsculo). As páginas de rosto e da comissão examinadora, embora implicitamente sejam consideradas as páginas de números i e ii, respectivamente, não terão seus números impressos. Após as páginas preliminares, a numeração será sequencial em algarismo arábico.

4 CAPA (obrigatória) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ (Times New Roman, 14, negrito) CAMPUS PROF.ª CINOBELINA ELVAS (Times New Roman, 14, negrito) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA (Times New Roman, 14,negrito) 8 espaços de 1,5cm entre linhas TÍTULO DA DISSERTAÇÃO (Times New Roman 16, negrito) AUTOR DO TRABALHO (Times New Roman, 14) Bom Jesus PI (Times New Roman, 14) Ano A capa é a cobertura que reveste a obra de deve conter o nome do autor, título, local e ano. A encadernação deve ser em capa dura cor verde, com letras em cor dourada. A lombada deve conter: citação do autor ( ex: SILVA, A.A.), Título da dissertação, a sigla do programa e tipo (Dissertação) e o ano. Os itens da lombada poderão ser abreviados.

5 FOLHA DE ROSTO (obrigatória) AUTOR(A) DO TRABALHO (Times New Roman, 14 negrito) 6 espaços de 1,5cm entre linhas TÍTULO DA DISSERTAÇÃO (Times New Roman, 16 negrito) Orientador(a): Prof. Dr. (fulano de tal) ) (Times New Roman, 12) Co-orientador (a): Prof. Dr. (fulano de tal) (Times New Roman, 12) 5 cm de margem Dissertação apresentada ao Campus Prof. a Cinobelina Elvas da Universidade Federal do Piauí, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação Zootecnia, na área de Produção Animal (linha de pesquisa Nutrição e produção de alimentos ou Melhoramento e Reprodução Animal), para obtenção do título de Mestre. (Times New Roman, 12) Bom Jesus PI Ano FICHA CATALOGRÁFICA (obrigatória) - No verso da folha de rosto, na parte inferior e centralizada, deve constar a ficha catalográfica elaborada pela bibliotecária da UFPI. A folha de rosto não é numerada, embora implicitamente receba o número um em algarismo romano.

6 PÁGINA DE APROVAÇÃO (obrigatória) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ (Times New Roman, 14, negrito) CAMPUS PROF.ª CINOBELINA ELVAS (Times New Roman, 14, negrito) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA (Times New Roman, 14,negrito) 4 espaços de 1,5cm entre linhas CERTIFICADO DE APROVAÇÃO (Times New Roman 16, negrito) Título: Título da Dissertação (Times New Roman, 14) Autor: Orientador: Co-orientador: Aprovada em: XX de XXXXXX de 20XX (Times New Roman, 14) Banca Examinadora: (Times New Roman, 14) Prof. Dr. Nome do membro externo da banca Instituição Prof. Dr. Nome do membro interno da banca Instituição Prof. Dr. Nome do Orientador Instituição Bom Jesus PI (Times New Roman, 14) Ano

7 DEDICATÓRIA (Opcional) DEDICATÓRIA É opcional, cabendo ao autor julgar sua relevância, constando após a folha de aprovação.

8 AGRADECIMENTO (Opcional) AGRADECIMENTOS Após a dedicatória vêm os agradecimentos (elemento opcional) que devem ser dirigidos àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho, restringindo-se ao mínimo necessário, como instituições (CNPq, CAPES, empresas ou organizações que fizeram parte da pesquisa) ou pessoas (profissionais, pesquisadores, orientador, etc.). Os agradecimentos devem ser colocados em ordem hierárquica de importância e para trabalhos financiados com recursos de instituições de pesquisa (CAPES, CNPq, FINEP, FAPEPI, etc.) os agradecimentos são obrigatórios a essas instituições.

9 EPÍGRAFE (OPCIONAL) EPÍGRAFE Elemento opcional, onde o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada ou não com a matéria tratada no corpo do trabalho. Podem também constar epígrafes nas folhas de aberturas das seções primárias.

10 BIOGRAFIA DO AUTOR (OPCIONAL) BIOGRAFIA Deverá conter informações de nascimento, filiação e trajetória acadêmica.

11 SUMÁRIO (OBRIGATÓRIO) SUMÁRIO Deve conter os títulos das divisões principais do trabalho (Resumo Geral, Abstract, introdução, revisão de literatura, Capítulos e subtítulos dos capítulos) que deverão ser numerados a partir do número um em algarismo arábico e colocados na margem esquerda da página do sumário, em caixa alta e em negrito. A primeira subdivisão deve aparecer em caixa alta e não negritado. A segunda subdivisão apenas com as iniciais das palavras em maiúsculo e a terceira subdivisão em diante com apenas a primeira letra em maiúscula. O alinhamento justificado. Subdivisões recebem, além da numeração da divisão principal, a numeração específica de cada subdivisão, sendo os números separados por ponto. Subdivisões adicionais seguem o mesmo critério. Abaixo um exemplo. Obs: Os tópicos do capítulo podem variar de acordo com as normas do periódico escolhido.

12 SUMÁRIO (OBRIGATÓRIO) SUMÁRIO LISTA DE TABELAS... LISTA DE FIGURAS... RESUMO GERAL... ABSTRACT GERAL... INTRODUÇÃO GERAL... vii viii ix x xi CAPÍTULO 1. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA TÍTULO DO TÓPICO Título Do Tópico TÍTULO DO TÓPICO TÍTULO DO TÓPICO Título Do Tópico Título Do Tópico Título Do Tópico TÍTULO DO TÓPICO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CAPÍTULO 2. TÍTULO DO ARTIGO RESUMO ABSTRACT INTRODUÇÃO MATERIAL E MÉTODOS Título Do Tópico Título Do Tópico Título do tópico Título do tópico Título Do Tópico Título Do Tópico RESULTADOS E DISCUSSÃO CONCLUSÕES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CONSIDERAÇÕES FINAIS... 60

13 LISTA DE TABELAS (OBRIGATÓRIO) LISTA DE TABELAS Tabela 1 Título da Tabela 1...X.....

14 LISTA DE FIGURAS (OPICIONAL) LISTA DE FIGURAS Figura 1 Título da Figura 1...X.....

15 RESUMO GERAL (OBRIGATÓRIO) RESUMO GERAL RAMOS (último sobrenome do autor em letra maiúscula), F.C.(Iniciais Do Autor em letra maiúscula) Título da dissertação. Ano. Numero de folhas. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) Universidade Federal do Piauí, Bom Jesus, ano. Consiste na apresentação clara e concisa dos pontos relevantes do trabalho (introdução, metodologia, resultados e conclusão), de maneira a permitir ao leitor saber da conveniência ou não da sua leitura na íntegra. O resumo deve ser colocado em folha à parte, precedido da palavra RESUMO GERAL. É redigido pelo autor, em português. Não deverá ultrapassar uma página juntamente com as palavras-chave. Na redação, dar preferência ao uso da terceira pessoa do singular e do verbo na voz ativa, não fazendo parágrafos. Não deve conter citação no resumo. Logo abaixo do resumo, devem figurar as palavras representativas do conteúdo do trabalho. Palavras-chave: mínimo três e máximo seis, escritas em ordem alfabética, separadas por vírgula, minúscula e sem ponto final, e não devem estar contidas no título

16 ABSTRACT GERAL (OBRIGATÓRIO) ABSTRACT RAMOS(último sobrenome do autor em letra maiúscula), F.C.(Iniciais Do Autor em letra maiúscula) Título da dissertação em inglês. Ano. Numero de folhas. MSc. Dissertation Universidade Federal do Piauí, Bom Jesus, ano. Descrição semelhante a do resumo, porém em língua inglesa. O Abstract deve ser colocado em folha à parte, precedido da palavra ABSTRACT. É redigido pelo autor ou por interprete qualificado, em inglês. Não deverá ultrapassar uma página. Logo abaixo do Abstract, devem figurar as palavras representativas do conteúdo do trabalho, as Key words. Key words: máximo seis, escritas em ordem alfabética da língua inglesa.

17 INTRODUÇÃO GERAL (OBRIGATÓRIA) Deve ser um texto conciso englobando a justificativa, revisão bibliográfica (se necessário). Ao final da introdução deverá vir a descrição da proposta geral do trabalho, assim como sua estrutura formal, ou seja, informando a norma da ABTN ou periódico no qual o capítulo foi formatado, com indicação do endereço eletrônico do periódico. As referencias da introdução (quando tiver) devem ser citadas junto com as referências da revisão de literatura. Ao final da introdução deverá vir também as informações referentes ao cadastramento e aprovação do projeto em comitê de ética, bem como o número do protocolo do mesmo. Exemplo: Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução Descrição do texto da introdução. A dissertação foi desenvolvida sob protocolo N o????? do comitê de ética em experimentação animal da UFPI (ou de outra instituição) e estruturada conforme as normas para elaboração de dissertações do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia da UFPI da seguinte forma: INTRODUÇÃO; CAPITULO 1. Revisão Bibliográfica elaborada de acordo com as normas da ABNT/Revista escolhida (informar endereço eletrônico da revista); CAPÍTULO 2 artigo científico intitulado: Título do artigo, elaborado de acordo com as normas da Revista escolhida (informar endereço eletrônico da revista); e CONSIDERAÇÕES FINAIS.

18 MODELO CAPITULO 1. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Elaborada de acordo com as normas da Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (http://seer.sct.embrapa.br/index.php/pab)

19 MODELO 1. TÍTULO DO TÓPICO INICIAL DA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Descrição da revisão bibliográfica que o autor considerar necessária. As referências bibliográficas devem vir logo após o final da Revisão

20 MODELO CAPÍTULO 2 Título do Artigo Científico Elaborado de acordo com as normas da Revista Journal Animal Sciences (http://www.journalofanimalscience.org/) Nas páginas seguintes deverão vir a descrição de todos os itens do artigo conforme a norma do periódico escolhido

21 CONSIDERAÇÕES FINAIS Quando for apresentado mais de um artigo científico deverá ser incluído este item. Deverão ser apresentadas as inferências gerais sobre o assunto pesquisado, bem como, as perspectivas futuras e o potencial inovador quando houver.

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL. FORMATAÇÃO GERAL Papel A; Fonte Arial; Espaçamento entre linha de,5 cm; Margens: a) margem esquerda:,0 cm b) margem direita:,5

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão

Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão A Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado deverá ser obrigatoriamente,

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Campus DE VITÓRIA DA CONQUISTA PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR 14724

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução FORMATO DAS DISSERTAÇÕES DO PPGEE As Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução (PPGEE) seguirão o seguinte formato: 1) Formatação

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO Esta Circular apresenta os requisitos estabelecidos pela coordenação do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Mestrado Acadêmico, de uso

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Este roteiro contém os requisitos obrigatórios, estabelecidos pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

Normalizaçã. ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT)

Normalizaçã. ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT) Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalizaçã ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT) Marília 2017 NBR 14724:2011 Apresentação de trabalhos

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO

NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO DISSERTAÇÃO Anápolis-GO 2015 1. INTRODUÇÃO Segundo o regimento do programa, será considerado

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E SUSTENTABILIDADE AGROPECUÁRIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E SUSTENTABILIDADE AGROPECUÁRIA NORMAS PARA MESTRADO - VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO Esta Circular apresenta os requisitos estabelecidos pela coordenação do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais e Sustentabilidade

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Câmpus de Botucatu PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES B O T U C A T U 2008

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI Aprova novas normas para redação e procedimentos de Dissertações e Teses do PPGAGRI. O COLEGIADO EXECUTIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRICULTURA E BIODIVERSIDADE

Leia mais

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT Formatação de trabalhos acadêmicos Segundo as normas da ABNT ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT/CB-001 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia ABNT/CB-005 - Comitê Brasileiro Automotivo

Leia mais

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação ANEXO 01 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Formato O texto deverá ser apresentado em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deverá

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS Porto Alegre 2013 1 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 2 2 ELEMENTOS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO EM ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NOME DO AUTOR (FONTE 12 CAIXA ALTA)

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO EM ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NOME DO AUTOR (FONTE 12 CAIXA ALTA) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO EM ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NOME DO AUTOR (FONTE 12 CAIXA ALTA) TÍTULO DO TRABALHO (FONTE 12 CAIXA ALTA - NEGRITO) Subtítulo

Leia mais

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Ji-Paraná, RO. 2017 APRESENTAÇÃO O curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Luterano de Jiparaná

Leia mais

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos:

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos: O ARTIGO CIENTÍFICO Um artigo científico corresponde ao relato sobre as análises realizadas a respeito de um determinado tema e deve trazer dados e informações atuais. Apresenta-se como resultado de pesquisa,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 006/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS - GRADUAÇÃO STRICTU

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES Roteiro Redação de textos ABNT Editores de textos MS Word Configuração ABNT no MS Word Redação de textos Definição É todo ato normativo e toda comunicação através da

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Animal nº 11, de 23 de julho de 2015

Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Animal nº 11, de 23 de julho de 2015 Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Animal nº 11, de 23 de julho de 2015 Estabelece normas para elaboração de dissertações e teses no programa de Pós-graduação

Leia mais

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. PAPEL MARGENS FONTE TEXTO TÍTULO DAS SEÇÕES TÍTULO DAS

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Faculdade de Odontologia Biblioteca Malvina Vianna Rosa MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Este documento

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE FÍSICA DE JI-PARANÁ DEFIJI Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Física CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS APLICADAS À SAÚDE

ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS APLICADAS À SAÚDE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS APLICADAS À SAÚDE 1. Pré-Texto Capa Folha de Rosto (com Ficha Catalográfica no verso) Dedicatória (opcional dedica seu trabalho

Leia mais

ALTERNATIVO (DE ARTIGOS):

ALTERNATIVO (DE ARTIGOS): Padronização dos Volumes Físico e Eletrônico das Dissertações e Teses do Programa de Pós-Graduação em Patologia da UFMG 1. Formatos da Tese (DOUTORADO) A tese poderá ser apresentada sob dois formatos:

Leia mais

DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES REITORIA DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NORMA-REGULAMENTO: TESE Para agendar a Banca de Defesa, o aluno

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA NORMAS PARA O EXAME DE QUALIFICAÇÃO E DEFESA DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA

Leia mais

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças TCC FORMATAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS - Folha de rosto - Ficha catalográfica

Leia mais

REGULAMENTO PARA NORMAS DE APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

REGULAMENTO PARA NORMAS DE APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM OLERICULTURA - PPGOL REGULAMENTO PARA NORMAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH INSTRUÇÃO NORMATIVA 01/2013 PRORH/UFS Assunto: Normas de

Leia mais

TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo

TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo TÍTULO DO ARTIGO: Subtítulo do Artigo Nome do autor(a) 1 Nome do(a) professor(a) orientador(a) 2 RESUMO Este modelo permite a visualização da estrutura geral de um artigo científico e apresenta orientações

Leia mais

Apresentação de citações em documentos. Numeração progressiva das seções de documento. Apresentação de trabalhos acadêmicos

Apresentação de citações em documentos. Numeração progressiva das seções de documento. Apresentação de trabalhos acadêmicos ESTRUTURAÇÃO DAS DISSERTAÇÕES DO MESTRADO EM SAÚDE E MEIO AMBIENTE Fevereiro/2013 O presente guia tem como objetivo fornecer orientações para a estruturação das dissertações e teses do Mestrado em Saúde

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 Ivoti 2008 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 02 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS...02 1.1.1 Capa...02 1.1.2 Lombada...03 1.1.3 Folha de rosto...03 1.1.4

Leia mais

Guia de Estilo para as teses e dissertações do PPGMUS UFBA

Guia de Estilo para as teses e dissertações do PPGMUS UFBA Guia de Estilo para as teses e dissertações do PPGMUS UFBA Elementos que constituem uma dissertação ou tese com a ordem de aparição: 1. Capa 2. Folha de rosto 3. Ficha Catalográfica [no verso da Folha

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DE MESTRADO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DE MESTRADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DE

Leia mais

ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DO MESTRADO PROFISSIONAL

ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DO MESTRADO PROFISSIONAL ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DO MESTRADO PROFISSIONAL MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS APLICADAS À SAÚDE I. Pré-Texto Capa Folha de Rosto (com Ficha Catalográfica no verso) Caracterização do Curso Dedicatória

Leia mais

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA - MINAS GERAIS ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº. 11-CONSEPE, DE 16 DE MAIO DE 2008. Normas para redação e apresentação de

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO Normas de elaboração de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará.

Leia mais

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano).

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano). ESTRUTURA DO PROJETO DE TCC O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica) folha de aprovação

Leia mais

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS Segundo a NBR 14724:2005 da ABNT, uma dissertação é um documento que representa o resultado de um

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO TESEE DE DOUTORADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO TESEE DE DOUTORADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA MULTICÊNTRICO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO TESEE DE DOUTORADO (SEGUNDO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC A estrutura de trabalhos acadêmicos (TCC) compreende: parte externa e parte interna. Com a finalidade de orientar os acadêmicos, a disposição de elementos é dada no

Leia mais

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de teses e dissertações, visando apresentação

Leia mais

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Gláucia Maria Saia Cristianini Biblioteca Prof. Achille Bassi Fontes: Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 Estrutura de apresentação 1.1 Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Folha de aprovação

Leia mais

MODELO DE TESE OU DISSERTAÇÃO

MODELO DE TESE OU DISSERTAÇÃO MODELO DE TESE OU DISSERTAÇÃO ESTRUTURA 1. Capa 2. Contracapa 3. Dedicatória 4. Epígrafe (opcional) 5. Agradecimentos 6. Sumário 7. Resumo 8. Abstract 9. Introdução geral 10. Revisão de Literatura 11.

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BEBEDOURO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Curso

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 Dispõe sobre a formatação e demais procedimentos para a preparação de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado na UFRJ. Considerando a necessidade de um trabalho de dissertação

Leia mais

1. EXAME DE QUALIFICAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

1. EXAME DE QUALIFICAÇÃO DE DISSERTAÇÃO A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, no uso das atribuições legais, disponibiliza as normas sobre Exame de Qualificação e Defesa de Dissertação do PPGCF. 1. EXAME DE QUALIFICAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS IV JORNADA INTEGRADA DA PEDAGOGIA, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS IV JORNADA INTEGRADA DA PEDAGOGIA, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS IV JORNADA INTEGRADA DA PEDAGOGIA, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. A Comissão Científica da IV Jornada Integrada

Leia mais

Aula 08. de Curso (TCC)

Aula 08. de Curso (TCC) Metodologia Científica - Lícia Mara Pinheiro Rodrigues- UNIGRAN Aula 08 O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Caro(a) Acadêmico(a), Chegamos à nossa última aula e nela trataremos de um trabalho que faz

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Tecnologia Departamento de Tecnologia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos IT 226 Estágio Supervisionado NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO A estrutura de trabalhos de conclusão de curso, monografias, dissertações ou teses, de acordo com a NBR 14724, compreende: parte externa e parte interna. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

Normas de elaboração e apresentação do Trabalho de Conclusão de. Curso da Faculdade de Psicologia da FAMERP

Normas de elaboração e apresentação do Trabalho de Conclusão de. Curso da Faculdade de Psicologia da FAMERP Normas de elaboração e apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso da Faculdade de Psicologia da FAMERP Coordenadora do Curso: Profa. Dra. M. Cristina Oliveira Santos Miyazaki Responsável pela disciplina:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA VERSÃO REVISADA EM ABRIL/2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES As dissertações

Leia mais

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL 1. INTRODUÇÃO Este documento apresenta os requisitos obrigatórios para a apresentação

Leia mais

Guia para Elaboração de Teses e Dissertações

Guia para Elaboração de Teses e Dissertações 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA Programa de Pós Graduação em Ciência Animal nos Trópicos Guia para Elaboração de Teses e Dissertações APRESENTAÇÃO Estas normas

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DESPORTIVA E DE LAZER ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO TEXTUAL DO TRABALHO FINAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DESPORTIVA E DE LAZER ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO TEXTUAL DO TRABALHO FINAL CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DESPORTIVA E DE LAZER ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO TEXTUAL DO TRABALHO FINAL Porf.a Paulina Gomes 1 INTRODUÇÃO Este roteiro apresenta, de forma resumida, os passos a

Leia mais

REVISTA LÍNGUAS E INSTRUMENTOS LINGUÍSTICOS

REVISTA LÍNGUAS E INSTRUMENTOS LINGUÍSTICOS REVISTA LÍNGUAS E INSTRUMENTOS LINGUÍSTICOS Normas Gerais para Submissão Fonte: Times New Roman. Página: 14cm (largura) x 21cm (altura). Margens: superior 2cm; inferior 2cm; à esquerda 1,5cm; à direita

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DEFESAS DE TESES. As normas apresentadas a seguir são referentes à versão final da tese após a.

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DEFESAS DE TESES. As normas apresentadas a seguir são referentes à versão final da tese após a. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Campus Universitário Darcy Ribeiro, Asa Norte. Brasília-DF. CEP: 70910-900. Fone: (61) 3107-1976 e 3107-1760. E-mail: ppgenf@unb.br NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DEFESAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2014 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ODONTOLOGIA/ PRODONTO/

Leia mais

REVISTA CEUMA PERSPECTIVAS. Chamada para submissão de trabalhos científicos (28ª edição)

REVISTA CEUMA PERSPECTIVAS. Chamada para submissão de trabalhos científicos (28ª edição) REVISTA CEUMA PERSPECTIVAS Chamada para submissão de trabalhos científicos (28ª edição) A Revista Ceuma Perspectivas é uma publicação científica voltada à divulgação da produção acadêmica discente e docente

Leia mais

Manual de normalização de trabalhos acadêmicos

Manual de normalização de trabalhos acadêmicos 1 Manual de normalização de trabalhos acadêmicos (Formato Artigo) Alexandre Medeiros Correia de Sousa Rio de Janeiro 2016 2 Ministério da Saúde Ministro Alexandre Padilha Fundação Oswaldo Cruz Presidente

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES

Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Vitória da Conquista/BA 2014 Universidade Federal da Bahia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE: CARDIOLOGIA E CIÊNCIAS CARDIOVASCULARES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE: CARDIOLOGIA E CIÊNCIAS CARDIOVASCULARES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE: CARDIOLOGIA E CIÊNCIAS CARDIOVASCULARES MANUAL PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA DE TESES E DISSERTAÇÕES - 2014 Porto Alegre

Leia mais

INTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DE DISSERTAÇÃO/TESE (NORMATIVAS ABNT NBRs)

INTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DE DISSERTAÇÃO/TESE (NORMATIVAS ABNT NBRs) INTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DE DISSERTAÇÃO/TESE (NORMATIVAS ABNT NBRs) MARGENS E FONTE Todo o trabalho deve ser escrito em fonte Arial tamanho 12, com espaçamento de 1,5 entre linhas, exceto onde haja instrução

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO BIOMEDICINA - BACHARELADO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO BIOMEDICINA - BACHARELADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO BIOMEDICINA - BACHARELADO Ji-Paraná Rondônia Junho, 2015 Anexo 1: Modelo do projeto. ANEXOS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO BIOMEDICINA

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular Supervisionado AGR 5801 - Planejamento de Estágio

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) AUTORAS: Emilce Maria Diniz e Luciana Cristina de Souza REVISÃO:

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA. PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA. PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES Araputanga, MT 2017 2 SUMÁRIO 1 ELEMENTOS DA ESTRUTURA DA MONOGRAFIA (ABNT NBR

Leia mais

Elementos que Antecedem o Texto

Elementos que Antecedem o Texto Elementos que Antecedem o Texto Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos de acordo com ABNT. Os elementos pré-textuais são os elementos que antecedem o trabalho científico. São constituídos pela

Leia mais

Título do mini-artigo

Título do mini-artigo Título do mini-artigo Nome do Autor 1 Resumo Este trabalho apresenta os elementos que constituem a estrutura de um mini-artigo científico, bem como sua formatação geral para apresentação ao Curso de Mestrado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Rua Vinte, 1600. Bairro Tupã. CEP 38304-402, Ituiutaba / MG Em acordo com a ABNT NBR 14724:2011

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES GERAIS RECOMENDAÇÕES PARA DIGITAÇÃO DE TEXTO Espaçamento de 1,5 (exceto notas de rodapé, referências, legendas das Figuras e Tabelas, natureza (tipo do trabalho,

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES Porto Alegre 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 4 3 ESTRUTURA... 5 3.1 Elementos Pré-Textuais... 6 3.2 Elementos Textuais... 13 3.3 Elementos

Leia mais

Orientações aos concluintes.

Orientações aos concluintes. Orientações aos concluintes referencia@ufersa.edu.br TRABALHO ACADÊMICO (NBR 14724/2011) Especificar os princípios gerais para a elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses

Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses Elena Luzia Palloni Gonçalves Bibliotecária EESC/USP Diretrizes para Apresentação de Dissertações

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

INSTRUÇÕES AOS AUTORES V@rvItu Revista de Ciência, Tecnologia e Cultura da FATEC Itu NORMAS GERAIS INSTRUÇÕES AOS AUTORES 1. Os trabalhos (artigo, resenha e relato de experiência/pesquisa) devem ser enviados digitalmente, com

Leia mais

NORMAS PARA DISSERTAÇÕES/TESES: elaboração, apresentação, defesa e homologação

NORMAS PARA DISSERTAÇÕES/TESES: elaboração, apresentação, defesa e homologação UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA CENTRO DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO SOCIOAMBIENTAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS NORMAS PARA DISSERTAÇÕES/TESES: elaboração, apresentação,

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

MANUAL DE APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇA O/DCI/UFS

MANUAL DE APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇA O/DCI/UFS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CURSO BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO MANUAL DE APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Faculdades Milton Campos (FMC) NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) AUTORAS: Emilce Maria

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais