Seres muito simples: cápsula protéica envolvendo o material genético (DNA ou RNA) Vírus que infectam Bactérias

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seres muito simples: cápsula protéica envolvendo o material genético (DNA ou RNA) Vírus que infectam Bactérias"

Transcrição

1 Seres muito simples: cápsula protéica envolvendo o material genético (DNA ou RNA) Estrutura de Vírus Menores que as menores células conhecidas Vírus que infectam Bactérias Exemplo: vírus que infectam a bactéria intestinal Escherichia coli, conhecidos como fagos T Bacteriófagos Envelope lipoprotéico proveniente da membrana plasmática da célula hospedeira Grupo de células que o vírus infecta é bastante restrito São as moléculas de proteínas virais dos envoltórios que determinam qual tipo de célula o vírus irá infectar 1 2 Vírus de Plantas A maioria tem RNA como material genético e não possui envelope Provocam o declínio na taxa de crescimento das plantas (as plantas infectadas crescem menos que as sadias) Vírus de Animais Podem ser de DNA ou RNA, envelopados ou não A maioria penetra na célula com a cápsula e o ácido nucléico, diferindo dos bacteriófagos Transmissão: feita por um vetor como um inseto, um fungo, verme ou através do pólen, das sementes (difusão mecânica) Exemplo: Vírus do Mosaico do Tabaco transmitido por difusão mecânica: provoca manchas verde-claras ou amarelas nas folhas ou na planta toda. Vírus da batata transmitido através da picada de insetos 3 Viral_entry_(Endocytosis_and_injection).svg.png 4

2 Vírus de Animais com DNA Vírus com DNA: o processo de transcrição e tradução é o tradicional. É o caso do vírus da varíola, herpes e hepatite DNA (Vírus) RNA (Hospedeiro) Síntese Protéica (Produção da Cápsula Protéica do Vírus) Vírus de Animais com RNA Vírus que possuem RNA (RETROVÍRUS): o processo de transcrição é o reverso. O RNA é transcrito em DNA por meio da enzima transcriptase reversa e posteriormente ele é transcrito novamente. É o caso do vírus da AIDS. RNA(Vírus) DNA (Vírus) RNA Síntese Protéica (Produção da Cápsula Protéica do Vírus) Ciclo Reprodutivo de Vírus AIDS Agente Causador: Vírus HIV Modo de Transmissão: contato sexual, transfusão de sangue, uso de seringa ou material perfurante, mãe para filho durante o parto, inseminação artificial com sêmen contaminado. Características da infecção: o vírus ataca os linfócitos T, que são as células do sistema imunitário humano, fazendo com que doenças oportunistas levem o indivíduo à morte 7 Medidas Profiláticas: uso de seringas descartáveis e materiais cirúrgicos esterilizados, uso de camisinha nas relações sexuais, evitar contato direto com o sangue de pessoas contaminadas 8

3 CATAPORA ou VARICELA CAXUMBA Agente Causador: Varicela-Zoster Modo de Transmissão: saliva ou contato com objetos contaminados pelas lesões da pele Agente Causador: Paramyxovírus Modo de Transmissão: saliva; uso comum de copos, garfos ou oturos objetos contaminados sem a devida higienização https://juliasarabioifes.files.wordpress.com/2011/02/cat apora-011.jpg 7/slides/slide_4.jpg Características da infecção: pequenas e numerosas feridas no corpo, que geralmente não deixam cicatrizes Medidas Profiláticas: vacinação, tratar os doentes e evitar contato direto com eles. Características da infecção: inflamação das glândulas salivares, principalmente as parótidas. Pode, no entanto, infectar testículos, ovários, pâncreas e cérebro. Medidas Profiláticas: vacinação, tratar os doentes e evitar contato com objetos contaminados com a saliva dos doentes. /13cae5bc37c04fff16557adceb430f5f.jpg 10 alsicha/ gif CONDILOMA ACUMINADO DENGUE Agente Causador: Flavivirus Agente Causador: Human Papilloma Viruses HPV Modo de Transmissão: relações sexuais por contato direto com a pele afetada. https://juizdeforaonline.files.wordpres s.com/2010/04/virus-dengue.jpg Modo de Transmissão: picada do mosquito Aedes aegypti, lembrando que somente as fêmeas são hematófagas, portanto só elas podem transmitir o vírus. sil_ jpg Características da infecção: verrugas genitais em homens e mulheres e, nas mulheres, o vírus pode se instalar no colo do útero, podendo desenvolver câncer. Medidas Profiláticas: uso de preservativos e exames preventivos no caso das mulheres (Papanicolau) https://lh6.googleusercontent.com/- 11 iajn5s8j_00/txwyxty6mki/aaaaaaaacls/5kjws7dgxak/s1600/hpvilustracao.jpg Características da infecção: no dengue clássico, geralmente o doente apresenta febre alta, dor de cabeça, dores nas juntas, fraqueza, falta de apetite, manchas vermelhas na pele. Raramente é fatal. No dengue hemorrágico os sintomas iniciais são semelhantes aos do clássico, porém depois que a febre começa a ceder a pessoa passa a apresentar queda acentuada da pressão arterial devido a hemorragias, que podem causar a morte. Medidas Profiláticas: evitar a proliferação do mosquito (águas paradas) e tratar os doentes. 12

4 DENGUE - Sintomas FEBRE AMARELA Agente Causador: Flavivirus 2564/ _BlMyz.jpeg Modo de Transmissão: picada do mosquito Aedes aegypti, lembrando que somente as fêmeas são hematófagas, portanto só elas podem transmitir o vírus. sil_ jpg Características da infecção: o vírus afeta o fígado, o que dá aspecto amarelado à pele do doente. Afeta também baço, rins, medula óssea e linfonodos, podendo levar à morte. Medidas Profiláticas: vacinação; erradicação dos insetos vetores; tratamento do doente GRIPE Agente Causador: Orthomyxovirida Modo de Transmissão: gotículas de saliva espalhadas pelo ar por pessoas contaminadas HEPATITE Agente Causador: Vírus Tipo A, B, C, D Modo de Transmissão: Hepatite A: ingestão de água ou alimentos contaminados. Hepatite B e C: relações sexuais; instrumentos perfurantes contaminados; transfusões de sangue Características da infecção: o vírus afeta o fígado Características da infecção: coriza, tosse; raramente afeta os pulmões; dores musculares e fraqueza. Medidas Profiláticas: vacinação; tratar os doentes e evitar contato direto com eles. 15 Medidas Profiláticas: Hepatite A: saneamento básico; tratamento da água; lavar as mãos; vigilância sanitária; tratar os doentes Hepatite B e C: uso de preservativo; vacinação (hepatite B); esterilização de instrumentos perfurantes e uso de descartáveis; tratar os doentes. 16

5 HERPES Agente Causador: Herpes simplex 1 e 2 Modo de Transmissão: contato direto ou indireto com objetos contaminados. POLIOMIELITE Agente Causador: Poliovírus Modo de Transmissão: provavelmente gotículas de saliva de pessoas contaminadas ou ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes de doentes. https://yt3.ggpht.com/- MU4gXzpO5qE/AAAAAAAA AAI/AAAAAAAAAAA/tZ9S1S E0kdE/s900-c-k-no/photo.jpg Características da infecção Herpes tipo I: pequenas bolhas que se tornam feridas, na pele ou na boca Herpes tipo II (herpes genital): feridas na região genital e anal Características da infecção: afeta o sistema nervoso e a musculatura. A doença pode ser inaparente ou grave, com casos de paralisia severa, que pode levar à morte. A forma mais conhecida é a paralisia infantil. Medidas Profiláticas: evitar contato direto ou indireto com as feridas que surgem nas manifestações herpéticas. Tratar os doentes / A-cartoon-mouth-with-a-cold-sore--Stock-Photo.jpg Medidas Profiláticas: vacinação com a Salk, feita com o vírus inativo, e a Sabin, feita com o vírus atenuado. A Sabin é a vacina mais comum, conhecida como a gotinha que salva. 18 beabc301e81ca96ae ad3ff74c.jpeg RAIVA Agente Causador: Lyssavirus ias/infograficos/doencasque-voltaram/img/01.jpg Modo de Transmissão: mordedura de animal infectado, principalmente o cachorro. RUBÉOLA Agente Causador: Togavírus Modo de Transmissão: contato direto com pessoas contaminadas ou contato com gotículas de saliva disseminadas no ar por essas pessoas. https://marcioantoniassi.files.wordpress.com/ 2012/10/virus.jpg retarias/upload/rubeola_ jpg Características da infecção: alterações respiratórias, aumento da frequência cardíaca (taquicardia); afeta o sistema nervoso central causando sérios danos, podendo levar à morte. Quando ocorrer a mordida, deve-se lavar o ferimento com água limpa e sabão e procurar rapidamente serviço médico. Existem vacinas e soros anti-rábicos, de grande eficácia, aplicados a critério médico. Medidas Profiláticas: vacinação de cães 19 Características da infecção: febre baixa, aumento dos linfonodos do pescoço e pequenas manchas vermelhas no corpo. Geralmente não é grave, mas quando se manifesta em gestantes, pode acarretar a morte do feto ou complicações como surdez e catarata no bebê. Medidas Profiláticas: vacinação; mulheres que não tomaram a vacina nem tiveram rubéola precisam ser vacinadas pelo menos 6 meses antes de engravidar; evitar contato com doentes. Tratar os doentes. 20

6 SARAMPO Agente Causador: Morbillivirus Modo de Transmissão: gotículas de saliva eliminadas por pessoas contaminadas pelo vírus. Este penetra pela mucosa das vias respiratórias, disseminando-se pelo corpo via corrente sanguínea. Características da infecção: febre e manchas vermelhas na pele, tosse, coriza, inflamação das vias respiratórias e manchas brancas na face interna das bochechas. Geralmente não é grave, mas pode evoluir para complicações graves e até mesmo fatais, especialmente em crianças desnutridas. /2014/07/07 15_44_27/measles%20 -%20morbillivirus.jpg67dba9ca-fa03-426d-b1fe-712de00cdb22Original.jpg chordopoxvirinae-orthopoxvirus-variola-virus-pathogen.jpg VARÍOLA Agente Causador: Orthopoxvirus Características da infecção: feridas grandes e numerosas na pele, que deixam cicatrizes. Hoje é considerada erradicada, mas causou numerosas mortes e deixou sequelas em muitas pessoas em todo o mundo na década de No Brasil, os últimos casos registrados ocorreram em Modo de Transmissão: gotículas de saliva e uso de objetos contaminados pelo vírus, além de contato com secreções e crostas das lesões. O vírus penetra pela mucosa das vias respiratórias e dissemina-se no corpo pela corrente sanguínea, instalando-se preferencialmente na pele. Medidas Profiláticas: vacinação; tratar os doentes e evitar contato direto com pessoas contaminadas pelo vírus. 21 https://eco4u.files.wordpress.com/2012/03/sarampo.jpg Medidas Profiláticas: vacinação; tratar os doentes. 22 AAAAAHKA/SqStCc7rTyk/s1600/smallpox.jpg PLANO DE ESTUDO Site: Ensino Médio Biologia Seres Vivos Vírus Tarefa 1. Bio Vol.2 (Cap. 2) Leitura Pág. 28 a 40 Exercícios Pág Questões sobre vírus: Caderno 3. Tabela sobre doenças causadas por vírus: Caderno QUESTÕES SOBRE VÍRUS 1) Faça esquema de um vírus. 2) Por que os vírus são parasitas obrigatórios? 3) Qual a diferença entre vírus que possuem DNA e retrovírus? 4) O que são bacteriófagos? 5) Dê um exemplo de um vírus que infecte plantas. 6) Explique os processos de transcrição e tradução dos retrovírus. 7) Faça um esquema do processo reprodutivo dos vírus. 8) Qual a diferença entre ciclo lítico e lisogênico? 9) Cite três doenças que são causadas por vírus que possuem DNA. 10) Cite duas doenças que são causadas por retrovírus. *2 PONTOS CADA (Total 6 pontos) PRÓXIMA AULA 23 24

7 Tabela Comparativa de Doenças Agente Causador Alimento ou Água Animais Pelo Ar Contato Direto DST Por Objetos

VIROSES. Prof. Edilson Soares www.profedilson.com

VIROSES. Prof. Edilson Soares www.profedilson.com VIROSES Prof. Edilson Soares www.profedilson.com CATAPORA OU VARICELA TRANSMISSÃO Saliva Objetos contaminados SINTOMAS Feridas no corpo PROFILAXIA Vacinação HERPES SIMPLES LABIAL TRANSMISSÃO Contato

Leia mais

C n o c n e c i e tos o s i ni n ci c ai a s C n o c n e c i e tos o s i ni n ci c ai a s

C n o c n e c i e tos o s i ni n ci c ai a s C n o c n e c i e tos o s i ni n ci c ai a s Conceitos iniciais Parasita: organismo que vive em associação com outros e dos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro. Hospedeiro: organismo que

Leia mais

ESTRUTURA VIRAL. Visualização: apenas ao ME. Não apresentam estrutura celular (acelulares) Estrutura básica: Cápsula protéica (capsídeo)

ESTRUTURA VIRAL. Visualização: apenas ao ME. Não apresentam estrutura celular (acelulares) Estrutura básica: Cápsula protéica (capsídeo) VÍRUS CARACTERÍSTICAS Organismos acelulares Não possuem metabolismo Características vitais: Reprodução Evolução Possui grande capacidade proliferativa Só se reproduz no interior de células que estejam

Leia mais

Vírus - Características Gerais. Seres acelulares Desprovidos de organização celular. Não possuem metabolismo próprio

Vírus - Características Gerais. Seres acelulares Desprovidos de organização celular. Não possuem metabolismo próprio vírus Vírus - Características Gerais Seres acelulares Desprovidos de organização celular Não possuem metabolismo próprio Capazes de se reproduzir apenas no interior de uma célula viva nucleada Parasitas

Leia mais

VÍRUS. Fonte: http://rounielo.blogspot.com.br/2011/05/parte-30-foto-em-3-d-do-virus-da-aids.html

VÍRUS. Fonte: http://rounielo.blogspot.com.br/2011/05/parte-30-foto-em-3-d-do-virus-da-aids.html VÍRUS Fonte: http://rounielo.blogspot.com.br/2011/05/parte-30-foto-em-3-d-do-virus-da-aids.html RESUMO -Os vírus não pertencem a nenhum reino específico, são estudados como um caso à parte. -Os vírus são

Leia mais

Vírus e Viroses. Professora Gilcele

Vírus e Viroses. Professora Gilcele Vírus e Viroses Professora Gilcele Quais são as principais características dos vírus? - São organismos acelulares; - São parasitas intracelulares obrigatórios; - Não possuem metabolismo próprio, portanto

Leia mais

ESTRUTURA VIRAL. Visualização: apenas ao ME. Não apresentam estrutura celular (acelulares) Estrutura básica: Cápsula protéica (capsídeo)

ESTRUTURA VIRAL. Visualização: apenas ao ME. Não apresentam estrutura celular (acelulares) Estrutura básica: Cápsula protéica (capsídeo) VÍRUS CARACTERÍSTICAS Organismos acelulares Não possuem metabolismo Características vitais: Reprodução Evolução Possui grande capacidade proliferativa Só se reproduz no interior de células que estejam

Leia mais

6) (ANÁPOLIS) Dois seres vivos pertencentes à mesma ordem são necessariamente:

6) (ANÁPOLIS) Dois seres vivos pertencentes à mesma ordem são necessariamente: Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 1 Ano Disciplina: Biologia 1) Com que finalidade se classificam os seres vivos? 2) Considere os seguintes

Leia mais

VÍRUS. DISCIPLINA: BIOLOGIA http://danutaw.webnode.com.br

VÍRUS. DISCIPLINA: BIOLOGIA http://danutaw.webnode.com.br VÍRUS DISCIPLINA: BIOLOGIA 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS VÍRUS - 20 a 300 nm; Micrômetro Nanômetro UNIDADE REPRESENTAÇÃO / VALOR 1 μm = 0,001 milímetro 1 nm = 0,001 micrômetro - Ácido nucléico + proteína

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS Nº 02 7º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS Nº 02 7º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: BIODIVERSIDADE, CLASSIFICAÇÃO E VÍRUS Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS Nº 02 7º ANO 1 - Entre as doenças abaixo, assinale a alternativa que contem

Leia mais

Vírus. Estrutura e Viroses. Prof. Osório

Vírus. Estrutura e Viroses. Prof. Osório Vírus Estrutura e Viroses Prof. Osório Vírus Estruturas vivas ou amontoado de moléculas? Comuns aos seres vivos: Incomuns aos seres vivos: Possuem material genético (DNA ou RNA) Capacidade de reprodução

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: qualidade de vida Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: qualidade de vida Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: qualidade de vida Prof. Enrico Blota Biologia Qualidade de vida Imunidade Imunologia é o ramo que estuda as formas de combate a agentes invasores patogênicos, bem como substâncias

Leia mais

Vírus e Viroses. Professora Gilcele

Vírus e Viroses. Professora Gilcele Vírus e Viroses Professora Gilcele Quais são as principais características dos vírus? - São organismos acelulares; - São parasitas intracelulares obrigatórios; - Não possuem metabolismo próprio, portanto

Leia mais

UNIDADES DE MEDIDA V Í R U S

UNIDADES DE MEDIDA V Í R U S UNIDADES DE MEDIDA V Í R U S TAMANHO DE VÍRUS V Í R U S TAMANHOS DE VÍRUS V Í R U S FORMAS DE VÍRUS V Í R U S ENVELOPE V Í R U S REPLICAÇÃO V Í R U S DNA viral DNA celular + DNA viral RNA viral-celular

Leia mais

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi VIROLOGIA HUMANA Professor: Bruno Aleixo Venturi O que são vírus? A palavra vírus tem origem latina e significa "veneno". Provavelmente esse nome foi dado devido às viroses, que são doenças causadas por

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DOS VÍRUS

CARACTERÍSTICAS DOS VÍRUS CAPÍTULO 2 p. 25 VÍRUS os seres de organização mais simples O rapaz acordou gripado. Escovou os dentes. Pouco comeu, apenas queijo. Quais são os seres vivos envolvidos nessa situação? GRIPE ESPANHOLA -1918

Leia mais

Agente Infectante. Vetor / Transmissão. Doença. Sinais e Sintomas Hemorragias na pele, no nariz e em outros locais. Febre, fraqueza, dores musculares.

Agente Infectante. Vetor / Transmissão. Doença. Sinais e Sintomas Hemorragias na pele, no nariz e em outros locais. Febre, fraqueza, dores musculares. Dengue Dengue Agente Infectante Arbovirus Vetor / Transmissão Picada do mosquito Aedes Aegypti Sinais e Sintomas Hemorragias na pele, no nariz e em outros locais. Febre, fraqueza, dores musculares. Profilaxia

Leia mais

CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II

CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II Estudo Dirigido de Biologia Vírus e Doenças virais 1) (Vunesp)

Leia mais

04/04/2012. Biologia. Os vírus somente foram visualizados em meados do século XX, com a utilização do microscópio eletrônico;

04/04/2012. Biologia. Os vírus somente foram visualizados em meados do século XX, com a utilização do microscópio eletrônico; Biologia Tema: Vírus e Doenças Associadas Profº Marcos Vinícius 1) Características gerais dos vírus São acelulares; Os vírus são agentes infecciosos microscópicos, com tamanho entre20e300nm(1,0x10-9 m);

Leia mais

Sistema Imunológico Doenças Virais e Bacterianas. Prof. Rafael Rosolen T Zafred

Sistema Imunológico Doenças Virais e Bacterianas. Prof. Rafael Rosolen T Zafred Sistema Imunológico Doenças Virais e Bacterianas Prof. Rafael Rosolen T Zafred Sistema Imunológico Sistema não formado, centralmente, por órgãos; Funcionamento efetivo por tipos celulares presentes na

Leia mais

Prof.: Eduardo Borges

Prof.: Eduardo Borges Viroses 1. Aids ou sida AIDS: Acquired immonodeficiency syndrome. SIDA: Síndrome da imunodeficiência adquirida. A descoberta. 1981 Médicos americanos. Tipo raro Câncer (Sarcoma de Kaposi) Tipo raro de

Leia mais

A maioria dos vírus mede entre 15 e 300 nanometros (nm);

A maioria dos vírus mede entre 15 e 300 nanometros (nm); Vírus são as menores entidades biológicas conhecidas; A maioria dos vírus mede entre 15 e 300 nanometros (nm); Um dos maiores vírus conhecidos, que causa a varíola humana, tem cerca 300 nm (0,3 µm), e

Leia mais

O que são DSTs? Gonorréia e/ou Uretrites não Gonocócicas, Tricomoníase, Candidíase.

O que são DSTs? Gonorréia e/ou Uretrites não Gonocócicas, Tricomoníase, Candidíase. O que são DSTs? DSTs significa, doenças sexualmente transmissíveis, que são passadas nas relações sexuais com pessoas que estejam com essas doenças. São DSTs, a gonorréia, a sífilis, a clamídia, o herpes

Leia mais

RAIVA. A raiva é um doença viral prevenível de mamíferos, que geralmente é transmitida através da mordida de uma animal infectado.

RAIVA. A raiva é um doença viral prevenível de mamíferos, que geralmente é transmitida através da mordida de uma animal infectado. RAIVA A raiva é um doença viral prevenível de mamíferos, que geralmente é transmitida através da mordida de uma animal infectado. RAIVA PRINCIPAIS VETORES - Furão (ferrets) - Raposas - Coiotes - Guaxinins

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 35 VÍRUS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 35 VÍRUS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 35 VÍRUS Como pode cair no enem? Sobre os vírus, podemos afirmar que: a) A transmissão dos vírus das plantas ocorre exclusivavamente por difusão mecânica, ou seja, quando uma

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Vírus e Viroses 1. O que são Vírus? Os vírus são definidos com base em suas propriedades: São considerados entidades biológicas e não seres vivos; São parasitas

Leia mais

DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani.

DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani. DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani. O que são DSTS? São as doenças sexualmente transmissíveis (DST), são transmitidas, principalmente, por contato

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

Prof.: Eduardo Borges

Prof.: Eduardo Borges Viroses 1. Aids ou sida AIDS: Acquired immonodeficiency syndrome. SIDA: Síndrome da imunodeficiência adquirida. A descoberta. 1981 Médicos americanos. Tipo raro Câncer (Sarcoma de Kaposi) Tipo raro de

Leia mais

SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO

SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO SISTEMA IMUNOLÓGICO Biologia Aula: 09 e 10 Prof. Oromar UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS

Leia mais

Vírus e Viroses. Professora: Me Gilcele

Vírus e Viroses. Professora: Me Gilcele Vírus e Viroses Professora: Me Gilcele Quais são as principais características dos vírus? a) Possuem um envoltório protéico que protege o material genético denominado capsídeo. b) O capsídeo pode ou não

Leia mais

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento :::

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: Virus adsense1 Vírus adsense2 Ser vivo microscópico e acelular (não é composto por células) formado por uma molécula de ácido nucléico (DNA ou RNA), envolta por uma cápsula protéica. Apresenta-se sob diferentes

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

Viroses. Prof.: Eduardo Borges

Viroses. Prof.: Eduardo Borges Viroses 1. Aids ou sida AIDS: Acquired immonodeficiency syndrome. SIDA: Síndrome da imunodeficiência adquirida. A descoberta. 1981 Médicos americanos. Tipo raro Câncer (Sarcoma de Kaposi) Tipo raro de

Leia mais

Adultos e idosos também precisam se vacinar

Adultos e idosos também precisam se vacinar ANO VII N.º 10 Abril 2013 Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Adultos e idosos também precisam se vacinar Na hora de cuidar da própria saúde, muitos adultos e idosos não dão importância

Leia mais

Componente Curricular: Microbiologia e Parasitologia I Profª Mônica I. Wingert Módulo I Turma 101E DOENÇAS VIRAIS

Componente Curricular: Microbiologia e Parasitologia I Profª Mônica I. Wingert Módulo I Turma 101E DOENÇAS VIRAIS Componente Curricular: Microbiologia e Parasitologia I Profª Mônica I. Wingert Módulo I Turma 101E DOENÇAS VIRAIS 1. Resfriado comum Doença relacionada ao conjunto de sintomas apresentados nas infecções

Leia mais

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.2 Conteúdo: Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.2 Conteúdo: Doenças Sexualmente Transmissíveis. Unidade II Vida e ambiente Aula 7.2 Conteúdo: Doenças Sexualmente Transmissíveis. 2 Habilidade: Conhecer as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), sua prevenção e forma de tratamento. 3 REVISÃO Métodos

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2014. Trabalho de Estudos Independentes Biologia Janeiro/2015

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2014. Trabalho de Estudos Independentes Biologia Janeiro/2015 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2014 Trabalho de Estudos Independentes Biologia Janeiro/2015 Nome Nº Turma 2º EJA Data Nota Disciplina Biologia Prof. Marisa Medeiros Teixeira Valor 30

Leia mais

Aula 19 Bactérias e Vírus

Aula 19 Bactérias e Vírus Aula 19 Bactérias e Vírus Bactérias As bactérias pertencem ao Reino Monera. Suas células são denominadas procarióticas devido à ausência do envoltório nuclear; no citoplasma, encontramos o material genético

Leia mais

Conheça as principais DSTs e confira as dicas de prevenção que o Instituto Corpore preparou para você:

Conheça as principais DSTs e confira as dicas de prevenção que o Instituto Corpore preparou para você: Conheça as principais DSTs e confira as dicas de prevenção que o Instituto Corpore preparou para você: CANCRO MOLE Pode ser chamada também de cancro venéreo. Popularmente é conhecida como cavalo. Manifesta-se

Leia mais

Vírus. Prof : Diogo Nery Maciel

Vírus. Prof : Diogo Nery Maciel Vírus Prof : Diogo Nery Maciel Os vírus são seres muito simples e pequenos (medem menos de 0,2 µm), formados por uma cápsula proteica envolvendo o material genético, que pode ser o DNA, RNA ou os dois

Leia mais

VÍRUS (complementar o estudo com as páginas 211-213 do livro texto)

VÍRUS (complementar o estudo com as páginas 211-213 do livro texto) COLÉGIO E CURSO INTELECTUS APOSTILA NOME: MAT.: Biologia I PROFº: EDUARDO SÉRIE: TURMA: DATA: VÍRUS (complementar o estudo com as páginas 211-213 do livro texto) Os vírus são os únicos organismos acelulares,

Leia mais

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite HEPATITE A hepatite é uma inflamação do fígado provocada na maioria das vezes por um vírus. Diferentes tipos de vírus podem provocar hepatite aguda, que se

Leia mais

36 mil pessoas já tenham morrido em decorrência da Aids, numa média de 20 mortes diárias (ver Saúde em Brasil).

36 mil pessoas já tenham morrido em decorrência da Aids, numa média de 20 mortes diárias (ver Saúde em Brasil). VÍRUS A raiva é uma doença contagiosa, causada por vírus. Essa doença ataca os mamíferos: cães, gatos, morcegos, macacos etc. O mamífero mais atacado pela raiva é o cão. Um animal com vírus da raiva pode

Leia mais

CLINICA PACIORNIK VACINAS PARA VIAJANTES. PREVINA-SE AQUI. FEBRE AMARELA CÓLERA RAIVA

CLINICA PACIORNIK VACINAS PARA VIAJANTES. PREVINA-SE AQUI. FEBRE AMARELA CÓLERA RAIVA FEBRE AMARELA CÓLERA RAIVA CLINICA PACIORNIK VACINAS PARA VIAJANTES. PREVINA-SE AQUI. RUA LOURENÇO PINTO, 65 3015-2015 www.clinicapaciornik.com.br e-mail: centrodevacinas@clinicapaciornik.com.br Transmissão:

Leia mais

VIRUS O QUE SÃO VIRUS São as menores entidades biológicas: têm DNA e proteínas. Medem entre 15 e 300 nm. São seres acelulares: São parasitas intracelulares obrigatórios: Só se reproduzem dentro de células.

Leia mais

biologia 2 biologia dos organismos

biologia 2 biologia dos organismos 1 leitura Algumas doenças humanas causadas por vírus I. Doenças virais associadas à pele Catapora (quando ocorre a primeira vez na infância); herpes zóster ou cobreiro (quando há recorrência da infecção

Leia mais

1. CARACTERÍSTICAS GERAIS: Estão divididas em dois grandes grupos: Arqueobactérias e Eubactérias; São unicelular, heterótrofo (bactérias) ou

1. CARACTERÍSTICAS GERAIS: Estão divididas em dois grandes grupos: Arqueobactérias e Eubactérias; São unicelular, heterótrofo (bactérias) ou 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS: Estão divididas em dois grandes grupos: Arqueobactérias e Eubactérias; São unicelular, heterótrofo (bactérias) ou autótrofo (algas azuis); A única organela presente são os ribossomos;

Leia mais

Virulogia. Vírus. Vírus. características 02/03/2015. Príons: Proteína Viróides: RNA. Características. Características

Virulogia. Vírus. Vírus. características 02/03/2015. Príons: Proteína Viróides: RNA. Características. Características Vírus Virulogia Características Vírus- latim veneno - agentes filtráveis Parasita intracelular obrigatório Extracelular: virion Intracelular: vírus Possuem alta especificidade Vírus Características Alta

Leia mais

Várias classificações já foram propostas. Adotaremos a classificação proposta por Whittaker e adotada pelo naturalista sueco Lineu (1707-1778).

Várias classificações já foram propostas. Adotaremos a classificação proposta por Whittaker e adotada pelo naturalista sueco Lineu (1707-1778). NOMENCLATURA CIENTÍFICA E AS CATEGORIAS TAXONÔMICAS Nome científico de uma espécie Para escrevermos o nome científico de uma espécie, utilizamos as regras propostas por Lineu: 1. O nome deve ser escrito

Leia mais

Principais Doenças Virais

Principais Doenças Virais VÍRUS Os vírus são considerados seres vivos que não pertencem a nenhum dos reinos, por não possuírem organização celular. O termo vírus, em latim, significa veneno. Eles foram descobertos em 1935 graças

Leia mais

Rede Pública ou Particular?

Rede Pública ou Particular? Vacinar seu filho na feito com carinho para você ganhar tempo! Rede Pública ou Particular? guia rápido das vacinas e principais diferenças Um guia de utilidade pública com as fichas de 10 vacinas para

Leia mais

Clamídia e Gonorreia

Clamídia e Gonorreia Doenças Sexualmente Transmissíveis DST Além da Aids, diversas outras doenças são transmitidas através do sangue e, por consequência, do ato sexual, e podem ser evitadas com comportamento sexual responsável

Leia mais

Vírus HIV circulando na corrente sanguínea

Vírus HIV circulando na corrente sanguínea O que é AIDS? Sinônimos: hiv, síndrome da imunodeficiência adquirida, sida É uma doença que ataca o sistema imunológico devido à destruição dos glóbulos brancos (linfócitos T CD4+). A AIDS é considerada

Leia mais

altura 28,58 Prof. Bruno Pires

altura 28,58 Prof. Bruno Pires Prof. Bruno Pires HERPES BUCAL Herpes simplex tipo I (DNAdf). Vias aéreas (oral e respiratória); contato pessoapessoa; contato com objetos contaminados com o vírus. Formação de bolhas e feridas no tecido

Leia mais

Assunto: Realização de teste rápido de HIV,Sífilis e outros agravos.

Assunto: Realização de teste rápido de HIV,Sífilis e outros agravos. PARECER Nº121/2015 PAD: Nº 43/2015 Autora: Conselheira Renata Ramalho Da Cunha Dantas Solicitante: Dr. Ronaldo Miguel Beserra Assunto: Realização de teste rápido de HIV,Sífilis e outros agravos. DO FATO

Leia mais

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente Carrefour Guarujá Bárbara Pereira Quaresma Enfermeira Docente Enfª Bárbara Pereira Quaresma 2 O que é DST? Toda doença transmitida através de relação sexual. Você sabe como se pega uma DST? SEXO VAGINAL

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273)

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) -DST (no passado conhecidas como doenças venéreas ou doenças de rua ); - São doenças transmitidas por meio de ato sexual ou contato com sangue do doente; -

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 36 PRINCIPAIS VIROSES

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 36 PRINCIPAIS VIROSES BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 36 PRINCIPAIS VIROSES Variedade de influenza A de aves Ave hospedeira antigeno NA antigeno HA A-1 Sem sofrer mudança genética, uma variedade da Influenza A de aves pode saltar

Leia mais

FLÚVIA AMORIM ENFERMEIRA- CERTIFICADA EM EPIDEMIOLOGIA PELA JOHNS HOPKINS BLOOMBERG UNIVERSITY AND SCHOOL PUBLIC HEALTH-EUA MESTRE EM EPIDEMIOLOGIA

FLÚVIA AMORIM ENFERMEIRA- CERTIFICADA EM EPIDEMIOLOGIA PELA JOHNS HOPKINS BLOOMBERG UNIVERSITY AND SCHOOL PUBLIC HEALTH-EUA MESTRE EM EPIDEMIOLOGIA Doenças de Notificação Compulsória FLÚVIA AMORIM ENFERMEIRA- CERTIFICADA EM EPIDEMIOLOGIA PELA JOHNS HOPKINS BLOOMBERG UNIVERSITY AND SCHOOL PUBLIC HEALTH-EUA MESTRE EM EPIDEMIOLOGIA PELA UFG. DIRETORA

Leia mais

INTRODUÇÃO À VIROLOGIA MORFOLOGIA E CLASSIFICAÇÃO VIRAL. Larissa dos Santos Professora Auxiliar de Virologia larissa.ss@gmail.com

INTRODUÇÃO À VIROLOGIA MORFOLOGIA E CLASSIFICAÇÃO VIRAL. Larissa dos Santos Professora Auxiliar de Virologia larissa.ss@gmail.com INTRODUÇÃO À VIROLOGIA MORFOLOGIA E CLASSIFICAÇÃO VIRAL Larissa dos Santos Professora Auxiliar de Virologia larissa.ss@gmail.com APRESENTAÇÃO Site: virologia UFF http://www.proac.uff.br/virologia/ Livros:

Leia mais

1. Os textos a seguir apresentam notícias na mídia sobre duas doenças: a AIDS e a Dengue.

1. Os textos a seguir apresentam notícias na mídia sobre duas doenças: a AIDS e a Dengue. 1. Os textos a seguir apresentam notícias na mídia sobre duas doenças: a AIDS e a Dengue. HIV-2 é identificado em 15 pacientes no Brasil São Paulo estudo realizado pela Fiocruz confirmou a presença de

Leia mais

Prof. João Carlos. aula 3. botânica e parasitoses

Prof. João Carlos. aula 3. botânica e parasitoses Prof. João Carlos aula 3 botânica e parasitoses Briófitas : musgos Os musgos (verdes) produzem gametas, seus filhos produzem esporos Esporos gametas Pteridófitas: samambaias Ciclo das samambaias O gameta

Leia mais

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello DSTs Como é contraída; Como evitar; Como tratar PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello O que são DSTs? A sigla DSTs quer dizer doenças sexualmente transmissíveis;ou

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora Suprema. COMUNICAÇÃO & MARKETING ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Releases

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora Suprema. COMUNICAÇÃO & MARKETING ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Releases Doenças Sexualmente Transmissíveis DST Além da Aids, diversas outras doenças são transmitidas através do sangue e, por consequência, do ato sexual, e podem ser evitadas com comportamento sexual responsável

Leia mais

PlanetaBio Artigos Especiais www.planetabio.com. DST-Doenças Sexualmente Transmissíveis

PlanetaBio Artigos Especiais www.planetabio.com. DST-Doenças Sexualmente Transmissíveis DST-Doenças Sexualmente Transmissíveis (texto de Marcelo Okuma) As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) constituem um grave problema de saúde pública, pois essas doenças, se não tratadas, são debilitantes,

Leia mais

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II

CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II Estudo Dirigido de Biologia Vírus e Doenças virais 1) (Vunesp)

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

PATOGENIA DAS INFECÇÕES VIRAIS

PATOGENIA DAS INFECÇÕES VIRAIS PATOGENIA DAS INFECÇÕES VIRAIS Profª Maria Luzia da Rosa e Silva Viroses em humanos Patogenicidade: capacidade de infectar o hospedeiro e causar doença infecção viral (1) injúria nos órgãos (2) manifestações

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica.

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica. Hepatites Virais O FÍGADO E SUAS FUNÇÕES. O fígado é o maior órgão do corpo humano, está localizado no lado superior direito do abdômen, protegido pelas costelas (gradio costal). É responsável por aproximadamente

Leia mais

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS D.S.T D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS CANCRO MOLE Agente: bactéria Haemophilus ducreyi Transmissão: sexo vaginal, anal ou oral

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório Ambulatório O Ambulatório do Colégio Albert Sabin dispõe de uma médica, uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem para oferecer o primeiro atendimento aos alunos e funcionários. O primeiro atendimento

Leia mais

Doenças Virais - Humanas

Doenças Virais - Humanas Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Campus Lages Curso Técnico em Biotecnologia Unidade Curricular: Microbiologia Doenças Virais - Humanas DENGUE FEBRE AMARELA Prof. Leandro Parussolo

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE CAMPO GRANDE BIOLOGIA. Profª Adriane

COLÉGIO MILITAR DE CAMPO GRANDE BIOLOGIA. Profª Adriane COLÉGIO MILITAR DE CAMPO GRANDE BIOLOGIA Profª Adriane CRONOGRAMA DE TRABALHO DO 2º ANO 2014 1º bimestre 2º bimestre 3ªº bimestre 4º bimestre FRENTE: Ailton Introdução à zoologia. Classificação dos seres

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório 2015 Orientações gerais para as famílias Ambulatório Orientações gerais para as famílias O Ambulatório do Colégio Albert Sabin dispõe de uma médica, uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem, para oferecer

Leia mais

Janeiro D S T Q Q S S

Janeiro D S T Q Q S S Cia. da Saúde 2008 Janeiro D S T Q Q S S 6 13 20 27 7 14 21 28 1 8 15 22 29 2 9 16 23 30 3 10 17 24 31 4 11 18 25 5 12 19 26 2008 Cia. da Saúde Quem somos A Companhia da Saúde é formada por adolescentes

Leia mais

Bactérias e Doenças Associadas

Bactérias e Doenças Associadas Bactérias e Doenças Associadas Disenteria Bacilar Agente Etiológico: Bactérias do gênero Shigella Forma de transmissão: Água e alimentos contaminados com as fezes dos doentes. Sintomas: Infecção intestinal,

Leia mais

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus.

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. SAÚDE AMBIENTAL DOENÇAS CAUSADAS PELA FALTA DE SANEAMENTO BÁSICO HEPATITE A Doença causada por vírus. Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. Falta de higiene,

Leia mais

As causas das doenças

As causas das doenças CAPÍTULO 2 As causas das doenças As pessoas têm maneiras diferentes de explicar a causa duma doença. Um bebé está com diarreia. Mas porquê? Em certas comunidades, talve digam que isso aconteceu porque

Leia mais

Apresentação. O que é Dengue Clássica?

Apresentação. O que é Dengue Clássica? Apresentação É no verão que acontecem as maiores epidemias de dengue devido ao alto volume de chuva. O Santa Casa Saúde, por meio do Programa Saúde Segura, está de olho no mosquito aedes aegypti e na sua

Leia mais

Professora do curso de extensão em vacinas da UFRJ. Professor Adjunto de Infectologia Pediátrica da UFRJ,

Professora do curso de extensão em vacinas da UFRJ. Professor Adjunto de Infectologia Pediátrica da UFRJ, VACINAÇÃO DE GESTANTES Isabella Ballalai (MD) Diretora Médica da VACCINI - Clínica de Vacinação Professora do curso de extensão em vacinas da UFRJ Edimilson Migowski (MD, PhD, MSc) Professor Adjunto de

Leia mais

LOPPIANO ENGENHARIA LTDA. Rua dos Andradas, 107 - Centro 13300-170 - Itu SP Fone: (11) 4022-7415 DENGUE

LOPPIANO ENGENHARIA LTDA. Rua dos Andradas, 107 - Centro 13300-170 - Itu SP Fone: (11) 4022-7415 DENGUE DENGUE A palavra dengue tem origem espanhola e quer dizer "melindre", "manha". O nome faz referência ao estado de moleza e prostração em que fica a pessoa contaminada pelo arbovírus (abreviatura do inglês

Leia mais

Doenças sexualmente transmissíveis

Doenças sexualmente transmissíveis Doenças sexualmente transmissíveis Lília Maria de Azevedo Moreira SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros MOREIRA, LMA. Doenças sexualmente transmissíveis. In: Algumas abordagens da educação sexual

Leia mais

TEÓRICA 6 DOCENTES: Prof. Helena Galvão (responsável componente teórico) Prof. Margarida Reis (componente prático)

TEÓRICA 6 DOCENTES: Prof. Helena Galvão (responsável componente teórico) Prof. Margarida Reis (componente prático) TEÓRICA 6 DOCENTES: Prof. Helena Galvão (responsável componente teórico) Prof. Margarida Reis (componente prático) VIRUS CONCEITOS E DEFINIÇÕES Características: 1. Não têm estrutura celular, mas multiplicam-se»

Leia mais

CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II

CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO - CENTRO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II Estudo Dirigido de Biologia Vírus e Doenças virais 1) (Vunesp)

Leia mais

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 1. Classifique os métodos anticoncepcionais abaixo, relacionando as colunas: (1) Natural ou comportamental (2) De Barreira (3) Hormonal (4)Cirúrgico ( ) Camisinha (M)

Leia mais

MicroBingo TABELA GERAL

MicroBingo TABELA GERAL MicroBingo TABELA GERAL DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS Poliomielite (paralisia infantil) pelo Poliovírus. que causa esta doença é oral (boca) ou fecal (fezes) e pode contaminar quem não tomou as Gotinhas do

Leia mais

Aula 21 e 22 GRAVIDEZ, MÉTODOS CONTRACEPTIVOS E DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

Aula 21 e 22 GRAVIDEZ, MÉTODOS CONTRACEPTIVOS E DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Aula 21 e 22 GRAVIDEZ, MÉTODOS CONTRACEPTIVOS E DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Adolescência: formação escolar e profissional. Asseio íntimo com ducha vaginal depois da relação sexual previne a gravidez?

Leia mais

Professor Fernando Stuchi

Professor Fernando Stuchi Doenças Estrutura/Reprodução Introdução Professor Fernando Stuchi Introdução / histórico Em meados do século XX (1933)os vírus foram isolados e foram estudados como bactérias, portanto foram incluídos

Leia mais

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde?

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? DICAS DE SAÚDE 2 Promova a sua saúde. Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? Veja o gráfico : 53% ao estilo de vida 17% a fatores hereditários 20% a condições ambientais 10% à assistência médica

Leia mais

VIROLOGIA. 1. Ebola 2. Febre Chikungunya

VIROLOGIA. 1. Ebola 2. Febre Chikungunya Instituto Federal de Santa Catarina Curso Técnico em Biotecnologia Unidade Curricular: Microbiologia VIROLOGIA 1. Ebola 2. Febre Chikungunya Prof. Leandro Parussolo Família: Filoviridae Gênero: Filovirus

Leia mais

Trabalho de Biologia sobre HIV- AIDS Prof: César Fragoso Grupo: Arthur Mello nº2 Fernando Rodrigues nº12 Lucas Fratini nº24 Raffi Aniz nº32 Raúl Cué

Trabalho de Biologia sobre HIV- AIDS Prof: César Fragoso Grupo: Arthur Mello nº2 Fernando Rodrigues nº12 Lucas Fratini nº24 Raffi Aniz nº32 Raúl Cué Trabalho de Biologia sobre HIV- AIDS Prof: César Fragoso Grupo: Arthur Mello nº2 Fernando Rodrigues nº12 Lucas Fratini nº24 Raffi Aniz nº32 Raúl Cué nº34 Victor Sant Anna nº 35 Vinicius Dutra nº36 Tópicos

Leia mais

PROJETO DE LEI No, DE 2009

PROJETO DE LEI No, DE 2009 PROJETO DE LEI No, DE 2009 (DO SR. CAPITÃO ASSUMÇÃO) Dispõe sobre a imunização de mulheres com a vacina contra o papilomavírus humano (HPV), na rede pública do Sistema Único de Saúde de todos os estados

Leia mais

PROF. LUCIANO MAGUARY TURMA DE MEDICINA UP-2013. Vírus

PROF. LUCIANO MAGUARY TURMA DE MEDICINA UP-2013. Vírus PROF. LUCIANO MAGUARY TURMA DE MEDICINA UP-2013 Vírus Virologia: Início no final do século XIX; Agentes infecciosos capazes de passar por filtros que retinham bactérias; Evolução técnico-científica; Nem

Leia mais

DISCIPLINA: Ciências da Natureza SÉRIE: 3º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

DISCIPLINA: Ciências da Natureza SÉRIE: 3º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Mário Neto DISCIPLINA: Ciências da Natureza SÉRIE: 3º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

Ác. Nucleico. Simetria Envelope Tamanho Tipo Ac. nucleico. Família Virus Doença. Icosaédrica Ausente 50nm f.d.circular Papovaviridae HPV verrugas

Ác. Nucleico. Simetria Envelope Tamanho Tipo Ac. nucleico. Família Virus Doença. Icosaédrica Ausente 50nm f.d.circular Papovaviridae HPV verrugas Vírus: Pequenos parasitas intracelulares obrigatórios com genoma constituído por um só tipo de ácido nucléico que utilizam o aparato enzimático da célula hospedeira para síntese de seus componentes e sua

Leia mais

Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase

Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase Corrimentos Gonorréia Clamídia Tricomonías e múltiplos bactéria NÃO SIM Candida albicans Neisseria gonorrhoeae Chlamydia trachomatis

Leia mais

COLÉGIO SOUZA MARQUES Rio de Janeiro,... de... de 2012. Professora: Priscilla Moniz Aluno(a):...Turma: 611 Nº:

COLÉGIO SOUZA MARQUES Rio de Janeiro,... de... de 2012. Professora: Priscilla Moniz Aluno(a):...Turma: 611 Nº: COLÉGIO SOUZA MARQUES Rio de Janeiro,... de... de 2012. Professora: Priscilla Moniz Aluno(a):...Turma: 611 Nº: GABARITO 1. (0,5) (UPE) Dentre as categorias taxonômicas apresentadas abaixo, assinale aquela

Leia mais