Cristo está Vivo. Festas da catequese. Encontro de Catequistas. Mês de Maria. Páscoa. Passagem. Janeiras em Fevereiro. Contas.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cristo está Vivo. Festas da catequese. Encontro de Catequistas. Mês de Maria. Páscoa. Passagem. Janeiras em Fevereiro. Contas."

Transcrição

1 Cristo está Vivo Festas da catequese Encontro de Catequistas Mês de Maria Páscoa. Passagem. Janeiras em Fevereiro Contas Passeio a Itália O testamento de Jesus Bolletiim Paroquiiall de São Pedro da Cova

2 CRISTO ESTÁ VIVO A celebração da Páscoa não é a celebração duma data. Celebramos uma presença, a presença de Cristo Vivo no meio de nós. Esse é o centro da nossa fé, que Jesus esteja a nosso lado, nos escute, nos chame para O seguir, nos interpele com a Sua Palavra, nos corrija com o Seu Amor. Isto não é só uma recordação ou uma comemoração mas, tem a ver com a nossa vida, com o hoje de cada um, com a fé que colocamos em cada dia. Por isso a Páscoa é a maior de todas as festas porque é aquela que nos permite ter presente Cristo Vivo para nós. A Visita Pascal, ou Compasso, é essa manifestação pública d Aquele em quem acreditamos. Sair pela rua com a Cruz nos braços, a dizer uns aos outros que aquela Cruz é Vida, que Jesus nela nos chama para essa Vida é um grande compromisso que fazemos com Deus e com os outros. Quem anuncia assim Jesus não pode ficar na mesma: tem de ser um gesto de fé, anunciamos Aquele em quem acreditamos e a quem seguimos, mesmo nas dificuldades da nossa vida, com as imperfeições da nossa fraqueza, dizemos a Deus nessa caminhada que as nossas ruas e largos, os nossos passos e trabalhos, são lugares em que queremos viver a fé, são lugares e ocasiões onde não queremos nem podemos esquecer Deus. Também diante dos outros, ao manifestar publicamente a nossa fé, nos comprometemos com a Igreja e com Cristo; os outros hão-de ver em nós essa presença de Deus e somos testemunhas d Ele em todo o lado, talvez até acusados de sermos cristãos, mas na humildade e na alegria não pomos de lado a nossa fé. Este ano saem em toda a paróquia 25 grupos para a Visita Pascal. São 120 homens e mulheres, mais jovens ou menos jovens que vão em nome da Igreja anunciar a Ressurreição de Jesus. Serão recebidos por alguns mais indiferentes, outros mais entusiasmados, uns mais tristes, outros mais animados, uns no vigor das suas forças, outros nas dores da sua pouca saúde A todos levarão a mesma notícia: que Jesus venceu a morte, que continua vivo no meio de nós. Cento e vinte pessoas são um grande grupo. Alguns participam na vida paroquial regularmente em vários grupos. Gostaria de convidar os outros a fazerem o mesmo. Na Igreja somos sempre poucos porque quem não está faz-nos sempre falta. Há sempre muito para fazer, grupos novos ou renovados para organizar e cada um deve pensar como pode melhor contribuir para a construção da nossa paróquia. Anunciar publicamente a presença de Cristo na sua vida, deve levar-nos a ser responsáveis pela vida da nossa paróquia. E há tanto para fazer Este ano pastoral tem sido um ano de adaptação ao novo Pároco e de mim ao meu novo povo. Depois dos calores do Verão, teremos de pensar mais nisto, em fazer crescer o número dos que participam directamente na vida paroquial: chamar os que estão longe, acordar os que estão a dormir, e evangelizar aqueles que há muito abandonaram a fé. Este é um trabalho que nos cabe a todos e onde todos devem ajudar. A nossa fé não pode ficar guardada só para nós, para quando nos convém, ou só para os dias de festa. A integração na vida da comunidade, com as suas dificuldades e obstáculos, é um desafio para todos, mesmo quando as situações não são como gostaríamos, é aí que devemos estar e trabalhar para podermos construir uma comunidade cristã mais verdadeira, onde possamos encontrar-nos melhor com Cristo Vivo. Nesta minha primeira Páscoa em S. Pedro da Cova, quero desejar a todos uma alegria Pascal que nos ajude a suportar as tristezas, nos anime para fazer da cruz de cada um caminho para a Páscoa de Cristo. Boa Páscoa. Aleluia! Pe. Fernando Rosas

3 FESTA DA EUCARISTIA No mês de Maio, nos dias 17 (Senhora de Fátima), 24 (Igreja Matriz) e 31 (Senhora das Mercês), os meninos e meninas do 3º ano irão celebrar a Festa da Eucaristia, recebendo Jesus pela primeira vez. Momento especial não só para estas crianças, mas também para os pais e padrinhos que, no dia do seu baptismo, assumiram perante Deus o compromisso de os educar na Fé e no Amor de Cristo e que continuarão, certamente, a ajudá-los a prosseguir a caminhada que está apenas no seu início. FESTA DA PALAVRA A Festa da Palavra é um momento especial da Catequese do 4º ano. Todos os catequizandos, ao longo deste ano, têm vindo a iniciar-se no conhecimento e manuseamento da Bíblia Sagrada. No próximo mês de Maio, nos dias 10 (Senhora das Mercês), 17 (Igreja Matriz) e 24 (Senhora de Fátima), na Eucaristia Dominical, todos irão receber uma Bíblia para que possam aprofundar de uma forma cada vez mais pessoal e responsável os seus conhecimentos sobre a Palavra de Deus. Que este momento especial da Catequese contribua para que tenhamos cristãos cada vez mais esclarecidos. COMUNHÃO SOLENE A Festa da Comunhão Solene (5ºano) irá realizar-se este ano pela última vez na nossa paróquia, uma vez que não está prevista no esquema nacional de Catequese. A festa decorrerá no dia 7 de Junho, na Igreja Matriz. FESTA DO CREDO Todas as crianças da nossa paróquia que frequentam o 6º ano de catequese irão celebrar, no dia de Corpo de Deus (11 de Junho), na nossa Igreja Matriz, a Festa do Credo, onde irão professar a sua Fé, acendendo a sua vela de Baptismo. Com esta festa, encerra-se a Catequese da Infância, mas, no 7º ano, a caminhada prosseguirá com a Catequese da Adolescência (do 7º ao 10º ano), que ajudará estes jovens a enfrentar desafios, a superar obstáculos e a optar por rumos certos. MOVIMENTO CÍVICO EM DEFESA DO PATRIMÓNIO No dia 18 de Abril, sábado, o Movimento cívico em Defesa do Património Históricocultural de S. Pedro da Cova faz a sua apresentação pública numa sessão na Cripta da Igreja de S. Pedro da Cova. Com início às H., fazem parte do programa a apresentação do Filme S. Pedro da Cova, a intervenção do Drº Rui Fonseca e Drº Silvestre Lacerda e a animação musical de João Carneiro e Vasco Balio. Todos estão convidados para a defesa e promoção dum património tão valioso que faz parte da história e da identidade de S. Pedro da Cova, como são as instalações das Minas que ainda resistem. ANO PAULINO NA VIGARARIA Como está anunciado, no Domingo, dia 19 de Abril, no Centro Paroquial de Baguim, a começar às H. teremos mais um encontro dedicado ao Ano Paulino. Desta vez a orientação dessa tarde está entregue às Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição e tem por tema: Não há cristão sem sacramentos. Todos podem participar mas, especialmente os que pertencem aos grupos paroquiais, devem estar presentes. COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL As Comemorações do 25 de Abril de 2009 na freguesia de S. Pedro da Cova serão realizadas na Cripta da Igreja Paroquial. Começam na véspera, sexta-feira, às H. com um Encontro de Tocatas e a actuação Musical dum Grupo de Professores de Ovar e, no dia 25, às H, haverá a presentação de Danças Modernas. A entrada, tal como a revolução, é livre.

4 NOITE DE FADOS FADOS À MODA DA CASA. É assim que chamamos à noite de 2 de Maio na nossa Cripta. Desta vez, os fadistas são nossos conhecidos, são amadores de Fado de S. Pedro da Cova que bem acompanhados à guitarra e à viola nos vão encantar. O preço dos bilhetes é o costume: 5,00 e a finalidade também é a mesma: as nossas obras. Não faltem e tragam os amigos. Como sempre a nossa cozinha e o nosso bar vão estar a funcionar com os melhores petiscos do norte de Portugal. Ajudem-nos e divirtam-se. Os bilhetes já estão à venda. MÊS DE MARIA O Mês de Maio é, entre nós, dedicado a Nossa Senhora. Como é habitual, rezaremos o Terço todos os dias nos seguintes horários: Capelinha de S. José às H.; Igreja da Senhora de Fátima às H; Igreja da Senhora das Mercês às H.; Igreja Matriz às H. de segunda a sexta-feira e às H. aos sábados e Domingos. As meditações dos mistérios serão sobre textos de S. Paulo porque estamos a viver o Ano Paulino. PASSEIO A ITÁLIA Recordamos que está em organização uma viagem a Itália. É um modo de conhecer e descansar, de enriquecer as amizades e o espírito com tudo o que de bonito tem esse país para se ver. Entre os dias 20 e 27 de Julho que passará pelos locais mais importantes de Itália: Milão ( cidade do Mourinho), Verona (com a Julieta e o Romeu), Pádua (ao encontro de Santo António), Veneza (com os seus canais), Pisa (antes que a torre caia), Florença (a cidade de todas as artes), Siena (e a praça mais bela do mundo), Assis (terra de S. Francisco) e Roma (a cidade eterna). As inscrições já estão abertas e o número de lugares é limitado. Quem desejar mais pormenores deve procurar o programa detalhado na Secretaria Paroquial. S. JOSÉ OPERÁRIO Dia 1 de Maio é dia litúrgico de S. José Operário. Nenhum dia é mais indicado para celebrar a Eucaristia na Capelinha de S. José no Bairro Mineiro. Assim, às H. vamo-nos reunir os que puderem nesse lugar para celebrarmos a nossa fé e a festa de S. José. Não haverá Missa na Igreja Matriz. ENCONTRO DE CATEQUISTAS No próximo dia 26 de Abril, Domingo, o(a)s Catequistas vão encontrar-se pelas H. na Quinta da Azenha (Irmãs Franciscanas Gondomar) para uma tarde de formação, coordenação e convívio. Era muito bom que estivéssemos todos presentes e todos interessados. No final, terminaremos com um lanche partilhado. CATEQUESE E PAIS Em primeiro lugar gostaria de dar os meus cumprimentos e agradecer o facto de terem criado o Espaço para os Catequistas, espaço este que poderá tornar-se num fórum de ideias inovadoras na nossa Paróquia. Nos nossos tempos, para além de necessitarmos de cativar e motivar as nossas crianças para a Catequese, torna-se cada vez mais difícil atrair os seus Pais e envolvê-los nas iniciativas da Catequese. Acredito que tal seria possível com a criação de um grupo organizado, tal como uma Associação ou Comissão de Pais, que teria como principal actividade a dinamização de momentos recreativos e lúdicos relacionados com a Catequese. Actividades da nossa Infância que agora se encontram perdidos tais como: jogar com o pião ou saltar a corda, entre outras. Poderíamos também pensar na criação de uma Biblioteca (com livros oferecidos e usados) e organizar caminhadas pela Natureza. Ficaria também sob a responsabilidade dos Pais a elaboração do convívio de fecho de ano da Catequese. Todas estas actividades seriam acompanhadas pela Liturgia e pela Palavra do Evangelho, porque a brincar também se educa. Julgo que esta seja uma maneira fácil de reunir os Pais, as Crianças e os Catequistas; partilhar experiências, aprender, ensinar e conviver. Catequista Georgina Eduarda

5 FILHOS DE DEUS Nos meses de Fevereiro e Março entraram para a Igreja pelo Baptismo: Raissa Filipa Santos Caseiro Mariana Alexandra Balio Costa João Francisco Alves Correia Leonardo Miguel Pereira de Sousa Afonso Joaquim Marques Braga Luana Carina Correia de Sousa Mariana Filipa Sousa Ferreira Pedro Filipe da Silva Amaro Iara Beatriz Barbosa Couto NAS MÃOS DE DEUS Cidália Alice Marques de França - 84 anos António do Couto - 76 anos José Fernando Neves de Sousa - 43 anos Manuel Domingos Moreira - 86 anos José Moreira dos Santos - 79 anos Joaquim Oliveira - 78 anos José Moreira de Castro - 78 anos José Luís dos Santos - 86 anos Maria da Luz de Castro Ferreira - 73 anos Maria Cecília de Sousa Bessa - 65 anos António José Martins dos Santos - 85 anos Maria da Conceição Pinto de Sousa - 79 anos Manuel Barnabé Pinto - 80 anos Laurinda Pereira - 84 anos Maria Moreira Martins 75 anos Arminda Lousada 94 anos Júlia Martins Ferreira 80 anos João Pedro Cruz Silva Ramos Maria Emília Moreira da Rocha José Maria de Almeida Couto Margarida Manuela Rodrigues Florêncio Maria de Lurdes Soares António da Silva João Manuel da Silva Soares Teresa Martins de Oliveira DE MÃOS DADAS Durante o mês de Novembro, celebraram o Matrimónio: José Carlos Oliveira Braga e Ana Rosa de Sousa Marques Braga Hélder Miguel Pereira Fernandes e Solange dos Santos Teixeira André Filipe Alves Ferreira e Andreia Patrícia Pinheiro Vieira Celebrar o Amor diante de Deus é reconhecer que Ele é a fonte de todo o Amor e também o Mestre que vos ensinará a amar para encontrardes uma felicidade verdadeira. CAMINHEIROS ALERTA CONTRA A DROGA Os Caminheiros do Agrupamento 892 realizaram um acampamento com o objectivo de compreender os Vícios das nossas sociedades (quer no passado quer no presente). Os elementos foram organizados em pares e cada grupo tinha como missão apresentar aos outros um tipo de droga, alertando-os para os perigos que correm aqueles que se deixam vencer por este tipo de substâncias. Os trabalhos incidiram sobre drogas como a cocaína, a heroína, o ecstasy, o álcool ou a marijuana, entre outras. No fim do acampamento, cada elemento tinha compreendido o mal que as drogas exercem sobre o ser humano e no que nos podemos tornar se as deixarmos tomar conta das nossas vidas. É através destes pequenos passos de sensibilização que a nossa sociedade poderá evoluir e compreender que é urgente alterar as Mentalidades. Damos graças a Deus pelas suas vidas e rezamos para que Deus, Cheio de misericórdia, os receba no calor da Sua bondade.

6 JEJUM, ESMOLA E ORAÇÃO Como sabemos, a Quaresma pretende celebrar a Ressurreição de Cristo. Esta começa na Quarta-Feira de Cinzas e acaba na Quinta-Feira Santa. Neste último dia é realizada a Última Ceia de Cristo. Durante este tempo, Cristo é celebrado através da Oração, da Esmola e do Jejum. São 40 dias de preparação que retratam a passagem de Cristo pelo Deserto. Antigamente, o Jejum só era efectuado 3 dias antes do Domingo de Páscoa. Ao longo dos anos, a Igreja tomou a decisão de aumentar este tempo de preparação para 40 dias, devido ao facto de quase todos os acontecimentos importantes da nossa Fé se realizarem sempre com o número 40 incluído. O objectivo da nossa ORAÇÃO, do nosso JEJUM e da nossa ESMOLA é alcançar uma Nova Vida. Durante estes 40 dias, procuramos deixar o pecado e envolvernos no sentimento do arrependimento. No Domingo de Páscoa, a nossa Fé é renovada e ressuscitamos, tal como Jesus Cristo. Daniela santos ESPAÇO CATEQUISTAS Ideias Partilhadas, Positivas e Pertinentes É com agrado que verificamos que o Espaço Catequista começa a cumprir o objectivo para o qual foi criado: dar voz aos Catequistas da nossa Paróquia! Contamos com a ajuda de TODOS para que este pequeno espaço possa contribuir para uma Catequese cada vez mais rica e inovadora! Participa! Um abraço! O POÇO A SUGESTÃO DO POÇO Arranja uma caixinha bonita, especial Leva-a para a catequese e apresenta-a aos teus meninos como se de um novo amigo se tratasse. Enche-a de perguntas simples relacionadas com os temas da catequese, escritas em pedacinhos de papel colorido dobrados em quatro. Podes também acrescentar tarefas (ex. procura na Bíblia os quatro evangelhos; faz o sinal da cruz; conta uma história da Bíblia que tenhas gostado). No fim de cada sessão de catequese, acrescenta uma questão. De vez em quando, coloca as crianças em círculo e faz passar a caixinha de mão em mão. Quando disseres STOP a criança que tem a caixinha retira uma pergunta. Se não souber responder, pode pedir ajuda a um colega! Vais ver que vão adorar e sobretudo consolidar alguns conhecimentos essenciais! MAS AFINAL PARA QUE SERVE A QUARESMA? A Quaresma sempre foi um tempo de introspecção, meditação, reflexão profunda sobre a vida e o mundo que nos rodeia (ou pelo menos deveria ser ) no entanto acaba por ser, muitas vezes e infelizmente cada vez mais nos nossos dias, um tempo igual aos outros, de correrias, de compras, de consumismo onde apenas os mais antigos, a maior parte das vezes por tradição e por ser pecado, não comem carne às Sextas-feiras. As gerações mais recentes, fruto desta tradição também se privam de algo como sinal de um tempo diferente: deixar o café, o chocolate ou até mesmo qualquer tipo de doces é sempre uma forma de marcar estes 40 dias. E depois? O que acontece efectivamente depois da Quaresma? Volta tudo ao normal, mesmo para aqueles que tentaram marcar este tempo de forma diferente Será que assim faz algum sentido esta caminhada? O caminho de Jesus até ao Calvário terminou com a sua morte. Morte de Cruz e Morte sofrida. Para depois Ressuscitar para um novo encontro com a Humanidade. Talvez sejam estes os exemplos que devemos seguir. É este O exemplo que temos que seguir. A nossa Quaresma tem que ser efectivamente um tempo de retiro pessoal e interior de cada um, de análise do ano anterior, de preparação do próximo, de correcção dos erros cometidos no passado, de pedir desculpas a quem fizemos mal, de pedir Perdão pelos erros cometidos. Deve ser também tempo de tolerância para com o próximo, de entender melhor os outros, as suas atitudes, os seus gestos e ir ao encontro deles no caminho da União e da Paz. É a altura certa para se fazer algo que possa tornar a nossa vida diferente, pelo tempo que já passou. Não deixar para outra altura, não deixar para depois o que nos pode tornar melhores seres humanos e melhores Cristãos. E depois é tempo de nós próprios ressuscitarmos para o mundo que nos rodeia, tempo de aproveitarmos as aprendizagens do passado e tornarmo-nos homens e mulheres mais fortes, mais maduros e mais praticantes da Palavra de Deus. Chega por fim a hora de Evangelizar, de assumir que somos Cristãos, crentes e que acreditamos que é possível mudar, apesar de para isso ser muitas vezes necessário sofrer tal como Cristo fez. Este é um Tempo Forte da Igreja, um tempo diferente de todos os outros e que não se repete. Não percamos esta oportunidade de tornar a nossa vida também diferente e melhor, connosco mesmo e para com os outros. Porque afinal para que serve a Quaresma se não der nenhum fruto? Que Cristo Ressuscite verdadeiramente no coração de cada um de nós e Viva connosco todo o nosso Caminho. Boa Páscoa para Todos! Vítor Almeida

7 PÁSCOA PASSAGEM Páscoa Passagem Ponte intemporal entre o deserto e a terra prometida entre a escravatura e a liberdade Páscoa Esperança renascida num mundo novo, construído sobre a base sólida dos mandamentos do amor Caminharam pelo deserto os antepassados de Jesus, impelidos pela esperança do encontro anunciado de uma terra onde corria leite e mel A aridez e a secura do areal infinito enegreceram-lhes a alma e maldisseram o seu Deus, o mesmo Deus que incumbiu Moisés de encabeçar a libertação do mundo de escravatura onde viviam, subjugados pela lei do faraó O mesmo Deus que abriu as águas do mar para que pudessem alcançar a outra margem Navegaram pelas dunas quentes, sem lei, mas no Monte Sinai, Deus revelou-lhes lhes o tesouro da felicidade e a terra prometida ficou mais perto e a festa da Páscoa aconteceu Páscoa Passagem de uma vida de pecado que nos escraviza, para a alegria imensa do arrependimento, do perdão, da absolvição libertadora Páscoa Mãos que se abrem para a partilha, lábios que proclamam a paz Dispamos o deserto que por vezes habita em nós e façamos a passagem para a outra margem Margem da vida, da esperança, do amor Cultivemos cada vez com mais empenho a terra que está prometida a cada um de nós para a fazermos desabrochar intensamente como um deserto florido depois de uma chuvada. Fernanda Albertina CONTAS DA SENHORA DAS MERCÊS Páscoa Passagem da morte para a vida Páscoa Ponte entre o desânimo e a esperança O Verbo fez-se carne e habitou entre nós, fez-se Homem e deixou-se morrer na cruz para mostrar ao Mundo adormecido o seu imenso amor por nós Fez-se cordeiro, para ser sacrificado na altura em que o seu povo festejava a Páscoa Às portas da cidade, aclamaram-no Rei, filho de David, agitando ramos de palmeira depois, deixaram-no só e libertaram Barrabás Mas as amarras da morte não o venceram, nem calaram a sua voz! Ressuscitou ainda mais forte, tão forte que a sua mensagem continua a ecoar pelos séculos e a sua boca a proclamar a Palavra imortal de seu Pai Páscoa Passagem do Inverno gélido à Primavera florida Ressurreição da Natureza, metáfora da vida, ciclo infinito sempre em renovação Páscoa O brotar dos rebentos tenros das árvores adormecidas, os campos pontilhados de cor, o casulo seco da lagarta feia que se transforma em asas livres de borboletas SALDO FINAL EM 31 DE MARÇO DE 2009( T1 T2 ) = 8.993,66 ( OITO MIL NOVECENTOS E NOVENTA E TRÊS EUROS E SESSENTA E SEIS CENTIMOS ). OBS. : Esta importância destina-se à manutenção, conservação e obras em curso na Igreja e Centro de Nossa Senhora das Mercês.

8 CONTAS DA IGREJA PAROQUIAL SAÍDAS CONTAS DA SENHORA DE FÁTIMA ENTRADAS Total entradas: 2.904,31 ; Total Saídas: 1.940,14 ; Saldo: 964,17

9 A ECOLOGIA NA NOSSA POSTURA DE VIDA. Estamos, felizmente, a encarar com alguma responsabilidade a problemática da ECOLOGIA, em todos os nossos ambientes, no entanto é necessário mais e sempre mais! Desde a alimentação ao uso dos mais variados instrumentos, no dia-a-dia, vamos tendo directrizes que nos ajudam a viver melhor e, sobretudo, a preparar um futuro com mais qualidade para todos os que vêm a seguir a nós. Muito bom e muito bem. Contudo, penso que é cada vez mais necessário começar a haver algumas preocupações com o modo como devemos tornar mais ecológica a nossa postura, na nossa vida do dia-a-dia. É necessário, penso eu, começar também a reciclar algumas maneiras de estar na vida, connosco e sobretudo com os outros. Desde bebé, conforme se vai crescendo e sempre crescendo, é muito importante que cada um de nós vá tornando a sua vida do dia-a-dia, dia, nos mais diversos ambientes, mais natural, mais ecológica, mais própria para um relacionamento melhor e também mais natural com os outros. É com o testemunho que nos vamos corrigindo melhor e melhor vamos cativando os outros. Perante as barbaridades que, ultimamente, a nossa sociedade tem implantado, naturalmente sem intenção, mas que vão acontecendo na família, nos infantários, nas escolas, etc., é tempo de RECICLAR a nossa postura de vida e preparar um mundo melhor, onde a família, como primeira célula da sociedade, seja o primeiro testemunho das boas maneiras e do respeito para com os outros. Que os infantários, escolas e outros ambientes, principalmente de ensino e formação, sejam viveiros sadios para uma sociedade melhor a construir. Damião França JANEIRAS EM FEVEREIRO, NA MINHA RUA! com o ribombar de um tambor, som harmonioso de uma viola e cânticos, no início da minha rua, no Belo Horizonte. Levanteime, subi o cortinado da janela e verifiquei tratar-se de um grupo de senhoras e um homem, tocando e cantando alegremente, ao mesmo tempo que subiam a íngreme Rua de Stª Luzia, parando na frente da minha residência. Já mais desperto, desci ao rés do chão, abri a porta principal e, em frente do Conjunto, constatei tratar-se do Senhor Padre Rosas, da Beatriz, mulher da minha geração, a esposa do Manuel Moreira dos Santos (Neca S. Jorge) como é mais conhecido, e mais algumas jovens. Não refiro os seus nomes por não as conhecer. Provavelmente conhecerei os seus pais!!! Verifiquei com agrado que o nosso Pároco dedilhava as cordas da sua viola com maestria qual um Paco Bandeira, cantando em simultâneo, versos que não decorei, mas pelas informações que me deram, correspondiam às tradicionais Janeiras, todavia o objectivo principal era angariar fundos junto da população da freguesia, para proceder a obras na Igreja Matriz. Também contribuí para a causa. De facto, pelo que vi na CRIPTA da Igreja, aquando do espectáculo de variedades no passado dia 07 de Fevereiro, este espaço está bastante degradado, como em tempos me dizia o meu amigo Serafim Gesta. Assim, como o orçamento da Paróquia para custear estas obras é insuficiente, todas as iniciativas semelhantes às do Domingo Gordo, serão bem-vindas. Está provado que a população da freguesia está solidária com o seu Pároco, sempre que seja para participar em causas justas, a bem da nossa Comunidade. Fiquei manifestamente alegre e jovial, com o desprendimento daquele grupo, que deixou o remanso das suas casas, para se dedicar a uma tarefa que só os enobrece. Oliveira de Sousa Era Domingo Gordo. Quem como eu não é vegetariano, não dispensa a tradicional orelheira de porco, por isso, convidei filhas e netos para almoçar. Enquanto as mulheres se ocupavam do arrumo e limpeza dos utensílios da cozinha e da sala, e a meteorologia estava de feição e a minha disposição também, fui descansar um pouco ou, como dizem os nossos irmãos brasileiros tirar um cochilo. Quando ainda estava no inicio de adormecimento, despertei

10 O CATEQUISTA Não. Não vou falar de mim como catequista! Já o tento ser há cerca de quarenta anos, embora com uns intervalos no percurso. Falarei somente do CATEQUISTA. Do Catequista que luta, sofre e se realiza quando tem a esperança de que vai poder deixar de dar apenas umas "pinceladas", umas noções sobre JESUS, para passar a preparar crianças, adolescentes e jovens para uma verdadeira EDUCAÇÃO na FÉ em CRISTO. O Catequista que quer conhecer um JESUS real e não um JESUS que anima as histórias das crianças. O Catequista que quer ultrapassar aquela ideia que por vezes tanto o "atormenta": só sirvo para aquele momento, para aquele ano, até o menino ou menina vestir o fato ou o vestido novo no dia da "festa". O Catequista que vive "ensanduichado" entre um tipo de educação quase sem regras (ou, pelo menos, sem o respeito pelos valores da educação e do civismo) e as perturbações de uma sociedade praticamente sem estruturas, sem raízes, que vai deambulando mais ao sabor do "nada" do que ao sabor da seriedade, da bondade e do respeito de uns pelos outros e por si próprios e que, hoje, vai grassando e apoderando-se das famílias. Mas " E AS CRIANÇAS SENHOR? " Sim. É por estas que o Catequista luta e sofre, se alegra e vive. Não se sente bem quando os "seus" meninos ou meninas faltam à catequese ou à Eucaristia. Porque ele ou ela, Catequista, está lá também, com as dificuldades próprias de quem também tem uma família ou afazeres diversos, como qualquer outro pai ou mãe. Como me sinto eu, pai ou mãe, que me limito a despejar o meu filho próximo da sala de catequese e, quase sem olhar para trás, corro para os meus afazeres? Que pai ou mãe sou eu que não penso que o(a) Catequista sofre e fica triste porque eu nunca lhe falei ou perguntei sobre o desempenho do meu filho na catequese? Se calhar nem o(a) conheço Há famílias com muitas e graves preocupações, pelos mais diversos motivos. A falta de trabalho e as desavenças do "casal" serão, com certeza, as mais difíceis de ultrapassar e a segunda é, muitas vezes, uma consequência da primeira. O desemprego causa perturbações gravíssimas nas famílias, inevitavelmente com consequências ainda mais graves nos lares mais frágeis. Não é fácil / possível haver um ambiente sereno em casa quando faltam os meios essenciais para se poder viver com um mínimo de dignidade. Não é fácil / possível uma educação salutar dos nossos filhos quando o relacionamento do casal é de total indiferença para com eles, nos mais diversos aspectos, mas, muito em especial, na Educação da Fé. Não fomos nós, pai e mãe, que nos responsabilizamos pela sua educação e formação? Não! Não foi para o Sr. Abade ouvir e passar à frente! E eu, Catequista, como posso superar a tristeza e a angústia, expressa no rosto da "minha" criança, porque a mãe não quer que ela vá à catequese ou o pai não quer que ela vá à Eucaristia? Que resposta tenho para esta criança? Ela aguarda pela minha palavra de orientação e de sossego! Não temos leis a apoiar a família e, por vezes, toda a formação humana parece caminhar no sentido de se ignorar a DEUS e ao próximo, vivendo-se um indiferentismo claro e vazio. O catequista é como um "Mago" que parte. Como um Sonho que pretende transformar. Mas será só o catequista que tem de partir para descobrir, aprender e trabalhar para transformar? E nós, pais, que somos os PRIMEIROS CATEQUISTAS DOS NOSSOS FILHOS, que fazemos? Apesar de todas estas dificuldades, o Catequista continua empenhado em aprender e transmitir às suas crianças a convicção de que a vida em CRISTO é alegria e festa em todos os momentos. Pais, saibamos onde andam as nossas crianças, cresçamos e caminhemos com elas, participemos nas suas actividades, cada uma no seu lugar e a seu tempo e não nos esqueçamos nunca que é importante um diálogo com DEUS (oração). Vamos todos, pais, catequistas e pároco, fazer da catequese uma parte importante da nossa vida. Um forte abraço de muito carinho a todos os Catequistas. Damião França

11 CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA Ferial (2ª a 6ª feira): H na Igreja Paroquial Dia 13 de Abril (2ª feira), não há Eucaristia, passando as intenções desse dia para 3ª feira Dominical Sábado: H. na Igreja Paroquial Domingo: 8.00 H. na Igreja Paroquial 9.00 H. na Igreja da Senhora de Fátima H. na Igreja da Senhora das Mercês H. na Igreja Paroquial Domingo de Páscoa: 8H Eucaristia na Igreja Paroquial 8H Eucaristia na Igreja da Senhora de Fátima 8H Eucaristia na Igreja da Senhora das Mercês (não há Eucaristia às H.) 18H Eucaristia na Igreja (da recolha do Compasso) No fim da Missa, saída da Visita Pascal que só se efectuará de manhã, até à hora do almoço. As ofertas recolhidas são para as grandes obras da Igreja que se iniciarão em breve. HORÁRIO DA SECRETARIA PAROQUIAL A Secretaria Paroquial está instalada junto da entrada lateral da Igreja do lado do Cemitério e funciona de 2ª a Sábados das Horas às Horas O atendimento normal do Pároco é de 3ª a 6ª feira das Horas às Horas. Se houver necessidade de atender noutro horário, pode-se combinar com o Pároco qualquer outra hora mais conveniente. CONTACTOS Igreja Paroquial de São Pedro da Cova Rua da Igreja SÃO PEDRO DA COVA Tel.: do Pároco: do Boletim Paroquial: EQUIPA EDITORIAL Daniela Filipa Ferreira dos Santos Fernanda Albertina Costa Correia Fernando José Teixeira Oliveira Fernando Silvestre Rosas Magalhães João Vasco Castro Rodrigues José Armando Coimbra de Pinho Vitor Damião França Almeida Arranjo Gráfico: Rui Pombares (www.token.pt) CAROS LEITORES E COLABORADORES A equipa do boletim paroquial O Poço agradece a preciosa colaboração de todos! De forma a permitir a publicação de um maior número de artigos, tendo em conta o espaço disponível, solicitamos que os textos que nos enviam não excedam os 1500 caracteres. Lembramos ainda que os artigos que recebemos poderão estar sujeitos a uma selecção, tendo em conta o espaço disponível, a pertinência dos assuntos tratados e a adequação ao tema mensal do boletim. Convém ainda referir que a equipa d O Poço reserva-se o direito de fazer pequenas correcções a nível da ortografia, acentuação, pontuação e sintaxe, bem como retirar pequenas passagens textuais, tendo em conta as necessidades e os objectivos do boletim. A Equipa d O Poço

12 O TESTAMENTO DE JESUS DE NAZARÉ EU, JESUS DE NAZARÉ, vendo próxima a minha hora e estando na posse das minhas plenas faculdades para assinar este documento, desejo repartir os meus bens entre as pessoas que ME são mais próximas. Sendo entregue como CORDEIRO para a salvação da humanidade, creio ser conveniente reparti-los entre todos. Assim, deixo-vos todas as minhas coisas que desde o meu nascimento estiveram presentes na minha vida e marcaram de um modo significativo: A ESTRELA aos que estão desorientados e necessitam ver claro para continuar em frente, e a todo aquele que desejar ser guiado e/ou servir de guia. O LUGAR DA MANJEDOURA aos que nada têm, nem sequer um lugar para se albergar ou um fogo onde se acalentar e poder falar com um amigo. AS MINHAS SANDÁLIAS São tuas as sandálias e daqueles que desejarem empreender um caminho ao longo do qual estejam sempre dispostos a avançar COMIGO. A BACIA onde lhes lavei os pés é para quem quiser servir, para quem desejar ser pequeno diante dos Homens, pois será grande aos olhos de MEU PAI. O PRATO onde vou partir o pão é para os que vivem em fraternidade e para os que estiverem dispostos a AMAR acima de tudo e a todos. O CÁLICE, deixo-o para os que estiverem sedentos de um mundo melhor e de uma sociedade mais justa. A CRUZ é para todo aquele que estiver disposto a carregá-la. A MINHA TÚNICA, a todo aquele que estiver nu e com frio. Também quero deixar como legado à humanidade inteira, as atitudes que guiaram a minha vida: que elas sejam a sua estrela guia. A MINHA PALAVRA e o ensinamento que Me confiou o MEU PAI, a todo aquele que a ESCUTAR e a puser em prática. A ALEGRIA, a todos os que desejarem partilhá-la. A HUMILDADE é para quem estiver disposto a trabalhar pela expansão do Reino dos Céus. O MEU OMBRO, a todo aquele que necessite de um amigo em quem possa reclinar a cabeça; ao abatido pelo cansaço do caminho para que possa descansar, ganhar forças e continuar a caminhada. O MEU PERDÃO ESTENDO A TODOS. Será dado a todos aqueles que dia após dia e pecado após pecado queiram voltar ao PAI. Naturalmente sinto especial predilecção pelos mais débeis. Tudo isto e ainda mais queria deixar-lhes, mas, sobretudo, é a MINHA VIDA o que lhes ofereço. "SOU EU mesmo que fico convosco para continuar a caminhar ao vosso lado, partilhando preocupações e problemas, alegrias e gozos. Sim, Eu Sou a VIDA, mas vós podeis transmiti-la Nada mais. Mantenham-se unidos e amem-se de verdade. EU VOS AMEI ATÉ AO EXTREMO E VOS LEVO NO MEU CORAÇÃO!

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

TESTEMUNHAS. atores e destinatários do projeto catequese/família

TESTEMUNHAS. atores e destinatários do projeto catequese/família TESTEMUNHAS atores e destinatários do projeto catequese/família Os testemunhos partilhados foram recolhidos a partir de um pequeno questionário realizado, no mês de maio de 2012, junto das famílias dos

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 Ao iniciar o novo ano de pastoral paroquial, aceitamos o desafio que nos é feito de continuarmos a nossa caminhada de cristãos atentos aos desafios de Deus e do

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba:

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba: PROGRAMAÇÃO SEMANA SANTA NA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA Organizada pela Arquidiocese de Curitiba, a Semana Santa terá início na quinta-feira, às 9 horas, com a Missa com Sagração dos Santo Óleos e Renovação

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária ocê é convidado a iniciar uma experiência de oração. Às vezes pensamos que o dia-a-dia com seus ruídos, suas preocupações e sua correria não é lugar apropriado para levantar nosso

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO

FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO CEP 12.209621 FORMAÇÃO DOS CATEQUISTAS ESQUEMA DO ANO LITÚRGICO O ano litúrgico, o que é? Qual a diferença do ano civil para o ano litúrgico? A importância do ano litúrgico na vida do cristão. É o tempo

Leia mais

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano FESTA DO PERDÃO Igreja de S. José de S. Lázaro 2º ano 5 de Março de 2005 FESTA DO PERDÃO As crianças com o seu respectivo catequista estão sentadas nos bancos. Na procissão de entrada, o sacerdote segurando

Leia mais

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução Festa do Perdão Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste Cristo Jesus, tu me chamaste Eu te respondo: estou aqui! Tu me chamaste pelo meu nome Eu te respondo: estou aqui! Quero subir à montanha,

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o 3 - Eucaristia O que é a Eucaristia? É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

MISSÃO PAÍS. Manual da Missão País

MISSÃO PAÍS. Manual da Missão País MISSÃO PAÍS Manual da Missão País Introdução Nos dias de hoje, quando ouvimos falar de missão, pensamos logo em acções de voluntariado em países subdesenvolvidos onde é preciso todo o tipo de ajuda para

Leia mais

LECTIO DIVINA 26 de julho de 2015 Domingo XVII do Tempo Comum Ano B. O mais bonito que o pão tem é poder ser partido e repartido. D.

LECTIO DIVINA 26 de julho de 2015 Domingo XVII do Tempo Comum Ano B. O mais bonito que o pão tem é poder ser partido e repartido. D. Perguntas para a reflexão pessoal Perante as necessidades com que me deparo, predisponho-me a dar da minha pobreza, a pôr generosamente à disposição o que sou e o que tenho? Acredito no potencial dos outros,

Leia mais

AS OBRAS DE MISERICORDIA 1. OBRAS DE MISERICÓRDIA CORPORAIS

AS OBRAS DE MISERICORDIA 1. OBRAS DE MISERICÓRDIA CORPORAIS 1 AS OBRAS DE MISERICORDIA «É meu vivo desejo que o povo cristão reflicta, durante o Jubileu, sobre as obras de misericórdia corporal e espiritual. Será uma maneira de acordar a nossa consciência, muitas

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos.

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos. Músicas para Páscoa AO PARTIRMOS O PÃO E C#m #m B7 E7 A C#M Refr.: Ao partirmos o pão reconhecemos/ Jesus Cristo por nós ressuscitado./ Sua paz B7 E A B7 E recebemos e levamos,/ Ao nosso irmão que está

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO

Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO Leitura do Livro do Génesis Deus disse a Noé e a seus filhos: «Estabelecerei a minha aliança convosco, com a vossa descendência e com todos os seres vivos que vos acompanham:

Leia mais

Missão Arronches 2012 Artigo Cluny

Missão Arronches 2012 Artigo Cluny Na semana de 10 a 17 de Julho, cinco jovens acompanhadas pela Irmã Olinda Neves, desenvolveram uma semana missionária em Arronches. Esta foi a segunda vez, que a Vila Alentejana foi palco de uma Missão

Leia mais

Missa no Dia de Páscoa

Missa no Dia de Páscoa 48 DOMINGO DE PÁSOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Missa no Dia de Páscoa aríssimos irmãos e irmãs em risto: Neste dia santíssimo da Ressurreição do Senhor, em que o Espírito nos faz homens novos, oremos ao

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

Avisos. Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010. AVISOS PAROQUIAIS sempre disponíveis em www.vidaparoquial.blogspot.

Avisos. Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010. AVISOS PAROQUIAIS sempre disponíveis em www.vidaparoquial.blogspot. Quarta-Feira Quinta-Feira Quinta-Feira Avisos Domingo VI do Tempo Comum De 14 de Fevereiro de 2010 a 21-2-2010 Jagardo Para os cristãos começa na próxima quarta-feira o tempo mais importante da fé, o ciclo

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

A Fe Parte 3 Vivenciemos nossa Fé com alegria

A Fe Parte 3 Vivenciemos nossa Fé com alegria Ano Novo 2013 Carta Pastoral do Bispo D. Paulo Otsuka Yoshinao Diocese de Kyoto A Fe Parte 3 Vivenciemos nossa Fé com alegria Fiquem sempre alegres no Senhor! Fl.4,4. O maior presente do cristianismo é

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Faz um exercício de relaxamento coloca-te na presença de Deus. Reza um salmo (aquele que o teu coração pedir no momento).

Faz um exercício de relaxamento coloca-te na presença de Deus. Reza um salmo (aquele que o teu coração pedir no momento). O Caminho de Emaús Faz um exercício de relaxamento coloca-te na presença de Deus. Reza um salmo (aquele que o teu coração pedir no momento). Leitura: Lc 24, 13-35 Todos nós percorremos frequentemente o

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Festa da Luz 1ºano. Fizeram a Festa da Luz:

Festa da Luz 1ºano. Fizeram a Festa da Luz: Fizeram a Festa da Luz: Festa da Luz 1ºano Permanecei em mim, Senhor! Assim brilharei com o Teu próprio fulgor Que será também uma luz para os outros. Carolina Vidal Pires Constança Faneca Alves Gonçalo

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Pereira É o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. É a manifestação de Deus em nosso tempo

Leia mais

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória,

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória, Livro 1 página 57 Lição Oito O Culto a Deus Que É Culto? O culto é o ato de reconhecer a Deus por quem Ele é. Inclui uma atitude de reverência, devoção e adoração da parte da pessoa que pensa acerca de

Leia mais

Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que. ilumina o Ser e o Saber humano.

Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que. ilumina o Ser e o Saber humano. O Colégio de Santa Clara é uma Escola Católica Franciscana Hospitaleira. Como Escola, é para a pessoa e da pessoa. Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que ilumina

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 12 Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 2 Jogo da corrida das ovelhas 11 1. Monta-se o presépio (8 de dezembro). 2. Faz-se um caminho para a manjedoura. 3. Cada elemento da família

Leia mais

VII DOMINGO DA PÁSCOA - Ano C Ascensão do Senhor

VII DOMINGO DA PÁSCOA - Ano C Ascensão do Senhor VII DOMINGO DA PÁSCOA - Ano C Ascensão do Senhor Enquanto os abençoava, foi elevado ao Céu 8 de Maio de 2016 Admonição Inicial - Cântico Inicial - Eu acredito Nós sabemos porquê, porquê seguir esta estrada

Leia mais

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO PROFISSÃO DE FÉ AMBIENTAÇÃO Irmãos, celebramos hoje o Domingo de Pentecostes, dia por excelência da manifestação do Espírito Santo a toda a Igreja. O Espírito manifesta-se onde quer, como quer e a quem

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Bom dia! Há gestos que nesta altura a quaresma, ganham uma dimensão ainda maior. Enchem-nos. Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas de uma aldeia

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz

O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz Completando a coleção do quadriênio junto com o término do Planejamento IELB 2014, temos as imagens menores que apontam para os cartazes anteriores.

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

A Alegria do Evangelho Lectio Divina

A Alegria do Evangelho Lectio Divina A Alegria do Evangelho Lectio Divina #20 [01 MAI 2014] CONHECER para ter ESPERARANÇA e SER ALEGRE Oração inicial: Invocação do Espírito Santo V. Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis.

Leia mais

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40.

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Como no dia de ontem, o grupo reuniu-se às 19h30 para iniciar a tarefa de

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Mensagem aos Fiéis Paroquianos

Mensagem aos Fiéis Paroquianos Mensagem aos Fiéis Paroquianos O ano já está terminando! Ao olhar para trás, quantas coisas realizamos. Ao olhar para frente, quantas oportunidades se aproximam a favor da evangelização do nosso povo.

Leia mais

Servidores da Caridade

Servidores da Caridade Homilia da Missa Crismal 2011 Servidores da Caridade António Marto Catedral de Leiria 21 de Abril de 2011 Cantarei eternamente a bondade do Senhor A liturgia da Missa Crismal encerra uma beleza espiritual

Leia mais

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria 2 www.aciportugal.org 11 ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus Cristo, hoje sentimos a Tua paixão por cada um de nós e pelo mundo. O

Leia mais

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA 27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA [Este subsídio destina-se a ser usado por uma família durante o curto percurso de entrada para a Porta Santa. Dependendo

Leia mais

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Paróquia de Calheiros, 1 e 2 de Março de 2008 Orientadas por: Luís Baeta CÂNTICOS E ORAÇÕES CÂNTICOS CRISTO VIVE EM MIM Cristo vive em mim, que

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Solenidade da Assunção de Nª Senhora. Ano B

Solenidade da Assunção de Nª Senhora. Ano B Solenidade da Assunção de Nª Senhora Admonição Inicial Cântico Inicial (Tu és o Sol) Refrão: Tu és o sol de um novo amanhecer! Tu és farol, a vida a renascer Maria! Maria! És poema de amor! És minha Mãe

Leia mais

COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM

COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM CONVITE: A Paróquia de São Francisco de Assis tem a honra de lhes convidar para a Festa do Nosso Amado Padroeiro com o Tema: COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM Que realizar-se-á

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR O que Deus uniu o homem não separe! ACOLHIDA Comentarista: Estamos reunidos para celebrar o Amor. Do amor desses dois jovens. N e N vai nascer

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

LAUSPERENE das Crianças da Catequese 1 de Dezembro de 2010 - Carreço

LAUSPERENE das Crianças da Catequese 1 de Dezembro de 2010 - Carreço LAUSPERENE das Crianças da Catequese 1 de Dezembro de 2010 - Carreço Cântico: Deixa Deus entrar Deixa Deus entrar na tua própria casa Deixa-te tocar pela sua graça Dentro em segredo reza-lhe sem medo Senhor,

Leia mais

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 Objetivo A partir das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e do 7º Plano Diocesano de Pastoral (2013-20150,

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

Setembro Mês da Bíblia

Setembro Mês da Bíblia Setembro Mês da Bíblia Discípulos missionários a partir do Evangelho de João Permanecei no Meu amor, para produzir muitos frutos (Cf. Jo 15, 9-16) Retiro Espiritual Arquidiocesano AO Pe. Vânio da Silva.

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ AMAI-VOS Domingo passado, ao celebrar o tema da misericórdia, tive a oportunidade de estar com milhares de pessoas tanto na Catedral Metropolitana como no anúncio e instalação do Santuário da Misericórdia,

Leia mais

SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO 25 DE DEZEMBRO DE 2015. Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde Eucaristia dinamizada pelos catequistas

SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO 25 DE DEZEMBRO DE 2015. Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde Eucaristia dinamizada pelos catequistas SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO 25 DE DEZEMBRO DE 2015 Admonição de entrada [Matilde Carvalho] Entrada: toca o Sino Toca o sino pequenino Sino de Belém Já nasceu o Deus menino Para o nosso bem

Leia mais

CANTOS PARA O NATAL CANTO DE ENTRADA:

CANTOS PARA O NATAL CANTO DE ENTRADA: CANTO DE ENTRADA: CANTOS PARA O NATAL 01. PEQUENINO SE FEZ (SL 95): J.Thomaz Filho e Fr.Fabretti Pequenino se fez nosso irmão, Deus-conosco! Brilhou nova luz! Quem chorou venha ver que o Menino tem razão

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 1. ENTRADA (Deixa a luz do céu entrar) Tu anseias, eu bem sei, por salvação,

Leia mais

Cantos para o Tempo Pascal Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil

Cantos para o Tempo Pascal Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil C Em F C... O Senhor ressurgiu,... Aleluia, aleluia! F Dm Dm7 G...É o Cordeiro Pascal,... Aleluia, aleluia! C Em F C Imolado por nós,...

Leia mais